Economia

SÓ ISSO: Caern quer aumento de 71% na tarifa de água em Natal

Reportagem da Tribuna do Norte nesta quinta-feira(05) destaca que a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) propôs um reajuste de 71% na tarifa dos serviços de água e esgotos. O pedido foi feito à Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico de Natal (Arsban) que abriu uma consulta pública para estudar a solicitação.

Segundo a reportagem, se esse reajuste for estabelecido, a tarifa básica para o consumidor residencial médio saltará de R$ 39,99 para R$ 67,98. Porém, a Arsban sugeriu que o reajuste deve ser de apenas 1,22% aumentando em 49 centavos a tarifa. Matéria completa AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Para pagar salários dos marajás a Caern “precisa” pungar o bolso do contribuinte. A administração Petista exerce verdadeiramente um governo de sombras no RN. Triste.

  2. não ia nem comentar, mas hoje eu fui em uma casa minha que está fechada e chegou uma conta da CAERN dizendo que eu consumi 6000 litros de água. Tá bom de privatizar mesmo, ninguem aguenta mais essa ‘empresa’ !

  3. Como se nao bastasse a CAERN (sigla de CAvando e Esburacando o RN) acabar com todas as ruas de Natal e Parnamirim, ainda quer aumentar o valor da tarifa?!!Palhaçada isso, né? Não tem uma rua recém asfaltada que a CAERN não abra um buraco….imoral.

  4. Ja ta passando da hora dessa bomba chamada caern ser privatizada so serve pra arrombar as ruas essa carniça ainda fala em reajuste e ainda mais o absurdo que e o valor que ela estar pedindo . Safadeza

  5. E Caern é uma praga pior do que a COVID, as Ruas de Natal estão arrombadas, calçamentos, asfalto tudo destruído pela incompetência e irresponsabilidade destes gestores da companhia. O prefeito de Natal já deveria ter judicializado esta companhia e seus gestores pelo o que estão fazendo com a malha viária da cidade. Um verdadeiro absurdo. E cassar a cessão dos direitos de administrar a água. O esgoto permanece sem nenhuma providencia do que foi feito nas Ruas e Avenidas para sua ligação ao sistema de saneamento. Aumento ZERO.

    1. Concordo demais que ja deveria ter judicializado. 99% das irregularidades no calçamento de Natal e Parnamirim, são buracos feitos pela CAERN. E se tiver asfalto novo e lisinho, então. No outro dia a CAERN está lá para cavar um buraco e deixar irregular.

  6. No Governo da Fátima Bezerra PT, o povo só vem tomando fumo. Tem que privatizar essa CAERN já. Só serve de cabide de emprego, fazer buracos nas ruas e fornecer água de péssima qualidade.

  7. Este é o grande motivo de não quererem privatizar a CAERN, altíssimos salários… e uma péssima gestão.

  8. Na minha opinião, água é muito barato. O maior bem que o ser humano tem custa quase nada, fazendo com que muitas mas muuuitas pessoas usem de forma completamente desregrada esse bem, eu sou sim a favor primeiro do uso consciente, como não deu certo, que aumente os preços.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Plano de saúde terá reajuste negativo pela primeira vez – e ele será de -8,19%

 

Foto: Reprodução

O reajuste dos planos de saúde individuais e familiares será negativo neste ano, de -8,19%. O percentual, que compreende o período de maio de 2021 a abril de 2022, foi aprovado em reunião realizada na tarde desta quinta-feira (8) pela diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Na prática, significa que as operadoras de saúde precisarão reduzir os valores das mensalidades dos planos de saúde. Caso não o façam, estarão em desacordo com a regulamentação. Os planos individuais e familiares correspondem a 18,9% dos contratos.

“O reajuste sendo negativo é um direito do consumidor. No caso de reajuste positivo, o direito é da operadora, e é facultado a ela aplicá-lo ou não”, disse Rogério Scarabel Barbosa, diretor da ANS que relatou a decisão.

A ANS define o percentual máximo de reajuste aplicado pelas operadoras nos planos individuais ou familiares, que são os vendidos diretamente para os consumidores. Os planos coletivos – como os disponibilizados pelas empresas a seus funcionários – têm a correção negociada entre as operadoras e as organizações.

Esta é a primeira vez que o percentual de reajuste é negativo, o que deve levar os planos de saúde a ficar mais baratos. Nos últimos 20 anos, o indicador sempre ficou no campo positivo. O menor reajuste foi de 5,42%, em 2000.

Em maio, o número de usuários de planos de assistência médica – considerando os individuais e coletivos – chegou a 48.137.767, o maior desde julho de 2016. Nos planos exclusivamente odontológicos, o número de usuários totalizou 27.681.068.

Para o período de maio de 2020 a abril de 2021, o índice estabelecido pela ANS foi de 8,14%. No entanto, por conta dos desdobramentos da pandemia de coronavírus, a agência decidiu suspender os reajustes dos planos de saúde no período de setembro a dezembro de 2020. As correções suspensas voltaram a ser aplicadas em janeiro de 2021, diluídas em 12 parcelas mensais de igual valor.

Como o reajuste foi calculado?

Durante a reunião, a gerente Econômico-Financeira e Atuarial da ANS, Daniele Rodrigues Campos, explicou que a metodologia de cálculo do reajuste leva em conta dois aspectos: a variação das despesas assistenciais das operadoras no ano anterior, com peso de 80%, e a variação das despesas administrativas, respondendo por 20%.

Segundo os cálculos da ANS, a variação das despesas assistenciais das operadoras em 2020 foi de -9,20%. A conta considerou a realidade de 412 operadoras, com mais de 7 milhões de usuários. Em 2019, a título de comparação, a variação havia sido de 11,91% e em 2018, de 11,08%.

A razão da redução no ano passado foi o impacto da pandemia de coronavírus sobre o setor. Em função da suspensão ou do adiamento de procedimentos médicos não emergenciais, além do isolamento social, dados coletados pela agência indicam que houve uma diminuição tanto da sinistralidade (acionamento do plano) quanto das despesas assistenciais.

A sinistralidade caiu de 82,4% em 2019 para 75,4% em 2020. Já as despesas assistenciais passaram de R$ 173 bilhões para R$ 166 bilhões na mesma base de comparação. Ao mesmo tempo, aumentou o número de pessoas cobertas, chegando a 47,7 milhões.

O cálculo da ANS havia sido encaminhado ao Ministério da Economia – que precisa aprovar o reajuste antes da sua divulgação – já no dia 18 de maio, mas apenas na última sexta-feira (2) a agência recebeu uma resposta de volta.

A decisão da ANS pelo percentual negativo em 2021 pode exigir um reajuste positivo “significativo” em 2022, avaliaram analistas do banco Credit Suisse. Porém, como o próximo será ano eleitoral, há dúvidas quanto a sua efetivação.

InfoMoney

Opinião dos leitores

  1. Vou explicar. Mensalidade sem reajuste ; reajuste definido pela ANS- 8,14% : Meses de suspensão- 8 meses. Agora vamos as contas. Um cidadão paga $600 de plano. Como vai ficar? 600 + 8,14%= 648,84. Aumento de $48,84. Aí vc multiplica esse valor aos 8 meses de suspensão de pagamento, ou seja, 48,84 X 8= 390,12; divide esse valor em 12 meses = $ 32,56. Agora faz e o total que vai ser pago, durante 12 meses, que vai ser igual a $681,40. Depois de 12 meses pago esse valor, certamente outro reajuste vai acontecer. Realmente ô veio bom da gota serena!! Leva ele para tua casa e fica por lá mesmo!!!

  2. Em compensacao o governo faz vista grossa para o abuso de aumento nos planos de adesão coletivas (que cobre a maior parte da população) é igual quer fazer com a reforma tributaria, tira dos pobres pra dar aos ricos.

  3. Hô Véio Bom da gota serena é o Presidente Bolsonaro, tamos tendo reajustes negativos.
    Se não fossem os governadores ambiciosos, os combustíveis estariam bem abaixo do que eram praticados dez anos atrás.

    1. Vc não tem noção do que está por vir, em relação a plano de saúde. O reajuste vai ser de torar!! Entenda melhor…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

CBTU comunica reajuste da tarifa nos sistemas de Natal, João Pessoa e Maceió; passagem passará para R$ 2,50 a partir de 03 de julho

Foto: Divulgação

COMUNICADO

A CBTU informa que irá realizar recomposição tarifária nos sistemas de João Pessoa, Maceió e Natal, e o valor da passagem passará para R$ 2,50 (dois reais e cinquenta centavos) em 03/07.

O reajuste estava previsto para Março deste ano, no entanto foi adiado para o mês de Julho, tendo em vista a maior vulnerabilidade das populações atendidas diante do impacto da Pandemia e a paralisação de atividades econômicas.

A Empresa deixa claro que fez e faz o possível para minorar o impacto para seus usuários, porém, como Empresa Pública Federal subvencionada pelo Tesouro Nacional, não seria possível deixar de ajustar suas tarifas após 2 anos da aprovação de seu último aumento, de forma a não repetir políticas passadas de congelamento tarifário, e que tanto oneraram os contribuintes e prejudicaram a qualidade dos serviços oferecidos, por terem sufocado financeiramente a Companhia e restringido sua capacidade de investimentos.

A CBTU reforça seu compromisso com as populações por ela atendidas, para garantir transporte onde é socialmente vital, mas buscando também um maior equilíbrio financeiro, com redução da subvenção recebida dos impostos federais, ao mesmo tempo em que procura viabilizar melhorias nos serviços prestados.

Gerência Técnica de Comunicação Institucional

CBTU Administração Central – Brasília

Opinião dos leitores

  1. Ihhhh… Lembro bem que antes de Bolsonaro e Paulo Guedes era R$ 0,50. A turma da carestia ta com tudo!

    1. Nao e possível, que nem andar de trem o pobre vai poder mais ? Luz subindo, gás subindo , gasolina subindo. Restava só o trem . Agora subiu também. O governo federal tá sendo bom pra quem mesmo ?

  2. Pobre idiota e pra levar burracha no lombo mesmo…acharam ruim.quando era 0,50 centavos? Tomemmmm Mitooo nem de Trem vai deixar eles andar mais..

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Secretário de Tributação diz que reajuste dado por governo Fátima é direito dos auditores

Em entrevista nessa segunda-feira (24) à 96 FM, o secretário de Tributação do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo Xavier, disse que o reajuste salarial anunciado pelo governo Fátima Bezerra é direito dos auditores fiscais. Ele também desmentiu os valores divulgados, que dão conta de um impacto de R$ 40 milhões nos cofres do Estado diante do reajuste de 12% anunciado pelo Governo do Estado à categoria no início desse mês.

“Dentro do processo havia dois impactos, a pessoa que publicou, não vou dizer aqui qual foi a intenção, que colocou nas redes sociais, pegou o impacto de outra projeção. O que tá lá, o que é de fato que foi publicado, o impacto é um terço daquilo que tá ali”, declarou o secretário, que é auditor fiscal de carreira.

E ainda completou:

“O fato é que é um direito deles, é um direito dos auditores, não foi a primeira vez que isso foi implantado, já foram implantadas duas vezes no governo anterior e é a política salarial que é adotada pelos fiscos de todo o País, inclusive aqui do Estado”.

Vale destacar que no dia 13 de maio último, a Diretoria de Despesa com Pessoal do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN) entrou com representação no órgão contra o reajuste de 12% do Governo do Estado aos auditores fiscais, que, segundo o próprio órgão, vai causar um impacto financeiro de R$ 40 milhões em três anos aos cofres públicos. A representação pediu que o Pleno do Tribunal determine ao Poder Executivo “a imediata abstenção de proceder qualquer pagamento com base na Resolução nº. 355/2021, de 07 de maio de 2021, que reajustou o valor da Unidade da Parcela Variável – UPV prevista no artigo 12-C, caput, da Lei Estadual nº. 6.038/1990, que passou a valer R$ 108,91 (cento e oito reais e noventa e um centavos), até a decisão meritória deste TCE/RN”.

Sobre a repercussão, o Governo do RN afirma que não está aplicando um reajuste aos auditores, mas se trata da “aplicação de uma legislação remuneratória”.

“De acordo com essa legislação, o valor da parcela variável deve ser atualizado anualmente caso haja o atingimento de metas de arrecadação e de fiscalização, o que foi devidamente apurado seguindo o disposto na Lei Complementar N° 484”, disse o Governo.

Com acréscimo da 96 FM e Grande Ponto

 

Opinião dos leitores

  1. Fátima segue dando aumento as categorias mais humildes do funcionalismo.
    Outra coisa: deixe de hipocrisia tecnicista Secretário porque se o salário de alguém sai de 1.600 para 2.000 houve aumento sim.
    Não venha querer passar vaselina no supositório alheio não porque você não lida com idiotas.

  2. OK, faltou ele dizer que ELE é auditor, então obviamente é completamente parcial ao opinar sobre o assunto. Tenha santa paciência…

  3. São acertos e acordos feitos no passado,assim como o Bolsonaro praticou com os militares. Nada mais justo.Acerto é acerto !!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Petrobras anuncia novo reajuste: 5% na gasolina e 5% no diesel

Foto: Sérgio Lima/Poder360

A Petrobras acaba de anunciar na manhã desta 2ª feira (1º.março.2021) novo reajuste de preços dos combustíveis. A gasolina sofrerá uma alta de R$ 0,1240 nas refinarias, o que equivale a 5%. Já o diesel teve acréscimo de R$ 0,1294, ou 5%.

O aumento de preços de combustíveis foi o pivô de uma troca no comando da Petrobras, anunciado pelo seu acionista majoritário, o governo federal. O presidente Jair Bolsonaro decidiu não renovar o contrato com o atual presidente da estatal, Roberto Castello Branco. Ocorre que o mandato de Castello Branco só termina em 20 de março de 2021 e até lá a empresa poderá continuar a aplicar sua atual política de alta nos preços.

Hoje a Petrobras considera o preços internacionais e a cotação do dólar, entre outros itens. O governo federal gostaria que a Petrobras considerasse uma espécie de média móvel desses indicadores ao longo de um período mais longo, de 10 ou 12 meses, e que desse mais previsibilidade aos aumentos dos combustíveis. Castello Branco se negou a fazer esse ajuste e não teve seu mandato renovado. Deve ser substituído no final deste mês pelo general Joaquim Silva e Luna. Até lá, novos reajustes podem ser adotados.

Bolsonaro ficou irritado com as decisões de Castello Branco e anunciou que zeraria por 2 meses todos os impostos federais que incidem sobre o óleo diese a partir de hoje (1º.mar). Ocorre que com os aumentos aplicados pela Petrobras, o efeito de menos impostos pode ser neutralizado pelos reajustes.

A preocupação do Palácio do Planalto é que os aumentos no diesel acabe precipitando um movimento de paralisação de caminhoneiros. Essa eventual greve tem sido sempre anunciada, por causa dos reajustes nos preços dos combustíveis.

RECEITA FEDERAL

A Receita Federal estuda saídas para compensar a desoneração do diesel e do gás de cozinha. O presidente Jair Bolsonaro decidiu zerar por 2 meses os impostos federais (PIS e Cofins) do combustível e eliminar permanentemente o tributo do botijão de gás. Os anúncios do chefe do Executivo buscam afagar os caminhoneiros e diminuir a insatisfação da categoria com os sucessivos reajustes no combustível –que também levaram à demissão do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.

Mas para abrir mão desses tributos (na casa de R$ 3 bilhões, só no caso do diesel), o governo precisa indicar outra fonte de arrecadação. Do contrário, será descumprida a Lei de Responsabilidade Fiscal.

As alternativas em análise pelo Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros incluem a extinção temporária de benefícios ao setor petroquímico e a imposição de um limite para a isenção de impostos para a compra de carros por pessoas com deficiência. A informação foi publicada antes no Drive, newsletter exclusiva para assinantes produzida pela equipe do Poder360.

O governo divulga nesta 2ª feira (1º.mar) as medidas compensatórias da receita necessária para zerar o imposto do diesel.

5ª ALTA DE 2021

A Petrobras já anunciou a alta dos preços de combustíveis 5 vezes em 2021. A última tinha sido em 18 de fevereiro, pouco antes da troca de comando ser anunciada pelo presidente Bolsonaro. Nas ocasiões, a estatal sempre frisou que o quanto do aumento é revertido para o bolso do consumidor não depende da Petrobras.

A empresa diz ter “influência limitada sobre os preços percebidos pelos consumidores finais. O preço da gasolina e do diesel vendidos na bomba do posto revendedor é diferente do valor cobrado nas refinarias da Petrobras“.

Segundo o IPCA-15, houve uma alta de 3,34% no valor pago pelo consumidor final dos combustíveis em fevereiro.

Poder 360

 

Opinião dos leitores

  1. Esses esquerdopatas loucos (desculpem a repetição) esqueceram que quem quase faliu a maior empresa do Brasil foi o PT, não por ter segurado os aumentos, mais por conta das compras superfaturadas e corrupção generalizada.
    Assim como conseguiram com que todas as grandes estatais dessem prejuízos como caixa econômica, banco do Brasil, Eletrobras, correios, BNDES (que teve que pegar empréstimos para não parar a corrupção) além de quase acabar com os fundos de pensão da Petrobrás e Correios.
    E vocês vem falar e aumento de combustível, estão de sacanagem.
    O Bolsonaro já tomou atitude em tirar da presidência da Petrobrás o Castello Branco ,mais um comunista que queria ver o país no fundo do poço .
    As mudanças vocês verão só a partir do dia 20, até lá esse comunista do Castelo Branco vai dar aumentos nos combustíveis, podem aguardar.

  2. Quando a Dilma era a Presidenta, qualquer folha que caia no chão era culpa dela, e os aumentos dos combustíveis dados pela Petrobras não era diferente. Aumentava o preço dos combustíveis, a culpa era de Dila.
    Agora que Bolsonaro é o Presidente e tanto criticava a Dilma, quando a Petrobras aumenta o preço dos Combustíveis a culpa é da Petrobras.
    O que mudou?
    "Faça o que digo, mas não faça o que faço", parece ser a máxima do atual governo e seus seguidores fanáticos, que pensam que todo mundo é cego ou alienado como eles.
    A política de preços adotada pela Petrobras depois da saída de Dilma foi mudada e atrelada ao dólar, ao mercado internacional. Além do fechamento de várias unidades, venda de várias outras, fazendo que nós dependêssemos mais ainda da importação.
    O Petróleo foi o principal motivo para o Golpe, e a entrega do seu patrimônio é um projeto, assim como a entrega de vários outros patrimônios nacionais que não dão prejuízo a nação.
    Até quando vamos permanecer parados e calados diante desse crime de LESA A PÁTRIA que está sendo cometido a olhos visto a luz do dia?
    Onde estão os verdadeiros Patriotas desse país?

    1. Bozo é mestre em terceirizar a culpa das coisas erradas de seu governo, não se importando se com isso queima antigos aliados. A lista é grande.

  3. O que motiva aumentos de 30% em 2 meses? Os brasileiros nao podem bancar os lucros do acionistas, nem os salarios milionarios dos gestores. PRIVATIZAÇÃO JÁ.

  4. A petrobrás nunca foi do brasileiro, desde sua criação. Isso é fato. Nunca distribuiu lucros em benefícios aos brasileiros

  5. Kkkkk
    Engraçado ler os comentários da gadolandia. Votam em um neoliberal de araque que coloca no ministério da economia uma neoliberal especulador e ficam com raivinha das políticas neoliberais. Kkkkkk
    Tda a política de preço da petrobras foi endossada por Guedes que é subordinado do genocida.
    Mas seGrita mummmmmm e faz arminha, talvez passe a raiva.

  6. Vamos prá rua, todos de verde e amarelo, caminhoneiros patriotas, parando tudo, O Messias vai no os ouvir!

  7. Enquanto isto o Banco Central mantém os juros negativos com a selic de 2% ( 4,5% Ipca-2% Selic= -2,5% de juros) está afugentando os dólares. É mais seguro e rentável depositar na Suiça ou Alemanha onde os juros ficam e 0%(zero porcento) do que pagar para emprestar para o governo brasileiro. Além dos juros negativos tem as taxas dos bancos e o Imposto de renda gerando uma perda monstruosa para os aplicadores. Este é motivo do dolar subir e como consequência a alta dos combustíveis e de toda economia aumentando a inflação. Leiam sobre isto no mises.org.br

  8. Volta Temer. kkkk a culpa é sempre dos outros. Quando em campanha, criticava essa política. Eis a bravata no que deu.

  9. O governo do PT segurava os preços p agradar o gado dele, enquanto a empresa se afogava no prejuízo. Acabou a mamata, com o gado ou com os petralhas a empresa só vende com lucro e alinhada aos preços internacionais.

  10. Os fdp antes de saírem do comando da Petrobras irão reajustar os preços com força para ganhar o bônus pela metas de lucro .
    Bandidos dentro da Petrobras , o tal do Castelo Branco deve ser o pior .

  11. Até quando vai predominar essa esculhambação , essa verdadeira afronta a sociedade brasileira que não aguenta mais tanto aumento de preços, qual a justificativa para essa cachorrada nessa política de preços de combustíveis, será que a Petrobrás está querendo detonar o país com esses abusos, tá na hora do povo brasileiro dar uma basta a essa putaria dessa empresa, país de merda de canalhas que submetem o povo a todo tipo de sacanagem. Tá na hora de parar o país , se ninguém comprar essa porra dê combustíveis esse filhos da puta baixam o preço, isso é uma verdadeira vergonha, indignação e revolta com esse absurdo.

  12. João Soares, o intuito é só um, derrubar o governo de Bolsonaro, só que quem se lasca somos nós, que não temos nada a haver com a guerra política.

    1. Pois é, é a politica de preço adotado atrelado ao dolar e ao barril, mas desse jeito só tá beneficiando os acionistas. Tem que repensar esse modelo ou isso aqui vai explodir, semelhante a um barril, de pólvora.

  13. Uma palhaçada isso que a Petrobras está fazendo com os brasileiros. Que o governo privatise logo.

    1. Você acha que quem comprar a Petrobras, vai baixar o preço do combustível?
      Você acha que nos EUA, a gasolina é barata porque a Chevron ou a Shell vendem mais barato que no Brasil?
      Saiba que o baixo custo do combustível nos EUA é porque a taxa média lá (impostos) é de 7%. Por isso o preço mais baixo.
      Se essas empresas comprarem a Petrobras e os impostos mantiverem o patamar de hoje, pode aguardar a gasolina por 9,00 a curto prazo.
      Empresa privada não quer saber se você não pode manter seu carto, ela quer mesmo é lucrar.
      Esses aumentos são em virtude da política de preços que o PT implementou no governo Dilma e Bolsonaro quer persistir no erro.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Petrobras aumenta gasolina em 8,2% e diesel em 6,2%; gás de cozinha sobe 5,1%

Foto: Sérgio Moraes/Reuters (09.Mar.2020)

A Petrobras anunciou que a partir da meia-noite de terça-feira (9) haverá aumento nos preços dos três principais combustíveis vendidos pela companhia: gasolina, diesel e gás de cozinha. É o primeiro aumento após a reunião entre o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, e o presidente Jair Bolsonaro na sexta-feira em Brasília.

Segundo a estatal, o litro da gasolina vendido nas refinarias aumentará R$ 0,17, o que levará o valor médio para R$ 2,25 por litro. Esse reajuste equivale a um aumento médio de 8,2%. No caso do diesel, o aumento será de R$ 0,13, para R$ 2,24 por litro. Nesse caso, o valor equivale à alta de 6,2%. O gás de cozinha também será reajustado, com aumento de R$ 0,14 por quilo, para R$ 2,77 – reajuste de 5,1%.

O reajuste acontece após a divulgação de dois comunicados sobre a política de preços da companhia no fim de semana. Na sexta-feira à noite, a empresa informou que a janela para verificação do alinhamento dos preços domésticos ao mercado internacional passou de trimestral para anual. A informação pegou o mercado financeiro de surpresa, principalmente porque a companhia informou que esse novo prazo vale desde junho do ano passado.

No domingo à noite, a empresa divulgou outro comunicado em que reafirma que a política de preços não foi alterada. “A manutenção da periodicidade de aferição da aderência entre o preço realizado e o preço internacional, adotada desde junho de 2020 e confirmada em janeiro de 2021, foi comunicada equivocadamente pela imprensa como alteração da política comercial da companhia”, informou a companhia.

Nesta segunda-feira, ao divulgar o novo aumento de preços, a estatal informa que os valores praticados “têm como referência os preços de paridade de importação e, dessa maneira, acompanham as variações do valor dos produtos no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo”.

No comunicado divulgado nesta manhã, a estatal reforça o discurso defendido na sexta-feira no Palácio do Planalto de que “os valores praticados nas refinarias pela Petrobras são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo”. “Até chegar ao consumidor, são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, no caso da gasolina e do diesel, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores de combustíveis”, cita a nota.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

    1. É né? Mas o ICMS daqui ainda é menor que nos estados vizinhos. E aí, como se explica a mágica?

  1. TA PASSANDO DA HORA DO POVO PRESSIONAR A DESGOVERNADORA PRA BAIXAR O ICMS.
    TEM QUE COBRAR UMA ALÍQUOTA JUSTA.
    sem essa de ser em cima do preço das bombas.
    Se não for assim, não baixa nunca.
    Quanto mais caro mais o governo Arrecada.
    Tem que precionar.
    Cadê que ela quer cobrar pelo preço de quando a gasolina custava 4.00 reais???
    Pra esses abutres, é melhor quando passar a custar 10.00 reais.
    Na Paraíba a cobrança do ICMS Não é assim como no RN.
    Por isso lá a gasolina é mais barato.
    Essa desgovernadora vai é lançar o PMPF ainda essa senana pra subir mais ainda.
    Vcs vão vê.

    1. O ICMS não tem nada a ver. A Petrobras aumenta os preços dos combustíveis para agradar seus acionistas, principalmente os bancos. Deixa de ser lerdo!

    2. É isso aí.
      Tem que baixar a pauta urgente.
      É por isso que bate record de arrecadação todo mês.
      O impressionante é que o dinheiro nunca é suficiente, a prova e que passados 02 anos, essa governador não vez absolutamente nada.
      Nem com uma lupa se enxerga alguma coisa desse governo petista.
      Parabéns Lopes.

  2. Hô Véio arroxado do cunhão rôxo é Bolsonaro, o Véio vai botar freio no ICMS dos governadores que se recusam baixar. Aí teremos combustíveis com preços justos, já começou a choradeira do Dóriana.

    1. Rapaz esse Calígula é tá mesmo só capitão cloroquina, deve ser um cabo veio panderista, que não foi a sargento pq n sabia fazer o trinado do pandeiro.

  3. Eita, mais um aumento pra conta de Fátima, que irá afetar todo o Brasil…puxa Fatão…faz isso não…cuidado pra não aumentar o gás e sua equipe econômica ta vacilando com as altas do dolar, assim você me quebra, ainda tenho guardado meu sonho de ir a Disney…tiramos a Dilma pra isso.

  4. Eita…
    Bota pra lascar véio duro.
    Os bolsonaristas têm bala na agulha. Quem não aguentar que vá morar nos EUA.

    1. Só depois que vocês deixarem de reclamar e forem morar nas democracias de Cuba e Venezuela.
      Cada um escolhe seu regime de governo, fico com os atrasados, retógrados e ultrapassados regimes capitalistas e opressor da Europa e EUA. Mas não invejo vocês que gostam do moderno, democrático e igualitário regime de Cuba, Venezuela e Coréia do Norte.

    2. Lá ta mais caro é dólar.
      No seu governo petista era mais caro ainda, custava um dólar e meio aqui no Brasil.
      Faça a conversão.

  5. Essa política de preços da Petrobrás é criminosa. A sociedade precisa dá uma resposta a esse abuso.

    1. Concordo! A solução é todos pararem de usar o carro, tem que ser a população em geral, a grande massa consumidora do combustível, se parar força a queda, pois gasolina não pode ficar muito tempo estocada nos tanques que apodrece. Daí obrigasse a redução do preço.

  6. O importante pro governo é que a Petrobras mantém o lucro. Pensar na realidade dos brasileiros é coisa de alienado.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Petrobras anuncia reajuste de 5% na gasolina e de 4,4% no diesel

Foto: Antônio Cunha/CB/D.A. Press

Depois da disparada de 8% em 18 de janeiro, a gasolina terá novo aumento. A Petrobras anunciou, nesta terça-feira (26/1), mais um reajuste, desta vez de 5%. Com isso, o combustível acumula alta de 13,4% em 2021. O diesel também será reajustado em 4,4%. Os novos valores passam a vigorar a partir desta quarta-feira (27). Vale ressaltar que a nova política da Petrobras, inaugurada este ano, é não revelar os percentuais de aumento, apenas os novos preços praticados nas suas refinarias. A companhia tampouco informa espontaneamente os reajustes, apenas responde quando procurada, o que a reportagem do Correio faz diariamente.

Segundo a estatal, “o preço médio de gasolina da Petrobras para as distribuidoras passa a ser de R$ 2,08 por litro, refletindo um aumento médio de R$ 0,10 por litro”. Ao fim de 2020, o valor da gasolina era de R$ 1,83. “O preço médio do diesel, por sua vez, passará a ser de R$ 2,12 por litro, refletindo uma aumento médio de R$ 0,09 por litro”, informou.

A empresa explicou que “os preços praticados têm como referência os preços de paridade de importação e, dessa maneira, acompanham as variações do valor do produto no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo”.

“Importante ressaltar também que os preços da gasolina e do diesel vendidos na bomba dos postos revendedores é diferente do valor cobrado nas refinarias pela Petrobras. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, além das margens brutas das companhias distribuidoras e dos próprios postos revendedores de combustíveis”, acrescentou, como faz em todas as notas de reajuste.

Novidade

A novidade agora é que a Petrobras divulga dados do Global Petrol Prices, um site segundo o qual, em 18 de janeiro (portanto antes dos dois aumentos promovidos este ano), “o preço médio ao consumidor de gasolina no Brasil era o 56º mais barato dentre 166 pesquisados, estando 17,8% abaixo da média de US$ 1,05 por litro”. “Já o preço médio de diesel ao consumidor no Brasil era o 42º mais barato dentre 165 pesquisados, estando 26,7% abaixo da média de US$ 0,95 por litro”.

Correio Braziliense

Opinião dos leitores

  1. E rezem para não estourar uma guerra no Golfo Pérsico, ou os EUA não se engalfinharem com a China, porque daí a gasosa vai pra vinte reais.

  2. Tão gostando pobres de dEreita???? Mugi q passa!!! "Mito!!!" "Mito!!!" "Mito!!!"…….Dai pra pior!!!

  3. Parabéns presidente e a todos os seus eleitores. Gasolina cará! Governozinho medíocre.
    Se votou em Bolsonaro e sua corja, sejam bem vindos, há espaço e a vira é necessária.
    Governo em eficácia.
    MOURÃO VEM AÍ!

  4. Tudo bem, sabemos que a maioria dos bolsonaristas não têm compromisso com a verdade, até pq o próprio não tem. Sempre que aumenta os combustíveis é a Petrobrás que anuncia, então nem precisa ter mais fe dois neurônios pra saber o que é verdade e o que é mentira sobre o aumento dos preços. Mas tem outra coisa, os empresários donos de postos do RN nunca conseguiram explicar pq temos o maior preço da gasalina se a aliquota de ICMS do RN, PB, CE e PE são as mesmas.
    E a aliquota de ICMS sobre o álcool do RN e da PB, são ainda menores que do CE e PE, porém ainda sim, nosso combustível é mais caro que nossos vizinhos.
    O imposto é alto? sim.
    Mas se a alíquota é a mesma praticada pelos 4 Estados, pq pagamos tão mais caro que nossos vizinhos, e em Natal principalmente?

    1. Segundo escutei ontem em uma determinada radio o percentual do ICMS cobrado na PB e demais estados é de 27% enquanto que no RN é de 43%.

    2. Desde que Temer assumiu, o preço da gasolina tem variado de acordo com dois parâmetros BRENT e DÓLAR. Não tem uma petroleira no Mundo que atrele o seus contratos à moeda americana (para o bem e para o mal). São muitos contratos amarrados à divisa. Seria fácil mandar segurar o preço, para fazer populismo, e quebrar a empresa, como foi feito (um embutido da JBS para quem dar nome as bois), cuja irresponsabilidade ainda está sendo paga.. O que comprometeu até quem pegou seu FGTS para comprar ações. Venezuela chegou a vender gasolina praticamente de graça, dando para encher vários tanques por centavos (de real mesmo). Nem precisa dizer o que aconteceu com a PDVSA por causa disso. Quer gasolina barata? Que o Congresso passe reformas que faça daqui um bom lugar para se investir (se enche de dólar, que fica mais barato, e por consequência tudo o que for atrelado à moeda, por enquanto, é uma bomba) e que se tenha um governo que saiba viver dentro do que arrecada, para não viver de pires na mão, para depois pagar juros.

    3. Antônio, o ICMS sobre gasolina no RN é 28% e não 43%, juntando todos os tributos(Federal e Estadual ) + frete e algo mais, chega-se acima de 50% do valor.

    4. Santos você tem escutado demais os discursos de seus líderes e acha que todo mundo mente como vocês, que acreditam na própria mentira.
      Como bom esquerdista você mais uma vez, de novo, como sempre, inverte os papeis. Quem mente e repete a mentira até se convencer, é a esquerda.

    5. Isso é verdade. Sou de Recife mais moro aqui em Natal. A gasolina de João Pessoa é Recife é bem mais barata que aqui. Recentemente fui a Recife e a diferença do preço daqui pra quando abasteci era de uns 35 centavos.

    6. Sobre a politica de preços da Petrobrás é ponto pacífico e já está mais do que claro, o que não é explicado pelos empresários donos de postos do RN é pq nosso combustível é mais caro do que nos nossos vizinhos se as aliquotas são as mesmas? Enquanto uns jogão culpa no governo federal e os outros no estadual, os donos de postos de Natal ficam em silêncio adorando a briga.

  5. Aí….pra vcs que dizem que nada sobe nesse desgoverno do Bozo….
    Bota pá torar Paulo Guedes….kkkkkkkkkkk

  6. Nos temos a pior gasolina do mundo, mas a mais cara. É muito bom isso tudo! Vamo boiada, mugir feliz rumo ao abatedouro!

  7. Arroxa Fatão…. lembrando q oq foi aumentado anteriormente, foi o imposto estadual! VIVA! Quero q chegue a 10 reais kkkkkkk

    1. Tem gente no mundo a lua!!! A gasolina saiu de 4 para 5,19 com reajuste da Petrobras, mas foi o estado que aumento. Preciso de mais paciência para ler aqui!!!

  8. Uma pouca VERGONHA! Até quando o pobre brasileiro vai ficar vendo esse descalabro de mãos pro alto.

    1. Fatão baixar o icms dos combustíveis a gasolina vai a 3,90. Bora fatão, cuida!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Aposentadorias terão reajuste de 5,45% e teto do INSS chega a R$ 6.433

Foto: Carl de Souza/AFP

Aposentados e pensionistas doInstituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ganham acima do salário mínimo devem ter reajuste de 5,45% em seus benefícios em 2020. O porcentual aplicado é a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), divulgado nesta terça-feira, 12, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Sendo assim, o teto da Previdência Social deve subir de 6.101,06 reais para 6.433,57 reais em 2021. Esse valor passa a ser referência para calcular o descontos nos salários dos trabalhadores com carteira assinada.

O índice de reajuste ficou acima do índice de aumento do salário mínimo, de 5,36%, de acordo com medida provisória publicada pelo presidente Jair Bolsonaro. Segundo o Ministério da Economia, caso o índice usado para a correção do mínimo ficasse acima da estimativa, como ocorreu em 2020, o mínimo poderia ser revisto. Caso o governo corrija o salário mínimo pelo INPC, o piso nacional pode subir 2 reais, de 1.100 reais para 1.102 reais. De acordo com estimativas da pasta, cada 1 real de reajuste no mínimo gera um impacto de 531 milhões de reais nos cofres do governo.

No caso dos aposentados que recebem mais que o piso, é necessário que a Secretaria de Previdência publique uma portaria para oficializar o reajuste dos benefícios no Diário Oficial da União. Porém, o segurado já pode estimar de quanto será seu benefício na folha salarial de janeiro. Para isso, o aposentado que recebe mais que o mínimo pode aplicar o índice de inflação em seu salário, somando a alta de 5,45% ou multiplicando por 1.0545.

Por exemplo, um segurado que recebeu aposentadoria de 2.000 reais em 2020 passará a ganhar 2.109 reais neste ano (2.000 x 1.0545). Lembrando que o benefício de janeiro será depositado entre os dias 1º e 5 de fevereiro. A ordem dos depósitos segue o número final do cartão de benefício, sem o dígito.

Tabelas de contribuição serão atualizadas

A alta do teto do INSS também reajusta a tabela de contribuição de segurados que estão na ativa para a Previdência. As faixas serão reajustadas em 5,45%, sendo que as contribuições, relativas aos salários de janeiro, deverão ser recolhidas apenas em fevereiro, uma vez que, em janeiro, os segurados pagam a contribuição referente ao mês anterior.

A reforma da Previdência, que entrou em vigor em novembro de 2019, prevê uma nova tabela para o INSS, com percentuais variam de 7,5% a 14%, e são progressivos, como no Imposto de Renda. A atualização da tabela deve ser divulgada junto ao novo valor do teto

Veja

Opinião dos leitores

  1. Está precisando que alguém tome as providências sobre as pessoas estão esperando o auxilio doença… na fila aguardando desde de novembro de 2020 um perito verificar o pedido.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Reajuste da Potigás e alto preço registrado no leilão da ANP para o biodiesel devem elevar preços do GNV e do diesel nas bombas do RN

Nos últimos dias de outubro, dois fatos ligados ao mercado de combustíveis sinalizam que, em breve, o consumidor potiguar deve ser impactado com aumentos de preços de dois produtos de grande procura nos postos: o GNV (Gás Natural Veicular) e o Diesel (que, entre outras coisas, abastece os caminhões, responsáveis por 70% da matriz de transportes do país).

Primeiro foi a vez do leilão de biodiesel, realizado pela Agência Nacional de Petróleo na penúltima semana do mês. Nele, o litro do biodiesel (retirado da soja e que é obrigatoriamente misturado ao diesel comercializado no país, na razão de 11% do volume total) foi cotado a R$ 5,5806. O valor representa uma alta de 105,7% sobre o preço praticado no leilão de maio.

O principal motivador do reajuste foi a tentativa de estimular os produtores de soja a apostar no biodiesel mesmo diante da forte alta da cotação do grão no mercado internacional.

Segundo cálculos da própria ANP, o novo preço do biodiesel, quando começar a ser praticado (o que deve ocorrer nos próximos dias), irá representar uma majoração de quase R$ 0,36 por litro de diesel nas bombas (lembrando que cada litro de diesel puro recebe 11% de biodiesel, obrigatoriamente, por Lei).

Outro movimento recente que deve ser sentido em breve pelos consumidores nas bombas é o aumento de R$ 0,3587 por metro cúbico de GNV feito pela Potigás (distribuidora de gás do RN) na semana passada. O valor representa uma alta de quase 16,5% no preço praticado pela empresa distribuidora junto às revendas. Com isso, o preço médio do metro cúbico de GNV nas bombas do RN, que hoje varia de R$ 3,21 a R$ 3,29 poderá se aproximar dos R$ 3,60.

Opinião dos leitores

  1. Absurdo esse reajuste do GNV, q é queimado a torto e a direito nas labaredas por aí a fora.
    Deveria chegar R$ 1,50 /m3 pra tentar estimular o desenvolvimento.

    1. No início do real, salvo engano o dolar era menos de R$0,80.
      O posto Ipiranga e seu acéfalo está cuidando de transformar o Brasil, num país do plano cruzado de José Sarney.

  2. Saudade de Lula e Dilma.
    Dólar 1,80
    Gasolina 2,80
    Gás 40,00
    Desemprego na mínima histórica.
    Todo mundo ganhava dinheiro, não só os empresários como é atualmente.

    1. Kkkkkk perau meu patrão. Só os empresários não ganhava dinheiro? Eles era o q mais ganhavam e o Lula e os ricos desse país TB. Votei em lula contra serra, mas fechar os olhos pra o erro aí vc se torna igual a ele. Na verdade, estamos lascados pq quem merece lula, Dilma, temer e Bolsonaro ?

    2. Jailson, percebeu a dificuldade de Jr e Ju entender o que vc escreveu?
      Na vdd, não entenderam nada.
      Jesus!
      kkkkkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Petrobras aprova reajuste de 4% na gasolina, e de 5% no diesel

Foto: © Fernando Frazão/Agência Brasil

A Petrobras aprovou nesta sexta-feira (09) um reajuste médio de 4% no preço da gasolina em suas refinarias, o que equivale a R$ 0,07 por litro. O aumento vale a partir de amanhã (10).

Também será reajustado o diesel vendido pela Petrobras. O combustível ficará 5% mais caro, o que equivale a 0,08 centavos.

Com o reajuste, o litro da gasolina passará a custar R$ 1,82 nas refinarias, enquanto o diesel, R$ 1,76. Após ser vendido pela Petrobras aos distribuidores, o combustível aumenta de preço até chegar ao consumidor final devido a imposto estaduais e federais, custos de distribuição e revenda e adição de biocombustível.

O preço praticado pela Petrobras em suas refinarias correspondeu, entre julho e agosto, a 30% do preço final da gasolina e a 49% do preço final do diesel vendidos nos postos de combustíveis.

Ao divulgar os reajustes, a Petrobras informou que, ao longo do ano, os preços dos dois combustíveis acumulam queda. No caso da gasolina, o preço está 5,3% mais baixo que o de janeiro. Já o diesel vendido nas refinarias está 24,3% mais barato que no início do ano.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Ôôô véi duro e bom!!
    Um litro de gasolina é barato demais, em uma moto da pra atravessar Natal de norte a sul de leste a oeste.
    Caro e uma cerveja de 600ml que o caba toma e mija.
    O interessante é que ninguém reclama.
    Portanto, pode continuar subindo, quem não pode andar de carro ou de moto, ande a pé.
    Simples assim.

    1. Esse é gado chifrudo, burro e babão
      Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuiuuuuuuuuuuuuu, é BOI

  2. Se vcs fossem só um pouquinho mais inteligentes, saberiam que quem determina o preço dos combustíveis é a Petrobrás baseada pelo valor do barril de petróleo no mercado internacional.

    1. E o dólar só vem aumentando devido a esse total desgoverno incompetente.

  3. Olhaí!!! Estamos voltando pra década de 80 e início de 90, onde a hiperinflação consumia o mísero salário dia a dia. Aumentos de preços dos itens básicos da nossa alimentação são absurdos, combustíveis na mesma tocada… País desgovernado!!!

  4. Pode aumentar 20% que eu ñ estou nem ai. Com o dinheiro do auxilio emergencial que meu MITO me deu, aproveitei e comprei um JUMENTO que faz 60 km com um Kilo de milho. Ôoooo Véi maravilhoso……………

    1. Kkkkkk KD os cabeças que ficam só olhando! Podem nem reclamar né.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Lagoa Salgada – distante pouco mais de 50 km de Natal: vereadores aumentam salários do prefeito(R$ 19.500), vice(R$ 9.500) e secretários(R$ 4 mil) para o próximo mandato

(Íntegra da publicação AQUI)

Em tempos de pandemia e calamidade pública, conforme documento em destaque, o prefeito do município de Lagoa Salgada, distante 52 km de Natal, Osivan Sávio Nascimento Queiroz sancionou, no dia 08 de junho o aumento dos salários de Prefeito, vice e secretários municipais para a legislatura 2021/2024.

Abaixo a descrição do documento publicada no Diário Oficial  da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn):

O Prefeito Municipal de Lagoa Salgada/RN faz saber que a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Lagoa Salgada/RN propôs, deliberou e aprovou, e ele sancionou a seguinte Lei:

Art. 1º – O subsídio mensal do Prefeito Municipal, referente à legislatura 2021/2024, será de 19.000,00 (dezenove mil reais).

Art. 2º – O subsídio mensal do Vice-Prefeito Municipal, referente à legislatura 2021/2024, será de R$ 9.500,00 (nove mil e quinhentos reais).

Art. 3º – O subsídio mensal dos Secretários Municipais, para a Legislatura 2021 a 2024, será de R$ 4.000,00 (quatro mil reais).

Art. 4º – Quando os Agentes Políticos discriminados nesta lei for servidor municipal lotado em cargo efetivo da Prefeitura, deverá fazer a opção pelo vencimento do cargo ou pelo subsídio.

Art. 5º – Os Agentes Políticos dispostos nesta Lei farão jus ao décimo terceiro salário.

Art. 6º – Os efeitos práticos desta Lei serão implementados a partir de 1º de janeiro de 2022, em observância ao que estabelece o art. 8º da Lei Complementar nº 173/2020.

Art. 7º – Esta Lei entra em vigor a partir da sua publicação, revogando-se as disposições legais em sentido contrário.

 

Opinião dos leitores

  1. Ninguém houve mais falar da pec 188 -2019 que reduziria o número de cidades/municípios com menos de 5.000,00 habitantes,mesmo assim se essa pec 188 tivesse sido promulgada e implementada esse município/cidade de Lagoa Salgada ainda escaparia da extinção,pois tem tem mais de 7.000 habitantes,é preciso aumentar o número minimo de habitantes na pec 188-2019 como está prevista nela(pec)de 5.000 habitantes para no mínimo de 20.000 habitantes para existência e funcionamento como um município/cidade com autonomia política e administrativa.

  2. Estamos enfrentando uma pandemia, muita gente desempregada e outros totalmente falidos, e os políticos preocupados com seus vencimentos, pagos pelo povo por meio de impostos. Deviam estar preocupados em projetos, planos para minorar a falência do povo. Campanha para menos municípios, vereadores e assessores.

  3. Não sei se é inconstitucional, mas totalmente imoral, com certeza. Cidade de pouco mais de 7 mil habitantes, arrecadação dependendo de fundos de participação, e pífia, aí vem um salário equivalente a prefeitos de grandes metrópoles. Quero ver as providências que serão adotadas.

  4. Totalmente inconstitucional e imoral! Vamos, Ministério Público – MPRN – rápido que o TJRN derruba ainda esse mês.

    1. Mais a Globo Paulo Guedes e mídia em geral só critica e humilha o servidor público como se fossemos culpados pela mazela da humanidade Banqueiros políticos etc…Altos salários sem fazer Nada. É o Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

CCJ aprova reajuste para professores e especialistas em Educação do RN

Foto: João Gilberto

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou, na tarde desta terça-feira (26), a admissibilidade da proposta que prevê o reajuste salarial a professores e especialistas da Educação do estado. A proposta tramitou na comissão e foi aprovada com votação unânime.

Relatada pelo deputado Francisco do PT, a matéria foi discutida por parlamentares, Poder Executivo e pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinte) antes mesmo do encaminhamento da proposta do Executivo ao Poder Legislativo. Segundo o relator, a matéria foi um consenso e será de grande importância para os profissionais da área.

“Cumpre esclarecer que, enquanto membro da comissão de Educação, nós e outros parlamentares acompanhamos todas as tratativas entre governo e servidores. Diante de todas as condições financeiras, chegou-se a um acordo para a forma de pagamento, dentro da realidade financeira do estado e respeitando a proporcionalidade entre a carga horária e os vencimentos. Por isso, opino pela admissibilidade”, disse Francisco do PT. Os deputados George Soares (PL), Coronel Azevedo (PSC), Cristiane Dantas (Solidariedade), Raimundo Fernandes (PSDB) e o deputado presidente da comissão, Kleber Rodrigues (PL), foram favoráveis ao parecer.

Pela proposta, o reajuste será de 12,84% aos salários básicos dos professores e especialistas da Educação que atuam na rede pública estadual. Os valores pagos, caso a matéria seja aprovada em plenário, serão retroativos a 1º de janeiro de 2020 e contemplarão servidores ativos, aposentados e os pensionistas.

Para efetuar o pagamento, o Governo fará reajuste em três parcelas, sendo 3% em junho, 3% em outubro e 6,363% em dezembro, chegando ao valor acumulando 12,84%. Já o valor retroativo será pago em 11 parcelas em 2021, sendo 40% em seis parcelas iguais, entre fevereiro a julho, e os 60% restantes serão pagos em cinco parcelas iguais nos meses de agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro. A forma de pagamento também foi acordada entre Executivo e professores.

Agora, a matéria segue o fluxo de tramitação entre as comissões técnicas e, após todos os pareceres, irá à votação pelos deputados estaduais, que seguem com a realização das sessões ordinárias e demais atividades legislativas de maneira remota.

ALRN

Opinião dos leitores

  1. Certamente a Governadora está pensando e agido conforme o velho ditado popular que diz: BARCO PERDIDO, BEM CARREGADO. Sem dúvida o estado, sob a (des) administração petista mudará um pouco eu nome. Será Rio Pobre do Norte.

  2. Pelo amor de Deus !!!!! Fátima pqp!!!! como é que o Estado, que tem uma dívida de curto prazo de 2 BILHÕES, e no meio de uma pandemia, com o trabalhadores sem empregos ou com salários reduzidos, ainda encontra espaço fiscal para conceder aumento a funcionário público.

    1. Que tamanho de picaretagem, além de divide em três joga os REAJUSTOS para 11(onze) parcelas , veja que a GOVERNADORA optou pela desigualdade SOCIAL e injustiça SOCIAL, em relação os outros aumentos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro obtém apoio de governadores para impedir reajuste salarial de servidores

Foto: Marcos Correa / Presidência da República

Em uma reunião marcada pelo tom conciliador, o presidente Jair Bolsonaro recebeu apoio de governadores para vetar, no projeto de socorro a estados e municípios, o trecho que autoriza reajustes para servidores públicos. A medida de ajuste foi incluída no texto original sugerido pelo governo, mas desidratada no Congresso. Bolsonaro afirmou que sancionará a lei, com o veto, o mais breve possível. Com isso, o funcionalismo de União, estados e municípios terão os salários congelados até 2021. Bolsonaro afirmou que o congelamento de salários é o remédio menos amargo.

A fala do presidente foi apoiada pelos gestores locais, que participaram por videoconferência. Todos os 27 administradores estavam presentes.

Em nome da maioria, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), disse que os gestores apoiam o veto à possibilidade de aumento para servidores.

— A maioria dos governadores entende importante vetar esse aumento para os servidores. Nós todos também estamos dando uma cota de sacrifício. É um momento ímpar da história do nosso país — disse ele.

Com O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Estou no silêncio, como me foi recomendado…..kkkkk, mais o Sr. Danilo Fagundes foi na moeda, parabéns.

  2. Tapinha nas costas dos servidores da saúde e salários defasados por mais 1 ano e meio. Isso é o que ganha o servidor que esta na linha de frente do covid. #votenulo

    1. Isso é uma perseguição meu Deus. Pois saiba que o meu caiu 40% evtenho amigos donos de pequenos empreendimentos que caiu 90%. E não me venha com a manjada conversa de “faça concurso” que não cola não.

  3. Gostei do Bozo , votei nele e me arrependo . Bolinha baixa , igual a futebol de salão , cordial , educado . O que terá acontecido ? Terá sido chá de camomila? ) não confundi com cloroquina) . O Bozo sentiu o golpe , sabe que na passada que ia estava com os dias contados . O novo modelo será permanente ? Acho precoce é imprevisível determinar . O Bozo é um ser esquisito , em menos de nada ele muda . Mas já foi um primeiro passo . Concordo que ainda pequeno , mas importante .

    1. Ei Ricardo, está cansado não de ficar dando Crtl C e Crtl V nesses seus comentários? Já está ficando feio, feio não, ridículo. Isso se não for um robô de esquerda replicando mensagens repetidas a todo momento!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Bolsonaro diz que vai vetar trecho da ajuda aos estados que libera reajuste salarial para servidores: “Sigo a cartilha do Paulo Guedes”

Foto: Reprodução/Globo News

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (7) que vai vetar o trecho do projeto de ajuda aos estados que abre a possibilidade de reajuste salarial para categorias de servidores públicos, mesmo em meio à pandemia do coronavírus.

A versão inicial do projeto previa que a ajuda financeira da União a estados e municípios tinha, entre as contrapartidas, o congelamento nos salários dos servidores. Durante a tramitação no Congresso, parlamentares incluíram no texto categorias que poderiam ter o reajuste. O projeto foi aprovado nesta quarta (6).

Antes de Bolsonaro afirmar que vai vetar o trecho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, já havia dito que sugeriria o veto.

“O que nós decidimos? Eu sigo a cartilha de Paulo Guedes na economia. E não é de maneira cega, não. É de maneira consciente e com razão. E se ele acha que deve ser vetado, esse dispositivo, assim será feito. Nós devemos salvar a economia, porque economia é vida”, disse Bolsonaro.

Guedes defendeu que o funcionalismo público fique sem aumento salarial até dezembro de 2021. Para o ministro, a medida vai ajudar o país a atravessar a crise gerada pela pandemia do coronavírus.

“Eu estou sugerindo ao presidente da República que vete, que permita que essa contribuição do funcionalismo público seja dada, para o bem de todos nós”, afirmou Guedes.

O presidente e o ministro falaram com a imprensa após uma visita surpresa ao Supremo Tribunal Federal (STF). Eles levaram empresários da indústria para uma conversa com o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli.

Na conversa, Bolsonaro, Guedes e os empresários expuseram a opinião de que medidas de isolamento social e restrição de mobilidade, para conter o avanço do coronavírus, não podem paralisar a economia. Desde que o vírus chegou ao país, Bolsonaro vem defendendo o relaxamento das medidas restritivas, tomadas por governadores e prefeitos.

Com G1

 

Opinião dos leitores

  1. Se o cara libera pau nele está criando dividas, se veta é arrocho de tudo quanto é jeito.
    Para esses comentários sem fundamentos é só postar "odeio Bolsonaro."

  2. Pois é… Passada a pandemia vem arrocho de tudo que é jeito. Aumento de impostos, congelamento do salário mínimo, aumento dos juros… Vai faltar apenas confiscar o saldo das contas correntes e poupança, como fez Zélia Cardoso. Tá igualzinho, muito parecido… Sei no que isso vai acabar:
    Num goipi, seja lá de que tipo…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Em greve, trabalhadores da educação da Rede Estadual promovem Ato Público nesta quarta pelo reajuste do Piso, em frente à sede da Governadoria

Foto: Sinte-RN

Os trabalhadores e trabalhadoras em Educação da Rede Estadual de Ensino vão realizar um Ato Público em prol da aplicação imediata do reajuste do Piso Salarial 2020. A realização da atividade foi deliberada pela categoria durante Assembleia de avaliação e organização da greve, que chegou ao quinto dia nessa segunda-feira, 09 de março.

Mesmo em seus primeiros dias, a paralisação na Rede Estadual de Ensino já registra ampla adesão de professores/as e funcionários/as, tanto na Capital como em municípios do RN. Nesse sentido, com o intuito de obter uma adesão ainda maior, bem como para esclarecer à comunidade escolar sobre a realização e motivação da greve, comissões formadas por docentes e representantes do SINTE/RN têm visitado escolas em Natal. Nessas visitas, o Sindicato vem informando aos pais, alunos e sociedade em geral, que o ano letivo será cumprido e que as aulas suspensas em decorrência da greve serão repostas.

O SINTE/RN convoca trabalhadores/as para participação do Ato Público. O Ato será realizado no dia 11 de março, quarta-feira, a partir das 8h, no Centro Administrativo, em frente à sede da Governadoria. Já na sexta-feira, 13 de março, a categoria volta a se reunir para avaliar as atividades da semana e planejar novas ações. Essa reunião acontecerá na E. E. Winston Churchill, às 14h30.

GREVE NA REDE ESTADUAL DE ENSINO

A greve dos trabalhadores em Educação da Rede Estadual foi deflagrada em 04 de março e segue por tempo indeterminado. A categoria cobra a correção do Piso Salarial 2020, no índice de 12,84%, e está insatisfeita com as propostas até então apresentadas pelo Governo.

Na última audiência com o SINTE/RN, o Executivo Estadual apresentou a seguinte proposta para implantação de reajuste do Piso:

1 – Implantação do reajuste de 12,84% em três parcelas cumulativas, de 4,11%, para profissinais na ativa, nos meses de junho, setembro e dezembro de 2020;

2 – Implantação do reajuste para aposentados, em três parcelas, de 4,11%, nos meses de agosto, outubro e dezembro de 2020 ; e

3 – Pagamento do retroativo em 24 meses, a partir de janeiro de 2021, com garantia de antecipação das parcelas no momento do recebimento de recursos extras do Fundeb.

PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO

Em 2020, o reajuste do Piso do Magistério é de 12,84% e Governo do RN deveria ter implantado a correção desde o mês de janeiro.

Sinte-RN

 

Opinião dos leitores

  1. Kkkkkkkkkk
    Acho é pouco, professores vcs merecem Fátima. Colocaram ela no governo e agora estão reclamando? Reclama não nem, ainda faltam 3 anos. Chupa que é de uva. Bem feito. Eu quero é mais. E digo mais, vcs professores farão campanha pra Fátima em 2022. Chora não nem. Liguem pra Paulo Freire.

  2. Quando o Sinte-RN terá a dignidade de começar a promover suas assembleias no auditório existente em sua sede própria? O que explica a predileção do sindicalismo comuno-petista em usar bens públicos em proveito particular? Seria o auditório do sindicato pequeno ou impróprio para os seus eventos? Ora, construa ou alugue um espaço adequado para as suas demandas, o contribuinte não tem obrigação de pagar mais essa conta da sindicalha.

  3. Governadora TRAIDORA pague o povo sua caloteira! O estado do RN esta em CALAMIDADE devido a sua incompetencia!
    Fora Fátima Bezerra!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Passagem de trem em Natal sofre segundo aumento em 2020 e passa a custar R$ 2,00 a partir deste sábado, 7 de março

Foto: CBTU/Divulgação

De maio de 2019 até o aumento que passa a vigorar a partir deste sábado (7), a tarifa saltou de R$ 0,50 até chegar nos R$ 2,00 atuais. Até ontem, o valor da passagem era R$ 1,75. Em 2019 foram quatro reajustes.

Conforme a CBTU, trata-se do cumprimento à sentença proferida pela 15ª Vara da Justiça Federal em Minas Gerais, por isso a CBTU realiza neste sábado (07/03), mais uma fase do reequilíbrio tarifário, que ocorre de maneira progressiva em todas as capitais onde a empresa atua.

O escalonamento tarifário foi definido após audiência de conciliação realizada em 24 de abril de 2019 e começou a ser aplicado, em maio daquele ano, pela CBTU depois de 13 anos sem reajustes nas tarifas em Belo Horizonte, 15 anos em Natal, Maceió e João Pessoa e sete anos em Recife, o que resultou em elevada defasagem em relação ao custo de manutenção do sistema.

Opinião dos leitores

  1. Eu acho ótimo isso.
    Estamos vivendo um periodo tão maluco que até o conceito de inflação se perdeu no tempo e no espaço.
    Parece que é um processo de idiotização coletiva muito robusto que está acontecendo.
    O preço de tudo aumentou a cesta básica, combustíveis, luz, gás, carne, significativamente, vc vai ao supermercado o que não aumentou de preço, teve sua quantidade reduzida nas embalagens para manter o preço, ou seja, ficou mais caro, só essa tarifa de trem que custava R$0,50, num periodo de 2 anos aumentou R$300% e a inflação está "controlada", os juros são os "memores da história". Nossa moeda está sofrendo um processo de desvalorização contundente, o valor do dolar batendo recorde de alta, fuga recorde de capital estrangeiro da bolsa de valores e etc…
    Que conversa mais absurda é essa?
    Estão nos jogando no abismo e tem gente que aplaude….
    Isso certamente não é de Deus!

    1. Ataque está sendo o da governadora petista aqui do RN aos trabalhadores.

    2. O maior ataque foi do seu pai 9 dedos a nação brasileira kkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *