Secretário manda investigar foto de popular dentro do helicóptero Potiguar I

potiguar ISegundo reportagem do portal De Fato, uma sindicância será aberta para investigar as circunstâncias que envolvem a foto do helicóptero Potiguar I, da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED) do Rio Grande do Norte, que circula pela internet e gera polêmica. A aeronave está parada em um espaço aberto com quatro civis próximos, sem nenhum tripulante à vista. O problema é que um dos populares está dentro do helicóptero, o que não é permitido.

Ao DEFATO.COM, o secretário Aldair Rocha informou que logo após ter tomado conhecimento da imagem, determinou a abertura de uma sindicância. A decisão veio após uma reunião entre o secretário e outros integrantes da cúpula da Secretaria de Segurança potiguar.

Questionado sobre possíveis penalidades, Rocha informou que ainda não é possível falar sobre isso. Até agora, nenhum tripulante foi afastado. A investigação será conduzida pelo coronel Edwin Brito, que é o responsável pela Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (CIOPAER) do RN. A grande questão, neste momento, é saber o porquê de haver uma pessoa dentro da aeronave, já que, a princípio, não há problemas com os outros três, que ao lado.

O coronel Brito, durante a conversa com o secretário Aldair Rocha, informou que é comum haver curiosidade dos populares quando o Potiguar I é acionado para auxiliar qualquer ocorrência. Até agora, ainda não se sabe exatamente onde a aeronave estava no momento que a imagem foi feita. A primeira informação divulgada pela Secretaria da Segurança é que o CIOPAER havia sido chamado para auxiliar em um atendimento feito pelos bombeiros.

Com informações do De Fato

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eugenio Rodrigues disse:

    O Sec Aldair Rocha precisa entender que o militar foi quem bateu a foto. Rsss

Maradona se cortará se o neto for jogador de clube argentino

Maradona-Aguero-Foto-AFP_LANIMA20131030_0108_24Diego Maradona voltou a dar uma de suas declarações de impacto. Em participação no programa de TV Fans World, que é apresentado pela sua filha Dalma, o ex-jogador argentino prometeu que se cortaria se o seu neto Benjamín optasse em jogar pelo Independiente.

– Quero que ele decida isso. Mas se Benja for para o Independiente, me corto – disse Maradona.

Benjamín é filho de Gianinna Maradona com o atacante do Manchester City, Agüero. O jogador foi revelado pelo Independiente, clube pelo qual é torcedor.

Brincadeiras a parte, Maradona disse que acha incrível como seu neto consegue ter controle de bola mesmo sendo tão novo. O menino completará cinco anos em fevereiro.

– É incrível como joga esse menino, e não digo isso só porque sou avô dele. Fico babando, assim como qualquer avô que veja seu neto chutando uma bola dessa forma – afirmou.

Sobre a Copa do Mundo, Maradona disse que deposita todas as suas fichas em um bom Mundial de Messi. No entanto, ele pediu paciência à torcida caso a Argentina não conquiste o título.

– O único que posso dizer é que, se não ganharmos, não podemos colocar a culpa em Messi. Eu sei que Messi vai arrebentar, vai jogar muito bem, porém não coloquemos a culpa nele se não formos campeões – finalizou Maradona.

Lancenet

Atacante Fred defende tapetão e diz que seria pior para o país se a Lusa escapasse

 O atacante Fred segue o processo de preparação física para voltar aos campos pelo Fluminense em 2014. O camisa 9, que esteve na Fonte Nova na última rodada do Campeonato Brasileiro e chegou a chorar com o então rebaixamento da equipe carioca, se manifestou pela primeira vez sobre a decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) que manteve o Tricolor na Série A e rebaixou a Portuguesa.

Fred disse apoiar a decisão do tribunal de tirar quatro pontos da Portuguesa, que escalou o meia Héverton de maneira irregular na última rodada do torneio nacional. O atacante alega que não punir o time paulista pela irregularidade seria pior para a imagem do Brasil e que o regulamento deve ser cumprido.

“Infelizmente aconteceu um descuido de outra equipe [Portuguesa] onde a lei foi cumprida e, portanto, não tem nada de anormal. Seria pior para imagem do Brasil se a lei não fosse cumprida.  A lei foi cumprida e é isso que importa”, disse o capitão do Fluminense, que treina a parte física desde o dia 12 de dezembro no complexo esportivo da Disney, em Orlando, nos Estados Unidos. Ele está acompanhado da filha Geovanna e do pai Juarez, que passam férias no parque de diversões.

Além da Portuguesa, o Flamengo também perdeu quatro pontos por ter escalado o lateral André Santos de maneira irregular. Os clubes entraram com recurso e o caso será julgada no Pleno do STJD na próxima sexta-feira.

O atacante, que recentemente recebeu sondagens do Cruzeiro, diz que deseja continuar na equipe das Laranjeiras em 2014 e que jogaria a segunda divisão caso a Portuguesa não tivesse recebido a punição. Felipão já deu inúmeras declarações de que conta com o jogador para a Copa do Mundo.

“Me apresento ao Fluminense no dia 8 de janeiro. Se a nossa equipe estivesse na série B, iríamos jogar com o maior orgulho para colocarmos o clube no patamar que merece, buscando títulos como fizemos nos últimos três anos, quando conquistamos duas taças”, destacou o capitão do tricolor.

Um estiramento no músculo reto anterior da coxa direita tirou o atacante de todos os jogos do Fluminense no segundo turno do Brasileirão. Recuperado da lesão, o atacante diz que está livre das dores e que atingirá o auge físico em dois meses.

“Estou pronto e 100% curado. Se Deus quiser, jogo a primeira partida do Carioca contra o Madureira. Acredito que chego ao meu auge físico no começo de março e pretendo estar melhor preparado do que na Copa das Confederações”, disse.

Fred encerra a preparação no fim do mês e se reapresenta com os demais jogadores do Fluminense no dia 8 de janeiro. A equipe carioca fará sua preparação em Mangaratiba, no mesmo hotel que abrigará a Itália durante a Copa do Mundo de 2014.

UOL

FOTOS: Thalita Zampirolli(Júlio) diz que "Romário em momento algum desconfiou" de transexualidade

1488649_10151814144546638_1341063904_nThalita Zampirolli afirmou que o ex-craque Romário não sabia que ela era transexual, durante entrevista ao programa A Tarde é Sua, na tarde de quarta (18).

— Romário não sabia, em momento algum desconfiou.

Depois que foram flagrados de mãos dadas depois de um show no Rio de Janeiro, a modelo mandou mensagem via celular para Romário pedindo ajuda. Ela queria contar que era mulher.

9drf3ch59c_6j34to8md1_file— Ele não me deu espaço nem para contar que sou mulher. Ele disse que cada um sabe o que faz, seja inteligente e saiba sair dessa. Em momento algum quis prejudicá-lo e usar isso para entrar na mídia. Se eu quisesse isso, já teria feito há muito tempo com pessoas que estão acima disso. Bateu uma decepção…

Perguntada se o relacionamento dos dois foi além da amizade, Thalita se esquivou da pergunta, afirmando que prefere não comentar sobre o assunto.

— Eu prefiro não comentar sobre isso.

4lilmgaoo8_4vszn1vsrl_fileOs dois se conheceram por meio de amigos em comum em um evento há um ano, no Rio de Janeiro. Desde então, saíram poucas vezes por causa da agenda de Romário, que é deputado, em Brasília.

Nascido Júlio, Thalita sempre se viu mulher e mudou de sexo aos 18 anos. Com a ajuda da família, a musa do Flamengo começou o tratamento para operar.

— Tive que tomar hormônios e tive ajuda de psicólogos. Mas minha família e meus amigos sempre estiveram comigo. Fiz a cirurgia em São Paulo.

Depois que viu seu nome na mídia, Thalita chorou e afirmou que não estava preparada para isso. Até pensou em buscar ajuda com psicólogo.

— Quando a bomba estourou, achei que precisaria de psicólogo. Mas agora com a ajuda da família e dos amigos, consigo sim passar por isso.

Ela, que quer ser reconhecida como modelo e não como transexual que saiu com Romário, desmentiu boatos de que trabalhava com prostituição e contou que foi enganada por uma suposta revista masculina.

— Uma equipe que se apresentou como da revista Sexy fez fotos minhas nuas há dois meses. Depois descobri que não eram da revista, não eram de lugar algum.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. jp disse:

    Se eu achar um bicho desse moscando na minha frentte eu passo a vara TB tem que gozar msm kkkkkkk…

  2. Fabio disse:

    Só se engana o que que quer ser enganado, não tem dessa, saiu com traveco, o cara curte sim macho.

  3. mano disse:

    fazer oque se o peixe preferido do baixinho é o pacu.cada um tem um gosto kkkkk

  4. bazinga disse:

    Macho bonito pra cassete, pode comer que pelo menos não engravida, mandou bem romario

  5. Adalberto disse:

    Além do Ronaldo, mais um com o sobrenome de "rola bosta". kkkkk

  6. Antonio disse:

    Homi, uma dessa qualquer um se engana. E outra, pra Romário deve ser ótimo sair com transex pq pelo menos ele não corre o risco de cair no golpe da barriga kkk

  7. paulo kasinsk disse:

    Puts! Até tu, Brutus? Mas sem essa de dizer que o cara se enganou. Você conhece uma mulher mesmo que ela esteja na curva do mundo.

  8. Henrique disse:

    KKKKKKKKK Que dizer que o baixinho comeu gato por lebre!!!!!!

    Há inferno pra ter cão!!!!

Que honra tem, Fluminense?

rivelino-i

O futebol não é só ganhar ou perder.

O futebol é saber ganhar e saber perder.

Hoje, o Fluminense dos dias atuais causou vergonha. Deixou envergonhado o menino que eu fui, que aprendeu a gostar do Tricolor das Laranjeiras e que ficou, para sempre, deslumbrado com a magia da “Máquina Tricolor”.

Não sei o que dizer àquele menino que jogava futebol nas calçadas com times feitos em caixas de fósforo, cheias de areia ou pedra, envelopadas com papel de caderno e cola à base de goma.

Entre os times de caixa de fósforo que aquele menino guardava orgulhoso e numa tosca caixa de madeira havia um em especial. Nele jogava e brilhava Rivelino, o príncipe incompreendido no Parque São Jorge e que desembarcara no Rio para uma trajetória de sucesso.

Havia também Rubens Galaxie, Manfrini, Marco Antonio, Doval, Cafuringa, Marinho Chagas. A Máquina Tricolor era a alegria daquele garoto. Tanto que os anos ruins que se alternariam no futuro com os anos de conquistas e vitórias não seriam capazes de diminuir o ímpeto e a paixão pelo Fluminense.

Veio o título de 1980 com um time renovado que, de tão jovem, era chamado de “Jardim de Infância”. Contra todas as previsões, o Tricolor foi campeão contra o Vasco da Gama. Gol de Edinho, que iria brilhar também na Seleção Brasileira.

Depois vieram os anos do Casal 20, Assis e Washington, além de Dom Romerito.

Rivelino, Doval, Cafuringa, Búfalo Gil, Marinho Chagas, Edinho, Assis, Washington, Romerito, Renato Gaúcho, Washington (o guerreiro tricolor). Todos eles ficaram imortalizados na galeria das nossas melhores lembranças. E não é porque ganharam sempre. É porque encarnaram o melhor do espírito tricolor.

Pois se há alegria nas conquistas verdadeiras, também há honra e orgulho nas derrotas. Batalhas em que se lutou até o fim.

Aquele menino tricolor aprendeu com a vida, nos altos e baixos, no sobe e desce continuo da nossa caminhada, que é melhor perder com honra do que vencer coberto de vergonha.

Hoje, o Fluminense deixou aquele menino envergonhado. Outros meninos devem estar constrangidos. Como suportar a vergonha causada pelos milhares de postagens em redes sociais com a hastag #fluminensevergonhadobrasil?

Melhor seria aguentar o escárnio dos torcedores rivais com mais uma queda para a série B. E exibir, orgulhoso, no final de 2014, a volta, com méritos, à divisão de elite do Campeonato Brasileiro.

Ganhar o direito à permanência na série A graças a um tribunal não traz honra alguma, mas vergonha, constrangimento, desilusão, desencanto.

Os erros de um passado que julgávamos esquecido voltaram.

E o passado de glórias antigas e recentes jaz esquecido. Parte dele esquecido em um time de futebol de caixa de fósforos. Guardado numa caixa de madeira cuidadosamente manuseada por um garoto franzino que exibia, orgulhoso, a sua “Máquina Tricolor”, feita de jogadores valorosos e guerreiros dignos.

E com os olhos embotados pela vergonha, esse menino me reapareceu hoje depois do noticiário da tevê e de um passeio pelas redes sociais.

E me fez perguntas que desconcertam:

Que honra, Fluminense, tem em jogar série A assim?

Onde está a honra em não saber perder, em não saber cair?

Gerson de Castro

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gleydson Santos disse:

    Não discuto a punição, mas sim a safadeza, essa é a segunda vez que o Fluminense usa os tribunais pra se safar do rebaixamento, se na regra da entidade maior do futebol (FIFA) diz que o clube pode e deve ser punido no campeonato subsequente, quem é a CBF pra discordar, e mais, com tanta corrupção envolvendo a CBF quem me garante que o resultado deste julgamento não mais uma armação!!!! SAFADEZA GRANDE!!! O time não fez por merecer sua permanência!!! FLUZINHO NA B!

  2. Thiago disse:

    Acredito que não seguir a legislação abriria um precedente para que nos próximos anos casos parecidos fossem sempre decididos com a frase "deixa o time pagar no ano que vem". O nosso futebol, infelizmente, é cheio de conchavos e seria difícil garantir que no futuro times não iriam utilizar esse artifício de pagar as penas no próximo campeonato para deitar e rolar nas regras para se beneficiar. Quatro pontos a menos no início do campeonato é algo bem mais fácil de administrar. Obs.: não sou tricolor.

  3. paulo kasinsk disse:

    Bobagem absoluta, querer romancear um crime que o Fluminense não cometeu. Pra cima de mim, não. Com tantos clichês, seu Gerson, não dá nem para sinif, snif. Argh.
    Sem essa e vamos aos fatos: a Portuguesa errou feio, foi primária, até. E tomou 5X0 no Tribunal. Simples assim.

    • Gerson disse:

      Então torcedores do Flu, vocês concordam em perder o título do brasileiro de 2010 pois o flu escalou jogador irregular, um tal de tarta, não sendo punido, não perdeu pontos e ainda foi campeão.
      O STJD é dois pesos e duas medidas, julgamentos tendenciosos sempre! a prejudicar times de menor expressão e a beneficiar os grandes do futebol paulista e principalmente do futebol carioca, etá o nosso futebol está corrompido.
      E o que o advogado do fluminense estava fazendo no julgamento? se estavam em pauta apenas o flamengo e a portuguesa, esta mais do que claro que já estava tudo armado e pronto para o tapetão!
      O grande Gerson esta certo!

  4. Carlos disse:

    A pergunta poderia ser: Que culpa tem, Fluminense?
    É fácil fazer memes, piadas e soltar o verbo contra o time, mas aonde ficam os baluartes da moralidade na hora de apontar a responsabilidade do Fluminense na incompetência da Portuguesa e Flamengo, que desrespeitaram a LEGISLAÇÃO e foram punidos por esse motivo?!
    O autor crava "Hoje, o Fluminense dos dias atuais causou vergonha.". Desculpe-me, a lei foi aplicada e o time é ridicularizado por isso, que inversão de valores é essa?!
    Podem debater moralidade x legalidade, podem dizer que mais uma vez o resultado foi modificado nos Tribunais, podem julgar que a pena foi muito árdua…mas dizer que houve culpa do Tricolor no caso, isso não faz o menor sentido.
    Mas, não se pode esperar sensatez de torcedor.

FOTOS: Romário esclarece polêmica envolvendo transexual

Thalita-RomárioO deputado federal Romário usou seus perfis em redes sociais para esclarecer rumores evolvendo o ex-atacante e uma amiga que o acompanhou em uma casa noturna na Barra da Tijuca, na última sexta-feira, a quem classificou como transgênero. O atacante reafirmou gostar de mulher e esclareceu que Thalita Zampirolli, transexual nascida como Julio Campos, trata-se apenas de uma amiga.

– Bom dia, galera Seguinte, se liga nesse assunto aqui. De acordo com esta foto, estão colocando mais uma na minha conta, só que dessa vez uma transgênero. O nome dela é Talita, gente boa, sangue bom, inclusive é minha camarada, minha parceira e de alguns amigos meus também. Agora, como mundo já sabe, notícias minhas, dependendo do objetivo, viram novela ou seriado. Vamos acompanhar para ver com quantos capítulos essa terminará e, o mais importante, como terminará. Com certeza, galera, casamento vai não rolar…kkkk Há algum tempo, disse que respeito o gosto pessoal de qualquer pessoa, mas volto a afirmar: eu gosto de mulher! Depois da política, passei a incomodar, mas realmente tô demais. Não sou candidato a cargo majoritário não, viu?! Nem presidente, nem governador. Vou continuar fazendo as coisas que faço, indo para a noite, jogando minha pelada, meu futevôlei, indo para a praia. Feliz igualzinho, nada muda. Vlw! – escreveu o atacante no Facebook e no Twitter.

Romário-ThalitaLance

FOTO: Atacante Fred abraça advogado que prejudicou a Lusa e aumenta polêmica sobre o caso

6ifaisplrx_1oot9cd1cd_fileNesta quinta-feira (12), a confusão envolvendo a Portuguesa e o Fluminense ganhou mais um capítulo. Internautas começaram a compartilhar uma foto, na qual Fred, ídolo do tricolor carioca, aparece ao lado de Osvaldo Sestário, grande protagonista da polêmica sobre a escalação de Héverton, jogador da Lusa. O caso ainda não foi solucionado, mas dependendo do julgamento, o Flu pode continuar na Série A, enquanto o clube de São Paulo será rebaixado. Entenda o caso a seguir.

O pedido do Fluminense junto ao STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva) para tirar quatro pontos da Portuguesa, devido à suposta escalação ilegal do meia Héverton pela última rodada do Campeonato Brasileiro, pegou o clube paulista de surpresa. Futuro vice-presidente jurídico (será empossado em janeiro com a nova diretoria), Orlando Cordeiro de Barros alegou nesta quarta-feira (11) que a CBF não enviou nenhuma notificação aos advogados do clube e teme que a equipe possa ser prejudicada

A Lusa não é a única que pode cair. O Flamengo corre esse risco por ter escalado o lateral André Santos no empate contra o Cruzeiro no último dia 9 de dezembro. O STJD vai julgar essas duas questões na próxima segunda-feira (16).

Em um primeiro momento, o Flamengo, que terminou a competição em 11.º, com 49, apenas cairia para 16.º, com 45. Já Portuguesa cairia para 17.ª, com 44, sendo rebaixada. No entanto, a situação do time carioca pode piorar. Isso porque o Vasco tenta ganhar os pontos da partida em que foi goleado pelo Atlético-PR, por 5 a 1, que ficou mais de uma hora paralisada por uma briga entre as torcidas. Se isso tudo acontecer, o time de São Januário vai a 47 pontos, empurrando o Flamengo para a zona de rebaixamento.

“Temos medo de cair. Nós estamos brigando com uma equipe que já fez isso duas vezes no Rio. A Portuguesa subiu no campo, o Fluminense caiu no campo e estão tentando reverter pela segunda vez isso. Eles não tiveram competência para subir”, provocou o dirigente da Portuguesa.

Expulso contra o Bahia, na 36.ª rodada, Héverton, da Lusa, cumpriu suspensão automática contra a Ponte Preta e foi a julgamento na última sexta-feira (8) no STJD. Como pegou dois jogos de suspensão, ele deveria cumprir mais um diante do Grêmio, no último domingo (8). O atleta, no entanto, entrou em campo aos 32 minutos do segundo tempo no empate por 0 a 0 com o time gaúcho, no Canindé.

Segundo a Lusa, o clube não foi notificado sobre a punição imposta a Héverton em julgamento realizado na sexta. Um advogado do clube, porém, esteve presente no STJD e defendeu o jogador. Ele teria informado à Portuguesa que a punição foi de um jogo, quando ela foi de duas partidas.

“Por enquanto não iremos tomar posição. A Portuguesa não foi informada de absolutamente nada (sobre o julgamento). Só soubemos da informação através da imprensa. Nenhum clube é condenado se não houver comunicação”, completou Cordeiro. “O atleta já havia cumprido (a suspensão automática) e a Portuguesa está com os prazos abertos ainda para recorrer.”

Para o dirigente da Portuguesa, que concedeu entrevista coletiva nessa quarta-feira (11), a discussão sobre a escalação irregular se dá por interesses do Flu. “Não é uma questão técnica, é uma questão política”, afirmou ele.

A Portuguesa não é o único clube que corre risco de ter o que foi decidido em campo mudado após o Campeonato Brasileiro. A Lusa pode cair com o Flamengo. A escalação de André Santos no empate com o Cruzeiro, na última rodada, pode ser irregular porque o lateral foi suspenso pelo STJD na sexta-feira e o possível erro custaria quatro pontos ao clube.

A possibilidade de rebaixamento existe caso o Rubro-negro realmente perca quatro pontos e o Vasco triunfe em sua tentativa de somar os três pontos conquistados pelo Atlético-PR no domingo, em jogo que prosseguiu mesmo após parada de mais de uma hora por conta de pancadaria entre torcedores.

Se as duas possibilidades forem confirmadas, o Flamengo ficaria com 45 pontos, enquanto o Vasco atingiria 47. A decisão sobre a punição à Portuguesa, que beneficiaria o Fluminense, não influencia no que ocorreria com a equipe da Gávea.

O problema com André Santos é que o lateral foi expulso na final da Copa do Brasil e acabou ficando fora do jogo seguinte, mas pelo Brasileiro, contra o Vitória, antes mesmo do parecer do STJD sobre o seu cartão vermelho. O julgamento de sexta-feira (6) o suspendeu, e, mesmo assim, ele foi escalado no sábado (9) contra o Cruzeiro.

A punição prevista nesses casos é de três pontos mais os pontos que foram conquistados na partida — como houve empate, o prejuízo seria de quatro pontos. O STJD, contudo, ainda não fez denúncia em relação ao Flamengo, que assegura ter garantias jurídicas em relação à escalação de André Santos.

O Flamengo se manifestou na tarde desta quarta-feira (11) sobre o caso André Santos e garantiu estar “tranquilo” mesmo com a ameaça de perda de quatro pontos na tabela do Campeonato Brasileiro, encerrado no último domingo. Em nota publicada em seu site oficial, o clube garantiu que o jogador foi escalado legalmente no duelo diante do Cruzeiro, no último sábado, e disse não temer qualquer tipo de punição da CBF.

“Tendo em vista as notícias publicadas pela imprensa a respeito da escalação do nosso atleta André Santos no jogo contra o Cruzeiro, o Clube de Regatas do Flamengo manifesta sua absoluta tranquilidade em relação ao caso, respaldando sua posição nos diversos artigos que regem a lei esportiva e nas resoluções da Confederação Brasileira de Futebol”, apontou a nota.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo honda disse:

    é isso aí Kasinsk, vale o que está escrito. O problema é que a comunicação à Portuguesa a respeito da pena foi verbal na sexta-feira e por escrito na segunda. O jogo foi no sábado, portanto antes da comunicação por escrito. E aí? Vale o verbal ou o escrito?

  2. paulo kasinsk disse:

    Vale o que está escrito e zefini. Virada de mesa é quando se rasga o regulamento, mudam-se as regras de um jogo que já estava em andamento. Será que é tão difícil entender? A Portuguesa usou um jogador que tinha que concluir uma pena. A pena não foi concluída, e aí? Não é infração? E o que diz a infração? Perda de 4 pontos e mais 100 mil reais para o Natal do STJD. Na minha terra é assim: escreveu não leu é analfabeto, e estamos conversados. Como diria o Bode Gaiato: "É melhor estudar pá o Enem."

Presidente do Inep nega erros na divulgação dos resultados do Enem

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Luiz Cláudio Costa, afirmou categoricamente nesta quinta-feira que o órgão não errou na divulgação dos resultados por escola do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012. Ele veio ao Rio para a conferência “O Ensino Médio em Debate”, promovida pela Fundação Cesgranrio.

Segundo Costa, o motivo para escolas tradicionais terem ficado de fora são erros do próprio colégio no ato de preenchimento do Censo Escolar ou na inscrição do aluno no Enem. Nesta quarta, 24 instituições de ensino em todo país entraram com recurso pedindo revisão dos dados. O Colégio Santo Inácio e o Notre Dame, no Rio, e o Gay Lussac, em Niterói, são exemplos de escolas que não entraram na lista divulgava pelo Inep.

O Inep divulga as notas das escolas com no mínimo 10 alunos participantes no Enem e com ao menos 50% dos estudantes inscritos no exame. Neste ano, mais de 11 mil se enquadraram nestes critérios e tiveram seus resultados divulgados. A seguir, veja a entrevista com Luiz Cláudio Costa:

Algumas escolas tradicionais ficaram de fora do levantamento de desempenho do Enem 2012, e esta não é a primeira vez que isso acontece. Quais seriam as causas dessa exclusão da lista?

LUIZ CLAUDIO: Para todas que recorreram até agora, não houve nenhum erro do Inep, e eu vou lhe assegurar que não há nenhum erro. Se houver, nós teremos muita humildade para reconhecer. Vinte quatro instituições entraram com o recurso. O Censo Escolar é nossa base, nós temos que ver quais são os concluintes do ensino médio estudando naquela escola. No Enem, o número de inscritos é muito mais do que o número de participantes que estão de fato concluindo o ensino médio. Na hora da inscrição no Enem, muitos alunos que já não estão mais na escola preenchem o formulário dizendo que estão matriculados no seu ex-colégio. Isso gera confusão. Por exemplo, em uma escola com 40 concluintes do ensino médio, como é que pode ter no Enem 48 alunos dizendo que são concluintes daquela escola? O sistema não calcula porque, desse modo, estaremos prejudicando ou beneficiando aquela escola. Quando há inconsistência, a escola recorre. Nós mandamos os dados para fazer a compatibilização e ela vai nos dizer realmente quem são seus alunos. Se é procedente, nós fazemos os cálculos.

Essas “inconstâncias” então ocorrem no ato do preenchimento do Censo ou do Enem?

LUIZ CLAUDIO: Pode ser nos dois. A inscrição do Enem não é a escola que faz, é o estudante. Então, ele pode cometer algum erro. Pode ter estudado num semestre em uma escola, depois ter ido para outra, e ter se inscrito no Enem como se fosse aluno da primeira. Quando a escola fala “eu tenho certeza que meus alunos”… Não tem. Não tem controle. Ela não inscreve os alunos. E pode ser também que haja insconsistência no Censo. Então, é por isso que nós não gostamos de calcular a média. O que estou pensando para o ano que vem, mas que por enquanto é apenas uma expectativa, é se adiantar e identificar essas inconsistências entre Censo e Enem antes do resultado. Assim, nós pediríamos esclarecimentos antes.

E se forem muitas escolas?

LUIZ CLAUDIO: Por isso que eu preciso averiguar, é apenas uma ideia.

Todos sabemos que o MEC e o Inep não fazem rankings. Mas, partindo da perspectiva dos pais dos alunos, é possível se guiar pela comparação das médias das escolas no Enem para aferir a qualidade do ensino médio repassado por elas?

LUIZ CLAUDIO: No Campeonato Brasileiro só pode haver um primeiro lugar. Na corrida de Fórmula 1, só pode haver um primeiro lugar. Mas na educação, nós temos todas as escolas juntas, e cada uma com suas características. Então, uma escola estadual com 400 a 500 alunos não deve ser comparada exatamente com uma escola privada de 20 a 30 alunos. A primeira escola é boa em termos de inclusão, e a segunda em termos qualitativos. Se a primeira tivesse também uns 20 alunos, ela poderia ser tão boa quanto a segunda em termos qualitativos. Mas eu acho que não pode ser jogado tudo fora, desde que haja reflexão sobre essas diferenças. Acho bom a gente analisar os dados para que saibamos o seguinte: qual educação nós queremos?

Mas esses rankings não acabam se repetindo no ensino superior, com a divulgação de dados como o IGC e o CPC?

LUIZ CLAUDIO: Nós não fazemos rankings. Quem faz são vocês (da imprensa). É a forma de a imprensa dialogar com a sociedade, e que eu acho bom. Não tem problemas. Agora, quando se divulga IGC e CPC vêm aquelas perguntas de qual é a melhor, é natural, é um diálogo social. Costumo dizer que nós do MEC/Inep temos que fazer três diálogos no mínimo: um com as escolas, que, para mim, é o mais importante, outro com a sociedade, de fundamental importância, e depois com a imprensa, que para mim é importantíssimo. . Quando discutimos educação, temos que levar em conta o seguinte: por que aquela escola é boa? Será que é por que ela tem poucos alunos? Será que é seus professores são todos graduados? As escolas federais, por exemplo, tiveram um ótimo desempenho, mas vejam que nós nem procuramos exaltá-las porque entendemos que nossa preocupação é com as escolas estaduais.

O Globo

FOTO: Igreja com formato de pênis causa polêmica ao ser visualizada no Google Maps

 609A igreja Ciência Cristã em Illinois, EUA, afirma que não teve a intenção ao construir. A imagem foi flagrada há 1 mês e circulou pela internet. Agora, o líder da igreja, resolveu falar sobre o assunto. Scott Shepherd declarou em jornais locais que desde que a “piada” se espalhou, sua igreja está cada dia mais vazia.

“A internet tem grande capacidade para o bem, e grande capacidade de fofocas e destruição”, disse. Ele ainda afirmou que a Sociedade da Ciência Cristã de Dixon não teve a intenção de transformar sua casa santa em um grande “falo marrom”: “Nós não a projetamos para ser vista de cima”.

O arquiteto responsável pelo projeto, John McLane, foi acusado de ter projetado a estrutura propositadamente, mas ele rebateu as acusações e disse que a igreja foi construída dessa forma para fazer parte de um edifício perto do cruzamento das duas avenidas, além de preservar uma grande árvore de carvalho que pode ser vista ao lado da igreja, então, os responsáveis resolverem construir em torno da árvore.

De qualquer forma, os rumores e piadinhas estão prejudicando a imagem da igreja e muitos fiéis se recusam a continuar frequentando-a.

Jornal Ciência

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. edson antonio dombroski disse:

    so podia ser coisa deamericanos

  2. José Francisco De Souza disse:

    Olhando bem o espaço onde a igreja está localizada, não havia necessidade da mesma ser construída desta forma!

  3. Fina Ironia disse:

    Está na hora de Jesus voltar…

Cotas em concursos ampliam discriminação, afirmam servidores

e258f4b7a24abd85e89a6e96b103ba5aFoto: Ed Alves/CB/D.A Press

A reserva de 20% das vagas em concursos para o serviço federal, proposta pela presidente Dilma Rousseff nesta semana, é vista com reserva por boa parte dos funcionários públicos negros. Para eles, a meritocracia deve ser o critério de seleção, e não a cor da pele. A maioria dos ouvidos pelo Correio acredita que a criação de cotas no serviço público é discriminatória e reforça o preconceito.

Ednaldo dos Santos, 52 anos, servidor do Ministério da Agricultura, avaliou que a implementação do sistema de cotas nos certames desrespeita a população e amplia o preconceito contra os negros e, até mesmo, entre eles. “As bancas organizadoras precisam avaliar o candidato pelos conhecimentos aferidos nas provas e não por conta da cor da pele. Isso é ridículo”, afirmou. Santos acredita que, diante da reprovação da maioria dos brasileiros, o sistema de cotas não deve entrar em vigor. Ele disse que o governo precisa rever alguns conceitos. “O mais justo seria estabelecer uma reserva de vagas para pessoas com dificuldades financeiras e não por raça”, afirmou.

Já na opinião da servidora Nivaldina Santos da Paixão, 58, o sistema de cotas é um não reconhecimento da sabedoriados negros. “Sem contar que é preconceituoso demais. Os próprios negros deveriam entender isso”, afirmou. “Com isso, a nossa luta por igualdade perde todo o sentido. Será que não temos capacidade para passar em um concurso? Eu e meus filhos nunca precisamos de cotas para entrar na faculdade ou no serviço público. Foi tudo mérito nosso”, frisou.

CorreioWeb

Você concorda? Cotistas terão até 40% das vagas em concursos públicos

O projeto de lei anunciado pela presidente Dilma Rousseff, que prevê reserva de 20% das vagas de concursos públicos para negros, ressuscitou o debate sobre o sistema de cotas. Se, para parte dos especialistas, a separação de postos para afrodescendentes no mercado de trabalho é um ganho natural após a garantia desse direito nas universidades públicas, outros tantos acreditam que, caso seja aprovada no Congresso Nacional, a proposta pode acabar com o sistema de meritocracia que deve reger os certames para a Administração Pública.

16d1caf4fcde8ae1781d5add4ff24e06Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press

A professora Carmen Migueles, da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas na Fundação Getulio Vargas (FGV), concorda que, com a exclusão histórica dos negros, devem ser adotadas políticas afirmativas. Ela acredita, contudo, que o sistema de cotas pode representar um problema de gestão para o governo federal. “O concurso nunca discriminou por cor. O que estão fazendo é criar uma seleção adversa, dando direito a quem não conseguiu passar por nota. O governo fere os princípios da gestão do Estado, ao priorizar a entrada, na máquina pública, de pessoas menos preparadas para exercer funções importantes”, afirmou. Na opinião dela, as cotas podem provocar um inchaço no governo, que vai ficar mais caro e, possivelmente, mais incompetente para a prestação de serviços a uma sociedade que paga impostos pesadíssimos.

Dilma cobra 20% das vagas em concursos públicos para negros  

Criador do sistema de cotas na Universidade de Brasília (UnB), o professor José Jorge de Carvalho discorda e acredita que, além de bem-vinda, a notícia é uma consequência natural da luta pelos direitos dos negros. “Assim que se formasse, a primeira geração do programa de cotas das universidades encontraria a mesma dificuldade no mercado de trabalho. Eles não conseguiriam transplantar a inclusão para o serviço público, porque continua havendo um contingente muito maior de concorrência branca”, explicou.

Segundo o professor, atualmente, a presença dos negros não chega a 1% entre os cargos mais importantes dos Três Poderes. Entre os 620 procuradores da república, por exemplo, apenas sete são negros. Entre os ministros, só uma, a titular da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros.

Para Marcelo Paixão, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a decisão da presidente foi acertada, mas talvez seja necessário criar algum tipo de restrição, já que, diferentemente do vestibular, o concurso não tem uma nota mínima de corte. “Talvez o Congresso estipule alguma exigência que elimine candidatos que não têm o mínimo de conhecimento necessário”, ressaltou. “A questão das cotas pode gerar muita polêmica, mas tem um objetivo correto, que é o de aumentar a diversidade”, completou.

CorreioWeb

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paula Mendonça disse:

    Acho que a questão vai muuuito além de dizer se concordamos ou não… começaram com as cotas nas universidades e agora estão praticamente substituindo o vestibular pelo ENEM… agora vem essa história de 40% das vagas de concursos para cotistas… E o ensino público continua sem melhoras… sem nenhuma melhora, o nível intelectual vai decrescento porque tudo é nivelado por baixo. Acho que os nossos governantes precisam entender que nós Brasileiros somos inteligentes e capazes e precisamos de líderes que nos conduzam ao progresso e não ao regresso. O nível das nossas universidades está caindo… e o brasileiro ao invés de lutar por melhoria no ensino de base se contenta com as BOLSAS da vida. No serviço público a mesma coisa… cargo público exige responsabilidade, probidade entre outras coisas, não dá para banalizar isso também. O brasileiro é roubado, enganado e ainda por cima chamado de burro. Aí é brincadeira. Somos uma nação rica e inteligente, temos potencial… larguemos as bolsas, o assistencialismo e outras cositas mas que apenas mascaram os nossos reais problemas. Se o assistencialismo desse certo, já teríamos logrado êxito desde a época de Vargas (que já adotava políticas assistencialistas).

  2. luiz disse:

    A BRANCALHADA PIIIIRAAAAA! HUAHAUHAUHAUAHUA Falar que a 'MERITOCRACIA' é justa, quando você tem uma ferrari e o concorrente tem um fusca, é muito fácil! Engulam, burgueses revoltados!!!

  3. Marcos disse:

    Não concordo.

  4. José Antonio Meira da Rocha disse:

    Concordo!

  5. Joaozinho da escolinha disse:

    Eu concordo que seja destinado a vaga de presidente da republica no proximo ano para afrodescendentes. Dona Dilma e seu cumpadre vão aprovar? 40% das vagas de deputados, senadores e assessores para afrodescendentes. Essas sao medidas socio afirmativas que eles deverão cumprir em decorrencia da escravidão que ocorreu ha 2 seculos atras, que ja devia ter sido esquecida e não estimulada. Depois disso, a primeira eliminação da minoria branca racial do mundo poderá se concretizar no Brasil nos moldes invertidos da Alemanha racista do seculo passado. Falta so os fornos para queimar esse povo. Eu acho que as pessoas que bolaram isso devem ter aprendido na Africa do Sul e na Alemanha do seculo passado a liçao de casa, e converteram o modelo na eliminação da minoria branca da população brasileira. So esqueceram que o problema está na educaçao dessa maioria afrodescendente que nao se resolverá por cotas, mas por investimento em ensino publico basico para TODOS.

  6. caio fábio disse:

    É isso mesmo José Augusto, ser branco, heterossexual e honesto neste País, passou a ser motivo de exclusão e discriminação.

  7. Jose Augusto disse:

    Infelizmente sou da CLASSE EXCLUÍDA do século XXI sou BRANCO!
    Que posso fazer,me resta estudar 4x mais para ver se tenho a sorte de passar em concurso e conseguir UMA VAGA!
    A sensação que tenho é que o BRASIL está virando de CABEÇA PRA BAIXO.
    COTA é sinônimo de INCOMPETÊNCIA, de INCAPACIDADE, fala de QUALIFICAÇÃO. Então como é difícil ter EDUCAÇÃO DE QUALIDADE,fazem COTAS!
    MAIS UMA VERGONHA PRODUZIDA PELOS PRINCÍPIOS DOGMÁTICOS DO PT.

    • Gustavo disse:

      Sou a favor das cotas! Quero cota para filhos de políticos nas escolas públicas. Cota para políticos e seus familiares nos ônibus coletivos e nos hospitais públicos. Cota habitacional para políticos, para que eles possam morar tranquilamente nas periferias. Quem sabe com essas cotas alguma coisa melhor em nosso país. Infelizmente muita gente até esclarecida comprou a ideia de Lula de que o Brasil tem uma "dívida" com os negros. Ora, quem tem dívida são os países europeus que escravizaram o povo africano durante séculos. O Brasil é vítima tanto quanto eles. Aliás, somos todos o resultado de diversos povos explorados: africanos, japoneses e europeus falidos que vieram pra cá depois de terem sido enxotados por suas próprias nações. Não precisamos de cotas para negros, precisamos, sim, de saúde e educação de qualidade para que TODOS os cidadãos possam buscar o seu lugar ao sol.

Carla Perez sorteia cachorro na TV e revolta ativistas

12318494Após comoção na internet com o caso dos beagles resgatados de um laboratório, os ativistas defensores de animais estão voltando suas atenções a Carla Perez.

A apresentadora está sendo criticada nas redes sociais por sortear um cachorro em seu programa “Clube da Alegria” (TV Aratu, afiliada do SBT da Bahia).

O vídeo com a promoção “Meu Pet” foi publicado no YouTube pelo canal oficial da atração, no dia 4 de outubro. A promoção continua válida até o dia 31 de outubro.

No vídeo, Carla Perez anuncia que para concorrer ao “prêmio”, basta a criança mandar um e-mail com um nome criativo que daria para o cãozinho.

Revoltados, internautas pedem que o sorteio seja suspenso.

“Cancelem o sorteio do cachorro! Bicho não é brinquedo. Estou tentado contato com vocês desde ontem sem sucesso. Nós, protetores do Brasil, imploramos que voltem atrás e cancelem!”, escreveu a usuária do Youtube Beth Castilho.

“É muito sem noção essa Carla Perez. Ter um animal de estimação é uma responsabilidade que deve ser assumida com base em reflexão e consciência sobre a dedicação necessária, os cuidados e despesas envolvidos e a disponibilidade amor para dar ao animal. Sem noção!”, protestou a usuária Pepita.

“Sorteia os filhos dela!”, propôs a internauta Liz Freitas.

“Depois reclama se a chamam de burra, mas só dá bola fora”, lamentou a internauta Aline Aparecida.

Procurada pelo “F5”, a TV Aratu informou que, por enquanto, não vai suspender o sorteio.

“É um programa infantil que tem, inclusive, um quadro sobre bichos, no qual damos informações sobre cuidados com animais. A promoção foi por causa do mês das crianças e não estamos comercializando animais, pelo contrário, estamos ensinando as crianças a cuidar do bichinho de estimação”, disse uma produtora do programa, que não quis se identificar.

Procurada, Carla Perez não foi localizada pela reportagem.

Folha

Ao falar sobre insegurança, vereador de Caicó se "atrapalha" e diz que é normal mulher "levar carreira" de tarado

alissonjacksonsO vereador Alisson Jackson usou a tribuna da Câmara de Caicó para falar sobre a violência na cidade, mas acabou produzindo uma das frases mais infelizes já proferidas por um parlamentar naquela casa.  Discorrendo sobre a falta de saúde e segurança no município, ele comentou sobre o risco para as pessoas que chegam de madrugada aos postos de saúde para pegarem ficha de atendimento.  Em um dado momento de sua fala, o parlamentar citou um caso de uma mulher que, chegando de madrugada a um posto para pegar ficha, levou uma carreira de um tarado.  O que ele disse depois seria cômico se não fosse trágico.

“Essa senhora levou uma carreira de um tarado. Enquanto for de um tarado tá bom, e quando for de um meliante?”, disse Alisson

Além de revoltas nas redes sociais, as declarações infelizes do vereador Alisson Jackson, durante sessão da Câmara Municipal de Caicó nesta quarta-feira (16) deixaram alguns movimentos que defendem os direitos das mulheres caicoenses revoltados. O próprio Conselho Municipal dos Direitos da Mulher já adiantou ao Blog do Marcos Dantas que estará emitindo uma Nota de Repúdio a postura do vereador.

Com informações e foto do V&C Artigos e Notícias e Blog Marcos Dantas

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo kasinsk disse:

    É a versão de "estupra mas não mata", de Paulo Maluf. Na verdade, caro BG, isso não é trapalhada, o vereador não se atrapalhou: o grave da questão é que é assim mesmo que ele pensa, o conceito dele sobre a mulher está explícito na frase dele. Fica aqui a minha solidariedade às mulheres, em especial à mãe, à irmã e à esposa dele, se for casado. Devem estar morrendo de vergonha.

Presidente do Atlético-PR chama São Paulo de 'bambinhos' e alfineta ídolo do seu próprio clube

0002048115431_imgO presidente do Atlético-PR, Mário Celso Petraglia, não fugiu das polêmicas em sua participação do programa Bola da Vez, da ESPN Brasil. Em 90 minutos de entrevista, o dirigente criticou o principal destaque do Furacão, o meia Paulo Baier; chamou o São Paulo de “bambinhos”; disse que o clube foi já vítima de forças ocultas; e revelou tentativa de fusão com Paranás e Coritiba.

O ponto mais polêmico de sua entrevista foi com relação à renovação com Paulo Baier. Após marcar dois gols no Atletiba, no domingo, o jogador deixou o gramado anunciando que deixará o time ao final do ano, porque a atual diretoria não pretende mantê-lo.

O dirigente, porém, não se inibiu em criticar o camisa 10. “Parece loucura, mas o que ele ganhou pelo Atlético? Não sou contra o Paulo Baier, mas a nossa política é de renovação, de juventude”, argumentou. “Nos melhores jogos nossos neste ano, depois da recuperação do Mancini, ele não estava em campo”, continuou, afirmando que o jogador foi herança da gestão anterior.

Mais polêmicas

O São Paulo também não escapou do “gatilho” de Petraglia. O dirigente comentou que, quando assumiu o clube em 1995, o projeto era ser campeão brasileiro em dez anos. Fato que se confirmou até com antecedência, já que em 2001 foi campeão nacional.

“Fomos quase bi em 10 anos. Se não fossem forças ocultas teríamos sido. Se não fossem as forças ocultas, teríamos sido campeões da Libertadores”, afirmou, sobre os vice-campeonatos brasileiro de 2004 contra o Santos e da Libertadores 2005 diante do São Paulo.

Petraglia citou o fato do Furacão ter sido obrigado a mandar a final da Libertadores no Beira-Rio. Ele garante que tinha certificados de que a Arena da Baixada possuía 40 mil lugares. “Nos tiraram na mão grande. Por força de ‘instruciones superiores’ fomos jogar no Beira-Rio. Dois meses depois, os bambinhos foram lá (Arena) e tomaram de 4″, disparou.

Só um clube no Paraná?

O dirigente ainda revelou que na década de 90 chegou a sugerir uma fusão entre Atlético e Paraná, já que na visão dele Curitiba “não comporta três clubes grandes”. E reforçou o fato de que, hoje, o Tricolor destruiu a maior parte de seu patrimônio.

Além disso, o cartola também afirmou que, na época, chegou à loucura até mesmo de pensar na fusão envolvendo os três principais clubes do Estado, incluindo o arquirrival Coxa. “Nossa sede sria o Couto Pereira e faríamos proposta para disputar o Paulistão”, concluiu.

Futebol Interior

Decisão do STJ sobre pensão para amante deve abrir caminho a mulher que se relaciona com homem casado

 O STJ (Superior Tribunal de Justiça) decide, em sessão nesta terça-feira (8), se aceita o pedido de uma carioca que foi abandonada pelo amante após relacionamento de 30 anos de receber pensão alimentícia do companheiro. Caso o a amante ganhe a ação, a decisão poderá formar uma jurisprudência a ser seguida por todos os tribunais do País.

A ação divide tribunais do Brasil, já que não há consenso sobre o caso. A amante já ganhou a ação no TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), que considerou que ela era dependente financeiramente do homem.

O presidente da ABDFAM (Instituto Brasileiro de Direito de Família), Rodrigo da Cunha Pereira, afirma que, com tantas famílias paralelas, acaba sendo uma hipocrisia o homem não se responsabilizar pelo relacionamento extraconjugal e que, se a Justiça não acatar o pedido, estará contribuindo para o machismo no País.

— Existem milhares de famílias paralelas, mais conhecidas como “simultâneas” no Brasil, que não reivindicam nada porque acham que não têm o direito […] Se o pedido não for aceito, estarão premiando o machismo. Será melhor ter uma amante porque assim o direito a pensão jamais será partilhado com ela. Só com a esposa.

Segundo a coluna de Mônica Bergamo desta segunda-feira (7), a mulher, que era sustentada pelo homem casado, está doente e quer a pensão. Ainda de acordo com a coluna, a pensão foi fixada em 20% dos rendimentos do réu.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo disse:

    Ninguem quer mais trabalhar, pqp!!!!!! O que eh que ela quer com homem casado! Daqui a pouco as mulheres da vida vao querer tb, ai pronto lascou tudo! Machismo uma droga, daqui a pouco ninguem pode mais nem olhar pra uma mulher que vai preso, quando acabar reclaman que tem muito homosexual! Eh pressao demais!

  2. Fina Ironia disse:

    Parem o mundo que eu quero descer. E ainda dizem que o mundo não acabou?! Os "gastosos" estão lascados…

Série C: Sampaio Corrêa e Brasiliense teriam ‘comprado’ o Rio Branco

O Rio Branco já está rebaixado no Campeonato Brasileiro da Série C, mas ainda teria uma motivação a mais para complicar a vida do Santa Cruz, em duelo marcado para a noite desta quinta-feira, ás 19h30 (de Brasília), na Arena da Floresta, no Acre. A famosa ‘mala branca’ estaria rondando solta nos bastidores.

Informações dão conta de que Sampaio Corrêa e Brasiliense enviaram dinheiro ao time acreano. Destes, o time candango foi o que ofereceu um maior valor: R$ 80 mil. Enquanto que os maranhenses estariam dispostos em desembolsar R$ 40 mil. Tudo para que o Santa não saia com os três pontos.

O diretor de futebol do time pernambucano, Constantino Júnior, viu com naturalidade o fato de os clubes apelarem na reta final da competição. Até porque, o Grupo A está muito equilibrado e qualquer tropeço pode ser fatal na briga pela classificação ao mata-mata.

“A gente sabe que isso acontece no futebol brasileiro, mas, por ser um grupo equilibrado, os incentivos financeiros vão aparecer. Espero que o grupo foque no jogo, esqueça o extra campo. É trazer um bom resultado pra o Recife e conquistar a classificação no domingo contra o Brasiliense”, disse o dirigente.

O Rio Branco é o lanterna, com apenas seis pontos ganhos. Enquanto isso, o Santa Cruz aparece na quinta posição, com 28. Um simples resultado positivo, nesta noite, coloca a Cobral Coral na primeira posição.

Agência Futebol Interior