Segurança

Chefes do Exército, Aeronáutica e Marinha serão substituídos, diz Defesa

FOTO: MARCOS CORRÊA/PR

Os comandantes do Exército, Edson Leal Pujol, da Marinha, Ilques Barbosa Júnior, e da Aeronáutica, Antônio Carlos Moretti Bermudez, serão substituídos dos cargos, anunciou o Ministério da Defesa em nota oficial, nesta terça-feira (30). A decisão da cúpula das Forças Armadas é uma resposta à saída repentina de Fernando Azevedo da chefia do Ministério da Defesa, após Jair Bolsonaro demiti-lo ontem.

A decisão foi comunicada em reunião realizada nesta terça-feira (30), com presença do ministro da Defesa nomeado, Braga Netto, do ex-ministro, Fernando Azevedo, e dos Comandantes das Forças.

Azevedo funcionava como anteparo aos movimentos de Bolsonaro de exigir o alinhamento incondicional das Forças Armadas às suas posições políticas. “A politização das Forças Armadas não será aceita”, afirmou um ex-ministro civil à colunista do R7 Christina Lemos, após diálogo com fontes militares.

Segundo oficial da Marinha ligado à cúpula da Defesa ouvido nesta manhã, o ambiente no ministério não é de crise, mas há insatisfação com a forma como Fernando Azevedo foi substituído no posto, na tarde de ontem (29), pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Vamos deixar a política para os políticos”, diz o oficial. “Não haverá politização das Forças Armadas”, repetem desde a tarde desta segunda-feira fontes da área militar.

“As Forças Armadas seguirão seu papel constitucional e, neste momento, nossa missão é ajudar a salvar vidas”, completa a fonte da Marinha, em uma referência às ações das três forças no combate à pandemia do coronavírus.

R7

Opinião dos leitores

  1. Manda quem pode e obedecer quem tem juízo, Brasil acima de tudo Deus acima de todos, parabéns presidente, Bolsonaro 2022.

  2. O pior episódio da história militar brasileiro foi ter se aliado a esse irresponsável. Acredito que os militares estão envergonhados. Mais de 300 mil mortos.

  3. O colunista da foice de sp Mario Sérgio." Os militares tem que tirar o presidente" o mito acertou outra vez, será que estes oficiais queria da o golpe? Bolsonaro até 2026 cambada.

  4. A viuva porcina, quer ser analista política agora…
    É melhor consultar um professor de português antes.

  5. Esse maluco quer um golpe militar, sendo que ele, tendo desmoralizado o exército e sendo expulso do mesmo, comandaria os militares. Somente se fossem muito burros, os militares cairiam nessa. Tem que botar esse sem futuro pra fora e prender toda a familícia marginal dele.

  6. Anderson, se for para transformar o Brasil numa Venezuela está complicado, Bolsonaro competindo com o Molusco? Acho inviável, se vc tiver razão, vai rodar igual ao segundo, democracia serve para isso, até 2022.

  7. Este Presidente está caminhando para um fim parecido com o ex- presidente Kennedy , Getúlio Vargas o ditador Saddan Roussen , o outro ditador Ferdinando Marcos. Está provado que militar não tem preparo para o executivo.

  8. O Genocida quer porque quer uma guerra civil. Ele não se contenta com apenas 300 mil mortos.

    1. O governo estadual que esta iniciando isso! Trancando as pessoas, tirando seus direitos aos poucos e jogando a polícia contra a população. #Acorda. Já tá na hora de fazer uma faxina nessa política!

  9. NEM OS MILITARES QUE O APOIARAM E ESTÃO DENTRO DO GOVERNO COM UMA QUANTIDADE ENORME DE CARGOS COMISSIONADOS, DE MINISTROS ATÉ CHEFES DE SETORES, NÃO SUPORTAM MAIS TANTA INSANIDADE, INCOMPETÊNIA E ESTUPIDEZ.
    VÃO DIZER AGORA QUE ELES TAMBÉM SÃO COMUNISTAS?

    1. So vai sobrar o bozo é o burro do Calígula para passar o dia todo falando, " ow veio macho" ..

      Calígula veio burro da porra, deve ser um juruna e olhe lá!

  10. Como o Brasil é considerado um pária internacional, no segundo dia do golpe vai chover embargos e mais embargos econômicos. Ninguém em sã consciência apoia essa loucura.
    Em 64 havia apoio da mídia, das igrejas, do empresariado e principalmente dos EUA. Hoje em dia, só os lumpesinos estão dispostos a morrer por esse câncer que é o governo federal.

  11. Tomara que aconteça o que o gado tanto temia, o Brasil virar uma Venezuela.

    pega fogo quengaral.. O homi vem ai para resolver isso, Lula2022

    desde que lula conseguiu ser torna elegível que o doido ta doido

  12. Hô Bolsonaro MACHO, o Véio é duro, tem o cunhão rôxo e quem não quiser cair que se deite, pois ele mata a cobra e mostra o pau.
    Votei e voto nele.

  13. O Brasil está sendo governado por um incompetente e louco. O cara quer institucionalizar um golpe militar. Esse louco tem que sair daí enquanto é tempo.

  14. Bota pra torar meu presidente.
    Foi pra isso que votei no senhor.
    Vou votar de novo.
    Vamos botar moral no que estiver errado.
    Usando a nossa carta magna claro, mas sem corpo mole.
    Arroxa!!!!

    1. Deixa de ser abestalhado, só tu não ver que nem as forças armadas estão sendo a favor das loucuras do presidente, golpe Militar não teremos mais, pode ter certeza, mas uma coisa é certa, Bolsonaro daqui alguns anos nem será lembrado que um dia foi presidente da nossa nação, um dos piores presidente da nossa história!

  15. Quem pariu Mateus, que balance.
    Não foi isso que as forças armadas fizeram para impedir que Lula voltasse e Bolsonaro ganhasse?

  16. Fica cada vez mais evidente que o sr presidente quer fazer das forças armadas sua milícia particular.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTOS: Operação da PF e PRF, com apoio da PM, Polícia Civil, Bombeiros, Receita e Marinha mira localidades estratégicas da região metropolitana de Natal, inclusive, no porto e aeroporto

Fotos: Divulgação

A Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal, com apoio Polícia Militar/RN, Polícia Civil/RN, Corpo de Bombeiros/RN, Receita Federal e Marinha do Brasil, deflagraram na manhã desta terça feira, 12/01, na região metropolitana de Natal/RN, a denominada Operação Concórdia.

Trata-se de operação integrada entre instituições federais e estaduais com ações ostensivas coordenadas, baseadas em inteligência, e com foco na repressão a crimes como tráfico de drogas e armas, porte ilegal de arma de fogo, contrabando, receptação de bens, além de cumprimento de mandados de prisão.

As ações se concentram no porto e no aeroporto interacional de Natal-RN, bem como em rodovias federais, zonas costeiras e rios navegáveis da região, observadas as atribuições de cada instituição.

Uma das ações ocorre na Comunidade do “Mosquito”, região com alto índice de criminalidade e situada em ponto estratégico desta capital.

As ações, que não se encerram nesta data, tem por finalidade reduzir os índices criminológicos da região metropolitana de Natal/RN, melhorando a sensação de segurança da população.

Aproximadamente, 230 policiais e agentes públicos participam da ação.

Opinião dos leitores

  1. A comunidade do mosquito tem que ter uma atenção especial.faz parte da estrada que liga natal ao litoral norte e a zona Norte.o mosquito cada dia que passa piora .

  2. De fato
    A sociedade quer saber
    Houve prisão? Quem foi preso?
    Afinal uma.operação destas custa caro ao contribuinte. Só faltou tanque de guerra. Tem que ter resultados.

  3. Em São José de Mipibu tem umas bocas de fumo siçenciosas..a.polícia estoura e elas voltam a funcionar. Precisa de polícias do cunhao roxo para por um basta.

    1. No desgoverno Lula e Dilma, as facções tomaram conta do nordeste.
      No Ceará de Ciro Gomes e Camilo Santana, as facções obrigam as pessoas a saírem de casa…
      Em Natal, por que Fátima não manda a PM ocupar bairros dominados por facções?
      Coloca 100 PMs em cada bairro ?
      Mas no Rio um deputado esquerdista pediu ao STF para a polícia não perturbar bandidos.
      A esquerda também quer o fim da polícia.
      Somente alguém cego por ideologias nefastas pode querer o fim da polícia.

    2. Esse Paulo sempre com palpites tendeciosos. Faltou falar das milícias do RJ e sua aproximação com traficantes e com o PR. Estamos nos transformando numa Venezuela graças aos zumbis do Bozo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha alerta para ventos fortes e ressaca no litoral do RN com ondas de até 3,5 metros até a manhã desta quarta

Foto: Ilustrativa/Joel Braga

A Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), comunica que a intensificação dos ventos alísios poderá provocar ventos, em alto-mar, de direção Sudeste a Leste, com intensidade de até 60 km/h (33 nós), entre os estados da Bahia, ao norte de Salvador, e do Rio Grande do Norte, ao sul de Natal, até a manhã desta terça-feira(28).

De acordo com a Marinha, os ventos associados a esse sistema meteorológico poderão ocasionar agitação marítima com ondas, em alto-mar, de direção Sudeste a Leste, com até 3,5 metros de altura, entre os estados da Bahia, ao norte de Salvador, e do Rio Grande do Norte, ao sul de Natal, até a tarde desta terça-feira.

O Centro de Hidrografia da Marinha ainda destaca que há condições favoráveis à ocorrência de ressaca com ondas de direção Sudeste a Leste, com até 2,5 metros de altura, na faixa litorânea entre os estados da Bahia, ao norte de Salvador, de Sergipe, de Alagoas, de Pernambuco, da Paraíba e do Rio Grande do Norte, ao sul de Touros, até a manhã desta quarta-feira(29).

“Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita- se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio”, encerra o comunicado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha emite alerta de ventos de até 60 km/h no litoral potiguar, e ondas de até 4 metros, entre este sábado e terça

Foto ilustrativa/WSL

A Marinha do Brasil emitiu um alerta para a possibilidade de ventos fortes, ressaca e mar grosso com ondas de até 4 metros de altura no litoral do Rio Grande do Norte, a partir das 9h do dia 25(sábado) até o dia 28(terça) às 21h. O aviso ainda prevê ventos fortes de até 60 km/h de Salvador (BA) à Natal (RN).

A previsão de mar grosso é de Salvador a Natal, com ondas de 3 a 4 metros de altura, válido até o dia 28 de julho às 9h.

A Capitania dos Portos do RN recomenda que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais embarcações “redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança”.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha emite novo alerta de ventos de até 61 km/h no litoral do RN até esta quinta

Foto: Ilustrativa

A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, informa a possibilidade de ocorrer VENTOS FORTES de sudeste a leste, com velocidade de até 61 km/h com rajadas, em toda faixa litorânea de Natal (RN) a São Luiz (MA).

A previsão meteorológica descrita nesta Nota, poderá ocorrer no período entre o dia 21 a 23 do corrente mês, referente aos Avisos de Mau Tempo, divulgados pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), de no 898 do corrente ano.

Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita- se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio. Solicita-se ampla divulgação e recomenda-se que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha emite alerta até esta terça de ventos fortes de mais de 60 km e ressaca com ondas de até 3,5 metros em toda a faixa litorânea no RN

Foto: Ilustrativa

A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, comunica a possibilidade de ocorrer ventos fortes de Sudeste a Leste, com velocidade de até 61km/h, com rajadas, em toda faixa litorânea do Estado do Rio Grande do Norte, ressaca e mar grosso com ondas de direção Sudeste a Leste com até 3,5 metros de altura entre as cidades de Salvador (BA) e Touros (RN).

A previsão meteorológica descrita nesta Nota, poderá ocorrer no período dos dias 19 a 21 do corrente mês, e refere-se aos Avisos de Mau Tempo, divulgados pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), de no 885, 886 e 888 do corrente ano.

Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita- se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio.

Solicita-se ampla divulgação e recomenda-se que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha recolhe fragmentos de óleo em praias brasileiras; no RN, em Tabatinga, no litoral sul, três quilos da substância foram retirados

Foto ILUSTRATIVA: © Reuters/Arquivo/Adriano Machado

A Marinha e servidores públicos locais recolheram fragmentos de óleo em pontos do litoral do Rio Grande do Norte, Alagoas e Bahia, na região Nordeste, e do Espírito Santo, no Sudeste.

Em nota divulgada nesta quarta-feira(01), a Marinha informou que na praia de Tabatinga, no Rio Grande do Norte, foram retirados três quilos da substância, de origem ainda desconhecida, que chegou à areia em pequenas porções.

Ontem, em Alagoas, foram recolhidas 200 gramas do produto na praia Lagoa do Pau, em Coruripe, e 150 gramas na Praia da Bica, em Japaratinga, além de 10 gramas na praia de Peroba, em Maragogi.

Também foram colhidas 200 gramas do material poluente na praia Jardim de Alah, em Salvador (BA) e mais 54 gramas na praia de Guriri, em São Mateus (ES).

Além da Marinha, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) continuam monitorando a situação.

De acordo com a Marinha, as amostras do material recolhido estão sendo enviadas para análise no Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, em Arraial do Cabo (RJ) e os testes já realizados indicam que o material é do mesmo tipo do óleo que, em 2019, surgiu em alto-mar e poluiu praias, costões, manguezais e outros habitats de todo o litoral do Nordeste, além de alguns locais do Espírito Santo e da costa norte do Rio de Janeiro.

Por meses, órgãos públicos recolheram toneladas de material poluente. Após alguns meses sem qualquer registro de novas ocorrências e sem que as autoridades descobrissem a origem o óleo, fragmentos da substância voltaram a ser encontrados no último dia 19.

Para especialistas, depois de permanecer em repouso no fundo do mar, o produto voltou a se soltar devido à ação das correntes marítimas combinada a fatores meteorológicos que, juntos, revolveram o leito do oceano, carregando o óleo.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. De novo o greenpeace? De novo a venezuela? De novo o navio grego? A Marinha do Brasil ja achou e puniu exemplarmente os culpados?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha alerta para ressaca com ondas de até 3 metros no litoral potiguar até quarta-feira

Foto: Ilustrativa

A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, participa da possibilidade de ocorrência de RESSACA com ondas de direção sudeste a leste, entre 2,5 e 3,0 metros, na faixa litorânea entre os estados da Bahia, ao norte de Porto Seguro até Rio Grande do Norte, ao sul de Natal.

A previsão meteorológica descrita nesta Nota, poderá ocorrer no período da manhã desta segunda-feira(15) até a noite de quarta-feira(17), e refere-se ao Aviso de Mau Tempo, divulgado pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), de no 635 do corrente ano.

Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita-se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio.

Solicita-se ampla divulgação e recomenda-se que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Após chamar PMs de Fortaleza de ‘vagabundos’, soldado da Marinha de Natal é afastado de operação e enviado de volta

Veículos blindados são usados pelo Exército na segurança das ruas de Fortaleza — Foto: Thiago Gadelha

Em um vídeo feito no seu próprio celular, um soldado do Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal que participava da Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), em Fortaleza, chamou os policiais militares cearenses, amotinados desde a semana passada, de “vagabundos”. Após o vídeo circular na internet, ele acabou sendo afastado da operação e enviado de volta ao Rio Grande do Norte, onde deverá responder pela declaração. Veja reportagem do G1-RN aqui.

Opinião dos leitores

  1. parabems ao soldado das forças amadas so falor avedade pm
    ganho muito pra nao fase nada tem que espusa todos

  2. parabems ao soldado das forças amadas so falor avedade pm so fais besteira ja ganho muito pra nao fase nada tem que espusa todos

  3. Um policial ganhando o salário de fome para enfrentar bandidos ainda não pode fazer greve tem quê fazer todos os militares ganhando salário para defender a sociedade ainda não tem direitos de reclamar tem sim é esse militar que falou essa besteira ganhando um salário de fome também ainda fala essa besteira parece que ele está ganhando um bom salário

  4. Policiais militares são basicanente jovens sem perspectiva intelectual investidos de falsa autoridade a ser exercida contra os pobres na defesa do patrimônio dos ricos. Eles que experimentem fazer diferente…

  5. Os governantes não se importam com os policiais. Guando estoura greve,tiram o corpo fora e joga o problema para justiça militar resolver.

  6. O Fuzileiro fez um comentário infeliz e ao mesmo tempo se retratou e pediu desculpas aos Policiais, mas na minha opinião esses policiais deveriam ser punidos conforme a constituição e o regulamento das Forças Armadas da forma que o Fuzileiro vai ser punido pois militar nenhum seja ele das Forças Armadas ou Forças Auxiliares não podem de maneira alguma fazer motim e todos sabem disso pois está no regulamento da sua instituição.

  7. Ele disse a verdade, até pq nem manifestação a pm pode fazer, fora o transtorno e o caus que esses irresponsáveis causaram a população, quando eles entraram na pm eles sabiam o salário não tá satisfeitos pedi baixa.

    1. Concordo plenamente com o Milico.
      Quando entra na PM, já sabe das condições. Eu entrei, fiquei descontente, pedi baixa. Ainda fiquei 5 anos e meio protelando.
      Mas seja em Instituições Públicas ou Privadas, qualquer tipo de empresa, se o funcionário ou servidor que seja, não está contente, é só pedir desligamento e dar lugar pra outro. Simples assim.

  8. As forças têm hierarquia, respeito e obediência aos superiores, pilares que faltam mas polícias militares brasileiras. Um cabo fuzileiro naval não ganha três mil reais, um soldado fuzileiro especializado não fatura mais que dois mil reais.

    1. Aproveite, estuda e vá fazer concurso para a PM, pois assim vc verá o quanto é difícil ser PM. Não se compara com as forças armadas em nada, pois vivem em uma guerra de verdade constante dia a dia, digo; guerra de verdade, pois vc entrar em favelas e serem recebidos a bala, trocar tiros com bandidos e assaltantes de banco, isto sim é guerra. Não se pode comparar PM com militares federais, pois além de viverem nas ruas direto ainda respondem nods dias de folgas a vários inquéritos que são abertos pela justiça. ESTUDE A PM LHE AGRADECE.

  9. Disse alguma mentira por acaso. Ainda pegou leve, pois o adjetivo correto seria fora da lei e amotinado. O problema é que ele foi formado nas forças armadas, que todos os dias lembram a ele as consequências de um motim.

    1. Ordem Nº 1 – Missão dada, é missão cumprida. -(ordem essa, muito simples e fácil de obedecer).-

      Falou besteira, então…
      …não tinha permissão pra isso, ele acabou esquecendo disso.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha emite alerta de Ressaca com ondas de 2,5 metros no litoral norte entre esta quarta e sexta

Foto: Ilustrativa

A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, comunica a possibilidade de ocorrer RESSACA com ondas de Norte a Noroeste, com até 2,5 metros, entre as cidades de TOUROS (RN) e SÃO LUÍS(MA).

A previsão meteorológica descrita nesta Nota, poderá ocorrer no período do dia 19 a 21 do corrente mês, até 12 horas e refere-se ao Aviso de Mau Tempo, divulgado pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), de no 149 do corrente ano.

Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita- se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio.

Solicita-se ampla divulgação e recomenda-se que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Com 53 oportunidades em Natal-RN, Marinha abre concurso com 960 vagas para formação de fuzileiros navais; veja edital

Foto: Divulgação/Marinha

A Marinha abriu concurso para 960 vagas para o curso de formação de soldados fuzileiros navais em nove localidades. Serão 480 vagas para a turma I, e igual número para a turma II, sendo 20% delas reservadas para candidatos negros.

As inscrições devem ser feitas a partir das 8 horas do dia 19 de fevereiro até 20 de março pelo site www.marinha.mil.br/cgcfn, no link “Concursos para o CFN”. Somente entre os dias 17 e 19 de março, será possível fazer a inscrição presencialmente em postos nas localidades de Marataízes (ES) e Rio Novo (MG).

A taxa é de R$ 25,00, e deve ser paga em qualquer agência bancária até 23 de março.

Os candidatos devem ser do sexo masculino, com 18 anos completos e menos de 22 anos no dia 1º de janeiro de 2021. Além disso, é exigido ter altura mínima de 1,54 e máxima de 2 metros.

O candidato precisa ainda ter concluído, com aproveitamento, o Ensino médio ou curso equivalente, em um estabelecimento de ensino reconhecido oficialmente. Confira mais informações no edital(aqui).

O processo de seleção incluirá: exame de escolaridade, de caráter eliminatório e classificatório; verificação de dados biográficos; inspeção de saúde; avaliação psicológica; teste de aptidão física de ingresso; verificação de documentos e procedimento de heteroidentificação (PH) complementar à autodeclaração para os candidatos negros autodeclarados pretos ou pardos. Todas as etapas terão caráter eliminatório.

Após a conclusão do curso, o Aprendiz-Fuzileiro Naval será nomeado a Soldado Fuzileiro Naval (SD-FN) e cumprirá estágio inicial de 12 meses. Depois disso, ele passará a atuar na carreira naval do Serviço Ativo da Marinha.

O concurso tem o objetivo de preencher vagas nas seguintes localidades:

Unidades da MB no Rio de Janeiro (569 vagas).
1º Batalhão de Operações Ribeirinhas – Manaus – AM (81 vagas)
2º Batalhão de Operações Ribeirinhas – Belém – PA (37 vagas)
3º Batalhão de Operações Ribeirinhas – Ladário – MS (33 vagas)
Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (BtlDefNBQR) – Aramar (14 vagas)
Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal – RN (53 vagas)
Grupamento de Fuzileiros Navais de Rio Grande – RS (50 vagas)
Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador – BA (44 vagas)
Unidades da MB em Brasília – DF (79 vagas).

G1

Opinião dos leitores

  1. depois avisa pro henrique , que dor de cotovelo mata, ele não sabe o que é servir a patria, dar um pouco do sangue pela nação, o militar fica a disposição da nação 24 horas

  2. Onde foi que militar teve tempo ruim no BRASIL, cheios de regalias e mamatas. pior é o trabalhador comum que só leva cacete de governos

    1. Pois é, você não estudou e fica esperando receber uma bolsa…

    2. Deus… Perdoe essa criatura que ela não sabe o que fala… Já fiz parte dessa nobre Corporação… Apredi valores como honra, disciplina, camaradagem e amor à Pátria… Os militares estão espalhados em todos os recantos do nosso País, prestando um relevante serviço… Como exemplo, que já participei, temos o "Nsvio da esperança" que presta serviços de saúde as comunidades ribeirinhas da Região Norte… Pessoas que nunca foram a um médico e tem um atendimento de excelência… A defesa de nossas fronteiras… Isso longe das familias, sem hora extras, adicional noturno, insalubridade e periculosidade…
      E, pricipalmente, a defesa de nossa democracia, garantindo que as pessoas falem o que quiser, muitas vezes sem ter conhecimento de causa…

  3. Eiiiiiiiiittttaaaa!!!
    So notícias boas.
    20 anos só levando porrada e agora chega o crescimento.
    Os doidins piram com este tipo de notícia.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha emite alerta de Ressaca e ventos fortes entre Natal(RN) e São Luís(MA) entre esta quinta e sábado

Foto: Ilustrativa

A Marinha do Brasil, através da Capitania dos Portos, informa que ocorrerá vento forte SE/NE de até 61Km/h com rajadas, entre Natal-RN e São Luís(MA). Esta previsão meteorológica compreende o período a partir das 21h do dia 19 às 21h do dia 21 do corrente mês, e refere-se ao Aviso de Ressaca no 1636 do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM).

Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita-se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio.

Solicita-se ampla divulgação e recomenda-se que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação”. E que as demais embarcações, antes de se fazerem ao mar, redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha alerta para risco de ressaca e ondas de até 2,5 metros no litoral do RN entre esta quarta e sexta

Foto: Ilustrativa

A Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), informa que o avanço de um sistema de ondas de longo período (marulhos), vindo do Oceano Atlântico Norte, poderá provocar agitação marítima com condições favoráveis à ocorrência de ressaca, com ondas de direção Nordeste a Norte e altura significativa de até 2,5 metros, na faixa litorânea entre os estados do Rio Grande do Norte, a oeste de Touros (RN), e do Maranhão, a leste de São Luís (MA), entre o dia 18 à noite e o dia 20 pela manhã.

Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita-se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha informa que quase 5 mil toneladas de óleo já foram recolhidas do litoral do país

Mapa divulgado pelo Ibama mostra pontos do litoral atingidos pelo óleo — Foto: Divulgação/Ibama

O Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado por Marinha, Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Ibama, informou nesta sexta-feira (29) que 4.700 toneladas de resíduos já foram recolhidas do litoral brasileiro.

As autoridades concedem entrevista nesta sexta para fazer uma balanço das ações tomadas para conter o derramamento de óleo nas praias do Nordeste.

“Nessa fase de monitoramento nós verificamos uma estabilização da situação”, disse nesta sexta o almirante de esquadra, Campos, que coordena o grupo.

O monitoramento das áreas atingidas mostra que, na última semana, 99% das ocorrências correspondem a vestígios de óleo nas praias atingidas. Nas praias do Rio de Janeiro, foram encontradas 320 gramas de óleo.

De acordo com nota divulgada pelo grupo nesta quinta-feira (28), desde que foi registrada a primeira ocorrência início pelo derramamento óleo, em agosto, 803 localidades foram atingidas. Ainda conforme o órgão, há 19 dias não são encontradas manchas de óleo no mar.

As primeiras manchas de óleo surgiram no dia 30 de agosto, em praias da Paraíba. Segundo o Ibama, foram feitos quatro registros nas praias Bela, Gramame, Jacumã e Tambaba nesta data.

Desastre natural descartado

Segundo o almirante Campos, a investigação da Marinha já descartou a possibilidade de desastre natural, ocorrida em razão de fissuras geológicas no fundo do oceano.

“A hipótese de exsudação, essa hipótese que a Marinha já descartou. Não vê mais hoje a possibilidade de que tenha sido exsudação, um fenômeno natural em que o óleo começa a vazar pelo oceano, fluir. Pode ser também uma prospecção de petróleo, também um posso, uma rachadura, uma fissura geológica. Algo natural. Isso a Marinha já descartou essa possibilidade”, disse Campos.

Segundo o almirante, o grupo ainda investiga a probabilidade de naufrágio. Campos informou que estão sendo analisados, inclusive, naufrágios antigos, da época da Segunda Guerra Mundial, mas as chances de que isso tenha ocorrido são baixas.

“O mais provável é o transito de embarcações com o derramamento desse óleo acidentalmente ou não”, disse.

A operação

Os trabalhos contam com o apoio de 10 mil militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea, além de 5 mil servidores e funcionários do Ibama, Instituto Chico Mendes, Defesa Civil e Petrobras.

Segundo o almirante, a Operação Amazônia Azul terá três fases. A primeira é direcionada à remediação e mitigação dos danos causados pelo aparecimento das manchas de óleo e começou após o aparecimento das primeiras manchas de óleo nas praias. Essa fase deve prosseguir até 20 de dezembro.

A segunda fase será de manutenção e controle, em que os trabalhos estarão concentrados em estabelecer um planejamento para empregar as forças do grupo e controlar novas manchas.

O almirante afirmou que na última semana, apenas vestígios do material foram encontrados no Maranhão, Piauí, Pernambuco, Alagoas e Rio de Janeiro. Além disso, a Marinha anunciou que o grupo vai ser transferido para o Rio de Janeiro. De lá será tocada a fase de monitoramento.

“Nossa expectativa é devolver pra ao sociedade conhecimento, informações que possam reduzir os impactos que nós tivemos”, afirmou o coordenador cientifico do grupo de acompanhamento, professor doutor Ricardo Coutinho

“Vamos estabelecer ações imediatas de médio e longo para monitoramento e recuperação dos ecossistemas atingidos”, disse. Segundo Coutinho, em 12 de dezembro será realizada uma grande reunião em Salvador para avaliar como as medidas a serem propostas pelo grupo científico poderão ser implementadas.

G1

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha reforça limpeza de óleo no Nordeste com mais um navio

Foto (Ilustrativa): Divulgação/Prefeitura de Belmonte

O navio de desembarque de carros de combate Almirante Sabóia, da Marinha, partiu na última segunda-feira (11), do Rio de Janeiro, em direção a Ilhéus, na Bahia, com a finalidade de reforçar as ações de limpeza de vestígios de óleo nas praias do Nordeste. O navio transporta um Grupamento de Fuzileiros Navais, com 244 militares, além da tripulação.

Em terra, a tropa desempenhará ações de apoio à proteção ambiental, por meio da limpeza e do monitoramento dos manguezais, arrecifes e praias da região do sul do estado da Bahia, na faixa compreendida entre as cidades de Caravelas e Ilhéus.

O navio Almirante Sabóia realizará patrulha naval, ação de presença no Porto de Ilhéus e operações de monitoramento, participando com outros navios, na busca por possíveis manchas de óleo ou agentes poluidores, em especial em regiões próximas ao Parque Nacional Marinho de Abrolhos.

A atracação da embarcação no litoral baiano ocorrerá nesta quinta-feira (14), no Porto de Ilhéus. No dia 18, o navio fará ações no mar, com previsão de retorno ao Porto de Ilhéus no dia 25.

Em outra frente, mergulhadores do Batalhão de Operações Especiais dos Fuzileiros Navais permanecem atuando na limpeza e retirada do óleo no Rio Persinunga, no município de São José da Coroa Grande, em Pernambuco.

As ações de limpeza das praias do Nordeste estão concentradas em Mamucabinhas, em Pernambuco; Japaratinga, Barra de São Miguel, Coruripe, Feliz Deserto e Piaçabu, em Alagoas, e Cairu e Guaiu, na Bahia. Outra frente da Marinha atua na praia de Guriri, no Espírito Santo, na Região Sudeste, onde na semana passada apareceram vestígios de óleo na costa.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Marinha envia seus dois maiores navios para auxiliar no combate ao vazamento de óleo no Nordeste

 Foto: Lucas Landau/Reuters

Os dois maiores navios da Marinha do Brasil saem do Rio de Janeiro nesta segunda-feira (4) em direção ao Nordeste do país para ajudar no combate ao vazamento de óleo que atingiu as praias da região. A medida foi tomada mais de 60 dias após o óleo chegar à costa brasileira.

O primeiro, Atlântico, deixa o Arsenal de Marinha, na Zona Portuária do Rio, ao meio-dia. O segundo, o navio-doca multipropósito Bahia, deixará a Base Naval do Mocanguê, na Baía de Guanabara, às 15h. Além dessas duas grandes embarcações, uma fragata, seis aeronaves e um terceiro navio também sairão do local.

No total, duas mil pessoas participarão da missão – sendo 670 fuzileiros navais. Os fuzileiros irão desembarcar para participar da limpeza das praias, manguezais e arrecifes.

O Atlântico e a fragata vão trafegar pelo litoral nordestino em patrulha e monitoramento das águas, com exceção do Bahia – este, por ser um navio-doca, e também por questões de logística, ficará atracado no Porto do Suape, em Recife.

A previsão é que os navios cheguem no Nordeste no dia 10 deste mês.

Mais de 300 praias atingidas

O óleo já atingiu 314 localidades da orla brasileira. No total, o Ibama afirma que 110 municípios foram afetados em todos os 9 estados do Nordeste: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

A Federação Internacional de Poluição por Petroleiros (ITOPF, na sigla em inglês) tem um guia público de boas práticas para a limpeza de locais contaminados. O órgão já atuou em mais de 800 vazamentos causados por navios em 100 países diferentes nos últimos 50 anos. Segundo o ITOPF, a limpeza manual é a mais indicada para o caso das manchas de óleo no Nordeste.

“A melhor técnica aqui é a limpeza manual, para ser seletivo e reduzir o dano ambiental, considerando a natureza do óleo e dos substratos contaminados. Máquinas como tratores podem ser usadas onde for possível, mas é preciso levar em consideração os possíveis efeitos no meio ambiente, inclusive em ninhos de tartarugas”, diz Richard Johnson, diretor técnico do ITOPF.

Reincidência

Um terço das mais de 280 localidades atingidas pelo óleo no Nordeste chegaram a ser limpas, mas viram a poluição retornar ao menos uma vez. Ao todo, 83 praias e outras localidades tiveram a reincidência da contaminação, o que representa 29,5% dos locais afetados pelo petróleo cru que começou a surgir no fim de agosto.

A praia que mais sofreu com grandes resíduos de óleo, segundo os balanços do Ibama, foi Jandaíra, na Bahia. A localidade foi a que mais vezes apareceu nos relatórios com o status que equivale a manchas maiores que 10% da praia. Ao todo, em 18 relatórios do Ibama algum ponto dessa praia, que fica próxima à divisa com Sergipe, apareceu com manchas grandes: a primeira, em 4 de outubro, e na segunda-feira (28) da semana passada.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Gosto desse governo, muito pela rápida e pronta resposta aos problemas apresentados … né Seu Jair?

  2. Agora, né! Governo irresponsável. Depois que o óleo se alastra por quase todo litoral nordestino.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *