Clima

Final de semana com início de maio tem previsão de chuvas em todas as regiões do RN; confira

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa nesta sexta-feira(30), que para o final de semana, a Zona de Convergência Intertropical(ZCIT) manterá o céu com predominância de parcialmente nublado a claro com ocorrência de chuvas em todas as regiões do estado. Previsão de máxima de 34º em Mossoró e Apodi, e mínima de 22º em Martins.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

“SÃO AS ÁGUAS DE MARÇO”: Inmet alerta para chuvas intensas em 50 cidades do RN

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu, na manhã desta quinta-feira (25), um comunicado de perigo potencial por causa das chuvas sobre 50 municípios do Rio Grande do Norte, além de cidades de Pernambuco e da Paraíba. O alerta vale até às 23h59 desta quinta (25). (Confira a lista dos municípios abaixo). De acordo com o comunicado, há previsão de chuvas com intensidade de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia, com baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco.

O Inmet ainda orienta a população a evitar enfrentar o mau tempo, observar alteração nas encostas, evitar uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada e, em caso de urgência, acionar a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Veja as cidades do RN sob alerta:

Arês

Baía Formosa

Bento Fernandes

Bom Jesus

Brejinho

Canguaretama

Ceará-Mirim

Espírito Santo

Extremoz

Goianinha

Ielmo Marinho

João Câmara

Jundiá

Lagoa D’Anta

Lagoa De Pedras

Lagoa Salgada

Macaíba

Maxaranguape

Montanhas

Monte Alegre

Natal

Nova Cruz

Nísia Floresta

Parnamirim

Passa E Fica

Passagem

Pedro Velho

Poço Branco

Pureza

Riachuelo

Rio Do Fogo

Santa Maria

Santo Antônio

Senador Elói De Souza

Senador Georgino Avelino

Serra Caiada

Serrinha

São Gonçalo Do Amarante

São José De Mipibu

São José Do Campestre

São Miguel Do Gostoso

São Paulo Do Potengi

São Pedro

Taipu

Tibau Do Sul

Touros

Vera Cruz

Vila Flor

Várzea

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

“TEMPESTADE PERFEITA”: Cúpula do Ministério da Saúde prevê até 3 mil mortes diárias por covid-19 em março

Foto: AP Foto/Edmar Barros/Arquivo

A cúpula do Ministério da Saúde espera que o Brasil atravesse nas próximas duas semanas o pior momento da pandemia. O Valor apurou que, no entorno do ministro Eduardo Pazuello, a expectativa é que haja uma explosão de casos e mortes no período, com os óbitos ultrapassando a barreira dos 3.000 por dia.

O diagnóstico decorre de uma tempestade perfeita: o alastramento do vírus em todo o país, impulsionado pelas aglomerações no fim do ano e no Carnaval; a dificuldade da população de manter-se em isolamento social; a circulação no país de novas variantes mais contagiosas e com grande carga viral; a iminência de um colapso do sistema hospitalar em diversos Estados ao mesmo tempo; e a falta de vacinas disponíveis para imunizar os brasileiros.

As atenções da pasta estão voltadas sobretudo para a região Sul. No Rio Grande do Sul, por exemplo, a ocupação de leitos de UTI tem estado próximo ou acima de 100% durante toda a semana. Na região Norte, embora o número de casos seja menor, há preocupações quanto à pouca disponibilidade de leitos. Os alertas também já dispararam quanto à situação de Estados como Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Na visão da equipe de Pazuello, São Paulo tem conseguido até o momento evitar o pior por possuir a maior rede hospitalar do Brasil. Principal porta de entrada do país, o Estado mais populoso da federação registrou 60 mil das cerca de 260 mil mortes pelo coronavírus em solo brasileiro. Para a equipe de Pazuello, se um colapso hospitalar ocorrer ali, os números dessa “tragédia anunciada” podem subir exponencialmente.

A cúpula da Saúde entende que não há muito no momento o que fazer, a não ser estimular a reabertura de hospitais de campanha nos Estados. O governo federal também cogita novas instalações desse tipo já nos próximos dias.

As ações de fechamento e restrições à circulação de pessoas estão nas mãos dos Estados. O governo federal não vai decretar lockdown nacional, escorado em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e também por acreditar que as decisões devem ser tomadas levando em critérios regionais.

Para o médio prazo, as projeções da equipe de Pazuello são mais otimistas. A estimativa é que a vacinação começará a se acelerar a partir deste mês, com a maior produção do Butantan e da Fiocruz. Em abril, ambos já deverão estar produzindo 1,4 milhão de doses diárias.

Com as diversas vacinas importadas começando a chegar, a expectativa de Pazuello é vacinar 70 milhões de pessoas até o fim de junho. Fazem parte desse grupo prioritário idosos com mais de 60 anos, pessoas com comorbidades e médicos, professores, policiais, indígenas, entre outros.

Na quarta-feira, o Ministério da Saúde anunciou a intenção de comprar 100 milhões de doses da vacina da Pfizer e outras 38 milhões de doses da vacina da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson.

Segundo um cronograma ao qual o Valor teve acesso, o ministério espera para o primeiro semestre a chegada de apenas 9 milhões de doses desse total, todas da Pfizer. Outras 30 milhões de doses da fabricante americana devem chegar entre julho e setembro. As entregas se aceleram no último trimestre, com 61 milhões de doses.

Já a Janssen deve entregar 16,9 milhões de doses em setembro e 21,1 milhões de doses em dezembro, segundo ficou apalavrado entre o ministério e a farmacêutica.

O Ministério da Saúde pretende autorizar a compra de vacinas por empresas e entes privados somente quando os grupos prioritários estiverem imunizados. Isso será feito por decreto, e as empresas terão que doar metade dos lotes para o Plano Nacional de Imunização (PNI).

O governo, porém, jogará toda sua força política para evitar que Estados façam o mesmo. O ministério já sinalizou aos laboratórios, com quem mantém contratos bilionários, que negociar com governadores individualmente ou em grupo não agradaria o governo federal. A impressão de governadores que estiveram reunidos com Pazuello nesta semana foi a mesma: dificilmente conseguirão adquirir vacinas separadamente ou em consórcios.

Planalto e Saúde tentam evitar que o governo federal perca o protagonismo na imunização – como aconteceu em janeiro, quando o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), vacinou a primeira pessoa em território nacional com transmissão ao vivo pela TV.

Ontem, um grupo de 14 governadores enviou carta a Jair Bolsonaro pedindo a providências “imediatas” para a compra de novas doses de vacinas contra a covid-19. Eles citaram um “aumento exponencial dos casos de infecção e do número de óbitos” nos últimos dias. E disseram que estão “no limite de suas forças e possibilidades”.

Pazuello espera que toda a população esteja vacinada até o fim do ano. E pretende deixar o cargo somente quando isso acontecer. Segundo interlocutores, os partidos do Centrão já entenderam que dificilmente Bolsonaro trocará o auxiliar, de sua extrema confiança, durante a pandemia.

O número diário de 3.000 mortes, caso seja alcançado, não será um recorde mundial. Os Estados Unidos já chegaram a registrar mais de 5.000 mortes por dia no início de fevereiro, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Bolsonaro desistiu nesta semana de fazer um pronunciamento em cadeia de rádio e TV sobre vacinação. A fala seria veiculada inicialmente na terça-feira, dia em que as mortes pelo coronavírus atingiram um recorde de 1.726, segundo o consórcio de veículos de imprensa. Foi, então, adiada para a quarta. Mas, diante de um novo recorde de 1.840 mortes, ele desistiu de vez da ideia.

Com Valor

 

Opinião dos leitores

  1. bolsonaro vai ter que demitir a cúpula do Mimisterio da Saúde.
    Já cabe mais uns processos por crime de responsabilidade contra o presidente, já que o ministério reconhece que o descumprimento às medidas de isolamento aumenta as mortes.
    Bora tire esse irrespomsável de lá, pq se deixar até dezembro não vai sobrar um brasileiro vivo.

  2. Desde maio 2020 foi dito que o uso da ivermectina, cloriquna e zinco ajudavam a combater o vírus. A oposição negou e exigiu a comprovação científica. Hoje tem mais de 45 estudos provando e vários países adotando a medicação devido a eficácia dela, mas os governadores e prefeitos da esquerda continuam negando, tendo mais respeito a ideologia política que as vidas.
    A hipótese de adiar as eleições foram descartadas e a mídia disse que o povo poderia ir votar e fazer campanha que era seguro.
    O STF determinou que os governos e prefeituras iriam comandar o combate na pandemia, mas os criadores de caso e apoiadores da desordem, culpam o Presidente que foi impedido de atuar pelo STF.
    Quais os estados com maior números de mortes no Brasil? É só listar e a resposta fica estabelecida.

    1. Vocês pertencem ao pai de vocês, o Diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira. João 8:44

    2. Vocês pertencem ao pai de vocês, o Diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira. João 8:44

  3. Então, o tal isolamento social imposto por muitos estados e municípios NADA resolveu e só serviu mesmo para destruir empresas e empregos. E o presidente Bolsonaro, MAIS UMA VEZ, teve razão. E a criação de hospitais e leitos? E a compra de respiradores? O que mesmo a governadora do RN (dentre tantos outros opositores do presidente) fez a respeito? O STF esvaziou, lá atrás, os poderes de ação do governo federal. E o que veio a seguir? Um festival de corrupção e de incompetência de governadores e prefeitos irresponsáveis, que usam a desgraça do povo brasileiro para tentar se dar bem politicamente. Mas, o povo está vendo.

    1. A decisão do STF foi: sobre a quarentena e se houver conflito, será mais Brasil e menos Brasília. Promessa campanha do Bolsonaro. Essa semana ele barrou a tentativa de governadores e prefeitos de comprarem vacina. Isso mostra claramente aos mal informados que o poderes dele continuam normalmente.

  4. Essa quantidade de Infectados só vai diminuir quando as autoridades Entenderem que tem que AGIR com RIGOR e DETERMINAÇÃO em cima dessa população Irresponsável e Inconsequente. Quanto as autoridades se houvesse a Lei de olho por olho e dente por dente, aí eles deixariam de serem NEGACIONISTA e Usariam de Todo Poder, INTERESSE e VONTADE POLÍTICA para EXIGIR da população o ISOLAMENTO e Distânciamento Social, bem como o USO Obrigatório de Máscaras. Chega de FAZ de CONTA. Que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS.

  5. A cutucação és seguinte os simpatizantes da esquerda torcendo para as ações do governo federal darem errada e os simpatizantes da direita torcendo para que as ações do judiciários, prefeitos e governadores deem errado. Resultado, podem comemorar os dois lados, as suas torcidas estão dando certo. E em ainda insistindo nisso ainda iremos chorar muito

  6. É impressionante ainda ter gente querendo por a culpa no presidente. O STF, lá no início da epidemia, deu PRIMAZIA a estados e municípios na adoção de medidas e o governo federal repassou "rios" de dinheiro a esses entes. O que vimos foi uma sucessão de medidas absurdas, sem eficácia científica comprovada (como isolamentos e "lockdowns"), que deveriam apenas evitar o tal "pico" da curva, enquanto o sistema de saúde seria adequado à situação. Eis que, UM ANO DEPOIS, essas medidas NADA resolveram e QUASE NADA foi feito para melhorar o atendimento na rede hospitalares pública. Ao contrário, estados como o RN chegaram a FECHAR HOSPITAIS e leitos e desviaram os recursos em operações no mínimo questionáveis (estou sendo bonzinho). O "covidão" está por aí e muitos gestores estão sendo pegos na roubalheira. O governo federal vem fazendo o que lhe foi permitido, adquirindo vacinas, repassando recursos e cuidando para que a economia do país não seja destruída, trazendo efeitos nefastos para todos.

    1. Mande ao menos ele usar máscara ? não aglomerar e deixar de falar besteira . Depois disso vá para o cocho comer capim .

    2. Essa conversa mentirosa não engana ninguém. Mostre o decreto do STF para provar sua honestidade.

  7. Crônica anunciada em verso e prosa , um presidente insensível que negou deste o começo a gravidade da situação .
    Taí a tua gripizinha presidente sei que o senhor não é coveiro, mas é o maior causador dessa catrastofe humanitária . Não faltou ao senhor gestão, orientação, estratégia ou plano de ação , o que faltou presidente foi o básico , faltou humanidade e empatia. Na sua arrogância insana e da arminha na mão o senhor nos levou literalmente para as trevas . Boicotou as vacinas, promoveu aglomerações, tripudiou e fez chacota típicas de um insano. E agora ? Deus proteja o Brasil ??.

  8. Bolsonaro tem uma boa dose de culpa nesses números, por confundir a população, por desdenhar da pandemia, por inoperância, por incompetência, por insensibilidade, por ignorância, por maldade mesmo.
    Alguém viu algum pronunciamento sincero do presidente lamentando pelas famílias que estão perdendo entes queridos? Alguém testemunhou o bostético presidente da república visitar algum hospital?

    1. O presidente tem culpa. Era para ter construído estádios de futebol.

  9. Que o Sangue de Jesus Cristo nos cubra de misericórdia e que, mais uma vez, o homem esteja errado. Somente Deus sabe do futuro.
    EM NOME DE JESUS!

  10. Vou soletrar e quem tiver dúvida procure o 'pai dos burros' para aprender o significado… GE-NO-CI-DA.

  11. Gostaria de saber quem tá mentindo e tbm quem é o maior hipócrita nessa história! O presidente manda ir para a rua trabalhar e que não precisa de vacina com essa urgência toda e tanto que não se importou lá atrás de comprar-las.
    E alguns ministros até mesmo o da saúde e outros diz que precisa de vacina e até que fiquem em casa.
    Estamos no mato sem cachorro a cada dia mais………

  12. Parabéns aos envolvidos: presidente inepto e ministro da saúde que não sabe nada de logística nem geografia: negaram vacinas e apostaram em placebos sem efeito contra covid! Agora estamos colhendo os mortos da segunda onda e só teremos vacinas pra amenizar a terceira onda e olhe lá…

  13. Doria é muito incompetente. Segundo o texto 23% das mortes do país foram em SP.. o que os decretos fascistas de Doria comprovaram? As pessoas estao procurando se tratar nos primeiros sintomas?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

VEM ÁGUA: Previsão de chuvas para período março/maio no RN é de até 533 milímetros

Foto: Pexels

A previsão do período de chuvas no RN em 2021 dentro da média histórica ou pouco baixo, confirmada oficialmente hoje (26) pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), comprova o acerto das medidas do Governo do Estado na execução dos programas de apoio à produção rural, como o Programa de Sementes e o Mais ATER, lançados em dezembro do ano passado.

O resultado da análise climática para o Rio Grande do Norte, para o período de março a maio de 2021, apontam precipitações de 533,8 milímetros(mm) no Leste; 479,2 mm no Oeste; 376,9mm, na região Central; 342,2 mm no Agreste.

Este cenário se deve a fatores físicos como a influência da temperatura dos oceanos, que embora esteja ocorrendo o fenômeno da ‘La Nina’ no Oceano Pacífico – a temperatura do Oceano Atlântico precisa subir entre 1 e 1,5 graus para favorecer a ocorrência de chuvas no semiárido nordestino – como informou o chefe da unidade instrumental e meteorologia da Emparn, Gilmar Bistrot.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

RN terá monitoramento moderno de previsão do tempo e de monitoramento de chuvas

Fotos: Emater RN

O Rio Grande do Norte terá um monitoramento hidrometeorológico, climático e agrometeorológico amplo e moderno. Isso significa que a previsão do tempo e de chuvas, além do monitoramento pluviométrico, serão acompanhados de forma mais estratégica em prol da cultura agrícola e da vida no campo. Para isso, o Governo do RN investiu cerca de R$5,5 milhões no desenvolvimento de softwares e na compra de equipamentos agrometeorológicos e de Tecnologia da Informação. As aplicações foram viabilizadas pelo Projeto Governo Cidadão, via acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

Com o plano concluído nesta semana, a empresa desenvolvedora e implementadora da ferramenta, L&L Soluções e Sistemas, apresentou todos os módulos de funcionamento aos técnicos da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte – Emparn, responsáveis pelo seu funcionamento. Após a apresentação foram pontuados alguns ajustes necessários para que o sistema possa ser entregue aos norte-rio-grandenses.

A rede vai monitorar variáveis meteorológicas como temperatura, umidade do ar, vento, pressão atmosférica, radiação solar, umidade e temperatura do solo e quantidade de chuva. As medições serão feitas de hora em hora e transmitidas online para o servidor da Emparn.

A partir dessas informações será possível melhorar o zoneamento e monitoramento agrícola, dando mais segurança aos agricultores, principalmente para escolher a hora e a cultura agrícola adequadas à sua propriedade, uma vez que o monitoramento climático mais eficaz possibilita auxiliar na gestão dos recursos hídricos do Estado.

“Com essas adequações, a Emparn vai disponibilizar de forma mais eficaz, a previsão do tempo e o monitoramento de chuvas, informações de extrema importância no dia a dia de áreas como o turismo, a agricultura e a pecuária do Estado”, comentou o Secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, contando que, além do sistema que gerencia os modelos de previsões meteorológicas, foram adquiridos e instalados 100 pluviômetros automáticos e 15 novas estações automáticas para se somarem aos equipamentos que a Emparn já detinha.

O Chefe da Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa, meteorologista Gilmar Bristot, explicou que essa reformulação vai marcar a meteorologia do RN, tornando-a mais acessível, atualizada e eficaz.

“A ampliação e modernização de nosso monitoramento hidrometeorológico, climático e agrometeorológico é de grande importância para todas as áreas relacionadas ao meio ambiente, uma vez que teremos acesso a informações valiosas de maneira automática e periódica a cada hora. Daremos um salto enorme na qualidade das informações coletadas em campo, nos 167 municípios potiguares, de forma a atender a todos os setores produtivos, além da defesa civil e para pesquisa na área educacional”, disse Bristot que completou: “Vai ser um diferencial importante para todo o Estado, disponibilizando todas as informações à população, em breve, por meio da internet, nas plataformas da Emparn”.

Opinião dos leitores

  1. Não adianta modernizar, se o órgão não possui estrutura para desenvolver sua atividade. É mais enfeite e pirotecnia para iludir o povo. Nossos órgãos de assistência técnica e fiscalização estão sucateados e sem estrutura física e humana para dar vencimento a demanda existente.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Fim de semana tem possibilidade de chuvas em todas as regiões do estado, diz previsão da Emparn

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que o fim de semana no estado será de céu com predominância de nublado a claro com possibilidades de chuvas em todas as regiões. Para a capital, a previsão máxima de é 30,5º e a mínima de 23º.

Opinião dos leitores

  1. A EMPARN não acerta uma !
    Pense numa coisa sem futuro.
    Apesar dos avanços tecnológicos, ela nunca chegou nem perto das "possibilidades de previsões "
    Kkkkkk

    1. Se a EMPARN diz que vai chover, pode sair de casa sem problemas, não esqueça o protetor solar e o chapéu, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Dinheiro público gasto à toa, eles não acertam uma previsão.

    2. Kkkkkk. Os caras são especialistas em errar! 50% de probabilidade nunca funciona pra eles. Melhor jogar cara ou cara, iriam acertar mais

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Previsão novas pancadas de chuvas no RN até o fim de semana

Foto: Ilustrativa

A Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte- EMPARN informa que até domingo (21), a previsão é de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões do estado, com pancadas de chuvas devido a circulação do ar favorável em altos níveis da atmosfera, que favorecem a entrada de umidade sobre a região e a consequente formação de chuvas sobre o Estado. “

A Emparn ainda destaca que é previsto que ocorram chuvas espalhadas por todas as regiões e o início da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), para o próximo final de semana.

Opinião dos leitores

  1. Eita coisa bonita de se vê é inverno.
    Só tenho a agradecer a padim pade ciço, as chuvas caídas no meu sertão.
    Quero agradecer a Deus o maior de todos por essa bênção.
    Quando Deus quer é assim.
    Caí muita chuva pro mode prantar colher a safra e enxer o bucho de feijão verde arroz e uma galinha cabidela torrada com uma dozinha de cana.
    É bom de mais homi.
    Não posso deixar de agradecer e muito ao meu presidente Bossonaro pela ajuda quem vem dando.
    Ô homi bom!!
    Não deixa fartar nada.
    Esse é iluminado.
    Muito obrigado por tudo presidente Mito!!
    Até 2022.
    Vou votar pro senhor agora e só Jesus empata, eu e meu povo todo.
    Ééééé !!!!!!!!!!!!!!

  2. A governadora fez certo, investiu na estrutura já existente do Estado, hospital de campanha é caro e já tinham fechados todos bando de ignorantes como aconteceu no RJ.

  3. Já eu acho o contrário, depois que essa peste assumiu é só desgraça, pode vê do dia que ele assumiu pra cá quantas desgraças vem acontecendo é uma atrás da outra , chuva é de Deus …. as coisas ruim é que vem de gente igual Bolsonarob

  4. Depois que o Presidente Jair MESSIAS Bolsonaro assumiu o comando do Brasil, o Nordeste está sendo abençoado por Deus, com muitas chuvas, progressos, amor ao próximo.
    Quando os justos governam o país progride.
    Brasil acima de todos e Deus acima de tudo.
    O Homem é bom, o homem é espetacular.
    MITO sempre MITO que Deus te proteja dos ímpios.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Fim de semana de carnaval no RN tem previsão de calor em Natal e região e de chuvas no Oeste e Seridó; confira

Foto: Ilustrativa/ Reprodução/Emparn

O início de carnaval no Rio Grande de Norte, neste fim de semana, tem previsão de predominância de céu nublado a claro em todo o Estado, com ocorrência de pancadas de chuvas no Oeste e Seridó devido a presença de um vórtice ciclônico de ar superior atuando sobre a região. A previsão é da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Mínima de 22º e máxima de 38º: confira a previsão do tempo no RN neste fim de semana

Foto: Reprodução

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que a predominância de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado permite a  possibilidade de ocorrência de pancadas de chuvas fracas no Oeste devido a presença de um vórtice ciclônico de ar superior atuando sobre a região. Para a capital potiguar, a previsão máxima de é 30,5º e a mínima de 23º.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Fim de semana no RN reserva calor e pancadas de chuvas; veja previsão

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) destaca que o final de semana no estado será de céu parcialmente nublado a claro em todo o território, com possibilidades de ocorrência de pancadas de chuvas devido a presença de um vórtice ciclônico de ar superior, que atua sobre a região. A previsão é válida deste sábado(30) a segunda-feira(1º de fevereiro).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

VÍDEO: Cientista prevê período de libertinagem sexual e gastança desenfreada depois da pandemia

Foto: Reprodução/Twitter

A pandemia da covid-19 já deixou 2.130.497 mortos em todo o mundo. Além das incertezas sobre a doença, a instabilidade econômica e a privação de uma vida em sociedade também espalham medo e aumentam as dúvidas sobre os próximos anos, quando houver algum controle do novo coronavírus.

O sociólogo e epidemiologista Nicholas Christakis, considerado pela revista americana Time como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, diz acreditar que, no ano de 2024, voltaremos a ter interações sociais.

Em seu novo livro, Apollo’s Arrow: the Profound and Enduring Impact of Coronavirus on the Way We Live (A Flecha de Apolo: o Impacto Profundo e Duradouro do Coronavírus na Maneira como Vivemos, em tradução livre), o epidemiologista analisa os efeitos do coronavírus a partir de uma perspectiva histórica.

“Teremos uma espécie de ‘loucos anos 20’, um desabrochar. As pessoas poderão voltar a encher eventos esportivos, manifestações políticas e restaurantes. As pessoas buscarão interação incansavelmente. Poderia incluir ‘uma libertinagem sexual’, grandes gastos e aumento da tolerância ao risco”, disse, em entrevista ao diário britânico The Guardian.

Com base em importantes epidemias históricas, análises contemporâneas e pesquisas, Christakis explora o que significa viver em uma época da peste – uma experiência que é paradoxalmente incomum para a maioria dos humanos que estão vivos, mas profundamente fundamental para nossa espécie.

Além do surgimento do teletrabalho e da epidemia de transtorno de estresse pós-traumático, a publicação ainda alerta que, no período pós-pandemia, poderemos ter anos de “desregramento social e sexual, de embriaguez, de uma certa alegria de viver, típicas de períodos pós-pandêmicos”.

O autor

Nicholas A. Christakis é médico e sociólogo e está acostumado a explorar as origens antigas e as implicações modernas da natureza humana. Atualmente, dirige o Laboratório da Natureza Humana na Universidade de Yale, onde é Professor de Ciências Sociais e Naturais, nos Departamentos de Sociologia, Medicina, Ecologia e Biologia Evolutiva, Estatística e Ciência de Dados e Engenharia Biomédica. Também é o codiretor do Yale Institute for Network Science, coautor de Connected e o autor de Blueprint.

Opinião dos leitores

  1. Vamos ter Nove Dedos como palestrante nessa nova fase, o pingunço é esperto nesse assunto e sabe iludir.

  2. Todo mundo vai gastar o salário todo só em latas de leite condensado. Se é que vocês me entendem.

  3. ô coitado! ele pensa que o povo parou de fazer isso é ? só q não, tá todo mundo fudido e fudendo.

    1. Concordo Luciano! Bastava ele vir a Pipa e a São Miguel do Gostoso, no réveillon, fora as "raves" que acontecem praticamente todo fim de semana, como essa mais recente com 800 pessoas em São Paulo!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Fim de semana no RN de calor e pancadas de chuvas, indica previsão do tempo

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que o final de semana deverá ser parcialmente nublado a claro em todo o Estado, com possibilidade de ocorrência de pancadas de chuvas devido a presença de um vórtice ciclônico de ar superior atuando sobre a região. Na capital potiguar, previsão de mínima de 23º e máxima de 30,5º.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Em meio calor, fim de semana poderá registrar pancadas de chuvas pelo RN, indica previsão

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que o final de semana deverá ser de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado, com possibilidade de ocorrência de pancadas de chuvas devido a presença de um Vórtice Ciclônico de Ar Superior, atuando sobre a região.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Fim de semana de forte calor e pancadas de chuvas no litoral potiguar, indica previsão da Emparn

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa a previsão do tempo no Estado neste fim de semana.

O órgão destaca predominância de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado, com possibilidades de pancadas de chuvas fracas mais concentradas ao longo da faixa litorânea leste.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Influência do sistema de brisa poderá provocar pancadas de chuvas na faixa litorânea leste potiguar; veja previsão da Emparn

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que o final de semana deverá ser nublado a claro em todas as regiões do Estado.

Segundo a Emparn, poderão ocorrer pancadas de chuvas ao longo da faixa litorânea Leste devido a influência do sistema de brisa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Feriado prolongado tem possibilidade de pancadas de chuvas no litoral; veja previsão da Emparn

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária(Emparn) informa que o feriado prolongado terá predominância de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões do Estado.

A Emparn ainda destaca que poderão ocorrer pancadas de chuvas fracas ao longo da faixa litorânea leste devido a influência do sistema de brisa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *