Saúde

Sesap investe na prevenção às infecções hospitalares

Com o objetivo de prevenir as infecções hospitalares no Rio Grande do Norte, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio da Coordenação Estadual de Controle de Infecção Hospitalar (CECIH), vem realizando cursos para profissionais de saúde do estado. O mais recente deles, promovido nesta última sexta-feira (21), teve como tema o uso adequado da máscara M-95, para proteção contra doenças, em especial, para os profissionais que tratam de pacientes com tuberculose.

A capacitação realizada na sede da Sesap foi ministrada pela infectologista do Hospital Giselda Trigueiro, Belinda Pessoa Ferro, destinando-se a membros das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) das unidades hospitalares do RN. Segundo a coordenadora da CECIH, Maria Margareth Gomes, “os cursos são de grande importância para a diminuição do índice de infecções hospitalares no estado”.

A técnica da Coordenação, Fernanda Matos, explica que o setor funciona como um suporte técnico para as Comissões dos hospitais no que diz respeito às infecções relacionadas à assistência à saúde. Além disso, a CECIH monitora os dados referentes a essas infecções, atuando como mediadora entre as comissões hospitalares e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A meta da coordenação é englobar todas as instituições de saúde do RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Água e sabão podem livrar os homens do câncer de pênis, diz especialista

Higiene pode ser a receita simples, mas eficaz, para evitar que os homens sofram com uma doença que, além de incapacitá-los fisicamente, pode terminar aniquilando a sua vida em termos psicológicos. Para prevenir a doença, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) deu início à Campanha de Câncer de Pênis Zero, em parceria com o Instituto Lado a Lado pela Vida.

O padrinho da campanha é o ex-jogador de futebol Zico, atual técnico do Al Gharafa, do Qatar, que se ofereceu como voluntário. As ações ocorrerão nas cidades de João Pessoa, na Paraíba, Recife e Garanhuns, em Pernambuco; Fortaleza e Reriutaba, no Ceará, além de Teresina, no Piauí. Na próxima semana, cidades da Bahia serão incorporadas à campanha.

Segundo disse hoje (23) à Agência Brasil o presidente da SBU, Aguinaldo Nardi, a maior incidência do tumor ocorre nas regiões Norte e Nordeste e está associada não só à baixa condição socioeconômica das populações locais, mas também à falta de higiene e de conhecimento.

Ele informou que as populações menos favorecidas são as que mais têm câncer de pênis. “São as mais excluídas da informação e aquelas que são mais difíceis de chegar ao médico também”. Em geral, os homens moram longe dos centros médicos adequados. “É preciso melhorar o acesso da população ao urologista”.

O tumor de pênis é raro, ao contrário do câncer de próstata, que apresenta 60 mil novos casos por ano. Entretanto, a média de 1,6 mil amputações anuais, por câncer de pênis, é considerada elevada pela SBU. “Porque é uma doença que incapacita muito. É uma doença que aniquila o homem na sua concepção exata, não só na sua anatomia, mas na sua vida”.

Nardi esclareceu que o câncer de pênis é evitável. Para isso, basta que o homem tenha uma higiene adequada da área genital. “Ou seja, água e sabão. Lavando o pênis todo dia, não há problema de ter câncer de pênis”.

Outra providência é evitar doenças sexualmente transmissíveis com o uso de preservativo, a conhecida camisinha. “É sabido que o HPV, que é o vírus do papiloma humano, está ligado ao câncer de pênis”. Lembrou, ainda, que a presença de fimose, quando a pessoa não consegue expor a glande, isto é, a cabeça do pênis, é um fator de risco para câncer de pênis.

A prevenção deve começar na infância, recomendou o presidente da SBU. Cabe à família e aos pais, inicialmente e, depois, à escola, orientar os meninos quanto aos procedimentos que devem ser adotados para uma adequada higiene. Nardi destacou que a doença é um problema social e de educação. “A gente precisa concentrar esforços de toda a sociedade organizada ou não, Estado e entidades, para que se possa levar a informação às pessoas mais carentes. Aos excluídos da informação”.

Índia, Egito e alguns lugares da África apresentam maior incidência da doença. Na Índia, por exemplo, a taxa é 3,32 casos a cada 100 mil habitantes. A menor incidência, próxima a zero, é encontrada nos judeus nascidos em Israel. Aguinaldo Nardi destacou que no Brasil, algumas cidades do Norte e Nordeste têm incidência semelhante à da Índia, Egito e África.

“Não é desinteresse. A gente tem muito o que fazer. É que [o problema] é mais concentrado no Norte e no Nordeste do que na Região Sudeste ou no Sul. É importante que a gente atue nestes locais, onde a incidência é tão grande como nos países de maior incidência do mundo”.

Participam da campanha 100 urologistas voluntários, que moram nas capitais ou cidades do interior, além de outros especialistas que estão aderindo graças a convênio que a SBU e as Forças Armadas. “Estão indo para colaborar no atendimento aos pacientes, na informação à população e na realização de cirurgias de fimose”.

A campanha deve se estender até o final do ano nos locais de incidência elevada de câncer de pênis. A SBU se prepara para promover nova campanha com o mesmo objetivo, em 2014. “A gente vai insistir nisso, porque sabemos da importância de uma amputação para o brasileiro”.

No portal da SBU, os interessados poderão tirar dúvidas sobre a doença. O principal sintoma de alerta é o aparecimento de uma ferida que não cicatriza, disse Nardi. “Toda ferida no pênis que não cicatriza, revela importância de procurar um médico para saber o que é. Pode ser um câncer de pênis”.

O presidente da SBU informou que na fase inicial, a doença exige uma cirurgia pequena. Significa que existe uma possibilidade elevada de cura. “Quanto mais cedo fizer o diagnóstico de câncer de pênis, menor é o tratamento, menor é a invasão do tratamento cirúrgico”.

Quem estiver interessado em realizar o exame urológico, tirar dúvidas e obter encaminhamento para seu caso, sendo cirúrgico ou não, deverá procurar os hospitais participantes da campanha. No dia 27, estão programados para atendimento o Instituto Médico Integrado Professor Antônio Figueira, no Recife, e o Hospital São Marcos, em Teresina. No dia 28, os urologistas que fazem parte da campanha atenderão no Hospital Municipal Santa Isabel e no Centro Médico em Praça Caldas Brandão, em João Pessoa; no Hospital Dom Moura, em Garanhuns (PE); na Santa Casa de Misericórdia, em Fortaleza; e no Hospital Rita do Vale Rego, em Reriutaba (CE).

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Facebook cria recurso para prevenir suicídios

5048.9406-facebook-suicidioO Facebook anunciou nesta semana uma nova ferramenta que ajuda a prevenir suicídios das pessoas que publicam mensagens sobre o tema no site. Ao digitar a palavra “suicídio” na barra de pesquisas da rede social, é exibida uma página que contém links e orientações sobre entidades que podem ajudar tanto o suicida, como quem viu mensagens suspeitas de algum colega.

Joe Sullivan, diretor de segurança do Facebook, indicou que a novidade chega ao site devido ao grande índice de suicídios no planeta. “A Organização Mundial de Saúde informa que, a cada ano, quase 1 milhão de pessoas morrem por conta de suicídio. Isso é trágico. E o impacto disso é muito maior – estudos mostram que cada suicídio afeta diretamente outras seis pessoas, pelo menos”, diz o comunicado publicado na rede social.

Também é possível denunciar uma publicação suspeita. Nesse caso, o Facebook entrará em contato com as autoridades locais, se for necessário. Para os usuários que precisam ajudar os amigos com tendências suicidas, a rede social disponibilizou um infográfico com algumas dicas – em inglês.

Casos de suicídio relacionados à rede social não são raros. A jovem italiana Carolina Picchio, 14, pulou da janela de seu quarto por não suportar o bullying que começou na rede social: Um vídeo no qual aparece bêbada e caída em um banheiro durante uma festa foi postado no Facebook e os amigos do ex-namorado da garota comentaram a publicação insultando-a. A rede social corre o risco de ser processada por negligência.

No ano passado, o caso que mais ganhou destaque na mídia foi o da canadense Amanda Todd, que chegou a postar um vídeo no Youtube contando a história de abuso e assédio que envolveu um indivíduo que usou o Facebook para chegar aos seus amigos. Após o bullying sofrido por ter publicado uma mensagem de suicídio na rede social e ter recebido diversas mensagens ofensivas como resposta, Amanda tirou a própria vida. Segundo o grupo Anonymous, o criminoso que assediou a jovem era um ex-funcionário do Facebook chamado Kody Maxson.

Canal Tech

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Senado aprova vacina contra HPV para meninas

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado aprovou a ultima quarta-feira (12), o projeto de lei que institui a adoção da vacina contra o papilomavírus humano (HPV) para meninas entre nove e 13 anos de idade. Caso nenhum recurso seja apresentado, o projeto deverá seguir para a Câmara dos Deputados em cinco dias.

De autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PC do B-AM), o projeto prevê um gasto de 600 milhões de reais no ano em que for implantado, e 150 milhões a partir do ano seguinte. Nos Estados Unidos, desde que a primeira vacina contra o HPV foi aprovada, em 2006, as sociedades médicas têm recomendado sua adoção, inclusive para garotos e mulheres mais velhas, como forma de evitar doenças associadas ao vírus.

O HPV é a doença sexualmente transmissível mais comum, com  mais de 40 subtipos, alguns dos quais podem causar câncer de colo de útero e verrugas genitais. Normalmente, porém, o HPV não causa sintomas, mas pelo menos 50% dos homens e mulheres sexualmente ativos contrairão HPV em algum momento de suas vidas. Geralmente o organismo humano consegue eliminar a infecção sozinho em dois anos, porém certos subtipos do vírus, conhecidos como cepas oncogênicas, podem evoluir para o câncer. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, haverá este ano 17.540 novos casos da doença, que, em 2010, matou 4.986 mulheres.

Redução a longo prazo

Para a professora Luisa Villa, coordenadora do Instituto de HPV da Santa Casa de São Paulo, a faixa etária escolhida é ideal, por cobrir o período antes do início da atividade sexual. “Alguns países vacinam até os 26 anos, outros só vacinam meninas de 10 ou 11 anos. Mas o importante é que a imunização seja realizada antes da exposição ao vírus.”

Luisa estima uma grande redução das doenças causadas pelo vírus. “Na Austrália, uma vacina que protege contra 4 tipos de HPV atingiu cobertura de 80%. O resultado foi uma redução de 90% nas verrugas genitais. Eu não me surpreenderia se no Brasil houvesse uma redução de 30 a 50% nos tumores em 10 anos.”

Com informações de Veja Online

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Margarina e temperos prontos terão redução de sódio

O Ministério da Saúde e a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (ABIA) assinaram nesta terça-feira (28) um acordo para redução dos teores de sódio de temperos, caldos, cereais matinais e margarinas vegetais. A expectativa é que, com a mudança nas formulações, 8.788 toneladas de sódio sejam retiradas do mercado até 2020. A medida é considera importante para prevenir doenças associadas ao consumo excessivo do sal, como hipertensão e problemas cardiovasculares.

A mudança começa a ser colocada em prática no próximo ano. A redução mais significativa ocorrerá no setor de margarina vegetal. O compromisso é colocar no mercado, já a partir do próximo ano, o produto com 19% a menos de sódio. Pelo plano, em 2015, o teor máximo de mg de sódio a cada 100 gramas será de 715. Atualmente, é de 1.660.

Os cereais terão uma redução de 7,5% no primeiro ano. O teor de sódio do produto, em 2015, deverá ser 15% menor do que o encontrado atualmente no mercado brasileiro. Os caldos líquidos terão uma redução de 3,5% ao ano. O tempero em pasta, de 3,5% ao ano até chegar a 6,5% em 2015. Para tempero de arroz, a meta é retirar 1,3% do sódio anualmente e os demais temperos, 4,3% ao ano.

Esta é a terceira fase do acordo firmado entre Ministério da Saúde e a ABIA. Nas fases anteriores, foi acertada a redução dos teores de sódio de macarrões instantâneos, bisnagas, pão de forma, pão francês, mistura para bolos, salgadinhos de milho, batata frita, biscoitos e maionese. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou que o foco, nesta terceira etapa, é reduzir a quantidade de sal consumido por adultos. Os temperos são usados tanto em casa quanto em restaurantes de locais de trabalho e comerciais.

 

Fonte: Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Contaminação por hepatite ameaça trabalho de manicures e tatuadores

Por trabalharem com instrumentos cortantes e perfurantes, sob constante risco de contato com sangue de clientes, manicures e tatuadores são alguns dos profissionais mais vulneráveis a contrair hepatite. De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 33 mil novas pessoas são infectadas anualmente no Brasil por hepatites virais.

Cada vez mais, esses profissionais se tornam conscientes de que devem reforçar a proteção contra a doença, especialmente com o uso de luvas e óculos de proteção, além de realizarem a vacinação. Mesmo conhecendo os riscos, entretanto, nem todos seguem integralmente as recomendações.

“No momento que estou fazendo as unhas do cliente, tomo sempre cuidado, mas não uso luvas, embora sei que tenho que usar. Não consigo ficar com elas por muito tempo, acho desconfortável. Após fazer as unhas [das clientes], lavo as mãos  e passo álcool gel”, disse a manicure Gleiziane Abrantes, 28 anos.

Atualmente, existem três principais tipos identificados de hepatite, uma doença do fígado: A, B e C. Entre 1999 e 2011, foram registrados 120 mil casos da hepatite B e 82 mil da C. A hepatite A tem tido queda de incidência, com 3,6  mil casos em 2011.

Cada tipo de hepatite tem diferentes tipos de contágio, sintomas e tratamento. No caso da hepatite A, o tipo mais brando da inflamação no fígado, a doença é transmitida via oral, por meio de água ou alimentos contaminados. É um vírus autolimitado, que as próprias defesas do corpo do portador conseguem combater. O principal sintoma é diarreia.

As hepatites B e C são transmitidas sexualmente ou pela via sanguínea. O contágio é feito por meio de sexo sem preservativo e do uso de materiais não esterilizados e de uso compartilhado – como agulhas, alicates e instrumentos cirúrgicos e odontológicos. Os principais sintomas são febre, icterícia (aspecto amarelado na pele e nos olhos) e mal-estar. A faixa etária mais atingida por esses tipos é entre 20 e 39 anos.

A principal diferença entre os tipos B e C de hepatite é o risco de a doença se tornar crônica.  Os sintomas são semelhantes, assim como o tratamento, feito com e outros antivirais administrados concomitantemente.

O objetivo do medicamento é estimular as defesas do paciente para que o sistema imunológico combata o vírus. Segundo a médica, cerca de 70% dos casos de hepatite C não são curados e voltam a incidir. O que diferencia as hepatites B e C são testes laboratoriais.

A reincidência da hepatite pode comprometer as funções do órgão e causar câncer ou cirrose – cicatrizes que se formam no fígado, causando um endurecimento do tecido, prejudicando seu funcionamento.

Não há vacinas contra a hepatite A, tipo mais benigno da doença e mais incidente em crianças. Para o tipo C, também não há vacina. Contra a do tipo B, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece vacina, administrada em três doses.

Para evitar a contaminação da hepatite C, a médica Celeste Silveira orienta para o uso de preservativos, a realização de exames pré-natais (para evitar o contágio de mãe para filho)  e o não compartilhamento de materiais perfurantes descartáveis, como agulhas e seringas.

Para o tratamento por meio de acupuntura, a opção é manter kit individual de agulhas.  No caso de materiais cirúrgicos e odontológicos, deve ser feita esterilização. Em salões de beleza, deve-se dar preferência ao uso individual de alicates e outros instrumentos. Em estúdios de tatuagem, deve-se observar se são usadas agulhas descartáveis.

“Eu fiz um treinamento que orienta [tatuadores] a trabalhar. Vi os riscos que corremos, todo cuidado é pouco. O curso serve para reduzir ou mesmo eliminar, os riscos de contaminação especificamente na área de tatuagem. Hoje está melhor para trabalharmos, há no mercado os materiais descartáveis. O preço ainda é alto, mas é mais seguro”, informou o tatuador Cláudio Ferreira, 38 anos.

 

Fonte: Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Orgasmo ajuda a prevenir doenças físicas e mentais, afirma estudo

“Uma sinfonia do cérebro” ou “um show de fogos artificiais”. Estas são alguns dos termos usados pelos cientistas para se referir à resposta do cérebro ao momento do orgasmo. Mas embora o prazer proporcionado por essa sensação seja de conhecimento geral, quais são os benefícios para a saúde?

 Magdalena Salamanca, psicanalista especializada em sexo baseada na Espanha, disse à BBC que a ausência do prazer sexual pode provocar doenças e transtornos mentais.

 “É importante porque o orgasmo é a satisfação de um dos instintos mais importantes do ser humano, que é o sexual”, diz.

 Ela destacou ainda que muitos dos problemas de cunho social ou profissional estão vinculados à insatisfação sexual. “Por exemplo, a ansiedade é um dos transtornos mais relacionados com a ausência do orgasmo”.

 Além disso, a psicóloga Ana Luna disse que “fisiologicamente, a descarga de muitas tensões que o ser humano acumula se produz por meio do orgasmo”.

Atividade cerebral

Há alguns meses, cientistas da Universidade de Rutgers, no Estado americano de Nova Jersey, determinaram que o orgasmo ativa mais de 80 diferentes regiões do cérebro.

 Utilizando imagens de ressonância magnética do cérebro de uma mulher de 54 anos enquanto tinha um orgasmo, os cientistas descobriram que no ato quase todo o cérebro se torna amarelo, o que indica que o órgão está praticamente todo ativo.

 Os níveis de oxigênio no cérebro também refletem um espectro que vai desde o vermelho intenso até um amarelo claro, e isto tem um impacto em todo organismo.

 

Benefícios para a saúde

 

“Há outros benefícios porque todo esse sangue oxigenado que flui pelo corpo chega aos microssensores da pele e vai para todos os órgãos”, diz a psicóloga Ana Luna.

 Já Magdalena Salamanca destaca que a saúde física e psíquica estão muito vinculadas à satisfação sexual proporcionada pelo orgasmo, o que o estudo da Universidade Rutgers parece comprovar.

 A pesquisa mostrou como a atividade cerebral iniciada pelo orgasmo se propaga por todo o sistema límbico, relacionado às emoções e à personalidade.

 Por isso, psicólogos como Ana Luna acreditam que o orgasmo é uma parte essencial de uma personalidade sadia.

“Quando você não tem orgasmo toda essa energia fica represada”, diz a estudiosa, acrescentando que muitas vezes a ausência do prazer sexual torna a pessoa irritadiça, triste, rabugenta e até mesmo com dificuldades para sorrir. BBC Brasil – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

 

Fonte: O Estadão

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Especialistas alertam para cuidados com a visão

Ontem, 10 de julho, foi o Dia Mundial da Saúde Ocular. A data foi instituída para chamar a atenção da população sobre a necessidade de cuidar da vista. Segundo especialistas, oito em cada dez casos de perda de visão poderiam ter sido evitados se o paciente tivesse procurado o médico no tempo certo.

“A questão é que algumas patologias oftalmológicas são assintomáticas e outras, quando se manifestam, costumam estar em estágio avançado. Ainda falta informação para grande parte da sociedade, que procura assistência quando é tarde demais. Visitas anuais ao oftalmologista fazem a diferença para os adultos. É por meio do exame clínico e de testes complementares muitas vezes simples, como a aferição da pressão intraocular, que se verificam eventuais alterações”, explica o diretor do Ambulatório Médico Especializado (AME) Nova Natal, Danton Novaes.

No Brasil, a catarata é a principal causa de cegueira. Mas é também uma das doenças curáveis, graças aos avanços no campo da microcirurgia. Outras doenças podem ser controladas a partir da detecção precoce e do acompanhamento especializado. São elas: glaucoma, degeneração macular relacionada à idade e retinopatia diabética.

Em Natal, a AME de Nova Natal oferece consultas e exames gratuitos, pelo SUS, com oftalmologistas. As consultas são agendadas e podem ser marcadas para adultos e crianças.

“Na infância, a atenção não deve ser minimizada. Os cuidados iniciam-se na gestação, pois durante sua formação a criança pode ter a visão afetada por uma série de fatores. Estamos prontos para atender essa demanda da população”, completa Dr. Danton.

A catarata também é a principal causa de cegueira infantil. Embora ela seja diferente do que se apresenta em adultos, pois tem caráter hereditário, muitas vezes está ligada ao contágio por rubéola. Ou seja: basta o devido acompanhamento pré-natal, com a observação das recomendações médicas, para que a mãe proteja a visão de seu filho.

Outro cuidado relevante, diz respeito às crianças em fase escolar. Todas devem ser submetidas ao exame de acuidade visual. Os defeitos refrativos – miopia, hipermetropia e astigmatismo – também protagonizam a perda visual quando não são corrigidos no momento certo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PROERD comemora 10 anos de combate à drogadição de crianças e jovens no RN

 

 

A Polícia Militar, através do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – PROERD, realiza hoje , às 17 horas, no estádio Maria Lamas Farache (Frasqueirão), a celebração de seus 10 anos de atuação no Rio Grande do Norte e a Solenidade de Formatura dos alunos atendidos neste primeiro semestre

Em sua 20ª edição, os eventos do PROERD tem se tornado referência no País de mobilização e compromisso com a construção de uma juventude mais consciente de suas responsabilidades e de uma sociedade mais participativa. O projeto é gerido pela tenente-coronel PM Margarida Brandão.

Em seus 10 anos de história, contando com um efetivo de 116 Policiais Militares, atuando em 46 Municípios do Estado, o PROERD alcançou a marca de 300 mil crianças atendidas, sendo neste semestre doze mil crianças da área metropolitana e no Estado mais oito mil, totalizando 20 mil atendimentos.

Participarão do evento, representações dos Municípios onde o programa se encontra implantado. Várias caravanas estão prontas para prestigiar esta grande festa de cidadania.

Atualmente, as ações do PROERD são complementadas com o trabalho do Ronda Escolar que atua dentro e no entorno das unidades educacionais.

 

A festa contará com a presença da Cantora Marina Elali, Banda Geração PROERD, alunos do Curso de Fotografia da Practical Cursos, Banda Grafith, Palhaço Fininho, apresentações do Batalhão de Operações Especiais, da Companhia de Policiamento com Cães, do teatro das ABSOLUTAS, de fanfarras do interior do Estado, do Comando Alfa, da Banda de Música da PM e a participação especial da Base Aérea, através da apresentação dos militares pertencentes ao grupamento de helicópteros.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Agências começam a se adequar à nova lei que combate saidinhas de banco

Biombos instalados na agência do HSBC no Centro (Foto: Flávia de Sousa)

Por interino

Os assaltos a clientes de bancos denominados de “Saidinha de Banco” se tornou comum e assustador na vida das pessoas. Para inibir a ação dos assaltantes e proteger a população, a Assembleia Legislativa aprovou a lei da “Saidinha de Banco” proposta pelo deputado estadual Walter Alves e, agora, as agências começam a fazer a sua parte.

Uma das ações para evitar os assaltos é instalação de biombos nos caixas de atendimento para que os clientes que serão atendidos nos caixas não sejam possíveis vitimas de assaltos. Aos poucos, as agências começam a se adequar.

A cliente, Flávia de Sousa, do banco HSBC, da agência do Centro, em Natal, enviou uma foto do biombo instalado na agência.

“Agora quem está na fila de espera não sabe o nosso proposto no banco e assim ficamos menos vulneráveis a assaltos. Faço questão de parabenizar o deputado Walter Alves”, disse Flávia.

Opinião dos leitores

  1. Pois
    é, meu amigo. Com a iniciativa ganha o cliente, na preservação de seu
    patrimônio financeiro e de sua vida. O estabelecimento bancário também aufere
    benefícios econômicos, pela abertura de mais um espaço disponível à publicidade
    interna, além da prestação de um novo serviço, de inquestionável importância
    aos seus clientes. Por fim, ganha a segurança pública, como um todo.

  2. Pois
    é, meu amigo. Com a iniciativa ganha o cliente, na preservação de seu
    patrimônio financeiro e de sua vida. O estabelecimento bancário também aufere
    benefícios econômicos, pela abertura de mais um espaço disponível à publicidade
    interna, além da prestação de um novo serviço, de inquestionável importância
    aos seus clientes. Por fim, ganha a segurança pública, como um todo.

  3. Pois
    é, meu amigo. Com a iniciativa ganha o cliente, na preservação de seu patrimônio
    financeiro e de sua vida. O estabelecimento bancário também aufere benefícios
    econômicos, pela abertura de mais um espaço disponível à publicidade interna, além
    da prestação de um novo serviço, de inquestionável importância aos seus clientes. Por fim, ganha
    a segurança pública, como um todo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Frasqueirão servirá como "sala de aula" de Curso de Operações em Estádios dos Bombeiros

Nesta sábado, dia 21, às 8:30 horas, os alunos do Curso Básico de Prevenção em Estádios (CBOE), promovido pelo Corpo de Bombeiros Militar do RN (CBMRN) estarão realizando uma vistoria técnica no Estádio Maria Lamas Farache, o Frasqueirão, que foi escolhido pela corporação como local de estudos durante a realização do treinamento de capacitação para a Copa de 2014.

O curso, firmado graças a um convênio entre a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED) e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), tem por objetivo capacitar oficiais e praças do Corpo de Bombeiros e de outras corporações, habilitando-os a desempenhar as funções de coordenação e atuação nas operações preventivas em estádios e em eventos de aglomeração de grande público. Os militares capacitados, por sua vez, são estimulados a disseminar a doutrina de Prevenção em Estádios, padronizando os procedimentos adotados em todos os complexos esportivos do estado. Ao todo, quarenta alunos estão matriculados no curso, entre eles: bombeiros, policiais Civis e Militares, Guardas Municipais e profissionais do ITEP, participam do treinamento.

De acordo com a Assessoria de Comunicação do CBMRN, a vistoria técnica a ser realizada na manhã deste sábado, servirá como avaliação do curso. A atividade terá por objetivo apresentar aos alunos aonde estão localizadas as saídas de emergências, posto médico, sinalizações, áreas de escape de público, locais para possíveis pousos de helicópteros, entre outros.

A meta do Corpo de Bombeiros Militar é realizar uma operação integrada de segurança pública, utilizando os alunos do curso, no dia 29 de janeiro, às 16 horas, durante o clássico ABC e América. A ação terá como referência os procedimentos adotados pelos órgãos de segurança, durante o Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011, no Estado do Rio de Janeiro.

Durante o curso, os alunos terão contato com disciplinas importantes de Operações em Estádios entre elas: Atendimentos a Múltiplas Vítimas, Antiterrorismo, Operações Aéreas, Socorro de Urgências, Noções de Direito aplicado em eventos desportivos, Legislação Técnica, Comunicação Social, Salvamento Terrestre, Sistema de Comando de Incidentes, entre outros.

O encerramento do curso está previsto para ocorrer no dia, 31, às 10:30 horas, no Centro Superior de Formação e Aperfeiçoamento, do Corpo de Bombeiros Militar do RN, situado na Base Aérea de Natal, Setor Oeste, na Avenida Luiz Antônio, em Parnamirim/RN e contará com a presença do Secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Aldair da Rocha (SESED), Secretário de Estado, Demétrio Paulo Torres (SECOPA/RN), Coronel Elizeu Lisboa Dantas, Comandante Geral do CBMRN, entre outras autoridades.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *