Celulares pré-pagos desatualizados bloqueados a partir desta segunda-feira no RN e em mais 16 estados

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

As pessoas portadoras de telefones celulares pré-pagos que não atualizaram seus cadastros, após terem recebido notificação das operadoras, estão com suas linhas bloqueadas a partir desta segunda-feira (18), segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

De acordo com a Anatel, a medida vale para os clientes dos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Roraima, Sergipe e São Paulo.

A agência informou que menos de 1% dos 91 milhões de celulares pré-pagos dessas regiões apresenta alguma pendência cadastral. Alertou também que é a última fase da campanha de comunicação aos consumidores com cadastros desatualizados, realizada pelas prestadoras Algar, Claro, Oi, Sercomtel, Tim e Vivo, dentro do Projeto Cadastro Pré-Pago, acompanhado pela Anatel.

Segundo a Anatel, o objetivo da iniciativa é assegurar uma base cadastral correta e atualizada, para evitar a ocorrência de fraudes de subscrição (linhas associadas indevidamente a CPFs) e, assim, ampliar a segurança dos consumidores.

Como atualizar o cadastro

Quem tiver a linha pré-paga bloqueada poderá atualizar os dados cadastrais na sua prestadora pelos canais de atendimento disponíveis como: call center e espaço reservado ao consumidor na internet.

Apessoa deve informar o nome completo e o endereço com o número do CEP. No caso de pessoa física, é necessário informar o número do CPF e, para pessoa jurídica, o CNPJ. Também poderão ser solicitadas informações adicionais de validação do cadastro.

Agência Brasil

PF contradiz Moro e afirma que destruição de mensagens depende da Justiça

Foto: Gazeta do Povo

A Polícia Federal afirmou, por meio de nota, que caberá à Justiça, “em momento oportuno, definir o destino do material” apreendido na terça-feira (23) com suspeitos de agirem como hackers.

A manifestação menciona entendimento da lei e contradiz o ministro da Justiça, Sergio Moro, que, conforme mostrou a Folha, avisou a autoridades na tarde desta quinta-feira (25) que as mensagens capturadas pelo grupo preso pela PF seriam destruídas.

O presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otávio Noronha, afirmou à Folha que a informação foi dada pelo próprio ministro por telefone.

“As mensagens serão destruídas, não tem outra saída. Foi isso que me disse o ministro e é isso que tem de ocorrer”, disse o presidente do tribunal. A comunicação foi confirmada à reportagem pela assessoria de Moro.

O descarte de qualquer material apreendido em operações policiais é uma decisão que cabe à Justiça e só pode ocorrer com decisão do juiz.

Na nota, a PF disse ainda que a operação deflagrada nesta semana não tem “como objeto a análise das mensagens supostamente subtraídas de celulares invadidos”.

A polícia também afirmou que “o conteúdo de quaisquer mensagens que venham a ser localizadas no material apreendido será preservado, pois faz parte de diálogos privados, obtidos por meio ilegal”.

Além de Noronha, outras autoridades tiveram seus celulares atacados pelo grupo, entre elas os presidentes da Câmara e do Senado e ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

Para a Polícia Federal, Walter Delgatti Neto, um dos quatro presos pela PF na terça-feira, foi a fonte do material que tem sido publicado desde junho pelo site The Intercept Brasil com conversas de autoridades da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

Conforme revelou a Folha, Delgatti disse à PF que encaminhou as mensagens ao jornalista Glenn Greenwald, fundador do site, de forma anônima, voluntária e sem cobrança financeira.

Em depoimento ao Senado no dia 19 de junho, Moro defendeu que o site Intercept Brasil, que divulgou as mensagens, entregasse o material para ser periciado.

“Pega o material e entrega para uma autoridade, sem prejuízo da publicação das matérias. Aí vai se poder verificar por inteiro esse material, o contexto no qual ele foi inserido e principalmente verificar se esse material é autêntico ou não. Porque até agora não temos nenhuma demonstração da origem desse material”, declarou Moro na ocasião.

ENTENDA A OPERAÇÃO

Qual o resultado da operação da PF? Nesta terça (23), quatro pessoas foram presas sob suspeita de hackear telefones de autoridades, incluindo Moro e Deltan. Foram cumpridas 11 ordens judiciais, das quais 7 de busca e apreensão e 4 de prisão temporária nas cidades de São Paulo, Araraquara (SP) e Ribeirão Preto (SP). Os quatro presos foram transferidos para Brasília, onde prestariam depoimento à PF

As prisões têm relação com as mensagens trocadas entre Moro e procuradores da Lava Jato divulgadas desde junho pelo site The Intercept Brasil? Walter Delgatti Neto, um dos suspeitos presos na operação de terça, afirmou em depoimento que encaminhou as mensagens que obteve ao jornalista Glenn Greenwald, fundador do site, de forma anônima, voluntária e sem cobrança financeira. Não há até agora indício de que tenha havido pagamento pelo material divulgado, segundo investigadores.

Como a investigação começou? O inquérito em curso foi aberto em Brasília para apurar, inicialmente, o ataque a aparelhos de Moro, do juiz federal Abel Gomes, relator da Lava Jato no TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região), do juiz federal no Rio Flávio Lucas e dos delegados da PF em São Paulo Rafael Fernandes e Flávio Reis. Segundo investigadores, a apuração mostrou que o celular de Deltan também foi alvo do grupo.

Quando Moro foi hackeado? Segundo o ministro afirmou ao Senado, em 4 de junho, por volta das 18h, seu próprio número lhe telefonou três vezes. Segundo a Polícia Federal, os invasores não roubaram dados do aparelho. De acordo com o Intercept, não há ligação entre as mensagens e o ataque, visto que o pacote de conversas já estava com o site quando ocorreu a invasão.

Folhapress

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Arnaldo Franco disse:

    Todo petista é doido pra que sejam anuladas as sentenças da Lava Jato e verem o seu presidiário de estimação solto. Acordem. A utopia idiota de voces já não engana mais as pessoas. O socialismo não deu certo em país nenhum do mundo. Busquem outras referencias. Façam oposição construtiva, mostrando alternativas para a sociedade e não tentando cavar o impeachment do Presidente!

  2. Marcelo disse:

    Imagina mas de mil pessoas que tiveram sua privacidade violada (presidente da república,pres do Senado,pres da câmara,juízes do stj,juízes mas diversos,ministros em fim isto não passou apenas por um fato isolado entre juiz e procurador que a verdade apareça!na realidade eu acredito desmoralizar a justiça e depois quem estaria ao longo dos anos com estas outras invasões ?

  3. José disse:

    Porque destruir? Quem não deve não teme! Tem que explicar o conteúdo?

  4. M. Vinicios disse:

    "Folhapress" essa é a fonte!

  5. Anderson disse:

    INFORMAÇÕES DISTORCIDAS?! INFORMAÇÕES TENDENCIOSAS?! INFORMAÇÕES PARCIAIS?!
    INFORMAÇÕES POLÍTICAS?!
    INFORMAÇÕES PARTIDÁRIAS?!
    São apenas perguntas!

  6. Del disse:

    Pra justiça escutas telefônicas e vídeos clandestinos não tem validade nenhuma, já essas conversas hackeadas tem, também concordo toda prova terá validade no processo. Será um avanço pra cidadania, só assim conseguiremos provas contra esses patifes que saqueiam os cofres públicos, soltam bandidos, vendem decisões judiciais e prescrevem crimes. Será um avanço positivo pra sociedade.

MAIS DE R$ 600 MIL ENTRE ABRIL E JUNHO: PF identifica movimentações suspeitas na conta de presos por invasão de celulares

O ministro da Justiça, Sergio Moro, teve o celular hackeado no começo de junho Foto: Márcio Alves / Agência O Globo

A Polícia Federal identificou movimentações suspeitas nas contas do ex – DJ Gustavo Henrique Elias Santos e de Suelen Priscila de Oliveira , presos na terça-feira durante a Operação Spoofing , que investiga a invasão de contas do aplicativo Telegram do ministro da Justiça, Sergio Moro , e outras autoridades. Segundo a PF, entre abril e junho deste ano, o ex-DJ movimentou R$ 424 mil e Suelen, R$ 203 mil.

A PF informou à Justiça Federal que há indícios de incompatibilidade entre a movimentação financeira de Gustavo e Suelen e as rendas declaradas por ambos. De acordo com dados cadastrais do DJ, sua renda mensal seria de R$ 2,8 mil. Suelen, por sua vez, teria uma renda de R$ 2,1 mil.

O advogado que faz a defesa de Gustavo e Suelen, Ariovaldo Moreira, afirmou nesta quarta-feira que eles não têm relação com os crimes e que os rendimentos de seu cliente se devem à operação com criptomoedas, mas são de origem lícita. Afirmou que os R$ 100 mil apreendidos pela PF em sua residência tinham origem em criptomoedas.

Além da prisão temporária do grupo e dos mandados de busca e apreensão, o juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, determinou a quebra dos sigilos bancários e telemáticos, além do bloqueio de ativos financeiros acima de R$ 1 mil. O nome do quarto preso é Danilo Cristiano Marques .

Outros três presos já haviam sido identificados na terça-feira. Eles são: Gustavo Henrique Elias Santos, de 28 anos, que trabalhava como DJ e já foi condenado anteriormente por posse ilegal de arma; sua esposa, Suelem, e Walter Delgatti Neto. O grupo foi transferido ainda ontem para Brasília, onde vem sendo interrogado.

Inicialmente, a Justiça Federal do Distrito Federal havia anunciado que levantaria o sigilo do processo, mas o juiz informou que o segredo continuaria em vigor porque os autos contêm informações pessoais que não poderiam ser divulgados neste momento das investigações. Até agora, foi divulgada apenas a decisão do magistrado.

‘Vulnerabilidade’ das operadoras

Para Vallisney de Oliveira, há indícios de que o grupo integra uma “organização criminosa para a prática de crimes e se uniram para violar o sigilo telefônico de diversas autoridades públicas brasileiras via aplicativo Telegram”.

De acordo com o parecer do Ministério Público Federal, o grupo usou uma “vulnerabilidade” das operadoras de telefonia para invadir as contas de Telegram de Moro.

“Os criminosos utilizaram uma vulnerabilidade da rede de telecomunicações comum a todas as operadoras: as chamadas em que o número de origem é igual ao número de destino são direcionadas diretamente para a caixa postal, sem necessidade de inserção de senha para acesso ao conteúdo das mensagens gravadas “, diz um trecho do parecer.

Operação Spoofing

A Polícia Federal deflagrou ontem a Operação Spoofing, que resultou na prisão de quatro pessoas . Segundo a PF, o grupo foi responsável pela invasão de contas no aplicativo Telegram do ministro Sergio Moro, do desembargador do TRF-2 Abel Gomes e de mais três autoridades.

As investigações que resultaram na operação começaram após os ataques sofridos por Moro. Há pouco mais de dois meses, ele teria sido alvo de uma tentativa de invasão de suas contas no aplicativo Telegram.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    São todos inocentes e vítimas da sociedade! Um ex DJ que nem trabalha mas aplica em CRIPTOMOEDAS ?! KKK. Ainda criticam quem acredita que a terra é plana… Eu também acredito em papai noel viu!

  2. Davi disse:

    Nem um píu dos petralhas?

  3. Delano disse:

    Cadê a petralhada compradora de hackers? Todos pianinho. Kkkkkkk

  4. Bento disse:

    Criminosos tentando incriminar um Juiz Decente Herói Nacional, cambada de FDP.
    Apertem que tem mais coisas.

Mercosul decide pelo fim da cobrança de taxas para celulares; usuários poderão usar os serviços sem custo adicional quando estiverem nos países

Foto: Pixabay

Os países-membro do Mercosul assinaram na quarta-feira (17) um acordo que prevê o fim da cobrança de roaming internacional durante a 54ª reunião de cúpula do bloco, sediada em Santa Fé, na Argentina.

Com isso, usuários de telefonia móvel do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai poderão usar os serviços de telecomunicação sem custo adicional quando estiverem dentro desses países. O acordo, porém, ainda precisa ser aprovado pelos respectivos Congressos.

A iniciativa é semelhante à tomada pela União Europeia (UE) em junho de 2017, quando o bloco se se tornou o primeiro do mundo a eliminar as tarifas, tanto para chamadas, envio de SMS e consumo de dados de internet.

O roaming gratuito europeu foi pensado para as pessoas que viajavam ocasionalmente para outros países, desde que seus celulares fossem usados mais tempo dentro de seu país do que fora.

Segundo estimou o secretário de Modernização da Argentina, Andrés Ibarra, 200 milhões de usuários se deslocam pela região do Mercosul e aqueles que residem em áreas de fronteira serão os mais beneficiados.

Uma vez em vigor, a reforma poderá ser aplicada imediatamente às companhias telefônicas, disse Ibarra.

Roaming um pacote adicional oferecido pelas empresas de telefonia que permite a utilização dos serviços de comunicação via celular em regiões fora de cobertura da operadora contratada.

O funcionamento do roaming depende dos pacotes e dos preços de cada operadora. Há aquelas que oferecem planos para todos os tipos de utilização do celular: ligação, mensagens de texto e internet.

Mas também há aquelas que oferecem planos promocionais específicos para o uso das redes sociais mais populares, como WhatsApp e Instagram. Os valores dos serviços podem variar também conforme o país.

Comprar um chip da operadora local do país visitado também é uma alternativa para quem não quer gastar com roaming. “A iniciativa beneficiará o viajante que não terá de comprar um chip local para fazer ligações”, comemorou o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Leonardo Euler.

Estadão, com informações da AFP

 

Moro e Gabriela Hardt disponibilizaram celulares para perícia da PF; Dallagnol está de férias com família no exterior há dias

Foto: Montagem

Circula notícia de que Deltan Dallagnol não quis entregar seu celular para a perícia.

Procuradores da Lava Jato ouvidos por O Antagonista garantem que até o momento não houve pedido da Polícia Federal para periciar seus telefones.

Além disso, Dallagnol está de férias com a família no exterior desde antes das matérias do Intercept.

Por enquanto, a PF está periciando os celulares de Sergio Moro e Gabriela Hardt.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antônio disse:

    Até notícia de mulher buchuda falam em Lula, só pode ser amor.

  2. Francisco disse:

    Quero ver luladrão e a cambada dele disponibilizar. Por isso que onde moro vai é aplaudido, até no RJ, que só tem facção e corrupções. Rsrsrs

VÍDEO: PM prende casal após assalto em loja de celulares em Parnamirim

Por volta das 16h30 dessa terça-feira (11), policiais militares das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM), em um imóvel localizado na rua Baia Branca, bairro Felipe Camarão, zona Oeste de Natal, efetuaram a prisão de Lindemberg Gonçalves Ferreira, 27 anos, e Fernanda da Silva Lima, 18 anos. Na abordagem foi encontrada uma arma de fogo calibre 32 municiada.

O casal havia efetuado um roubo na manhã do mesmo dia no município de Parnamirim, local em que subtraíram vários aparelhos celulares. Diante das informações e imagens de circuito interno de onde ocorreu o delito, foi possível a identificação dos infratores, os quais, no momento da prisão, confirmaram a participação no crime, além de serem reconhecidos por diversas vítimas na Central de Flagrantes.

O vídeo tem destaque no portal BO. Clique aqui e assista.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Az disse:

    No rntv passou informando que os dois era suspeitos,temos alguns da imprensa que dá nojo.

PF apura ação de hackers em celulares de Moro e de procuradores; até relator da Lava Jato no TRF foi alvo criminosos

Foto: Rafael Marchante/Reuters – 28.05.2019

A Polícia Federal instaurou há cerca de um mês um inquérito para investigar ataques feitos por hackers aos celulares de procuradores da República que atuam nas forças-tarefas da Lava Jato em Curitiba, no Rio e em São Paulo, segundo apurou o jornal O Estado de S. Paulo com uma fonte a par da investigação.

Há 4 dias, outro inquérito foi aberto para apurar ataques ao celular do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Neste domingo (9), o site The Intercept Brasil divulgou o suposto conteúdo de mensagens trocadas pelo então juiz federal Sergio Moro e por integrantes do Ministério Público Federal, como o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa em Curitiba.

As conversas supostamente mostrariam que Moro teria orientado investigações da Lava Jato por meio de mensagens trocadas no aplicativo Telegram. O site afirmou que recebeu de fonte anônima o material. O The Intercept tem entre seus fundadores Glenn Greenwald, americano radicado no Brasil que é um dos autores da reportagem.

De acordo com o site, há conversas escritas e gravadas nas quais Moro sugeriu mudança da ordem de fases da Lava Jato, além de dar conselhos, fornecer pistas e antecipar uma decisão a Dallagnol.

Os hackers miraram especialmente em mensagens trocadas por meio do Telegram. As vítimas, que não haviam acionado a verificação em duas etapas, recurso que adiciona camada adicional de segurança às mensagens, tiveram suas conversas violadas pelos criminosos, segundo fonte a par da investigação.

Os procuradores notificaram a Polícia Federal após um deles desconfiar de mensagem recebida por meio do aplicativo. O ataque em massa foi descoberto e começou a ser apurado pela PF.

Um investigador que conversou com a reportagem sob reserva diz que somente as vítimas do ataque poderão confirmar se o conteúdo das mensagens é verdadeiro. Isso porque é muito comum que hackers incluam passagens falsas no meio de conversas “roubadas” das vítimas.

Um integrante da cúpula do Ministério Público Federal, que falou ao jornal sob reserva, disse que foi “imprudente” o uso do Telegram e não das vias oficiais, já que há uma rede oficial e segura do MPF para esse fim.

O ministro Marco Aurélio de Mello, do Supremo Tribunal Federal, disse que esse tipo de comunicação não deveria ocorrer por aplicativos.

“A troca de mensagens entre juiz e Estado acusador tem de ser no processo, com absoluta publicidade. A internet é sempre perigosa”, disse. Ele não quis comentar, porém, o teor das conversas e eventual repercussão em casos em andamento.

A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba afirmou, em nota divulgada na noite deste domingo, que “não sabe exatamente ainda a extensão da invasão”, mas que “possivelmente” foram copiados “documentos e dados sobre estratégias e investigações em andamento e sobre rotinas pessoais e de segurança” dos integrantes do grupo e de suas famílias.

Disse ainda antecipar que os criminosos tentem usar o material roubado para constranger os integrantes da força-tarefa, falseando o conteúdo das conversas. “Uma vez ultrapassados todos os limites de respeito às instituições e às autoridades constituídas na República, é de se esperar que a atividade criminosa continue e avance para deturpar fatos, apresentar fatos retirados de contexto, falsificar integral ou parcialmente informações e disseminar ‘fake news’.”

Segundo a nota, os procuradores têm “tranquilidade” de que as mensagens “refletem atividade desenvolvida com pleno respeito à legalidade e de forma técnica e imparcial” e que não irão “se dobrar à invasão imoral e ilegal, à extorsão ou à tentativa de expor e deturpar suas vidas pessoais e profissionais”.

Também por meio de nota, Sergio Moro afirmou que, nas mensagens em que é citado, “não se vislumbra qualquer anormalidade ou direcionamento da atuação enquanto magistrado”. O ministro da Justiça disse lamentar “a falta de indicação de fonte de pessoa responsável pela invasão criminosa de celulares de procuradores” e o “sensacionalismo das matérias, que ignoram o gigantesco esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato”.

Preocupação

Os ataques de hackers vêm sendo recorrentes e já eram motivo de preocupação dentro do MPF. Em maio, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, determinou instauração de procedimento administrativo para acompanhar a apuração de tentativas de ataques cibernéticos a membros do MPF.

Raquel Dodge determinou ainda que a Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação da PGR adotasse providências para diagnosticar eventuais ataques e resolver o problema. À época, ela considerou os ataques graves e afirmou que eles poderiam comprometer diversas apurações em curso.

No final de abril, o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, informou que seu celular havia sido “clonado ou hackeado”.

O relator do processo da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 2.ª Região, Abel Gomes, também foi alvo de hacker, como mostrou a Coluna do Estadão no sábado.

Na semana passada, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, teve seu celular pessoal clonado. Ele cancelou a linha e determinou a abertura de investigações. O ministro desconfiou de uma ligação recebida por ele e, logo em seguida, bloqueou a linha. Procurados pela reportagem, a Polícia Federal, a Procuradoria-geral da República e Palácio do Planalto não comentaram.

Estadão

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Potiguar disse:

    O Papa orou; Deus respondeu. "que, no final, o bem vencerá o mal, a verdade vencerá a mentira e a Salvação vencerá a condenação" Francisco I

  2. Anti-Comunista disse:

    NÃO TEM MAIS DINHEIRO DO BNDES, PETROBRAS, BANCO DO BRASIL, CAIXA ECONÔMICA,…. ESSA GRITARIA TODA, HISTERIA TODA.

  3. Lourdes Siqueira disse:

    Seria a glória se esse hacker entrasse no sistema de Gilmarzinho….taí que eu desafio The Intercept Brasil publicar as conversinhas dele com a Jararaca, o Vampirão. Aquelas que eles tinham no cair da penumbra nas catacumbas do Planalto.

  4. Vitor Silva disse:

    Gente, vocês não têm bandidos de estimação. Deixem investigar o cidadão de bem Moro pra ver a quantidade de lindezas que vai aparecer.

  5. Ana leticia disse:

    Meta a chibata nesses felas. De forma legítima a Polícia e a justiça agiram de forma natural, porém os bandidos tentam de toda forma desqualificar as acusações contra os maiores bandidos que já foram pegos, o problema é que ainda falta um punhado grande, aí estão todos esperniando. Kkkkkkk. Tenham pena não, cadeia nesses FDP PTralhas e associados.

  6. Anti-Robô disse:

    "Temos a Globo e o Estadão ao nosso lado". Dai quando a globo demite, alguém vem dizer que Bolsonaro acabou com a boquinha, ou fora #GloboLixo.
    Aceitem, a globo ajudou a derrubar Lula em 89 e novamente em 2018. O quarto poder só está ameaçado pela internet, mesmo assim o G1 continua firme e forte.

  7. Betão disse:

    Um hacker não vai mexer com celular de ministros àtoa… isso tem mão de partido político derrotado querendo botar uns contra os outros…. vai atrás que já tem partidários presos….

  8. Alex disse:

    Os verdadeiros criminosos estão igual a lâmpada prestes a queimar: piscando, piscando…até que queimar definitivamente.
    Aguardem, teremos por trás dos cibermortadelas grandes empresas e seus pupilos da politicagem macabra!
    A "imprensa" que divulgou em primeira mão pode até ter uma cortina de proteção, contudo, o (os) invasor (es) terão que fugir para bem longe!

  9. Aparecida disse:

    Confia-se tanto na Decisão de um juiz, acredita-se que será baseada em provas e será sobretudo imparcial. Mas parece que não foi o que ocorreu nesse caso específico. E quase todos embarcaram no tresloucado 17…..

  10. Anti-Comunista disse:

    SERVIÇO DE ESPIONAGEM DE CUBA.

  11. Walsul disse:

    O moro é aquele que o dalagnol chama de "razão dos meus pensamentos impuros"? Não fosse trágico e criminoso seria cômico.

Hospital de Taipu, distante pouco mais de 50 km de Natal, vive momentos de terror em arrastão: roubo de TVs, celulares e carro de médico

Distante pouco mais de 50 quilômetros de Natal, o Hospital Municipal de Taipu, foi alvo de criminosos na madrugada desta segunda-feira (28), por volta das 3h, em um arrastão que resultou no roubo de aparelhos de TV, celulares de funcionários e ainda o carro de um médico.

Segundo a Polícia Militar, seis bandidos, dois deles armados com um revólver e uma pistola, renderam os servidores que estavam de plantão e iniciaram o arrastão, que, por fim, ainda resultou no roubo de um Jeep Renegade, que pertence ao médico. Até o momento veículo inda não foi encontrado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    Estava redondamente enganado quem pensou que o "Governo da Segurança" acabara em dezembro de 2018. E tome bagunça petralhas por quatro anos.

OPERAÇÃO DARKNET II – (FOTO): PF apreende em Natal e região metropolitana celulares, notebooks e outros objetos; veja balanço

cx451hvxaaayvowForam cumpridos nesta terça-feira(22) em Natal, Monte Alegre e São José de Mipibu, 5 mandados de busca expedidos pela Justiça Federal/RN.

Segundo a PF, resultaram na apreensão de: 4 celulares, 5 HDs de computador, 2 notebooks, 2 máquinas fotográficas, 21 mídias CD/DVD e 1 Pen Drive.

A operação foi deflagrada no RN e em mais 15 estados visando combater a divulgação de pornografia infantil.

PF divulga balanço da Operação Darknet II(confira aqui)

FOTOS(IMPRESSIONANTE): Dezenas de celulares, drogas, facas e túnel de 10 metros são encontrados em Presídio de Parnamiric

20150917091013 20150917091013-1Fotos: 190 RN

Em mais um revista realizada no Presídio Estadual de Parnamirim (PEP) na manhã desta quinta-feira (17) os agentes penitenciários e policiais do Batalhão de Choque da Policia Militar (BPChoque) apreenderam vários celulares, facas, drogas, tablets, além de encontrar um túnel em uma das celas.

Segundo a PM, o túnel tinha cerca de 10 metros e já tinha passado do muro externo da unidade. Ao todo 80 celulares, 13 facas peixeiras, 7 facões para escavamento,e aproximadamente 2 kg de drogas, além de dezenas de carregadores de celulares foram encontrados durante a revista.

Todo material foi apreendido e agora a direção da unidade fará a investigação para saber como o material conseguiu entrar.

Com informações do 190 RN

http://190rn.com/regiao-metropolitana/2015/09/celulares-drogas-facas-e-tunel-de-10-metros-sao-encontrados-em-presidio-de-parnamirim/

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciano disse:

    Pergunta q nao quer calar: como alguém cava um túnel e esconde a areia? Come? Com a palavra os agentes penitenciários.

  2. JOAO MARIA disse:

    isto é uma cadeia ou loja para vender celular, so estar faltando tirar CNPJ e Inscrição Estadual,e o alvara de funcionamento

  3. Ewerton Silva disse:

    Até os calabouços nos castelos dos tempos medievais conseguiam manter os presos realmente presos.

  4. Diogo Campos disse:

    Isso foi encontrado, OK!
    A pergunta que não quer calar, como isso foi parar lá?
    Como isso entra na penitenciária?
    Como isso passa nas revistas feita nas pessoas?
    Pior que a quantidade é saber que algo errado acontece para que estas coisas entrem na penitenciária.

FOTOS (MOSSORÓ): Preso do semiaberto é flagrado com droga, celulares, chips e carregadores; segundo Polícia, destino era regime fechado

2e83bc8e31e69d9d2bf369285866230c 35399e9d9fa45a7d37be3a9c91a9fcf5Fotos: cedidas

Preso do semiaberto identificado como Alexsandro Carneiro foi flagrado nesta terça(28) com mais de 1 kg de maconha, cinco celulares, 21 chips, cinco carregadores, sete fones de ouvido. Segundo Polícia, objetivo era levar material para o regime fechado na Penitenciário Mário Negócio, no município de Mossoró.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Henrique disse:

    Quando é que vão criar vergonha e acabar com esta historinha de semi-aberto, isso na verdade não passa de um hotel de bandido, onde eles saem de dia para pintar e bordar e voltam a noite com as encomendas para quem ficou, e tem mais com dormida, comida e segurança paga por nós contribuintes e vítimas desses meliantes.

FOTO: Revista no Presídio de Caicó termina com apreensão de cocaína, maconha e celulares

droga-e-celulares-apreendidos-no-presídioFoto: Sidney Silva

Está no Blog do radialista Sindney Silva. Agentes penitenciários com o apoio de policiais militares realizaram revista na Penitenciária Estadual do Seridó, por volta das 23hs30min dessa segunda-feira, (05). A cela “7″ do Pavilhão “B”, foi o alvo da ação que culminou com apreensão de 14 pacotes pequenos de cocaína e 5 trouxinhas de maconha, além de 5 celulares.

O trabalho foi feito depois que chegaram denúncias anônimas dando conta da presença de drogas e celulares na cela. Entre os envolvidos estão os presos Antonio Carlos Martins, Civânio Ferreira de Andrade, José Wilian de Azevedo, Joseilson Malvino, Leidjan Jácome de Oliveira e Tarciano Nascimento Lemos. Todos serão ouvidos em sindicância.

Números de celulares terão 9º dígito em mais cinco Estados

Os números de telefone celular dos estados do Amazonas, Pará, Maranhão, Amapá e Roraima terão um dígito a mais a partir de 2 de novembro. O dígito 9 deve ser incluído antes dos números com DDD 91, 92, 93, 94, 95, 96, 97, 98 e 99. O aviso foi publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial da União.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as ligações feitas com oito dígitos ainda serão completadas por tempo determinado, para adaptação das redes e usuários. As pessoas receberão mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem. Após o período de transição, as chamadas com oito dígitos não serão mais completadas.

Além das adequações técnicas por parte das prestadoras de serviço de telecomunicações, a medida vai demandar adequações em equipamentos e sistemas privados como, por exemplo, equipamentos de PABX e agendas de contato.

No final de outubro, os números de telefone celular do Rio de Janeiro e do Espírito Santo sofreram a alteração. O dígito 9 foi acrescentado antes dos números que têm DDD 21, 22 e 24, 27 e 28. O DDD 11, da cidade de São Paulo, passou pela mudança em julho de 2012 e, em agosto do ano passado, foi a vez dos demais DDDs do estado (12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19). A Anatel informou que o nono dígito será implementado em todo o País até o fim de 2016.

Terra

ALERTA: conheça 10 casos de smartphones que "explodiram" no Brasil e outros países

restos-do-smartphone-que-teria-explodido-na-cama-de-kian-mccreath-11-em-holbroks-reino-unido-1354738972083_300x300A morte de uma jovem chinesa eletrocutada ao atender seu iPhone enquanto carregava a bateria do celular indica que acidentes assim, ainda que bizarros, podem acontecer. No Top 10 a seguir, veja alguns casos de explosões envolvendo celulares e suas baterias.

Irlanda

Dylan Kershaw, estudante de Dublin (Irlanda), diz que seu Samsung Galaxy S III ”explodiu” enquanto estava ligado em um suporte para carro da fabricante em junho de 2012. Segundo relato do jovem, o smartphone começou a soltar uma fumaça branca; em seguida, houve um estampido. A Samsung afirmou que o acidente poderia estar relacionado a um sobreaquecimento na parte inferior do aparelho, de acordo com a “Folha de S.Paulo”.

Suíça

11jul2013---a-suica-fanny-schlatter-18-afirma-que-o-smartphone-galaxy-s-iii-explodiu-no-bolso-de-sua-calca-causando-queimaduras-de-terceiro-grau-em-sua-perna-em-entrevista-ao-jornal-suico-le-1373478340350_300x300A suíça Fanny Schlatter, 18, afirma que seu Galaxy S III explodiu no bolso da calça, causando queimaduras de terceiro grau em sua perna em julho deste ano. As labaredas chegaram à altura de seu ombro. Ao jornal suíço ”Le Matin”, ela disse que não sente mais a perna acidentada e que processará a Samsung

Reino Unido

A britânica Sarah McCreath, 39, alega que um BlackBerry Curve 9320 explodiu em cima da cama do filho de 11 anos, causando queimaduras nos seus pés e pernas em dezembro de 2012. Sarah havia deixado o aparelho no local,  logo após recarregar totalmente a bateria, pois o filho havia programado o despertador no celular. Ao “Daily Mail”, um porta-voz da fabricante afirmou que esse era o primeiro caso do tipo de que a empresa teve conhecimento.

Estados Unidos

Em março deste ano, Kirsten Zastrow, usuária do Reddit, afirma ter deixado seu Nexus S carregando enquanto dormia e acordou com um cheiro forte de queimado. Segundo o “Mashable”, ela avistou o aparelho já no chão pegando fogo e correu para apagar as chamas. Kirsten diz que a bateria usada no smartphone já não era a original e que o modelo “mais barato” pode ter superaquecido.

Holanda

Em 2009, um usuário de iPhone 3GS na Holanda publicou imagens do banco de seu carro queimado depois de o aparelho pegar fogo. Segundo o ”Gizmodo”, o homem teria deixado o celular dentro do carro enquanto fazia compras e, quando retornou, observou que havia fumaça preta dentro do veículo. No banco do carro, um buraco foi aberto no local onde estava o aparelho.

Tailândia

O tailandês Suwicha Auesomsaksakul diz que seu iPhone 5, com apenas dois meses de uso, pegou fogo enquanto ele fazia uma ligação em março deste ano. Segundo o site “Gadgets Ndtv”, o homem sentiu que o aparelho estava ficando quente, até que não pôde mais segurá-lo e deixou o iPhone cair. Ao atingir o chão, quatro pequenas explosões teriam ocorrido.  Auesomsaksakul não ficou ferido no acidente.

Brasil

A paulista Ayla Mota diz que seu iPhone 4 pegou fogo ao lado de sua cama enquanto ela dormia – ela havia deixado o aparelho carregando na tomada em dezembro de 2011, segundo o ”Blog do iPhone”. Ela acordou com as faíscas saindo do aparelho e afirmou ter visto fumaça preta saindo do smartphone, que havia sido comprado em uma viagem à França.

Coreia do Sul

Um morador da cidade de Incheon, na Coreia do Sul, teve queimaduras de segundo grau na perna depois que a bateria de um Galaxy Note explodiu em seu bolso em fevereiro deste ano, segundo autoridades locais. A bateria de íon-lítio estava fora do aparelho durante a explosão e pode ter sofrido superaquecimento.

Índia

Em 2010, um jovem de 23 anos teria morrido depois que seu Nokia 1209 explodiu causando ferimentos graves em sua orelha direita, pescoço e ombros, segundo informações da ”Fox News”. O corpo de Gopal Gujjar foi encontrado do lado de fora da casa em que ele vivia na vila de Banda, na Índia, e os restos do celular estavam dentro do local.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fulgêncio Víctor disse:

    Caros usuários de qualquer que seja o modelo do telemóvel, tenha cuidado com seu aparelho, pois lembre sempre que estás carregando energia e por vezes um quantidade no caso de aparelhos mais sofisticado e poderosos. Não aproxime seu telemóvel a fontes de calor, porque pode sofrer um super aquecimento e explodir. Não use o telemóvel ao perceber que este está demasiado quente. Aquele abraço

  2. rafael disse:

    Devia colocar as fotos dos modelos dos aparelhos para ilustrar melhor !!!

Invenção de garota de 18 anos permitirá recarregar bateria de celular em 20 segundos

A norte-americana Eesha Khare, 18, inventou uma tecnologia que permite recarregar a bateria de dispositivos móveis, como celulares e tablets, em apenas 20 ou 30 segundos. A criação rendeu à Eesha uma bolsa de estudos no valor de US$ 50 mil (R$ 106 mil) e o prêmio de jovem cientista da feira internacional de engenharia da Intel, realizada na última semana, nos EUA.

Chamado de “supercapacitor”, o dispositivo consegue armazenar uma grande quantidade de energia em um pequeno espaço, com rápido recarregamento e longo tempo de conservação.

Até o momento, a tecnologia foi usada apenas em lâmpadas LED, mas Eesha acredita que poderá fazê-la funcionar em celulares e, talvez, em carros elétricos também.

“A bateria do meu celular está sempre acabando”, afirmou a jovem à emissora norte-americana NBC sobre a inspiração que a levou a estudar nanotecnologia. “Nada de alerta de pouca bateria quando você precisa enviar mais um SMS ou quando faltam apenas duas páginas para terminar seu e-book”, disse a Intel no comunicado oficial sobre a feira de engenharia.

Além da velocidade, a nova bateria também tem vida útil maior, oferecendo 10 mil ciclos de recargas, enquanto as tradicionais presentes no mercado têm, em média, 1 mil.

Da Folha

Celulares têm, em média, dez vezes mais bactérias do que banheiros

Agora além do hábito de lavar as mãos, é importante higienizar o seu celular. Cientistas da Universidade do Arizona alertam para falta de limpeza do aparelho, que passa pelas mãos e bocas de diversas pessoas e não costuma ser higienizado com frequência.

Confira na reportagem:

Pesquisadores da Universidade do Arizona descobriram que há, em média, mais bactérias no celular do que em um banheiro. Os testes mostraram que a média é de dez vezes mais invasores que podem causar problemas de estômago e náuseas do que no ambiente de higiene pessoal. A conclusão foi divulgada no jornal britânico Daily Mail.

Microbiologista da Universidade do Arizona, Charles Gerba alerta para o fato do aparelho estar sempre próximo às mãos e à boca. Não só a higiene pessoal precisa ser boa, mas também a do estranho para quem você pode emprestar o celular. O ideal é passar no aparelho alguma substância antibacteriana ocasiocanalmente.

Pesquisas anteriores já mostraram que outros objetos que as pessoas geralmente julgam limpos são, na verdade, muito contaminados. Caixas de banco, por exemplo, têm tantos pseudomonas e bacilos, bactérias que podem causar diarreia, quanto banheiros públicos. Teclados de computador também costumam ser cinco vezes mais sujos do que um assento sanitário.

Fonte: O globo.com

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. […] the original post: Celulares têm, em média, dez vezes mais bactérias do que banheiros Tweet This Post Posted on 01/09/2012 by apanhamentirosos, Reply Posted in Comentário and […]