Diversos

VACINAÇÃO: Prefeitura do Natal solicita que estabelecimentos de saúde remetam à SMS/Natal lista com as informações sobre profissionais/trabalhadores

NOTA VACINAÇÃO TRABALHADORES DE SAÚDE

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal, em cumprimento a decisão proferida no processo judicial nº 0801414-44.2021.8.20.5300, que determina adequações para continuidade da vacinação dos profissionais/trabalhadores de saúde, solicita que os estabelecimentos de saúde remetam à SMS/Natal lista com as informações sobre profissionais/trabalhadores de saúde, contendo o nome do profissional, função e local de trabalho, devendo especificar o grau de exposição de acordo com o PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), de modo a demonstrar o risco, ainda que intermitente, de contaminação pelo coronavírus.

A documentação (lista de profissionais/trabalhadores de saúde e cópia do PPRA) deve ser protocolada exclusivamente no Apoio ao Gabinete, localizado no 2o andar da SMS Natal, com endereço à Rua Fabrício Pedroza, 915, Areia Preta no horário das 8h às 16h, de segunda a quinta feira e na sexta feira, no horário das 8h às 12h.

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE NATAL

Opinião dos leitores

  1. Povo.. se ta desempregadi e ta na rua, tu irá ser situacao de rua.. entaos num precisa dessa burrocracia.. basta a cunmpeheirada diziir que esta ferradu mesmo, e que pelo menos quer receber a furada da vacina. para isto vai munido de que nada tem (sem nada mesmo), fará um cadastru, bate foto e recebe dose na frente do povo que trabalha na saude, educacao e segurança, ou de qualquer outro independente de idade.. e se nao sabe ler ou escrever, irão fazer tudo do mesmo jeito por voce, mesmo bufando por estarem trabalhando e vc nao. é otimo!! O segredo é ser pop. ganha teto e tudo.

  2. Manoel, de acordo com as entregas, o governo estadual tem mais de 200 mil vacinas estocadas, qdo o ministério da saúde determinou que todas as vacinas entregues deveriam ser aplicadas. Portanto, estão descumprindo uma determinação do Governo Federal com um único intuito de assassinar as pessoas.

    1. O Ministério autorizou o uso de todas as doses RECEBIDAS DEPOIS DA NOTA TÉCNICA DE 20 DE MARÇO. As segundas doses reservadas deveriam continuar guardadas, segundo a mesma Nota Técnica do Ministério da Saúde.

  3. Vacina tem. O que está faltando é organizar a logística. Fui vacinado ontem no Drive da OAB. Totalmente vazio. Agora não adianta está tentando polemizar um problema tão sério, como estamos a observar. Gente sem noção e educação.

  4. Baixar a idade de vacinação, é isso que o povo quer. Parem de esconder essas vacinas, isso é ASSASSINATO.

    1. Não tem como sair vacinando se o governo federal não está cumprindo a entrega de vacinas como prometidas. No mês de março entregaram 10 milhões de doses a menos e em abril já baixou para metade do prometido…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Sistema Fecomércio inicia doação de 5.000 cestas básicas para trabalhadores do comércio, serviços e turismo

Programa Mesa Brasil do Sesc montará pontos de distribuição nos bairros do Alecrim e Cidade Alta, em ação que visa socorrer pessoas que perderam ocupação e renda selecionadas em parceria com entidades representativas dos trabalhadores. Foto: Divulgação

Sensível ao atual momento e os impactos da pandemia na vida das pessoas, em particular dos colaboradores do setor que representam, o Sistema Fecomércio RN, por meio do Programa Mesa Brasil Sesc, iniciará nesta terça-feira, 6, às 11h, a doação de 5.000 cestas básicas para trabalhadores do Comércio, Serviços e Turismo que se encontram sem fonte de renda.

O projeto batizado de “Mesa Farta” terá pontos de distribuição na sede da Fecomércio RN, no Alecrim, na terça-feira, 6. Entre os dias 7 e 9, o local será na unidade do Sesc Cidade Alta. O público-alvo são garçons, cozinheiros, auxiliares de cozinha, pizzaiolos, atendentes, copeiros, entre outros dos segmentos atingidos. As pessoas beneficiadas estão sendo encaminhadas pelo Sindicato dos Guias e Orientadores (Singtur/RN), Sindicato dos Empregados no Comércio de Restaurantes e Bares de Natal (Sindibarnat/RN) e Sindmoto/RN. A meta do projeto é conseguir entregar mais de 1.100 cestas por dia, das 8h30 às 16h30, entre os dias 6 e 9 de abril de 2021.

O presidente do Sistema Fecomércio, Marcelo Queiroz explica que a instituição não poderia deixar de prestar assistência a esses trabalhadores, tendo em vista os inúmeros impactos negativos da pandemia sobre eles, em particular a perda de ocupação e renda. “É angustiante assistir aos reflexos negativos dessa doença que, além de ceifar vidas, tem deixado as pessoas sem renda e sem condição de levar o alimento para casa. Esta ação tem como foco tentar minimizar isso”, diz ele.

Serviço

O que? Mesa Farta

Como

Doação de 5.000 cesta básica para trabalhadores do comércio, serviços e turismo

Quando

6 a 9 de abril de 2021

Onde

• Terça-feira (6), na Fecomércio RN: Av. Alm. Alexandrino de Alencar, 562 – Alecrim, Natal.

• De 7 a 9 de abril, no Sesc Cidade Alta: Rua Coronel Bezerra, nº 33 Cidade Alta – Natal/RN.

Mais informações: (84) 3133 0360

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Protesto pela reabertura imediata de todos os setores de trabalho é convocado para esta quinta-feira em Natal

Foto: Divulgação

Trabalhadores anunciam protesto nesta quinta-feira(01), em Natal, pela “defesa do trabalho”. Na pauta, afirmam que toda categoria é essencial e pedem reabertura imediata de todos os setores com protocolos de segurança.

O protesto está marcado para início às 15h, com concentração na praça de Mirassol, na zona Sul da capital. Para participação da manifestação, os trabalhadores alertam para o uso de máscaras, álcool, luvas, além do distanciamento.

Opinião dos leitores

  1. Que esses participantes Assinem Declaração Abrindo Mão de qualquer Atendimento público e que LEVEM Todos seus familiares para participarem desse protestou. Que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS e deles também.

    1. VC DESEJA MAL PARA ESSAS PESSOAS E ESTENDE SEU ÓDIO AOS RESPECTIVOS FAMILIARES…DEPOIS VEM FALAR EM "DEUS"???? HIPÓCRITA

  2. 🐮- Como está a taxa de ocupação dos leitos COVID?
    🐮- 96,6%
    🐮- Então vamos aglomerar nas ruas!
    🐮- Que ótima idéia!!!
    🐮- Muuuuuuuiiiitôôô
    🐮- Muuuuuuuuiiiiitôôô!!!

  3. Façam protestos mas com responsabilidade. Usem máscaras, higienizem as mãos, evitem o contato físico e evitem aglomerações.
    Os hospitais estão lotados.
    Se cuidem!

  4. Acho que cada participante desse protesto deveria assinar um termo de responsabilidade dispensando tratamento ou internação no caso de adoecerem com COVID. Deixem os leitos para quem está tentando se proteger e morram sufocados sem reclamar

  5. Será A GRANDE MARCHA DA MORTE 💀💀💀
    Ficará para a história a marcha dos irresponsáveis responsáveis.

    1. Fake News detectada !!! Brasil é o 5º país que mais vacina.

    2. Com a população que tem proporcionalmente está em 52* lugar em vacinação,crime de omissão.

  6. As autoridades têm quê parar este protesto político, vamos respeitar a saúde, estes empresários já ganharam e ganham muito dinheiro com a população

  7. Tou sabendo que vão aumentar o fechamento por mais dois meses, escolas também e eu pagando escola particular sem aulas presencial

    1. Mais vale a vida de seus filhos do que mensalidade e com toda certeza eles estão tendo aulas online.

    2. Né isso, Sr. Souza?
      É muito sofrimento não ter aulas presenciais.
      E eu que perdi um cunhado domingo?
      Tenho mais 5 parentes doentes, dentre eles um intubado. Bobagem. Aula presencial é muito mais importante.
      Acho que esquecem do que se trata uma pandemia. Estamos em guerra contra um inimigo hábil e mortal.

    3. Né isso! Triste né! Realmente complicado! Oww problema grande esse do senhor!

    4. Lourdes. Perdeu seus parentes porque foram atendidos por algum médico esquerdista que receitou dipirona e suco. Meus sentimentos, mas vc apoiando esse COMITÊ POLITICP IDEOLÓGICO, está contribuindo para esse caos.

    5. Foi não Sr. Junior. Eu apoio a coisa mais importante do mundo: a vida. Não sei se é o seu caso.
      Não diga o que não sabe. Rogo à Deus que a dor de perder um filho não lhe atinja. Enquanto seguem essa mesquinhez de levar para direita e esquerda, eu só peço à Deus para seguir em frente.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Ministérios Públicos no RN e Defensoria Pública recomendam exigência de documentos que comprovem atuação profissional para vacinação contra Covid-19

Foto: Ilustrativa

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), o Ministério Público do Trabalho no RN (MPT-RN), o Ministério Público Federal no RN (MPF/RN) e a Defensoria Pública do RN emitiram nova recomendação conjunta à Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) e à Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS) sobre a vacinação contra covid-19 dos profissionais e trabalhadores da saúde. As instituições recomendam que sejam acrescidos aos documentos já exigidos para comprovação de vínculo profissional outros que atestem o efetivo exercício de atividade em serviços de assistência à saúde e que implique em exposição ao risco de contaminação pelo coronavírus.

O documento recomenda que a Sesap e a SMS exijam, dos trabalhadores da saúde com vínculo ativo nos estabelecimentos públicos ou privados, carteira de trabalho que especifique o local de trabalho ou contrato de trabalho ou contracheque ou publicação de nomeação ou ficha funcional do servidor público e a apresentação da escala de trabalho ou declaração do serviço de saúde ao qual esteja vinculado comprovando estar no exercício da atividade.

Dos trabalhadores autônomos da saúde, devem ser exigidos registro ativo no conselho de classe e pelo menos três contratos de prestação de serviços de assistência à saúde ou três declarações de pacientes, notas fiscais ou contrato de vinculação a planos de saúde privados. Daqueles trabalhadores terceirizados vinculados a estabelecimentos públicos ou privados devem ser exigidas, além de comprovação de vínculo de trabalho, escalas de trabalho acompanhadas de declarações das empresas, que comprovem o trabalho em serviço de saúde.

A recomendação também trata dos trabalhadores das áreas administrativas dos serviços públicos de saúde. O documento recomenda que sejam exigidos desses profissionais, além da carteira de trabalho ou outro comprovante de vínculo, declaração da Secretaria de Saúde ao qual esteja vinculado com indicação do tipo de vínculo, do local de prestação de serviço e do efetivo exercício de atividade funcional que implique em exposição ao risco. Dos trabalhadores das áreas administrativas dos serviços de saúde privados, além da comprovação de vínculo, deve ser exigida a declaração do empregador, com indicação do local de prestação de serviço e do efetivo exercício de atividade submetida a risco. Ressaltam que a SMS Natal deve se abster de realizar a vacinação de todo e qualquer trabalhador de saúde atuante na área administrativa dos serviços públicos ou privados que não estejam comprovadamente expostos a risco, ainda que intermitente, de contaminação pelo coronavírus.

O MPRN também interpôs Suspensão de Segurança perante o TJRN em face da decisão monocrática proferida pelo Juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública de Natal, nos autos de um Mandado de Segurança impetrado pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária, considerando que a decisão burla o plano municipal de vacinação estabelecido pelo Poder Executivo Municipal dentro de sua discricionariedade técnica e de acordo com as diretrizes estaduais e nacionais expedidas a respeito do tema.

O documento também trata dos acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio hospitalar, atenção básica, clínicas e laboratórios, indicando que deve ser exigida, para vacinação, declaração do serviço de saúde ao qual esteja vinculado, com indicação do curso, local do estágio e carga horária de estágio mensal.

A Defensoria Pública e os Ministérios Públicos também recomendam que a Sesap se abstenha de vacinar todo e qualquer profissional de saúde da área administrativa da secretaria, por incumbir a operacionalização da vacinação aos Municípios. No âmbito municipal, a SMS não deve manter a ampliação da vacinação contra covid-19 para as categorias profissionais de saúde com a mera apresentação de carteira profissional ou autodeclaração de exercício profissional.

Também foi recomendado que a SMS exclua de suas normas orientativas a exigência de comprovação, em relação aos cuidadores de idosos, de apresentação de certificado de conclusão do curso para o exercício dessa função, exigindo-se apenas a comprovação de vínculo empregatício ou contrato de prestação de serviços, tendo em vista que a atividade laboral ainda não foi regulamentada como profissão.

A recomendação esclarece que, em um cenário de escassez de doses de vacinas e de necessidade de estabelecimento de grupos prioritários para a vacinação, os agentes públicos responsáveis pela operacionalização do plano de imunização devem identificar, por grau de exposição inerente ao trabalho, as pessoas que se enquadram dentro de grupos de riscos. A medida está fundamentada na Lei nº 8.080/90 (SUS) e nos artigos 37 e 198 da Constituição Federal.

A Sesap e a SMS têm 24 horas para informar a adoção das providências recomendas e devem divulgar amplamente que a vacinação dos trabalhadores de saúde contempla apenas aqueles que estão efetivamente prestando serviços nos estabelecimentos públicos ou privados de assistência à saúde, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde.

Opinião dos leitores

  1. Tudo isso porque chegou a vez de alguns profissionais da saúde, que estão representantes dos trabalhadores? O MP deveria estar investigando as responsabilidades por demorarmos tanto para adquirir vacinas e as consequências dessa possível irresponsabilidade. Foi devido a não valorização das vacinas, ao negacionismo, ao incentivo a aglomerações, ao incentivo a não usar máscaras que estamos onde nos encontramos, com esse número absurdo de mortos. Amanhã, um blog, um jornalista descobre que um desafeto seu tomou a vacina, joga isso nas redes e o MP vai publicar nova nota estabelecendo novas regras? É nisso que nos transformamos?

    1. Rapaz, desconheço que algum laboratório está disponibilizando vacinas de acordo com a demanda. O mundo todo, Agora, depois de alguns estudos preliminares, está querendo vacinas, mas não existe no mercado vacinas suficiente, aconteceu até de alguns países suspenderem vacinas, pois apresentavam efeito colaterais fortíssimo nos imunizados. Logo, não percebo tanto atraso na vacinação brasileira, haja vista que estamos entre os que mais vacinaram no mundo e muito longe dos que estão atrasados. Já o nosso estado, mesmo tendo recebido mais vacinas que outros, está atrás uns 10 anos, comparado a vacinação de outros estados, não sei porque o MP não cobra esclarecimento da governadora a causa dessa letargia e o objetivo.

    2. Será que o cidadão não leu que até na Europa está com vacinação lenta, devido a grande demanda? No Brasil não seria diferente.
      Se não tivesse havido tanto negacionismo em relação ao tratamento precoce capitaneado pela mídia nefasta, muitos não teriam morrido.

    3. Aqui no RN, esqueci de esclarecer, as vacinas estão num estoque de reserva ( estoque? e porque não aplicam) coisa de quem deseja que nossos conterrâneos morram. Se fosse um gestor com espírito público e tivesse caridade humana, era vacinação 24 horas, inclusive os 5 milhões de reais desviados, dariam pra pagar profissionais 24 horas por vários anos. Isso se chama assassinato coletivo.

  2. Também gostaria muito que os MPS tivessem a mesma coerência em relação a cobrar do governo do estado o ressarcimento dos 5 milhões desviados a um pagamento em que a mercadoria não foi recebida. Fica feio para esses órgãos fazerem ouvido de mercador sobre o mau uso da verba pública.

  3. MP e Defensoria, exigindo agora depois que o bando da cut e MST já furaram a fila e se vacinaram todos. Com essa quadrilha dos PTRALHAS, tem que se anteceder ou é enganado por eles.

  4. Esse MP só se mete para atrapalhar as coisas, cadê que vai atrás dos R$ 5.000.000,00 que a Governadora deu ao consórcio dos respiradores que nunca chegaram? Isso sim é obrigação do MP investigar, pelo amor de Deus o que foi que Fátima fez com vcs que só vcs não enxergam esse desgoverno. Só Deus na causa.

    1. Tb estou querendo saber o pq que nem o MP dá uma explicação sobre os 5 milhões, que já tinha salvado muita vidas.

    2. Se o MP não pode representar, representem os mortos que perderam suas vidas por esse ato, no mínimo, perdulário da governadora. Representem as famílias das vítimas, que nem direito a um respirador tiveram, por esse ato insano de toda equipe governamental.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEOS: Donos de bares, restaurantes e trabalhadores de eventos e similares realizam grande concentração para carreata contra novo decreto estadual

Manhã desta sexta-feira(19) registra concentração na capital potiguar para protesto de donos de bares e restaurantes, além de trabalhadores da área de eventos, contra o novo decreto estadual que entra em vigor a partir de sábado(20), e vai até o dia 31.

Dezenas de carros estão em formação, juntos com carros de som. Entre faixas com frases de apelo, destacam-se:

“Não queremos baderna. Queremos a retomada consciente dos eventos sociais”;

“Na minha empresa Governo do RN demitiu: 80 famílias! Quem vai alimentar?”;

“SOS eventos: precisamos trabalhar”;

“A culpa da covid não é nossa”;

“Direito a dignidade”;

“Cadê os leitos, governadora?”

Vídeos abaixo são cedidos. Confira:

Opinião dos leitores

  1. Pq não vendem seus luxos(carros, casas e etc) pra se manterem? Né assim q eles falam com pobres..

  2. Eu quero saber dos R$ 5.000,000,00 que está fazendo falta agora !!! Quantos leitos esse Desgoverno abril ? Graças a Alvaro a situação não estar pior. KD nossos deputados ? não vejo uma ação de nenhum deputado.. vcs merecem o politico que tem.

  3. Deixa eu ver se entendi direito:
    "Cadé os leitos, gocernadora?"
    DONOS DE BARES, RESTAURANTES E TRABALHADORES DE EVENTOS E SIMILARES, A MANIFESTAÇÃO DE VCS É PRA EXIGIR QUE O GOVERNO, SIMPLISMENTE, ABRA LEITO DE UTI TANTOS QUANTOS NECESSÁRIOS C(OMO SE ISSL NÃO TIVESSE ACONTECENDO) NESSE MOMENTO DE CAOS PARA GARANTIR A VAGA DE SEUS CLIENTES CASO SEJAM INFECTADOS, CONTANTO QUE NÃO ATRAPALHE SEUS NEGÓCIOS?
    É ISSO?
    OUTRA PERGUNTA:
    SÃO OS GOVERNO QUE TOMAM ESSAS MEDIDAS DRÁSTIVAS SEM SEM QUALQUER MOTIVO E ARBITRARIAMENTE OU A PANDEMIA QUE EXIGE?
    CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO VCS NÃO SE UNEM PRA FAZER NESSE MOMENTO NEH?
    AH ESTOU ENTENDENDO.

  4. Imagina se todo o povo se mobilizar assim cobrando vacina!?!?!? Isso sim vai fazer a crise passar.

  5. Não entendo isso, a ESQUERDA não ORDENOU, PARA TUDO que a ECONOMIA iria VER DEPOIS? Então fica para depois, quando quebrar o país e assunto encerrado.
    Qual o motivo dessa revolta? Fecha tudo e pronto, ordem é ordem.
    E daí, com quem vai perder o emprego, como diz a jornalista da globo, O CHORO É LIVRE.
    A Ordem foi estabelecida, tem que ser respeitada, sem discursão e ainda deve receber o aplauso daqueles dependentes dos recursos públicos que querem esse tipo de governabilidade.
    Então NADA de OPINIÃO contrária, ATO contra ou qualquer PROTESTO.
    Se não tem hospital de campanha depois de 01 ano de pandemia, é apenas um detalhe insignificante.
    Se o hospital Rui Barbosa foi fechado era porquê precisava, não se discute, cumpra a ordem.
    Se em 365 dias não foram criados novos leitos com os milhões recebidos, e a pandemia em curso, é uma decisão tomada e não cabe questionar, tem que apoiar, calar, fazer e ponto final.
    Isso é democracia, ditador é o Presidente. Tudo a bem do povo, nenhuma preocupação política.

  6. Grande problema,se abre aumenta a incidência ,com hospitais super lotados,se fecha vai faltar dinheiro para o
    pagar aluguel e fornecedores.
    O custo de uma UTI é altíssimo.
    Tem que haver um meio termo.Abre com metade da clientela.Cada caso é um caso.
    Não existe compreensão dos jovens.
    Não usam mascaras,aglomeram,levam o vírus,acham que ocaso não vai agravar,enquanto isto,ônibus lotados e a vacina,pouca,atrazada.
    Culpado.. …

  7. façam uma carreata para cobrar vacinas e o povo tomar consciência do momento difícil que está acontecendo, pois tem muita gente se fazendo de doido.
    Aproveita e vão nos hospitais e upas para ver a situação.

  8. Estão certíssimos. O que não pode ser permitido é aglomeração, tem que ter horário limite até às 22 h e muita fiscalização para punir exemplarmente quem não cumprir as exigências.

  9. Toda forma de protesto é válida. Mas vendo as frases é como se a governadora fizesse isso por gosto… Gente, é mister fazer isso! Infelizmente.
    Se alguém tiver uma medida tão eficaz como a que a governadora vem tentando aplicar, por favor, se pronuncie e sugira algo.
    O simples fato de condenar e jogar pedra não traz solução.
    Não é uma situação confortável pela qual temos que passar, mas infelizmente HOJE é a única saída que temos; sob pena de não surtir efeito se não houver uma boa adesão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

VÍDEO: Governo do Estado envia máscaras transparentes para os trabalhadores da saúde do Walfredo Gurgel, mostra denúncia do SindSaúde-RN

Os servidores da saúde do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel denunciaram ao Sindsaúde/RN no último sábado (13), o EPI (Equipamento de Uso Individual) de péssima qualidade entregue na unidade pelo Governo do Estado. O material em questão, são máscaras cirúrgicas quase transparentes, destinadas aos profissionais da saúde que trabalham no hospital e que estão na linha de frente no combate a Covid-19. As máscaras enviadas para o Walfredo Gurgel, como mostrada no vídeo feito pelo diretor do Sindsaúde/RN, Carlos Alexandre, não aparentam ser seguras, sobretudo para o uso em um ambiente hospitalar, dada a transparência do tecido.

Como afirmou o próprio Secretário de Saúde do RN, Cipriano Maia, na manhã desta segunda-feira (15) em entrevista ao Bom Dia RN, vivemos “a pior situação da pandemia no estado em termos de agravamento nessa segunda onda”, e ainda sim, o Governo Fátima Bezerra (PT) “não respeita nem valoriza a vida dos trabalhadores da saúde ao distribuir máscaras totalmente transparentes e que machucam os profissionais”, como afirma o diretor do sindicato e também servidor do hospital, Carlos Alexandre.

Para o Sindsaúde/RN não basta criar novos leitos, ou editar novos decretos com medidas restritivas, como propõe o Governo do RN, quando sequer os EPI’s fornecidos para os trabalhadores da saúde – que atendem todos os dias pacientes com Covid-19 – são seguros para barrar a disseminação do vírus.

Vídeo cedido pelo SindSaúde-RN abaixo:

Opinião dos leitores

  1. Depois quem é genocida é o presidente, bando de hipócritas essa turma de Fatão é golpi, é golpi, é golpi

  2. Bora lá SESAP, EPI pro pessoal da saúde tem que ser o melhor possível pois nos hospitais é o único lugar que se tem certeza da presença do vírus. Mas observando a imagem me parece mascara cirúrgica descartável comum. O sindicato está agindo corretamente.

  3. Se a luz passa com tanta facilidade , é por que a trama é aberta … imagine a facilidade do vírus passar …

  4. Fátima Bezerra está muito preocupada com a saúde da população. Será que ela usaria esse tipo de máscara?????? Fazer isso é desumano com qualquer pessoa, ainda mais com profissionais da saúde que estão na linha de frente, fazendo um esforço enorme para salvar vidas. Se tivéssemos um Ministério Público atuante nas suas obrigações, esse descaso seria apurado e punido, mas o cidadão sabe que isso jamais acontecerá devido ao aparelhamento realizado pela governadora com os órgãos de fiscalização, desde o início de sua gestão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Com ampliação de leitos, Sesap convoca 81 temporários para linha de frente da pandemia

Diante da ampliação dos leitos Covid no estado do Rio Grande do Norte, a SESAP convoca 81 servidores temporários para atuar no enfrentamento à pandemia. São enfermeiros, fisioterapeutas, Técnicos de Enfermagem, Copeiros, Farmacêuticos, Farmacêuticos Bioquímicos e Biomédicos, Fisioterapeutas, Técnicos em Radiologia, Auxiliares de Cozinha, Higienistas Hospitalares e Maqueiros que atuarão na linha de frente.

A convocação está publicada no Diário Oficial desta terça-feira (02), considera os editais 001 /2020 e 002 /2020 e atende ao Plano de Contingência Hospitalar para o Enfrentamento ao Covid-19. Os profissionais deverão assinar o contrato no período de dez dias úteis, contatos com a data da publicação.

Os candidatos convocados deverão escanear os documentos listados na convocação (ver documento), e enviar o arquivo em PDF para o link: https://selecao.saude.rn.gov.br/selecao/, além de informar o(s) telefones atualizados após o processo ser aberto para ser avisado quanto à assinatura de documentos e a lotação.

Para informações ligar: (84) 9 8137-4229.

Confira o documento:

http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20210302&id_doc=714673

Opinião dos leitores

  1. Graças ao Presidente Bolsonaro.
    Pq o homem é bom, o homem é espetacular.
    MITO 2022 no primeiro turno.

  2. O que produzirá real efeito contra o vírus é a abertura de leitos qualificados, além de medidas sanitárias, do uso de máscaras QUANDO NECESSÁRIO, do DISTANCIAMENTO social (não confundir com trancar as pessoas em casa) e do tratamento preventivo e inicial da doença, por intermédio de vacinas (mesmo emergenciais) e de medicamentos que estão demonstrando alguma eficácia (mesmo que "off label"). "Lockdown" não resolve NADA, só piora a situação, porque gera inúmeros outros problemas.

    1. Sabe de nada, inocente. Você não tem competência pra dizer o que resolve ou não resolve. Recolha-se à sua própria insignificância. Já temos muitos "direitistas honestos" mandando no país e o resultado é esse caos que estamos vivendo.

    2. Sai daí carniça. Só vc tá certo e o resto do mundo errado. Tratamento preventivo é meuzovo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Memorial do Sindsaúde/RN registra 50 óbitos de trabalhadores da saúde por Covid

O Memorial criado pelo Sindsaúde/RN em homenagem aos servidores da saúde do Rio Grande do Norte, registrou nessa quinta-feira (18), o número de cinquenta trabalhadores que morreram em decorrência do novo coronavírus no estado. O Memorial faz parte do site do Sindsaúde desde junho de 2020, e funciona como um espaço de homenagens e eternas lembranças de todos os trabalhadores da saúde que eternizaram a sua passagem por aqui.

“Ao longo desses oito meses, contamos algumas histórias desses profissionais que dedicaram a sua vida em prol da saúde pública, gratuita e de qualidade, mas que infelizmente foram interrompidas pela Covid-19. Em meio a muita tristeza e saudades, milhares de trabalhadores da saúde continuam a enfrentar diariamente o vírus. Mesmo com EPI’s insuficientes, sem receber insalubridade e com a falta de leitos e vacinas, essas pessoas estão cuidando dos pacientes e lutando para que a vacinação para todos seja garantida.

O Sindsaúde/RN se solidariza com os familiares, amigos e colegas de trabalho de todos aqueles que partiram vítimas dessa doença. E segue recebendo novos ou qualquer óbito que ainda não esteja em nossos registros, para serem prestadas as devidas homenagens.

Ressaltamos que o número de casos de Covid-19 no estado continua aumentando e que de acordo com a ANVISA, não existe tratamento preventivo com medicamentos para combater a infecção da Covid-19, como é divulgado pelo Governo irresponsável e Genocida de Bolsonaro, Álvaro Dias e seus seguidores. Só com a vacinação para todos é possível vencer a pandemia do novo coronavírus. Vacina para todos já!”, encerra release.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

São Gonçalo recebe mais 596 doses de vacina; trabalhadores da Saúde seguem como prioritários

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Gonçalo do Amarante/RN recebeu, na noite dessa segunda-feira (25), mais uma remessa de vacina do Governo do Estado. Desta vez, 596 doses da Oxford/AstraZeneca e da Coronavac chegaram ao município. A imunização desse lote começa nesta quarta-feira (27).

Seguindo nota técnica do Estado, que define a população-alvo, o município continuará imunizando os profissionais da saúde, incluindo todos que estão atuando nos serviços e os trabalhadores das instituições de Longa Permanência de Idosos.

De acordo com a Secretaria de Saúde, que tem como base os dados da campanha da Influenza, São Gonçalo do Amarante tem, aproximadamente, 1500 trabalhadores da Saúde.

PRIMEIRA REMESSA

Da primeira remessa de vacina da Coronavac do último 19 de janeiro, a SMS recebeu 563 doses e já imunizou 440 pessoas do grupo prioritário – profissionais que estão na linha de frente e idosos institucionalizados.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

NOVA REVOLUÇÃO EM CURSO: Cada vez mais trabalhadores se tornam seus próprios patrões

Foto: Renato Pizzutto/VEJA

De tempos em tempos, o mundo do trabalho passa por grandes rupturas. Na Revolução Industrial, entre os séculos XVIII e XIX, os operários começaram a dar expediente nas fábricas em troca de salário regular e as relações entre patrão e empregado eram estabelecidas por contrato. No início do século XX, países como Alemanha e México introduziram as primeiras leis trabalhistas que limitavam abusos e garantiam direitos e proteções. Logo após a crise de 1929, o desemprego elevado obrigou nações como Estados Unidos e Inglaterra a diminuir a jornada laboral, o que acabaria abrindo espaço para que novas contratações fossem feitas. Nas últimas décadas, pouca coisa mudou. De maneira geral, o trabalho para a maioria das pessoas consiste em dar expediente de segunda a sexta-feira, em períodos de oito a dez horas diárias e mediante uma série de regras definidas pelo Estado e pelas empresas. Agora, uma nova revolução está em curso — talvez a mais radical da história. Trata-se da ascensão do trabalho independente, livre das amarras das relações formais, e que abre um imenso campo de possibilidades para profissionais de diversas áreas. Cada vez mais o indivíduo será seu próprio patrão.

As transformações são resultado principalmente do avanço tecnológico e do surgimento de uma nova geração de empresas e trabalhadores que estão dispostos a romper com o passado, custe o que custar. Inovações como a inteligência artificial associada a sistemas eficientes de comunicação permitiram, por exemplo, que boa parte dos ofícios pudesse ser feita a distância. Na indústria 4.0, robôs controlados por mentes pensantes posicionadas em cidades longínquas conseguem restaurar equipamentos, construir máquinas fabris e até controlar uma planta industrial inteira — e tudo isso a uma velocidade impressionante. Processos mais ágeis liberam os funcionários para exercer outras atividades, inclusive a prestação de serviços a terceiros. “Cada vez mais, haverá menos emprego e mais trabalho”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

As empresas, por seu lado, perceberam que colaboradores livres podem ser mais produtivos. Nenhuma levou a máxima tão a sério quanto a americana Netflix. Os funcionários da líder global dos serviços de streaming tiram o tempo de férias que desejarem e quando bem entenderem. “Muito antes da Netflix, eu já acreditava que o valor de um trabalho criativo não devia ser medido por horas de trabalho”, escreveu Reed Hastings, fundador da companhia, no livro A Regra É Não Ter Regras. “Esse tipo de pensamento é uma relíquia da era industrial, quando os funcionários executavam tarefas que agora são feitas por máquinas.” Outros gigantes, como a também americana Microsoft e a britânica Unilever, ensaiam a introdução da semana de quatro dias para que os funcionários possam usufruir o tempo da maneira que acharem melhor — eles, afinal, mandam na própria carreira.

No Brasil, a reforma trabalhista de 2017 foi um importante passo para tornar as relações entre empregados e patrões mais flexíveis, aproximando o sistema brasileiro dos países desenvolvidos. É pouco diante da brutal transformação que está por vir. De certa forma, a pandemia acelerou as mudanças. Com as restrições de circulação, o home office tornou-se uma realidade possível para milhões de pessoas. Empresas como Facebook e Twitter e a brasileira XP estão entre as que pretendem adotar o trabalho a distância permanente, pelo menos para parte de seus funcionários. Em casa, ressalte-se, dividir o trabalho entre vários clientes — ou vários patrões — pode ser mais fácil.

Como a história ensina, crises profundas como a de 2020 são desencadeadoras de revoluções. Sem emprego, muitas pessoas foram obrigadas a buscar caminhos por conta própria, antecipando processos que, cedo ou tarde, chegariam. Há vinte anos no ramo de pet shops, José Nilton Cerqueira viu o movimento da empresa onde trabalhava cair a praticamente zero durante a pandemia. A necessidade de manter alguma renda fez com que buscasse alternativas. Em maio, lançou uma pet shop móvel, que vai até a casa dos clientes para prestar o serviço de banho e tosa. “Minhas despesas foram reduzidas e consegui continuar trabalhando em uma condição que me dá maior flexibilidade”, afirma. “Agora, dependo apenas do meu trabalho. Essa liberdade não tem preço.” As grandes rupturas sempre trazem desafios. Para ser o próprio chefe, é preciso desfrutar boa reputação e ser capaz de promover o que os especialistas chamam de autogestão. Em outras palavras: administrar bem o tempo, buscar incessantemente novos clientes e manter reservas financeiras. Se fizer tudo isso, o trabalhador individual estará pronto para os novos tempos.

Veja

Opinião dos leitores

  1. Incrível, empreendedorismo???

    Desmonte de direitos trabalhistas e previdenciários, os mais ricos ficando bem mais ricos e os pobres, beeeemmmn mais pobres. Quero saber como a roda da economia vai girar? Sem empregos formais, a galera tendo que ser virar para garantir o mínimo, uma subsistência.

    O resto é só ilusão e choro e ranger de dentes, o futuro será isso.

  2. Sensacional!!
    Dô o maior valor a isso aí.
    É assim que se faz.
    O brasileiro (a) tem no sangue o empreendedorismo, basta olhar como exemplo esses guerreiros do Alecrim.
    Mas tem no Brasil inteiro, de Norte a Sul, gente trabalhando vendendo tudo que é produto que se possa imaginar, e de sorriso estampado no rosto.
    O brasileiro e foda meu amigo.
    bravo!
    bravo!
    bravo!
    Vai ficar melhor, a equipe de Dr. Paulo Guedes e o PR Jair Bolsonaro, ja estão estudando como tirar los, boa parte da clandestinidade.

  3. Boa, deveríamos ser incentivados desde crianças a sermos empreendedores e não funcionários.

    1. Coitados de parasita como você, que vive no aguardo da teta do governo ou de pão de mortadela, pois não conhece a palavra trabalho. É bom JAIR se acostumando, pois ou trabalha ou terá que ir para Venezuela ou Cuba para disputar lixo com os ratos..

    2. E o que dizer de um parasita profissional que depois de ser expulso do Exército vem mamando há 30 anos na política.
      Carregue seus ídolos de barro nas costas quem quiser.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO: Farmácia dos Trabalhadores na Grande Natal é novamente alvo de bandidos e tem cofre violado; 3ª ação criminosa em 15 dias, e 20 arrombamentos em 8 meses

A Farmácia dos Trabalhadores, em São Gonçalo do Amarante, foi mais uma vez alvo de bandidos na região metropolitana de Natal. Dessa vez, os marginais fizeram um buraco em uma parede do estabelecimento e, na sequência, violaram um cofre. Não se tem informação do prejuízo. Essa é a terceira ação criminosa em 15 dias. Em oito meses, a rede foi avo de inacreditáveis 20 arrombamentos.

Veja mais –DESTRUIÇÃO – (FOTOS E VÍDEO): Bandidos arrombam Farmácia dos Trabalhadores em Natal e levam cofre

“O Estado não faz nada. A segurança pública não nos dá segurança, e nós estamos a mercê da bandidagem. Está muito difícil e complicado. Passamos a ser alvo de uma quadrilha, o Estado é quem deve pará-los, e isso não acontece. Nós não temos apoio do Estado”, desabafou o gestor da rede de farmácias.

Opinião dos leitores

    1. Se a violência estivesse diminuido seria por causa do genocida, né?

  1. Vc passa a tarde nas padarias de tirol é Petrópolis, só ver viatura da Polícia parada,

  2. Enquanto isso, insistem em realizar blitz em horários de pico, somente para darem a falsa sensação de que estão fazendo alguma coisa. O policiamento tem que ser por bairros e nada mais.

    1. Concordo plenamente com vc,por onde se anda,se vê blitz,antes que falem besteira,ando todo certinho,tudo documentado,mas pense numa coisa chata é ficar sendo parado em blitz!

    1. Vc vai perder a causa e ainda pagar honorarios ao Estado. A tese é de que o Estado nâo é um segurador geral. De lascar.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Home office consolida ‘jornada híbrida’ como preferida dos trabalhadores, diz pesquisa

Foto: Divulgação

Com o home office cada vez mais consolidado como modelo de trabalho eficiente, chegou a 91% o percentual de profissionais qualificados que acreditam que o futuro do trabalho será de modelo híbrido, revezando entre dias presenciais e remotos.

Os dados fazem parte da 14ª edição do Índice de Confiança Robert Half (ICRH) realizada pela consultoria de recrutamento. O recorte foi cedido com exclusividade ao G1. Por “profissionais qualificados”, a empresa define trabalhadores com 25 anos ou mais e com formação em ensino superior.

Foram entrevistados 1.161 destes profissionais, além de recrutadores. Os três grupos foram divididos igualmente e responderam à pesquisa entre 10 e 25 de novembro. A amostra também foi distribuída proporcionalmente por todas as regiões do Brasil, de acordo com dados do mercado de trabalho do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Dentre os que concordam que as equipes híbridas são uma parte permanente do cenário de empregos, os principais motivos apontados foram:

Os profissionais almejam flexibilidade: 66%

A pandemia ainda é uma realidade: 61%

A produtividade se manteve/aumentou: 57%

Melhora do engajamento: 26%

Outro: 6%

Quem discorda da afirmação de que equipes híbridas devem predominar, aponta motivos quase inversos:

Ao final da pandemia, o presencial voltará a prevalecer: 61%

É mais desafiador disseminar a cultura corporativa: 25%

Piora do engajamento: 25%

Dificuldade de manter a produtividade: 25%

Outro: 11%

Readaptação

Ainda que a percepção de produtividade na maior parte dos entrevistados tenha sido positiva, a forma de gerir o dia a dia do trabalho é o principal desafio para o trabalho híbrido, segundo os gestores e recrutadores. Quase dois terços (64%) disse que as ferramentas e estruturação para gerir pessoas nesse formato são mais desafiadores do que manter a cultura empresarial (60%), por exemplo.

Outro aspecto de preocupação bastante citado é a dificuldade de evitar os ruídos de comunicação (52%). Há também quem tenha dificuldades com o planejamento de médio e longo prazo (26%).

Para os profissionais em geral, a comunicação adequada com a equipe foi a maior preocupação (25%). Em seguida, veio a organização e planejamento de tarefas (24%). A proximidade com a equipe também tem destaque, com 21% das respostas. Apenas 15% disse estar preocupado com a produtividade.

Eles também consideram a flexibilidade — seja de horários, local de trabalho ou jornada — como o principal ganho de experiência para as empresas vividas durante a pandemia (71%).

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

DESTRUIÇÃO – (FOTOS E VÍDEO): Bandidos arrombam Farmácia dos Trabalhadores em Natal e levam cofre

Fotos: Divulgação

Bandidos com apoio de um veículo arrombaram a Farmácia dos Trabalhadores, na capital potiguar, na madrugada desta terça-feira(05), por volta das 4h. Na ação criminosa, os marginais destruíram o estabelecimento, e ainda usaram o carro para arrancar o cofre do local.

Segundo informações através de câmeras de monitoramento, a Polícia Militar chegou ao local pouco tempo depois, mas os bandidos conseguiram escapar.

O gestor da rede de farmácias fez um desabafo e um apelo a segurança pública. “Vem aqui a nossa revolta de saber que não temos proteção. Peço as autoridades que cuidem das empresas. Cuidem de nossas noites, que nós precisamos dormir, para no outro dia estarmos prontos para contribuir para o crescimento e economia do nosso município e estado”.

Somente no ano passando, a rede foi alvo de 16 arrombamentos.

Opinião dos leitores

  1. Depois que essa Desgovernadora Fátima Bokus assumiu o poder, tudo de ruim acontece no Rio Grande do Norte. Vots, vai pra lá Tribufú.

  2. Vixe, isso é coisa de vagabundo que não gosta de trabalhador. Tem uma racinha vermelha que se diz P. do Trabalhador , que não gosta de trabalhar.
    #BOLSONARO TEM RAZÃO

  3. Às 04:00 hs já existe movimento nas ruas. Um dano dessa proporção faz muito ruído/barulho. Não tem cabimento uma ação dessa acontecer sem ninguém perceber. Absurdo e desmoralizante.

  4. Não estou eximindo o Estado de sua obrigação de oferecer Segurança Pública de qualidade, mas estão dando mole, se empresa já foi vítima 16 vezes desta modalidade, me parece que o melhor a se fazer é não armazenar dinheiro em cofre e realizar a "sangria" do apurado…

  5. A solução é entrar na justiça contra o estado e abater o prejuízo no ICMS a ser recolhido. Fica a dica!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEOS: Trabalhadores protestam contra suspensão de eventos de réveillon em Pipa

Manifestação de trabalhadores de diversos segmentos foi realizada na manhã desta sexta-feira(18), no município de Tibau do Sul, no litoral potiguar.

Moradores de Pipa e outras localidades das cidades de Tibau do Sul e Goianinha protestaram contra suspensão judicial de eventos de réveillon, mesmo sob rigoroso protocolo sanitário contra a covid. Vídeos cedidos abaixo.

Opinião dos leitores

  1. Não é justo chamar de imbecil alguém que precisa e quer trabalhar. Quem não quiser ir ao evento, fique em casa e, se for o caso, curta bem a respectiva neurose. Ninguém "viaja" para o "andar de cima" se a hora não é chegada.

  2. Cade vcs protestando para não ter eleição? Chegamos até aqui, paciência, a vacina já está aí, ta mais fácil morrer de covid do que qualquer outra coisa

  3. Libera logo esses eventos, afinal o povo não está nem ai para o vírus, faz só um protocolo para quem for para o evento assinar um termo para se pegar covid não ir procurar um hospital e estamos resolvidos.

    1. Pagar impostos é uma coisa, não ter juízo é outra. Quem tem amor a vida não vá , agora será certeza superlotar hospitais e falarem não dos governos. Só quando as pessoas morrerem nas calçadas é que esses imbecis vão entender o valor de uma vida.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO: Trabalhadores do backstage, técnicos de som, artistas e representantes de buffet realizam manifestação por liberação de eventos em Natal

Trabalhadores do backstage, técnicos de som, carregadores, pessoal de buffet, artistas e mais integrantes da área realizam na manhã desta segunda-feira(14) uma manifestação na capital potiguar reivindicando o direito de exercer a função em eventos durante a pandemia.

Indignados, representantes da classe se reunirão com o prefeito de Natal, Álvaro Dias. Na pauta, o questionamento de manifestações políticas permitidas durante campanha eleitoral, além da continuidade de eventos em feiras livres, bares, restaurantes e praias. Confira vídeo cedido:

 

Opinião dos leitores

  1. Ninguém tá pedindo aglomerações não, estamos pedindo condições melhores de trabalho, ou vcs acham que 50 pessoas numa festa bancan os custos? Não paga nem um Tecladista!

  2. Todos nós temos que nos readaptar, mudar nossa maneiráveis firma de trabalhar. Ou estes profissionais fazem isto ou irão desaparecer.
    Só não tem como agora voltar a ter festas como anteriormente tínhamos.
    Reinventar- se!

    1. É fácil vir aqui conversar breboto com a refeição de amanhã dos filhos garantida. Não seria melhor ficar calado? Esses profissionais querem a liberação, ninguém vai obrigar ninguém a ir pra festa!!! Se tiver medo de uma doença que mata 0,02% dos adultos abaixo dos 49 anos, FICA EM CASA, MAS NÃO TENTE PERTURBAR NEM GOVERNAR A VIDA DOS OUTROS BASEADO NA SUA COVARDIA.

  3. A prefeitura e o Governo do estado deveriam socorrer esse pessoal, já que os mandatários dos poderes falharam permitindo aglomerações durante a campanha eleitoral 5 milhões de reais que foram utilizados para compra dos respiradores, daria para socorrer esse pessoal.

  4. É contraditório numa materia se falar em pico da pandemia, e na outra manifestação pra pedir aglomerações.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

PRÓ-SERTÃO: TRT-RN decide pela inexistência de vínculo entre Guararapes e trabalhadores de facções e pela responsabilidade subsidiária condicionada

O Pleno do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) decidiu, em julgamento ocorrido nesta quinta-feira (10), que inexiste vínculo trabalhista entre o Grupo Guararapes e os empregados de facções têxteis, em processo decorrente de ação do Ministério Público do Trabalho (MPT) amplamente divulgada pela imprensa.

Com o programa Pró-Sertão, dezenas de facções foram abertas no Seridó para atender indústrias têxteis, com destaque para a pertencente ao Grupo Guararapes. O Ministério Público do Trabalho, por meio de ação civil pública, alegou a ilegalidade das relações trabalhistas existentes nos locais de confecção, requerendo a declaração de vínculo empregatício com a empresa compradora dos produtos.

A ação civil pública foi julgada na primeira instância, porém, ela e dezenas de outros processos, tratando da mesma matéria, ficaram sobrestados (suspensos) à espera do julgamento do Incidente de Uniformização de Jurisprudência (IUJ) pelo Pleno do TRT potiguar.

Após recursos do MPT no Tribunal Superior do Trabalho (TST), o processo foi pautado para apreciação nesta quinta-feira.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. Custou para o poder judiciário entender que quem manda no mundo é o dinheiro é que ele é volátil, muda de lugar a medida que as condições são mais ou menos favoráveis a permanência aqui ou ali. Isso vai criar uma jurisprudência interessante para quem deseja investir por aqui, ou mesmo fora dessas fronteiras.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *