Diversos

Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho é comemorado com oficina de Biossegurança

Fotos: Divulgação

Na última sexta-feira (23), na sede da Atitude Cooperação, a equipe de Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho – SESMT – da Unimed Natal, sob coordenação do Engenheiro Geraldo Neto, ministrou os principais conteúdo da área. Os tópicos referentes a biossegurança com ênfase em evitar acidentes domésticos e procedimentos para prevenir a transmissão da COVID-19 foram os que despertaram maior interesse.

A oficina também contou com a presença do Professor do Curso de Psicologia da UFRN, Professor Marlos Bezerra, que abordou o tema: “saúde mental e as queixas psicológicas mais frequentes na pandemia”. Ele tratou ainda sobre como o processo pós-pandemia refletirá na retomada do trabalho.

Neste primeiro momento, a comunidade beneficiada com a ação foi a dos Guarapes mas as famílias dos alunos da Atitude Cooperação devem ser as próximas a receber a capacitação.

Essa capacitação foi uma realização da Atitude Cooperação em parceira com a Unimed Natal e o Departamento de Psicologia da UFRN dentro das ações que marcam o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, comemorado amanhã, dia 27 de julho.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Capital sul-coreana proíbe música agitada em academias como prevenção à Covid

Foto: Unsplash/Danielle Cerullo

As academias na capital sul-coreana estão prestes a adotar uma estratégia de prevenção incomum contra Covid-19: tocar música mais lenta.

O Ministério da Saúde está implementando uma série de novas medidas ao passo que o país continua lutando contra a pandemia de coronavírus, que tem visto casos diários aumentarem drasticamente desde o final de junho.

Na capital Seul, as novas regras significam que aulas de ginástica específicas, como spinning e aeróbica, não podem tocar músicas com velocidade superior a 120 batidas por minuto (BPM), já que “a respiração ofegante de atividades intensas pode respingar muita saliva, “disse o ministério em um comunicado à imprensa.

Isso significa que canções como “Teenage Dream” de Katy Perry ou “Wrecking Ball” de Miley Cyrus, ambas a 120 BPM, são consideradas apropriadas – mas canções um pouco mais rápidas, como “Sk8er Boi” de Avril Lavigne, estão fora.

As esteiras em academias também são limitadas a uma velocidade de seis quilômetros por hora (cerca de 3,72 milhas por hora – o que representa cerca de uma milha a cada 16 minutos).

O ministério acrescentou que foram implementadas novas regras nas academias porque é difícil usar máscaras de forma adequada ou manter o distanciamento social durante a prática de exercícios, especialmente durante as aulas em grupo, tornando mais provável que as pessoas permaneçam próximas.

As medidas geraram protestos, com alguns apontando que a maioria das pessoas não sabe de cor o BPM das músicas que ouvem.

Para Kang Hyun-ku, dono de uma academia no norte de Seul, alinhar canções de K-pop rápidas e funky em sua lista de reprodução de músicas era sua rotina matinal.

“Tocar faixas agitadas é para animar nossos membros e o clima geral, mas minha maior dúvida é se tocar música clássica ou BTS provou ter algum impacto na disseminação do vírus”, disse Kang à Reuters.

“Muitas pessoas usam seus próprios fones de ouvido e dispositivos hoje em dia, e como você controla suas listas de reprodução?”

Whang Myung-sug, uma associada de 62 anos da academia de Kang, disse que o governo aplicou um duplo padrão ao restringir as academias.

“Os regulamentos são apenas burocráticos, como se aqueles que os criaram nunca tivessem treinado em uma academia”, disse ela.

Seul, um hotspot nacional da Covid, entrou nas restrições de Nível 4 na segunda-feira (12) – as mais altas em seu sistema de quatro níveis, após relatar um número recorde de novos casos diários. A Coreia do Sul relatou 1.100 novos casos de Covid no domingo (11) – 775 dos quais vieram da área metropolitana de Seul.

Sob as maiores restrições do Nível 4, reuniões privadas com mais de duas pessoas são proibidas após as 18 horas. A maioria dos eventos públicos é proibida, apenas os membros da família têm permissão para comparecer a casamentos e funerais. As academias também devem manter registros de entrada, verificar as temperaturas e fechar os chuveiros nas instalações internas.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Então bota Ze Vaqueiro com aquele miado que dá certo.
    Ô cantor ruim da mulesta.
    Saudades dos anos 80, quem viveu sabe do que estou falando.
    Era show papai!!!!
    Nesse tempo o BG era DJ.
    Rsrsrs…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

UFRN desenvolve aplicativo para popularizar medidas de prevenção e controle da covid-19

Um aplicativo de computador com funcionalidades capazes de aumentar a adesão da população às medidas de prevenção e controle da covid-19 e de outras doenças respiratórias agudas graves, tais como pneumonia, tuberculose, coqueluche, difteria, H1N1 e bronquiolite, recebeu na última semana do mês de maio o registro definitivo de propriedade, concessão feita pelo Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI).

O sistema web RespiraSaúde será utilizado em conjunto com o aplicativo móvel RespiraSaúde, com o objetivo de gerenciar materiais educativos que serão incluídos, visando à mitigação do risco de contágio e ao aumento da participação da população no controle e prevenção de doenças respiratórias graves. Os conteúdos elaborados em formatos e linguagem acessíveis à população serão disponibilizados no formato de vídeos, textos e imagens. Além disso, o sistema web permitirá o gerenciamento de dados inseridos pelos usuários do aplicativo móvel RespiraSaúde.

A ferramenta permitirá ainda, a partir do cadastro dos seus usuários, o envio de informações relevantes de educação em saúde para grupos específicos, como, por exemplo, os de condições respiratórias agudas ou crônicas, pessoas vacinadas ou não para covid-19, pessoas previamente contaminadas ou não, pelo rastreio de pessoas com complicações pós-covid-19.

As informações com os nomes dos inventores do RespiraSaúde podem ser acessadas no endereço www.agir.ufrn.br, mesmo local em que os interessados podem visualizar um passo a passo elaborado pela equipe da Agência de Inovação (AGIR). Dúvidas adicionais podem ser solucionadas por meio dos telefones (84) 9 9167-6589 / 9 9224-0076.

Com UFRN

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid-19: estudo com anticorpo duplo mostra tratamento eficaz tanto na prevenção como no tratamento da doença

Foto: BING GUAN / Reuters

Um tratamento capaz de neutralizar o novo coronavírus e suas variantes, impedir novas mutações e ainda prevenir contra a Covid-19. A notícia, que parece mais um milagre, surgiu após um estudo ser publicado na revista científica Nature, abordando uma nova pesquisa que usou um anticorpo duplo. Segundo reportagem da revista Veja, o tratamento foi desenvolvido por um consórcio internacional.

O avanço da atual pesquisa se deu quando os cientistas juntaram dois anticorpos naturais em uma única molécula artificial, chamada de anticorpo biespecífico. Com isso, resolveram dois obstáculos à eficácia desse tipo de tratamento: a ação contra mutações do vírus já em circulação e a formação de novas cepas variantes.

Os ensaios pré-clínicos foram realizados em camundongos e neutralizaram potencialmente o Sars-Cov-2. Com apenas uma injeção já foi possível reduzir efetivamente a carga viral nos pulmões e debelar a inflamação causada pela Covid nas cobaias.

Para especialistas, esse tipo de tratamento representa a luz no fim do túnel, num momento em que a população mundial enfrenta a urgente necessidade de ter tanto um mecanismo de prevenção quanto de tratamento da doença.

O uso de anticorpos já vem sendo empregado no combate a alguns tipos de câncer, mas no caso da Covid-19 se popularizou, no ano passado, quando o então presidente dos EUA Donald Trump se submeteu a esse tipo de tratamento.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Ainda bem que Bolsonaro ainda não recomendou, senão surgiriam vários comentários toscos, apesar de ser apenas de um idiota tonto, inútil e adepto a ideologia criminosa corrupta

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Complexo Educacional Noilde Ramalho confirma auxiliar afastada por covid e suspensão das aulas da turma por 7 dias

Após receber informação de pais que uma funcionária estaria com covid, o Blog do BG entrou em contato com o complexo educacional, que de forma célere e prestativa respondeu ao questionamento, em texto que segue na íntegra:

“O Complexo de Ensino Noilde Ramalho EDHC está dando todo o suporte à auxiliar de desenvolvimento infantil que testou positivo para Covid-19. A profissional está afastada, desde os primeiros sintomas, e sendo assistida pelo Complexo. Quando foi identificado o primeiro sintoma, a instituição pediu de imediato o seu afastamento e a realização do exame.

De forma ágil e responsável, a escola comunicou às famílias da turma dessa professora a necessidade de afastamento obrigatório de 7 dias, orientando-a a somente retornar com liberação médica.

Estamos em comunicação constante e transparente com os familiares e alunos, que foram e são orientados com afinco da importância de cumprir os nossos protocolos com rigor.

Tudo foi feito em conformidade com os protocolos alicerçados no treinamento e avaliações que tivemos com o Sesi, que nos validou com o selo de biossegurança.

Diariamente, temos aferição de temperatura, álcool em gel e higienização minuciosa em todos os pontos de entrada e de circulação de pessoas do Complexo.

Todos os nossos colaboradores foram treinados pelo Sesi acerca dos protocolos de prevenção, segurança e higiene da pandemia.

Além disso, nossos colaboradores têm curso de primeiros socorros, e o Complexo dispõe de um grupo de socorristas habilitados, o que nos diferencia e nos alça ao padrão de excelência, cuidado e acolhimento que é característico da nossa casa”.

 

Opinião dos leitores

  1. Excelente argumentação. Temos que aprender a conviver com esse vírus sem o alarde desproporcional. Vida que segue…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

MPE avisa a candidatos em campanha que falha na prevenção à covid pode ser crime

Foto: Reprodução Diário do Nordeste

O vice-procurador-geral Eleitoral, Renato Brill de Góes, orientou procuradores regionais Eleitorais e procuradores-gerais de Justiça de todo País a expedirem recomendações a partidos políticos e candidatos para que, no período de campanha e no dia das eleições 2020, eles observem e cumpram as medidas necessárias à prevenção de contágio pelo novo coronavírus.

O vice-PGE alerta que a violação das normas sanitárias estaduais ou federais pode implicar não só na aplicação de penalidades administrativas por propaganda irregular, mas também em imputação criminal, consistente em ‘infração de determinação do Poder Público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa’. O crime consta no artigo 268 do Código Penal e prevê detenção de um mês a um ano, além de multa.

Leia matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Proximidade da seca faz Corpo de Bombeiros do RN montar força-tarefa com vários órgãos públicos para prevenção e combate a incêndios florestais

FOTO: ASSECOM/Bombeiros

Sabendo que o período de seca do estado do Rio Grande do Norte está se aproximando neste segundo semestre, o Corpo de Bombeiros Militar do RN, através da Diretoria de Engenharia e Operações (DEO), montou uma força-tarefa com vários órgãos públicos que também atuam na defesa do meio ambiente. O objetivo do trabalho em conjunto é prevenir e combater incêndios florestais durante esse período, garantindo a preservação da fauna e da flora.

Diante disso, o Corpo de Bombeiros Militar lançou a Operação Abrace o Meio Ambiente (AMA), que tem como intuito intensificar as ações contra incêndios florestais por meio de investimento em equipamentos de proteção individual, viaturas operacionais e outras estruturas necessárias para reforçar o trabalho de prevenção e combate. De acordo com o Comandante Do Serviço Operacional do CBMRN, Major Christiano Couceiro, o alto índice de ocorrências dessa categoria no interior do estado fez como que a Operação fosse antecipada ainda no mês de agosto.

“Sempre no segundo semestre do ano, em meados de setembro, o Corpo de Bombeiros se preocupa ainda mais com ações de proteção ambiental em virtude do aumento da temperatura e consequentemente o maior surgimento de incêndios em áreas de vegetação. No ano passado, a Operação AMA foi desencadeada no mês de outubro. Já neste ano, a Diretoria de Engenharia e Operações fez o trabalho de planejamento ainda mais cedo e a Operação foi antecipada no interior, em função dos grandes números de ocorrências”, disse.

Vale destacar que o incêndio florestal é a propagação do fogo em áreas florestais e de savana (cerrados e caatingas), que normalmente ocorre com constância e intensidade no período de estiagem acompanhado da redução da umidade ambiental. Além disso, esse tipo de ocorrência pode ser tanto provocado pelo homem ou por causa natural. Dessa forma, a prevenção é essencial para que o meio ambiente seja preservado.

Ainda segundo o Comandante, nos casos em que a população perceber que alguém está colocando fogo em alguma área deve ligar para a Polícia Militar no número 190 e realizar a denúncia, pois trata-se de crime ambiental. Já em caso de ocorrências de incêndio o telefone dos bombeiros é o 193.

DICAS DE PREVENÇÃO

• Nunca usar fogo para limpeza de terreno ou de plantação;

• Nunca jogue resto de cigarro ainda acesso em locais onde haja vegetação;

• Próximo as estradas e terrenos, o ideal é providenciar uma aceiro para evitar a propagação de um possível incêndio nas proximidades;

• Em caso de emergência, ligue 193.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID-19 NO RN: “A orientação do Governo é ainda que as pessoas só devem sair se necessário e tomar todas as cautelas”

FOTO: SANDRO MENEZES / ASSECOM/RN

O início da segunda fração da primeira fase e da primeira fração da segunda etapa do Plano de Retomada Gradual das Atividades Econômicas no RN nesta quarta-feira, 15, não é momento de relaxamento das medidas protetivas para evitar a Covid-19. A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Alessandra Luchessi, considera como de muito cuidado. “Os efeitos do reinício das atividades econômicas no comportamento da pandemia serão mensurados nos próximos 15 dias. Hoje temos tendência de queda, mas a população deve continuar tomando todas as precauções”, afirmou na entrevista coletiva para atualização dos dados epidemiológicos e prestação de contas das ações do Governo.

Lucchesi ainda destacou que na perspectiva de melhoria de processos de trabalho e de acompanhamento dos indicadores, a equipe de Vigilância Epidemiológica da Sesap passa a atuar mais fortemente junto aos municípios. “Nós sabemos que vamos conviver com a Covid-19 por um tempo e, portanto, continuaremos atuando de forma ativa com os municípios. Temos projetos estratégicos de apoio às regionais de saúde, nossas equipes avaliam processos de trabalho de cada local, reorganizam se necessário e buscam fazer esse acompanhamento, para que os processos possam e continuem a dar uma resposta efetiva ao combate e monitoramento do vírus”, disse.

Em outra frente de ação, o Governo do RN, através do Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (CEREST) atua para garantir medidas sanitárias e de biossegurança nos estabelecimentos que voltam à atividade. “Não é suficiente apenas dispor de álcool, água e sabão e usar máscara. “É preciso evitar que o ambiente de trabalho seja causador da transmissão do novo coronavírus”, frisou a coordenadora do CEREST, Kelly Lima.

Neste sentido o CEREST está emitindo nota de recomendação aos empregados e empregadores com as medidas sanitárias e de biossegurança. A nota orienta a aferição da temperatura, que os casos sintomáticos, e de quem teve contato com o infectado, sejam afastados do trabalho por até 14 dias, investigação para constatar se há transmissão dentro do ambiente, teletrabalho ou cumprir tarefas sem contato com público para idosos e pessoas com comorbidades. “O empregador deve garantir os meios para a segurança do empregado. E o afastamento não deve ser motivo para ônus no salário do funcionário”, informou Kelly Lima.

ENTREGA DE MÁSCARAS

Ainda no combate à Covid-19, o Governo do RN realizou esta manhã uma ação em Natal para distribuir à população cerca de 20 mil máscaras de tecido. Quinze equipes coordenadas pela Defesa Civil estadual e integrada pelo Corpo de Bombeiros Militar, Cruz Vermelha e servidores estaduais – que reuniu mais de 50 colaboradores – foram a locais como a Feira do Carrasco, Terminal Rodoviário, Ceasa, Relógio do Alecrim, Parada Metropolitana e Centro de Natal para realizarem a entrega.

De acordo com o titular da Controladoria Geral do Estado (Control), Pedro Lopes, este trabalho terá continuidade e a partir de amanhã serão distribuídas mais 10 mil máscaras. “Estamos em um trabalho diuturno para proteger a população do RN”, disse Pedro Lopes ao acrescentar que “a orientação do Governo é ainda que as pessoas só devem sair se necessário e tomar todas as cautelas. As pessoas devem cuidar do distanciamento social, evitar aglomeração, usar máscara e desinfectar as mãos constantemente. Só assim teremos uma retomada segura, estável e sem retrocessos”, concluiu.

DADOS

Os registros da Sesap nesta quarta-feira contabilizam em toda a rede hospitalar 662 pacientes internados em consequência da Covid-19, sendo 343 em leitos críticos e 319 em leitos clínicos. Três pacientes estão em fila para UTI, 10 para leitos clínicos e 24 aguardam transporte sanitário.

A taxa geral de ocupação de leitos críticos é de 86,3%. Nas regionais, a ocupação em Pau dos Ferros é de 50%, na região Oeste 92%, Metropolitana de Natal 86 %, Mato Grande 100% e Seridó 83%.

Os casos confirmados são 40.606, casos suspeitos 54.421, descartados 63.158, óbitos 1.473 (13 nas últimas 24 horas), 221 óbitos em investigação.

Opinião dos leitores

  1. Que conversa é essa?! Tá aberto geral, povo na rua, Alecrim bombando, clínicas de Tirol lotadas, Coronavírus só passeando de pulmão em pulmão. Aguarde a conta.

  2. O governo tem sua parte de culpa pela sua ineficiência, mas o povo como se vê, não está nem aí, é só sair às ruas para comprovar! O corona agradece…⚰⚰⚰⚰⚰

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Grupo de infectologistas potiguares não chega ao consenso sobre eficácia de medicamentos no tratamento à Covid-19

(Foto: Reprodução)

Uma comissão de especialistas do Departamento de Infectologia da Universidade Federal(UFRN) discutiu sobre o uso de medicações para a prevenção a infecção pelo novo coronavírus e para o tratamento de pessoas que contraíram a doença.

Conforme documento em destaque, uma parte entende que medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina ou lopinavir/ritonavir não se mostram eficazes no controle da replicação viral em ensaios clínicos humanos. Sobre a ivermectina, esse grupo de especialistas diz que não foi identificado nenhum ensaio clínico relacionado ao uso no seu tratamento da Covid-19.

Vale ressaltar, no mesmo documento, duas especialistas não aprovam a recomendação assinada.

Opinião dos leitores

  1. É isso. É ciência. Contra a ciência não há achismo nem politicagem. Não é dessa vez que Natal terá protagonismo.

  2. E uma pesquisa muito interessante. Deve ser levada em consideração. Comprova a eficácia do antiviral Remdesivir e a eficiência do Corticoide – ambos os fármacos em caros estágios da enfermidade. Registro: NÃO podemos politizar o uso de medicamentos.

  3. Quanto mais ignorante o cabra, mas certeza das coisas ele tem. Darwin em 1870 já dizia isso.
    EM NENHUM LUGAR DO MUNDO estão receitando essa ivermectina mas no Brasil, cheio de especialistas de WA, é a redenção.

  4. Gente!
    Quanta desesperança!
    Haja teoria desse povo! Qual o protocolo que está sendo adotado por este país afora para tratamento da doença? Algum iluminado desses pesquisou? Nenhuma bibliografia existente ou conhecida?

  5. Iluminados da UFRN jamais aceitarão receitar qualquer medicação reconhecida pelo Governo Bolsonaro. Além de estupidamente vaidosos a maioria é PeTralha.

  6. Assim, dos remédios citados, tomar a ivermectina talvez não ajude, mas também não atrapalha, dado que aconselham a tomar 1x ao ano. Então, acho que compensa, contanto que o preço seja justo.

  7. Eles querem que o povo se lasque.
    Nada funciona, nada tem comprovação.
    Estão iguais a OMS.

    Se não fosse esses medicamentos o pessoal do Norte do país estariam na lama.
    Após a utilização dos medicamentos, no estágio inicial, as mortes reduziram em mais de 90%.
    Na Unimed Belém, eles trataram mais de 55 mil pessoas no início da doença com esses medicamentos e teve zero mortes.
    Isso explica porque lá eles venceram a Covid, aqui no RN com esse bando de petistas nós estamos lascados.

    Nós hospitais particulares de São Paulo da mesma forma.

  8. Li, mas não vi nenhum medicamento indicado. Afinal quando chegam na UTI tao sendo tratados com o q? Agua benta? Feijao apostolo Waldomiro?

  9. Esses "especialistas" nao se pronunciaram mes passado com as filas nas farmacias em busca da ivermectina.

  10. Bem, gostaria de saber se rezar é permitido e se tem algum estudo rodomizado com duplo cego para covid-19, se tem alguma contra indicação ou se rezar é ato para alguns filiados a ideologia de direita ou de esquerda… cara.. agora sério, não ofereceram nada, somente desesperança. Digam pelo menos que se pode usar Cibalena. Sim, e se o conhecimento empírico foi abolido da UFRN

  11. Gostaria que este comitê analisasse e emitisse nota técnica e científica, sobre os protocolos usados em algumas cidades do Brasil que estão mostrando resultados satisfatórios. Pois se não são estes protocolos que estão tendo resultados positivos, então obque seria ? A população precisa de soluções, de dúvidas já basta a OMS para confundir.

  12. Espero que não ocorra como ocorreu na Inglaterra, aonde 5000 mortes poderiam ter sido evitadas se tivessem utilizado a dexametasona, antes da confirmação científica.
    Acredito que em um momento como este a observação clínica e experiência médica do dia a dia , seja mais adequada do que esperarmos a confirmação científica.
    Pois depois não adianta pedir desculpa e nem reconhecer erros por não usar estes medicamentos, estas atitudes não trarão nenhum morto de volta.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: “Fique em Casa”, reforça campanha da Câmara Municipal de Natal, em prevenção ao novo coronavírus

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Após irregularidades encontradas pelas fiscalizações, Semurb alerta comerciantes do Alecrim para cumprimento de regras de prevenção a Covid-19

Foto: Adriano Abreu

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) se reuniu com a Associação dos Empresários do Bairro do Alecrim (Aeba) para orientar e prestar esclarecimentos sobre as regras de funcionamento do comércio neste período de combate ao coronavírus, tendo em vista irregularidades encontradas pelas fiscalizações no bairro, que é o principal centro comercial da cidade, em relação ao cumprimento dos decretos estadual e municipal que determinam medidas de distanciamento social e controle sanitário.

Dentre as novas regras para o funcionamento, está o uso de máscaras pelos funcionários; a disponibilização ininterrupta de álcool em gel 70%, em locais fixos de fácil visualização e acesso para funcionários e clientes; e a higienização regular dos ambientes e dos equipamentos de contato, bem como a fixação de cartazes com medidas informativas de prevenção a Covid-19 e com o número máximo de consumidores permitidos no local, observando o limite mínimo de dois metros de distância entre as pessoas no ambiente.

Outra regra que deve ser lembrada pelos comerciantes é a da distância mínima. Ou seja, dentro e fora dos estabelecimentos deve haver a organização de filas obedecendo a distância de dois metros entre as pessoas. O que vale também para circulação entre os corredores das lojas, sendo limitado o número de clientes a uma pessoa a cada 5m². O dois metros devem ser obedecidos também, dentro de espaços de trabalhos, entre as estações de atendimento ao cliente.

Além disso, deve ser feito o controle por cada estabelecimento de entrada dos clientes, assegurando o limite de uma pessoa a cada 5m²; de uma pessoa por família, de preferência fora do grupo de risco; e a proibição da entrada de consumidores que não estejam utilizando máscaras de proteção. Também está proibida a oferta de serviços adicionais que possam retardar a saída do consumidor, tais como: como água, café, cadeiras e poltronas para espera e áreas infantis.

Segundo o supervisor geral de fiscalização ambiental da Semurb, Leonardo Almeida, as regras são válidas para os comerciantes de toda Natal, não somente para o Alecrim, mas por ser o principal centro comercial da cidade optou por realizar esse trabalho preventivo lá, explica.

A reunião foi realizada na última terça-feira (13), no auditório da pasta, na qual foi elaborado um termo de comparecimento de audiência (TCA) onde consta a lista das atividades autorizadas pelo Decreto Estadual 29.634/2020 e municipal Nº 11.953/2020, as regras para funcionamento e o compromisso das partes em cumpri-las.

Os estabelecimentos não autorizados a funcionar e que estiverem funcionando, além daqueles que estiverem autorizados a funcionar e que estiverem descumprindo as regras de funcionamento, estarão cometendo infração ambiental de natureza gravíssima, sujeita a aplicação de multa entre R$ 8.132,52 e R$ 42.260,00. Além da multa, o estabelecimento terá suas atividades interditadas, como também, será alvo do envio de denúncia ao Ministério Público por crime contra a saúde pública, desobediência e crime ambiental.

Os supermercados, hipermercados e atacarejos poderão estender o seu horário de funcionamento das 07h às 22h, todos os dias da semana. Um anteparo de proteção aos caixas, embaladores e aos demais funcionários devem ser instalados para que mantenham contato com o público externo.

Já as galerias dos hipermercados e dos atacarejos autorizados, que são considerados como essenciais, nos termos do Art. 13, do Decreto Estadual nº 29.583/2020 poderão funcionar de segunda a sexta-feira, das 09h às 16h, e nos sábados, das 09h às 14h, tendo seu funcionamento proibido aos domingos.

Opinião dos leitores

  1. Pode chamar o Capitão América, como podemos ver na foto, o Soldado Invernal está solto!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: “Fique em Casa”, reforça campanha da Câmara Municipal de Natal, em prevenção ao novo coronavírus

Opinião dos leitores

  1. Estou igual as autoridades, sem saber o que fazer… Só tenho uma pergunta: se todos ficarem em casa presos, como o vírus vai morrer? Até onde sei, o vírus só é destruído quando alguém é contaminado, desenvolve anticorpos e elimina o vírus…e assim continua com outros e mais outros vírus… Ou também será eliminado com uma vacina, que ainda não existe… Ficando em casa, como o vírus vai ser destruído?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Estoques de soro antiveneno no RN encontram-se com quantitativo reduzido e Sesap alerta para importância da prevenção contra acidentes com serpentes

Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do Programa de Vigilância de Acidentes por Animais Peçonhentos da Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental – Suvam e do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador – Cerest, alerta a população e as equipes de vigilância epidemiológica de cada município sobre a importância de se reforçar as medidas de prevenção contra acidentes envolvendo serpentes.

No momento, os estoques de soro antiveneno no RN encontram-se com quantitativo reduzido e o número de acidentes por cobras no atual período do ano tende a aumentar, já que as estações outono/inverno consistem no período em que mais ocorrem acidentes desse tipo no estado.

“Os antivenenos utilizados de forma adequada são a forma mais eficaz de neutralização da peçonha do animal causador do acidente. Assim, é de fundamental importância a disponibilização desses imunobiológicos em quantidade suficiente e em locais oportunos, visando a diminuir o tempo decorrente entre o acidente e o atendimento médico adequado”, explica a subcoordenadora de Vigilância Ambiental da Sesap, Aline Rocha.

De acordo com o banco de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação – SINAN, desde o início deste ano até o momento foram notificados 130 acidentes por serpentes no RN. “Considerando o crescente número de casos de Covid-19 no Brasil e no RN e a necessidade de liberar as unidades hospitalares para esses atendimentos, a Sesap vem pedir à população que evitem ao máximo a exposição para ocorrência de acidentes que possam levar a necessidade de ir até um hospital e para isso reforçamos a adoção das medidas preventivas”, ressalta Aline Rocha.

Entre os cuidados para prevenção de acidentes com serpentes recomendados pelo Ministério da Saúde estão: usar sapatos fechados de cano alto ou perneiras ao caminhar na mata ou entre folhas secas, ter muita atenção e usar luvas de couro ao manejar locais onde as serpentes possam estar presentes, como matas, tocas, troncos e lenhas de árvores, no amanhecer e no entardecer, evitar aproximar-se de vegetação muito próxima ao chão, gramados ou até mesmo jardins, pois é nesse momento que serpentes estão em maior atividade, não colocar as mãos desprotegidas em buraco e cupinzeiros, folhas secas, monte de lixo, lenha e palhas, evitar acúmulo de lixo ou entulhos que possam atrair ratos ou outros pequenos animais, um dos principais alimentos das serpentes. Trabalhadores rurais devem fazer uso de equipamentos de proteção individual (EPI).

Em caso de acidente, deve-se lavar o local da picada apenas com água e sabão, procurar o serviço de saúde mais próximo, se capturar o animal, levá-lo junto para ser identificado, o que ajudará no tratamento, com o uso do soro específico para cada tipo de envenenamento ou informar ao médico o máximo possível de características do animal, como: fotos, tipo do animal, cor, tamanho. Além disso, não se deve amarrar o braço ou perna picada, fazer prática de torniquetes ou garrotes, perfurar o local da picada nem utilizar materiais como pó de café, folhas, álcool, querosene, ou outros contaminantes, nem chupar o local da picada.

Centro de Assistência Toxicológica do RN (Ceatox)

A Sesap disponibiliza o Ceatox, para orientação por telefone em qualquer situação de envenenamento.

O Ceatox é uma unidade pública de referência no Estado, que executa ações de suporte e apoio a profissionais e população em geral nos casos de intoxicação ou suspeita de envenenamento. Para isso, funciona em regime de plantão permanente 24h por meio dos números telefônicos: 0800 281 7005 / 3232.4295 / 98125-1247 / 98803.4140 (WhatsApp).

O objetivo principal é garantir informação toxicológica voltada à prevenção de acidentes, proteção e promoção à saúde nas situações de risco de natureza toxicológica provocadas por animais peçonhentos, medicamentos, saneantes, raticidas, plantas tóxicas, cosméticos, produtos químicos industriais, agrotóxicos, poluentes industriais e quaisquer outras substâncias potencialmente agressivas ao ser humano.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap orienta para a prevenção de acidentes com álcool em gel

Foto: TRADOL LIMYINGCHAROEN via Getty Images

Com a pandemia do novo coronavírus – Covid-19 muitas pessoas passaram a utilizar o álcool em gel a 70%, em ambiente domiciliar, como medida eficaz para a higienização das mãos aliada ao isolamento social e ao uso de máscaras.

A descontaminação das mãos, objetos e superfícies com álcool gel está recomendada e não oferece risco, desde que o produto seja utilizado em obediência às orientações do fabricante.

“O uso indevido pode estar relacionado à ingestão, inalação ou mesmo contato com olhos e mucosas além da possibilidade de queimaduras. Sendo assim torna-se importante redobrar os cuidados nestes ambientes para evitar acidentes”, explicou Francisca Santos, responsável técnica pelo Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Francisca lembra que a permanência dos indivíduos em casa, principalmente crianças e adolescentes, pode promover um aumento no risco de intoxicação pela utilização indevida de produtos químicos, venenos, medicamentos entre os quais se encontra o álcool em gel.

“A orientação sobre o uso e o acondicionamento do produto em local apropriado e fora do alcance das crianças, adolescentes e outros indivíduos com comprometimento da capacidade de julgamento é a principal interferência para reduzir o risco de intoxicações. É de suma importância que a permanência em casa ocorra num ambiente seguro e livre de acidentes”, finalizou.

Para orientação em caso de dúvidas ou ocorrência de acidentes o CEATOX RN está disponível 24 horas. Ligue para os números (84) 98803-4140/98125-1247 ou 0800 281 7005.

Fiscalização

A Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária do Rio Grande do Norte (SUVISA-RN) em parceria com a Polícia Civil está fiscalizando a produção e comercialização irregular de álcool gel nos municípios do Estado.

Na semana passada a SUVISA-RN, baseada numa denúncia feita por  consumidores e pelas vigilâncias sanitárias municipais,  esteve nas cidades de São Gonçalo do Amarante, São José de Mipibu e Lagoa de Pedras. Em São José de Mipibu foi interditado um lote de álcool gel fabricado irregularmente. A SUVISA também recebeu denúncias dos municípios de Lajes, Caicó e Mossoró.

A fiscalização da SUVISA atua quando as denúncias são feitas pelos consumidores, pelo Conselho de Química Estadual e pela população quando identificada alguma irregularidade no produto. Para que o álcool gel seja produzido regularmente e não cause danos à saúde dos consumidores , algumas regras precisam ser observadas como: ter uma empresa constituída, ser pessoa jurídica, ter autorização da ANVISA, ter um projeto arquitetônico do prédio aprovado pela SUVISA estadual, além de outros padrões exigidos pelas Vigilâncias Sanitárias.

A SUVISA-RN continua no trabalho de fiscalização nos municípios e atendendo às denúncias enviadas pela população através do e-mail: produtosrn@gmail.com

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo autua 3 supermercados em Pau dos Ferros por descumprimentos as normas de prevenção do Covid

Fotos: Divulgação

O Governo do Estado tem orientado e fiscalizado estabelecimentos comerciais nos quatro cantos do Estado para fazer cumprir o Decreto 29.583, de 1º de abril de 2020. A lei reforça medidas preventivas de enfrentamento ao novo coronavírus. No último domingo três supermercados do município de Pau dos Ferros foram autuados por descumprimento ao Decreto.

“Iniciamos esta Força Tarefa com visitas educativas de orientação à obediência ao Decreto. Nesta segunda fase passamos a exigir o cumprimento. Esses três estabelecimentos já haviam sido orientados. E em nova visita verificamos o descumprimento à prevenção na entrada do comércio, no acesso e na permanência dos consumidores. Foram lavrados autos de constatação e encaminhado o processo administrativo para aplicação de multa”.

Ainda segundo o coordenador geral do Procon RN, Thiago Silva, a multa varia entre R$ 5 mil e R$ 50 mil, de acordo com o nível de infração, o faturamento da empresa e a reincidência. A Força Tarefa, que além do Procon RN é composta por membros das polícias Militar e Civil e a Controladoria Geral do Estado, foi formada em 15 de abril. Desde então tem intensificado as ações de fiscalização.

Em 45 dias de atuação, a Força Tarefa visitou mais de 300 estabelecimentos em todo o Estado. Foram aplicadas seis multas, sendo uma na Grande Natal e cinco no interior do Estado. “Nosso foco tem sido mais educativo, de orientação e temos sido correspondidos na grande maioria das situações”. Thiago Silva lembrou ainda que o Procon RN tem atuado ainda no combate às práticas abusivas, a exemplo do aumento de preços sem justificativa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: “Fique em Casa”, reforça campanha da Câmara Municipal de Natal, em prevenção ao novo coronavírus

Opinião dos leitores

  1. Bom dia galera. Alguém sabe me dizer se a "guvernadora" tá viva ??? Ouvi falar que o "baxim' da Coréia tinha morrido. Agora Fafá deu uma sumida, ela e Cipi capa preta, o hômi e a mulé dos 11.500 óbitos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *