Geral

Estudante de educação física da UERN morre de Covid-19 aos 32 anos; instituição emite nota de pesar

O portal G1-RN noticia que após 15 dias internado, o estudante de educação física da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) Tiago Fernandes do Nascimento morreu de Covid-19 nesta segunda (19).

A UERN decretou em luto oficial e a Faculdade de Educação Física (Faef) suspendeu as aulas desta segunda-feira.

Nota:

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) lamenta profundamente o falecimento do estudante do oitavo período período do curso de educação física do Campus Central, Tiago Fernandes do Nascimento.

Tiago lutou bravamente contra as complicações decorrentes da Covid-19, mas, nesta segunda-feira (19), não resistiu.

A Uern presta sua solidariedade aos familiares e amigos.

A universidade está em luto oficial e a Faculdade de Educação Física (Faef) suspendeu as aulas que seriam realizadas hoje.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Conselho de Educação Física do RN aciona justiça para manter academias em funcionamento com novo decreto

Foto: Shutterstock

O Conselho Regional de Educação Física da 16ª Região entrou com um mandado de segurança com objetivo de que o Governo do Estado reconheça a essencialidade do exercício profissional de educação física e a autorização para funcionamento dos estabelecimentos e espaços que promovem a atividade desse setor durante a vigência do decreto número  30.418, de 17 de março de 2021, assinado pelo Governo do Rio Grande do Norte e Prefeitura Municipal de Natal , que determina a suspensão de vários tipos de serviço entre os dias 20 de março e 2 de abril, incluindo as academias.

O CREF16/RN está em contato com as autoridades e espera a abertura de diálogo para que os pedidos sejam atendidos.

https://cref16.org.br/?p=233911

Opinião dos leitores

  1. Eu sofro de depressao e minha dose de endorfina diária eh meu treino… com esse decreto q proíbe as academia de funcionar tenho medo de, provavelmente, voltar a usar remédios fortíssimos 😭

  2. Feeeechaaaa! É a vontade de Fátima CADEADO e Álvaro COVID, o conterrâneo assinou o fim da vida política: nem vai ganhar eleição para nada, nem tão pouco vai eleger seu filho delegado e atual secretário ADJUTO DIAS DE ARAÚJO NETO para algum cargo. O RN tem memória de elefante, tenho dito. PÊIA novamente!!

  3. Querem manter a saúde? Vão caminhar, correr, pedalar, nadar todos realizados ao ar livre e individualmente

  4. Lei Nº 7125 DE 19/01/2021
    Publicado no DOM – Natal em 21 jan 2021

    Institui o Reconhecimento das Academias de Ginástica, Estúdios de Musculação, de Esportes, Artes Marciais e congêneres de pequeno, médio e grande porte voltados à atividade física como serviços essencial à saúde pública no âmbito do Município de Natal, e dá outras providências.

    O Prefeito Municipal de Natal, no uso de suas atribuições;

    Faz saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE NATAL aprovou e que sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1º Fica instituído o reconhecimento da atividade das Academias de Ginástica, Estúdios de Musculação, de Esportes, Artes Marciais e congêneres de pequeno, médio e grande porte voltados à atividade física como serviços essencial à saúde pública no âmbito do Município de Natal., em tempos de crise ocasionados por moléstias contagiosas e catástrofes.

    Art. 2º A essencialidade estabelecida no caput deste artigo, abrange todas as manifestações e práticas corporais nestes locais orientadas por profissionais habilitados e registrados no Conselho Profissional, realizadas em ambientes públicos e privados, conforme estabelece a Resolução 046/2002 do Conselho Federal de Educação Física.

    Art. 3º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

    Palácio Felipe Camarão, em Natal, 19 de janeiro de 2021.

    ÁLVARO COSTA DIAS

    Prefeito

  5. Um local de alto risco, tá comprovado cientificamente e eles querem abrir? E é pq são da saúde… Vão fazer já praia, em local aberto, se adaptem.

    1. Não tem nada no mundo comprovado cientificamente contra covid. O que temos é um monte de governantes sem opção trancando o povo em casa. Logicamente, com um objetivo maior que é derrubar o presidente da República.
      Fica em casa que você não vai adoecer. Proíba seus familiares de ir. Proíba as pessoas de te visitarem. Simples assim.

  6. Eles deviam ter se contentado em passar na frente dos idosos na fila da vacinação.
    Essencial nunca.
    A lista de atividades mais importantes e essenciais bota essa patota de marombado no fim da fila.
    Um momento em que as pessoas estão preocupadas, ou deveriam, em manterem-se vivas, vem esses sem noção querer que academia abra… Isso é uma aberração!

  7. Academias são serviços essenciais a saúde, pessoas precisam de exercícios, não só por estética, mas muito além disso, por regulação e controle de comorbidades…

    1. Mas são o ambiente mais perigoso para contágio de covid-19. Ainda mais essas academias que não têm janelas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Bacharelado em Educação Física e graduação em Fonoaudiologia da UFRN avaliados como os melhores do país entre as instituições públicas

Fotos: Cícero Oliveira

O bacharelado em Educação Física e a graduação em Fonoaudiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foram avaliados como os melhores do país, entre as instituições públicas, na última edição do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). No último ciclo avaliativo, mais de 75% dos cursos da UFRN obtiveram conceito 4 ou 5, pontuação considerada de excelência.

Para o coordenador de Acompanhamento, Planejamento e Avaliação Acadêmica da UFRN, Fabiano do Espírito Santo Gomes, a Política de Melhoria da Qualidade do Ensino da UFRN tem papel fundamental na evolução dos cursos da instituição, por incentivar a elaboração de um plano de ação trienal objetivando a melhoria da graduação em diversas dimensões, como a didático-pedagógica, corpo docente e infraestrutura, por exemplo.

Na mesma perspectiva, o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) define ações, para a próxima década, com o objetivo de consolidar a excelência acadêmica da UFRN, mesmo diante dos desafios atuais da pandemia da covid-19, por meio de ações que se concretizam com os auxílios de permanência estudantil ou serviço de orientação psicoeducacional, além da oferta de capacitação para os servidores docentes e técnico-administrativos, entre outras iniciativas.

Educação Física

Na edição de 2017, o curso de Educação Física licenciatura foi destaque no país. Na última avaliação divulgada do Enade, relativa a 2019, foi a vez do bacharelado em Educação Física se posicionar como o melhor do Brasil. Na opinião da chefe do Departamento de Educação Física (DEF), Maria Aparecida Dias, o destaque nacional é mérito do trabalho em equipe, considerando uma rede formada pela chefia de departamento, coordenadores, docentes, técnicos e estudantes. “É um grupo que tem como foco o melhor para os cursos e seus estudantes, pois acreditamos em uma formação que possa garantir competências e habilidades necessárias aos futuros professores de Educação”, avalia.

Atualmente, o DEF conta com 34 docentes, sendo 29 com doutorado, três mestres, um especialista e quatro substitutos (três mestres e um doutor), além de um corpo técnico de nove servidores e 190 estudantes da licenciatura presencial, 222 estudantes do bacharelado e 86 estudantes da licenciatura a distância, totalizando 498 alunos. Na perspectiva da professora Maria Aparecida Dias, o interesse dos alunos pelos projetos oferecidos no departamento, aproximando-os da extensão e da pesquisa, fortalece a formação dos estudantes, além do alto nível de qualificação do corpo docente.

Outro aspecto que merece destaque é infraestrutura do DEF, que tem laboratórios com equipamentos de ponta. O ginásio poliesportivo e a pista de atletismo são credenciada para competições internacionais, assim como o campo de futebol, que foi utilizado no treinamento de seleções que participaram da Copa do Mundo de 2014. Há também outras estruturas, como as piscinas, sala de dança, sala de lutas, salas de aula e dos dois auditórios que possibilitam a realização de eventos regionais, nacionais e internacionais.

Fonoaudiologia

O curso Fonoaudiologia também apresentou uma evolução significativa, visto que saltou da nota 3, em 2016, para 5, em 2019, alcançando a maior nota geral do país entre as instituições públicas de ensino. Diante desse avanço, a chefe do Departamento de Fonoaudiologia (Depfono), Fabiana Cristina de Araújo, contou que o curso de Fonoaudiologia tem como missão a excelência nas ações de ensino, pesquisa e extensão, empregando uma metodologia de aproximação com a prática assistencial, aliada ao acompanhamento constante de docentes.

Atualmente, o Depfono é composto por 17 docentes, sendo 15 com doutorado e dois em doutoramento, e cinco técnico-administrativos. Além das estruturas básicas de ensino, como as salas de aula, há uma clínica escola e laboratórios específicos nas áreas de linguagem, audição, disfagia e motricidade orofacial que comportam as ações de graduação e integram o ensino de pós-graduação. Outro aspecto importante são as parcerias com o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), bem como a integração do curso de graduação com a pós-graduação, que proporcionam convênios com diversas instituições nacionais e internacionais.

Com UFRN

Opinião dos leitores

    1. O que na sua concepção deve ser o topo das aspirações.
      Isso explica muita coisa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Conselho de Educação Física identifica mais de 130 pessoas em exercício ilegal da profissão no RN

Fotos: divulgação/CREF16/RN

O departamento de orientação e fiscalização do Conselho Regional de Educação Física da 16ª Região, o CREF16/RN, identificou 138 pessoas exercendo ilegalmente a profissão de Educação Física no Rio Grande do Norte entre os meses de agosto e setembro deste ano. Os números são o resultado do trabalho de fiscalização realizado presencialmente e também na internet, meio em que o exercício ilegal vem crescendo e, por isso, recebe mais atenção dos fiscais do Conselho.

Somente na internet, em sites ou perfis de redes sociais, o CREF16/RN identificou 103 pessoas realizando o trabalho de Profissionais de Educação Física sem o registro para isso nos últimos dois meses. 17 dessas pessoas foram notificadas e cinco delas já tiveram seus casos encaminhados para o Ministério Público. Outras 35 pessoas foram identificadas em exercício ilegal nas fiscalizações presenciais.

“São normalmente aulas online e prescrições de exercícios, com sugestões de treinos, feitos por pessoas que não são Profissionais de Educação Física, o que caracteriza o exercício ilegal da profissão e também traz risco aos que seguem esse tipo de orientação”, explica Luiz Marcos Peixoto, diretor do departamento de orientação e fiscalização do Conselho de Educação Física.

“A situação do isolamento social aumentou o mercado para Profissionais de Educação Física nos meios digitais, mas também fez surgir muitos oportunistas que podem colocar a vida das pessoas em risco”, completa Luiz Marcos Peixoto.

Para combater o exercício ilegal, o Conselho Regional de Educação Física da 16ª Região tem trabalho a campanha “Treino Seguro”, orientando os Profissionais de Educação Física a exibirem seus números de registro no CREF em suas redes sociais e reforçando à sociedade que busque esse número antes de contratar esses serviços. O Conselho recebe denúncias sobre exercício ilegal pelo e-mail fiscaliza@cref16.org.br ou pelo site www.cref16.org.br .

 

Opinião dos leitores

  1. Um conselho que não ajuda em nada, já era para ter sido extinto, se fizerem uma pesquisa com os profissionais da área, acho 90% vai dizer que esse conselho não ajuda em nada só ver mesmo é a questão do dinheiro, não ajuda a reconhecer essa profissão tão importante para saúde. Infelizmente um profissão tão importante para saúde tem seu devido valor por cause de um conselho que não da a minima.
    #EducaçãoFísica

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Departamento de Educação Física da UFRN lança aplicativo de exercícios em casa

Foto ilustrativa: shutterstock

Assim como inúmeras atividades, o famoso discurso de “segunda-feira eu começo a malhar” também está suspenso durante o isolamento social imposto pela pandemia da Covid-19. Porém o que poderia ser a desculpa perfeita para alguns, uma vez que as academias estão fechadas, passa a ser uma preocupação para pessoas que desejam manter uma determinada rotina de exercícios físicos.

Na internet, tornaram-se comuns iniciativas que mostram pessoas se exercitado e tentando preservar a forma. Muitos dos que já têm uma boa experiência em atividades físicas conseguem fazer isso sozinhos, utilizando seus próprios conhecimentos, mas como ficam aqueles que precisam de acompanhamento na hora do exercício?

A partir desse questionamento surgiu uma ideia. A Base de Pesquisa em Atividade Física (Afisa) do Departamento de Educação Física (DEF/UFRN) criou um aplicativo para auxiliar quem quer estabelecer ou manter uma atividade física regular mesmo cumprindo a recomendação de distanciamento social.

“O que nós fizemos foi pensar em alguma coisa com a qual a Educação Física pudesse ajudar. As pessoas estão em casa, precisam se movimentar, porque se manter fisicamente ativo melhora uma série de aspectos, como as condições cardiocirculatória e cardiopulmonar”, explica o professor do DEF, Paulo Dantas, um dos coordenadores da base de pesquisa.

Com o Aplicativo de Atividade Física e Isolamento Social – AFISapp, de fácil utilização e disponibilizado de forma gratuita nas lojas App Store e, em breve, na Google Play, os usuários têm à disposição orientações quanto aos tipos de exercício e à maneira correta de executá-los, bem como recomendações nutricionais.

Diante do avanço da Covid-19 em todo o país, adotar medidas de proteção como o distanciamento social e os cuidados com a higiene, especialmente das mãos, são as principais formas de defesa conforme recomendações das autoridades sanitárias nacionais e internacionais. Da mesma forma, a prática de atividades físicas também pode ter contribuição significativa para a preservação da saúde.

“Além da sensação de bem-estar, o exercício é ansiolítico, diminuindo a ansiedade causada pelo isolamento, é anti-hipertensivo, contribuindo para a melhora do condicionamento geral. A consequência disso é um aumento da capacidade imunológica da pessoa de reagir a quaisquer tipos de vírus ou bactérias que ataquem o seu organismo” afirma o professor Paulo.

Responsáveis pelo desenvolvimento, três estudantes do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) doaram seus conhecimentos nessa missão e entregaram um aplicativo que contribui para a saúde da população.

“Para ser o mais eficiente possível, o aplicativo recolhe algumas informações do usuário, como perguntas sobre a saúde e o biotipo. Então, de acordo com as respostas, é gerado um treino adaptado. A pessoa deve escolher um dia de descanso entre os exercícios e durante os demais dias o treino a ser realizado é indicado, com imagens e vídeos exemplificando a maneira correta de executá-lo”, explica Fernando Bruch, um dos desenvolvedores.

UFRN

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Homem é preso suspeito de forjar assalto e assassinar a namorada, estudante de Educação Física, na Grande Natal, diz polícia

Foto: Arquivo pessoal

O portal G1-RN destaca em reportagem nesta terça-feira(23) que o namorado da estudante de Educação Física, Josierica da Rocha Alves, de 23 anos, morta em junho no município de Monte Alegre, na Grande Natal, foi preso suspeito de ser o autor do assassinato. No dia do crime, o homem relatou à polícia que ele e Josierica haviam sido vítimas de um assalto no município de Monte Alegre. Entretanto as investigações apontaram que ele mentiu sobre o roubo. A motivação do crime ainda é desconhecida.

Segundo contou o namorado na época do crime, no fim da noite do dia 4 de junho, uma quarta-feira, os dois chegavam em casa, quando foram surpreendidos por dois homens armados que já estavam dentro do imóvel. Josierica já teria descido do carro para abrir o portão, quando os bandidos a abordaram. Foi quando ele, o namorado, de dentro do automóvel, teria atirado contra os assaltantes. O homem relatou que, após a troca de tiros, os criminosos fugiram. Josierica foi baleada na cabeça e morreu depois de dar entrada no hospital da cidade.

Veja detalhes com informações do desfecho do crime aqui

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Justiça determina suspensão de concurso para professor de Educação Física

O juiz Airton Pinheiro, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal, determinou a suspensão do processo seletivo para o cargo de professor temporário de Educação Física do Município de Natal, regido pelo Edital 001/2012/SME – sem embargo da possibilidade do Município proceder às correções necessárias no edital, garantindo aos inscritos que não possuam e não pretendam se inscrever no registro do respectivo conselho, a devolução da taxa de inscrição.

O Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região ingressou com um Mandado de Segurança contra ato do secretário de Educação do Município de Natal objetivando, liminarmente, a suspensão imediata do processo seletivo para o cargo de professor temporário da rede municipal de ensino, regido pelo Edital 001/2012/SME e, no mérito, a correção do edital publicado com a obrigação do registro no Conselho Regional de Educação de Física (Cref) aos aprovados, no momento da investidura.

O Conselho alegou que foi aberto processo seletivo para o cargo de professor temporário e que, em relação ao professor de educação de física, não consta, no edital, a exigência legal da inscrição no Conselho Regional de Educação Física, razão pela qual requer a retificação do edital.

O magistrado verificou nos autos que assiste razão ao autor da ação, isto porque sabe-se que o edital é a lei do concurso, fixando normas garantidoras da isonomia de tratamento e igualdade de condições no ingresso no serviço público. Para ele, cabe ao Poder Judiciário exercer o controle de legalidade das exigências ali estabelecidas.

De acordo com o juiz, ocorreu a violação a direito líquido e certo do autor ao não exigir, como requisito no edital, para os candidatos a Professor de Educação Física a respectiva inscrição no Conselho Regional de Educação Física, ferindo assim o que dispõe a Lei nº 9.696/98.

Segundo o magistrado, mostra-se presente o perigo de dano irreparável ou de difícil reparação caso a liminar não seja concedida, eis que a demora inerente ao trâmite processual pode acarretar a finalização do concurso com a nomeação de candidatos que não preenchem as exigências legais para o cargo.

TJRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *