Departamento de Arquitetura da UFRN divulga carta aberta à comunidade quanto ao Plano Diretor de Natal, que visa à verticalização da orla da capital

Departamento de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (DARQ) se pronunciou, por meio de uma carta aberta, acerca do posicionamento de membros do Departamento quanto ao Plano Diretor de Natal, que visa à verticalização da orla da capital e deve ser votado no primeiro semestre de 2020.

No decorrer do documento, assinado pelo DARQ e apoiado pelo Curso de Arquitetura e Urbanismo (CAU), pelos programas de pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU) e em Projeto, Arquitetura e Meio Ambiente (PPAPMA) e pelo Centro Acadêmico do Curso de Arquitetura e Urbanismo (CAAU) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o Departamento reitera seu “seu compromisso histórico e público de mais de 40 anos com a formação profissional no estado do Rio Grande do Norte”.

O DARQ afirma ainda que “nunca deixou nem deixará de participar e de se posicionar nas questões que dizem respeito ao campo profissional da arquitetura e do urbanismo”, o que inclui as dimensões do projeto urbano, suas relações com o conforto ambiental e os direitos sociais, entre outros inscritos na Constituição Federal e no Estatuto da Cidade. Com isso, “o DARQ não pode fugir a sua responsabilidade social, uma vez que essas dimensões estão presentes na discussão e nos debates do Plano Diretor de Natal”.

Leia a carta completa.

Com informações da UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junior disse:

    Falou, falou, falou….. e não disse nada. Apenas uma "carta aberta" recheada de ideologia.
    "Tempos de intolerância e ataques à educação pública", apenas reforçou o conceito que eu já tinha desses que fazem o tão "excelso e incriticável" Departamento de Arquitetura da UFRN! Apenas a vanguarda do atraso e defensores da perpetuação da pobreza.

    Do que adianta a UFRN formar engenheiros e arquitetos se não não se pode conatruir aqui devido a esse "maravilhoso" Plano Diretor? Vão construir em outros Estados e no fim das contas não é a Natal que este Departamento está servindo. Parabéns aos envolvidos!

  2. Luiz Antônio disse:

    A melhor urbanização da orla foi a de João Pessoa. Fortaleza e Recife, repetiram o erro do Rio de Janeiro, com a construção de um paredão de arranhas-céu na primeira rua da praia.

  3. ricardo disse:

    O departamento tem demonstrado forte ódio a qualquer coisa que lembre Dubai, preferindo ver pessoas sem possibilidade de vender ou negociar seus imóveis dadas as fortes limitações do plano diretor, pessoas, milhares já teriam mudado de vida não fosse a perda do direito de valorização de suas áreas e embelezamento da cidade , atraso fortemente causado pelos atuantes agentes de um plano diretor travante

  4. Contrate um (a) arquiteto (a) desse grupo, pague bem e aí verá quem manda nele (a).

  5. Juvenal disse:

    Basta ler o último parágrafo para perceber que não se trata de uma mera discussão quanto aos aspectos arquitetônicos da cidade:
    "Em que pese esse percurso respeitável de produção acadêmica e profissional, o
    conhecimento assim gerado tem sido objeto de ataques e críticas infundadas ao longo
    do processo de revisão do Plano Diretor de Natal, que escamoteiam e confundem o
    debate democrático. Desta forma, em tempos de intolerância e ataques à educação
    pública, o DARQ reafirma a importância da livre exposição de ideias, dados técnicos e
    científicos, por meio de seus projetos de pesquisa e extensão validados pela UFRN
    como contribuição para toda a sociedade."
    O DARQ defende a "livre exposição de ideias", mas diz que as críticas que recebe são infundadas e "que escamoteiam e confundem o debate democrático", atribuindo isso aos "tempos de intolerância e ataques à educação pública".
    Bem se vê qual o pensamento desse pessoal. Longe de ser uma discussão sobre o crescimento ordenado da cidade, o DARQ apega-se a questões ideológicas e político-partidárias para tentar desqualificar as críticas que recebe. Querem, na verdade, manter a cidade ligada ao atraso!

REDE diz em Carta Aberta que ou Styvenson se enquadra e assume as causas do partido ou sai

Carta Aberta

Diante do que vem sendo divulgado na mídia na última semana, sobre a candidatura do capitão Styvenson, a Rede Sustentabilidade do Rio Grande do Norte vem a público expor a verdade dos fatos.

No período de pré campanha eleitoral, o capitão Styvenson Valentim procurou a executiva da Rede Sustentabilidade para se filiar ao partido. O militar optou pela candidatura cidadã: uma inovação política que permite a qualquer cidadão, membros de movimentos de renovação política, partidos sem registro na justiça eleitoral e figuras com atuação destacada na sociedade possam disputar um pleito eleitoral sem possuir militância partidária orgânica.

Entretanto, embora confira independência enquanto estratégia eleitoral, as diretrizes que regem a candidatura cívica, conforme o estatuto e as resoluções nacionais preveem, também estabelecem vínculo programático com o partido. Tratam-se de alianças onde os candidatos assinam um termo de compromisso público com os princípios norteadores e inegociáveis da Rede, que são cláusulas pétreas, conforme se vê no Artigo 4º do Estatuto da Rede:

I – da pluralidade política;

II – da dignidade da pessoa humana;

III – da justiça social;

IV – defesa dos direitos das minorias;

V – do respeito à natureza e à vida em todas as suas formas de manifestação e da promoção e defesa do meio ambiente ecologicamente equilibrado;

VI – da função social da terra e dos conhecimentos tecnológicos e científicos;

VII – da função social da propriedade;

VIII – da solidariedade e da cooperação;

IX – respeito às convicções religiosas e à liberdade para professá-las;

X – da transparência, eficiência e eficácia na gestão pública;

XI – da impessoalidade e do interesse público;

XII – da legalidade;

XIII – do pleno respeito às diversidades, à coisa pública e ao bem comum; e,

XIV – na construção de consenso progressivo nas deliberações da REDE.

Ademais, especificamente sobre a Candidatura Cidadã, a Resolução Elo nº 09, de 2017 preceitua atuação coerente com os princípios e valores da sigla onde a militância orgânica não seja preterida, nem passada para trás.

“Queremos uma equação de soma positiva, uma corresponsabilidade entre militância orgânica e candidaturas cidadãs. Queremos candidaturas cidadãs que defendam causas coerentes aos nossos princípios, o que certamente se traduzirão por entusiasmo com nossas candidaturas partidárias. No caso das candidaturas cidadãs para cargos majoritários, a identidade programática e a afinidade com o projeto nacional e com as demais candidaturas majoritárias e proporcionais da REDE são essenciais. As candidaturas cidadãs proporcionais não podem manifestar críticas aos candidatos (as) da REDE nem apoiar candidatos(as) adversários(as), na forma da Lei”, diz trecho da Resolução.

Em entrevista ao programa Momento Metropolitano, exibida no Facebook e que foi ao ar no dia 29 de Agosto, o capitão Styvenson violou flagrantemente a Resolução Elo nº 09, de 2017 ao ressaltar seu descompromisso programático com os candidatos orgânicos da REDE. Postura que adotou logo após a convenção partidária da Rede e que se acentuou nas últimas semanas.

No programa, o militar afirma que sua candidatura é isolada e que recebeu (SIC) liberdade para não subir em palanque, não dar apoio e nem falar em nome de político. “Político que aparecer ai falando que tá comigo é mentira, viu? Eu não tô com ninguém, eu tô só”.

Ainda na entrevista, o capitão afirma que essa liberdade teve um preço e que ele foi alto: recusou dinheiro público, horário eleitoral na TV e estrutura partidária.

Sobre propaganda eleitoral na TV e Rádio, a executiva da Rede externa que, mesmo isso não tendo sido tratado nas discussões iniciais, destinou 50% do tempo que dispunha para o capitão Styvenson. A outra metade foi reservada para o sindicalista Napoleão, candidato orgânico do partido ao senado.

A assessoria do militar sugeriu o horário integral, deixando de fora o candidato orgânico do partido, o sindicalista Napoleão, por ter, segundo eles, menos expressividade eleitoral. A Rede manteve a oferta de metade do tempo para ambos, de forma igualitária, como procede em todas as suas questões internas e externas.

Outro ponto importante é que a Rede não disponibilizou nem estrutura nem recursos partidários para nenhum dos seus candidatos majoritários até agora, uma vez que tais verbas ainda não foram disponibilizadas pela executiva nacional. Portanto, não foram sequer oferecidas tais condições.

Cabe salientar que, em tempos sombrios em que conquistas sociais e a democracia estão em risco, a Rede Sustentabilidade não abre mão de discursos e práticas políticas que estejam alinhados com os ideais partidários, com a figura de Marina Silva – pessoa ética, sem qualquer envolvimento com escândalos de corrupção – e com os candidatos majoritários do partido: Freitas Júnior, candidato ao governo, Flávio Rebouças, candidato a vice-governador e Napoleão, candidato ao Senado.

Desse modo, a Rede Sustentabilidade repudia a deturpação da candidatura cidadã feita pelo militar, assim como sua omissão no que tange à gestão do governo de Robinson Faria.

Sobre ética, reitere-se que a Rede é o único partido que acolhe e apoia incondicionalmente a Lei da Ficha-Limpa. Segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), é o partido que mais combate a corrupção no Brasil. Por sinal, é o único partido que exige que todos os seus filiados estejam enquadrados nas hipóteses da Lei de Ficha Limpa.

Credibilidade que o capitão Styvenson pôde atestar: após o ingresso dele na Rede, passou a liderar as pesquisas.

Considerando todos os princípios que norteiam a Rede, é incompatível qualquer candidatura, orgânica ou cidadã, que mantenha alinhamento duvidoso com posições políticas conflitantes. Seja com o personalismo, com o apoio ao governo do Estado, com oligarquias estabelecidas, com práticas que a Rede condena ou com a própria identidade política.

Desse modo, toda e qualquer candidatura dentro do partido precisa coadunar com o que foi exposto nesta carta, sob risco de ter a sua manutenção desabonada.

Cumpriremos o que foi acordado em todas as nossas discussões e esperamos que tais pontos expostos anteriormente também sejam respeitados.

Por último, é importante que se diga que, antes de qualquer vitória eleitoral ou cálculo eleitoreiro, a Rede prioriza sua identidade programática, protagonismo social e construções coletivas, fortalecendo nossas lutas por um Rio Grande do Norte e um Brasil justo e sustentável.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tiago disse:

    No comércio isso tem nome, e é proibido pelo CDC: venda casada.
    O REDE tá exigindo reciprocidade do candidato para permitir que ele continue no partido. Que feio!!!! Cadê o espírito público? Cadê a democracia e a liberdade de expressão?
    "Meu partido, é um coração partido "

  2. Nazareno disse:

    Nenhum outro candidato usou tanto dinheiro
    Público quanto o Capitão Styvenson.
    Foi com dinheiro público que ele se promoveu
    Em operações quando atuava a serviço do DETRAN.
    Ele deu visibilidade a sua imagem, repito, com
    recursos públicos, para depois transformar-se em
    candidato.
    Simples assim

  3. Jorjão disse:

    Carão bem dado! Ele não é deus… Sua arrogância e petulância extrapolam uma possível competência, que até agora só foi demonstrada quando está com a arma no coldre…

  4. Joel Dias disse:

    O Capitão Styvyson se comporta como se não estivesse entrando para a política. Se ele foi se candidatar e pretende ganhar uma eleição se tornará político, assim estará sujeito ao Partido e seu programa. Como ele exercerá um mandato de Senador por 8 anos e não representará as idéias do seu partido?…Ora, ele já sabia que em algum momento teria que se submeter a algumas questões partidárias.

    • Joao disse:

      Realmente, uma politica sebosa dessas num partido de esquerda que sempre teve ligado ao PT, cujo chefe esta preso…. de tanto toma la de ca.. e quem nao aceitar essas "regras" deva se enquadrar? Acho que o Capitao ja ta fazendo um favor em nao recuar e se nao quiserem ele do jeito que ele propos antes (e eles aceitaram).. ja mostrou que a rede ta vendida. Será que foi pra facilitar a vida de uma candidata que caiu nas pesquisas??????? O capitao sempre disse que seria suas proprias aspiracoes, quem mentiu foi a Rede que depois que viram ele crescer, puxaram o tapete.

  5. Aristenio disse:

    O Capitão devia estar no PSL, que mancada ao escolher um partido patético desse.

  6. João Maria disse:

    Amigo BG a verdade vai aparecer e mostrar que tem gente grande por trás tentando derrubar a candidatura do capitão tem muita grana nessa história não é a toa que um senador que teve mais de um milhão de votos pode ficar sem mandato, é só aguardar.

  7. Sérgio disse:

    Em qualquer partido que ele estiver, tem que obedecer as diretrizes. Ou o partido é que tem se adaptar a ele? Um pouco de humildade é sempre bem-vinda. É a única coligação que não está envolvida em escândalos. Mostre que ainda existe militar inteligente capitão!

  8. junior disse:

    Voto no capitão, não na rede. Partido burro arranjar uma briga com um senador eleito em vez, de agregar estão separando,

  9. Waldemir disse:

    Senadores para o RN
    Styvenson o CAPITÃO e
    Jurandir Marinho o XERIFE

  10. João Rodrigues Maia disse:

    Não sei por que diabos o capitão foi se filiar a um partido de esquerda, criado por uma esquerdista que foi petista por 19 anos e só saiu quando estouraram os escândalos para criara a REDE. Militar em partido de esquerda é uma incoerência total. Vá para o PSL capitão, pelo amor de deus. Ou para o NOVO.

    • Regina disse:

      Realmente não dá para entender porque ele fez tão má escolha. Pra que se filiar à esquerda?

  11. joão gomes disse:

    por aí vc tira que as coisas nunca vão mudar aqui… quando aparece uma pessoa diferente já vai logo sendo SABOTADA.

    Fosse ele fingiria aceitar tudo que o partido quer, depois de eleito seguiria minhas idéias.

  12. Maricelio disse:

    Partido lixo
    O cara ta eleito

  13. Teixeira disse:

    Está faltando humildade por parte do capitão, ninguém nunca foi nem será dono da verdade! Vou dar de presente uma havaianas pra ele.

  14. duendevermelho disse:

    Capitão

    Vem pro lado do Mito… Ele sim vai poder te ajudar quando presidente….. Ou vc quer deixar Bolsonaro presidente e Fátima governadora????

    Precisamos de ajuda!!!!

    Só voto pra senador no Styvenson… Garibaldi tem que se aposentar e Zenaide é Comunista!

    help

  15. Acorda Brasil disse:

    O lugar do Capitão era no Partido Novo ou Patriota. Não foi bem pensada essa ida para a "Rede" de Marina, partido orgânico, fisiológico; ou como diz a sabedoria popular "subnitrato de b*#w2"

  16. Aluizio disse:

    Capitão , vc pode até não está fazendo a escolha certa, mas n e pq vc não tem capacidade , nem por não pensar, e sim pq na grande maioria, políticos realmente pensa, mas não no eleitor, e sim na robalheira , no seu bem estar e na sua família , o eleitor q se dane, mas se puder não desista, pq nosso estado precisa de pessoas com vc

  17. Nasto disse:

    Foi só o cara aparecer em primeiro lugar nas pesquisas que a turma enlouqueceu. Vai vencer os grandes e espero que Zenaide ou o próprio Geraldo vença também e derrube os poderosos.
    MEU VOTO É DO CAPITÃO

  18. Roberto Melo disse:

    A REDE está agindo como "KAMIKAZE", o cara tá eleito, qual interesse?????

  19. Joao disse:

    A quem interessa tirar o primeiro lugar nas pesquisas??? Será que a Rede, partido de esquerda que sempre foi ligado ao PT, tem interesse em derrubar o Capitao, a melhor escolha do povo, pra que a fracassada proposta do PT, que caiu nas pesquisas pra ultima colocada, tenha chance de ser senadora? Ou a Rede, depois que percebeu que criou um senador, unico candidato que tem chance no partido em se eleger, mudou de ideia a respeito do Capitao, que sempre deixou claro que so usou a legenda, e o partido assim aceitou? A rede mudou de opiniao apos ler o "estatuto" em plena campanha, tem dinheiro envolvido, ou promessa de cargos comissionados num governo petista ou é apenas convicçao "ideologica" estatutária? Sao apenas livre opinioes, nao acusacoes, pq esta muito estranho isso tudo.

  20. Antonio Turci disse:

    Capitão Styvenson é um cidadão honrado e do bem. Estranho haver se bandeado pros lados de um partido de esquerda, da candidata "melancia" (verde por fora e vermelha por dentro). Realmente, muita gente acha que o lugar do Cap. Styvenson seria junto a quem defende a Família como célula mater da sociedade, a luta pela manutenção dos bons costumes, pelo combate incansável ao banditismo etc. Que houve Capitão?

  21. Guilhermina Alecrim disse:

    O meu voto será de Styvenson e jamais votaria em Marina ou Napoleao. Styvenson já mostrou trabalho sério e coragem nas adversidades, haja visto seu afastamento de suas funções, não houve lamento ou acusações e sim respondeu com o trabalho voluntário na escola próxima a favela do Japão. Se for afastado em sua candidatura, certamente haverá protesto.

  22. carlos cunha disse:

    Capitão levou um pito. E agora? Vai ficar calado e voltar pra caserna ou vai enfrentar o partido. Será que ele é arrochado mesmo ou só tem pose?

    • Diana disse:

      Tenha vergonha de se vangloriar por um cidadão honesto ser perseguido porque não quer se agrupar com essa corja de políticos. Una-se às pessoas de bem que estão cansada e querem mudança e não se preste a esse papel de ficar alimentando esse tipo de postura contra uma pessoa cujo o único defeito é ser firme na defesa dos seus valores e trabalho. É um vexame para um partido que retirem a candidatura dele porque ele não quer se acompanhar de ninguém desse meio. E é um vexame para democracia e para você como cidadão defender e rir disso.

  23. joaquim disse:

    voto capitão. Nesse país não pode falar a verdade

  24. Raimundo da Silva disse:

    Foi se filiar ao partido de versão light do PT capitão??? Que ato falho foi esse???
    Agora vai ser incomodado a todo segundo para defender o que não é competível com sua farda.
    Como você vai responder ter combatido bandido armado atirando em sua direção com arma, e não, com palavras educadas ou atirando flores???
    Como você vai justificar que tiro não se combate com resposta de mesma intensidade???
    Entrou numa roubada entrando na REDE, o partido verde por fora e vermelho por dentro.

  25. carlin disse:

    Eita, vai encher de milico e de civil babão aqui pra chorar pelo styvenson. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk vai correr atrás de ladrão, militar tem é que limpar terreno, pintar muro e pegar bandido. política é para gente que tem capacidade de pensar. religioso e militar, nao.

  26. Jose Ribamar disse:

    Faz sentido, porém será que a Rede não está recebendo dinheiro dos caciques para inviabilizar a candidatura do militar?

  27. Tarcísio Eimar disse:

    Capitão, vá pro partido do mito q é melhor

Colégio Nacional de Procuradores Gerais dos Estados divulga Carta Aberta aos Candidatos a Presidente da República

O Colégio Nacional de Procuradores Gerais dos Estados e do Distrito Federal (CONPEG) , presidido pelo PGE do RN, Francisco Wilkie , divulgou nessa quinta-feira (30/8) uma Carta Aberta aos Candidatos a Presidente da República. O texto foi elaborado durante reunião ordinária do colegiado, realizada no Rio de Janeiro, nos dias 23 e 24 de agosto, com a presença dos representantes das 26 Procuradorias Gerais dos Estados , além da Procuradoria Geral do Distrito Federal.

Nos últimos quatro anos, o Colégio Nacional de PGEs intensificou significativamente sua atuação e participou de vários episódios relevantes de atuação conjunta em demandas contra a União. Casos como o da renegociação da dívida dos estados, da participação dos estados nos resultados da repatriação de recursos, do questionamento à sistemática de repasses de recursos obrigatórios aos estados, entre outras, forçaram o governo federal a reconhecer direitos dos estados, inclusive com o efeito de redistribuição de bilhões de reais em favor dos entes subnacionais.

Segundo o Presidente do Colégio e Procurador Geral do Estado do Rio Grande do Norte ,o CONPEG, na carta aberta, salienta a necessidade de um compromisso firme dos presidenciáveis, para além de qualquer questão político-partidária, com a missão de restaurar a cooperação federativa.

O texto da carta divulgada hoje é o seguinte:

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FRASQUEIRINO TRI CAMPEAO disse:

    PODER JUDICIÁRIO NO BRASIL É UM CÉU. NÃO ARRECADA UM CENTAVO, MAS RECEBE OS SALÁRIOS EM DIA. DUAS FÉRIAS POR ANO. VÁRIOS APORTES AOS SALÁRIOS COMO POR EXEMPLO MORADIA E AINDA FALAM EM "equilíbrio econômico e financeiro do paìs"?
    TENHAM A SANTA PACIENCIA!

Carta aberta à população do RN

O Fórum dos Servidores Estaduais do Rio Grande do Norte, formado por representantes das entidades sindicais e associações abaixo-assinadas, manifesta publicamente a sua insatisfação com mais um ataque do Governo do Estado aos seus servidores, perpetrado através do pacote de medidas encaminhado à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, com propostas que inviabilizam as carreiras do serviço público estadual.

Além dos sucessivos atrasos salariais e do sucateamento da máquina pública, as medidas do Governo do Estado sinalizam para o fim do serviço público: elas acabam com a progressão funcional das carreiras, congelam indefinidamente os salários, aumentam intempestivamente a contribuição previdenciária e liquidam todas as conquistas históricas dos servidores públicos estaduais do Rio Grande do Norte.

O Fórum dos Servidores entende que a saída para a crise passa por medidas que estimulem o desenvolvimento econômico, combatam a sonegação fiscal, recuperem créditos tributários que se acumulam na dívida ativa do Estado, e aumentem significativamente as receitas próprias.

Estamos abertos à negociação com o Governo do Estado para mostrar que há outras alternativas para sair da crise, além das que, como estas, não resolvem e só fazem penalizar os funcionários estaduais.

Neste dia 24 de outubro, nós, Servidores do Estado do Rio Grande do Norte, ativos, aposentados e pensionistas iremos ao Centro Administrativo para denunciar ao povo potiguar mais esta tentativa de desmonte do Serviço Público, ao mesmo tempo em que protestaremos contra o atraso salarial e o sucateamento dos serviços prestados pelo Estado ao povo norte-rio-grandense.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Kariza disse:

    Corre todo mundo pra lá.Vamos lutar por nossos direitos que o governo tem dinheiro pra viajar pra Roma com uma comitiva e não tem dinheiro para os funcionários. Com exceção de Fátima Bezerra e outro que viajou por conta própria.

  2. Val Sousa disse:

    Acabei de aposentar-me frustado com os desgorvernos das últimas administrações de nosso RN. Após 32 anos 6 meses e alguns dias dedicados à frágil Educação, o que me idigna é vê nossos governantes envolvidos em facatruas em busca de enriquecimento e poder. Nos torna pessoas sem perspectivas de vê isto mudar, porque trocamos somente 6 por meia dúzia. Enfim, vamos lutar pra tirar nosso RN do atrazo político, social e sem educação de nossa gente.

  3. Dantas disse:

    O RN faliu e esse pessoal do sindicato não sabe. Acabaram com o economia do estado. As empresas, que são as que realmente geram riqueza, simplesmente sumiram.

  4. Ze disse:

    E o salário de quem recebe acima de 3000?
    Ainda sem data? Alguém sabe?

  5. pronto falei disse:

    Todos os funcionários, aposentados e pensionistas e seus familiares devem comparecer pra fazer pressão, antes que fiquemos sem ter como sobreviver .

  6. Lorena Galvão disse:

    vamos todos ao centro administrativo, um absurdo o que estão querendo fazer com nos funcionários, falta divulgar o horário, sr. governador lhe confiamos o governo, pelo amor de deus não vá decepcionar e sacanear com nos, e abra do olho tem muitos babão querendo lhe sacanear

  7. Tadeu Arruda Câmara disse:

    SOS DER!
    Retire as seis enormes lombadas que os Sem Terras há dois anos colocaram na estrada que liga a BR 101 à Praia de Muriú.
    Eles não podem dificultar nosso direito de ir e vir. Durante a noite vários assaltos, haja vista sermos obrigados a parar diante dos verdadeiros batentes.
    Eles não têm nada de Sem Terra, são todos comerciantes vendendo seus produtos, obrigando-nos parar no intuito de vendê-los.
    Estamos preparando um movimento no sentido de irmos ao governador mostrar sua inércia.
    Entenda, não são eles que roubam, as lombadas provocam e facilitam os assaltos durante a noite.

Aécio Neves publica carta aberta: “Não cometi nenhum crime. A verdade prevalecerá”

O CRIME DA CALÚNIA

Nos últimos dias, minha vida foi virada pelo avesso. Tornei-me alvo de um turbilhão de acusações, fui afastado do cargo para o qual fui eleito por mais de 7 milhões de mineiros e vi minha irmã ser detida pela polícia sem absolutamente nada que justificasse tamanha arbitrariedade.

Tenho sentimentos, sou de carne e osso, e esses acontecimentos -o que é pior, originados de delações de criminosos confessos, a partir de falsos flagrantes meticulosamente forjados- me trouxeram enorme tristeza. Também, por certo, alimentaram decepção naqueles que confiaram em mim ao longo de minha vida pública. É principalmente a estes que ora me dirijo.

Tenho me dedicado a tentar construir um país melhor. Neste último ano empenhei-me em ajudar o presidente Michel Temer no árduo trabalho de reerguer o país, o que, avalio, vem sendo bem-sucedido. Há, porém, muitos insatisfeitos e contrariados com as mudanças em marcha.

Tudo isso sofreu um abalo sísmico, na semana passada, com a divulgação de gravações covardemente feitas pelo réu confesso Joesley Batista de conversas com o presidente da República e de outras que manteve comigo. Nestas, ele tenta conduzir o diálogo para criar-me todo tipo de constrangimento.

Lamento sinceramente minha ingenuidade -a que ponto chegamos, ter de lamentar a boa-fé! Não sabia que na minha frente estava um criminoso sem escrúpulos, sem interesse na verdade, querendo apenas forjar citações que o ajudassem nos benefícios de sua delação.

Além do mais, usei um vocabulário que não costumo usar, e me penitencio por isso, ao me referir a autoridades públicas com as quais já me desculpei pessoalmente.

Mas reafirmo: não cometi nenhum crime!

Setores da imprensa vêm destacando uma acusação do delator de que, em 2014, eu teria recebido R$ 60 milhões em “propina”. Mas muito poucos tiveram a curiosidade de pesquisar e constatar que isso se refere exatamente aos R$ 60 milhões que a JBS doou legalmente a campanhas do PSDB naquele ano.

E foram raros também os que se interessaram em registrar afirmações dos próprios delatores sobre mim -“nunca nos ajudou em nada” e “nunca fez nada por nós”, disseram a meu respeito. Então pergunto: onde está o crime? Aliás, de qual crime acusam a mim e a meus familiares?

Em março deste ano, solicitei a minha irmã e minha amiga, Andrea, que procurasse o senhor Joesley, a quem ela não conhecia, e oferecesse o que já havíamos feito sem sucesso com outros empresários brasileiros: a compra do apartamento em que minha mãe mora, herança do seu falecido marido, e que já estava à venda. Parte desse valor nos ajudaria a arcar com os custos de minha defesa.

Foi do delator a sugestão de fazer um empréstimo com recursos lícitos, que ele chamava “das suas lojinhas”, e que seria naturalmente regularizado por meio de contrato de mútuo, até para que os advogados pudessem ser pagos.

O contrato apenas não foi celebrado porque a intenção do delator não era esta, mas sim criar artificialmente um fato que gerasse suspeição e contribuísse para sua delação.

Daí por diante, fomos vítimas de uma criminosa armação feita por elementos que não se constrangeram em criar falsas situações para receber em troca os extraordinários benefícios de sua delação, inclusive ganhando dinheiro especulando contra o Brasil e contra os brasileiros, em razão da crise provocada pela divulgação das gravações. Para eles, o crime e a calúnia certamente compensam.

São, portanto, evidentes o comprometimento de meus acusadores e a inconsistência do teor das acusações dirigidas contra mim e minha família. Fui vítima de criminosa armação. Mas isso não significa que não tenha errado.

Errei ao procurar quem não deveria. Errei mais ainda, e isso me corrói as vísceras, em pedir que minha irmã se encontrasse com esse cidadão, que em processo de delação arquitetou um macabro e criminoso plano para obter certamente ainda mais vantagens em seu acordo.

Vale aqui registro em relação aos motivos usados para a suspensão de meu mandato parlamentar, iniciativa para a qual não há precedentes.

Nenhum de meus atos legislativos e políticos demonstram qualquer intenção de obstruir a Lava Jato ou qualquer outra investigação, tampouco interferir em instituições encarregadas de apurar os fatos. Ao contrário, minhas posições sempre foram claras e legitimadas pelo exercício de meu mandato.

A partir de agora, dedicarei cada instante de minha vida a provar minha inocência e a de meus familiares, a mostrar que honrei os mandatos e a confiança que os eleitores de Minas e de todo o país me delegaram em mais de 30 anos de vida pública.

Usarei como armas a lei e a verdade para que esta injustificável violência contra Andrea e contra Frederico seja rapidamente revertida.

Acredito na força da nossa democracia, confio na Justiça e na integridade das nossas instituições. Estou convicto de que, ao cabo do devido processo legal e do desenrolar das investigações, a verdade prevalecerá e a correção de meus atos e de meus familiares restará provada.

Diante da necessidade de dedicar-me integralmente à minha defesa, deixo de ocupar nesta Folha o espaço que, durante quase seis anos, ocupei semanalmente, buscando contribuir para aprofundar a discussão sobre os problemas do país.

Aos leitores da Folha que me acompanham nesta jornada, de alegrias e tristezas, deixo meu sincero agradecimento. Aos brasileiros, reafirmo a minha determinação de enfrentar este momento de incompreensões, com a coragem e a altivez que jamais me faltaram ao longo de toda a minha caminhada. A verdade prevalecerá!

AÉCIO NEVES é senador (PSDB-MG). Foi candidato à Presidência em 2014 e governador de Minas Gerais entre 2003 e 2010

Folha de São Paulo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcus Paulo disse:

    Todos os que comentaram aqui votaram em Aécio….

  2. Francisco Júnior disse:

    Este vagabundo ainda tem coragem de escrever uma carta de desculpando.,ou país de políticos ladrões

  3. Roberto disse:

    Você pode enganar a você mesmo, mais o povo Brasileiro não.

  4. Charles disse:

    Ah ladrão descarado. Aprendeu com Luladrao foi?

    • Jonas Vilaça disse:

      Aposto uma cocada que o "Charles" votou no Aecio. E agora está "apartidario". Brincadeira. ..

  5. SÉRGIO MOURÃO disse:

    NÃO VEM COM ESSA NÃO AÉCIO, ACABOU PRA VOCÊ!
    PENA QUE AINDA NÃO TENHA ACABADO PARA LULA QUE NA SUA FRENTE TORNA VOCÊ UM APRENDIZ DE PATIFARIAS

    • M. D. R. disse:

      Se esse cara tivesse vergonha, devolver as propinas e renunciar o mandato e trinta anos sem participar de políticas públicas.

  6. Eli disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Chora mais..ainda não estou ouvindo..
    Coxinhas…comprem lenços pra ele…kkkkkkkkkkkkkkk

    • Valter Câmara Figueiredo disse:

      No lado bom e do bem não se perde tempo com corrupto. Que ele pague se cometeu criem. Diferente dos adoradores de bandidos que fizeram cota para pagar a multa de José Dirceu enquanto ele continuava a receber propinas, mesmo preso. Não? é só buscar as matérias da lava jato

  7. silva disse:

    Ahhhhhh bandido!!!
    Ainda tentando enganar???? kkkkk…

  8. osvaldo disse:

    O cara tá muito doido.kkkkkaguarde cartas.

Presidente do Alecrim, Anthony Armstrong-Emery, divulga carta aberta

Anthony-com-a-imprensa-no-Ninho-1024x768

Confira na íntegra:

Apaixonados torcedores alecrinenses,

de tanto ver o descaso cotidiano e as maldades divulgadas sobre os assuntos relacionados ao Alecrim pela maior parte da imprensa, não tive outra alternativa senão cobrar dos profissionais de comunicação que estavam no Estádio Ninho do Periquito para a cobertura de Alecrim x ABC. Ou seria do ABC?

Não vou generalizar e sei do esforço de alguns (poucos) veículos e profissionais para manter a nossa torcida bem informada sobre os acontecimentos do clube, mas basta ir a um treino do Alecrim para ver a realidade. Enquanto o trabalho do ABC na véspera do clássico tinha presença em peso da imprensa, o treino de véspera do Alecrim no Ninho do Periquito foi noticiado apenas pelos veículos oficiais do clube.

Na última quarta, recebendo em nossas dependências esses profissionais, a maior parte interessada apenas no “lado de lá”, fiz questão de mostrar que tem gente em casa e o Alecrim não é mais o “coitadinho” que a imprensa cansou de pintar nos últimos anos.

Cansei de atender ligações, receber e-mails ou mensagens de conselheiros e torcedores indignados com o tratamento do Alecrim, um dos clubes mais importantes para o desenvolvimento do futebol potiguar, que completa 99 anos em 2014.

Que fique claro que ninguém foi impedido de trabalhar, mas, que também fique claro, que o Alecrim merece maior respeito e atenção da imprensa potiguar. O que peço é profissionalismo, seriedade e valorização dos nossos.

Como podemos explicar um clube de Natal ser seguidamente ignorado pela imprensa da capital? Como podemos explicar a falta de pessoal na imprensa esportiva, que obriga profissionais a trabalhar em dois ou mais veículos? Como podemos explicar pessoas que sequer são jornalistas e que têm voz de imprensa em veículos ou em blogs pessoais? Cadê a responsabilidade? Cadê o profissionalismo? Cadê a seriedade?

Desde já, me solidarizo com todos os clubes que passam pela mesma situação e que convivem com um círculo vicioso de não conseguir investimentos por ter pouco espaço na mídia e de não conseguir espaço na mídia por ter pouco investimento. Sabemos que a realidade do futebol do nosso Estado gira ao redor de apenas dois clubes e está na hora de mudar isso. Não se faz futebol com apenas dois times!

Desde que assumi o Alecrim, fiz investimentos pesados em diversas frentes. Contratações de atletas de peso foram notícia no Brasil, recuperei um estádio e dei uma casa que o clube nunca teve, criei uma competição que, além do próprio Alecrim, colocou diversos clubes do nordeste em atividade num segundo semestre em que, praticamente todo, só houve espaço para ABC e América. Onde estava essa imprensa tão cheia de questões morais e éticas na cobertura da final da Copa Ecohouse entre Alecrim e América, por exemplo?

Ajo direta e indiretamente pela melhoria do futebol potiguar e, por consequência, da imprensa esportiva do Estado. Ainda assim sou vítima de agressões pessoais gratuitas e descabidas. Quando tomo uma atitude de cobrar profissionalismo, da mesma forma que sou cobrado, viro o vilão.

Sei que os piores e justamente os com rabo preso serão os que mais gritarão palavras de ordem, respeito e moralidade. O consumidor da informação, que está longe da realidade do futebol, e, principalmente, os torcedores de outros clubes que não sentem o problema na pele, serão convencidos pelo discurso dos falsos moralistas que defendem apenas quem lhes bota dinheiro no bolso. Mas eu aguento essas porradas. O que realmente me importa é o bem estar do Alecrim, de seus torcedores, diretores e amigos do clube. O resto, eu disciplino.

Anthony Armstrong-Emery

Do site do Alecrim

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. EM MEMÓRIA DO 14 DE JULHO disse:

    Concordo parcialmente com o presidente do Alecrim. De fato, existe um amadorismo ridículo na imprensa norte-rio-grandense e que isso tem a ver com a ênfase dada ao América e ao abc. Contudo, como já foi insinuado em comentário de outro internauta, o problema é simples e ao mesmo tempo crônico, por mais contraditório que possa parecer. Ou seja: a discriminação da imprensa é uma discriminação abcdista, é fruto de benefícios imorais dados ao mais sofrido. Lembrem do problema do jornalista Glauber Nascimento com Alex Padang. Confesso que era irritante assistir aos comentários desse jornalista, porque ele ultrapassava os limites do respeito através do uso da sua ironia, típica de Pium.
    Quando não se tem zelo pela justiça, o que dá é isso.

    Em Memória do 14 de julho. Vermelho é revolução.

  2. FREITAS disse:

    Conheço umas pessoas da imprensa, uns 3 ou 4 que são AMERICANOS e 1 ALECRINENSE , o resto da cambada são todos abecedista , quem duvida faça uma pesquisa

  3. Adriana Carla disse:

    Este senhor deveria pagar os jogadores, fornecedores, funcionários das obras que passaram muito tempo parados sem receberem e estão sendo demitidos por causa da loucuras desse povo! Acorda galera… Quem e Anthony Armstrong?

  4. caçador de pakitas disse:

    sou torcedor do ABC FC mais concordo com o presidente do alecrim,bota moral gringo.

  5. Dácio disse:

    Tudo que tá escrito é a mais pura verdade.

  6. FERNANDO BASTOS disse:

    Independentemente dos desentendimentos verbais que possam ter ocorrido no dia do jogo, as argumentações do Sr. Anthony, procedem, pela discriminação de tratamento dado ao ABC e AMÉRICA.

  7. Roberto disse:

    Infelizmente, ele tem razão… a imprensa não tá nem ai pra os outros clubes do Estado…
    o nível de cobertura que se dá pra Abc e América é infinitamente superior aos demais…

  8. Eduardo Castro disse:

    To com você e não abro Armstrong!!!

    • ricardo disse:

      Um clube como o alecrim que num consegue colocar 300 pessoas num estadio de futebol, que a mais de 20 anos nao ganha absolutamente nada, ainda reclama que a imprensa nao faz a cobertura. um clube vale pelo que conquista.

    • Mario Marques disse:

      E haja babão pra babar. Uma piada esse bilhete. Um maluco apaixonado escreveu pouco e ruim.

Cidadão de Macau faz apelo e publica carta aberta à Governadora Rosalba Ciarlini Rosado

 Macau (RN), 13 de Setembro de 2013,

Senhora GOVERNADORA Rosalba Ciarlini,

Aproveitando sua rápida visita à nossa cidade, decidimos lhe escrever sem maiores formalidades para reivindicar, em nome do POVO de MACAU, algumas AÇÕES de caráter emergencial que precisam ser tomadas pelo seu GOVERNO, antes que seja TARDE.

Nosso município, que acaba de completar 138 anos, tem 30 mil habitantes que, apesar de todas as dificuldades, muito se orgulham de poder contribuir generosamente com o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. A nossa pródiga NATUREZA não se cansa nunca de oferecer SAL, GÁS, PETRÓLEO e PESCADO aos cofres estaduais. Atualmente, até os VENTOS que aqui dão a curva se transformam em campos eólicos gerando emprego e riqueza nesta terra de POTI.

Ao longo das décadas, porém, a contrapartida oficial não chega para nós com a mesma facilidade. Para se ter uma ideia, levamos muito tempo para ter direito aos benefícios básicos da energia elétrica, da água encanada, do saneamento. Um dia, injustamente, perdemos o movimento portuário e as nossas repartições públicas costumam desaparecer sem deixar rastro, na calada das frias madrugadas.

E foi assim, INEXPLICAVELMENTE, Dona Rosalba, que em sua gestão, vimos a CENTRAL do CIDADÃO ser despejada por falta de pagamento e a CASA de CIDADANIA ser fechada, depenada e abandonada. Dói na alma macauense ver a casa do ex-prefeito Albino Mello, adquirida pelo governo estadual, se transformar em ruínas perante a inércia dos poderes constituídos.

Diante dos fatos, lhe fazemos alguns singelos pedidos. Governadora, em nome dos milhares de macauenses que cravaram o seu nome nas urnas de 2010, determine a imediata recuperação da Casa de Cidadania restaurando em seu formato original a casa de Albino Melo, patrimônio histórico da nossa gente. Pelo amor que a senhora sente pelo Seu Clóvis e Dona Conchecita, devolva à Macau a Central do Cidadão que abrigava 50 funcionários oferecendo cerca de 900 atendimentos diários em nome do DETRAN, SINE, Banco Popular, AGN- Agência de Fomento, Cosern, Caern, Itep, Delegacia do Trabalho, PROCON, Tributação e OI Velox.

Hoje, Dona Rosalba, até para fazer um simples recadastramento, idosos e portadores de necessidades especiais, com poucos recursos, precisam ir à Natal ou a vizinha cidade do Açu cujo povo ao que parece tem mais prestígio com Vossa Excelência. Pedimos ainda que cumpra a sua promessa que se traduz numa placa à margem do Rio Piranhas e construa a Ponte sobre o Riacho dos Cavalos. Por fim, se não for pedir MUITO, Drª Rosalba, como pediatra, veja de que forma seu governo pode ajudar a MATERNIDADE JOSÉ VARELA que há seis décadas vem salvando vidas nesta sagrada Terra de Monsenhor Joaquim Honório da Silveira.

Identidade preservada

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Messias disse:

    A quem votou nela… Bem feito, não tenho pena de que a Elegeu… Arquem com as suas escolhas… Só tenho pena de uma coisa! Do meu carro, que quando viajo ele pede ajuda com as estradas mal acabadas…

  2. Joca Barraco disse:

    Este é o governo que vai ser reeleito, segundo o primeiro damo…

  3. Sergio Nogueira disse:

    Bom ficar claro que qualquer pedido que não venha de Mossoró não tem como a Prefeita do Estado atender. Micarla Ciarline não corresponde aos desejos dos eleitores faz tempo.

    • IKARO disse:

      NÃO ENTENDO A DESCRIMINAÇÃO COM OS MOSSOROENSES. QUERO DIZER A TODOS POIS ELA E GOV DO ESTADO DO RN ;;;; E NÃO UM GOV SO DE UMA CIDADE

    • IKARO disse:

      SE FOSSE ASIM GARIBALDI,VILMA E OUTROS QUE NÃO ERAM DE MOSSORO SO GONVERNARAM PARA SUAS CIDADES……………DEIXE DE SER BESTA SERGIO CU DE BURRO

  4. paulo kasinsk disse:

    Tocante, o texto. Tocante diante de um governo envergonhante.

CA de Direito da UFRN emite nota de repúdio contra Rosalba e Micarla

O Centro Acadêmico Amaro Cavalcanti, do curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), emitiu uma carta aberta de repúdio à governadora Rosalba Ciarlini e à prefeita Micarla de Sousa por causa da morte de criança com pouco mais de um ano de vida e convidou a população para um ato pela saúde pública para ser realizado no próximo dia 14 de junho, às 8h, em frente do prédio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap). Independente do ato, o caso da morte da pequena Vitória Andrade é realmente trágico.

Confira a carta na íntegra…

Carta Aberta de repúdio ao Governo do Estado e a Prefeitura do Natal em razão do falecimento de Vitória Ester Pereira de Andrade.

À Dra. Pediatra Rosalba e a empresária Micarla de Sousa

A incompetência da gestão do Sistema Único de Saúde, fez mais uma vítima. Matou mais uma criança. No sábado (26/06), às 17h17, Vitória Ester Pereira de Andrade, de apenas 01 ano e 03 meses, veio a óbito no Hospital Walfredo Gurgel.

Causa: Falta de serviços básicos de saúde no Leningrado; falta de leitos médicos. (Falta de profissionais; Falta de investimento do Estado e do Município na Saúde; Falta de cumprimento da Constituição e do Estatuto da Criança e do Adolescente; faltas e faltas…).

Por sete exaustivas horas de atendendo indevido o pai, junto à filha, aguardou nos corredores do Hospital Sandra Celeste, de responsabilidade da Prefeitura, apenas o que se é legítimo esperar: tratamento médico adequado.
Deparou-se com o descaso estatal e a ausência de políticas públicas efetivas para atender à sua filha e aos demais que aguardavam atendimento e atenção.

Quando, enfim, foi transferida de ambulância para o Hospital Walfredo Gurgel – maior hospital público do RN, referência estadual no atendimento de urgências e emergências para todo o estado – chegando ao local, Vitória ficou nos corredores, e após meia hora, se encontrava sem vida.

O descaso do Governo do Estado e da Prefeitura do Natal em cumprir com a sua responsabilidade de implementar políticas públicas que atendam as demandas da população fez mais uma vítima. Uma vida cujo futuro foi subtraído na raiz da derradeira infância. Trucidado na espera de um corredor.

A falta de leitos agravada com o crescente número de doentes pela ineficiência da implantação e investimentos na atenção primária enfatiza o caos da Saúde Pública, ressaltando sua evidente contradição: Dessa forma, o serviço de Saúde mata, ao invés de curar.

Um recente levantamento realizado pelo Ministério Público constatou que 201 pessoas morreram no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel em 40 dias – 40 delas por falta de leitos (Diário de Natal, 03 de Junho de 2012).
40 famílias encontraram, portanto, o mesmo fim para a espera neste hospital: a busca por leitos hospitalares transferiu-se para a procura por leitos nos cemitérios.
Esta é uma ofensa cotidiana à dignidade dos cidadãos norte-riograndenses. Até quando?

É diante das injustiças que nos afirmamos. Não é possível conformar-se diante do óbito de uma criança e do pesar de um pai, de uma família – de 40 famílias. Quantas outras mortes não foram noticiadas? Quantas mais ainda serão?

Não é possível silenciar e aceitar estas mortes como normais, como naturais.
É difícil defender, apenas com palavras, a vida.

Por isto, convidamos todos e todas a participar do Ato pela Saúde Pública que será realizado no dia 14 de Junho, às 08 horas, em frente à Secretaria de Saúde do Estado.
Para que não se esqueça.
Para que não se repita.
Pois até que tudo cesse, nós não cessaremos.”
Centro Acadêmico Amaro Cavalcanti/Direito – UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Valerio Freitas disse:

    Acho que a cobrança deve ser para a governadora Rosalba, essa sim é a responsável, pois não cabe a Prefeitura oferecer serviço de UTI, nem têm recursos para isso, todos sabem.
    Também lembrar que por conta da politicagem, a sra governadora Rosalba, não têm repassado os recursos federais que vem para Natal.
    Cadê o MP que não pone a governadora por APROPRIAÇÃO INDEBTA?

  2. RSF disse:

    Eu fico pensando. Esses gestores públicos não
    tem filhos? Imaginem-se olhando para seus filhos e netos e os vendo em uma
    situação destas. Fechem os olhos por um momento e imaginem. Apenas imaginem. Pois
    jamais desejaria isto para qualquer criança. Quem sabe ao abrir os olhos vocês
    sejam mais sensíveis e pensem no povo, esquecendo por um tempo seus próprios
    interesses. A eleição vem ai. Com que cara vocês vão a tv e as ruas pedir votos
    e prometer mais uma vez o que não farão.