‘Eu ainda tenho cabeça de gordo’: a história desse potiguar que perdeu 42 kg é a inspiração de que você precisa para se manter em seu propósito

por Dinarte Assunção

Marcelo exibe o resultado de seu esforço e determinação.

 

O jornalista Marcelo Soares tinha 144 quilos, falta de ar, dores na coluna, dificuldade de andar e pré-diabetes quando tudo começou, em 6 de março de 2017.

“Eu comia tudo que queria e não me via uma pessoa gorda. Achava que aquele era meu corpo e que eu era daquele jeito”, relatou Marcelo ao blog.

Abrir mão do engano que infligia a si mesmo foi uma decisão provocada pelo agravamento dos problemas que começaram a comprometer sua saúde. Procurou ajuda, mas não tinha tanta esperança. Para piorar, os primeiros 15 dias de dieta foram desesperadores.

“Foram dias muito difíceis. Sua cabeça não muda do dia para noite. Eu ainda tenho cabeça de gordo. Tenho vontade de comer besteira”, desabafa. Para não cair em tentação, se lembra de onde veio. “Só vou conseguir algo diferente, realizando coisas diferentes”.

Nos primeiros dias de academia, ouviu do instrutor que a meta seria perder 40 quilos como objetivo inicial. “Eu disse que ele estava louco. Jamais conseguiria perder aquilo tudo”. Em 2 de novembro passado, antes do tempo previsto, estimado em dezembro, os 40 quilos haviam se dissipado em suor e esforço e documentado na conta do Instagram @superacaomhps.

“O que me ajudou também foi ver os resultados dos primeiros 50 dias, quando eu perdi 14 quilos e percebi que o que eu estava fazendo funcionava e me estimulava”, explica o jornalista.

Mas a partir daí a dificuldade aumentou. O metabolismo se acostumou à dieta e exercícios e perder peso ficou mais difícil. Marcelo já perdeu 42 kg e está com 102 Kg. Com 1,78 m, espera chegar aos 82 kg.

Novos hábitos, novas possibilidades. Antes, ele sequer conseguia se baixar para amarrar o cadarço do sapato. Hoje, já participou de duas corridas de rua. O salário, que antes era para gastar basicamente com comida, tem atualmente outra finalidade.

“Hoje eu gasto com outras coisas. Roupas, por exemplo. Antes eu não vestia o que queria, mas o que cabia. Hoje eu escolho o que comprar”, conta ele, que saiu do manequim GG para M.

“Eu estou muito feliz, cada vez mais realizado. Meu sono melhorou, minha disposição melhorou. A mudança física é evidente, mas o ganho para a saúde é imensurável”, comemora o campeão.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcus Paulo disse:

    Perder peso tem uma grande influencia psicológica. Até mesmo a cirurgia bariátrica, que nunca tive coragem de fazer. Em outubro de 2014 estava pesando 132 kgs e resolvi perder ou eliminar peso, sem neurose e lentamente. Coloquei como meta perder no máximo 1,5 kg por mês. Ao final de um ano perderia 18 kgs. Portanto sem nenhum desespero perdi em três anos, até Outubro de 2017 perdi 43 kgs. Dei uma relaxada e recuperei alguns kilos, mas tenho a tranquilidade psicológica que não serei mais gordo. Sai de calça 60 para 48 e ainda mantenho esse numero de calça e camisa M ou G. Um detalhe interessante é que nesses três anos não fiz um exercício físico sequer, sem dentro de um carro para qualquer deslocamento e sei que necessito fazer para readquirir massa muscular…..

  2. Jaildson disse:

    Precisamos sempre nos espelhar em exemplos assim. Isso resgata a confiança em nós mesmos, que tudo é uma questão de foco e perseverança. Parabéns ao jornalista. Que sirva de lição para quem tem qualquer projeto e reluta em dar o ponta pé inicial. Grande exemplo!

  3. Rodrigues disse:

    Parabéns pro rapaz.

  4. Andrea disse:

    Acompanhei de perto essa mudança, sei o quanto foi difícil porque ele já havia tentado perder peso outras vezes sem sucesso (perdia e ganhava tudo de novo). O que fez a diferença desta vez foi a determinação, Marcelo estava realmente focado. A orientação profissional também foi crucial nesse processo.
    Vibro com sua vitória, meu amigo, feliz demais por você. Parabéns pelo resultado!

  5. Almir Dionisio disse:

    Parabéns – Um exemplo para as pessoas se estimularem e buscar perda de peso de uma forma saudável e natural sem recorrer a cirurgias de redução de estômago sem necessidade. Show

Presidente da Mangueira diz que título foi um resgate que escola merecia

mangueira-festaO presidente da escola campeã de 2016, Francisco de Carvalho, o Chiquinho da Mangueira, disse que o título conquistado hoje (10) foi a vitória da “nação mangueirense” e do carnaval. “Foi um resgate que a Mangueira merecia”, disse logo após o resultado.

Com o resultado, a torcida da escola que estava na arquibancada entoou o grito “A campeã voltou”. Chiquinho concordou. “A campeã voltou, porque merecia voltar. A Mangueira tem uma história e não pode ficar fora desta disputa. Ganhar é uma consequência, mas ficar fora do desfile das
Campeãs, a Mangueira não pode. A Mangueira resgatou o que tem de mais importante que é a sua comunidade e o respeito de todo aquele morro e de todos os fundadores da Mangueira”.

Para o presidente, não foi sem razão que a escola, a última a desfilar no grupo especial neste ano, foi a campeã. “Não foi à toa que o povo esperou a Mangueira até o final”.

O intérprete da Mangueira, Ciganerey, disse que de certa forma o título é também para Luizito, que era intérprete da escola e morreu ano passado. Ele disse que pretende manter a sequência de história de bons cantores que começou com Jamelão e depois Luizito. “Eu só tenho que dar sequência a essa grande história de grandes intérpretes na Mangueira. Comecei bem, com o pé direito”, disse.

A Unidos da Tijuca ficou em segundo lugar com a diferença de um décimo. Para o presidente Fernando Horta, a colocação mostrou que a escola fez um bom carnaval este ano, que foi muito disputado. “A Tijuca tanto podia ser em primeiro como em segundo. Parabéns para a Mangueira, parabéns para a Tijuca, porque foi resolvido com um décimo, carnaval disputadíssimo. No geral, foi legal e alguém tem que ganhar. Então está bem entregue o troféu à Mangueira”, disse.

O carnavalesco Mauro Quintaes também achou justo o campeonato da Mangueira. “Acho que a Tijuca ficar em segundo lugar na frente de concorrentes fortíssimos e com a Mangueira em primeiro, que fez um desfile irrepreensível, é uma honra”, disse.

Quintaes avaliou que o enredo que falou da terra e da lida do trabalhador deu certo, mesmo em um ano em que outras escolas também desenvolveram temas semelhantes. “Mostramos que você pode falar do mesmo elemento duas, três , quatro vezes. A criatividade do carnavalesco entra neste momento”, indicou.

A porta-bandeira do Salgueiro, Marcela Alves, comemorou ter conseguido junto com o mestre-sala Sidclei Santos, os pontos máximos (40), mas sentiu a escola não ter ganho o campeonato. “Somos uma família e é cada um torcendo por todos”, disse.

Ainda assim, ela disse estar feliz porque a Mangueira fez um bom trabalho. “Acho que a Mangueira fez um brilhante trabalho. O trabalho que o Leandro [o carnavalesco Leandro Vieira] conseguiu trazer para a Mangueira foi maravilhoso. Carnaval é isso aí, as seis que vão voltar no Desfile das Campeãs foram impecáveis. Então, acho que foi justo”, disse.

Fonte: Agência Brasil

PENOU TAMBÉM: Argentina sofre, mas vence Suíça com gol no segundo tempo da prorrogação

thumb(Foto: Juan Mabromata/AFP)

A Argentina sofreu, suou muito, mas conseguiu vencer a Suíça na prorrogação, por 1 a 0, com gol de Di María, na tarde desta terça-feira, em São Paulo. Com a vitória nas oitavas, a Albiceleste avançou às quartas de final da Copa. Com apoio da torcida brasileira presente no estádio, os helvéticos tiveram boas chances de balançar a rede, mas vacilaram e acabaram derrotados, fora do Mundial. O público, aliás, foi um dos maiores destaques do jogo, já que foi o maior da Arena Corinthians na Copa.

O adversário dos hermanos na próxima fase sai do confronto entre Bélgica x Estados Unidos. O jogo das quartas será realizado no sábado, às 13h, em Brasília.

A Argentina tomou a responsabilidade de tomar conta do jogo no primeiro tempo. Mesmo sem brilho, os hermanos chegaram mais vezes ao gol adversário. Não houve, porém, chances claras de gol para a Albiceleste, que tinha Messi apagado. La Nati abusou das faltas para frear o ímpeto dos sul-americanos até os 25 minutos. Depois, a Suíça passou a chegar com mais perigo. Os helvéticos, aliás, tiveram as duas melhores oportunidades no primeiro tempo, com Xhaka e Drmic, em jogadas criadas pelo habilidoso e criativo Shaqiri. Este último, aliás, ficou cara a cara com o goleiro Romero, mas tentou, sem sucesso, encobrir o camisa 1. Com Messi e Lavezzi bem marcados, o primeiro tempo terminou no 0 a 0.

ARGENTINA VOLTA NA PRESSÃO

Depois de um primeiro tempo sem criar boas oportunidades de gol, a Argentina voltou mais disposta a furar o bloqueio suíço, com Messi mais presente. Rojo e Higuaín chegaram perto de marcar, mas não conseguiram passar por Benaglio. O gol parecia ser uma questão de tempo, porém os helvéticos conseguiam se segurar, na expectativa de um contra-ataque fatal. O jogo, então, virou uma espécie de ataque, da Argentina, contra defesa, da Suíça, com muita participação da torcida. Enquanto os brasileiros apoiavam os europeus, os argentinos gritavam alto em apoio à seleção. Contudo, sem inspiração de ambas as partes, o jogo caminhou para a quase sempre dramática prorrogação.

MAIS 30 MINUTOS DRAMÁTICOS E UM GOL

Não bastassem os mais de 90 minutos de muita emoção, a partida teve ainda uma prorrogação dramática. Com muita raça e entrega, a Argentina buscava o gol, mas sem desorganização nas defesa. O curioso é que, como a Suíça tocava a bola para gastar o tempo e levar a decisão para os pênaltis, a torcida brasileira passou a gritar ‘Olé’, para irritação dos argentinos, que passaram a descontar no habilidoso Shaqiri.

O segundo tempo da prorrogação foi marcado pelo desgaste físico dos jogadores. Messi e Shaqiri, cada um do seu lado, chamavam o jogo naquela altura. Coube, então, ao camisa 10 da Argentina o papel de protagonista novamente. Aos 12 minutos do segundo tempo da prorrogação, Messi achou Di María livre na ponta direita. O meia chutou cruzado e fez o gol da vitória: 1 a 0, suado e sofrido. No fim, Dzemaili quase empatou, com uma cabeçada na trave. A bola ainda voltou e bateu na perna dele, mas foi para fora, para alívio de toda a Argentina.

FICHA TÉCNICA:

ARGENTINA 1 X 0 SUÍÇA

DATA/HORA: 1/7/2014, às 13h
ESTÁDIO: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
ÁRBITRO: Jonas Eriksson (SWE)
AUXILIARES: Mathias Klasenius (SUE) e Daniel Warnmark (SUE)
PÚBLICO: 63.255
CARTÕES AMARELOS: Xhaka e Fernandes (SUI); Rojo e Di María (ARG)
GOL: Di María, aos 12’/2°T da prorrogação

ARGENTINA: Romero, Zabaleta, Garay, Fede Fernández e Rojo (15’/1°T da prorrogação); Mascherano, Gago (Biglia, intervalo da prorrogação) e Di María; Lavezzi (Palacio, 28’/2°T), Messi e Higuaín. Técnico: Alejandro Sabella

SUÍÇA: Benaglio, Lichtsteiner, Djourou, Schär e Ricardo Rodriguez; Behrami, Inler, Xhaka (Fernandes, aos 20’/2°T), Mehmedi (Dzemaili, aos 7’/2°T da prorrogação) e Shaqiri; Drmic (Seferovic, aos 36’/2°T). Técnico: Ottmar Hitzfeld

Lance

Chapa 1 vence as eleições 2013 do CRCRN

_Gregório_Everildo_LuzenilsA Chapa 1, que tem como representante o contador João Gregório Júnior, venceu a eleição 2013 para o CRCRN. O Conselho Federal de Contabilidade divulgou na noite desta quinta-feira (21) o resultado.

Ao todo, 2.134 pessoas votaram na chapa 1 e 1.154 votaram na chapa 2, totalizando 3.837 votantes. Em relação a última eleição realizada pelo CRCRN, em 2011, significa um aumento de 17,69%. O pleito registrou um índice de abstenção de 11,57%, já que 503 pessoas não votaram.

Na oportunidade da divulgação do resultado, o presidente do CRCRN, Everildo Bento, parabenizou os representantes das chapas concorrentes. “A democracia é construída sobre dois pilares: o debate e o respeito mútuo. Nesta eleição, isso foi praticado. Com certeza a classe contábil sai fortalecida desta eleição, bem como o próprio Conselho de Contabilidade”.

A chapa 1 toma posse na primeira plenária do ano de 2014 e seus membros vão cumprir mandato de quatro anos.  Após a posse, dentre os integrantes da chapa vencedora, é realizada a eleição do presidente do Regional para o biênio 2014/2015.

Contudo, é uma prática na entidade que os conselheiros se candidatem já com o nome do seu candidato à presidência da Casa definido, o que, no caso da eleição de ontem, dá a vitória virtual para o contador João Gregório Júnior.

O processo eleitoral foi realizado entre os dias 19 e 21 de novembro e a eleição foi realizada para a escolha de 2/3 dos conselheiros do Conselho. A Chapa 1 visa dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela atual gestão.

“Vamos ampliar as melhorias para a classe contábil, através principalmente da realização de cursos e palestras, da preparação da classe paras mudanças digitais e da interiorização das ações do conselho”,  explicou João Gregório Júnior, representante  da chapa  1.

Natural da cidade de Assú, o próximo presidente é empresário e, dentro do CRCRN, já exerceu as funções de vice-presidente de Registro e vice-presidente de Fiscalização e Ética.

ABC x Vitória: aumenta o número de ônibus com destino ao Frasqueirão neste sábado

 

Vai aumentar o número de ônibus cujo itinerário segue até o Estádio do Frasqueirão, em Ponta Negra, local onde vai acontecer o jogo do ABC contra o Vitória (BA),  às 16h20, pela 9ª rodada da série B do Campeonato Brasileiro. A informação partiu da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob). O incremento, cujo percentual não foi revelado, vai acontecer nas linhas 26 e 73.

Ainda de acordo com as informações repassadas pela Semob, além do aumento no número de veículos, também vai acontecer uma ampliação no trajeto, quando os ônibus vão seguir até o primeiro posto de combustível da Rota do Sol. No local, estarão agentes de trânsito para disciplinar o fluxo de veículos e orientar os torcedores.

ABC recomeça sem dispensas e com Washington no ataque

É hora de recomeçar e o novo técnico do ABC, Ademir Fonseca, se ainda não tem o  caminho certo, já deu sinais de que irá achar em breve. No primeiro dia como  comandante alvinegro, antes do treino, Ademir reuniu o elenco e pregou motivação  no grupo. “Senti o grupo abatido, e é até normal pelo fato dos últimos resultados que o time tem tido, mas mostrei pra eles a grandeza do ABC, a  grandeza da Série B, da torcida que eu sei que esse time tem e da estrutura do  clube. Mostrei que ainda é possível reverter essa situação, tivemos apenas oito  rodadas, não tem nada perdido”, ressaltou.

Na conversa com os atletas, o  técnico fez questão de lembrar que se eles estão no time é porque tiveram  méritos para isso. Ademir disse ainda que chegou para somar, não para tirar o  emprego de ninguém. “Eu não cheguei aqui para tirar o emprego de ninguém, temos  que fazer por onde o jogador acredite no seu potencial, isso é o mais importante”.

Ainda no comando do técnico Márcio Goiano, os atacantes Léo  Gamalho e Washington, juntamente com o lateral Murilo, foram colocados em
escanteio, e o ABC chegou a anunciar que os atletas já estavam procurando outros times para jogarem, mas com a chegada de Ademir, os planos parecem que tiveram uma reviravolta, principalmente em relação à w9.

“A minha primeira conversa aqui foi com Washington, perguntei pra ele se ele queria sair, se ele estava procurando outro clube e o que ele me respondeu foi  que quer jogar no ABC, que só quer sair do time de cabeça erguida”, revelou Ademir que ainda analisou.

“Washington é matador, por onde ele passou fez gols, e se hoje ele não vive um momento bom no time, isso faz parte do futebol. É preciso recuperar a confiança dele”, disse.

Aliás, a confiança não só dele, mas também da torcida que anda desanimada com a atual fase do grupo. Para isso, o treinador esperar usar Jérson para atrair o torcedor. “Jérson é ídolo do time, eu sei que ele teve momentos bons aqui e vamos usar o carinho dele também para ajudar nesse novo momento do clube”, disse.

Time praticamente definido

Nada de arquibancada. No jogo deste sábado (7), contra o Vitória, no estádio Frasqueirão, o novo técnico do ABC, Ademir Fonseca, estará na beira do campo comandando a equipe. “Se eu fui contratado, vamos dividir as responsabilidades, vou ficar na beira do campo, já que sou o
técnico”, disse.

E na beira do campo ele vai poder avaliar um time diferente do que vinha jogando. Com a chegada de Ademir, o ABC que entra em campo amanhã (7) é diferente do time de Márcio Goiano. Na defesa, Pedro Silva retornou à ala-direita no lugar de Edson. Alison, Eduardo e Renatinho Potiguar completam o sistema defensivo com Andrey confirmado no gol.

Fonte: Jornal de Fato

 

Menina de um ano morre por demora em conseguir vaga na UTI

A menina Vitória, de um ano e três meses, chegou ao hospital infantil Sandra Celeste com problema no coração e infecção generalizada. Mas por falta de vaga na UTI, ela passou mais de sete horas sendo atendida no improviso e veio a falecer.

A única saída diante da falta de vaga foi usar um respirador manual. A cada 15 minutos equipe se revezava com o equipamento.  Cinco dos oito médicos do local, se dedicaram à menina.

Mesmo conseguindo vaga na UTI do Cloves Sarinho, sete horas depois de ter dado entrada no Sandra Celeste,  a menina não resistiu.

Assista a matéria do RN TV 1ª edição mostrando a angústia da família:

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gileno-cabral disse:

    Ironicamente não, mas contraditoriamente esse anjinho que se foi chamava-se:
                         V I T Ó R I A!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Ironicamente sim, a nossa GOVERNADORA ROSALBA é Médica, Pedriatra e a sua vitória trouxe o descalabro para a Saúde do RN!!!!!!!
                         VITORINHA, ESSE ANJINHO DE APENAS UM ANO E TRES MESES DE VIDA, PARTIU PARA ILUMINAR OS QUE JÁ VIVEM JUNTO AO PAI!!!!
    E nós ficamos aqui, a espera que os maus governantes tomem medidas efetivas para que novas derrotas não ocorram, motivadas pela forma inoperante com que conduzem as gestões na área da saúde!!!!!!!!!!
                           VITÓRIA VIVE, VIVA A VITÓRIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Tarzia Maria De Souza disse:

    Uma  vergonha isso!! crianças tendo que pagar com a vida pela incompetência da administração do governo que nao está nem ai pra saúde pública do povo, e nao digo do governo atual , isso ja vem de muito antes! Vergonha

Mulher erra manobra ao sair de shopping e carro cai no mar

Um carro, dirigido por uma mulher, caiu dentro do mar após sair de um shopping center em Vitória, no Espírito Santo, na noite desta terça-feira. A mulher que dirigia o carro que caiu na baía de Vitória não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A polícia de trânsito esteve no local e disse que a causa pode ter sido a falta de experiência. O carro estava estacionado atrás de um shopping no bairro Enseada do Suá, em Vitória. O veículo atravessou a pista, subiu no canteiro e caiu no mar. A polícia informou que vai notificar a motorista por dirigir sem habilitação.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. obrigada   deus   por  te  me  dado  este  livramento!!

  2. Deus  me    deu  este  livramento!! obrigada  jesus!

Briga de torcedores do ABC e do Vitória acaba com um atropelado

Torcedores do Vitória, que vieram em um ônibus para acompanhar o jogo da equipe em Natal, e parte da torcida do ABC entraram em confronto antes do início do jogo entre os clubes, válido pela Série B do Brasileirão.

Um dos torcedores do Vitória acabou sendo atropelado em meio a confusão que ocorria nos arredores do estádio Frasqueirão. O Corpo de Bombeiro prestou os primeiros socorros ao jovem – de nome não divulgado – ainda no local do acidente.

Para evitar que o tumulto tomasse proporções maiores, o Batalhão de Choque foi acionado. De acordo com as primeiras informações, foram usados spray de pimenta e alguns tiros foram disparados para cima com a intenção de dispersar os que brigavam do lado de fora. Muitos torcedores acabaram sendo detidos pela Polícia Militar.

Dinamite atropela na eleição do Vasco. Levou fácil

ESPN:

Um massacre. Essa palavra definiu a eleição do Vasco da Gama. Nesta terça-feira, a chapa de Roberto Dinamite, denominada ‘O Sentimento Tem que Continuar’, triunfou com ampla vantagem. Sendo assim, a chapa do atual mandatário colocará 120 representantes no Conselho Deliberativo do clube. O grupo que ficou em segundo indicará 30 representantes. Estes 150 vão se juntar aos 150 conselheiros natos. Após uma reunião do Conselho, na terça-feira, dia 9, Roberto Dinamite deve ser confirmado para o próximo triênio. Nunca antes um candidato que venceu nas urnas não terminou eleito pelo Conselho.

Durante o programa Bate-Bola 2ª edição, da ESPN Brasil, Roberto Dinamite já falou como presidente reeleito. O ex-jogagor enfatizou que pretende concentrar seus esforços na construção do CT vascaíno. Além disso, Roberto Dinamite salientou que o clube está conseguindo deixar as finanças em dia, e que ele lutará no próximo triênio para ‘reforçar a marca Vasco da Gama’.

(mais…)