MP cogita ir à Justiça para garantir reajuste e não ficar no “miserê” de salário de R$ 24 mil

Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press

Diante da ameaça de um congelamento nos salários dos servidores de Minas Gerais – incluindo todos os poderes e órgãos – em razão do plano de ajuste fiscal negociado entre o Executivo e a equipe econômica do governo federal, pelo menos o Ministério Público já discute uma reação: recorrer à Justiça para assegurar um reajuste nos contracheques do órgão em 2020. A garantia foi dada pelo procurador-geral de Justiça de Minas, Antônio Sérgio Tonet, durante reunião da câmara de procuradores realizada em 12 de agosto – aquela mesma sessão em que o colega Leonardo Azeredo dos Santos reclamou de receber um “miserê” de R$ 24 mil.

O assunto veio à tona durante a apresentação da proposta orçamentária para 2020, que prevê um gasto bruto de R$ 1,979 bilhão com a folha de pagamentos no ano que vem. O projeto traz um reajuste de 5% no vencimento dos promotores e procuradores, que atualmente varia de R$ 30.404,42 a R$ 35.462,22, mas o próprio Antônio Tonet avisou que o índice é apenas uma “estratégia” para elevar o valor do orçamento e garantir uma margem para gastos dentro da rubrica de pessoal.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júlio disse:

    Kkk essa estória de salário miserê de 24 mil kkkkkk pegou mesmo e está bombando nas redes sociais. Jajá um pagodeiro vai fazer uma música do miserê kkkk Esse povo acha q porque passou em concurso pode fazer um rapa no caixa do Estado.

  2. nasto disse:

    ISSO É BRASIL

  3. Helio disse:

    Enquanto isso, os trouxas comemorando 500 conto do FGTS… MP fazendo a população de meretriz barata.

REAJUSTE: Salários de conselheiros do TCE-RN vão a R$ 35,4 mil

O Tribunal de Contas do Estado(TCE) reajustou em 16,38% os subsídios mensais dos conselheiros e dos representantes do Ministério Público de Contas.

A assinatura dos seus sete membros veio conforme resolução nº 007/2019. De acordo com ela, o conselheiro que ganhava R$ 30,47 mil passa a receber R$ 35,46 mil, enquanto o conselheiro substituto passa de R$ 28,95 mil para R$ 33,69 mil.

Por parte dos procuradores, o subsídio passa de R$ 29,65 mil para R$ 35,46 mil o de primeira classe. Na 2ª, que ganhava R$ 28,17 mil, vai receber R$ 33,39 mil. Por fim, o procurador de 3ª e última classe, sai de R$ 26,76 mil para R$ 32 mil.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. felipe sousa disse:

    agora muito mais eficiente seria impedir que o dinheiro publico que poderia ser usado para pagar policiais fosse usado para pagar juizes, conselheiros do TCE, procuradores e etc, porque todos esses tiveram aumentos salariais. O justo seria ninguem ter aumento, por uma questao de bom senso tambem. Vamos protestar contra aumentos dessa classe dominante que seria muito mais eficiente e nao ficar pedindo mais dinheiro.

    Interessante que a constituição JAMAIS disse que é obrigatorio o salário dessa classe dominante subir junto com o aumento dos ministros do STF; ela APENAS diz que não pode passar de 90,25% do que recebe um ministro do STF, mas nada alem disso. Só que a classe dominante é tão fuleira que, mesmo diante da crise do Estado do RN, faz uso da brecha da lei para garantir salários no limite máximo que é em 90,25%. Agora dizer que a lei manda que seja 90,25% ISSO JAMAIS EXISTIU EM NOSSA CONSTITUIÇÃO.

    As pessoas precisam ter ciencia disso, de que não é nenhuma ilegalidade um conselheiro do TCE deixar de ganhar 90,25% do salario do Ministro do STF. Apenas isso é o maximo que a Constituição permite, mas dizer que é a lei que obriga a ter essa vinculação, passou longe disso. É apenas um valor máximo que a Constituição estipula.

    E aí a sociedade civil, a OAB deveria sim, p/ proteger a sociedade do RN, intervir para impedir os aumentos dessa classe dominante, pois afinal a pergunta que nao quer calar: a crise so existe para os peões?! para a classe dominante a crise nao existe? Ta liberado os cofres publicos p/ conceder esse aumento imoral?! Espalhem essa verdade, o RN precisa se conscientizar disso e urgente!

    • Alcides disse:

      Essa safadeza inconstitucional acontece na maioria dos Estados Brasileiro. O STF simplesmente se cala sobre o assunto. Se falar que, como reajuste do STF, automaticamente aumenta do teto para quem ganha super-salários, como os AUDITORES ESTADUAIS.
      O resto, bem, o resto é resto.

  2. Alcides disse:

    Mas uma vez, usam o efeito "cascata" do STF, sem previsão legal nenhuma, para poder aumentar seus ricos salários.
    Juízes, Promotores, Procuradores, Conselheiros, todos escapam da crise, para poder manter nos eixos os demais otários do andar de baixo.
    E se fizerem greve, mando descontar no seu "salarinho" e ordeno que a PM desça o cacete.

  3. Rodrigo Alves disse:

    Larápios,apenas isso

  4. Almir Dionisio disse:

    Esse país e o RN não têm jeito mesmo, enquanto os servidores do executivo que a maioria ganha míseros salários e o governo ainda assim, atrasou 3 folhas sem previsão de pagamento, outras categorias privilegiadas, detém a maior parte de salários.
    É um absurdo isto, falta de respeito com os demais servidores.
    Greve geral.
    E eles ainda se acham no direito de tirar incorporações de servidores da saúde que trabalharam a vida toda em local insalubre.
    Pouca vergonha.
    Isto é Brasil – Isto é RN

  5. JUNIN disse:

    E nao tem dinheiro nè ???? e o estado está em colapso né???sei, sei, sei….!!!

  6. Minion de Peixeira disse:

    Remem, escravos…. mais rápido!
    Splat!

  7. Lope disse:

    Acho que esse ano nada aumentou 16%…

  8. escritor disse:

    retiraram o projeto que estava na assembleia legislativa. Pra que lei? Se eu mesmo posso me conceder aumento. Ora bolas.

  9. Ems disse:

    Crise ? Que crise ?

  10. Luciana Morais Gama disse:

    Bom demais!! Viva o RN!!

Permissionários farão protesto contra reajuste no condomínio, mas Ceasa ficará aberta nesta quarta-feira, 17

Foto: Reprodução Internet

Após uma reunião realizada no final da manhã desta terça-feira, 16, entre permissionários e a direção das Centrais de Abastecimento (Ceasa) de Natal, ficou decidido que amanhã – quarta-feira, 17 – haverá um protesto e não o fechamento completo do local, como forma de insatisfação contra na taxa de condomínio.

O presidente da Assucern (Associaçao dos Usuários da Ceasa do RN), Samuel Medeiros, confirmou que uma parte dos permissionários fará um protesto contra o aumento na taxa de condomínio e do Termo de Permissão Remunerada de Uso da Ceasa (TPRU), que, juntas, representam uma elevação de custos de 46%. “Não houve adesão total à paralisação das atividades. Portanto, a Ceasa ficará aberta, mas haverá protesto”, disse Samuel Medeiros.

Antes da reunião com a direção da Ceasa a posição dos permissionários era de fechamento total dos portões. No entanto, após a reunião, que durou cerca de uma hora, a ideia foi abortada e ficou decidido que o mercado ficará aberto, porém com parte dos permissionários fazendo protestos contra o reajuste aplicado pelo governo do Estado.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luladrão disse:

    O problema da Ceasa sempre foram as direções. E agora tá pior ainda, pois quem comanda é a ptralhada. Pobres permissionários.

  2. Cigano Lulu disse:

    Só quem faz protesto sem ir ao trabalho é a massa de manobra regida
    pela sindicalha pelega. Empreendedores não cruzam os braços, pois têm compromisso com a produtividade.

  3. #Lula na cadeia sempre disse:

    Essa praga PTralha aonde colocam as mãos eles quebram, roubam, estragam ….raça desgraçada

Câmara Municipal de Parnamirim mantém política de valorização e reajusta em 10% salário básico de servidores

O plenário da Câmara Municipal de Parnamirim aprovou, na sessão ordinária desta segunda-feira (10) o Projeto de Lei 056/2019, de autoria da Mesa Diretora, que reajusta em 10% os vencimentos básicos de servidores efetivos do quadro pessoal da casa legislativa. Agora, o projeto segue para sanção do Poder Executivo.

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Irani Guedes, o reajuste segue à risca à política de transparência e valorização do servidor implementada pela atual gestão. “Ao recebermos a Câmara, em 2017, os servidores nos procuraram para relatar uma perda salarial de 40%. Tentando amortizar, concedemos no mesmo ano 6% de aumento, mais 6% em 2018 e agora 10%, restando apenas 22% de déficit”, explicou Guedes.

O presidente da Câmara ainda ressaltou que a valorização dos servidores não se resume apenas ao reajuste salarial. O quadro de servidores efetivos e comissionados tem participado de cursos com foco no aperfeiçoamento profissional. “Os servidores efetivos e comissionados, através da Escola do Legislativo da Câmara, já receberam atualizações sobre licitação, além de Inteligência Emocional, Qualidade de Vida no trabalho, Recepcionista, dentre outros”, complementou Irani Guedes.

Reajuste do piso eleva folha da Educação no RN em R$ 88 milhões

A folha da Educação do Estado que ganhou reajuste de 4,17%, e começa a ser implantado em abril para professores especialistas em Educação Ativa e, em maio, para aposentados e pensionistas, representa um incremento de R$ 88 milhões. A informação é de Francisco do PT, relator da proposta do Governo do Estado na Assembleia Legislativa.

Pelo Projeto os vencimentos básicos de Professor e de Especialista de Educação, pertencentes ao Quadro Funcional do Magistério Público Estadual, cuja jornada de trabalho corresponda a 30 horas semanais ficam reajustados na proporção de 4,17%.

O reajuste previsto será implantado para os professores ativos a partir deste mês de abril e o retroativo em três parcelas nos meses de abril, maio e junho. Para os inativos e os pensionistas o reajuste será implantado a partir de maio e o retroativo será pago em sete parcelas.

A primeira parcela de 4,17% em junho e as demais parcelas no percentual de 2,085% nos meses de julho a dezembro deste ano.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Thiago Lopes disse:

    É preciso sempre lembrar, a verba de Educação não sai do tesouro estadual, é verba federal, Fundeb, já depositado com o aumento desde janeiro. O reajuste do piso não impacta em nada o caos já instalado no estado.

Seturn solicita reajuste de tarifa de ônibus para R$ 3,90

O SETURN apresentou requerimento administrativo solicitando a elaboração de cálculos pela STTU para aplicação do reajuste anual das tarifas.

O pedido de reajuste aponta tarifa de R$ 3,90, que deverá ser objeto de análise pela Secretaria, observando os critérios de elevação dos insumos que compõe o custo tarifário e também perdas de remuneração acumuladas nos últimos anos, além do número de usuários do serviço (pagantes, gratuitos e índice de fraudes).

Doze capitais já concederam

reajuste este ano e Natal precisa reajustar também. O reajuste anual é algo natural e acontece em todos os serviços públicos, assim como energia elétrica e água. É preciso que o contrato esteja equilibrado para que possam existir os investimentos na melhoria do serviço, não podemos esquecer que as gratuidades têm alto impacto na tarifa”, comenta Nilson Queiroga, consultor técnico do Seturn.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João B disse:

    Obscenamente cara, pela qualidade do serviço.

Aposentado do INSS que ganha acima do salário mínimo terá reajuste de 3,43%, maior do que o registrado no ano passado – (+2,07%)

Os aposentados e pensionistas do INSS que ganham mais que um salário mínimo (R$ 998, em 2019) terão reajuste de 3,43% neste ano, acima do registrado no ano passado (+2,07%). O teto do INSS, valor máximo pago pelo instituto, deve ficar em R$ 5.839,45.

O segurado que recebia R$ 2.000 de aposentadoria em 2018, por exemplo, passará a ganhar R$ 2.068,60, sem considerar o desconto do Imposto de Renda.

O índice usado para reajustar os benefícios acima do piso nacional é o INPC acumulado em 2018, divulgado nesta sexta-feira (11) pelo IBGE. Segundo a Secretaria da Previdência, a portaria que reajusta os benefícios previdenciários deve ser publicada em breve no Diário Oficial da União.

Os segurados que recebem um salário mínimo terão um reajuste maior. O valor mínimo pago nas aposentadorias e pensões segue o piso nacional, que passou de R$ 954 para R$ 998, o que equivale a um aumento de 4,6%.

Novos valores saem no pagamento de janeiro

Segundo a Secretaria da Previdência, os novos valores serão creditados para os segurados do INSS na folha de janeiro, que será paga entre 25 de janeiro e 7 de fevereiro.

As datas de pagamento variam conforme o valor a ser recebido e o número final do benefício, sem considerar o dígito. Por exemplo, se o número é 123.456.789-0, desconsidere o 0 (dígito). O número final é 9.

Para benefícios de até um salário mínimo

Clique aqui para ver o calendário completo de pagamentos de 2019.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    Um dos maiores absurdos é aposentado pagar imposto de renda. Esse reajuste devia ser pelo menos o reajuste dado ao salario mínimo . Judiciário, políticos , entre outros são " ESPECIAIS" . Foda-se o resto.

  2. Fagner disse:

    Enquanto isso o filhinho do Mourão recebe R$36.300,00. Pode isso Arnaldo?

  3. Cícero disse:

    Batendo ali com o reajuste do judiciário

Preço da gasolina nas refinarias tem neste sábado segundo reajuste no mês

O preço da gasolina nas refinarias vai passar neste sábado (8) para R$ 1,5585 por litro. O reajuste médio da Petrobras é de 1,60%. Esse é o segundo reajuste em dezembro. No dia 1º, o preço subiu para R$ 1,5339 e permaneceu neste patamar por quatro dias. Antes disso, estava por R$ 1,5007.

Nos dias 13 (R$ 2,2294) e 14 de setembro (R$ 2,2514), também houve elevação, mas depois ocorreram várias quedas consecutivas até o fim de novembro.

Já o diesel permanece a R$ 2,3606 desde 30 de setembro, quando o preço saiu de R$ 2,2964, valor que começou a ser cobrado em 31 de agosto.

A política de preços da Petrobras para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras segue o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais dos produtos, acrescentando os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, entre outros.

“A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço considera uma margem que cobre os riscos como volatilidade do câmbio e dos preços”, diz a Petrobras,.

Ainda de acordo com a empresa, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras não são os mesmos produtos à disposição dos consumidores nos postos de combustíveis. Para as distribuidoras, são ofertados combustíveis tipo A, como gasolina antes da combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel. Os produtos vendidos aos postos são formados pelo tipo A misturado a biocombustíveis.

Agência Brasil

‘É resgatar a dignidade da magistratura’, diz presidente do STF, Dias Toffoli, sobre reajuste

Foto: Evaristo Sá / AFP

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli , defendeu na noite desta segunda-feira reajuste dos salários dos juízes, sancionado pelo presidente Michel Temer , e admitiu explicitamente que o auxílio-moradia servia apenas como compensação financeira pela falta de recomposição salarial. Segundo o ministro, que participou de um evento promovido pelo site Poder 360, as únicas carreiras do serviço público que não tiveram reajuste nos últimos anos foi a magistratura e o Ministério Público.

— Isso (o aumento) é resgatar a dignidade da magistratura, do Ministério Público, e a gente não ter que viver com o pires na mão de um auxílio-moradia. Se não tivesse a sanção desse subsídio, o auxílio-moradia ia continuar, vamos jogar francamente. Não adianta querer enfrentar a realidade. A realidade está ali: se cai o auxílio-moradia e não tem subsídio, a magistratura para. Para, acabou. Quem é que vai pôr as pessoas na cadeia? Eles vão se “auto-pôr” na cadeia? Todo poder tem muito poder.

O ministro voltou a afirmar que o fim do auxílio-moradia irá compensar os custos do reajuste no Judiciário federal. Segundo ele, os magistrados terão inclusive perda de aproximadamente R$ 1.000 nos vencimentos, já que o auxílio-moradia não era tributado.

— Aqui ninguém vai tapar o sol com a peneira. O auxílio-moradia veio para cobrir essa injustiça (da falta de reajuste). É muito melhor dizer que veio para isso e agora nós vamos cassar, tanto que cassou. Fiz isso com transparência. Tiramos da frente o auxílio-moradia, e sobre ele não incide imposto de renda nem contribuição previdenciária.

Os cálculos do Supremo sobre o impacto, no entanto, não leva em conta o efeito cascata do reajuste sobre as Justiças estaduais – que vinculam os salários de seus magistrados aos da Suprema Corte – e nos poderes Executivo e Legislativo, uma vez que o salário dos ministros é a referência para o teto do funcionalismo público. Toffoli disse que será necessário a partir de agora se rediscutir as regras de vinculação.

— Se outras carreiras agora vão reivindicar porque o teto aumentou, nós temos de rever o teto. Tem que acabar com esse teto, porque o teto virou piso. Tem algum juiz no Brasil que ganha menos do que um ministro do Supremo? A lei que o presidente Temer sancionou é para a magistratura federal, não para a estadual. O fato é que nós temos de redefinir essa questão relativa ao teto.

Segunda instância

Toffoli confirmou que o julgamento da ação que discute a execução da pena a partir da condenação em segunda instância será entre março e abril. O tema pode atingir diretamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que começou a cumprir pena em Curitiba após a condenação pelo Tribunal Regional Federal.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tião disse:

    Uma justiça superior que só declara ilegal uma verba que recebe, quando ela é substituída por outra, mais imoral ainda. Pior que condicionou o julgamento ao público, sem a menor cerimônia, é um país imitando a cidade de sucupira.

  2. Marcelo disse:

    Resgata só o poder econômico, pq dignidade não se resgata com aumento salarial e sim com ações éticas e morais.

  3. sadi sadi disse:

    Gostaria de saber de toffoli se o salário dele agora está bom! Sera oque precisa ser feito para que os políticos tivessem o minimo de conciencia, quando eles deitasse em sua cama e lembrasse daqueles que nao teve a mesma oportunidade e vive no aperto comou que sou obrigado a sobreviver com apenas 97 reais que recebo do bolsa família. Eu sofri enfarto e nao consigo trabalhar . E nao posso fazet esforço. Nao é porque nao quero e sim poque consigo. Entre eu ha milhares de pessoas com o mesmo problema. Sera que eles nao tem coração? tente refletir. Nada e de ninguem quando vcs morrer vai ficar tudo. E nao poxera levar seus bens? nem seus milhões no caixao. E vai apodrecer na mesma terra em que estou. Sem diferenca alguma.

  4. euzim disse:

    Realmente não era nada digno para esses vermes o salário de 33 mil reais, mais auxílio-moradia, paletó, dezenas de penduricalhos e verbas indenizatórias, privilégios mil, 60 dias de férias…imagina se o contribuinte, que banca esses marajás, tem alguma dignidade.

  5. Rubim disse:

    É o resgate do efeito cascata isso sim. E o povo que se foda, essa brincadeira vai custar pro bolso do contribuinte 4 bilhões. E o restante dos servidores público, vai resgatar o que??

  6. Pedão disse:

    A inflação só atinge a Magistratura? O último "resgate da dignidade", expressão do Ministro Dias Toffoli, para a Polícia Civil do RN, foi em 2014 no governo de Rosalba, pago de forma parcelada, vindo a terminar no governo Robinson. De 2014 a 2017 a inflação bateu os 25% no acumulado, perdemos 1/4 dos salários. A Polícia Civil, citada, não tem Poder para obrigar (chantagear) que "resgatem nossa dignidade", como fez o Judiciário, tão pouco pode fazer greve para reivindicar seus direitos, como assim determinou o Judiciário. Igualmente encontram-se nessa situação as demais carreiras do Executivo. Vimos recentemente a população ir às ruas contra a corrupção dos políticos, as próximas manifestações já tem alvo!

    • Lutemberg disse:

      Perfeitas suas palavras. Vivemos hoje uma autêntica ditadura por parte do judiciário e do MP, que têm em suas mãos o poder de, literalmente, chantagear os políticos para conseguirem o que desejam, e o restante dos servidores, que se lasquem!

  7. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Sei não viu…
    Esse país tem cada uma.
    Ainda ter que vere e ouvir um Ministro do STF falar em resgatar diginidade com reajuste dos salários dos juízes quando muitas decisões desse colegiado colide, barra ações que invocam direitos e o direito adquirido contidos na carta magna.
    É uma piada esse país.

  8. LULADRÃO disse:

    Fica difícil falar em dignidade para quem concede e para quem recebe esse aumento. A maioria da população recebe 1 salário mínimo e com ele paga todas a contas. A maior parte do funcionalismo municipal, estadual e federal não tem aumento há anos. Vivemos uma crise de desemprego, fechamento de milhares de empresas e quem já recebe sala´rios de 30, 40, 10 , 200 mil se auto concede aumento salarial é uma vergonha. Infelizmente existe uma relação promíscua entre os poderes e por isso acontecem esses absurdos.

Nova tarifa com reajuste de 13,45% para o transporte interbairros em Parnamirim começa a valer a partir deste sábado

A nova tarifa com reajuste de 13,45% para o transporte interbairros em Parnamirim será aplicada a partir deste sábado (15). Com isso, as linhas de 1 a 5 passarão a cobrar R$ 3 pela passagem, que antes custava R$ 2,65, enquanto a tarifa da linha 6 passará a custar R$ 4 ao invés da anterior, de R$ 3,55.

De acordo com Marcondes Pinheiro, titular da Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Social e Mobilidade Urbana (SESDEM), o reajuste anual foi discutido com o Conselho Municipal de Transportes e Tarifas (CMTT), formado por diversos órgãos e instituições do poder público, cooperativas e representantes da sociedade civil.

O reajuste das tarifas para o transporte interbairros foi publicado no Diário Oficial do Município do último dia 11, por meio do Decreto N.º 5.939, de 05 de setembro de 2018.

QUEM DECIDE SOBRE O REAJUSTE TARIFÁRIO

As decisões do CMTT – Conselho Municipal de Trânsito e Transportes são tomadas por representantes dos seguintes órgãos e instituições governamentais: DETRAN/RN – Departamento Estadual de Trânsito; DER/RN – Departamento de Estradas e Rodagem; CPRE RN – Comando da Polícia Rodoviária Estadual;

E ainda, a SETRA – Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes; SEMOP – Secretaria Municipal de Obras Públicas e Saneamento; SEMSUR – Secretaria Municipal de Serviços Urbanos; e SELIM – Secretaria Municipal de Limpeza Urbana.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    O melhor de tudo é a população aceitar calada, e ainda por cima esse tipo de transporte não paga nada de ISS. Viva Parnamirim!!

Reajuste do Bolsa Família será anunciado ainda este mês

Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar TerraWilson Dias/Agência Brasil/Arquivo

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, afirmou nessa quinta-feira (15), no Palácio do Planalto, que o reajuste do Bolsa Família será anunciado ainda este mês. Questionado sobre o valor, ele disse que será maior que a inflação, mas que o percentual ainda está sendo definido.

“Provavelmente [o reajuste] vai ser anunciado agora no mês de março e deve vigorar provavelmente no final de abril ou maio. A ideia é dar um reajuste acima da inflação. E estamos estudando uma forma de compensar o aumento do preço do gás, mas ainda não está acertado [como isso será feito]”, disse o ministro. Perguntado por jornalistas se o reajuste será de 5%, ele chegou a dizer que poderia ser esse valor “ou mais”, mas reiterou que a questão ainda estava sendo definida.

Plano Progredir

O ministro falou com a imprensa essa noite após cerimônia do Plano Progredir, que tem ações de capacitação, incentivo ao empreendedorismo e acesso ao mercado de trabalho e vai disponibilizar R$ 3 bilhões por ano em linha de microcrédito para o público-alvo investir em pequenos negócios. A ideia do governo com o Progredir, disse o ministro, é fazer com que as famílias que recebem o Bolsa Família “percam o medo” de ter empregos formais.

Com o plano, famílias continuam recebendo o benefício por dois meses após firmarem contrato de trabalho formal. E, mesmo deixando o Bolsa Família após esse período, voltam a receber o benefício se perderem o emprego.

Na cerimônia de hoje foram divulgados os primeiros resultados do Progredir. Lançado no final setembro, o plano chegou a R$ 1,94 bilhão em microcrédito, além de 68 mil empregos formais e qualificação profissionais de 84 mil pessoas. Terra destacou que o governo Michel Temer encontrou um Bolsa Família que não reduziu a pobreza, justificando a criação de programas auxiliares, como o Progredir.

“A existência dos programas de transferência de renda não foi suficiente para reduzir a pobreza, só [para atenuar] a questão da pobreza extrema. Mas eles não reduziram o número de pobres. A pobreza no Brasil continua intacta. Acho que o Plano Progredir faz parte dessa nova maneira de pensar a questão do Bolsa Família”, destacou.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Romualdo disse:

    Onde estão os Patos paneleiros que viviam atacando o Programa Bolsa Família?
    Ah, agora pode, é?

Governo vai congelar reajuste dos servidores

Na longa reunião de ontem entre Michel Temer e a equipe econômica, além do anúncio da nota meta fiscal, ficou definido que o governo vai congelar pór um ano o reajuste dos servidores.

Portanto, previsto para janeiro, o aumento só será dado em janeiro de 2019 — se, claro, Temer não voltar atrás no que foi definido na reunião.

Entre as categorias afetadas, auditores da Receita Federal e do Trabalho, peritos médico previdenciário, diplomatas, oficial de chancelaria, entre outras. A economia prevista é de R$ 11 bilhões no ano.

A ideia de não dar o reajuste já vinha estudada pela equipe econômica desde o mês passado.

O GLOBO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alf disse:

    Tanto faz congelar, eles nem receber estão recebendo. Congelar o que não será mesmo pago não muda nada!!!!!!

  2. c.r.medeiros disse:

    Sempre o PTelho! Pensemos no BRASIL. Qndo atacam o falecido PTerro, nota-se o "aplauso" nítido e vergonhoso ao TEMERoso.
    "Pense…logo…exista".
    Vamos parar com essa hipocrisia de "Ostra que não quer sair da Concha".

  3. Eduardo disse:

    Com relação ao perdão de em prestismos a países totalitários, isso é um verdadeiro absurdo! Política petista de patrocinar a patifaria no mundo

  4. Eduardo disse:

    Com relação ao setor rural, esse é q ainda consegue um resultado satisfatório no Brasil, mesmo sem estradas para escoar a safra, sem locais para armazenamento, sem ferrovias nem portos eficientes!

  5. Eduardo disse:

    Todos os comentários até esse momento com fundamentação. Estado é inchado, incompetente e caro! Tem q se retirar todas as regalias do judiciário, Ministério Público, executivo e legislativo!

  6. c.r.medeiros disse:

    Num reclame não!
    O PDV ta aí ?

  7. Santiago disse:

    Essa medida já deveria ter sido tomada a muito tempo. Porém, o primeiro passo para estancar a sangria, seria o corte definitivo de inúmeros privilégios de altos servidores públicos e de políticos. O segundo passo seria o congelamento de vencimentos. O terceiro passo seria a mudança da Lei do Servidor Público para permitir a redução de vencimentos quando em época de crises. E o quarto passo seria, também com a mudanca da Lei do Servidor Público, a criação de mecanismos de avaliação com critérios bem definidos para permitir a demissão dos piores ranqueados.

  8. Indignação disse:

    Pq eles não inicia por eles mesmos, olha aberração, eles se aposentam sem contribuir com um centavo para a Previdência, se os políticos começassem a contribuir, a previdência sairia do vermelho imediatamente, e se eles pagassem Imposto de Renda tbm, se Michel Temer tivesse peito para isto, penso q a popularidade dele começaria a mudar.

  9. Comedor de Coxinha disse:

    Mas pagar 65% do nosso PIB pra banqueiros e expeculadores com juros pode.
    Pra comprar votos à luz do dia pode!
    Perdoar 99% das dívidas dos ruralistas, zerando os juros e o 1% restante parcelado em 25 anos pode.
    Os idiotas aqui de baixo aprovam isso.
    Os estudiosos da língua portuguesa vão ter q arrumar outro adjetivo mais contundente pois "hipócritas " está muito leve pra essa turma.

    • Ceará-Mundão disse:

      Seu comentário poderia até ser considerado se não fosse sua motivação apenas política. E digo isso porque você, com certeza, não reclamou dos benefícios fiscais distribuídos pelos governos petistas a seus "amigos", dos lucros exorbitantes (os maiores da história do Brasil) dos bancos nacionais nesse período nem de nenhum dos tantos absurdos cometidos pelo lulopetismo que, a propósito, nos trouxeram à atual situação. Não foi o Temer que destruí o nosso país, "cumpanhero", foram os desastrosos governos petistas. Não esqueça disso. E crie modos.

    • Netto disse:

      Juros existem porque governos irresponsáveis gastam mais do que arrecadam e tomam empréstimos.
      Inclusive parte dessa dívida é contraída para subsidiar juros ofertados aos amigos dos rei, os campeões nacionais, como empreiteiras, frigoríficos, etc (e tome etc).

    • Netto disse:

      Agradeça aos ruralistas este país não ter virado coisa muito pior.

  10. FERNANDO disse:

    Sou servidor público federal; concordo com a medida! PORÉM: Antes, deveria acabar com os famigerados auxílios moradia (mais de R$4MIL POR MÊS) os cargos comissionados (20 MIL cargos só no executivo) verbas de gabinete parlamentar (mais de R$50 mil por deputado), só em despesa com carros de autoridades (mais de R$ 1 BILHÃO) etc…
    Está certo o congelamento; mas há muito gasto absurdo a ser cortado!!!

  11. Silvio disse:

    Porque não cortam os bilhões gastos com repasses de FPM aos municípios minúsculos, com menos de 5.000 habitantes? Despesas com prefeitos, Vereadores e servidores poderiam ser economizadas. Precisaria uma PEC.

  12. Mário disse:

    Temos 14 milhões de desempregados, ficar sem reajuste por um ano não é nada se comparado a tragédia do desemprego.

  13. Carlos Teixeira disse:

    Essa seria a medida óbvia a se adotar. Se não tem dinheiro, não há como garantir reajustes aos funcionários públicos.
    Mas basta os grupos com poder de pressão (auditores da Receita, polícia federal, médicos do INSS e outros) baterem o pé que o homi afrouxa.

Após reajuste, Petrobras ganha R$ 8,8 bi em valor de mercado

O reajuste no preço da gasolina e do diesel fez com que as ações da Petrobras disparassem nesta quarta-feira, aumentando assim o seu tamanho na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O preço dos títulos negociados no mercado externo também apresentou uma recuperação. Em apenas um pregão, o valor de mercado da companhia cresceu 9,2%, o equivalente a R$ 8,8 bilhões, chegando a R$ 104,11 bilhões. Neste pregão, os papéis preferenciais (PNs, sem direito a voto) da empresa subiram 9,68%, chegando a R$ 7,24, e os ordinários avançaram 9,78%, a R$ 8,54%, as duas maiores altas dentro do Ibovespa.

— O aumento no preço dos combustíveis dá um certo alívio para a estatal. E como ela está muito barata, teve essa alta. Mas ainda assim acumula uma queda de 27,6% no ano, já que a empresa enfrenta uma situação complicada — avaliou Lauro Vilela, analista técnico da Guide Investimentos. No final de 2014, o valor de mercado da Petrobras era de R$ 127,5 bilhões.

O reajuste de 6% para a gasolina e de 4% diesel anunciado pela Petrobras também teve efeito positivo no mercado de títulos de dívida da estatal negociados no exterior. Os papéis com vencimento em março de 2024 subiram 3%. Já os papéis que vencem em maio de 2023 avançaram 3,1%.

Mas, apesar do desempenho positivo dessa quarta-feira, em especial no mercado de ações, a Petrobras ainda está bem longe do seu maior valor de mercado, alcançado em março de 2011, quando chegou a R$ 413,34 bilhões. Nessa época, lava jato era apenas o local para lavar automóveis e o barril de petróleo era negociado acima dos US$ 110 – atualmente está em torno de US$ 48.

E se a Petrobras ganhou R$ 8,8 bilhões em um único dia, também já registrou nesta semana o seu valor menor valor de mercado em onze anos, quando, na terça-feira, era avaliada em R$ 93,2 bilhões.

Fonte: O Globo

Presidente do STF quer R$ 39 mil para salário de ministros e reajustar o de servidores em 41,47%

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, anunciou nesta quarta-feira (7) que enviará ao Congresso uma nova proposta de reajuste salarial para os servidores do Judiciário, em greve desde junho.

Após reunião com os demais ministros, ele informou que irá levar à categoria um aumento entre 16,5% e 41,47% – negociado com o Executivo – sobre o salário do cargo efetivo do servidor (que não corresponde ao total da remuneração, que pode incluir adicionais, gratificações e valores acrescidos por funções de chefia, por exemplo).

De acordo com Lewandowski, o aumento, se aprovado, não levará automaticamente a um “efeito cascata” – reajustes para servidores de outras categorias do funcionalismo com base no novo valor. “Não significa automaticamente que haja o efeito cascata. Somente por lei formal é que os aumentos dos servidores podem ser colocados em prática. Não há nenhum efeito automático cascata”, disse.

Durante toda a tarde desta quarta, servidores em greve e sindicalistas protestaram em frente ao STF com buzinaço e música em alto volume. Para diminuir o ruído, a Polícia Militar começou a empurrar a grade de proteção para afastar os manifestantes, que reagiram lançando pedras sobre os policiais. Em resposta, a PM usou gás de pimenta e bombas de efeito moral para dispersar e conter o protesto. Dois manifestantes e quatro policiais se feriram, de acordo com os servidores e a PM, respectivamente. Uma pessoa foi presa.

Em junho, o Senado aprovou reajuste que variava de 53% a 78,5%, de acordo com o cargo, a ser pago em seis parcelas até 2017, mas a presidente Dilma Rousseff vetou.

Ministros do Supremo

A proposta de salário para os ministros do STF é de R$ 39.293,38 (reajuste de 16,38%) e deve ser apresentada posteriormente, durante a tramitação no Congresso do projeto da Lei Orçamentária Anual, que prevê as despesas de pessoal dos três poderes. O reajuste dos ministros corresponde à inflação de 2009 a 2014 pelo Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA).

Tanto a proposta de salário dos servidores quanto a dos ministros serão encaminhadas ao Congresso até sexta-feira (14) na forma de dois anteprojetos.

Reajuste escalonado

De acordo com nota do Ministério do Planejamento, a proposta prevê que o reajuste será concedido em oito parcelas semestrais ao longo de quatro anos, a partir de janeiro de 2016.

Segundo o Planejamento, o maior percentual de aumento (41,47%) será pago, conforme a proposta, aos servidores que ganham menos (os que ingressaram na carreira nos últimos anos e não têm incorporações).

O impacto orçamentário após o pagamento da última parcela será de R$ 5,99 bilhões ao ano, informou o Planejamento.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mario disse:

    Kd a foice e o machado??????????????

  2. marco disse:

    Aí está o porquê da retirada dos adicionais dos aposentados da saúde:para um novo reajuste a essa turma que suga literalmente o estadoA quem serve a democracia brasileira:para o povo,evidentemente que não!!!

  3. Luciano disse:

    Kd as panelas?

  4. Ricardo silva disse:

    Isso é um afronta a toda sociedade brasileira , digam a esses sem noção que o salário mínimo no nosso país não passa de 800 reais e que eles têm dois meses de férias mais recessos, mais salário moradia……….. Mais mais mais……. Esses capa preta são os verdadeiros marajás.

  5. Neto disse:

    Querem saquear o Estado. Não existe limites.

  6. Frasqueirino disse:

    Para o Judiciário tudo. o resto que se fôda!

Sistema de transporte vai continuar em desequilíbrio com aumento de R$ 0,15 na tarifa, segundo o Seturn

VEJA NOTA NA ÍNTEGRA

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (SETURN), esclarece que com o reajuste de R$ 0,15 na tarifa do transporte público, que passará de R$2,20, depois de mais três anos sem reajuste, para R$2,35, o sistema de transporte de Natal continuará com o desequilíbrio econômico e financeiro e as empresas continuam a trabalhar no vermelho.

Durante todo processo de discussão o SETURN apresentou à população que discorda tecnicamente dos principais itens apresentados na planilha da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana – SEMOB, sendo que o órgão gestor apenas reconheceu um erro, que foi no valor do salário dos motoristas.

Com base em critérios técnicos, o SETURN chegou a sugerir uma tarifa de R$2,70, ou a desoneração de impostos, como já vem acontecendo em outras capitais do país. Agora, as empresas torcem para que a licitação dos transportes aconteça o mais rápido possível para que se possa ter um transporte de melhor qualidade.