“Quem falar em CPMF está demitido”, diz Paulo Guedes

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Paulo Guedes, em entrevista à GloboNews, descartou qualquer possibilidade de restaurar a CPMF:

“O último que falou isso foi demitido.”

Merval Pereira notou que a proposta do governo pode ser descrita como uma CPMF digital.

Paulo Guedes respondeu:

“Quem falar em CPMF está demitido. Isso não é CPMF.”

O Antagonista com O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Firmino disse:

    Aiiimmmm eles vão criar o CPMF? Onde está escrito isso? A esquerdalha vai dizer que não tem escrito mas está colocado nas entrelinhas. Entrelinhas da imaginação da esquerda que quer o pior para o país. Mas não é a esquerdalha que foi a justiça para impedir o fim do DPVAT?
    Finalmente os esquerdopatas querem imposto ou não?

  2. Flavio disse:

    Tem cara de gato, tem pelo de gato, mia como gato, mas não é gato. É o que? Kkkkkkkk

  3. Nono Correia disse:

    O cara pretende taxar o uso de aplicativos de celular, mas claro é claro que isso não é CPMF, é CPMF com outro nome. Então tá certo. O gado vai mugir em 4…3…2…

  4. Escritor disse:

    Entao se demita.

  5. Anti-Político de Estimação disse:

    "Isso não é CPMF….." . Ou seja, vem por aí mais uma lapada no contribuinte brasileiro, mas só que com outro nome, para enganar os trouxas.
    Vamos remando, precisamos juntar cada vez mais dinheiro para o fundão sem-vergonha e para o mercado financeiro.

  6. otarocha disse:

    Pronto,é só arranjar outro nome.

Neymar volta a processar Barcelona, pedindo R$ 16 milhões

GETTY IMAGES

Próximo à abertura da janela de transferência de fim de ano, Neymar voltou a processar o Barcelona, de acordo com o jornal espanhol Mundo Deportivo. O jogador exige o pagamento de 3,5 milhões de euros (R$ 16 milhões) pelo último mês que defendeu o clube catalão.

Afirma-se que o Barça não pagou parte do salário do brasileiro quando ele acertou sua transferência para o Paris Saint-Germain, em agosto de 2017. Os advogados de Neymar acusam o ex-clube do craque de atuar com “absoluta má-fé” e de retaliação, por ele ter sido vendido por 222 milhões de euros.

O pai do atleta falou com a rádio espanhola Cadena Ser e confirmou o processo. “É uma coisa que passou, mais cedo ou mais tarde haverá um acordo”, explicou. De acordo com ele, trata-se de uma ação relativa ao imbróglio que marcou a saída de Neymar do Barça.

Se o jogador ainda tiver vontade de regressar ao ex-clube, ele pode dar adeus às possibilidades disso acontecer após esse novo processo.

Metrópoles

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo disse:

    Essas e outras lambanças acabaram com brilho da carreira. GAME OVER!

NOVO FÔLEGO: Após cinco anos de crise, setor do óleo e gás volta a contratar no Brasil

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Apesar do clima de decepção com a ausência das grandes petroleiras nos dois últimos leilões do pré-sal, em novembro, o mercado de trabalho no setor de óleo e gás volta a ganhar fôlego no Brasil. Depois de cinco anos encolhendo sem trégua, o porcentual de vagas abertas para cargos de média e alta gerência na área saltou 8,5% nos primeiros dez meses deste ano. Os salários ainda não se recuperam no mesmo ritmo, mas tiveram alta de 2% no ano, segundo levantamento feito pela consultoria de recrutamento internacional Michael Page a pedido do jornal O Estado de S. Paulo e do Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Depois de viver um boom de 2010 a 2013, a partir de 2014 o setor foi atingido por uma espécie de tempestade perfeita: preços do barril de petróleo em baixa; denúncias de corrupção na operação Lava Jato; a crise na Petrobras; a derrocada da OGX de Eike Batista; escassez de leilões de concessão de áreas; economia desaquecida e um freio em projetos de exploração de petróleo e gás.

A combinação desses fatores terminou com uma queda brusca de 20% nos salários em 2014, que se seguiu ao longo de 2015 (-10%) e 2016 (-5%).

Responsável na Michael Page pela área de recrutamento em óleo e gás, Otávio Granha afirma que já é possível detectar uma retomada em termos de demanda e salários em posições técnicas ligadas à fase de exploração e desenvolvimento de campos de petróleo.

“Esse crescimento não vai ser acelerado como foi na época do boom, mas vai ser mais sustentável do que foi naquela época”, diz Granha, para quem o crescimento mais acelerado virá em 2021.

A volta dos leilões de blocos promovidos pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nos últimos dois anos aqueceu a demanda por profissionais atuantes no início da cadeia petrolífera. É o caso dos cargos de geofísico e geólogo, cujos salários tiveram uma alta de 64% e 38%, respectivamente, no acumulado de janeiro a outubro de 2019.

Segundo a Michael Page, atualmente um geofísico no Brasil pode ganhar até R$ 27 mil, enquanto o salário de um geólogo tem um piso de R$ 14 mil e um teto de R$ 42 mil. Já um engenheiro de reservatório, outro cargo em curva ascendente, recebe entre R$ 12 mil e R$ 40 mil, um patamar 44% superior ao de 2018.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Davi disse:

    Era só os vermes PTralhas serem presos que a empresa começou a dar lucros …essa história que o petróleo é nosso , esse ratos ladroes levaram a sério…e roubaram oque puderam

Moro: “É imprescindível a volta da prisão em 2ª instância”

Foto: Agência Brasil

Na Câmara, em comemoração ao Dia Internacional contra a Corrupção, Sergio Moro disse que é “imprescindível” o retorno da prisão em segunda instância para o Brasil avançar no combate à corrupção.

“Sofremos alguns reveses, que não vieram do governo, que temos de trabalhar, olhar para o futuro. É imprescindível a volta da prisão em segunda instância, seja por emenda constitucional ou por projeto de lei. Muitos parlamentares estão sensíveis a essa necessidade. Claro, não é só com isso que se resolvem todos os problemas, mas é um passo fundamental.”

O Antagonista

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. araújo disse:

    Homem de caráter e responsabilidade, altamente técnico e competente no que faz, só quem não gosta dele é bandidos comuns e do colarinho branco.

  2. Maria disse:

    O que e imprescindivel e a prisao de moro e 60% da force tarefa da lava jato,e os 3 bandidos da 4 regiao que julgam a lava jato.que formaram a major quadrille do judiciario

    • Carlos disse:

      Imprescindível é bom retorno de Lula, para a cadeia,cadê onde ele não deveria ter saído. O cara condenado em dois processos, com mais seis em curso, estar solto é uma desmoralização para a justiça brasileira.

    • Alaca disse:

      É indeclinável a prisão de toda essa turma supracitada, seja togados ou políticos. A população brasileira já está cansada de levar no lombo dessa turma.

  3. Chega de Impunidade disse:

    Estamos vendo o povo querendo acabar com a impunidade, ser contra a corrupção e lutar pela insegurança, enquanto as instituições parecem caminhar em sentido oposto.
    Tanto é assim que estão usando a terminologia moderna FAKE NEWS para tentar calar as pessoas, se não vejamos:
    FAKE NEWS é uma notícia comprovadamente falsa emitida veiculada através de um órgão ou instituição que tenha o objetivo de dar notícia, de levar ao conhecimento público de situações. Entendendo, é aquilo que institucionalmente tem a função de noticiar, tornar público, notícias, fatos, situações, acontecimentos.
    Nesse contexto, a pessoa física que repassa, dá opinião, divulga situação, mesmo que depois venha a ser desmentida ou se mostre errada, não pode ser considerada fake news, no máximo uma fofoca, mexerico ou repasse de boato. Caso entre no que já está especificado criminalmente como calúnia, difamação ou injúria e vá responder por ela.
    A crítica individual não pode e não deve ser vetada, nem virtualmente, pois isso vai muito além de mero conteúdo e sim, no sentido de impor limite, de colocar uma forma autoritária, uma medida coercitiva para calar a pessoa. Mostra a necessidade de controlar o fluxo de opiniões na mídia e redes sociais. Na verdade os órgãos estão querendo regular, censurar as opiniões individuais e isso é muito grave.
    Estão querendo cercear o direito da manifestação a partir do indivíduo.
    Na verdade estão querendo impor uma forma de controlar, tirar, inibir, calar, impedir e criminalizar, usando a terminologia da fake news, toda e qualquer crítica publicada nas redes sociais as ações tomadas pelos entes públicos opostas aos anseios popular no combate a insegurança, corrupção e a impunidade.

Com casos registrados em 26 municípios, RN volta a realizar exames para diagnóstico de raiva animal

Foto: Ilustrativa/Governo do CE

Garantindo maior rapidez e eficácia no diagnóstico, o Laboratório Central Doutor Almino Fernandes (Lacen-RN) voltou a realizar exames de raiva animal. Por cerca de cinco anos, as amostras estavam sendo enviadas para o Lacen da Bahia, em função de problemas no andamento da reforma do laboratório de raiva animal no Lacen-RN.

Dessa forma, os resultados dos exames que antes levavam de 15 a 20 dias para serem concluídos podem agora ser obtidos em até 72 horas. “O retorno das análises no RN é de grande importância para a vigilância, já que possibilita uma maior celeridade das respostas. Assim, é possível evitar o uso desnecessário dos imunobiológicos utilizados, em caso de contato com animais suspeitos de raiva. Por exemplo, quando alguém leva uma mordida de um cachorro de rua, precisando, assim, receber o esquema vacinal e sorologia contra raiva de forma preventiva, pode suspender o tratamento ao se confirmar um diagnóstico negativo para a doença”, explica o coordenador do laboratório de raiva animal do Lacen-RN, o veterinário Paulo Ferreira.

Segundo o coordenador, essa economia do soro antirrábico é especialmente importante no atual cenário, no qual o país enfrenta problemas no abastecimento do insumo devido à falta de adequações necessárias, por parte de dois dos três laboratórios produtores do soro, para cumprir as normas exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Essa situação só deverá ser regularizada a partir de janeiro de 2020.
Dados

De acordo com o mais recente boletim epidemiológico da raiva no RN, divulgado pela Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (Suvam), até 1º de novembro de 2019, foram confirmados, por diagnóstico laboratorial, 77 animais com a doença: 67 morcegos, cinco raposas, dois bois, uma égua e dois cães.

Os casos foram registrados em 26 municípios do RN, entre os quais se destacam, por maior ocorrência, Santo Antônio (12), Caicó (12), Parnamirim (9), São Tomé (7) e Macaíba (6). Durante todo o ano de 2018 foram registrados 35 morcegos positivos para raiva no RN.

Orientações

A raiva é transmitida pela saliva do animal infectado – principalmente, cão e gato, ou de animais silvestres, como morcego e sagui – através da pele ou mucosas, seja por mordedura, arranhadura ou lambedura. A principal forma de prevenção é a vacinação de animais domésticos e de pessoas que foram expostas ao risco.

A orientação da Sesap é para que as vítimas de mordeduras lavem o local com água corrente e sabão e procurem imediatamente a unidade de saúde mais próxima. O vírus rábico é muito sensível a agentes externos e ao lavar o ferimento com água corrente e sabão, ou outro detergente, isso diminui, comprovadamente, o risco de infecção.

O site da Sesap (www.saude.rn.gov.br) disponibiliza informações e orientações sobre a raiva no Rio Grande do Norte.

Site polêmico volta a funcionar após ser bloqueado no Brasil

Serviço Mega oferece espaço de 50 GB para guardar arquivos online — Foto: Reprodução/TechTudo

A disputa entre a plataforma de arquivos na nuvem Mega e os provedores de internet Claro (dona da NET), Oi, Vivo e Algar ganha um novo capítulo. A empresa neozelandesa divulgou que o Tribunal de Justiça de São Paulo ordenou o desbloqueio do acesso ao serviço. Atualmente, clientes das quatro empresas encontram dificuldades para abrir documentos armazenados pela empresa.

O processo – que corre em segredo de Justiça – tem como plano de fundo queixas de que no Mega estariam salvos arquivos que infringem direitos autorais. Por conta disso, a Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA) teria solicitado o bloqueio do portal e de outros nove endereços, o que originalmente foi aceito.

Nos autos, o Mega alega que a decisão fere o Marco Civil da Internet por tirar do ar um serviço sem que os responsáveis se manifestem. Também afirma que todo o conteúdo de origem duvidosa foi apagado da plataforma. Num dos trechos, ainda diz que a legislação não estabelece bloqueio “ilimitado” do acesso a páginas online.

Em entrevista exclusiva, o diretor Stephen Hall contou que só ficou sabendo da proibição quando as pessoas começaram a reclamar que não conseguiam acessar os arquivos de trabalho e particulares. O Mega estima ter 20 milhões de usuários no país.

O TechTudo procurou as teles para que se manifestassem quando surgiu a primeira notícia sobre o caso. Na ocasião, todas optaram por não comentar e apenas disseram que seguiriam a decisão da Justiça. A exceção foi a Oi por alegar não ter banimento em curso.

A alegação da ABTA, em síntese, é de que os sites em questão “violariam direitos autorais e de propriedade industrial dos seus associados, além de praticarem concorrência desleal, na medida em que possibilitariam o acesso gratuito a toda a programação comercializada e veiculada por canais de TV por assinatura”.

Em 30 de setembro, a associação transmitiu a seguinte nota: “Os processos relacionados a sites com conteúdos irregulares tramitam em segredo de Justiça. Por esta razão, não podemos comentar a respeito”.

O relator Maurício Pessoa ressalta na peça mais recente que “a atividade lícita da agravante [Mega] está comprometida e, consequentemente, o direito de propriedade dos usuários que com ela contrataram, na medida em que os respectivos conteúdos dos quais são titulares estão inacessíveis”.

Com mais este movimento, a expectativa é de que Claro/NET, Oi, Vivo e Algar voltem a permitir que os usuários acessem o endereço mega.nz.

Site polêmico

Kim Dotcom, o lendário criador do Megaupload, chegou a ser preso — Foto: Divulgação/Kim Dotcom

Não é de hoje que a plataforma Mega se insere em polêmicas. O antecessor Megaupload foi questionado por entidades de diversos países durante anos. O fundador Kim Dotcom chegou a ser preso a pedido do FBI, a polícia federal dos Estados Unidos.

O funcionamento do serviço foi interrompido após uma decisão judicial estrangeira. O Mega foi criado como um sucessor. A plataforma aposta fortemente na criptografia de dados para que internautas enviem e baixe arquivos de maneira segura. A privacidade é tida como um dos pilares da nova empresa.

G1, com Techtudo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alaca disse:

    Polêmico só aqui, o resto do mundo usa como backup. A culpa não é do site, são dos que pirateiam.

Empresário Jorge Paulo Lemann volta ao topo da lista de bilionários brasileiros da Forbes

Foto: Scott Olson / Getty Images

O empresário Jorge Paulo Lemann , um dos sócios do fundo 3G, voltou ao posto de homem mais rico do Brasil, segundo a revista Forbes , que acompanha diariamente a fortuna dos homens e mulheres mais ricos do mundo. Em março, ele havia perdido o posto para o dono do Banco Safra, Joseph Safra . Agora, voltou ao topo com fortuna avaliada em R$ 104,71 bilhões, segundo a Forbes Brasil.

O megainvestidor ocupava a liderança no ranking desde 2013, quando desbancou Eike Batista. No entanto, a fusão das gigantes americanas Kraft Heinz, controlada pelo fundo 3G e a empresa de investimentos de Warren Buffett, esbarrou em vários tropeços, levando à queda das suas ações nos primeiros meses de 2019.

Em fevereiro, a Kraft Heinz informou que era alvo de investigação nos EUA e que havia perdido US$ 16 bilhões em valor de mercado . Buffett, por sua vez, disse ter pago um preço excessivo pela Kraft , dona do ketchup Heinz.

Além da polêmica em torno da investigação, as ações do império Lemann também vinham caindo porque suas empresas apostam em produtos, como fast-food, que começam a ter resistência de consumidores.

O bilionário carioca também tem investimentos em empresas como a gigante AB-InBev, dona da Brahma e da Budweiser, e o Burger King. A mudança nos hábitos de consumo poderia abalar a estrutura de alguns negócios do fundo 3G, avaliam especialistas.

Esse panorama tirou a liderança de Lemann entre os bilionários brasileiros temporariamente. Mas, em setembro, o fundo 3G vendeu uma fatia de 9% na Kraft Heinz . E Lemann comprou parte das ações. A revista não explica se essa venda teve influência no retorno de Lemann ao topo da lista.

Além de Lemann, os outros dois sócios da 3G Capital aparecem entre os mais ricos do país. Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira acumulavam R$ 43,9 bilhões e R$ 37,35 bilhões, respectivamente, segundo a Forbes. Hoje, os dois ocupam a terceira e quinta colocação entre os bilionários brasileiros.

O quarto colocado da lista é Eduardo Saverin, um dos fundadores do Facebook. Residente em Cingapura desde 2012, ele mantém uma empresa de investimentos mais focada em startups, com atuação em vários segmentos. Seu raio de ação se concentra principalmente na Ásia e nos Estados Unidos, com fortuna estimada em R$ 43,16 bilhões

Uma novidade na lista deste ano é a presença do banqueiro André Esteves entre os principais bilionários do país. Esteves é o maior acionista individual do BTG Pactual, maior banco de investimentos independente da América Latina. A fortuna estimada é de R$ 20,75 bilhões.

Segundo a Forbes, o crescimento de seu patrimônio ocorre em decorrência do crescimento das ações do BTG nos últimos anos, que aumentaram mais de três vezes. Em 2015, Esteves envolvido na Operação Lava-Jato, mas foi absolvido em ações relacionadas da acusação de obstrução de Justiça envolvendo a suposta tentativa do ex-senador Delcídio do Amaral (PT/MS) de comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Grande empreendedor que gera emprego, renda e divisas para nosso país…Merece ser reverenciado…Mas por aqui, é chamado de explorador, bla bla blá, mi mi m i…Gostaria de vê-lo mais envolvido com a política, de preferência apoiando o partido NOVO…

  2. Cidadão Indignado disse:

    Será que, ao invés de construir um mundo melhor, ajudando a qualquer ser vivo, vai levar todo o dinheiro de presente para o "capa preta"? São doentes; fazer o quê.

  3. Chile disse:

    Vai colocar isso onde? pois caixão não tem gaveta.

Ação penal contra ex-deputado Ricardo Motta volta a tramitar na Justiça do RN e tem juiz escolhido

Foto: ALRN

A Ação Penal contra o ex-deputado estadual Ricardo Motta no âmbito da Operação Candeeiro, que investiga supostos recebimentos de dinheiro ilegal por meio do IDEMA-RN voltou a tramitar na Justiça do RN.

Com a perda do foro privilegiado, o processo contra Motta foi encaminhado no último mês de junho do Supremo Tribunal Federal (STF) para a primeira instância da Justiça potiguar e foi distribuída para  a 5 Vara Criminal da Comarca de Natal, e será conduzida pelo juiz titular Guilherme Newton do Monte Pinto. Veja mais detalhes aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Assis porto Mirim disse:

    Há ladrão.

  2. Francisco Alves disse:

    Infelizmente aqui no RN, as ações contra os políticos larápios demoram tanto que ou o corrupto morre ou prescreve.

FOTOS: Atriz Demi Moore volta a posar nua 3 décadas após capa icônica, e “desafia” a passagem do tempo aos 56 anos

A atriz Demi Moore na capa da revista Harper’s Bazaar (Foto: Divulgação)

A atriz Demi Moore voltou a posar nua para a capa de uma revista. Hoje aos 56 anos e mãe de três mulheres, a celebridade estampa a capa da mais recente edição da revista norte-americana Harper’s Bazaar. Na imagem, a artista aparece sorridente, sem nenhuma roupa, sentada à beira de uma piscina e fazendo uso de um chapéu rosa.

A capa estrelada por Moore vem à público quase três década após ela protagonizar uma das capas de revista mais celebradas de todos os tempos, em uma edição de 1991 da Vanity Fair, na qual aparece sua, enquanto grávida de sua segunda filha, Scout LaRue Willis – hoje com 28 anos. Ela também é mãe de Rumer (31 anos) e Tallulah (25 anos).

A atriz Demi Moore na clássica capa da revista Vanity Fair datada de 1991 (Foto: Divulgação)

Moore também causou comoção ao posar nua no cartaz de divulgação do filme ‘Striptease’, produção lançada em 1996, dirigida por Andrew Bergman e na qual a atriz contracena com os atores Ving Rhames, Robert Patrick e Burt Reynolds.

A capa de Moore para a Harper’s Bazaar chega às bancas às vésperas do lançamento de ‘Inside Out: A Memoir’, biografia na qual a atriz fala sobre infância, seus vícios, seus dramas pessoais, sua carreira e as dificuldades vividas por ela em Hollywood.

Na entrevista para Lena Dunham, roteirista e protagonista da série ‘Girls’, a estrela revelou que sofreu um aborto espontâneo à época em que era casada com o ator Ashton Kutcher. À época, ela tinha 42 anos, e Kutcher, 27 e o relacionamento causava polêmica por conta da diferença de idade. “Mas tenho zero interesse em posar de vítima”, afirmou Moore.

Ela também fala do relacionamento com o ex-marido Bruce Willis e as filhas. Também não deixa de abordar a luta contra a dependência química. “Era muito importante para mim ter partos naturais porque não queria perder um momento sequer. E assim eu experimentei dor. Parte de estar sóbrio é isso: não quero perder um só momento da vida, daquela textura, mesmo que isso signifique passar por alguma dor.”

A atriz Demi Moore no cartaz de Striptease (1996) (Foto: Divulgação)

No espaço de comentários do post da Harper’s Bazaar no Instagram mostrando a capa estrelada pela atriz constam vários elogios ressaltando a beleza de Moore.

“Essa mulher desafia a passagem do tempo!”, exclamou uma pessoa. “Meu Deus, ela está cada vez mais bonita”, elogiou outra. “Linda”, escreveu uma terceira. “Muito, muito maravilhosa”, declarou mais alguém.

Globo, via Monet

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcio disse:

    Cadê a porra das fotos?

Enquanto se noticia “fritura”, Moro celebra apreensão recorde de cocaína, queda de crimes no país e enaltece que governo e estados “estão trabalhando como nunca”

Reprodução/Twitter

Em meio as noticiários de supostas tentativas ou estratégias de “fritura”, o ministro da Segurança e Justiça, Sérgio Moro, voltou a celebrar a queda de crimes no Brasil. No Twitter, divulgou números de cocaína apreendida de janeiro a julho deste ano,  e celebrou recorde.

Moro também enalteceu os esforços de segurança do governo Bolsonaro, e ainda os estados. “Estão trabalhando como nunca”, disse.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Batista disse:

    Quem é Mariele no jogo do bicho?

  2. Rosi Sampaio disse:

    E o caso Marielle? Cadê a solução?
    No Brasil só se desvenda os crimes que interessa, os demais é um faz de conta ou será que estão abafando alguma coisa? Muito estranho!

    • Fernando disse:

      Foram presos os executores e as investigações prosseguem, agora o caso de Celso Daniel e Toninho do PT é que o PT passou 16 anos investigando e não divulgaram a realidade, apesar de todo mundo já saber

  3. Ivan disse:

    A petralhada pira!!! Chupem essa manga adoradores de corruptos!!!! kkkkkkkkkkkkk

  4. PensoLogoExisto disse:

    Trabalhando como nunca?

    Porque eles nunca trabalharam assim? Porque só começaram a trabalhar mais agora? Quer dizer que é por governo? As forças de segurança do Brasil nunca cresceram tanto como nos governos do PT, assim como as escolas, saúde e etc.

    • Fato disse:

      Seu pseudônimo é inversamente proporcional ao que escreve.
      Onde a saúde cresceu com o PT?
      As escolas melhoraram em quê?
      Vamos refrescar sua memória: De 2013 a 2016 cerca de R$ 3,2 bilhões deixaram de ser repassados aos estados e municípios para serem utilizados na saúde pública.
      Apenas em 2015, DILMA CORTOU quase R$ 12 bilhões do Ministério da Saúde.
      (dados oficiais e públicos) Quer que desenhe?

  5. Bolsominion disse:

    Petistas detectados!!! kkkkkkk Chorem mais, bebês: o choro é livre. O Lula não… !!! kkkkkkkk

  6. Alexandre disse:

    Duvido prender Queiroz….

  7. José Cláudio Pereira disse:

    Moro para provar sua competência, tem de desvendar o mistério da propriedade do carregamento de cocaína 39 kilos encontrado no avião da presidência da República

    • Manoel disse:

      Eu já acho que para Moro mostrar que é super herói mesmo, tem que desvendar o assassinato "queima de arquivo" de Celso Daniel!

    • Waldemir disse:

      Petista encantado detectado

  8. Eu disse:

    #Moro2022

    • Rosi Sampaio disse:

      Nem Moro e nem Bolso! Com fé em Deus, em 2022 vai aparecer alguém melhor. #novoscandidatosem2022.

VÍDEO: “Novo modo” de torcer nos estádios volta a viralizar nas redes sociais

 

Ver essa foto no Instagram

 

Novo jeito de torcer, na visão do genial @marceloadnet0 👊🏻👊🏻👊🏻👊🏻 #fabioazevedotv #futebol #torcida #humor

Uma publicação compartilhada por Fabio Azevedo (@fabioazevedotv) em

Um vídeo resgatado de alguns anos, do humorista Marcelo Adnet, que ironiza as restrições impostas pela Fifa e órgãos associados ao modo de torcer, voltou a viralizar nas redes sociais nesta semana.

No último final da semana, o Vasco venceu o São Paulo no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. No segundo tempo, o jogo teve uma breve paralisação da arbitragem após um canto homofóbico de torcedores com a frase “Time de viado”. O caso, inclusive, saiu dos gramados e foi parar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva(STJD), que pediu posicionamento do clube sob ameaça de multa ou até perda dos pontos.

Sem dúvida, um grito desnecessário e desrespeitoso, mas,  a recomendação da CBF (ainda muito recente), sob alerta de punição, tem revoltado torcedores e provocado muita discussão. Para a grande maioria, será necessária uma longa campanha para conscientização em meio a uma “questão cultural”.

Homofobia é crime e tem o repúdio do cidadão brasileiro. Enquanto o povo ainda se educa, e a senhora CBF não realizar uma campanha de vergonha, não apenas recomendações ou avisos internos, o torcedor terá que se reciclar e se adaptar ao novo modo de torcer.

Vídeo acima reproduzido via instagram do jornalista do Fox Sports, Fábio Azevedo.

Chefe da NASA afirma que Plutão é um planeta e a polêmica volta à pauta

Plutão (à direita) e sua maior lua, Caronte (à esquerda). (Foto: NASA)

Plutão deixou de ser considerado um planeta em agosto de 2006, numa decisão histórica que rende discordâncias até hoje. O hoje chamado de planeta-anão ainda tem seus defensores e, pelo visto, Jim Bridenstine, atual administrador da NASA, é um deles: durante um evento, ele declarou que “Plutão é um planeta”.

Ele disse ainda que “você pode escrever que o administrador da NASA declarou Plutão como um planeta mais uma vez”, dizendo que está “comprometido” com isso. Só que quem define o que é um planeta (ou não) não é a NASA, papel que é da União Astronômica Internacional (IAU).

De acordo com as definições da IAU em 2006, que contou com votação de 424 astrônomos, para ser considerado um planeta, o objeto precisa:

Ser esférico;

Orbitar o Sol, mas não ser satélite de outro planeta;

Não compartilhar sua órbita com nenhum outro objeto significativo,

Ter “limpado” sua órbita graças à sua ação gravitacional

Por conta deste último item, Plutão acabou rebaixado para um planeta-anão, já que, ao seu redor, há um “mar” de outros objetos, pois sua gravidade, apesar de ser forte  o suficiente para garantir seu formato esférico, não é intensa o bastante para atrair esses objetos e, assim, limpar sua órbita. E caso Plutão volte à categoria de planetas, junto com ele outros 100 objetos também seriam “promovidos”. E, de fato, vários outros objetos foram categorizados como planeta-anão após o rebaixamento de Plutão, pois apresentam exatamente as mesmas características para sua classificação.

Antes disso, não havia definições oficiais para esses objetos, o que criou problemas à medida em que outros mundos foram descobertos. Foi o que aconteceu com a descoberta de Eris: Mike Brown e sua equipe, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, descobriram o objeto que parecia ser maior do que Plutão, e se Eris entraria então na categoria de planeta-anão, Plutão também deveria estar.

Então o “problema” envolvendo objetos mais ou menos com as mesmas características de Plutão foi resolvido com o rebaixamento do até então nono planeta do Sistema Solar. Contudo, nem todo mundo concorda: além de Bridenstine, Alan Stern, líder da missão New Horizons (justamente a que estudou Plutão de pertinho em 2015), chegou a escrever na época que “a definição da IAU não é apenas impraticável e inacessível, mas tão cientificamente falha e internamente contraditória que não pode ser fortemente defendida contra alegações de negligência científica”.

Plutão segue protagonista desta polêmica, especialmente porque a missão New Horizons mostrou que ele tem uma própria atmosfera, que é rica em nitrogênio e se estende por até 1.600 km acima da superfície. Além disso, ele tem compostos orgânicos, clima, paisagens rochosas, avalanches, luas a seu redor, e pode até mesmo ter oceanos líquidos abaixo de sua superfície.

Ainda, o argumento de que “Plutão não limpou sua órbita” acaba não sendo definitivo, já que outros planetas do Sistema Solar também não o fizeram. A própria Terra sem em sua órbita diversos objetos que rodeiam o planeta, coisa que acontece também em Júpiter. Recentemente, cientistas defenderam que um planeta deveria ser definido pela IAU como um objeto que se tornou grande o suficiente para se tornar uma esfera, o que elevaria à categoria de planeta os outros mais de 100 mundos que se encontram no mesmo caso de Plutão.

Ou seja: mesmo com o chefe da NASA apoiando a ideia de transformar Plutão novamente em um planeta de acordo com nossa classificação, a briga continua, com muitos argumentos válidos dos dois lados do ringue. Até então, a IAU não mostrou sinal de recuar em sua decisão de 2006, e os partidário de Plutão também não demonstram sinais de que aceitam chamá-lo de planeta-anão. Mas, caso Plutão seja elevado novamente de categoria, talvez tenhamos que nos preparar para aprender quem são os mais de 100 objetos que poderão se tornar, oficialmente, planetas do Sistema Solar junto com ele.

CanalTech, via Science Alert

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jorge disse:

    Não precisa Joana. O nome da banda é, na verdade Plutão Já foi Planeta. O nome continuaria valido e correto, por mais q ele volte a ser considerado um planeta

  2. Joana disse:

    A banda daqui ("Plutão não é planeta") terá que mudar de nome então?

Mercado volta a reduzir previsão de crescimento do PIB de 2019

Analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Banco Central voltaram a reduzir a previsão de crescimento da Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, de 0,82% para 0,81%.

Os números foram divulgados nesta segunda-feira (12), na pesquisa conhecida como Focus, em que o BC ouviu na semana passada especialistas de mais de 100 instituições financeiras.

A previsão do PIB não caía desde a pesquisa divulgada no dia 29 de julho.

Os especialistas também diminuíram a previsão de inflação para o ano, de 3,80% para 3,76%.

Outro indicador divulgado nesta segunda pelo Banco Central, o Índice de Atividade Econômica (espécie de prévia do PIB), registrou retração de 0,13% no segundo trimestre. Como o primeiro trimestre registrou queda no PIB, o resultado do segundo, se confirmado, colocará o país em recessão técnica.

2020 e 2021

Os economistas dos bancos mantiveram a previsão de crescimento do PIB para 2020 em 2,10% e a previsão de crescimento do PIB em 2021 em 2,50%. A previsão de inflação para 2020 ficou em 3,90% e para 2021, em 3,75%.

Taxa de juros

Na última semana, os analistas do mercado financeiro reduziram mais uma vez a previsão da Selic para o final de 2019. Segundo dados do boletim, os economistas esperam que a taxa básica de juros encerre o ano em 5,00%. Na semana passada os economistas esperaram uma Selic de 5,25% no final de 2019.

Para o fim de 2020, a estimativa do mercado financeiro para a Selic fique em 5,50% ao ano.

Câmbio, balança e investimentos

Os analistas ouvidos pelo relatório Focus não mexeram na projeção da taxa de câmbio para o fim de 2019, que ficou estável em R$ 3,75 por dólar pela terceira semana consecutiva. A previsão do dólar para o fechamento de 2020 também não foi alterada ficando em R$ 3,80 pela 14ª semana seguida. Já a previsão para 2021 subiu de R$ 3,85 para R$ 3,86.

Para o saldo da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações), em 2019, os analistas reduziram a previsão de superávit de US$ 52,6 bilhões para US$ 52 bilhões.

Para o ano que vem, a estimativa dos especialistas do mercado passou de US$ 47,43 bilhões para US$ 47,6 bilhões.

A previsão do relatório para a entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil, em 2019, ficou estável em US$ 85 bilhões. Para 2020, a estimativa dos analistas caiu de US$ 85,56 bilhões para US$ 85,28 bilhões.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Walsul disse:

    O que está preso levou o país da 13a. para a 6a. maior economia do mundo e reduziu o número de desempregados a um dos menores da história, não bastasse, ainda reduziu a pobreza. Não precisaria fazer mais nada para ser o maior presidente da história, mas fez muito, muito mais. Por isso foi preso, para não termos mais pobres nos aeroportos, viajando ao exterior, indo a restaurantes, empregados com ganhos salariais reais, filhos de pobres nas universidades e direito a cagar todos os dias. Hoje até o direito de cagar todos os dias vão perder. Quero saber o que os minions vão fazer com diarreia. Eu como sou comunista (aquele que vaga todo dia) faço todo dia. Aliás, o bolsonaro e seus familiares também são comunistas, eles podem todo dia. Olha a que nível temos que chegar pra mostrar a realidade pra vcs idiotizados. Tudo pautado por alguém que só tem merda na cabeça e não é camarão, mas vc a chamam de mito. Idiomerdas!

    • jonas disse:

      e a corrupção ! ele deu com uma mão e tirou com a outra, institucionalizou a corrupção, que assaltaram os cofres publico, essa situação que estamos passando hoje e tudo graças o roubo que fizeram, infelizmente ficou esse doido que ta na presidência, mais o povo ta achando melhor assim !!!

    • Eu disse:

      Esse mi mi mi é antigo

      Muda o disco

  2. joao disse:

    Corta mais, corta mais…babacas…Presidente BURRO!

    • Eu disse:

      Sabido é o que está preso.

    • Dilermando disse:

      É burro também, e tá preso! A diferença é que esse foi eleito pra fazer diferente e melhor, não pra fazer o que ele vem fazendo. Diga-se de passagem, dia sim, dia não…

LAVA JATO: Eike Batista volta a ser preso em casa no Rio por manipular ações

Foto: Vinícius Loures/Câmara dos Deputados

A Polícia Federal prendeu novamente, na manhã desta quinta-feira (8), o empresário Eike Batista. É a segunda vez que o dono da EBX vai para a cadeia.

Eike estava em casa, no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro, onde há cerca de dois anos e meio cumpria prisão domiciliar.

Batizada de Segredo de Midas, a operação, um desdobramento da Lava Jato, busca provas de manipulação do mercado de ações e de lavagem de dinheiro. É baseada em uma delação recém-homologada do banqueiro Eduardo Plass.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do RJ, expediu para esta fase da Lava Jato dois mandados de prisão:

Eike Furkhen Batista, já cumprido;
Luiz Arthur Andrade Correia, o Zartha, contador de Eike. Ele está no exterior.

Há ainda mais quatro mandados de busca e apreensão.

Equipe da PF cumpre mandado na casa de Eike, no Horto, Zona Sul do Rio — Foto: Reprodução/TV Globo

Depoimento em CPI

Eike foi nesta terça-feira (6) prestar depoimento na comissão parlamentar de inquérito da Câmara (CPI) que investiga denúncias contra o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Na ocasião, ele negou irregularidades em empréstimos contraídos com o banco.

Ainda no depoimento à CPI, Eike Batista foi questionado se fez doações com o objetivo de ter acesso a integrantes do governo. O empresário, então, respondeu que “acredita na democracia” e fez doações para todos os partidos.

“Eu estou no Brasil inteiro, em vários partidos. Eu fazia doações para partidos de oposição também. Existia uma filosofia, eu acredito na democracia, havia doações para todos e volta e meia eu doava mais para alguém que eu gostava mais”, disse.

Condenado a 30 anos

Eike Batista já chegou a ser o homem mais rico do Brasil. Entre 2010 e 2012, período em que chegou a ser listado como o 8º mais rico do mundo, Eike acumulou fortuna que variou entre US$ 27 bilhões e US$ 34,5 bilhões.

O empresário foi preso pela primeira vez no final de janeiro de 2017 logo após desembarcar no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, vindo do exterior.

Cerca de três meses depois, no final de abril de 2017, após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, ele deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, para cumprir prisão domiciliar.

A primeira condenação saiu em julho do ano passado. O juiz Marcelo Bretas sentenciou Eike a 30 anos de prisão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

O empresário foi réu no mesmo processo em que o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral foi condenado a 22 anos e 8 meses de prisão.

Dois doleiros haviam afirmado que o empresário pagou US$ 16,5 milhões (ou cerca de R$ 65,74 milhões, na conversão atualizada) a Cabral em propina. O pagamento teria sido feito em troca de contratos com o governo estadual.

Condenação na CVM

Em maio deste ano, o empresário foi condenado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por usar informações privilegiadas para lucrar no mercado de ações e por manipular preços quando era acionista controlador e presidente do conselho de administração da OGX Petróleo e Gás Participações S.A.

Vinculada ao Ministério da Economia, a CVM é responsável por fiscalizar e regular o mercado de ações no país. A comissão estabeleceu uma multa de R$ 440,8 milhões e outra de R$ 95,7 milhões, e inabilitou Eike, pelo prazo de sete anos, de ser administrador ou conselheiro de companhia com capital aberto.

Quem é Eduardo Plass

O banqueiro Eduardo Plass foi preso há um ano pela força-tarefa da Lava Jato, suspeito de lavar dinheiro para o ex-governador Sérgio Cabral.

O banqueiro teria lavado mais de US$ 22 milhões, o equivalente a R$ 90 milhões, da joalheria H. Stern, dinheiro de clientes que compravam sem nota fiscal. Cabral gastava parte do que recebia em propina em anéis e brincos.

O Ministério Público Federal explica que Eduardo Plass transferia o dinheiro recebido pela H. Stern para empresas de fachada no exterior. Depois, o banqueiro repassava os valores para contas da própria joalheria também fora do Brasil.

Os investigadores dizem que Eduardo Plass assinava contratos falsos de empréstimos com a joalheria para a movimentação financeira parecer legal. O esquema foi revelado por diretores da H. Stern que fizeram delação premiada.

“A joalheria precisava que esse dinheiro fosse mandado para fora e fosse lavado para se distanciar da sua origem ilícita. Então Eduardo Plass, usando-se dos mecanismos aos quais ele tinha acesso justamente por ser uma pessoa do mercado financeiro e dono de banco no exterior, acabava ajudando e promovendo essa lavagem de dinheiro e evasão de divisas”, explicou o procurador da República Almir Teubl Sanches.

Plass não ficou nem uma semana preso. Ele pagou fiança de R$ 90 milhões e deixou a prisão.

Eduardo Plass é ainda sócio majoritário do TAG Bank, no Panamá, e da gestora de recursos Opus, no Brasil.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    Concordo plenamente com Lourdes, e tem mais coisas por aí.

  2. Lourdes Siqueira disse:

    Gilmar Mendes já deve estar em cólicas para soltar, antes que ele conte os segredos que se escondem nas togas…

Retorno de Wallyson tem tudo para fazer o ABC ressurgir na Série C

O ABC até o momento faz uma campanha ruim no Campeonato Brasileiro da Série C, integrando a zona de rebaixamento, principalmente, por perder pontos preciosos – desperdiçados em momentos finais dos jogos. Entre torcedores e até a própria crônica esportiva, uma opinião unânime: faltava alguém decisivo no setor de frente para colocar a bola para dentro.

Reforços chegaram, e o grupo do técnico Sérgio Soares caminha para se fortalecer, longe do ideal, em pleno campeonato, mas há tempo de recuperação. O ABC não tem o direito de disputar a Série C apenas para escapar da degola. Com a chegada do ídolo alvinegro Wallyson(30 anos), o alvinegro ganha criatividade, flutuação no setor de ataque e poderá fazer o time render muito mais, além de ser objetivo e cirúrgico nas oportunidades de gol.

Wallyson deve chegar a Natal na sexta-feira (31), quando se apresentará para realizar os exames médicos e iniciar os treinamentos.

Formado nas categorias de base do Alvinegro, vem para a sua terceira passagem com a camisa abecedista. O atacante surgiu para o futebol em 2007, quando levou o ABC ao título estadual e ao acesso à Série B 2008. Na temporada passada, depois de dez anos, o jogador retornou e ajudou o clube na conquista que deu o tricampeonato potiguar 2016/2017/2018.

Abaixo, a tabela da competição mostra um grupo equilibrado, em que uma vitória muda radicalmente a situação na tabela. Para o ABC, no fim de semana, ainda sem o seu grande nome, uma grande oportunidade de sair da zona incomoda e se aproximar do pelotão de frente, no duelo contra o vice-líder, Ferroviário-CE, no estádio Frasqueirão.

Reprodução/Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tales disse:

    Melhor contratação dos últimos tempos, craque de bola, Abcedista, goelador. Vamos domingo recebê lo no Frasqueirão, tudo vai mudar, Até a torcida da borréia na famigerada série D ficou arrepiada lembrando dos 5 a 2 lkkkkk

  2. ANTONIO FELIX NETO FELIX disse:

    ELE TEM QUE DÁ UMA PAUSA NA BEBIDA ALCOOLICA,

Passageira será indenizada por companhia aérea após atraso em voo de volta para Natal

Uma passageira, cliente da TAM Linhas Aéreas S/A, ganhou uma ação judicial contra a companhia aérea e receberá, como pagamento de indenização por danos morais, o valor de R$ 6 mil, com correção monetária e juros de mora.

A condenação, proferida pela juíza Natália Modesto Torres de Paiva, da 2ª Vara de Santa Cruz, se deu em razão de atraso de voo que lhe traria do Sul do país até Natal, fato que lhe causou inúmeros transtornos.

A autora, sendo representada pela sua mãe, moveu Ação de Indenização Por Danos Morais contra a TAM Linhas Aéreas S/A afirmando que adquiriu bilhetes aéreos junto a essa empresa para viajar de Natal com destino a Porto Alegre, no dia 5 de setembro de 2016, com retorno em 10 de setembro de 2016.

Afirmou que o trecho de ida ocorreu conforme pactuado, no entanto, no dia do retorno, o voo JJ3078, com destino ao Rio de Janeiro, onde faria conexão para Natal, atrasou por supostos problemas técnicos, de modo que teve que ir para São Paulo e, após, para Brasília, onde passou a noite, retornando a Natal apenas no dia 11 de setembro de 2016.

A consumidora ressaltou que a conduta da TAM lhe causou muitos transtornos, adiando sua viagem em 24 horas. Diante do ocorrido, ela requereu a condenação da empresa aérea no pagamento de indenização por danos morais, no valor de R$ 10 mil.

A TAM sustentou que relocou a autora em outro voo, em acordo com as normas da ANAC e que o atraso se deu por motivo de força maior, de modo que não há ilicitude em sua conduta e, por conseguinte, deve a pretensão indenizatória autoral ser julgada improcedente.

Para a magistrada, a relação contratual pactuada entre os autores e a empresa é considerada inquestionavelmente como relação de consumo, e por esta razão, aplicou ao caso as regras do Código de Defesa do Consumidor, explicando que confere-se vigência às normas específicas do transporte aéreo, tão somente naquilo que não contrariar o sistema especial de proteção ao consumidor.

Falha na prestação do serviço

A juíza Natália Modesto considerou que a empresa, ao fornecer passagem aérea à consumidora, comprometeu-se a transportá-la na hora marcada, no dia estabelecido e até o lugar indicado, sendo certo que tal obrigação não se limitava apenas ao voo, incluindo-se na prestação de serviços o zelo pelos clientes, o que não ocorreu no caso.

“De sorte que a negligência da empresa requerida, no atendimento de sua cliente, ora autora, caracteriza falha na prestação do serviço, gerando, consequentemente, o dever de indenizar”, afirmou a magistrada.

Natália Modesto salientou que o atraso de voos está atrelado ao risco da atividade comercial desempenhada pela TAM, de modo que a ocorrência de atraso ou cancelamento de voo por razões climáticas, por problemas mecânicos ou situações similares é inerente ao próprio risco da atividade comercial desenvolvida pela companhia aérea, configurando-se, diferentemente do alegado pela empresa, fortuito interno, inábil a afastar a responsabilidade do fornecedor de serviços.

“Portanto, em sendo fortuito interno, deveria a companhia aérea ter adotado, preventivamente, todo o aparato necessário para, no caso de ocorrer tais eventos (atraso ou cancelamento de voos), fornecer a devida assistência aos passageiros, sob pena de configurar defeito nos serviços prestados ao consumidor”, concluiu.

(Processo nº 0100467-72.2017.8.20.0126)
TJRN

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nelson disse:

    Que triste.
    Processar virou moda.

    • Pato Amarelo disse:

      Triste é a necessidade de se recorrer à Justiça para ver seus direitos respeitados.

    • Antonio Barbosa Santos disse:

      Quando fazer o certo também virar moda, isso acaba.