Esporte

Justiça do Rio anula eleição de Caboclo na CBF e nomeia Landim e presidente da Federação Paulista como interventores

Foto: Agif

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu nesta segunda-feira pela nulidade da Assembleia Geral da CBF que mudou a forma de votação para a presidência de entidade. Com isso, a eleição de Rogério Caboclo para a presidência, em abril de 2018, está anulada.

De acordo com a sentença do juiz Mario Cunha Olinto Filho, da 2ª Vara Cível da Barra da Tijuca do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, foram nomeados para comandar a entidade por 30 dias.

Neste período, eles terão como obrigação a “convocação do Colégio Eleitoral, composto pelas Federações e times da primeira divisão do campeonato brasileiro, para votarem a alteração estatutária no que diz respeito a redefinição das regras do estatuto de 2015, em especial”:

Definição de pesos diversos entre as Federações e clubes;

Exigências para candidaturas;

Inclusão dos times de segunda divisão (com o respectivo peso de voto) no Colégio, inclusive para as eleições que se seguirão.

Com a decisão desta segunda, Antonio Carlos Nunes, que comanda interinamente a entidade por conta do afastamento de Caboclo, ainda permanece no cargo. Na teoria, ele vai trabalhar com Landim e Bastos. Os dois ainda não responderam se aceitam a missão. Ainda cabe recurso.

“Acolhe-se o pedido de destituição daqueles que foram eleitos no pleito decorrente da modificação estatutária que se entende nula, contudo, como já dito, evitando-se uma situação de grave risco de dano e insegurança geral, mantém-se provisoriamente os atuais dirigentes até que se consagrem os novos eleitos, evitando-se vacância, descontinuidade e seríssimos problemas administrativos, além de severos ônus aos interventores”, traz a decisão do juiz.

No texto, ele ainda cita a escolha de Landim por ser presidente de clube de “expressiva torcida”.

O juiz aceitou o pedido do Ministério Público, que não contesta a eleição em si, mas a Assembleia Geral da CBF que determinou as regras para a realização da eleição. Em 2017, os presidentes de federações alteraram o peso dos votos da eleição, sem consultar os clubes da Série A.

A CBF entende que a eleição não pode ser anulada, porque a ação foi proposta em 2017 – e a eleição só ocorreu em 2018. A entidade deve recorrer da decisão do juiz da 2ª Vara Cível da Barra.

A CBF atravessa a maior crise da sua história desde maio. Caboclo foi afastado pela Comissão de Ética do Futebol dois dias depois de uma funcionária da entidade o acusar de assédio moral e assédio sexual.

Rodolfo Landim foi nomeado como um dos interventores da CBF — Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Desde então, Caboclo e Marco Polo Del Nero, ex-presidente da entidade, travam nos bastidores uma disputa pelo comando da CBF. Del Nero foi afastado do cargo em 2017 pela Fifa acusado de receber propina. Caboclo tenta retomar o cargo por meio de um recurso apresentado ao STJD.

Reinaldo Carneiro Bastos foi nomeado como um dos interventores da CBF — Foto: Leonardo Lourenço

Entenda o caso

Em março de 2017, a CBF promoveu uma assembleia geral – sem a participação dos clubes – e definiu novas regras para suas eleições. O colégio eleitoral da entidade passou a ser formado pelas 27 federações estaduais, os 20 clubes da Série A e os 20 clubes das Série B do Campeonato Brasileiro.

Para driblar a maioria dos clubes, a CBF estabeleceu que os votos das federações estaduais teriam peso 3, os votos dos clubes das Séries A teriam peso 2 e os votos dos clubes da Série B terão peso 1. Na prática, se as 27 federações estaduais votassem no mesmo candidato, elas teriam 81 votos. Se os clubes se unissem, teriam 60 votos.

Segundo o procurador Rodrigo Terra, que acionou a CBF em 2017, a mudança “não seguiu as regras democráticas previstas pela legislação”.

– A votação foi ilegal ao não dar chance aos opositores de viabilizar uma candidatura. Além de manter as federações como maioria no colégio eleitoral, a cláusula de barreira inviabiliza qualquer candidatura de oposição e favorece o grupo político que há décadas se mantém no poder lá. Por isso, queremos uma nova votação com chances iguais – disse Terra.

A CBF contesta a ação, afirma que por ser entidade privada sua eleição não pode ser rejeitada pela Justiça e alega autonomia de organização e funcionamento prevista na Constituição. A última eleição da CBF com dois candidatos foi em 1986, quando o carioca Octávio Pinto Guimarães venceu Medrado Dias.

Em abril de 2018, já com a distribuição que dava 81 votos às federações, Caboclo venceu a eleição com 135 votos. Apenas Flamengo (abstenção), Corinthians (branco) e Athletico (branco) não votaram no dirigente que hoje está afastado.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

“Eu só consegui ser eleito porque tive muito voto. Eu vou comprovar semana que vem que teve fraude nas eleições de 2014”, diz Bolsonaro

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou em entrevista à rádio Itatiaia nesta terça-feira (20) que apresentará “provas de fraudes” nas eleições “na semana que vem”. Segundo ele, se trata de fraude cometida nas eleições de 2014.

“Eu espero na semana que vem apresentar as provas de fraudes. Vamos apresentar uma fraude de 2014”, disse o presidente. “Eu só consegui ser eleito porque tive muito voto. Eu vou comprovar semana que vem que teve fraude nas eleições de 2014. Vão vir hackers para mostrar”, completou.

A eleição presidencial de 2014 teve dois turnos. O segundo turno foi disputado pelos candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) – Dilma foi reeleita. À época, o PSDB chegou a pedir uma auditoria dos votos junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e não foi encontrada nenhuma evidência de que houve adulteração de programas, de votos ou mesmo qualquer indício de violação ao sigilo do voto no pleito.

À CNN, o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) disse não haver indícios de fraude nas eleições presidenciais de 2014. Aécio afirmou ainda que os crimes em 2014 são de outra natureza daquelas que o Bolsonaro diz terem ocorrido.

“Não tenho nenhum indício que aponte para fraudes naquela eleição. Os crimes ali cometidos foram de outra ordem. Era sobre a utilização sem limites da máquina pública, as fake news, o disparo ilegal de ‘zaps’ dando conta de que, eu eleito, terminaria com todos os programas sociais do governo, a utilização da Caixa, Correios, Banco do Brasil”, disse o deputado.

Na entrevista à rádio Itatiaia, Bolsonaro voltou a falar sobre o voto impresso. “Pode morrer o voto impresso na comissão. É lamentável o que o ministro Barros está fazendo”, disse. Segundo o presidente, a apresentação das supostas fraudes nas eleições de 2014 também serão encaminhadas ao TSE.

“Eu vou convidar a imprensa e, com minhas mídias sociais, vou transmitir isso aí. Com isso tudo encaminho para o TSE. Agora, o que vale mais do que todos nos é a opinião pública”, disse.

Nesta segunda-feira (19), na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que não acredita mais na aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que torna o voto impresso obrigatório. A comissão criada pela Câmara dos Deputados adiou a decisão para o dia 5 de agosto.

Ainda em junho, em entrevista à CNN, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que o presidente tem o “dever cívico” de apresentar as provas que diz ter sobre a suposta fraude das eleições – à época, Bolsonaro falava em fraudes nas eleições de 2018. Segundo Barroso, nunca houve fraude eleitoral documentada com a urna eletrônica no Brasil.

Eleições de 2022 e polarização

Bolsonaro ainda falou sobre as eleições presidenciais do próximo ano e criticou as articulações por uma chamada “terceira via”. Ele também não cravou que será candidato à reeleição em 2022.

“Não estou dizendo que sou candidato. Essa terceira via? O povo não engole isso, não vai atrair a simpatia da população. O Brasil está eu (sic) e o ex-presidiário.”

Uma pesquisa realizada pelo Datafolha no início deste mês indicava que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em um eventual segundo turno, com 58% dos votos contra 31%, respectivamente.

Nas perspectivas de primeiro turno, Lula tem 46% das intenções de voto, sendo seguido por Bolsonaro (25%), Ciro Gomes (8%), João Doria (5%) e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (4%), segundo o Datafolha. Optaram por branco e nulo 10% dos entrevistados, enquanto 2% afirmaram ainda não saber em quem votar.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Bozo precisa ser responsabilizado pelas mentiras diárias que espalha pro gado: “Bolsonaro mente: dados do TSE mostram que Dilma ultrapassou Aécio apenas uma vez”

  2. As urnas não funcionam on-line, mas a transmissão dos resultados sim, funcionam on-line. e é ai onde mora o perigo. LULADRÃO e sua turma são de alta periculosidade.

    1. Que perigo? Quer dizer que com o voto impresso não haverá transmissão on-line dos resultados? Atualmente se imprime o boletim de urna para verificação, em caso de dúvida, sendo possível ser auditado. Conta outra, gado.

  3. Toda semana ele vem com esse lenga-lenga. Homi, vá trabalhar e deixe de ficar falando besteira, porque para isso você foi eleito e para isso pagamos seus salários e mordomias.

  4. Enquanto conversa m*rda, vai tirando o foco da corrupção e dos problemas (fome, desemprego, fundo eleitoral, rachadinhas, etc…)

  5. Tem um cara preso em MG, por ter entrado no site do TSE, invadido uma área sigilosa do comando só do tribunal.
    ENTÃO SE É TÃO SEGURA ASSIM, COMO AFIRMA CATEGORICAMENTE O MILITANTE BARROSO, PORQUE QUE ESSE CARA AINDA TÁ PRESO??????????
    É Injusta a prisão do cara.
    Não fez nada!!!
    Repito, é injusta a prisão, soltem o cara, tá pagando por coisa que ele não deve.
    Quem deve está preso, é o ladrão Lula da Silva e esses caras que não tem a menor vergonha na cara.
    Tem que irem pra cadeia o mais rapidamente possível.

    1. Invadir a rede do TSE é uma coisa, invadir a urna eletrônica é outra. Ninguém consegue invadir a Urna Eletrônica pela internet. E os votos impressos no Boletim de Urna são exatamente os mesmo votos contabilizados no site do TSE.

      O que não ficou claro nessa afirmação pra vocês?

  6. Vemos que o sr presidente realmente conseguiu resolver seu problema de obstrução intestinal e continua defecando pela boca! Tudo normal!

  7. O deputado Filipe Barros (PSL-RS), relator da PEC do voto impresso auditável, divulgou, na noite desta sexta-feira (16), um vídeo de um hacker que “afirma que foi fácil invadir o sistema do TSE” (Tribunal Superior Eleitoral).
    Trata-se de Marcos Roberto Correia da Silva, o hacker conhecido como “Vandathegod“, preso durante a operação “Deepwater“. O hacker explicou que a invasão das urnas e a manipulação dos votos pode ser feita no momento da contagem dos votos.

    1. As urnas não funcionam online. Fica difícil penetrar num equipamento fora da rede. Mas gado é gado.

  8. O voto auditável já foi aprovado 3 vezes: em 2001, proposto pelo então senador Roberto Requião, em 2009, proposto pelos deputados Flávio Dino (PCdoB!!!) e Brizola Neto (PDT), e em 2015, proposto pelo deputado Jair Bolsonaro (PP). Dessa vez, chegou a ser vetado por Dilma e o Congresso DERRUBOU o veto. Mas o STF, sempre pelo PT, derrubou novamente a proposta. Por que tanto medo de dar maior transparência às eleições?

    1. Bolsonaro mente: dados do TSE mostram que Dilma ultrapassou Aécio apenas uma vez

  9. Por que tanto medo do voto auditável? Por que partidos, políticos e até o TSE (retiraram vídeo do “site”), que eram A FAVOR, de repente se tornaram seus opositores? E vemos até ministros do STF fazendo campanha contrária, algo que não poderiam estar fazendo. Por que? Muito estranho.

    1. Pra vc que não sabe, as urnas eletrônicas TB são auditáveis.

  10. Quase que pela primeira vez, o maluco do Planalto falava a verdade, em vez de dizer que tirou muitos votos, deveria ter dito: “Enganei muita gente.” (Jair Messias Bolsonaro)

  11. Se houve fraude eu não sei…só sei que estranhei porque foi a única eleição que demorou 2 horas, depois do fim da apuração, para o resultado ser divulgado. Alegaram o horário de verão e as outras eleições porque era divulgado logo?

    1. Vc deveria pesquisar e acha fácil essa informação: a divulgação geral de resultados das eleições só pode ser divulgada após fechar a votação em todas as seções. A depender do horário de verão, por exemplo, há estados que terminam a votação 2 horas após o término em outros devido ao fuso horário…

  12. Cagão, deixe de mimimi seu maricas mentiroso! Vc vai perder as eleições de todo jeito e fica bostejando !

    1. A única prova que tem é que comprou votos das Rachadinhas, agora terá
      como comprovar nas próximas eleições, dinheiro nas nádegas encontrada pelo lider do governo, do sales na liberação de madeira ilegal, nas compras de vacinas, e desvios de verbas gerais do combate a pandemia serão usadas pra compra de votos, e fraudar as eleições. de outra forma não tem nenhuma prova, se tivesse, anulava sua eleição. Desde o início de governo com essa narrativa, muita cafajestice desse CANALHA.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

‘Eleição vai haver, eu garanto’, afirma Barroso em resposta a Bolsonaro

Foto: Nelson Jr.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a ameaçar a realização das eleições em 2022. Em conversa com apoiadores nesta sexta-feira (9), ele acusou, sem provas, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de participar de fraudes.

“A fraude está no TSE, para não ter dúvida. Isso foi feito em 2014”, disse o presidente. “Não tenho medo de eleições. Entrego a faixa para quem ganhar no voto auditável e confiável. Dessa forma, corremos o risco de não termos eleições no ano que vem.”

Em resposta ao presidente, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que “eu não paro para bater boca” e garantiu o pleito de 2022. “Cumpro o meu papel pelo bem do Brasil. Mas eleição vai haver, eu garanto”, afirmou, em mensagem enviada ao jornalista Josias de Souza, do portal UOL, e posteriormente confirmada pela CNN.

Bolsonaro também atacou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do TSE, Luís Roberto Barroso. Segundo o presidente da República, Barroso usa de “história esfarrapada” para dizer que o voto impresso fere o sigilo das eleições.

“É uma resposta de um imbecil. Lamento falar isso para uma autoridade do Supremo Tribunal Federal. Só um idiota para fazer isso. O que está em jogo é o nosso futuro e a nossa vida, não pode um homem querer decidir o futuro do Brasil na fraude”, afirmou Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro é defensor do voto impresso. Em mais de uma ocasião, ele já afirmou, sem apresentar provas, ter informações de que houve fraude na eleição presidencial de 2014, vencida por Dilma Rousseff (PT), e na de 2018, na qual se elegeu.

“O Aécio [Neves] ganhou em 2014. Em 2018, eu ganhei em primeiro turno. Alguns falam: ‘eu nunca vi ganhador reclamar’. Eu tô reclamando, porque eu quero transparência. ‘Ah, vai custar R$ 2 bilhões.’ Eu sempre ouvi que a democracia não tem preço. A gente arranja esse dinheiro aqui”, disse o presidente, em junho.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Canalha vagabunda sórdida!! Isso é o que vocês são! Apoiar quem solta chefe do trafico, corruptos e ladrões, Quadrilha inteira, prejudicar e conspirar contra o Presidente desde o dia da sua posse é ou não é motivo pra qualquer um ficar revoltado?! Proibiram do Presidente Governar! Cerceando suas Ações 24 horas! Obstaculando e promovendo intrigas e instabilidade entrs os outros Poderes?! Drestruindo provas pra tornar Livre um MARGINAL, CRIMINOSO, COMUNISTA , CORRUPTO e torná-lo elegível?! Isso é uma afronta!!!!!!

  2. Ainda rindo pra cará da resposta do nosso Presidente aos 3 Patetas!!!!
    😅😅😅😅😅😅😄😄😂😂😂

  3. Comunistas! Canalhas! Vermes! Batam palmas para um BEBUM, CORRUPTO! PRA UM QUE NAGA O DIREITO DO CIDADÃO TER UM PAPEL QUE PROVE A QUEM FOI DADO O VOTO! E ATAQUEM, OFENDAM, CULPEM O PRESIDENTE QUE MUDOU O BRASIL! ESTRADAS, AGRONEGOCIO, E OUTRO FUTURO LONGE DO COMUNISMO!!

  4. Eu tenho impressão que a maioria dos eleitores que cometeram a loucura de escolher esse imbecil, incompetente desse Bolsolouco, está muito arrependido. Esse cara é um psicopata, faz dois anos que procura criar atrito como povo. Esse cara deve ser o mais despreparado dos “presidentes” do mundo. Ele sabe que vai perder está querendo criar fato novo. Esse cara tem que ser riscado da vida política para sempre. Ele tem que ser internado por insanidade mental. Totalmente louco, com todo respeito aos poucos.

    1. Quem votou convicto da mudança que a sua eleição vem promovendo não está arrependido! Voto de novo! E para os imbecis que torcem contra a reeleição do Presidente Bolsonaro!O choro é livre!

  5. “Quando um homem de bem responde um insulto com outro insulto ele permite que o mal vença. Não é preciso responder. O mal consome a si mesmo”.
    Min. Barroso.

  6. Não sei como esse louco que governa o nosso país, bem como os seus filhos, venceram várias eleições com esses votos sem confiança. Será que todas essas vitórias dele e dos seus , foram fraudulentas.

  7. Apesar de achar que a voto auditável pode ser uma boa para ser dar mais transparência, não posso achar normal que o nosso presidente acuse abertamente sem provas. Ou mostra as provas oi deixa de conversar besteira

  8. Fico me perguntando como militares altamente graduados se deixam levar por um presidente lunatico desse. Apoiar essa imbecil é atentar contra a constituiçao.

    1. Eu não posso acreditar como parte da sociedade brasileira apoia um ex presidiário ladrão condenado em duas instância.
      Inclusive vc.
      Tá com saudade de Ze Dirceu né???

  9. Esse ministro, assim como todo o STF, tem que se manter no seu “quadrado”, deixar de tentar interferir no que não é da sua alçada. Essa gente precisa levar a vontade do povo a sério, deixar de brincar de ditador. O povo não votou nesse Barroso nem em ninguém do STF. Esses caras são apenas servidores públicos, apesar de seus privilégios abusivos.

    1. Kkkk e ele não tá medito no que diz respeito a ele não inteligência. Ele é o ministro do STE kkkkk quanta ignorância. Os ladrões do Bozó e do Lula fritou seu cérebro. Fora Lula, Fora Bozo

  10. eu fico imaginando, pq NÃO querem na hora que votamos seja emitido um pedacinho de papel??
    ou será que o presidente tem razão??
    pq tanto medo se ao urnas vai ser as mesmas???

    1. Será que Bolsonarop nunca foi o vencedor da eleições de 2018? Será que Nolsonaro fraudou a eleição de 2018? ele talvez nao queira apresentar as provas contras urnas por ele foi o grande fraudador da ultimas eleiçoes! Bolsonaro é um agente do caos, ele está apenas jogando tudo e todos uns contra os outros e no fim ele sai rindo com os bolsos cheio de grana… um projeto de ditador, que espero sinceramente que jamais saia do “projeto”… Nosso Trump brasileiro! Amen gado?

    2. Pq com voto em papel ou recibo de voto impresso da urna, vai ocorrer muuuuuuito, mas muuuuito mais fraude. Qualquer voto voto pode ser contestado né “inteligência limitada”. Vc de vez de pensar, acredita num presidente imbecil q acusa o que nunca foi questionado e numa mostrou uma prova. Fora bozó. For Lula

  11. Isso meu presidente, tem que ficar com as barbas de molho com esse STF e o PT sim, todo cuidado é pouco com essa gente, o sr provou, desmascarou e mostrou que esses caras não são Santos.
    O Brasil inteiro já percebeu como eles agem.
    Repito!
    Todo cuidado é pouco.
    Na eleição da Dilma e o Aécio Neves, a Dilma virou com os votos do Acre tem cabimento??
    Pergunto.
    Qual é o problema?
    O papudim de nove dedos não é quem está a frente nas pesquisas?
    Porque o medo de fazer as eleições com mais transparência??
    Hum!!!!!!!
    Pulga atrás das orelhas.
    Só pra lembrar.
    O juiz Sérgio Moro foi o homem que mais trabalhou nos últimos anos contra a corrupção.
    O que foi que o STF fez???
    Descredenciou, desmoralizou o trabalho do homem todo, absolveu um bandido condenado em duas instância com uma lorota que o criminoso não podia ser julgado em Curitiba.
    Ja pensou uma coisa dessas?
    Imoral!!
    Esse lula é safado em qualquer Estado brasileiro, ladrão é ladrão, o que ele fez não se apaga de um Estado para o outro deveria esta mofando na cadeia.
    Mas, os ministros do STF passou a mão na cabeça.

    1. Quem humilhou Moro, foi seu próprio filho, nascido e parido dele: Jair Messias Bolsonaro, o famoso inepto lunático! Seu presidente evidenciou o que? Qual prova ele demonstrou? Auditar e melhorar o sistema é a lógica! Não querer desmontar as eleições e acusar um sistema seguro e que se demonstrou totalmente confiável e gerar discórdia na sociedade! Igual as pesquisas eleitorais, quando favorecem a vocês está correto, quando não é pesquisa fraudada! Esse inepto foi eleito deputado por 28 anos. Se elegeu presidente! Tem 03 filhos políticos! 01 senador, 01 deputado federal, 01 vereador. Essa realmente pode ser a prova de que a eleição tá errada! Porque isso é vergonhoso!

    1. Tá preso! O Min Moraes botou ele no seu devido lugar….
      Muuuuuuuuuummmm

  12. Presidente, haja como homem e não como um moleque irresponsável. Esse discurso “já deu”.

  13. Claro que vai!
    Vai ter também a posse do Presidente Lula, em Brasília/DF, no dia 01/01/2023.
    Estão todos convidados.

    1. Esse está com saudade da época da Corrupção e roubalheira desenfreada. Deve ter mamado muito na tetinha do governo e está com saudade das mamadas…. É melhor JAIR se acostumando….

    2. Ok. A posse deverá ocorrer na Penitenciária Federal de Brasília, pois lugar de bandido é na cadeia. Lula não deve estranhar,pois estará voltando para a prisão local de onde nunca deveria ter saído, mas o STF, rasgando a nossa Constituição Federal o tirou da cadeia.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro tem ‘dever cívico’ de mostrar prova de fraude na eleição, diz Barroso

Foto: CNN Brasil

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou em entrevista à CNN nesta quinta-feira (17) que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem o “dever cívico” de apresentar as provas que diz ter sobre a suposta fraude das eleições de 2018. Segundo Barroso, nunca houve fraude eleitoral documentada com a urna eletrônica no Brasil.

Por isso, segundo o ministro, a proposta de voto impresso para as eleições é uma “solução arriscada para um problema que não existe”.

“Nunca houve fraude documentada. Jamais. Apenas o pedido de auditoria solicitado pelo então candidato Aécio Neves e que não se apurou impropriedade porque não há. Se o presidente da República ou qualquer pessoa tiver provas [de fraude] tem o dever cívico de entregá-la ao Tribunal e estou com as portas abertas. O resto é retórica política, são palavras que o vento leva”, disse o ministro.

A CNN entrou em contato com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) e aguarda um posicionamento sobre a declaração de Barroso sobre as provas de fraude.

Riscos da recontagem

Na avaliação do ministro, o Brasil não ganharia “nem um milímetro em segurança” com o voto impresso.

“Vamos ter um mecanismo novo que é menos seguro do que o que já existe. Para acreditar no voto impresso é preciso também da urna eletrônica, portanto temos aí um paradoxo”, disse. Barroso levantou os riscos da recontagem de votos com a medida.

Segundo ele, é justamente nessa fase onde o risco de fraude acontece. “Na recontagem é que há a manipulação dos votos e possibilidade de verificar a composição desses votos. A compra de votos ainda acontece no Brasil, infelizmente, e com isso vai se verificar se determinado candidato teve os votos em determinada sessão. Ele pode até combinar com o eleitor”, disse.

O presidente do TSE se comprometeu a cumprir “com boa fé” a decisão de implementar o voto impresso, caso o Congresso aprove a proposta e o Supremo Tribunal Federal (STF) confirme a medida. Barroso argumentou ainda que as experiências internacionais com voto impresso revelam que essa modalidade “não elimina o discurso dos derrotados”.

E deu como exemplos as eleições norte-americanas do ano passado — quando o derrotado Donald Trump alegou fraude e pediu recontagem de votos — e, mais recentemente, as eleições do Peru, onde a candidata Keiko Fujimori agiu de forma semelhante ao pedir recontagem.”Vamos gastar dinheiro, e não vamos eliminar o discurso dos derrotados.”

Gastos de R$ 2 bilhões

Ainda segundo o ministro, o voto impresso provocaria gastos estimados em R$ 2 bilhões aos cofres públicos. De acordo com Barroso, esse é o custo para que todo o sistema do TSE se adapte à modalidade do voto impresso, que demanda equipamentos próprios e impressoras para cerca de 500 mil urnas.

“O custo estimado pelo TSE é de R$ 2 bilhões para o acoplamento de impressoras, que não são impressoras de mesa. Esse custo é aberto e qualquer um pode verificar”, explicou.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Falar é fácil… Quero ver provar. Novamente e mais uma vez bolsonar0 fala fala e não faz nada!

  2. E o Véio Bolsonaro tem medo desses onze togados? O Véio Bolsonaro é duro e tem os cunhão rôxo. Quem não quiser cair que se deite. O Véio Bolsonaro jaja vai indicar outro Ministro para o STF. Tomara que seja a Janaína Paschoal ou um terrivelmente Evangélico.

  3. E aí Calígula ? Quando teu Minto vai parar de falar m… e apresentar as provas da fraude nas eleições ?

    1. Quem sabe da vida dos Ministros do STF é Roberto Jefferson kķkkk Duvido o Ministro Barroso cobrar provas do Robertão kkkk

    2. Que feio Calígula, fugindo da pergunta… cadê as provas que o Minto fala que tem faz tempo e nunca apresenta ? Se fosse realmente sério apresentava as provas… simples assim… MINTOmaníaco !

  4. A única coisa que o CAP bunda suja sabe fazer, é MENTIR.
    Os que usam argola de ferro na venta acreditam… Paciência.

    1. Se não tem como auditar, não tem como provar. Barroso sabe disso, não precisa de prova maior.

    2. E a única coisa que você sabe fazer é defecar seus pensamentos deploráveis nesse blog.

    1. É o mesmo que exigir antecedentes criminais a turma do PT inclusive a de nove dedos.kkkkkk

    2. Certeza Said! O pior que o MINTO está com seu governo a cada dia mais parecido com o do PT…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Eleição para reitor(a) e vice-reitor(a) da UERN será realizada nesta segunda-feira

Nesta segunda-feira, 10 de maio, a comunidade acadêmica da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) escolhe os próximos gestores para o quadriênio 2021/2025. Será a primeira vez que a consulta para reitor(a) e vice-reitor(a) ocorrerá de forma on-line.

A votação será realizada pelo SIG-Eleição, das 8h às 22h, através desse link: https://sigaa.uern.br/sigeleicao/. Todos os 11.314 eleitores aptos – entre estudantes da graduação e pós-graduação, professores e técnicos administrativos – estão cadastrados no sistema e têm assegurado o direito ao voto. Seis candidatos (as) estão na disputa, sendo três para o cargo de reitor(a) e três para o cargo de vice-reitor(a).

O resultado da eleição será conhecido pouco tempo após a finalização do pleito. Caberá ao Conselho Universitário (Consuni) homologar o resultado e compor a lista tríplice que será entregue à governadora Fátima Bezerra, chanceler da Uern. Como ocorreu em outros anos, a cerimônia de posse deve ser realizada em setembro, na tradicional Assembleia Universitária.

Disputam o cargo de reitor(a):

➡ Prof. Dr. Adalberto Veronese da Costa
➡ Profa. Dra. Cicília Raquel Maia Leite
➡ Prof. Dr. Francisco Paulo da Silva

Disputam o cargo de vice-reitor(a):

➡ Prof. Dr. Francisco Dantas de Medeiros Neto
➡ Profa. Ma. Kelânia Freire Martins Mesquita
➡ Profa. Dra. Maria José da Conceição Souza Vidal

Como votar?

Para ter acesso ao SIG-Eleição, o eleitor que já validou sua senha deve acessar a plataforma no link https://sigaa.uern.br/sigeleicao/, inserir login e senha e já terá acesso à eleição a qual está apto. Clicando no link da eleição ele será direcionado à urna virtual.

Já os usuários que ainda não validaram a senha devem acessar o link https://sigadmin.uern.br/admin/public/recuperar_senha.jsf, informar o login (CPF, apenas números) e o e-mail cadastrado no sistema. Um e-mail automático será enviado com o link para a redefinição. O usuário deve então criar uma nova senha, confirmar e já poderá ter acesso à urna virtual através de login no Sig-Eleição (https://sigaa.uern.br/sigeleicao/). Esse processo estará disponível até às 22h do dia 10 de maio, quando se encerra a votação.

Durante todo o período da votação, uma equipe da Dinf também estará de plantão através do Google Chat para tirar dúvidas sobre a votação. O usuário deve estar logado no e-mail institucional (@uern.br ou @alu.uern.br) e iniciar uma conversa com [email protected] O suporte estará disponível das 8h às 22h.

 

 

Opinião dos leitores

  1. 9 dedos foi muito mala! injetou dinheiro com forças nas universidades, doutrinou: reitores, professores e alunos, a maioria dessa turma e de esquerda, fumador de maconha e por ai vai….

  2. Que Deus tenha piedade do RN, especialmente do ensino público estadual. Universidade que custa muito caro ao paupérrimo RN e que transformou-se em mais um antro de esquerdopatas preguiçosos. A propósito, faz quanto tempo que não há aula nessa instituição? Mas os pagadores de impostos do RN continuam arcando com seus altíssimos custos. Para que mesmo?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

“CHAMA A POLÍCIA” – VÍDEO: Eleição FECAM-RN registra muita confusão

Desde a manhã desta sexta-feira(26), as eleições da Federação das Câmaras Municipais do RN (Fecam) seguem registrando confusão e impasse. Até “chama a polícia” foi esbravejado no local.

No imbróglio, uma medida cautelar assinada pelo juiz Geraldo Motta derrubou o ato para a presidência da Federação das Câmaras Municipais do RN – Fecam-RN que tentou impedir a candidatura do presidente da Câmara de Natal, Paulinho Freire. Entre discussões e acusações, o questionamento da presença da vereadora Nina Souza “como advogada”, reclamam outros vereadores do estado presentes no pleito.

Vídeo cedido abaixo:

 

Opinião dos leitores

  1. Me chama atenção a excelentíssima vereadora Nina Sousa aquela que disse ser pouco o valor de 12 mil reais por mês.
    Vejam a ferocidade na defesa dessa vereadora que foi colocada como advogada nesse pleito que pode ser uma nomeação legal mas cheira a imoral devido choque de interesses. Se a eleição eleva um vereador a uma presidência logicamente o advogado da questão não deveria ser neutro?
    Cada um que julgue!

    1. Concordo com a Vereadora…12 mil reais nxo não pra nada…um botijao de gas a 93 reais
      Gasolina o litro a 6 reais…nesse país de BOLSOTRALHAS muito e pouco

  2. Enquanto isso o povo morre antes mesmo de ser atendidos, porque o número de leito de UTI é muito baixo. É a galera política armando o circo para dominar mais um picadeiro. Eita Brasil veio sem porteira!!! Deus tenha misericórdia de nós ??

  3. O peitinho tem que ser muito bom para valer tanta confusão.
    Se não fosse muita vantagem, se fosse só para ter trabalho e aborrecimento não tinha um que quisesse o cargo.
    Simples assim,

  4. Muito vereador junto tinha que acabar em confusão. Cada um querendo tirar vantagem do outro

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Justiça suspende eleição da Federação das Câmaras Municipais no RN

Foto: Ilustrativa

O juiz Geraldo Mota, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal deferiu liminar para suspender as eleições da Federação das Câmaras Municipais do RN (Fecam). O magistrado acolheu os argumentos de ação impetradas pelo presidente da Câmara Municipal de Natal, Paulinho Freirez que teve o registro de chapa negado pela comissão eleitoral.

A parte autora se insurge contra ato da comissão eleitoral da FECAM que indeferiu o registro da candidatura de sua chapa ao Conselho Fiscal e Coordenações Regionais da entidade (FECAM/RN), sob a justificativa de que o autor não teria suprido as irregularidade constatadas no prazo estipulado.

Porém, segundo o magistrado aponta, apesar da parte autora haver se inscrito para se submeter ao pleito na data de 03/02/2021, somente fora comunicada da necessidade de sanear irregularidades na documentação na data de 25/02/2021, com prazo extremamente exíguo de remediar as irregularidades até a tarde do mesmos dia.

“Diante do exposto, defiro parcialmente o pedido de tutela provisória de urgência de natureza cautelar, para suspender a eleição da FECAM aprazada para a presente data, para eleição da Diretoria, Conselho Fiscal e Coordenações Regionais da entidade (FECAM/RN) para o biênio 2021/2023′.

Justiça Potiguar

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Maia diz a deputados que decidiu deixar o DEM após eleição na Câmara

Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu deixar o DEM após a eleição para o novo comando do Congresso, marcada para esta segunda-feira (1). Insatisfeito com a decisão da executiva do partido de manter a neutralidade na disputa entre Baleia Rossi (MDB-SP) e Artur Lira (PP-AL) para sua sucessão, Maia disse à CNN que sua permanência na legenda é insustentável e decidiu deixar o partido.

Ontem à noite, ele comunicou sua decisão a alguns, entre eles, o presidente da legenda, ACM Neto. Só após a eleição de hoje adotará os procedimentos formais para sua desfiliação.

Para manter o mandato, Maia irá ao TSE explicar as razões de sua saída e depois do acordo com o órgão, formalizará, por escrito, seu desligamento ao DEM.

Ontem, após o DEM decidir abandonar o apoio à candidatura de Baleia, Maia falou por telefone com o prefeito Eduardo Paes que afirmou sua solidariedade.

O deputado já não participou da reunião da executiva do DEM.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Um deputado SEM VOTOS (elegeu-se com 74 mil votos no RJ), com o nome envolvido em corrupção (o pai e o sogro dele também), que atrapalhou o Brasil durante TODO o tempo em que dirigiu a Câmara. Tchau, "Botafogo", e receio pela PF na sua porta. Há várias delações na PGR que envolvem seu nome. E está saindo o livro do Cunha com muitas revelações. Acabou pro Nhonho.

  2. Esse canalha antipatriota só tem vaga nos partidos de esquerda e certamente é o Último mandato dele como deputado federal.

  3. Esse bobão tem é que se preocupar com a sua reeleição para Deputado Federal. Na última quase não se elegia. Hoje sofrerá mais uma grande derrota e passará a ser somente mais um na câmara.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Mineiro não assume mandato antes do carnaval e Beto Rosado vota na eleição para presidente da Câmara

Após o Tribunal Regional Eleitoral informar oficialmente a Câmara dos Deputados sobre a diplomação de Fernando Mineiro (PT), a Mesa Diretora da Casa Legislativa encaminhou a pauta para a sua Corregedoria, que abriu um prazo de 05 dias para que Beto Rosado (PP) apresente defesa sobre a perda do mandato parlamentar.

Diante do cenário, Beto Rosado segue deputado, embora a Justiça Eleitoral reconheça Mineiro no cargo. Na eleição para a presidência da Câmara Federal, Rosado é quem vai votar. O candidato dele é o bolsonarista Arthur Lira, também do PP.

Opinião dos leitores

  1. O federal continua Offline, vamos aguardar cenas dos próximos capítulos, será que os petistas vão invadir o TRE como fizeram na diplomação de Mineiro? Mineiro não vai assumir, vamos aguardar os recursos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Fabio Faria demonstra confiança em Carla Dickson e decide não se afastar para eleição da Câmara

Foto: Divulgação

O ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD RN), não vai reassumir seu mandato de deputado para participar da eleição na Câmara.

A decisão deixa clara a confiança do ministro em sua suplente, Carla Dickson, que está bem alinhada com o projeto do Governo e do deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato apoiado pelo presidente Bolsonaro.

Com a decisão, ao contrário de Tereza Cristina (Agricultura) e Onyx Lorenzoni (Cidadania) que foram exonerados para reassumirem seus mandatos na Câmara Federal, Fábio Faria segue no Ministério das Comunicações e deixa Carla Dickson votar a eleição da Câmara. Ela que é atualmente vice-líder do Governo e já confirmou voto no deputado Lira.

Opinião dos leitores

  1. Ele é secretário de comunicação já que não existe ministério da comunicação no governo federal.

    1. Fica na tua, vc não entende disso , êta povo besta para se meter onde não entende.

    2. Amigo, o mais certo é parar com essas manobras políticas que só atrasam o Brasil.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

DEM mira eleição no Senado e busca o PSD para Rodrigo Pacheco

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O Democratas (DEM) vai priorizar a eleição para presidência do Senado e busca o apoio do PSD, segunda maior bancada da Casa, para o candidato do partido, senador Rodrigo Pacheco (MG). As negociações estão avançadas e líderes do PSD já dão como quase certa a aliança entre as duas legendas.

Rodrigo Pacheco é o candidato escolhido pelo atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para sucedê-lo no posto. Hoje, nas contas de aliados de Alcolumbre, se o PSD fechar com o senador mineiro ele já teria um pouco mais de 40 votos garantidos. Ele precisa de mais de 41 votos.

Nome levado por Alcolumbre ao presidente Jair Bolsonaro para ter o apoio do governo, Rodrigo Pacheco tem sido aconselhado a traçar uma estratégia em que mostre não ser um candidato nem governista nem contra o Palácio do Planalto, mas voltado aos interesses do país e dos senadores de todas as legendas.

A cúpula do DEM acredita que Rodrigo Pacheco tem chances reais de se eleger e espera a definição do MDB para definir novas estratégias em busca de apoio. O plano ideal para o Democratas é o MDB não lançar candidato, mas essa possibilidade é vista como algo impossível.

Maior bancada do Senado, o MDB quer voltar a comandar a Casa e tem quatro pré-candidatos. Dois são líderes do governo, os senadores Eduardo Gomes (TO) e Fernando Bezerra (PE). Outro é o líder da bancada no Senado, Eduardo Braga (AM), além da senadora Simone Tebet (MS).

A avaliação de aliados de Rodrigo Pacheco é que o MDB pode sair, mais uma vez, rachado na definição do seu candidato, o que acabaria favorecendo o senador mineiro. O mesmo aconteceu na última eleição, quando Davi Alcolumbre venceu Renan Calheiros (AL).

Blog do Valdo Cruz – G1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Putin parabeniza Biden por eleição nos EUA

Foto: Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin via Reuters

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, parabenizou Joe Biden nesta terça-feira (15) por sua vitória na eleição presidencial dos Estados Unidos, realizada em novembro, e disse que estava disposto a trabalhar com o americano, apesar da deterioração das relações bilaterais com o governo do derrotado Donald Trump.

“De minha parte, estou pronto para uma colaboração e para estabelecer contatos com vocês”, escreveu Putin em um telegrama, segundo o Kremlin.

O presidente russo é um dos poucos líderes que esperou o voto do colégio eleitoral norte-americano a favor de Biden para parabenizá-lo. Ele explicou a demora devido à recusa de Donald Trump em reconhecer a derrota e pelos vários apelos à Justiça dos EUA feitos pelo republicano.

“Putin desejou sucesso ao presidente eleito e assegurou-lhe que está convencido de que a Rússia e os Estados Unidos … podem, apesar de suas divergências, resolver numerosos problemas e desafios no mundo”, acrescentou o Kremlin em seu comunicado.

Biden prometeu firmeza contra a Rússia, acusada de interferência no sistema eleitoral norte-americano para favorecer a eleição de Trump em 2016.

Trump, por sua vez, sempre negou que tenha se beneficiado de qualquer tipo de ação russa.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro ainda não se manifestou sobre a vitória de Joe Biden nos EUA.

Colégio eleitoral

O Colégio Eleitoral confirmou nesta segunda (14) a vitória Biden nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. A etapa foi mais uma das formalidades entre a votação de novembro e a posse do democrata como novo presidente, prevista para 20 de janeiro.

Na etapa desta segunda-feira, os 538 delegados dos 50 estados e do Distrito de Columbia designados a votarem conforme os resultados das eleições depositaram publicamente seus votos. As cédulas serão enviadas até 23 de dezembro para a capital Washington, onde serão formalmente recebidas e contadas em uma solenidade em janeiro no Congresso americano.

Esses eleitores do Colégio Eleitoral são nomeados a partir da certificação dos resultados eleitorais em cada estado, etapa que oficializou os números da apuração. Todas os estados protocolaram os dados até a semana passada.

Com os 55 votos da Califórnia no início desta noite, Biden ultrapassou oficialmente os 270 votos mínimos no Colégio Eleitoral para se eleger presidente. Nenhum delegado votou diferente do que havia sido designado — ou seja, não houve “eleitores infiéis”.

Com isso, o democrata confirmou 306 delegados no Colégio Eleitoral, contra 232 do republicano Donald Trump, atual presidente e derrotado na tentativa de se reeleger. Considerando o voto popular, Biden teve 81,3 milhões de votos (51,3%) contra 74,2 milhões (46,8%) de Trump.

G1

Opinião dos leitores

  1. E Tonho ? Será que agora se pronuncia ? Soube que BIDEN está sem dormir , impaciente esperando o pronunciamento de Da lua . Disse que se ele não reconhecer os EUA , não serão os mesmos . Aí papai ! Fecha a porta Abomael , o cheiro de bufa está vindo de terreiro

    1. Esse omi passa o dia postando asneira nesse blog. Vai arrumar uma lavagem de roupa!

    2. Parabéns EUA, era o vice de Obama, sensatos e inteligentes, tanto que tem certeza dos bilhões de reais roubados por luladrão, conforme declarou Obama há poucos dias atrás.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Chapa 2 é favorita para vencer eleição no Jiqui Country Club no próximo domingo

Foto: DIvulgação

O tradicional clube de lazer Jiqui Country Club realiza no próximo domingo (6) suas eleições para a escolha da chapa do conselho deliberativo que vai administrar o clube pelo próximo quadriênio 2021/2024. Nos chegam informações de que a Chapa 2 é a favorita, composta por Renato Marques (presidente) e Rubens Guilherme (vice). Dentre as principais propostas da chapa estão a ampliação da área aquática e dos chalés, criação de colônia de férias para os associados e a revitalização da área de estacionamento, entre outras.

Muitas famílias em Natal possuem uma memória afetiva muito forte do Jiqui, inclusive este blogueiro. Muito amigos e muita gente passou parte de sua infância mergulhando nas piscinas do clube, jogando bola nos seus campos de futebol e almoçando no restaurante do “Seu Djalma”. Nomes de ilustres ex-presidentes como Prudêncio, Manoel Sampaio e João Batista Coringa nos lembram da representatividade que este clube teve e tem em Natal e em todo o estado.

O blog deseja boa sorte para a Chapa 2 e vida longa a este clube de lazer tão querido. É importante o associado ir votar no próximo domingo. No site do clube têm mais informações sobre o pleito www.jiquicountryclub.com.br

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Justiça Eleitoral mantém eleição de prefeito que não terá vice em Passa e Fica-RN

Foto: Reprodução

O juiz eleitoral Ricardo Farias proferiu sentença inédita no atual pleito municipal em que por não haver feito a substituição do candidato em tempo hábil, o prefeito eleito do município de Passa e Fica, Flaviano Correia Lisboa não terá vice-prefeito duranre a sua gestão.

No caso julgado, o então candidato a você da chapa, Jackson Soares anunciou desistência após o prazo de registro de candidatura já ter sido deferido. Houve o pedido para substituição para ser incluído Ronildo de Souza na vaga, o que foi indeferido.

“Não houve qualquer registro de problema no CANDex no dia 26 de outubro de 2020. Na verdade, não se escolheu a alternativa correta quando se tentou inscrever o substituto do vice anterior que renunciou, qual seja, “requerimento de registro de candidatura – RRC – Tipo: Substituição”.

Leia  matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. Isso é inédito um prefeito sem vice, só em Passa e Fica e a justiça informar que está tudo normal isso pode do no país de PASSA E FICA

  2. Prezada, está cidade tem mais que 10 mil habitantes. E sim se faz necessário ter um vice-prefeito em qualquer cidade.

  3. Na verdade eu acho que cidades com menos de 10 mil habitantes não deveriam ter vice prefeito, no caso de improbidade administrativa do prefeito ou qualquer outro impedimento, assumiria o presidente da Câmara Municipal ou o vereador mais votado.
    Outro ponto de vista é que tem vereadores demais, nessas pequenas cidades, deveriam diminuir o número para no máximo 5 vereadores. Mas vai mexer nisso. Hô Brasil pra sustentar saúvas.

    1. Prezada, está cidade tem mais que 10 mil habitantes. E sim há uma necessidade de ter um vice-prefeito em qualquer cidade!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Colégio Porto: eleição de Grêmio Estudantil estimula exercício da democracia

Foto: Divulgação

Incentivar o exercício da democracia também é um dos papéis da educação. Por isso, o Colégio Porto deu início ao processo eleitoral que vai escolher um grupo de estudantes para estar à frente do Grêmio Estudantil Débora Seabra, instituição que vai representar os alunos dentro da escola.

O Grêmio será responsável por desenvolver ações que promovam melhorias na interação, no desempenho e no equilíbrio do ambiente escolar em termos de saúde, esporte, cultura e lazer. Os estudantes vão fazer a escolha de forma democrática, em um sistema de informática que simula a urna eletrônica. O período de campanha acontece entre os dias 09 e 13 de março e a eleição está marcada para o próximo dia 17. Os alunos vão ter a oportunidade de conhecer propostas e debatê-las.

“Esse processo é importante para que os jovens compreendam qual o seu papel na política enquanto cidadãos. Muitas vezes, esse é o primeiro contato deles com um processo democrático de escolha de um representante antes da eleição para cargos públicos. Incentivar esse exercício é contribuir para tornar a democracia mais forte”, explicou a diretora pedagógica do Colégio Porto, Ana Cristina Dias.

Homenagem

O Grêmio do Colégio Porto recebeu o nome da professora Débora Seabra, potiguar que é a primeira educadora com síndrome de Down do Brasil. Na cerimônia de fundação, que aconteceu em fevereiro, Débora Seabra falou sobre inclusão e fez um apelo aos alunos para que o grêmio dê espaço para a incluir a todos, na condição de instituição representativa dos estudantes da escola. Escritora, palestrante, professora e ganhadora do prêmio Darcy Ribeiro de Educação, Débora é reconhecida em todo o país como exemplo de inclusão e superação. Em 2014, proferiu discurso na ONU e já recebeu diversas comendas, Brasil afora, por sua atuação em favor das pessoas com deficiência.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Auditoria da Organização dos Estados Americanos(OEA) comprova fraude na eleição da Bolívia

O pleito fraudado, em 20 de outubro, reelegeu Evo Morales –que, pressionado pelas Forças Armadas após protestos da população, renunciou em 10 de novembro. Foto: Reuters

Quase 45 dias depois de um pleito marcado por idas e vindas e acusação de fraude, a OEA (Organização dos Estados Americanos) concluiu que houve “ações deliberadas para manipular os resultados das eleições” de 20 de outubro na Bolívia, incluindo alteração e queima de atas de votação e falsificação de assinaturas.

As conclusões estão detalhadas no relatório final da entidade, divulgado nesta quarta-feira (4), que afirma que uma série de “ações e omissões” durante o processo eleitoral “impactaram a certeza, a credibilidade e a integridade dos resultados”.

Entre as “ações deliberadas” para interferir no resultado final do pleito, o texto aponta a “paralisação intencional e arbitrária” do sistema eletrônico de divulgação da contagem de votos, o uso de servidores não previstos na infraestrutura tecnológica, aos quais foram desviados dados de “maneira intencional”, e a queima de atas e “mais de 13.100 listas de eleitores” que estavam aptos a votar —o que impede a conferência e a contagem dos votos.

O documento lista ainda uma série de “irregularidades graves”, que os auditores classificam como ações em que “não está claro se houve ou não intenção de manipular” a eleição, mas que certamente causaram “sérias violações” à integridade do processo.

Essas irregularidades incluem a falta de conservação adequada de documentos e o acesso pouco controlado ao sistema eletrônico de dados.

Além desses problemas, os auditores apontam, separadamente, os erros “sem indícios de intencionalidade” e os “indícios” de “comportamentos anormais” que podem também ter comprometido os resultados divulgados.

“As manipulações e irregularidades não permitem ter certeza sobre a margem de vitória [de Evo Morales em relação a Carlos Mesa]. Ao contrário, a partir da esmagadora evidência encontrada, é possível afirmar que houve uma série de operações dolosas destinadas a alterar a vontade expressa nas urnas”, escrevem os auditores.

Pelo Twitter, o ex-presidente Evo Morales, que está asilado na Cidade do México, citou uma análise feita por estatísticos de várias universidades, incluindo as de Harvard e Massachusetts, que, segundo ele, “negam a existência de fraude na Bolívia”, “exigem que a OEA retire suas declarações enganosas” e pedem que a União Europeia “investigue o organismo e rechace o golpe e as violações de direitos humanos” no país.

Na mesma rede social, a autoproclamada presidente interina, Jeanine Añez, escreveu que o relatório final da OEA “comprova as razões pelas quais tivemos que cancelar as eleições e convocar novas”.

O direitista Luis Fernando Camacho, uma das principais lideranças a pressionar pela renúncia de Evo, foi o mais enfático na comemoração: “Confirmado! Hoje foi um dia cheio de bênçãos! Quem disse que seria fácil Mas o que resta é fé!”, publicou também em uma rede social.

Na semana passada, Camacho anunciou formalmente sua intenção de concorrer à Presidência nas próximas eleições, que ainda não foram marcadas pelo governo interino de Añez.

Em novembro, após uma auditoria preliminar, o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, já havia pedido a anulação do pleito que deu vitória (e o quarto mandato) a Evo Morales.

Na época, ele instou o governo a convocar novas eleições —mas o então presidente renunciou no dia seguinte, pressionado pelos militares e pelas manifestações nas ruas.

Evo foi substituído pela então senadora Jeanine Añez, que se autodeclarou presidente interina aproveitando o vácuo de poder, mas sem votação formal no Congresso.

Desde as eleições, o país enfrenta uma onda de protestos que deixaram pelo menos 33 mortos e centenas de feridos.

PRINCIPAIS PROBLEMAS APONTADOS PELA OEA

Ações deliberadas de manipulação 
Atos dolosos com objetivo de fraude.
Relatório cita atas de votação queimadas, assim como listas de eleitores habilitados, o que impediu a comparação entre os votos de cada eleitor e o que foi computado na contagem

Irregularidades graves 
Dolo não é claro, mas atos viabilizam fraudes.
Houve desvio de algumas atas no percurso entre a seção e o centro de apuração

Erros 
Equívocos ou negligência que podem ter facilitado a manipulação.
Em ao menos 37 atas, o número de votos era diferente do número de pessoas que votaram

Indícios 
Análises estatísticas que apontam resultados improváveis.
Na apuração dos 5% finais, o número de votos a favor de Evo Morales aumentou de forma ‘massiva e inexplicável’

Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. Fico imaginando como não foi na Venezuela .O pilantra do Maduro não aceitou auditoria na eleição,pq a mesma estava podre de tanta fraude…

  2. Onde essa esquerdalha está é corrupção, roubo e fraude. Só Aqui que o comandante é o mais honesto do mundo, memo assim os EUA patrocinou, infiltrando Palocci, Delcídio Amaral, Odebrecht, oas, Camargo correia e jbs… E outros que denunciaram o luladrão, mas ele é inocente. Kkkkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *