Itália registra mais 969 mortes por coronavírus e bate seu recorde diário

(Foto: Piero Cruciatti/AFP )

Apesar das expectativas de que já tivesse atingido seu pico, a Itália voltou a registrar alta no número de novas mortes causadas pelo coronavírus no país. De ontem para hoje, mais 969 pessoas morreram vítimas da covid-19, 257 a mais do que o registrado de quarta para quinta-feira (712).

Desde o início da pandemia, segundo dados publicados diariamente pelo Corriere della Sera, 86.498 pessoas já foram infectadas pelo coronavírus na Itália. Destes, 9.134 morreram e outros 10.950 se recuperaram. Hoje, o país tem 66.414 ainda doentes.

Dos pacientes com sintomas, 3.732 estão em unidades de terapia intensiva (UTIs) e 36.653 estão em isolamento domiciliar, ainda de acordo com o Corriere.

A região da Lombardia, cuja capital é Milão, lidera o número de casos (37.298), incluindo mortos e já curados. Emília-Romanha (11.588), da capital Bolonha; Vêneto (7.497), de Veneza; e Piemonte (7.092), de Turim, aparecem logo em seguida.

A Itália é atualmente o país europeu mais afetado pela pandemia. Logo atrás dela, porém, vem a Espanha, que também bateu seu recorde diário hoje, tendo registrado 769 novas mortes nas últimas 24 horas. O total de casos confirmados no país passa de 64 mil.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alexandre disse:

    BOLSONARO INCOMPETENTE.

    MOURÃO PRESIDENTE!!!

  2. José disse:

    Nunca pensei que iria desejar um golpe militar.
    Mourão…avante!
    É melhor sem liberdade do que morto.
    Mourão, nos livre desse idiota louco.

NÃO ESQUEÇAM DO MOSQUITO: Natal registra 1.285 casos de dengue e 278 de chikungunya no 1º trimestre de 2020

De acordo com o último boletim Entomoepidemiológico das Arboviroses disponibilizado pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS – Natal), através do Centro de Controle de Zoonoses, Natal registrou 1.580 casos de arboviroses no primeiro trimestre de 2020.

Os números relacionados à dengue somam 1.285 notificações, o que corresponde a 280 casos a mais do que os registrados no mesmo período ano passado Além da dengue, outras arboviroses apresentam números crescentes na capital, como a Chikungunya, que contabilizou 278 casos, e a Zika, com 17 casos confirmados.

Os bairros do Planalto, Felipe Camarão e Lagoa Azul são áreas com maior incidência desses casos. “Definimos que vamos manter os trabalhos em áreas de alto risco. E o serviço do UBV (carro fumacê), seja na forma portátil ou pesada, vai ser utilizado nessas áreas”, diz Alessandre Medeiros Tavares, coordenador do Centro de Controle de Zoonoses de Natal.

Nesse período de pandemia, o CCZ- Natal ressalta que apenas os serviços de visitas domiciliares realizados pela equipes serão suspensas. “Vamos fazer apenas o tratamento da parte externa das residências, e vamos estar realizando também a contagem dos imóveis e atualizando o nosso reconhecimento geográfico”. O CCZ-Natal pede que a população ajude no combate ao mosquito mantendo os ambientes limpos e evitando o acúmulo de água parada.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    E os RATOS nas PRAIAS. Infestação TOTAL. Ninguém FALA, NINGUÉM VIU.

  2. Djalmir disse:

    Não tem como esquecer, é para acrescentar o Coronavirus a esses todos.

  3. BRASILACIMADETUDO disse:

    Que isso? Não exitem mais doenças e essas outras mazelas aqui no Brasil não. Só existe Corona virus e todo mundo hoje só morre disso..

Prévia da inflação registra menor índice para fevereiro desde o Plano Real

FOTO: EBC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial, ficou em 0,22% em fevereiro deste ano. Essa é a menor taxa para o mês desde o início do Plano Real, em 1994. O IPCA-15 de fevereiro também ficou abaixo do registrado em janeiro (0,71%). Em fevereiro de 2019, a taxa havia sido de 0,34%.

Segundo os dados divulgados nesta quinta-feira (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA-15 acumula taxas de 0,93% no ano e de 4,21% em 12 meses.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, três apresentaram deflação (queda de preços) na prévia de fevereiro, entre eles alimentação e bebidas, cujos preços recuaram 0,10%. A queda de preços de 5,04% das carnes foi o principal responsável por esse comportamento dos alimentos.

Também tiveram deflação os itens de vestuário (-0,83%) e de saúde e cuidados pessoais (-0,29%).

Já os gastos com educação foram os que mais impulsionaram a inflação na prévia de fevereiro, ao subirem 3,61%, devido principalmente ao reajuste sazonal dos cursos regulares (4,36%), que costuma ocorrer nessa época.

Outros grupos com inflação foram habitação (0,07%), artigos de residência (0,17%), transportes (0,20%), despesas pessoais (0,31%) e comunicação (0,02%).

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jailson disse:

    A economia está no buraco! As pessoas estão consumindo só o necessário p sobreviver.

    • Neco disse:

      É pelo que o vc torce.

    • Ceará-Mundão disse:

      No RN? Porque no Brasil a coisa vem melhorando continuamente. E só não estamos muito melhor por causa da torcida contrária dessa oposição nojenta e irresponsável desses esquerdopatas adoradores de bandidos. Não fossem esses anti-patriota, estaríamos no "céu".

    • Pedro disse:

      O Estadi está sendo governado pelo PT. Aonde a esquerda chega, traz consigo o atraso e ainda tem os lunáticos que torcem contra. Nas demais regiões do país a economia está se estabilizando positivamente. Aqui, no RN, não se pode esperar melhoras com o desgoverno Fátima Bezerra. Deu pra entender, ou é preciso desenhar?

VÍDEO: Saldo da tarde chuvosa em Natal registra carros boiando ou submersos

 

Ver essa foto no Instagram

 

4 carros boiando na avenida Passeio dos Girassóis. Evitem a região!!!! #viacertanatal #chuvasnatal #transitonatal #natalparou

Uma publicação compartilhada por Via Certa Natal (@viacertanatal) em

O saldo das fortes pancadas de chuvas que atingiram a capital potiguar, especialmente, na tarde desta quarta-feira(19), tem como um dos diversos exemplos, um registro do Via Certa Natal de veículos submersos em vias alagadas, como no caso do bairro Mirassol, na Zona Sul.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Klyber Macedo disse:

    Querem à todo custo prejudicar o Governo do Presidente Bolsonaro!!!
    Quer com acusações infundadas, provocações pois já esperam a resposta dele, como no caso da repórter! E agora acusam o Presidente da participação na morte dessa "Mariele e seu motorista"…Claro que aí tem a mão do PT! Como no Caso Celso Daniel! Aí pergunto : Quem mandou matar Bolsonaro!?
    Bando de Canalhas Petistas, Vagabundos!!

Ocupação de voos para o Rio Grande do Norte registra aumento

Foto: Emprotur/Ilustrativa

Os voos para o Rio Grande do Norte estão com ocupação superior a alguns destinos do Nordeste. É o que revelam os dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), onde Natal se posiciona acima da média da região no balanço anual do segmento. O destino apresentou uma média de 90,5% de ocupação de voos no mês de dezembro de 2019, sendo o “Fator de Aproveitamento dos Assentos” (load factor) maior que os de Fortaleza, João Pessoa, Recife, Salvador, Aracaju e São Luís, no mesmo período.

“O cenário que apresentamos hoje é positivo se comparado aos anos anteriores e um claro reflexo da política de redução do QAV e das contrapartidas determinadas pelo governo em 2019”, afirmou a secretária de turismo, Aninha Costa. “A iniciativa faz parte de uma série de medidas que estão sendo tomadas pela atual gestão para reposicionar o Rio Grande do Norte nacional e internacionalmente e potencializar a entrada de turistas”, concluiu a titular.

Reunião com companhias aéreas

De posse dessas informações, a equipe do Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Turismo, Secretaria de Tributação e a Empresa Potiguar de Promoção Turística (EMPROTUR), em parceria com a Inframérica, vai realizar uma série de reuniões de trabalho com as principais companhias aéreas do Brasil, no mês de março, em São Paulo. O intuito é articular ações que fomentem a demanda de passageiros para o RN e incentivar o desenvolvimento de novas rotas para ampliar a conectividade do estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Coitados dos turistas desavisados, além de exploração e violência vão contrair leptospirose.
    As ruas de Natal estão inundadas de águas de chuva misturadas com esgotos clandestinos.
    Sem falar no enrocamento de Ponta Negra, o maior ninho de gabirus a céu aberto de todo o Brasil.

  2. Carlos disse:

    Mudem enquanto dá tempo, tudo aqui é um absurdo de caro. Motoristas mau- educados, insegurança generalizada, hoteis sem estrutura etc. Caiam fora.

  3. Carlos disse:

    Coitados, tenho muita pena. Vão ser assaltados em todos os sentidos. Viagem para o sul, américa do sul, caribe ou seja lá para onde for. Mas, não venham para Natal. Perigosíssimo.

RN registra chuvas acima de 150 mm

Foto: Ilustrativa

As chuvas deverão continuar a cair no Rio Grande do Norte durante os próximos dias. Os ventos, em altos níveis da atmosfera, sobre a parte central da América do Sul seguem intensos e, associados com a formação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) e ao aquecimento das temperaturas do oceano Atlântico favorecem a ocorrência das chuvas.

“As chuvas mais intensas que caíram nesta madrugada (09), ocorreram de modo bem distribuído nas diversas regiões do RN, especialmente nos municípios próximos ao leito do rio Potengi. No litoral ocorreram descarregas elétricas. As chuvas mais intensas devem migrar para o interior a partir de hoje”, analisou o chefe da Unidade de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Gilmar Bristot.

Os próximos dias, de acordo com a previsão, o potiguar terá dias nublados com pancadas de chuva ao amanhecer e anoitecer no litoral leste, e no interior do estado as chuvas deverão ocorrer durante as tardes e as noites.

Boletim diário

O município de Barcelona (Agreste), foi o que registrou o maior volume de chuvas com 157,7 milímetros (mm), seguido por Ceará Mirim (Leste), com 140mm, das 7h da manhã de ontem (08) até às 07h da manhã de hoje (09). Natal registrou 59,9mm e Mossoró, 6,7mm. O boletim completo pode ser acessado por meio do site emparn.rn.gov.br, aba Meteorologia.

Balanço das chuvas

A primeira semana de 2020 já registrou chuvas acima de 100 mm, como no município de Luis Gomes, com 114 mm. “Seguindo esta tendência, em 2020 devemos ter um inverno melhor no interior do RN, mas ainda dentro da média histórica”, considerou Bristot.

A expectativa dos meteorologistas é que a chuva acumulada no período de janeiro a março registre, no Oeste, 390,7mm; Região Central, 307,0mm; Agreste, 234,8mm e Leste 319,0mm.

Em 2019 a média do volume de chuvas no RN foi de 777,7 mms. Os municípios com maiores precipitações foram Natal (Agreste), com 1726,4; Martins (Oeste) com 1.415mm, Janduís (Oeste) com 1.039,5mm, Alto do Rodrigues (Oeste) com 900,4mm. Já em 2018, a média foi de 743,5 mm.

MUITA ÁGUA: Zona Sul de Natal registra 113 milímetros de chuva em seis horas

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), acompanhou as fortes pancadas de chuvas na capital potiguar entre a noite dessa quarta-feira(08) e início da manhã desta quinta-feira(09). O bairro de Lagoa Nova, na zona Sul, teve o maior registro pluviométrico, com 113 milímetros de chuva nas últimas seis horas, seguido do bairro Guarapes, na zona Oeste, com 98,11.

Os pluviômetros do Cemaden monitoram os bairros de Lagoa Nova, Guarapes, Neópolis e Pajuçara.

Neópolis: 43,79 milímetros
Pajuçara: 0,6 milímetros

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Poeta Cypriano Maribondo disse:

    NA AVENIDA DOS IPÊS, EM NEOPOLIS/CAPIM MACIO, TEM UMA PRAÇA QUE ESTÁ SENDO FEFORMADA PELA PREFEITURA, A PREFEITURA CERCOU TODA A ARÉA COM TAPUMES E ESQUECEU DE DEIXAR OS BUEIROS LIVRES. NAS CHUVAS DA MADRUGADA DE ONTEM E NESTA MADRUGADA NA REGIÃO DA PRAÇA, DEU APROXIMADAMENTE 60 CENTRIMETROS DE AGUA NO TRECHO EM FRENTE ÀS OBRAS, UMA FAIXA DE 300 METROS FICOU ALAGADA ENTRANDO ÁGUA NAS RESIDENCIAS DO CONTORNO DA PRAÇA. É UMA SITUAÇÃO QUE PODERIA TER SIDO EVITADA SE AO FECHAR PARA FAZER A OBRA A EMPREITEIRA TIVESSE DEIXADO OS BUEIROS ABERTOS. PARECE QUE FOI APENAS FALTA DE PLANEJAMENTO NA EXECUÇÃO DA OBRA. EU TIVE HOJE QUE SEGUIR POR UMA RUA PARALELA À AVENIDA DOS IPÊS PARA PODER CHEGAR À PARADA DE ONIBUS E VI A CIGARREIRA DO AMIGO GUEDES QUE FI CA NA PRAÇA ONDE O TAPUME PASSA POR TRÁS TOTALMENTE TOMADA PELAS AGUAS. QUEREMOS QUE DIVULGUE PARA A PREFEITURA CONSEGUIR LOGO UMA SOLUÇÃO.

Jucern registra maior aumento em dez anos na quantidade de empresas abertas no RN

Foto: Ilustrativa/via Guia Empreendedor

Responsável pelo registro empresarial no Rio Grande do Norte, a Junta Comercial aponta uma alta na abertura de novos empreendimentos. Foram 7.709 solicitações de novos negócios registradas na Jucern. Os números consolidados de 2019 mostram um aumento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado, configurando o maior incremento em dez anos.

Desde 2010 houve períodos de queda e de estabilidade, mas no último ano houve um crescimento substancial. E foi o setor de serviços que apresentou a maior alta, com 18% a mais de estabelecimentos abertos em 2019. Em seguida vieram comércio e indústria com 10% de alta.

Já o número de empreendimentos que encerraram suas atividades em 2019 foi de 4.957. Na comparação com 2018, quando foram registrados 4.316 encerramentos, houve um aumento de 14%. Os números não incluem os Microempreendedores Individuais (MEI).

“A Junta Comercial está contribuindo para um trabalho integrado por meio da desburocratização de processos, descentralização de serviços, digitalização de procedimentos e de parcerias com o governo e com o setor produtivo. E isso vem sendo feito seja na própria Jucern, seja nas unidades do Escritório do Empreendedor. Os números também são um reflexo desse trabalho voltado para a melhoria do ambiente de negócios”, destaca o presidente da Jucern, Carlos Augusto Maia.

O Rio Grande do Norte chega a 2020 com cerca de 100 mil empresas ativas. Quase 60% delas estão concentradas em três cidades: Natal, Mossoró e Parnamirim. Entre as atividades mais exercidas estão o comércio de roupas e acessórios, a venda de produtos alimentícios e os serviços de restaurantes e lanchonetes.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Efeito bolsonaro
    Depois que a facção saiu
    Brasil voltando a crescer.
    Parabéns Presidente Jair Messias bolsonaro

  2. everton disse:

    Fatão está dando show. Tudo indica q fará o melhor governo da história do RN

Feriado de Natal registra menos mortes nas rodovias federais

Foto: Marcelo Camargo

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou os dados preliminares sobre acidentes e mortes durante a Operação Natal. Com o objetivo de evitar acidentes, combater excessos e irregularidades no trânsito, o protocolo especial de fiscalização ocorre sempre durante feriados longos e recessos. A ação da PRF visa ainda diminuir o volume de acidentes e conscientizar os motoristas que lotam as BRs no fim do ano.

A operação durou cinco dias e foi realizada em todos os estados. Os números mostram que, este ano, foram registrados 1.367 acidentes contra 1.446 ocorrências no ano passado.

Ainda de acordo com a PRF, em 2019, 113 pessoas morreram em decorrência dos acidentes nas estradas durante o Natal. No mesmo período do ano passado, foram registradas 115 mortes.

O número de feridos registrou leve aumento, de 1.811 em 2018 para 1.814 este ano.

O balanço completo só será divulgado após a operação do feriado de Ano Novo.

Agência Brasil

MPRN registra aumento de 60% na quantidade de operações em 2019

Foto: Reprodução

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) registrou um aumento de 60,86% no número de operações em 2019 em comparação com o ano passado. Até o momento, foram deflagradas 37 operações pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do MPRN responsável pelas operações.

Até esta quarta-feira (18), 67 pessoas foram presas e 244 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em ações do MPRN. Confira texto completo aqui no Justiça Potiguar.

FOTOS: Pai registra filho em cartório como ‘Gabriel Arrascaeta’ após título do Flamengo na Libertadores

Fotos: Arquivo pessoal

Muitos atletas ganharam status de ídolo após o Flamengo faturar a Copa Libertadores e o Campeonato Brasileiro. Em especial, Gabigol e Arrascaeta. Mas o rubro-negro Alex Bastos, de 34 anos, foi além e, tomado pela felicidade causada pelos títulos, registrou a certidão de nascimento do filho levando os nomes da dupla rubro-negra. E não foi brincadeira de torcedor.

Vitor Gabriel Arrascaeta Sant’ana Bastos. Nascido em 22 de novembro de 2019, em Mesquita, no Rio. O nome é uma homenagem ao irmão de Alex, enquanto os sobrenomes fazem referência ao atacante e ao meio-campista do Flamengo. Para registrá-lo, precisou da aprovação da esposa Maralina Sant’ana, 34, vascaína fanática igual a sua família.

— Eu ia registrar sem falar com ela, mas pensei “poxa, não posso fazer isso”. Ela é vascaína, a família toda dela também, mas no final não acharam ruim. Ela só está falando para vizinhos e professores para não chamarem a criança de Arrascaeta — brinca o advogado rubro-negro.

Alex viajou para Lima, no Peru, para acompanhar a final da Libertadores mesmo sabendo que a data coincidiria com o nascimento do seu filho, no Rio. Anteriormente, a criança se chamaria Vitor Hugo, mas a conquista heróica do bicampeonato o fez repensar. Era o momento de homenagear os seus ídolos.

— Fui para Lima com a minha mulher grávida, sabendo que ele ia nascer no período que eu estava lá. Deixei tudo certo para não dar ideia de irresponsabilidade. Estava tudo alinhado, tudo certinho. O nome seria Vitor Hugo, já tinha até enxoval com tudo bordado. Mas veio o jogo… Tinha que botar Gabriel e Arrascaeta — revela Alex, que pediu para que a esposa não registrasse a criança enquanto ele não voltasse para o Brasil.

— Não podia botar Gabigol porque ia ficar vexatório. Não é nome, é apelido — completa.

O rubro-negro quase foi barrado no cartório de Mesquita quando tentou registrar a certidão. Por lei, o tabelião não pode deixar que crianças tenham nomes vexatórios ou extensos demais, o que fez uma funcionária do local chamar um superior para analisar o pedido. No fim, tudo deu certo.

— O cartório pede para preencher o formulário. Só faltava o nome. Quando a funcionária pegou e viu o nome, levantou e foi chamar o tabelião. Ele conversou comigo e deixou que a homenagem valesse.

Gabriel Arrascaeta tem poucos dias de vida, mas já é um sucesso nas redes sociais. A segunda filha do casal, Mikaela Bastos, 16, publicou uma foto da certidão de nascimento que conta com mais de 21 mil curtidas. Até mesmo o goleiro do sub-20 do Flamengo, Hugo Souza, apareceu para parabenizar. Hoje, Alex brinca e não se arrepende do que fez.

— Se o Zico morrer, ele estará na história do Flamengo. Gabigol, se ele voltar pra Inter de Milão, continua na história. Não me importo se ele e o Arrascaeta vão sair. Eles estão na história do Flamengo.

Extra – O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Não gosto de invenções, principalmente em algo que levaremos para o resto das nossas vidas, mais me parece, de todos vcs que tripudiaram do nome, um pouco de preconceito e uma rivalidade (futebolística) fora dos padrões. Afinal, como disse anteriormente, o nome não tem nada de esdrúxulo.

  2. Alaca disse:

    Gabriel aceitável, "As carreta" ai foi de lascar.

  3. Uda disse:

    É um imbecil. Não tem idéia do estrago que criará na cabeça do garoto.

  4. Pedro disse:

    Olha como vc se identifica "Jorge Jesus", parabéns ! um bom nome, qual a razão de não ser Vitor Gabriel Arrasceata também um bom nome ? Aí não tem nada de feio ou desabonador.

  5. Olimpio disse:

    Idiota

  6. Jorge Jesus disse:

    Deveria ser proibido esse tipo de absurdo.

Corpo de Bombeiros do RN registra aumento de 31% em incêndios ambientais em Natal e interior

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN), divulgou, na sexta-feira (22), o número de incêndios ambientais em Natal e no interior do Estado. Ao todo foram 934 incêndios registrados de janeiro a outubro de 2019. Um aumento de 31,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo os dados, nos meses agosto, setembro e outubro, o crescimento médio foi de 53,5% de atendimentos no Estado. A área do quartel de Caicó que atende todo o seridó potiguar, registrou o maior índice de crescimento. Foram 133 ocorrências este ano contra 55 no ano passado. Um aumento de 141,8%. A área de Mossoró registrou aumento de 83,9% e Pau dos Ferros 34%.

Para o Comandante Geral do CBMRN, Coronel Monteiro Junior, o crescente número é motivado por fatores ambientais e humanos. “Aqui no Estado choveu bastante no primeiro semestre e a vegetação cresceu. Agora as chuvas se foram e o mato está alto e seco o que favorece os incêndios. No entanto, estamos lutando diariamente com equipes especificas para atender essas ocorrências”, disse.

Prevenção

O CBMRN orienta à população sobre os cuidados a serem tomados pela população, para evitar as queimadas em vegetação, principalmente nesta época do ano, quando são registrados dias quentes e secos. Uma das medidas é não usar fogo para limpeza de terreno e pastagens, e não jogar pontas de cigarro nas estrada.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fábio disse:

    Cadê os ambientalistas locais para culparem Bolsonaro?

SIGNIFICATIVO: Parnamirim registra redução de 39,4% nos índices de violência

Foto: Divulgação

O município de Parnamirim registrou redução de 39,4% nos índices de Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLIs) entre 2018 e 2019. As CVLIs englobam crimes como homicídio, lesões corporais seguidas de morte, latrocínio e feminicídio.

Os dados divulgados pelo Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (Obvio) e pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (Coine) evidenciam uma redução numérica de 106 CVLIs no período de janeiro a outubro de 2018 para 66 no mesmo período de 2019.

De acordo com o levantamento, todas as áreas administrativas do município registraram queda nas estatísticas da violência, sendo o Litoral Sul com a maior redução percentual, 81,3%, seguido da área leste, com redução de 21,1% e da área Oeste, com 41,8%.

Entre as tipificações de crimes, a maior redução foi nos casos de homicídios, que registrou uma queda de 78 em 2018 para 40 em 2019, representando um percentual de 48,7%. Os casos de lesões corporais seguidas de morte também apresentaram redução, registrando taxa percentual de 9,1%.

Os índices de redução da violência no município, evidenciam os esforços da administração pública municipal em desenvolver ações efetivas de combate à criminalidade. Para o prefeito Rosano Taveira, o caminho para combater a violência é a associação do policiamento ostensivo com políticas públicas voltadas para a prevenção. “É o que temos feito em nosso município, prevenindo desde a base e combatendo a violência nas ruas”, destacou.

Seguindo essa mesma linha de pensamento, o Secretário de Segurança, Defesa Social e Mobilidade Urbana, Marcondes Pinheiro dedica o resultado positivo da pesquisa às ações e programas sociais desenvolvidos pelo Prefeito Taveira.

“Com os esforços da gestão temos muitos agentes de segurança circulando na cidade, assim como a Guarda Municipal, a Central de Monitoramento e a Iluminação toda em LED, que nos faz confundir a noite com o dia, tamanha sua eficiência. O fato de o Prefeito ser um militar nos ajudou muito no foco desses investimentos. Estamos avançando também na segurança e o trabalho não pode parar”, disse

Outras ações com o objetivo de reforçar a segurança em Parnamirim também foram executadas como o recebimento de viaturas da Polícia Militar e a intensificação das ações da Ronda Escolar, ambas através de parceria com o Governo do estado.

Outro importante fator no combate à violência é a criação da Guarda Municipal. A atuação do órgão vai ajudar a cidade através da proteção ao patrimônio público.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    A violência em Parnamirim reduziu, foi?
    Isto lembra a famosa Velhinha de Taubaté:
    – Meu fi, conte uma história qualquer que eu acredito. Eu acredito em tudo…
    Com todo esse humor irônico, ainda assim a coitadinha era sempre mal interpretada.

  2. Guilherme Ramos disse:

    Os efeitos do sistema penitenciário sob controle geram consequências , RN colhe os frutos hoje.

    • Alaca disse:

      Elogiando uma medida do governo Robinson, meu deus, você será execrado até o fim dos tempos.

Samu Natal registra mais de 2 mil trotes no 1º semestre de 2019

Foto: Daniel Morais

Quem precisa de atendimento de urgência e emergência na capital potiguar, sabe que basta discar o número de telefone 192 e entrar em contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Natal (Samu Natal), que há 17 anos é referência em assistência à população. Porém, nem mesmo esse serviço essencial está livre dos chamados trotes.

Somente no primeiro semestre deste ano, o serviço já registrou mais de duas mil ligações consideradas trotes. O que pode parecer uma brincadeira inocente de alguns minutos para alguns, pode causar danos graves para alguém que espera se comunicar com a unidade e tem uma demanda verdadeira de urgência.

“Isso (o trote) gasta aproximadamente de um minuto e meio a três minutos no atendimento, coisa que poderia estar sendo utilizado para atender realmente uma ocorrência pertinente.”, explica o coordenador geral do Samu Natal, Cláudio Macedo.

Com mais de 300 profissionais envolvidos nos seus atendimentos, o Samu conta com todo um protocolo para receber essas ligações, que são passadas, se necessário, do primeiro atendimento com a telefonista auxiliar de regulação médica para um médico de plantão.

“A chamada entra, a telefonista faz o atendimento e se tiver prioridade ela já chama a atenção do médico. É atendido pelo médico e consequentemente ele libera (a ambulância) ou não”, como explica Cláudio.

Mesmo com todos esses cuidados, ainda podem existir casos em que o trote pode chegar ao extremo de fazer com que uma ambulância seja deslocada à emergência fictícia, gerando gastos e transtornos tanto para a equipe, que poderia estar realizando atendimentos verdadeiros, quanto para pacientes reais, que não conseguem ter suas demandas respondidas.

“Tudo isso exige um tempo resposta, um tempo utilizado, que vai prejudicar inclusive as demandas de pacientes que realmente necessitem e que ficam, porventura, deixados de lado porque fomos atender esse suposto caso mais grave. Isso prejudica o atendimento, prejudica o deslocamento, a questão financeira, combustível e desgaste da equipe também”, finaliza Cláudio.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. chibatazil disse:

    Fruto de uma sociedade moralmente doente, onde muitos se comprazem em brincar com um serviço de tamanha importância. Só uma punição severa e exemplar é capaz de frear os ímpetos desses marginais.

  2. Papudim disse:

    Simples… faz o rastreamento da ligação, descobre o número e o proprietário… Intima ele pra delegacia e faz ele perder uma tarde, ou o dia inteiro…. aí se foi ele ou um dependente dele, vai sentir a responsabilidade na sua vida….

Índice Geral de Preços–10 (IGP-10) registra inflação de 0,29% em setembro, inferior ao ano passado

Foto: (Arquivo/Antônio Cruz/Agência Brasil)

O Índice Geral de Preços–10 (IGP-10), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou inflação de 0,29% em setembro. A taxa é maior que a de agosto, que havia tido deflação (queda de preços) de 0,47%, mas inferior ao índice de setembro do ano passado: inflação de 1,20%.

O IGP-10 acumula inflação de 3,62% no ano e de 3,65% em 12 meses. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (16), no Rio de Janeiro.

A alta de agosto para setembro foi puxada pelos preços no atacado e pelo custo da construção. A inflação do Índice Nacional do Custo da Construção subiu de 0,35% em agosto para 0,79% em setembro.

Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, continuou registrando deflação, mas com uma taxa mais moderada (-0,57%) do que no mês anterior (-0,83%).

E o Índice de Preços ao Consumidor apresentou queda da taxa, de 0,24% em agosto, para 0,05% em setembro.

Agência Brasil

Procon Natal registra redução de preços em todos os combustíveis pesquisados

Foto: Ilustrativa

Em pesquisa realizada pelo Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Natal – Procon Natal – no dia 12 de agosto, em 70 postos das quatro regiões da capital potiguar, encontrou-se queda de preço significativa dos combustíveis pesquisados. O levantamento registrou, pelo segundo mês consecutivo, essa tendência de redução. A gasolina comum teve a maior queda entre os itens analisados com -2,62%, mas com uma variação entre o maior e menor preço nas bombas de 7,25%. No mês de julho, o Núcleo de pesquisa do órgão realizou duas análises: a primeira no dia 08, com preço médio de R$ 4,561 e a segunda, no dia 22, com valor de R$ 4,359. A pesquisa encontrou, ainda, o preço médio da gasolina nas bombas sendo vendido aos consumidores natalenses a R$ 4,245.

No entanto, observa, que mesmo com as constantes reduções das últimas pesquisas, encontra preços altos sendo praticados em alguns postos da cidade. Desse modo, orienta aos natalenses que, antes de abastecer, devem fazer pesquisa, uma vez que existem revendedores com preços atrativos para o consumidor consciente. Sendo assim, sugere que procurem no seu endereço eletrônico www.natal.rn.gov.br/procon o ranking com endereço e região dos 10 postos mais baratos, assim como planilha com as variações de maior e menor preços encontrados pela pesquisa.

GASOLINA COMUM

A região com gasolina mais barata foi a oeste, com média de R$ 4,191, onde foram encontrados os menores preços da cidade – R$ 4,140 nos bairros de Cidade de Esperança, Cidade Nova e Felipe Camarão. Já a região com os maiores preços, em média, foi a leste com o valor de R$ 4,267. O maior valor encontrado – R$ 4,440 – foi na Ribeira.

GÁS VEICULAR

O Gás Veicular acompanhou os demais combustíveis com variação negativa. Na pesquisa anterior, o preço médio encontrado foi de R$ 3,535, e em agosto foi de R$ 3,528, o que equivale a uma redução de R$ -0,007 ou 0,20%. O maior preço encontrado pela pesquisa foi de R$ 3,599 e o menor R$ 3,490 e isso equivale a uma variação de 3,12% e R$ -0,109. O menor preço constatado foi de R$ 3,490 na zona oeste, em Felipe Camarão e bairro Nordeste; na zona norte, no bairro Potengi; e também na região sul, no bairro de Lagoa Seca. No entanto, a menor média foi na oeste com R$ 3,513 e a maior média encontrada foi a leste com R$ 3,553. O maior preço encontrado foi de R$ 3,590 na zona norte, no Potengi.

ETANOL

O etanol também teve variação negativa de (-0,73%) seguindo a mesma tendência de julho, em que nas duas pesquisas realizadas teve variação negativa de (-2,08%). O etanol apresentou variação de 22,83% no comparativo entre o maior e o menor preço no mês de agosto, sendo o maior preço encontrado a R$ 3,997 e o menor preço a R$ 3,245 e isso equivale a uma diferença de R$ -0,752. A região com a maior média encontrada pela pesquisa foi a região sul com R$ 3,672. Já o maior preço foi de R$ 3,997 na região norte, no bairro da Redinha, e o menor preço foi também na região norte, de R$ 3,245 no bairro de Potengi.

DIESEL COMUM

Para o Diesel comum o percentual encontrado nas bombas pela pesquisa foi de 1%, sendo o mais alto em relação aos demais pesquisados uma vez que todos ficaram abaixo da porcentagem encontrada pela pesquisa. O preço médio no mês de julho de R$ 3,733 e a média do mês anterior na segunda pesquisa de junho foi de R$ 3,696 e isso representa um aumento de (R$ -0,037) centavos de reais por litro, o maior preço encontrado foi de R$ 3,997 no bairro de Igapó, na região norte, e o menor foi de R$ 3,450 nos bairros de Cidade Nova e Cidade de Esperança, na região oeste. Isso equivale a uma variação de 15,86% e uma diferença de (R$ -0,547). A região com o maior preço médio foi a leste com R$ 3,762, e a com menor preço médio foi a oeste com R$ 3,810.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nobre disse:

    Com a palavra os comentaristas, que pensam que os donos de postos são ladrões bandidos.

    • JBBatista. disse:

      Pela quantidade de redução de preço dada pelo governo federal ainda baixa mais, vc deve ser dono de posto ou não anda de veículo.

    • Nobre disse:

      Dono de veículos também.
      A se basear por isso que vc tem como parâmetro, o litro da gas em Natal, passa os cinco reais fácil.
      Dá uma passadinha lá no Sindposto que eles tem os números todos lá. Vc estuda e fica informado.