Assistência Social em São Gonçalo: conheça o Acessuas Trabalho

Criado pelo Governo Federal, o Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho) busca integração das famílias usuárias da Política de Assistência Social ao mercado de trabalho, promovendo assim a autonomia desses indivíduos. Em São Gonçalo do Amarante, o programa é oferecido pela prefeitura através da Secretaria Municipal do Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Semtasc).

A Semtasc dispõe de oficinas de empregabilidade que auxiliam os participantes na elaboração de currículos e esclarece dúvidas sobre as entrevistas de emprego, além de estimular o desenvolvimento de suas habilidades e despertar o espírito empreendedor dos participantes. As oficinas tem duração de 8h. Ao final do processo, os participantes tem seus currículos enviados a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdet), que os encaminha para as empresas.

O acesso a essas oficinas se dá por meio de inscrição na própria secretaria ou através do seguinte formulário (https://forms.gle/reocNJzN11KW1nzH6). Para participar, os interessados devem ter entre 16 e 59 anos.

Assistência Social em Parnamirim cadastra trabalhadores para vagas de empregos; diversos cargos em todos os níveis

A Prefeitura Municipal de Parnamirim, através da Coordenadoria do Trabalho – SEMAS está realizando cadastro para encaminhamento de profissionais na área de construção civil e afins.

O cadastro possibilita ao cidadão uma oportunidade para que as empresas parceiras do município possam buscar e encontrar essa mão de obra necessária no mercado de trabalho de Parnamirim, está sendo realizado diariamente na Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Regularização Fundiária – SEMAS, localizada na Rua Aspirante Santos, nº 389, das 7:30 às 13:30, de segunda a sexta-feira, portando a seguinte documentação: RG, CPF, Carteira de Trabalho, comprovante de residência e reservista (homens).

Os cargos são:

ENGENHEIRO CIVIL, TECNÓLOGO EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS, TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO, ESTAGIÁRIO, ALMOXARIFE, PORTEIRO, AUXILIAR DE ALMOXARIFE, ENCARREGADO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS, ENCANADOR, AUXILIAR DE ENCANADOR, SOLDADOR, AUXILIAR DE SOLDADOR, BETONEIRO, AUXILIAR DE BETONEIRO, PEDREIRO, AUXILIAR DE PEDREIRO, AUXILIAR TÉCNICO DE OBRA, CONTRA MESTRE, ENCARREGADO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, ELETRICISTA, AUXILIAR DE ELETRICISTA, ENCARREGADO DE FERRAGEM, ARMADOR, AUXILIAR DE ARMADOR, CARPINTEIRO, AUXILIAR DE CARPINTEIRO, MESTRE, OPERADOR DE MÁQUINA, OPERADOR DE MISTURADOR, TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES, SERVENTE, AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, AUXILIAR DE ENGENHARIA, GESTOR DE QUALIDADE, ASSISTENTE ADMINISTRATIVO ( APRENDIZ), VIGIA, ASSISTENTE DE LOGÍSTICA E PRODUÇÃO.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wanderleyd Rodrigues dos Santos disse:

    Sou de parnamirim tenho 45 anos tenho experiência em asg porteiro de escolas auxiliar de cozinha sorte presido de uma oportunidade para mostra meu desempenho

  2. Gilvan Moreira Ferreira disse:

    Quero trabalhar em algumo cargo desse

Em São Gonçalo, secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social se reúnem para discutir melhorias no atendimento

Foto: Junior Santos

Com objetivo de desenvolver estratégias que fortaleçam e assegurarem os direitos dos usuários aos serviços da rede municipal, a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante/RN realizou, nesta sexta-feira (26), no auditório do IFRN campus São Gonçalo, o I Encontro Intersetorial das Políticas Públicas de Saúde, Educação e Assistência Social.

O evento reuniu profissionais das três pastas municipais que compartilharam as demandas e os fluxos de atendimentos nos setores e ainda discutiram uma agenda de reuniões e ações conjuntas. “Estamos discutindo uma parceria para fornecer melhores condições e uma prestação de serviço mais qualificada à população. Vamos unir todos os profissionais na buscar de um melhor atendimento”, observou secretário de Saúde, Jalmir Simões.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gilvan disse:

    Quando é que essas ações chegarão ao novo Santo Antonio? pobre de nós que só servimos para pagar os Impostos e pagar os salários dos Cargos Comissionado pois aqui nada chega nem posto de saúde, cheche, transporte público, segurança nem ao menos uma área de laser para a comunidade tem. Prefeito aqui mora ser humano.

Prefeitura de Extremoz realiza Pré-Conferência Municipal de Assistência Social

Foto: Canindé Santos

A Prefeitura de Extremoz realizou nessa segunda-feira (26) a segunda etapa da Pré-Conferência Municipal de Assistência Social, com a participação de secretários municipais e da comunidade. Com o tema “Garantia dos Direitos no Fortalecimento do SUAS”, o evento é dividido em três etapas, sendo que a última será realizada nesta terça-feira (27) em Pitangui, na Sub-sede da Câmara Municipal de Extremoz.

Após as pré-conferências, o município deverá realizar a conferência propriamente dita, que acontecerá no próximo dia 27 de julho, na Universidade Aberta do Brasil (UAB), em Extremoz, organizada pelo Conselho Municipal de Assistência Social e pela Secretaria de Assistência Social. Após isso será feito um relatório e montada uma delegação para a etapa nacional.

As conferências municipais discutirão quatro eixos definidos pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS). Posteriormente às discussões municipais será realizada a etapa estadual e em seguida a nacional, que deverá ocorrer de 5 a 8 de dezembro deste ano em Brasília.

Prefeitura esclarece Projeto de Lei que altera Programa Social de Auxílio Moradia

Foto: Elpídio Júnior / CMN
Foto: Elpídio Júnior / CMN

O secretário adjunto de Habitação do Município, Albert Josuá Neto, participou da reunião da Comissão de Planejamento Urbano da Câmara Municipal de Natal (CMN) nesta segunda-feira (10) e esclareceu as alterações enviadas pelo Executivo ao Projeto de Lei que estabelece normas sobre o Programa Social de Auxílio Moradia.

Apreciado em primeira discussão na semana passada, o novo texto voltará a ser votado em regime de urgência na sessão ordinária de amanhã (11). De acordo com Josuá, o principal objetivo que levou à necessidade de alterar a Lei que está em vigor (Nº 6.473 de 10 de julho de 2014) é dar oportunidade do auxílio moradia a outras famílias que não estejam necessariamente em situação de calamidade pública.

“Existem programas de regularização fundiária na cidade que requerem mudanças urbanísticas. Para realizar as intervenções urbanísticas, às vezes se faz necessário retirar a família da determinada área em questão e realocá-la em outra área habitacional. Com a atual lei em vigor, casos como esses não teriam direito ao auxílio moradia, pois ela restringe o benefício às famílias que estejam em situação de calamidade pública”, explicou.

Outro esclarecimento apresentado pelo secretário diz respeito ao pagamento do benefício que está em atraso para algumas famílias. “A Lei anterior concede o benefício por seis meses, podendo ser prorrogado por mais seis. Para as famílias cadastradas naquela época, a validade da lei terminou em junho e achávamos que precisaríamos mudar o texto para pagar os meses em atraso. Porém, observamos hoje que não há essa necessidade e amanhã mesmo sentaremos com os técnicos responsáveis pelo Programa para corrigir os débitos”, enfatizou Josuá.

Membro da Comissão de Planejamento, o vereador Hugo Manso (PT) destacou a importância dos esclarecimentos dados pelo secretário. A mensagem do Executivo que altera a Lei do Programa Social de Auxílio Moradia chegou à Câmara na semana passada e deixou muitas dúvidas entre os vereadores.

“Ficamos em dúvida tanto pela forma em que o novo texto foi redigido, como pelo conteúdo propriamente dito. Por isso decidimos chamar esse debate. Aprofundamos o assunto com o secretário e chegamos à conclusão de que poucos ajustes serão feitos, garantindo que o projeto seja votado em segunda discussão amanhã”, afirmou Hugo Manso.

Além de Hugo, participaram da reunião da Comissão de Planejamento os vereadores Aroldo Alves (PSDB), Aquino Neto (PROS), Sandro Pimentel (PSOL) e Raniere Barbosa (PDT), líder da bancada governista da Câmara.