Túnel de drenagem ‘soterra’ promessas, consome quase R$ 100 milhões e não é entregue quatro anos após a Copa

por Dinarte Assunção

Obras começaram em 2013

 

Quatro anos após a Copa do Mundo, o legado prometido à cidade ainda não saiu do papel e esbarrou na falta da burocracia é marca do serviço público no Brasil.

Se por um lado as intervenções de mobilidade precisaram de adequação de última hora em seus projetos e saíram do papel às pressas, vide o complexo viário no entorno da Arena das Dunas, o equipamento prometido para solucionar diversos alagamentos na cidade, o túnel de drenagem, está soterrado sob os escombros da ineficiência, mas vieram à luz da lembrança por ocasião do desabamento de trecho de obra semelhante na Avenida Prudente de Morais.

Orçado em R$ 143 milhões e já tendo consumido R$ 97 milhões, o túnel de drenagem que tem 4,7 quilômetros de extensão e que levaria águas chuva até o rio Potengi, foi pensado para solucionar de vez os alagamentos nas zonas lestes, sul e oeste de Natal.

A obra foi paralisada depois que um morador do Bom Pastor alegou impacto ambiental. O Idema cassou a licença da obra e exige novos estudos. Nesse meio tempo, os custos foram atualizados em R$ 11 milhões. “E é um dinheiro que caberá à prefeitura pagar, e não há dinheiro”, explicou o secretário de Obras, Tomaz Neto.

Apesar da prefeitura alegar que os entraves são meramente burocráticos, a implicação da Queiroz Galvão na Lava Jato também guarda relação com a demora. Enfraquecida pelas investigações, ela chegou a ameaçar paralisar a obra argumentando dificuldades financeiras  e que os reajustes necessários não estavam sendo pagos. Além disso, reclamou do jet grounting, um assunto cuja dimensão do que significa está exposta na sequência de matérias sobre o assunto.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Creso Rabêlo disse:

    Só indignação Com a irresponsabilade dos administradores públicos do nosso estado e do país em geral. Precisamos cair na real e começar a mudarmos esta situação já agora em 2018.

  2. Zinebrino disse:

    Mais um legado maldito da copa. Já não basta a prestação milionária que o governo do estado paga pelo estádio, ainda aparecem esses poços sem fundo para sugar mais ainda os impostos que pagamos.

Salineiros temem perda de recursos para obras no Porto-Ilha, mas Codern garante normalidade

As obras do Terminal Salineiro de Areia Branca, cujos recursos, na ordem de R$ 7 milhões, tiveram liberação anunciada pelo governo federal em maio preocupam o setor produtivo em razão da burocracia.

Empresários do setor ouvidos pelo blog confirmaram o receio da perda de recursos, mas a Codern assegurou que todos os trâmites estão sendo cumpridos.

De acordo com um desses empresários ouvidos reservadamente pela reportagem, Brasília ameaçava suspender os processos referentes às obras em face da demora no envio de projetos pela Codern.

As novas intervenções são de manutenção e vêm se somar à ampliação do terminal concluída recentemente.

Procurado pelo blog, o diretor presidente da Codern, Emerson Fernandes, explicou que todo o rito processual foi seguido e ainda acrescentou:

“Precisamos contratar uma empresa e ainda checar as condições exatas das áreas a serem reparadas. O processo dessa obra passou por toda a equipe técnica e foi enviado para Brasília,  que nos assegurou a disponibilidade de orçamento. A obra deve ser iniciada no próximo ano,  com prazo de conclusão de seis meses”, explicou o diretor presidente da Codern

Desabamento de obra de viaduto mata dois operários em Fortaleza

Dois operários morreram após ficarem soterrados no desabamento da obra do viaduto no cruzamento das Avenidas Raul Barbosa com Murilo Borges, na noite desta segunda-feira (22), no Bairro Aerolândia, em Fortaleza. Os óbitos foram confirmados pelo comandante geral adjunto do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Viana.

O Corpo de Bombeiros informou inicialmente que 10 pessoas ficaram soterradas, mas, depois atualizou o número cinco trabalhadores feridos. Até as 19h40, dois operários já haviam sido retirados dos escombros. As causas do acidente ainda são desconhecidas.

O Corpo de Bombeiros não soube informar a gravidade dos ferimentos das duas pessoas que foram resgatadas. Um caminhão com estrutura de guindaste foi enviado ao local para tentar resgatar dois corpos que estão embaixo de vigas de concreto.

O Corpo de Bombeiros alertou ainda que o perímetro da obra foi isolado porque ainda está sob risco de desabamento. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram enviadas ao local.

Ainda segundo o coronel do Corpo de Bombeiros Viana, as atividades foram temporariamente suspensas por temor de novos desabamentos. A operação de resgate deve ser retomada após a chegada de um guindaste ao local.

Por telefone, a assessoria de comunicação da prefeitura de Fortaleza informou ao G1 que o secretário de infraestrutura, Samuel Dias, foi ao local e que o órgão deve investigar as causas do desabamento.

O trânsito na Avenida Raul Barbosa está interditado durante a noite desta segunda-feira. A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) orienta os motoristas que evitem transitar pelo local.

Construção do viaduto
As obras da construção da rotatória e dos viadutos no cruzamento das venidas Raul Barbosa e Murilo Borges começaram em junho de 2015. O investimento da Prefeitura, financiado com recursos da Caixa Econômica Federal, é de R$ 31 milhões.

Além da rotatória de 90 metros de diâmetro – dotada com duas faixas para tráfego e dois viadutos de cerca de 312 metros de extensão fazendo a ligação sertão-praia -, será construída uma nova ponte que operará em sentido inverso ao da existente, da ponte sobre o Canal do Lagamar.

De acordo com o projeto, a interseção de vias conta com seis pontos de travessia para pedestres, iluminação, padronização dos passeios e projeto paisagístico com a plantação de novas mudas e espécies nativas.

Fonte: G1

“Obras do RN estão garantidas pelo Governo Federal”, afirma presidente da AL Ezequiel Ferreira

Foto: João Gilberto
Foto: João Gilberto

A continuidade das obras hídricas, em andamento no Rio Grande do Norte, está garantida. Essa foi a boa notícia declarada, pelo Ministro de Estado da Integração Nacional Gilberto Magalhães Occhi, na tarde desta quarta-feira (12) em audiência, realizada em Brasília, com autoridades políticas do RN, como o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Ezequiel Ferreira (PMDB); o deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar da Água, Galeno Torquato (PSD); o governador do RN, Robinson Faria (PSD); senador Garibaldi Alves Filho (PMDB); ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB) e os deputados federais Fábio Faria (PSD) e Walter Alves (PMDB), além de técnicos do Ministério da Integração.

Os relatórios do Ministério apontam que os recursos estão garantidos para a adutora do Alto Oeste, Barragem de Oiticica e para adutora de Currais Novos e Acari, que está atualmente em execução.

Durante a audiência o ministro da Integração falou sobre o cronograma da obra de transposição do Rio São Francisco que vai beneficiar milhares de nordestinos e levará água ao Rio Grande do Norte. O presidente da Assembleia comemorou a boa notícia.

“Visitamos as obras de transposição do Rio São Francisco na Paraíba e constatamos que a obra está 85% concluída, faltando apenas um trecho para chegar ao leito do rio Piranhas-Açu, no Rio Grande do Norte”, disse Ezequiel Ferreira, presidente da Assembleia Legislativa.

De acordo com o Ministério da Integração, o cronograma da obra de transposição do Rio São Francisco está sendo cumprido. “O Ministério está cumprindo o cronograma de execução da obra e de acordo com o planejamento, deve ser finalizada até dezembro de 2016”, garantiu o Secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional, Osvaldo Garcia.

Ainda segundo os relatórios do Ministério, a obra está 79% finalizada com crescimento de 1,2% por mês. Além das obras, o Ministério da Integração ainda investe no programa Água Para Todos no Rio Grande do Norte.

Obras de Mãe Luiza serão retomadas nesta terça-feira

21971Foto: Ilo José

Na tarde desta segunda-feira (27), a Prefeitura do Natal, por intermédio da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov), confirmou a informação que o Ministério da Integração liberou a ordem de pagamento no valor de R$ 2,4 milhões de reais referente a parcela em atraso para continuidade dos serviços de recuperação da encosta do bairro de Mãe Luíza. Ao final, a recuperação da Rua Guanabara, a construção do muro de arrimo e a reurbanização da encosta custará em torno de R$ 5,6 milhões.

De acordo com o titular da Semov, Tomaz Pereira Neto, os serviços tinham sofrido paralisação na manhã desta segunda por parte da empresa TeconPav, que toca a obra desde o mês de janeiro. “Estávamos com um sério problema para resolver. A descontinuidade dos serviços de urbanização da encosta localizada na rua Guanabara era algo perigoso, principalmente nessa semana de chuvas na cidade. O cenário era nebuloso até a manhã de hoje (27)”, confirmou o secretário.

A boa notícia foi dada no começo da tarde, quando o prefeito Carlos Eduardo obteve a confirmação do ministro do Turismo, Henrique Alves (que ajudou nas conversas com o Ministério da Integração), que a ordem de pagamento estava liberada e que na manhã desta terça-feira (28), o dinheiro será depositado na conta especifica aberta pela Prefeitura para a obra em Mãe Luíza. “Ficamos felizes com a notícia e agora é tocar com os serviços, que acredito, estarão finalizados em 10 de setembro. Com a reurbanização da rua Guanabara concluída, poderemos dar continuidade aos trabalhos de microdrenagem em outras vias do bairro. Sem o medo de desabamentos ou outros problemas”, ressaltou o secretário Tomaz Neto.

Imprensa

Nesta segunda-feira, o titular da Semov aproveitou a oportunidade para agradecer o empenho da imprensa de Natal na cobrança de resoluções para o problema em Mãe Luíza. “Quero aqui fazer justiça com os órgãos de imprensa da cidade, que nos ajudaram muito nos pedidos ao Ministério da Integração. Sem o apoio deles, com as suas matérias e ligações para Brasília, o cenário poderia ser outro”, finalizou Tomaz Neto.

Obras da Barragem de Oiticica serão retomadas na próxima semana

Três dias depois de conversar com o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, sobre os problemas financeiros que paralisaram as obras da Barragem de Oiticica, o deputado federal Henrique Alves foi informado nesta sexta-feira (25), em Caicó, onde participa dos festejos de Sant’Ana, que o serviço será retomado na próxima segunda-feira (28).

A boa notícia veio após visita ao canteiro de obras de uma comissão formada por representantes do Dnocs, Secretaria de Recursos Hídricos, prefeitura de Jucurutu e o bispo diocesano de Caicó, dom Antônio Carlos Cruz Santos. Na noite anterior, após assistir à novena de Sant’Ana, Henrique Alves procurou o bispo e explicou a situação das obras e demonstrou estar atento à questão.

Na visita ao canteiro, todos os representantes assinaram um termo de compromisso com a obra e as desapropriações. Henrique informou que o custo das obras para 2014 é de R$ 55 milhões. Desse total, já foram liberados R$ 10 milhões, sendo metade para as obras e metade para desapropriações. Os R$ 45 milhões que faltam chegar serão divididos da seguinte forma: R$ 25 milhões para desapropriações e R$ 20 milhões para as obras.

“Essa visita e as novas informações tranquilizam os trabalhadores que estão fazendo essa importante obra que é a Barragem de Oiticica”, afirmou o presidente da Câmara.

7

Governadora discute obras de Oiticica da adutora de engate rápido de Currais Novos no Ministério da Integração Nacional

No encontro, a Chefe do Executivo potiguar, que estava acompanhada do titular da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Luciano Cavalcanti Xavier, solicitou que o diretor-presidente do Dnocs, Walter Gomes, também presente à reunião, se reúna com representantes do Governo do Estado na próxima sexta-feira, 25, na Comunidade de Barra de Santana, em Jucurutu, para explicar à população o cronograma e a importância da retomada da obra da Barragem de Oiticica.

“Os recursos para as desapropriações da área e para a construção da Nova Barra de Santana, no Alto do Paiol, estão assegurados e tem que começar até novembro. É importante a população receber todas as informações com transparência”, disse a Governadora. O diretor-presidente do Dnocs assegurou que estará em Jucurutu para a reunião na próxima sexta-feira.

No encontro também foi mostrada ao ministro a análise de viabilidade técnica que a Caern entregou ao Dnocs para que sejam apresentados, até o final do mês, o valor total e a data de início da construção da adutora de engate rápido que levará água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves até a cidade de Currais Novos, passando por Florânia e São Vicente. “A obra está assegurada e a população de Currais Novos e cidades vizinhas podem ter certeza que ela sairá do papel”, disse a Governadora Rosalba Ciarlini.

Reunião Ministério da Integração Nacional 3

Obras: MPT/RN vai investigar falhas que levaram à morte de dois trabalhadores e ainda atingiu pedestre

Em menos de 24 horas, acidentes ocorridos em três obras de Natal (RN) resultaram na morte dos trabalhadores Orlando Guedes dos Santos e Josias Soares da Silva, vítimas de queda de altura e de soterramento, respectivamente. No terceiro acidente, um pedestre que passava perto de uma construção foi atingido pela queda de uma barra de ferro, sendo levado ao hospital em estado grave. A partir das notícias veiculadas na imprensa local, o Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT/RN) abriu procedimentos para investigar os três casos, que estão sob responsabilidade da procuradora regional do Trabalho Ileana Neiva. VEJA MAIS EM TEXTO DO BLOG PUBLICADO NA MANHÃ DESTA SEXTA Acidentes em Natal marcam a semana; operário morto, um soterrado, outro em estado grave e PM morre ao ser arrastado por carreta

A procuradora alerta que “o trabalho não pode ser executado em condições perigosas apenas porque precisa se entregar uma obra. É uma vida humana, e nenhum cronograma pode atropelar vidas”, disse ela, preocupada especialmente com a pressa para finalizar obras, em razão da proximidade da Copa do Mundo no Brasil. Ela destaca, ainda, a importância de o cidadão estar atento e denunciar casos de flagrante insegurança em obras da cidade, se possível com registro fotográfico, “para evitar acidentes como o que ocorreu inclusive com um pedestre que passava pela rua”, acrescenta.

O servente de pedreiro Josias Soares da Silva morreu na manhã de ontem, 15 de maio, quando trabalhava na desobstrução de uma galeria pluvial, na prestação de serviços terceirizados à Prefeitura de Natal, pela empresa Kizo Construção e Serviços. Na tarde do dia 15, uma barra de ferro despencou do guindaste de uma obra da construtora Moura Dubeux e atingiu um pedestre que passava embaixo do edifício.  No dia anterior, o operário Orlando Guedes dos Santos morreu ao cair do 25º andar de um prédio em construção, pertencente à empresa Diagonal Engenharia e Arquitetura.

O MPT/RN aguarda os relatórios dos auditores fiscais do Trabalho, com a análise dos acidentes, e convocará os responsáveis pelas obras para adoção de medidas que assegurem a proteção à vida de trabalhadores e transeuntes.

Proteção contra queda de altura e de materiais já era cobrada pelo MPT/RN

Dentre as construtoras envolvidas nos acidentes, a Moura Dubeux já possui Termo de Ajustamento de Conduta nº 2148, firmado desde 2011 perante o MPT/RN. Uma das 63 cláusulas exige que a empresa instale e mantenha proteção coletiva em locais onde haja risco de queda de trabalhadores ou projeção de materiais. O documento fixa multa mensal de R$ 5 mil por cláusula descumprida. No ano passado, o trabalhador Antônio Emídio Neto morreu atingido por queda de material em outra obra da Moura Dubeux, apesar de estar com todos os equipamentos de proteção individual.

A morte do operário, em circunstâncias que evidenciam o descumprimento do TAC, levou a procuradora a notificar a Moura Dubeux para cumprir as medidas impostas, em todas as obras da construtora na cidade de Natal, além de ter que pagar multa relativa às obrigações violadas. Segundo a procuradora, se não houver acordo extrajudicial com a empresa para pagamento da multa, uma ação de execução será ajuizada.

Além disso, em 2012, o MPT/RN emitiu uma Notificação Recomendatória para mais de 100 construtoras do estado, alertando para a necessidade de cumprimento das exigências contidas na Norma Regulamentadora nº 35, do Ministério do Trabalho e Emprego, que fixa medidas de proteção para todo trabalho em altura executado acima de 2 metros, onde haja risco de queda.

Para mais informações, acesse abaixo notícias anteriores sobre o assunto:

Torcendo pela "trégua de São Pedro": Obras de drenagem em Natal devem ser entregues após a Copa

As obras do túnel de drenagem da Arena das Dunas estão atrasadas e não serão entregues antes da Copa do Mundo. A informação é do secretário de Obras Públicas de Natal, Tomaz Neto. Ele disse nesta segunda-feira (17) que a entrega da obra foi adiada em 60 dias, dessa forma, o novo cronograma prevê a conclusão em julho deste ano.

Segundo Tomaz Neto, em coletiva nesta segunda, o atraso foi causado pela necessidade de rebaixamento do lençol freático nos trechos onde o serviço está sendo executado.As obras passam pelas avenidas Capitão Mor Gouveia, Jerônimo Câmara, envolvem as lagoas de captação de São Conrado, de Cidade da Esperança e duas lagoas do Centro Administrativo.

Em contrapartida, sobre as obras de mobilidade urbana em andamento, que entregará cinco túneis e dois viadutos no entorno do estádio, o prazo de conclusão segue com a meta o dia 31 de maio. Contudo, a Prefeitura torce que as chuvas diminuam parra que não ocorra atraso.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Magno disse:

    ENQUANTO ISSO OS MORADORES EM TORNO DO ARENA DAS DUNAS NO BAIRRO DE LAGOA NOVA ESTÃO ILHADOS POIS OS "INTELIGENTES" CONSTRUTORES DA OBRA BLOQUEARAM O ESCOAMENTO DAS ÁGUAS DA AV. CAP. MOR GOUVEIA. ISSO É UM ABSURDO. CASP CHOVA UM POUCO MAIS OS MORADORES CORREM RISCO D VIDA.

  2. Kaio disse:

    A Obra passa também por outas diversas avenidas, como a Av. Lima e Silva, Miguel Castro e Av. Bom pastor… e a lagoa de São Conrado fica no Bairro Nossa Senhora de Nazaré, entre as avenidas lima e silva e miguel castro, não na cidade da esperança.

  3. fran disse:

    Faz-me ri!!!! Contem uma novidade! Quem, em sua sã consciencia, por mais otimista qcseja, acredita no cumprimento de qq prazo quando se trata de obra pública?

Obras do Sanear RN seguem em execução nos bairros da capital potiguar

A Governadora Rosalba Ciarlini segue visitando as obras do Programa Sanear/ RN, que estão sendo executadas em diversos bairros de Natal. Nesta manhã (11), acompanhada do diretor-presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Yuri Tasso, a chefe do Executivo Potiguar acompanhou o andamento dos serviços de esgotamento e saneamento em dois bairros de Natal.

Na primeira visita, no bairro das Quintas, Rosalba Ciarlini conferiu a construção de três lagoas de captação. O novo serviço de engenharia vai permitir que os efluentes que já são recolhidos por meio das caixas coletoras deixem de ser enviados para o rio Potengi e passem a ser destinados a Estação de Tratamento do Baldo. O projeto terá um benefício ambiental e contribuirá para a diminuição de doenças e de mosquitos na comunidade. “Esse é um projeto mais ambiental, é um projeto de saneamento que visa a saúde da comunidade local. O esgoto dessa região está 100% ligado, mas agora o processo de disposição dos efluentes será modificado para melhorar e garantir a qualidade de vida da população”, pontuou Rosalba Ciarlini.

A Governadora conversou com os moradores do local, e explicou as mudanças que serão feitas a partir das intervenções. “O esgoto da região passará a ser biologicamente tratado na Estação do Baldo. Não será mais jogado ao ar livre como acontecia antes”, disse a Governadora a Francisca das Chagas, moradora do bairro há mais de 40 anos.

Seguindo a agenda de visitas do Sanear/ RN, a chefe do Executivo Potiguar foi até o bairro de Pirangi e conferiu a execução da obra que há cinco anos estava paralisada.

Segundo Yuri Tasso, o Governo agora executa as obras de esgotamento, construindo as bombas e as caixas coletoras para que os moradores possam fazer a ligação do esgotamento sanitário. “Ampliamos a lagoa de Ponta Negra para que ela pudesse receber os efluentes aqui desse bairro, que no futuro serão destinados a Estação de Tratamento do Guarapes”, afirmou o diretor-presidente da Caern.

Os serviços do Sanear/ RN vão contemplar todos os bairros de Natal que ainda não possuem saneamento, a expectativa para quando todos os projetos estiverem em execução é que sejam gerados cerca de 1.500 empregos diretos. O aumento da demanda de serviços de esgotamento também gera uma perspectiva de aumento no quadro do efetivo da Caern. Atualmente, em Natal, estão empregados aproximadamente 500 trabalhadores.

Obras no Complexo Viário do Gancho de Igapó terão 720 dias para conclusão

A empresa ou o consórcio que possivelmente vença o processo licitatório para implantação do complexo viário do Gancho de Igapó, na zona Norte de Natal – terá prazo de 720 dias, a partir da emissão da Ordem de Serviço, para concluir a execução da obra, que terá 2,3 quilômetros de extensão. Quando pronto, o complexo viário será rota de acesso e saída do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal.

O aviso de licitação para a execução dos tão sonhados serviços de adequação e restauração do Complexo Viário do Gancho de Igapó foi publicado no Diário Oficial da União de terça-feira (4) o. De acordo com a publicação, a previsão de abertura das propostas é 28 de fevereiro.

As esperadas e fundamentais intervenções estão distribuídas na construção de túnel em formato “Y”, que vai interligar a Avenida das Fronteiras com a BR-101, sentido Natal, e com a rodovia RN-160 – sentido São Gonçalo do Amarante e um viaduto com 280 metros de comprimento que também será erguido ao longo da rodovia federal, no sentido duplo – crescente e decrescente.

Além das grandes obras, a execução ainda prevê a construção de sistema de drenagem para a captação e condução de águas pluviais, além de estação elevatória. No projeto também estão inclusos urbanização e instalações de abrigos de transporte coletivo.

Com acréscimos de informações do G1 e Tribuna do Norte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tales disse:

    O trânsito ali vai ficar osso enquanto durarem as obras.

FOTO: Obras na comunidade África começam pelo CMEI

18510Foto: Alex Régis

A construção de um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) deu início às obras da Prefeitura do Natal na comunidade África, localizada no bairro da Redinha, paralisadas nos últimos quatro anos. A ordem de serviço foi assinada no dia 30 de dezembro de 2013 e a Construtora Vecon já iniciou os trabalhos na área, informou o secretário adjunto de Habitação da Secretaria Municipal de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes (Seharpe), Alberto Josuá.

Ele disse que as intervenções na África preveem, ainda, a construção de 130 unidades habitacionais na avenida Conselheiro Tristão, de uma quadra poliesportiva na Escola Municipal Noilde Ramalho, recuperação do posto de saúde e melhorias de 80 casas e banheiros. Além disso, 20 ruas serão drenadas, saneadas e pavimentadas, assim como a margem do Rio Doce, que tem urbanização garantida com a construção de um calçadão, muro de arrimo e seis quiosques. Serão entregues também 1.600 títulos de propriedade de terra aos moradores da comunidade. As obras são resultado de parceria entre a Prefeitura do Natal e a União, por meio do Ministério das Cidades, com recursos da Caixa Econômica Federal.

Conforme Albert Josuá, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) ficará responsável pela construção de duas estações de bombeamento e uma estação de tratamento de esgotos. O prazo de construção de toda a obra é de 330 dias.

O município assinou dois contratos com a Construtota Vecon. No valor de R$ 6,9 milhões, o primeiro contrato compreende as obras da creche, das 130 casas, quadra de esportes, recuperação do posto de saúde, casas, banheiros, instalação de quiosques e iluminação. Os recursos são oriundos do governo federal com a contrapartida da Prefeitura no valor de R$ 1,9 milhão.

Correspondente às obras de urbanização, o segundo contrato prevê a urbanização da área (drenagem, esgotamento sanitário, pavimentação e abastecimento d’água e sistema viário), no valor de R$ 3.218.888,00. A contrapartida do município é de R$ 882. 842,20. A supervisão das obras ficará aos cuidados da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi).

FOTO: “Natal será a primeira capital do Brasil com 100% de sua área saneada", destaca Rosalba em visita de obras

IMG000000000019514Natal saiu de 9% para 34,7% de esgoto tratado, uma porcentagem que vem crescendo cada dia mais desde que o Governo do Estado iniciou as obras do Programa Sanear RN. Parte dessas obras, que já estão em andamento, foram visitadas na manhã desta segunda-feira (03) pela Governadora Rosalba Ciarlini. Acompanhada do diretor-presidente da Caern, Yuri Tasso, a chefe do Executivo Estadual acompanhou as obras de esgotamento sanitário dos bairros de Cidade Nova, Felipe Camarão, Guarapes, parte do Bom Pastor e Quintas; os serviços relativos à implantação do Sistema de Esgotamento do bairro Planalto e as obras de implantação do Sistema de esgotamento sanitário de parte de Lagoa Nova.

O primeiro ponto visitado pela Governadora foi a obra de implantação do sistema de esgotamento sanitário, no bairro Planalto, na Zona Oeste da cidade. Com investimento superior a R$ 11 milhões, a obra vai implantar parte do sistema de esgotamento sanitário do bairro, contemplando as sub-bacias 04 e 05 da Bacia LS, (que integra ainda os bairros de Felipe Camarão e Guarapes).

Antes de iniciar o percurso, a Governadora conversou com o grupo de mobilização social da Caern, que tem a responsabilidade de explicar a população sobre os benefícios que serão proporcionados através das intervenções. “É preciso explicar com cuidado as ações que estão sendo realizadas aqui, lembrar ao morador que os transtornos serão passageiros e o saneamento vai acabar com as doenças infectocontagiosas, vai melhorar a qualidade de vida, sem falar na valorização da região que passará a ter o esgoto coletado e tratado”, disse Rosalba Ciarlini.

Uma das moradoras do bairro, Selma Pinheiro, proprietária de um comércio local há 15 anos, disse não se importar com os contratempos da obra. “A gente quer mesmo é que o esgoto seja tratado, coisa que nunca aconteceu antes aqui no Planalto”, afirmou a comerciante.

O sistema vai cobrir parte da área urbana do Planalto, trazendo melhorias imediatas a uma população de 25.111 habitantes, número já dimensionado para o crescimento futuro da região. O projeto prevê construção uma rede coletora de 17.927 metros de tubulação, duas estações elevatórias, dois emissários de recalque e instaladas 3.774 ligações domiciliares. Atualmente, trabalham na obra 60 homens e em pouco mais de um mês outras duas frentes de trabalho serão abertas para acelerar a conclusão do esgotamento.

O segundo ponto visitado foi o canteiro de obras de esgotamento sanitário do bairro do Planalto. O esgotamento das bacias ES, FS e KS de Natal atende os bairros de Cidade Nova, Felipe Camarão, Guarapes, parte do Bom Pastor e Quintas. O prazo para conclusão é de dois anos após o início. Quando terminado, o sistema de esgotamento sanitário do Planalto vai beneficiar uma população de aproximadamente 140 mil pessoas. Esta fase da obra está orçada em R$ 37,3 milhões, incluindo serviços e material, mas o investimento total do sistema de esgotamento desse complexo de bacias ao final será de R$ 82,4 milhões. Além da construção de redes coletoras, emissários e estações elevatórias, também está incluída a construção do primeiro módulo da Estação de Tratamento de Esgotos Jundiaí/Guarapes. As equipes estão hoje trabalhando na construção de um emissário de mil milímetros para transporte de esgotos do Planalto e bairros adjacentes. Este esgoto será levado para tratamento na futura ETE Guarapes.

Por último, Rosalba Ciarlini foi até o bairro de Lagoa Nova, onde o Governo do Estado executa atualmente os serviços de engenharia de construção do sistema de esgotamento sanitário da bacia HS, que abrange parte do bairro, com a implantação de um emissário para coleta de esgotos. A Bacia HS compreende o trecho entre a Rua da Saudade e a Avenida Norton Chaves, de Lagoa Nova. O emissário vai coletar todo o esgoto da área para a Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) do Baldo.

A Governadora fez questão de lembrar que todas essas obras são parte do projeto de saneamento do Estado, o Sanear RN, que vai conseguir sanear 100% de Natal e 80% do Rio Grande do Norte, um investimento de R$ 1,4 bilhão, recursos garantidos pelo Orçamento Geral da União e Governo do Estado. “Natal será a primeira capital do Brasil com 100% de sua área saneada”, encerrou a Governadora.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pablo disse:

    Bruno, eu não compreendo esse saneamento que fazem em Natal.
    Há muitos anos atrás "sanearam" parte do bairro de Ponta Negra, incluindo algumas ruas do conjunto habitacional de mesmo nome, onde moro há mais 30 anos.
    A minha rua teve seu calçamento "quebrado", foi escavada e tudo mais para o bendito saneamento.
    Pois bem, até hoje nada de ligação foi realizada, e minha casa continua com fossa e tudo mais, sem ser saneada.

Presidente da Trata Brasil afirma que RN está à frente em obras de saneamento

Quando se fala em projeto para ampliação do saneamento básico, o Estado do Rio Grande do Norte está à frente no cenário brasileiro. A avaliação é do presidente Executivo do Instituto Trata Brasil, Édison Carlos, que realizou nesta terça-feira (28) o Seminário “Saneamento Básico – Avanços e Desafios do RN e da Região Metropolitana de Natal”, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN), em Natal.

“Os governos do Espírito Santo e do Ceará têm projetos importantes de saneamento, mas quando falamos de estrutura e recursos, o RN está à frente”, afirmou Édison, sobre o Sanear RN, plano de ação do Governo do Estado, através da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), que vai garantir a ampliação do abastecimento d’água e esgotamento sanitário em todo o Estado.

O programa vai elevar o índice de cobertura por esgotamento sanitário na capital potiguar de 36,5% para quase 100%. Em todo o Estado, esse número vai pular de 27,6% para 80% da população, que será atendida com coleta e tratamento de esgotos. Os investimentos para a realização das obras, que já estão em fase de execução, superam a marca de 1 bilhão e 400 milhões de reais. Isso coloca o Sanear RN no patamar de maior ação de saneamento da história do Rio Grande do Norte.

De acordo com o gerente de Desenvolvimento Operacional e Controle de Perdas da Caern, Isaías Costa Filho, o Governo Federal já garantiu 940,5 milhões para implantação de 1.685 km de redes de esgoto, além da construção das Estações de Tratamento de Esgotos de Jaguaribe e Guarapes, que vão atender mais de 600 mil habitantes.

Mas o presidente Executivo do Trata Brasil destacou os desafios que a Caern está enfrentando e ainda deve enfrentar para garantir a conclusão das obras, que devem ser concluídas, de acordo com ele, até o ano de 2016. Ressaltando que entraves burocráticos inerentes ao processo podem ocorrer.

Édison destacou ainda o desafio da Caern para executar em dois anos o que não foi feito nas últimas décadas. “A gente vê muita autoridade que não se interessa por saneamento, porque acha que é uma obra muito complicada, cara, que demora muito, que não aparece e não dá retorno político e eleitoral. Assim, passamos 20 anos sem investimento no Brasil e se perdeu muito do que se sabia sobre projeto. A partir do momento que a empresa entregue um bom projeto, ele não deveria demorar tanto para ser executado”, disse o presidente, que faz uma projeção para a conclusão das obras do Sanear RN.

“Esse é um projeto para, pelo menos, cinco anos. E mesmo assim, cinco anos é um prazo bem curto. Se a Caern conseguir tirar a cidade de Natal de 36,5% de esgotamento sanitário para mais de 80%, será uma maravilha”, analisa.

De acordo com o diretor-presidente da Caern, Yuri Tasso, “hoje a Caern está determinada a executar as obras de saneamento e para promover, consequentemente, os benefícios para a população. Seguimos rigorosamente uma determinação da governadora Rosalba Ciarlini, que prioriza o saneamento básico”. O Sanear RN visa ampliar o saneamento na capital em um prazo de dois anos após o início das obras. A empresa tem contato com parcerias importantes, como é o caso de Prefeitura do Natal, podendo assim seguir com sua meta.

O desafio é grande, assim com os obstáculos que a Caern está enfrentando para garantir água de qualidade e coleta e tratamento de esgoto para a população do Rio Grande do Norte, mas Édison Carlos reafirmou que o Trata Brasil está ao lado da Companhia e fez um apelo para que as prefeituras dos 154 municípios atendidos pela Caern colaborem para a realização das obras, que significam saúde e qualidade de vida para o povo potiguar. “O Trata Brasil está à disposição da Caern para ajudar no que puder, mas sabemos que é necessário realizar uma ação em conjunto entre a Companhia e os prefeitos, porque a empresa tem estrutura e competência, mas sozinha ela não pode agir”, concluiu.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciano disse:

    Ahhhhh sempre o governo federal! Parabéns Dilma!

  2. ze. potiguar disse:

    Realmente nao da votos.

  3. Eduardo disse:

    Natal está à frente em obras de saneamento porque todas as outras cidades já foram saneadas faz tempo.

Obras em avenida principal na Zona Oeste de Natal aguardam término dos serviços executados pela Caern

As obras de pavimentação e drenagem da Avenida dos Cometas, a principal via de ligação entre os bairros Planalto e Guarapes, na Zona Oeste de Natal, só terão inicio quando a Companhia de Águas e Esgoto do Rio Grande do Norte (Caern) finalizar os serviços de esgotamento sanitário que estão sendo executadas no local. De acordo com informações do secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Tomaz Neto, a previsão é que essa intervenção termine no final de fevereiro.

Tomas Neto também informou que a secretaria já iniciou a pavimentação e drenagem de 26 ruas na região, 13 no Conjunto Vila Paraíso e 13 no Guarapes Velho, totalizando um investimento de R$ 2,5 milhões de reais. Ele disse que a empresa instalou o canteiro de obras e está finalizando o processo de aquisição dos tubos para começar a instalação. “A fase de terraplanagem das ruas está em execução e os tubos serão alojados na sequência”, disse. A pavimentação e drenagem dessas 26 ruas, mais os trabalhos na Avenida dos Cometas tem a previsão de 8 meses para serem concluídas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dácio disse:

    Gostaria de saber também quando a Caern vai finalizar o estrago, ou melhor, a obra que fez na entrada do Bairro Nordeste, também na zona oeste. A entrada, que já é de péssima qualidade pelo fluxo gigante de carros (muitos vindo da zona norte), agora está praticamente intransitável. Alô Caern: vamos concluir as obras! Nossos carros não merecem mais buracos!

Avenida Capitão-Mor Gouveia será interditada para obras a partir deste sábado

A Secretaria de Mobilidade Urbana (semob) vai interditar a partir deste sábado (14), trecho da Av. Mor Gouveia, entre a Rua dos Potiguares e a Av. Jaguarari, na altura do Sistema Sesi/Senai, para obra de drenagem. Agentes da Mobilidade estarão no local orientando o trânsito.

O inspetor Carlos Eugênio, chefe do Setor de Intervenção Viária, explica que o fluxo de veículos e ônibus das linhas 30, 31,39 e 40 será desviado no sentido bairro/Arena das Dunas, pela Rua dos Potiguares, Jerônimo Câmara, Jaguarari e Rua São José, onde retornaram as suas rotas normais.”

A Semob recomenda aos motoristas que ao avistarem a canalização de orientação da pista, reduzam a velocidade dos veículos para maior segurança na via e respeite a sinalização. Mais informações por meio do telefone (84) 8139 5536.