LONGEVIDADE: Estudo alemão descobre proteína associada ao tempo de vida

ASSISTA VÍDEO AQUI em matéria na íntegra

Cientistas da Alemanha descobriram que uma proteína, conhecida como NFL, está relacionada com a longevidade. Ela é encontrada nas células nervosas do sangue. Os pesquisadores estudaram os níveis dessa proteína em idosos com cerca de 90 anos e também em um grupo centenário. De acordo com os resultados, ter níveis baixos dessa proteína pode aumentar o tempo de vida.

Na edição desta quinta-feira (4) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou por que níveis elevados dessa proteína podem ser prejudiciais para o organismo.

“Essa proteína é um neurofilamento que existe nos neurônios que estão dentro do nosso sistema nervoso central. Se o indivíduo tiver alguma doença neurodegenerativa, os neurofilamentos vão para a corrente sanguínea — conseguimos detectar por meio de um exame de sangue”, disse Gomes.

“Portanto, a correlação é que se for detectado níveis altos significa que eu estou tendo perda ou lesão neuronal, e isso se associa a um tempo de vida mais curto ou a presença de alguma doença neurodegenerativa. [A proteína] funciona como um biomarcador que nos mostra que o bom mesmo é ter os neurofilamentos onde precisam estar: dentro dos neurônios.”

CNN Brasil

 

RN terá monitoramento moderno de previsão do tempo e de monitoramento de chuvas

Fotos: Emater RN

O Rio Grande do Norte terá um monitoramento hidrometeorológico, climático e agrometeorológico amplo e moderno. Isso significa que a previsão do tempo e de chuvas, além do monitoramento pluviométrico, serão acompanhados de forma mais estratégica em prol da cultura agrícola e da vida no campo. Para isso, o Governo do RN investiu cerca de R$5,5 milhões no desenvolvimento de softwares e na compra de equipamentos agrometeorológicos e de Tecnologia da Informação. As aplicações foram viabilizadas pelo Projeto Governo Cidadão, via acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

Com o plano concluído nesta semana, a empresa desenvolvedora e implementadora da ferramenta, L&L Soluções e Sistemas, apresentou todos os módulos de funcionamento aos técnicos da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte – Emparn, responsáveis pelo seu funcionamento. Após a apresentação foram pontuados alguns ajustes necessários para que o sistema possa ser entregue aos norte-rio-grandenses.

A rede vai monitorar variáveis meteorológicas como temperatura, umidade do ar, vento, pressão atmosférica, radiação solar, umidade e temperatura do solo e quantidade de chuva. As medições serão feitas de hora em hora e transmitidas online para o servidor da Emparn.

A partir dessas informações será possível melhorar o zoneamento e monitoramento agrícola, dando mais segurança aos agricultores, principalmente para escolher a hora e a cultura agrícola adequadas à sua propriedade, uma vez que o monitoramento climático mais eficaz possibilita auxiliar na gestão dos recursos hídricos do Estado.

“Com essas adequações, a Emparn vai disponibilizar de forma mais eficaz, a previsão do tempo e o monitoramento de chuvas, informações de extrema importância no dia a dia de áreas como o turismo, a agricultura e a pecuária do Estado”, comentou o Secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, contando que, além do sistema que gerencia os modelos de previsões meteorológicas, foram adquiridos e instalados 100 pluviômetros automáticos e 15 novas estações automáticas para se somarem aos equipamentos que a Emparn já detinha.

O Chefe da Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa, meteorologista Gilmar Bristot, explicou que essa reformulação vai marcar a meteorologia do RN, tornando-a mais acessível, atualizada e eficaz.

“A ampliação e modernização de nosso monitoramento hidrometeorológico, climático e agrometeorológico é de grande importância para todas as áreas relacionadas ao meio ambiente, uma vez que teremos acesso a informações valiosas de maneira automática e periódica a cada hora. Daremos um salto enorme na qualidade das informações coletadas em campo, nos 167 municípios potiguares, de forma a atender a todos os setores produtivos, além da defesa civil e para pesquisa na área educacional”, disse Bristot que completou: “Vai ser um diferencial importante para todo o Estado, disponibilizando todas as informações à população, em breve, por meio da internet, nas plataformas da Emparn”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. flavio disse:

    Não adianta modernizar, se o órgão não possui estrutura para desenvolver sua atividade. É mais enfeite e pirotecnia para iludir o povo. Nossos órgãos de assistência técnica e fiscalização estão sucateados e sem estrutura física e humana para dar vencimento a demanda existente.

Fim de semana tem possibilidade de chuvas em todas as regiões do estado, diz previsão da Emparn

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que o fim de semana no estado será de céu com predominância de nublado a claro com possibilidades de chuvas em todas as regiões. Para a capital, a previsão máxima de é 30,5º e a mínima de 23º.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco disse:

    A EMPARN não acerta uma !
    Pense numa coisa sem futuro.
    Apesar dos avanços tecnológicos, ela nunca chegou nem perto das "possibilidades de previsões "
    Kkkkkk

    • Luiz Antônio disse:

      Você prova o está dizendo?!

    • JSouza disse:

      Se a EMPARN diz que vai chover, pode sair de casa sem problemas, não esqueça o protetor solar e o chapéu, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Dinheiro público gasto à toa, eles não acertam uma previsão.

    • Thiago Brandão disse:

      Kkkkkk. Os caras são especialistas em errar! 50% de probabilidade nunca funciona pra eles. Melhor jogar cara ou cara, iriam acertar mais

Fim de semana de carnaval no RN tem previsão de calor em Natal e região e de chuvas no Oeste e Seridó; confira

Foto: Ilustrativa/ Reprodução/Emparn

O início de carnaval no Rio Grande de Norte, neste fim de semana, tem previsão de predominância de céu nublado a claro em todo o Estado, com ocorrência de pancadas de chuvas no Oeste e Seridó devido a presença de um vórtice ciclônico de ar superior atuando sobre a região. A previsão é da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn).

Mínima de 22º e máxima de 38º: confira a previsão do tempo no RN neste fim de semana

Foto: Reprodução

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que a predominância de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado permite a  possibilidade de ocorrência de pancadas de chuvas fracas no Oeste devido a presença de um vórtice ciclônico de ar superior atuando sobre a região. Para a capital potiguar, a previsão máxima de é 30,5º e a mínima de 23º.

Fim de semana no RN reserva calor e pancadas de chuvas; veja previsão

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) destaca que o final de semana no estado será de céu parcialmente nublado a claro em todo o território, com possibilidades de ocorrência de pancadas de chuvas devido a presença de um vórtice ciclônico de ar superior, que atua sobre a região. A previsão é válida deste sábado(30) a segunda-feira(1º de fevereiro).

Fim de semana no RN de calor e pancadas de chuvas, indica previsão do tempo

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que o final de semana deverá ser parcialmente nublado a claro em todo o Estado, com possibilidade de ocorrência de pancadas de chuvas devido a presença de um vórtice ciclônico de ar superior atuando sobre a região. Na capital potiguar, previsão de mínima de 23º e máxima de 30,5º.

Fim de semana de forte calor e pancadas de chuvas no litoral potiguar, indica previsão da Emparn

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa a previsão do tempo no Estado neste fim de semana.

O órgão destaca predominância de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado, com possibilidades de pancadas de chuvas fracas mais concentradas ao longo da faixa litorânea leste.

Fim de semana reserva calor no RN, com temperaturas que podem chegar a 38º; pancadas de chuvas isoladas também na previsão

Fotos: Getty Images e Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte lançou a previsão para o fim de semana no estado.

Segundo a previsão, a predominância de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões. Poderão ocorrer pancadas de chuvas fracas ao longo da faixa litorânea Leste devido a influência do sistema de brisa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Boi Tungão disse:

    Moleira da boiada 🐂 pega 🔥

Feriadão no RN tem previsão de calor com possibilidade de pancadas de chuvas no litoral por influência do sistema de brisa; veja cidades

Foto: Ilustrativa/Reprodução

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) comunica a previsão para o feriadão no Estado, com predominância de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões.

Segundo a Emparn, poderão ocorrer pancadas de chuvas fracas ao longo da faixa litorânea Leste devido a influência do sistema de brisa.

Influência da brisa dita a previsão do tempo em Natal, região e no interior neste fim de semana com feriado da Independência na segunda; confira

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa a predominância de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas fracas no Leste, devido a influência do sistema de brisa, neste fim de semana que emenda com feriadão da Independência na segunda-feira(07)

No interior, a Emparn informa que a condição predominante terá variação do céu parcialmente nublado a claro.

Corticoide reduz tempo que pacientes adultos da Covid-19 precisaram de respirador mecânico, mostra estudo

Foto: Yves Herman/Reuters

Pacientes adultos internados com quadro grave de coronavírus que receberam corticoide ficaram 2,6 dias a menos no respirador mecânico que os pacientes que não receberam a droga. A conclusão é de um estudo brasileiro publicado nesta quarta-feira (2) na revista científica Journal of the American Medical Association (JAMA).

Os cientistas acompanharam 299 pacientes submetidos ao respirador mecânico por causa da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), internados em 41 UTIs do país. A idade média do grupo era de 60 anos.

Segundo os pesquisadores, o corticoide foi capaz de recuperar mais rapidamente o pulmão dos pacientes, diminuindo a permanência deles na ventilação mecânica e, consequentemente, diminuindo as chances de complicações da doença.

Chamado de Coalizão III, o estudo foi conduzido por um grupo de hospitais, rede e instituto de pesquisas nacionais intitulado Coalizão Covid-19 Brasil, que avalia a eficácia e a segurança de potenciais terapias para pacientes com coronavírus. A iniciativa conduz nove estudos ao todo.

Um dos primeiros estudos a relacionar o corticoide com uma melhora nos casos graves de coronavírus foi realizado pela Universidade de Oxford. Publicado em 16 de junho, a pesquisa britânica mostrou que diminuiu em um terço a taxa de mortalidade de pacientes entubados.

Entenda o que faz um corticoide barato ser apontado como 1º remédio capaz de reduzir mortes por Covid

Da classe dos corticosteroides, a droga que age como um anti-inflamatório e imunossupressor (inibe a ação do sistema imunológico). Sua forma de ação, seja como anti-inflamatório como imunossupressor é diferente de acordo com a dose aplicada.

O que diz a OMS

Ainda nesta quarta, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma revisão de estudos, em formato de meta-análise que compilou os resultados do Coalizão III e de outras pesquisas que utilizaram corticoides em Covid-19. Os resultados demonstraram, em linhas gerais, que a administração de corticoides reduz a mortalidade em pacientes graves com coronavírus.

Com base na revisão dos estudos, a OMS também publicou orientações sobre o uso do medicamento nesta quarta.

“Recomendamos corticosteroides para o tratamento de pacientes críticos com casos graves da Covid-19. Sugerimos não usar corticosteroides no tratamento de pacientes que não tenham casos graves da Covid-19”, informa documento da OMS.

O documento também informa que os corticoides fazem parte da lista de medicamentos essenciais da OMS, e que eles estão “disponíveis em todo o mundo a um baixo custo”.

G1

Influência do sistema de brisa deverá provocar pancadas de chuvas no leste potiguar neste fim de semana; veja previsão

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que entre esta sexta-feira(24) e domingo(26), haverá predominância de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas fracas no leste, devido a influência do sistema de brisa.

No interior, a Emparn informa que a condição predominante será variação do céu de parcialmente nublado a claro.

Previsão de novas pancadas de chuvas em Natal e região entre esta quinta e sábado; confira

Foto: Reprodução/Emparn

A influência da brisa e instabilidades de origem oceânica continuam predominantes no Leste potiguar, trazendo novas previsões de clima frio e pancadas de chuvas. As informações são da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn), que ainda destaca céu parcialmente nublado em todas as regiões do Estado no período que compreende esta quinta(18) a sábado(20).

Covid-19: Testagens incorretas e tempo de recuperação mais longo podem estar relacionados ou confundidos com “nova contaminação”

Foto: Ilustrativa

Com base nas poucas informações disponíveis até agora sobre o novo coronavírus, há sinais de que, para as pessoas infectadas que apresentam sintomas mais graves, o processo de recuperação da covid-19 parece ser longo.

E, quanto mais invasivo (e duradouro) for o tratamento recebido, mais tempo isso costuma levar.

A seguir, a BBC tira dúvidas, de acordo com os dados científicos disponíveis até agora.

E se eu tiver apenas sintomas leves?

A maioria das pessoas que desenvolvem a covid-19 tem apenas sintomas leves de tosse ou febre. Mas também podem sentir dor no corpo, fadiga, dor de garganta e dor de cabeça.

A tosse é inicialmente seca, mas algumas pessoas acabam tossindo também muco, contendo células pulmonares mortas pelo vírus.

Esses sintomas são tratados com descanso, muita ingestão de líquidos e analgésicos como paracetamol.

Para estas pessoas, o tempo de recuperação parece ser rápido: a febre costuma baixar em menos de uma semana, embora a tosse perdure por mais tempo.

Uma análise da OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre dados de pacientes chineses aponta que, nesses casos, a recuperação ocorre, em média, em duas semanas.

E se eu tiver sintomas mais sérios?

Para alguns, a doença pode ficar muito mais séria. Isso tende a acontecer entre sete a dez dias depois da infecção.

A transformação pode ser repentina. A respiração fica mais difícil, e os pulmões ficam inflamados. Isso acontece porque, embora o sistema imune do corpo esteja lutando contra a infecção, ele exagera em sua reação, fazendo com que o corpo inteiro sofra efeitos colaterais.

Isso significa que alguns pacientes precisam ser hospitalizados para receber oxigênio.

“A falta de ar pode levar um tempo considerável para melhorar”, disse à BBC a médica britânica Sarah Jarvis. “O corpo vai tentar se recuperar do excesso de danos e da inflamação.”

Segundo Jarvis, nesses casos, o tempo de recuperação costuma variar entre duas e oito semanas, e a sensação de cansaço perdura.

E se eu precisar ser internado em uma UTI?

O estudo da OMS estima que uma a cada 20 pessoas vai precisar de cuidados intensivos, que podem incluir sedação e uso de respiradores mecânicos.

Qualquer internação em UTI, independentemente da doença, exige tempo para o paciente se recuperar. Eles são levados então para a ala de internação regular do hospital antes de voltarem para casa.

A médica Alison Pittard, reitora da Faculdade de Medicina de Cuidados Intensivos do Reino Unido, diz que a volta à vida normal pode levar de 12 a 18 meses, depois de qualquer período passado em uma UTI.

Para quem passa muito tempo em uma cama hospitalar, ocorre a perda de massa muscular. Pacientes sentirão fraqueza, e os músculos precisarão de tempo para se fortalecer novamente. Para alguns, será necessário fazer fisioterapia para voltar a andar.

Por causa do estresse sofrido pelo corpo em uma UTI, há também a possibilidade de o paciente sofrer delírios ou problemas psicológicos.

“Parece haver um elemento adicional com esta doença: a fadiga viral é definitivamente um fator enorme” no estresse sobre o corpo, diz Paul Twose, fisiterapeuta de UTI no País de Gales.

Há relatos de pacientes em países como China e na Itália queixando-se de fraqueza no corpo inteiro, falta de ar depois de atividades simples, tosse persistente e respiração irregular. E que precisam de muitas horas de sono para se sentir bem.

“Sabemos de pacientes que têm precisado de um longo período, potencialmente meses, para se recuperarem.”

Mas é difícil generalizar. Algumas pessoas passam períodos relativamente curtos sob cuidados críticos, enquanto outros precisam passar semanas internados usando respiradores mecânicos.

O coronavírus pode afetar minha saúde de longo prazo?

Não sabemos ao certo, já que não temos dados históricos amplos, mas podemos tirar lições de outras doenças semelhantes.

A síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) se desenvolve em pacientes cujos sistemas imunológicos entram em sobrecarga, causando danos aos pulmões.

“Há dados indicando que, mesmo cinco anos depois, algumas pessoas podem continuar tendo dificuldades físicas e psicológicas”, afirma Twose.

O médico James Gill, clínico geral e palestrante na Escola Médica de Warwick, no Reino Unido, diz que, em alguns casos, é necessário apoio para restaurar a saúde mental do paciente.

“Quando você tem dificuldades respiratórias, o médico diz: ‘Precisamos te colocar em um respirador. Você vai precisar dormir. Quer se despedir da sua família?’. Não é surpreendente que isso cause estresse pós-traumático nos pacientes mais graves. Para muitos, ficam cicatrizes psicológicas significativas.”

É bom ressaltar que até em casos mais leves de covid-19 pacientes podem ficar com problemas de longo prazo, como fadiga.

Eu posso adoecer da codiv-19 mais de uma vez?

Isso ainda é motivo de muita especulação, mas ainda há poucas evidências concretas sobre a duração da imunidade à covid-19. Acredita-se que pacientes que tenham conseguido vencer o vírus provavelmente criaram imunidade a ele, embora não haja dados suficientes a respeito.

Há relatos de pacientes sendo infectados mais de uma vez, mas acredita-se que isso se deva a testagens incorretas.

A questão da imunidade é uma das mais importantes no momento, para se entender quando medidas de isolamento social podem ser relaxadas e o quão eficientes serão as futuras vacinas contra o novo coronavírus.

Com informações da BBC