Secom explica mecanismo do Google e diz que é mentira que direcione intencionalmente verba publicitária para sites de “fake news” e conteúdos impróprios

Foto: Reprodução/Instagram

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República, através das redes sociais, diz que alguns portais de notícias têm espalhado a desinformação de que o Governo Federal, via Secom, direciona intencionalmente verba publicitária para sites e canais de “fake news” e de conteúdos impróprios. Mentira.

Segundo a Secom, milhões de empresas, estatais inclusive, pagam por publicidade via Google. “Contratam uma agência que define o público-alvo (via plataforma do Google) e o algoritmo distribui os anúncios automaticamente, sem que o anunciante ou o dono do site saibam quais irão aparecer”, explica.

Pot fim, a Secretaria diz que afirmar que a verba publicitária é direcionada intencionalmente pela Secom “é uma distorção ignorante, na melhor das hipóteses. Na pior, é uma tentativa deliberada de desinformar para influenciar a opinião pública. Desinformar, por ignorância ou por motivos duvidosos, não ajuda em nada o Brasil”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Abestalhado disse:

    O caso aí é só de inocência e incompetência. SÓ TEM PELÉ!

  2. Santos disse:

    Bom… Eu entendi que o governo fez dois milhões de anúncios em sites.
    E não que o governo fez anuncios em 2 milhoes de sites.
    Tá de onda né!
    A Secom usa fake news pra acusar de fake news?
    O doidera.
    Kkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Santos disse:

    A conversinha é essa!

  4. Maria Luiza Schneider disse:

    A OMS vai retomar os testes com a hidroxicloroquina em pacientes.

  5. Carlos Augusto disse:

    Se não funcionasse a própria OMS que antes havia desaconselhado, agora aconselha. Claro que a OMS não tinha interesse que o remédio fosse usado. Vai saber qual a intenção.

  6. Manoel disse:

    Quer dizer que eu pago por uma propaganda e nao tenho poder pra dizer onde quero o anúncio? Nao posso citar os sites de fake news que nao quero que o anúncio apareça? Alguém acredita nisso?
    É fake news em cima de fake news.

    • Ricardo disse:

      Se vc contratar via Google, não. Vou dar um exemplo: se vc procurar por 'sapatos masculinos', provavelmente nos sites que vc visitar vai ter propaganda de calçado lhe perseguindo.

    • Ricardo disse:

      Agora nada impede de vc anunicar diretamente com determinado site.

    • Deco disse:

      Tem que se informar melhor!!!! Tem que ler!!
      Sugiro que esse seu quesionamento vc tem que perguntar em particular pra algum conhecido ou pessoa que possui um mínimo de conhecimento de mídias digitais.
      Se não encontrar ninguem que possa dar um bom esclarecimento procure na própria internet. Isso evita emissão de opiniões vazias.
      Aí depois vem e da uma opinião mais realista.
      Fazer falsas insinuações sem nenhuma base de conhecimento é dose pra Leão.

    • Acorda Brasil disse:

      Brasileiro adora falar do que não entende… kkkk Eu anuncio no AdSense, e não, você escolhe palavras chave. O que acontece é que os sites incluem palavras chaves descontextualizadas para capturar anúncios e lucrar mais.

    • Kelil Marcilio disse:

      Pode sim! Você tanto pode excluir sites que você não queira que apareça a publicidade, como pode direcionar apenas para o site que você queira que apareça!

      Na seleção do público-alvo também pode escolher alguns termos que temas que você NÃO quer que esteja associado à sua publicidade!

    • Ricardo disse:

      Ok, grato pelos esclarecimentos. E se simplesmente o anunciante não tiver
      a preocupação de fazer essa flitragem/direcionamento? Num site de pornografia
      alguém pode, numa área de comentários, falar de política.

  7. Neco disse:

    Esses anúncios do Google são direcionados com base em algoritimos. Ele usa as palavras que vc anda usando nas pesquisas para direcionar anúncios nos sites que vc vistia. Nem o anunciante escolhe o site, nem o site escolhe o anunciante.

    • Arthur disse:

      Mas é possível criar uma lista de sites que a propaganda não seja vinculada, é bem simples, inclusive.

  8. André Fortes disse:

    Mais um estudo mostrou que a cloroquina não funciona. Mortes no Brasil não param de acelerar, país se tornando epicentro mundial do Covid. Enquanto isso o governo promove a distribuição de cargos ao Centrão.

    Não entendo como alguém ainda apoia o retardado do bolsonaro

    • Neco disse:

      Mais um estudo mentiroso. Como o que foi desmascarado ontem.
      cloriquina funciona nos estágios iniciais.
      Pare de mentir. Deus tá vendo.

    • Raimundo disse:

      Nunca vi alguém cegar por conta de uma ideologia ao ponto de torcer contra um remédio. É muita devoção

EUA pedem informação sobre chefe da Secom, que está com coronavírus e esteve com Trump

Fabio Wajngarten ao lado de Donald de Trump | Reprodução / Facebook

A embaixada dos EUA em Brasília entrou em contato com governo por causa da informação de que Fabio Wajngarten, chefe da Secom, está com coronavírus.

Motivo: Wajngarten esteve com Donald Trump no sábado num jantar oferecido pelo presidente americano a Jair Bolsonaro, na Flórida.

Wajngarten, que está neste momento em sua casa, em São Paulo, de quarentena, foi diagnosticado como portador do coronavírus depois de exames no hospital Albert Eisntein, em São Paulo.

Na foto acima, Fabio Wajngarten, à direita, está ao lado de Donald Trump, Mike Pence, vice-presidente dos EUA, e o apresentador de TV Álvaro Garnero.

Lauro Jardim – O Globo

Bolsonaro mantém chefe da Secom: “Se foi ilegal, a gente vê lá na frente, mas pelo que eu vi, até agora, tá tudo legal”

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que o chefe da Secretaria Especial da Comunicação Social (Secom) da Presidência, Fabio Wajngarten, continua no cargo.

Reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” publicada na última quarta-feira revelou a existência de conflito de interesse envolvendo o assessor. Ele comanda o órgão que define gastos publicitárias do governo e ao mesmo tempo mantém-se como sócio principal de uma empresa que recebe de emissoras e agências de publicidade beneficiadas pela Secom.

“Se foi ilegal, a gente vê lá na frente, mas pelo que eu vi, até agora, tá tudo legal com o Fabio. Vai continuar. É excelente profissional. Se fosse um porcaria, como têm muitos por aí, ninguém tava falando”, disse Bolsonaro ao sair do Palácio da Alvorada.

Denúncia

Segundo a “Folha”, Wajngarten permanece como sócio da FW Comunicação e Marketing. Ele tem agências e TVs como clientes, entre eles a Band e a Record, que também recebem do governo, e cuja participação na verba publicitária da Secom vem crescendo nos últimos anos.

Para o jornal, a prática implica conflito de interesses e pode configurar improbidade administrativa, já que a lei “proíbe integrantes da cúpula do governo de manter negócios com pessoas físicas ou jurídicas que possam ser afetadas por suas decisões”.

Na última quarta-feira, Wajngarten fez um pronunciamento à imprensa. Na fala, ele contou sua história como empresário do ramo de medição de audiência e se recusou a responder às perguntas dos repórteres.

Ele afirmou que a matéria da “Folha” não foi justa, equilibrada nem imparcial. “A matéria tem nome e sobrenome. E, se determinados grupos de comunicação ou institutos de pesquisa tinham em mim a tentativa de construção de uma ponte de diálogo, essa ponte foi explodida agora”, disse.

Com informações da Valor

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Nso sei porque essas meninas estão tão alvorossadas
    Pra que a pressa para condenar, tem que apurar, dar o direito a defesa.
    Principalmente de onde veio a informacao, uma fonte duvidosa, sem credibilidade.
    O Presidente é forte sabe o que esta fazendo, não venha com pressão desnecessária.
    A "foia" e a "gloibo" não aguentam mais um ano de pau, vao quebrar no meio do caminho

  2. Flaviano disse:

    Vtnc! O cara recebendo dinheiro de empresa contratada do governo e não tem nada ilegal?!?!

  3. VTNC disse:

    A “a fôia” é inconfiável , tem dna de petralhas !!! O País e o Presidente não pode ser influenciado por este Pasquim !!!!

  4. Fernando disse:

    na gíria da gente é você dizer, que é rapousa tomando conta de galinheiro!

  5. Bolsominion disse:

    Os malas do PT pelo menos tentavam esconder. Agora o mito diz TEM PROBLEMA NÃO. DEPOIS A GENTE VÊ. Esse meu presidente é

  6. André Fortes disse:

    O cara dizia aos berros que ia acabar com a mamata da imprensa.
    Logo ele, que se ajoelhou aos pés de Edir Macedo…

  7. natalsofrida disse:

    O cara matou a pau, essa petralhada é toda terrorista e canalhas, vermes nojentos, até a família envolveram, mas vão pagar caro.

    • Ricardo Fraches disse:

      Presidente Bolsonaro parece um débil mental, irresponsável e incompetente. Ao afirmar "Se foi ilegal, a gente vê mais a frente"
      O Presidente não tem o direito de não trabalhar. Tem que tomar providências na hora, e não deixar para depois.

  8. JegueDegue disse:

    V-A-G-A-B-U-N-D-ÔÔÔÔ

  9. Bolsominion disse:

    Acabou a mamata. E Lula? E o PT? hahahahaha

  10. Luiz Antônio disse:

    Estamos de 👀

  11. Silvio disse:

    Só quem pode exonerá-lo é Bolsonaro, o presidente da república. Nem o congresso, muito menos o STF. Faça sua análise

  12. Giba disse:

    Arregou o BOZO sempre assim, foi com o lorenzonni, o ministro do Turismo, o ministro do meio ambiente, e o gado falar nada, kkkk

  13. Papa Jerry Moon disse:

    Vê lá na frente? Esse sujeito não sabe tomar as decisões certas quando precisa. Vai esperar a opinião dos filhos, é?

Folha diz que chefe da Secom recebe dinheiro de emissoras e agências contratadas pelo governo federal

Foto: Reprodução/Youtube

Chefe da Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República), Fabio Wajngarten recebe, por meio de uma empresa da qual é sócio, dinheiro de emissoras de TV e de agências de publicidade contratadas pela própria secretaria, ministérios e estatais do governo Jair Bolsonaro.

A Secom é a responsável pela distribuição da verba de propaganda do Planalto e também por ditar as regras para as contas dos demais órgãos federais. No ano passado, gastou R$ 197 milhões em campanhas.

Wajngarten assumiu o comando da pasta em abril de 2019. Desde então, se mantém como principal sócio da FW Comunicação e Marketing, que oferece ao mercado um serviço conhecido como Controle da Concorrência. Tem 95% das cotas da empresa e sua mãe, Clara Wajngarten, outros 5%, segundo dados da Receita e da Junta Comercial de São Paulo.

A FW fornece estudos de mídia para TVs e agências, incluindo mapas de anunciantes do mercado. Também faz o chamado checking, ou seja, averiguar se peças publicitárias contratadas foram veiculadas.

A Folha confirmou que a FW tem contratos com ao menos cinco empresas que recebem do governo, entre elas a Band e a Record, cujas participações na verba publicitária da Secom vêm crescendo.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    Nao tem nada , a firma dele faz outros tipos de trabalhos do que propaganda estatal, ela faz checagem de Midia , o problema é que a folha quer mais propaganda e isso não vai ter mais

  2. Minion alienado disse:

    Só tem gente boa na extrema-direita 😂 Só os minions alienados defendem.

  3. Naldinho disse:

    Culpa de LULA

  4. Antonio Turci disse:

    Caso seja verdade, Bolsonaro certamente afastará o suspeito e caso comprovado o ato lesivo, sem dúvida demitirá o cidadão.

  5. Dan disse:

    Demite esse vagabundo … Não temos bandidos de estimação …

  6. Bento disse:

    Qualquer notícia da "foia" bote um pé na frente e outro atrás senão …
    Você cai do cavalo.
    Pense numa desgraça do capeta

  7. Erinaldo disse:

    A SECOM é vinculada diretamente à presidência da república, vale ressaltar!

  8. djailson disse:

    e ai bolsonaro traíra vai demitir?

  9. socorro medeiros disse:

    HUM, FOSSE no governo do PT taa todo mundo gritando inclusive a midia bolsonarista do Rn…escandalizando..gritando

Bebianno confirma general para Secom e diz que porta-voz será escolhido por Bolsonaro

O futuro ministro-chefe da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, confirmou que outro general da reserva, o ex-comandante do Haiti Floriano Peixoto Vieira Neto, cuidará na transição da parte de contratos de publicidade do governo, como O Antagonista antecipou.

“Ele está analisando, por exemplo, os contratos que estão em andamento e vencem nos próximos meses, como os que cuidam das redes sociais e outros canais institucionais.”

Bebianno afirmou à Folha que “o porta-voz será escolhido pelo próprio presidente”.

O Antagonista e Folha de São Paulo

 

Após troca de farpas de Carlos Bolsonaro e O Antagonista sobre cargo em ministério, presidente eleito reconhece erro e recua

Reprodução

Filho de Bolsonaro detona o Antagonista e diz que informação de ministro não procede mesmo com o áudio da entrevista do futuro presidente confirmando. Ele também anunciou nas suas redes que reassumirá o mandato de vereador no Rio já na próxima semana que vai se afastar da comunicação do pai.

Depois de dizer em entrevista para O Antagonista que poderia nomear seu filho para a Secom, Jair Bolsonaro reconheceu o erro e recuou.

Ele afirmou agora há pouco:

“Não tem nada certo, dificilmente ele vai para lá”.

Carlos Bolsonaro dá ponto final

Na sua conta no Twitter, Carlos Bolsonaro reiterou que já contribuiu o possível durante a campanha do pai. Ele foi o responsável pelas redes sociais e também fazia papel de assessor de imprensa no Rio de Janeiro.

Carlos Bolsonaro destacou que o “ciclo fechou” e que retornará à Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro na próxima semana.

“O meu ciclo de tentar ajudar diretamente chegou ao fim. São 18 anos de vida pública dedicados ao que acredito. Estes últimos três meses de licença não remunerada para acompanhar o que sempre acreditei se encerram. Semana que vem volto às atividades na Câmara de Vereadores do Rio.”

Com acréscimo de informações de O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. realmadriddepiumgenerico disse:

    Esse é o chamado governo "coro de pica". Vai f….. o povo literalmente. O presidente não sabe o que faz, governa como quem posta no zap. Diz e volta atrás.

  2. joao disse:

    O Capitão bufa e corre, se ninguém reclamar, ele vai em frente….se não, ele nega que peidou…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Fernando disse:

    Vou perguntar de novo?
    Quando o PT nomeou Vaccari consultou alguém?
    Quando o PT nomeou Delúbio consultou quem?
    Quando o PT se alinhou com Yousself consultou alguém?
    Quando o PT nomeou Bendini consultou alguém?
    Quando o PT nomeou Cerveró consultou guem?
    Quando o PT ia nomear seus escolhidos de confiança, consultava quem? Hoje sabemos que os escolhidos do PT estão envolvidos em escândalos de todo tipo, forma e valores, não? quer a lista?
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    E tantos outros, uma centena.
    Quando o PT escolhia to os ocupantes de todos os cargos importantes consultava quem? O histórico do indicado tinha 01 requisito: Ser amigo e saber executar e manter em segredo as artimanhas dos desvios de recursos públicos. Estão reclamando do quê?

    • Matheus Fama disse:

      Existe pessoas cegas e depois o Fernando, cara; o PT já morreu, acabou-se, praticamente não existe mais esse partido. Porém não vamos ser cegos, colocamos o BOLSONARO para ser DIFERENTE, e temos o dever de cobrar. Não adianta dizer que o PT fazia também, se ele fizer a mesma coisa. Queremos mudança!

    • Cícero disse:

      Não entendo, vcs votaram no CAPITÃO pra fazer igual ao PT?, Se todo erro do Bolsonaro for justificado por que o PT "fazia igual" não vai dá certo

    • Julio disse:

      Eles jogam a notícia, se colar, colou, é assim que Bolso faz, não tem como ele raciocinar, não sabe.

    • Thiago disse:

      O ERRO só toma forma QUANDO ACONTECE DE FATO, antes disso é mera suposição.
      O filho de Bolsonaro foi nomeado? Se sim, Matheus e Cícero estão cobertos de razão, se não, estão fazendo afirmações sobre suposições, ou seja, nada com nada, apenas acusações.
      Cícero e Matheus, o quê o capitão fez igual ao PT? Quando ele roubou, desviou, nomeou corrupto, faliu a petrobrás, aparelhou os órgãos com pessoas do partido e partícipes dos desvios? O capitão responde a processo? O capitão deixou a inflação voltar? O capitão é aliado político das ditaduras de Cuba e Venezuela? Onde está essa "igualdade" entre o capitão e o PT? Parece que vocês sequer sabem o significado de SER IGUAL.

    • Matheus Fama disse:

      Thiago, você parece ser mais cego que o Fernando, eu falei "se ele fizer" "fizer" é Subjuntivo do futuro, então ele não fez, é uma suposição baseada no próprio áudio da entrevista do Bolsonaro. Ele afirmou que nomearia o filho. Votei nele, espero mudanças, mas não sou cego, se tiver um pingo de atitude igual ao o PT, serei o primeiro a meter o pau. Não sou lunático.

    • Thiago disse:

      Ser radical é uma pratica ruim em qualquer ocasião. Não deveria ter votado em Bolsonaro, esse "ser perfeito" que você deseja, não existe. O "ser" que não comete erros ainda não nasceu e talvez nunca apareça. Principalmente no Brasil onde o conchavo e as situações possuem vícios desde seu descobrimento e isso não deixará de existir nem com um passe de mágica. Você nasceu no mundo errado Matheus, até no paraíso, onde só existiam Adão e Eva houve erro.

    • Matheus Fama disse:

      Vivemos numa democracia semidireta, eu voto em quem quiser e tenho todo direito de cobrar. Se Bolsonaro fez a campanha dele baseada no Antipetismo, eu, como todo eleitor de bem, não vamos admitir ele ser igual ao PT. Não existe perfeição, até por que ele não é flor que se cheire, farinha do mesmo saco. Só votei nele, porque não suportava mais o PT. Vamos ser coerente nos nossos comentários e não lunáticos, não fui radical, não acusei(aprenda que os tempos verbais). Só que EU não tenho político ladrão de estimação, pode ser meu pai, se fizer errado, vai levar fumo do mesmo jeito, abra sua cabeça. Abraço

Gerson na Comunicação, Márcio na Semob e Jean Valério na Secopa

Nos bastidores, os nomes dos novos secretários de Micarla de Sousa já está definido, mas até esse momento ninguém confirma. Uma reunião está marcada para a tarde desta sexta-feira (3) somente para confirmar os nomes da reforma do secretariado.

O atual secretário de Comunicação (Secom) Jean Valério deixará a pasta e partirá para a Secretaria da Juventude, Esporte, Lazer e Copa do Mundo Fifa 2014 (Sejel/Secopa) ocupando o cargo do árbitro Rodrigo Cintra, que volta para a Bahia em definitivo para apitar os jogos do Baianão. No lugar de Jean, quem assume é o também jornalista Gerson de Castro, que vinha desempenhando um excelente trabalho na Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn).

Outras duas mudanças certas são: a saída de Elizabeth Thé, da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), que deixará a cadeira de titular da pasta para o atual diretor de Fiscalização de Trânsito Márcio Sá; e a Secretaria de Gabinete da Prefeitura (Segap), que terá o vereador Heráclito Noé ocupando o cargo de secretário-chefe de Gabinete deixado por Kalazans Bezerra.

Até agora, nenhum dos novos secretários confirmou a escolha. Mas, o blog já sabe. Somente uma tempestade daquelas para mudar esses nomes.

Ah! Nunca é demais lembrar que os bem avaliados Walter Fonseca (Educação), Maria do Perpétuo Socorro Nogueira (Saúde) e Antônio Luna (Planejamento) dificilmente largarão o osso do primeiro escalão da Borboleta.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. caio fábio disse:

    Só se for bem avaliado pela prefeita, porque a educação está um caos.

Ex-assessor da prefeita recebe R$ 16 mil da Prefeitura morando fora do país

O vereador Júlio Protásio se espantou com a informação da Secretaria de Comunicação (Secom) de que o ex-assessor da prefeita Micarla de Sousa e jornalista, Nélio Júnior, que mora no Canadá, mantém um contrato que alimenta um pagamento mensal de R$ 16 mil.

Indignado com o valor pago, o parlamentar invocou a imoralidade para solicitar o cancelamento imediato do contrato.

“Recomendo suspender o contrato, imediatamente, de um jornalista que é ex-assessor da prefeita e que nem mora mais no Brasil, mas que recebe R$ 16 mil todos os meses. Considero até imoral esse contrato e esse pagamento”, disse.