VÍDEO: Em Natal, idoso atropela rapaz, chora e é consolado pela vítima; gesto viraliza nas redes sociais

Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

O portal G1-RN destaca que um idoso atropelou um jovem na Zona Leste de Natal e foi consolado pelo próprio rapaz logo em seguida. Na ocasião, o motorista ficou nervoso e chorou após o atropelamento, e a vítima o abraçou, para tentar acalmá-lo. Tudo foi filmado por uma câmera de segurança e o vídeo começou a circular nas redes sociais nesta semana.

O caso aconteceu em frente a uma oficina na Rua dos Caicós, no bairro Alecrim. Robinho Roque, que trabalha no local, estava na frente do estabelecimento, quando o veículo se aproximou.

Ainda segundo Robinho, depois do susto, que lhe rendeu algumas escoriações em uma das pernas, percebeu que o condutor do veículo estava muito nervoso.

Veja detalhes e vídeo aqui em texto na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Só faltou pedir desculpa por ter sido atropelado… Parece que é português.

  2. AF disse:

    Pelo menos foi HOMEM e permaneceu no local, né?
    Por mais gente assim!

Carla Ubarana chora aliviada com saída de prisão

Beneficiada pelo indulto natalino concedido em 2017 pelo ex-presidente Michel Temer, Carla Ubarana deixou a prisão nesta segunda-feira e já está em casa, assim como o seu marido, George Leal. De acordo com o Blog do Dina – por Dinarte Assunção, a ex-chefe do setor de precatórios do Tribunal de Justiça, inclusive, chorou aliviada.

“Ao deixar a prisão, ela chorou aliviada. O caso dela e do marido são particulares porque benefícios que são concedidos todos os dias pelo Tribunal a outros presos eram negados a eles”, explicou o advogado Paulo Leão Júnior.

O casal foi condenado pelos desvios de mais de R$ 14 milhões no Tribunal de Justiça, no caso que implicou os desembargadores Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fábio disse:

    Já saíram? revoltante!

VÍDEOS: Damares Alves é aplaudida de pé em Comissão na Câmara ao responder ironia de deputada do PT; ministra dá lição, relembra abuso sexual, chora, e fala de trauma de estar no colo de um abusador

Ministra Damares Alves foi aplaudida de pé na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara ao responder ironia de Érika Kokay(PF-DF).

Em um congresso evangélico anos atrás, Damares revelou que sofreu abusos sexuais na infância, afirmando que aos 10 anos ia se suicidar em um pé de goiaba, mas desistiu ao ver Jesus.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, chorou nessa quarta-feira (10) na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados.

Em um determinado momento da sessão na comissão da Câmara, a deputada petista Érika Kokay ironizou o abuso sofrido por Damares:

“Como é possível, ministra, que nós não tenhamos em pleno funcionamento um órgão como o Conanda? Porque nem todas as meninas vítimas de violência podem ser salvas por um Jesus na goiabeira, nós precisamos de políticas públicas.”

Após a declaração de Kokay, vários deputados reconheceram a ministra como uma “guerreira” por ter superado a violência sexual na infância, informa o Poder360.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ceará-Mundão disse:

    A cada novo dia fica mais claro quem é quem. Sem mais para o momento.

  2. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    PT e seus puxadinhos: PSOL, PCdoB e PCC. É o PT usou o PCC pra lavar dinheiro. Precisa dizer mais alguma coisa? Alguém ainda não entendeu pq o crime organizado cresceu tanto?

  3. BRASIL FOI MELHOR disse:

    QUEM.ESCOLHE UM LOUCO PARA GOVERNAR O PAIS..DEVE TER CERTEZA DE QUE SEUS PARCEIROS TEM TRANSTORNOS MENTAIS..O BRASIL ESTA UM HOSPICIO…A QUEM SOLICITAR CAMISA DE FORCA????? MEUS DEUS…CUIDA DE NÓS….

  4. José disse:

    Essa Doidamares é uma doente. Essa mulher já mentiu tanto que não consigo acreditar em nada dela. Até o choro falso

    • Olavo Queiroz disse:

      Quem tinha plena normalidade era Dilma e suas frase de nada com coisa nenhuma. Era um mamulengo colocada pelo ex presidente para que ele continuasse a mandar dos bastidores.
      Olhe que Dilma era presidenta e Damares apenas um ministra.
      O PT nunca se incomodou com os deploráveis exemplos que Dilma dava diariamente ao abria a boca, repetindo suas frases indecifráveis ao não dizer nada com coisa nenhuma.

    • PT/Direita disse:

      Estás criticando a ministra ou apoiando abusadores sexuais???

    • ASV disse:

      O cara ta falando de Doidamares e não de Doidilma. Esses bolsominios querem sempre comparar um doido do seu lado com um doido do PT. kkkkkkk

  5. Sérgio Nogueira disse:

    A esquerda é apenas uma massa purulenta. Nada produz, nada faz, nada constrói.
    Apenas critica, ataca, menospreza. simula e, como Celso Daniel, mata.
    São exemplos de seres decompositores em grau máximo.

  6. joao disse:

    PT é uma doença. Nem deveria existir mais como partido, pq partido nao pode ser representado por quem ta preso e por pessoas que ferem a dignidade dos outros.

  7. Netto disse:

    A crueldade desses esquerdista é psicótica.

FOTOS: Em despedida do Exército na cerimônia de Troca de Comando, general Villas Bôas, debilitado, chora e é abraçado por Bolsonaro

Foto: Marcos Corrêa/PR

O general Eduardo Villas Bôas chorou e foi abraçado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante a transmissão do comando do Exército, nesta sexta-feira (11), em Brasília. O general fez um discurso em que disse que 2018 foi ano “desafiador para as instituições e para a identidade nacional”. A cerimônia marca o início do comando do Exército sob o general Leal Pujol.

Após a leitura do discurso, Villas Bôas foi aplaudido de pé. O primeiro a levantar foi Bolsonaro, que lhe prestou continência e se aproximou para ouvir do general poucas palavras, em privado, e o abraçou.

Reprodução: TV UOL

O pronunciamento do agora ex-comandante do Exército foi concluído com “Brasil acima de tudo”. O brado é um dos símbolos de maior vibração e expressão entoado pelos integrantes da Brigada de Infantaria Paraquedista. O brado foi criado pelo movimento que ficou conhecido como Centelha Nativista, que teve atuação política durante a ditadura militar. Embora o movimento não exista mais, foi incorporado pelas organizações atuais e é associado à ideia de patriotismo e lealdade. Além disso, a frase foi parte do slogan da campanha de Bolsonaro em 2018.8 foi ano rico.

Com auxílio mecânico para respirar, Villas Bôas entrou no salão em uma cadeira de rodas, sendo deslocado por um ajudante. Ele discursou com um microfone preso à cabeça. O general tem uma doença neuromotora degenerativa.

Em posição de destaque na primeira fila no palco, Bolsonaro e o vice-presidente, Hamilton Mourão, sentaram-se entre o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, além dos comandantes do Exército.

Atrás deles, ficaram outros militares e ministros do governo Bolsonaro como o ex-juiz federal Sergio Moro, da Justiça e da Segurança Pública, e o general Augusto Heleno, do GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

O ex-comandante fez uma declaração via Twitter após a cerimônia, dizendo ter sido “uma honra comandar uma das instituições em que o brasileiro mais confia e ter mantido elevada essa confiança”.

Antes da leitura da Ordem do Dia do general VIllas Bôas, o mestre-de-cerimônias anunciou que seriam prestadas honras militares ao presidente, agraciado nesta sexta com Ordem do Mérito Militar, grau grão mestre.

Esta é a mais alta medalha do Exército, recebida por generais do alto comando. Bolsonaro a recebeu porque, mesmo tendo chegado só até a patente de capitão, é agora o comandante-em-chefe das Forças Armadas.

A maioria das autoridades (inclusive civis) se virou para Bolsonaro em posição de continência. O presidente do STF, Dias Toffoli, no entanto, permaneceu parado na posição que estava.

Das 3 cerimônias de transmissão de cargo das Forças Armadas, a única que não teve discurso do novo comandante foi a do Exército. O general Edson Leal Pujou limitou-se a bradar “assumo o comando do Exército de Caxias”.

A cerimônia marca a terceira e última troca no comando das Forças Armadas. Na última sexta-feira (4), o tenente-brigadeiro Antonio Carlos Moretti Bermúdez tomou posse como comandante da Aeronáutica. Nesta quarta (9), foi a vez de o de almirante esquadra Ilques Barbosa Junior assumir a Marinha.

UOL