Diversos

RN registra 1 mil mortes por Covid-19 em menos de um mês, aponta levantamento

O Rio Grande do Norte teve 1 mil mortes confirmadas por Covid-19 em um período menor que um mês. Nesta quinta-feira (15), o estado chegou aos 5 mil óbitos pela doença desde o início da pandemia e apenas 29 dias depois de atingir as 4 mil mortes, no dia 17 de março. O levantamento foi feito pelo G1, com base nos dados dos boletins epidemiológicos da doença. Veja íntegra de matéria AQUI.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Índia registra recorde de casos de covid-19

Foto: © REUTERS / Francis Mascarenhas/Direitos reservados

A segunda onda de infecções pelo novo coronavírus na Índia continua a crescer. O país registrou recorde de 115.736 casos novos nesta quarta-feira (7), com aumento de 13 vezes em dois meses, o que aumenta a pressão para o governo ampliar sua campanha de vacinação.

O governo federal indiano pede que os estados decidam restrições regionais para controlar a disseminação do vírus, mas por enquanto se recusa a impor um lockdown nacional porque o último de 2020 devastou sua economia.

O número total de casos, desde a primeira infecção registrada na Índia pouco mais de um ano atrás, está em 12,8 milhões, o que faz dela o terceiro país mais atingido do mundo, atrás dos Estados Unidos (EUA) e do Brasil.

As mortes aumentaram em 630 – a maior cifra em quatro dias – e chegaram a 166.177, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

O aumento diário de novos casos atingiu 100 mil duas vezes nesta semana. O único outro país a registrar cifras como essa são os EUA.

As infecções diárias da Índia também ultrapassam o pico da primeira onda da epidemia, observada em setembro. No início de fevereiro, o país relatou 8.635 casos, uma baixa de muitos meses.

Como a segunda onda está ganhando força, as autoridades de muitos estados – incluindo Maharashtra, o mais atingido – determinaram novas restrições regionais para conter o vírus, com variantes que se tornam mais infecciosas.

Agência Brasil, com Reuters

Opinião dos leitores

  1. Vixe! Já vão aumentar as medidas de restrição na Índia? Mas todo bolsopetista negacionista sabe que medidas restritivas não funcionam talkei! Os grupos de WhatsApp dos seguidores do minto Tb andaram espalhando que na Índia os casos não aumentavam pq lá usavam cloroquina, ivermectina , … E agora? Vai dar tilt na cabeça desse povo …

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

São Paulo registra menor taxa de ocupação de UTIs desde 15 de março

Foto: CNN Brasil

O estado de São Paulo registrou sua menor taxa de ocupação de leitos de UTI para tratar a Covid-19 desde o dia 15 de março. A ocupação de leitos na região está em 89,9%. Na região metropolitana da capital paulista, o índice está em 88,5%.

É a primeira vez que o índice está abaixo de 90% desde a segunda quinzena de março. Apesar da notícia, o estado ainda tem 31.175 pessoas hospitalizadas, sendo 12.961 pacientes em leitos de Terapia Intensiva e 18.214 em enfermaria.

A última atualização dos dados foi em 31 de março.

Mortes provocadas pela pandemia no Estado

Março foi o mês mais letal da pandemia em São Paulo. Segundo dados do governo, foram registrados 15.159 novas mortes entre os dias 1º e 31. O total de casos no período foi de 428.221.

Desde o início da pandemia são 74.652 mortes e 2.469.849 casos. Os dados de março foram superiores aos registrados no pico da primeira onda. Em julho de 2020, foram de 8.234 óbitos e 260.924 casos, aumento de 84% e 64%, respectivamente.

Para tentar reduzir o número de internações, São Paulo adotou a fase emergencial do plano até o próximo dia 11, com a manutenção das restrições mais rígidas em todo o estado.

O governo também informou que decidiu antecipar a vacinação de idosos de 68 anos.

Dados nacionais

A cada cinco pessoas que morreram em decorrência da Covid-19 no Brasil, uma perdeu a vida em março de 2021. É o que mostra levantamento feito pela CNN usando dados do Ministério da Saúde. Das mortes ocorridas até aqui, 20,7% foram registradas no terceiro mês deste ano.

Com 3.869 novas mortes por Covid-19 registradas nas últimas 24 horas, o Brasil teve o recorde de maior número de mortes registradas em um dia e fechou o mês de março como o pior da pandemia no país. Segundo dados do Ministério da Saúde, foram 66.573 novas mortes e 2.197.488 apenas neste mês.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Rússia registra primeira vacina do mundo para animais contra covid-19

FOTO: © REUTERS/Attila Cser/Direitos reservados

A Rússia registrou a primeira vacina do mundo para animais contra covid-19, informou a agência reguladora agrícola do país nesta quarta-feira (31). Testes mostraram que ela gerou anticorpos contra o vírus em cães, gatos, raposas e visons.

A produção em massa da vacina, batizada de Carnivac-Cov, pode começar em abril, anunciou a agência Rosselkhoznadzor.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) manifestou preocupação com a transmissão do vírus entre humanos e animais. A agência reguladora disse que a vacina conseguirá proteger espécies vulneráveis e impedir mutações virais.

Até agora, a Rússia só registrou dois casos de covid-19 entre animais, ambos em gatos.

A Dinamarca abateu todos os 17 milhões de visons de seus criadouros no ano passado, depois de concluir que uma linhagem do vírus havia passado de humanos para visons e que linhagens do vírus que sofreram mutações apareceram por sua vez em pessoas.

A Rosselkhoznadzor disse que os criadouros russos de cultivo de peles planejam comprar a vacina, assim como negócios da Grécia, Polônia e Áustria. O cultivo de peles da Rússia representa cerca de 3% do mercado global, mas era de 30% nos tempos soviéticos, de acordo com a principal entidade comercial do setor.

Alexander Gintsburg, chefe do instituto que desenvolveu a vacina para humanos Sputnik V, afirmou que provavelmente os animais serão as próximas vítimas da covid-19, segundo citação de segunda-feira (29) do jornal Izvestia.

Agência Brasil, com Reuters

Opinião dos leitores

    1. Na verdade, o gado alienado bozonauta vai tomar primeiro. Ao que parece, será aplicado em supositórios tamanho XG em 3 doses…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

OMS registra aumento de contágios por covid-19 na Europa após semanas de queda

FOTO: AFP / TARSO SARRAF

O número de novos casos de covid-19 aumentou novamente na Europa após seis semanas de redução, anunciou nesta quinta-feira direção regional da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Na semana passada, os novos casos de covid-19 na Europa aumentaram 9%, superando por pouco um milhão. Isto acaba com uma redução promissora de seis semanas”, afirmou o diretor para a Europa da OMS, Hans Kluge.

“Registramos um ressurgimento na Europa central e leste. Os novos casos também aumentam em vários países do oeste da Europa, onde os índices já eram elevados”, completou.

A divisão Europa da OMS reúne mais de 50 países que vão até o centro da Ásia.

“Mais da metade de nossa região registra um número crescente de casos”, disse Kluge.

Para o diretor da OMS no continente, os europeus devem recuperar os “instrumentos essenciais” de prevenção para lutar contra o vírus e suas variantes e acelerar a vacinação.

Dos 53 países que integram a região Europa da OMS, 45 já iniciaram a vacinação.

De acordo com dados compilados pela AFP, na União Europeia (UE, 27 países) 2,6% da população recebeu duas doses da vacina contra a covid-19 e 5,4% ao menos uma dose.

Correio Braziliense

Opinião dos leitores

  1. Culpa do Bolsonaro.
    Se tivesse feito lock não estava acontecendo.
    Bolsonaro não esta sabendo governar a Itália.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

OMS registra 6ª semana seguida de redução dos casos globais do novo coronavírus

Foto: Reprodução/CNN Brasil

Os casos globais do novo coronavírus caíram 11% na semana anterior a 21 de fevereiro, marcando a 6ª semana consecutiva de queda, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça-feira (24).

A OMS relatou 2,4 milhões de novos casos e 66.000 novas mortes naquela semana, uma queda de 20% nas mortes em comparação com a semana anterior.

Isso totaliza 110,7 milhões de casos e mais de 2,4 milhões de mortes desde o início da pandemia de Covid-19, segundo dados da OMS.

Atualmente, os Estados Unidos relatam o maior número de novos casos diários, seguidos por Brasil, França, Rússia e Índia.

A OMS observou que, embora muitos países estejam relatando um declínio nos casos gerais do novo coronavírus, os relatos de variantes da Covid-19 estão aumentando.

A OMS disse que a variante B.1.1.7 detectada pela primeira vez no Reino Unido já foi encontrada em 101 países, enquanto a variante B.1.351 detectada pela primeira vez na África do Sul está em 51 países.

Já a variante B.1.1.28.1 menos prevalente – identificada pela primeira vez no Brasil e no Japão – já foi encontrada em 29 países.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Obs, menos no Brasil. Aqui continua crescendo, basicamente devido a própria população que teima em nao cumprir os protocolos. E os guvernos em cada esfera, fazendo as suas fezes.

  2. Infelizmente, já se sabe o porquê, no Brasil os casos estão aumentando… Veremos como estará por aqui daqui uma ou duas semanas…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Memorial do Sindsaúde/RN registra 50 óbitos de trabalhadores da saúde por Covid

O Memorial criado pelo Sindsaúde/RN em homenagem aos servidores da saúde do Rio Grande do Norte, registrou nessa quinta-feira (18), o número de cinquenta trabalhadores que morreram em decorrência do novo coronavírus no estado. O Memorial faz parte do site do Sindsaúde desde junho de 2020, e funciona como um espaço de homenagens e eternas lembranças de todos os trabalhadores da saúde que eternizaram a sua passagem por aqui.

“Ao longo desses oito meses, contamos algumas histórias desses profissionais que dedicaram a sua vida em prol da saúde pública, gratuita e de qualidade, mas que infelizmente foram interrompidas pela Covid-19. Em meio a muita tristeza e saudades, milhares de trabalhadores da saúde continuam a enfrentar diariamente o vírus. Mesmo com EPI’s insuficientes, sem receber insalubridade e com a falta de leitos e vacinas, essas pessoas estão cuidando dos pacientes e lutando para que a vacinação para todos seja garantida.

O Sindsaúde/RN se solidariza com os familiares, amigos e colegas de trabalho de todos aqueles que partiram vítimas dessa doença. E segue recebendo novos ou qualquer óbito que ainda não esteja em nossos registros, para serem prestadas as devidas homenagens.

Ressaltamos que o número de casos de Covid-19 no estado continua aumentando e que de acordo com a ANVISA, não existe tratamento preventivo com medicamentos para combater a infecção da Covid-19, como é divulgado pelo Governo irresponsável e Genocida de Bolsonaro, Álvaro Dias e seus seguidores. Só com a vacinação para todos é possível vencer a pandemia do novo coronavírus. Vacina para todos já!”, encerra release.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra perda de 10 doses da coronavac e analisa 61 que passaram por oscilação de temperatura

Foto: Adriano Rosa/Prefeitura de Campinas

Reportagem do portal G10-RN nesta quinta-feira(18) revela que quase um mês após o início da vacinação contra Covid-19 no Rio Grande do Norte, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesap) registra a perda de 10 doses da vacina CoronaVac e investiga o caso de 61 doses que passaram por uma “oscilação” de temperatura. Essas últimas não são consideradas perdidas enquanto a análise não for concluída.

Os números foram solicitados pelo G1 nesta quinta-feira (18). A quantidade de perdas é considerada pequena pelas autoridades estaduais e as doses serão repostas por uma reserva técnica do governo do estado – que armazenou cerca de 5% dos imunizantes recebidos

As 10 doses foram perdidas ainda na primeira remessa de vacinas enviadas pelo governo aos municípios, durante o transporte, com a quebra de um frasco.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde, Kelly Maia, cada frasco conta com 10 doses. Após o recipiente ser aberto, todas as doses devem ser aplicadas em até 6 horas.

Outro caso está sob investigação: é o de 61 doses do município de Grossos que passaram por uma oscilação de temperatura, após o refrigerador do município desligar durante uma queda de energia. O caso aconteceu em um fim de semana.

A Secretaria de Saúde não considera perdas as doses que foram aplicadas de forma errada – inclusive no caso de uma mulher que mora em Natal e tomou uma dose da vacina de Oxford e outra da CoronaVac. Sobre o assunto, a Sesap afirmou que o Ministério da Saúde não recomenda a aplicação de uma terceira dose.

Com G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Depois q o governo evaporou R$ 5.000.000 dos "respiradores", imaginem o desmantelo com nossas poucas vacinas…Mistura de corrupção e incompetência é fatal…

  2. É bom ficar de olho, muitas vacinas perdidas e estragadas por falta de armazenamento correto, enquanto isso o povo morrendo por falta de vacinas, é bom ficar de olho nos prefeitos e governadores.
    Ou será que aqui tbm tem o fura fila ?
    Eu gosto de furar um olho cego kkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

IPTU 2021 em Natal: Semut registra aumento de 41,67% em pagamento antecipado

Foto: Canindé Soares

O programa “Bom Pagador”, da Prefeitura de Natal, que premiou o contribuinte em dia com o Fisco Municipal com o segundo maior desconto no Imposto Territorial Urbano (IPTU 2021) dentre as capitais do Nordeste, teve uma adesão 41,67% maior, na comparação com 2020. Além disso, a arrecadação cresceu 30% em relação ao mesmo período.

O desconto concedido pela capital potiguar (16%) para os contribuintes adimplentes que pagassem o IPTU 2021 até essa segunda-feira (11) ficou atrás apenas de Maceió, que ofereceu 20%. João Pessoa e São Luís ofereceram abatimentos de 15%, Salvador e Recife, de 10%, Fortaleza 8%, Aracaju 7,5% e Teresina, 7%.

A avaliação da Secretaria Municipal de Tributação (Semut) é de que a adesão expressiva à campanha de antecipação do IPTU com desconto reflete também o reconhecimento nas melhorias que a cidade vem recebendo. Em 2020, dos 118 mil imóveis, 49.870 optaram pela antecipação. Este ano, o programa Bom Pagador foi utilizado por 70.653 proprietários de imóveis em Natal. “Isso também representa, para nós da Semut, que o natalense valorizou o prêmio ao bom pagador, entendendo a importância de se manter em dia as obrigações tributárias”, explica o secretário Ludenílson Lopes.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Tributação, nessa primeira fase do pagamento do IPTU foram arrecadados cerca de R$ 118 milhões, contra algo em torno de R$ 91 milhões no mesmo período de 2020. O desconto foi concedido para pagamento em parcela única a ser realizado pelos contribuintes que estavam em dia com o Fisco municipal.

A Semut agora aguarda o início da segunda fase do IPTU. Em função da pandemia, a Prefeitura optou por imprimir os carnês. “Queremos dizer aos contribuintes que não precisam se afligir. Todos irão receber o carnê com tempo hábil para o pagamento. Quem quiser, também já pode ter acesso a ele no site da da Prefeitura do Natal (www.natal.rn.gov.br)”, destaca o secretário.

Na segunda fase, o contribuinte pode pagar à vista no vencimento, sem acréscimo e sem desconto. Neste caso, são duas datas. A data de 20 de fevereiro para as zonas Sul e Leste e de 20 de março para as zonas Norte e Oeste (como esses dias caem num sábado, os pagamentos podem ser feitos nos dias 22 de fevereiro e março, respectivamente, que são segundas-feiras).

Essas datas também balizam o início do pagamento parcelado do carnê, em 10 pagamentos, cujos boletos também fazem parte do documento emitido pela Prefeitura (carnê).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Hotelaria registra queda de hospedagem de quase 50% no RN

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), em pesquisa realizada entre seus associados, registrou uma queda na ocupação hoteleira no ano de 2020 de 45,3%, comparado ao ano de 2019.

A ocupação registrada no ano de 2020 no RN foi de 30,5%, sendo em Natal de 38,8% e Pipa, 39,3%. Em 2019, o ano fechou com uma ocupação de 55,7%, sendo Natal com 64,5% e Pipa, 57%.

Na primeira semana de 2021 foi publicado uma pesquisa de Sondagem Empresarial, do Ministério do Turismo, feita com agências e organizações de viagens com base em clientes que procuraram por pacotes de viagem e meios de hospedagem, e constatou que a capital do Rio Grande do Norte, Natal, foi o destino mais procurado para o verão, ficando na frente de locais como Foz do Iguaçu-PR e Fortaleza-CE.

Entretanto, o presidente ABIH-RN, Abdon Gosson, afirma que apesar da grande procura, Natal não foi o destino mais vendido. Segundo o empresário, o que explicaria a queda de quase 45% na ocupação hoteleira, em comparação ao ano de 2019, foi o alto custo das passagens aéreas para a capital potiguar, além da divulgação pela imprensa da segunda onda da Covid.

A perspectiva hoteleira para janeiro de 2021 até agora, é de 60% na capital potiguar, e em Pipa é de 50%, vale ressaltar que esse número vem aumentando a cada semana. “A pandemia trouxe uma peculiaridade para o turismo regional, muita gente está deixando para comprar em cima da hora, pelo menos nos últimos 10 dias ou última semana, então muitas vezes quando achamos que vai dar uma ocupação de 50% / 60%, quando vê ela chega a cerca de 65%, que foi o que aconteceu agora no final de ano.”, comentou Abdon Gosson, que se vê otimista para a recuperação da hotelaria em 2021.

Opinião dos leitores

  1. Fui a João Pessoa, fui na praia Conde e Jacumã PB, estradas maravilhosas e sinalizadas, praias lindas, combustíveis barato, abasteci por R$ 4,15 , a orla de cabo branco muito melhor que a de Natal, hospedagem muito boa e preços compatíveis, muito melhor que Natal.
    Por isso essa pocilga não vai pra frente.

    1. Esse preço da gasolina é um mistério. Fui para Salvador de carro e a gasolina mais cara dos 6 estados percorridos foi no RN. A de João Pessoa a mais barata. Deu vontade de encher pelo menos uma garrafa pet.

    1. Bem observado. Não há tempo ruim que faça baixarem os preços de passagens aéreas, diárias em hotéis…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Instituto de Medicina Tropical registra aumento de testes positivos para covid-19 em novembro no RN

Foto: Reprodução/IMT

O Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realizou, até novembro, um total de 57.773 testes da covid-19, sendo 49.273 do tipo RT-PCR e 8.500 do tipo sorológico. A unidade registrou ainda um aumento significativo no número de resultados positivos em novembro, aproximando da quantidade que foi registrada nos meses de pico da doença.

Do total de 49.273 testes do tipo RT-PCR, 15.360 foram positivos para covid-19, o que representa cerca de 31% dos exames. Já dos 8.500 testes sorológicos, 1.700 deram positivo, correspondendo a 28% dos exames. O Instituto registrou, em julho, 3.579 resultados positivos para covid-19; em agosto, 1.990; em setembro, 1.190; em outubro, 808; em novembro, 2.785; e, somente no primeiro dia de dezembro, foram registrados 208 testes positivos.

Conforme a diretora do IMT, Selma Jerônimo, havia alertado no início de novembro, a tendência de aumento nos casos se concretizou, o que reforça ainda mais a necessidade de redobrar as medidas de prevenção, como o distanciamento social, a higiene das mãos e uso de máscaras. “Estamos vivendo um momento crítico com relação à pandemia da covid-19, com claro aumento nos casos. Nós voltamos, em novembro, à situação observada em junho e julho. Esse aumento irá repercutir no adoecimento de pessoas com algum tipo de comorbidade. Novamente, haverá uma demanda excessiva dos serviços de saúde com eventual saturação”, analisa a cientista.

Ainda segundo a professora, o aumento de casos da doença observado no Brasil e nos Estados Unidos, além de países da Europa, mostra que aglomeração sem os cuidados preventivos resulta em maior transmissão do vírus. Nessa perspectiva, “atividades que envolvem uma maior quantidade de pessoas têm que ser cuidadosamente planejadas, asseguradas que todas as medidas sejam implementadas e as pessoas realmente sigam o protocolo de biossegurança. Apesar da maioria com doença evoluir sem complicações, um percentual importante evolui com doença grave, mesmo entre os mais jovens”, Selma Jerônimo considera ainda que o momento exige cautela e participação de todos para minimizar risco e diminuir a transmissão.

Atualmente, com recursos doados pelo Ministério Público do Trabalho e material adquirido com verba do Ministério da Educação, o IMT realiza testes para 17 municípios do estado, que são Natal, Mossoró, Apodi, Areia Branca, Caraúbas, Cruzeta, Extremoz, Felipe Guerra, Governador Dix Sept Rosado, Grossos, Itaú, Janduís, Olho-D’água do Borges, Pureza, Rodolfo Fernandes, Santa Cruz e Severiano Melo, além de analisar os exames de profissionais da saúde, como os do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) e da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC).

Com UFRN

Opinião dos leitores

  1. Supermercados e shoppings em Natal.
    Pessoas não respeitam distanciamento e várias não usam máscara.
    Ou seja, não estão nem aí e os estabelecimentos não colocam ninguém para chamar atenção nem a prefeitura fiscaliza.

  2. É óbvio que com o tempo, cada vez mais pessoas vão ter contato com o vírus. Mas não faz o menor sentido querer fazer lockdown ou fechar o comércio por causa de uma doença que a imensa maioria das pessoas terão apenas sintomas leves (ou nem isso!)

    1. Então, para você, já que pessoas vão "morrer mesmo" e a maioria TALVEZ nem sinta nada, o melhor é negar o óbvio e seguir com a boiada? Lendo esse tipo de coisa vejo que tem os muito a melhorar enquanto seres humanos… O que dizer a quem perdeu um pai, uma mãe, um filho…?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Árbitro potiguar registra em súmula que foi chamado de “covarde” por diretores do Corinthians

Súmula registra xingamentos — Foto: Reprodução / CBF

O árbitro do empate por 0 a 0 entre Corinthians e Grêmio, neste domingo, na Neo Química Arena, relatou em súmula que foi ofendido por dois dirigentes do Timão.

Segundo Caio Max Augusto Vieira, os diretores adjuntos Eduardo Almgren Ferreira e Jorge Agle Kalil o chamaram de covarde no intervalo da partida. Diz a súmula (mantido o texto original do árbitro):

“Informo que no intervalo da partida enquanto a equipe de arbitragem se dirigia para o vestiário, dois diretores do s. c. corinthians paulista que se encontravam na zona mista, identificados como os senhores, eduardo almgren ferreira (…) e jorge agle kalil, gritavam insistentemente em nossa direção as seguintes palavras, ” vocês estão caindo na pressão deles, seus covardes”. informo que ambos foram identificados pelo delegado da partida sr: quintino maudonnet neto”

O Corinthians teve dois jogadores expulsos na partida: Marllon e Otero. O primeiro levou amarelo por entrada em Matheus Henrique, mas o árbitro mudou a decisão ao ver um corte na canela do jogador gremista – e trocou o cartão para vermelho. Ele depois reviu o lance no monitor do VAR e manteve a expulsão.

Com o empate, o Timão foi a 26 pontos, na 13ª colocação (perderá um posto esta noite, depois do jogo entre Sport e Atlético-GO). Está dois pontos à frente da zona de rebaixamento.

O próximo jogo é quarta-feira, às 21h30, contra o Coritiba, no Couto Pereira.

Globo Esporte

Opinião dos leitores

  1. Todos os comentaristas da ESPN pegaram tão pesado com o Caio Max, que deu nojo e parei de assistir. O bairrismo falou mais alto! Até concordo que ele tava numa noite um pouco infeliz, mas não precisava ser um massacre daqueles. Tem jogador que tem dia infeliz, narrador, repórter…, pode acontecer com qualquer um. Talvez o erro dele tenha sido aplicar cartão amarelo tão cedo. Foi um daqueles jogos, que tudo conspirou pra atrapalhar a arbitragem. Ninguém é perfeito! Ninguém é máquina! Caio Max Augusto Vieira, é um dos melhores árbitros do Brasil, na atualidade. Merece crédito, pelas grandes atuações que já teve. Inclusive, já deveria ser um árbitro-FIFA

    1. Disse tudo Tom França, Os jogos que eu assisti Caio Max apitar, ele saiu desapercebido, sinal que foi muito bem, time grande quando perde ou empata o choro é grande. Força Caio Max.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

ATUALIZAÇÃO: Sesed registra 56 ocorrências durante o pleito eleitoral pelo RN

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) registrou durante a Operação Eleições 2020, realizada em todo o Estado do Rio Grande do Norte, 56 ocorrências diretamente ligadas ao pleito eleitoral. Desse total, 27 resultaram em prisão ou condução à delegacia, sendo 4 candidatos e 23 eleitores. Os tipos de crime que mais foram constatados nas delegacias são: 19 bocas de urna, 9 crimes de desobediência, 5 compras de voto, 3 registros de ameaças e 2 de homicídios tentados contra candidatos.

O Governo do Estado, por meio da Sesed, realizou a ação de maneira integrada, envolvendo todas as instituições de segurança pública estaduais, Forças Federais e as guardas municipais. Cerca de 15 mil agentes participaram da operação durante todo o final de semana, dando cobertura a 1.539 locais de votação em 167 cidades.

A atualização dos índices também recebeu novas informações das ocorrências, o que resultou em esclarecimentos de condutas e imputações corretas em determinadas ações. Confira a lista atualizada de números e ocorrências nas eleições 2020 atualizadas pela Sesed:

Crimes contra candidatos

3 ameaças contra candidatos
2 homicídios tentados ( sendo um desses registrado em outubro)

Crimes eleitorais

19 bocas de urna
9 desobediência às ordens
5 compras de voto
2 transporte de eleitores
2 impedimento ou embaraço ao exercício do voto
2 falsidade ideológica
2 fatos e imputações inverídicas (fake news)
1 Desordem que prejudique os trabalhos eleitoral

Crimes comuns relacionados às eleições

4 lesões corporais
4 ameaças
1 homicídio tentado

Opinião dos leitores

  1. BG por que não publicou meu comentário a cerca dos casos de Covid em alunos nas escolas privadas que estão sendo abafados?
    A fiscalização não existe e a coisa está feia…

    1. Verdade.As escolas estão pipocando de covid.Mas todo mundo calado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Arrecadação do Estado registra queda de 15% em junho

O recolhimento de impostos no Rio Grande do Norte registrou a quarta queda consecutiva desde o início dos primeiros casos do novo coronavírus (Covid-19). Em junho, o estado arrecadou R$ 79 milhões a menos em relação ao recolhido no mesmo período do ano passado. Isso representa uma redução de 15% no total de tributos recolhidos. Em maio, a redução havia sido de 18,3%. A perda de arrecadação foi influenciada principalmente pelas reduções no recolhimento de ICMS, que em junho teve uma queda recorde de 18%.

Os dados publicados na sétima edição do Boletim Semanal da Atividade Econômica, divulgada nesta segunda-feira (6) pela Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN). A publicação reúne informações sobre os principais indicadores das operações comerciais realizadas no estado. O objetivo do informativo é acompanhar semanalmente os impactos das medidas de combate à pandemia da Covid-19 na economia potiguar. O boletim traz O material está disponível para download no site da SET-RN (www.set.rn.gov.br).

Os dados do boletim mostram a arrecadação do IPVA passou de R$ 54,6 milhões para R$ 59,7 milhões, enquanto o ITCD registrou uma baixa, caindo de R$ 1,3 milhão para R$ 1,2 milhão. Mas a principal influência na arrecadação foi o ICMS, que encolheu 18%. O volume recolhido desse imposto em junho foi de R$ 381 milhões, porém, no referido mês do ano passado, o montante foi de R$ 465 milhões, impactando diretamente na arrecadação global do RN.

Setorialmente, a atividade que mais puxou a arrecadação para baixo foi a do setor de combustível. Em junho do ano passado, esse segmento gerou uma arrecadação de R$ 110 milhões e neste ano ficou em R$ 81 milhões. O atacado registrou uma alta, subindo de R$ 76 milhões para R$ 88 milhões, mas o varejo teve redução. A arrecadação encolheu de R$ 83 milhões para R$ 72 milhões. A indústria de transformação foi no mesmo ritmo de caiu de R$ 80 milhões para R$ 54 milhões.

Opinião dos leitores

  1. Com tudo isso, o salário do funcionalismo em dia. Milagre.
    Parabéns, Governadora. Deus abençoe a senhora!

  2. Em quanto o governo federal anuncia record, o RN patina, fique em casa, feixe o comércio todo que melhora.
    Taí!!
    Não evitou mortes, e o Estado lascado de meio a meio.
    Pede pra sair Fátima do PT, vc tá acabando com o RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

OMS registra queda de casos diários do novo coronavírus no mundo

Foto: Pierre Albouy/Reuters

O número de casos do novo coronavírus no mundo chegou a 10,11 milhões, após o registro de 96.286 novas infecções nas últimas 24 horas, o que representa uma redução acentuada nos contágios diários, informou nesta terça-feira (30), a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Nos últimos dias, os casos confirmados por dia variaram de 130 mil a 160 mil, com um pico de 191 mil infecções em um único dia.

O banco de dados da OMS recebeu a confirmação de 502.278 mortes por Covid-19, o que significa 2.365 óbitos a mais do que no dia anterior.

Este é o menor número de mortes a nível mundial em semanas.

A tabela dos 12 países mais afetados do mundo permanece estável, com os Estados Unidos no topo, com mais de 2,54 milhões de casos, seguidos pelo Brasil, com 1,34 milhão.

Eles são seguidos, em ordem decrescente, pela Rússia, Índia, Reino Unido, Peru, Chile, Espanha, Itália, Irã, México e Paquistão.

EFE

Opinião dos leitores

  1. Ué. Ontem O diretor da OMS falou que O PIOR ESTAR POR VIR. Sei mas de nada. Um dia e ruim, outro dia melhora.

  2. A três dias atrás fiz uma projeção que eles teriam que se retratar , após 30 dias.
    Eles estão iguais aos nossos comitês científicos, litrralmente perdidos. E cintra fatos não existe argumentos.

    1. Tá aqui no BG.
      No fnal das contas, Bolsonaro não errou nenhuma vez, tá o tempo todo certo, ele e o ex ministro Osmar Terra.
      Vao chamar o homi de louco, mas é só quem acerta.

    2. Acertou!
      O presidente disse que essa gripizinha não ia passar de 800 mortes. Qdo o Ministério da Saúde anuncia 800 mortes/dia, é um alívio.
      Nunca foi capaz de pedir ao menos desculpa pelas bobagens que falou td esse tempo.
      Çey não viu!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sistema carcerário registra 22 óbitos por covid-19 em São Paulo; dez agentes penitenciários e 12 internos

Foto: Márcio Neves/R7

O sistema prisional do estado de São Paulo registrou 22 mortes por covid-19, sendo dez agentes penitenciários e 12 internos, desde o início da pandemia. Foram confirmados 30 casos entre os presos e 54 casos entre os servidores. Os dados foram divulgados pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).

De acordo com a secretaria, os internos com suspeita de covid-19 são isolados e, quando considerados casos confirmados, mantidos na enfermaria durante o período de tratamento. Os agentes penitenciários são afastados do trabalho.

A secretaria informou ainda que as unidades prisionais passaram a exigir o uso de máscaras de proteção reutilizáveis, além de suspender atividades coletivas, alternar horários de alimentação no refeitório, intensificar a limpeza das áreas e restringir a entrada de pessoas. Outra medida adotada foi a distribuição de produtos de higiene como álcool em gel e sabonete.

R7

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *