Em meio calor, fim de semana poderá registrar pancadas de chuvas pelo RN, indica previsão

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informa que o final de semana deverá ser de céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado, com possibilidade de ocorrência de pancadas de chuvas devido a presença de um Vórtice Ciclônico de Ar Superior, atuando sobre a região.

Meteorologia da EMPARN prevê boas chuvas no RN em 2021

FOTO: ASSECOM/SAPE

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca – SAPE e da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN – EMPARN, realizaram nessa terça-feira (12), a apresentação do balanço das chuvas em 2020 e perspectivas para o período chuvoso no Rio Grande do Norte em 2021. O evento realizado de forma híbrida, virtual pela plataforma Google Meet, e presencial no Auditório Governador Iberê Ferreira de Souza, localizado na sede da Emparn, reuniu representantes públicos e privados de diversos setores ligados a agropecuária e segurança hídrica potiguares, bem como veículos de imprensa.

Sobre o balaço das chuvas no ano passado, o Rio Grande do Norte apresentou chuvas entre as categorias de normal a acima do normal com volume médio de 910,1 mm, superando os volumes esperados nas regiões Oeste, Leste e Agreste. Em termos numéricos, a região Leste foi a que registrou o maior volume acumulado médio observado com 1.313,3 mm, enquanto que o esperado foi de 1.252,1mm; seguida da região Oeste, com 919,7mm, enquanto 790,6 era o esperado. O Agreste acumulou 710mm e o esperado era de 714,5mm. E por fim a região Central acumulou 697,1mm e o esperado era de 627,7mm.

No período, a cidade de Mossoró, no Oeste potiguar bateu o recorde de chuva diária com 176,4 mm ocorrida em 29 de fevereiro, sendo este o maior volume diário dos últimos 63 anos. Já Natal, localizada na região Leste, registrou em maio, volumes com 426,1 mm, sendo seu segundo maior índice pluviométrico desde 1963. O primeiro ocorreu em 2011 com 447,4 mm.

Já a previsão climática para o primeiro trimestre de 2021, estação pré-chuvosa no Rio Grande do Norte, é de ocorrência de chuvas dentro da média histórica, de acordo com a análise da Unidade Instrumental de Meteorologia da EMPARN. “Estamos muito felizes com as boas previsões, com à possibilidade de termos um inverno acima da normalidade. As chuvas se iniciando agora no final do mês de janeiro, inverno se consolidado a partir da segunda quinzena de fevereiro, estamos atentos a tudo isso. A governadora professora Fátima Bezerra tem nos cobrado a questão da distribuição das sementes, de chegarem as mãos do agricultor familiar no momento certo”, afirmou o secretário da SAPE, Guilherme Saldanha.

Para a região Oeste do Estado, a estimativa é do maior volume pluviométrico médio do RN com 315 milímetros (mm) para os meses de janeiro, fevereiro e março. As regiões Leste e Central, cada uma com previsão para o período com de 250mm e o Agreste com 188mm. “Desde meados de 2020 estamos presenciando a atuação do fenômeno La Niña. O fenômeno, em oposição ao El Niño, ocasiona o resfriamento da temperatura média das águas superficiais na faixa equatorial do oceano Pacífico, aumentando os ventos alísios de leste na superfície inibindo a formação de nuvens”, disse, o chefe da Unidade, o meteorologista Gilmar Bristot.

As análises, de acordo com Bristot, sugerem que o ano de 2021 apresente características climáticas, no RN, semelhantes ao ano de 2011, quando a La Niña ocorreu pela última vez no estado em fase com a Atividade Solar em situação de mínima. “Com esse cenário espera-se um quantitativo normal de chuvas no RN, porém com de grande variabilidade temporal e espacial, característica inerente ao clima semiárido”, completou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. luciano disse:

    Já sei q o ano vai ser de seca, eles sempre erram.

Governo renova estado de calamidade pública por seca em 132 municípios

Foto: Reprodução

O Governo do RN publicou neste sábado, 07, no Diário Oficial do Estado (DOE) o decreto 29.490, de 06/03/2020, que renova a situação de emergência por seca em 132 municípios. A medida se justifica pelo fato de, apesar das últimas chuvas, ainda persistirem dificuldades no abastecimento de água nas cidades e pelos grandes reservatórios acumularem apenas 30% a 35 % de sua capacidade. Com o decreto, durante o período em que persistir a Situação de Emergência, o Estado do Rio Grande do Norte poderá contratar, mediante dispensa de licitação, obras e serviços que se mostrarem aptos a mitigar os efeitos da estiagem.

Em parecer técnico elaborado neste dia 02 de março, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Copdec), órgão vinculado ao Gabinete Civil do Governo do Estado, atesta a situação de emergência provocada pela escassez de chuvas nos últimos anos e classifica a situação como de média intensidade devido à considerável redução dos níveis dos principais reservatórios hídricos.

Relatório da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn) faz um balanço das chuvas ocorridas em 2019 e aponta que, apesar da aparente normalidade pluviométrica, as precipitações ocorridas de julho a dezembro tiveram índices baixos no semiárido devido à falta de instabilidade atmosférica para causar as chuvas. Neste mesmo período, foi registrada maior evaporação devido ao aumento dos ventos e da temperatura, o que contribui para reduzir o nível dos reservatórios.

O decreto também cita o prejuízo financeiro da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern) no valor de R$ 2,1 milhões no segundo semestre de 2019, decorrente da paralisação do abastecimento de água e da não cobrança das contas de consumo, após a confirmação de colapso nos mananciais. Nestes casos, os municípios passam a ser abastecidos por carros-pipa que têm os custos arcados pelas prefeituras, governos estadual e federal e pela Caern.

MUNICÍPIOS EM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

Acari, Assu, Afonso Bezerra, Água Nova, Alexandria, Almino Afonso, Alto do Rodrigues, Angicos, Antonio Martins, Apodi, Areia Branca.

Barcelona, Baraúna, Bento Fernandes, Bodó, Boa Saúde, Bom Jesus

Caiçara do Rio do Vento, Caicó, Campo Redondo, Caraúbas, Carnaúba dos Dantas, Carnaubais, Cerro Corá, Coronel Ezequiel, Campo Grande, Coronel João Pessoa, Cruzeta, Currais Novos.

Doutor Severiano, Encanto, Equador, Felipe Guerra, Fernando Pedroza, Florânia, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, Galinhos, Governador Dix Sept Rosado, Grossos, Guamaré, Ipanguassu, Ipueira, Itajá, Itaú, Jaçanã, Jandaíra, Janduís, Japi

Jardim de Angicos, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, João Câmara, João Dias, José da Penha, Jucurutu, Lagoa Nova, Lagoa D’Anta, Lagoa de Velhos, Lajes, Lajes Pintadas, Lucrécia, Luiz Gomes, Major Sales, Marcelino Vieira, Martins, Messias Targino, Monte das Gameleiras, Mossoró, Macau, Nova Cruz, Olho D’água dos Borges, Ouro Branco.

Paraná, Paraú, Parazinho, Parelhas, Passa e Fica, Patu, Pau dos Ferros, Pedra Preta, Pedro Avelino, Pendências, Pilões, Portalegre, Porto do Mangue, Serra Caiada, Rafael Fernandes, Rafael Godeiro, Riacho da Cruz, Riacho d Santana, Riachuelo, Rodolfo Fernandes, Rui Barbosa, Santa Cruz, Santa Maria, Santana do Matos, Santana do Seridó, Santo Antonio, São Bento do Norte, São Bento do Trairi, São Fernando, São Francisco do Oeste, São João do Sabugi, São José de Campestre, São José do Seridó, São Miguel, São Paulo do Potengi, São Pedro, São Rafael, São Tomé, São Vicente, Senador Elói de Souza, Serra Negra do Norte, Serra de São Bento, Serra do Mel, Serrinha dos Pintos, Serrinha, Severiano Melo, Sítio Novo, Taboleiro Grande, Tangará, Tenente Ananias, Tenente Laurentino Cruz, Tibau, Timbaúba dos Batistas, Triunfo Potiguar, Umarizal, Upanema, Venha Ver e Viçosa.

ASSECOM/RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé Mané disse:

    O roubo aos cofres públicos continuará, faça chuva ou faça sol.

  2. Dias disse:

    Nesse ritmo de chuvas no interior, tudo leva crer que vai precisar é de situação de emergência por excesso de água.

  3. joão carlos disse:

    falta é gestão, está chovendo muito mas a máfia dos carros pipa tem que continuar né? absurdo!

  4. Francisco Alves disse:

    Fácil a explicação Teodósio, sem licitação fica menos difícil as falcatruas! Simples assim.

  5. Teodósio disse:

    Não estou entendendo esse decreto, se várias cidades que constam da relação já teve açudes e barragens sangrando. Exemplo, Currais Novos. Diariamente estão sendo divulgados boletins de chuvas de grande porte em todo o Estado.

  6. Pedro disse:

    Correto o governo do RN

    • LULADRÃO disse:

      Correto o quê Ptralha? Açudes sangrando. Isso é roubar o nosso dinheiro.

Emparn confirma chuvas em todas as regiões do Estado para março, abril e maio, com até 533 milímetros

Foto: Sandro Menezes/ASSECOM/RN

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN – Emparn confirmou na manhã desta quarta-feira, 19, a previsão de chuvas acima da média histórica para o trimestre de março, abril e maio próximos. De acordo com o meteorologista Gilmar Bistrot, os padrões climáticos indicam a ocorrência de chuvas distribuídas em todas as regiões do Estado, sendo 479 milímetros na região Oeste, 376 na região Central, 342 na região Agreste e 533 milímetros na região Leste. Em todo o ano de 2019 a média de chuvas foi de 840 milímetros.

“A previsão climática, a partir das condições observadas desde janeiro deste ano indicam chuvas normais ou acima da média histórica para o Rio Grande do Norte”, afirma o meteorologista. Ele explica que explica que “as análises consideram parâmetros de temperatura na superfície dos oceanos, ventos e pressão atmosférica”. Segundo Bistrot há aquecimento no Atlântico Sul e temperatura baixa no Pacífico e isto favorece ocorrências de chuvas no Nordeste brasileiro nos próximos três meses. “Hoje há essa tendência”, reforçou.

A conclusão apresentada pela Emparn resulta das análises também de meteorologistas dos principais centros de previsão climática da região Nordeste que promoveram em Parnamirim, nesta terça-feira, 18, a III Reunião de Análise Climática para o Semiárido Nordestino – Etapa Rio Grande do Norte.

Os especialistas fizeram o balanço dos primeiros meses do ano, análises de modelos meteorológicos, condições atuais dos oceanos e elaboração de boletins para o período.

A governadora Fátima Bezerra participou da apresentação do boletim de análise e previsão climática, ocorrido no auditório da Governadoria, e avaliou o quadro como animador. Ela registrou que o Governo do RN tomou providências em apoio ao homem do campo como a distribuição de sementes no período certo para aproveitar o período das chuvas. “Inclusive”, destacou Fátima Bezerra, “este ano entregamos também sementes crioulas, que são adaptadas às condições de clima e solo de cada região do Estado, oferecendo assistência técnica pela Emater e apoio à agricultura familiar”.

O RN é o primeiro Estado no Brasil a implantar o sistema de aquisição e distribuição de sementes crioulas. Este ano foram investidos R$ 600 mil na compra de grãos produzidos pela agricultura familiar. “São produtos certificados pelo Mapa, de qualidade e com germinação garantida. E já estamos trabalhando para ampliar as compras para R$ 2 milhões em 2021, mais do que triplicando o investimento deste ano”, informou a Governadora.

A presença de técnicos da Paraíba, Bahia, Alagoas, Pernambuco e do Distrito Federal no RN para tratar do clima mostra que temos uma “integração regional dos estados que enfrentam as intempéries da seca e do semiárido. Isto é muito bom e produtivo por que estamos somando conhecimento e buscando soluções efetivas”.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar – SEDRAF, Alexandre Oliveira, disse que a ocorrência de chuvas regulares “beneficia o agricultor e a produção com garantia de colheita do milho e feijão principalmente, por que assegura a alimentação animal e humana, o que tem forte impacto econômico e social, mantendo as famílias produtivas. Temos no Rio Grande do Norte 60 mil cisternas e, com as chuvas, elas serão abastecidas, irão garantir o consumo humano, a segurança alimentar e a produção de forragem para as criações”.

César Oliveira, diretor geral da Emater, afirma que a chuva é insumo indispensável para as ações no campo. A ocorrência de precipitações regulares anima os agricultores e movimenta a economia principalmente para os pequenos e médios produtores”.

Também participaram da apresentação do relatório o coordenador da Defesa Civil estadual, tenente-coronel Marcos Carvalho, diretor do Instituto de Gestão das Águas do Estado do RN  – Igarn, Mário Manso, e meteorologistas dos estados que participaram da III Reunião de Análise Climática para o Semiárido Nordestino.

EMPARN registra chuvas acima de 100mm no feriado prolongado; veja por onde “caiu mais água”

Foto: Webdesigner/EMPARN

No feriado de fim de ano, desde a manhã de terça-feira (31/12), até a manhã desta segunda-feira (02), a Unidade de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte registrou chuvas em todas as regiões do Estado, com ocorrências mais intensas acima de 100 milímetros (mm). Por conta do recesso de fim de ano, em alguns municípios não foi possível confirmar o volume de chuvas, como em Portalegre, no Oeste potiguar onde teria sido registro o maior volume com 134 mm. Choveu com maior intensidade em Luís Gomes, com 144m; Severiano Melo, 100mm; João Dias, 90mm e Viçosa e Rodolfo Fernandes, com 60mm, em cada município.

O Chefe da Unidade de Metereologia da EMPARN, Gilmar Bristot, lembra que a previsão dos meteorologistas do Nordeste, na reunião de dezembro em Campina Grande/PB, foi de chuvas dentro da normalidade de janeiro a março de 2020, variando entre 290 a 310 mm, dependendo da região. O que ocorre no momento é a atuação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), além das águas do Oceano Atlântico Norte mais aquecida. Trata-se de um sistema de baixa previsibilidade que pode demorar entre 4 a 6 dias. Caso ocorra uma interação com a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), as chuvas poderão se prolongar por mais alguns dias.

Mais chuvas estão previstas para o interior e capitais do Nordeste, pela atuação do Vórtice Ciclônico. Quando a Zona de Convergência, segundo o meteorologista, ela costuma se estabelecer a partir de fevereiro. Outro lembrete de Bristot é que, no momento, o semiárido nordestino está na chamada estação pré-chuvosa. As próximas reuniões dos meteorologistas, agora em janeiro e a outra em fevereiro serão importantes para a definição da estação chuvosa no semiárido.

Previsão de chuva moderada e céu nublado para a semana no RN

A Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa do Rio Grande do Norte (EMPARN ) está prevendo mais chuvas para a semana que está começando. Segundo o meteorologista Gilmar Bristot, “as condições do oceano Atlântico Sul estão melhorando na questão referentes ao vento, campo de pressão e temperatura superficial das águas. Essas condições favoreceram a formação de instabilidades oceânicas, responsáveis pelas chuvas que caíram durante a última semana sobre a faixa litorânea nordestina”. Para os próximos dias as chuvas deverão acontecer em menor intensidade. Hoje (17), céu nublado com chuvas moderadas no litoral Leste. No Agreste, pancadas de chuvas. No interior céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas isoladas.

Amanhã, terça-feira (18), a previsão é de céu parcialmente nublado com pancadas de chuva moderadas no Litoral Sul e Região Metropolitana de Natal. No Agreste, pancadas de chuvas. Nas demais regiões a predominância é de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas na Região de Mossoró. Na quarta-feira, (19), com céu parcialmente nublado com chuvas no litoral Leste, Agreste e Oeste. Nas demais regiões, parcialmente nublado a claro.

Com base nas imagens do satélite meteorológico,  na quinta-feira (20) o céu estará parcialmente nublado a claro com possibilidades de chuvas no litoral Leste e Agreste e parcialmente nublado a claro nas demais regiões. Na sexta-feira (21) novamente céu parcialmente nublado a claro com chuvas na madrugada e amanhecer do dia no litoral Leste e Agreste e parcialmente nublado a claro nas demais regiões. O sábado (22) também com céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas no amanhecer do dia no litoral Leste e Agreste e parcialmente nublado a claro nas demais regiões. No domingo (23), véspera de São João, algumas chuvas na madruga e início do dia e céu parcialmente nublado a claro no restante do período no litoral Agreste e Leste  e, parcialmente nublado a claro nas demais regiões.

        FIM DE SEMANA

No fim de semana, da manhã de sexta-feira até a manhã de hoje (17), a Gerência de Meteorologia voltou a registrar chuvas em grande parte das mesorregiões Agreste e Leste do Estado. Na mesorregião Central choveu mais forte em Macau, 10,6 milímetros (mm) e Lajes, 8,7mm. Na mesorregião Agreste em Monte Alegre, 29,0mm e São Pedro, com 25,0mm.  Na Leste, em Montanhas, 69,2mm; Natal,  50,4mm e Parnamirim,  48,1mm.

Natal teve mais de 80 milímetros de chuvas entre quinta e esta sexta, e Baía Formosa registrou maior volume, com 157 mm; veja outras cidades

O boletim pluviométrico emitido pela Gerência de Meteorologia, referente ao período das 7h, dessa quinta-feira(13) até às 7h desta sexta-feira(14)registrou ocorrência de chuvas em 71 dos 173 postos de controle. Baia Formosa, na Mesorregião Leste Potiguar, registrou o maior volume de chuvas, com 157 mm.

Em seguida, ainda no Leste Potiguar, Goianinha com 94,4mm e Natal com 83,7mm. Na mesorregião Agreste Potiguar, Monte Alegre registrou 74mm, seguido de Bom Jesus com 52,4mm e Santo Antônio com 48 mm.

No Oeste Potiguar, os municípios de Mossoró, Venha Ver e José da Penha foram os que mais registraram chuvas, com 19,3mm, 16mm e 15mm, respectivamente. Na Central Potiguar, São Fernando registrou 23mm, Lagoa Nova, 22,7mm e Guamaré, 21mm.

A gerência informa que as chuvas devem continuar, com intensidade moderada e mais localizadas nas regiões Agreste e Leste, até próxima quarta-feira (19).

Pancadas de chuvas em todas em regiões do estado neste fim de semana; veja previsão da Emparn

Reprodução: Emparn

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) prevê pancadas de chuvas em todas as regiões do estado entre esta sexta-feira(10) e domingo(12) em decorrência da Zona de Convergência Intertropical.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sérgio Nogueira disse:

    Tradução: pode ir para praia.
    A EMPARN não acerta nem a "previsão do dia anterior". Impressionante.
    Não entendo a insistência em passar vergonha.

Emparn prevê mais chuvas em Natal e outras regiões do estado até o dia 24

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informou nesta quinta-feira(09) que até o próximo dia 16, chuvas devem variar entre 25mm na região Agreste, podendo chegar até 80 mm no Litoral e nas regiões Central e Oeste.

Segundo a Emparn, no período de 16 a 24, as chuvas devem variar entre 25 mm e 50 mm na faixa litorânea e as demais regiões do estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Magno Pegado disse:

    ESSAS PREVISÕES DA EMPARN SÃO VERDADEIRAS PIADAS.
    NUM ACERTA UMA
    .DINHEIRO JOGADO FORA E MAL UTILIZADO.
    AS PREVISÕES NÃO TEM A MENOR CREDIBILIDADE, INFELIZMENTE, POIS PODERIAM SER DE GRANDE VALIA.

Natal e regiões Oeste e Central do RN registram chuvas próximo ou acima da casa dos 100 milímetros; veja boletim pluviométrico na capital e interior neste fim de semana

Foto Ilustrativa

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte, em seu boletim pluviométrico neste fim de semana até o início desta segunda-feira(01), destaca grande volume de chuvas no interior do Rio Grande do Norte, assim como na capital. Registros em diversos municípios chegaram próximos dos 100 milímetros, e outros ultrapassaram. A região Oeste foi a mais banhada pelas águas durantes esses dias. Confira abaixo.

OESTE POTIGUAR

Portalegre(Particular) 108,5
Riacho Da Cruz(Emater) 108,3
Mossoró(Prefeitura) 106,5
Pau Dos Ferros(Particular) 101,0
Campo Grande(Particular 2) 99,7
Parau(Prefeitura) 99,4
Campo Grande(Particular) 94,3
Major Sales(Prefeitura) 84,4
Viçosa(Prefeitura) 82,4
Coronel João Pessoa(Emater) 81,2
Encanto(Prefeitura) 75,0
Felipe Guerra(Prefeitura) 73,0
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 71,2
Baraúna(Emater) 69,7
João Dias(Emater) 65,0
São Rafael(Emater) 64,6
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 64,0
São Rafael(Particular Ii) 63,4
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 60,8
Rafael Godeiro(Emater) 59,7
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 58,1
Parana(Emater) 58,0
Janduís(Emater) 55,8
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 49,0
Severiano Melo(Prefeitura) 48,5
Patu(Particular) 48,0
Porto Do Mangue(Prefeitura) 47,1
Messias Targino(Prefeitura) 44,6
Caraúbas(Particular) 43,3
Riacho De Santana(Emater) 37,0
Areia Branca(Emater) 34,6
Ipanguaçu(Emater) 33,3
Apodi(Prefeitura) 30,0
Pilões(Prefeitura) 26,0
José Da Penha(Emater) 23,6
Apodi(Base Fisica Emparn) 22,7
Lucrécia(Emater) 22,7
Rafael Fernandes(Emater) 22,3
Francisco Dantas(Emater) 22,0
Grossos 21,1
Carnaubais(Emater) 20,0
Jucurutu(Emater) 18,5
Martins(Particular) 18,5
Água Nova(Prefeitura) 18,0
Assu(Emater/st. Casa Forte) 17,4
Ipanguaçu(Base Física Da Emparn) 17,3
Dr. Severiano(Emater) 15,0
Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 12,0
Itajá(Emater) 8,0
Upanema(Prefeitura) 7,3
Tibau(Prefeitura) 4,9
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 3,2

CENTRAL POTIGUAR

Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 137,0
São Fernando(Emater) 90,4
São João Do Sabugi(Emater) 90,0
Caico(Emater) 86,5
Jardim Do Serido(Emater/passagem) 84,0
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 64,3
São Jose Do Serido(Fz Caatinga Grande) 62,0
Caicó(Acude Itans) 61,6
Caicó(Acude Mundo Novo-emparn) 59,0
Ouro Branco(Sindicato Trab.rurais) 51,6
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 51,5
Equador(Particular) 40,7
Florânia(Sitio Jucuri) 39,0
Fernando Pedroza(Emater) 38,0
Acari(Particular) 37,1
São Vicente(Emater(ex-particular)) 36,9
São José Do Serido(Associação Usuários Água) 35,3
Pedro Avelino(Base Física Da Emparn) 32,9
Santana Do Serido(Emater) 29,9
Parelhas(Emater) 27,0
Pedro Avelino(Particular) 25,9
Angicos(Prefeitura) 23,4
Cerro Cora(Emater) 20,0
Lajes(Prefeitura) 17,5
Santana Do Matos(Emater) 17,5
Guamaré(Lagoa Doce) 16,2
São Bento Do Norte(Prefeitura) 15,0
Macau(Posto Nosso Barco) 11,4
Jardim De Angicos(Emater) 10,6
Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 9,3
Lajes(Olho D´água Dois Irmãos) 5,0

AGRESTE POTIGUAR

Monte Alegre(Emater) 84,0
Vera Cruz(Emater) 74,4
São Pedro(Emater) 46,0
São Paulo Do Potengi(Emater) 43,0
João Câmara(Centro Saúde) 33,1
Rui Barbosa(Emater) 32,1
Coronel Ezequiel(Particular) 30,0
Parazinho(Emater – Ex-particular) 26,1
Jaçanã(Emater) 17,5
Sitio Novo(Prefeitura) 15,0
Tangará(Emater) 11,3
Santa Cruz(Emater) 1,7

LESTE POTIGUAR

Extremoz(Emater) 98,4
Natal 96,6
Parnamirim(Base Física Da Emparn) 75,1
Baía Formosa(Destilaria Vale Verde) 70,5
Goianinha(Emater) 56,1
Espírito Santo(Prefeitura) 50,6
Maxaranguape(Particular) 50,0
São Gonçalo Do Amarante(Base Física Da Emparn) 48,7
Ceará-Mirim 40,0
Montanhas(Prefeitura) 8,8

Emparn registra mais um fim de semana de boas chuvas no interior; veja por onde mais choveu

Emparn registra mais um fim de semana de boas chuvas no interior do RN, principalmente nas regiões Central e Oeste. Em São Vicente e em Santana do Matos (Central) choveu 96,5 milímetros e 71,2mm respectivamente.

É a Zona de Convergência Intertropical em plena atividade no semiárido nordestino.

OESTE POTIGUAR

Mossoró(Prefeitura) 83,5
Assú(Particular) 56,7
Janduís(Emater) 43,0
Assú(Emater/st. Casa Forte) 36,4
Itajá(Emater) 36,0
Severiano Melo(Prefeitura) 36,0
Ipanguacu(Base Fisica Da Emparn) 31,0
Portalegre(Particular) 27,0
Baraúna(Emater) 24,7
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 20,7
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 20,3
São Rafael(Emater) 12,0
Paraú(Prefeitura) 10,3
Martins(Particular) 10,0
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 10,0
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 9,5
São Rafael(Particular Ii) 7,5
Patú(Particular) 6,6
Jucurutu(Emater) 6,5
Pendências(Ana) 6,2
Porto Do Mangue(Prefeitura) 5,6
Campo Grande(Particular) 3,6
Rafael Godeiro(Emater) 3,5
Apodi(Base Fisica Emparn) 3,3
Messias Targino(Prefeitura) 3,0
Caraúbas(Particular) 1,3

CENTRAL POTIGUAR

São Vicente(Emater(ex-particular)) 96,5
Santana Do Matos(Emater) 71,2
Angicos(Prefeitura) 55,0
Fernando Pedroza(Emater) 40,0
Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 30,3
Macau(Defesa Civil (ex-emater)) 25,7
Florania(Sitio Jucuri) 17,8
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 17,8
Guamaré(Lagoa Doce) 16,7
São Bento Do Norte(Prefeitura) 15,0
Lajes(Olho Dagua Dois Irmaos) 13,0
Macau(Posto Nosso Barco) 10,6
Acari(Particular) 5,9
Pedro Avelino(Particular) 5,1
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 0,9
Cerro Cora(Emater) 0,2

AGRESTE POTIGUAR

Parazinho(Emater – Ex-particular) 24,6
João Camara(Centro Saude) 14,9
Jacana(Emater) 10,0
Santa Maria(Sind.trab.rurais) 5,0
Lagoa De Pedras(Prefeitura) 4,3
Monte Das Gameleiras(Emater) 3,0

LESTE POTIGUAR

Maxaranguape(Particular) 40,0
Extremoz(Emater) 36,2
Natal 19,0
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 2,1

Emparn registra maior volume de chuvas em Natal e Pendências, com 54 mm, entre quarta e esta quinta; veja boletim pluviométrico em outros municípios

Boletim pluviométrico compreende o período das 7h da quarta-feira(13) às 7h desta quinta-feira(14). Destaque para maior volume de chuvas na capital potiguar, com 54 milímetros – o mesmo registrado na cidade de Pendências, na região Oeste, seguido dos municípios de Rodolfo Fernandes(51,5mm), Grossos(45,5mm) e Alto do Rodrigues, com (43 mm).

Na região Central, Pedro Avelino(41mm), Lagoa Nova (39mm) e Carnaúba dos Dantas(35mm) foram destaques. Na região Agreste, bom volume de chuvas em Ielmo Marinho(48,4mm) e Parazinho(com mais de 29 mm). Confira outras cidades abaixo.

OESTE POTIGUAR

Pendências(Ana) 54,0
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 51,5
Tibau(Prefeitura) 48,1
Grossos 45,5
Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 43,0
Serra Do Mel(Prefeitura) 37,5
Areia Branca(Emater) 36,7
Ipanguaçu(Emater) 35,5
Mossoró(Prefeitura) 34,5
Itau(Particular) 32,0
Alto Do Rodrigues(Emater) 25,5
Coronel João Pessoa(Emater) 24,3
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 23,3
Encanto(Prefeitura) 23,0
Olho D’água Dos Borges(Particular) 19,6
Severiano Melo(Prefeitura) 19,0
Itajá(Emater) 18,6
Martins(Particular) 18,0
Assu(Emater/st. Casa Forte) 17,3
Apodi(Prefeitura) 16,0
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 16,0
Baraúna(Emater) 15,0
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 15,0
Dr. Severiano(Emater) 14,3
Riacho De Santana(Emater) 14,0
Messias Targino(Prefeitura) 13,7
Porto Do Mangue(Prefeitura) 13,2
Viçosa(Prefeitura) 13,0
Riacho Da Cruz(Emater) 12,6
Água Nova(Prefeitura) 12,5
Rafael Godeiro(Emater) 12,3
Jose Da Penha(Emater) 12,2
Francisco Dantas(Emater) 12,0
Luis Gomes(Delegacia) 12,0
Campo Grande(Particular 2) 11,6
Rafael Fernandes(Emater) 11,2
Lucrécia(Emater) 11,0
Major Sales(Prefeitura) 11,0
Caraúbas(Particular) 10,6
Assu(Particular) 10,2
Felipe Guerra(Prefeitura) 10,0
Parana(Emater) 10,0
Pilões(Prefeitura) 8,3
Apodi(Base Física Emparn) 8,0
João Dias(Emater) 8,0
Janduís(Emater) 7,8
Campo Grande(Particular) 7,4
Upanema(Prefeitura) 7,0
Patu(Particular) 6,5
Parau(Prefeitura) 5,6
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 4,1
São Rafael(Particular Ii) 2,7
São Rafael(Emater) 2,5
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 1,5

CENTRAL POTIGUAR

Pedro Avelino(Base Física Da Emparn) 41,0
Lagoa Nova(Emater/st. Humaita) 39,0
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 35,0
Lajes(Olho Dagua Dois Irmaos) 33,0
Guamaré(Lagoa Doce) 25,0
São Vicente(Emater(ex-particular)) 17,4
Pedro Avelino(Particular) 17,1
Angicos(Prefeitura) 16,3
São Fernando(Emater) 8,3
Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 7,2
Jardim Do Serido(Emater/passagem) 6,9
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 5,8
Fernando Pedroza(Emater) 4,2
Caico(Acude Mundo Novo-emparn) 3,0
Caico(Acude Itans) 2,9
Florânia(Sitio Jucuri) 2,8
São Jose Do Serido(Associacao Usuarios Agua) 2,5
Lajes(Prefeitura) 1,3

AGRESTE POTIGUAR

Ielmo Marinho(Prefeitura) 48,4
Parazinho(Emater – Ex-particular) 29,4
Monte Das Gameleiras(Emater) 12,2
João Câmara(Centro Saúde) 8,7
Santo Antonio(Emater) 7,5
Santa Maria(Sind.trab.rurais) 7,0
São Pedro(Emater) 6,5
Tangara(Emater) 5,6
Monte Alegre(Emater) 2,0
Rui Barbosa(Emater) 1,1

LESTE POTIGUAR

Natal 54,0
Montanhas(Prefeitura) 33,4
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 23,5
Parnamirim(Base Física Da Emparn) 5,5
Baia Formosa(Destilaria Vale Verde) 5,3
Espirito Santo(Prefeitura) 5,1
Extremoz(Emater) 3,9
Maxaranguape(Particular) 1,0

 

Condições de chuvas continuarão em Natal e interior entre esta quarta e sexta; veja previsão da Emparn

Reprodução: Emparn 

Empresa de Pesquisa Agropecuário do Rio Grande do Norte alerta para presença do sistema meteorológico Vórtice Ciclônico  de Ar Superior associado a Zona de Convergência Intertropical na região nordeste. Em resumo, pancadas de chuvas deverão permanecer pelo menos até sexta-feira(11), especialmente, no interior.