Fim de semana reserva calor no RN, com temperaturas que podem chegar a 38º; pancadas de chuvas isoladas também na previsão

Fotos: Getty Images e Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte lançou a previsão para o fim de semana no estado.

Segundo a previsão, a predominância de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões. Poderão ocorrer pancadas de chuvas fracas ao longo da faixa litorânea Leste devido a influência do sistema de brisa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Boi Tungão disse:

    Moleira da boiada 🐂 pega 🔥

Feriadão no RN tem previsão de calor com possibilidade de pancadas de chuvas no litoral por influência do sistema de brisa; veja cidades

Foto: Ilustrativa/Reprodução

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) comunica a previsão para o feriadão no Estado, com predominância de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões.

Segundo a Emparn, poderão ocorrer pancadas de chuvas fracas ao longo da faixa litorânea Leste devido a influência do sistema de brisa.

Influência da brisa dita a previsão do tempo em Natal, região e no interior neste fim de semana com feriado da Independência na segunda; confira

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa a predominância de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas fracas no Leste, devido a influência do sistema de brisa, neste fim de semana que emenda com feriadão da Independência na segunda-feira(07)

No interior, a Emparn informa que a condição predominante terá variação do céu parcialmente nublado a claro.

Corticoide reduz tempo que pacientes adultos da Covid-19 precisaram de respirador mecânico, mostra estudo

Foto: Yves Herman/Reuters

Pacientes adultos internados com quadro grave de coronavírus que receberam corticoide ficaram 2,6 dias a menos no respirador mecânico que os pacientes que não receberam a droga. A conclusão é de um estudo brasileiro publicado nesta quarta-feira (2) na revista científica Journal of the American Medical Association (JAMA).

Os cientistas acompanharam 299 pacientes submetidos ao respirador mecânico por causa da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), internados em 41 UTIs do país. A idade média do grupo era de 60 anos.

Segundo os pesquisadores, o corticoide foi capaz de recuperar mais rapidamente o pulmão dos pacientes, diminuindo a permanência deles na ventilação mecânica e, consequentemente, diminuindo as chances de complicações da doença.

Chamado de Coalizão III, o estudo foi conduzido por um grupo de hospitais, rede e instituto de pesquisas nacionais intitulado Coalizão Covid-19 Brasil, que avalia a eficácia e a segurança de potenciais terapias para pacientes com coronavírus. A iniciativa conduz nove estudos ao todo.

Um dos primeiros estudos a relacionar o corticoide com uma melhora nos casos graves de coronavírus foi realizado pela Universidade de Oxford. Publicado em 16 de junho, a pesquisa britânica mostrou que diminuiu em um terço a taxa de mortalidade de pacientes entubados.

Entenda o que faz um corticoide barato ser apontado como 1º remédio capaz de reduzir mortes por Covid

Da classe dos corticosteroides, a droga que age como um anti-inflamatório e imunossupressor (inibe a ação do sistema imunológico). Sua forma de ação, seja como anti-inflamatório como imunossupressor é diferente de acordo com a dose aplicada.

O que diz a OMS

Ainda nesta quarta, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma revisão de estudos, em formato de meta-análise que compilou os resultados do Coalizão III e de outras pesquisas que utilizaram corticoides em Covid-19. Os resultados demonstraram, em linhas gerais, que a administração de corticoides reduz a mortalidade em pacientes graves com coronavírus.

Com base na revisão dos estudos, a OMS também publicou orientações sobre o uso do medicamento nesta quarta.

“Recomendamos corticosteroides para o tratamento de pacientes críticos com casos graves da Covid-19. Sugerimos não usar corticosteroides no tratamento de pacientes que não tenham casos graves da Covid-19”, informa documento da OMS.

O documento também informa que os corticoides fazem parte da lista de medicamentos essenciais da OMS, e que eles estão “disponíveis em todo o mundo a um baixo custo”.

G1

Influência do sistema de brisa deverá provocar pancadas de chuvas no leste potiguar neste fim de semana; veja previsão

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que entre esta sexta-feira(24) e domingo(26), haverá predominância de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas fracas no leste, devido a influência do sistema de brisa.

No interior, a Emparn informa que a condição predominante será variação do céu de parcialmente nublado a claro.

Previsão de novas pancadas de chuvas em Natal e região entre esta quinta e sábado; confira

Foto: Reprodução/Emparn

A influência da brisa e instabilidades de origem oceânica continuam predominantes no Leste potiguar, trazendo novas previsões de clima frio e pancadas de chuvas. As informações são da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn), que ainda destaca céu parcialmente nublado em todas as regiões do Estado no período que compreende esta quinta(18) a sábado(20).

Covid-19: Testagens incorretas e tempo de recuperação mais longo podem estar relacionados ou confundidos com “nova contaminação”

Foto: Ilustrativa

Com base nas poucas informações disponíveis até agora sobre o novo coronavírus, há sinais de que, para as pessoas infectadas que apresentam sintomas mais graves, o processo de recuperação da covid-19 parece ser longo.

E, quanto mais invasivo (e duradouro) for o tratamento recebido, mais tempo isso costuma levar.

A seguir, a BBC tira dúvidas, de acordo com os dados científicos disponíveis até agora.

E se eu tiver apenas sintomas leves?

A maioria das pessoas que desenvolvem a covid-19 tem apenas sintomas leves de tosse ou febre. Mas também podem sentir dor no corpo, fadiga, dor de garganta e dor de cabeça.

A tosse é inicialmente seca, mas algumas pessoas acabam tossindo também muco, contendo células pulmonares mortas pelo vírus.

Esses sintomas são tratados com descanso, muita ingestão de líquidos e analgésicos como paracetamol.

Para estas pessoas, o tempo de recuperação parece ser rápido: a febre costuma baixar em menos de uma semana, embora a tosse perdure por mais tempo.

Uma análise da OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre dados de pacientes chineses aponta que, nesses casos, a recuperação ocorre, em média, em duas semanas.

E se eu tiver sintomas mais sérios?

Para alguns, a doença pode ficar muito mais séria. Isso tende a acontecer entre sete a dez dias depois da infecção.

A transformação pode ser repentina. A respiração fica mais difícil, e os pulmões ficam inflamados. Isso acontece porque, embora o sistema imune do corpo esteja lutando contra a infecção, ele exagera em sua reação, fazendo com que o corpo inteiro sofra efeitos colaterais.

Isso significa que alguns pacientes precisam ser hospitalizados para receber oxigênio.

“A falta de ar pode levar um tempo considerável para melhorar”, disse à BBC a médica britânica Sarah Jarvis. “O corpo vai tentar se recuperar do excesso de danos e da inflamação.”

Segundo Jarvis, nesses casos, o tempo de recuperação costuma variar entre duas e oito semanas, e a sensação de cansaço perdura.

E se eu precisar ser internado em uma UTI?

O estudo da OMS estima que uma a cada 20 pessoas vai precisar de cuidados intensivos, que podem incluir sedação e uso de respiradores mecânicos.

Qualquer internação em UTI, independentemente da doença, exige tempo para o paciente se recuperar. Eles são levados então para a ala de internação regular do hospital antes de voltarem para casa.

A médica Alison Pittard, reitora da Faculdade de Medicina de Cuidados Intensivos do Reino Unido, diz que a volta à vida normal pode levar de 12 a 18 meses, depois de qualquer período passado em uma UTI.

Para quem passa muito tempo em uma cama hospitalar, ocorre a perda de massa muscular. Pacientes sentirão fraqueza, e os músculos precisarão de tempo para se fortalecer novamente. Para alguns, será necessário fazer fisioterapia para voltar a andar.

Por causa do estresse sofrido pelo corpo em uma UTI, há também a possibilidade de o paciente sofrer delírios ou problemas psicológicos.

“Parece haver um elemento adicional com esta doença: a fadiga viral é definitivamente um fator enorme” no estresse sobre o corpo, diz Paul Twose, fisiterapeuta de UTI no País de Gales.

Há relatos de pacientes em países como China e na Itália queixando-se de fraqueza no corpo inteiro, falta de ar depois de atividades simples, tosse persistente e respiração irregular. E que precisam de muitas horas de sono para se sentir bem.

“Sabemos de pacientes que têm precisado de um longo período, potencialmente meses, para se recuperarem.”

Mas é difícil generalizar. Algumas pessoas passam períodos relativamente curtos sob cuidados críticos, enquanto outros precisam passar semanas internados usando respiradores mecânicos.

O coronavírus pode afetar minha saúde de longo prazo?

Não sabemos ao certo, já que não temos dados históricos amplos, mas podemos tirar lições de outras doenças semelhantes.

A síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) se desenvolve em pacientes cujos sistemas imunológicos entram em sobrecarga, causando danos aos pulmões.

“Há dados indicando que, mesmo cinco anos depois, algumas pessoas podem continuar tendo dificuldades físicas e psicológicas”, afirma Twose.

O médico James Gill, clínico geral e palestrante na Escola Médica de Warwick, no Reino Unido, diz que, em alguns casos, é necessário apoio para restaurar a saúde mental do paciente.

“Quando você tem dificuldades respiratórias, o médico diz: ‘Precisamos te colocar em um respirador. Você vai precisar dormir. Quer se despedir da sua família?’. Não é surpreendente que isso cause estresse pós-traumático nos pacientes mais graves. Para muitos, ficam cicatrizes psicológicas significativas.”

É bom ressaltar que até em casos mais leves de covid-19 pacientes podem ficar com problemas de longo prazo, como fadiga.

Eu posso adoecer da codiv-19 mais de uma vez?

Isso ainda é motivo de muita especulação, mas ainda há poucas evidências concretas sobre a duração da imunidade à covid-19. Acredita-se que pacientes que tenham conseguido vencer o vírus provavelmente criaram imunidade a ele, embora não haja dados suficientes a respeito.

Há relatos de pacientes sendo infectados mais de uma vez, mas acredita-se que isso se deva a testagens incorretas.

A questão da imunidade é uma das mais importantes no momento, para se entender quando medidas de isolamento social podem ser relaxadas e o quão eficientes serão as futuras vacinas contra o novo coronavírus.

Com informações da BBC

Dependendo do tempo da quarentena, muitas empresas vão desaparecer, diz Luiza Trajano

Foto: Ana Paula Paiva/Valor

A empresária Luiza Helena Trajano disse que dependendo do tempo da quarentena, muitas empresas, especialmente as micro, pequenas e médias vão desaparecer.

“Após superarmos a fase de isolamento, que é necessária, sem dúvida, o que me preocupa muito é o quadro que iremos enfrentar na economia. Dependendo do tempo de quarentena, muitas empresas, especialmente as micro, pequenas e médias, irão desaparecer, e muitas das grandes terão que demitir equipes, agravando ainda mais o enorme quadro de desemprego que tínhamos pré-crise. Estudiosos estão falando em dezenas de milhões”, escreveu em texto publicado nas redes sociais na noite de ontem.

“Estávamos em um momento de expectativa de recuperação gradual da economia, mas um impacto deste tamanho irá trazer consequências graves que deverão levar muitos anos para serem recuperadas, e com grandes consequências sociais para o Brasil”, escreveu.

A empresária, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza, já havia publicado um vídeo dias atrás em rede social em que pede que empresas evitem demitir funcionários.

Agora, no texto recém-publicado, ela diz que é “hora da verdadeira união de forças contra um inimigo comum que está assolando o mundo e do próximo que virá, o risco da miséria. Não é hora de vaidades ou discussões sobre competências, a população já estava cansada disso, e agora não admitirá divisões com objetivos eleitoreiros ou de aumento de poder”.

“É necessário focar todos os esforços na saúde pública e na recuperação da economia. Quem não participar ativamente, com todos os esforços possíveis da solução destes problemas, pagará um preço histórico”.

Na avaliação dela, as medidas econômicas “não podem esperar”.

“É necessário caminhar rapidamente com planos que possibilitem a tranquilidade já durante a quarentena, em todos os níveis: Executivo, Legislativo e Judiciário, da União, Estados e municípios, para que haja condições para que os cidadãos não sejam assombrados com o fantasma do desemprego e da insegurança financeira para sustentar suas famílias”.

Ela reforça que o IDV, instituto do varejo, do qual faz parte, tem propostas para discutir com a sociedade soluções para o período. O Valor publicou ontem essas propostas.

Ela defende o avanço das reformas já em discussão, além da injeção de “muito dinheiro na economia”, como já está anunciando os EUA, e incentivos para empresas evitarem demissões, além de programas de incentivos para a população.

“Temos um longo trabalho pela frente, e nunca na história precisamos tanto dos governantes, que devem pensar e agir em conjunto com o único objetivo de vencermos a crise da saúde e a grave crise econômica que se anuncia”.

Valor

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. LEO disse:

    O Brasil emergiu da pandemia de 14 anos do pt,imagina de uma gripinha dessa!!!!

  2. Francisca disse:

    Não vai não Não vai não, aposto!!
    O brasileiro é tinhoso, tem memoria curta, ja ja esquece a pandemia, não aquentam passar muito tempo coçando o saca de jeito nenhum.
    No máximo 15 dias.
    Depois disso, vai todo mundo pro pau, pode vim quem vier.
    Vcs vão vê.
    De hoje a 15 dias, o País volta a pipocar de novo.
    Avante meu Brasil!!
    Não pandemia que segure.
    Todos vam vê.
    Principalmente nos, povo nordestino que tem côro grosso.
    Pode esperar.

  3. Jefferson disse:

    Essa senhora na hora que se trata de política interna ela é agarrada nas saias do PT e mamar no "socialismo" mas na hora que o negócio ameaça o patrimônio dela ela que botar o povo tá se expor ao virus.

  4. Jefferson disse:

    e quantas pessoas vão desaparecer com sua pressa senhora empresária?

  5. Verônica disse:

    Injeção de muito dinheiro significa abastecer o caixa das empresas pra ficarem pagando uma miséria de salário ao trabalhador
    Ou seja, tirar dinheiro do trabalhador pra pagar o trabalhador. E o empresário contribui com o que mesmo?

    • Neco disse:

      Contribui criando negócios, inovando, empreendendo a partir do zero. Negócios que fazem coisas, coisas que as pessoas compram para ter uma vida melhor. De quebra empregam e geram impostos. Agora querem que empresário não lucre ou viva igual aos trabalhadores. Se for para fazer isso, é melhor fechar as portas e virar alto burocrata (o trabalhar para outros sem os riscos empresariais inerentes). Mas se todos fizerem isso, nem burocrata vai ter dinheiro (dos impostos) ou ter o que consumir. Quem se acha explorado, trabalhe por conta própria. E se tá achando que ao se entregar os mesmos recursos para todos haverá os mesmos resultados, é não conhecer nada das dispares motivações, talentos e esforços humanos. Há pessoas muito díspares em ambientes totalmente isonômicos. No fundo, empresário não precisa de gostar dos seus empregados, precisa agradar os empregados dos outros, vendendo-lhes algo que valha o seu dinheiro. E quanto mais os empregados (dos outros – mas tudo se cruza) melhorarem de vida material (deixe o lado espiritual no seu devido lugar), melhor para o empresário, melhor para todos os trabalhadores. Não precisa ser bonzinho, o capitalismo malvado produz bons resultados, independentemente das intenções.

Tempo limite de espera em filas de banco se torna Lei no RN

Foto: Eduardo Maia

O deputado estadual Hermano Morais (PSB) destacou, na manhã desta quinta-feira (20), o projeto de lei de sua autoria que trata da obrigatoriedade das agências bancárias, correspondentes bancários, casas lotéricas, bancos postais e outros do gênero, colocarem à disposição dos usuários pessoal suficiente em todos os seus setores, para que o atendimento seja efetivado em tempo de no máximo 30 minutos.

“Venho com alegria tratar desse assunto que me interessa na condição de bancário. E sei que apesar da tecnologia disponível, existe um número insuficiente de pessoas para atender os consumidores. Essa lei disciplina essa questão para garantir ao consumidor um atendimento digno, a altura do que ele paga para esse serviço”, disse.

De acordo com a Lei Nº 10.699, promulgada nesta quinta-feira (20) pelo Diário Oficial da Assembleia Legislativa, as agências bancárias e seus correspondentes (casas lotéricas, bancos postais) ficam obrigados a fornecer aos seus usuários o comprovante com o horário em que os mesmos tiverem acesso às filas, como também o tempo previsto durante o atendimento.

A fiscalização do cumprimento desta Lei e as aplicações das penalidades competem ao órgão Estadual de defesa do Consumidor (Procon/RN) ou a entidade municipal e/ou legislativo assemelhada formalmente conveniada. A Lei entrará em vigor em no máximo 60 dias contados a partir da publicação.

Reforma da Previdência

Ainda em pronunciamento na Assembleia Legislativa do RN, Hermano Morais tratou da Reforma da Previdência estadual. “Essa questão chega ao RN como chega a todos os estados e é uma situação que precisa ser enfrentada. Com o aumento da expectativa de vida dos brasileiros, surge um desequilíbrio e a necessidade de se rever a questão previdenciária. Essa discussão foi adiada por muito tempo no Brasil e isso não pode demorar mais”, argumentou.

O parlamentar destacou o prazo para conclusão da reforma, sob pena de o Estado perder o direito de receber transferências de recursos federais. “O que seria um caos total para um estado em crise como o Rio Grande do Norte”, destacou.

Em aparte, o deputado George Soares (PL) destacou a importância do tema. “É uma discussão importante, dolorosa e inadiável. É um caminho sem volta. Todos os estados do Brasil já fizeram suas reformas e é bom dizer aos servidores que esse é um projeto doloroso para todos”, finalizou.

ALRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Pinheiro disse:

    Essa lei deveria ser extensiva ao péssimo serviço prestado na UNICAT, onde a população é humilhada esperando por medicamentos que nunca chegam!

  2. Ara disse:

    Essa Lei é de abrangência a nível Estadual ou seja , válida para todo o Estado, o que tínhamos era Leis em alguns municípios incluindo Natal!

  3. Manoel disse:

    Eh muito fácil esses políticos criarem tempo de espera e multa pra instituições privadas… Pq não criam tb pras instituições públicas?

  4. Paulo disse:

    Isso é lei a muito tempo. Só que os bancos não respeitão , e Hermano só tá querendo aparecer já que esse ano é um ano de política. Esse candidato é muito fraco.

  5. Gledson disse:

    Deveriam aplicar essa lei no Detran RN !

ETs e OVNIs seriam cientistas que viajaram no tempo e vieram do futuro, sugere professor em livro

Em livro, professor de biologia antropológica traz olhar científico para a teoria que diz que os Extraterrestres podem ser humanos do futuro, que visitam nosso tempo para realizar estudos. Foto: Reprodução

E se os extraterrestres que nos visitam em discos voadores não são de fora da Terra? E se eles forem humanos, viajantes no tempo, e suas naves sejam máquinas temporais? Certamente essa ideia não é nova, mas o professor de biologia antropológica Michael Masters decidiu dar um olhar científico para essa hipótese.

Em seu livro “Identified Flying Objects” (Objetos Voadores Identificados, em inglês), Masters propõe um olhar mais cuidadoso nas mudanças evolutivas de longo prazo na biologia, cultura e tecnologia humanas, no que se refere à questão dos “OVNIs” e “Extraterrestres”.

“Sabemos que estamos aqui. Sabemos que os seres humanos existem. Sabemos que tivemos uma longa história evolutiva neste planeta. E sabemos que nossa tecnologia será mais avançada no futuro”, afirma o pesquisador, em entrevista ao site Space.com. “Eu acho que a explicação mais simples, por natureza, é que somos nós [OVNIs]”, completa.

Masters baseia sua ideia em sua experiência em antropologia. “Como antropólogo, trabalhei em inúmeras escavações arqueológicas na África, França e nos Estados Unidos. É fácil conceber quanto mais poderia ser aprendido sobre nossa própria história evolutiva, se atualmente possuímos a tecnologia para visitar o passado”, afirma em seu site oficial.

Até as supostas abduções pelos alienígenas o pesquisador coloca na conta dos viajantes do tempo. “Os alegados relatos de sequestro são principalmente de natureza científica”, disse Masters. “Provavelmente são futuros antropólogos, historiadores, linguistas que estão voltando para obter informações de uma maneira que atualmente não podemos sem acesso a essa tecnologia”.

O livro do antropólogo vai além: cientistas do futuro não seriam os únicos seres humanos a nos visitar. Masters acredita que as viagens no tempo também podem ser uma grande indústria turística no futuro. “Sem dúvida, no futuro, existem aqueles que pagarão muito dinheiro para ter a oportunidade de voltar e observar seu período favorito na história”.

Olhar Digital, via Futurism

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nono Correia disse:

    Quero ficar doidão assim nesse fds!

  2. Filho de Bolsonaro disse:

    TEUC*

  3. Rafael disse:

    Erva da boa !!! Kkkkkkkkk

  4. Бруно disse:

    O interior do planeta Terra é repleto de túneis, existes várias cidades intraterrenas, quando o eixo da Terra sofrer a catastrófica inclinação, seremos resgatados, passaremos um longo período no interior do planeta sendo instruídos por nossos irmãos intraterrenos super evoluídos mental e espiritualmente. Após o cataclisma, quando tudo aqui em cima se estabilizar, voltaremos para nosso lar, será uma nova Terra, uma nova atmosfera, o planeta estará geologicamente modificado. Estas informações a ciência e a religião não vai compartilhar com você, mas saiba, não estamos sozinhos, a humanidade caminha para uma nova Era de paz e luz, o planeta e a humanidade passará por momentos difíceis, prepare sua consciência para o mundo espiritual e para o mundo intraterrenos, quem tiver medo ficará em estado de sono, aqueles que conseguirem aceitar a nova realidade vai adquirir muito conhecimento, conhecimento que será fundamental para o momento em que retornarmos.

Natal, região e interior devem ter céu parcialmente nublado e mais chuvas entre esta sexta e domingo; veja previsão nos municípios

Foto: Reprodução

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) confirma novas previsões de céu nublado e pancadas de chuvas na capital potiguar, região e ainda no interior, no período que compreende esta sexta(10) até domingo(12). Vórtice ciclônico de altos níveis, comuns na região nordeste no período de verão, são os responsáveis pela instabilidade climática.

Carnatal e Festival Halleluya: previsão de calor e ausência de chuva entre esta sexta e domingo

Foto: Reprodução/Clima Tempo

Entre esta sexta(13) e domingo(15) a capital potiguar está fervendo com dois grandes eventos, reconhecidos pelo país, e que atraem multidões: o Carnatal e o Festival Halleluya. Para isso, o potiguar e turista que se encontra na capital potiguar está de olho no tempo.

Segundo o Clima Tempo, maior site de meteorologia do Brasil, o destaque é para a possível ausência de chuva no período, com temperaturas que podem chegar aos 32º, e previsão de mínima, quanto acontecem os eventos, em 24º.

Usar demais o cérebro pode diminuir seu tempo de vida, diz estudo

Foto: (imaginima/Getty Images)

Utilizar o cérebro por muitas horas ao longo dia, seja para trabalhar ou para estudar, pode resultar em cansaço e até crises de estresse. Mas, de acordo com um estudo realizado por cientistas da Faculdade de Medicina de Harvard, Estados Unidos, o uso excessivo do cérebro também pode ser relacionado com a morte precoce – antes dos 80 anos. Pensar menos talvez seja uma das saídas para viver por mais tempo.

Publicada na revisa Nature, a pesquisa indica que quanto maior a atividade das células cerebrais, maiores as chances de essa frequência acabar se tornando prejudicial ao ser humano. Para realizar o estudo, pesquisadores de Harvard analisaram tecido cerebral, que havia sido doado para bancos de cérebros humanos, de indivíduos na faixa etária dos 60 e 70 anos e de pessoas que viveram por mais de 100 anos.

Depois da análise, eles perceberam que os indivíduos que faleceram antes de completar 80 anos apresentavam, no cérebro, níveis mais baixos da proteína REST – responsável por absorver os genes que estão envolvidos na atividade cerebral – do que pessoas que morreram próximas aos 100 anos ou mais velhas. Essa proteína, conhecida como Fator Silenciador Restritivo aos Neurônios, já foi apontada como uma protetora contra a doença de Alzheimer.

Como não é possível medir os níveis de REST em pessoas vivas, os pesquisadores utilizaram lombrigas e camundongos para testar o desempenho dessa proteína em melhorar a expectativa de vida. Nos animais em que eles aumentaram a quantidade de REST, a atividade cerebral se reduziu e esses animais conseguiram viver por mais tempo. Aqueles que não tiveram níveis de proteína mais altos morreram em menor tempo.

Bruce Yanker, professor de genética e neurologia em Harvard e um dos líderes do estudo, comentou que o objetivo do estudo é tentar estabelecer alguma relação entre a atividade cerebral e o envelhecimento. Seu laboratório está acompanhando também uma possível ligação do uso de drogas com os níveis da proteína REST: “Eu acho que a implicação do nosso estudo é que, com o envelhecimento, há alguma atividade neural aberrante ou deletéria. Ela não só torna o cérebro menos eficiente mas também é prejudicial para a fisiologia da pessoa ou do animal; e reduz a vida útil como resultado”, disse, em nota, Yankner.

Os cérebros doados, porém, foram de indivíduos cuja causa da morte é uma mistura de fatores, o que torna impossível concluir se a proteína está, de fato, relacionada com as mortes precoces. Angela Gutchess, professora de psicologia, disse ao ScienceAlert que o novo estudo foi um lembrete de que o envelhecimento cerebral só pode ser entendido a partir da conexão de observações e modelos de laboratórios em grande escala, levando em conta o comportamento humano, a imagem do cérebro e o funcionamento individual de suas células.

Exame

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anibal disse:

    Está explicada a longevidade de certos elementos da esquerda.

  2. Expedito Junior disse:

    Essa faculdade não é aquela que Jean Wyllis é professor? Pobre Harvard!

  3. Biu Fontes disse:

    E muitos por aí e as loiras vão viver uns 300 anos

  4. Renata disse:

    Esse estudo não fala isso. O título é chamativo e desonesto. Se a proteína reduz a chance de Alzheimer; o Alzheimer se associa a incapacidade de estudar e trabalhar; pessoas q viveram mais apresentavam níveis mais altos da proteína, significa q elas tinham mais proteção contra Alzheimer e, provavelmente, mais capacidade para estudar e trabalhar.
    O q o pesquisador afirma é q a atividade neuronal aberrante é prejudicial. Atividade aberrante e não estudar e trabalhar.

  5. Fran disse:

    Outro estudo constatou que usar de menos favorece o mal de Alzheimer. Muita desinformação

Liesa diminui tempo de desfile das escolas de samba do Grupo Especial do carnaval carioca ; veja mudanças

Desfile campeão da Estação Primeira de Mangueira em 2019 Foto: Arquivo / 04/03/2019 / Luis Alvarenga / Agência O Globo

As escolas de samba do Grupo Especial do carnaval carioca terão menos tempo para cruzar a pista da Marquês de Sapucaí na próxima folia. Em plenária realizada na sede da Liga Independente das Escolas de Samba na noite desta quinta-feira, as agremiações decidiram reduzir em cinco minutos o tempo mínimo e máximo de desfile. A apresentação de cada agremiação deverá ser de 60 a até 70 minutos, no máximo. Para tentar dinamizar mais os desfiles, a Liesa também optou por reduzir de cinco para quatro o número mínimo de carros alegóricos e reduzir de quatro para três o número de paradas durante o desfile para a apresentação das agremiações aos jurados.

Até mesmo uma alteração para o regulamento do carnaval de 2021 já foi definida: o dinheiro da verba de TV será distribuído levando em consideração a colocação de cada escola no carnaval de 2020, critério semelhante ao já adotado na distribuição da receita oriunda com a venda de ingressos.

— O objetivo principal é dar uma dinâmica melhor ao desfile do Grupo Especial, otimizar a relação de uso do tempo e do espaço do Sambódromo pelas agremiações, diminuir um pouco o tamanho da apresentação de modo que fique mais dinâmico e mais agradável à vista das pessoas que são apaixonadas e gostam de participar e assistir o nosso espetáculo — explicou o presidente da Liesa, Jorge Castanheira.

Outras mudanças foram definidas. Entre elas, as escolas de samba não poderão mais distribuir camisas de diretoria e convidados de forma indiscriminada. A partir do próximo carnaval, cada agremiação poderá distribuir, no máximo, 30 camisas para convidados à frente da agremiação e 100 no final do desfile. O número mínimo de integrantes da Ala das Baianas — ala obrigatória, embora não seja um quesito no julgamento — foi reduzido de 70 para 60.

— São maneiras de regulamentar para facilitar a visão de quem está na frisa, na arquibancada, diminuindo a presença de pessoas estranhas ao desfile — diz Castanheira sobre a limitação na distribuição de camisas a convidados.

O presidente da liga também foi questionado se a nova regra para distribuição da receita obtida com os direitos de transmissão do espetáculo não criaria uma desigualdade maior entre as agremiações. Jorge Castanheira, no entanto, respondeu que o objetivo é estimular uma maior competição para que as escolas não se acomodem:

— As diferenças são pequenas e o recurso ( a nova regra ) é para que a escola não continue sempre nas últimas colocações. O efeito que queremos é esse, que ela não fique nas últimas colocações, que ninguém se acomode. Esse é o espírito da meritocracia: premiar os merecedores a cada ano.

Outros pontos da fala de Jorge Castanheira

Redução do público na Sapucaí

“Ao longo dos anos, até por orientação de Bombeiros e iniciativa da liga, nós já vínhamos diminuindo o quantitativo de público das arquibancadas. Em 2012 houve um aumento de quase o dobro da capacidade no miolo do desfile. Não sei quem lançou essa ideia de diminuição de 20%, mas não há essa confirmação nem da nossa parte nem do Corpo de Bombeiros.”

Entrada gratuita na Série A

“Essa questão é mais da Lierj e da Riotur e nossa de sentarmos depois e vermos como seria feito a operacionalidade desse formato não tendo cobrança de ingresso: se terá ingresso para ser distribuído ou se será portão aberto. Tudo isso precisa ser analisado, também, do ponto de vista da segurança na Marquês de Sapucaí”.

Paradas para jurados

“Serão três paradas para apresentações aos julgadores. A princípio seriam duas cabines no primeiro módulo, uma cabine simples no meio do desfile e duas cabines ao final do desfile. estamos identificando ainda como fazer: se escolhemos dos cinco jurados apenas três notas para valerem ou se serão quatro notas, eliminando a menor nota. Não foi definido ainda hoje porque é um assunto complementar”.

Verba da TV

“Será o mesmo critério que a gente usa para distribuição dos ingressos. O mesmo percentual que usamos para distribuição da receita de vendas de ingressos vamos utilizar também para os recursos dos direitos de transmissão de desfile.”

Ensaio técnico

“Nós estaremos trabalhando nesse sentido desde que a gente consiga apoio de alguma empresa e que a gente consiga tambpem ter o nosso projeto na Lei Rouanet aprovado, que já demos entrada há algum tempo atrás. Já tenho a escala de datas, horários e distribuição das escolas em cada dia ( de apresentação no ensaio técnico ). Mas vai depender da gente ter recursos e apoio dos órgãos públicos, senão sem esse apoio a gente não consegue fazer um evento que é totalmente gratuito e que poderia contar com a colaboração maior ainda do poder público em função do número muito amplo de pessoas que a gente atende nos ensaios técnicos”.

Entenda as mudanças no regulamento

(mais…)