Uber Transit: app ganha função que mostra transporte público no Brasil

Uber Transit vai mostrar transporte público no Brasil — Foto: Divulgação/Uber

A Uber anunciou diversas novidades para seu aplicativo de corridas e para o Uber Eats nesta quinta-feira (26), durante um evento em São Francisco, nos Estados Unidos. Para os usuários no Brasil, as principais mudanças são a chegada do Uber Transit, recurso que vai mostrar as melhores opções de transporte em tempo real, incluindo transporte público, e uma nova versão do app que integra os serviços de corrida com o Uber Eats.

Além disso, a empresa revelou novas funções de segurança para o aplicativo, de forma que motoristas e usuários se sintam mais tranquilos durante uma corrida. A companhia também deu mais informações sobre a chegada de seus programas de fidelidade para usuários e motoristas. A seguir, conheça todos os lançamentos da Uber para o Brasil e outras regiões.

A principal novidade para brasileiros é o Uber Transit. O serviço oferece informações em tempo real sobre transporte público (ônibus, trens e metrôs) no app da Uber. Assim, o usuário pode ver quais são as melhores opções para seu trajeto naquele momento, considerando tempo e preço. Se decidir que chamar um Uber é a melhor solução, pode fazê-lo rapidamente no aplicativo. Por enquanto, no Brasil, o recurso estará disponível apenas na cidade de São Paulo e vai ser liberado aos poucos nas próximas semanas.

O objetivo da Uber com a função é justamente facilitar a vida do usuário, visto que a empresa não ganha nada caso o passageiro decida que o transporte público é a melhor opção. Com relação ao pagamento, caso escolha transporte público, o usuário deverá pagar como de costume. A única cidade em que está disponível a opção de pagamento pelo próprio app é Denver, nos Estados Unidos. Por enquanto, não há previsão de trazer esse método de pagamento para o Brasil e o lançamento da função em outras cidades do país ainda vem sendo estudado.

Além disso, a companhia revelou que pretende reunir todos os seus serviços em um único aplicativo. Assim, o usuário não precisa ter um app exclusivo para o Uber Eats em seu celular. A nova versão do programa estará disponível nas próximas semanas em diversos países, incluindo o Brasil. Vale ressaltar que o aplicativo Eats vai continuar funcionando normalmente por enquanto.

Outra novidade que chega às cidades de São Paulo e Rio de Janeiro é um recurso que orienta os passageiros a verificarem a presença de ciclistas ao entrar ou sair do carro. Quando o ponto de chegada for perto de uma ciclovia, o usuário vai receber uma notificação para que possa fazer um desembarque seguro.

Novos recursos de segurança

Durante o evento, a Uber ainda revelou outras novidades que devem demorar um pouco mais para chegar ao Brasil, como as novas funções de segurança. Além da possibilidade de compartilhar seu trajeto em tempo real, os usuários nos Estados Unidos agora podem falar com a polícia pelo aplicativo por mensagens de texto, caso tenham algum problema durante a corrida. Assim, o serviço tem acesso à sua localização, dados do carro e outras informações sobre o trajeto.

Outra novidade é que agora o aplicativo do motorista checa a foto do piloto de tempos em tempos para garantir que terceiros não usem o app de forma indevida. Somente após a verificação, o motorista fica online e pode aceitar corridas pela Uber. Já a seção “Ajuda” agora está disponível durante a viagem. Antes, era preciso esperar chegar ao destino para relatar problemas com a corrida.

Os PINs para verificação de corridas também são um novo recurso de segurança que garante que o usuário está entrando no carro certo. Antes de iniciar a corrida, o passageiro precisa informar o número do seu PIN ao motorista. Há ainda a possibilidade de transmitir o PIN de forma wireless quando o piloto estiver se aproximando do local de início da viagem.

Programas de fidelidade e assinatura

Durante o evento, a Uber prometeu expandir o Uber Reward, seu programa de fidelidade, para outros países, incluindo o Brasil, até o final do ano. Com ele, os usuários acumulam pontos conforme usam o serviço e podem trocar por descontos nas corridas da Uber ou nos pedidos do Eats. Além dos passageiros, os motoristas brasileiros também ganharam um programa de benefícios: o Uber Pro tem a promessa de oferecer mais vantagem e economia para os parceiros. O projeto estava em testes em Curitiba, Fortaleza e São Paulo e agora chega para todos os motoristas.

Para os usuários dos Estados Unidos, a Uber ainda revelou o Uber Pass, um serviço de assinatura que oferece diversas vantagens. Com ele, o usuário paga um valor por mês e tem acesso a benefícios, como bicicletas da Jump ou frete grátis e descontos nos restaurantes do Uber Eats.

Mudança no Uber Eats

Já para o Uber Eats, uma das novidades que chega para todo mundo é uma ferramenta que reduz o uso de descartáveis. Agora, o usuário precisa especificar que deseja talheres durante o pedido. O objetivo da empresa com essa ação é reduzir o volume de lixo gerado pelas compras no app. Além disso, nos EUA, o aplicativo ainda ganhou um filtro de alergia para que o usuário possa indicar alimentos que tem restrição de consumo. A função também não tem previsão de chegada ao Brasil.

Globo, via Techtudo

 

AGN-RN oferecerá crédito a motoristas de transporte por app para conversão em GNV

A Agência de Fomento vai conceder crédito para que os condutores possam realizar a conversão dos veículos para Gás Natural Veicular (GNV)

Em reunião na sede da Agência de Fomento do RN (AGN-RN), discutida a possibilidade de concessão de financiamentos aos motoristas do Rio Grande do Norte que atuam em empresas de transporte por aplicativo. A expectativa é que os primeiros contratos sejam assinados até o próximo dia 8 de outubro.

O encontro reuniu a diretora-presidente Márcia Maia e o diretor de operações Edilson Fernandes, ambos da AGN, com presidente da Associação dos Motoristas Autônomos de Aplicativos (AMAPP-RN), Evandro Henrique, e a vereadora de Natal, Nina Souza.

Na oportunidade, foi discutida a efetivação de um esforço da Agência para a concessão de financiamentos por meio do programa Microcrédito do Empreendedor Potiguar a motoristas que atuam através de transporte por aplicativos. A AGN vai conceder crédito para que os condutores possam realizar a conversão dos veículos, de gasolina para Gás Natural Veicular (GNV).

O combustível, inclusive, de acordo com a última pesquisa de preços divulgada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), garante ao motorista potiguar uma economia de até 42% em relação à gasolina. Quando o comparativo é com o etanol, o número sobe para 49%. Além de mais barato, a autonomia do GNV é maior do que a dos demais combustíveis.

“No momento em que a crise alcança as pessoas nos mais diversos segmentos, a possibilidade de atender categorias diversas mostra a sensibilidade da gestão à frente da Agência de Fomento com o objetivo de permitir às pessoas que desejam empreender, seja por necessidade ou por vocação, possam encontrar as melhores condições”, afirma a diretora-presidente da AGN, Márcia Maia.

A expectativa é que os primeiros contratos possam ser assinados e os financiamentos liberados durante o Encontro Potiguar de Motoristas de Aplicativos de Natal no próximo dia 8 de outubro.

O crédito por meio do programa pode chegar até R$ 3 mil com um parcelamento em até 12 meses para microempreendedores informais e até R$ 6 mil com parcelamento em até 24 meses para motoristas formalizados como Microempreendedor Individual (MEI). Os contratos, em ambos os casos, terão ainda um bônus de adimplência, ou seja, pagou em dia, o juro é de 0%.

Atualmente, apenas na Grande Natal, a estimativa é de que cerca de 7 mil pessoas atuem como motoristas em empresas de transporte por aplicativo. Deste número, apenas pouco mais de 15% está formalizado.

Vantagens da formalização

Ao se tornar um MEI, o motorista terá algumas vantagens, como a cobertura previdenciária, auxílio-doença, aposentadoria por idade ou invalidez e auxílio-maternidade, entre outros. Os profissionais nessa categoria jurídica passam a pagar mensalmente um imposto fixo de R$ 54 e poderão abrir conta corrente empresarial. O faturamento máximo da categoria é de R$ 81 mil anualmente, o equivalente a R$ 6.750 por mês.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raphael disse:

    Privatiza a potigas e num estante baixa esse gnv

  2. JRibeiro disse:

    A POTIGÁS já pensou em baixar o preço do gás natural veicular para que os motoristas possam economizar com esse tipo de combustível, porque ninguém quer pagar $ 3,70 por m3 de gás nas bombas. Engraçado que o nosso GNV nunca baixou de valor sempre subindo e ninguem faz nada..Com a palavra as autoridades constituídas !!!

Aplicativo permite ao usuário encontrar voos e hospedagens com os melhores preços

Pesquisando passagens aéreas no Wego — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Wego é um aplicativo de buscas de passagens aéreas e hotéis para Android e iPhone(iOS). O app permite ao usuário encontrar voos e hospedagens com os melhores preços pelo celular. É possível aplicar filtros para localizar exatamente o que está procurando de forma simples e rápida. O pagamento deve ser realizado no cartão de crédito.

No tutorial a seguir, como usar o app Wego para encontrar passagens aéreas e hotéis baratos pelo celular. O procedimento foi realizado em um Moto G7 Play com Android 9.0 (Pie), mas as dicas também valem para outros aparelhos com o sistema do Google ou da Apple.

Como encontrar passagens aéreas

Passo 1. Baixe e instale o app Wego em seu celular. Após abri-lo, toque em “Voos”. Na tela de busca, selecione se você quer passagens de ida e volta, só de ida ou para várias cidades (multicidades). Logo abaixo, defina o local de embarque e de destino, bem como a data da sua viagem e número de pessoas e classe. Feito isso, toque em “Pesquisar voos”;

Passo 2. Na parte superior da tela de resultados, você pode alterar a ordem em que os voos são exibidos, aplicar filtros e configurar alertas de preços. Após configurar os filtros desejados, localize o voo desejado e toque sobre ele para ver os detalhes. Por fim, selecione o serviço que você quer comprar e toque em “GO” para acessar a página de pagamento.

Clique para comprar uma passagem aérea com o Wego — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Como encontrar hotéis

Passo 1. Na tela principal do Wego, toque em “Hotéis”. Em seguida, preencha as informações necessárias — cidade, data de check-in e check-out, número de pessoas e de quartos e se a pesquisa deve incluir casas e moradias. Feito isso, toque em “Pesquisar Hotéis”, na parte inferior da tela;

Selecione as opções e pesquise hotéis com o Wego — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Passo 2. Na parte superior dos resultados, você pode alterar a ordem em que os hotéis são exibidos, aplicar filtros e ver a localização das opções no mapa. Após configurar os filtros desejados, localize o hotel desejado e toque sobre ele para ver os detalhes. Por fim, selecione o serviço que você quer comprar e toque em “GO” para acessar a página de pagamento.

Selecione para comprar uma hospedagem com o Wego — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Pronto! Aproveite as dicas para encontrar passagens aéreas e hotéis baratos no app Wego e economizar.

Globo, via Techtudo

Aplicativo de sucesso entre adolescentes é usado para divulgar pornô e golpes de diversos tipos

Golpes no TikTok direcionam usuário para sites adultos e contas falsas — Foto: Divulgação/TikTok

O TikTok, aplicativo de vídeos e dublagens para Android e iPhone (iOS), tem sido usado por criminosos para aplicar golpes de diversos tipos, como redirecionamento para sites de conteúdo adulto e compra de seguidores. A informação consta em relatório divulgado pela empresa de cibersegurança Tenable nesta quarta-feira (14). Segundo o documento, o app também está repleto de contas falsas de famosos.

“Dada a ascensão meteórica de popularidade do TikTok, não é surpresa nenhuma que golpistas tomassem conhecimento [dele]”, disse Satnam Narang, pesquisador da Tenable. Ele conta que começou a rastrear golpes no TikTok em março, quando o app ultrapassou a marca de um bilhão de instalações, superando redes sociais como Facebook e Instagram. Vale lembrar que a plataforma é muito popular, principalmente, entre crianças e adolescentes — nos EUA, por exemplo, 60% dos 500 milhões de usuários do aplicativo são de 16 a 24 anos. “Até o momento, porém, esses golpes parecem estar em estágio inicial”, atestou.

A ByteDance, empresa responsável pelo TikTok, disse que removeu todas as contas mencionadas no relatório da Tenable, mas não informou o número de perfis apagados ou o quão predominantes são os golpes descritos no documento.

“O TikTok tem práticas rígidas de proteção do usuário contra conteúdos falsos, fraudulentos ou enganosos. Marcamos e removemos a maior parte das contas de spam antes que elas cheguem ao feed dos usuários, e continuamente aprimoramos nossas medidas de segurança, até mesmo quando agentes maliciosos trabalham para escapar de nossas proteções”, afirmou uma porta-voz da empresa.

Entenda os golpes

Segundo o relatório da Tenable, um dos golpes envolvia o roubo de vídeos que mostravam mulheres dançando de biquíni ou fazendo exercícios físicos, publicados originalmente no Instagram ou Snapchat. As filmagens redirecionavam o usuário do TikTok para uma conta do Snapchat, prometendo fotos e vídeos de nudez.

Mais tarde, usando esses mesmos perfis, os golpistas levariam os espectadores a sites de conteúdo pornográfico por assinatura, ganhando dinheiro a cada clique e cadastro de novos membros “premium”. De acordo com o documento, essas contas fraudulentas teriam, em média, 650 seguidores e receberiam mais de 1,7 mil curtidas em seus vídeos. O perfil mais popular descoberto por Narang, por exemplo, tinha mais de 12,3 mil seguidores.

Outra tática usada pelos criminosos consistia em se passar por influenciadores do TikTok ou celebridades para aplicar golpes. Promessas de um rápido aumento de seguidores em troca de dinheiro também estavam entre as fraudes recorrentes no app.

Globo, via Techttudo, CNET e MediaKix

 

App Store, da Apple, chega à marca de 40 bilhões de downloads

Os proprietários de iPhones, iPads e iPods Touch já fizeram o download de mais de 40 bilhões de aplicativos na App Store, da Apple, desde julho de 2008, quando a loja virtual de aplicativos foi inaugurada. Os números impressionantes não param aí: a loja tem hoje 500 milhões de usuários ativos, em 155 países, e só no ano passado eles fizeram 20 bilhões de downloads, metade do total registrado até hoje, segundo o

comunicado oficial da Apple divulgado hoje.

O mês de melhor desempenho foi justamente o passado, dezembro. É tradição de fim de ano – os downloads são impulsionados pelas vendas de Natal dos aparelhos iOS – e os novos donos contribuíram para o total de 2 bilhões de apps baixados, recorde já registrado em um só mês.

Os números da Apple não levam em conta as atualizações dos aplicativos já instalados em um aparelho, apenas novos apps baixados. Hoje, de acordo com a Apple, já são mais de 775.000 aplicativos diferentes para os aparelhos iOS disponíveis na loja – eram 15.000 quando a loja foi aberta, há 4 anos e meio. Do total, 300.000 estão adaptados para os iPads.

iOS x Android

Embora os números da Apple sejam grandiosos, já há previsões de que o Google Play, do Google, a loja que concentra apps, livros, músicas e filmes para os aparelhos móveis que rodam o sistema operacional Android, irá ultrapassar a App Store em número de aplicativos ainda neste ano, por volta de junho.

Até lá, de acordo com o portal The Sociable, a Google Play deverá estar hospedando algo em torno de um milhão de apps. Os downloads já ultrapassaram a marca dos 30 bilhões.

As centenas de marcas, modelos e formatos de aparelhos Android disponíveis no mercado fizeram o sistema operacional do Google ter ultrapassado, e muito, o iOS em termos de vendas. O Android tem hoje 75% do market share nos EUA, frente a cerca de 15% do iOS,mostra esse artigo do portal Cnet.

Ao mesmo tempo que o fato impulsiona os downloads e o crescimento do Google Play, é responsável pela fragmentação intensa, o principal problema da plataforma – há usuários que ainda usam aparelhos com as velhas versões 1.5 e 1.6 do sistema operacional, de 2008, e outros que já estão na 4.2, a mais atual do Android, passando por 2.1, 2.2, 2.3. 3.1, 3.2, 4.0 e 4.1.

Nem todos os aparelhos são atualizáveis, o que depende de fabricantes e operadoras, e nem todos os apps funcionam em todas as versões. Em resumo, uma confusão.

Estadão

[VÍDEO] Hacker russo mostra como burlar pagamentos nos apps do iPhone

O jailbreak para iOS já tem ferramentas que permitem que pessoas baixem gratuitamente aplicativos que são pagos, de forma ilegal. Mas um hacker russo descobriu um método para burlar outro sistema de segurança: o de compras dentro de aplicativos. Esta fraude, no entanto, é ainda mais sofisticada, e não exige nem mesmo o jailbreak do aparelho.

O hacker responsável é identificado apenas como ZonD80, e a suspeita é de que ele seja um desenvolvedor de aplicativos para a plataforma da Apple. O método, criado por ele e ilustrado por um vídeo seu no YouTube, envolve a instalação de dois certificados assinados digitalmente no dispositivo iOS, além da alteração do DNS da conexão Wi-Fi. Depois disso, toda vez que o usuário tentar comprar um item dentro de um aplicativo, um aviso para curtir a página dohacker aparece. Depois de tocar em “Curtir”, a compra é ativada automaticamente.

As compras dentro de aplicativos são fontes de renda não só de desenvolvedores de programas gratuitos como pagos também. Os donos dos apps podem, com o método dohacker, perder muito sinheiro se uma grande quantidade de usuários resolverem se utilizar da trapaça. Mas é importante que a Apple tome conhecimento da façanha rapidamente, para poder reparar o hack em breve.

Um aviso no blog do desenvolvedor diz que o serviço está inativo devido a uma grande onda de acessos, mas que ele planeja ativá-lo novamente em breve.

Confira o vídeo onde o desenvolvedor mostra o funcionamento do seu hack:

Fonte: 9to5Mac