Polícia

INACREDITÁVEL: Motorista de app confundido com bandido e baleado tem prisão decretada em Natal; até os criminosos confirmaram a sua inocência

O portal Grande Ponto destaca em reportagem um caso inacreditável na capital potiguar. Trata-se de um motorista de aplicativo de Natal teve a prisão decretada após ser confundido com um bandido na última segunda-feira (19). Além de ter sido detido, o homem foi baleado no tórax durante um confronto com a polícia e está internado no Hospital Walfredo Gurgel, algemado na ala dos presos.

Segundo a reportagem, o profissional foi identificado como José Heliton, de 29 anos. Ele estava trabalhando em seu veículo na última segunda (19) quando recebeu um chamado pelo aplicativo InDriver para uma corrida no bairro Petrópolis, em Natal. Durante a corrida, mais dois bandidos embarcaram no veículo no bairro Mãe Luíza e anunciaram o assalto.

A reportagem ainda revela que José Heliton foi colocado no banco de trás do seu próprio carro e os criminosos saíram pela cidade procurando vítimas para assaltarem. Ao chegarem em uma praça no bairro Candelária, por trás do Natal Shopping, os meliantes assaltaram duas mulheres. Nessa hora Heliton tentou fugir, mas foi recapturado por um dos bandidos, que ainda o ameaçou de morte. Eles seguiram a fuga, mas foram interceptados pela polícia, que já havia sido avisada do assalto, mas não sabia que entre os criminosos havia também uma vítima. Durante a abordagem, deu-se início a uma troca de tiros e Heliton foi atingido no tórax. Dois criminosos também foram baleados.

Uma familiar de Heliton ainda disse que os próprios PMs socorreram o motorista para o hospital. Os assaltantes, ainda segundo ela, também confirmaram a inocência dele, que mesmo assim teve a prisão preventiva decretada no início da noite desta quinta-feira (21).

Matéria completa no Portal Grande Ponto AQUI.

 

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

DROGA AVALIADA EM MAIS DE R$ 10 MILHÕES -(FOTO): PRF encontra no RN mais de 80 kg de pasta base de cocaína escondidos em carro e prende motorista

Foto: PRF/Divulgação

Um homem de 31 anos foi preso após ser flagrado pela Polícia Rodoviária Federal com mais de 80 quilos de pasta base de cocaína dentro da caminhonete que ele conduzia durante uma fiscalização na BR-304, na altura do município de Santa Maria, na região Agreste do Rio Grande do Norte, na tarde dessa segunda-feira (19). Agreste do Rio Grande do Norte. De acordo com a PRF, o homem saiu do município de Cárceres, no Mato Grosso, com destino a Natal, onde seguiria até um posto de combustíveis para deixar a droga com outra pessoa. 

Segundo a PRF, o carro foi parado em uma fiscalização de rotina, mas o homem apresentou nervosismo durante a abordagem policial e, por isso, a equipe decidiu fazer uma busca mais detalhada no veículo. Na busca, os policiais encontraram peças que não eram originais do tipo de veículo e, quando retiraram os encaixes, localizaram a droga escondida, perto dos pneus. Aos policiais, ele alegou que receberia cerca de R$ 15 mil pelo transporte da carga. Ao todo, foram apreendidos 81,35 kg – avaliados pela PRF em mais de R$ 10 milhões.

O homem foi conduzido à Polícia Federal, para prisão em flagrante.

Opinião dos leitores

  1. Antes de tudo, parabéns à PRF, desempenha um excelente trabalho.
    Vixe…
    Complicado isso aí… cocaína, seguranças… apoio

    1. Isso é resultado de 16 anos de pt, fortaleceram as facções, antes do pt, as facções resumia em pcc/sp e cv/ rj. Hoje, depois das parcerias facções/pt em cada bairro de todas as cidades são comandadas por facções. Tornaram impossível controlar esse mal. Petralhas dos infernos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEOS: Após ter corrida negada ao ser acusado de estar agressivo, passageiro chama motorista de ‘gordo’, confusão de estabelece, caso vai parar em delegacia em Natal e trabalhador desabafa

Um motorista de aplicativo foi vítima de ataques e preconceito nesse final de semana em Natal, na orla de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal, após pedir para um passageiro se retirar do veículo ao constatar que ele se encontrava agressivo.

Depois de entrar no veículo, sem máscara, um homem foi solicitado ao motorista do aplicativo para que ficasse no banco de trás, para busca de segurança na viagem e para que evitasse alguma irregularidade em uma eventual fiscalização da Polícia Rodoviária Federal. Pois bem. Segundo o motorista do aplicativo, o cidadão que estava acompanhado de uma mulher – que a identifica como a sua esposa, atendeu ao pedido de forma contrariada. Na sequência, o motorista alega que foi alvo de xingamentos depois de solicitar que o passageiro se retirasse do carro devido ao seu comportamento, e ainda sob a acusação que o homem estaria destratando a mulher. No vídeo, a acusação é negada pelo acusado.

Em desabafo nas redes sociais, o motorista de aplicativo diz que ao convidar o homem para se retirar do carro devido ao estado de alteração, o passageiro desferiu socos no banco, em momentos que achou que fosse ser atingido – o que não ocorreu.  O trabalhador ainda conta que, contrariado, o homem acabou saindo do automóvel junto a com mulher que seria a sua esposa. A confusão, que poderia se encerrar, então ficou mais forte.

Conforme imagens, o motorista do aplicativo vira alvo de uma série de xingamentos e provocações com tom de preconceito, entre elas, sendo chamado de ‘liso’ e ‘gordo’. Durante o episódio, diversas pessoas testemunharam o desfecho.  Em meio a confusão, os envolvidos solicitaram uma outra corrida por aplicativo, o que provocou a reação do motorista que vinha passando pelos ataques. Ele se dirigiu ao colega e comunicou o que vinha ocorrendo, inclusive, ainda informando que havia ligado para a polícia. Mais uma vez, a situação voltou a sair de controle.

O homem alvo de ofensas conta que o “passageiro”, revoltado, desceu do carro e teria dito que ele estava querendo ‘fod*r’ com a sua vida, e teria o peitado. Com a confusão generalizada, uma viatura da Companhia Independente de Policiamento de Turismo(CIPTUR) chegou ao local, e fez a condução dos envolvidos a delegacia. Posteriormente, o motorista registrou um boletim de ocorrência(BO). Para a sua surpresa, o trabalhador disse que o homem acusado de provocar a confusão pediu ao policial civil de plantão para que fizesse uma representação contra ele – registro que não se oficializou após ser comunicado de que ele não era a vítima.

“A gente faz de tudo para atender os nossos clientes, com o maior carinho e atenção, e acontece isso. O cara chegar, humilhar, e não sei nem o que fazer. Não dá nem vontade de trabalhar. Sem falar que mesmo reportando a plataforma, a vítima disse que recebeu uma formulário da empresa sobre comportamento agressivo dentro do veiculo, aonde em todo momento têm provas nos vídeos que eu me comportei de forma totalmente correta e paciente, sem falar em outras pessoas que estão de testemunha e que viram a forma que esse cidadão se comportou em todo momento”, desabafou o trabalhador em áudios que circulam em grupos de Whatsapp, pedindo Justiça sobre o caso.

Vídeos cedidos abaixo:

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

MPRN denuncia três pessoas por assassinato de motorista de aplicativo

Foto: Ilustrativa

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou três pessoas pelo assassinato do motorista de aplicativo Lucas Samuel dos Santos Santana. O crime foi cometido no dia 2 de outubro de 2020, na Fazenda Murim, zona rural de Canguaretama. Além do homicídio, o trio foi denunciado por ocultação de cadáver.

Foram denunciados: Pedro Roberto Barros de Oliveira e as irmãs Dyanna Marcelly Gomes de Queiroz e Dayse Sindiclay Gomes de Queiroz. Lucas Samuel foi morto a tiros e teve o corpo ocultado em uma vala.

Pelo que foi apurado na investigação, que contou com interceptações telefônicas e coleta de dados de GPS do veículo da vítima, os denunciados conheciam Lucas Samuel e aproveitaram-se desse fato para atrair a vítima ao local do crime. O homicídio teve a participação de Dayse Sindiclay, ex-namorada da vítima, e foi praticado a mando e sob a orientação de Dyanna Marcelly, que planejou uma corrida para Lucas Samuel levar Pedro Roberto e João Pedro Galdino de Natal para Canguaretama, os quais foram identificados por câmeras de segurança no trajeto. Conforme previamente planejado, ao chegarem a um matagal, os dois homens executaram o motorista de aplicativo. O outro homem que também teve participação no crime foi morto meses após, na Paraíba.

Além de denunciar os três pelo assassinato e ocultação de cadáver de Lucas Samuel, o MPRN pediu à Justiça a conversão das prisões temporárias em prisões preventivas. Os três denunciados já foram presos pela Polícia Civil.

Com MPRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Motorista de aplicativo reage a assalto, atira em ladrão e é baleado em Natal; após confronto com a polícia, um dos bandidos morre

Um motorista de aplicativo reagiu a um assalto, atirou contra um dos criminosos e também foi baleado, na noite dessa terça-feira (29), no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal. De acordo com a equipe da Central de Flagrantes da Polícia Civil, o caso aconteceu por volta das 19h.

Segundo o portal G1-RN, que destacou a ocorrência, o motorista estava armado e atirou contra um dos assaltantes ao ser abordado, porém também acabou baleado em uma troca de tiros. Ainda segundo o texto, os criminosos fugiram correndo, porém foram perseguidos por policiais militares e o que estava ferido morreu em confronto com os militares.

O motorista foi levado ao Hospital Walfredo Gurgel, em Natal e passou por cirurgia durante a noite. O estado de saúde dele não foi atualizado.

A polícia ainda não sabe quantos assaltantes agiram no crime e conseguiram fugir. O carro da vítima ainda estava na Central de Flagrantes durante a manhã desta quarta-feira (30).

Matéria na íntegra AQUI.

 

Opinião dos leitores

  1. Cabra macho é esse motorista de aplicativo. Parabéns a PM que mandou mais um infeliz pro colo do capêta.
    Fátima Bezerra que não deve ter nada gostado da atitude do motorista e dos PMs.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Câmara dos deputados aprova projeto que prevê pedágio proporcional à distância percorrida pelo motorista

Foto: Divulgação/Ecovias

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (6) um projeto de lei que estabelece novas regras para o pagamento de pedágios em rodovias e permite o pagamento proporcional à quilometragem percorrida.

Atualmente, os pedágios cobram valor fixo por veículo conforme a categoria (moto, carro ou caminhão, por exemplo). Como os deputados aprovaram o relatório já votado no Senado sem alterações, a matéria segue para sanção presidencial.

Parlamentares da oposição defendiam que a Câmara retomasse o texto aprovado inicialmente pela Casa, que isentava de pagamento de pedágio aqueles que têm residência permanente ou que trabalhem no município onde se localiza o pedágio. Não houve, porém, apoio da maioria dos deputados.

Livre passagem

O texto aprovado com apoio do governo estabelece condições para a implantação da cobrança pelo uso por meio do sistema de livre passagem – isto é, sem a necessidade de praças de pedágio e com a identificação automática dos usuários.

Outros países já implementaram o sistema conhecido como “free-flow” (fluxo livre, em inglês).

Segundo a proposta, o sistema será regulamentado pelo Poder Executivo no prazo de 180 dias após a publicação da lei.

A proposta também determina que as concessões firmadas antes da lei, nas quais não seja possível adotar o sistema de livre passagem, tenham a possibilidade de termo aditivo para viabilizar benefícios tarifários a usuários frequentes, condicionados e limitados ao abatimento de tributos municipais incidentes sobre a receita de exploração da rodovia.

A proposta inclui dispositivo no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) para deixar claro que o não pagamento do pedágio representa infração grave, punida com multa.

Pelo projeto, caberá ao Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabelecer os meios técnicos, de uso obrigatório, para garantir a identificação dos veículos que transitarem por rodovias e vias urbanas com cobrança de uso pelo sistema de livre passagem.

Segundo o projeto, haverá uma compensação destinada às empresas que detém a concessão de rodovias e vias urbanas, na tentativa de amenizar a perda de receita, apurada com o pagamento das tarifas de pedágio praticadas hoje.

O valor total dessa recomposição não poderá ultrapassar o montante arrecadado por meio da multa citada.

G1

Opinião dos leitores

  1. Não fiquem pensando que os ilustres deputados pensam no povo. Este “benefício” vai obrigar a todo mundo a mudar as placas dos Veiculos. As empresas que vendem placas vão ganhar milhões. E quem vai pagar somos nós. Alguém acredita que os nobres deputados votaram nessa proposta “inocentemente”?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PM prende motorista de aplicativo suspeito de “arrastão” na zona Oeste de Natal

FOTO: PM/ASSECOM

Na madrugada desta segunda-feira (15), policiais militares do 9º Batalhão realizavam patrulhamento ostensivo e preventivo no bairro Planalto, zona Oeste de Natal, quando visualizaram o veículo GM/Agile, de cor prata, o qual havia sido usado em um “arrastão” a residência no bairro Dix-Sept Rosado.

Após abordagem e averiguações ficou constatado que o condutor, um homem, de 33 anos, motorista de aplicativo, participou do crime. O acusado confessou o roubo e disse dever a uma facção criminosa. Ele também assumiu várias práticas delituosas em companhia de mais quatro indivíduos durante a semana.

O condutor do Agile foi conduzido à Central de Flagrantes para os devidos procedimentos.

Um veículo Fiat/Uno Vivace, de cor branca, que havia sido subtraído durante o referido arrastão, foi localizado abandonado no bairro de Mãe Luíza, na zona Leste da cidade. Tal automóvel será devolvido ao seu proprietário.

http://www.pm.rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=253102&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCIA

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO que roda em redes sociais mostra motorista de rede de postos roubando combustível de caminhão da empresa

Fotos: Reprodução

A rede de postos Domingos e a Transportadora Domingos, que pertencem ao grupo de empresa Domingos, esclarece que foi vítima de furto de combustíveis praticados pelo seu ex-motorista, com ajuda de outros meliantes.

A nota ainda esclarece que a polícia impediu que infratores conseguisse lograr êxito total no delito.

O grupo ainda informa que sua assessoria jurídica representará judicialmente aqueles que caluniosamente fizeram publicar ou republicar vídeos nas redes sociais por prática de crime previsto na legislação brasileira, diante acusações inverídicas sobre o posto, inclusive, de adulteração de combustíveis.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

VÍDEO: Entregador é demitido em SP após se atrasar enquanto ajudava a salvar vida de motorista em acidente

O entregador Robsom dos Santos foi demitido de seu serviço por ter chegado atrasado. Segundo ele, o patrão não aceitou que ele tenha parado para ajudar motorista que sofreu um acidente de trânsito na rodovia Rio-Santos, na região de Bertioga, litoral norte de São Paulo.

Robsom conta que estava indo para o trabalho quando viu um carro que vinha logo atrás dele tentar uma ultrapassagem. O motorista do veículo perdeu o controle da direção, capotou várias vezes, cruzou duas pistas e caiu em um matagal.

O entregador não pensou duas vezes, e parou para prestar socorro. “O motorista corria risco de morrer afogado, então puxamos pelo braço”, conta. Durante o resgate, Robsom deixou o celular cair e acabou danificando. Mesmo assim, foi possível tirar fotos do local do acidente para mostrar ao patrão.

Robsom prestou apoio à vítima, e ficou no local por volta de meia-hora ajudando no socorro. Em seguida, foi ao trabalho. Quando chegou, o patrão não aceitou o atraso e o demitiu no mesmo dia. “Ele falou que o cliente sempre tem razão, e os clientes estavam reclamando”.

O entregador é pai de dois filhos, e dependia desse emprego para sustentá-lo, mas afirma que não se arrepende de ter parado para ajudar a vítima do acidente.

R7

Opinião dos leitores

  1. Foi o que o golpe trouxe para o trabalhador, capitalistas só olham para o seu umbigo, é isso que a raça desse Bozo despreparado tem para a nação, aí os otários levam fumo e gritam "mito, mito" …

  2. É bom verificar a outra versão. Tem muitos empregados que não valem nada, sempre se passam por vítimas.

    1. Perdeu uma oportunidade ficar quieto. Minion sendo Minion.

  3. Patrão sendo patrão.
    Com a terceirização e sem direitos trabalhistas, vai ser assim, de agora em diante…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia prende na Zona Sul suspeito de ser motorista do ônibus que atropelou e matou 19 pessoas no carnaval em Natal em 1984

Foto: Arquivo

O portal G1-RN destaca que policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam no fim da manhã desta terça-feira (26) um morador de rua que eles acreditam ser Aluízio Farias Batista, o motorista de ônibus que atropelou e matou 19 pessoas em um carnaval de rua em Natal em 1984 – há 37 anos.

O caso, um dos mais emblemáticos da história da cidade, ficou conhecido como a “Tragédia do Baldo”. Aluízio Farias Batista estava foragido desde a época do crime.

Um teste realizado pelo Instituto Técnico Científico de Perícia (Itep) ainda precisa confirmar a identidade do suspeito.

Os policiais chegaram até o suspeito após uma denúncia anônima que dava conta de que ele atualmente era morador de rua e vivia no bairro Neópolis, na Zona Sul. O setor de inteligência do Bope investigou e efetuou a prisão nesta terça na rua Agnaldo José de Barros.

Segundo o delegado de plantão Frank Albuquerque, o homem, que estava sem identificação, inicialmente negou que fosse Aluízio e se disse chamar João. Em seguida, segundo o delegado, ele confessou.

“Ele confessou que é o Aluízio e que tinha se escondido em Recife e voltou em 2012. Ele voltou achando que certamente não seria mais punido, que ia escapar da sentença, de ser preso, mas ele foi condenado há pouco tempo. E agora, graças ao serviço do Bope, ele foi preso”, disse.

O homem foi encaminhado para o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), onde passará por exames para ser identificado. Há um mandado de prisão em aberto contra ele com validade até 2029.

Veja mais detalhes AQUI em matéria na íntegra.

Opinião dos leitores

  1. Homi vão p favela do mosquito e Mãe Luíza prender traficante e deixem o velhinho morador de rua em paz.

  2. Ou serviço bonito esse da nossa polícia, pois na ânsia de bombar nas redes sociais ( o que hoje em dia é algo extremamente necessário para se viver) não tiveram o cuidado de primeiro ter a certeza através dos devidos exames de que se tratava mesmo do motorista foragido, daí o q fizeram? Estardalhaço nas redes sociais e na hora que a realidade vem a tona, cai tudo por terra, como diz lá no meu sertão, uma bufa n'água.

  3. Achei mais parecido com Dirceu, será que o menino está aqui no RN? Ele é o mestre dos disfarces, não seria de estranhar, governo do PT !!!!
    Em tempo: Notícias boas afirmam, de fato, ser infelizmente, apenas, mais um ser humano incapaz.

  4. Pense em um prisão ligeira!!! o cara cometeu um crime em 1984, portanto há quase 37 anos e polícia o meliante prendeu bem rapidinho, já em 2021. Pense em um serviço eficiente. Parabéns aos valorosos guerreiros da polícia.

    1. Prendeu não. Era um morador de rua. Foi só bufa da polícia. Mas disseram que daqui p 2050 prendem e vão trazer algemado kkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Motorista de aplicativo candidato a vereador nas últimas eleições é morto a tiros em Mossoró; polícia suspeita de latrocínio

Foto: Reprodução

O portal G1-RN noticia nesta sexta-feira(22) que um motorista de aplicativo e candidato a vereador nas últimas eleições foi morto a tiros na noite dessa quinta-feira (21), em Mossoró na região Oeste potiguar. O carro da vítima foi levado pelos criminosos. Segundo a Polícia Militar, a suspeita é de latrocínio, que é o roubo com resultado de morte.

Uma viatura foi até o local e encontrou o corpo de Carlos Reginaldo Nogueira Holanda Júnior, conhecido como “Espanta”, de 31 anos, caído no chão com marcas de tiros. Veja todos os detalhes AQUI em matéria completa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Corpo achado com marcas de violência em canavial é de motorista de aplicativo que estava desaparecido no RN

Um corpo de um homem encontrado em um canavial entre os municípios de Goianinha e Canguaretama na última sexta-feira (18) foi reconhecido por familiares como sendo do motorista de transporte por aplicativo Carlos Eduardo da Silva Texeira, de 19 anos, que estava desaparecido desde a quinta-feira (17).

Sem conseguir falar com o motorista, os familiares começaram a fazer buscas por ele e rastrear o seu veículo, que foi encontrado na sexta-feira (18) em Pipa, em Tibau do Sul. No mesmo dia, um corpo de um homem com sinais de violência foi encontrado dentro de um canavial entre os municípios de Goianinha e Canguaretama. O corpo foi reconhecido no último sábado (19) por familiares que foram até o Instituto Técnico-Científico de Perícia.

A Polícia Civil trabalha para tentar identificar os autores do crime e a possível motivação para o assassinato. Nenhum suspeito foi preso até agora.

Com G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Perguntar a governadora se esse crime vai ficar impune, na morte do policial, com muita convicção ela fez essa afirmação, por sinal muito justa.

    1. Verdade amigo especialista, mas a governadora só falou aquilo porque o policial era militante da esquerda. Para os demais heróis mortos no RN ela nunca falou nada.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

Motorista da caminhonete envolvida em acidente que matou casal na Grande Natal se apresenta à polícia, informa PRF

Sargento da PM Severino Góis com a filha Gabriella, de 19 anos, que morreu em um acidente de moto neste sábado (28) em Macaíba — Foto: Arquivo da família

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou nesta segunda-feira(30) que o motorista da caminhonete envolvida no acidente que terminou com a morte de um casal na BR-226, em Macaíba, na Grande Natal, no último sábado (28) se apresentou à polícia horas depois da colisão. De acordo com os rodoviários, o homem de 61 anos se apresentou à Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal, foi ouvido e o veículo periciado pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) antes de ser liberado. O caso está sob responsabilidade da Polícia Civil.

O acidente aconteceu após a moto em que estavam Gabriella Nascimento de Góis, de 19 anos, e João Vitor Lima da Silva, de 21, bater na lateral da caminhonete, que tentava atravessar a via. Com o impacto da pancada, o casal foi arremessado para dentro do veículo. Os dois morreram no local. Valem destacar que o trágico desfecho ainda ganhou mais um capítulo de absoluta tristeza, quando o sargento Severino Góis, de 54 anos de idade, da Polícia Militar foi chamado para a ocorrência do acidente e, ao chegar no local, percebeu que uma das vítimas era a própria filha.

Com acréscimo de informações do G1-RN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Grande Natal registrou na manhã desta quarta o assassinato de um motorista de aplicativo

A Polícia Militar registrou na manhã desta quarta-feira(21) o assassinato de um motorista de aplicativo, por volta das 7h, no município de Extremoz, na Grande Natal.

Segundo a PM, informações dão conta que o homem foi retirado do carro e morto com um tiro na cabeça. Logo após, o assassino fugiu no veículo com o qual a vítima trabalhava e não foi encontrado pelos policiais militares que patrulharam a área.

A motivação do crime ainda é desconhecida. A Polícia Civil investiga o caso.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

Motorista bêbado atropela duas ciclistas na BR-304 em Mossoró

A Polícia Rodoviária Federal registrou o atropelamento de duas ciclistas na manhã desta terça-feira (15) em Mossoró. De acordo com a PRF, o atropelamento aconteceu em um trecho urbano da BR-304, por volta das 7h, próximo à base da Petrobras. As vítimas ficaram feridas.

Segundo a PRF, as duas mulheres seguiam pelo acostamento da via, quando foram atingidas por um caminhão. No desfecho da ocorrência, foi constatado que o motorista estava sob efeito de álcool. O homem fez o teste do bafômetro, que indicou 1,1 mg por litro de sangue. Ele foi preso e conduzido à delegacia.

Vítimas

Uma das jovens teve apenas arranhões, enquanto a outra, que tem 26 anos, foi socorrida ao Hospital Regional Tarcísio Maia. A unidade não informou o estado de saúde dela, porém, segundo a PRF, aparentemente os ferimentos não eram graves.

Opinião dos leitores

  1. Esse deve ser mais um “cidadão de bem” que pedia o aumento do limite de pontos na carteira de motorista.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Motorista é condenado a pagar R$ 10 mil por danos morais a PM que atropelou em blitz da Lei Seca em Natal

Foto: Reprodução/PMRN

A 3ª Câmara Cível do TJRN, à unanimidade de votos, negou recurso e manteve sentença da 15ª Vara Cível de Natal que condenou um motorista a pagar a quantia de R$ 10 mil como reparação por danos morais em favor de um policial militar que foi vítima de atropelamento provocado pelo condutor do veículo parado em uma blitz da operação “Lei Seca”, em 2016.

Segundo o autor da ação, no dia 13 de março de 2016, na condição de policial militar, estava lotado na operação “Lei Seca” na Av. Engenheiro Roberto Freire, Capim Macio, em Natal, quando na madrugada, por volta das 3h40min, foi surpreendido com um motorista que, ao desrespeitar o comando verbal e sinais de parada, transpôs o bloqueio policial.

Com a ação, o condutor do veículo acabou atropelando o policial militar que estava a sua frente, que, com o impacto, foi arremessado para cima do capô do carro, um Fiat Palio de cor vermelha, conduzido pelo réu.

Em razão do atropelamento, bem como da queda do veículo em movimento, o autor contou que teve lesões, hematomas e luxações pelo corpo, assim como, teve um celular de uso pessoal e o Rádio HT da corporação militar completamente danificados no episódio.

O policial alegou também que, ao prender o motorista, este se encontrava sob o efeito de bebidas alcoólicas, uma vez que apresentava forte odor etílico, embora tenha negado se submeter à realização do teste de alcoolemia. Garantiu que todo o exposto se encontra devidamente registrado no Auto de Prisão em Flagrante de Delito lavrado na madrugada do dia 13 de março de 2016, dia da ocorrência, na 1ª Delegacia de Plantão Zona Sul.

Veja decisão AQUI em texto completo no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. R$ 10.000,00 é pouco, principalmente se for considerado o desrespeito total desse motorista para com o policial e o tempo desde a ocorrência.
    Na minha opinião nem era pra ter direito a dirigir.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *