Coronavírus: Brasil terá resultado muito melhor que países da Europa, diz cardiologista

O Sistema Único de Saúde deve sair fortalecido após a pandemia do novo coronavírus. Essa é a avaliação do cardiologista Roberto Kalil Filho, que contraiu a covid-19 e está internado. “O SUS é brilhante, mas faltam recursos. Com certeza ele vai sair fortalecido dessa pandemia.”

Em entrevista ao Jornal da Manhã, o também professor titular de cardiologia da Faculdade de Medicina da USP disse que o Brasil teve mais tempo que outros países para se preparar para a chegada da doença.

“Demos a sorte da doença vir fora e pegar classes mais altas primeiro. O SUS teve tempo de se preparar, programar hospitais de campanha, Hospital das Clínicas também, muito antes do pico. Eu acho que o Brasil terá um resultado melhor que vários países da Europa em relação ao tratamento.”

Kalil lembrou que 80% das pessoas que serão infectadas não vão ter sintomas, 15% terão poucos sinais e apenas 5% vai precisar de hospitalização e tratamento intensivo. No caso dele, a confirmação da doença veio após uma pneumonia.

Ele não afirmou se fez ou não uso da cloroquina, mas disse que tomou “vários medicamentos” e confia no tratamento proposto pela equipe que o trata. “Em relação a esse remédio, existem muitos estudos que mostram benefícios e espero que mostrem sua eficácia. Mas tem vários estudos com vários remédios no mundo inteiro.”

Segundo Kalil, a confirmação de que o isolamento social tem efeitos positivos no combate à doença só vai vir com o tempo. “De acordo que a curva vá sendo achatada, os governantes podem flexibilizar. É preciso levar em conta que as regiões são diferentes, São Paulo é diferente. As atitudes devem ser mais radiais nesses estados.”

Jovem Pan

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    Esse bom resultado e o tempo para a saúde se preparar foi graça as decisões acertadas dos governadores. Se fossemos depender do lunático do Planalto estaríamos ferrados.

  2. Carlos disse:

    Pobre de espírito, em uma hora dessa chamar um imb….. desse de mito. Só ae for mito do inf…… kkkkkkk

  3. Carlos disse:

    Se fosse na pegada desse doido "o minion" estavámos ferrados. Por sorte, temos no país pessoas ousadas que foram contra e tomaram medidas responsáveis. É completo desgoverno.

  4. João Neto disse:

    Claro, com as recordações que a maioria dos governadores e prefeito tiveram, esse é o resultado. Se dependesse do Bozo, seria uma catástrofe.

  5. Silva disse:

    O presidente da República já sábia.
    O Messias!!
    Da lhe mito.
    A petezada, não se conforma.

Datafolha diz que eleitor de Bolsonaro acha que ministério age melhor que presidente na crise

A avaliação do desempenho do Ministério da Saúde na crise do coronavírus é melhor do que a aprovação ao trabalho do presidente Jair Bolsonaro também entre seus eleitores.

O trabalho de Bolsonaro no combate aos efeitos da pandemia é considerado ótimo ou bom por 56% dos entrevistados que dizem ter votado nele no segundo turno da última eleição. O percentual nesse grupo é muito maior do que a avaliação positiva feita pela população em geral, que é de apenas 35%.

Entre os eleitores do presidente, contudo, o índice de opiniões positivas sobre o desempenho do Ministério da Saúde, comandado por Luiz Henrique Mandetta, é ainda maior: 64%.

Os dados apontam que, mesmo entre eleitores de Bolsonaro, existem percepções diferentes entre as duas autoridades.

Mandetta se notabilizou por declarações que indicavam a gravidade da crise, enquanto o presidente usou expressões como “fantasia”, “histeria” e “gripezinha” para se referir à pandemia.

O contraste entre os eleitores de Bolsonaro, porém, é menor do que aquele observado no restante da população. Levando-se em consideração todos os entrevistados, a atuação do ministério é aprovada por 55%, ante os 35% a favor do presidente.

Desde o início da crise, Bolsonaro minimizou o risco à saúde da população e resistiu à adoção de medidas restritivas como o fechamento do comércio.

O comportamento do presidente entrou em choque tanto com as recomendações do ministério quanto com determinações feitas por outras autoridades.

Embora Bolsonaro tenha decidido investir num confronto direto com governadores, em especial João Doria (São Paulo) e Wilson Witzel (Rio de Janeiro), a maioria de seus eleitores acredita que os estados têm feito um trabalho ótimo ou bom ao enfrentar a crise.

O percentual de eleitores bolsonaristas que têm uma opinião positiva sobre o desempenho dos governadores é de 57% —índice muito semelhante à aprovação à conduta do próprio presidente nesse mesmo grupo.

A aprovação ao trabalho das autoridades estaduais vai na contramão do discurso que Bolsonaro reforçou nos últimos dias, com o objetivo de transferir aos governadores a responsabilidade pela redução da atividade econômica e pelo provável aumento em massa de demissões.

No domingo (22), o presidente disse que “brevemente o povo saberá que foi enganado por esses governadores e por grande parte da mídia”. E acrescentou: “Espero que não venham me culpar lá na frente pela quantidade de milhões e milhões de desempregados”.

Bolsonaro se recusou a comentar os números da pesquisa. Ele afirmou que considerava “impatriótica” uma pergunta sobre o assunto. “Você está preocupada com popularidade minha e do Mandetta? Se você acredita no Datafolha. O presidente da República e seus ministros estão trabalhando há semanas para minimizar os efeitos do coronavírus”, disse, nesta segunda (23).

O Datafolha ouviu 1.558 pessoas de 18 a 20 de março. Feito por telefone para evitar contato com o público, o levantamento tem margem de erro de três pontos para mais ou para menos.

No grupo de entrevistados que dizem ter votado em Bolsonaro no segundo turno, o apoio a suas declarações e atitudes é naturalmente maior do que a aprovação medida no restante da população. Surgem, contudo, discordâncias nesse segmento.

A maioria dos eleitores de Bolsonaro (58%) afirma que o presidente agiu mal ao apertar a mão de manifestantes no protesto do dia 15 de março. Ainda assim, 39% disseram que ele agiu bem.

O recorte da pesquisa feito entre bolsonaristas mostra ainda um apoio considerável à declaração de que existe uma “histeria” em relação à crise do coronavírus: 47% desses entrevistados dizem concordar com Bolsonaro, e 42% discordam dele.

Apesar dessas avaliações, os eleitores do presidente também afirmam ter medo do vírus. No grupo, 36% dizem ter muito medo e outros 36% declaram ter um pouco de medo –proporção semelhante à que foi calculada na população em geral.

O Datafolha também perguntou aos entrevistados que declararam voto no presidente se eles estavam arrependidos. Apenas 15% deles disseram que sim, o que indica que Bolsonaro preserva o apoio de uma grande parcela de seu eleitorado.

Os segmentos que mais se dizem arrependidos são as mulheres –19%, ante 11% dos homens que declaram ter votado no presidente. No recorte por nível de escolaridade, os eleitores com ensino fundamental afirmam se arrepender mais (18%) do que aqueles com ensino médio ou superior (13%).

Folha de São Paulo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Como se o ministério de Bolsonaro não fosse a encarnação política da vontade do próprio Bolsonaro… Dói quando rio.

  2. HENRIQUE disse:

    É DE LASCAR.
    COMO SE PERDE TEMPO EM FAZER ALGO IMPRODUTIVO EM TEMPOS DE CRISE.
    QUEREMOS É SAIR DESSA SITUAÇÃO, TODOS ,JUNTOS.
    MAS PARA PARTE DA IMPRENSA, COMO GRUPO GLOBO E FOLHA DE SÃO PAULO, O QUE INTERESSA É DESCONSTRUIR O GOVERNO FEDERAL.
    QUERO LÁ SABER DE PESQUISA PORRA !!!!!

  3. Brasil acima de tudo disse:

    Por isso mesmo foi se colocado uma médico no Ministério da Saúde,, desta forma com certeza ele nesta área tem mais conhecimento do que um economista, contador, administrador, presidente, governador, etc, etc, etc. Prova que no cargo foi prestigiado e colocado um homem capaz, coisa que não víamos nos governos dos PTRALHAS, que eram colocados pessoas especializadas em falcatruas e desvio de dinheiro. Cada um no seu quadrado.

  4. Véi de Rui disse:

    Pense num sentimento de massacre esse da imprensa brasileira para com o presidente Bolsonaro, mas Deus estar protegendo ele.

  5. Abel disse:

    Esquecer o data foice.
    Segundo esse Instituto Bolsonaro não ganha a eleição de ninguém.
    Por tanto sem credibilidade.
    Mesmo estando falando a verdade, ninguém confia.
    Vao ter que remar muito, pra ter um pouquinho de credibilidade.
    Tá difícil!!

  6. Empresário Sofredor disse:

    Tinha eleição pra ministro da saúde?

  7. Manoel disse:

    A turma q apoia esse arremedo de governo nao tem vergonha de sugerir censura. Na verdade essa turma é igual ao marido traído no sofá. Ele faz de tudo pra vender o sofá pra nao sofrer tanto.

  8. Ricardo lúcido disse:

    Claro . Só não ver quem não quer . Na verdade o Bananão está até melhorando . Tentos que reconhecer .

  9. Rodrigo Duarte disse:

    Ele colocou especialistas nos cargos dos ministérios foi para isso mesmo, para que os caras soubessem o que fazer.

  10. LEO disse:

    Parabéns Presidente Bolsonaro,Reeleição CERTA!!!!!!!!!!!!!!

  11. Victorino disse:

    Bandos de corruptos, loucos que os PeTralhas voltem aí poder e distribuam bilhões para essas imprensa maldita, o rede Globobosta fala mais do governo do que da pandemia, vergonha desses malditos.

  12. Mariano Medeiros disse:

    O Cidadão quer que se use filtro. Ou seja, excluir os comentários negativos. Em outras palavras, CENSURA. Bem ao estilo do seu ídolo. Haja paciência….

  13. CARLOS SAMPAIO disse:

    E quem foi que escolheu o ministério? Se os atletas de um time de futebol está atuando bem o mérito claro é de todos que fazem parte do time !Falei todos sem distinção e isto inclui principalmente o técnico que montou o time e que também planejou como este time tem que atuar em campo!O mérito principal aqui é de Bolsonaro!É melhor aceitar que dói menos ! B38 2022

  14. Júnior Santos disse:

    Homem vai te lascar, no momento de crise de saude publica o Brasil parado o governo buscando soluçoes e vcs com conversa de pesquisa bando de fi da puta

  15. George disse:

    E tem de ser assim mesmo.

    Do mesmo jeito que o ministério da economia lida melhor com a economia do que Bolsonaro

  16. Canhoto potiguar disse:

    Datafolha?????
    Kkkkkk
    E bolsonaro é presidente?
    Kkkkkk

  17. Cidadão disse:

    Acredito q vc deveria filtrar, não só os comentários, as notícias replicadas.

  18. Hélio Silva disse:

    Qual a novidade ?esse governo é igual a jumenta da Dilma que queria estocar vento mais enfim fazer o que ? E o que temos para hoje

  19. Cidadão disse:

    Me poupe !

  20. Luís V disse:

    Todos ministros de Bolsonaro agem melhor do que ele.
    Bolsonaro pode dizer um monte de besteira, depois volta atrás, recua, tergiversa.
    Mas sabe delegar e não fica se metendo nas pastas.

    • PAULO disse:

      Se dependêssemos exclusivamente das decisões tomadas pela cabeça de Bolsonaro, seríamos a próxima Itália. Coincidência ou não, o melhor ministro de Bolsonaro não é militar e muito menos bolsonarista , PARABÉNS MANDETA!

Enem 2019 foi “melhor de todos os tempos”, diz ministro da Educação

Foto: Adriano Machado/Reuters

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse nesta sexta-feira (17) que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 foi o “melhor de todos os tempos”. Junto ao presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, o ministro deu entrevista coletiva para divulgar o resultado do desempenho dos 3,9 milhões de participantes do exame.

“[Está] tudo mostrando que foi o Enem de todos os tempos. Mostrando que gestão e eficiência e respeito ao dinheiro público são marcas do governo Bolsonaro. Resumidamente, estou muito satisfeito”, disse Weintraub, que enfatizou como sucesso o fato de não ter havido polêmicas relacionadas ao Enem. “Não teve polêmica, foi tudo muito aceito. A gente não teve problema operacional nenhum a cargo do MEC [Ministério da Educação]. A única coisa que houve, pontualmente, foi uma tentativa de sabotagem, uma pessoal que já está com a Polícia Federal. Então não prejudicou nada”, afirmou.

As notas individuais do Enem 2019 foram divulgadas nesta sexta-feira pelo Inep e podem ser acessadas na Página do Participante (https://enem.inep.gov.br/participante/) e pelo aplicativo do Enem, por meio do número de CPF cadastrado e da senha. Quem não lembra da senha para acessar os dados pode recuperá-la ou mesmo resetá-la e fazer uma nova.

Durante a coletiva, o presidente do Inep apresentou os número gerais do exame. As médias gerais foram 523,1 para matemática e suas tecnologias; 520,9 para linguagens, códigos e suas tecnologias; 508 para ciências humanas e suas tecnologias; e 477,8 para ciências da natureza e suas tecnologias.

Quanto à redação, 53 participantes obtiveram a nota máxima (1.000) e 143.736 zeraram. Os maiores percentuais de motivos para nota zero foram: redações em branco (56.945), fuga do tema (40.624) e cópia do texto motivador (23.265). Para os treineiros, que são os que não concluíram o ensino médio, a média ficou em 592,9. Estes poderão ter acesso às notas em março, assim como ao espelho da redação.

Dos 5.095.308 de inscritos, 1.160.151 não compareceram às provas, o que correspondente a 22,77% dos inscritos. Destes, 67,28% tiveram direito à isenção da taxa de inscrição.

O exame também ofereceu 38.466 atendimentos especializados (destinados a pessoas com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo e/ou discalculia) e 11.654 atendimentos específicos (gestante, lactante, idoso, estudante em classe hospitalar e/ou pessoa com outra condição específica).

O presidente do Inep disse ainda que o aumento nos recursos de acessibilidade se refletiu no desempenho dos participantes. Ao todo, foram disponibilizados 53.552 recursos de acessibilidade, como videoprova em Libras, tradutor-intérprete de Libras, sala de fácil acesso, prova ampliada (com letras maiores), prova em braile, auxílio para transcrição e leitura, e o uso de aparelho auditivo ou de implante coclear. “No caso dos participantes surdos quando a gente colocou mais recursos para eles fazerem as provas houve um aumento substancial no desempenho dos surdos”, disse Lopes.

Enem digital

O ministério vai realizar, em 2020, uma versão digital do Enem. A aplicação do exame será opcional e a estimativa inicial é de 50 mil participantes, podendo chegar aos 100 mil. As provas ocorrerão nos dias 11 e 18 de outubro, antes do Enem tradicional, marcadas para os dias 1º e 8 de novembro. A implantação do Enem Digital será progressiva, com previsão de consolidação em 2026.

“O aluno vai optar entre uma das versões do Enem. A orientação do jurídico [do Inep] é que a escolha seja por ordem de inscrição. O exame vai ser aplicado em 15 capitais, o candidato vai selecionar a cidade e vai pedir a inscrição, se tiver a vaga ele se inscreve, se não tiver ele será direcionado para fazer a inscrição no Enem tradicional”, informou Lopes.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fonseca S. disse:

    Bando de ladrão! Melhor, só se foi pra ELE e pros que fazem parte d Gang do Bozo. Ainda vão ser descobertos todos os Podres deste FARSANTE. Ele pode ser tudo, menos HONESTO.

  2. Armando disse:

    Haddad disse: vamos caçar o mandato de Bolsonaro!kkkkkk. Analfa, professor de faculdade particular. Kkkkkk

  3. Ainda falta 3 anos disse:

    Imprecionante!
    Ass.: Ministro da Educassão de Bolsonaro

  4. JOSE NETO disse:

    Bom so para ele. Kk

  5. PAULO disse:

    Foi o melhor elaborado,parabéns Ministro!!!!

  6. Flávio Vieira disse:

    Imprecionante!

  7. Ricardo disse:

    De Educassão esse intende.

Trair é melhor que pedir divórcio, afirma pesquisa polêmica de site de relacionamentos extraconjugais

shutterstock

“A traição é uma prática comum dentro dos casamentos”, destaca matéria no Delas – no portal IG. Mas por que as pessoas preferem trair invés de se separarem? O site de relacionamentos extraconjugais Ashley Madison fez uma pesquisa com seus usuários para descobrir essa resposta.

57% deles disseram que acham melhor ter uma relação extraconjugal e seguir com o casamento, e os motivos para isso são: família, amor, segurança emocional e segurança financeira.

“O divórcio não é uma opção para muitas pessoas casadas, elas não querem terminar com sua família”, sustenta Tammy Nelson, autora de “When You’re the One Who Cheats” (Tradução: Quando é você quem trai).

“Como resultado, às vezes as pessoas traem para permanecer no casamento . Eles podem amar o cônjuge e a família, apenas querem algo diferente, um parceiro sexual único ou uma experiência erótica. Uma breve aventura também pode lembrar a alguém que o que eles têm em casa não vale a pena jogar fora por um curto relacionamento sexual. O divórcio é permanente, um caso não precisa ser”, completa.

Pela pesquisa, os usuários do Ashley Madison concordam com a autora. Veja o que afirmou cada parcela para justificar o ato de trair e seguir casado:

Não quero separar minha família – 31%

Eu ainda amo meu cônjuge e simplesmente não consigo permanecer celibatário(a) – 20%

Estou seguro(a) no meu casamento, emocional e financeiramente – 18%

Eu ainda amo meu cônjuge, mas não posso continuar fazendo sexo apenas com ele – 14%

Eu não acho que seria mais feliz casando com outra pessoa – 10%

Não posso me divorciar – 9%

Trair pode até prolongar a relação? “Parece que sim”

Isabella Mise, diretora de comunicação do site, também tem uma opinião sobre esses números. No final, a traição pode até fazer com que o casamento dure mais.

Segundo ela, “as razões que alguém pode ter para iniciar um caso podem ser as mesmas para alguém que pede o divórcio”. Entrento, o cenário logo muda de figura. “Sabemos que muitos de nossos membros não querem mais deixar o casamento e relatam um aumento na felicidade geral desde que passaram a explorar relacionamentos extraconjugais”.

Ainda assim, de acordo com a pesquisa, há quem já pensou em realmente colocar um ponto final na relação antes de partir para uma traição.

Entre os usuários, 61%, em algum momento, consideraram dar fim ao casamento. Para 19% deles, essa fase chegou após 20 anos ou mais de relação.

Já entre os que não pensaram em se separar , 27% quiseram trair logo no começo da relação (1 a 3 anos depois do casamento) e 30% estão casados há mais de 22 anos.

Delas – IG

 

Curso de Jornalismo da UERN é o melhor entre as faculdades públicas do Brasil

Estudantes do curso atuam em atividade prática do projeto TV COM. Foto: Divulgação

O curso de Jornalismo da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) apresentou o segundo melhor desempenho do País entre os cursos de Jornalismo de universidades públicas e privadas, conforme os Indicadores de Qualidade da Educação Superior 2018 divulgados na semana passada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP/MEC).

Com um Conceito Preliminar de Curso (CPC) contínuo de 4,08, e nota 5 (máxima), o curso da UERN obteve a maior nota do País entre os cursos de universidades públicas. Entre universidades públicas e privadas, o desempenho da UERN foi o segundo melhor, atrás apenas do curso de Jornalismo da UNISINOS, de Porto Alegre/RS. No total, 282 instituições de ensino foram avaliadas. Este é o melhor resultado obtido pelo curso da UERN desde o início da avaliação do ENADE.

O curso de Jornalismo da UERN atende a estudantes do Rio Grande do Norte e estados vizinhos, sendo referência na formação de profissionais em todo o Estado. A maioria dos professores do curso é formada por docentes doutores e com regime de dedicação exclusiva, com forte atuação no campo da pesquisa científica e extensão, além do ensino. Em seu histórico, o curso já obteve diversas premiações com seus estudantes. Nascida como habilitação do curso de Comunicação Social, a graduação passou a ser um bacharelado independente, atendendo ao previsto nas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs).

O Conceito Preliminar de Curso (CPC) é um indicador de qualidade que avalia os cursos de graduação. Seu cálculo e divulgação ocorrem no ano seguinte ao da realização do Enade, com base na avaliação de desempenho de estudantes, no valor agregado pelo processo formativo e em insumos referentes às condições de oferta – corpo docente, infraestrutura e recursos didático-pedagógicos.

Para o chefe do Departamento de Comunicação Social, Jefferson Garrido, o resultado é extremamente positivo e reflete a qualidade da formação ofertada pela Universidade e a dedicação e empenho dos estudantes, assim como de todo corpo docente e técnico que integram o curso. “Aumenta nosso compromisso de buscar também fortalecer os nossos cursos e torná-los ainda mais fortes. Tudo isso buscando a melhoria da qualidade do ensino entregue aos nossos alunos”, comentou.

O resultado completo está disponível AQUI.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Thalia disse:

    Como o curso pode ser tão bom se nossos jornalistas, com raríssimas exceções são pra lá de medíocres??

    • Pai da Thalia disse:

      que bobagem cê falou aí! que loucura! isso aí que cê disse é tudo bobagem!

  2. Igor disse:

    Já disse aqui mil vezes!!!!!!! O RN falido não tem condições de manter universidade. Isso fica para o governo federal e a iniciativa privada. O governo não consegue pagar os funcionários, imagina bancar uma universidade apinhada de marajás e com turmas de 10 alunos.

  3. Carlão disse:

    Uou.

BOLA DE OURO: Brasileiro Alisson Becker é eleito o melhor goleiro do mundo pela revista France Football

(Foto: Christian Hartmann/Reuters)

O brasileiro Alisson foi eleito melhor goleiro e recebeu o Troféu Yashin das mãos de Robert Lewandowski. Este ano, ele conquistou a Liga dos Campeões com o Liverpool e a Copa América com a Seleção Brasileira. Ter Stegen, do Barcelona, conquista o segundo lugar e o também brasileiro Everton, do Manchester City, o terceiro.

O brasileiro, na oportunidade, também ficou entre os 10 melhores jogadores do planeta neste ano, alcançando a expressiva sétima colocação, principalmente, pela sua posição.

Prêmio foi entregue no fim da tarde desta segunda-feira(02) em cerimônia de entrega do Ballon D’Or, prêmio de melhor do mundo entregue pela revista France Football.

Com informações do Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno Lira disse:

    Muito fraco! Quando cai no gosto dos cartolas, não tem jeito!

Contrato emergencial de R$ 7 milhões: SMS atestou que empresa com a qual rompeu contrato tinha melhor preço do mercado

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal constatou nos últimos quatro anos que a empresa com quem manteve contrato para abastecer com refeições as unidades de saúde da capital, a Refine Refeições, oferecia os melhores preços do mercado.

A despeito disso, a SMS rompeu o contrato com a Refine e assinou emergencialmente com a PJ Refeições na semana passada, por R$ 7 milhões. A pasta alega que seguiu recomendações do Tribunal de Contas da União.

O TCU recomendou em 1º de Julho de 2019 que a Refine Refeições, que tinha preços com Natal estabelecidos em licitação de 2014, praticasse preços de licitação lançada em 2016. Ao perceber que o preço de 2016, no entanto, era maior que os de 2014, a atualização não foi feita.

No mês passado, no entanto, a SMS prosseguiu com a orientação e rompeu o contrato informando que os valores firmados com a PJ são mais vantajosos.

Pesquisa mercadológica feita pela própria SMS em 2015, 2016, 2017 e 2018, no entanto, indicam o oposto.

As pesquisas foram feitas sempre para saber se valeria a pena renovar o primeiro contrato, de 2014, ou firmar novo instrumento com quem tivesse valores mais vantajosos para a administração pública.

A própria PJ, aliás, teve preços consultados em anos anteriores, mas a SMS constava que era a Refine que detinha os valores mais vantajosos, conforme os resultados abaixo:

Atestamento 2015

Atestamento 2016Atestamento 2017

Atestamento 2018

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. M.s disse:

    E agora SMS qual vai ser sua defesa
    Acho que tem que entrar até ministério público federal conselho de nutrição TCE ministério público e Sérgio Mouro

Filmes de terror ganham destaque e vivem melhor momento no Brasil

Cenas do filme ‘Morto Não Fala’, dirigido por Dennison Ramalho. Foto: Divulgação

Nunca se produziu tantos filme de terror no Brasil. O gênero vive seu auge, apenas em 2019, foram lançados O Clube dos Canibais, Histórias Estranhas, Morto Não Fala, A Noite Amarela, Intruso, O Juízo e o próprio Bacurau, que possui elementos do horror, e saiu vitorioso com o prêmio do Júri em Cannes. Essas produções estão pavimentando um caminho para se fazer ainda mais cinema de terror no país.

A primeira exibição cinematográfica no Brasil aconteceu ainda no século 19. Desde então o país passou por diversas escolas e movimentos, amadurecendo a cara do nosso cinema. O terror brasileiro propriamente dito, nasceu nos anos 60, com produções de José Mojica Marins, conhecido como Zé do Caixão. Mas, antes disso, elementos do gênero estavam espalhados pela cinematografia nacional.

De acordo com a pesquisadora Laura Cánepa, em sua tese intitulada Medo do quê? Uma história do horror nos filmes brasileiros, até mesmo a geração do cinema mudo revela flerte com o horror, possível de identificar pelos títulos dos filmes, como, por exemplo, O Duelo de Cozinheiros (1909), Nas Entranhas do Morro Castelo (1917) e por fim Os Mistérios do Rio de Janeiro (1917).

Em 1964, com o longa-metragem À Meia-Noite Levarei Sua Alma, Mojica inaugura o cinema de horror no país, este é considerado o primeiro filme de terror autoral brasileiro, filme responsável por inspirar uma geração de cineastas que hoje despontam e se destacam dentro e fora do país.

Zé do Caixão, protagonista do filme ‘À Meia-Noite Levarei Sua Alma’. Foto: Reprodução

Um desses nomes é o diretor Dennison Ramalho, que já trabalhou com Mojica. Ele está em cartaz com o filme Morto Não Fala e comentou a influência que carrega do “pai do terror nacional” . “O cinema do Zé do Caixão foi importantíssimo na minha carreira, mudou o jogo pra mim. Foi o primeiro cinema de terror autoral do Brasil. Mojica é um cara que eu vejo como um mestre pra mim, e é uma grande inspiração pra todas gerações de realizadores brasileiros de terror”, disse Ramalho.

Morto não Fala foi destaque no cenário internacional, reconhecido como um filme potente e original, já foi exibido em cerca de 40 festivais pelo mundo. Ramalho carrega a bandeira do cinema de terror brasileiro nos últimos anos, ao lado de cineastas como Marco Dutra, Samuel Galli, Gabriela Amaral Almeida, Juliana Rojas, Paulo Fontenelle, Guto Parente, Rodrigo Aragão, Petter Baiestorf, Ramon Porto, entre outros realizadores que estão movimentando a cena atual.

“A característica que eu enxergo na produção atual de terror do Brasil é de um horror extremamente autoral”, explicou o jornalista e pesquisador Carlos Primati. “O terror americano tende a ser mais comercial, voltado ao modelo clássico, que tem uma comunicação muito direta com o público. Essa expectativa e o resultado é muito baseado em ‘eu gostei’ ou ‘eu não gostei’, mas nunca tem uma novidade de fato”, finalizou Primati.

O tema do mal estar social é claro nos últimos filmes do gênero no Brasil, Trabalhar Cansa, de Marco Dutra, Animal Cordial, da diretora Gabriela Amaral, e o próprio Morto Não Fala, do Dennison Ramalho, contém uma crítica à sociedade e os males atuais que o país vem enfrentando, um certo desgaste emocional. “Quanto mais o medo se aproxima de um medo palpável, contemporâneo, mais ele consegue se comunicar”, explicou o diretor Marco Dutra.

Por outro lado, essa geração de cineastas é tão próspera que também contempla o cinema de horror mais tradicional, que condiciona elementos tipicamente americanos de exorcismo, rituais e etc. Samuel Galli, diretor do longa-metragem Mal Nosso, comentou sobre o tipo de cinema que gosta de fazer. “Como espectador, eu adoro filmes de terror com temática e críticas sociais. Mas como escritor e ‘filmmaker’, hoje, minha cabeça funciona mais para o escapismo. Eu escrevo para fugir da realidade e para me entreter. Meu estilo é mais voltado em usar o terror para fantasiar os dramas mais pessoais”, explicou Galli.

Até mesmo diretores versáteis em suas carreiras, como Andrucha Waddington, conhecido por comédias como Eu,Tu, Eles (2000) e Os Penetras (2012), além do drama Casa de Areia (2005), optou por lançar um filme dentro do gênero de horror: O Juízo (2019). “Acho que é um gênero pouco produzido por aqui, então o público não tem o hábito de consumir e assistir. Mas acho que com filmes de qualidade vindo para o mercado, naturalmente esse público vai começar a se interessar e se identificar com essas produções”, defendeu Waddington.

A cena atual é tão produtiva, que Primati afirmou que estamos vivendo o melhor momento do país dentro do terror. “Eu acredito que essa geração é a melhor que já existiu. Com a quantidade, veio não só a diversidade, mas a qualidade também. Eu costumo gostar de praticamente dois terços do que é feito. Eu gosto muito da novidade, e a partir daí a gente vê coisas muito inesperadas, novas. Mesmo quando não é um acerto total, são muitos mais interessantes do que fazer um filme certinho”, exclamou Primati.

O diretor Marco Dutra acredita que, em breve, a possibilidade de alcançar a marca de um milhão de espectadores no terror está cada vez mais plausível. “O espaço tem se ampliado, a gente precisa fincar o pé e continuar lutando por esse espaço. Fico muito feliz vendo um filme brasileiro fazendo sucesso, ainda mais do gênero fantástico. E, claro, que dá para chegar nesse milhão”, encerrou Dutra. Como se diz no futebol, “a base vem forte”.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BC3331986GAC disse:

    É Exatamente o que estamos vivendo aqui no RN, O Terror dos Bandidos soltos massacrando os Potiguares, Enquanto isso A " Bonitinha" Na França, Porque a Desgraçada Não foi para a Venezuela , Cuba , Russia ou para o Raio que O parta.

RN no mês de junho gerou 1237 empregos com carteira assinada, melhor para o período dos últimos sete anos

O Rio Grande do Norte no mês de junho gerou 1237 empregos com.carteira assinada, apresentando o melhor junho dos últimos sete anos.

A informação do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados(Caged) informa que o Brasil abriu 48.436 vagas com carteira assinada em junho deste ano. Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (25). Este é o melhor resultado para o mês desde 2014.

O saldo positivo é fruto da diferença entre as 1.248.106 contratações e as 1.199.670 demissões.

No primeiro semestre deste ano, foram criados 408.500 empregos. Já nos últimos 12 meses, houve crescimento de 524.931 vagas.

Senadora Zenaide quer discutir melhor o trabalho e remuneração dos presos

Foto: Fernando Oliveira

Na manhã desta terça-feira (07), foi aprovado na Comissão de Recursos Humanos o requerimento da senadora Zenaide Maia, que prevê a realização de Audiência Pública no âmbito da Comissão de Direitos Humanos, sobre projeto do Senador Waldemir Moka (PLS 580/2015), que altera a Lei de Execução Penal (Nº 7210/1984), estabelecendo a obrigação do preso ressarcir o Estado das despesas com a sua manutenção nos presídios. A audiência Pública será realizada na próxima segunda-feira (13).

Segundo a senadora, que é favorável ao trabalho dos presos, a Lei de Execução Penal já prevê o trabalho do preso como dever social e condição de dignidade humana, e terá finalidade educativa e produtiva, mas considera que: “É preciso discutir melhor o assunto, considerando que a remuneração do preso é partilhada entre as despesas do condenado, o ressarcimento dos danos causados pelo crime e a assistência à família, mas não pode esvaziar a possibilidade de ressarcimento da vítima e sustento de familiares do próprio preso, uma vez que estabelece que o seu patrimônio responderá pelas despesas penitenciárias”, justificou Zenaide.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    É melhor discutir enquanto é cedo. Afinal, nunca se sabe o dia de amanhã.

  2. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Defendendo bandidos. É pra isto que ela foi eleita?

  3. Ivana Sem Amor disse:

    Senadora, não há empregos para os cidadãos de bem… a estes a senhora deveria se preocupar.

  4. Luciana Morais Gama disse:

    Pense num negócio bacana. A senadora não deve ter coisa melhor pra fazer….

Villaggio Venezia já é considerado um dos melhores condomínios do litoral sul potiguar

TRIPLEX 01Residencial Villaggio Venezia, um triplex de alto padrão com obras já concluídas na praia de Pirangi do Norte, já é considerado um dos melhores empreendimentos do litoral sul do estado. A informação é do empresário Caio Fernandes, diretor do Sindicato das Empresas Imobiliárias do Rio Grande do Norte (SECOVI/RN). Segundo ele, embora naquela área litorânea tenha bons condomínios, o Villaggio Venezia se destaca pela qualidade do material utilizado e por ter sido construído dentro de normas de excelência que atendem até mesmo as exigências do mercado imobiliário europeu.

o Residencial Villaggio Venezia é composto por apenas 8 triplex de 203 metros quadrados de área privativa e está aberto a visitações, que podem ser agendas através do fone (84) 32013838.

A partir de um triplex modelo que foi totalmente decorado e ambientado pela arquiteta Gladys Fernandes, o investidor interessado em adquirir o imóvel poderá ver in loco seus diferenciais e requintes, como tratamentos térmico e acústico.

Cada unidade habitacional do Residencial é equipada com um solarium com vista para o mar, espaço gourmet e churrasqueira. Além da suíte com varanda, os triplex possuem três quartos, sala ampla, banheiros sociais e lavabos. A área de lazer também é um espaço requintado, composto por piscinas infantil e adulto com bordas infinitas e vista para o mar, solário, deck de madeira, banheiros e churrasqueira.

Trata-se do primeiro empreendimento do Rio Grande do Norte que atende a 100% da nova norma de qualidade NBR 15575, possuindo padronização e otimização em todas as instalações, certificado de qualidade dos materiais utilizados, além de isolamentos térmico e acústico.

UFRN é a melhor do Norte/Nordeste pelo segundo ano consecutivo

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) continua liderando o ranking do Índice Geral de Cursos (IGC), pelo segundo ano consecutivo, tanto em relação às IFES(Instituições Federais de Ensino Superior) como também às IES (Instituições de Ensino Superior) do Norte/Nordeste. Esse resultado foi divulgado na última sexta-feira, 6, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) – órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
O IGC é um indicador que mede a qualidade de instituições de educação superior de todo País. Para sua composição, o MEC leva em conta a qualidade dos cursos de graduação e de pós-graduação. O resultado final está em valores contínuos (que variam entre 0 e 500) e em faixas (de 1 a 5). A UFRN alcançou 368 pontos e ficou na faixa 4.
Em comparação com todas as Instituições de Ensino Superior do Brasil, a UFRN ficou na 48ª posição. Quando comparamos o IGC das Instituições Federais de Ensino Superior do Brasil, a UFRN figura-se na posição de número 16.
Para avaliar os cursos de graduação, é utilizado o Conceito Preliminar de Curso (CPC).  O CPC é uma média das notas do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), infraestrutura da instituição e programa pedagógico. Para um curso ter CPC é necessário que ele tenha participado do Enade com alunos ingressantes e alunos concluintes. Por isso mesmo, algumas instituições mais novas não aparecem no quadro de avaliação de anos anteriores.

Como cada área do conhecimento é avaliada de três em três anos no Enade, o IGC leva em conta sempre um triênio. Assim, o IGC 2007 considerou os CPC’s dos cursos de graduação que fizeram o Enade em 2007, 2006 e 2005, e assim, sucessivamente. A medida de qualidade da graduação que compõe o IGC é igual à média dos CPC’s para o triênio de interesse.

A avaliação dos programas de pós-graduação, realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), compreende a realização do acompanhamento anual e da avaliação trienal do desempenho de todos os programas e cursos que integram o Sistema Nacional de Pós-graduação (SNPG). Os resultados desse processo, expressos pela atribuição de uma nota na escala de 1 a 7 fundamentam a deliberação CNE/MEC sobre quais cursos obterão a renovação de reconhecimento, a vigorar no triênio subsequente. A medida de qualidade da pós-graduação que compõe o IGC é uma conversão das notas fixadas pela Capes.

De Johnston Evangelista, com informações do Inep/MEC

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wellington Accioly disse:

    Parabéns para os que fazem a UFRN e àqueles que estudaram ou estudam, é a melhor do Norte e Nordeste pelo segundo ano consecutivo!

  2. ciclamio barreto disse:

    Esse resultado discrepa em muito do ranking nacional da Folha de S. Paulo, que em tratando-se de política não é um jornal confiável. Mas no tocante a esse ranking tem uma certa credibilidade. É difícil aceitar esse resultado do MEC, quando comparamos a UFRN com UFC, UFPE, UFBA, por exemplo.

Jogador francês desbanca Messi e Cristiano Ronaldo e é escolhido melhor da Europa

29082013---em-eleicao-feita-por-jornalistas-franck-ribery-foi-escolhido-o-melhor-jogador-da-europa-na-temporada-20122013-1377796824981_615x300“Eu fui melhor”, disse Franck Ribéry na última segunda-feira, em entrevista à revista alemã “Kicker”, quando foi questionado sobre o prêmio que a Uefa daria ao jogador mais importante da temporada 2012/2013 do futebol europeu. Nesta quinta-feira, uma eleição realizada por jornalistas em Mônaco deu razão ao francês, que venceu Lionel Messi e Cristiano Ronaldo e acabou com o domínio do Barcelona na premiação.

Ribéry recebeu 36 votos e ganhou dos jornalistas o título de melhor jogador da Europa no período. Messi ficou em segundo (13 votos), e Cristiano Ronaldo, que não foi à premiação, foi o terceiro colocado no pleito (três votos).

“É um momento muito especial para mim por estar aqui e por ter vencido esse título individual. Quero agradecer a todos os meus companheiros de time por terem possibilitado isso”, declarou Ribéry após ter recebido o troféu.

O francês foi um dos protagonistas do Bayern de Munique na temporada passada. O time alemão conquistou três títulos, incluindo a Liga dos Campeões da Uefa.

Com essa campanha, Ribéry conseguiu encerrar um domínio do Barcelona na premiação da Uefa. Nas duas temporadas anteriores, o título individual havia ficado com Messi (2010/2011) e Andrés Iniesta (2011/2012).

“Esperamos ganhar mais neste ano. Estamos trabalhando muito para isso”, afirmou Messi.

Depois de os três finalistas terem sido apresentados, 53 jornalistas tiveram 30 segundos para apertar o botão correspondente ao jogador que eles desejavam premiar.

Os jornalistas foram escolhidos pela associação de mídia da Europa. Cada um representava uma das federações que compõem a Uefa.

Na primeira etapa da votação, cada jornalista teve de eleger uma lista dos cinco melhores jogadores da Europa na última temporada. Os atletas tiveram pontuação diferente para cada posição em que foram selecionados, e isso deu origem à lista tríplice de finalistas. A Uefa anunciou no dia 6 de agosto que a disputa derradeira seria formada por Messi, Ribéry e Ronaldo.

UOL Esporte

Quem estaciona melhor? os homens ou as mulheres?

Uma pesquisa encomendada por uma empresa britânica sugere que as mulheres são melhores que os homens na hora de estacionar os carros.

A pesquisa, encomendada pela rede de estacionamentos NCP observou 2,5 mil motoristas em 700 estacionamentos espalhados pela Grã-Bretanha durante um mês.

O estudo mostrou que as mulheres podem até precisar de mais tempo para estacionar, mas têm mais probabilidade de deixar o carro centralizado na vaga.

O estudo também descobriu que as mulheres são melhores na hora de encontrar espaços e mais precisas na hora de alinhar o carro antes de iniciar cada manobra.

Por outro lado, os homens mostraram mais habilidade em dirigir para frente nos espaços das vagas e demonstraram mais confiança. Menos homens optaram por reposicionar o carro depois de entrar na vaga.

 

Pontuação e impaciência

A pesquisa levou em conta sete fatores, entre eles a velocidade na hora de encontrar um espaço apropriado para estacionar, velocidade nas manobras, a habilidade de entrar no espaço com o carro em marcha a ré ou de frente, entre outros.

Em uma pontuação que poderia chegar a 20 pontos, as mulheres conseguiram alcançar, em média, 13,4 pontos e os homens chegaram aos 12,3 em média.

A primeira categoria analisada pela empresa foi a habilidade de encontrar uma boa vaga e os homens ficaram atrás das mulheres. Os pesquisadores afirmam que a impaciência dos homens faz com que, com frequência, eles não percebam as melhores vagas ao passar muito rápido pelos estacionamentos.

Mas, a velocidade das manobras na hora de estacionar foi um quesito que deixou as mulheres para trás. Em média, homens precisaram de 16 segundos para estacionar, enquanto que as mulheres precisaram de 21 segundos.

E, no quesito de maior importância para a avaliação geral, a centralização do carro na vaga, os homens marcaram menos pontos. Apenas 25% deles conseguiram centralizar o carro na vaga, contra 53% das mulheres.

O teste foi criado pelo professor de autoescola Neil Beeson, que também tem um programa sobre o assunto em um canal de televisão britânico, ITV.

“Fiquei surpreso com os resultados, pois, de acordo com minha experiência, homens sempre aprenderam melhor e geralmente tinham uma performance melhor nas lições. No entanto, é possível que as mulheres tenham guardado melhor as informações”, disse.

“Os resultados também parecem acabar com o mito de que os homens têm uma noção espacial melhor do que as mulheres”, acrescentou.

Em entrevistas com motoristas, os pesquisadores descobriram que homens e mulheres acreditam que acertar o ângulo logo na primeira vez, na hora de estacionar, é o mais difícil – 50% dos entrevistados acham que este é o grande problema.

Em segundo lugar ficou colocar o carro no centro da vaga, algo considerado difícil por 30% dos pesquisados, que empatou com saber quando parar no fundo da vaga (30% dos entrevistados) e, por fim, 7% acham difícil saber quando entrar na vaga de frente ou usando a marcha a ré.

 

Fonte: Estadão/BBC Brasil

Conheçam a melhor Privada do Mundo

Sensor de presença

Graças a um sensor infravermelho, a privada consegue detectar quando a pessoa entra no banheiro – e abre automaticamente a tampa. Se você parar em pé na frente do vaso, ele entende que se trata de um homem e ergue também o assento (para evitar os respingos de xixi, que as mulheres odeiam).

Autolimpeza

Terminou de fazer suas necessidades? Um microbidê retrátil, que lava e seca as partes íntimas do usuário, aparece dentro do vaso e em seguida desinfeta o interior da privada. Ela também possui um sistema de ventilação com filtros de carvão ativado, que aspira e elimina imediatamente eventuais maus cheiros.

Descarga inteligente

Faz menos barulho e gasta apenas 2,2 litros (para xixi) ou 4,8 litros (outras coisas). Bem menos que os 10 litros de um vaso convencional. Outro detalhe interessante são os aquecedores da tábua e de pés – em dias frios, a parte de baixo do vaso solta ar quente, deixando o chão do banheiro quentinho.

Tablet

Controla a posição do assento, a temperatura e a pressão da água, a luz do banheiro e o sistema de som do vaso (que tem rádio e entrada para MP3). Fica guardado num compartimento na parede quando não está em uso.

Kohler Numi
Nos EUA: R$ 10 224
kohler.com/numi

Informaçoes: Superinteressante

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alexandre Santos disse:

    Quero uma!
    Ô trono bom danado!
    Chega iria fazer minhas necessidades tranquilo… 

Vejam o Raking das 20 melhores Cachaças do Brasil. Samanaú não está entre elas

Foi divulgado no twitter que a Samanaú, produzida no RN, teria sido eleita a melhor cachaça do Brasil pelo ranking da revista Playboy. Este blogueiro chegou até a embarcar e comemorar a notícia, até por adorar ela branquinha e também a envelhecida.

Mas, a informação não procede. O Blog publica o ranking das 20 melhores cachaças do Brasil segundo a revista Playboy edição de julho, cuja capa foi Tchecas.

O texto da reportagem foi de Bruno Lazaretti e a degustação contou com 22 jurados entre entusiastas e especialistas na bebida.

A revista pediu para cada um dos jurados uma lista com suas dez cachaças favoritas. Depois, cada jurado dava uma nota para a lista de cachaças selecionadas: 25 para primeiro lugar, 20 para segundo, 16 para o terceiro, e assim vai… Foram mais de 102 cachaças avaliadas e as 20 primeiras entraram no ranking da Playboy, que chamou o Leandro Batista e a chef Bel Coelho para degusta-las e descreve-las. Segue a relação:

(mais…)