Leitora do blog afirma ter sido agredida por operários da Arena das Dunas

A leitora do Blog Graziela Deodato afirmou no Twitter ter sido agredida há pouco por operários da Arena da Dunas. De acordo com ela, além de ter seu carro depredado, foi ameaçada de levar surra.

Os trabalhadores fizeram manifestação durante toda amanhã. Além de interromperem a marginal da BR 101, seguiram em clima de carnaval pela Avenida Senador Salgado Filho, ao som da banda Grafith.

A pergunta é: até que ponto a manifestação destes operários pode ser considerada legítima?

Triste constatação: Crescem denúncias de abuso sexual contra adolescentes

O juiz da 2ª Vara da Infância e da Juventude, Sérgio Maia, julgou, nos últimos quatro anos, 308 casos de abuso sexual cometidos contra menores de idade em Natal. O número pode parecer pequeno se comparado com o tamanho da população. No entanto, até semana passada, a Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (DCA) instaurou 43 inquéritos e remeteu 35 à Justiça. Os casos se repetem quase que diariamente. Os acusados são, na maioria das vezes, parentes ou pessoas que têm proximidade e confiança da vítima. O combate e investigação desse tipo de crime, no Rio Grande do Norte, são incipientes. Há apenas uma unidade da DCA para atender todo Estado.

O tema voltou à discussão às vésperas do Carnaval desse ano. No dia 17 de fevereiro, a polícia prendeu o motoboy José Antônio da Silva, 31 anos. Ele é acusado de cometer vários estupros contra menores de idade de ambos os sexos em diversos bairros da cidade. José Antônio agia à luz do dia e abusava de suas vítimas no meio da rua. O acusado, que já foi preso outras vezes pelo mesmo crime, é pai de um casal de filhos. No início desse mês, o menino completou 12 anos. O pai, preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Panatis, não vê o filho desde que foi preso. “Minha vida acabou. No aniversário do meu filho, não pude dar os parabéns a ele porque estou preso”, disse José Antônio.

Com a mesma aparente tristeza que pronuncia a frase acima, o acusado conta como agia com as crianças de 8 a 15 anos que ele abusava. “Eu via a pessoa na rua e não sabia o que acontecia. Alguma coisa me dominava e eu fazia. Esse problema eu tenho desde 2001. Já pedi ajuda para resolver e ninguém faz nada. Só me julgam sem saber o que acontece comigo”. José Antônio não conhecia suas vítimas. Na DCA, até sexta-feira passada, 14 meninas e 13 meninos já tinham reconhecido o motoboy como “monstro” que os violentou.

De acordo com especialistas, o caso de José Antônio é uma exceção à regra. Segundo o psicólogo Jean Von Hohendorff, as estimativas apontam que cerca de 80% dos casos de violência sexual são perpetrados por pessoas que possuem relacionamento próximo com as vítimas. “O vínculo de confiança que uma criança possui com um adulto pode ser utilizado para o cometimento de uma agressão, sendo estes vínculos mais presentes entres pessoas próximas”, explica.

(mais…)

Advogada diz ter sido agredida por juiz durante audiência

Uma advogada diz ter sido agredida por um juiz durante uma audiência na 5ª Vara Cível do Fórum de Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais, nesta quarta-feira (21).

De acordo com a advogada Liege Rocha, ela foi expulsa da sessão após o juiz ter dado um murro na mesa. Em seguida, ela afirma que tentou retornar porque seu cliente havia ficado na audiência. Segundo ela, quando bateu na porta, o magistrado a agrediu.

O juiz Danilo Campos negou a acusação e afirmou que chamou a polícia porque a advogada teria o ofendido. A sessão foi interrompida após a confusão. De acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), não é a primeira reclamação contra o magistrado.

“Ele bateu muito forte na mesa, deu um murro, pegou o processo e pá. Aí eu falei, doutor, agora eu acho que não tem mais condição. Estou requerendo a suspensão do senhor aqui dentro dessa audiência. Eu vou procurar o presidente do fórum e vou procurar também a OAB. Eu e meu cliente vamos nos retirar da sala”, disse a advogada.

Ainda segundo ela, o juiz teria a expulsado da sessão e afirmado que o cliente teria que permanecer no local. Quando retornou, Liege disse que foi agredida. “Ele saiu de trás da mesa, veio empurrou a porta e não contente com isso, ele veio ainda e meteu um murro em mim”, afirmou indignada.

Segundo Campos, ele sofre perseguição de alguns advogados da cidade. “Eu sou sistematicamente atacado por este escritório nos processos, inclusive, levantando, supondo que eu seja homossexual e eu não tenho direito a nada porque eu já representei dezenas de vezes a OAB”, defendeu-se o magistrado.

Algumas pessoas que participavam de outra audiência de cobrança são testemunhas da agressão. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Montes Claros, Álvaro Matos, informou que vai entrar com uma representação contra o juiz.

“A agressão foi a primeira vez, mas nós já temos várias reclamações do procedimento da conduta em audiência desse juiz. Esse caso será levado ao Tribunal de Justiça e ao Conselho Nacional de Justiça. E a OAB também estará do lado do cidadão, da sociedade exigindo que o juiz se adeque ao modo com que um juiz, com que um julgador deve se posicionar frente aos processos, frente à sociedade”, relatou Matos.

De acordo com a Associação dos Magistrados Mineiros, Danilo Campos não é membro da entidade e, por isso, não comentou sobre o caso.

Confira o vídeo da reportagem do Bom Dia Minas:

Fonte: G1

Rafinha Bastos manda colunista enfiar o dedo no c… e rasgar

Não bastassem todas as polêmicas que o humorista Rafinha Bastos tem se envolvido nos últimos tempos que tem lhe rendido várias multas e processos na Justiça, na manhã de hoje ele arrumou mais uma discussão.

Ao ser questionado, pelo Twitter, sobre uma possível entrevista no Programa do Jô pelo o colunista Fernando Oliveira, do IG, ele negou a informação e mandou o jornalista enfiar no dedo no c… e rasgar.

Mesmo com a resposta “ácida”, o colunista não desmentiu a informação e confirmou a entrevista, dizendo que teve o “nome dele está na lista de entrevistados da Globo”.

Eu não preciso reafirmar que esse sujeito é um imbecil de marca maior e se acha acima do bem e do mal. Independente se ele tem razão ou não, com a quantidade de seguidores deveria ter no mínimo educação no que posta.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergioataliba disse:

    Bruno mais infelizmente é isso que agrada o público, essa sociedade cheia de regras é tudo hipocrisia, por isso que estamos assim nesse país, sem educação, sem saúde,  sem moradia e sem nada. Infelizmente eu não sei como um canalha desses ainda continua na mídia.

  2. Zeaugusto Rn disse:

    O nosso povo, BG, dá muito espaço e atenção à hipocrisia; este é um dos grandes exemplos. Precisamos ser mais cultos para esquecer que a imoralidade não cabe no espaço dos educados.

Maioria dos casos de violência contra a mulher ocorre no ambiente familiar

Mais de 4 mil mulheres são assassinadas todos os anos no Brasil, informa o Mapa da Violência, elaborado pelo Instituto Sangari. O estado com  maior número de mortes é o Pará, com 6 mortes para cada 100 mil mulheres. Em seguida, vem Mato Grosso e Tocantins, cada um com  5 mortes para cada 100 mil.

Na maioria dos casos, a mulher é vítima de violência dentro do ambiente familiar, diz Ana Cláudia Pereira, assessora do Centro Feminista de Estudos e Assessoria (CFemea). “Os dados mostram que 70%, por exemplo, dos casos de homicídio de mulheres são cometidos por alguma pessoa que ela conhece, dentro das relações íntimas de afeto, ou, então, por parceiro ou ex-parceiro.”

Segundo Ana Cláudia, o estupro também é cometido com muita frequência dentro dessas relações. “Isso [estupro], muitas vezes, é um instrumento para humilhar, subjugar e determinar o comportamento dessas mulheres.”

Ana Cláudia destaca que a Lei Maria da Penha, que ajuda muitas mulheres todos os dias, é umas das três melhores leis do mundo para combater a violência doméstica. No entanto, ela chama a atenção para a necessidade de muitos avanços na estrutura dos serviços públicos para que a lei seja de fato cumprida. Quando as políticas de segurança têm foco apenas no espaço público, acabam deixando as mulheres de fora, ressalta a assessora do CFemea.

Dirigente do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), Rosângela Cordeiro considera a Lei Maria da Penha uma conquista importante, mas diz que ainda existe um longo caminho para que ela chegue até o campo. “As delegacias especializadas nunca estão próximas aos assentamentos, às comunidades. E não é com unidade móvel, como é a nossa política agora, que a gente vai conseguir conter isso [violência doméstica].”

Para Rosângela, a preparação de delegacias, toda a estrutura que envolve o atendimento às mulheres, precisa ser aprimorada. “Quando a gente chega para registrar ocorrência, a primeira pergunta é: 1o que você fez pra sofrer essa violência?’ Parece que a  gente é culpada porque apanhou”, afirma a líder do MMC.

Denúncias de casos de violência podem ser feitas pelo número 180, na Central de Atendimento à Mulher. A ligação é gratuita e quem faz a denúncia não precisa se identificar. O serviço também está disponível para as mulheres que queiram ter orientações sobre o enfrentamento à violência.

De acordo com conceito firmado em 1994, em Belém, na Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher, violência contra a mulher é “qualquer ato ou conduta baseada no gênero, que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico, tanto na esfera pública quanto privada”.

Fonte: Agência Brasil

Homossexual potiguar agredido em Aeroporto do Rio de Janeiro vira notícia na imprensa nacional

Um casal homossexual foi agredido no aeroporto Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão-Antonio Carlos Jobim, Rio de Janeiro, nesta segunda-feira, 13, após recusar utilizar um serviço de táxi clandestino.

O casal e mais um sobrinho desembarcaram de Natal e um deles, Dário Concentino, é potiguar.

Tudo começou logo após o desembarque do casal e do sobrinho, quando os três foram abordados ainda dentro do saguão do aeroporto por um homem que oferecia um serviço irregular de táxi.

Mesmo recusando serviço, os três foram seguidos até a parte do fora do aeroporto onde começou a agressão.

Cristiano foi o mais ferido.

Levou um chute no rosto e bateu a cabeça no chão. Dario tem hematomas no rosto e escoriações pelo corpo.

As imagens gravadas pelas câmeras de segurança do aeroporto mostram Dario sendo agredido por um homem de blusa branca.

Em seguida, a câmera mostra o sobrinho de um dos rapazes, de camiseta preta, brigando com outro homem de blusa azul.

Veja matéria veiculada no Jornal da Globo

http://www.youtube.com/watch?v=YaI5uqAPDRU&feature=player_detailpage

(mais…)

Jogador Kleber é acusado pela mulher de agressão no RS

O atacante Kleber, 28, do Grêmio, é acusado por sua mulher, a jornalista Débora Favarini, de agressão. No boletim de ocorrência, ela disse que levou um soco na cabeça do ex-palmeirense na madrugada de 28 de janeiro, em Porto Alegre (RS), na 2ª DPPA (Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento), após discussão em um hotel.

Segundo o delegado da 2ª DPPA, Daniel Mendelski, que foi quem cuidou do caso, Favarini chegou à delegacia nervosa, “com olhos e rosto vermelho, mas não histérica”.

Wesley Santos/Folhapress
Débora Favarini, mulher do atacante Kleber, em foto de arquivo
Débora Favarini, mulher do atacante Kleber, em foto de arquivo

A jornalista contou que, após uma festa, já no hotel onde estão morando provisoriamente, a briga aconteceu por causa do telefone celular de Kleber. Ainda segundo relatos para a polícia, Favarini tomou o aparelho das mãos do atleta e se trancou no banheiro. O jogador derrubou a porta e, em seguida, acertou um soco na cabeça da mulher.

“Acredito que é um gesto quase autoexplicativo, a procura de uma constatação de infelidade. Ela disse que era o tipo de coisa que acontecia [traição e agressão], mas que não falava para não prejudicar a carreira do atleta”, recordou Mendelski à Folha.

Favarini foi informada que poderia entrar com uma representação legal contra Kleber. Passaria por exame de corpo de delito e, se constatada a lesão corporal, como marcas de agressão, o atacante poderia ser preso. Outra opção seria pedir uma medida protetiva, para imediatamente impedir a aproximação do agressor.

Favarini, porém, decidiu, pelo menos naquele momento, não ir em frente com o assunto e, no boletim de ocorrência, a agressão está registrada como “vias de fato”.

“Mas é bom deixar claro que ela não renunciou expressamente a esses direitos [de representação legal contra Kleber] e tem ainda um prazo de seis meses”, explicou Mendelski. E por que, então, procurar a polícia? “Para deixar um registro, dar um basta. Quando isso acontece é porque a mulher já na está mais aguentando”, explicou o delegado, que indicou a Delegacia da Mulher como mais um caminho.

A jornalista não deu pistas do que faria, mas deixou claro que pegaria seus pertences, os filhos e iria o quanto antes deixar a capital gaúcha.

Caso Rhanna está entre os denunciados a ONU por violação dos direitos humanos

A Organização das Nações Unidas (ONU) recebeu 41 denúncias de casos de violação aos direitos humanos no Brasil. Entre os casos está o da jovem estudante Rhanna Diógenes. Pra quem não lembra, esse caso foi o da jovem que foi agredida pelo comerciante Rômulo Lemos dentro da boate Pepper’s Hall.

No dia 30 de setembro de 2011, a jovem Rhanna Umbelino Diógenes, de 19 anos, teve o antebraço quebrado por se recusar a beijar um rapaz dentro de uma boate na cidade de Natal, Rio Grande do Norte. Com o golpe, a jovem teve os ossos ulna e rádio do lado direito quebrados em duas parte. A jovem teve que passar por uma cirurgia para implantar quatro placas de titânio e 16 pinos. O caso foi encaminhado a ONU no dia 16 de novembro.

 

Vídeo das câmeras de segurança:

Reportagem do Fantástico que mostra o caso:

Fotos do braço de Rhanna após a cirurgia:

Relembre o caso:

Postagens do Blog do BG

Rita Lee chama policiais de "cavalo", "cachorro"e "filho da puta" em Show e vai detida para a delegacia

Marcus Preto/Folhapress
Rita Lee presta depoimento em Aracaju
Rita Lee presta depoimento em Aracaju

A roqueira Rita Lee, 67 anos, foi detida em Aracaju na madrugada deste domingo (29). Prenderam-na depois da realização de um show na capital sergipana, sob a acusação de “desacato”.

Entre uma música e outra, Rita avistou a presença de policiais na platéia. Abespinhou-se. Convidou-os a se retirar: “Vocês são legais, vão lá fumar um baseadinho.”

Súbito, um dos policiais achegou-se ao palco. Rita dirigiu-lhe qualificações inamistosas: “cavalo”, “cachorro”, “filho da puta”. Desafiou-o: “Sobe aqui”.

A despeito do entrevero, a polícia absteve-se de interromper a apresentação. Abordada no final, Rita foi em cana. Pelo celular, ela pendurou no twitter uma mensagem de final truncado.

Anotou: “Tô indo p/ a delegacia…a polícia d Aju ñ gosta d mim mas Sergipe gosta, estou dentro do carro, eles estaaoentravv.” As cenas foram testemunhadas pelo governador petista Marcelo Déda.

Superior hierárquico da polícia, Déda respaldou seus agentes. Disse que Rita protagonizara “um espetáculo deprimente”. Segundo ele, “a polícia não tinha feito nenhum tipo de ação que justificasse” a reação.

Na a avaliação do fã Déda, Rita tentou açular os ânimos dos cerca de 20 mil expectadores contra a polícia. Algo que poderia ter descambado para uma “confusão generalizada”.

Na delegacia, a vovó do rock foi autuada em “flagrante”. O boletim de ocorrência anota as razões: “desacato e apologia ao crime ou ao criminoso”.

Perto das seis da manhã. Rita voltou ao twitter para anunciar que acabara de ganhar o meio-fio. Sem dar detalhes, insinuou ter avistado do palco algo que motivou sua reação.

Atribuiu a liberação ao depoimento de outra expectadora famosa, a ex-senadora e ex-presidenciável Heloísa Helena (PSOL), hoje veradora em Maceió. Rita escreveu:

“1-Temos registros da visāo privilegiada do palco 2- Solta graças à vereadora Heloísa Helena q estava na platéia e prestou idêntica versāo.”

Também plugado no twitter, o roqueiro Lobão indignou-se: “Mas era só o que faltava… prender a Ritinha é de última!” Comparou-se à amiga: “Sei cume que é isso, acontecia toda hora comigo.”

De resto, Lobão associou-se a Rita na desqualificação dos policiais: “Esses babacas num tem vergonha da cagada que estão fazendo não?!”

Dias atrás, Rita anunciara sua aposentadoria. O Show de Aracaju, segundo ela, foi o último de sua carreira. A ser verdade, fechou as cortinas em grande estilo. Com a ajuda da polícia sergipana.

Fonte: Josias de Souza

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Curioso disse:

    Apologia à maconha é crime!

  2. Curioso disse:

    Cadeia na vagabundagem.

  3. Mateus disse:

    Me admira a Heloisa Helena, a de se respeitar a artista, mas a reciproca e verdadeira o artista tem que respeitar os seres comuns (pessoas) inclusive policiais. Quem conhece a historia da Rita Lee não se surpreende. Quem me surpreendeu foi a Heloisa.

Folião que teve o nariz quebrado por seguranças de show recebe R$ 10 mil por danos morais

A Justiça do RN condenou uma empresa de promoção de eventos do estado a pagar a uma indenização de R$ 10 mil por danos morais a um folião que sofreu violência física durante um show realizado em Natal.

O autor alegou ter sido agredido no dia 15/08/2009 por seguranças contratados pela empresa para um show.

A vítima disse desconhecer o motivo da agressão que resultou em lesão no seu nariz.

A empresa se defendeu argumentando que não podia ser responsabilizada pelo dano, e negou a ação agressiva de seus seguranças. A alegação foi rejeitada pelo TJ.

“No caso em exame, atento ao elevado dolo da requerida ao agredir, por seus prepostos, o autor sem motivo, como também o fato de a lesão moral sofrida em decorrência de uma fratura nasal não ser de grande monta, fixo o valor indenizatório em R$ 10mil”, decidiu o magistrado Lamarck Teotônio, responsável pelo caso.

Com informações do TJ

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vi1986 disse:

    quer uma matéria mais encorpada? a empresa em destaque foi a "Destaque propaganda e eventos LTDA"

    segue o link do processo na íntegra: http://esaj.tjrn.jus.br/cpo/pg/search.do?paginaConsulta=1&localPesquisa.cdLocal=-1&cbPesquisa=NUMPROC&tipoNuProcesso=UNIFICADO&numeroDigitoAnoUnificado=0009629-17.2010&foroNumeroUnificado=0001&dePesquisaNuUnificado=0009629-17.2010.8.20.0001&dePesquisa=&pbEnviar=Pesquisar

Deputado George Soares é agredido e leva socos na Festa da Bacanagem em Pirangi

O DEPUTADO ESTADUAL George Soares foi agredido com socos, logo nas primeiras horas da manhã de ontem, durante a Festa Falsa Bacanagem na casa de praia de um amigo, no litoral de Pirangi.

O parlamentar alega, segundo queixa de lesão corporal registrada na Delegacia de Plantão da Zona Sul, que foi agredido por três homens que estavam mexendo com a sua mulher.

O primeiro agressor foi identificado apenas como João Henrique.

Os outros dois foram citados pelos apelidos de Gato Guerreiro e Coração.

Em função das agressões, George Soares foi pessoalmente à Delegacia de Plantão da Zona Sul para registrar a queixa por lesão corporal. Consta no Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), lavrado na ocasião, que a festa foi organizada na casa de praia do amigo Luiz Carlos Cabral Filho. Por volta das 6h30, porém, a confusão se instalou.

A briga foi causada, ainda de acordo com o que foi relatado, porque João Henrique e os outros dois amigos começaram a provocar a mulher do dono da casa e também a esposa do deputado.

Ao tirarem satisfação, começou a briga. Luiz Carlos e George disseram que não houve sequer tempo para diálogo. A resposta foi rápida e em forma de agressões, com socos. Por fim, as vítimas ainda alegaram que João Henrique, na hora de ir embora com os amigos, teria amassado a porta do carro de sua mulher e arrancado, também com um soco, um dos retrovisores do veículo.

A Polícia Militar foi acionada, mas quando as viaturas chegaram os três supostos agressores já haviam se retirado da casa. “Os agredidos foram orientados e foram à delegacia, onde o TCO foi registrado”, concluiu o coronel Jair Júnior, comandante do 3º BPM.

Com informações do Novo Jornal

Do Blog: Segundo o Blog apurou, a festa Falsa Bacanagem estava excelente. Feita por amigos, e cheia de amigos, tudo ocorria da melhor forma possível, até uma das três pessoas envolvidas na confusão ter começadoa cortejar a mulher do deputado George Soares. João Henrique Sales, um dos envolvidos na confusão que acabou a festa vem a ser filho do ex-secretário do Governo Garibaldi, Lindolfo Sales.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gilmar disse:

    Pelo que fiquei sabendo a confusao rolou por causa dos conhecidos babões de politicos. e q um deles começou a briga generalizada  usando como arma um copo de vidro. O politico negou envolvimento na confusao.

    • Leo4297 disse:

      se eu fosse o deputado enqunto naum tivese prendido eles n sussegaria

Adolf Hitler potiguar está sofrendo ofensas e agressões verbais

Hitler pouco sofreu com o nome, até hoje

Desde que teve o nome divulgado entre os aprovados na primeira fase do vestibular da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), o jovem Adolf Hitler virou celebridade. Foi muito comentado nas redes sociais e virou matéria em vários jornais com direito a capa.

Essa procura por nomes, digamos, diferentes é normal. Todos os anos a universidade recebe novos alunos e as brincadeiras são inevitáveis para as pessoas que têm um nome menos convencional. Mas, pelo visto as brincadeiras foram deixadas de lado. Em entrevista ao portal de notícias G1, ele confessou estar sofrendo agressões verbais, sendo vítima de ofensas.

“Tem bastante gente criticando, outras fazendo chacota, me chamando de burro, chamando meus pais de burros”, relatou Adolf ao G1.

Gente, os pais do garoto já estão até procurando a Justiça para mudar o nome dele com medo das represálias e repercussões negativas. A que ponto chegamos. Os pais dele não são nazistas, apenas gostaram do nome.

É apenas um nome, onde vamos chegar com agressões?

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Adao oliveira disse:

    Lamentavelmente, o Pai desse rapaz, Era um ignorante!  Pois justamente, onde  concentra-se; A Maior massa descendentes de Judeus,RN e Paraíba… Ele saiu c/ Essa!  Mais niguem deve 'crucificar'  o rapaz, Pois o Verdadeiro nome do Déspota (Hitler) era; Zacharias Salom, 25%  Judeu!

  2. disse:

    Se eu não me engano existe um homem  na Paraíba com esse nome, mas o detalhe é que ele foi batizado nos anos 30 antes da guerra, quando Hitler era considerado um ótimo Chanceler na Alemanha, sendo inclusive capa da revista Time como homem do ano.Impressiona  é esse rapaz, que deve ter uns 17 anos, receber essa "homenagem" do pai, depois que o mundo descobriu a verdadeira face do monstro Hitler.

  3. Renato Bernardo disse:

    ele é mt gente boa e não merece isso.

  4. Na verdade quem deu esse nome a ele foi o pai, que o abandonou quando ele tinha 5,6 anos. A mãe dele nunca aprovou.

    • Rosa disse:

      Pais cometem BULLYING quando escolhem nomes "diferentes" para seus filhos. Muitos só pensam em si e no seu ego ao fazerem o registro, sem pensar no que a criança e mesmo o futuro adulto vai sofrer com nomes que são verdadeiros estigmas. E olha que muita gente esclarecida perde o bom-senso nessa hora e viaja na maionese, às vezes em homenagens estranhas, em nomes complicados, cheios de letras repetidas, em combinações de gosto duvidoso. ABAIXO O BULLYING PARENTAL!!!!!

Bêbado de cueca não paga conta, atropela ciclista durante fuga e ainda agride repórter

Parece piada, mas é verdade. Um homem trajando apenas cueca entrou em uma loja de conveniência de um posto de combustíveis de Minas Gerais, consumiu cerveja e fugiu sem pagar. Durante a fuga, ainda no posto, ele terminou atropelando um ciclista. O que ele não esperava era  que o ciclista, indignado, partisse pra cima dele. Depois de apanhar do ciclista, o bêbado de cueca ainda agrediu um repórter a TV Vitoriosa, filiada do SBT.

Como contar, parece mentira, segue o vídeo:

Noivo surta, fica nu e agride convidados antes do casamento

Médicos do Hospital da Unimed de Bauru, no interior de São Paulo, tentam descobrir o que levou o operário Eder Francisco Batista Pires, de 26 anos, a sofrer seguidos surtos psicóticos, o primeiro na festa do seu próprio casamento, sábado à noite.

Pires, que oficializava uma união estável de dois anos e meio, surtou quando sua mulher, com quem tem um filho de 2 anos, entrava no salão de festas. Após bater a cabeça na parede, tirar a roupa e agredir pessoas, ele foi dominado por enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Levado para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do bairro Bela Vista, ele foi sedado e imobilizado. Mas, às 3h45 de domingo, teve outro surto. Conseguiu se soltar, caminhou até a recepção e passou a destruir o que encontrava pela frente: telas de computadores, teclados, telefones, CPU, impressora, uma porta de vidro e até uma cadeira de rodas.

O vigilante da unidade, Dirceu Barsotti, de 42 anos, tentou imobilizá-lo, mas foi agredido por Pires, que tentou enforcá-lo com um fio de computador. Pires fugiu e foi localizado pela Polícia Militar, nu, a cerca de duas quadras da unidade de saúde.

Depois de dominado, ele foi medicado e levado inconsciente para o Pronto-socorro Central de Bauru. De lá, foi transferido, por volta das 14 horas, para o pronto-atendimento do Hospital da Unimed. Ontem pela manhã, o operário sofreu outro surto. Novamente escapou da imobilização e tentou deixar o hospital. Ele já saía à rua quando seguranças conseguiram detê-lo. Foi internado e passou a ser acompanhado por psiquiatras. Os médicos não sabiam, até ontem, as causas dos surtos. Segundo a assessoria do hospital, o rapaz tem períodos de lucidez e de inconsciência. A família não quer falar com a imprensa.

A polícia apura crime de dano patrimonial e lesões corporais. O caso é investigado em inquérito aberto pelo 2.º DP de Bauru.

Fonte: Estadão

Motorista causa acidente, é agredido e morre em SP

Um motorista de ônibus morreu depois de se envolver em um acidente com três motos e quatro carros, no jardim Planalto, zona leste de São Paulo, por volta das 23h30 de domingo (27).

Uma testemunha disse à policia civil que o motorista sofreu um mal súbito e bateu nos veículos que estavam estacionados na rua Torres Florêncio e Rielli.

Após o acidente, várias pessoas que estavam em um baile funk invadiram o coletivo e agrediram o motorista. Ele foi levado ao pronto-socorro Sapopemba, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo a polícia civil, uma perícia indicará se o motorista morreu devido ao mal súbito ou por espancamento.

O caso foi registrado no 69º Distrito Policial Teotônio Vilela.

Folha.com

Policial agride torcedor durante jogo do América

O registro é das lentes de Magnus Nascimento, publicado hoje no Novo Jornal, e flagra o momento em que um policial se serve da truculência para acuar o torcedor durante o jogo do América, no domingo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vicente Neto disse:

    Em nenhum momento a imagem mostra o policial agredindo o "torcedor", preste muita atenção na imagem, veja que o PM segura a camisa deste suposto torcedor, o mão fechada segura a camisa possivelmente para parar o "torcedor". Se tivesse sido uma agressão o torcedor teria caido e com certeza teria mais fotos desta agressão.
     

  2. Foi só um empurrãozinho!!! Era só dá cartão amarelo!!!

  3. Celsius disse:

    Foi só um empurraozinho!!! um cartão amarelo resolve!!!! KkKkKkKkKk!

  4. Lucas disse:

    Não se deve fazer juizo de valor de uma foto pessoas!, a PMRN já é tão criticada, mas todos querem te-la por perto quando ocorre algum sinistro, meu Deus!, ai, ai, sem comentários!

  5. Messias Lima disse:

    Veja bem a veracidade dos fatos não se diz por uma simples foto, não se pode condenar Profissionais de Segurança, dessa forma, essa repórter queria notícia e conseguiu se promover nas costas daqueles que juraram te proteger, pois se qualquer de nós que estivéssemos na posição do pm agiria da mesma forma, pois ele não agiu excessivamente, ele agiu com vigor físico para tentar conter esse  "marginal" travestido de torcedor, ora, se vcs estivessem sendo atingidos na cabeça com latas de cerveja cheias de urina, rojões sendo soltos em direção a vc, e palavras hostis contra vc, e um bando de desordeiros ameçando te atacar e tomar sua arma, vc lhe ofereceria flores? HIPÓCRITA""
    Pela foto dar para perceber que esse "torcedor" estar tentando tomar a arma do PM, pois vcs estão vendo na FOTO, que o pm está com um armamento longo e outra arma portátil no coldre da perna, imaginem só esse "torcedor" armado, ele já estava na entrada do Estádio lançando rojões(pistoletas) contra o ônibus da torcida do Paysandu,isso é FATO,  imaginem esse "BEBÊ" armado? Quantas pessoas inocentes ele  não iria possivelmente atingir.
    Isso a Imprensa não relata.

  6. Pura beleza disse:

    Há um certo sadismo por parte da imprensa em relação às polícias…O engraçado é que nunca vejo nenhuma matéria relatando os maus feitos de nenhum jornalista. Será que eles exercem o corporativismo que tanto condenam em outras categorias? Talvez seja o caso de nunca no Brasil um jornalista errar, já que não aparece nada na imprensa…Se existisse um país só de jornalistas? Seria perfeito, uma sociedade ideal, melhor que a cidade de Utopia…

  7. Andre disse:

    O cara vai pro jogo "da vida" do América todo vestido de preto e branco?! Tinha mais era que apanhar mesmo rsrsrs

  8. Ursomanso disse:

    Uma matéria jornalistica tendenciosa pode ser tão violenta quanto a atuação truculenta de um policial…A imagem não mostra o suficiente para ninguém afirmar que se trata de um ato de defesa ou agressão do policial…Por isso que defendo o marco regulatório dos veículos de comunicação..

  9. Alex disse:

     Os mesmos que tiram fotos tendenciosas destas, são os primeiros a pedir polícia quando apanham ou são roubados por vagabundos!!! Me responde aí o fotógrafo por favor, o que foi que este santinho que está apanhando fez? Não sabe? Então pega a tua câmera e fotografa flores por exemplo, pois para colocar uma foto dessas em um blog deve-se pelo menos conhecer a totalidade dos fatos.

  10. Tonylssantos disse:

    Ninguem apanha da policia de graça, principalmente nesse jogo em que a grande maioria  é sem futuro, roubaram até o presidente do próprio clube (Por outro lado é bom  que isso aconteça para que alguem faça algo com esses marginais), pois essa atitude não é um caso isolado. 

  11. Joana disse:

    Podemos entender que o policial está puxando a mão, tentando se livrar de uma chave de braço aplicada pelo cidadão…

  12. Ana disse:

    Collapse
    "será que era um torcedor?? podia ser um sem futuro travestido de torcedor, fazendo o que não presta."  Mesmo assim, nada justifica uma agressão! Principalmente vinda de um policial …

  13. Paulo disse:

    E Lamas Neto lá atrás tirando o escorpião da carteira.

  14. Napoleandra disse:

    Essa imagem mostra apenas um momento…É preciso analisar o que esse torcedor fez ou estava fazendo…Ou será que o polícia bate assim nas pessoas sem mais nem menos…Será que o policial está batendo ou se defendendo? Nesse sentido a assessoria de imprensa das polícias deixa a  desejar no sentido de esclarecer esses tipos e eventualidades… Assim, quando o policial deixa a sua casa e família para trabalhar num estádio espera que ao menos seja resguardado pela instituição que lhe da a difícil missão de defender a sociedade…Mas é isso…Muitas vezes o plicial deixa de fica ao lado de quem mais ama para dar proteção a quem lhe tem um latente ódio e antipatia…Aí basta qualquer fotografia, que não conta a versão completa dos fatos, para que todos possam destilar doses venenosas do nosso vernáculo sem piedade ou culpa

  15. Luiz disse:

    Retrato do despreparo da Policia/RN

  16. Erik Procopio disse:

    Pq cortaram a cara desse policial?

  17. Que coisa mais feia… é essa policia que temos para enfrentar uma copa do mundo???  O governo do RN precisa urgente de qualificar esses policiais.

    • Selva disse:

      Essa polícia q estava lá para defender quem realmente veio prestigiar o jogo, veio trazer a segunrança para aqueles que andam na legalidade, a imagem não mostrou o torçedor arremenssando pedras, garrafas, não mostra o torcedor com drogas e bombas caseiras, antes de qualificar os profissinais de segurança a sociedade tem q ter a minima conciência de bons modos e eduacação bara receber o tão evento esperado….

  18. Pedrohenrique452 disse:

    será que era um torcedor?? podia ser um sem futuro travestido de torcedor, fazendo o que não presta.