Índia libera exportação de vacina para o Brasil, e doses serão enviadas nesta sexta-feira

Foto: Francis Mascarenhas/Reuters (30.nov.2020)

O governo da Índia liberou as exportações comerciais de vacinas COVID-19, com as primeiras remessas sendo enviadas para o Brasil e Marrocos na sexta-feira, disse o secretário de Relações Exteriores da Índia.

As vacinas desenvolvidas pela farmacêutica britânica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford estão sendo fabricadas no Serum Institute of India, o maior produtor mundial de vacinas, que recebeu pedidos de países de todo o mundo.

O governo indiano suspendeu a exportação de doses até iniciar seu próprio programa doméstico de imunização no fim de semana passado. No início desta semana, ela enviou suprimentos gratuitos para países vizinhos, incluindo Butão, Maldivas, Bangladesh e Nepal.

O ministro das Relações Exteriores, Harsh Vardhan Shringla, disse que o fornecimento comercial da vacina começaria na sexta-feira, de acordo com o compromisso do primeiro-ministro Narendra Modi de que as capacidades de produção da Índia seriam usadas por toda a humanidade para combater a pandemia.

“Seguindo essa visão, respondemos positivamente aos pedidos de fornecimento de vacinas manufaturadas indianas de países de todo o mundo, começando pelos nossos vizinhos”, disse ele, referindo-se ao fornecimento gratuito. “O fornecimento das quantidades comercialmente contratadas também começará a partir de amanhã, começando pelo Brasil e Marrocos, seguidos da África do Sul e Arábia Saudita”, acrescentou.

O Brasil, que tem o segundo maior número de mortes de COVID-19 depois dos Estados Unidos, tem instado a Índia a enviar a vacina AstraZeneca. Ela concordou em adquirir 2 milhões de doses de Serum e estava pronta para enviar um avião na semana passada para buscá-las.

Marrocos, África do Sul e Arábia Saudita também garantiram suprimentos da Serum, disseram as autoridades.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    Apenas duas mil.
    Desgoverno!

    • AZ disse:

      Sabe ler não?jumento.

    • Romualdo disse:

      Assim são os eleitores da esquerda, NÃO SABEM SEQUER ENTENDER O QUE ESTÁ ESCRITO.
      Aí vão dar opinião e se borrão todo. Lamentácel.
      A esquerdalha é assim e não tão prosa, negam os fatos, criam narrativas e defendem suas versões como verdadeiras. Isso é a esquerda, UMA FARSA da pior qualidade, seguida por zumbis que não sabem fazer de cabeça uma conta ente duas dezenas de números. Se não souber o que é dezena, volte ao jardim de infância ou critique a matemática.

  2. Maurício disse:

    Agora a pouco coloquei aqui no blog do BG.
    Tá tudo sobre controle.
    Muido da imprensa.
    Agente de cara, daqui pra frente, tem que ter sabedoria pra lhe dar com a imprensa.
    Ora, reportagem do g1 Andreia Sadi.
    É evidente, da pra perceber que é mais um esperneio da globo lixo.
    Estão desesperados, nada nesse governo é positivo aos olhos desses comilões de dinheiro público.
    Dá pra descredenciar, logo em saber quem escreveu a matéria.
    Olhem aí!!!
    Vai chegar vacina da boa.
    Em breve.
    A tendência e essa.
    O mundo todo quer vender vacinas e insumos.
    Pra quem achar que a China não quer vender ao Brasil, se engana redondamente.
    É muito dinheiro envolvido, não existe recusas, ninguém se nega bilhões de dólares, não faz mal a ninguém.

    • Aluísio Valença disse:

      Você com esse português sofrível de ser entendido quer dar aula a jornalista?
      É o rabo querendo abanar o cachorro mesmo.
      Valha-me Deus!!!

  3. Neco disse:

    Mais uma narrativa dos lacradores da extrema-imprensa foi pra vala.

  4. Nordestino disse:

    Que diplomacia, tem gente muito idiota. Foram os empresários indo brasileiros que negociaram, informe se

  5. Fabio disse:

    Zegado mulher tudo , tudo colorido por aí? Ó presidente véi bom da mulesta

  6. Calígula disse:

    A diplomacia brasileira dando resultado, mesmo com os esquerdopatas torcendo contra.

  7. RAINEL DANTAS DE FONTES disse:

    Olha aí. !!! Vão negar que foi Botafogo que costurou a importação.

    • Minion de Peixeira disse:

      Não sabia que o Itamaraty era posse dele.

    • Flavio disse:

      Ele faz uma vídeo conferência com o embaixador da China, que imediatamente determina que a ÍNDIA libere a exportação para o Brasil. Kkkkkkkkkk

  8. ZéGado disse:

    Só acredito porque é o próprio governo Indiano que está informando.
    Se fosse o miliciano, é a mesma coisa que um risco na água

    • Joel disse:

      Relaxa que dói menos! Vai trabalhar! Você ganha de alguém pra fazer politicagem aqui no blog?
      Sei que a canhotada tá torcendo contra. Prepara choro aí. Até 2026 Você vai ter muito que inventar narrativa.

    • SANDRA disse:

      PARABENS PRESIDENTE/GOVERNADOR DO RN, BOLSONARO.

    • Severino disse:

      Morda os cotovelos. Era questtão de mais dia, menos dia.

NÃO HOUVE SOBRECARGA: Vinte dias após festas de fim de ano, número de internações por Covid-19 no RN sobe pouco

Segundo dados disponibilizados pela Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte(Sesap), o temor de um possível aumento expressivo no número de internações em leitos críticos de Covid-19 após as festas de fim de ano, por mais alarmante que seja o cenário atual, felizmente, não se confirmou. Após 20 dias da virada para 2021, há um aumento no número de pessoas internadas, mas não houve uma sobrecarga nos hospitais.

Os dados ainda apontam que em 30 de dezembro de 2020, quando algumas grandes festas de pré-reveillon já eram realizadas no Rio Grande do Norte, havia 151 pessoas internadas em leitos críticos nos hospitais públicos e em leitos contratados pelo SUS no estado. Nessa quarta-feira (20), às 12h50, o número de internados era de 158. O percentual de leitos críticos ocupados no estado é de 62,45%. Há 84 leitos disponíveis (33,20%) e 11 bloqueados (4,35%).

Com acréscimo de informações da TN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JUAILSON VIEIRA DANTAS disse:

    Esse número de pessoas infectada, são das eleições, onde em cada município do RN, havia muitas passeatas , o povo sem máscara, e agarrado… Não tem nada haver com festa de final de ano. Tira por aqui, quem saiu no Natal o final de ano para se aglomerar??

  2. Neco disse:

    Quanto malabarismo e chute nos comentários.

  3. luciano disse:

    Eles esqueceram de uma coisa simples, as pessoas que se aglomeraram no Natal, são as mesmas que se aglomeraram no ano novo e serão as mesmas que vão se aglomerar no carnaval, quem está em casa, se cuidando ou em isolamento continuaram com os mesmo cuidados, são 35% da população, o que realmente provocou esse aumento foram os que foram as ruas participar das campanhas políticas principalmente nas cidades do interior que foi justamente onde mais aumentou o número de casos e de mortes.

    • Gaguinho disse:

      Perfeito Luciano, a grande culpada dessa 2ª onda são as campanhas políticas e o TSE que afirmou não haver risco, isso ninguém lembra.

  4. Pedro disse:

    Mas esse povo que foi, em sua maioria, não era de outros Estados?
    Esse pessoal foi levando de volta pros seus lugares de origem.

  5. Teobaldo A Dantas de Medeiros disse:

    Quem tinha dinheiro para pagar a fortuna dos ingressos e hospedagem é o rico de SP que hoje lota hospitais por lá, não aqui.
    Se tinha alguém dessa cidade nessas festas caras e polêmicas, era jornalista e blogueiro que ganha tudo de graça mesmo

FOTOS: São Gonçalo inicia vacinação contra covid em idosos abrigados; profissionais dos hospitais também recebem a primeira dose

Fotos: Junior Santos

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante/RN, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), iniciou, nesta quarta-feira (20), a vacinação contra a covid-19 no município. Os idosos abrigados no Lar dos Idosos Madre Teresa de Calcutá, na comunidade Jacaré Mirim, já receberam a primeira dose do imunizante.

Profissionais que atuam diretamente na linha de frente, em hospitais e unidades de saúde, também estão sendo vacinados. A assistente social dos hospitais de campanha e do Belarmina Monte, Rosana Carla, 35 anos, lembrou com muita tristeza o sofrimento das famílias que perderam entes queridos, mas que a chegada da vacina alimenta a esperança de que a doença será vencida.

“Me sinto muito honrada e emocionada por esse momento, porque a vacina significa a proteção da nossa população contra esse terrível vírus. Eu vivenciei momentos muitos difíceis durante todo esse tempo e a partir de hoje temos uma ferramenta eficaz para combater essa pandemia”, disse emocionada.

O município recebeu 563 doses do imunizante e seguirá o critério do Governo do Estado para essa primeira etapa da vacinação.

FOTO: Natal dá início à vacinação contra a Covid-19; técnica de enfermagem Ednalva Mauricio da Silva, da UPA Pajuçara e Hospital Varela Santiago, foi a 1ª vacinada nesta quarta

Foto: Alex Régis/Prefeitura de Natal/Divulgação

A Prefeitura do Natal iniciou, nesta quarta-feira (20), a vacinação contra a Covid-19 na cidade. Médico de formação, o prefeito Álvaro Dias aplicou a primeira vacina na técnica de enfermagem da UPA Pajuçara e do Hospital Varela Santiago, Ednalva Maurício da Silva, 54 anos. O ato simbólico foi realizado no Ginásio Nélio Dias, na Zona Norte.

“Esse é apenas o primeiro passo. Esperamos receber todas as doses necessárias para vacinarmos toda a população de Natal o quanto antes”, disse o prefeito, logo após aplicar a vacina. Ednalva Silva definiu o momento como “uma grande emoção”. E recomendou: “Digo para todos que não tenham medo. Se tivesse chegado antes, a vacina teria evitado muitas mortes”.

A campanha de vacinação na capital potiguar contra a Covid-19 teve início efetivamente nos quatro pontos de aplicação no sistema de drive-thru. Além do ginásio Nélio Dias, a campanha está sendo realizada no shopping Via Direta, no Palácio dos Esportes e na Arena das Dunas, cobrindo as quatro regiões de Natal. Depois de aplicar a primeira vacina na cidade, o prefeito Álvaro Dias visitou os quatro “drives” acompanhado de auxiliares da Secretaria Municipal de Saúde e de outras pastas envolvidas na operação.

Neste primeiro momento, Natal conta com 12.235 doses, o que levou a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a adotar como estratégia inicial a aplicação do imunizante nos idosos residentes em instituições de longa permanência e nos profissionais da saúde que estão no enfrentamento direto à doença, com a comprovação do efetivo exercício de suas funções nas seguintes unidades: Upas, Hospital Giselda Trigueiro, Hospital de Campanha de Natal, Pronto Atendimento Odontológico Morton Mariz, maternidades públicas e privadas, prontos-socorros públicos e privados, UTIs e nos Centros de Enfrentamento à Covid-19 de Natal.

Já nas unidades do Hospital Universitário (HUOL), Hospital Maria Alice Fernandes, Hospital de Pediatria Nivaldo Júnior e João Machado, somente serão vacinados os profissionais que atuam diretamente no atendimento aos pacientes Covid. No caso do SAMU/Transporte Sanitário, serão vacinados os servidores intervencionistas. É importante que o profissional faça o cadastro no RN + Vacinas (https://rnmaisvacina.lais.ufrn.br/).

Para receber as vacinas, os profissionais de saúde elegíveis para esta etapa inicial não precisam comprovar vínculo funcional, apenas apresentar a escala de trabalho do mês atual e a identificação com foto.

Sobre as demais vacinas, o prefeito Álvaro Dias disse que está buscando mais doses junto ao Ministério da Saúde. “O que recebemos ainda é muito pouco, mas estamos mantendo contato com o governo federal e esperamos logo poder ampliar esse processo”, explicou o gestor público, que completou: “O importante é que já conseguimos dar um primeiro grande passo nessa luta contra o coronavírus e pela vida”.

Álvaro Dias alertou para que outras pessoas que ainda não podem ser vacinadas evitem procurar os pontos de vacinação nesse momento. “Temos regras a seguir, sob orientação do Ministério da Saúde, e precisamos cumpri-las, até pela pouca quantidade de imunizantes que recebemos. Nesta largada da vacinação, apenas os profissionais de saúde e os idosos que estão em instituições de longa permanência podem ser vacinadas. Vamos lutar junto ao MS para que, o mais rápido possível, toda a população de Natal seja vacinada”, explicou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cleanto disse:

    O prefeito tem feito um trabalho responsável em Natal no combate ao covid, bem mais estruturado, dimensionado e planejado que o governo estadual.
    Só não temos como concordar com essa colocação: "Se a vacina tivesse chegado antes, muitas vidas poderiam ser salvas".
    Como as vacinas poderiam chegar antes? Elas foram desenvolvidas em tempo recorde, como nunca antes em qualquer outra doença. Ele como médico sabe todo protocolo que é necessário na fabricação das vacinas. Essa afirmativa foi mal colocada ou está fora de contexto.
    O RN depois que um conjunto de 400 médicos assumiram que iriam adotar as medidas com medicação no início da doença, isso sim, salvou muitas vidas.
    Me digam aí:
    Com a vacina as pessoas ficam imunes ao vírus?
    Com a vacina as pessoas não vão mais ficar isoladas?
    Com a vacina as pessoas vão poder deixar de usar máscaras?
    Se essas respostas forem NÃO, fica a pergunta: Essa vacina serve para quê?

    • Renata Bastos disse:

      Serve para imunizar a população contra a covid19…enquanto a maioria não é contemplada com a vacina, vamos continuar seguindo o procedimento de evitar aglomerações, usar máscara e álcool gel 70%.
      Tudo é válido para frear essa pandemia!

    • Natalense disse:

      Homi, pelo amor de Deus. Liberte-se!

    • FarsaDoCovid disse:

      Concordo com Cleanto. Vai servir pra mais fraldes e controle populacional. Só.

VÍDEO: “Vi grandes influenciadores na internet, tomados de ódio, comemorando o atraso do avião com as vacinas produzidas na Índia”, lamenta Caio Coppolla, sobre politização da covid no Brasil

No quadro Liberdade de Opinião do Visão CNN dessa segunda-feira (18), o jornalista Caio Coppolla lamentou que o início da vacinação contra a covid no país, um tema técnico, tenha sido tão politizado . “Vi grandes influenciadores na Internet, tomados de ódio, comemorando o atraso do avião com as vacinas produzidas na Índia”.

“Então, na contramão dessa politicagem toda, eu prefiro participar do debate público trazendo considerações de natureza técnica e científica sobre esse início da vacinação no Brasil”, completou.

Com acréscimo de CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silvio. disse:

    O narigudo da globo lixo pediu pra bater panelas.
    Ainda bem que não foi a Manaus, se não ia roubar o oxigênio da floresta.
    Com uma venta daquele tamanho, não ia deixar ora ninguém.
    O bicho com aquela barba branca, parece um tapa Cu pelado.
    Kkkkkkkkk
    Kkkkkkkkk

  2. Rafael disse:

    O militante Peteba relativiza tudo como "modus operandi". Alguém avise-os que não adianta criticar tudo do "Falabostanaro" e continuar sendo um militante , relativizando todo o assalto cometido durante anos pela quadrilha peteba. São tão gados quanto os minions, só muda o curral.

  3. Tico de Adauto disse:

    Bolso miliciano precisa esclarecer quem mandou matar Marielle.
    Esse aí da matéria é um bosta.

    • José Macedo disse:

      Tem razão, mas tem que incluir também quem mandou o Adélio matar o presidente.

  4. Bolsovirus disse:

    Um dia o mundo será dominado pelos idiotas, não por suas qualidades , mas pela quantidade. Eles são muitos, já dizia o Nelson Rodrigues. Com um agravante, eles possuem um instrumento de expansão da sua idiotice: a mídia. Isso leva a recorrer ao pensador jornalista Joseph Pulitzer que disse "com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil quanto ela mesma".

  5. Santos disse:

    Ganhando o dinheirinho dele com os bolsomions, que mal tem? Vale à pena falar o que quiser, mesmo que não seja verdade.

  6. Jório disse:

    O Brasil é um caso perdido.
    Todos querem levar vantagens.
    Todos os gestores pelo País transformaram o início da vacinação em atos políticos, tentando obter dividendos eleitorais.
    É uma vergonha.

  7. Antenado disse:

    Os idiotas úteis continuam sendo os mesmos idiotas úteis. Não sentem vergonha alguma.

  8. Alex disse:

    Caio tem minha admiração ,um jovem inteligente.

  9. Epa disse:

    Rapaz é muita cara de pau, a nota fiscal da compra da vacina era pra entregar em março, a Índia nunca prometeu a entrega, Bolsonaro quis criar uma narrativa pra ter alternativa pra vacina que Doria conseguiu e ficou a ver navios. Se a pessoa acreditar em Caio Copolla favor não tomar a coronavac e sim a vacina pra aftosa.

  10. Tonhão disse:

    Ué, mas ele esqueceu que o MINTO que ele tanto baba ovo comemorou a morte do voluntário( que cometeu suicídio) que tomou coronavac?

  11. Sandro disse:

    Esse foi o que disse que morria mais vezes gente engasgada do que de Covid. Um negacionista capacho de Bolsonaro que o ajuda a tanger o gado.

    Mentiroso contumaz, ele chama de "comemoração do atraso das vacinas da Índia" o ato de quem CRITICOU a tremenda incompetência de Bolsonaro em viabilizar a vacina para a população. Na CNN ele era engolido por Gabriela Prioli e depois por Arruda Botelho.
    Não tem como esconder a verdade: Bolsonaro JÁ É o pior presidente de todos os tempos!
    Mas o gado cego cloroquiner, a turma que para tudo é "comunismo" e China, acredita em cada mentira e fake news que o mandrião conta para o seu gado.

  12. Samuel Uel disse:

    Assistam o debate desse Pateta do Bozo e Gabriela Prioli.

    • Neco disse:

      Eu vi uns debates dele com uns três esquerdistas que apanharam tanto que saíram chorando.

  13. Manoel disse:

    Esse FDP, assim como tda gadolandia, endossaram e endossam tudo que o genocida e sua equipe desqualificada faze e agora vem falar merda?
    Vai criticar teu genocida, imbecil, que sempre desdenhou da gravidade do problema, inclusive da vacina.
    Temos um presidente totalmente desqualificado.

    • Neco disse:

      Vc não tem a menor idéia do que seja um genocídio. Ele só não deu o bom exemplo pras criancinhas que imitam tudo o que o papai faz. Mas não impõs nenhum medicamento como dizem, liberou verbas a fole para os entes se programarem. A vacinação vai começar em breve, com a vacina com o melhor custo-benefício, naõ é a ideal, com a da Pfizer, que pede resfriamento subglacial, mas tem um monte de país mais rico, menor, com mais infraestrutra, MAS COM MAIS MORTES PER CAPITA. E mesmo assim, no dia de hoje, nesses países não se vacinou nem 1% da população. Japão e Austrália, até pelo menos uns dois dias, nem tinha começado.

  14. Manoel disse:

    Será que Coppolla não vê as declarações do MINTOmaníaco? Ou ele acha que o presidente inepto não politiza o tempo todo também? Ou ele acha que o inepto não torcia contra a coronavac?

    • Neco disse:

      Até prova em contrário, a Coronvac é só o que se tem.
      Os dados estão aí. Toma quem quer.

    • Neco disse:

      Ele só pode ter selo de imparcial se concordarcom vc, né?

  15. Anti-Político de Estimação disse:

    É muita cara de pau desse rapaz, um dos maiores fomentadores de ódio desse País . Quem mais torceu, e ainda torce, contra a ciência e seus avanços (como as vacinas, por exemplo), são os negacionistas e radicais fundamentalistas, turma que ele conhece bem.
    Vai tomar cloroquina e ivermectina que é melhor…………

  16. Neco disse:

    Lucidez. Refutem atqcando os argumentos.

    • Manoel disse:

      Meu amigo, e quem eh que não quer tomar uma vacina mais eficaz? Que proteja mais? A questão eh que o presidente inepto não fez acordo com a Pfizer e não teve a competência de logística pra trazer a de Oxford pro Brasil! Logo, passou de torcedor contra a coronavac pra depois dizer que a coronavac era do Brasil e não de Doria… Quem eh que politiza? Quem eh que eh incompetente e inepto? O MINTOmaníaco!!! Além disso, ele eh um negacionismo idiota que não tava nem aí pra vacina nenhuma! Queria era desovar a bosta da cloroquina q ele gastou milhões pra fazer um estoque pra décadas… E que só serve pra MALÁRIA!

    • Neco disse:

      Não diga besteira. A da Pfeizer pede refrigeração indisponível no Brasil. A da Oxford tá sendo prorizada para populações de países que a fabricam. Um problema de falta de teconologia que não vem de agora. A coronavac, indepedente das falas, ela tá sendo trazida pelo Governo Federal. Saiba discrernir. Quanto à cloroquina, pare com essa campanha criminosa,. https://truthabouthcq.com/ E se informe melhor e traga dados de quantas pessoas morreram por usá-la.

    • Neco disse:

      Vcs repetem a mentira. Boslonaro nunca tentou impor nada. É até criticado por causa disso.
      Não quer ninguém fazendo nada a força. Quanto à cloriquina, essa é usada por médicos que estão na linha de frente, para uso precoce e consorciado. Mesmo que não sirva, serve para A "profilaxia e tratamento de ataque agudo de malária causado por Plasmodium vivax, P. ovale e P. malarie. Também está indicada no tratamento de amebíase hepática e, em conjunto com outros fármacos, tem eficácia clínica na artrite reumatoide, no lúpus eritematoso sistêmico e lúpus discoide, na sarcaidose e nas doenças de fotossensibilidade como a porfiria cutânea tardia e as erupções polimórficas graves desencadeadas pela luz." Eu sei de que vc tá falando daqueles pacientes terminais que foram entupidos de cloriquina em Manaus, para descredibilizar o fármaco.

  17. jair disse:

    Esse cara é bom, falou tudo

FOTOS: Em ato simbólico, RN inicia vacinação contra a covid; técnica de enfermagem Maria das Graças, do Giselda Trigueiro, foi a 1ª imunizada

Fotos: Reprodução

Em ato simbólico na manhã desta terça-feira(19), o Rio Grande do Norte vacinou a sua primeira paciente contra a covid-19, com o imunizante coranavac. Nesta primeira etapa, serão vacinados os idosos institucionalizados, trabalhadores desses abrigos, além de profissionais da saúde na linha de frente de combate a covid, assim como trabalhadores da saúde da família e sua equipe de atenção básica.

Foram vacinados, incialmente, e técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos, que atua no Giselda Trigueiro; a técnica de enfermagem Edilma Pereira da Silva, de 49 anos e que atua no Hospital de Campanha de São Gonçalo do Amarante; a médica obstetra Geny Souza de Santana, que tem 67 anos e atua na maternidade Divino Amor, em Parnamirim; a técnica de enfermagem Renata de Souza Carneiro Martins da Silva, de 29 anos, que atua em Extremoz; a enfermeira Antônia Pinheiro da Silva Araújo, de 54 anos, que atua na Estratégia Saúde da Família, na Comunidade Indígena de Lagoa do Tapará, em Macaíba; e a enfermeira Maria de Lourdes Nascimento de Morais, de 54 anos, que trabalha em Ceará-Mirim; e o médico Giorgione Guerra Cabral de 31 anos, que atua no Hospital de Campanha de Natal.

O primeiro lote de vacina contra a Covid-19 – a CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan junto à Sinovac – chegou ao Rio Grande do Norte na madrugada desta terça-feira (19). O esperado voo com as doses do imunizante desembarcou no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante por volta de 1h. Do aeroporto, as 82.440 doses foram transportadas para a Central de armazenamento e distribuição instalada na Unicat (Unidade Central de Agentes Terapêuticos), em Natal.

Este primeiro lote vai atender 39.258 potiguares com duas doses da vacina, aplicadas entre um intervalo de 28 dias.

O ato de vacinação teve a presença, além da governadora Fátima Bezerra, de secretários de saúde e prefeitos, além de membros do Governo do Estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Felix disse:

    Parabéns pra o minitro Pazuelo.
    Parabéns ao SUS pela aquisição.
    Parabéns o PR Jair Messias Bolsonaro.

    • Natalense disse:

      O caso da falta de oxigênio em Manaus a de ser investigado e os responsáveis punidos.

    • Silvio. disse:

      Também acho.
      Prefeitos e governadores que se cuidem.
      O STF passou a missão pra eles.

  2. Revoltado disse:

    Revoltante o posicionamento da SMS.

    Deixaram de fora os profissionais que estão trabalhando diariamente com o diagnóstico molecular do COVID.

    Profissionais do LACEN, IMT, DNA, Getúlio Sales e Hemolab não foram considerados linha de frente.

    Essas esquines trabalham diariamente amplificando material genético do vírus para análise.
    Estão sob pressão desde o início da pandemia

    São Farmacêuticos/Bioquímicos e Biólogos trabalhando muito para dar conta de uma infinidade de testes RT-PCR. Grande cobrança e na hora do reconhecimento, na hora de receber a vacina juntos com os outros profissionais da linha de frente, foram esquecidos pelo poder público

  3. ZéGado disse:

    Que Deus e Santana nos abençoe.
    Parabéns Governadora

  4. Antonio Turci disse:

    Quando Fatima e equipe irão tomar a vacina?

    • Flávio A disse:

      Tu acha que elas vão tomar CORONAVAC. OU SPUTNIK? DEIXA DE SER CRÉDULO. ESSAS AI SÃO PARA OS LASCADOS DO TERCEIRO MUNDO AONDE OS POLÍTICOS SURFAM COM A CORRUPÇÃO,todos milionários E SÓ MANDAM O QUE NÃO É DE PONTA PARA A POPULAÇÃO POBRE SE LASCAR DEPOIS.

  5. Natalense disse:

    Parabéns Governadora pelo trabalho e determinação.

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves permanece com mais de 50% da sua capacidade; veja situação de outros reservatórios pelo RN

Foto: ASCOM/IGARN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (18), indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.243.465.049 m³, que correspondem a 52,4% da sua capacidade total que é de 2.373.066.510 m³. No dia 18 de janeiro de 2020, o manancial acumulava 550.374.210 m³, equivalentes a 23,19% da sua capacidade total.

As reservas hídricas superficiais totais do Estado acumulam 1.914.191.968 m³, que correspondem a 43,73% da capacidade total do RN, que é de 4.376.444.842 m³. No mesmo período do ano passado as reservas estaduais, dos reservatórios monitorados pelo Igarn, eram de 977.582.375 m³, equivalentes a 22,33% do volume máximo de águas do estado.

A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do RN, acumula 168.662.820 m³, percentualmente 28,12% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³. Em meados de janeiro de 2020 o reservatório estava com 113.133.263 m³, correspondentes a 18,86% da sua capacidade.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 211.745.321 m³, que equivalem a 72,31% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de janeiro do ano passado o manancial estava com 84.495.083 m³, percentualmente, 28,86% do seu volume total.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 9.542.403 m³, correspondentes a 21,48% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. Em janeiro de 2020 o manancial estava completamente seco.

O Açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 1.676.950 m³, equivalentes a 15,43% da sua capacidade total, que é de 10.865.000 m³. No dia 18 de janeiro de 2020 o reservatório estava com 275.780 m³, correspondentes a 2,54% da sua capacidade.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 11.478.218 m³, correspondentes a 20,93% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. Em janeiro do ano passado o reservatório estava seco.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, além da Armando Ribeiro Gonçalves e Umari, outros 12 ainda permanecem com mais de 50% da sua capacidade: Dourado, localizado em Currais Novos, com 51,68%; Beldroega, localizado em Paraú, com 51,76%; Santo Antônio de Caraúbas, localizado em Caraúbas, com 53,15%; Pataxó, localizado em Ipanguaçu, com 54,03%; Morcego, localizado em Campo Grande, com 55,91%; Rodeador, localizado em Umarizal, com 60,06%; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 61,23%; Encanto, localizado no município de Encanto, com 63,11%; Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 70,67%; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 73,01%, Mendubim, localizado em Assu, com 74,36% e Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, com 79,67% do seu volume total.

Entre os mananciais monitorados pelo Igarn, 4 estão em nível de alerta, acumulando menos de 10% da sua capacidade. São eles: Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,76% Flechas, localizado em José da Penha, com 5,53%; Itans, localizado em Caicó, com 8,13% e Zangalheiras, localizado em Jardim do Seridó, com 7,8%.

Os açudes que estão secos são: Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.546.283 m³, correspondentes a 95,71% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.698.071 m³, equivalentes a 50,67% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.702.179 m³, correspondentes a 87,61% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fagner fidelli pereira da Silva disse:

    Engraçado a lagoa do Bonfim com toda essa capacidade mas a cidade de jaçanã RN faz 30 dias que não recebe água nas torneiras,e só Deus sabe quando chegará, até lá estaremos comprando água.

Frente de prefeitos diz que há seringas suficientes para começar vacinação contra covid-19 na maioria dos 5.570 municípios brasileiros

Foto: © Reuters/Molly Darlington/direitos reservados

O presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, disse nesta quinta-feira (14), que a maioria dos 5.570 municípios brasileiros estará apta a iniciar a campanha de vacinação contra a covid-19 tão logo o Ministério da Saúde distribua os imunizantes autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Todas as cidades que se manifestaram [durante a reunião] disseram que estão preparadas para realizar a vacinação”, disse o presidente da entidade, logo após se reunir, em Brasília, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e com técnicos da pasta.

Ainda de acordo com Donizette, os 30 milhões de seringas e agulhas que o governo federal requisitou administrativamente a empresas do setor foram para, nas palavras do ministro, “regular os estoques” e, caso necessário, ajudar as prefeituras.

“O ministro disse que os 30 milhões de seringas e agulhas adquiridas são uma regulação de estoque. Caso algum município não as tenha, as receberá antes da próxima quarta-feira”, disse o presidente da FNP. “O ministério disse que qualquer município que necessite pode entrar em contato que mandará as seringas neste final de semana.”

Donizette também atribuiu a Pazuello a informação de que o ministério planeja começar a vacinação em todo o país já na próxima quarta-feira (20). Segundo Donizette, a data dependeria da aprovação dos pedidos de uso emergencial dos imunizantes apresentados pelo Instituto Butantan, a CoronaVac, produzida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com o consórcio AstraZeneca/Oxford, além da chegada, ao Brasil, dos 2 milhões de doses da vacina de Oxford já compradas pelo Ministério da Saúde.

“A data está pendente de duas coisas. Primeiro, da aprovação pela Anvisa, o que é uma condicionante para que [a data] seja mantida. Segundo, da logística de voo da aeronave que está sendo preparada em Viracopos [Campinas (SP)] para buscar as vacinas da AstraZeneca”, disse Donizette pouco antes de ser informado que o avião da companhia aérea Azul que decolaria hoje para buscar as vacinas na Índia só partirá amanhã (15) a noite.

Agência Brasil consultou o Ministério da Saúde sobre as declarações do presidente da FNP, mas a pasta ainda não se pronunciou a respeito da reunião.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    O PR e o ministro da saúde são dois genocidas.

Vacinação contra covid começará em janeiro, anuncia Pazuello; avião para buscar doses na Índia decola nesta quarta, e lote chegará ao Brasil no dia 16

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em pronunciamento nesta quarta-feira (13), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a campanha de vacinação contra a Covid-19 começará ainda neste mês.

“Vamos vacinar em janeiro e Manaus será também a primeira a ser vacinada. Ninguém receberá a vacina antes de Manaus”, disse o ministro. “A vacina será distribuída simultaneamnte em todos os estados, na sua proporção de população, e Manaus terá essa prioridade também”, afirmou Pazuello.

Após o pronunciamento de Pazuello, o ministério esclareceu que a vacinação em Manaus ocorrerá como em outros locais do país, de forma “simultânea e proporcional”, e que não haverá diferença de data e nem de quantidade de doses em comparação com outras cidades. Haverá apenas diferença de horário, por causa do fuso.

O ministro ainda alertou que a população deverá compreender que o início da imunização não significa ir para “rua fazendo festa”.

“A vacina induz a produção de anticorpos, essa é a função da vacina, ela vai induzir a produção de anticorpos. Quem produz os anticorpos é o próprio ser humano. Essa produção de anticorpos não é no dia seguinte. A literatura fala de 30 a 60 dias. Não é tomar a vacina no dia 20 e no dia 22 estar na rua fazendo festa. Nem vai resolver o problema da infraestutura e do tratamento precoce de Manaus”, disse Pazuello.

O ministro da Saúde destacou que tem família na capital amazonense e reforçou que o estado não está enfrentando a pandemia de forma isolada do governo federal.

“Nós, em Manaus, temos que nos cuidar. Temos que seguir as orientações dos gestores. Não adianta lutar contra isso. A minha família está em Manaus, todos sabem disso. Minha filha está em Manaus. Então, quero deixar claro pra todos, que nós não estamos nem um pouco afastados de viver o problema de Manaus, estamos dentro do problema com vovcês. Contem comigo e com o presidente da República”, disse Pazuello.

Vacina de Oxford

Na coletiva, Pazuello disse que um avião buscará hoje 2 milhões de doses da vacina de Oxford na Índia. Segundo o colunista da CNN, Igor Gadelha, o cargueiro será da companhia aérea Azul.

A aeronave decola nesta quarta-feira do aeroporto de Guarulhos e deve pousar, no retorno, também por lá. A expectativa é de que as vacinas cheguem ao Brasil até dia 18 de janeiro, mas, segundo o ministro da Saúde, as doses podem estar disponíveis no país no dia 16.

Pandemia em Manaus

Apenas nos 10 primeiros dias de janeiro, Manaus registrou 379 enterros por Covid-19 nos cemitérios públicos e privados da cidade. O número supera o recorde mensal registrado em todo o mês de maio de 2020, quando a capital do Amazonas teve 348 sepultamentos de vítimas da doença.

O colapso do sistema de saúde da capital é evidenciado desde o fim do ano passado. Nos primeiros dias de 2021, o Ministério da Saúde anunciou a abertura de 178 novos leitos de UTI em Manaus.

À CNN, o especialista em Medicina Tropical Silvio Fragoso, afirmou que a situação da capital é agravada pelo grande número de pacientes das demais cidades do estado que se infectaram e precisam ser tratados nos hospitais de Manaus.

“Uma das principais causas para a sobrecarga de Manaus ser maior em relação a outras capitais é a infraestrutura nos outros estados: as cidades menores contam com hospitais próprios. Aqui no Amazonas, só Manaus dispõe da estrutura necessária para atender os pacientes da Covid-19. Logo, os de outras regiões vêm se tratar aqui na cidade”, explicou Fragoso.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Japiense disse:

    O início da vacinação do Brasil já tem data e hora marcada.
    Dia ** de ********* de 202*.
    A partir das **:** – horário de Brasília.

  2. Tico de Adauto disse:

    Incompetente e cheio de maldade dentro de si. Genocida como o chefe.

  3. Geisa disse:

    Até que fim vamos tomar a vacina

  4. Josa disse:

    Ôôô governo bom!!

  5. Calígula disse:

    Bolsonaro é bom, Bolsonaro é espetacular.

  6. Junior disse:

    Isso sim é uma excelente notícia. Chegada de uma vacina bem mais eficiente e bem mais barata que a vachina.

    • Anselmo disse:

      Só guerra politica, vão trazer da Índia e o governo federal vai começar a vacinar simbolicamente para fazer frente ao governador Dória e o povo aceitando tudo isso calado, nenhum politico presta. obs esse dória é outro impostor.

    • Minion de Peixeira disse:

      Anselmo, vc não acha que Bolsonaro não tem o faro político suficiente para querer iniciar a vacinação o quanto antes, independentemente da tentativa de protagonismo de Dória?
      Goste ou não de Bolsonaro, fato é que ele não tá botando pressão na Anvisa. Só tá esperando o sinal verde da Agência. O Presidente sabe que existe uma forte cobrança popular para que se inicie logo a imunização. Quem não gosta dele vai continuar dizendo que ele só tá pensando em política. Quem gosta vai dizer que ele tá sendo responsável. Mas o que devemos medir é a atitude concreta. E a atitude concreta é que a imunização vai começar em breve, com a Anvisa chancelando a vacina X, de acordo com critérios da realidade brasileira.

    • Neco disse:

      Tá com raiva, Anselmo?
      A vacinação com a de Oxford vai começar… só tá nas mãos da Anvisa liberar.
      Salvo uma reviravolta. Quem poltiizou tudo foi Dória, querendo se 'amostrar'.

Covid-19: vacinação no RN começará 72h após chegada das doses; veja como será

Fotos: Robson Araújo

Em reunião presencial e virtual com prefeitos de todo o estado a governadora Fátima Bezerra confirmou nesta sexta-feira (8) que o Rio Grande do Norte está com estrutura pronta para receber e aplicar as vacinas contra a Covid-19. A chefe do Executivo garantiu que 72 horas após a chegada das doses, que deverão ser adquiridas e enviadas pelo Governo Federal, a vacinação será iniciada no estado.

“Nosso governo não se omite. Tomou medidas duras quando necessário. Adotou ações baseadas em estudos técnicos com fundamentação científica. Instalamos o comitê de especialistas das nossas universidades, junto com técnicos da nossa Secretaria de Saúde já no início da pandemia. Investimos R$ 221 milhões no enfrentamento ao novo coronavírus com novos leitos e melhorias na estrutura hospitalar, contratação de pessoal, insumos e reformas físicas. Melhorias permanentes que ficarão atendendo a população. Optamos por investir no SUS em vez de hospitais de campanha que são desativados. E agora estamos prontos para aplicar o Plano Estadual de Imunização”, afirmou na reunião realizada no auditório da Escola de Governo, em Natal.

O Governo do RN tem em estoque 900 mil seringas e agulhas, quantidade suficiente para iniciar a primeira fase da vacinação. E está adquirindo mais 2,5 milhões de unidades para garantir as fases seguintes. O Governo, através da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) também assegurou a instalação da rede de frio necessária para a conservação das vacinas e, em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais), da UFRN, está capacitando vacinadores.

E MAIS – VACINAÇÃO – COVID-19 NO RN: Veja os grupos prioritários e suas fases

“O RN foi o primeiro estado a lançar plano estadual de vacinação. Afirmo a vocês que estamos prontos para a vacinação. Só falta a vacina chegar. O processo de vacinação deve ser feito em parceria com os municípios que são o ente responsável pela aplicação. O Governo do Estado elaborou o plano e vai dar todo o suporte aos prefeitos e aos municípios. Só aguardamos que a vacina chegue”, completou Fátima Bezerra.

Ao receber as vacinas a Sesap distribuirá às seis centrais onde os municípios devem retirar o material. Uma central de distribuição funcionará na capital e as outras cinco em Mossoró, Caicó, Santa Cruz, São José de Mipibu e João Câmara. “Devemos todos cumprir a parte que nos cabe e respeitar os protocolos de segurança. Enquanto autoridade devemos cumprir nosso papel somando esforços em assistência à população”, declarou a governadora que ainda alertou os municípios a seguirem as recomendações do Ministério Público para suspender as atividades com aglomerações e manter ações para a população respeitar as medidas protetivas: “O carnaval está suspenso. Tenho fé, esperança e confiança que, de mãos dadas, gestores e sociedade, vamos mitigar os efeitos da pandemia e salvar vidas”.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Melhor governadora da história do RN.
    Parabéns governadora!

  2. Tarcísio Eimar disse:

    Se eu fosse o BOZO eu iria de estado em estado entregar os lotes de vacina pra tornar público e deixar claro q não é governador nenhum.

    • Gado Galado disse:

      Pelo jeito que vem conduzindo a compra de vacinas e insumos, quando ele chegar o povo já vai estar vacinado.

  3. Patriota disse:

    Oh presidente ruim… Ainda pedindo o impeachment dele… Todo esse investimento, todo esse dinheiro tudo, veio do Gov, Federal. E esse povo conversando besteira, deixe o homem trabalhar… Diferente de Lula q Só sabia roubar.

  4. Tarcísio Eimar disse:

    Vacina logo os políticos, q se não der certo a cidadão pagador de impostos não sofre o efeito colateral

  5. PABLO disse:

    GOVERNADOR (A) AGRADEÇA A BOLSONARO. PQ VC NÃO FEZ NADA!!!!

  6. REINALDO disse:

    E ela comprou vacina ? Ou vai receber do ministério da Saúde ?

  7. Observador disse:

    Só esqueceu de dizer que todo o investimento veio do governo federal, do Bozo, como a esquerda o chama, e que a vacina vem de lá também. Parabéns ao Governador do RN #JairBolsonaro.

    • BARRETINHO disse:

      kkkkkk boa analise @observado!! #bolsonaro2022

    • Observadora disse:

      Só acho que vc esqueceu de ler a matéria kkkk pq logo no inicio fala "…que deverão ser adquiridas e enviadas pelo Governo Federal…" e outra, a matéria fala sobre plano de vacinação e não de quem comprou ou não comprou as vacinas…

Comissão técnica define data de início da pré-temporada do ABC, que mira calendário completo com 4 competições

Foto: Reprodução/ABC

A comissão técnica abecedista definiu o planejamento e os detalhes para o período de pré-temporada. O início dos treinamentos do elenco alvinegro visando as competições de 2021 acontecerá no dia 18 de janeiro.

O Departamento de Futebol comunicou que os jogadores começarão a chegar a Natal (RN) no dia 15 de janeiro e de imediato iniciarão as avaliações físicas com os profissionais do Departamento de Preparação Física e Fisiologia. Os atletas ficarão alojados no Concentração Jorge Tavares de Morais, no CT Alberi Ferreira de Matos.

Breve, a comissão técnica divulgará a programação de treinamento para a primeira semana de trabalho. Na temporada 2021, o ABC tem calendário completo e disputará quatro campeonatos: o Campeonato Potiguar, a Copa do Nordeste, a Copa do Brasil e o Brasileiro Série D.

Com ABC

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Calígula disse:

    Agora o ABC vai para o campeonato brasileiro kkkkk

Reino Unido inicia imunização de pessoas de grupos de risco contra a Covid-19 com a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford

Foto: Reprodução/G1

O Reino Unido começou, nesta segunda-feira (4), a vacinar pessoas de grupos de risco contra a Covid-19 com a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. O país, o primeiro do mundo a aprovar a vacina, também é o primeiro a começar a aplicá-la.

Segundo o serviço público de saúde britânico (NHS, na sigla em inglês), 520 mil doses estão prontas para serem distribuídas. A vacina é aplicada em duas doses.

Brian Pinker, de 82 anos, foi o primeiro a receber a vacina, em um hospital da própria Unversidade de Oxford, perto de onde a vacina foi desenvolvida. Pinker faz diálise e afirmou que estava muito satisfeito. Ele disse que, agora, espera comemorar seu 48º aniversário de casamento com sua esposa, Shirley, este ano.

O Reino Unido passa por uma nova alta de casos, mais de 50 mil novas infecções por coronavírus por dia nos últimos seis dias. No domingo (3), foram vistos 54.990 novos casos e mais 454 mortes por Covid-19 no país. Mais de 75 mil pessoas já morreram pela doença em solo britânico, um dos piores números da Europa.

Duas vacinas aprovadas

Esta é a segunda vacina aprovada e utilizada pelos britânicos. A primeira foi a da Pfizer, desenvolvida em parceria com a BioNTech, que já é aplicada desde 8 de dezembro em grupos prioritários. O país também foi o primeiro a aprovar essa vacina.

Ao contrário de outros países, o Reino Unido agora planeja vacinar as pessoas com a segunda dose de ambas as vacinas – tanto de Oxford como da Pfizer – 12 semanas após a primeira injeção, em vez dos 21 dias recomendados, para poder imunizar o maior número de pessoas no menor tempo possível.

Além do Reino Unido, a Argentina também autorizou o uso emergencial da vacina de Oxford (e já está aplicando a vacina russa Sputnik V desde a semana passada na população).

Aprovação no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou um pedido feito pela Fiocruz para importação excepcional de 2 milhões de doses da vacina produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca. No pedido, a Fiocruz indica que as vacinas vão chegar ao país ainda em janeiro.

A importação é considerada excepcional porque a vacina ainda não foi submetida à autorização de uso emergencial ou registro sanitário, etapa essencial para ser aplicada na população.

Segundo a Anvisa, a aprovação da importação ocorreu no dia 31 de dezembro, mesmo dia em que o pedido foi protocolado pela Fiocruz — que fará a produção da vacina no Brasil.

A Fiocruz também é a responsável por pedir o uso emergencial da vacina e o seu registro; a presidente da fundação afirmou que pretende entregar os documentos finais relacionados aos pedidos até o dia 15. A previsão é que o primeiro lote, com 1 milhão de doses, seja entregue na semana de 8 a 12 de fevereiro.

Na sexta-feira (1º), a Anvisa disse que terminou a análise dos documentos já apresentados pela AstraZeneca sobre a vacina. Na prática, isso quer dizer que a agência “está em dia” com o que foi apresentado até agora e aguarda novos documentos.

Eficácia da vacina

Estudo publicado e revisado na revista científica “Lancet” diz que a vacina de Oxford tem eficácia média de 70,4% e é segura. Os testes ocorreram em diversos países, inclusive no Brasil.

Ela teve 90% de eficácia quando administrada em meia dose seguida de uma dose completa com intervalo de pelo menos um mês, segundo dados dos testes no Reino Unido. Quando administrada em duas doses completas, a eficácia foi menor, de 62%.

A análise que considerou os dois tipos de dosagem indicou uma eficácia média de 70,4%.

Para chegar aos resultados, os pesquisadores analisaram os dados de 11.636 pessoas vacinadas, das quais 8.895 receberam as duas doses completas e 2.741 receberam a meia dose seguida de uma dose completa.

Cerca de 88% dos voluntários analisados (10.218) tinham de 18 a 55 anos de idade, e nenhum participante com 56 anos de idade ou mais recebeu a meia dose seguida da dose completa — que tiveram maior eficácia.

Segundo uma nova análise de dados, 70% das pessoas vacinadas apenas com a primeira dose da vacina de Oxford ficam protegidas após 21 dias. Quando a segunda dose é aplicada 12 semanas depois da primeira, como prevê o governo britânico, esse número sobe para 80%.

G1

EMPREGO: Começo do ano terá aumento na abertura de vagas, dizem empresas de recrutamento; veja setores em alta

Foto: Agência Brasil

Em meio ao desemprego recorde por causa da pandemia, quem pretende começar o ano de 2021 com a tão sonhada vaga no mercado de trabalho pode ter esperança. As perspectivas de empresas que fazem a intermediação de mão de obra são otimistas para a abertura de vagas entre dezembro e fevereiro.

Esse movimento, segundo algumas das principais empresas recrutadoras do país, já começou com as contratações temporárias para a Black Friday e Natal.

“Em janeiro sempre tivemos os maiores picos, tanto de candidatos buscando emprego como empresas procurando funcionários. Boa parte das vagas de fim de ano acaba não sendo preenchida pela baixa procura de candidatos. Obviamente, existem vagas urgentes que não dá para esperar o início do ano, principalmente se for de reposição, por isso, os candidatos que ainda buscam uma oportunidade para este ano não podem desistir. E, apesar do fim do ano fraco, historicamente janeiro e fevereiro são ótimos meses para buscar uma nova oportunidade”, afirma o gerente de negócios do Banco Nacional de Empregos (BNE), José Luiz Tortato.

Apesar da expectativa do aumento habitual de vagas nos dois primeiros meses do ano, Tortato alerta que a abertura deve ser menor em comparação com os anos anteriores por causa da pandemia, principalmente com a retomada no crescimento de casos e possível volta das medidas restritivas de isolamento.

Na visão da Catho, os primeiros meses de 2021 devem ser de reaquecimento do mercado de vagas. Embora o aumento na oferta e procura no mercado de trabalho seja característico desses meses, a perspectiva de aquecimento se deve à tendência de melhora verificada no terceiro trimestre que se estendeu aos últimos meses do ano. Em novembro, a plataforma registrou aumento de 6% nas publicações de vagas em comparação com o mesmo período do ano passado.

“Esse período é historicamente o momento em que as companhias retomam as contratações e criam outras oportunidades a fim de preverem novas posições de trabalho para o ano que se inicia”, explica Fernando Morette, CEO da Catho.

Segundo ele, o aumento da oferta acompanha o crescimento na procura por emprego, e as pessoas buscam vagas principalmente em janeiro e fevereiro motivadas pelo otimismo e esperança com a chegada do novo ano.

“A tendência é de que, caso não haja outros eventos negativos relativos à pandemia, o volume de vagas siga em ascensão. Atualmente, a abertura de vagas no site da Catho é maior que nos anos anteriores e, em nossa visão, deve continuar crescendo nos próximos meses”, prevê.

No site InfoJobs, embora tenha havido uma queda de 35% no número total de vagas durante o ano, é possível observar uma retomada gradual das atividades, com aumento de 118,7% no número de vagas anunciadas entre maio e agosto.

“O número ainda é baixo quando comparado com mesmo período de 2019, mas vem se intensificado com as vagas de final de ano. Além disso, no segundo semestre de 2020, nossa base apresentou um crescimento de empresas em 34,4% em dezembro, o que mostra que mais companhias estão em busca de candidatos, por isso, estamos otimistas com o começo de 2021”, diz a country manager, Ana Paula Prado.

Ela elenca três fatores que são determinantes para o crescimento da abertura de vagas. A demanda reprimida, que já mostra sinais, por exemplo, de falta de insumo em algumas indústrias. Em um cenário mais seguro, as empresas devem voltar a produzir mais para atender à demanda.

Outro fator é a reestruturação. Muitas empresas deixaram de existir na pandemia, o que abre espaço para a expansão de outras marcas. E o fato de algumas empresas que deixaram para o futuro os planos que tinham para 2020 se sentirem mais confortáveis para colocá-los em prática a partir de agora.

De acordo com Leonardo Berto, gerente de recrutamento da Robert Half, o comportamento do mercado de trabalho no período entre as festas e os dois primeiros meses do ano é bastante intenso.

“Para atender à demanda do período, as empresas se preparam com bastante antecedência, planejando seus orçamentos e quadros de funcionários, por isso, as perspectivas são favoráveis e existem boas oportunidade para quem está em busca de recolocação ou movimentação de carreira”, diz.

Berto explica que as contratações permanentes seguem um ritmo de crescimento mais estável, pois na maioria dos casos estão relacionadas à estrutura fixa necessária para o período pré e pós festas, independente das variações de resultados possíveis.

Já as posições temporárias ou por projetos têm um crescimento mais agressivo e um número maior, diretamente relacionados ao aumento sazonal do volume de negócios. O destaque fica por conta das posições ligadas a vendas, suporte técnico, atendimento ao cliente, logística, abastecimento e projetos técnicos ou operacionais nas áreas de tecnologia, desenvolvimento e finanças.

“Com a perspectiva de retomada da atividade econômica e melhora significativa na expectativa de recrutadores e profissionais especializados em relação ao mercado de trabalho, aliadas aos movimentos de contratações para a demanda geradas pelas festas de final de ano, existe uma tendência de crescimento no número de vagas oferecidas”, diz.

Na Luandre RH, houve crescimento de 35% na abertura de vagas temporárias no final de ano. “As empresas precisaram se reestruturar e as grandes varejistas também. Por conta disso, muitas pessoas foram desligadas e, para atender à demanda de Black Friday e Natal, precisaram contratar um volume grande de temporários. Outro fator foi o afastamento de funcionários efetivos por causa da Covid”, diz Gabriela Mative, superintendente de seleção.

Para janeiro e fevereiro, a expectativa é que o crescimento continue no e-commerce, área que foi grande destaque na abertura de vagas em 2020, além da indústria e setor de saúde.

“Estamos apostando nesse reaquecimento do mercado de vagas a partir do início do ano. Ao que tudo indica, em janeiro e fevereiro a indústria deve ter um crescimento significativo e toda a cadeia deve crescer junto em razão desse reaquecimento. Também prevemos um crescimento nas áreas de saúde e assistenciais, dependendo do desenrolar da crise de saúde causada pela Covid”, diz.

De acordo com Luciana Calegari, especialista em RH da Vagas.com, muitas empresas que represaram as vagas no decorrer do ano estão abrindo novamente. “Aqui na Vagas.com, congelamos as contratações e desde novembro retomamos com tudo”, diz.

Luciana aponta que o mercado já começou a aquecer, até mesmo por uma demanda reprimida de contratações ao longo deste ano. E o cenário deve ser positivo no início de 2021, já que, enquanto alguns segmentos sofreram os impactos do Covid, outros elevaram seus resultados pelo mesmo cenário.

“As empresas descobriram novos caminhos, formas de trabalhar e agora estão investindo para manter tudo isso vivo em forma de continuidade de investimento”, afirma.

Setores com maior demanda

De acordo com José Luiz Tortato, do BNE, as vagas que se mantiveram em crescimento durante a pandemia continuarão em alta nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, como funções operacionais na área de logística, tecnologia (principalmente na área de desenvolvimento de aplicativos e softwares) e saúde de modo geral.

“As perspectivas são de mais vagas temporárias. A contratação é mais flexível neste momento de incertezas. Dessa forma, os empregadores se sentem mais confortáveis fazendo a contratação de temporários para uma demanda específica e com período de contrato definido”, diz.

Na Catho, ao longo de 2020, os setores de saúde, e-commerce e tecnologia tiveram aumento no volume de contratações em função da pandemia e devem permanecer em alta no início do ano que vem.

Segundo Morette, os cargos que tiveram maior abertura de vagas em 2020 foram os de fisioterapeuta hospitalar (725%), respiratório (716%), web developer (182%), analista de SAC (158%), vendedor de e-commerce (117%), repositor de perecíveis (116%), operador de call center (100%) e programador ADVPL (85%).

Levando em consideração os tipos de vagas publicadas nos últimos meses na Catho, a previsão é de que as mais ofertadas sejam em regime CLT.

Para a Robert Half, as oportunidades serão em diversos níveis, de assistentes a diretores, posições permanentes e temporárias, com grande destaque para as áreas de tecnologia, vendas, logística e operações.

Segundo Leonardo Berto, áreas como finanças, RH e jurídico também mostram boas perspectivas, diretamente relacionadas à preparação das empresas para um cenário de mercado mais atrativo em 2021. Ele destaca ainda que construção civil, infraestrutura e automotivo dão bons sinais de retomada, além do agronegócio.

O gerente de recrutamento aponta que as perspectivas são favoráveis tanto para posições permanentes como temporárias.

O InfoJobs aponta que os setores da indústria e tecnologia devem manter o crescimento na abertura de vagas em 2021.

“A indústria vem demonstrando boa performance nos últimos meses. Já o setor de TI teve um importante papel em 2020 e deve continuar esse crescimento em 2021, já que muitas empresas já deram passos para a transformação digital”, afirma Ana Paula Prado.

Veja abaixo 11 setores com mais vagas no site, que concentram 90% das oportunidades:

Comercial, Vendas: 36,66%

Telemarketing: 21,13%

Logística: 7,65%

Administração: 5,16%

Industrial, Produção, Fábrica: 3,69%

Informática, TI, Telecomunicações: 3,20%

Construção, Manutenção: 2,92%

Alimentação / Gastronomia: 2,83%

Saúde: 2,83%

Serviços Gerais: 2,59%

Segurança: 2,08%

Atualmente, o maior número de vagas no site está concentrado em:

Operador de telemarketing home office

Agente de atendimento chat e e-mail

Vendedor temporário

Atendente call center

Auxiliar de Operações temporário

Auxiliar de carga e descarga

Técnico em Enfermagem

Conferente temporário

Caixa temporária

Auxiliar de Loja

Para Ana Paula, a demanda do mercado por temporários no final do ano pode se estender para o começo do ano, mas a retomada da economia no pós-pandemia também pode impulsionar vagas efetivas.

A Luandre RH prevê maior demanda em tecnologia, finanças, vagas operacionais relacionadas ao e-commerce e logística e indústria.

A superintendente de seleção, Gabriela Mative, acredita que em um primeiro momento a demanda será mais forte por temporários, devido ao momento de insegurança, e se o reaquecimento permanecer, as oportunidades serão permanentes.

Luciana Calegari, especialista em RH da Vagas.com, aposta que a demanda será grande em tecnologia, todos os cargos relacionados a elevar o sucesso e experiência do cliente, e segmentos de logística, e-commerce, imobiliário, telecomunicações, saúde e alimentos, tanto para vagas CLT quanto PJ.

Como se preparar

O candidato deve aproveitar esse período de festas e se cadastrar em plataformas online de empregos, além de se preparar para entrevistas online. E, se for viajar, precisa levar os equipamentos necessários para isso. Veja abaixo as dicas dos seis especialistas:

O primeiro passo é insistir na busca e separar um tempo do dia para se dedicar exclusivamente à procura de emprego;

Acompanhe a abertura de vagas nas redes sociais profissionais, sites de carreira e de consultorias de recrutamento;

O candidato precisa se adaptar às mudanças trazidas pela pandemia, tanto na procura por cargos que estejam em alta como na procura por qualificação;

Tenha em mãos o currículo bem escrito e atualizado;

Faça um trabalho de pesquisa sobre as empresas com vagas e identifique os pré-requisitos solicitados;

Este é o momento para se qualificar e aumentar o leque de oportunidades profissionais: estudar os segmentos que seguem aquecidos; se qualificar por meio de cursos; acompanhar nas redes sociais das empresas as principais ações e movimentos;

Prepare-se para a entrevista remota: teste a conexão da internet, a câmera e o áudio do microfone com antecedência e prepare o ambiente para estar silencioso, iluminado e organizado;

Quem está em recolocação pode tirar férias, mas é importante ficar online, de olho no WhatsApp, e ir para um local onde tem sinal de internet, munido de computador, fone de ouvido, webcam, celular e se possível um tripé para colocar o smartphone ou uma haste de selfie.

Estude sobre a empresa em que irá participar da seleção, bem como o mercado de atuação dela, seus concorrentes e o momento pelo qual a companhia está passando;

Demonstre segurança ao falar de sua carreira, pensando nela como uma história a ser contada onde você é o protagonista;

Reflita sobre seus pontos fortes e os que ainda faltam desenvolver;

Use e abuse do networking.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Calígula disse:

    O Véio é bom, o Véio é espetacular.
    Mito 2022.

Europa começará a vacinar contra o coronavírus no dia 27 de dezembro, diz presidente da Comissão Europeia

Foto: Jacquelyn Martin/Pool via Reuters

Os países da União Europeia vão começar suas campanhas de vacinação contra o coronavírus no dia 27 de dezembro, de acordo com uma afirmação de Ursula von der Leyen nesta quinta-feira (17).

Para isso, no entanto, é preciso aguardar a aprovação da agência reguladora.

Von der Leyen afirmou que a vacinação acontecerá de forma coordenada em todos os 27 países do bloco.

A agência europeia de medicina (EMA, na sigla em inglês) afirmou que os especialistas vão se reunir no dia 21 para avaliar a vacina da Pfizer desenvolvida em parceria com a BioNTech.

As encomendas devem começar a chegar no dia 26. Há locais de produção na Bélgica e na Alemanha.

Cada país vai precisar coordenar seu próprio programa de vacina.

Além disso, a União Europeia também concluir negociações iniciais com a empresa americana Novavax para garantir 200 milhões de doses.

É um acordo para exercer uma opção de compra parcelada, com 100 milhões de doses por vez.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pereira disse:

    Enquanto por Aqui vai se Trocando Vidas por impostos e se Negando a pandemia do covid-19. A depender das autoridades do Brasil, seremos talvez o último País a vacinar sua população. Que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS.

  2. Romero Cezar da Câmara disse:

    Galigula, por que o excelentíssimo Sr. Presidente não fez como o Trump ou Boris e assinou antes contrato de compra de uma vacina sem ser a coronavac? Trump e Boris compraram a da Pfiser e tem acordos com Oxford e Jansen. Bastava nosso presidente ter feito a mesma coisa e não estaríamos aqui contestando ou aprovando o circo do Doria. O Doris fez o que o negacionista bolsomata deveria ter feito.

  3. Faça o bem disse:

    Enquanto isso no Brasil não se sabe quando começará a vacina.Estamos estarrecidos com tanta irresponsabilidade do governo federal

    • M.D.R. disse:

      A paciência, é uma virdute que cultivamos de berço e a resposta virá em 2022 ao BOZO, ficará ciente de respeita VIDAS.

    • luciano disse:

      Como vai se vacinar se não tem uma vacina aprovada ? Esses países que estão vacinando aprovaram uma vacina emergencial da pfizer que foram em sua totalidade vendida para os países ricos, mesmo que a Anvisa aprove o uso emergencial de alguma vacina hoje não tem disponibilidade delas para serem aplicadas no Brasil, teremos que esperar as vacinas que estão sendo produzidas aquie mesmo no Butantan ou na Fiocruz, sem depender de vacinas importadas, entenderam ?

  4. Calígula disse:

    Países sérios não compram a coronavac Chinêsa? Pq?
    Só Doriana, a garota propaganda dos chineses.
    #Bolsonaro tem razão

Clínicas privadas querem oferecer vacina contra covid-19 no início de 2021

Foto: Fernando Zhiminaicela/Pixabay

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou ao Poder360 que assim que um imunizante contra a covid-19 for autorizado para o sistema público, ele poderá também ser aplicado por hospitais e clínicas particulares. Isso deverá valer já no começo de 2021 –quase ao mesmo tempo em que a vacina começar a ser aplicada pelo serviço público de saúde nos Estados.

O presidente da ABCvac (Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas), Geraldo Barbosa, disse que foi informado de que a permissão será simultânea para a rede particular e o setor público no fim da semana passada. Antes, a interpretação era de que essa autorização viria só mais tarde.

A associação não contestava a ideia de que o setor privado ficasse para depois. Ofereceu a estrutura das clínicas para treinamento de equipes de saúde pública e até mesmo como espaços para a aplicação das vacinas. A remuneração seria pelo custo. Não houve resposta do governo a essa proposta.

Barbosa afirma que a opção de iniciar a vacinação simultânea poderá ser vantajosa para o governo. As pessoas que se dispuserem a pagar pela vacina livrarão o governo do custo e contribuirão para acelerar a imunização. “São as que têm maior preocupação em voltar a trabalhar normalmente, portanto isso também ajudará na recuperação da economia”, disse Barbosa.

O presidente da ABCvac disse que as clínicas e hospitais só importarão vacinas quando tiverem permissão definitiva. Não podem contar apenas com uma interpretação das regras. “Precisaremos de uma resposta oficial, que ainda não existe”, afirmou.

A associação conversa com os 4 laboratórios que fornecerão imunizantes a governos: Pfizer, AstraZeneca, Janssen e Sinovac. Eles informaram que poderão ter estoques disponíveis para venda nos primeiros meses de 2021.

A associação também procurou laboratórios que não estão em negociação com governos, cujos nomes são mantidos em segredo. Desses, 2 estão na fase 2 de testes, e, 7, na fase 3 (última fase). Barbosa afirma que se esses fabricantes conseguirem autorização nas agências reguladoras de seus países, o processo no Brasil poderá ser acelerado.

Ainda não está claro quanto vai custar a dose de vacina na iniciativa privada. Hoje, há informações de compras governamentais com os seguintes custos:

AstraZeneca – de US$ 4 a US$ 30;

Pfizer e Moderna – de US$ 10 a US$ 50;

CoronaVac – de US$ 10,30 a US$ 30;

Sputnik V – US$ 10;

Janssen – US$ 10;

Novavax – US$ 16.

As clínicas de vacinação faturam R$ 1 bilhão por ano no Brasil. Em 2021, Barbosa espera o dobro disso. E não só pela covid-19. “O debate sobre vacinas ampliou o interesse pela imunização.”

Poder 360

 

Ministro Pazuello diz que se a Pfizer conseguir autorização e adiantar entrega, início da vacinação contra covid no Brasil pode acontecer no final do mês ou em janeiro

Foto: REUTERS

Em entrevista exclusiva à CNN nesta quarta-feira (9), o ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse que a vacinação contra Covid-19 no Brasil com o imunizante desenvolvido pela Pfizer/BioNTech pode começar entre dezembro e janeiro.

“Se a Pfizer conseguir a autorização emergencial e nos adiantar alguma entrega, isso [o início da vacinação] pode acontecer no final de dezembro ou em janeiro”, afirmou. “Isso em quantidades pequenas, de uso emergencial”.

“Estamos fechando o memorando de entendimento com a Pfizer. É a vacina que está mais adiantada, mas mesmo ela ainda não tem registro”, afirmou.

O ministro não descartou que isso aconteça também com as candidatas da AstraZeneca/Oxford ou do Instituto Butantan. No entanto, esse prazo valeria apenas no caso de uma autorização emergencial.

Para obtenção do registro, dependeria do desenvolvimento e da aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Nesse caso, a aplicação poderia acontecer já entre janeiro e fevereiro, disse Pazuello.

Pazuello garantiu que, se a Coronavac receber o aval da agência reguladora, ela será usada no plano de imunização. “A vacina que estiver registrada na Anvisa e garantida sua eficácia e segurança será comprada e distribuída para todos os brasileiros”, afirmou.

Pazuello também cedeu ao âncora da CNN Kenzô Machida o plano de operacionalização da vacina contra Covid-19 no Brasil, que foi finalizado nesta quarta. Segundo ele, é um documento de 95 páginas que detalha a distribuição da imununização.

“[O plano] já tem tudo o que interessa para manter o Brasil imune do coronavírus de forma nacional. Nosso país jamais será dividido”, disse.

O ministro disse que a vacinação será incluída no Programa Nacional de Imunização e usará a mesma logística já operacionalizada pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

“O SUS trabalha de forma tripartite, com estados e municípios, e cada um já tem sua função dentro desse programa”, disse.

Ele detalhou que o governo federal distribuirá as doses, por via aérea e rodoviária, até os estados.

Então, será responsabilidade estadual distribuir entre as cidades e os municípios executariam, efetivamente, a vacinação.

“O plano, em tese, envolve três níveis de governo e isso faz com que a velocidade das ações seja a mais rápida possível”, afirmou.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Observando. disse:

    Essa vacina precisa estar conservada a menos 70 graus. Faz duas semanas, por isso, governo nao queria ela. Vai comprar agora algumas doses. E vacinar algumas pessoas antes do governo Doria em SP.

  2. Ivan disse:

    Deixem os cães latirem, a caravana do Ministério da Saúde e a da Anvisa seguem o caminho, sem precalços e atropelos…Parabéns grande General!!!!

  3. Luís disse:

    Vacinação se aproximando, de forma estudada e responsável.

    MELHOR 'JÁ IR' SE ACOSTUMANDO, Ó PETRALHAS DAS ZONAS UMBRALINAS, PARA ATURAR O BOZO-CLÃ ATÉ O MISERÁVEL CREPÚSCULO DE SUAS PORCAS VIDAS! MUAHAHAHAHÁ! ESSE ÓDIO ME REVIGORA….

  4. Arthur disse:

    Dória botou pressão no presidente, a Anvisa só vai aprovar a CoronaVac quando o Brasil tiver uma vacina primeiro. Esse ministro é fraco demais.

    • Neco disse:

      A Anvisa já vem trabalhando independenente dos chilques de Dória.
      O resto é falácia.

  5. Neco disse:

    A caravana passa e os cães ladram.

  6. Humberto Cereto disse:

    Esse sem futuro so comecou negociar com essa empresa semana passada, Claro que não vai ter dessa vacina pro brasil taõ cedo. Os outros tudo vão se vacinar e a gfente aqui chupando dedo.

  7. Calígula disse:

    Os Véios Panzuello, Bolsonaro e Guedes rei da economia, sempre jogam umas verdes para colher maduras.
    Pensem em três Véios bons e duros arroxados igual a cú de sapo.
    Petistas tem preguiça de ler e interpretar muito mais kkkkk

  8. Cloroquina Vencida disse:

    Esse milico pau mandado, tá mais perdido que cego em tiroteio.
    Só ele não, todo o governo.
    O miliciano não abre mão de 1 centavo de imposto sobre a cesta básica, mas para armar a boiada, imposto de importação zero.

  9. José Lúcio disse:

    A palavra de Pazuello e um risco d'água é a mesma coisa.🙈

    • Tom França disse:

      Ele é o Ministro da Saúde! A palavra dele é a final, quer você confie ou não. Eu acredito que ele tá fazendo o trabalho certo, inclusive, fazendo todo o trabalho organizacional do qual ele era especialista, quando trabalhava na carreira militar. Não precisa ser da área. Tivemos um ministro que era da área da saúde, que orientava as pessoas a irem pro hospital só quando estivesse com falta de ar. Aterrize!

    • itaecio melo disse:

      Esse incompetente me dar saudade de Mandeta