GATO PIVÔ DE DISPUTA: Proibição de animais de estimação em condomínio chega até o STJ

Dona do animal de estimação afirmou que gata não incomodaria vizinhos. Foto: Hypeness

A 3ª Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) deverá julgar nesta terça-feira (14) uma disputa entre uma moradora e o prédio onde reside pela proibição de seu animal de estimação, a gata Nina.

O caso está na pauta para julgamento do STJ, que é a última instância antes da Justiça brasileira antes do STF (Supremo Tribunal Federal). O Ministro Ricardo Villas Bôas Cueva decidiu que o recurso da dona da gata era merecedor de maior análise da Corte.

A dona do gato recorreu argumentando que, mesmo com a legislação brasileira afirmando que as determinações de condomínios em relação à presença de animais de estimação devem se sobrepor às vontades individuais de cada morador, era justo que a gata vivesse no prédio, por não apresentar “nenhuma interferência ou perturbação na saúde e sossego dos demais moradores”.

Para sustentar o argumento, a defesa citou o artigo 1.228 do Código Civil, sobre propriedade, que diz que “o proprietário tem a faculdade de usar, gozar e dispor da coisa”.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Taí para que serve o Eçetejota. Depois não confunda toga com capa de vampiro.

  2. Marcelo disse:

    Acho que se o estatuto do condomínio permite, tudo bem, mas, caso contrário, acho que deveria ser proibido, eu mesmo gostaria de morar em um condomínio que não tivesse gatos e cachorros.

  3. Larissa Lamy disse:

    Gato e porco em condomínio pode. Cachorro eu não concordo.

  4. LEO disse:

    IMPORTANTÍSSIMO!!!

Condomínio na Grande Natal é invadido por bandidos, moradores são rendidos e sete casas são alvos de arrastão

Foto: Ilustrativa

Em plena noite dessa terça-feira(12), por volta das 21h, três homens armados renderam moradores que estavam saindo para uma missa e obrigaram as vítimas a abrir o portão de um condomínio de casas no município de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. De acordo com a Polícia, o espaço residencial fica localizado no bairro Jardim Petrópolis. Na ocasião, todas as sete casas do local foram invadidas.

Segundo a Polícia, o carro de um dos moradores foi usado para transportar os objetos das casas e também foi roubado. Dentre os objetos levados estão aparelhos de TV, computadores, aparelhos celulares, joias, entre outros.

A Polícia Militar foi chamada logo após o arrastão e fez buscas pelos criminosos, mas nenhum suspeito foi encontrado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Helena disse:

    Agradecer ao PT por essa geração perdida e bandida.
    O negócio agora é sniper, motoqueiro solitário e mão branca etc pra resolver.

  2. Waldemir disse:

    Se já tivesse liberado a posse e o porte de arma no mínimo esses ladroes iriam enfrentar duas armas para os
    Moradores defenderam seu patrimônio e sua familia

  3. Lobisomen disse:

    Se o assalto fosse na casa dos polícias com certeza os bandidos tinha sido pegos, infelizmente

  4. carlos diniz disse:

    essa é para os que acham que estão seguros nos condomínios fechados… adianta de nada meu amigo, passou do portão é alvo igual todo mundo. Precisamos é cobrar segurança pública do presidente eleito e de FátimaGópi

TRT-RN não reconhece vínculo de PM que fazia vigilância de condomínio em Natal

A Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) não reconheceu o vínculo de emprego de um policial militar que fazia segurança armada no Condomínio Parque Residencial Serrambi II.

A decisão confirmou julgamento anterior da 9ª Vara do Trabalho de Natal no processo em que o soldado alegou ter prestado serviço como vigilante armado no Condomínio, entre julho de 2015 e outubro de 2016, com escala noturna de 12 horas de serviço por 72 de descanso.

O condomínio reconheceu a prestação de serviço, mas negou a existência de vínculo, porque o autor do processo fora contratado com outros três soldados, que trabalhavam em dias de folga da corporação.

Esses policiais, segundo o condomínio, prestavam serviço no máximo duas vezes por semana, sem subordinação ao condomínio, habitualidade ou pessoalidade na execução do serviço.

Mesmo entendendo que a Súmula 386 do Tribunal Superior do Trabalho admite a relação de emprego entre policial militar e empresa privada, a juíza convocada Isaura Barbalho Simonetti, relatora do processo no TRT-RN, não reconheceu o vínculo.

Em sua decisão, a juíza considerou o depoimento de um dos policiais que prestavam serviço ao condomínio. Ele afirmou que os PMs se revezavam “de acordo com a disponibilidade do seu tempo”.

Pelo esquema de trabalho deles, quando um policial estava escalado para trabalhar na PM, era substituído por outro que estava de folga.

Para a juíza, o reclamante “tinha perfeita autonomia para decidir em quais dias prestaria serviço”, organizando sua escala com os demais policiais, sem nenhuma interferência do contratante.

Isaura Simonetti concluiu que não havia vínculo de emprego entre as partes, “diante da ausência dos requisitos essenciais para a sua caracterização (artigo 3º da CLT), notadamente a subordinação jurídica”.

Ela foi acompanhada em seu voto pela unanimidade dos desembargadores da Turma.

Processo nº 0001489-79.2016.5.21.0009

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joca disse:

    Ricardo Motta é mais bandido do que chefe de facções criminos .

STJ dá ganho de causa a condomínio e mostra que Promotoria do Meio Ambiente de Natal estava equivocada

Os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiram, 11 anos após os primeiros embargos contra a obra, negar ao Ministério Público do Estado o pedido para prosseguimento da ação movida pelo MP contra o condomínio Buena Vista, situado na BR-101, na região do rio Pitimbu, em Parnamirim.

Em junho do ano passado, a promotora Gilka da Mata conseguiu no STJ, em caráter liminar, decisão concedendo ao MP o pedido de negativa para que as licenças do Buena Vista não fossem emitidas. Com áreas já compradas, o embargo gerou ações judiciais de compradores contra os empresários que erguiam o equipamento. Na época, o MPRN alegava que não teve o direito de opinar na Justiça de Parnamirim sobre os laudos da obra. A ministra Regina Helena Costa entendeu que o direito ao contraditório foi violado e suspendeu o prosseguimento do empreendimento.

Quase um ano e meio depois, e após um julgamento com interrupções por pedido de vista, os ministros da Primeira Turma do STJ decidiram negar, no julgamento de mérito, os pedidos do Ministério Público.

Significa, na prática, que a Justiça sinalizou positivamente à construção do condomínio.

Não cabe recurso a outro tribunal, como o STF – a menos que o Ministério Público do RN aponte que o processo trata de algum direito previsto na Constituição Federal e que está em risco nesse julgamento.

Quando foi embargado mais uma vez, desta vez pelo STJ em 2016, o condomínio Buena Vista estava em fase de emissão de licenças pela prefeitura de Parnamirim. Agora, essa fase deverá ser retomada.

O Buena Vista conquistava mídia esporadicamente sempre que crateras se abriam na BR-101, na região do Pitibum. Nessas ocasiões, ONG’s costumavam vir a público atribuir ao condomínio a possibilidade de ampliar ainda mais a degradação na região.

Os embargos às obras levaram vários compradores a acionarem a Justiça contra a construtora, por terem realizado investimento sem terem a devida contraprestação.

Como ficam agora os prejuízos gerados contra o setor produtivo agora que o STJ indica que não há ilegalidades no processo de construção? Quem vai reparar o dano causado e cobrir as despesas econômicas que a construtora teve?

A defesa do meio ambiente é instrumento de indispensável necessidade ao equilíbrio social, mas seu exercício não deve ser confundido com a luta de quem é oposição ao desenvolvimento por questões ideológicas, ainda mais quando tal luta é custeada através do aparelho estatal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Roberto Campos disse:

    Por essas e outras que precisamos da Lei de Abuso de Autoridade!!!

  2. Alana disse:

    Num país onde as leis são relegadas aos achismos e intervenções populares, resta à população "feliz" ver o curso do PRINCIPAL MANANCIAL DE ABASTECIMENTO DAS ZONAS SUL E LESTE de Natal ser ocupado indiscriminadamente.

  3. Francisco leilton Ferreira disse:

    Gilka da Mata, é da Mata, mas mora em condomínio.
    Essa é um atraso para o nosso estado, nem potiguar é!

  4. Lucena disse:

    Ela sempre se julga acima da lei, um dia a casa tinha que cair….??

  5. francisco nunes disse:

    O mais grave é que, agora, cabe ação de indenização contra o Estado (responsabilidade objetiva) e o sabido(a) do Promotor(a) não vai sofrer qualquer despesa. O povo paga a conta. É f…………….

  6. Antônio disse:

    Luta contra o assoreamento de um rio e seu consequente desaparecimento é uma questão ideológica agora!? se fala tanto do politicamente correto, da demonização deste, mas certa faixa da população tem sua própria cartilha do politicamente correto, passa por pontos como ambientalismo = comunismo, urbanismo = comunismo, entre tantos outros fatores. Crescimento sustentável está totalmente ligada com rendimentos monetários futuros, vejam a orla de cabo branco em JP compare com ponta negra, um crescimento totalmente desordenado na nossa orla hoje cobra seu preço alto, difícil um turista retornar aqui com as condições atuais e ainda agravar. É um fator a ser abraçado por todos e não ser taxado por rótulos. PS: aguardo ser chamado de esquerdopata, lulista, petista. Mas sinceramente reflitam.

  7. Chico disse:

    E AQUELE HOTEL INACABADO NA VIA COSTEIRA, COMO FICA?
    Hoje até pra cortar uma árvore que está atrapalhando e colocando em perigo uma residência, tem que fazer uma requisição a SEMURB e esse órgão, inútil, não resolve a tempo.
    As coisas só funciona lá por meio de propina ou se conhecer alguém que trabalha dentro para adiantar o seu processo.

    • Joanilson disse:

      Se esse hotel tivesse sido construído nos estados da BA, CE ou PE, já estaria em pleno funcionamento, gerando milhares de empregos diretos e indiretos, pois os gestores públicos teriam encontrado uma solução razoável para resolver a questão, pensando no bem da população, onde de forma inteligente e sensata, optaria pela geração de emprego e renda e não na ateria a filigranas jurídicas para embargar a obra. Um crime de lesa patrimônio ao povo do RN.

  8. BRASIL COM S disse:

    Proteção ao meio ambiente e ao bem comum agora são coisas de "esquerdopatas"? Essa direita tupiniquim é de dar pena mesmo

  9. Indignado disse:

    Aqui só se pensa no próprio umbigo, no próprio bolso, no próprio seu investimento. Ótimo vamos construir no rio Pitimbu, dentro dele! O planeta não se sustenta, mas o vil metalzinho….

  10. Fábio disse:

    Excelente notícia!
    Mas é bom lembrar que a luta p/atrapalhar o desenvolvimento do RN continua.

  11. JP Prates disse:

    Caro BG.

    Mais uma vez, em respeito ao bom trabalho e audiência de alto nível a que vc se dedica, venho comentar mais uma postagem que considero confusa.

    Em primeiro lugar, dado que o Blog do BG há muito deixou de ser apenas um blog pessoal (exclusivamente com opiniões individuais) para conter também notícias diretamente retiradas de agências de notícias e outros itens exclusivos produzidos por reportagem própria, é mais do que conveniente que postagens com opinião sejam salientadas como tal, e, mais importante ainda, assinadas pelo autor ou referidas como “Editorial”, sob responsabilidade do editor-chefe do canal. O Blog do BG é hoje um informativo, tanto quanto os tradicionais jornais/portais do Estado. Por isso, a diferenciação do que é OPINIÃO e do que é NOTÍCIA afigura-se apropriada em respeito à justificada (des)atenção dos leitores mais apressados.

    Em segundo lugar, e aí entro apenas na parte da minha opinião também, considero bastante exagerado acusar-se a promotoria de meio ambiente de agir por “questões ideológicas” – argumento que, aliás, vem se tornando um verdadeiro MANTRA por parte daqueles que se vêem de alguma forma incomodados no livre curso de suas atividades e costumam intitular-se “setor produtivo”, como se todos os demais setores da sociedade fossem apenas meros parasitas ou vagabundos.

    Não foi errado o fato da Promotoria do Meio Ambiente recorrer a instância superior quando não foi devidamente ouvida no processo de licenciamento. Isso é atribuição DE OFÍCIO dela. Se ela não o fizesse, poderia ser até mesmo ser acusada de prevaricação, pois é a sociedade quem vigia o seu trabalho. Quanto ao julgamento final do mérito das alegações da promotora, é evidente que poderia ter resultado a favor ou contrário a ela. Isso também faz parte do funcionamento normal da Justiça – infelizmente mais lentamente do que todos nós gostaríamos.

    Finalmente, quanto às indagações sobre reparações ao “dano causado”, fica a observação de que qualquer empreendedor, no Brasil ou em qualquer lugar do mundo, sabe (ou pelo menos deveria saber e esperar) que está sujeito a interpelações quanto ao licenciamento ambiental – e outras permissões por parte de órgãos públicos. E deve precaver-se de ante-mão para isso, principalmente se a área ou região explorada tiver potencial de afetar recursos naturais ou sociais relevantes. Imagine quantos agentes do Poder Público teriam condições de interpelar situações de risco ambiental potencial se lhes recaisse individualmente a responsabilidade de indenizar os empreendimentos eventualmente embargados pelos “lucros cessantes” durante o tempo de análise? Seria um sistema inerte e acovardado, na proteção dos direitos ambientais (difusos por natureza). É exatamente por isso que NÃO é assim. A promotoria tem, mais do que o direito, o DEVER de agir, sempre que encontrar risco iminente cuja reparação posterior seja difícil ou mesmo impossível. Portanto, comprar um terreno e sair vendendo lotes, antes de licenciado, é risco inerente à estratégia do empresário que assim o faz.

    Essa história de se tentar impingir atitude ideológica à generalidade dos agentes do Poder Público é, a meu ver, um oportunismo dos mais rasos e deletérios para a sociedade, que se aproveitando da seletiva onda de escândalos que massacra nosso dia-a-dia desde 2014. Desproporcional e desigual, para uns e para outros, ELA SIM é que confunde luta contra a corrupção com atuação ideológica e partidária.

    Quando (parte d)o “setor produtivo” acusa seus fiscais de perseguição ou ideologia está ciente que, do contrário, o servidor público estaria sendo corrupto ou leniente, pois quanto a eventuais abusos, as instâncias devidas podem (e devem) ser utilizadas. Mas, sintomaticamente, raro é quando isso acontece.

    PRODUTIVA é a sociedade toda, quando gera ciclos de investimento público e privado, com respeito ao meio ambiente e aos fatores sócio-culturais e econômicos locais, gerando conforto seguro e condições de vida e trabalho justas para todos, nos seus mais diferentes estratos. Isso, infelizmente, não se atinge com “laissez-faire” e “laissez-passer” ultra-liberal. Os que hoje elogiam Portugal, Canadá, Noruega, Austrália e até Miami como lugares bons para se viver, talvez possam dar sinceros depoimentos sobre como estas sociedades chegaram lá. Certamente não foi com "Estado-Minimo" e “Fla-Flus” medíocres entre direita e esquerda.

  12. Fabio disse:

    Dra Gilka, ande na orla marítima de ponta negra ao invés de ficar procurando chifre em cabeça de cavalo.

  13. Henrique disse:

    Eis uma das âncoras que não deixa o RN crescer. O MPRN mais uma vez e esses ambientalistas esquerdopatas. Como recuperar o prejuízo? A melhor saída do estado é o Aeroporto.

  14. ELTON disse:

    SENSACIONAL NOTICIA…..DERROTA PARA OS QUE QUEREM ATRASAR NATAL….ESSAS PESSOAS SÃO ESSES AMBIENTALISTAS E ESQUERDITAS. ESSE TURMINHA SEMPRE TRABALHA CONTRA O DESENVOLVIMENTO URBANO. O CONDOMINIO DEVIA BOTAR ELES NA JUSTIÇA.

  15. Ed disse:

    Sem entrar no mérito da decisão do STF ou da atuação da promotoria do meio ambiente. A defesa do meio ambiente não é uma questão ideológica! Ambientalistas não defendem o meio ambiente para satisfazerem o próprio ego. Que sentido tem isso? O objetivo é sempre o bem comum, inclusive o seu! E respondo aos questionamentos: os prejuízos às empresas (meia dúzia de empresários) serão recuperados em dois tempos. E alguém tem alguma dúvida que aquele assoreamento às margens da BR 101 não foi causado pelo condomínio? Quem vai reparar esse dano? E mais, essa luta DEVE ser custeada pelo aparelho estatal! Afinal, é o Estado que tem que preservar o bem comum e garantir o bem estar das futuras gerações.

    • Ceará-Mundão disse:

      Creio que o amigo não entendeu direito os comentários. A meu ver, não se defende a inexistência de qualquer controle estatal sobre o meio ambiente. Mas há flagrantes exageros. Demoras infindáveis, entraves absurdos e normas por vezes impraticáveis, que entravam o progresso. E essa questão ambiental tem o seu lado ideológico sim. É uma das facetas da "nova esquerda" mundial. Outra é o tal do "politicamente correto".

    • Ed disse:

      O meu comentário foi para a própria matéria, amigo. As demoras, os entraves e as normas que vc diz impraticáveis são tudo reflexo da falta de investimento do setor público nessa área. Só para citar um exemplo, sabe quando o Idema teve um concurso público? Nunca! Há mais de 30 anos funcionado com funcionários cedidos e bolsistas com vínculos temporários. Como dar andamento a um processo dessa forma? Entende onde está o atraso? Sobre o lado ideológico, tenho N amigos que se julgam de "direita" e são ambientalistas. Mas enfim, temos pensamentos diferentes e se discutirmos não vamos chegar a lugar nenhum. Rs

  16. LULADRÃO disse:

    Notícia muito boa. Empregos a mais, impostos e mais segurança para aquela área. No meu entender o condomínio deveria entrar com uma ação contra o MPRN e todos que atrasaram a construção. Com raras exceções, esquerdistas e ambientalistas não acrescentam nada ao desenvolvimento.

  17. Marcos disse:

    A promotora deveria ser indiciada por perseguição e pagar os prejuízos !

  18. Alex disse:

    Esse MPF é brincadeira. Depois que prejudica o empreendimento e dá um prejuízo enorme a empresa. Quem vai ressarcir aos empreendedores a conta?

    • JCabral disse:

      A própria Justiça paga, através da Promotoria que embargou a obra!!!!

Socialite que promete doação de R$ 500 mil a Lula não paga nem condomínio

A socialite Roberta Luchsinger, de 32 anos, neta de um ex-acionista do banco Credit Suisse, que prometeu doar R$ 500 mil ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não paga o condomínio do apartamento onde mora, em um bairro nobre de São Paulo, desde dezembro de 2014.

Segundo a advogada que defende os interesses do prédio, a dívida já estaria em R$ 232 mil. “Ela não constituiu advogado para esse processo, que correu à revelia. Nós já estamos na fase de avaliação pericial. O apartamento deve ir a leilão em breve”, disse a advogada Ana Beatriz Cardoso de Souza.

O edifício, localizado em Higienópolis, tem um apartamento em cada um dos 11 andares. Os outros moradores estariam “loucos da vida” com a notícia da suposta doação ao ex-presidente – já que o não pagamento da dívida tem recaído sobre eles.

Procurada pela reportagem, Roberta, que é filiada ao PC do B e pretende se candidatar a deputada estadual, disse que estava em um jantar e não poderia falar. No Twitter e no Facebook, ela escreveu que poderia “dobrar a doação” ao ex-presidente. A reação de Roberta nas redes sociais foi em relação à reportagem publicada pelo jornal “Folha de S.Paulo”, que mostrou que ela já havia sido intimada a pagar uma dívida de R$ 62 mil com uma loja de decoração antes de fazer qualquer tipo de doação.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo disse:

    Isso tem que ser melhor investigado. Quanto a doar e não pagar. Nada temos haver com isso.

  2. Maria disse:

    Kkkkk vai ser mais um calote. Kkkkk essa promessa de doação a colocou na mídia. Era isso que a menina rica que "esquece" de pagar seus compromisdos queria.

  3. Antonio Leandro disse:

    É brincadeira

  4. Luciana o monteiro disse:

    Como todo comunista : sucesso no gogó !!dependem de holofotes … vai doar ??? Pague antes o que deve , antes querer aparecer ! Pilantra como todos outros da esquerda ! Na esquerda só tem iludido ou bandido !

  5. Roberto carlos disse:

    Essa vagaba aí, já conseguiu o que queria, os cinco minutos de fama! Graças a essa imprensa buceta que atua neste nosso país.
    Incluam-se aí os fofoqueiros de plantão, que se auto nominam "blogueiros".

  6. FELIZARDO ALEGRE disse:

    E TU QUE SÓ PAGOU O PINTA NATALENSE A FORÇA, CABRA DE PEIA BABÃO???

  7. arnaldo lopes disse:

    Socialista,lite de araque.Eh tudo a mesma "MMMMM".

  8. vilanir gurgel disse:

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  9. Santos disse:

    Milionária e veiaca, pode?

  10. Rolandolero disse:

    Essa é da Patota de Lula….

  11. Margareth disse:

    kkkkkkkkkk!

  12. Alf disse:

    Lula e ela tem então muito em comum.

    • Humilde Iconoclasta disse:

      Hahaha. Similares se atraem.

    • paulo disse:

      BG
      Isto é uma VIGARISTA querendo holofote, inclusive fala-se que será candidata a deputada. Só faltava isto, mais no brasil é moda ser corruPTo e ser candidato na maior cara de pau e ainda tem uns BABACAS para votar nelles e nellas.

  13. Joao disse:

    Depois ela vai dizer que o apt que mora nao é dela e nem é ela que frequenta, e que nao conhece de onde veio o dinheiro que estao falando. Aprendeu com o mestre.

  14. ventura disse:

    Mais uma comunista milionária graças ao capitalismo e que prefere visitar Miami do que Cuba. kkkkkkkk Socialismo só com o dinheiro dos outros.

Escada de concreto desaba e mata operário em condomínio fechado em Parnamirim

Morreu nesta segunda-feira (27), em um condomínio fechado Parnamirim, na Grande Natal, um operário de 19 anos identificado como Bruno Henrique Martins Teixeira.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima trabalhava em uma casa do condomínio Cidade dos Bosques colocando gesso, quando uma escada de concreta desabou sobre ele. O corpo foi removido pelo Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep).

Executado em condomínio em Ponta Negra tinha profissão e identidade falsas e respondia por tráfico

O homicídio que havia chocado até o momento a zona sul de Natal nessa segunda-feira (20), em um condomínio residencial em Ponta Negra, por volta das 10h30, reservou uma surpreendente revelação nesta terça-feira (21). A vítima até então identificada como César da Silva Melo, suposto corretor de veículos, na verdade era um traficante de drogas procurado pela Polícia, e que tem como seu nome real Romeu César da Silva Melo.

Segundo a Polícia, através do Portal BO, a vítima respondia por tráfico de drogas em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, onde foi preso pela Polícia Federal no ano de 2010 com 30 quilos de crack.

A titular do 15º Distrito Policial, delegada Taís Aires Telino, informou que já solicitou as imagens das câmeras de segurança do condomínio e ainda ouvirá funcionários do prédio para saber como os assassinos entraram e saíram do local da área interna do imóvel.

A execução

A vítima foi executada no instante em que saía do prédio em que morava, no condomínio Lual de Ponta Negra, na rua Tenente Olavo Francisco dos Santos. Ele estava acompanhado da esposa e do filho de apenas dois anos. De acordo com a Polícia Militar, através do 5º Batalhão, dois homens armados invadiram o espaço residencial, aguardaram pela saída do trabalhador e o seguiram até o estacionamento. Na ocasião, efetuaram cinco disparos de arma de fogo, três deles na cabeça, um no peito e outro nas costas, sem qualquer chance de reação.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Valdecir disse:

    TRABALHADOR???? KKKKK

Residencial Solar João e Marilda: 503m² de luxo da Ecocil para o cliente de bom gosto

VARANDA-FINAL-1Morar no Condomínio Residencial Solar João e Marilda significa vivenciar as melhores coisas da vida, sem nem precisar sair de casa. Conforto, espaço, tranquilidade, sofisticação, segurança e lazer. Tudo isso fará parte do seu dia-a-dia, com toda naturalidade.

O empreendimento único e exclusivo da Ecocil, contará com o maior apartamento da cidade, medindo 503m², e uma cobertura com 901m², na área mais nobre de Natal, o bairro Petrópolis.

SUITE-VISTA-GERAL-1Trata-se de um projeto residencial arquitetônico moderno e arrojado, com 2.012 m² desenvolvidos em uma torre com 24 andares. A entrega está prevista para 2014.

Justiça Federal determina paralisação da construção de condomínio em Extremoz

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte determinou a paralisação da construção do Condomínio Punta Del Mar, no município de Extremoz. A decisão do Juiz Federal Vinícius Costa Vidor, da 5ª Vara Federal, atendeu a pedido feito pela empresa Mineração Reis Magos, que argumentou para o Judiciário o risco de contaminação da fonte de água mineral caso as obras do condomínio tenham continuidade. Na ação, a empresa observou que não existe sistema de esgotamento sanitário para o empreendimento imobiliário.

Na decisão liminar, o Juiz Federal Vinícius Vidor observou que o decreto 24.643/1934, que institui o Código de Águas, define que são proibidas construções capazes de poluir ou inutilizar para o uso ordinário a água do poço ou nascente alheia.“Analisando o caso dos autos, observo que o processo de licenciamento ambiental, aparentemente, não considerou a questão da existência naquela região do potencial mineral explorado pela empresa autora, o que, dada a possibilidade de infiltração de resíduos sanitários advindos da instalação do condomínio residencial e consequente contaminação do lençol freático, certamente deveria ter sido levado em conta”, escreveu o magistrado na decisão. Ele afirmou que não é desarrazoada a possibilidade cogitada pela parte autora do processo de que o condomínio eventualmente poderá afetar a qualidade da água da fonte mineral. O magistrado lembrou ainda que a própria Administração Estadual chegou a admitir essa possibilidade em informação anexada ao processo.

Para conceder a liminar, o Juiz Federal ressaltou que “resta claro que não há efetiva certeza de que o empreendimento em tela mantém a salvo a fonte de água mencionada”. Ao atender ao pedido da empresa Mineração Reis Magos, o magistrado destacou ainda que “o prosseguimento da edificação e instalação do Condomínio Punta Del Mar necessariamente implicará em venda dos lotes e edificação de residências, envolvendo terceiros que poderão vir a ser prejudicados pelo eventual impedimento de edificação da obra, entendo-o também configurado”.

Como réus desse processo figuram consultoria de Negócios e Turísticos do Rio Grande do Norte, Genipabu Empreendimentos Ltda. Município de Extremoz, Departamento Nacional de Produção Mineral e Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente.

Lotes proporcionam arquitetura diferenciada em Condomínio de Luxo

Publicidade:

Com dimensões de 18m por 20m, empreendimento Vitória Régia proporciona a opção de construção com fachadas maiores perto da praia de Cotovelo.

Com o conceito de um empreendimento fechado para conciliar a vida na cidade, na praia e no campo, o Condomínio Vitória Régia, em Pium, oferece uma estrutura diferenciada para agradar os seus clientes. Um dos principais destaques do empreendimento é o lote mais largo, com dimensões de aproximadamente 18m por 20m. O que para alguns pode ser um simples detalhe, para outros é a possibilidade de construir a casa de seus sonhos com uma fachada espetacular e estilos variados.

A largura dos lotes também proporciona um verdadeiro golpe de vista, deixando o imóvel muitas vezes maior para um observador. O terreno mais largo melhora a disposição da casa e melhora a iluminação e ventilação da imóvel, tendo em vista a possibilidade da colocação de uma quantidade e de um tamanho maior de janelas.

Outro diferencial do empreendimento é a área de lazer, que tem a maior estrutura da região que soma seis mil e quinhentos metros quadrados de espaço de lazer, com clube, área relax, academia panorâmica, piscina semiolímpica, piscina para adultos, piscina para crianças, e quatro quadras na área esportiva, entre outros. Tudo isso sem estar longe da cidade.

Com mais de 90% dos lotes vendidos e obras aceleradas com entrega prevista para dezembro de 2013, o Vitória Régia é um condomínio horizontal com 70 mil metros quadrados de área plana, localizado estrategicamente em na região de Cotovelo, a 15 minutos de Natal, 5 minutos da praia, 15 minutos de Ponta Negra, 15 minutos de Parnamirim e 20 minutos do aeroporto.

Local: RN-313 a 15 minutos de Natal pela Rota do Sol, 10 minutos da BR 101, pertinho da Praia de Cotovelo.

Informações: (84) 4141-3548 ou (84) 9605-9898.

Famílias buscam qualidade de vida e segurança em condomínios horizontais

Atualmente, qualidade de vida e segurança são pontos primordiais quando o assunto é casa nova. Esses dois quesitos são fatores decisivos na escolha de um novo lar e ficam ainda mais importantes quando a família não é mais somente o casal e já tem a presença das crianças e adolescentes.

O objetivo das famílias é viver em um lugar mais tranquilo, com segurança, que preserve um pouco do que é a vida no campo. Mas sem deixar de lado uma boa estrutura de lazer, serviços e comércio que as capitais oferecem. Esta é a realidade de quem prima pela qualidade de vida e escolhe um condomínio horizontal para morar.

A tendência dos condomínios horizontais está refletindo em praticamente todo o território nacional. As famílias estão saindo dos centros das grandes cidades a procura de um lugar para os filhos brincarem a vontade, onde exista mais espaço para receber amigos e familiares e sem haver isolamento, com o convívio com os vizinhos.

Além disso, construir em um condomínio horizontal muitas vezes significa uma grande conquista, a realização de construir a casa dos sonhos. “É possível pegar aquele projeto tão idealizado e colocar em prática. A família não precisa se adequar a casa, pois ela será construída de acordo com as necessidades e gostos dos moradores”, explica Kerla Kramer, vice-diretora da Riomax, construtora responsável pelo Vitória Régia, condomínio horizontal em Cotovelo.

Visando a conciliação da vida na cidade, na praia a no campo, o Condomínio Vitória Régia oferece uma estrutura diferenciada, aliando lazer, segurança e conforto para oferecer melhor qualidade de vida. Um condomínio horizontal com 70 mil metros quadrados de área plana, localizado estrategicamente em Cotovelo, a 15 minutos de Natal, 5 minutos da praia, 15 minutos de Ponta Negra, 15 minutos de Parnamrim e 30 minutos do aeroporto.

Ladrão invade condomínio três vezes em uma hora

Foto: Reprodução

Uma ação ousada de um ladrão foi registrada pelo sistema de câmeras de um condomínio residencial, no bairro do Planalto. Na madrugada da última segunda-feira (2), um criminoso conseguiu entrar no local três vezes em um intervalo de apenas uma hora. Além disso, o bandido arrombou quatro veículos dos moradores ainda furtou a bicicleta de uma criança.

Pelas imagens, o ladrão tem idade entre 18 e 25 anos e apresenta uma tatuagem no ombro direito. Ele chega ao condomínio vestindo uma calça e uma camiseta regata. Para entrar no residencial, que não tinha vigilante na guarita, ele suspendeu o portão elétrico e conseguiu tirá-lo do trilho.

Com isso, o criminoso não teve dificuldades em cometer seus delitos. Da primeira vez que entrou, o acusado arrombou os veículos e furtou quatro sons automotivos. Da segunda vez, ele tentou arrombar outro carro, mas o alarme disparou e o ladrão teve que sair correndo. Mesmo com o barulho do alarme, o bandido não se intimidou e voltou pela terceira vez.

Desta, aliás, ele ainda furtou a bicicleta de uma criança de dez anos e fugiu tranquilamente. Policiais militares e civis do bairro do Planalto já assistiram as imagens do crime e estão em busca do ladrão. Qualquer informação sobre o suspeito pode ser repassada para o Disque Denúncia da Secretaria de Segurança, através do telefone 0800-084-2999.

Por Thyago Macedo / Portal BO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lindemberg teixeira disse:

    sou morador de um cond. fechado no planalto,  acerca de uma semana , aconteceu tudo isso do mesmo jeito. Ma madrugada um elemento, suspendeu o portão, entrou e empenou a porta do meu veículo para furta o som, infelizmente o mesmo não obteve sucesso(meu carro não tinha som). peço para autoridas providências.

    lindemberg teixeira

Mais um assalto misterioso no condomínio Green Village

Moradores do Green Village estão surpresos com a onda de assaltos misteriosos que estão acontecendo nas casas dentro do condomínio de luxo. Desta vez, os moradores recém-chegados ao condomínio, ao voltarem de férias no dia 15, tiveram a surpresa de ver a casa sem cofre, televisores, joias e outros objetos de valor.

O mistério está no fato de a casa de número 82 não apresentar um sinal sequer de arrombamento. Os objetos simplesmente sumiram. Ninguém tem notícias de quem foi o responsável pelo furto. O que deixou a vítima do furto mais indignada, foi o fato dela morar no novo endereço há apenas dois meses.

Detalhe: desde o assalto à empresária Priscilla Gimenez, que o condomínio através de consultorias elaborou um investimento em segurança de mais de R$ 1,5 milhão, que ainda não foi colocado em prática por discordância de alguns condôminos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Robertorcmbrasil disse:

    Bom dia!!! Realmente algo muito mistérioso se passa…

  2. Fernanda disse:

    Pois eh, essa foi a minha casa!

Ladrões invadem condomínio de luxo Green Village e roubam casa de empresária

Vista do condomínio Green Village

Cinco assaltantes armados de pistolas ainda não identificados pela polícia invadiram, há cerca de duas horas, a casa da empresária Priscila Gimenez. Levaram jóias, dinheiro e um carro Mercedes.A ação foi por volta das 18h30.

A quadrilha agiu rapidamente. Entrou e rendeu uma funcionária e a empresária, que no momento estava em sua residência.
Priscila foi amarrada junto aos demais funcionários, enquanto a quadrilha violava sua casa, situado no condomínio de luxo Green Village, na Avenida Jaguarari, em Candelária.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. rosa gomes disse:

    Estranho e preocupante .Assaltos em condomínios geralmente começam com a rendição de porteiros. Quando isto ocorre , mais de uma casa é assaltada. Muito estranho o horário, muito estranho o fato da empresária ter viajado vários dias e a casa ter ficado vazia (teria sido muito mais fácil) A quem interessaria assustar a empresária? A impressão que se tem é que essa foi a intenção.

  2. Alexandre Santos disse:

    Sem palavras o que aconteceu. Se aconteceu isso com Priscila, uma empresária, que mora num condomínio de alta segurança, imagina nós meros mortais. Alô Rosalba! Cadê a segurança?! Tá fazendo alguma coisa?! Assim não dá! Tem que ser tolerância zero aos bandidos aqui no RN! Bote a polícia na rua governadora!!!

Convidado sai pelo lado errado e causa acidente em Condomínio

Os moradores de dois condomínios residenciais de Nova Parnamirim foram despertados na manhã deste domingo por uma cena inusitada. Convidado numa festa, o motorista do Peugeot 207  decidiu, no início da manhã, deixar o condomínio.

O problema foi que ele fez pelo lado errado. Resultado: derrubou o muro lateral do condomínio e caiu no estacionamento do condomínio vizinho, dois metros abaixo, destruindo o Celta e avariando também um Peugeot 206.

Vejam aonde o carro parou - Foto Blog do BG

Ferido e completamente desorientado, o motorista causador do acidente só deixou o Peugeot, que ficou dependurado sobre o Celta, com ajuda de bombeiros e foi levado pelo SAMU para um hospital da capital.
As imagens não deixam dúvidas sobre a barbeiragem e os danos, que se pode contar em algumas dezenas de milhares de reais, ao condomínio e aos proprietários dos carros destruídos.

Vejam de frente o acidente - Foto Blog do BG
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. como é possível fazer isso?

  2. marcus disse:

    Pense em susto!!!

  3. marcus disse:

    O celta é o da minha irmã e o peugeot preto é o meu, eu estava acabando de chegar em casa, pense numm susto!!! Nem em casa estamos seguro!!!

  4. borgesneto12 disse:

    Placa do Peugeot?

  5. Ogro disse:

    Mas que burro, da zero pra ele.