Fim de semana em Natal e região deverá registrar chuvas isoladas e predominância de céu claro; veja previsão no RN

Reprodução: Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) destaca previsão de baixas pancadas de chuvas em Natal  e região neste fim de semana. No período entre esta sexta-feira(20) ao domingo(22), a predominância será de céu parcialmente nublado a claro.

Fim de semana em Natal tem previsão de máxima de 29º e mínima de 21º; veja outras cidades

Reprodução: Emparn 

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) destaca continuidade da influência da brisa no litoral leste potiguar, com variação de calor, durante o dia, e temperatura fria, no período noturno. Previsão de máxima de 29º e mínima de 21º.

No interior, as previsões são semelhantes, exceto em municípios já conhecidos pelo seu clima ameno, como em Martins, por exemplo.

Influência da brisa deve provocar pancadas de chuvas, ainda que fracas, em Natal e região entre esta terça e quinta; veja previsão

Reprodução: Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) mantém a previsão de chuvas isoladas ao longo faixa litorânea leste.

Embora a instabilidade climática não seja destacada, a influência de brisa colabora para pancadas de chuvas, especialmente, em Natal e região metropolitana.

FOTOS: Em Brasília, Governo do Estado mantém investimentos nas obras de mobilidade urbana na região da Av. Engenheiro Roberto Freire

Fotos: Derick Nunes

O Governo do Estado deu mais um passo para garantir o investimento nas obras de mobilidade urbana na região da Avenida Engenheiro Roberto Freire, na zona sul de Natal. O Ministério do Desenvolvimento Regional garantiu a suspensão do prazo para encerrar o financiamento, que está previsto para acabar no dia 14 de junho. A garantia foi acertada durante o encontro da governadora Fátima Bezerra e o secretário de Estado da Infraestrutura, Gustavo Coelho, com a equipe do Ministério do Desenvolvimento Regional nesta quarta-feira (12), em Brasília.

O investimento, contratado ainda em 2012, estava sob risco desde a edição de uma portaria ministerial que recomenda o encerramento dos contratos do PAC Copa que não foram iniciados. Por isso, a Caixa Econômica Federal encaminhou em maio um ofício ao Governo do Estado exigindo um novo projeto de execução dentro de um mês.

O ministro Gustavo Canuto garantiu a suspensão dessa exigência após a apresentação da governadora e o secretário Gustavo Coelho sobre a importância da obra e o trabalho do Governo na readequação do projeto. “O ministro Canuto assegurou todo empenho para a manutenção do contrato, que representa uma melhoria significativa na mobilidade urbana de Natal”, confirmou a governadora Fátima Bezerra.

O próximo passo é o trabalho conjunto entre o Governo e a Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana para formular os estudos necessários para o novo projeto definitivo. “Qualquer decisão sobre o financiamento não será tomada até que os estudos sejam efetivamente concluídos. O ministério nos deu todos os prazos. Com a confirmação do financiamento junto à Caixa Econômica temos condições de lançar em 30 dias a licitação para a contratação dos projetos”, explicou o secretário Gustavo Canuto.

A verba disponível para a obra é de R$ 72 milhões, sendo R$ 45 milhões financiado pelo PAC Copa e outros R$ 27 milhões garantidos pelo Programa de Financiamento de Contrapartidas do PAC (CPAC). Ainda em maio, por conta da falta de consenso ao redor do projeto original, a governadora Fátima Bezerra reuniu-se com membros da Fecomércio-RN, Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RN (FCDL-RN) e representantes do comércio, hotelaria, restaurantes e bares da região de Ponta Negra e indicou previamente que o novo projeto deve contar com ações como a recuperação asfáltica da avenida, reorganização do trânsito e intervenções em vias paralelas, com a possibilidade de abrir parceria com a Prefeitura do Natal.

O encontro no Ministério do Desenvolvimento Regional ainda serviu para tratar de outros investimentos na área de infraestrutura no Rio Grande do Norte, como a continuidade das obras do Pró-Transporte na Zona Norte de Natal e a melhoria da segurança na ponte Newton Navarro.

O prosseguimento das obras de mobilidade urbana do programa Pró-Transporte dependem da liberação de R$ 50 milhões, que servirão para a conclusão da etapa 2 e o início dos trabalhos da etapa 3 das intervenções planejadas para diversos bairros da Zona Norte de Natal. “O convênio está ativo e o Governo vai pagar indenizações em breve, para dar prosseguimento à obra. Nós temos todos os projetos e estudos prontos”, relatou o secretário Gustavo Coelho.

A equipe técnica do ministério relatou que o pedido para a continuidade do investimento está sendo analisado desde a última reunião com o Governo do Estado, em maio. “Essas obras do Pró-Transporte são muito importantes para a mobilidade urbana não só da Zona Norte, mas da Região Metropolitana. Por isso reforçamos a importância que é a liberação desse investimento de R$ 50 milhões”, disse Fátima.

SEGURANÇA NA PONTE

O terceiro pleito tratado na reunião foi o reforço na segurança da ponte Newton Navarro, que conecta as regiões Norte e Leste de Natal. No fim de maio, o Governo do Estado apresentou o projeto para a ampliação dos guarda-corpos laterais da ponte, que custaria R$ 2,8 milhões, como forma de prevenir suicídios no local. “O ministro mais uma vez mostrou grande sensibilidade e afirmou toda a disposição de contribuir com a reestruturação das proteções laterais na ponte Newton Navarro”, disse a governadora Fátima Bezerra.

Também participaram da reunião o senador Jean-Paul Prates, os deputados federais Rafael Motta, que coordenada a bancada do RN no Congresso, e Walter Alves, além do deputado estadual Alysson Bezerra. Ainda integraram a mesa o secretário nacional da segurança hídrica, Marcelo Borges, e os assessores especiais do ministério Jimmu Ikeda (saneamento) e Geraldo Garcia (mobilidade urbana).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Umpapagaiofalou disse:

    E não vão atrás de recurso para melhorar a Zona Norte-ZN por quê? Que preconceito é esse? 🤷🏻‍♂️ Bora fatinha trabalhar pela Capital de forma isonômica! Acho justo e necessário a igualdade.

  2. Chibatazil disse:

    Nada contra, muito pelo contrário, mas enquanto os governantes lutam com afinco pela obra da Roberto Freire, o pró-transporte, na zn, agoniza. Após praticamente uma década, inauguraram um trecho de poucos quilômetros na Av. Moema Tinoco, o qual já foi mostrado em várias reportagens que se encontra encoberto pelo mato e totalmente abandonado, e mais adiante, a mesma avenida é uma autêntica tábua de pirulitos, desconsiderando que por lá transitam, diariamente, inúmeros veículos de passeio, vans e até ônibus levando turistas para o litoral norte, isso sem se falar na Av. das Fronteiras, onde boa parte das obras, para serem realizadas, independem de desapropriações, mas até hoje nada, nada mesmo, foi feito, deixando os moradores, comerciantes e quem passa pela regiao, entregues à lama, buraqueira e congestionamentos.

  3. RMelo disse:

    Uma Av que tem pouquíssimos buracos, mas esquecem da zona norte de Natal, a Av Felizardo Moura, que tem buracos a cada metro e uma "LAMA DE BOSTA" que escorre de dia e de noite. Coitado dos que tem moto, como eu, chega cheirando a bosta no trabalho todos os dias.

  4. Cigano Lulu disse:

    Fatão precisa parar de flutuar entre Brasília e Natal, arregaçar as mangas e mandar ver na reforma da previdência estadual. Como professora, ela deve ensinar a Paulo Guedes como se faz a coisa certa.

  5. Valde disse:

    Eeeita RN véi, vai virar uma Petrobrás de desmando.

Novas pancadas de chuvas devem atingir Natal, região e outras cidades no interior entre esta quinta e sábado; veja previsão da Emparn

Reprodução: Emparn

Instabilidades de origem oceânica seguem e devem continuar trazendo pancadas de chuvas na capital potiguar e sua região. Boas possibilidades também para chuvas no interior. A previsão, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) tem registro esta quinta-feira(12) e sábado(14).

Céu nublado e pancadas de chuvas atingirão Natal até sexta; veja previsão de hoje em outras cidades

Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn), a previsão para esta terça-feira(9) é de predominância de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões do Estado, somente sobre a faixa litorânea leste é que poderão ocorrer pancadas de chuvas devido a influência da umidade e do vento.Veja previsão abaixo em Natal e outras cidades:

Untitled-4

Untitled-2 Untitled-3

Instabilidades de origem oceânica seguem e novas chuvas devem cair em Natal e região nesta terça, diz Emparn; veja previsão

Untitled-3Instabilidades de origem oceânica, associadas com a atuação da Zona de Convergência, ainda se farão presentes sobre o setor Leste do Estado, aonde poderão ocasionar pancadas de chuvas de intensidade fraca. É o que diz a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte.  No Interior do Estado o céu será parcialmente nublado com possibilidade de chuvas isoladas nas Regiões do Agreste, Serra de Santana e Mossoró. Veja previsão para esta terça-feira(17):

Untitled-1Untitled-2

Itep registra seis homicídios em Mossoró e região no fim de semana

Enquanto em Natal e região metropolitana foram registrados pelo menos 15 homicídios durante o fim de semana, o órgão registrou em Mossoró e região cinco mortes por arma de fogo e uma por arma branca.

Na capital potiguar e Grande Natal, dos 15 registros, 13 foram por arma de fogo e dois por arma branca nesse último fim de semana de fevereiro.

Chuvas seguem e devem atingir Natal e região nesta quarta; confira previsão da EMPARN

Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(EMPARN), a meteorologia nesta terça-feira(3) e quarta-feira(4) reservam predominância da condição de instabilidade devido a atuação da brisa juntamente com a umidade vinda da região oceânica.

Essa condição deixará o céu  parcialmente nublado  com ocorrência de pancadas de chuvas sobre a faixa litorânea leste do Estado.  Nas demais regiões predominará a condição de céu parcialmente nublado a claro. Confira a previsão do tempo:

Untitled-3

GREVE: SAMU paralisa atendimento na região metropolitana de Natal

Deflagrada na última sexta-feira (18), a greve do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), irá prejudicar o atendimento da região metropolitana de Natal. Os condutores exigem o pagamento do piso salarial da categoria, que é de R$ R$ 1.192, por parte da empresa terceirizada contratada pelo Estado.

Além do pagamento do piso, os motoristas exigem também o pagamento dos salários atrasados do mês de novembro. De acordo com o presidente do Sindicato dos Profissionais de Transporte do Rio Grande do Norte (Sintro), Nastagnam Batista, a empresa contratada pelo Governo não recebeu o repasse nem realizou o pagamento.

Durante o período de greve a central do SAMU Metropolitano, localizado no município de Macaíba, região Metropolitana de Natal, contará apenas com 30% do efetivo para atender as ocorrências da região metropolitana.

Das 16 ambulâncias, apenas quatro unidades, com ajuda do Corpo de Bombeiros, irão atender os municípios de Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Ceará-Mirim, Extremoz, Macaíba, Monte Alegre, Nísia Floresta, São José de Mipibu e Vera Cruz.

Nominuto.com

Natal e grande Natal. Táxi demais para gente de menos

Tribuna do Norte:

Existe um táxi para cada 570 moradores de Natal e região metropolitana, cujo total de habitantes é de 1.351.004 pessoas, de acordo com o Censo 2010. A quantidade de táxis circulando hoje é dobro do previsto em lei, que seria um veículo licenciado para cada grupo de mil habitantes.

O número de veículos licenciados oficialmente em Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Macaíba, Extremoz e Maxaranguape, é de 2.662 carros. O que seria suficiente para atender o dobro da população destes municípios, além de Ceará-Mirim, Vera Cruz, Monte Alegre e Nísia Floresta, que completam a dezena que forma a região metropolitana.

Para um dos integrantes do Parlamento Comum da Região Metropolitana de Natal, o vereador George Câmara, a distribuição de placas de táxi “ocorreu como uma torneira aberta descontroladamente num passado não muito distante”. Para ele, é mais do que evidente a troca de benefícios políticos pela concessão de táxis em quase todas as cidades listadas.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eduardo disse:

    Brunão, esse é um problema de décadas e não é somente da Grande Natal. É do estado todo. Carros – na maioria das vezes em péssimo estado de conservação – fantasiados de taxis, fazem lotação e trafegam diariamente para Natal, sem segurança nem direitos para os usuários, como também sem pagar tributos. O governo do estado ainda pensa em legalizar esse tipo de transporte. É igual a solução do cara traido no sofá da sala: tira o sofá.