Após mensagens vazadas, Telegram informa que sofreu “poderoso ataque” e alerta usuários

No centro da polêmica envolvendo o vazamento de mensagens privadas trocadas entre Sergio Moro e procuradores da Lava Jato, o aplicativo Telegram informou que sofreu um “poderoso ataque de negação de serviço” nesta quarta-feira.

Em mensagem publicada nas redes sociais, a empresa fala que houve um “DDoS Attack” (sigla para “Distributed Denial of Service”, em inglês) que afetou usuários nas Américas e em outros países. De acordo com o Telegram, os dados pessoais dos usuários estão seguros.

Cerca de 30 minutos depois de informar o ataque, o Telegram comunicou que o problema já havia sido resolvido.

Ontem, a empresa afirmou que “não há evidências de qualquer hackeamento” no aplicativo no caso das mensagens vazadas entre Moro e membros da Lava Jato.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fabia Rejane disse:

    A operadora também deve ter sua parcela de culpa no ocorrido.

Telegram corrige UOL: “Eu não disse ‘celulares não foram hackeados’. Disse ‘O Telegram não foi’”

O perfil oficial do Telegram voltou ao Twitter para rebater matéria do UOL. “Eu não disse  ‘celulares não foram hackeados’.”

“Alguém perguntou ‘Telegram foi hackeado?’. Eu disse não, “Telegram não foi hackeado’.”

Como noticiamos antes, o aplicativo sugere que o hacker tenha usado outro caminho, provavelmente via companhia telefônica.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lourdes Siqueira disse:

    O americano dono do site é amigo íntimo da jararaca e filhotes…..tem foto e tudo na internet.

    • Amós disse:

      E daí? Os bozos também tem amigos milicianos.

    • Nica disse:

      O jornalista norte- americano Glenn Grenwald é marido do deputado federal pelo PSOL, David Miranda.

Telegram, rival do WhatsApp, ganha ligações via internet

O app de mensagens Telegram, rival do WhatsApp, ganhou nesta semana um recurso que permite realizar chamadas de voz via internet gratuitamente.

Inicialmente, a novidade começa a funcionar na Europa Ocidental, mas será liberada para todos os usuários do aplicativo muito em breve, de acordo com comunicado no blog oficial da empresa. Atualmente, o Telegram tem mais de 100 milhões de usuários ativos.

Mantendo o compromisso da companhia de oferecer comunicação online de forma segura, as chamadas de voz pelo Telegram serão criptografadas.

Diferentemente do que acontece em outros aplicativos — que também oferecem codificação de dados –, você poderá garantir que a sua ligação é segura olhando para quatro emojis que aparecem na tela durante a conversa. Se eles forem os mesmos para as duas pessoas da chamada, a conversa é segura. Se ficou confuso, este vídeo ajuda a entender como funciona esse recurso.

O Telegram foi lento para oferecer as ligações via internet. O WhatsApp possui o recurso há dois anos e recentemente adicionou a possibilidade de fazer videochamadas com seus contatos. Fora isso, o WhatsApp também conta com o Status, uma espécie de Snapchat, como uma forma de comunicação adicional.

Uma novidade adicional ao lançamento das ligações no Telegram é que agora você poderá regular a qualidade dos vídeos que você envia aos seus contatos. Dessa forma, você garante que a pessoa verá as imagens da maneira que você quer. Quanto maior a qualidade da imagem, claro, maior será o gasto de internet móvel para enviar o vídeo.

Exame

Com bloqueio do WhatsApp cresce a busca pelo Telegram

teaser-telegramNo bom e velho estilo “brasileiro sempre dá um jeitinho”, tem crescido exponencialmente a procura pelo Telegram Messenger, após o anúncio do bloqueio judicial do WhatsApp Messenger.

O Telegram é o principal concorrente do WhatsApp, mas sempre foi pouco utilizado devido ao sucesso do WhatsApp. Nas últimas horas, esse blog que vos fala foi adicionado a dezenas de amigos e não para de ser adicionado.

Em agosto, o TecMundo fez uma postagem sobre o aplicativo russo que deve bombar nas próximas 48 horas. Confira “10 coisas em que o Telegram detona o WhatsApp”.