Saúde

Butantan recebe insumo e fabricará mais 5 milhões de vacinas CoronaVac

Foto: © REUTERS/Amanda Perobelli/Direitos Reservados

O Instituto Butantan recebeu nesta segunda-feira (19) insumos para a fabricação de mais 5 milhões de doses da vacina contra a covid-19. Os 3 mil litros de insumo farmacêutico ativo (IFA) foram enviados pelo laboratório chinês Sinovac, de Pequim, na última sexta-feira (16). O material foi transportado por um avião da companhia aérea Turkish Airlines, que fez escala em Istambul, na Turquia, e em Dakar, no Senegal, antes de desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos hoje.

O Butantan já entregou 40,7 milhões de doses da vacina CoronaVac para serem aplicadas em todo o Brasil pelo Programa Nacional de Imunizações. Até o fim deste mês, a instituição deve finalizar o primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde para disponibilização de 46 milhões de doses.

Em São Paulo, segundo o último balanço do governo estadual, já foram aplicadas 8,8 milhões de doses, sendo 2,9 milhões da segunda dose, o que fecha o ciclo de imunização.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. A grande dúvida de Bolsonaro está na escolha do seu vice, que está entre Flordeliz e o vereador Jairzinho. O pior será escolhido, isso porque gente ruim só se junta a quem não presta.

    1. E luladrao, deve estar procurando na papuda. Pode ser o Zé Dirceu que tá solto tb, ou o Server, bem ladrão é o que não falta pra escolher. Kkkkk

  2. De cada 10 de vacinas que é aplicada na população, 8 é do Butantan.
    Se não fosse o empenho do Doria, a carnificina estaria bem maior.
    Isso quer dizer que temos um genocida em série na presidência da república.

    1. Todo covarde se esconde atrás do manto do anonimato, vai levar outra surra nas urnas em 2022! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Veja íntegra de carta de embaixador da China que informa Pazuello sobre sucesso no envio de insumo ao Brasil e avanço ‘acelerado’ para outros trâmites

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, enviou uma carta nesta segunda (25) para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prestando “estima e consideração” e informando a exportação de insumos para a produção da Coronavac no Brasil.

Na carta, Wanming informou Pazuello de que o envio do lote de 5.400 litros de insumo para a produção da vacina foi autorizado pelos órgãos competentes chineses, prevendo a chegada do material ao Brasil “nos próximos dias”. Isso encerra a conversa entre Pazuello e o governo chinês iniciada em 21 de janeiro.

Além disso, o embaixador disse que os trâmites para a autorização de despacho dos Ingredientes Farmacêuticos Ativos (IFAs) da vacina de Oxford/AstraZeneca estão progredindo de forma acelerada.

Yang Wanming finalizou a carta dizendo que “o lado chinês está disposto a continuar a fortalecer a cooperação com o lado brasileiro no combate à pandemia”.

À tarde, o presidente Jair Bolsonaro fez uma publicação em suas redes sociais anunciando o acordo e agradecendo ao governo chinês e aos ministros Pazuello, Ernesto Araújo e Tereza Cristina pelo acordo.

Íntegra

Leia, abaixo, a íntegra da carta enviada pelo embaixador da China:

“Sr. Yang Wanming
Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República Popular da China
25 de janeiro de 2021

A Sua Excelência
Senhor Eduardo Pazuello
Ministro de Estado de Saúde da República Federativa do Brasil
Brasília – DF

Senhor Ministro,

Venho pela presente cumprimentá-lo cordialmente e em continuidade da nossa conversa no dia 21 do mês corrente, aproveito para informar que a exportação ao Brasil do novo lote de 5400 litros dos insumos da Coronavac acabou de ser autorizada pelos órgãos competentes da China. Espera-se que a sua chegada ao Brasil se ocorra nos próximos dias. Em paralelo a isso, os trâmites da autorização para exportação dos Ingredientes Farmacêuticos Ativos (IFAs) da Vacina Oxford/AstraZeneca também estão avançando de forma acelerada. O lado chinês está disposto a continuar a fortalecer a cooperação com o lado brasileiro no combate à pandemia.

Por fim, queira aceitar, Vossa Excelência, os protestos da minha mais alta estima e consideração.

Atenciosamente,

Yang Wanming,
Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República Popular da China”

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Manoel você poderia muito bem ir RINCHAR na Venezuela ou Cuba, botar uma cela em você e ir passear com molusco ladão, que tal a sugestão? O Brasil não é lugar para você

  2. Eita, o calça apertada deve estar morto de ciúmes, afinal, só ele pode negociar as vacinas.
    Lembrando que SP tem 1/4 das mortes por covid e o governador proibiu o uso da ivermectina, cloriquina e desaconselhou tomar as vitminas C, D e o Zinco.
    Mas vou deixar não irei tomar a vachina, melhor aguardar outra marca.

  3. Mas as relações internacionais não estavam travadas?? E agora Sra. Míriam Leitão?? Bonner, fala aí companheiro…

    1. Tiveram que esconder o Dudu Bananinha e o Beato Salú que só estavam atrapalhando. Pediram desculpas de joelhos e prometeram seguir a cartilha de Mao Tsé.

  4. O gado agora vai tomar a "vachina"?
    O genocida agora vai continuar falando mal da China?
    Mau caráter o presidente e seu gado.

  5. Conversinha, o Sr. Yang Wanming é um homem inteligente, íntegro e de respeito, um verdadeiro diplomata. Jamais colocaria questões pessoais em detrimento de interesses de sua nação, seu povo.
    O Sr. Yang Wanming deu uma aula de cortesia a família Bolsonaro e seus ministros.
    Grande Sr. Yang Wanming, parabéns! Em nome do povo brasileiro agradecemos sua cordialidade.

    1. Ele poderia ignorar. Se abster. Tenta outra. Essa também não colou. Como o da Índia.

    2. daqui a pouco aparace Gadolígula e os outros gados para conversa besteira.. as mesmas figuras de sempre ai ai ai ai.. preguiça dessa boiada

    3. Ainda bem que o Neco (ou Caligula) não é diplomata. É só mais um corneteirinho fazendo uso do direito a opinar sobre qualquer coisa, até sobre o que não domina. Se essa criatura fosse diplomata acho que só conseguiríamos manter relações com o reino de Nárnia.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Butantan deve receber no dia 3 de fevereiro insumo para 8,6 milhões de doses da coronavac

O governo de São Paulo afirmou nesta terça-feira (26) que os 5,4 mil litros de insumo para produção da vacina CoronaVac devem chegar ao Instituto Butantan no dia 3 de fevereiro.

“Nós tivemos essa sinalização, de que a liberação desses lotes será feita de uma maneira muito rápida, começando por esses 5,4 mil litros que foram anunciados no dia de ontem [segunda-feira, 25] e chegarão aqui na próxima semana, com previsão do dia 3 de fevereiro”, afirmou Dimas Covas, diretor do Instituto.

Segundo Dimas Covas, com a chegada da matéria-prima, o Butantan produzirá, em 20 dias, cerca de 8,6 milhões de doses do imunizante.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa nesta manhã, após uma conferência entre o governo paulista e o embaixador da China no Brasil, Yang Waning.

De acordo com Dimas Covas, outros 5,6 mil litros estão em processo “avançado de liberação” pelo governo chinês.

A expectativa do Instituto Butantan é a de receber, até abril, o total de insumo para produção das 40 milhões de doses contratadas.

O acordo feito entre o Instituto e o laboratório chinês Sinovac prevê o recebimento total de 46 milhões de doses. Desse montante, 6 milhões foram importadas prontas da China.

“Na sequência, há um outro volume de 5,6 mil litros, que também foi anunciado pelo embaixador, que também está em processo de liberação. Com esses dois lotes, totalizando 11 mil litros, nós regularizaremos as nossas entregas ao Ministério [da Saúde] e o restante que deverá vir no que já está planejado até o final de abril, as 40 milhões de doses que temos contratadas até este momento”, completou Dimas Covas.

Aporte adicional

Ainda na coletiva, o diretor afirmou que existe a possibilidade de o Instituto receber um aporte adicional de doses, conforme previsto em contrato, mas tal negociação depende da manifestação do Ministério da Saúde. Segundo Dimas Covas, um ofício sobre o assunto foi enviado ao Ministério na última sexta-feira (22).

“Existe a possibilidade de um adicional de 54 milhões de doses, mas para isso precisamos de uma manifestação do Ministério da Saúde. Na última sexta-feira (22), enviei um ofício solicitando essa manifestação para que nós possamos programar essa produção. O quanto antes tiver essa definição, o quanto antes faremos esse planejamento, e o quanto antes traremos essa vacina para o Brasil”, afirmou Dimas Covas.

Com G1

Opinião dos leitores

    1. A história já tem um lugarzinho pra ele. Sabujo topa tudo por dinheiro.

  1. Divulgado pela revista Veja Oeste, o ex-Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva entrou para o ranking dos líderes mais corruptos da história da humanidade.
    E adivinhe só: Lula é o número 1 da lista. Uma vitória para o Brasil (ironia).
    O Partido dos Trabalhadores (PT) é considerado o partido que mais roubou um país na história. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a corrupção durante a era Lula e Dilma pode ter sido de aproximadamente 206 bilhões de dólares, ao longo dos 13 anos do PT no poder.

    1. A Veja Oeste tem provas? Que entregue ao STF porque nem o Sérgio Moro tinha, Sherlock!

  2. O instituto Butantan está empenhado desde maio de 2020 para ter a vacina da CoronaVac, o miliciano desdenhando da vacina…
    Falou que o vírus é chinês, zombou da China, o miliciano Jr também desdenhou da China.
    A vacina decolou, o miliciano quer ser o pai da criança.
    É um crápula mesmo.

    1. Crápula é vc. E desocupado.O Governo Federal contratou Oxford em junho.
      Contratou mais de 100 milhões de doses da Coronavac.
      As vacinas foram liberadas pela Anvisa no domingo passado e começaram
      a chegar, ainda num contexto de escassez mundial.

    2. Butantã que até hoje não mostrou toda documentação necessária. Infelizmente, sem opção, temos que usá-la.

    3. Neco, meu fi…relaxe…tome uma água de côco com salgado….kkkkkkkk
      Vale a pena não, tu infarta e Bozo nem sabe quem tu é e vai continuar fazendo rachadinha…
      ?????????

    4. Vcs não estão acostumados com debates. Bolsonaro não precisa saber quem sou.

    5. DoriaVac do governo de São Paulo salvou o povo brasileiro da inépcia do governo federal.

  3. O ministério da saúde já tinha mostrado até documento sobre isso. O calça coloda quer dizer que foi ele que conseguiu? Kkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Bolsonaro: 5,4 mil litros de insumo da Coronavac serão enviados ao Brasil

Foto: Reprodução/CNN

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio de uma postagem em seu perfil do Facebook, afirmou que foi informado pela embaixada chinesa de que 5,4 mil litros de insumos para a vacina Coronavac serão enviadas em breve.

Segundo Bolsonaro, o material já está em área aeroportuária “para pronto envio ao Brasil”. Ele escreveu que os insumos chegarão ao Brasil nos próximos dias.

O presidente também afirmou que os insumos para a vacina da AstraZeneca, com a Universidade Oxford, estão sendo liberados de maneira acelerada.

Bolsonaro agradeceu a “sensibilidade do governo chinês”, além do empenho dos ministros Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, Eduardo Pazuello, da Sáude, e Tereza Cristina, da Agricultura.

Opinião dos leitores

  1. Dória acionou Temer ontem e eles estão resolvendo isso. Fiquem tranquilos!
    No que depender do João Dória, não ficará um brasileiro sem vacina, já se depender do presidente, tem Hidroxicloroquina pra despachar de rodo!

    1. Mais Eduardo Cunha disse que foi os tucanos Temer e nhonho que deram uma rasteira em Dilmanta Querida.
      O que o vc tem a dizer disso?
      Kkkkk

  2. Esse presidente é tão incompetente que faz mais de nove dias que analisa doação de aviões dos EUA e ONU. Era pra ter aceito de primeira.

    1. Conhece todas as cláusulas?
      E a manutenção? E cláusulas de sigilo tecnológico?

    1. Graça a a Dória esse banana nunca quis a vacina da China.

    2. Bolsonaro respondeu a bonner tá no YouTube.
      Na presença do Ernesto e do Tarcísio chamou o bonner de mentiroso e disse que ele tem a cara de pastel.
      Kkkkkkkkkkkk
      Disse que as relação comerciais com a china nunca estiveram tão boas.
      2019 venderam pra China, mais que 2018, e 2020 venderam mais que 2019.
      Record atrás de record.
      Kkkkkkkkk
      A globo lixo tá desesperada, na eminência de um colapso financeiro.
      Colhendo o que plantou, diga se de passagem
      Os figurões e medalhões, caindo a todo instante.
      Vá ser glamurosa as custas do povo na baixa da égua.
      Kkkkkkkkkkkkk
      Mito!!!
      Em
      Primeiro
      Turno.

  3. Incompetente, fez vies ideológico por contra a China mordeu a língua, pessoas morrem por sua incapacidade e maldade, poderíamos ter 70 milhões de vacinas se vc não fosse o imprestável que é. Por mto menos a Dilma caiu.

    1. NÃO SE PERDE. Fica para como "antimalárico indicado para profilaxia e tratamento de ataque agudo de malária, causado por Plasmodium vivax, P. ovale e P. malarie. Também é indicada no tratamento de amebíase hepática, e em conjunto com outros fármacos, têm eficácia clínica na artrite reumatoide, no lúpus eritematoso sistêmico, e lúpus discóide, na sarcoidose e nas doenças de fotossensibilidade como a porfiria cutânea tardia e as erupções polimórficas graves"
      desencadeadas pela luz"

    2. Só não serve pra tratamento preventivo de covid 19, como tentam empurrar na goela dos outros.

    1. Confuso . Quem gosta de Bolsonaro tem que gostar da China ou odiar a China?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Justiça determina abastecimento imediato de insumos e medicamentos nos hospitais estaduais

Em decisão favorável ao pedido do Ministério Público Estadual em Ação Civil Pública, o Juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal, Airton Pinheiro, determinou que o Estado do Rio Grande do Norte providencie a imediata aquisição de insumos e medicamentos em falta nos hospitais da Rede estadual, regularizando o abastecimento no prazo de 20 dias.

A Ação Civil proposta pelo MP/RN denunciou a omissão do Estado do Rio Grande do Norte apurada nos autos do Inquérito Civil n° 020/2011. O Inquérito realizou o levantamento do abastecimento de insumos e medicamentos hospitalares na rede hospitalar estadual e concluiu que a falta destes era causada pelo omissão da Secretaria Estadual de Saúde que não atendia as solicitações daqueles materiais encaminhadas pela direção dos hospitais com compõe a rede estadual.

Em caso de descumprimento da decisão, esta também determina o bloqueio imediato do valor necessário a aquisição direta dos insumos e medicamentos pelos diretores dos hospitais, conforme orçamento fundamentado a ser encaminhado anexo aos pedidos de execução da determinação.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *