Gols e arranque de 38km/h fazem início do potiguar Veron no Palmeiras animar mais do que do xará Jesus

Foto: Ricardo Moreira / Estadão Conteúdo

O começo de Gabriel Veron como profissional tem animado muito o departamento de futebol do Palmeiras. Na última quinta-feira, o atacante fez dois gols e deu uma assistência ao entrar no segundo tempo da goleada por 5 a 1 sobre o Goiás, em Campinas, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

A rapidez e a habilidade demonstradas na ponta esquerda, que levaram a torcida a gritar seu nome depois do apito final, são dois dos pontos mais elogiados internamente.

Segundo números apurados pelo clube, Veron tem arranques que chegam a 38 km/h – velocidade que no elenco só é alcançada pelo também atacante Dudu e pelo lateral-direito Mayke.

– Minha velocidade me ajuda muito no futebol. Vou continuar treinando isso, mas sei que também sou bom na parte técnica, no um contra um. Vou continuar aperfeiçoando tudo – disse o garoto, na saída do Brinco de Ouro.

Há quem entenda no Palmeiras que Veron possa superar os passos do xará Gabriel Jesus, também revelado pelo clube e que atualmente defende o Manchester City e a seleção brasileira. Apesar de tratar o antecessor como um exemplo, o garoto não quer comparações.

– O Gabriel Jesus é um grande jogador, me espelho nele também pelo fato de ele ter virado ídolo no Palmeiras e ter ido para o Manchester City. Mas vou fazer uma carreira com o meu nome, Gabriel Veron, e continuar trabalhando. Temos que dar o nosso melhor sempre porque a camisa do Palmeiras é gigante – afirmou Veron.

Ao balançar a rede em Campinas, ele se tornou um dos jogadores mais jovens a fazer gol pelo Palmeiras, com 17 anos, três meses e dois dias. Gabriel Jesus marcou o primeiro com 18 anos, três meses e 12 dias, em 2015, na vitória por 1 a 0 sobre o ASA-AL, pela Copa do Brasil.

O recorde pertence ao ex-atacante Juliano, que tinha 16 anos, 11 meses e 23 dias quando marcou, em 1998, um dos gols da vitória por 5 a 0 sobre o Nacional, do Uruguai, pela Copa Mercosul.

A partida contra o Goiás foi a segunda de Veron pelo time principal. A estreia aconteceu no Maracanã, quando entrou aos 30 minutos da etapa final da derrota para o Fluminense. No jogo seguinte, contra o Flamengo, passou o tempo todo no banco de reservas.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Clovis Mineiro disse:

    Jogador que foi dispensado nas bases dos times do RN. Olhe que isso não é a primeira vez.
    Depois não sabem as razões do nosso futebol ser da série D ou mais para baixo.
    Onde existe excesso de vontade, comando pela vaidade, chefes demais, não tem como dar certo.

    • Thiago Santos disse:

      Amigo, ele não foi dispensado de nenhum time do Estado. Foi descoberto pelo trabalho de captação de jovens atletas feito pelo Santa Cruz de Natal aqui no RN, após isso, foi trabalhado até ser enviado para as categorias de base do Palmeiras.

Festa de Nossa Senhora da Apresentação, padroeira de Natal, inicia nesta segunda-feira

Tem início nesta segunda-feira, 11, a programação da festa de Nossa Senhora da Apresentação, padroeira da Arquidiocese e da cidade do Natal. Às 18 horas, acontece a procissão, saindo da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação (antiga Catedral) para a Catedral Metropolitana, onde haverá o hasteamento das bandeiras e missa, presidida pelo arcebispo, Dom Jaime Vieira Rocha. Após a missa, haverá funcionamento de quermesse, no pátio da Catedral.

No período de 12 a 20, a programação será a seguinte: 5h30, caminhada, da Igreja de Nossa Senhora do Rosário para a antiga Catedral, na Cidade Alta, concluindo com celebração eucarística; às 16h30, também na antiga Catedral, recitação do Ofício de Nossa Senhora; e, às 19h, na Catedral Metropolitana, celebração de novena, seguida de quermesse.

Os festejos serão encerrados dia 21 de novembro, feriado no município de Natal. Nesse dia, a programação iniciará logo na madrugada, com a tradicional missa, na Pedra do Rosário, e se estenderá até o final da tarde, quando acontecerá a procissão, pelas ruas do centro de Natal, encerrando com a missa, em frente à Catedral Metropolitana.

SERVIÇO

Festa de Nossa Senhora da Apresentação
Data: 11 a 21 de novembro
Local: Antiga Catedral e Catedral Metropolitana

Primavera começa nesta segunda-feira, mas chuvas devem se fixar apenas em outubro

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

A primavera começa nesta segunda-feira (23) em todo o hemisfério sul do planeta. No Brasil, a estação é caracterizada pela chegada das chuvas. Este ano, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) as precipitações deverão começar em outubro, um pouco mais tarde que no ano passado, quando tiveram início em setembro.

“A primavera, no geral, é a mudança da estação do inverno para a chegada do verão. Estamos saindo de um período frio para começar um período quente. Quando vamos para a parte central do Brasil e Sudeste, a estação é associada com a chegada das chuvas. Por isso, grande parte do Brasil tem plantio nessa época do ano, em outubro, quando as chuvas começam a se fixar”, disse, em Brasília, o chefe da previsão do tempo do Inmet, Francisco de Assis.

Acrescentou que a primavera é sempre associada a temporais, pancadas de chuva e trovoadas: “Exatamente por isso que estamos entrando em um período quente com a formação de nuvens, para começar o período de chuva”, explicou.

Norte

De acordo com a Meteorologia, a previsão para a Região Norte é que, em Roraima, Amapá, nordeste do Amazonas e meio norte do Pará as chuvas ocorram próximas ou abaixo da média para o período. Já na parte centro-sul do Amazonas, sudoeste do Pará e no Acre e Rondônia, haverá possibilidade de chuvas acima da média durante os meses de outubro a dezembro. As temperaturas serão de normal a acima da média.

A região apresentou bastante irregularidade nas chuvas entre junho a agosto. A redução das chuvas em localidades dos estados de Rondônia, Tocantins e sul do Pará e as altas temperaturas e baixa umidade relativa do ar, favoreceram a incidência de queimadas, muito comuns nesta época do ano. Alguns episódios de friagem também foram registrados neste período e atingiram o Acre, Rondônia e sul do Amazonas.

Nordeste

A previsão para a primavera indica maior probabilidade de chuvas perto da média na parte leste do Nordeste. Nas demais áreas, haverá o predomínio de chuvas ligeiramente abaixo da média. Ressalta-se que o trimestre de outubro a dezembro é o mais seco da parte leste do Nordeste.

As temperaturas estarão mais elevadas sobre todo o Nordeste, principalmente na região sul do Maranhão e do Piauí.

Durante os meses de inverno, as chuvas registradas foram próximas ou abaixo da média em grande parte da região.

Em lugares como João Pessoa, na Paraíba, onde geralmente chove em torno de 790 milímetros (mm) entre os meses de junho a agosto, choveu 670 mm somente em junho. As chuvas amenizaram as temperaturas nesta região, principalmente no sudeste da Bahia, onde a média das máximas em agosto ficou entre 24 ºC e 26 ºC.

Centro-Oeste

A previsão para o Centro-Oeste indica alta probabilidade de chuvas de normal a acima de normal em grande parte da região, exceto na metade norte do Goiás, onde as chuvas serão ligeiramente abaixo da média climatológica.

As temperaturas serão acima da média, principalmente no sul do Mato Grosso do Sul, norte de Mato Grosso e Distrito Federal.

Municípios de Mato Grosso e Goiás ficaram mais de 100 dias consecutivos sem chuva, a partir de maio deste ano.

Nestas mesmas áreas, as temperaturas médias foram acima do normal climatológico, em razão da permanência de massas de ar seco e quente, as quais favoreceram a ocorrência de queimadas e incêndios florestais.

Em alguns dias entre junho e setembro, a umidade relativa do ar apresentou valores abaixo de 20% nos horários com temperaturas mais elevadas, como ocorrido no Distrito Federal, em que a estação meteorológica do Inmet, no Gama (DF), registrou 8% de umidade relativa do ar no dia 4 de setembro.

Sudeste

Na Região Sudeste, a previsão é que as chuvas sejam ligeiramente abaixo da faixa normal, exceto no estado de São Paulo, sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro, onde podem ocorrer chuvas mais fortes, principalmente em novembro. As temperaturas devem permanecer acima da média em grande parte do Sudeste.

A precipitação de chuvas no inverno seguiu características típicas para o período, com baixa ou total ausência de precipitação, com exceção do leste de São Paulo e Rio de Janeiro, onde as chuvas foram entre 20 e 70 mm acima da média.

As temperaturas médias foram de normal a ligeiramente acima da média em grande parte da região. Foram registrados nos estados de São Paulo e Minas Gerais alguns poucos episódios de geadas somente no início de julho, com intensidade variando de fraca a moderada.

Sul

Na primavera, ainda de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, as chuvas devem permanecer ligeiramente acima da faixa normal nos três estados da região Sul. Já as temperaturas médias devem predominar dentro da normalidade na parte oeste da região e acima da média no restante.

Durante o inverno, os maiores volumes de chuva estiveram localizados sobre a metade sul do Rio Grande do Sul. Durante os primeiros dias de junho, deu-se o início da temporada de temperaturas mais baixas, entretanto, as temperaturas abaixo de zero só ocorreram em julho e agosto.

Em áreas de serra e planalto da Região Sul do país, houve formação de geadas com intensidade variando de moderada a forte. Durante a primeira semana de julho e também de agosto, houve registro de neve na região serrana do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Agência Brasil

Chuvas no fim de semana, embora em baixo volume, foram concentradas no Leste potiguar; veja boletim pluviométrico no RN

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou baixas pancadas de chuvas no estado no período que compreende a sexta-feira(02) até o inicio da manhã desta segunda-feira(05).

Conforme registro da Emparn, os maiores volumes de chuvas foram registrados nos municípios de Parnamirim e Ceará-Mirim, com mais de 11 milímetros. Na capital potiguar, que teve predominância de ventos fortes e tempo nublado, apenas 5,2 milímetros foram registrados.

CENTRAL POTIGUAR

São Bento Do Norte(Prefeitura) 6,0
São Vicente(Emater(ex-particular)) 3,1
São José Do Seridó(Associacao Usuarios Agua) 2,0
Caiçara Do Rio Dos Ventos(Particular) 1,2
Angicos(Prefeitura) 0,5

AGRESTE POTIGUAR

Monte Das Gameleiras(Emater) 7,0
Monte Alegre(Emater) 5,0
São Bento Do Trairi(Prefeitura) 4,0
Tangara(Emater) 3,8
Serrinha(Emater) 3,5
Bento Fernandes(Sec Agricultura) 2,0
Bento Fernandes(Riacho Dos Paus-part.) 2,0
João Câmara(Centro Saude) 1,5
Boa Saúde(Emater) 0,5

LESTE POTIGUAR

Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 11,7
Ceara Mirim 11,0
Extremoz(Emater) 9,7
Baia Formosa(Destilaria Vale Verde) 9,0
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 8,3
Ceará-Mirim (Prefeitura) 8,0
Espirito Santo(Prefeitura) 6,5
Canguaretama(Emater/barra De Cunhau) 6,3
Natal 5,2
Montanhas(Prefeitura) 3,8

Embora clima permaneça mais firme, pancadas de chuvas devem ocorrer no litoral entre esta quarta e sexta; veja previsão da Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) destaca predominância de céu claro em todas as regiões do estado, com  algumas pancadas de chuvas ao longo do Litoral Leste durante a madrugada e início das manhãs. No interior deve predominar o céu parcialmente nublado a claro. O período analisado compreende esta quarta-feira(05) a sexta-feira(07).

Reprodução: Emparn

Junho marca o início do período seco no interior, destaca Emparn

Foto: Webdesigner/EMPARN

O período seco no interior do Rio Grande do Norte – e, em grande parte do Nordeste – começa agora em junho, de acordo com a Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). “O mês de junho, climatologicamente, marca o início do período sem chuvas nas regiões Oeste e Central do RN, isso por que a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), responsável pelas chuvas na região semiárida no período de fevereiro a maio, se afasta da região Nordeste.  Ao mesmo tempo é o mês com maior índice pluviométrico no litoral leste do Estado”, diz o meteorologista Gilmar Bristot.

Para o setor leste do Estado, os sistemas meteorológicos causadores das chuvas entre os meses de abril a agosto, são as Instabilidades de Origem Oceânicas e Sistema de Brisa. Esses sistemas, segundo Bristot, “dependem das condições termodinâmicas do oceano Atlântico Sul, no que diz respeito ao posicionamento e intensidade do centro de Alta Pressão Atmosférica, pois é responsável pela intensificação e direção dos ventos que sopram na faixa litorânea leste, e pela formação das instabilidades de origem oceânicas”.

A atual configuração mostra que mesmo a ZCI, afastada da região, a sua posição tem causado a formação de subsidência sobre o Leste do Nordeste, dificultado a ocorrência de chuva regulares nas regiões Leste e Agreste do Estado. “Essa condição de pouca chuva deverá continuar durante todo a primeira quinzena de junho de 2019, devendo melhorar durante a segunda quinzena”, pontuou Bristot.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Barbosa Santos disse:

    Se preparem para o dilúvio…

Influência do vento e umidade devem provocar pancadas de chuvas neste fim de semana no Litoral Leste e Costa Branca do RN; veja previsão

Reprodução: Emparn

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa a previsão do fim de semana no estado com possibilidade de pancadas de chuvas no interior, especialmente, ao longo da Costa Branca.

No Litoral Leste, a umidade e influência do vento elevam a possibilidade de chuvas. Pelo visto, continuidade de instabilidade climática promete “misto de sol e chuvas”.

Zona de Convergência Intertropical “sai de cenário” neste fim de semana, e chuvas no RN deverão ser isoladas; veja previsão

Reprodução: Emparn

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa previsão de tempo aparentemente mais firme no estado, com chuvas isoladas, especialmente, no litoral leste e região Oeste.

Após semanas de instabilidade climática, a Zona de Convergência Intertropical, que vinha provocando fortes chuvas em todas as regiões do RN, sai de “cenário”.

Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza tem início dia 10

Foto: André Brant/Hoje em Dia / André Brant/Hoje em Dia

De 10 de abril a 31 de maio acontece a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, promovida pelo Ministério da Saúde. A data marcada para a mobilização nacional será o sábado dia 4 de maio.

Neste ano nos primeiros dias de campanha (de 10 a 19 de abril) as doses serão direcionadas às crianças, gestantes e puérperas, sendo aproveitado este momento para atualizar a Caderneta de Vacinação conforme a situação vacinal encontrada neste público. Após o dia 19 de abril a campanha continuará para este e para os demais grupos prioritários.

Serão vacinadas as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), indivíduos com 60 anos ou mais de idade, os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

A estimativa total é que serão vacinadas mais de 59 milhões de pessoas em todo país, sendo 972.875 só no Estado do Rio Grande do Norte. A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

“Em 2018 o Rio Grande do Norte vacinou 93,5% de sua população, e agora em 2019 a Coordenação Estadual de Imunizações está aumentando os esforços para em parceria com as Regionais de Saúde e Secretarias Municipais de Saúde vacinar o máximo possível de pessoas pertencentes aos grupos prioritários a receber a vacina e com isso reduzir as internações, complicações e óbitos causados por influenza”, explica a coordenadora de Imunizações da Sesap, Katiúcia Roseli.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

ABC inicia pré-temporada na segunda-feira

Os profissionais do Departamento de Futebol abecedista se reuniram nesta quarta-feira (28), na Concentração Jorge Tavares de Morais, e definiram a programação e os detalhes para o período de pré-temporada. A apresentação dos atletas para o início dos treinos acontecerá na próxima segunda-feira (03/12).

As atividades estão marcadas para o CT Alberi Ferreira de Matos. Como acontece geralmente, o grupo iniciará a preparação sob o comando do Departamento de Preparação Física e Fisiologia, com uma série de testes e avaliações físicas, além dos treinos físico-técnicos, já introduzindo estímulos com bola.

Depois dessa primeira fase, o elenco começará os treinamentos técnicos e táticos com o treinador Ranielle Ribeiro. O primeiro compromisso oficial do Mais Querido está marcado para o dia 9 de janeiro, contra o Globo, na estreia no Campeonato Potiguar.

Breve, a comissão técnica divulgará a programação de treinamento para a primeira semana da pré-temporada.

Com informações do site do ABC

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz disse:

    Pq tu só postas noticias do abc ?

Festa do Boi 2018 tem início no feriado desta sexta-feira, 12, e deve atrair 330 mil pessoas e movimentar R$ 50 milhões

Maior evento do agronegócio potiguar chega à sua 56ª edição, terá programação especial para crianças e mais de 2.500 animais PO em exposição

Vai começar o maior e mais tradicional evento agropecuário do Nordeste brasileiro. Em sua 56ª edição a Festa do Boi 2018, realizada pela Associação Norteriograndense de Criadores (Anorc) em parceria com o Governo do Estado, Prefeitura de Parnamirim, BB, BNB, AGN, Senar, Emater, Fecomércio, Fiern e Sebrae, deverá movimentar mais de R$ 50 milhões em negócios e receber um público estimado em 330 mil pessoas no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, no período de 12 a 20 de outubro. Com uma programação de exposições, negócios e lazer diversificada, o evento promete ser uma grande pedida para a família potiguar.

O Parque Aristófanes Fernandes abre ao público às 8h do dia 12, com uma programação especial voltada às crianças, com parque de diversões, passeio de pônei, fazendinha e espaço aventura (uma das novidades deste ano, que contará com escalada kids, parque de arvorismo e tirolesa, entre outras atrações). Haverá ainda, na Arena de Shows, o “Show da criançada”, com alguns dos principais personagens infantis dos desenhos da Pixar e da Disney, além de um show da Larissa Manoela Cover. Lembrando que o acesso ao parque é feito com o pagamento de uma taxa única de R$ 5, sendo cobrado R$ 2,50 de estudantes e maiores de 60 anos.

A abertura oficial será realizada na sexta, 12, a partir das 17h, pelo presidente da Anorc, Marcelo Passos Sales, e pelo governador, Robinson Faria. Deverão participar da solenidade de abertura dirigentes de núcleos e associações de criadores, representantes de parceiros e patrocinadores da Festa.

No sábado, 13, começam os concursos e leilões, além da exposição de animais puros e mestiços. Bovinos, Equinos Caprinos e Ovinos fazem parte do rebanho que está no parque ao longo da festa. Serão mais de 300 expositores. No total, mais de 2.500 animais Puros de Origem (PO), de linhagem genética de excelência, oriundos de estados de todo o Nordeste e genética de todo o Brasil, estarão em exposição e concorrendo nos concursos de raças (realizados nas respectivas pistas de julgamentos).

Serão realizados seis leilões nas noites de sábado, 13 (Nuleite); domingo, 14 (Leilão Emparn e Convidados); terça, 16 (ANQM – Cavalos Quarto de Milha 29 anos); quarta, 17 (3º Leilão Nelore Montana Potiguar); quinta, 18, (Leilão Sindi Estrelas); e sexta-feira, 19 (Leilão Pérolas do Nordeste) e Grande Leilão Boer e Convidados de Ovinos, no Espaço da Associação Norteriograndense de Caprinos e Ovinos (Ancoc). Somente nos leilões estima-se que sejam movimentados entre R$ 4,5 milhões e R$ 5 milhões em negócios.

Já desde o sábado, 13, a sexta 19, serão realizados, ainda, os tradicionais julgamentos, incluindo as raças de bovinos (Pardo-Suíço, Sindi, Gir, Nelore, Gir, Girolando, Guzerá; Ovinos (Santa Inês, Dorper, White Dorper, Somalis, Soinga, Morada Nova e Cariri) e Caprinos (Boer, Anglo-Nubiana, Saanen, Toggenburg, Alpina, Bhujj, Savana e Kalarari). Também, como novidade deste ano, haverá exposição de bovinos da raça Senepol ( originária do Caribe e com grande aptidão a altas temperaturas).

Outras atrações serão o desfile de cavalos Quarto de Milha, a Galeria dos Garanhões, a Exposição Nacional da Raça Sindi, e a 12ª Exposição Ranqueada do Cavalo Pônei de Parnamirim, com animais de diversas partes do Nordeste. Os passeios de pôneis, aliás, são uma atração à parte durante todos os dias da Festa do Boi.

Além dos leilões, julgamentos e desfiles de raças de bovinos, equinos, caprinos e ovinos, a Festa do Boi volta a contar este ano com algumas inovações introduzidas no ano passado e que fizeram bastante sucesso como a Feira de Aquarismo do Rio Grande do Norte; Exposição Nacional de Peixes Ornamentais, Mostra Nacional de Queijos Artesanais, exposição, degustação e comercialização de produtos que unem qualidade e valorização da cultura local.

Outra novidade que se repete este ano é a Copa Potiguar de Três Tambores – modalidade de montaria de exibição – que deve reunir cerca de 200 cavaleiros e distribuir mais de R$ 25 mil em prêmio. Haverá ainda, este ano, um show do humorista Zé Lezin, na segunda, 15 de outubro, às 20h, na área de exposições e eventos.

“Este ano tivemos um período chuvoso bem melhor e isso muda a nossa empolgação com o evento. A chuva é uma das matérias-primas do Agronegócio. Certamente deveremos ter números bem melhores, além de uma melhor qualidade dos animais em exposição, de todos os tipos. Toda a cadeira agropecuária deverá ter uma presença bem mais consistente no evento deste ano. A Festa do Boi, por sua tradição e sua envergadura, é um marco importantíssimo para o agronegócio potiguar e até do Nordeste”, afirma o presidente da Anorc, Marcelo Passos.

SHOWS MUSICAIS

Outra atração à parte da Festa do Boi, a Arena de Shows mais uma vez contará com uma programação diversificada uma estreia de peso no evento. Sob a batuta da Clap Entretenimento, Luan Promoções e Destaque Propaganda, a Arena de Shows terá, no sábado, 13, shows de Gustavo Mioto, Saia Rodada e do fenômeno Wesley Safadão, que participa pela primeira vez do evento. Já no sábado, 20, a música fica por conta da dupla Zé Neto e Cristiano; a “Fenomenal”, Márcia Felipe e o “Gigante”, Léo Santana.

Natal inicia campanha de antirrábica 2018 nesta segunda-feira

A Prefeitura do Natal inicia nesta segunda-feira (6) a Campanha de Vacinação Antirrábica 2018, para cães e gatos sadios, a partir de seis meses de idade. A Campanha será realizada pelo Centro de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com a gerente técnica do CCZ, Úrsula Torres, a campanha antirrábica é uma ação voltada para vigilância, prevenção e controle da raiva em caninos e felinos, levando em consideração a proximidade dos animais com o homem. “O objetivo é reduzir os números de raiva humana transmitida por cães e gatos.

A vacinação será iniciada em Natal porta a porta por agentes de combate às endemias, agendamentos de condomínios e acumuladores de animais (pessoas que tem mais de cinco animais).

Os agendamentos serão feitos pelos Distritos Sanitários, ligando para os números, Norte I (3232 8181); Norte II (3232 3871); Sul (3232 8007); Oeste (3232 8304); e, Leste (3232 8235).

De acordo com dados do CCZ a população estimada é de 130.838 animais a serem vacinados, sendo 91.168 cães e 39.670 gatos, com meta de vacinação de 80% desses animais estimados.

O Dia D será 29 de setembro, ponto alto da campanha nos postos de vacinação, encerrando a campanha no dia 5 de outubro.

Para realizar a vacinação é necessária a apresentação da carteirinha de vacinação do animal, mas se o dono ou responsável não possuir o documento, um novo comprovante é fornecido no ato da vacinação.

Inverno começa oficialmente nesta quinta-feira em todo o Brasil

Em foto de maio desse ano, forte neblina encobre o céu durante o amanhecer no bairro Nova Esperança, em Manaus. (Foto: Edmar Barros/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Com temperaturas mais baixas e inversões térmicas que causam nevoeiros e neblinas no período da manhã, o inverno começou oficialmente nesta quinta-feira (21) às 07h07 (horário de Brasília) e se estende até o dia 22 de setembro às 22h53, quando tem início a primavera.

Em todo o Brasil, o inverno leva a variações no regime de chuvas — com o Sudeste ficando mais seco. Segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o trimestre que compreende o inverno (junho, julho agosto) será o período menos chuvoso do ano nas regiões Sudeste e Centro-Oeste.

Também no inverno, o ar seco e o vento calmo favorecem a formação da bruma – substâncias sólidas suspensas na atmosfera, tais como poeira e fumaça – o que polui o ar.

Na região Norte, o Instituto Nacional de Metereologia (INMET) informa que o volume de chuvas deve variar de normal a acima da média chuvas. A exceção fica com o centro amazonense e centro-sul do Pará, onde existe uma tendência de as chuvas ficarem de normal a abaixo da média.

Na maior parte do Nordeste, a temperatura permanecerá próxima à média, enquanto que no interior da região inicia-se o período seco e a previsão é de temperaturas ligeiramente mais altas que a média nacional no inverno e baixos índices de umidade relativa.

Na maior parte da região Sul, o INMET informa que o inverno ficará dentro da normalidade com temperaturas mínimas podendo atingir valores abaixo de 0ºC em áreas serranas e de planalto, principalmente no mês de julho.

Inversão térmica e umidade

Segundo o Inpe, inversões térmicas e nevoeiros no período da manhã reduzem a visibilidade no inverno.

O nevoeiro consiste na existência de gotículas d’água que flutuam no ar e reduzem a capacidade de observação a menos de 1000 m.

Quando ocorrer nevoeiros, a umidade do ar deve alcançar 98% no período da manhã. Já o contrário ocorre à tarde, com a umidade do ar registrando valores de até 40%.

G1

 

Vacinação contra a febre aftosa começa amanhã na maioria dos estados

A vacinação de bovinos e búfalos contra febre aftosa começa nesta terça (1º), em todos os estados e no Distrito Federal. A exceção é o Amapá, que concentrará a imunização no período de setembro a novembro, e Santa Catarina, onde a doença foi eliminada. De acordo com o Ministério da Agricultura, o pecuarista que descumprir a medida estará sujeito a autuação e multa, cujo valor varia conforme regras de cada unidade da Federação.

Segundo calendário do ministério, enquanto a maioria dos produtores do país ficará responsável por imunizar todo o rebanho bovino e bubalino, os pecuaristas do Acre, Espírito Santo e Paraná deverão vacinar, nessa primeira fase, os animais com idade até 2 anos, estendendo a imunização aos demais somente em novembro.

Em parte dos estados de Roraima, Rondônia, do Pará e Amazonas, o cronograma de vacinação foi iniciado em março e abril. No caso do Amapá, a imunização, programada entre os dias 5 de setembro e 15 de novembro, deverá contemplar bovinos e búfalos de todas as faixas etárias.

Auditores fiscais do ministério acompanham a cobertura vacinal, verificando, a partir de amostras de sangue, se os animais estão sendo realmente imunizados. Além dessa coleta, os fiscais também conferem a declaração de vacinação e a nota fiscal de compra apresentadas pelos produtores.

Em junho do ano passado, o governo federal já havia anunciado, com o objetivo de reduzir custos, a retirada do sorotipo C da vacina, após o Centro Americano de Febre Aftosa concluir que essa variedade do vírus não circula mais na América do Sul.

Caso o animal manifeste reações à vacina, como algum tipo de lesão vesicular ou sintomas como salivação excessiva e dificuldade de locomoção envolvendo manquejar do animal, o criador deve acionar imediatamente o serviço veterinário oficial.

Agência Brasil

 

Campeonato Potiguar de Futebol começa neste fim de semana; confira duelos

ARBITRAGEM

Nos jogos de sábado, dia 13, na Arena das Dunas, para a partida entre Santa Cruz x ABC, às 16h, o árbitro principal será Zandick Gondim Alves Júnior (CBF), auxiliado por José Givanilson M. dos Santos (CEAF), Reinaldo de Souza Moura (CEAF), quatro árbitro Carlos Alberto de Berto (CEAF). Já em Ceará Mirim, no Barretão, o Gloco recebe o Baraúnas, às 17h, com arbitragem principal de Caio Max Augusto Vieira (CBF), auxiliado por Jean Márcio dos Santos (CBF), Edilene Freire da Silva (CBF), quatro árbitro será Mateus de Lima Dantas (CEAF).

Nas partida de domingo (14), no confronto entre Força e Luz x América, na Arena das Dunas, 16h,  o árbitro principal será Leonilson F. Figueiredo Filho (CEAF),  auxiliado por Francisco de Assis da Hora (CBF), George Ítalo Antas Nogueira (CBF), quatro árbitro será Rai Lopo de Castro (CEAF). Já Potiguar x ASSU, no Nogueirão, às 17h, arbitragem principal com Leandro de Sales Barchz (CEAF), auxiliado por João Henrique Queiroz da Silva (CEAF), Bruno Eduardo da Silva Trindade (CEAF), tendo Hudson Lopes Cocentino como quatro árbitro.

Com informações da FNF

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão disse:

    Esse campeonato estadual do RN é uma piada de mau gosto.