Empregados da Petrobras filiados à federação suspendem greve

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Empregados da Petrobras filiados à Federação Única dos Petroleiros (FUP), que reúne 13 sindicatos, decidiram na manhã desta quarta-feira (27) suspender a greve iniciada há dois dias. Inicialmente, a paralisação estava prevista para ocorrer até sexta-feira (29).

Na segunda-feira (25), o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Ives Gandra determinou multa diária de R$ 2 milhões aos sindicatos de petroleiros e à FUP, caso decidissem manter a greve. A decisão foi publicada na segunda-feira, motivada por reclamação da Petrobras.

Gandra considerou, em sua decisão, que os petroleiros recém assinaram um Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) e que não fazia sentido arguirem descumprimento de cláusulas por parte da Petrobras.

Em nota, a FUP avaliou como positiva a mobilização. “Além de garantir a produção de petróleo e o abastecimento de combustíveis para a população – compromisso assumido e cumprido pelos trabalhadores do setor de petróleo –, o movimento conseguiu chamar a atenção da sociedade para a política de demissões e transferências em massa, de venda de ativos e de reajustes constantes da gasolina e do óleo diesel promovida pela atual gestão da empresa”, diz o comunicado.

Segundo a FUP, a mobilização contou com 26 mil trabalhadores, direta e indiretamente, o correspondente a mais de um terço do atual corpo de funcionários da Petrobras.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Atento disse:

    A petrobrás é uma fábrica de milionários. O que tem de peão semianalfabeto rico não é brincadeira. Desse jeito, não tem como essa turma deixar de ser petralha.

  2. Cesar disse:

    Mais uma derrota para o petismo. A Petrobras será privatizada, Guedes já tem o plano na gaveta, está só aguardando o momento certo para sacá-lo.

  3. Ivan disse:

    Na hora q privatizar, esses problemas deixam de ser nossos…

    • paulo disse:

      BG
      Acabou o tempo dos "cupaeros", agora é trabalho, ninguém viu mobilização nenhuma quando o índio cocaleiro confiscou os ativos da Petrobrás na Bolívia. Caras de pau.

Denúncias de fraudes marcaram o processo de eleição interna do PT, com presença de mortos nas listas de filiados que votaram

FOTO: (Partido dos Trabalhadores/Divulgação)

“Denúncias de fraudes marcaram o processo de eleição interna do PT realizado no último dia 8”, diz O Globo.

“As acusações vão da presença de pessoas mortas nas listas de filiados que votaram ao transporte de eleitores em carro oficial”.

Com informações de O Globo e O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Azevedo disse:

    Esse é o PT que quebrou o Brasil, cheio de maracutaias e roubalheiras. Infelizmente é só isso que esses sindicalistas vagabundas sabem fazer.

  2. Ana leticia disse:

    Esses bandidos estão se superando dia a dia.

  3. DeSacoCheio disse:

    Me tirem uma dúvida, PT significa o que mesmo? Partido dos Trambiqueiros?

  4. Ivan disse:

    Chamam Moro de juíz ladrão…seria um elogio?kkkkkkk

  5. Thor Silva disse:

    PT sendo PT. Só tem bandidos nesse partido!!

  6. Fernando Bastos disse:

    Alguma novidade em se tratando de Petralhas, se não tem a quem roubar, rouba a ti mesmo, tudo pior do que o pó da bosta do cavalo branco de Napoleão.

  7. Irany Gomes disse:

    Quando não estão roubando dinheiro público, roubam a eles próprios!!!💩💩💩

  8. Fernando disse:

    Muita injustiça que levantam sobre o partido baluarte da honestidade como dizia luladrão antes de ser presidente da república (chefe da quadrilha do maior roubo a cofres públicos do muuuundo!). Eeeeita mulestia

  9. Manoel disse:

    Isso só pode ser mentira ou perseguição de Moro e da CIA (Central de Inteligência Americana) ! No PT só tem almas honestas tal qual o líder da seita, digo, do partido… Ninguém faz falcatrua no PT! KKKK

Caciques já admitem que o PSD para o ano que vem vai ser difícil

Caciques do PSD admitem: partido não ficará pronto para eleições do próximo ano

A situação do Partido Social Democrata, de Gilberto Kassab, vai tão bem quanto a saúde pública do País.

Para disputar as eleições do próximo ano, o PSD precisa de 490 mil assinaturas em, pelo menos, nove estados.

O partido ingressou com pedido de formalização no TSE mesmo não tendo cumprido os trâmites completamente nos TREs.

A Procuradoria Geral,Eleitoral (PGE) afirma que só reconhece 220 mil assinaturas, e assegurara que há problemas em nove estados.

Aqui não é diferente. Em conversa com o blog, dois caciques do PSD no RN, que será liderado por Robinson Faria, admitem que não há condições de o partido estar pronto até 7 de outubro próximo se quiser concorrer às eleições do próximo ano.

Resultado: quem deixou partido para migrar para a nova legenda corre o iminente risco de ficar sem mandato no próximo ano.

PT limita mandatos de Vereadores, Deputados e Senadores para filiados

O PT como sempre joga para a plateia, estilo bem próprio do ex-presidente LULA. Se essa modificação no estatuto fosse válida já a partir de agora, aqui no RN a Deputada Fatima Bezerra e o Deputado Mineiro só poderiam se candidatar mais uma vez. Segue post de Josias de Souza:

Num encontro em que investiu contra a mídia e afagou um “chefe de quadrilha”, o PT aprovou uma mudança estatutária pseudomoralizadora.

Com cara de jogo de cena, a nova regra limita o número de mandatos consecutivos que um político petista pode exercer.

Para vereadores e deputados (federais e estaduais), no máximo três mandatos. Para senadores, apenas dois.

Na aparência, a novidade é alvissareira. Inibiria a proliferação dos chamados políticos profissionais. Na prática, é inútil e enganadora.

É inútil porque o limite só vale a partir de 2014 e desconsidera os mandatos anteriores. Aplica-se ao futuro, não ao passado.

Quer dizer: ainda que fosse pra valer, vereadores e deputados petistas seriam importunados apenas em 2026. Senadores, em 2030.

É enganadora porque trata como problema personagens como Eduardo Suplicy, o ficha limpa a quem o eleitor de São Paulo atribui ares de senador vitalício.

O problema do PT atende por outros nomes –Delúbio Soares e José Dirceu, por exemplo. Gente que ainda não obteve mandato ou perdeu o que tinha.

Sob a pantomima do estatuto esconde-se uma esperteza. O PT, como se sabe, tenta aprovar no Congresso o voto em lista.

Se passar, o eleitor será condenado a votar nos partidos, não nos candidatos. Elegem-se os nomes mais bem postos numa lista definida pela caciquia das legendas.

A simulação do limite temporal dos mandatos visa vender a ilusão de que o PT não fará de suas listas um ninho de privilegiados.

Quem quiser pode acreditar. Mas arrisca-se a fazer papel de bobo. Numa futura lista de candidatos petistas, os delúbios tendem a prevalecer sobre os suplicys.

De resto, até 2026, ano em que o limite começaria a surtir efeitos, nada impede que o PT, em nova “reforma” estatutária, providencie o sumiço da regra.