Vereadores de Parnamirim aprovam reajuste para professores e outros benefícios para a educação municipal

Foto: Divulgação

Na manhã da quarta-feira (19), os vereadores de Parnamirim votaram e aprovaram o Projeto Lei Complementar 02/2020, que formaliza o reajuste do plano salarial dos professores da rede municipal de ensino. Dessa forma, o piso salarial dos educadores passa de R$ 2.557,74, para R$ 2.886,24. O projeto foi aprovado em única discussão.

Além dessa matéria, foi aprovada em segunda votação outra proposta que traz benefícios diretos para a educação municipal. Trata-se do projeto de Lei Complementar 01/2020, que dispõe sobre a criação do cargo efetivo de Auxiliar de Creche na rede de ensino do município. Esses profissionais vão colaborar com os docentes e atuar em atividades dos CMEIs, contribuindo para um atendimento com mais qualidade às crianças.

“É um momento de extrema importância para esta Casa, em que, de comum acordo, os parlamentares concordaram em realizar essa sessão para votar este benefício em favor dos educadores em caráter de urgência”, enfatizou a vereadora Vandilma Oliveira, presidente da Comissão Permanente de Educação, Saúde e Assistência Social da Câmara de Parnamirim.

Comissão Permanente de Educação

A vereadora Vandilma Oliveira ressaltou ainda a importância da Comissão Permanente de Educação da Câmara na análise das matérias. “Quero reforçar mais uma vez o trabalho da comissão e dos colegas em buscar o melhor para a educação da população parnamirinense”, concluiu. Também integram a Comissão as vereadoras Ana Michele e professora Nilda.

Agora, os projetos serão enviados ao Poder Executivo para serem sancionados e publicados em Diário Oficial.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ana Catarina disse:

    Por que que esses mesmos vereadores não se reuniram com o Senhor prefeito para que a lei do vale alimentação contemplasse os efetivos que trabalham 6 horas diárias. ? Lamentável tal injustiça.

  2. Fátima disse:

    Prefeito vai perder companha porque usou vale para mecher com os funcionários e mudar orario ainda faz com que os funcionários decida se quer ou não

  3. Francisca franca disse:

    Porque dá a uns e outros não. O excelentíssimo prefeito deu um tiro no pé. Por onde passo so vejo revolta por calsa de um bendito Vale refeição que prefeito deu. Mas antes vai mecher com o orario dos funcionários que em 30 anos nenhum prefeito mecheu. Na minha casa tem 12 eleitores. Mas ninguém pode votar nele.ele não quis ajudar e sim mecher nos horários de quem dava 6 horas para dá 8 horas. Isso os funcionários vão dever ão prefeito

  4. Vilma disse:

    Registre-se que a criação do cargo de auxiliar de creche foi criado para que fosse corrigido uma ilegalidade que já durava 23 anos no município de Parnamirim. E essa correção só foi viabilizada pela luta do Sindicato e da categoria, estinta em todo Brasil e só agora renhecida no município.
    Registre-se também que o reajuste, em vigor desde janeiro, previsto na lei 11.738/2008 não necessitava da aprovação da câmara.

  5. Zé Lopes disse:

    Tanto que os professores confiaram!

  6. Zé Lopes disse:

    O piso do estado ninguém nem fala. Era para ser o primeiro!

Bolsonaro e Weintraub anunciam reajuste de 12,84% no piso salarial dos professores da educação básica em início de carreira; maior aumento desde 2009

Foto: Reprodução/Instagram

O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciaram por meio de live (transmissão ao vivo) em rede social o aumento de 12,84% do piso salarial previsto no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Segundo Weintraub, o reajuste anunciado “é o maior aumento em reais desde 2009.”

O ajuste, acima da inflação de 2019 (4,31%), corresponde às expectativas da Confederação Nacional de Municípios (CNM) que já havia previsto o valor mínimo do magistério passaria de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24. Há expectativa entre gestores municipais que uma nova lei sobre o Fundeb seja criada este ano. A lei atual só prevê a manutenção do fundo até este ano. O Ministério da Educação prepara proposta com novas regras.

Durante a live o presidente também anunciou, ao lado do secretário de Cultura Roberto Alvim, o lançamento do Prêmio Nacional das Artes que irá destinar mais de R$ 20 milhões para produção artística nas cinco grandes regiões brasileiras.

O prêmio terá sete categorias, eruditas e populares, e prevê a seleção de cinco óperas, 25 espetáculos teatrais, 25 exposições individuais de pintura e 25 exposição de escultura, 25 contos inéditos, 25 CDs musicais originais e até 15 propostas de histórias em quadrinhos.

O edital será publicado na próxima semana no Diário Oficial da União e no site da Secretaria Especial da Cultura. O repasse de recursos entre as regiões será dividido de forma igual.

Durante a transmissão, o presidente também comentou a queda histórica dos juros básico da economia, Taxa Selic a 4,5% ao ano e a esperada redução da dívida pública com a baixa dos juros. O presidente salientou a redução dos custos de empréstimos da Caixa Econômica Federal e a diminuição de pessoas inadimplentes. Bolsonaro salientou que a queda de juros ocorre “sem canetada” e “sem interferência”, mas por causa do ambiente de recuperação econômica.

O presidente comemorou a prioridade anunciada pelo governo dos Estados Unidos para que o Brasil se torne membro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e lembrou a edição de nova medida provisória que ajusta o salário mínimo dos atuais R$ 1.039 para R$ 1.045.

Além do ministro da Educação e do secretário de Cultura, participou da transmissão o secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Junior.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Humilde Iconoclasta disse:

    Cadê os analfabetos da "esquerda" que tanto me divertem com sua hipocrisia e incoerência se raciocínio?

  2. Berg disse:

    Chupa pastor Lula.

  3. Ricardo Carvalho disse:

    Atenção professores do Lula livre, não aceitem o aumento que o Bozo deu, vocês são resistência! Kķkkkķk

  4. Jr disse:

    Pessoal a definição do piso salarial dos professores não tem relação com a vontade do Presidente (Lula, Dilma, Temer, FHC, Bolsonaro, seja lá quem for). Seu cálculo é definido em lei federal e pode variar ano a ano para mais ou para menos.

  5. Luciano disse:

    O presidente odiado pelos esquerdistas está fazendo mais polos professsores do que os petistas que ironia.

  6. Paulo disse:

    Não fez mais que a obrigação. DAR CONTINUIDADE A UMA POLÍTICA QUE FORTALECE A EDUCAÇÃO E RECONHECE A GRANDEZA DOS NOSSOS PROFESSORES. Diga-se de passagem, ainda muito mau remunerados.

    • João Sem Braço disse:

      Dar continuidade não, que a esquerda não fazia isso.

    • Paulo disse:

      Em algum momento a política surgiu, se alguém continua isso é continuidade. Não me prendo a sua limitação partidária. 😱😱😱

  7. Zanoni disse:

    Cadê os petralhas da educação???? Cadê os petralhas do RN que são professores????

  8. Bento disse:

    Parabéns Presidente Jair Messias bolsonaro.
    Nada como grandes notícias para iniciar o dia.
    Chupa ptzada foia e gloibo
    Esse Ministro da Educação é nota 10 deeeeeeeeezzzzzzzz

Água mineral natural no RN amanhece mais cara nesta segunda com reajuste médio em 10%

Os garrafões de 20 litros têm aumento médio de 10% para o consumidor final. Foto: Divulgação

A água mineral natural tem preço reajustado a partir desta segunda-feira(02) em todo o estado do Rio Grande do Norte. O garrafão de 20 litros que custa para o consumidor final entre R$ 5 e R$ 7, com o reajuste, passa a custar entre R$ 5,50 e R$ 7,70, ou seja, uma elevação de cerca de 10%.

O motivo do aumento é o fato de os empresários da cadeia produtiva da água mineral não conseguirem absorver mais a subida dos salários dos funcionários e dos insumos, como energia elétrica, rótulos, tampas e lacres. Além disso, o setor ainda precisa enfrentar os altos custos do vasilhame produzido com material precificado em dólar, a moeda americana vem sofrendo reajustes exponenciais.

Em estados vizinhos o consumidor paga pelo garrafão valores bem mais elevados. Na Paraíba, por exemplo, o produto chega a custar R$ 10, e no Sudeste, em estados como São Paulo, o consumidor paga até R$ 18,00. Mais da metade da população potiguar consome água mineral natural em suas residências e em estabelecimentos comerciais.

O estado pode comemorar a alta qualidade da água mineral natural oferecida à população potiguar. São 22 fontes beneficiadoras em todo o RN que produzem cerca de 507 milhões de litros de água mineral natural engarrafada ao ano. O setor gera uma média de 10 mil empregos entre diretos e indiretos.44

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ewaldo disse:

    Tem que acabar com esse "LOBY" da água mineral e incentivar o processo de dessalinização da água do mar, será que o processo de "FABRICAÇÃO" da água mineral tem algum impacto com a alta do dólar ?????,. Absurdo. !!!!!!

  2. Jesus disse:

    Triste fim, decadência.

  3. Pedro Melo disse:

    Tomara que as empresas que vendem agua purificada, não subam o valor do garrafão. Purificada não é mineral

  4. Manoel disse:

    Eu não acredito que a governadora vai deixar esse aumento acontecer!!! Absurdo isso! Tem que congelar o preço da água mineral para resolver isso! Não adianta só congelar a gasolina e a carne não rsrsrs

OAB-RN aprova reajuste de anuidade para R$ 950,00 em 2020

Foto: Reprodução

O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte aprovou, durante sessão extraordinária realizada nessa terça-feira (19), a recomposição da anuidade para 2020.

O valor, que passa de R$ 870 para R$ 950, ficou abaixo da inflação acumulada nos últimos três anos. O índice aplicado foi de 9,2%. Os advogados e advogadas poderão pagar, até o último dia útil de janeiro, em cota única. Para esses, o valor permanecerá R$ 870,00, dentro de uma nova política de desconto também aprovada pelo Conselho.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Val Lima disse:

    Manter aquela sede faraônica de Candelária custa caro….

  2. Antonio Barbosa Santos disse:

    Para garantir defesa a inscritos envolvidos em crimes e nenhuma punição disciplinar, eu acho que o valor tá ótimo.

  3. Diogo disse:

    Nem todas as guildas acabaram com a idade média.

  4. Brasil e RN acima de tudo disse:

    Tem que acabar com os conselhos de classe mesmo, quem vai dizer se um profissional e apto para exercer sua função é sua formação e não o pagamento de uma anuidade.

  5. Amadeu disse:

    Poderíamos dizer um assalto aos bolsos dos filiados? Os outros conselhos não são tão caros e esnobes assim

    • Antonio disse:

      Esse aumento deveria ser revertido em serviços aos associados, anuidade caríssima.

  6. Capitão disse:

    O presidente tem que acabar com essa robalheira de conselhos, isso só serve para a turminha, igual a Sindicatos, quem quiser contribui tudo bem , quem não quiser é o seu direito.

  7. Magno Pegado disse:

    E o tão propalado e divulgado SUPERÁVIT?

  8. Alcio disse:

    Só essa besteira, a turminha recém formada dos mil conto sofre!

AL rejeita reajuste de 16,38% para servidores estaduais; subsídios para procurador e defensor público aprovados

Foto: Eduardo Maia

A Assembleia Legislativa aprovou, nesta quinta-feira (07), o projeto de Lei Nº: 0017/2019, de iniciativa do Governo do Estado, que institui o Conselho Estadual de Segurança Pública e de Defesa Social do Rio Grande do Norte (Consesp/RN), os Conselhos Comunitários de Defesa Social (CCDS) e dispõe sobre o Fundo Estadual da Segurança Pública e de Defesa Social (Funsep), a unanimidade. Quatro emendas foram encartadas ao projeto e também foram aprovadas a unanimidade pelos vinte a quatro deputados presentes em plenário.

“A aprovação desse projeto de Lei vai permitir que o Estado receba, nos próximos meses, recursos do Governo Federal direcionados para a segurança pública, principalmente, na aquisição de equipamentos para a Polícia Militar”, explicou o deputado George Soares (PL), líder do governo.

Durante a votação foi aprovado o projeto de Lei Nº: 0005/2019, que dispõe sobre o subsídio mensal dos defensores públicos do RN. Também foram aprovados os projetos de Leis Nº: 1224/2019 e o Nº: 0012/2019, que dispõem sobre a revisão do subsídio mensal dos procuradores da Assembleia e revisa o subsídio mensal dos Procuradores do Estado, respectivamente, todos por maioria dos votos.

Durante a votação da emenda ao projeto de Lei Nº 12/2019, de autoria do deputado Nelter Queiroz (MDB), que estendia o aumento salarial concedido aos procuradores do Estado, a todos os servidores públicos estaduais (ativos, inativos, pensionistas e da administração direta e indireta), de 16,38%, o líder do governo, George Soares (PL), encaminhou o voto de abstenção da bancada do Governo na Assembleia. “Para não atrapalhar a votação da emenda do deputado Nelter, eu encaminho o voto de abstenção da bancada do Governo”, explicou George. A emenda, portanto, foi prejudicada, não tendo os 13 votos necessários.

ALRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BC3331986GAC disse:

    A Forasteira e seu Bando, um dia pagará pelos danos causados a esse Estado.

  2. Tertu disse:

    Igualzinho ao governo luladrão que privilegiou os megaempresários, os gestores de órgãos públicos, ministros, todos corruptos e facções criminosas, essa guvernadora está com os mesmos propósito, ao restantes dos mortais e vulneráveis, no máximo uma esmola. E ao término do mandato continuarão cidadãos viciados em esmolas, já a casta nobre que participava dos banquetes, mais ricas ainda, e o país com mais desigualdade social. Uma lástima!

  3. Almir Dionísio disse:

    Esses deputados vão ter o troco nas proximas eleições.
    Se o estado tá falido então não pode conceder aumento p ninguém.
    Esse Governo tá um caos.
    Vai acabar com o RN

  4. Zanoni disse:

    Este é o verdadeiro governo do PT.

  5. M.D.R. disse:

    Boa tarde BG, quais os DEPUTADOS votam pro e contra.

  6. Renato disse:

    Estado com 3 meses de salários atrasados e mesmo assim reajustando subsídios dos Defensores e dos Procuradores, onde estes já recebiam (antes mesmo do aumento) os maiores salários do país para estes cargos. Ê RN!

  7. Vergonhoso disse:

    Foi estranho essa aprovação seletiva e discriminatória em um governo do PT, negando a quem ganha menos e dando a quem ganha mais. Começamos a testemunhar no RN a verdadeira história daqueles que dizem defender o povo, eles falam uma coisa e praticam outra. Essa situação é uma prova incontestável disso, dando a quem já tem muito e negando a quem precisa.
    Alguma dúvida? Os fatos estão postos, a situação de conhecimento público.

    • M.D.R. disse:

      Que vergonha do PT , tudo pela classe PROLETARIADO, mas de heraque. O que esse PT é experto em manipular, agora em distribuição de RENDA é péssimo. Somente a alta cúpula que tem direito altos SALÁRIOS e eis a prova na gestão de FATÃO .

  8. Mário disse:

    Procurador ganha mais de 30 paus, e ainda acha pouco é!!!!! Um Estado falido como o nosso não pode pagar salários nesses patamares. O teto salarial no fudido RN não deveria passar de 15 mil reais.

  9. Zé 100 disse:

    Já sabia que iria dar nisso.
    Agora só faltar o Estado responder onde foi parar o dinheiro da venda da folha dos servidores ao BB.

MP cogita ir à Justiça para garantir reajuste e não ficar no “miserê” de salário de R$ 24 mil

Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press

Diante da ameaça de um congelamento nos salários dos servidores de Minas Gerais – incluindo todos os poderes e órgãos – em razão do plano de ajuste fiscal negociado entre o Executivo e a equipe econômica do governo federal, pelo menos o Ministério Público já discute uma reação: recorrer à Justiça para assegurar um reajuste nos contracheques do órgão em 2020. A garantia foi dada pelo procurador-geral de Justiça de Minas, Antônio Sérgio Tonet, durante reunião da câmara de procuradores realizada em 12 de agosto – aquela mesma sessão em que o colega Leonardo Azeredo dos Santos reclamou de receber um “miserê” de R$ 24 mil.

O assunto veio à tona durante a apresentação da proposta orçamentária para 2020, que prevê um gasto bruto de R$ 1,979 bilhão com a folha de pagamentos no ano que vem. O projeto traz um reajuste de 5% no vencimento dos promotores e procuradores, que atualmente varia de R$ 30.404,42 a R$ 35.462,22, mas o próprio Antônio Tonet avisou que o índice é apenas uma “estratégia” para elevar o valor do orçamento e garantir uma margem para gastos dentro da rubrica de pessoal.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júlio disse:

    Kkk essa estória de salário miserê de 24 mil kkkkkk pegou mesmo e está bombando nas redes sociais. Jajá um pagodeiro vai fazer uma música do miserê kkkk Esse povo acha q porque passou em concurso pode fazer um rapa no caixa do Estado.

  2. nasto disse:

    ISSO É BRASIL

  3. Helio disse:

    Enquanto isso, os trouxas comemorando 500 conto do FGTS… MP fazendo a população de meretriz barata.

REAJUSTE: Salários de conselheiros do TCE-RN vão a R$ 35,4 mil

O Tribunal de Contas do Estado(TCE) reajustou em 16,38% os subsídios mensais dos conselheiros e dos representantes do Ministério Público de Contas.

A assinatura dos seus sete membros veio conforme resolução nº 007/2019. De acordo com ela, o conselheiro que ganhava R$ 30,47 mil passa a receber R$ 35,46 mil, enquanto o conselheiro substituto passa de R$ 28,95 mil para R$ 33,69 mil.

Por parte dos procuradores, o subsídio passa de R$ 29,65 mil para R$ 35,46 mil o de primeira classe. Na 2ª, que ganhava R$ 28,17 mil, vai receber R$ 33,39 mil. Por fim, o procurador de 3ª e última classe, sai de R$ 26,76 mil para R$ 32 mil.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. felipe sousa disse:

    agora muito mais eficiente seria impedir que o dinheiro publico que poderia ser usado para pagar policiais fosse usado para pagar juizes, conselheiros do TCE, procuradores e etc, porque todos esses tiveram aumentos salariais. O justo seria ninguem ter aumento, por uma questao de bom senso tambem. Vamos protestar contra aumentos dessa classe dominante que seria muito mais eficiente e nao ficar pedindo mais dinheiro.

    Interessante que a constituição JAMAIS disse que é obrigatorio o salário dessa classe dominante subir junto com o aumento dos ministros do STF; ela APENAS diz que não pode passar de 90,25% do que recebe um ministro do STF, mas nada alem disso. Só que a classe dominante é tão fuleira que, mesmo diante da crise do Estado do RN, faz uso da brecha da lei para garantir salários no limite máximo que é em 90,25%. Agora dizer que a lei manda que seja 90,25% ISSO JAMAIS EXISTIU EM NOSSA CONSTITUIÇÃO.

    As pessoas precisam ter ciencia disso, de que não é nenhuma ilegalidade um conselheiro do TCE deixar de ganhar 90,25% do salario do Ministro do STF. Apenas isso é o maximo que a Constituição permite, mas dizer que é a lei que obriga a ter essa vinculação, passou longe disso. É apenas um valor máximo que a Constituição estipula.

    E aí a sociedade civil, a OAB deveria sim, p/ proteger a sociedade do RN, intervir para impedir os aumentos dessa classe dominante, pois afinal a pergunta que nao quer calar: a crise so existe para os peões?! para a classe dominante a crise nao existe? Ta liberado os cofres publicos p/ conceder esse aumento imoral?! Espalhem essa verdade, o RN precisa se conscientizar disso e urgente!

    • Alcides disse:

      Essa safadeza inconstitucional acontece na maioria dos Estados Brasileiro. O STF simplesmente se cala sobre o assunto. Se falar que, como reajuste do STF, automaticamente aumenta do teto para quem ganha super-salários, como os AUDITORES ESTADUAIS.
      O resto, bem, o resto é resto.

  2. Alcides disse:

    Mas uma vez, usam o efeito "cascata" do STF, sem previsão legal nenhuma, para poder aumentar seus ricos salários.
    Juízes, Promotores, Procuradores, Conselheiros, todos escapam da crise, para poder manter nos eixos os demais otários do andar de baixo.
    E se fizerem greve, mando descontar no seu "salarinho" e ordeno que a PM desça o cacete.

  3. Rodrigo Alves disse:

    Larápios,apenas isso

  4. Almir Dionisio disse:

    Esse país e o RN não têm jeito mesmo, enquanto os servidores do executivo que a maioria ganha míseros salários e o governo ainda assim, atrasou 3 folhas sem previsão de pagamento, outras categorias privilegiadas, detém a maior parte de salários.
    É um absurdo isto, falta de respeito com os demais servidores.
    Greve geral.
    E eles ainda se acham no direito de tirar incorporações de servidores da saúde que trabalharam a vida toda em local insalubre.
    Pouca vergonha.
    Isto é Brasil – Isto é RN

  5. JUNIN disse:

    E nao tem dinheiro nè ???? e o estado está em colapso né???sei, sei, sei….!!!

  6. Minion de Peixeira disse:

    Remem, escravos…. mais rápido!
    Splat!

  7. Lope disse:

    Acho que esse ano nada aumentou 16%…

  8. escritor disse:

    retiraram o projeto que estava na assembleia legislativa. Pra que lei? Se eu mesmo posso me conceder aumento. Ora bolas.

  9. Ems disse:

    Crise ? Que crise ?

  10. Luciana Morais Gama disse:

    Bom demais!! Viva o RN!!

Permissionários farão protesto contra reajuste no condomínio, mas Ceasa ficará aberta nesta quarta-feira, 17

Foto: Reprodução Internet

Após uma reunião realizada no final da manhã desta terça-feira, 16, entre permissionários e a direção das Centrais de Abastecimento (Ceasa) de Natal, ficou decidido que amanhã – quarta-feira, 17 – haverá um protesto e não o fechamento completo do local, como forma de insatisfação contra na taxa de condomínio.

O presidente da Assucern (Associaçao dos Usuários da Ceasa do RN), Samuel Medeiros, confirmou que uma parte dos permissionários fará um protesto contra o aumento na taxa de condomínio e do Termo de Permissão Remunerada de Uso da Ceasa (TPRU), que, juntas, representam uma elevação de custos de 46%. “Não houve adesão total à paralisação das atividades. Portanto, a Ceasa ficará aberta, mas haverá protesto”, disse Samuel Medeiros.

Antes da reunião com a direção da Ceasa a posição dos permissionários era de fechamento total dos portões. No entanto, após a reunião, que durou cerca de uma hora, a ideia foi abortada e ficou decidido que o mercado ficará aberto, porém com parte dos permissionários fazendo protestos contra o reajuste aplicado pelo governo do Estado.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luladrão disse:

    O problema da Ceasa sempre foram as direções. E agora tá pior ainda, pois quem comanda é a ptralhada. Pobres permissionários.

  2. Cigano Lulu disse:

    Só quem faz protesto sem ir ao trabalho é a massa de manobra regida
    pela sindicalha pelega. Empreendedores não cruzam os braços, pois têm compromisso com a produtividade.

  3. #Lula na cadeia sempre disse:

    Essa praga PTralha aonde colocam as mãos eles quebram, roubam, estragam ….raça desgraçada

Câmara Municipal de Parnamirim mantém política de valorização e reajusta em 10% salário básico de servidores

O plenário da Câmara Municipal de Parnamirim aprovou, na sessão ordinária desta segunda-feira (10) o Projeto de Lei 056/2019, de autoria da Mesa Diretora, que reajusta em 10% os vencimentos básicos de servidores efetivos do quadro pessoal da casa legislativa. Agora, o projeto segue para sanção do Poder Executivo.

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Irani Guedes, o reajuste segue à risca à política de transparência e valorização do servidor implementada pela atual gestão. “Ao recebermos a Câmara, em 2017, os servidores nos procuraram para relatar uma perda salarial de 40%. Tentando amortizar, concedemos no mesmo ano 6% de aumento, mais 6% em 2018 e agora 10%, restando apenas 22% de déficit”, explicou Guedes.

O presidente da Câmara ainda ressaltou que a valorização dos servidores não se resume apenas ao reajuste salarial. O quadro de servidores efetivos e comissionados tem participado de cursos com foco no aperfeiçoamento profissional. “Os servidores efetivos e comissionados, através da Escola do Legislativo da Câmara, já receberam atualizações sobre licitação, além de Inteligência Emocional, Qualidade de Vida no trabalho, Recepcionista, dentre outros”, complementou Irani Guedes.

Reajuste do piso eleva folha da Educação no RN em R$ 88 milhões

A folha da Educação do Estado que ganhou reajuste de 4,17%, e começa a ser implantado em abril para professores especialistas em Educação Ativa e, em maio, para aposentados e pensionistas, representa um incremento de R$ 88 milhões. A informação é de Francisco do PT, relator da proposta do Governo do Estado na Assembleia Legislativa.

Pelo Projeto os vencimentos básicos de Professor e de Especialista de Educação, pertencentes ao Quadro Funcional do Magistério Público Estadual, cuja jornada de trabalho corresponda a 30 horas semanais ficam reajustados na proporção de 4,17%.

O reajuste previsto será implantado para os professores ativos a partir deste mês de abril e o retroativo em três parcelas nos meses de abril, maio e junho. Para os inativos e os pensionistas o reajuste será implantado a partir de maio e o retroativo será pago em sete parcelas.

A primeira parcela de 4,17% em junho e as demais parcelas no percentual de 2,085% nos meses de julho a dezembro deste ano.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Thiago Lopes disse:

    É preciso sempre lembrar, a verba de Educação não sai do tesouro estadual, é verba federal, Fundeb, já depositado com o aumento desde janeiro. O reajuste do piso não impacta em nada o caos já instalado no estado.

Seturn solicita reajuste de tarifa de ônibus para R$ 3,90

O SETURN apresentou requerimento administrativo solicitando a elaboração de cálculos pela STTU para aplicação do reajuste anual das tarifas.

O pedido de reajuste aponta tarifa de R$ 3,90, que deverá ser objeto de análise pela Secretaria, observando os critérios de elevação dos insumos que compõe o custo tarifário e também perdas de remuneração acumuladas nos últimos anos, além do número de usuários do serviço (pagantes, gratuitos e índice de fraudes).

Doze capitais já concederam

reajuste este ano e Natal precisa reajustar também. O reajuste anual é algo natural e acontece em todos os serviços públicos, assim como energia elétrica e água. É preciso que o contrato esteja equilibrado para que possam existir os investimentos na melhoria do serviço, não podemos esquecer que as gratuidades têm alto impacto na tarifa”, comenta Nilson Queiroga, consultor técnico do Seturn.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João B disse:

    Obscenamente cara, pela qualidade do serviço.

Aposentado do INSS que ganha acima do salário mínimo terá reajuste de 3,43%, maior do que o registrado no ano passado – (+2,07%)

Os aposentados e pensionistas do INSS que ganham mais que um salário mínimo (R$ 998, em 2019) terão reajuste de 3,43% neste ano, acima do registrado no ano passado (+2,07%). O teto do INSS, valor máximo pago pelo instituto, deve ficar em R$ 5.839,45.

O segurado que recebia R$ 2.000 de aposentadoria em 2018, por exemplo, passará a ganhar R$ 2.068,60, sem considerar o desconto do Imposto de Renda.

O índice usado para reajustar os benefícios acima do piso nacional é o INPC acumulado em 2018, divulgado nesta sexta-feira (11) pelo IBGE. Segundo a Secretaria da Previdência, a portaria que reajusta os benefícios previdenciários deve ser publicada em breve no Diário Oficial da União.

Os segurados que recebem um salário mínimo terão um reajuste maior. O valor mínimo pago nas aposentadorias e pensões segue o piso nacional, que passou de R$ 954 para R$ 998, o que equivale a um aumento de 4,6%.

Novos valores saem no pagamento de janeiro

Segundo a Secretaria da Previdência, os novos valores serão creditados para os segurados do INSS na folha de janeiro, que será paga entre 25 de janeiro e 7 de fevereiro.

As datas de pagamento variam conforme o valor a ser recebido e o número final do benefício, sem considerar o dígito. Por exemplo, se o número é 123.456.789-0, desconsidere o 0 (dígito). O número final é 9.

Para benefícios de até um salário mínimo

Clique aqui para ver o calendário completo de pagamentos de 2019.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    Um dos maiores absurdos é aposentado pagar imposto de renda. Esse reajuste devia ser pelo menos o reajuste dado ao salario mínimo . Judiciário, políticos , entre outros são " ESPECIAIS" . Foda-se o resto.

  2. Fagner disse:

    Enquanto isso o filhinho do Mourão recebe R$36.300,00. Pode isso Arnaldo?

  3. Cícero disse:

    Batendo ali com o reajuste do judiciário

Preço da gasolina nas refinarias tem neste sábado segundo reajuste no mês

O preço da gasolina nas refinarias vai passar neste sábado (8) para R$ 1,5585 por litro. O reajuste médio da Petrobras é de 1,60%. Esse é o segundo reajuste em dezembro. No dia 1º, o preço subiu para R$ 1,5339 e permaneceu neste patamar por quatro dias. Antes disso, estava por R$ 1,5007.

Nos dias 13 (R$ 2,2294) e 14 de setembro (R$ 2,2514), também houve elevação, mas depois ocorreram várias quedas consecutivas até o fim de novembro.

Já o diesel permanece a R$ 2,3606 desde 30 de setembro, quando o preço saiu de R$ 2,2964, valor que começou a ser cobrado em 31 de agosto.

A política de preços da Petrobras para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras segue o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais dos produtos, acrescentando os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, entre outros.

“A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço considera uma margem que cobre os riscos como volatilidade do câmbio e dos preços”, diz a Petrobras,.

Ainda de acordo com a empresa, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras não são os mesmos produtos à disposição dos consumidores nos postos de combustíveis. Para as distribuidoras, são ofertados combustíveis tipo A, como gasolina antes da combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel. Os produtos vendidos aos postos são formados pelo tipo A misturado a biocombustíveis.

Agência Brasil

‘É resgatar a dignidade da magistratura’, diz presidente do STF, Dias Toffoli, sobre reajuste

Foto: Evaristo Sá / AFP

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli , defendeu na noite desta segunda-feira reajuste dos salários dos juízes, sancionado pelo presidente Michel Temer , e admitiu explicitamente que o auxílio-moradia servia apenas como compensação financeira pela falta de recomposição salarial. Segundo o ministro, que participou de um evento promovido pelo site Poder 360, as únicas carreiras do serviço público que não tiveram reajuste nos últimos anos foi a magistratura e o Ministério Público.

— Isso (o aumento) é resgatar a dignidade da magistratura, do Ministério Público, e a gente não ter que viver com o pires na mão de um auxílio-moradia. Se não tivesse a sanção desse subsídio, o auxílio-moradia ia continuar, vamos jogar francamente. Não adianta querer enfrentar a realidade. A realidade está ali: se cai o auxílio-moradia e não tem subsídio, a magistratura para. Para, acabou. Quem é que vai pôr as pessoas na cadeia? Eles vão se “auto-pôr” na cadeia? Todo poder tem muito poder.

O ministro voltou a afirmar que o fim do auxílio-moradia irá compensar os custos do reajuste no Judiciário federal. Segundo ele, os magistrados terão inclusive perda de aproximadamente R$ 1.000 nos vencimentos, já que o auxílio-moradia não era tributado.

— Aqui ninguém vai tapar o sol com a peneira. O auxílio-moradia veio para cobrir essa injustiça (da falta de reajuste). É muito melhor dizer que veio para isso e agora nós vamos cassar, tanto que cassou. Fiz isso com transparência. Tiramos da frente o auxílio-moradia, e sobre ele não incide imposto de renda nem contribuição previdenciária.

Os cálculos do Supremo sobre o impacto, no entanto, não leva em conta o efeito cascata do reajuste sobre as Justiças estaduais – que vinculam os salários de seus magistrados aos da Suprema Corte – e nos poderes Executivo e Legislativo, uma vez que o salário dos ministros é a referência para o teto do funcionalismo público. Toffoli disse que será necessário a partir de agora se rediscutir as regras de vinculação.

— Se outras carreiras agora vão reivindicar porque o teto aumentou, nós temos de rever o teto. Tem que acabar com esse teto, porque o teto virou piso. Tem algum juiz no Brasil que ganha menos do que um ministro do Supremo? A lei que o presidente Temer sancionou é para a magistratura federal, não para a estadual. O fato é que nós temos de redefinir essa questão relativa ao teto.

Segunda instância

Toffoli confirmou que o julgamento da ação que discute a execução da pena a partir da condenação em segunda instância será entre março e abril. O tema pode atingir diretamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que começou a cumprir pena em Curitiba após a condenação pelo Tribunal Regional Federal.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tião disse:

    Uma justiça superior que só declara ilegal uma verba que recebe, quando ela é substituída por outra, mais imoral ainda. Pior que condicionou o julgamento ao público, sem a menor cerimônia, é um país imitando a cidade de sucupira.

  2. Marcelo disse:

    Resgata só o poder econômico, pq dignidade não se resgata com aumento salarial e sim com ações éticas e morais.

  3. sadi sadi disse:

    Gostaria de saber de toffoli se o salário dele agora está bom! Sera oque precisa ser feito para que os políticos tivessem o minimo de conciencia, quando eles deitasse em sua cama e lembrasse daqueles que nao teve a mesma oportunidade e vive no aperto comou que sou obrigado a sobreviver com apenas 97 reais que recebo do bolsa família. Eu sofri enfarto e nao consigo trabalhar . E nao posso fazet esforço. Nao é porque nao quero e sim poque consigo. Entre eu ha milhares de pessoas com o mesmo problema. Sera que eles nao tem coração? tente refletir. Nada e de ninguem quando vcs morrer vai ficar tudo. E nao poxera levar seus bens? nem seus milhões no caixao. E vai apodrecer na mesma terra em que estou. Sem diferenca alguma.

  4. euzim disse:

    Realmente não era nada digno para esses vermes o salário de 33 mil reais, mais auxílio-moradia, paletó, dezenas de penduricalhos e verbas indenizatórias, privilégios mil, 60 dias de férias…imagina se o contribuinte, que banca esses marajás, tem alguma dignidade.

  5. Rubim disse:

    É o resgate do efeito cascata isso sim. E o povo que se foda, essa brincadeira vai custar pro bolso do contribuinte 4 bilhões. E o restante dos servidores público, vai resgatar o que??

  6. Pedão disse:

    A inflação só atinge a Magistratura? O último "resgate da dignidade", expressão do Ministro Dias Toffoli, para a Polícia Civil do RN, foi em 2014 no governo de Rosalba, pago de forma parcelada, vindo a terminar no governo Robinson. De 2014 a 2017 a inflação bateu os 25% no acumulado, perdemos 1/4 dos salários. A Polícia Civil, citada, não tem Poder para obrigar (chantagear) que "resgatem nossa dignidade", como fez o Judiciário, tão pouco pode fazer greve para reivindicar seus direitos, como assim determinou o Judiciário. Igualmente encontram-se nessa situação as demais carreiras do Executivo. Vimos recentemente a população ir às ruas contra a corrupção dos políticos, as próximas manifestações já tem alvo!

    • Lutemberg disse:

      Perfeitas suas palavras. Vivemos hoje uma autêntica ditadura por parte do judiciário e do MP, que têm em suas mãos o poder de, literalmente, chantagear os políticos para conseguirem o que desejam, e o restante dos servidores, que se lasquem!

  7. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Sei não viu…
    Esse país tem cada uma.
    Ainda ter que vere e ouvir um Ministro do STF falar em resgatar diginidade com reajuste dos salários dos juízes quando muitas decisões desse colegiado colide, barra ações que invocam direitos e o direito adquirido contidos na carta magna.
    É uma piada esse país.

  8. LULADRÃO disse:

    Fica difícil falar em dignidade para quem concede e para quem recebe esse aumento. A maioria da população recebe 1 salário mínimo e com ele paga todas a contas. A maior parte do funcionalismo municipal, estadual e federal não tem aumento há anos. Vivemos uma crise de desemprego, fechamento de milhares de empresas e quem já recebe sala´rios de 30, 40, 10 , 200 mil se auto concede aumento salarial é uma vergonha. Infelizmente existe uma relação promíscua entre os poderes e por isso acontecem esses absurdos.

Nova tarifa com reajuste de 13,45% para o transporte interbairros em Parnamirim começa a valer a partir deste sábado

A nova tarifa com reajuste de 13,45% para o transporte interbairros em Parnamirim será aplicada a partir deste sábado (15). Com isso, as linhas de 1 a 5 passarão a cobrar R$ 3 pela passagem, que antes custava R$ 2,65, enquanto a tarifa da linha 6 passará a custar R$ 4 ao invés da anterior, de R$ 3,55.

De acordo com Marcondes Pinheiro, titular da Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Social e Mobilidade Urbana (SESDEM), o reajuste anual foi discutido com o Conselho Municipal de Transportes e Tarifas (CMTT), formado por diversos órgãos e instituições do poder público, cooperativas e representantes da sociedade civil.

O reajuste das tarifas para o transporte interbairros foi publicado no Diário Oficial do Município do último dia 11, por meio do Decreto N.º 5.939, de 05 de setembro de 2018.

QUEM DECIDE SOBRE O REAJUSTE TARIFÁRIO

As decisões do CMTT – Conselho Municipal de Trânsito e Transportes são tomadas por representantes dos seguintes órgãos e instituições governamentais: DETRAN/RN – Departamento Estadual de Trânsito; DER/RN – Departamento de Estradas e Rodagem; CPRE RN – Comando da Polícia Rodoviária Estadual;

E ainda, a SETRA – Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes; SEMOP – Secretaria Municipal de Obras Públicas e Saneamento; SEMSUR – Secretaria Municipal de Serviços Urbanos; e SELIM – Secretaria Municipal de Limpeza Urbana.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    O melhor de tudo é a população aceitar calada, e ainda por cima esse tipo de transporte não paga nada de ISS. Viva Parnamirim!!

Reajuste do Bolsa Família será anunciado ainda este mês

Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar TerraWilson Dias/Agência Brasil/Arquivo

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, afirmou nessa quinta-feira (15), no Palácio do Planalto, que o reajuste do Bolsa Família será anunciado ainda este mês. Questionado sobre o valor, ele disse que será maior que a inflação, mas que o percentual ainda está sendo definido.

“Provavelmente [o reajuste] vai ser anunciado agora no mês de março e deve vigorar provavelmente no final de abril ou maio. A ideia é dar um reajuste acima da inflação. E estamos estudando uma forma de compensar o aumento do preço do gás, mas ainda não está acertado [como isso será feito]”, disse o ministro. Perguntado por jornalistas se o reajuste será de 5%, ele chegou a dizer que poderia ser esse valor “ou mais”, mas reiterou que a questão ainda estava sendo definida.

Plano Progredir

O ministro falou com a imprensa essa noite após cerimônia do Plano Progredir, que tem ações de capacitação, incentivo ao empreendedorismo e acesso ao mercado de trabalho e vai disponibilizar R$ 3 bilhões por ano em linha de microcrédito para o público-alvo investir em pequenos negócios. A ideia do governo com o Progredir, disse o ministro, é fazer com que as famílias que recebem o Bolsa Família “percam o medo” de ter empregos formais.

Com o plano, famílias continuam recebendo o benefício por dois meses após firmarem contrato de trabalho formal. E, mesmo deixando o Bolsa Família após esse período, voltam a receber o benefício se perderem o emprego.

Na cerimônia de hoje foram divulgados os primeiros resultados do Progredir. Lançado no final setembro, o plano chegou a R$ 1,94 bilhão em microcrédito, além de 68 mil empregos formais e qualificação profissionais de 84 mil pessoas. Terra destacou que o governo Michel Temer encontrou um Bolsa Família que não reduziu a pobreza, justificando a criação de programas auxiliares, como o Progredir.

“A existência dos programas de transferência de renda não foi suficiente para reduzir a pobreza, só [para atenuar] a questão da pobreza extrema. Mas eles não reduziram o número de pobres. A pobreza no Brasil continua intacta. Acho que o Plano Progredir faz parte dessa nova maneira de pensar a questão do Bolsa Família”, destacou.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Romualdo disse:

    Onde estão os Patos paneleiros que viviam atacando o Programa Bolsa Família?
    Ah, agora pode, é?