Cientistas brasileiros testaram com sucesso droga que combate a aids contra o coronavírus Sars-CoV-2 em laboratório

Foto: AFP

Uma droga usada no tratamento de pessoas com Aids se tornou uma esperança para o combate à Covid-19. Cientistas brasileiros testaram com sucesso contra o coronavírus Sars-CoV-2 em laboratório o antirretroviral fumarato de tenofovir desoproxila, empregado contra o HIV. Dentro de duas semanas, ele deve começar a ser testado em pacientes com Covid-19 de baixa e média gravidade.

O tenofovir não faz parte da lista de drogas selecionadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para testes em larga escala no mundo. Mas um grupo de cientistas de São Paulo descobriu que sua composição o torna um candidato em potencial para combater o Sars-CoV-2.

Ele tem a capacidade de se ligar num trecho específico de uma proteína importante para o coronavírus se multiplicar dentro de células humanas infectadas, explica Eurico Arruda, professor titular de virologia da Faculdade de Medicina da USP em Ribeirão Preto e um dos autores do estudo.

O trabalho começou quando o pesquisador Norberto Lopes, do Núcleo de Apoio a Pesquisa em Produtos Naturais e Sintéticos (NPPNS), da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP de Ribeirão Preto, viu que a estrutura química do tenofovir o tornava promissor contra o Sars-CoV-2. Lopes estuda há anos formas de simplificar e baratear síntese no Brasil de antirretrovirais usados no tratamento da Aids, conhece bem sua estrutura, e trabalhou no projeto em associação com Giuliano Clososki, também da Faculdade de Ciências Farmacêuticas.

Arruda e Luis Lamberti da Silva, que também é da Faculdade de Medicina, testaram a droga contra Sars-CoV-2 em cultura e verificaram que o tenofovir inibia a produção de vírus, por emperrar o mecanismo de multiplicação do coronavírus.

Emperrado, sua replicação fica ineficiente, e a infecção não vai adiante. Em cultura de células, a droga conteve o causador da Covid-19, e o passo seguinte é descobrir se o sucesso no laboratório se repete em pacientes — não custa lembrar que muitas substâncias fracassam nessa etapa.

Os testes clínicos com doentes de Covid-19 serão realizados em parceria com o Hospital São José de Doenças Infecciosas, em Fortaleza. A instituição do governo estadual do Ceará participa de estudos contra a Covid-19 e se interessou pelo tenofovir.

Em duas semanas

Após receber a autorização da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), diz Arruda, os testes com pacientes devem ser iniciados dentro de duas semanas num projeto com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Os testes devem ser realizados com pacientes cujo quadro ainda não evoluiu para a chamada tempestade imunológica, quando o ataque descontrolado do sistema de defesa se torna mais grave do que a ação do coronavírus em si. São pacientes de leve e média gravidade, mas que poderiam ter o avanço da doença revertido por medicamentos.

Será testado tanto o tenofovir sozinho quanto em combinação com outro antirretroviral chamado entricitabina. Os dois já são usados juntos no coquetel anti-Aids cujo nome comercial é truvada.

— Nenhuma dessas drogas de uso redirecionado é a solução para a Covid-19. Mas, potencialmente, podem ajudar muito os doentes num momento em que não existe tratamento específico, vacina, e o Brasil já passa do meio milhão de infectados — frisa Arruda.

Extra – O Globo

Ministro da Infraestrutura aposta no sucesso na venda de aeroportos

Foto: © Fernando Frazão/Agência Brasil

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse nesta segunda-feira (25) que aposta no sucesso do programa de concessões de aeroportos públicos à iniciativa privada. Para o ministro, o projeto de transferir os 43 terminais hoje administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) à iniciativa privada não será afetada pelas consequências econômicas da pandemia da covid-19.

“Por mais surpreendente que possa parecer, digo que nós vamos arrebentar na venda de aeroportos”, disse Freitas durante seminário virtual com investidores do banco Santander, realizado esta manhã (25).

“[Vai ter quem diga] “Como assim? O mercado aéreo parou e vocês vão vender aeroportos?”. E eu respondo, vamos. E vamos vender pra caramba. Vamos vender muito. Vamos vender os 43 aeroportos. Por uma razão simples, ousadia”, disse o ministro, destacando que a oferta brasileira atrairá investidores estrangeiros em busca de boas oportunidades de negócios.

“Todo mundo está tirando aeroportos da praça e nós vamos colocá-los. Seremos praticamente vendedores exclusivos no mundo. Nossos ativos são excelentes e o setor vai retomar [as atividades]”, disse Freitas, acrescentando que, “além de oportunidades atrativas não só em aeroportos, mas em toda a infraestrutura nacional, o Brasil vem criando as condições para oferecer maior segurança aos negócios”.

“Lógico que [o setor aéreo] é o mais atingido pela crise e é o mais vulnerável a uma questão comportamental, mas tanto nós [o governo], quanto as empresas aéreas, vamos vir com os protocolos, os procedimentos de segurança e, então, aos poucos, o movimento vai ser retomado”, apostou Freitas, garantindo que o governo vai extinguir a obrigatoriedade de que 15% do capital do grupo econômico que assuma um aeroporto pertença a uma empresa aeroportuária.

“Vamos acabar com a restrição, permitindo que qualquer um possa operar um aeroporto com o suporte de um operador aeroportuário. Isto abre espaço para os fundos de investimento, fundos de pensão, fundos soberanos. O que já está repercutindo bem no mercado”, disse o ministro, confirmando a realização da sexta rodada de concessão para o primeiro trimestre de 2021, provavelmente, para o dia 21 de março.

Ofertas

A previsão é ofertar, na sexta rodada, 22 aeroportos agrupados em três blocos regionais com as configurações Bloco Sul: aeroportos de Curitiba; Foz do Iguaçu (PR); Londrina (PR); Bacacheri (PR); Navegantes (SC); Joinville (SC); Pelotas (RS); Uruguaiana (RS) e Bagé/RS. Bloco Central: aeroportos de Goiânia; Palmas (TO); Teresina (PI); Petrolina (PE); São Luís (MA) e Imperatriz (MA). Bloco Norte: aeroportos de Manaus; Tabatinga (AM); Tefé (AM); Rio Branco e Cruzeiro do Sul (AC); Porto Velho e Boa Vista.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), antes da crise causada pela pandemia, esses terminais respondiam pela movimentação de 11% de usuários de transporte aéreo. Em 2019, foram 23,9 milhões de embarques e desembarques.

“E já na sequência a gente vem com os aeroportos da sétima rodada, como Congonhas (em SP) e Santos Dumont (no Rio de Janeiro). Quem vai deixar de fazer negócios em Congonhas ou no Santos Dumont? Na Rodovia Presidente Dutra? No Porto de Santos? Então, temos portfólio, excelentes artigos e sofisticação na estruturação [dos contratos], pela forma como estamos tratando o risco, de forma cada vez mais equilibrada”, acrescentou o ministro, citando outros setores além do aeroportuário para reforçar as razões de seu otimismo.

“Estamos muito confiantes. E essa confiança não é desarrazoada. Ela nasce das conversas que temos tido com os investidores. Sabemos que estamos no caminho certo e vamos começar a perceber isso com os primeiros leilões bem-sucedidos. E vamos caminhando a passos lentos para atingir nossa meta de R$ 239 bilhões”, disse Freitas, garantindo que não faltará linhas de créditos. “Há que se ressaltar que não vai faltar crédito para a infraestrutura. A própria iniciativa do BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] de atuar na questão das garantias, nesse momento em que o banco está fornecendo linhas de crédito para os diversos setores atingidos, preserva parte do capital para esses projetos de infraestrutura”.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão pagador de impostos disse:

    Vender qualquer bem público nesse momento é um ato criminoso. Vai vender a preço de banana

  2. Luiz disse:

    E essa bucha de São Gonçalo? Sinceramente, tenho pena de quem comprar aquele elefante branco.

VÍDEO: Êxito da reunião de Bolsonaro com governadores reduz termômetro de eventual impeachment, destaca analista da CNN

Além dos chefes estaduais, participaram do encontro virtual, os ministros: Paulo Guedes (Economia), Fernando Azevedo (Defesa), Braga Netto (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Jorge Oliveira (Secretaria-Geral).

Os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) também discursaram na reunião.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse que a reunião foi um “momento histórico na reconstrução do país”. Alcolumbre também disse repetidamente que, “diferente do que muitos pensam ou falam”, não há uma divisão entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

“Além dos R$ 60 bilhões (em repasses diretos), a gente também conseguiu, com apoio do governo federal, inserir cláusulas importantes”, apontou, referindo-se à suspensão do pagamento das parcelas da dívida dos entes federados com a União, que ele estimou em R$ 49 bilhões. “A gente conseguiu, nessa conciliação dentro do projeto, inserir segurança jurídica.”

O presidente do Senado disse que a “fotografia” do encontro desta quinta-feira mostrará a união entre os Poderes. “A fotografia e a sanção desse projeto servirão para todos que insistem em nos dividir. Eles perderão porque estamos unidos com o povo brasileiros, todos os Poderes, para enfrentar a maior crise sanitária da história do Brasil.”

Rodrigo Maia elogia reunião com Bolsonaro e fala em ‘união de todos’

Rodrigo Maia foi ao Twitter dizer que a reunião de hoje com Jair Bolsonaro e governadores foi “muito importante”.

O presidente da Câmara falou em “união de todos” no enfrentamento à pandemia.

“Muito importante a reunião hoje com o Presidente da República para a sanção do projeto de socorro a Estados e municípios nesta pandemia. A união de todos para o enfrentamento ao coronavírus é a sinalização mais importante.”

Com CNN,  Estadão e O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    O bafo no cangote do presidente está fzdo efeito. As 800 mortes que o senhor disse que seraim no máximo no Brasil em todo ano, acontece todo dia e sua conta está sendo calculada.

  2. Webrevenger disse:

    A calmaria antes da tempestade

  3. Carlos André disse:

    Nada que a CNN notícia devemos levar em conta.

  4. Nraulio Pinto disse:

    Esse Bolsonaro paz e amor é só estratégia para evitar o impeachment. Se abrir a boca volta tudo. Nas próximas declarações de Bolsonaro na reunião do cercadinho do palácio, a temperatura sobe de novo.

Badalada Live do Sol & Lua rende R$ 10 mil em dinheiro, 108 cestas básicas prontas e meia tonelada de itens diversos; empresária promete novo evento

Foto: Reprodução/Blog Gláucia Lima

A badalada live do Sol & Lua, da empresária Lilia Saldanha que aconteceu no último domingo, 03 de maio, rendeu R$ 10 mil em dinheiro, 108 cestas básicas prontas e MEIA TONELADA de itens diversos que serão transformados em novas cestas básicas. A informação é do Blog Gláucia Lima. Confira aqui post completo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ojuara disse:

    Tem que fazer doação mesmo, a quem sempre deu e fez a felicidade de muita gente. Kkkkkk
    Agora no retorno se preparem que a galera vem com tudo, e esse tempo todo de recesso o pessoal tá zero bala. Kkkk

Vacina contra coronavírus é testada com sucesso em macacos, diz laboratório

Material usado na pesquisa de uma vacina para o Covid-19, em imagem de 26 de março de 2020 — Foto: Douglas Magno/AFP

Uma vacina experimental contra o novo coronavírus apresentou pela primeira vez resultados promissores quando aplicada em um grupo de macacos, segundo o laboratório chinês Sinovac Biotech, que fez o experimento nesta sexta-feira (24). A informação é da agência de notícias France Presse.

Os resultados ainda precisam ser validados pela comunidade científica.

Para chegar a uma vacina efetiva, os pesquisadores precisam percorrer diversas etapas, passando por testes pré-clínicos, que podem ser in vitro ou em animais; e depois para os ensaios clínicos. Estima-se que uma vacina eficaz levará entre 12 e 18 meses para ser produzida.

Um balanço da Organização Mundial de Saúde (OMS), com dados até 20 de abril, aponta que até agora ao menos 76 pesquisas de vacinas estão em andamento em todo o mundo – 71 em fase pré-clínica e 5 em fase clínica.

Nesta sexta, a OMS anunciou o lançamento de uma iniciativa colaborativa para medicamentos, testes e vacinas contra a Covid-19. Segundo a OMS, a iniciativa – chamada de Access to Covid-19 Tools Accelerator, ou o ACT Accelerator –, irá tornar as tecnologias contra a doença “acessíveis a todos que precisam delas, no mundo inteiro”.

Os testes da vacina contra Covid-19 em macacos

Usando patógenos inertes do vírus que causa a Covid-19, a vacina foi ministrada em oito macacos Rhesus, que depois foram contaminados artificialmente, de acordo com os resultados do estudo, publicado pelo gigante farmacêutico Sinovac Biotech.

“Os quatro macacos que receberam a vacina em alta dose não tinham vestígios do vírus nos pulmões sete dias após a contaminação”, afirmou o laboratório.

Outros quatro macacos, que receberam a mesma vacina, porém em doses mais baixas, apresentaram maior carga viral no corpo. Este grupo também conseguiu resistir à doença.

“Estes são os primeiros dados sérios que eu vejo sobre uma vacina experimental”, disse Florian Krammer, virologista da Escola de Medicina Icahn em Nova York, no Twitter.

“A questão é se essa proteção dura muito tempo”, questionou a imunologista Lucy Walker, da University College London.

Além do experimento do Sinovac, Pequim aprovou outros dois testes de vacina: um, em Hong Kong; e outro, em Wuhan, onde o patógeno emergiu no final do ano passado.

Testes de vacinas contra Covid-19 em humanos

Grupos farmacêuticos e laboratórios ao redor do mundo estão disputando uma corrida contra o tempo para desenvolver tratamento eficaz e uma vacina contra o Covid-19, que matou mais de 190 mil pessoas em todo mundo.

A Sinovac iniciou testes clínicos desta mesma vacina em seres humanos em 16 de abril. Consultada pela AFP, o laboratório não quis fazer comentários.

O laboratório americano Moderna também anunciou que está fazendo testes.

Nesta semana, o governo da Alemanha aprovou os primeiros testes clínicos de uma vacina contra o novo coronavírus. Duzentas pessoas saudáveis vão participar na primeira fase.

No Reino Unido, pesquisadores já testam outra vacina. Um dos cientistas da Universidade de Oxford disse que, se tudo der certo, as doses estariam disponíveis para o público no outono europeu, primavera no Hemisfério Sul. O laboratório já está produzindo a vacina em larga escala durante os testes, e assumiu o risco de jogar tudo fora se o produto for reprovado.

Etapas da vacina

Para chegar a uma vacina efetiva, os pesquisadores precisam percorrer diversas etapas. Entre elas está a pesquisa básica – que é o levantamento do tipo de vacina que pode ser feita. Depois, passam para os testes pré-clínicos, que podem ser in vitro ou em animais, para demonstrar a segurança do produto; e depois para os ensaios clínicos, que podem se desdobrar em outras quatro fases:

Fase 1: feita em seres humanos, para verificar a segurança da vacina nestes organismos
Fase 2: onde se estabelece qual a resposta imunológica do organismo (imunogenicidade)
Fase 3: última fase de estudo, para obter o registro sanitário
Fase 4: distribuição para a população

G1

Shows online de strip-tease fazem sucesso durante pandemia do coronavírus

Foto: The New York Times

Nas últimas semanas, Justin LaBoy, de 29 anos, ex-jogador de basquete que se tornou famoso nas redes sociais, e o empreendedor Justin Dior Combs, 26, filho do rapper P. Diddy, vêm usando o Instagram para oferecer apresentações ao vivo de strip-tease improvisadas.

“Se não fosse por Justin e as lives que ele organiza, eu não sei o que teria feito, como teria mantido as contas em dia ou colocado comida em casa”, disse Sasha, uma dançarina que participa dos shows virtuais.

Em boa parte do planeta, muitos bares e casas de strip-tease foram forçados a fechar praticamente de um dia para o outro. Milhares de bartenders, garçonetes e dançarinos ficaram sem renda. E como muitas outras organizações, de escolas elementares a programas de sobriedade, as casas de strip também buscaram recriar por via digital as experiências que oferecem aos frequentadores.

O Magic City, um clube de strip em Atlanta, nos Estados Unidos, começou a oferecer “’lap dances’ virtuais” por meio do Instagram Stories. O rapper Tory Lanez também começou a comandar noitadas de dança virtuais para seus 7,5 milhões de seguidores, sob o título “Quarantine Radio”.

Mas os eventos de LaBoy têm atraído um grande número de fãs fervorosos.

Músicos como The Weeknd e Diplo e muitos jogadores famosos de futebol americano e basquete, assim como influenciadores de redes sociais, são espectadores constantes. Shaquille O’Neal, Meek Mill, YG, Casanova e Lil Yachty participaram dos programas como convidados especiais.

“A ideia cresceu muito”, disse Combs. “Começou com uma transmissão conjunta em lives e se transformou nessa loucura. As pessoas me perguntam toda noite se vamos ter uma live. Justin tem seguidores devotados, quase como se liderasse um culto, e a coisa está só começando.”

LaBoy disse que a ideia de recriar a atmosfera de uma casa noturna no Instagram surgiu à 1h de certa madrugada, quando ele se sentiu entediado com o streaming ao vivo que estava fazendo para seus mais de 60 mil seguidores. “Eu pensei que precisava convocar um demônio qualquer”, disse LaBoy. “Onde encontrar alguns demônios?”

Algumas mulheres pediram imediatamente para participar como convidadas de seu stream. Seus seguidores adoraram. “Ninguém acreditava que estivéssemos fazendo aquilo de graça”, disse LaBoy. “As meninas estavam dançando, ‘twerking’, tirando a roupa toda”.

Ele começou a colocar o nome de usuário das participantes como Cash App, na tela do feed, para que os espectadores pudessem lhes enviar dinheiro. LaBoy percebeu que tinha descoberto um filão. E assim nasceu o “Respectfully Justin Show”.

CADA NOITE UM CLUBE NOVO

Horas antes do show, LaBoy começa a divulgar o evento no Instagram, com o hashtag #respectfully. Como a rede proíbe conteúdo explícito, ele cria um novo nome de usuário para cada evento. Anuncia o nome da página no Twitter, mosrtrando o horário e a data da apresentação.

”Nunca tinha visto uma página conseguir 30 mil seguidores em uma hora”, disse Combs. “Ele está fazendo coisas que eu nunca tinha visto”.

LaBoy apresenta Combs e depois relaxa começando seu stream, com uma taça de vinho, o que já se tornou meme.

“As pessoas postam fotos de taças de vinho e escrevem coisas como ‘se sua garota sabe o que isso quer dizer, ela não é sua garota’’, disse Alexis, 24, dançarina em um clube de Atlanta que se apresentou em diversos dos streams de LaBoy. “Tornou-se um símbolo do show”.

Quando LaBoy aceita a proposta de uma mulher que quer dançar, ele coloca seu nome de usuária no Cash App no topo da tela e diz aos seus seguidores que, se eles gostam do que estão vendo, melhor pagar. “O pessoal ‘traço azul’ precisa pagar”, disse ele, em referência às pessoas que têm contas verificadas no Instagram.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Arthur disse:

    Toma que seje bom

  2. Arthur disse:

    Todos5
    Todas essas

  3. Júnior disse:

    Mande os links aqui homi, ligeiro !

Bolsas da Europa e futuros de NY sobem forte após relato de sucesso de remédio contra o coronavírus

Foto: Ilustrativa

A sexta-feira aponta para um dia de ganhos nas Bolsas, após a indústria farmacêutica americana Gilead apresentar dados preliminares do sucesso do tratamento com 125 pacientes atingidos pela Covid-19 com o remédio Remdesivir. Apenas dois pacientes morreram após o uso da droga e a maioria ficou curada em questão de dias.

O estudo, contudo, não foi feito com um chamado grupo de controle, então é difícil saber se os pacientes foram realmente curados pela droga. A Gilead informou à CNN que publicará os resultados completos do estudo no final de abril.

“A melhor notícia é que a maioria dos nossos pacientes já recebeu alta, o que é sensacional. Nós tivemos apenas dois óbitos”, disse a doutora Kathleen Mullane, infectologista da Universidade de Chicago que coordenou o estudo para a Gilead, em um vídeo obtido pela CNN.

A notícia de que a droga da Gilead aparentemente é efetiva contra o coronavírus, bem como outra informação, a de que a fabricante de aeronaves Boeing finalmente retomará a produção na sua fábrica perto de Seattle em 20 de abril, deram impulso aos mercados nesta manhã.

Por volta das 6h40, futuro do índice Dow Jones subia quase 3%, enquanto o do S&P 500 tinha alta de 2,5%. A Bolsa alemã valorizava 3% e a do Reino Unido operava com um ganho de 2,4% (acompanhe a cobertura do mercado em tempo real no Telegram do InfoMoney).

Outra notícia que dá impulso aos mercados nesta sexta é o anúncio feito ontem pelo presidente americano Donald Trump de que a economia dos Estados Unidos “reabrirá” a partir de primeiro de maio, em três fases.

Trump apresentou diretrizes para o recomeço das atividades fechadas pelas quarentenas e a implementação depende dos governos estaduais, que estabelecerão os critérios para quais negócios e serviços poderão voltar a funcionar.

Ontem à noite, foi divulgado um número bastante esperado, o do PIB chinês no primeiro trimestre de 2020. Os dados mostraram que a economia teve uma contração de 6,8%, o pior resultado desde 1992, quando o país começou a publicar estatísticas trimestrais.

O número também ficou acima da estimativa da agência Bloomberg, que previa uma queda de 6%.

A notícia, no entanto, teve pouco impacto nos mercados. As Bolsas da Ásia fecharam em alta. Na China, a valorização foi de 0,66% e, no Japão, de 3,15%.

Infomoney

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lobinha disse:

    E dória, mandeta, hadad, sites petralhas o que dizem? Trastes

Sucesso no combate a Mers pode criar vacina contra novo coronavírus

FOTO: RECORD TV EMISSORAS

Pesquisadores da Universidade de Iowa e da Universidade da Geórgia, ambas instituições renomadas dos Estados Unidos, desenvolveram uma vacina que protege os ratos contra uma dose letal de Mers (síndrome respiratória do Oriente Médio), um parente próximo do coronavírus SARS-CoV2, causador da covid-19.

A vacina usa um vírus inofensivo para fornecer uma proteína do Mers nas células e gerar uma resposta imune no organismo. O sucesso do procedimento pode ser a chave para o desenvolvimento de vacinas contra outras doenças do coronavírus, incluindo a covid-19.

A equipe liderada por Paul McCray, professor de pediatria da Universidade de Iowa, e Biao He, da Georgia, testaram uma possível vacina em camundongos suscetíveis ao coronavírus Mers.

A vacina é um vírus inócuo que carrega a proteína que o vírus Mers usa para infectar células (a PIV5). Todos os camundongos vacinados sobreviveram a uma dose letal. Os resultados do estudo foram publicados em 7 de abril na revista mBio.

“Nosso novo estudo indica que o PIV5 pode ser uma plataforma útil de vacina para doenças emergentes por coronavírus, incluindo o SARS-CoV-2, o vírus que causa a pandemia contínua do COVID-19”, diz McCray.

O vírus Mers é mais mortal e fatal em cerca de um terço dos casos conhecidos, mas houve apenas 2.494 casos desde 2012, quando surgiu. Por outro lado, houve mais de 1,25 milhão de casos confirmados de covid-19 em todo o mundo desde que surgiu no final de 2019 em Wuhan, na China, e quase 70.000 pessoas morreram com a doença.

O PIV5, de acordo com os investigadores, está sendo investigado como uma vacina para outras doenças respiratórias, incluindo vírus sincicial respiratório (RSV) e influenza.

O fato de uma dose baixa da vacina ser suficiente para proteger os camundongos pode ser benéfico para a criação de um medicamento para imunização em massa.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Expedito Junior disse:

    BG divulga aquele quadro com os curados do coronavirus no mundo.

Jovem de Recife-PE cria “picalé” para o carnaval e faz sucesso nas redes sociais

Foto: Reprodução/Twitter

A foto de um picolé em formato de pênis está fazendo sucesso nas redes sociais. O “picalé” é criação da cozinheira Tayná Maísa, de 24 anos.

Em entrevista ao Delas, Tayná conta que a ideia do “ picalé ” surgiu em curso de confeitaria que faz em Recife (PE). “A proposta era criar um doce, um bolo ou qualquer outra coisa ligada à confeitaria”, diz. A princípio, ela queria reinventar o tradicional bolo de rolo e fazer um “bolo de rola”. “Mas achei que o bolo não chamaria atenção no carnaval”, fala.

Ela continuou pensando em um doce criativo até que sonhou com o “picalé”. Depois de várias tentativas, Tayná conseguiu colocar a receita em prática e divulgou o resultado em seu Instagram.

Foi aí que o “picalé” conquistou a internet. “Um picolé em formato de bilola, é isso mesmo! Eu também tô passada, mas tu vai perder de chupar, é?”, brinca na legenda da foto.

A cozinheira conta que o picolé é coberto de chocolate meio amargo e conta com recheios variados, incluindo cachaça. “Chupem bastante nesse carnaval !”, diz.

O sucesso foi tanto que mais de 1,2 mil pessoas curtiram a foto do “picale” no Twitter. “Estou muito feliz e chocada. Faz dois dias que eu não durmo direito. Tem gente do Brasil inteiro me mandando mensagem”, revela.

A cozinheira, que pretende vender o produto no carnaval de Olinda e Recife, avisa que a ideia não é não hipersexualizar o corpo masculino, mas, sim, brincar e ganhar dinheiro de forma criativa.

IG

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco disse:

    Damares já tomou conhecimento dessa nova iguaria?

  2. Bento disse:

    Sacanagem

  3. Carlinhos Silva disse:

    BG, deixa de hipocrisia, homi! Aqui no seu blog os comentaristas falam coisas horríveis contra mulheres, esculhambam os homossexuais, destilam em palavras todo tipo de absurdos e xingamento cheios de ódio contra esquerda ou qualquer coisa que não seja a favor do mito de vocês, e agora você esconde um picolé porque tem a forma de uma rola??? Incoerente….

    • Delano disse:

      Pode contabilizar, o maior número de postagem com poder ofensivo vem atacando o presidente Bolsonaro e contra os que desacreditaram da esquerdalha e optaram pelo novo. Somos acusados de facistas, racistas, hofobicos, misóginas… De tudo. Mas se formos comparar os governos, veremos que na prática mesmo, quem mais se aliava a essas práticas eram os petralhas, não existe uma decisão política do Bolsonaro que tenha essas conotações repulsivas. Mas os ataques continuam da esquerdalha não cessam.

  4. David disse:

    Vou inventar vaginalé. Não vai fazer tanto sucesso, melhor que chupo sozinho

O sucesso do áudio pornô, que atrai cada vez mais mulheres

FOTO: GETTY IMAGES

A indústria pornográfica migrou das fitas para o DVD, do DVD para internet, e agora acompanha a tendência de sucesso dos podcasts com uma novidade: o áudio pornô.

Ele é bem diferente do velho “disque-sexo”: consiste basicamente em histórias eróticas sem imagens, voltadas principalmente para o público feminino.

Nos últimos anos, houve um aumento no número de plataformas que oferecem o áudio pornô. De acordo com a revista Forbes, as startups dedicadas ao setor arrecadaram mais de US$ 8 milhões (R$ 33,6 milhões) só neste ano.

Para a sexóloga Francisca Molero, diretora do Instituto Iberoamericano de Sexologia, com sede em Barcelona, vários fatores explicam a crescente popularidade dos áudios pornôs.

Segundo ela, o primeiro é a “hipertrofia de alguns sentidos” que existe na sociedade contemporânea. “Há uma saturação de estímulos visuais. Chega um momento que os estímulos já não geram o mesmo efeito que geravam antes”, diz Molero à BBC News Mundo, serviço em espanhol da BBC.

Portanto, de acordo com o especialista, o áudio pornô ou as plataformas áudio eróticas refletem a demanda de uma parte da sociedade em usar outros sentidos.

Essa demanda pode ver vista, diz Moelo, no fato de estarmos cada vez mais buscando cursos de culinária ou fazendo massagens ou spas.

Isso “tem a ver com os sentidos”, diz ela e, acima de tudo, com a consciência de que os estamos usando.

O poder da imaginação

Para Molero, a audição é um sentido muito importante para o erotismo, porque deixa muito mais espaço para a imaginação.

“A palavra é muito importante porque permite que você imagine muitas coisas”, diz ela.

O áudio — não necessariamente o pornô — também tem a vantagem de permitir que as pessoas façam outras coisas simultaneamente.

“Vivemos em um sociedade cada vez mais individualista e multitarefas, e colocar fones de ouvido permite que as pessoas façam mais de uma coisa simultaneamente.”

Enfoque feminino

“A pornografia sempre foi território masculino”, diz Molero. “É uma pornografia feita para homens e com cenas de mulheres fazendo coisas que os homens pensam que as mulheres gostam, mas que na verdade são voltadas para eles.”

“É um modelo absolutamente desigual, onde a mulher não existe, exceto como corpo e como corpo estereotipado.”

O áudiô pornô, no entanto, tem uma abordagem mais feminina, com muitas das plataformas fundadas por mulheres.

“As mulheres sempre usaram a literatura erótica como estímulo, porque as palavras permitem que você imagine as coisas de maneira diferente”, diz Molero.

Plataformas populares

Os formatos do áudio pornô variam.

Alguns sites oferecem gravações sonoras de encontros reais, orgasmos ou sexo oral.

Muitos dos áudios eróticos estão em sites conhecidos de pornografia, como o PornHub. Outros podem ser encontrados no Tumblr ou no Reddit. Normalmente nesses sites o que existe são áudios de pessoas anônimas gravadas durante o sexo.

Outros sites oferecem guias de masturbação assistida, como o site Voxxx, voltado especificamente para mulheres.

Mas existem várias novas plataformas que oferecem pequenas histórias eróticas, em formato de podcasts. A maioria oferece histórias apenas em inglês.

Um dos mais populares é o Dipsea, um aplicativo fundado pelas americanas Gina Gutierrez e Faye Keegan. É um aplicativo com assinatura, com um custo mensal de US$ 8,99 (R$ 37,74), que dá acesso a 175 histórias com atualizações semanais.

Outra plataforma popular é a Quinn, fundada por Caroline Spiegel e Jackie Hanley. É uma plataforma gratuita para usuários que, de acordo com o The New York Times, em breve terá uma opção para sugestões pagas aos criadores das histórias.

Já o site Literotica oferece ficção erótica gratuita com autores que enviam novas histórias todos os dias.

BBC Brasil

 

HOSPITAL DO CORAÇÃO DE NATAL – 20 anos de pioneirismo e sucesso

Hospital do Coração. Foto: Divulgação

Dr. Lauro Arruda, Dr. Elmano Marques e Dr. Nelson Solano. Foto: Divulgação

Pioneirismo, investimentos contínuos em qualificação profissional e tecnologia, prestando uma assistência hospitalar segura e humanizada: esta é a receita que faz o Hospital do Coração de Natal ser, há 20 anos, referência no atendimento em diversas especialidades e procedimentos de alta complexidade, entre eles: Cardiologia e Cirurgia Cardíaca, Neurologia e Neurocirurgia , Traumato-ortopedia, Oncologia/Hematologia , Cirurgia Torácica, Pneumologia, Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular, Nefrologia, Otorrinolaringologia, Transplantes Cocleares e Transplantes de Órgãos.

Estrutura

A estrutura organizacional do Hospital é formada por 15 sócios, 3 diretores executivos (Drs. Nelson Solano, diretor-administrativo; Elmano Marques, diretor-médico; e Lauro Arruda, diretor-financeiro), 1 superintendente operacional, mil e 24 (1.024) colaboradores contratados e cerca de 380 médicos que mensalmente desenvolvem suas atividades no Hospital.

O pronto-socorro e o laboratório de análises clínicas funcionam 24 horas por dia, atendendo a urgências em Cardiologia, Clínica Médica, Traumatologia e Ortopedia, com uma média mensal de 5 mil atendimentos de urgência. O Centro Cirúrgico e as duas UTI´s do hospital dispõem da mais avançada tecnologia e profissionais especializados.

Setor de Imagem

Ressonância. Foto: Divulgação

Tomógrafo 128 canais. Foto: Divulgação

O setor de imagem atende a pacientes internados, do pronto-socorro e também a pacientes ambulatoriais, funcionando diariamente das 07 às 21h, inclusive aos sábados e domingos, com agilidade na marcação de exames e entrega dos resultados, realizando exames como Raio-X digital, Ultrassonografia, Ressonância Magnética e Tomografia Computadorizada – o Hospital do Coração foi o primeiro do estado a dispor de um equipamento de Tomografia de 128 canais, com tecnologia que possibilita diagnóstico mais preciso e maior rapidez na realização dos exames (inclusive a tomografia cardiovascular, método que possibilita a análise anatômica e funcional do coração e vasos sanguíneos e que permite que a doença coronariana possa ser diagnosticada de forma precoce e não invasiva).

Check-up Executivo

Outro serviço em que o hospital é pioneiro no RN é o Check-up Executivo, desenvolvido para quem busca praticidade, conforto e rapidez ao realizar exames médicos: em apenas uma manhã são realizados aproximadamente 50 exames, além de consultas com nutricionista e médicos.

HOSPITAL DO CORAÇÃO EM NÚMEROS, NOS ÚLTIMOS 12 MESES:

72 mil e 280 atendimentos no Pronto-Socorro

14 mil e 361 procedimentos cirúrgicos

67 mil e 614 exames de imagem

Fachada interna. Foto: Divulgação

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carmen maria de leiros disse:

    Parabéns para toda diretoria H.C e um hospital limpo organizado, muito organizado!

  2. Jonatas Calças dos Santos disse:

    Para este hospital, eu tiro o chapéu. Estou podendo escrever esta opinião, por causa da pericia deste anjos da vida.

  3. Walsul disse:

    Eu amo esse hospital!

Que cor o X-Men Ciclope enxerga? Entenda meme que é sucesso nas redes sociais

Meme do Ciclope brinca com a cor que o personagem enxerga e viraliza nas redes sociais — Foto: Reprodução/Twitter

O personagem Ciclope, integrante do grupo de mutantes X-Men, virou protagonista de uma série de memes nas redes sociais. Como o herói da Marvel tem o poder de disparar raios vermelhos pelos olhos, a brincadeira é fazer piada com que cor o Ciclope enxerga. Tamanho foi o sucesso que o meme do Ciclope ganhou páginas e perfis próprios no Facebook e Twitter.

Segundo o Google Trends, ferramenta de monitoramento de buscas na Internet, o nome do personagem teve um pico de procura no domingo (15), quando usuários começaram a tentar entender por que o Ciclope virou meme.

Acontece que, até o momento, não há explicação para a origem da brincadeira, que se popularizou rapidamente nas redes sociais. No Twitter, os perfis @drogaciclope e @ciclopememes acumulam juntos mais de 28 mil seguidores – até a data de publicação desta matéria. O Facebook também ganhou uma página dedicada aos memes do Ciclope. Batizada de “Ciclope Mito”, a fanpage está prestes a chegar aos 90 mil likes.

Os posts trazem zoações sobre os mais diversos assuntos, sempre usando como mote da piada o fato de que o Ciclope enxerga em vermelho. Em uma publicação no Twitter, por exemplo, o personagem olha para uma cesta de limões e diz: “droga, só tem tomate”. Já em outro meme, o herói está em um jogo de futebol e, ao ver o juiz levantar o cartão amarelo, reclama que foi expulso.

Ciclope enxerga em amarelo ou vermelho?

Embora a piada divirta os internautas, os quadrinhos dos X-Men mostram que, na verdade, o Ciclope vê em amarelo. Em uma edição da história, foi revelado que o visor de quartzo ruby, responsável por impedir que o personagem dispare raios pelos olhos, faz com que o herói enxergue em amarelo, e não em vermelho, como muitos pensam.

A seguir, confira alguns memes sobre como o Ciclope enxerga.

Techtudo, via Medium

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. DesacocheiocomoBrasil disse:

    Caramba, quando eu achei que já tinha lido besteira suficiente nestes chamados veículos de comunicação, vem a gota d'água.

Aplicativo de sucesso entre adolescentes é usado para divulgar pornô e golpes de diversos tipos

Golpes no TikTok direcionam usuário para sites adultos e contas falsas — Foto: Divulgação/TikTok

O TikTok, aplicativo de vídeos e dublagens para Android e iPhone (iOS), tem sido usado por criminosos para aplicar golpes de diversos tipos, como redirecionamento para sites de conteúdo adulto e compra de seguidores. A informação consta em relatório divulgado pela empresa de cibersegurança Tenable nesta quarta-feira (14). Segundo o documento, o app também está repleto de contas falsas de famosos.

“Dada a ascensão meteórica de popularidade do TikTok, não é surpresa nenhuma que golpistas tomassem conhecimento [dele]”, disse Satnam Narang, pesquisador da Tenable. Ele conta que começou a rastrear golpes no TikTok em março, quando o app ultrapassou a marca de um bilhão de instalações, superando redes sociais como Facebook e Instagram. Vale lembrar que a plataforma é muito popular, principalmente, entre crianças e adolescentes — nos EUA, por exemplo, 60% dos 500 milhões de usuários do aplicativo são de 16 a 24 anos. “Até o momento, porém, esses golpes parecem estar em estágio inicial”, atestou.

A ByteDance, empresa responsável pelo TikTok, disse que removeu todas as contas mencionadas no relatório da Tenable, mas não informou o número de perfis apagados ou o quão predominantes são os golpes descritos no documento.

“O TikTok tem práticas rígidas de proteção do usuário contra conteúdos falsos, fraudulentos ou enganosos. Marcamos e removemos a maior parte das contas de spam antes que elas cheguem ao feed dos usuários, e continuamente aprimoramos nossas medidas de segurança, até mesmo quando agentes maliciosos trabalham para escapar de nossas proteções”, afirmou uma porta-voz da empresa.

Entenda os golpes

Segundo o relatório da Tenable, um dos golpes envolvia o roubo de vídeos que mostravam mulheres dançando de biquíni ou fazendo exercícios físicos, publicados originalmente no Instagram ou Snapchat. As filmagens redirecionavam o usuário do TikTok para uma conta do Snapchat, prometendo fotos e vídeos de nudez.

Mais tarde, usando esses mesmos perfis, os golpistas levariam os espectadores a sites de conteúdo pornográfico por assinatura, ganhando dinheiro a cada clique e cadastro de novos membros “premium”. De acordo com o documento, essas contas fraudulentas teriam, em média, 650 seguidores e receberiam mais de 1,7 mil curtidas em seus vídeos. O perfil mais popular descoberto por Narang, por exemplo, tinha mais de 12,3 mil seguidores.

Outra tática usada pelos criminosos consistia em se passar por influenciadores do TikTok ou celebridades para aplicar golpes. Promessas de um rápido aumento de seguidores em troca de dinheiro também estavam entre as fraudes recorrentes no app.

Globo, via Techttudo, CNET e MediaKix

 

Apresentadores do sucesso ‘Irmãos à Obra’ no Discovey Home & Health devem visitar o Brasil em 2019

Os irmãos Jonathan e Drew Scott, apresentadores do ‘Discovery Home & Health’ Foto: Reprodução/Discovery Home & Health

A dupla especializada em compra, venda e reforma de imóveis mais popular do mundo deve visitar o Brasil ainda neste ano. O canal pago Discovery Home & Health começa nesta sexta-feira, 10, uma campanha para pedir o apoio das telespectadoras e telespectadores para convencer os irmãos Drew e Jonathan Scott a passar uma temporada no País.

Os gêmeos protagonizam a série Irmãos à Obra, um dos realities de maior audiência do segmento. O Brasil é um dos países em que Drew e Jonathan mais fazem sucesso. O seriado estreou há seis anos e teve sete temporadas exibidas aqui.

Durante o programa, a dupla ajuda pessoas a mudarem de casa com o argumento de que é melhor comprar um imóvel usado, mais barato, mas que precisa de reforma. Em todos os casos, Drew busca algumas opções de residências para venda em locais escolhidos pelos participantes e Jonathan fica com o trabalho de design e restauração do imóvel, claro, tudo com o aval dos compradores.

Nos Estados Unidos, a vida pessoal dos irmãos canadenses também é alvo de assédio por parte dos fãs. Aproveitando a oportunidade, um episódio especial da série mostrou os preparativos do casamento de Drew e Linda. Com isso, em setembro de 2018, o Discovery Home & Health alcançou a maior audiência no ano.

Emais Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria Salete Vieira de oliveira disse:

    Vamos compartilhar para que a vinda deles ao Bradil seja concretizada com bastante sucesso. Eu quero conhecê- los pois assisto todos os programas de IRMÃOS A OBRA e também o duelo entre eles claro que torcenfo sempre pir Jonathan. Salete Vieira de Natal /RN.

Global faz sucesso com canal no YouTube sobre sexo e relacionamento: ‘Não dá mais para trepar sem gozar’

Foto: Arte de Luiz Costa sobre foto de Gabriel Monteiro

Toda quinta é dia de DR na casa de Maria Flor. E mais de 30 mil pessoas podem assistir à atriz e seu marido, o filósofo e roteirista Emanuel Aragão (com quem está casada há dois anos), debaterem sexo oral, masturbação, monogamia, divisão de tarefas… Desde que, há dez meses, lançaram o canal Flor e Manu, no Youtube, o casal divide sua intimidade com o público, falando, sem pudor, de temas ou situações que vivem no casamento.

O sucesso é tanto, que a DR virou a peça “Tudo que você sempre quis dizer sobre o casamento”, prevista para estrear no Rio em setembro. Os frutos não são apenas profissionais. O exercício de discutir a relação tem provocado nos dois uma constante reflexão sobre a qualidade da relação. E se hoje Flor fala abertamente sobre sexo e tabus, é graças à construção de uma liberdade pessoal. O que talvez tenha começado quando deu um basta no casamento anterior, por causa de uma calça justa e uma frase dita pelo ex-parceiro (“você está vulgar”). Na verdade, a luta vem antes. “Fui bem reprimida na adolescência e não tinha diálogo sobre sexo com meus pais”, conta ela, filha da roteirista Marcia Leite e do técnico de som Renato Calaça. “Somos criadas para dar prazer aos homens e reprimir o próprio prazer”.

Em sua casa no Horto, que foi completamente alagada na enchente do início do mês, a atriz falou ainda mais sobre sexo, mas também sobre seus trabalhos. Aos 35 anos, longe da TV desde 2017, se dedica ao teatro e ao cinema. Em junho, estreia temporada carioca da peça “A ponte”, sobre o reencontro de três irmãs. No segundo semestre, lança “Filme ensaio”, seu primeiro filme como diretora, e estrela a comédia romântica “Quatro amigas numa fria”, de Roberto Santucci. Contou também que está escrevendo um livro. Batizado de “Transparente”, fala de uma atriz que termina uma relação e tenta se redescobrir. Qualquer semelhança…

O que a experiência de dirigir e produzir acrescentou no seu trabalho de atriz? Você mudou?

Bastante, acho que fiquei mais generosa. Quando a gente vê de dentro, percebe que é complicado fazer, e, às vezes, o ator dá muito trabalho.

O que é sucesso para você?

Já foi ser atriz famosa, capa da revista. Hoje acho que é produzir minha peça, fazer algo que me dê felicidade, faça sentido. Ter dinheiro, ser famosa, o que isso traz? Cada vez mais, vemos atrizes valorizadas porque são jovens, bonitas, têm a pele boa, o corpo magro. Isso acaba, entra outra no lugar. O negócio é construir algo de que você possa ter orgulho e dizer “isso me formou como ser humano”. Porque ser atriz não me define, sou uma pessoa.

Como se imaginava aos 35 anos?

Tinha uma projeção careta, achava que estaria com três filhos, rica, sarada, pleníssima ( risos ). Mas a vida é muito mais estranha…

Pensa em ser mãe?

Às vezes. Tenho um enteado ( Martim, filho de Emanuel ) de 5 anos e dá para ver a realidade de ter uma criança. Isso me assustou, o trabalhão que dá.

Que tipo de madrasta você é?

Sou mais rígida. Martim fala: “A Flor não vai gostar disso” e “Aqui em casa, tem que levar o prato na cozinha porque a Flor gosta que leve”. Mas sou toda manteiga derretida com ele.

É a favor do aborto? Já fez?

Sou, super. Nunca engravidei, nem sei se sou capaz. Mas penso que uma hora vou ter que tomar essa decisão. Muitas vezes eu penso em não ter. O problema é me arrepender, chegar aos 60 e pensar que deveria ter tido, que na minha arrogância de 35 anos, de querer usar meu tempo para fazer e acontecer, não consiga entender a beleza que é abrir mão de coisas para viver outras lindas.

No canal no YouTube, vocês falam de assuntos íntimos, simulam sexo oral… Não é muita exposição?

O que não é exposição hoje? A gente está exposto o tempo todo. Eu não me importo. Quando dizem que estou chata, que falo muito, é até bom porque penso sobre mim mesma. A gente fala de coisas pelas quais passamos e muita gente se identifica. As pessoas não estão conseguindo se comunicar mais, a gente perdeu a capacidade do diálogo, a noção do outro.

Acha que o debate sobre sexo sempre partiu da ótica masculina?

Sim. É a ereção e o orgasmo masculino, o sexto é pautado por isso. Precisamos abrir o leque. Quando falo sobre masturbação feminina na peça, as pessoas ficam em silêncio, constrangidas. A gente questiona a ideia de o homem precisar mais de sexo do que a mulher. Fomos criadas para agradar, para servir. É uma busca feminina se libertar, ser livre sexualmente. Talvez, nas próximas gerações, isso nem seja questão, se Deus quiser! Minha geração não foi livre. A gente foi criada para dar prazer para ao homem e reprimir o nosso prazer, a gente não pode gritar, sentar de perna aberta, dizer “ah, quero namorar esse menino” ou “vai mais pra direita…”.

Como você foi se libertando?

Conforme fui me relacionando. Ganhei não só uma consciência do meu próprio corpo, como uma liberação para dizer “isso não tá bom, vamos fazer assim?”. Não dá mais para trepar e não gozar.

Teria uma relação aberta?

Não tenho estrutura emocional, maturidade, para lidar. Acho que gera muito sofrimento e viver já é sofrido.

Namoraria uma mulher?

Namoraria. Várias. Falo pro Emanuel: “Se a gente se separar, vou casar com uma mulher”. Não penso em nenhuma específica, mas em como vejo mulheres potentes, interessantes, desafiadoras a minha volta e desejo estar perto delas. Admiro a rebeldia, a maluquice, a liberdade de dizer o que pensam, fazer o que querem. A vontade de criar um lugar, um espaço que seja delas. Admiro muitas mulheres. E tenho muitas amigas que confio e que são mulheres incríveis, como Andréa Beltrão e Mariana Lima. Essas duas eu namoraria com certeza.

Já tolerou atitudes de namorados que hoje não aguentaria?

Muita coisa. Tipo “você está vulgar”. Me separei por causa dessa fala. O casamento já estava ruim, mas quando ele falou isso, a minha admiração foi embora. Pensei, “vai se foder!”. Era uma calça colada.

Em fevereiro você fez um post refletindo sobre racismo na época em que namorou o ator Jonathan Haagensen, que é negro. Como foi?

Foram várias situações. Sempre que ele estava dirigindo a gente era parado pela polícia. Tínhamos uma técnica de trocar de lugar no carro: eu pulava para dirigir. Funcionava. Havia um julgamento social também. Meu avô falou pra mim: “Você está namorando um escuro”. Me descabelei. Imaginava que seria difícil para ele, mas ter coragem de verbalizar isso? Não só foi muito racista, como não olhou para mim. Depois, nunca mais consegui lidar com o meu avô.

O que busca em uma relação?

A tentativa de honestidade. Eu cansei de fingir, de mentir. Fazer de conta que está tudo bem, que o mundo não está colapsando, que a gente não está triste. Procuro me relacionar com pessoas que estão tentando falar a verdade do que sentem e pensam. Mas é difícil, nesse mundo de superficialidade e eficiência, encontrar pessoas que queriam conversar e não dar respostas prontas para tudo.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Toni disse:

    Elba Tu Ta de Sacanagem Isso Ai e Uma Tremenda de Uma Putaria Explicita no You Tube Saco!!!!!

    • Carlos S. disse:

      Tico, o problema tá nas nos homens que não procuram conhecer o corpo das mulheres pra satisfaze-la como elas merecem, só pensam na cabeça do próprio p…

  2. Elba disse:

    Essa menina é 10!!! fala de coisas polêmicas com uma facilidade de Deusa!!!

    • Tico disse:

      Interessante, mulher vai pra cama com homens e diz que não goza. Sozinha, bota o dedo na xereca e goza em 2 mim. onde está o problema, no homem ou na mulher?

      Se a mulher não gosta de homem, só gosta de dedo, o problema está nela.

FOTOS: Gravação do DVD de Giullian Monte em Natal foi um sucesso

Gente bonita e um visual de encher os olhos, o show da gravação do DVD de Giullian Monte e DDB Excellent, com participação especial de artistas como Xandy Aviões, Dorgival Dantas, Mano Walter e Luan Estilizado e Jonas Esticado, lotou ontem o Espaço Cenarium Imirá, em Natal, nesta terça-feira (10.01.2017). A ação faz parte do projeto NET Verão que reúne shows, ações promocionais e atividades esportivas na praia de Pirangi e em Natal. O projeto é mais um presente da NET para o público natalense com lazer, diversão e entretenimento.

Este é o primeiro DVD totalmente autoral que Giullian Monte grava em sua carreira e propõe uma retrospectiva marcante com direito a um repertório especial, marcado por canções de sucesso que são hits até hoje entre os fãs como as faixas “Me esqueça”, “Escravo do Amor” e “Tentativas em vão”.

Fotos e informações do fotógrafo e jornalista Elias Medeiros. Veja mais fotos em link aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelinho. disse:

    É complicado alguém tentar algo diferente nesse Brasil, vejo pessoas comentando quem é Giullian, o foda é a gente saber quais as leis e os politicos que temos no Brasil, isso ai é foda. O Giullian ta tentando fazer um trabalho diferente, um negocio honesto, ele ta trabalhando, ta empregando pessoas, ta gerando economia, ele ta ali trabalhando, ele não ta num lugar sem trabalhar e recebendo como tem muitos ai pelo Brasil. Acordaaaaaaaa Brasil, vamos progredir. Respeite os Homens de Bem.

  2. Isabel disse:

    Qdo você aprender a ler, saberá quem é Giulian Monte!

  3. Soriedem disse:

    E quem danado é Júlia monte no jogo do bicho???? Ô sodade do trio nordestino.