Streaming de esportes DAZN reduz preços para crescer no Brasil

Bruno Rocha, VP executivo do DAZN: estratégia é expandir a base de assinantes no país. Foto: (DAZN/Divulgação)

O DAZN, considerado o maior serviço de streaming de esportes do mundo, se prepara para crescer no Brasil. A empresa anunciou um novo posicionamento de preço, com redução da mensalidade para o início de 2020, de 37,90 para 19,90 reais, além do contrato de exclusividade de transmissão do Campeonato Paranaense de Futebol.

“Nossa empresa está em uma fase de crescimento único. Temos como foco acelerar a expansão no Brasil, ganhando escala de forma bastante rápida”, afirma Bruno Rocha, vice-presidente executivo do DAZN no país.

A plataforma de streaming de esportes tem apenas três anos de existência e já é considerada a maior do gênero no mundo. O DAZN já entregou 450 milhões de horas de conteúdo ao vivo. Embora a empresa não abra números, estima-se que já tenha atingido oito milhões de assinantes globalmente, segundo fontes do mercado.

No Brasil, o aplicativo chegou em maio e o Campeonato Paranaense será o primeiro torneio regional a ser exibido na plataforma. “Trata-se da maior cobertura da competição na história, com pelo menos 52 jogos disponíveis para os assinantes DAZN.” Rocha ressalta que o recorde de número de jogos já transmitidos do torneio aconteceu em 2016, com 45 partidas em TV aberta e canais fechados.

A negociação no mundo esportivo é geralmente restrita aos países onde as partidas são transmitidas. No Brasil, o DAZN também transmite a Copa Sul-Americana, a Série C do campeonato Brasileiro, a Série A do italiano, Ligue 1, campeonato Turco e jogos da Premier League, da Inglaterra.

Além do futebol, o serviço detém direitos para campeonatos nacionais e internacionais de basquete, tênis e lutas.

Rocha garante saber dos desafios de crescer em um cenário em que grandes grupos globais investem no streaming, o que divide a atenção do consumidor. “O consumo de conteúdo de mídia, em todas as áreas, vai caminhar para o streaming. Mas nós queremos ser líderes no esporte e temos condições de atingir essa meta.”

Dentro da estratégia da empresa também está a produção de conteúdo original, feito principalmente por parceiros. Além de documentários, o DAZN investiu na produtora de vídeos de comédia Porta dos Fundos para um conteúdo relacionado ao esporte.

“Queremos criar pontos de engajamento do assinante. Temos feito investimentos para trazer conteúdo novo, diferente, no esporte. Vai ser um laboratório interessante.”

Desafios

O DAZN está em nove países, eo Brasil é um dos que mais oferecem desafios para os planos de expansão da empresa em termos de infraestrutura. “Sem dúvida, a tecnologia é uma das grandes prioridades do DAZN. Se o usuário não tiver uma experiência agradável, ele não volta mais”, diz Rocha.

Conforme o executivo, a infraestrutura do Brasil ainda não é otimizada em todas as regiões e, portanto, os telespectadores não têm as mesmas condições de assistir, com alta definição ou sem interrupções, o conteúdo. “Mas o 5G vai chegar rapidamente a todo o país. Temos feito investimentos fortes em experiência ao vivo para maximizar todas as oportunidades. O avanço da banda larga nos dá animo para continuar crescendo.”

Para ele, o Brasil é um dos mercados com maior potencial mundo. “O brasileiro é apaixonado por esporte e principalmente por futebol. Além disso, a população é jovem e consome novas formas de conteúdo. Queremos colocar o DAZN na página inicial dos celulares.”

Exame

 

Triatlo feminino dá 1º ouro ao Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Lima

Foto: Divulgação Ministério dos Esportes

Com a dobradinha no lugar mais alto do pódio no triatlo feminino, o Brasil conquistou neste sábado (27) suas primeiras medalhas no Pan-Americano de Lima. O ouro ficou com Luisa Baptista e a prata com Vittória Lopes. A mexicana Cecilia Perez ficou com o bronze.

Quadragésima nona colocada no ranking mundial da categoria, Luisa Baptista ultrapassou a colega brasileira na linha de chegada. Ela completou a prova com o tempo de 2:00:55, seguida por Lopes, que fez 2:01:27.

A delegação brasileira no Pan-Americana é composta por 485 atletas, em 49 modalidades. São 249 homens e 236 mulheres.

Isaquias confirma favoritismo e vai à final

No primeiro dia de competições da canoagem de velocidade no Pan-Americano 2019, disputado em Lima, no Peru, os três brasileiros que foram à água passaram direto para a final. Primeiro a competir hoje, Vagner Souza passou para a final após ficar em terceiro na classificatória do K1 1000m.

Em seguida, foi a vez do medalhista olímpico Isaquias Queiroz se classificar ao vencer sua bateria, no C1 1000m. Ele fez o melhor tempo da classificatória, com oito segundos de vantagem sobre o segundo colocado.

A decisão será na segunda-feira (29). No início da tarde, Isaquias Queiroz tem outro compromisso, dessa vez, ao lado parceiro de pódio nas Olimpíadas do Rio, Erlon de Souza. Eles disputam a prova única e valendo medalha no C2 1.000m, às 15h10 (de Brasília).

Já Ana Paula Vergutz, no K1 500m, avançou à final após vencer sua bateria. Ela teve de brigar pela liderança no início da prova. Contudo, conseguiu abrir boa vantagem e venceu com dois barcos de vantagem.

Na disputa do K2 1000m. Vagner Souza e Edson Silva ficaram na quarta colocação e, ao lado dos Estados Unidos e do Equador, terão que voltar à raia para a disputa da semifinal, ainda hoje. As duplas do Canadá e do México, primeiro e segundo colocados, avançaram diretamente à final.

Provas

As provas de canoagem velocidade dos Jogos Pan-Americanos estão sendo realizadas na raia de Lima, que fica ao lado do Oceano Pacífico, na Lagoa Media Luna, na cidade de Huacho, a aproximadamente 160 quilômetros da capital peruana.

O Brasil compete com Isaquias Queiroz, Erlon Souza, Ana Paula Vergutz, Andrea de Oliveira, Angela Aparecida, Valdenice Nascimento, Edson Silva, Patrick Elieser, Pedro Henrique da Costa e Vagner Sousa.

Segundo a Secretaria Especial do Esporte, a canoagem de velocidade é uma das dez modalidades do Pan em que 100% dos atletas inscritos são integrantes do Bolsa Atleta, programa da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

O investimento anual nesses atletas é de cerca de R$ 955.500,00. Sete dos dez estão na categoria pódio, a mais alta do programa, voltada para atletas entre os 20 melhores do ranking mundial.

Maratona feminina

Recordista de medalhas na história com maratona feminina dos Jogos Pan-Americanos, o Brasil não conseguiu repetir os bons resultados e ficou fora do podium hoje (27), em Lima, no Peru.

Apesar de liderarem a prova até a metade da disputa, as brasileiras Valdilene Santos e Andreia Hessel não conseguiram manter o ritmo e terminaram na sexta e 12ª posições, respectivamente.

Correndo em casa, a peruana Gladys Tejeda conquistou a medalha de ouro e ainda bateu o recorde Pan-Americano. Em segundo lugar, ficou a americano Bethany Sachtleben, seguido por Angie Rocio Orjuela, que ficou com o bronze.

Das últimas quatro edições da maratona dos jogos Pan-Americanos, o Brasil havia vencido três. Em 2003, o título foi de Márcia Narloch, enquanto Adriana Silva foi campeã em 2015 e 2019. Tradicionalmente, a maratona fecha as competições dos jogos. Neste ano, contudo, a prova é a primeira a dar medalhas.

Agência Brasil

Neymar e sua fama de 'cai-cai' são destaques de revista de esportes

Saiu no Uol esporte:

Neymar aparece crucificado na capa da edição de outubro da revista Placar. Apontado como “bode expiatório” nas críticas sobre ética no futebol, ele aparece como principal personagem de uma discussão sobre a fama de jogadores cai-cai.

Segundo o diretor da revista, Maurício Barros, a inteção é questionar a posição de “vilão” em que o craque brasileiro foi colocado pelo universo do futebol. “Ele é o jogador mais caçado do futebol brasileiro e acabou virando o vilão, o cai-cai”, explica.

Barros também levanta a discussão sobre as críticas feitas a Neymar que o colocam como “exemplo de falta de ética no futebol”.

“Essa reportagem procura levantar uma discussão sobre um certo linchamento público desse jogador que ganhou essa fama de cai-cai. O Neymar acabou transformado num exemplo de falta de ética no futebol. Houve um recrudescimento dessas críticas pra ele. O futebol profissional é um jogo em que  a gente pode enxergar inúmeras trapaças dos jogadores, um jogador querendo enganar o outro, os próprios técnicos instruindo os jogadores a enganar o juiz. Só que uma delas carregada com tintas muito fortes e pegaram o Neymar como um grande vilão dessa história”.

Levantando questões, sem condenar nem inocentar o jogador, a revista fala em justiça nas críticas a Neymar e compara com o comportamento de outros jogadores, que pressionam juízes e bandeirinhas e simulam situações de jogo.

Sobre a forte imagem da capa, Barros admite correr o risco da possibilidade de comparações do jogador a Jesus Cristo, mas explica não ser a intenção da revista.

“Acho que pode haver a comparação porque Jesus Cristo foi o crucificado mais famoso, mas a nossa analogia é com a execução, como a crucificação como elemento histórico de execução pública”.

Secretaria de Esporte reúne atletas selecionados para as Olimpíadas Escolares

A Secretaria de Estado de Esporte e do Lazer (SEEL) reunirá amanhã (3) de noite, todos os atletas que viajarão a cidade de Poços de Caldas/MG para representar o RN nas Olimpíadas Escolares para entregar bolsas e uniformes padronizados e repassar diretrizes para o período em que estudantes permanecerem na cidade mineira.

A reunião contará com a presença do secretário de Estado do Esporte e do Lazer, Joacy Bastos, dos 200 atletas, na categoria de 12 a 14 anos, e seus respectivos pais, técnicos de modalidades e dirigentes de escolas classificadas.

“Esta reunião é da grande importância em razão das informações que serão passadas para os atletas, professores, pais e dirigentes escolares, sobre a ida para as Olimpíadas e o comportamento das delegações durante o evento”, comentou Joacy.

Ele ainda ressaltou o fato de Natal sediar os Jogos Sul-Americanos Escolares este ano e as Olimpíadas Escolares, categoria de 12 a 14 anos, em 2013. “É importante destacar que os atletas campeões em modalidades individuais e as equipes campeãs em modalidades coletivas estarão representando o Brasil nos Jogos Sul-Americanos que acontecem em novembro em Natal”.

Irão representar o Rio Grande do Norte nas Olimpíadas Nacionais os atletas vencedores, por modalidades, dos Jogos da Juventude Escolar do Estado, promovidos pela SEEL, no período de 20 de junho a 7 de julho passado.

"Brazuca" será o nome oficial da bola da Copa do Mundo de 2014

“Brazuca” será o nome da bola oficial da Copa do Mundo de 2014. A escolha, feita por meio de uma votação na internet e anunciada neste domingo, teve a duração de três semanas e contou com mais de um milhão de votos.

A segunda opção “Bossa Nova” teve 14,6% dos votos, enquanto “Carnavalesca”, a terceira e última possível escolha, teve 7,6%. Nenhuma das duas, no entanto, chegou perto dos 77,8% conquistados por “Brazuca”.

Na época da divulgação das três opções de voto, a ausência do nome “Gorduchinha”, referência a um bordão criado pelo narrador Osmar Santos, chamou a atenção. A campanha “Gorduchinha 2014” ganhou apoio de personalidades das mais diversas áreas, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o apresentador Fausto Silva, o capitão da Copa do Mundo de 2002, Cafu, e Guga, tricampeão do torneio de Roland Garros.

A produtora oficial da bola alegou que “Gorduchinha” já estaria registrada oficialmente como propriedade intelectual e que, portanto, o termo não poderia ser utilizado. Afirmação rebatida pelos organizadores de “Gorduchinha 2014”, revelando que o nome pertencia oficialmente ao próprio Osmar Santos, com quem a empresa não teria feito contato em busca de um acordo.

 

Fonte: gazetaesportiva.net

Trio de atletas estão fora da Paraolimpíada por ofensas sexuais

Três membros da equipe paraolímpica da Jordânia não vão competir nos Jogos de Londres, depois de serem acusado de crimes sexuais na Irlanda do Norte, disseram os organizadores na quinta-feira.

O trio foi libertado sob fiança na quarta-feira após a sua embaixada, que disse que o rei Abdullah da Jordânia tinha tomado um interesse pessoal sobre o caso, prometeu que voltariam para o tribunal enfrentar julgamento.

“O Comitê Paraolímpico Internacional e o LOCOG foram informados pelo Comitê Paraolímpico Nacional jordaniano que três atletas liberados sob fiança após incidentes na Irlanda do Norte não irão para os Jogos Paraolímpicos de Londres 2012. Os atletas voltaram para a Jordânia”, disse um comunicado.

O LOCOG são os organizadores de Londres para os Jogos Paraolímpicos de 29 agosto a 9 setembro.

Os dois levantadores de peso em cadeira de rodas e o treinador foram presos na segunda-feira e acusados de crimes sexuais envolvendo duas mulheres e duas meninas menores de idade, informou o tribunal da Irlanda do Norte.

O halterofilista Omar Sami Qaradhi recebeu três acusações de agressão sexual e uma de voyeurismo na quarta-feira. Dois dos supostos abusos foram contra crianças.

Seu colega Motaz Al-Junad enfrentou uma acusação de agressão sexual. O treinador Faisal Hammash recebeu duas acusações por fazer com que uma criança praticasse atos sexuais.

A delegação de 19 atletas da Jordânia foi uma das várias do Oriente Médio e da África que treinaram no Centro de Esportes Antrim Forum, na Irlanda do Norte, antes dos Jogos de Londres para atletas com deficiência, que vêm apenas algumas semanas depois dos Jogos Olímpicos na cidade.

O tribunal foi informado que os supostos crimes ocorreram entre 16 e 20 de agosto.

Fonte: Estadão

Orlando Silva embolsou mais de R$ 357 mil em diárias em 5 anos

Durante o tempo em que esteve no comando do Esporte (de 2006 até a semana passada), Orlando Silva embolsou 147 556 reais com diárias de viagem. Em restituições, foram mais 210 332 reais.

Para se ter uma ideia do volume de diárias pagas a Silva, o diplomata Antonio Patriota, que sempre ocupou postos de destaque no Itamaraty e atualmente é o chanceler de Dilma Rousseff recebeu, no mesmo período, em diárias 29 782 reais – o valor em restituições foi ainda menor.

Enquanto esteve por cima no Esporte, Silva custou ao país 357 888 reais, já descontados aí o salário e demais benesses do cargo.

Por Lauro Jardim

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Celso Veiga disse:

    Meu Caro Bruno
    Essa conta só pode está errada… Sem querer defender o ministro, percebe-se que existe muita maldade na informação. Se não vejamos:
    R$ 357.888,00 em 5 anos representa em média, R$ 71.577,60 por ano e por mês a singela quantia de R$ 5.964,48. Qualquer Secretário aqui do RN que precise viajar 3 0u 4 vezes por mês à Brasília perfaz essa quantia. Considerando que o ministro tinha uma agenda concorrida, inclusive no exterior, acho que esse valor esta muito modesto.

Denúncias, Propinas, ONGs, Garagem e Polícia. Esse é o roteiro no Ministério do Esporte

O ministro Orlando Silva afirmou que já pediu ao ministro José Eduardo Cardozo a abertura de um inquérito na Polícia Federal e garantiu que irá processar por calúnia os denunciantes entrevistados pela revista Veja.

“Felizmente no Brasil existe lei e o ônus da prova é de quem acusa. E não há nenhuma prova. E não há hipótese de haver prova, porque não há realidade nisso (na denúncia). Desafio os personagens dessa trama farsesca a apresentar alguma prova.”

O ministro também relatou conversa com a presidente Dilma Rousseff. “Falei com a presidenta Dilma hoje (sábado). Fui procurá-la para informar que tive notícia da reportagem que estava sendo feito e mostrei a ela nossos controles, para transmitir segurança. Foi uma conversa muito direta. Estou em missão fora do meu país e ela pediu para que eu continuasse com a minha agenda.”

O ministro disse, pelo Twitter, que repudia a reportagem da revista. “Repudio a farsa publicada neste sábado em Veja. As calunias são reações as medidas que determinei para combater irregularidades identificadas”, postou na rede.

Oposição. O PSDB já anunciou que irá protocolar na Procuradoria-Geral da República (PGR) a abertura de novas investigações contra o ministro e contra o ex-titular da pasta e hoje governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz. Segundo o líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), a ação terá por base reportagem da revista Veja deste final de semana e pedirá o afastamento de Silva até o término das investigações.

(mais…)