Política

Cineasta Spike Lee diz que ‘o mundo está sendo governado por mafiosos’ e cita Bolsonaro, Putin e Trump

Foto: Emma McIntyre/The Critics’ Choice Awards/Getty Images

O cineasta Spike Lee participou da coletiva de imprensa de abertura do Festival de Cannes nesta terça-feira, e usou a oportunidade para fazer uma crítica a líderes mundiais, entres eles o presidente brasileiro Jair Bolsonaro. “O mundo está sendo governado por mafiosos.

O Agente Laranja [Donald Trump], aquele cara no Brasil [Bolsonaro] e Putin [presidente russo Vladimir Putin]”, disse o cineasta. A fala foi parte da resposta de Lee à uma jornalista da Geórgia, que comentou sobre a opressão russa em seu país.

“Eles são gângsteres e vão fazer o que quiserem, pois não têm moral nem escrúpulos. E temos que nos levantar contra criminosos”, finalizou o diretor.

Lee é o presidente do júri da 74ª edição do festival, que retomou as atividades essa semana, após ser cancelado em 2020 em razão da pandemia.

A coletiva contou com a presença de todo o júri, do qual participa o brasileiro Kleber Mendonça Filho (Bacurau), um contumaz crítico de Bolsonaro. As demais perguntas foram voltadas para a retomada do festival e os protocolos de segurança contra a Covid-19 para que ele aconteça.

Juntamente com a atriz americana Maggie Gyllenhaal, Kleber ressaltou o entusiasmo de retornar aos cinemas após mais de um ano sem pisar em uma sala.

Completam o corpo de jurados o ator sul-coreano Song Kang Ho (Parasita), a cineasta austríaca Jessica Hausner, e os atores franceses Mati Diop, Mylene Farmer, Melanie Laurent e Tahar Rahim.

Radar On-Line (Veja)

 

Opinião dos leitores

  1. Todos nós sabemos como vive a esmagadora maioria desses famosos do “show business”. Poucos destoam do lugar comum ligado a drogas, a perversões, a gostos exóticos, a prepotência, ao ego artificialmente inflado e insuportável. Esse tal é apenas mais disso aí. Aliás, não precisamos dele, mas ELE precisa de platéia.

  2. Esse aí fumou algo estragado misturado com merda de jumento. Ou será que foi pão com mortadela vencida?

    1. Será que Putin e Trump, também cortaram as tetas dos artistas de lá?

    2. Foi mortaNdela mesmo. Fumou ao invés de comer. Mais um que fala sem nenhum escrúpulo ou conhecimento. Estão aperreados e recorrendo até aos loucos.

  3. Responda a altura meu presidente. Mostre ao mundo que você é macho. Faça como Getúlio Vargas.

  4. Esse gosta tanto de mafioso e ditadores que esqueceu da china, Venezuela, cuba, coreia do norte etc, Ele adora o capitalismo.

    1. Você, que nunca ouviu falar do Spike Lee, é só mais um analfabeto alienado que de uns tempos pra cá descobriu essa coisa maravilhosa que é a internet aonde a burrice é empoderada. Outro sujeito que, tenho certeza, você nunca ouviu falar, chamado Umberto Eco, resumiu bem a situação: as redes sociais surgiram para dar voz aos ignorantes

  5. Tiraram o tramp, ano que vem a gente tira o miliciano e sua boiada imunda.
    Lula vai recuperar o país, empregos e o brasileiro vai ter direito pelo menos, de comer um galeto no fds e tomar uma cerveja.

    1. Galeto no fds, enquanto oas, Odebrecht, camargo correia, jbs, ladrões da Petrobrás, do BNDES, vendas de medidas provisórias e muitas outras roubalheira de bilhões irão se repetir com mais ganância.

    2. É ruim tirar o Véio Bolsonaro.
      Rapaz o Véio Bolsonaro é duro, o Véio vai ganhar no primeiro turno e acabou.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Putin promulga lei para concorrer 2 mandatos na Rússia; presidente pode permanecer até 2036

Foto: SPUTNIK / via REUTERS

O presidente russo, Vladimir Putin, promulgou nesta segunda-feira uma lei que permite que ele concorra a mais dois mandatos de seis anos, o que abre caminho para sua permanência no Kremlin até 2036, quando terá 83 anos. A lei, publicada no Diário Oficial do governo russo, regulamenta mudanças na Constituição propostas por ele e aprovadas em referendo em 2020.

Putin, no comando da Rússia desde 2000 — foram quatro mandatos com um intervalo entre os dois primeiros e os dois últimos, quando Dmitri Medvedev ocupou a Presidência — deveria, em teoria, encerrar sua carreira ao final do atual mandato, em 2024. Antes da reforma constitucional, a lei russa não permitia que um presidente exercesse mais de dois mandatos consecutivos.

Mas, de acordo com o texto da lei promulgada hoje, “esta restrição não se aplica aos que ocupavam o cargo de chefe de Estado antes da entrada em vigor das alterações na Constituição”.

A revisão constitucional votada em abril de 2020 também introduz na Constituição princípios conservadores caros ao presidente — fé em Deus, casamento reservado a heterossexuais, educação patriótica — bem como imunidade vitalícia garantida aos ex-presidentes russos.

O opositor Alexei Navalny, agora preso, qualificou este referendo como uma “grande mentira” e a ONG Golos, especializada na observação das eleições, denunciou um ataque “sem precedentes” à soberania do povo russo.

A votação terminou com uma vitória do “sim” com 77,92% e uma participação de 65%, segundo dados oficiais.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Putin parabeniza Biden por eleição nos EUA

Foto: Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin via Reuters

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, parabenizou Joe Biden nesta terça-feira (15) por sua vitória na eleição presidencial dos Estados Unidos, realizada em novembro, e disse que estava disposto a trabalhar com o americano, apesar da deterioração das relações bilaterais com o governo do derrotado Donald Trump.

“De minha parte, estou pronto para uma colaboração e para estabelecer contatos com vocês”, escreveu Putin em um telegrama, segundo o Kremlin.

O presidente russo é um dos poucos líderes que esperou o voto do colégio eleitoral norte-americano a favor de Biden para parabenizá-lo. Ele explicou a demora devido à recusa de Donald Trump em reconhecer a derrota e pelos vários apelos à Justiça dos EUA feitos pelo republicano.

“Putin desejou sucesso ao presidente eleito e assegurou-lhe que está convencido de que a Rússia e os Estados Unidos … podem, apesar de suas divergências, resolver numerosos problemas e desafios no mundo”, acrescentou o Kremlin em seu comunicado.

Biden prometeu firmeza contra a Rússia, acusada de interferência no sistema eleitoral norte-americano para favorecer a eleição de Trump em 2016.

Trump, por sua vez, sempre negou que tenha se beneficiado de qualquer tipo de ação russa.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro ainda não se manifestou sobre a vitória de Joe Biden nos EUA.

Colégio eleitoral

O Colégio Eleitoral confirmou nesta segunda (14) a vitória Biden nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. A etapa foi mais uma das formalidades entre a votação de novembro e a posse do democrata como novo presidente, prevista para 20 de janeiro.

Na etapa desta segunda-feira, os 538 delegados dos 50 estados e do Distrito de Columbia designados a votarem conforme os resultados das eleições depositaram publicamente seus votos. As cédulas serão enviadas até 23 de dezembro para a capital Washington, onde serão formalmente recebidas e contadas em uma solenidade em janeiro no Congresso americano.

Esses eleitores do Colégio Eleitoral são nomeados a partir da certificação dos resultados eleitorais em cada estado, etapa que oficializou os números da apuração. Todas os estados protocolaram os dados até a semana passada.

Com os 55 votos da Califórnia no início desta noite, Biden ultrapassou oficialmente os 270 votos mínimos no Colégio Eleitoral para se eleger presidente. Nenhum delegado votou diferente do que havia sido designado — ou seja, não houve “eleitores infiéis”.

Com isso, o democrata confirmou 306 delegados no Colégio Eleitoral, contra 232 do republicano Donald Trump, atual presidente e derrotado na tentativa de se reeleger. Considerando o voto popular, Biden teve 81,3 milhões de votos (51,3%) contra 74,2 milhões (46,8%) de Trump.

G1

Opinião dos leitores

  1. E Tonho ? Será que agora se pronuncia ? Soube que BIDEN está sem dormir , impaciente esperando o pronunciamento de Da lua . Disse que se ele não reconhecer os EUA , não serão os mesmos . Aí papai ! Fecha a porta Abomael , o cheiro de bufa está vindo de terreiro

    1. Esse omi passa o dia postando asneira nesse blog. Vai arrumar uma lavagem de roupa!

    2. Parabéns EUA, era o vice de Obama, sensatos e inteligentes, tanto que tem certeza dos bilhões de reais roubados por luladrão, conforme declarou Obama há poucos dias atrás.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Putin ordena que Rússia inicie vacinação em massa contra covid-19

Foto: Aleksey Nikolskyi / Sputnik via Reuters

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou nesta quarta-feira (2) que as autoridades russas iniciem vacinações voluntárias em massa contra o novo coronavírus na semana que vem, enquanto o país registrou 589 novas mortes por conta da covid-19.

A Rússia terá 2 milhões de doses de vacina nos próximos dias, segundo Putin. No mês passado, o país disse que sua vacina Sputnik V tem 92% de eficácia na proteção contra a covid-19, de acordo com resultados preliminares.

“Vamos concordar nisto: você não me dará notícias na semana que vem, mas iniciará uma vacinação em massa… vamos começar a trabalhar já”, disse Putin à vice-primeira-ministra, Tatiana Golikova.

Golikova disse que uma vacinação em larga escala poderia começar em dezembro de forma voluntária.

Prioridade será dos russos

Somando 2.347.401 infecções, a Rússia tem o quarto maior número de casos de Covid-19 do mundo, ficando atrás de Estados Unidos, Índia e Brasil, e acumula 41.053 mortes relacionadas à doença desde o início da pandemia.

Mais cedo, o Kremlin garantiu que os russos serão os primeiros a serem vacinados, e Moscou também debate acordos de suprimento com outros países.

“A prioridade absoluta são os russos”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov. “A produção dentro da Rússia, que já está sendo desenvolvida, atenderá as necessidades dos russos.”

Autoridades de São Petersburgo, que relatou 3.684 infecções novas nesta quarta-feira, ordenaram que bares e restaurantes fechem entre 30 de dezembro e 3 de janeiro para combater o aumento de casos locais, relatou a agência de notícias RIA.

Museus, teatros e casas de espetáculo ficarão fechadas ao público na cidade de mais de 5 milhões de habitantes durante o período de comemoração do Ano Novo na Rússia, entre 30 de dezembro e 10 de janeiro.

Reuters

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Reconhecimento de Putin sobre empenho de Bolsonaro no enfrentamento da pandemia corresponde ao que foi distorcido por parte da mídia, avaliam ministros e assessores do governo

Foto: Divulgação/Brics2020

O discurso do presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante a Cúpula dos Brics, encontro dos chefes de estado do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, nesta quarta-feira (17), pegou de surpresa integrantes do governo brasileiro.

Na avaliação de ministros e assessores do Itamaraty, a declaração de Putin corresponde exatamente ao que Jair Bolsonaro sempre disse desde o início da pandemia e que foi distorcido por parte da mídia e por ex-integrantes do próprio governo, como o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e o ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

Ministros chegaram a lembrar que a conduta do presidente diante da pandemia condiz com a passagem bíblica vista em Provérbios 24, versículo 10: “Se te mostrares frouxo no dia da angústia, a tua força será pequena”.

Vladimir Putin agradeceu a Jair Bolsonaro o empenho durante a pandemia no Brasil ao encerrar o encontro dos Brics.

“O senhor [Jair Bolsonaro] pessoalmente enfrentou essa infecção e passou por essa provação com muita coragem. Quero lhe desejar tudo de melhor e, é claro, muita saúde. Sei que esse momento não deve ter sido fácil, mas o senhor enfrentou tudo como um homem de verdade e demonstrou possuir as melhores qualidades masculinas, como a coragem e a grande força de vontade, enfrentando todos os desafios com grande respeito e consideração pela vontade de seu povo e pelos interesses do seu país. Isso faz do senhor um exemplo para todos nós, pois isso mostra como podemos ser corajosos no cumprimento dos nossos deveres profissionais, nos nossos deveres como chefes de estado”.

No início da noite, o presidente Jair Bolsonaro postou nas redes sociais o vídeo traduzido com a fala de Vladimir Putin durante o encontro.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Este Putin não conhece a realidade no Brasil prá falar uma idiotice desta.Deve estar querendo levar vantagem em alguma coisa.

    1. Pelo andar da carruagem, não vai ser nem 2021.
      Mas admiro sua euforia.

  2. Putin falou qualquer besteira e esse moribundo insignificante, a mídia de direita fizeram um alarde.
    Quase ninguém lá fora, conhece esse ze ninguém

  3. Não adianta, a verdade sempre irá prevalecer, seja hoje ou amanhã. A mídia é considerada o quarto poder e quando distorce perde a credibilidade, suas informações fedem e seus divulgadores não passam de ratos de esgoto

  4. Será que Bolsonaro já abandonou o galegão? Será que o Brasil vai ser comunista? Será que vamos fazer parte da U.R.S.S?

  5. A esquerda não tem jeito de concordar com nada. O capim tá sem sustância é?

    1. Né isso! Vamos comemorar juntos: MUUUUUUU!!!! KKKKK. Na minha humilde opinião, PUTIN fez esse pseudo elogio para se aproximar do MINTO já que ele ficará órfão de TRUMP e precisa lamber as botas de outro …

    2. Kkkkkkkkkk.
      Né não? Tá vendo uma oportunidade de ganhar algum desse lixo-presidenta, que não fatura nenhuma eleição mais.
      Aqui tem coisa.
      Prepara o caminho pra boiada passar.
      Como não tem mais menina-tramp (vagabunda no inglês) pra o lixo daqui ficar da altura da braguilha, Putan tá louco pra ocupar a vaga e levar algum nosso.
      Wtf? Vtnc… os dois.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: Putin elogia Bolsonaro no enfrentamento da pandemia: “exemplo de relacionamento corajoso com o cumprimento de seu dever e a execução de suas obrigações na qualidade de chefe de Estado”

O presidente russo, Vladimir Putin, fez elogios ao presidente Jair Bolsonaro em referência ao enfrentamento da pandemia e ao fato de o brasileiro ter sido infectado e desenvolvido sintomas da covid-19.

A fala de Putin ocorreu logo ao término da Cúpula do BRICS, encontro de chefes de Estado de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul realizado por videoconferência, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Putin presidiu a Cúpula neste ano e, na fala em russo traduzida pela equipe de Bolsonaro no vídeo, fez referência ao enfrentamento da pandemia e ao fato de o brasileiro ter sido infectado e desenvolvido sintomas da covid-19.

“O senhor expressou as melhores qualidades masculinas e de determinação. O senhor foi buscar a solução de todas as questões, antes de tudo na base dos interesses do seu povo, seu País, deixando para depois as soluções ligadas ao problemas de sua saúde pessoal. Isso é para todos nós um exemplo de relacionamento corajoso com o cumprimento de seu dever e a execução de suas obrigações na qualidade de chefe de Estado”, disse o Putin, conforme a tradução divulgada por Bolsonaro.

“Não foi fácil para todos nós trabalharmos este ano, mas você também enfrentou pessoalmente esta infecção e passou pelas provações com muita coragem. Desejo a você tudo de melhor, em primeiro lugar, saúde. Todos nós vimos como não foi fácil para o senhor.”, segue outro trecho.

Com acréscimo de Isto É

Opinião dos leitores

  1. ĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkkĶķkk
    Esse Putan entende mesmo de brasil. Sabe bem das agruras do nosso povo. E da desgraceira que o país enfrenta hoje com essa corja que comanda o país. Tá querendo… ou tá tirando sarro desse lixo-presidenta.
    Wtf? Vtnc… os dois.

  2. Eu fico imaginando se fosse uma crítica… A Globo iria passar no hora 1, bom dia Brasil, Ana Maria Braga, Fátima Bernardo, JH, JN, jornal da Globo… E continuaria durante uns três dias!! Né não?

  3. Esses inocentes inúteis q criticam um elogio, esquecem de falar q a China é comandada por ditador comuniata e q em 2017 ele modificou a constituição p se eternizar no poder.

  4. Xiiii Bolsonaro está virando comunista igual Hugo Chavez.
    Chavez no início do seu governo também era babão dos EUA, depois foi ser baba ovo dos comunistas.
    Bolsonaro está no mesmo caminho.

  5. Show né gado?! Receber elogio de um chefe de estado ditador de um país que já foi e ainda tem traços comunistas eh tudo de bom! Muuuu

    1. Trump, Putin e Bozo, aspirantes a ditadores. Bozo dizia que se chegasse ao poder ia dar um golpe só não tem coragem. Queriam armar a população pra colocar medo nos cidadãos pacíficos, elegeram como inimigo todos que não votam no partido da ditadura.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Medalhista olímpica apontada como amante de Putin desaparece após dar à luz gêmeos

Alina Kabayeva nos tempos como ginasta (Foto: getty)

A ex-ginasta russa Alina Kabaeva, que supostamente teve gêmeos com Vladimir Putin desapareceu dos olhos do público e seu sumiço tem gerado preocupação. A multimedalhista de 37 anos, bronze em Sidney e ouro em Atenas, não é vista desde 2018, quando sua gravidez de gêmeos – que seriam de Vladimir Putin – foi descoberta. Acredita-se que ela tenha dado à luz em abril do ano passado em uma clínica de Moscou.

Mas há preocupação na Rússia de que ela tenha desaparecido desde então, de acordo com o The Sun. Alina é uma das ginastas mais premiadas da história da ginástica rítmica, com 2 medalhas olímpicas, 14 medalhas de campeonatos mundiais e 25 medalhas de campeonatos europeus. Depois de se aposentar do esporte, ela se voltou para a política e tornou-se parlamentar do partido Rússia Unida, o mesmo de Putin.

Além da política, Alina também protagonizou um ensaio ousado em uma revista, apareceu em ‘Red Shadow: Akakage’, um filme de ação japonês, e tentou uma carreira de cantora. Mais recentemente, ela trabalhou como como chefe do National Media Group, uma das maiores holdings de mídia do país.

Rumores envolvendo o romance entre Alina e o presidente russo remetem a 2008. O jornal Moskovsky Korrespondent relatou em 2008 que ela e Putin estavam noivos, mas a história foi negada e o jornal foi fechado. Também há rumores de que ela teve seu primeiro filho com Putin em 2015, o que também foi negado. No ano passado, quando rumores se espalharam sobre ela dar à luz gêmeos, todo o quarto andar VIP do Centro de Pesquisa Kulakov para Obstetrícia, Ginecologia e Perinatologia foi liberado para acomodar a ex-ginasta e ministra, dizem os relatórios.

Um grande jornal, Moskovsky Komsomolets, publicou a história em seu site apenas para excluí-la repentinamente e limpar todas as menções às alegações, inclusive do cache da Internet. Putin foi casado com Lyudmila Shkrebneva e eles têm duas filhas juntos, Mariya Putina e Yekaterina Putina. Especulou-se que o casamento, que teve início em 1983, teria chegado ao fim, mas o divórcio somente foi confirmado em 2014.

Alina Kabayeva e Yelena Isinbayeva na Olimpíada de Inverno de Sochi (Foto: getty)

Uma fonte de Moscou disse ao The Sun: “Putin é um homem intensamente reservado – ele esconde suas duas filhas adultas sob identidades falsas há anos. Mesmo agora, embora ele fale sobre elas ocasionalmente, ele nunca as cita nominalmente. Se Alina deu à luz seus filhos, o fato de ela se esconder pode ser um dos indícios mais fortes que apontam para isso. Ele é obsessivo com a segurança de sua família”, revelou a fonte ao jornal britânico.

Globo, via Monet

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Como Putin alcançou 20 anos de poder na Rússia e pode permanecer no cargo até 2036

Foto: AFP

A Constituição russa só permite dois mandatos presidenciais, mas Vladimir Putin já está no quarto.

Quando o polêmico líder, hoje com 67 anos, chegou ao Kremlin, em 1999, não se imaginava que ele permaneceria tanto tempo no poder. Mas, contrariando prognósticos, em 31 de dezembro do ano passado, ele completou duas décadas governando a Rússia — direta ou indiretamente (ele teve de deixar a presidência para ser primeiro-ministro por um período, mas, na prática, continuou a comandar o país), apontam especialistas.

Com mão de ferro, relativo carisma, sob denúncias de coibir a imprensa e seus adversários e um discurso que causa incômodo no resto do mundo, Putin alçou altos níveis de popularidade internamente.

Mas há grupos que há anos pedem mudanças na Rússia.

“Os russos mais jovens, com mais educação e que vivem em grandes cidades como Moscou e São Petersburgo certamente se opõem a que ele siga governando”, diz à BBC News Mundo (serviço em espanhol da BBC) Vladimir Gel’man, expatriado russo que ensina política russa na Universidade de Helsinque (Finlândia).

“Mas, por outro lado, Putin conta com o apoio da população mais velha, menos educada e de áreas periféricas”, agrega.

Resultados preliminares de um plebiscito concluído na quarta-feira (1/07) sobre reformas constitucionais indicam apoio da maioria da população a mudanças que permitiriam a Putin se manter no poder até 2036, o que significa que ele pode superar o tempo de permanência no poder do ditador comunista Joseph Stálin.

As reformas, se aprovadas, permitirão que Putin se candidate a mais dois mandatos presidenciais a partir de 2024 — que é quando acaba o mandato atual. Até a noite de quarta, com 85% das urnas contabilizadas, cerca de 78% dos russos apoiavam a medida, segundo dados do tribunal eleitoral russo citados pela France Presse.

A oposição, por sua vez, acusa o mandatário de tentar ser “presidente vitalício” do país.

Para além da popularidade, a BBC resume os cinco pontos-chave da longevidade de Putin no poder:

(mais…)

Opinião dos leitores

  1. Esse ditador Vladimir Putin hoje é o homem mais perigoso deste planeta terra,uma ordem de ataque militar deste cidadão toda a humanidade,os animais terrestres,aquáticos e do ares,enquanto este Vladimir Putin estiver com o poder na Rússia,nós estaremos sempre correndo um imensurável risco da extinção de toda a vida biológica deste mundo.
    Este Vladimir Putin tem ódio no coração ex agente da extinta kgp que era o antigo órgão estatal russo de espionagem,ele não aceita a queda da extinta União soviética,pelo qual esse cidadão quer controlar toda antiga área de influência soviética e criar a grande Rússia ou nova União soviética,e quer reeditar uma nova guerra fria militar e política com os EUA,só que a antiga União soviética e agora a nossa Russia não tinha e não tem a mínima condição de subsistência social e econômica para ela mesma enquanto mais impor um estilo de vida socialista e comunista totalmente inviável como se demonstrou no passado recente com a extinção da União soviética.
    Só porque tem o poder belico nuclear;atômico e de hidrogênio muito mais destruidor do que a bomba atômica,esse país não passaria de um paiseco pouco relevante no cenário geopolítico internacional com uma economia obsoleta e atrasada com empresas com pouca importância na indústria tecnológica,científica e informacional no cenário global,por exemplo no Brasil ninguém sabe ou ouviu falar do nome de uma empresa,indústria oriunda da Rússia.

  2. Engraçado q o império do norte nem o lambe botas da América do Sul dao um pio sobre essa ditadura….pq será?
    Enquanto isso a Maduro é trucidado….

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Putin diz que Rússia não legalizará casamento gay enquanto for presidente: ‘Haverá pai e mãe’

Foto: LIONEL BONAVENTURE / AFP

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira que a Rússia não legalizará o casamento gay enquanto o Kremlin estiver sob seu comando. O líder russo deixou claro que não deixará a ideia daquilo que chama de família tradicional ser substituída por um “pai um” e um “pai dois”.

— Sobre o “pai um” e o “pai dois”, eu já falei publicamente sobre isso e repetirei de novo: enquanto eu for presidente, isso não vai acontecer. Haverá pai e mãe — disse Putin.

Durante suas duas décadas no poder, Putin se alinhou aos valores da Igreja Ortodoxa e buscou distanciar a Rússia das conquistas em direitos civis comuns em países ocidentais, como a legalização do casamento homoafetivo.

Leia mais:’Putin sabe que o sistema não pode depender de apenas uma pessoa’, afirma historiador

Por mais que a homossexualidade tenha sido descriminalizada em 1993, a sociedade russa é bastante conservadora, e casais do mesmo sexo não têm direito às proteções legais estendidas a casais heteronormativos. A “lei da propaganda gay”, de 2013, proíbe quaisquer demonstrações de afeto entre pessoas do mesmo sexo, aprovada como uma “proteção” contra informações sobre “relações sexuais não-tradicionais”.

A violência contra a comunidade LGBTI no país também é grande, segundo a ONG Human Rights Watch. Na semana passada, por exemplo, um homem foi inocentado pela Justiça após ser filmado esfaqueando um casal gay — uma das vítimas morreu e a outra ficou gravemente ferida.

Reforma constitucional

Os comentários do presidente russo foram feitos durante o encontro com uma comissão governamental para discutir mudanças na Constituição do país, que solicitou sua opinião sobre uma cláusula para limitar o casamento a uma “união entre homem e mulher”. Segundo Putin, o ponto será incluído na Carta, bastando apenas definir em que lugar e com qual fraseamento.

A comissão governamental foi montada no final do mês passado, após Putin anunciar amplas reformas constitucionais que foram vistas como uma tentativa de manter seu poder após sua saída da Presidência, em 2024. Em outro ponto da reunião, o líder russo disse que apoia a ideia de proibir constitucionalmente que a Rússia ceda parte de seus territórios.

A medida provavelmente será malvista pelo Japão e pela Ucrânia, com quem Moscou tem desavenças. A Rússia anexou a Crimeia em 2014 e, desde então, está em confronto com Kiev. O conflito com Tóquio, por sua vez, se prolonga há décadas: ambos os países disputam um arquipélago no Pacífico que Moscou reivindicou ao fim da Segunda Guerra Mundial. Os países realizam negociações para solucionar a questão, que impediu a assinatura de um cessar-fogo formal após 1945.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. E agora esquerdopatas?
    O que vcs vão dizer Colíder mundial comunista que já está a 20 anos no poder e que não aceita de forma alguma o casamento entre pessoas do mesmo sexo? Logo a Rússia o país que foi o centro da União soviética, onde tudo começou. Será que esquerdalha brasileira vai chama-lo de homofobico? E tem mais lá em Cuba o casamento gay é proibido e ainda a pessoa que quiser fazer protesto vai pra cadeia.

  2. Dito por um General raiz, Comunista até a medula. O que os imbecis da esquerda brasileira vão falar, ou melhor não querem ir morar em Cuba, na Rússia, na Coréia do Norte, lá eles da esquerdopatia doentia vão sentir as Leis duras e pesadas do Estado da esquerda.

  3. Estou ansioso pelo pronunciamento dos esquerdopatas, maiores defensores do mi mi mi, trans, lgbt, viadagem, etc

  4. CORRETÍSSIMO !!
    HOMEM, NASCE E MORRE HOMEM !
    MULHER, NASCE E MORRE MULHER !
    SÓ GERA FILHOS, HOMEM COM MULHER.
    O restante é invenção e ces´t finni !!

  5. Todo machista PRECONCEITUOSO pensa que uma rola é tudo…
    Da uma em dois minutos, E acha que a mulher ficou satisfeita..kkkkkkkķ aceita que foi menos….

  6. Uma vez vi uma resposta dele “democracia é respeitar o desejo da maioria”. O povo russo é contra então lá essa é uma medida populista.

  7. É uma misuta de homofobia resultado de homosexualidade recalcada e reprimida nos comentários criminosos, em toda alma homofobia adormece um bichona louca reprimida. Tem homosexual na natueza inteira, no passado, presente e futuro, a doença se chama preconceito e tem solução.

    1. Ninguém obriga nada, casa se quiser…cada um vive o que gosta, não o que querem…aceita que doi menos….o mundo é gay

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Putin diz que ameaça de guerra nuclear não deve ser subestimada

FOTO: REUTERS/Maxim Shemetov/20.12.2018

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira (20) que a ameaça de uma guerra nuclear não deve ser subestimada, mas que espera que o bom senso prevaleça.

Em sua coletiva de imprensa anual, Putin disse ser difícil prever quais podem ser as consequências se os Estados Unidos se retirarem do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário, assinado em 1987.

R7, com Reuters

 

Opinião dos leitores

  1. Roger, aconselho que tome dois tarja preta após o almoço. Chamar a Rússia de esquerdista foi a piada do ano. Pqp!

  2. É mais fácil vc mandar um gato tomar banho e ele obedecer do que um Bolsominion lê alguma coisa de futuro.

  3. Porque ameaças de guerra sempre parte desses esquerdopatas? era a Coreia do norte, Venezuela, Cuba, Rússia… É por ser do lado do bem e do desenvolvimento humano?

    1. A ignorância, a falta de leitura e o senso comum são coisas típicas do brasileiro médio. Putin é de extrema direta, conservador. Vai ler, rapaz. Deixa de asneiras.

    2. Amigo, sua desinformação é o motivo da atual escuridão política e eleitoral que estamos passando. Vá estudar!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Vidente que previu o 11/9: Putin sofrerá atentado e Trump ficará surdo em 2019; Baba Vanga ainda diz que mundo tem ano para acabar

Baba Vanga Foto: Reprodução

A vidente Baba Vanga, conhecida como Nostradamus dos Bálcãs, afirmou que em 2019 o presidente da Rússia, Vladimir Putin, sofrerá um atentado e que o líder dos EUA, Donald Trump, sofrerá uma grave doença que o deixará surdo em decorrência de um tumor.

A búlgara, que previu os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 contra os EUA, o Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia) e o grande tsunami na Ásia em 2004, revelou, ainda, que a economia da Europa entrará em colapso e que um novo megamaremoto vai atingir o continente asiático no próximo ano.

Nascida Vangelia Gushterova, Baba Vanga morreu em 1996, aos 85 anos. Ela havia ficado cega quando era criança, após ser atingida por um tornado. Depois da morte, as previsões passaram a ser dadas por seus discípulos, que dizem entrar em contato com o espírito da búlgara. Outras previsões foram passadas oralmente aos discípulos.

A fama da vidente começou quando ela previu o trágico acidente com o submarino russo Kursk em 2000, quando 118 pessoas a bordo morreram. Os seguidores acreditam que Baba Vanga tinha poderes telepáticos e mantinha contato com alienígenas.

De acordo com as previsões da búlgara, o mundo tem ano para acabar: 5079.

Extra – O Globo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

AH,TA: ‘Panama Papers’ são parte de conspiração dos EUA para enfraquecer a Rússia, diz presidente Vladimir Putin

201604071121196983_RTSPresidente russo Vladimir Putin participa de fórum de mídia em São Petersburgo – POOL / REUTERS

O presidente Vladimir Putin negou nesta quinta-feira ter qualquer ligação com contas offshore e descreveu os “Panama Papers” como parte de uma conspiração liderada pelos Estados Unidos para enfraquecer a Rússia. Falando em um fórum de mídia em São Petersburgo, Putin também rejeitou que existam “elementos de corrupção” entre as pessoas de seu círculo mais próximo citadas nos documentos.

— Que elementos de corrupção? Não há nenhum — afirmou Putin. — Eles (Estados Unidos) estão tentando nos desestabilizar a fim de nos tornar mais complacentes.

Segundo os documentos, o violoncelista Sergei Rolduguin, amigo e padrinho de uma das filhas de Putin, está no centro de uma rede de empresas de fachada formada por pessoas próximas ao presidente russo, conforme revelou o jornal independente “Novaia Gazeta”.

Citando os US$ 11,5 milhões de documentos vazados da firma de advocacia panamenha Mossack Fonseca e divulgados pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), o Novaia Gazeta afirma ter descoberto as disposições financeiras que permitiram que pessoas próximas ao presidente russo escondessem até US$ 2 bilhões em paraísos fiscais.

Amigo de infância de Vladimir Putin, Sergei Rolduguin, de 64 anos, violoncelista no teatro Mariinsky, aparece como o testa de ferro nesta rede de empresas de fachada operadas pela Mossack Fonseca.

Serguei Rolduguin é apontado como proprietário das empresas Sonnette Overseas Inc. (SOI) e International Media Overseas (IMO), que adquiriram importantes setores da economia russa através de outras empresas offshore, em uma estrutura semelhante à de um jogo de bonecas russas, segundo Novaia Gazeta.

Como Serguei Rolduguin, a maioria dos russos envolvidos na trama são amigos do presidente. Rolduguin conheceu Putin em 1977 e, “desde então, nunca nos separamos”, segundo relatou em uma biografia de Vladimir Putin publicada em 2000.

Putin aproveitou o fórum em São Petersburgo para defender o violoncelista, dizendo que seu amigo de longa data não fez nada errado. Ele disse que estava orgulhoso de Roldugin, acrescentando que o músico usou seu dinheiro pessoal em projetos culturais.

No dia seguinte à revelação dos documentos, o porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov, acusou ex-agentes da CIA e do Departamento de Estado americano de estarem por trás do vazamento dos “Panama Papers” e acrescentou que “o principal alvo destes ataques é nosso país, nosso presidente”.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Os petistas usam essa mesma desculpa com a Lava Jato. Deve ser porque Putim e eles leram o mesmo livro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *