Tomba critica 11 meses da gestão Fátima e diz que governo “só está gerindo as suas próprias contas”

Foto: Divulgação/ALRN

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) avaliou, nesta quarta-feira (13), durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa, os 11 primeiros meses de gestão da governadora do Estado Fátima Bezerra (PT). Segundo ele, os serviços são mal prestados e nem mesmo o pagamento das emendas parlamentares está sendo respeitado.

“O Governo precisa cumprir com as suas obrigações e respeitar, pelo menos, as obras e as ações oriundas de emendas nossas. Queremos um calendário, queremos saber quando elas serão empenhadas e posteriormente pagas”, pronunciou-se, pedindo uma intervenção do secretário de Gestão de Projetos e Articulação Institucional (Segai), Fernando Mineiro, que relatou o Orçamento 2019.

Além do não pagamento das emendas, Tomba Farias comentou os atrasos de fornecedores e cooperativas, lembrando que os salários atrasados também não têm sido honrados pelo Governo. “Os serviços estão mal prestados e atrasos acontecendo, mas a atual gestão não paga nada anterior, só está gerindo as suas próprias contas”, finalizou o deputado.

ALRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gato Mestre disse:

    Deputado falastrão, ao longo de sua carreira política fez campanha pra os cretinos que nos atolaram nesse buraco, parceiro de Henrique Eduardo Alves. Cretino.

  2. Edson disse:

    fazendo mais que robinho que nao geriu as dele!!!

  3. Anti-Político de Estimação disse:

    E quais as sugestões que o nobre Deputado tem a oferecer ? é disso que o Estado e o País precisam, e não de blá-blá-blá inútil e politicagem barata de um lado e de outro.

Tomba cobra o “dever de casa” a Fátima Bezerra e defende privatização de estatais e federalização da UERN

Observando que a atual administração estadual está repetindo os mesmos erros das gestões dos ex-governadores Rosalba Ciarlini e Robinson Faria, o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) cobrou que a governadora Fátima Bezerra (PT) faça o “dever de casa” necessário para tirar o Rio Grande do Norte do estado de crise em que se encontra. O parlamentar disse que Fátima tem a obrigação de tomar decisões duras, como a privatização de estatais, como a Caern, Potigás, a federalização da UERN, além da revisão do pagamento do contrato do estádio Arena das Dunas.

“São medidas necessárias. O governo tem que abrir mão do cômodo discurso populista do sindicalismo e cortar a própria carne. Não há mágica para tirar o estado da crise. A não execução de medidas dessa natureza só vai aprofundar cada vez mais o rombo nas contas públicas. Vale lembrar que o déficit de caixa aumenta a cada mês”, disse.

CONTRAPARTIDA

Destacando que não tem nada contra a Universidade do Rio Grande do Norte, Tomba Farias disse, no entanto, que a federalização da UERN, por exemplo, tem que ser discutida, já que o ensino superior não é obrigação do estado. Na opinião do parlamentar, a federalização da universidade pode ser viabilizada junto ao governo Bolsonaro como sendo uma de forma *contrapartida* para o apoio do Estado a reforma da Previdência. Tomba ressalta que a instituição consome anualmente cerca de 380 milhões dos cofres públicos para atender inclusive alunos de outros estados, como o Ceará, Paraíba e Pernambuco”, disse. Ilustrando a sua opinião, o parlamentar ressaltou que pagar uma universidade privada para alunos do Rio Grande do Norte sairia ainda mais barato do que manter a Universidade.

Para o parlamentar, não adianta Fátima ficar cobrando apenas austeridade dos Poderes, sem “cortar” a própria carne e rever o pagamento do contrato com o Arena das Dunas, as privatizações da Potigás e da própria Caern, que ao ser privatizada geraria uma receita de milhões de ICMS, imposto do qual atualmente ela é isenta por ser uma empresa estadual.

Para Tomba, se essas medidas tivessem sido efetivadas pelos governos anteriores, o estado não estaria com a folha de pagamento dos servidores em atraso, e o governo teria dinheiro em caixa para investir no seu desenvolvimento, ao exemplo da vizinha Paraíba.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fábio disse:

    Caro Tomba!! Na Paraíba existe UEPB e o Estado é saneado!! O que falta no RN é gestão para aumentar receita pra ampliar a régua do limite de gastos…cortar gastos é importante, nas não só pra pagar folha de pessoal… E como é que fica os fornecedores e o déficit de policiais??? O RN precisa de desenvolvimento industrial, que gere ICMS!!!

  2. Carlos Morais disse:

    Com relação a UERJ nada vai acontecer pq o lobby dos sindicatos é grande. Mas tá mais que provado que o custo/benefício que aquela instituição entrega a sociedade é enorme. Ora os recursos públicos que o Tesouro Estadual disponibiliza para a UERJ faltam para investir no Ensino Médio.falo isso na condição de ex aluno pois há 10 anos ingressei naquela casa como aluno da graduação aqui em Natal onde funciona precariamente única e exclusivamente pelo esforço do grupo de servidores.antes na Ribeira no prédio da E.TC e logo depois no prédio da antiga penitenciária João Chaves vizinho ao prédio inacabado do novo Campus.defendo a Federalização da Universidade pois é obrigação da União Federal manter o Ensino Superior Gratuito.

  3. paulo martins disse:

    A propósito da CAERN, especificamente, diz-se que este monopólio estatal emprega cerca de 10 burocratas (regiamente pagos) para cada trabalhador de campo, quais sejam, aqueles que lidam diretamente com as atividades-fim da empresa.
    Quipranóis: belíssimo perfil de competitividade o dessa escavadora de buracos, não é mesmo?

  4. João Batista disse:

    Esse Deputado defende a UERN "sair" do Estado, porque ela tem o Campus Central em Mossoró. Se fosse em Natal ou Santa Cruz a "conversa" seria diferente.
    Quanto a privatização da CAERN é uma irresponsabilidade, por dois aspectos; 1º) porque ele quando foi Prefeito não privatizou o SAAE de Santa Cruz? e 2º) porque caso privatizada, e ele bem disse, pagaria ICMS. Isso aumentaria significativamente o valor da tarifa, especialmente para as menores cidades do Estado.
    Esse Deputado é simplesmente , ridículo…

  5. Maria disse:

    Tomba,venda seus bens e pague a dívida do Estado.Voce tá querendo deixar mais famílias desempregadas?Foi para isso então que elegemos você?

  6. Luiz Moreira disse:

    A proposta de "federalização" a UERN não tem qualquer viabilidade. Os professores vão passar a ser funcionários federais? E os alunos vão poder pedir transferência para Universidades federais! ?? Totalmente impossível. Mais fácil cobrar uma mensalidade abaixo do mercado e aliviar os cofres do estado, enquanto não vem um governador de coragem para fechar.

    • Gil disse:

      Bota os professores p ensinarem no Anísio Teixeira e Churchil, cria bolsa de estudos p os alunos e fecha. É dinheiro demais gasto com essa Uern.

  7. Luiz Martins disse:

    O Deputado calado e um poeta

MPF pede impugnação da candidatura de Tomba

A Procuradoria Regional Eleitoral opinou contra o deferimento do registro de candidatura do deputado estadual Tomba Farias, que aparece nas pesquisas eleitorais como o nome mais citado na disputa pelas vagas da Assembleia Legislativa.

Em parecer encaminhado à Justiça Eleitoral, a procuradora Cibele Benevides justifica que o deputado tem condenação colegiada, ou seja, decisão tomada por uma Corte de Justiça, critério que lhe impediria de disputar a eleição. Ela evocou a Lei da Ficha Limpa.

“As hipóteses de inelegibilidade previstas na LC 135/2010 [Lei da Ficha Limpa] são aferidas no momento do registro de candidatura, aplicando-se inclusive às situações configuradas antes de sua entrada em vigor”, pontuou a procuradora.

Por outro lado, a agente do MPF destacou que condenação por improbidade, conforme previsão legal, necessariamente acarreta em perda de direitos políticos.

A condenação de improbidade administrativa em questão foi tomada pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Posteriormente, em embargos de declaração, o TRF5 revisou o posicionamento e absolveu Tomba. Ao STJ, o MPF recorreu e conseguiu restaurar a condenação.

“Tendo em vista que nenhuma decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região foi proferida posteriormente, permanece em vigor o acórdão originário da Apelação Cível nº 566952/RN, no qual restou mantida a condenação de Luiz Antônio Lourenço de Farias, à sanção de suspensão dos direitos políticos em virtude do cometimento de atos de improbidade administrativa descritos no art. 10, II, VIII e XI, da Lei 8.429/1992”, escreveu a procuradora eleitoral.

O juiz Francisco Glauber Pessoa Alves decidirá o caso.

A defesa do deputado Tomba Farias ainda não se manifestou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ANTONIO FELIX NETO FELIX disse:

    A LEI É PARA TODOS. A LEI DO FICHA LIMPA TEM QUE SER RESPEITADA.

  2. Luciana Morais Gama disse:

    E o Mauricio Marques que tem muito mais processos do que Tomba, pq não é tratado da mesma maneira??

  3. João Augusto disse:

    E o ex prefeito de Parnamirim Maurício Marques campeão de processos que ainda não deu em nada…….

TJRN rejeita denúncia contra Tomba Farias e sua esposa por acusação apresentar prova ilegal

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte rejeitou denúncia contra o deputado estadual Tomba Faria e a prefeita de Santa Cruz, Fernanda Costa Bezerra, em razão das provas utilizadas contra ambos no oferecimento da denúncia terem sido obtidas de forma ilegal.

As provas pelas quais o MPRN ajuizou ação penal foram obtidas em ação deferida por juízo eleitoral que apurava abuso de poder na eleição de 2016 em contratos mantidos com uma farmácia e um posto de combustíveis de Santa Cruz.

Tomba e sua esposa possuem prerrogativa de foro no Tribunal de Justiça, único que poderia ter autorizado ação de busca e apreensão para sustentar investigação sobre ambos.

No julgamento, restou o entendimento que é preciso o respeito ao regramento jurídico e que não podem ser admitidas provas colhidas de forma ilegal para consecução penal. Os elementos, no entanto, seguem válidos para ação eleitoral.

Por outro lado, o Tribunal de Justiça recusou o pedido para nulidade do acordo de delação premiada firmada entre Gilcelly Adriano Medeiros de Araújo e Arílson Medeiros de Araújo com o MP.

A contribuição que ambos deram às investigações seguirão válidas para ações futuras.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rodolfo disse:

    Informe também que o TRE e o TSE consideraram essa busca e apreensão completamente legal.
    Só o TJ embarcou nessa tese.

  2. Armando cruz de madeira disse:

    O que dinheiro e pêia não der jeito…..nada dará mais.

  3. Tomaz disse:

    Sem comentários.

  4. arildo disse:

    Eita "justiça" cheia de moral, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Depois, os juízes dão pití se o cidadão diz que eles são desmoralizados.

Tomba agradece Governo pela recuperação de estradas da Região do Trairi

O deputado estadual Tomba Farias (PSB) agradeceu, em nome da população do Trairi, o início da recuperação das estradas da Região, autorizada pelo Governo do Estado. De acordo com o parlamentar, em pronunciamento nesta quarta-feira (16) na Assembleia Legislativa, as obras foram iniciadas no município de Japi e seguem para outras cidades em breve.

“Há 10 dias, fiz um pedido ao general Fraxe, diretor do Departamento de Estradas de Rodagem, e também ao governador Robinson Faria, que realizassem obras de tapa-buraco nas vias que levam às cidades da Região e agora quero agradecer pelo início das obras, que são importantíssimas para a segurança dos motoristas que transitam na localidade”, disse ele.

Além da via que leva à Japi, Tomba Farias ressaltou a necessidade de recuperação das estradas de Coronel Ezequiel, Sítio Novo, Tangará, Lajes Pintadas e Campo Redondo. Em aparte, o deputado estadual Vivaldo Costa (PROS) também agradeceu ao Governo pela recuperação das vias do Seridó.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Kleber disse:

    Sera que tem algum fantasma rodando as estradas do trairi?

Tomba comemora aniversário com shows das bandas Grafith, Farra de Rico e Lucas&Miguel

O deputado estadual Tomba Farias (PSB) está ultimando os preparativos para a comemoração do seu aniversário, que será realizada no próximo domingo, dia 1º de novembro, em Santa Cruz. A exemplo do que faz todos os anos, o parlamentar está convidando para o evento a população de Santa Cruz, além de amigos, correligionários e lideranças da política estadual. A festa terá inicio às 19 horas, com uma missa de Ação de Graças, a ser celebrada na Igreja Matriz. Em seguida, a programação prossegue com shows das bandas “Grafith”, “Farra de Rico” e “Lucas&Miguel”, que vão se apresentar ao ar livre, no pátio da Igreja Matriz, onde a festa, que é aberta ao público, atinge o seu ponto alto.

Principal líder político da região do Trairi, Tomba destaca que, a exemplo do faz todos os anos, a comemoração terá uma ampla participação da população. “Santa Cruz é a minha família, e nada mais certo do que comemorar a data com todos”.

O parlamentar enfatiza ainda que a festividade do seu aniversário é também um momento especial de agradecimento por todas as conquistas alcançadas. “Vamos agradecer todas as benções recebidas. Estamos felizes por continuar podendo servir ao povo do Rio Grande do Norte e da região do Trairi “, explica.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Elves Alves disse:

    Quanto pior a seca de água e a fome de pão, tanto maior a farra dos políticos e o circo da plebe rude.

  2. Bismarck Pereira Sátiro disse:

    Meu Deus, todos queremos esta fórmula, esse homem não tem crise não? essas bandas vão tocar de graça? eita, se o Ministério Público for verificar… E a banda Grafite pode tocar festa pública de órgão governamental? veremos…

    • Val Lima disse:

      O evento é bancado pelo Deputado…não tem dinheiro público…. de acordo com a assessoria dele

Tomba defende Agripino

DEPUTADO TOMBA FARIAS 02O deputado estadual Tomba Farias (PSB) disse hoje, durante pronunciamento na Assembléia Legislativa, que o governo do PT se defende atacando homens públicos, como o senador José Agripino Maia (DEM), cuja história todo o Rio Grande do Norte conhece. Líder das bancadas do PSB e PDT no Legislativo estadual, Tomba destacou ainda que o governo da presidente Dilma Rousseff tem feito tudo diferente do que prometeu durante a campanha política.

“O Pronatec está atrasado, houve aumento de combustível e energia, o programa Minha Casa Minha também está atrasado, assim como vários outros programas sociais do Governo Federal”, destacou.

Assinalando que José Agripino é “um nome íntegro e decente”, Tomba Farias enfatizou que todo o Rio Grande do Norte conhece a sua história. “Eu acredito em José Agripino, que é uma pessoa que sempre ajudou Santa Cruz e toda a região do Trairi”, reforçou.

De acordo com o parlamentar, o PT tem todo o direito de se justificar, mas sem agredir as pessoas que têm serviço prestado ao Rio Grande do Norte. “ O PT, ao invés de mostrar soluções para os problemas, procura agredir e falar mal de pessoas que tem história no Estado. Agora a hora é de mostrar as soluções, e não de querer culpar políticos e a mídia”, finalizou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Não trabalho com piadas e sim fatos. Quem acusa o PT é o próprio PT. Quem esta no Governo? Quem são os que estão respondendo pela Operação Lava-Jato? Trabalhavam em qual Empresa? Pertenciam a qual partido os condenados no mensalão? Os acusadores são vários. Cadê a Marta Suplici? Quais são as razões para ela querer deixar o partido?
    Quanto a quem acusa o Senador é um jovem que pensando em se dar bem, querendo ser mais esperto de todos, se deu mal, perdeu dinheiro, liberdade , reputação, amigos e agora tenta dar a volta por cima atacando autoridades.

  2. Luciano disse:

    kkkkkkk….a piada do dia. Tdos delatores contra o PT são "honestos" contra zezinho não…kkkkk

  3. Bento disse:

    Tá corretíssimo em defender, foi acusado por quem não vale nenhuma nota de três reais e mesmo assim não foi julgado, portanto continua integro, decente, mais líder do que nunca.

Tomba quer que a Assembleia Legislativa agilize votação do projeto do “Hospital do Trauma”

TombaO que seria um dos principais equipamentos para amenizar a falta de leitos de trauma ortopedia no Rio Grande do Norte, o Hospital de Traumatologia de Natal continua com o seu projeto engavetado, sem sair do papel. A denúncia é do deputado estadual Tomba Farias (PSB), que cobra do governo do Estado a execução da obra, cuja primeira fase deveria ser concluída em maio de 2014, conforme havia assegurado o secretário de Saúde do Estado, Roberto Fonseca. O projeto do hospital se encontra na Assembléia Legislativa, ainda sem prazo para votação.

Segundo o parlamentar, há recursos entre R$ 60 e R$ 80 milhões, disponíveis para começar a obra. “Para se ter uma idéia do tempo perdido, em abril de 2013, durante Audiência Pública realizada na Assembléia, o secretário da Saúde Pública, Luiz Roberto Leite Fonseca, sinalizou que até maio deste ano a primeira fase do Hospital do Trauma estaria concluída”, disse.

Tomba enfatiza que é preciso votar o projeto e construir o hospital, que é de fundamental importância para o estado. “O povo não pode mais esperar de gabinetes”, disse o parlamentar.

Tomba Farias enfatiza em seguida que o equipamento contará com 282 leitos, uma unidade de atendimento emergencial que contempla 54 postos de atendimento, como reanimação, setor de eixo vermelho, estabilização, leitos de observação clínica e para medicação.”Com a construção dessa unidade hospitalar estaremos dobrando a capacidade de resposta que a Região Metropolitana de Natal tem para a patologia de trauma”, finaliza.

Jurídico do deputado Tomba Farias emite nota sobre suspensão de seus direitos políticos

A respeito de nota veiculada ontem, no site do Ministério Público Federal, e repercutida pela imprensa local, sob o título “Ação do MPF resulta em suspensão dos direitos políticos de deputado e de ex-prefeito”, na qual associa o nome do empresário e hoje deputado estadual, Luiz Antônio Lourenço de Farias, o “Tomba”, a uma licitação para construção de 25 casas populares, no município de Tangará, sua Assessoria Jurídica, a bem da verdade, faz os seguintes esclarecimentos:

1.      Confiante na Justiça, o hoje deputado estadual Tomba Farias já recorreu da sentença, proferida no último mês de Fevereiro, e somente agora divulgada, pelo MPF, nos veículos de comunicação do Estado;

2.      O hoje deputado Tomba Farias não figura na ação civil pública na condição de político, nem como detentor de mandato de cargos dos poderes Legislativo ou Executivo;

3.       O envolvimento do seu nome se dá na condição de empresário, embora a sua empresa sequer tenha sido a vencedora da licitação;

4.      Diante do fato em tela, não se pode imputar ao hoje Deputado qualquer irregularidade ou prejuízo ao erário;

5.      Com plena convicção de que, por fim, a verdade triunfará, Luiz Antônio Lourenço de Farias (Tomba) aguarda com serenidade o julgamento do recurso pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 5a Região.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eden disse:

    Depois todo mundo se justifica.. e pronto!
    Tombou porque é pra tombar mesmo… toma pitomba!

Ação do MPF resulta em suspensão dos direitos políticos do deputado Tomba Farias e de ex-prefeito no RN

Uma ação civil pública do Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) apontou fraude em uma licitação para construção de 25 casas populares, no município de Tangará, e resultou na condenação, pela Justiça Federal, do deputado estadual Luiz Antônio Lourenço de Farias, o “Tomba”; do ex-prefeito de Tangará, Giovannu César Pinheiro; e de mais sete pessoas e quatro empresas. Todos receberam como pena cinco anos de suspensão dos direitos políticos e terão de dividir o pagamento de uma multa equivalente a cem vezes o valor corrigido da última remuneração do então prefeito. Os réus já recorreram.

Além do deputado, sua empresa (Empreiteira Novos Rumos Ltda.) e o ex-prefeito, foram condenados a Construtora Paula Xavier Ltda. e seu administrador Francisco Canindé Xavier; a Rabelo & Dantas Ltda. (atual Online-Digitação e Apoio Logístico Ltda. Me) e seu proprietário Creso Venâncio Dantas; a Decon Construções Civis Ltda. e as sócias Valkluse Cornélio da Silva e Maria das Neves Barbosa; e os então membros da Comissão Permanente de Licitação de Tangará, Arthur Grant de Oliveira Neto, Maria Lucinete da Silva Oliveira e Ana Maria Pinheiro e Alves.

De acordo com o entendimento da Justiça Federal, o esquema foi gerenciado pelo ex-prefeito e pelo representante do escritório de contabilidade Rabelo e Dantas, Creso Venâncio, e teve a participação dos demais réus, que emprestaram seus nomes para “maquiar a fraude”. Após o trânsito em julgado, todos poderão ficar três anos sem poder contratar com o poder público.

O convênio da Prefeitura de Tangará com a União, firmado em 1998, resultou no repasse de R$ 90 mil para a construção de 25 casas populares. Levando em conta as datas constantes do processo fraudulento, em menos de 24 horas as empresas teriam retirado o edital, apresentando propostas, a Comissão Permanente de Licitação teria analisado as mesmas e emitido parecer favorável à Construtora Paula Xavier, tudo no dia 16 de dezembro. “Não é crível (…)”, ressalta a sentença.

Os cheques referentes ao contrato foram emitidos em nome do ex-prefeito, que alegou ter tomado essa medida por uma “questão de praticidade”, para facilitar o pagamento do pessoal, vez que na cidade não existe agência bancária e os pagamentos seriam efetuados em dinheiro. “Ora, o réu, na condição de gestor, não pode ‘inventar’ procedimentos à margem da lei, a pretexto de facilitar o que quer que seja!”, destaca o juiz Federal Magnus Delgado, autor da sentença.

A Justiça levou em conta um relatório da Controladoria-Geral da União, apresentado como prova pelo MPF. Os técnicos da CGU constataram a ocorrência de graves irregularidades na licitação: o edital, mapa de apuração de proposta, ata de apuração das propostas, relatório da Comissão de Licitação, ato de homologação, termo de adjudicação e instrumento de contrato apresentam o mesmo conteúdo e padrão de redação, layout dos parágrafos e cabeçalhos e disposições dos responsáveis pela assinatura dos documentos.

O formato é o mesmo dos documentos apreendidos em 2003, no escritório Rabelo & Dantas Ltda., e que eram utilizados para forjar processos licitatórios de diversas prefeituras do Rio Grande do Norte. Além disso, a CGU, em inspeção à sede da Construtora Paula Xavier, constatou que se tratava de endereço residencial de parentes do proprietário, Francisco Xavier. Já as certidões negativas do FGTS e INSS da Empreiteira Novos Rumos, representada por Luiz “Tomba” de Farias, encontravam-se vencidas à época e a empresa não poderia sequer ter tido a proposta aberta.

“Outro aspecto revelador da configuração de fraude é a presença das rubricas de todos os representantes das empresas licitantes em documentos de exclusiva responsabilidade do prefeito municipal”, descreve a sentença, complementando: “Além disso, em 16/12/1998, as empresas vencidas já eram sabedoras de que haviam perdido o certame, não havendo qualquer justificativa para que constassem rubricas de seus representantes em documentos emitidos posteriormente, em 21 e 22 de dezembro daquele ano, ainda mais porque tais empresas não eram sediadas no município de Tangará/RN, mas em Santa Cruz/RN e João Pessoa/PB”

PRRN

Deputado Tomba Farias passa mal em voo para Brasília

O deputado estadual Tomba Farias (PSB) passou mal nesta segunda-feira enquanto viajava de avião para Brasília. Ele precisou ser medicado ainda dentro da aeronave, da companhia TAM, mas passa bem.

A TAM chegou a notificar seus funcionários do aeroporto de Brasília e uma ambulância foi colocada à disposição do deputado.

De acordo com a assessoria de Tomba, o mal-estar foi devido a uma queda de pressão. A agenda do deputado na capital federal está mantida até a próxima quarta-feira.

Micro-ônibus de estudantes pernambucanos tomba na RN-288 após motorista cochilar

Um micro-ônibus VW Comil, de cor dourada e placas PFE8850-PE, da empresa Igaraçu Turismo do estado de Pernambuco, tombou na rodovia estadual RN 288, entre Cruzeta e Acari, por volta das 7h deste sábado (4).

De acordo com informações do motorista do carro, identificado como Gilvan Silva do Nascimento, de 45 anos, cerca de 30 pessoas estavam viajando, vindos de Recife para Caicó, onde participariam de um encontro de estudantes do Rotary Club. No local onde aconteceu o tombamento, o motorista teria cochilado, perdendo o controle do micro-ônibus, saindo da pista.

“Nós saímos de Recife, por volta das 21 horas de sexta-feira. Viemos por Natal, e qui nesse trecho da pista eu cochilei, o que provocou a saída do carro da pista”, disse Gilvan Silva.

Nenhum dos ocupantes ficou ferido gravemente. Alguns sofreram escoriações leves pelo corpo, foram atendidos no Hospital da cidade de Acari, e liberados.

Policias do 3º DPRE estiveram no local e fizeram o registro da ocorrência.

 

Com informações do Blog do Sidney Silva

Tomba faz apelo por melhorias nas estradas e no sistema de saúde pública

Reparos urgentes no trecho da estrada que liga Santa Cruz a Natal foram solicitados pelo deputado Tomba Farias (PSB) ao governo. O parlamentar citou problemas como a má conservação das estradas e o excesso de animais na pista, que colocam em risco a vida dos motoristas.

Tomba citou os dois recentes e graves acidentes ocorridos esta semana na referida estrada. “Esses problemas estão se agravando. Ontem (9) quando passei neste trecho, contei dezessete animais na pista e as providências são urgentes. A imprensa veicula constantemente os graves acidentes ocorridos em nossas rodovias”, alertou.

O deputado também reivindicou ao governo melhorias no sistema de saúde, principalmente com relação à falta de leitos nas UTIs. “Essa situação requer medidas urgentes. Na semana passada ainda existiam vinte e seis pessoas na fila. Estamos sendo constantemente procurados pela comunidade, por pessoas que estão com graves dificuldades”, disse Tomba.

Tomba Farias denuncia falta de água em Santa Cruz

O desabastecimento de água no município de Santa Cruz, que dura cerca de 15 dias, foi o tema abordado pelo deputado Tomba Farias na sessão desta quarta-feira (04). Na ocasião, ele falou sobre a situação dos moradores, em especial dos produtores rurais e solicitou providências do Governo do Estado. Durante a sessão, o líder da bancada governista, o deputado Getúlio Rego entrou em contato com a diretoria da Caern e garantiu que nos próximos dias o problema estaria solucionado.

Segundo Tomba, o município já teve, no passado, muitos problemas de falta de água. No entanto, já havia se libertado dessa situação de desabastecimento. De acordo com Getúlio Rego, com base nas informações da Caern, o problema de Santa Cruz foi causado por um curto circuito na rede, que ocasionou a queima de bombas. “Dentro de poucos dias o abastecimento será retomado”, disse Getúlio. O deputado Tomba agradeceu a iniciativa e fez um apelo aos moradores do município para que, em virtude do colapso, economizem água.

Turismo

O deputado Tomba Farias falou ainda sobre a viagem que fez à Brasília para solicitar a instalação de um teleférico que leve os turistas à estátua de Santa Rita de Cássia. “Com a ajuda do ministro Garibaldi Alves Filho e do deputado Henrique Eduardo Alves, consegui uma audiência com o ministro do Turismo, Gastão Vieira e levei esse pleito. Falei sobre a necessidade do teleférico e do crescimento turístico em Santa Cruz. Fui muito bem recebido e acredito que em breve teremos a instalação do equipamento”, declarou.

Deputado Tomba fala de convênios paralisados pelo Governo do Estado

O cancelamento de convênios, no ano passado, celebrados entre o Governo do Estado e alguns municípios do interior, foi o tema discutido pelo deputado Tomba Farias, na sessão plenária desta quarta-feira (07). O parlamentar reconheceu os problemas financeiros enfrentados pela administração estadual, mas fez um apelo para que os contratos sejam refeitos. Na ocasião, Tomba citou alguns casos de obras inacabadas em alguns dos municípios que receberam parte dos recursos oriundos dos convênios e alegou que a população está sendo penalizada com a suspensão.

Um dos exemplos citados pelo deputado Tomba foi a obra do Hospital do município Pedro Avelino. “A prefeitura havia recebido R$ 400 mil para fazer a reforma da unidade. Foi feita a licitação e quando o serviço começou, o convênio foi encerrado. Isso não é bom para ninguém. A população está sem atendimento e o município penalizado. O problema é que o Governo, de uma forma ou de outra, vai arcar com isso, pois se não há atendimento lá, as pessoas são encaminhadas para algum lugar. Nossa sugestão é que façam um novo convênio, já que o anterior foi cancelado”, declarou.

O deputado falou ainda da situação dos municípios Lajes Pintadas e Pureza. No primeiro, o convênio assinado era de R$ 100 mil para a construção de uma fábrica e o município recebeu apenas R$ 60 mil. “Além disso, havia outro contrato, no valor de R$ 150 mil que também não foi repassado integralmente”, disse Tomba. No caso de Pureza, são as obras de drenagem e pavimentação que estão inacabadas. “O convênio de Pureza era de R$ 750 mil, mas a prefeitura recebeu duas parcelas de 250 mil. Conversei com a prefeita e ela disse que se os recursos não chegarem, é capaz de perderem o que já foi feito com o período de chuva”, disse.

O deputado Gustavo Carvalho aparteou o colega e sugeriu ao Governo que os convênios fossem refeitos. “Os elefantinhos brancos já começam a aparecer em todo o Estado. É importante que o governo reveja isso. Torço para que os contratos sejam refeitos e que o Governo possa inaugurar essas obras. Estarei lá para aplaudir”, declarou Gustavo.