Judiciário

Juiz libera estuprador condenado a 154 anos de prisão por risco de Coronavírus

(Foto: Reprodução)

Parece surreal, mas é verdade. Um juiz do Paraná mandou para casa um preso condenado por 6 estupros e 4 roubos a mão armada. A pena total soma 154 anos de prisão.

Mesmo diante da longa ficha criminal, o magistrado alegou “questões humanitárias”, já que não é recomendado que o preso, de 63 anos, fique “segregado em cela superlotada e sujeita a todas as mazelas que este tipo de ambiente traz”, justificou. O juiz se apoiou ainda na Recomendação n.º 62, do Conselho Nacional de Justiça, em que o ministro Dias Toffoli orienta liberar presos por causa da pandemia do Coronavírus

Não fosse o senso de humanidade com o estuprador de seis mulheres, o preso só conseguiria a progressão ao regime semiaberto em 2028.

Justiça Potiguar

Opinião dos leitores

  1. Sobra senso de humanidade com quem foi desumano com humanos comuns. Queria ver tamanha generosidade se uma das vítimas fosse parente dele ou de outro magistrado. Aí a conversa séria outra. “Dura lex sed lex”? Há controvérsia.

  2. A pergunta que não quer calar: há casos de covid nessa prisão pra esse estuprador ser liberado? Ainda que houvesse, ele poderia ficar confinado na cela, afinal, eh o que todos nós cidadãos de bem estamos fazendo agora: ficamos confinados em casa! Mas aqui no Brasil…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Ministro do STJ autoriza semiaberto para estuprador de menor

O ministro Jorge Mussi autorizou um homem condenado por estuprar uma adolescente de 14 anos a sair da cadeia durante o dia.

A defesa teve a ousadia de argumentar que o regime fechado foi decretado pelo TJ-SP, na segunda instância, “unicamente” pelo caráter hediondo do crime.

Mussi aceitou o pedido, ao considerar que o homem, condenado a 8 anos de prisão, era réu primário.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Quando alguém for atacado por eles. Não vão a delegacia. Vão ao fórum, a polícia prende e a justiça solta. É enxugar gelo. E fazer policiais de idiotas essa justiça.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Estuprador é caçado, castrado e morto a machadadas por quase 80 homens

09_13_26_876_fileUm homem conhecido como “Jesus Negro” em Papua-Nova Guiné, que matou uma jovem em um ritual de sacrifício humano, foi castrado e morto a machadadas por uma multidão enfurecida, informou a imprensa local.

Steven Tari, condenado por estupros e suspeito de canibalismo, foi morto em uma remota localidade de Papua-Nova Guiné na semana passada.

O jornal local The National afirma que Tari — que escapou de uma prisão de Madang ao lado de outros 48 detentos em março — foi caçado por quase 80 homens.

De acordo com o jornal, ele foi castrado e morto a golpes de machado. Depois, o corpo foi jogado em um buraco.

Tari, que se fazia passar por um pastor luterano, era amplamente conhecido como “Jesus negro”. Ele foi condenado em 2010 a dez anos de prisão por estupros de mulheres que pertenciam a sua seita.

A polícia local informou que Tari e seus seguidores executaram na semana passada Rose Wagum, de 15 anos, como “sacrifício”. A jovem foi esfaqueada diversas vezes.

O canibalismo e a magia negra são práticas noticiadas eventualmente na Papua-Nova Guiné, um vasto país da Oceania, ao norte da Austrália, que ocupa a parte oriental da ilha de Nova Guiné.

No ano passado, a polícia prendeu dezenas de pessoas acusadas de canibalismo: elas mataram pelo menos sete pessoas e comeram os órgãos das vítimas.

AFP

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PM prende acusado de estuprar professora no RN

Na manha desta segunda-feira, 05 de agosto, policiais do 10º BPM capturaram Cláudio Evilásio da Silva, vulgo “Cacau”, acusado de raptar e estuprar uma professora no Município de Assu.

A professora foi raptada no dia 16 de junho e levada para um matagal em zona rural, onde só foi localizada no dia 17 próxima a comunidade de Carne Gorda.

A Guarnição composta pelo Major Assis Santos, Capitão Sérgio e Tenente Souza Dias prendeu o acusado no bairro de Areia Branca, comunidade de Piató. Toda a ação foi acompanhada pelo advogado do suspeito, Dr Tiago.

Assessoria de Comunicação da PMRN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Adolescentes são vítimas de estupro na Zona Norte; preso, acusado usou furadeira como suposta arma

Um jovem de 19 anos, de identidade a ser confirmada, foi preso na manhã desta sexta-feira (17), acusado de estuprar duas adolescentes em Lagoa Azul, Zona Norte de Natal. De acordo com o Centro Integrado de Operações e Seguranças Públicas (Ciosp), uma furadeira teria sido usada para simular que estava armado e assim render as vítimas.

O acusado foi preso em sua residência e admitiu os crimes. Informações dão conta que as vítimas foram surpreendidas por ele, e uma delas, de apenas 14 anos, foi obrigada a fazer sexo, enquanto outra, de 16, teve que tocar nas partes intimas do marginal.

Segundo o Ciosp, após a prisão, o jovem de 19 anos justificou o ato covarde alegando que estava sob o efeito de drogas. Ele foi encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), onde foi autuado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Polícia Civil prende homem acusado de violentar sexualmente a própria enteada

Policiais civis da Delegacia Especializada na Defesa da Criança e do Adolescente (DCA) prenderam nesta quinta-feira (21), um homem S. P.V de 32 anos. Ele é acusado de violentar sexualmente sua enteada, na época, com 12 anos de idade.

O crime aconteceu em setembro de 2010 na zona Leste da capital. O padrasto ficou sem roupas na frente da menina tentando beijá-la a força e acariciando as partes íntimas dela. Ele ainda ameaçou a criança com uma arma de fogo, dizendo que se ela contasse para alguém ele a mataria.

O acusado foi preso em sua casa na manhã de hoje e encaminhado Centro de Detenção Provisória de Pirangi onde aguarda decisão da Justiça.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Polícia prende homem acusado de estuprar enteada de apenas 13 anos

Policiais civis da Delegacia de Macaíba prenderam na manhã dessa sexta-feira (13) no município, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, um homem identificado como Gilvan de Lima Cavalcante, de 36 anos, acusado de estuprar a própria enteada de apenas 13 anos, que se encontra grávida.

Segundo relato da vítima o acusado a abusava sexualmente desde o início do ano e também a agredia. Na semana passada, devido a uma de suas agressões, a adolescente resolveu fugir de casa e ir para residência de parentes, que acabaram tomando conhecido do crime. Eles levaram a menina até à delegacia para denunciar o acusado.

A vítima foi encaminhada para o ITEP, onde foi constatado que ela estava com um mês de gestação. O padrasto negou as acusações e disse que a menor tentava seduzí-lo.

Gilvan, que já tinha passagem na polícia por violência doméstica, permanece preso aguardando decisão da justiça. De acordo com informações do delegado de Macaíba, Márcio Delgado, o acusado também é suspeito de agressões contra a filha de oito anos, que teria inclusive se tornado deficiente visual devido à violência sofrida.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Religioso pagou R$ 2 para abusar sexualmente de menina de 6 anos

Foto: Herculano Barreto Filho/Extra

Por interino

Um caso de pedofilia praticado por um religioso de 79 anos chocou os moradores da Vila Santa Tereza, em Belford Roxo. O presbítero da Assembleia de Deus Franezio Eleotério de Oliveira pagou R$ 2 para atrair a vítima, de apenas 6 anos. Ele pediu à garota para erguer a blusa. O suspeito foi preso em flagrante pela Delegacia Especial de Atendimento Mulher (Deam) de Belford Roxo, por estupro de vulnerável.

O episódio ocorreu nesta segunda-feira à tarde, quando a garota foi à casa de Franezio para pagar uma dívida de R$ 10 a pedido da mãe, que havia pedido dinheiro emprestado a ele. Quando chegou lá, encontrou o religioso deitado na cama. Na volta para casa, a mãe perguntou como ela havia conseguido os R$ 2. A garota disse que foi um presente do irmão Franezio, como o religioso é conhecido na área.

A mãe desconfiou e foi com a menina, em direção à casa de Franezio. No caminho, a criança começou a chorar e contou a história para a mãe.

“Cheguei a pegar uma faca em casa. Quase fiz uma besteira, mas consegui colocar a cabeça no lugar e liguei para a polícia”, contou a dona de casa.

A criança foi submetida a um exame pericial, que confirmou as marcas no corpo da menina. Nesta terça-feira à tarde, a menina ainda se queixava de dores no local, que estava roxo.

“Não houve conjunção carnal, mas houve um ato libidinoso. O pior disso tudo é que o suspeito é um líder religioso, que contava com a confiança das pessoas”, disse a delegada Soraia Vaz de Sant‘ Ana, da Deam.

Na carceragem, o religioso confessou ter cometido o crime. Mas admitiu que o caso ficaria impune caso a mãe dela não denunciasse o abuso.

“Se a mãe não denunciasse, eu ficaria impune e agiria como se nada tivesse acontecido. Ela é uma criança e sei que o que fiz foi errado. Mas confio em Deus para que eu nunca mais faça isso. O que vai acontecer comigo? Aí, só Deus sabe”, lamenta.

Religioso distribuía doces e frutas às crianças

Na Vila Santa Tereza, os moradores ainda custam a acreditar que o irmão Franezio tenha praticado um crime tão grave. Um dos moradores mais antigos da rua, o religioso mora na mesma casa, ao lado da Assembleia de Deus da Vila Santa Tereza, há mais de 30 anos. Costumava distribuir doces e balas para as crianças. E abria o portão de casa para que as crianças apanhassem frutas no seu quintal.

“Ele era uma pessoa prestativa, que nunca tinha feito mal a ninguém. Fiquei chocada”, surpreende-se a doméstica Maria do Carmo Valentim Souza, de 50 anos.

“Só não contei nada porque fiquei com medo”

Mas há um relato que destoou da maioria dos moradores, contado pela estudante Viviane Vasconcelos Santos, de 18 anos. Assim como a menina de 6 anos, ela disse ter sido vítima de um abuso, ocorrido há três anos, quando foi à casa do religioso com outra amiga, que tinha 8 anos na época.

“Ele alisou as minhas pernas. Aí, dei dois tapas na cara dele e saí de lá. Só não contei nada na época porque fiquei com medo que o meu pai fizesse uma besteira”, conta.

Fonte: Extra

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Polícia prende acusado de estuprar e engravidar menina de 13 anos

Um homem identificado como Antonio Martins Pereira, 62 anos, foi preso por ordem judicial na manhã desta sexta-feira (13), em Felipe Guerra, distante 351 quilômetros de Natal. Ele é acusado de estuprar uma adolescente de 13 anos que engravidou e hoje possui um filho de dois anos. O fato aconteceu em 2008.

Segundo o soldado Keiton, da Polícia Militar, a prisão aconteceu por volta de 11h30, na casa de Antonio Martins, localizada no Sítio São Lourenço, na zona rural do município.

O mandato de prisão foi cumprido pelo sargento Edésio, juntamente com os soldados Keiton e Eudinésio, sob o comando do Capitão Brilhante.
Fonte: DN Online

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *