Mais duas mortes por coronavírus são registradas no RN; estado contabiliza 23 óbitos

Mais duas mortes por coronavírus foram registradas no Rio Grande do Norte na noite dessa quinta-feira(16). A Secretaria de Saúde de Mossoró informou um óbito de uma mulher, de 76 anos, ocorrido no dia 14 de abril, e confirmado para Covid-19 nessa data. A vítima era doente renal crônica, cardíaca e com diabetes. Mossoró, com mais um caso fatal, chega a oito mortes pela doença.

Em Assu, um homem de 61 anos foi a primeira morte provocada pela doença na cidade. A prefeitura do município confirmou o óbito nesta quinta-feira (16). A vítima tinha problemas cardíacos crônicos.

Segundo a Prefeitura de Assu, o homem deu entrada no pronto socorro municipal no domingo (12), com falta de ar e pressão alta. Após a realização de um exame, a suspeita inicial dos médicos foi e infarto.

Com os dois óbitos, o Rio Grande do Norte soma 23 vítimas por complicações ao coronavírus.

Com acréscimo de informações do G1-RN e Blog Saulo Vale

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Carvalho disse:

    Pelo andar da caruagem tá difícil chegar nos 11.000 óbitos até 02-05🤔

  2. Pedro disse:

    As estatísticas das moryes pelo COVID, infelizmente é fruto da mente de pessoas despreparadas e mal intencionadas em disseminar pânico. Estão politizando a questão é lançando irresponsável dados que não refletem a realidade
    Tudo fruto de mentes sebosas

  3. AVELINO disse:

    QUANDO O VÍRUS PASSOU A SERVIR A POLITICA, AI MEU AMIGO, A COISA BAGUNÇOU, NÃO SE DEVE MAIS ACREDITAR EM NADA. POLITICA ,POIS SIM.

  4. cesar disse:

    segundo relato feito pelo um morador da cidade do assu na terca feira dessa semana antes dessa divulgação pela secretaria da saude do estado, a morte desse senhor de 61 anos teria sido infarto, e agora ja foi por covid 19 , ninguem sabe mais am quem acreditar,

RN registra mais um óbito por Covid-19 – o décimo sétimo

O Saiba Mais – Agência de Reportagem, destaca nesta segunda-feira(13), que o Rio Grande do Norte registrou mais um óbito por Covid-19, o 17º  no estado, no município de Lagoa de Pedras.

A secretaria de Estado de Saúde Pública confirmou que investiga mais 12 óbitos por suspeita de Covid-19. No boletim epidemiológico mais atualizado, a Sesap também informou que já são 304 pacientes infectados pelo novo Coronavírus no Estado potiguar, além de 2.871 casos suspeitos

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Saindo da discursão infantil de um está certo o outro errado o que temos de fato:
    No Brasil 1.250 mortes e tinham projetado mais de 16 MIL nessa data.
    No RN chega a 17 mortes e projetaram até maio 11 mil;
    Continuam insistindo em tratar nossa realidade como a mesma da Espanha, EUA, Itália e países com grande população de idosos. Sendo o Brasil igual a países que recebem chineses aos milhares e tem clima frio, propenso a propagação do vírus, entre tantas outras diferenças.
    Parece que estão vendendo uma catástrofe, que não existe, para justificar gastos emergenciais com valores prá lá de questionáveis.
    Se existe a catástrofe do vírus, vamos comparar as mortes provocadas pelo covid 19 com as mortes por assassinatos, acidentes de trânsito, câncer, pneumonia e suicídios para montarmos um gráfico das reais tragédias e pandemias.

  2. mauricio disse:

    TEM QUE ATINGIR O NUMERO DO PROFETA ATRAPALHADO CIPRIANO NETO, ATÉ UM PROBLEMA NO DEDÃO DO PÉ É COVID 19

  3. Riva disse:

    Quando faltarem leitos deve-se fazer uma investigação: negou o COVID-19, fez postagem fake, disse que o mito estava certo? Deve ceder sua vaga para quem manteve a quarentena e sabia que o quadro era grave. Acredito que os fundamentalistas concordam. É só uma gripezinha…

    • Maria disse:

      Pessoas que pensam politicamente e de esquerda, já deviam ter se mudado do Brasil. No momento e por muito tempo a nossa Bandeira será verde e amarela.

  4. Francisqunho disse:

    Agora lascou são 17 mortos, agora na segunda feira já apareceu 12 pra ser investigado quase o mesmo tanto, já registrado. Precisa ter cuidado os parentes de quem for a óbito Aparti de hoje.

  5. Biloca disse:

    Do jeito que vai, vamos chegar logo aos 11.000 óbitos, infelizmente Fafá e Capa Preta, fizeram a tabuada.

    • Pragmático disse:

      É mesmo… Só faltam 10.983.

    • Rei disse:

      São muito competentes essa governadora e o secretario de saúde. Pense como o nosso estado está bem entregue.

    • Marcelo disse:

      É muito fácil relativizar quantitativo de mortos quando eles não são nossos amigos ou familiares. Respeitem a dor daqueles que perderam seus 17 entes queridos. Deixem a política fora disso.

Mãe do bebê que foi a óbito em Natal-RN em decorrência da COVID-19 testa negativo para a doença

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal, SMS-NATAL, informa que nesta quinta-feira (09), o resultado do exame da mãe do bebê que faleceu com diagnóstico da COVID-19, na capital potiguar, foi liberado pelo LACEN e testou negativo para o novo Coronavírus.

A paciente fará um novo exame chamado sorologia para detecção de anticorpo para COVID-19. A SMS-Natal segue com as investigações epidemiológicas e a sorologia já é um outro passo deste procedimento.

Sorologia é a coleta o sangue do paciente e se refere ao diagnóstico e identificação de anticorpos no soro. A investigação é para saber se a mãe manteve contato com o Coronavírus em algum momento; neste caso terá desenvolvido o anticorpo contra o vírus específico. Após a realização do exame o resultado é liberado em até 24h.

O recém-nascido foi a óbito no dia 07 de abril e o resultado do exame deu positivo para COVID-19. A mãe apresentava quadro de hipertensão, diabetes, obesidade e síndrome respiratória a esclarecer. Ela encontra-se em isolamento domiciliar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    É lamentável , por essa e outras como a omissão do uip em informar qual medicamento tomou para sua melhora ,que grande parte da população está desconfiada da real contaminação e morte pelo coronavirus.

  2. Chico disse:

    Como podem fazer esse alarmismo!!!
    Se a mãe ñ tem covid 19, como a criança recém nascido foi testado positivo? E o período de incubação? Foi mega ulta rápido!!!??? Como pode???
    Deveriam fazer todos os exames possíveis antes de divulgar, tirar todas as provas… assim pode evitar questionamentos.
    Fora isso é alarmismo histérico… propagação do caos.

  3. Sou nordestino sim senhor!!!! disse:

    Este governo é uma piada. Fátima bezerra é uma das piores representantes do PT. Muito parecida e talvez gêmea de Dilma. O RN sofre com o desgoverno e falta de administração. Não tem planos, aporte e ainda disseminam o caos com números estapafúdios sobre a epdemia da mesma forma que LuLadrão sempre falou. Deveríamos sim, sair em protesto mesmo que pelas redes sociais contra este governo que quer lacrar os comerciantes e ainda botar a culpa no Governo Federal. Outra coisa, a ajuda de 600,00 foi do Governo Federal e não de Fátima Bezerra. Eita que este partideco de mentirosos e canalhas não perdem a mão. PT=VERGONHA NACIONAL.

  4. Zé Ruela disse:

    Duas causas para esse resultado absurdo:
    1-Incompetencia e má fé do governo estadual através da SESAP. Pessimizar os indicadores exigiria maior empenho e desembolso do gov. federal, já que segundo Fátima o governo estadual está quebrado e ela transfere responsabilidade que também é estadual.
    2-Os exames tem erros fortuitos nos resultado e precisam ser refeitos.

  5. JB disse:

    A incompetente da governadora com a palavra cabo Silva, esse secretário está mais perdido que cego em tiroteio.

  6. Antonynatal disse:

    Toda e qualquer morte agora é, covid-19, e a idosa de Tenente Ananias? Se for a fundo mesmo, nem 40% destas mortes realmente foram covid-19

    • Marcos disse:

      Acredito que você deveria se aprofundar ao comentar sobre algum assunto. Se a secretária está colocando como COVID, não iriam contabilizar essa morte sem o exame que comprovasse que era mesmo o vírus. Quando se faz registros, tem que ter a prova concreta do fato ocorrido, nada sai apenas de uma suposição.

  7. Cabo Silva disse:

    Isso só pode ser um deboche! Ne, nao? Como é que deixam o GURU CIPRIANO à frente dessa SESAP?

Secretaria Municipal de Saúde em Natal explica morte de bebê por Covid-19

Natal tem terceiro óbito em decorrência da COVID-19

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal, SMS-NATAL, informa que nesta terça-feira (07), foi a óbito a terceira vítima diagnosticada com a COVID-19 na capital potiguar. O paciente era um recém-nascido, que nasceu de parto prematuro, com 30 semanas. De acordo com a nota, a mãe apresentava quadro de hipertensão, diabetes, obesidade e síndrome respiratória a esclarecer.

Segundo a Saúde em Natal, a paciente chegou no dia 02 de abril, ficou em isolamento respiratório e foi para a sala de parto de um hospital público. Na ocasião, foi feita uma cesariana e laqueadura, sendo admitida em seguida no isolamento do centro cirúrgico.  Ainda segundo a SMS, o recém-nascido foi a óbito no dia 07 de abril e o resultado do exame deu positivo para COVID-19.

“O exame da mãe foi realizado e aguarda a emissão do resultado pelo LACEN. Ela encontra-se em isolamento domiciliar. A Prefeitura de Natal se solidariza com familiares e amigos da vítima”, encerra nota.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bora trabalhar disse:

    Quer dizer que o EXAME PEDIÁTRICO é diferente do exame do adulto? Entendi…kkkk
    #BORATRABALHAR

  2. rafael disse:

    Pouco mais de 7 meses de gestação.
    Uma pena, condolências a família e torcer agora pela mãe.

  3. João Henrique disse:

    O curioso é a rapidez do resultado do exame dessa criança!

  4. Antonio Turci disse:

    Curioso. Parece que no RN as pessoas começaram a morrer agora. Absurda esta contagem (alguns a chamam de estatística) onde mal se perde a vida vão ligo dizendo que é Covid19. Estou concretizando minha desconfiança: esse pessoal da Secretaria de Saúde do Estado precisa de rumo, ou de primo, com queiram.

  5. Cidadão Natalense disse:

    Resta saber se a causa da morte foi o vírus. O fato do exame resultar positivo não quer dizer necessariamente que o bebê tenha morrido em função do vírus. Pode ter morrido por outra causa. Interessante a matéria fala de um monte de características da mãe… Nenhuma do bebê. Em tempos de terrorismo midiático, precisamos ficar atentos. Não estou dizendo que a causa não tenha sido o COVID-19, porém a notícia é pobre em detalhes.

Oitavo óbito por coronavírus é registrado no RN; homem tinha 58 anos, era cardiopata e hipertenso

A Secretaria Municipal de Saúde de São Gonçalo do Amarante/RN confirma, na manhã desta terça-feira (7), o primeiro óbito pelo novo coronavírus no município. A vítima é um homem de 58 anos, cardiopata e hipertenso.

O paciente deu entrada em uma unidade de saúde da cidade e foi encaminhado, na sexta-feira (3), ao Hospital Giselda Trigueiro em Natal, referência no acompanhamento de pacientes da Covid-19, onde foi a óbito no último domingo (5). A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante se solidariza com a família e deseja força para superar esse momento difícil.

A Secretaria de Saúde reforça as orientações recomendadas diariamente à população. Fique em casa se não precisar realizar alguma atividade essencial.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Luis disse:

    Me diga se não tem jogo político por conta da covid19
    https://www.worldometers.info/pt/
    Veja este link
    Todo mundo devia ver isso antes de ver o tal corona vírus

    https://www.agenciadanoticia.com.br/noticias/exibir.asp?id=59435&noticia=quantas_pessoas_morrem_e_nascem_no_mundo

    Outra a média de óbitos dessa década e de 102 óbitos por minuto

    Ou seja a grosso modo morre 53 milhões de pessoas por ano

    Só este ano morte causadas por enfisema pulmonar pelo cigarro 1.333.700 que da uma média diária de 13.000 mortes.

    Lembrando que diariamente são aproximadamente 146.000 óbitos por dia

    Talvez a comoção e por que quem está em foco e países de primeiro mundo que tem população com poder aquisitivo maior.

    Cadê a comoção do mundo, segundo a organização médicos sem fronteiras de desnutrição e fome morrem 1600 pessoas pode dia. Esses podem morrer?

Família no RN diz que vai tomar providências após atestado de óbito afirmar Covid-19 e resultado posterior informar negativo

Foto: Reprodução/Instagram

Familiares prometem tomar providências no Rio Grande do Norte, após declaração de óbito afirmar causa morte de membro do sexo feminino como Covid-19, e tomar conhecimento, conforme destaque em fotos e íntegra de postagem, resultado negativo para o novo coronavírus:

“Venho aqui expor minha revolta e indignação. Dia 02.04.20 minha cunhada faleceu e a declaração de óbito afirmava Covid 19. Recebemos o resultado hj e deu negativo pra covid 19. É revoltante isso! E agora como fica toda família diante desse caso?Tudo isso por negligência médica. Srs médicos vamos ter mais atenção ao dá um diagnóstico, nem toda doença é covid 19. Quantas pessoas ainda vão morrer por erro médico? O paciente deve ser examindo como um todo tanto em unidades públicas ou privadas esses pacientes tem família que os ama e não quer perdê-los. Estamos sim em meio a uma pandemia , mas as outras doenças ainda existem. Gente compartilhem do jeito que foi na minha família pode ser na de vcs

O post publicado nesse domingo(05), por @hugodanka, intitulado “Lamentável”, pede mais atenção aos diagnósticos e destaca que “nem toda doença é Covid-19”, pode ser conferido abaixo com sua íntegra:

 

Ver essa foto no Instagram

 

LAMENTÁVEL. Venho aqui expor minha revolta e indignação. Dia 02.04.20 minha cunhada faleceu e a declaração de óbito afirmava Covid 19. Recebemos o resultado hj e deu negativo pra covid 19. É revoltante isso! E agora como fica toda família diante desse caso?Tudo isso por negligência médica. Srs médicos vamos ter mais atenção ao dá um diagnóstico, nem toda doença é covid 19. Quantas pessoas ainda vão morrer por erro médico? O paciente deve ser examindo como um todo tanto em unidades públicas ou privadas esses pacientes tem família que os ama e não quer perdê-los. Estamos sim em meio a uma pandemia , mas as outras doenças ainda existem. Gente compartilhem do jeito que foi na minha família pode ser na de vcs. 😢 Iremos tomar medidas cabíveis. Lamentável e revoltante.. @patrulhadacidade @rntvoficial @salatiel_de_souza @balancogeral

Uma publicação compartilhada por HUGO DANKA! (@hugodanka) em

A UPA da Cidade da Esperança se pronunciou sobre o caso através de uma nota técnica à imprensa, confira:

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco Alves disse:

    Isso significa que ao invés de 7 óbitos por Covid 19 no RN, apenas 6 são verdadeiros? Ou tem mais algum?

  2. Flávia disse:

    Que comentários lamentáveis! Povo doente, acha que tudo gera em torno de prejudicar o Presidente. Ninguém precisa prejudicar o Presidente, ele se prejudica sozinho, com declarações absurdas, indignas de um líder de Estado.

  3. Cabo Silva disse:

    SESAP e LACEN estão dando show de incompetência.

    É vergonhoso!

  4. Luiz Bernardo disse:

    Isso tem dedo do Sr. José Dirceu, ex-presidiario do PT e braço direito/assistente da Governadora do Estado. Partido de canalhas, estão agindo como urubus neste período de quarentena através do secretário de saúde do Gov. Do RN.
    Vários governadores estão usando de sse mesmo artifício, para colocar culpa no Governo Bolsonaro.

    Servidores do RN se preparem para o pior período que vocês irão viver, o Estado só tem reserva até o mês de agosto/setembro. Ficarão 3 meses sem nada, tudo por incapacidade da Governadora do PT.
    Vão correr todos para os braços do Presidente

  5. Vergonha disse:

    Tudo é COVID19 …não perceberam ? Quanto mais mortes , mais dinheiro do governo federal, é um cheque em branco, sem licitação , sem nada !!!
    Se fosse para ter estourado como nos Estados Unidos, já tinha que ter estourado o número de mortes , somos 220 milhões de brasileiros, com 487 mortes , dessa 80 foi em um único hospital ( de pessoal de alta risco e idade) , está havendo é comércio e grande com o COVID19

    • Rosi Sampaio disse:

      É preciso ter consciência, ninguém aguenta mais tanta prepotência! Essas pessoas que são contra o isolamento e que minimizam a pandemia tem que assinar um termo abrindo mão de um leito se forem contaminados, inclusive o governo.

    • Ceará-Mundão disse:

      De jeito algum, dona Rosi. Há depoimentos de inúmeros especialistas renomados, gente experiente no assunto, falando do exagero desse isolamento total, com a paralização quase total da economia do país. Deveriam estar sendo isolados apenas os do grupo de risco. Quanto aos leitos, se o absurdo de impostos que pagamos tivesse sido bem utilizado, a saúde pública teria condições para arcar com seus encargos.

    • Rivanaldo disse:

      É simples, Flavius. Pega tua turma e vai pra rua. Só não pode depois ir atrás de vaga em hospital.

  6. Arruda disse:

    Isso é coisa de quem tem intenções claras de desgastar o presidente da República.

    • Vergonha disse:

      Acorde ARRUDA ..quanto mais mortes ..mais dinheiro do governo federal, cheque em branco para gastar

Mulher de 90 anos, que morreu na semana passada, teve óbito por Covid-19 em Mossoró confirmado nesta madrugada

A secretaria de Estado de Saúde Pública confirmou nesta sexta-feira (3) a quarta morte por Covid-19 no Rio Grande do Norte. A paciente era uma mulher de 90 anos de idade que morava em Mossoró. Ela morreu na semana passada, mas os exames que atestaram a causa da doença só foram concluídos nesta madrugada.

A paciente de 90 anos que teve a morte confirmada é o terceiro óbito registrado só em Mossoró. Também morreram outros três paciente: o professor Luiz di Souza (61 anos), o estudante Matheus Aciole (23 anos), o técnico de enfermagem Luis Alves (48 anos) e agora uma idosa que ainda não teve o nome identificado, com 90 anos de idade.

Com informações do Saiba Mais – Agência de Reportagem

Diante do alastramento dos contágios pelo novo coronavírus, Mandetta e CNJ autorizam sepultamentos sem atestado de óbito

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participa da Comissão Geral para atualiazação da situação nacional do coronavírus Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Diante do alastramento dos contágios pelo novo coronavírus, o presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinaram nesta terça-feira, 31, portaria que autoriza o sepultamento e cremação de pessoas sem a necessidade de um atestado de óbito. A medida ocorre após o próprio Mandetta ter afirmado a governadores de Estado que o momento é de preparar funerárias para o provável aumento no número de vítimas fatais da Covid-19.

A portaria, à qual VEJA teve acesso, deve ser publicada até esta quarta-feira, 1º, e especifica, por exemplo, que estabelecimentos de saúde poderão enviar pessoas para sepultamento ou cremação sem certidões de óbito “na hipótese de ausência de familiares ou pessoas conhecidas do obituado ou em razão de exigência de saúde pública”. Entre as justificativas da medida estão a “necessidade de uniformização nacional do protocolo de anotação da causa mortis relacionada às doenças respiratórias no preenchimento das Declarações de óbitos por todos os serviços de saúde do País” e a constatação de que deve se “providenciar o sepultamento em razão dos cuidados de biossegurança, a manutenção da saúde pública e respeito ao legítimo direito dos familiares do obituado providenciarem a inumação [enterro]”.

Diante do aumento exponencial de casos confirmados do novo coronavírus, que já vitimou 159 pessoas no Brasil, a ordem das autoridades é a de que o prontuário de atendimento em casos de internação hospitalar no período da pandemia contemple o maior número possível de informações que identifiquem o paciente. Quando isso não for possível e a vítima não sobreviver, a orientação é para que os serviços de saúde adotem detalhes que permitam que, no futuro, se faça a identificação da vítima, como estatura ou medida do corpo, cor da pele, sinais aparentes, idade presumida, vestuário. Se possível, os serviços de saúde também podem fotografar a face da vítima e colher a impressão digital do polegar e anexar esses dados na certidão de óbito.

Ao contrário de países como a Coréia do Sul, que testou a maior parte da sua população e conseguiu achatar a curva de alastramento da Covid-19, o Brasil tem adotado postura diversa e, embora tenha comprado e recebido como doação milhões de testes para a detecção do novo coronavírus, não pretende testar os casos suspeitos ou assintomáticos em larga escala. Por isso, a portaria do CNJ e do Ministério da Saúde prevê que, quando for possível fazer o registro civil das mortes e não se souber ao certo a causa do óbito, as mortes por doença respiratória suspeita para Covid-19, não confirmadas por exames ao tempo do óbito, deverão ser registradas como “provável para Covid-19” ou “suspeito para Covid-19”.

Depois que a portaria assinada por Toffoli e Mandetta for publicada, as Corregedorias-Gerais de Justiça dos Estados e do Distrito Federal terão 48 horas para criar um canal de comunicação exclusivo para o recebimento eletrônico das declarações de óbito. A ideia é que, em no máximo dois dias após as mortes, as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde possam ser comunicadas para registrar oficialmente os óbitos.

Veja

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Começa agora a contagem aos falsos casos

  2. Denise Wingerter disse:

    BG, por favor, ajuste a matéria, não ficou claro para a população, sobre a não necessidade da certidão de óbito (registro em cartório) para o sepultamento, mas é importante deixar claro que a DECLARAÇÃO DE ÓBITO (o documento que deve ser levado ao cartório para a emissão da certidão) continua sendo OBRIGATÓRIO. E a certidão do cartório deve ser feita ainda, no prazo de 60 dias

  3. mauricio disse:

    agora sim, vão oficializar todas as mortes por coronavirus, como no caso do borracheiro la em pernambuco

Estado e Município de Mossoró devem indenizar pais por omissão que levou criança a óbito

O juiz Pedro Cordeiro Júnior, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Mossoró, condenou o Estado do Rio Grande do Norte e o Município de Mossoró a pagarem, solidariamente, a um casal o valor de R$ 50 mil, a título de danos morais, mais correção monetária e juros, em virtude da filha ter ir a óbito em decorrência da omissão dos entes públicos na prestação dos serviços de saúde em meados de 2013.

O falecimento ocorreu tendo em vista a ineficiência de atendimento e demora no fornecimento do leito de UTI para a criança, que na época tinha quatro anos de idade, de modo que prejudicou e intensificou a enfermidade da vítima. Este foi o motivo pelo qual os seus pais entendem ser cabível indenização por danos morais.

Por isso, o casal promoveu Ação Indenizatória por Danos Morais contra o Município de Mossoró e o Estado do Rio Grande do Norte, em razão de omissão do ente público na prestação do serviço de saúde, ante a ausência de leitos de UTI, o que causou a morte da filha deles.

O Município de Mossoró alegou não ser parte ilegitimidade para ser responsabilizado em juízo e defendeu que os danos suportados pela vítima não foram ocasionados por conduta do ente público, e sim por caso fortuito, rompendo o nexo de causalidade. Por isso, pediu pela improcedência do pedido inicial. O Estado do Rio Grande do Norte defendeu que deverá incidir a responsabilidade subjetiva, e diante da ausência de provas que apontem culpa estatal, deverá ser julgado improcedente o pedido.

Decisão

O juiz Pedro Cordeiro Júnior observou que, apesar da alegação do Município de Mossoró quanto a ilegitimidade para figurar no polo passivo da ação judicial, diante a quebra do nexo de causalidade entre a atuação estatal e o ocorrido, ele é legitimado para integrar o polo passivo. Assim, rejeitou tal alegação.

O magistrado verificou a ineficiência na prestação do serviço de saúde, principalmente quanto ao atendimento e disponibilização dos leitos de UTI, tendo em vista a demora na internação da vítima, que somente veio a ocorrer no dia posterior a solicitação.

E considerou o depoimento de um médico ouvido nos autos, que afirmou que, caso a internação na Unidade de Terapia Intensiva tivesse ocorrido de forma mais célere, a vítima possuiria mais chances de sobreviver.

Segundo o juiz Pedro Cordeiro Júnior, apesar das alegações dos réus quanto ao estado gravíssimo de criança, é incabível que os entes públicos não tenham disponíveis leitos de UTI que atendam a todas as situações existentes, bem como que os servidores se neguem na prestação do serviço por ausência de médico com especialidade no caso.

“Por mais que o estado da vítima fosse gravíssimo, a mesma ainda estava viva e com possibilidade de tratamento, tanto que o médico indicou a transferência para a unidade de terapia intensiva, presumindo-se que o quadro poderia ser revertido em caso de atendimento adequado”, comentou.

Concluiu afirmando que, estando comprovada que a falta do atendimento emergencial suprimiu a possibilidade de que, uma vez assistido adequadamente tivesse a chance de superar o problema de saúde e sobreviver, não há como ocultar a responsabilidade dos entes estatais responsáveis pela prestação do serviço público omitido.

(Processo nº 0123940-55.2014.8.20.0106)
TJRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Barbosa Santos disse:

    50 mil é o que vale a vida de uma criança.
    Se alguém, por curiosidade, for atrás do valor que o Judiciário indeniza vida de vagabundo preso vai ver que é o dobro ou triplo.
    Isso é uma vergonha. Infelizmente é mais uma prova da inversão de valores e da falta de contato com a realidade que abate o Judiciário.

No Japão, banho mata três vezes mais do que acidentes de trânsito

Saiu nos jornais locais: banho pode matar! Cerca de 14 mil pessoas morrem por ano em acidentes em banheiras no Japão. O número de óbitos é três vezes maior do que o registrado em acidentes de trânsito.

O Ministério da Saúde encomendou um estudo sobre o assunto, mas já tem algumas suspeitas. A maioria das vítimas é idosa e muitos velhinhos moram sozinhos no Japão. Se sofrem um acidente, não tem ninguém por perto para socorrer. Agora… um jornal levantou outra possibilidade: o excesso de banho de banheira.

O banho é um ritual diário no Japão há séculos. Não é visto apenas do ponto de vista da higiene. Serve também para “purificar a alma”, uma herança do xintoísmo, a maior religião do país. Para os japoneses, tomar banho de imersão é algo que se pode fazer sozinho, em família ou no meio de outras pessoas. Os banhos em águas termais são, inclusive, indicados nos tratamentos de desintoxicação e estresse.

Uma das prováveis medidas do Ministério será criar normas para aumentar a segurança das banheiras. E, se bem conheço as “peças”, daqui a pouco haverá equipamentos de segurança à venda nas lojas e treinamento para usar a banheira…

Fonte:  Sushi de Banana

H1N1 tem sete casos confirmados, inclusive provocando morte no RN em 2012

Motivada pelo aumento do número de casos suspeitos da Influenza A (H1N1), nos últimos dois meses, a Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou, nesta terça-feira (13), uma Nota com informações detalhadas sobre a situação epidemiológica da doença no Rio Grande do Norte.

Desde o início deste ano já foram 22 notificações para H1N1, sendo 7 casos confirmados e 10 descartados. Os outros aguardam análise em laboratório. Em relação à evolução dos casos confirmados, 4 receberam alta e passam bem, 2 continuam hospitalizados e 1 evoluiu para o óbito.

A equipe da Suvige também enviou nota técnica aos profissionais de saúde – em especial aos pediatras – sobre a necessidade de intensificação da vigilância e monitoramento das doenças respiratórias agudas (resfriados, influenzas e pneumonias). O alerta é para que, diante de casos hospitalizados com febre acima de 38 °C, tosse ou dor de garganta e dispnéia acompanhado ou não de manifestações gastrointestinais, seja solicitada a coleta de secreção, preferencialmente, ate o 7° dia do início dos sintomas.

Desde 2009, trinta e dois hospitais em todo o estado estão preparados e capacitados para receber os casos da doença. Somente em Natal são 18 hospitais entre os da rede pública, privada e filantrópica que estão aptos a identificar os casos e tomar as providências necessárias. Os hospitais referência em atendimento para os casos graves são o Giselda Trigueiro, para adultos e o Maria Alice Fernandes, para as crianças.

Confira nota na íntegra

1- A Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica-SUVIGE vem por meio desta nota esclarecer a respeito da situação epidemiológica do vírus influenza A(H1N1) no Rio Grande do Norte.

2- Entre os dias 25 de fevereiro e 09 de Março de 2012 o Instituto Evandro Chagas (Belém-PA) emitiu 13 laudos de casos suspeitos para Influenza A(H1N1), tendo sido 3 confirmados para a referida doença e 10 descartados.

3- Os 3 novos casos confirmados foram de pacientes hospitalizados entre os dias 10/01/2012 e 02/03/2012, com melhor descrição abaixo:
• Caso 1- paciente de 8 anos, residente em Natal, sem comorbidade, recebeu alta
dia 19/02/2012.
• Caso 2- Paciente de 6 meses, residente em Extremoz, portador de Síndrome de
Dandy Walker, permanece hospitalizado em enfermaria com quadro estável.
• Caso 3- Paciente de 41 anos, residente em Jardim do Seridó, puérpera, permanece
hospitalizada em UTI com quadro estável.

4- No ano de 2012, já foram recebidas 22 notificações para H1N1, dentre estas 07 casos confirmados de influenza A(H1N1) e 10 descartados.

5- Em relação à evolução dos casos confirmados, 4 receberam alta e passam bem, 2 continuam hospitalizados e 1 evoluiu para o óbito.

6- Dentre os casos descartados, 02 eram de pacientes que faleceram e 08 que tiveram cura.

7- As notificações de casos suspeitos e confirmados de Influenza A(H1N1) tiveram pico nas semanas 05 e 07, o que corresponde ao mês de fevereiro.

8- A distribuição dos casos confirmados segundo faixa etária, mostrou que a maioria (71,5%) deles eram de menores de 14 anos, tendo tido apenas 2 casos em adultos.

MEDIDAS DE PREVEÇÃO:
-Lavar as mãos com água e sabão, especialmente antes de tossir ou espirrar.
-Ao tossir ou espirrar, cobrir a boca com lenço descartável.
-Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.
– Lavar as mãos frequentemente e não levar as mãos sujas aos olhos, nariz e boca.

MAIORES INFORMAÇÕES:
• Secretaria de Estado da Saúde Pública-SESAP/RN:
http://www.saude.rn.gov.br/contentproducao/aplicacao/sesap/saude_destaque/gerado
s/influenzaah1n1.asp

• Ministério da Saúde:
http://portal.saude.gov.br/portal/saude/profissional/area.cfm?id_area=1534

Natal, 13 de março de 2012.