FOTO: Assaltantes roubam na Grande Natal carro usado por trabalhadores terceirizados da Caern

Foto: Divulgação

O portal G1-RN noticia que o dia de trabalho começou de forma tumultuada nesta quinta-feira (17) para uma equipe de trabalhadores que fazem serviço terceirizado para a Companhia de Águas do Rio Grande do Norte (Caern). O carro usado por eles, modelo Strada de cor cinza, foi roubado quando chegavam para o trabalho. De acordo com a matéria, a ação criminosa foi registrada no bairro Liberdade, em Parnamirim, na Grande Natal.

Segundo o portal, quatro criminosos, armados, chegaram em uma picape branca, anunciaram o assalto e levaram o carro, que tem identificação da empresa e da Caern. Ainda segundo o portal, mesmo após o crime, as vítimas continuaram trabalhando, enquanto o dono do veículo buscava ajuda da polícia.

Texto na íntegra aqui.

Governo do RN disponibiliza teste covid-19 para trabalhadores de serviços essenciais

Priorizando a realização de testes e a adoção de medidas imediatas de preservação a saúde para trabalhadores que se enquadram como grupo essencial, o Governo do Rio Grande do Norte disponibilizou para os municípios 150 mil testes sorológicos por quimioluminiscência. O exame é utilizado para determinação qualitativa de anticorpos para o novo coronavírus, que possibilita apontar se o paciente teve uma exposição recente ou mais tardia ao vírus.

A testagem é direcionada para pessoas que se enquadrem nos pré-requisitos informados e pertençam aos seguintes grupos: crianças de 0 a 19 anos que estejam hospitalizadas; trabalhadores de limpeza urbana e feira livre; pescadores; trabalhadores dos Correios; motorista de transporte público; motoristas de ambulância; motoristas de aplicativos (moto e carro); médicos veterinários.

Além de coveiros; atendentes de funerárias; trabalhadores de serviços funerários e de autópsias; brigadistas, bombeiros civis e militares; agentes de fiscalização; profissionais que trabalham na cadeia de produção de alimentos, bebidas e insumos; aeronautas; aeroviários e controladores de voos; além de serviços de assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade.

O imunoensaio é indicado para o grupo de trabalhadores sintomáticos, com no mínimo 14 dias completos desde o início dos sintomas, que não fizeram o teste RT-PCR. O indicado é que o paciente que apresentou sintomas realize o teste RT-PCR até o sétimo dia desde o início dos sintomas, entretanto, caso não o tenha feito, deve realizar o exame por quimioluminiscência.

Para a realização do exame os trabalhadores devem procurar as unidades de saúde do município em que residem e solicitar a realização do teste. A quantidade de testes disponíveis por laboratório será divulgada pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (LACEN) quinzenalmente.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Agora?

  2. Edison Cunha disse:

    Eu queria ver toda essa "competência" para pagar os salários atrasados e, como também, recuperar os 5.000.000 pagos por "respiradores fantasmas".

  3. Antenado disse:

    Medida está vindo bem a tempo. Isso que é competência.

    • Ciro Espítama disse:

      Não, não está. Deveria ter vindo há pelo menos seis meses.

Regulamentada no RN, recurso da lei federal Aldir Blanc possibilitará renda mensal aos trabalhadores da cultura, em três parcelas de R$ 600,00

Regulamentada no Rio Grande do Norte, a Lei Federal Aldir Blanc, que destina R$ 32 milhões para a área cultural durante a pandemia do novo coronavírus no Rio Grande do Norte, de acordo com o decreto publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (11), praticamente 50% dos recursos – cerca de R$ 15 milhões, serão distribuídos como renda mensal aos trabalhadores da cultura no Rio Grande do Note, que serão pagas em três parcelas no valor de R$ 600,00 a cada beneficiário por meio da Plataforma Mais Brasil e do sistema BB Gestão Ágil.

Ainda está prevista a criação do Comitê de Gestão de Acompanhamento e Fiscalização da Lei Aldir Blanc (COGEAF) com atribuições para realizar as tratativas necessárias com os órgãos do Governo Federal responsáveis pela descentralização dos recursos; acompanhar as etapas de transferência dos recursos do Governo Federal para o Poder Executivo Estadual; fiscalizar a execução dos recursos transferidos; elaborar relatório e balanço final a respeito da execução dos recursos e definir, em conjunto com os Municípios, o âmbito em que cada ação emergencial será realizada, de modo a garantir que não haja sobreposição entre os entes federativos.

Também serão destinados R$ 17,13 milhões para custeio de editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, de produções, de desenvolvimento de atividades de economia criativa e de economia solidária, de produções audiovisuais, de manifestações culturais, bem como à realização de atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou disponibilizadas por meio de redes sociais e outras plataformas digitais.

Veja mais: Lei federal Aldir Blanc destina R$ 32 milhões para a área cultural do RN durante a pandemia do novo coronavírus

Diversas normas e exigências para habilitação dos interessados constam do decreto nº 29.975, datado do dia 10, o qual prevê, ainda, que a manutenção dos espaços culturais e artísticos, terá direito a um subsídio mensal mínimo de R$ 3 mil e máximo de R$ 10 mil, cabendo aos Municípios definirem os critérios para a sua concessão.

Já os documentos válidos para a comprovação nas áreas artísticas e culturais abrangem imagens, fotografias, vídeos, mídias digitais, cartazes, catálogos, reportagens, material publicitário e contratos anteriores.

Os gastos relativos à manutenção da atividade cultural do beneficiário poderão incluir despesas realizadas com internet, transporte, aluguel, serviços de telefonia, consumo de água e luz e outras despesas relativas à manutenção das atividades culturais do beneficiário.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Músico do RN disse:

    já querem comer uma parte da Verba destinada aos artistas, tem jeito na viu!

  2. Xico Silva disse:

    Só resta ao entregador de pizzas de embutidos chupar!!
    O véi ta estourado!
    Mito até 2026.
    Michelle primeira dama até 2026.
    Chupa petralhada!!

  3. Pixuleco disse:

    Hô Véio Bom da gota serena é o Presidente Bolsonaro.
    Mito 2022

Mais da metade dos trabalhadores da saúde no RN com Covid-19 estão recuperados

(Foto: Reprodução)

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), divulgou nesta quinta-feira (23), o Boletim Epidemiológico da Saúde do Trabalhador. O objetivo é apresentar um panorama sobre dados analisados relacionados aos casos confirmados de Covid-19 em profissionais de saúde do Rio Grande do Norte, desde o início da pandemia até o momento.

A análise tomou por base o banco de dados do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde Estadual (CIEVS). No RN, foram confirmados 4.778 casos de Covid-19 em profissionais de saúde, 12.620 foram descartados e 3.650 seguem como suspeitos. O CEREST realizou investigação para qualificação das notificações de casos confirmados e constatou que 2.039 profissionais não disponibilizaram número para contato ou não foi possível contactar, 63 já estão aposentados, 44 não exercem a profissão de formação, 07 realizam residência em outro estado e outros 101 já estavam afastados de suas atividades de trabalho antes do adoecimento por outros motivos.

Os demais 2.523 profissionais da saúde que testaram positivo para a Covid-19 no estado afirmaram exercer suas atividades laborais, sendo 1.055 em unidades públicas e 612 no serviço privado. Os outros 856 profissionais da saúde informaram trabalhar em instituições públicas e privadas. De acordo com a investigação, 589 profissionais da saúde alegam ter tido contato fora do ambiente de trabalho com caso suspeito e/ou confirmado do novo coronavírus, outros 21 relataram histórico de viagem nos meses de fevereiro ou março, quando a transmissão comunitária no RN ainda não havia sido decretada.

A maioria dos profissionais afetados são técnicos em enfermagem (36,08%), enfermeiros (11,8%) e médicos (8,5%). Cerca de 69% dos trabalhadores e trabalhadoras da saúde consultados na pesquisa desenvolveram apenas sintomas leves ou moderados e 55% já estão recuperados. Com relação à faixa etária, 64% se encontram na faixa etária de 30 a 49 anos, o que pode ser um indicador no que se refere à maior incidência de casos leves e moderados.

Dos 4.778 casos confirmados de Covid -19 em profissionais de saúde, 42,7% residem em Natal, onde há a maior concentração de casos. Em segundo lugar está Parnamirim, com 10%, seguido de Mossoró, com 5,8% e de São Gonçalo do Amarante, com 3,2% dos casos. Foram registrados 27 óbitos entre profissionais de saúde, distribuídos na Região Metropolitana, e nas II e III Regionais de Saúde.

Os profissionais de saúde encontram-se entre os principais grupos de risco de infeção pelo Covid-19, em função do contato com os usuários que apresentam sintomas de infeção e procuram os serviços de saúde em busca de atendimento. Por isso, O CEREST ressalta que esses profissionais devem seguir os protocolos padrões de atendimento a pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19.

O Centro destaca, ainda, que os serviços de saúde devem garantir que políticas e práticas internas minimizem a exposição ao vírus, realizando, por exemplo, capacitações junto as suas equipes de profissionais em relação ao uso do equipamento de proteção individual (EPI) e dispositivo de proteção respiratória, entre outros. Além disso, devem ser adotados os corretos procedimentos de desinfecção após o atendimento de casos suspeitos ou confirmados.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo Florencio. disse:

    Graças a Deus

Portaria define medidas adicionais de proteção para trabalhadores de delivery no RN

Foto: Helene Santos/Ilustrativa

Foi publicada, neste domingo (14), em edição extraordinária do Diário Oficial do Rio Grande do Norte a Portaria SEI Nº 1797, da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN), que define medidas complementares de prevenção ao coronavírus (Covid-19) para profissionais de coleta e entrega de mercadorias no Rio Grande do Norte.

A Portaria leva em consideração o aumento das compras feitas remotamente e o consequente crescimento da demanda pelos serviços de entrega e também que boa parte das pessoas que se utilizam desse serviço são do grupo de risco e estão em quarentena. O principal objetivo das medidas adicionais é proteger a vida dos trabalhadores de delivery e dos consumidores, evitando o contágio e a transmissão da doença.

O documento define que as empresas devem fornecer aos profissionais, sem custos, um Kit de higienização das mãos e equipamentos de trabalho, álcool gel 70% e toalhas de papel, além de máscara de proteção confeccionadas nos termos do Ministério da Saúde. As máscaras devem ser suficientes para trocas a cada 3 horas, garantindo o uso durante todo o expediente de trabalho.

Outra medida especificada é que as empresas devem providenciar locais para a realização da higienização de veículos, bags que transportam as mercadorias, bagageiros, compartimentos de carga, capacetes e jaquetas (uniformes). Além disso, as máquinas utilizadas para pagamento com cartão devem ser protegidas com material impermeável que facilite a higienização (capa protetora ou filme plástico).

Determina também que as empresas devem fornecer orientações aos profissionais sobre as medidas sanitárias vigentes de combate e prevenção à Covid-19 de acordo com os decretos estaduais.

Com relação à suspeita de contaminação, os profissionais devem ser orientados a buscar o Sistema de Saúde e seguir algumas orientações como manter o isolamento domiciliar por sete dias ou até o resultado do teste (se for realizado) que elimine a suspeita de infecção e, se confirmado, permanecer em isolamento domiciliar por 14 dias e o retorno às atividades deve ser realizado após esse período e com pelo menos três dias sem sintomas, ou após liberação médica.

Já as empresas devem fazer a busca de outros profissionais que tiveram contato e comunicá-los no menor tempo possível, respeitando ao máximo o anonimato.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. O rei do gado disse:

    Pra mim, Fatima é o governo estadual do Brasil que está alinhada 100% com Bolsonaro! Ambos não fizeram nada!!!! Ah, eh verdade o presidente fez aglomeraçoes e a Fatima ninguem nem viu!

    • M.D.R. disse:

      E também, é a única GOVERNADORA do país praticar desigualdade SOCIAL e injustiça SOCIAL , mentiu 40 anos, resposta vem logo em seguida; aumento aos grandes SALÁRIOS de 13,38% pagou de uma vez só, enquanto os PROFESSORES dividiu em parcelar para pagar em 2021 e para completar a maioria dos GOVERNADORES estão considerando o PISO NACIONAL da PREVIDÊNCIA, já que a GOVERNADORA está emprobecendo oa APOSENTADOS e pensionistas aqui no ESTADO do RN, considerando o PISO de R$ 2. 500,00 frustrando tudo e todos até 2022.

  2. Luciana Morais Gama disse:

    O governo de Fátima só sabe criar portarias, ação que é bom nada. O que fez com o dinheiro que Bolsonaro mandou?? Cadê os respiradores?? Cadê os leitos de UTI?? É muita INCOMPETÊNCIA!!

    • Tiba disse:

      Minha amiga o governo de fatima é fraco e sem ação e com o povo que não gosta de cumprir ordens foi a combinação perfeita pata a explosão do vírus, pode ter 1.000 vagas nos hospitais que não tem jeito.

Zenaide têm emendas aprovadas pelo Senado para ajuda de R$ 600 a mais trabalhadores

Foto: Divulgação

As emendas apresentadas pela senadora Zenaide Maia (Pros-RN) ao projeto de renda mínima emergencial (PL 873/2020) garantiram a inclusão de agricultores e de trabalhadores intermitentes, com contratos ativos, na lista de quem também terá direito a receber o auxílio emergencial de R$ 600,00 por três meses, em razão da pandemia do coronavírus. O PL foi aprovado pelos senadores e agora só falta a sanção presidencial para que ele vire lei.

Outra mudança proposta pela senadora e acatada pelo senador Esperidião Amin (PP-SC), relator do projeto, insere na lei de ajuda emergencial a nova renda per capita familiar de meio salário mínimo para o acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), o que aumenta o número de famílias que poderão ser beneficiadas. Além disso, Zenaide quis garantir na lei que nenhuma operação “pente-fino” ou coisa parecida possa suspender o pagamento do BPC durante o estado de calamidade pública: “Reinserimos o meio salário mínimo por pessoa e mais: durante a pandemia, ninguém que recebe o Benefício de Prestação Continuada pode ter seu benefício suspenso”, assinalou a parlamentar, em vídeo postado em suas redes sociais.

A ampliação de 1/4 para 1/2 salário mínimo de renda per capita familiar para acesso ao BPC já consta na Lei 13.981, sancionada em março, mas a mudança vem enfrentando resistência por parte do governo, que vetou o novo limite e, depois do veto ter sido derrubado pelo Congresso, apelou, sem sucesso, ao Tribunal de Contas da União, para tentar barrar a mudança na regra de acesso ao BPC.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Araújo disse:

    Deveria também batalhar para que as eleições desse ano fossem adiadas e o dinheiro do fundo eleitoral seja destinado ao combate à pandemia. Responda doutora senadora que eu sei que Vossa Excelência é leitora desse blog.

  2. Manoel disse:

    Espero que não censurem meu comentário: estou esperando a senadora entrar com projeto pra diminuir salários e verbas dos parlamentares, pois usar o nosso dinheiro público suado e posar de bonzinho já temos muitos que o fazem!

    • Marcos disse:

      Muito bom o seu comentário, mas, amplie o seu alcance e solicite a todos os deputados e senadores de nossa bancada, não fique apenas cobrando apenas de um.

Sindicato de trabalhadores em postos de combustíveis se recusa a fechar acordos para evitar demissões no setor, que vem perdendo até 70% das vendas

No meio de toda esta turbulência, um dos segmentos (entre os que estão funcionando) que mais vem amargando redução de vendas é o de combustíveis. Os postos no estado vêm tendo quedas de faturamento que variam de 25% a 70%. Pois bem. Como forma de evitar demissões no segmento (que emprega, direta e formalmente, cerca de 15 mil pessoas no RN), o Sindicato que representa os postos (patronal) enviou ao sindicato dos trabalhadores um documento, conforme prevê a Medida Provisória da Preservação do Emprego para dar início às conversas visando acordos coletivos e/ou individuais para redução de jornadas de trabalho e salário, pelo período de até 90 dias. O sindicato dos trabalhadores simplesmente se nega a sentar para conversar. O impasse deverá, infelizmente, provocar em breve uma onda de demissões de pais e mãe de família. Vai entender.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Moises disse:

    A GASOLINA, TÁ BARATO, TÁ DE GRAÇA, TEM QUE AUMENTAR.
    01 LITRO DE GASOLINA, DA PRA VC ANDAR NATAL E GRANDE NATAL TODINHA, CURTINDO A BRISA DO MAR, EM UMA CINQUENTINHA.
    OK?
    CARO E UMA CERVEJA POR R$10.00 REAIS, SÓ TEM 600ML, VC TOMA E DEPOIS VAI MIJAR, NÃO VEJO NINGUÉM RECLAMAR DO PREÇO.
    AGORA COM A GASOLINA, É ESSA BESTEIRA TODA.
    PORQUE NÃO SE IMPORTAM COM OS REMÉDIOS? SOBE E NINGUEM DIZ NADA, ALGUEM JA FOI COMPRAR VERDURAS ESSA SEMANA??
    O 1KG DA TOMATE ERA R$ 2.00 REAIS, HOJE R$ 7.00, CADÊ NINGUEM DIZ NADA??
    PAREM DE BESTEIRAS, COM A GASOLINA.
    BOTA 150.000 CONTOS NUM CARRO, DA PRA IR 5 PESSOAS ATÉ MOSSORÓ E AINDA LEVANDO BAGAGENS.
    POR FIM, TÁ BARARO, TEM QUE SUBIR, QUEM NÃO QUISER COMPRAR, DEIXE O CARRO EM CASA E VÁ ANDAR A PÉ.
    SIMPLES ASSIM.
    NINGUÉM É OBRIGADO A COMPRAR.
    BLZ??.
    FUI!!!

  2. Inácio disse:

    Em minha opinião…é não pensar em seus representados…uma vez que preferem ver país de família desempregados…não consigo entender essa resistência…

  3. Santos disse:

    Kd que os donos de postos baixam os preços pro povo encher o tanque, mesmo saindo menos de casa? Mas num baixa nem a pau, Juvenal…
    Preferem demitir a ter que baixar.

  4. Sérgio silva disse:

    As coisas já não estão fáceis e vcs dos postos não baixaram a gasolina acompanhado as refinarias que foi reduzido o preço três vezes agora querem ajuda tb do governo ? Ja ganharam muito dinheiro e ganho ainda com a a venda de combustíveis, cara de pau vcs

  5. Luciana Morais Gama disse:

    Eu não conheço nenhum sindicato que ajude o trabalhador desempregado. Eles só querem sugar. Estamos num mundo globalizado e daqui pra frente é POSTO SELF SERVICE já!! Quanto mais complicam, menos emprego.

  6. NILDO disse:

    Estranho os preços nas altura e vão demitir? quem sabe dizer se Natal tem PROCON

  7. Ilo disse:

    Sindicato só ferra o trabalhador.

  8. Hermann disse:

    Fiquem em casa……..

Netflix doa R$ 5 milhões para ajudar trabalhadores do audiovisual no Brasil

Foto: Getty Images

A Netflix doou R$ 5 milhões para um fundo emergencial em apoio aos trabalhadores do audiovisual afetados pela pandemia de Covid-19 no Brasil.

O fundo será administrado pelo Instituto de Conteúdos Audiovisuais Brasileiros (ICAB) e ajudará até 5 mil pessoas. Profissionais como produtores, assistentes, coordenadores, técnicos e operadores de diferentes departamentos de produção como câmera, áudio, arte, maquiagem, figurino, cenografia, logística, entre outros, que em sua maioria recebem por semana ou trabalham sem contratos garantidos, serão elegíveis para solicitar o benefício, um único depósito no valor do salário mínimo, R$ 1.045.

De acordo com a Netflix, a doação para o ICAB faz parte do fundo de US$ 100 milhões anunciado em março para apoiar os trabalhadores do audiovisual em países como o Brasil, onde a companhia tem uma grande base de produção. Em comunicado oficial, a empresa reforçou que a quantia “é um complemento ao pagamento de cachês que foram feitos às equipes e atores das nossas produções originais no país”.

Os profissionais podem se inscrever por meio de um formulário online na página do ICAB (icabrasil.org) a partir de 28 de abril,. Um comitê, composto por membros do ICAB, da BRAVI e da Netflix, vai revisar cada inscrição e determinar quem pode receber os recursos em até 10 dias. As inscrições poderão ser feitas por dois meses ou até que os recursos do fundo se esgotem.

“Estamos gratos em trabalhar com o ICAB para apoiar aqueles trabalhadores da produção de filme e televisão que foram os mais atingidos no Brasil. A comunidade criativa brasileira sempre recebeu muito bem a Netflix e agora queremos fazer nossa parte para ajudar quem precisa de apoio neste momento sem precedentes que vivemos”, declarou o vice-presidente de produções originais para América Latina da Netflix, Francisco Ramos.

Diretor executivo do ICAB, Mauro Garcia aproveitou para convocar outros nomes do setor a contribuir para o fundo. “O Instituto, que traz em seu DNA a preocupação com o bem estar dos profissionais, não podia deixar de agir no momento em que essas pessoas mais precisam, por isso estamos muito felizes com esta parceria com a Netflix. Também queremos convocar outros membros da indústria audiovisual para contribuir e aumentar os recursos que visam exclusivamente apoiar aqueles que são uma parte fundamental da produção audiovisual brasileira”.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Disruptiva por excelência, pode-se afirmar que depois da Netflix ninguém jamais viu cinema como antigamente.

Toffoli defende saída “diagonal” para isolamento por novo coronavírus; presidente do STF fala em retorno gradual de trabalhadores

Foto: © Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em resposta à pandemia do novo coronavírus (covid-19), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, defendeu nesta sexta-feira (3) que seja considerada uma saída “diagonal” do isolamento social, com o retorno gradual de trabalhadores ao setor produtivo. Ele reafirmou, contudo, acreditar que o isolamento máximo, ou “horizontal”, é a medida mais adequada no presente.

“Quando falamos na necessidade da economia, ela também é fundamental”, disse o ministro durante um webinar realizado nesta sexta-feira (3) pelo portal jurídico Jota. “Nós não podemos ficar em casa sem pensar no dia seguinte. É o que às vezes eu digo para alguns com quem dialogo: nem é a questão horizontal, nem é a questão vertical, vai chegar um momento que nós temos que sair pela diagonal”, acrescentou.

O ministro sugeriu a abordagem adotada pela Coreia do Sul, que promoveu uma política de testes em massa e monitoramento próximo de contaminados para controlar a doença. “Temos que fazer o seguinte: temos testes para saber quem tem condições de sair de casa? Temos que ir atrás disso. Faz como se fez na Coreia. Testa o maior número possível de pessoas e tenta recolocar essas pessoas na força de trabalho”, disse Toffoli.

Ele voltou, contudo, a ressaltar a necessidade do “isolamento máximo possível” no momento, de modo a abaixar a curva de contaminação e impedir um surto de demanda maior do que o sistema de saúde pode suportar.

Vale de R$ 600

Ao ser questionado sobre a insegurança de gestores públicos, que temem infringir leis fiscais ao tomar decisões durante o estado de calamidade, Toffoli adotou discurso tranquilizador e pediu comedimento aos órgãos de controle e fiscalização e também a juízes.

“É um momento também para os órgãos de controle e fiscalização terem sua moderação, e os juízes que vão julgar essas causas também. Tem que se punir evidentemente aquilo em que houve dolo, em que houve má-fé, em que houve locupletamento, mas não podemos criar um sistema que pare o Estado em suas atividades e deixe qualquer gestor temerário de agir”, disse o presidente do STF.

O ministro disse não haver entraves jurídicos, por exemplo, para o pagamento do voucher de R$ 600,00 para trabalhadores informais que foi aprovado no Congresso e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro. Toffoli citou liminar (decisão provisória) do ministro Alexandre de Moraes, que autorizou o governo a descumprir dispositivos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e da emenda do Teto Constitucional.

“Temos que ter essa consciência de que o Estado, como todos os países do mundo estão fazendo, vão ter que se endividar, vai ter que aumentar a sua atuação como indutor da economia, e também como agente social para as pessoas mais vulneráveis, sejam as desempregadas, sejam os autônomos”, afirmou Toffoli.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. WellingtonB disse:

    Por que vetou o acesso à informação sobre viagens de ministros do STF?

  2. João deixe o Brasil urgente disse:

    Esse canalha matador das testas dos cofres públicos está morrendo de medo de com a economia em frangalhos começar a afeta -los seus altos salários e penduricalhos nojo

  3. Observando disse:

    Ministro do STF querendo ser do poder executivo. Enquanto isso STF cheio de processos para serem julgados.

  4. Yury Azevedo disse:

    Famoso morde e assopra

  5. Santos disse:

    Exato, tem de haver o equilíbrio.
    Usando as palavras de uma pessoa, ontem no jornal das seis da 96, "o momento é de compor, não de impor".

  6. Cabo Silva disse:

    Foco na Constituição!
    Foco na Constituição!

    Seu diploma é de Direito, não MEDICINA.

Bolsonaro anuncia sanção de auxílio a trabalhadores e R$ 200 bilhões para saúde e empregos

Foto: Reprodução/Globo News

O governo federal anunciou que vai desembolsar cerca de R$ 200 bilhões para combater os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia. Segundo o ministro Paulo Guedes (Economia), o montante inclui o pagamento de R$ 600 para trabalhadores e pessoas de baixa renda (o “coronavoucher”), os valores que já foram liberados e medidas que ainda serão adotadas.

Em pronunciamento no Palácio do Planalto nesta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou que irá sancionar o auxílio aprovado pelo Congresso Nacional ainda hoje. Entretanto, o próprio Bolsonaro havia dito que sancionaria a medida ontem, segunda-feira. Segundo ele, o “coronavoucher” vai contar com R$ 98 milhões do Tesouro Nacional e irá beneficiar 54 milhões de pessoas.

O presidente abriu seu pronunciamento dizendo ter conversado por telefone com Donald Trump. “Obviamente estamos juntos buscando o melhor para os dois países”, disse, no Salão Oeste do Planalto, ao lado dos ministros Paulo Guedes (Economia), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Walter Braga Netto (Casa Civil) e Onyx Lorenzoni (Cidadania). O ministro Henrique Mandetta (Saúde) não estava presente.

Bolsonaro ainda prometeu a edição de novas medidas provisórias voltadas para empresas, trabalhadores, estados e municípios. As companhias deverão contar com R$ 34 bilhões em socorro e, estados e municípios, R$ 16 bilhões.

Segundo Guedes, um programa voltado para a área trabalhista deverá contar com R$ 51 bilhões e irá prever a redução de jornada. “Nosso programa trabalhista dá às empresas várias possibilidades: pode diminuir jornada de trabalho de 20%, 25%, 30%, que o governo cobre essa diferença de salário”, afirmou Guedes.

Com CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BOZOlóide disse:

    A cara de felicidade dele é IMPAGÁVEL….KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  2. Elizabeth disse:

    Pra que tanta pressa… o Codiv 19 não mata de imediato., come tipo mingau, pelas beiradas. Nosso Governante não é frouxo, banana, nem fala sem mostrar a cara. JMB é nosso Presidente. um cara de coragem, inteligente e grande estrategista. Quer alguém concorde ou não é o nosso MITO!!! 🇧🇷🇧🇷🇧🇷

  3. Lucas disse:

    Assinou já? Não! Vai esperar morrer quantos brasileiros pra dar a canetada? Banana incompetente

  4. Luis disse:

    ESSE É O MEU PRESIDENTEEEEEEEEEEEEEEE……MITOOOOOOOOO

Sindicato das Empresas e dos Trabalhadores de Transporte de Turismo informa que vai parar a partir de segunda

O Sindicato das Empresas e dos Trabalhadores de Transporte Urbano Intermunicipal e de Turismo informa que vai parar a partir de segunda-feira(23), inclusive, com suspensão de contratos de trabalho.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    E pra isso que serve os sindicatos para atrapalhar a vida do povo trabalhador, além disso eles servem para que?.

  2. Laura disse:

    A Itália demorou para tomar essa decisão, olha no que deu, para tudo agora.

  3. Teresa disse:

    3 dias fazendo a propagação do vírus. É um absurdo.

  4. EDILANIA disse:

    Isso também serve para Extremoz? Pois moro em Extremoz e trabalho em Natal

  5. Sérgio Nogueira disse:

    Algumas atividades fundamentais não deveriam parar. Isso, além de não ajudar, transmite a ideia de covardia e egoísmo.
    O transporte entre cidades é uma dessas.
    O de turismo, ok. Fazer passeio e se divertir pode esperar ou sequer é hora.

  6. Marcello disse:

    E os profissionais da saúde e da segurança como irão trabalhar?

    E os trabalhadores dos supermercados como irão abastecer?

    Querem que vire um caos?

FGTS: 42% dos trabalhadores ainda não retiraram o complemento do saque imediato de R$ 998

Foto: Domingos Peixoto

A Caixa Econômica Federal informou, nesta terça-feira (dia 21), que pagou mais de R$ 1,5 bilhão de saque imediato complementar referente às contas de FGTS que tinham saldo de até R$ 998, em 24 de julho de 2019. Ao todo, cerca de 5,8 milhões de trabalhadores foram contemplados. O contingente representa 58% dos 10,2 milhões que têm direito ao complemento. Ou seja, outros 42% trabalhadores ainda não retiraram o dinheiro. Segundo a instituição financeira, o total de recursos disponíveis, neste caso, chega a R$ 2,6 bilhões.

Ao todo, o saque imediato do FGTS já pagou mais de R$ 26,9 bilhões para cerca de 58 milhões de trabalhadores, mas 31 milhões de pessoas ainda não retiraram a quantia. O número representa cerca de 60% dos 96 milhões de trabalhadores que podem retirar os R$ 42,6 bilhões previstos.

O saque imediato do FGTS poderá ser feito até o dia 31 de março de 2020. Após este prazo, o trabalhador somente conseguirá sacar recursos do Fundo de Garantia nas condições previstas em lei, como aposentadoria, doença grave, demissão sem justa causa e compra da casa própria, entre outras.

O prazo limite de 31 de março de 2020 vale tanto para o saque de até R$ 500 (válido para os trabalhadores com saldos maiores) quanto para o valor de até R$ 998 (para quem tinha até um salário mínimo na conta, podendo retirar mais R$ 498, se tiver sacado R$ 500 inicialmente). Caso o saque não seja feito até a data, os valores retornarão para as contas vinculadas do FGTS, com a devida atualização monetária e os juros correspondentes ao período em que estiveram disponíveis para saque.

Os clientes da Caixa que têm caderneta de poupança e não quiserem fazer a retirada do dinheiro têm até o dia 30 de abril podem informar ao banco que preferem manter o dinheiro no Fundo de Garantia. Nesse caso, mesmo que o crédito tenha sido feito na conta, a Caixa tem até 60 dias para retornar os valores para a conta vinculada de FGTS.

Saque de R$ 998

Em dezembro, o governo sancionou a lei aprovada pelo Congresso Nacional que autorizava o aumento no valor do saque imediato de R$ 500 para R$ 998, mas apenas para os trabalhadores que tinham até um salário mínimo na conta vinculada do Fundo de Garantia no dia 24 de julho de 2019 — data da publicação da Medida Provisória (MP) que instituiu o pagamento do saque imediato.

A Caixa liberou esse complemento de saque a partir do dia 20 de dezembro para todos os trabalhadores, incluindo aqueles que já haviam sacado os R$ 500.

Extra – O Globo

Trabalhadores já podem optar pelo Saque-Aniversário do FGTS

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os trabalhadores já podem optar pelo Saque-Aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A opção pode ser registrada no aplicativo do FGTS ou na página .

Essa modalidade de saque foi criada pela Medida Provisória nº 889/2019. Ao confirmar esta opção em um dos canais divulgados pelo banco, o trabalhador deixará de efetuar o saque em caso de rescisão de contrato de trabalho.

O primeiro saque será feito de acordo com um calendário:

Mês de Nascimento Período de saque

Janeiro e fevereiro Abril a junho de 2020

Março e abril Maio a julho de 2020

Julho Julho a setembro de 2020

Agosto Agosto a outubro de 2020

Setembro Setembro a novembro de 2020

Outubro Outubro a dezembro de 2020

Novembro Novembro de 2020 a Janeiro de 2021

Dezembro Dezembro de 2020 a Fevereiro de 2021

A partir de 2021, a liberação ocorrerá no mês de aniversário do trabalhador, que deverá escolher o dia 1º ou 10º do mês. Segundo a Caixa, a diferença é que, ao optar pelo 10º dia, a base de cálculo do valor a receber será acrescida de juros e atualização monetária do mês de saque.

O trabalhador poderá sacar um percentual calculado sobre o saldo do FGTS, acrescido de parcela adicional fixa:

Tabela FGTS – Agência Brasil

Os valores ficarão disponíveis para saque por três meses, a conta do primeiro dia útil do mês de nascimento. Quem tem poupança ou conta corrente em qualquer banco pode solicitar o crédito em conta.

A migração para a modalidade Saque-Aniversário não é obrigatória. Quem não comunicar à Caixa o interesse em migra, permanecerá na regra de saque-rescisão, em que o trabalhador demitido sem justa causa, tem direito ao saque integral de sua conta do FGTS, acrescido de multa rescisória.

Aos optantes pelo Saque-Aniversário estão mantidas as movimentações da conta para compra de casa própria, doenças graves, aposentadorias e outros.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jorge disse:

    Já li que se sacar no aniversário, depois só qdo se aposentar. É bom pegar a informaço completa pra não cair em armadilha.

Assistência Social em Parnamirim cadastra trabalhadores para vagas de empregos; diversos cargos em todos os níveis

A Prefeitura Municipal de Parnamirim, através da Coordenadoria do Trabalho – SEMAS está realizando cadastro para encaminhamento de profissionais na área de construção civil e afins.

O cadastro possibilita ao cidadão uma oportunidade para que as empresas parceiras do município possam buscar e encontrar essa mão de obra necessária no mercado de trabalho de Parnamirim, está sendo realizado diariamente na Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Regularização Fundiária – SEMAS, localizada na Rua Aspirante Santos, nº 389, das 7:30 às 13:30, de segunda a sexta-feira, portando a seguinte documentação: RG, CPF, Carteira de Trabalho, comprovante de residência e reservista (homens).

Os cargos são:

ENGENHEIRO CIVIL, TECNÓLOGO EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS, TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO, ESTAGIÁRIO, ALMOXARIFE, PORTEIRO, AUXILIAR DE ALMOXARIFE, ENCARREGADO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS, ENCANADOR, AUXILIAR DE ENCANADOR, SOLDADOR, AUXILIAR DE SOLDADOR, BETONEIRO, AUXILIAR DE BETONEIRO, PEDREIRO, AUXILIAR DE PEDREIRO, AUXILIAR TÉCNICO DE OBRA, CONTRA MESTRE, ENCARREGADO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, ELETRICISTA, AUXILIAR DE ELETRICISTA, ENCARREGADO DE FERRAGEM, ARMADOR, AUXILIAR DE ARMADOR, CARPINTEIRO, AUXILIAR DE CARPINTEIRO, MESTRE, OPERADOR DE MÁQUINA, OPERADOR DE MISTURADOR, TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES, SERVENTE, AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, AUXILIAR DE ENGENHARIA, GESTOR DE QUALIDADE, ASSISTENTE ADMINISTRATIVO ( APRENDIZ), VIGIA, ASSISTENTE DE LOGÍSTICA E PRODUÇÃO.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wanderleyd Rodrigues dos Santos disse:

    Sou de parnamirim tenho 45 anos tenho experiência em asg porteiro de escolas auxiliar de cozinha sorte presido de uma oportunidade para mostra meu desempenho

  2. Gilvan Moreira Ferreira disse:

    Quero trabalhar em algumo cargo desse

Trabalhadores dos Correios encerram greve no RN

Os trabalhadores dos Correios do Rio Grande do Norte encerraram na nessa terça-feira (17) a greve que havia começado no dia 11 de setembro. A adesão à paralisação seguiu a orientação nacional da categoria, assim como a decisão pelo fim da movimentação grevista.

A movimentação teve início com o propósito de ser contra o projeto de venda dos Correios ao setor privado, bem como de brigar pela manutenção de cláusulas sociais, econômicas e trabalhistas no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

Com informações do G1-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Irany Gomes disse:

    A privatização está a caminho, aí é tarde para fazer greve…

  2. DeSacoCheio disse:

    E estavam em greve? Nem percebi. As correspondências continuaram NÃO chegando.

Correios: empresa aceita proposta de trabalhadores para encerrar greve nacional

Foto: Guito Moreto

Os Correios aceitaram as condições dos trabalhadores para encerrar a greve da categoria, que começou na última quarta-feira (dia 11). Na tarde desta quinta-feira, a empresa e as representações sindicais participaram de audiência de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, em que os Correios aceitaram manter as cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2019, bem como a vigência do plano de saúde, até o dia 2 de outubro, quando haverá o julgamento do dissídio coletivo pela Corte.

Em contrapartida, segundo uma nota emitida pelos Correios, as representações sindicais se comprometeram a levar a proposta de encerramento da paralisação parcial para as assembleias o mais rapidamente possível, fixando como prazo máximo de deliberação até a próxima terça-feira (dia 17), às 22h.

O ministro do TST Mauricio Godinho Delgado foi designado relator do dissídio, ajuizado na quinta-feira pela estatal. Ele fixou, por meio de uma decisão liminar, o contingente mínimo de 70% do efetivo trabalhando durante a greve, com multa diária de R$ 50 mil, caso o percentual não seja atendido.

“Para minimizar os impactos da paralisação, inclusive a perda de clientes para a concorrência, mencionada pelo próprio ministro, os Correios aceitaram a proposta de encaminhamento do TST. A condição da empresa é o encerramento da paralisação parcial, integralmente, em todo o Brasil”, informou a empresa.

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro (Sintect-RJ) recomendou, por meio de nota em seu site, que os trabalhadores mantenham a greve até a próxima terça-feira, quando a categoria vai decidir sobre a proposta do Tribunal Superior do Trabalho.

Extra – O Globo