Diversos

IMINÊNCIA DE MAIOR IMPACTO AMBIENTAL DO RN: Perícia revela redução significativa de volume na Lagoa do Bonfim e risco de extinção de outras lagoas da bacia

Foto: Reprodução

A Promotoria de Justiça da Comarca de Nísia Floresta, na Grande Natal, enviou ao Ministério Público do Rio Grande do Norte um relatório de 98 páginas, com uma perícia realizada na Lagoa do Bonfim, em que alerta a situação do local desde a instalação da Adutora Monsenhor Expedito, que resultou na redução significativa no seu volume, de forma que os períodos de inverno não estão suprindo a necessidade de reposição hídrica do sistema. Além da famosa lagoa, outros cinco na região estão sob ameaça real de esgotar sua capacidade.

Segundo o estudo fundamentado em imagens de satélite e dados de monitoramento, o volume retirado pela CAERN e a evaporação natural, o balanço hídrico lacustre se mantém negativo nos últimos anos, comprometendo a recuperação natural deste ecossistema. Os impactos ambientais diagnosticados se dão inicialmente com a possível extinção de Lagoas de menor porte que compõe o Complexo Lagunar Bonfim que é formado pelas Lagoas Redonda, Boa Água, Ferreira Grande, Carcará e Urubu, o que poderia representar o maior impacto ambiental no Rio Grande do Norte.

O sistema Lacustre do Bonfim constitui-se numa pequena bacia, com aproximadamente 60 km² de área, sendo enquadrada pelo Instituto de Desenvolvimento do RN-IDEC como uma das unidades de escoamento difuso da faixa litorânea leste do Rio Grande do Norte. Seus limites hidrográficos são as bacias dos Rios Trairi (S-SW) e Pirangi (N-NW), que a cercam quase inteiramente, contribuindo para que sua área de drenagem superficial seja bastante reduzida.

A perícia da Promotoria de Justiça da Comarca de Nísia Floresta ainda destaca que visto que o uso desordenado da água segue comprometendo o nível da Lagoa do Bonfim que hoje se encontra muito abaixo da cota permitida, que não permite esta esboçar sinais de recuperação, esse dano em si afeta todo o ecossistema que depende dessa água para sua sobrevivência.

A perícia, por fim, diz que não é possível afirmar dentro do escopo do estudo qual o volume e escala da captação clandestina realizada pelos moradores do entorno, sendo assim, na ausência de informações não há condições técnicas e dados que respaldam qualquer conclusão a respeito da diminuição do nível da lagoa devido a esta atividade.

Opinião dos leitores

  1. Vemos, de temos em tempos, algumas publicações a respeito desse assunto, porém, não vemos medida alguma efetiva.
    Há uns que defendem dizendo que "água é vital". Óbvio. Não há o que discutir quanto a isso, mas de onde se tira e não se repõem, um dia acaba.
    Estão esperando que "São Pedro" envie mais chuvas? É certo que 2020 choveu acima da média, mesmo assim foi bem menos que em 2009. A média das chuvas, único "input" da lagoa, é sempre baixa. Não repõe a demanda.
    A única medida efetiva que sabemos é o racionamento. Isso, apenas, irá adiar a data de secar a nossa amada Lagoa do Bonfim.
    Vamos torcer pela transposição ou dessalinizacao.
    Lamentável.

  2. O sonho do Monsenhor Expedito foi buscar essa água pra matar a sede dos moradores dos municípios
    A CAERN com objetivo comercial ta fazendo uma farra, atendendo a
    balneários, lavajatos, condomínios recreativos, clubes e tantos outros
    Perdendo o sentido do sonho do Monsenhor

    1. A Caern acima de tudo tem um papel social, a grande maioria das cidades abastecidas com as águas da Lagoa do Bonfim, são deficitárias,
      dados do SNIS, não pagam os custos operacionais… Se o problema é a gestão da água, cabe aos consumidores fazer o uso racional dela.

  3. Vamos ver se Fátima Bezerra vai querer o carimbo por ser no governo dela o Maior desastre ambiental do RN. Tem que ser feito algo urgente.

  4. A mesma catástrofe que está acontecendo com a Lagoa do Bonfim, aconteceu no Mar de Aral, na Rússia. Na verdade o mar era um lago, usaram a água para irrigação e ele morreu. Basta pesquisar no Google. A CAERN, além de não pagar um centavo pela água eu tira da Lagoa do Bonfim, mas cobrar dos coitados do interior, tem outras opções nas mãos mas não as usa, é claro. Essa adutora é um crime ambiental impressionante !!!

  5. Existe um Termo de Ajustamento de Conduta que a CAERN não está respeitando. Se não retirar uma quantidade menor de água, de fato, essas lagoas secaram e pode nunca mais voltar a ser o que era. Seria o maior crime ambiental da história do Rio Grande do Norte.

  6. A promotoria de Nisia Floresta foi a mesma que não tomou atitude alguma para evitar que a white party viesse a acontecer, né?!
    #DeusSalveANossaLagoaDoBonfim

    1. Isso mesmo…

      Se privatizar, São Pedro mandará mais chuva, a evaporação natural da lagoa não existirá mais, as ligações clandestinas da Lagoa serão extintas e acima de tudo… A água ficará mais barata….

  7. E olhem que o Rio Grande do Norte já tem experiência em catástrofes ambientais envolvendo suas lagoas. Não muito longe dali ocorreu o maior desastre ambiental da história do RN, de que ninguém fala: a transformação da Lagoa de Guaraíras (ali entre Barreta e Tibau do Sul), a maior lagoa de água doce do Estado, em uma lagoa de água salobra e não potável, com a escavação do canal e dinamitação. A intenção foi "boa", como foi a da adutora Monsenhor Expedito agora, mas o resultado foi uma tragédia em um Estado árido com poucos reservatórios de água doce.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Discussão por causa de paredão de som teria acabado em tiros disparados contra carro de empresário na Lagoa do Bonfim

Foto: Cedidas

Segundo informações, os tiros disparados contra carro de empresário no fim de semana, na noite de sábado(31 de outubro), em Nísia Floresta, na Grande Natal, teria sido por causa de uma discussão movida por um paredão de som ligado no carro do empresário, que foi alvo de emboscada em estrada. A vítima continua em estado grave, segundo as últimas informações.

Relembre: Duas pessoas são baleadas dentro de carro na Lagoa do Bonfim

 

Opinião dos leitores

  1. Quer escutar som Alto?
    Enfia a mer&@ desse carro no quarto, fecha as portas e arroche no volume até os tímpanos estorarem.
    Nao queira impor seu "mau" gosto musical para mim (sim, pois cerca de 90% das pessoas que normalmente fazem isso curtem forró, sertanejo, sofrencia, brega….).

  2. Será que com mais armas de fogo o Brasil vai ficar mais seguro??? Por favor tenha piedade! não fique enfurecido! Eu não tive a intenção de ofender…… não atire. Me perdoe pela minha ignorância.

  3. Por isso que digo que arma de fogo pra todo mundo n da certo. No mundo ideal, com pessoas conscientes, seria bom pra proteção pessoal. A pergunta é: quem protege a população de um desequilibrado armado? Infelizmente não temos maturidade pra isso.

    1. Respeito a Excelente opinião. …
      MAS UM PLESBISCITO NACIONAL SOBRE O ASSUNTO JÁ FOI REALiZADO.

  4. Os tiros não justificam, mais o paredão de som é uma falta de respeito grande, quer ouvir som alto? coloque um fone de ouvido e aumente o som.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO: Com últimas chuvas, lagoa de captação do conjunto Jiqui volta a transbordar, inundando ruas, casas e comércios

Com as chuvas dos últimos dias em Natal, a lagoa de captação do conjunto Jiqui, no bairro de Neópolis, transbordou, inundando ruas, casas e comércios.

Segundo os moradores, a Prefeitura de Natal não está fazendo a manutenção e nem a limpeza da lagoa que está sem o sistema de bombeamento.

Os moradores estão fazendo um apelo para a solução do problema.

O vídeo cedido abaixo é próximo a rua Delmiro Gouveia.

Opinião dos leitores

  1. Vejo nos últimos dias comentários contra a CAERN em situações que não tem relação com sua atuação ou essas pessoas tem interesse em prejudicar a empresa ou falta inteligência, a Lagoa é da prefeitura, faz coleta de rede de águas da chuva, não existe relação com a CAERN.

  2. A CAERN diz que não é com ela. O mesmo acontece na Rota do Sol. Vazamento de lagoa de captação ou seja, esgoto a céu aberto. Mas a CAERN – Companhia de ÁGUAS e ESGOTO do RN diz que não é com ela. De quem é a responsabilidade?

    1. Interessante quando existe um problema não tem responsável.
      Para cobrar impostos existe uma estrutura que funciona muito rápido.

    2. A Caern esclarece que a lagoa de captação apresentada no vídeo é para recebimento de água de chuva, sendo portanto um equipamento do sistema de drenagem. A Companhia reforça que não atua na drenagem de águas pluviais. Sobre a situação apresentada na Rota do Sol, reforçamos que os alagamentos são ocasionados por água de chuva, a Estação de Tratamento de Esgotos está operando normalmente sem apresentar extravasamento.

    3. Esta é a parte podre da Caern, infelizmente: a da desculpa amarela. Amarelecida pela falta de argumento convincente. Explica, explica, e nada justifica.

    4. Há que se confirmar por empresa independente se a afirmação da CAERN de que se trata somente de águas pluviais corresponde à verdade. Se as águas da chuva causam o transbordamento da lagoa de efluentes seja por planejamento inadequado, ou por utilização errada então continuo afirmando que a responsabilidade é da CAERN. Em frente ao ABC forma-se também uma poça que toma todo o asfalto mas que desaparece com dois ou três dias de estiagem. No caso da Rota do Sol há a contribuição de água da lagoa de tratamento de efluentes.

  3. Continuem votando nos políticos profissionais, porque eles precisam de viver a hipocrisia em sua plenitude. Já as "crias novas" caracterizam-se pela continuação da mesmice.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

FOTOS: “Lagoa de esgoto” em plena Rota do Sol revolta moradores

Moradores de Pirangi , Cotovelo e Pium se queixam de “lagoa de esgoto da CAERN”,  que continua estourada na Rota do Sol, nas imediações da Barreira do Inferno, desde junho. Fotos: cedidas.

Opinião dos leitores

  1. Mais um pouco de descaso dessa prefeitura. Moro há 7 anos em Natal e há 7 anos os pontos de alagamento são os mesmos, os buracos nas vias são os mesmos, os locais de lixo e entulho na rua são os mesmos, a falta de manutenção nas vias, jardins, praças, parques…..é a mesma. Nesses 7 anos, nunca ví vontade de resolver, só existem ações paliativas, onde se coloca dinheiro público passível de corrupção. O turismo já levou um duro golpe com a pandemia, e não vai se sustentar sem o poder púbico agir por princípio.

  2. Quero agradecer ao amigo BG pela publicação para que possamos ter uma ação mais rápida por parte da CAERN.

    Esam Elali
    Presidente da PROMOVEC
    Associação dos Proprietários Moradores e Veranistas da Praia de Cotovelo

  3. Isso acontece em todas as lagoas de captação pluvial!!!
    Agora como o fato esta acontecendo na parte "rica" da cidade, se torna notícia.

    1. Henrique, se acontece está errado, tem que reclamar e exigir providências, pois pagamos o IPTU mais caro da cidade, isso não basta?

  4. Agradecer ao BLOG DO BG , pois agora temos a certeza que a CAERN vai tomar as providências certa e não vai ficar colocando uma bomba de 6 polegadas para enganar os moradores , empresário , atletas e turista que usam a ROTA DO SOL . A PROMEC agradece

  5. Felizmente não tem turistas na cidade .
    Vários governos estaduais ao longo dos últimos anos colocam empecilhos na implantação de indústrias e também não fornecem condições para o turismo responder por uma fatia do desenvolvimento do estado.
    As imagens de uma lagoa de captação de esgoto invadindo uma rodovia de acesso à lugares turísticos não é uma imagem que entusiasma turistas.
    Uma matéria destas vai ser visualizada por várias pessoas no Brasil.

    1. Por essa e outras que Natal está perdendo turistas para João Pessoa.
      O programa de proteção ambiental em João Pessoa é nota 10.

  6. Isso se deve ao subdimensionado da rede de esgoto de ponta negra e suas inúmeras ligações clandestinas de águas pluviais no sistema de esgotamento sanitário. Ainda vão cometer a burrice de fazer enrocamento e engorda da praia (colocação de areia) sem o devido cuidado de redimensionar o sistema de esgotamento sanitário e o sistema de drenagem. Vão colocar areia sobre a merda que escoa pra praia toda vez que chove muito só que uma dia a areia vai ser levada embora pela maré e a merda vai continuar estourando por toda a praia. Será um verdadeiro desperdício do dinheiro público.

  7. se fosse uma empresa privada.. o IDEMA já tinha parado a operação até resolver… Mas… fica tudo em casa…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

FOTOS E VÍDEO: Lagoa abre cratera ao redor de casas no conjunto Pitimbu, na Zona Sul de Natal

Fotos e vídeo: cedidos

Cratera em lagoa no conjunto Pitimbu, na Zona Sul de Natal, ao redor de casas, deixa moradores indignados. “Irresponsabilidade dos órgãos”, reclama um dos denunciantes, ainda informando que a área se encontra sem água.

Opinião dos leitores

  1. É lamentável amigos.
    Mas tenham paciência.
    Os governantes que vocês escolheram estão ocupados em veraneio.
    E pedem que qualquer reclamação sejam dirigidas somente em fevereiro de 2020 afinal de contas ninguém é de ferro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

MAIS UMA TRAGÉDIA: Menino de 8 anos morre afogado em lagoa na Grande Natal

FOTO: ILUSTRATIVA

Mais um caso fatal por afogamento foi registrado na Região Metropolitana de Natal. Dessa vez, a vítima foi um menino de oito anos, durante banho na lagoa de Extremoz, na manhã da segunda-feira (6). De acordo com informações preliminares, a tragédia aconteceu por volta das 10h30, feriado municipal na capital, quando a lagoa estava com vários banhistas. A vítima ainda chegou a ser socorrida ao hospital do município, mas já chegou à unidade sem vida. As informações foram confirmadas pela família do garoto.

O portal G1-RN, que destacou a ocorrência, informa que o Corpo de Bombeiros não foi acionado. A instituição reforçou que em situação de risco e anormalidade de qualquer natureza, a população deve entrar em contato pelo telefone 193.O corpo menino foi velado e sepultado nesta terça-feira (7) na comunidade Capela, povoado de Ceará-Mirim, também na região metropolitana de Natal, onde ele morava.

A reportagem ainda destaca que pelo menos outros dois casos de morte por afogamento foram registrados pelo Instituto Técnico Científico de Perícia desde o domingo (5). Um deles ocorreu na Praia do Meio, em Natal, e outro em Canguaretama. As vítimas foram um homem de 40 anos e uma mulher de 43, respectivamente. Na quinta-feira (2), uma menina de 1 ano e 8 meses morreu afogada na piscina de uma granja no município de Vera Cruz.

Opinião dos leitores

  1. Que nada Lucas, tem que colocar bombeiro para tirar fotografia com a veranista Fatao G. Duro. Muito mais importante, melhora a imagem do nosso esqualido estado.

  2. TEM QUE COLOCAR DOIS BOMBEIROS EM CADA LAGOA, MAS DOIS EM CADA CIDADE, POIS TEM QUE ESTAR A POSTOS EM CASO DE UM INCÊNDIO EM UM CARRO. AFINAL É PRA ISSO QUE SERVE A TAL TAXA DE BOMBEIROS.

    1. BG
      A população norte riograndense precisa saber o valor arrecadado com a cobrança da taxa de bombeiros. Deve ter ultrapassado a soma de algum milhão de reais. E também como está sendo usado este dinheiro. O comandante do corpo de bombeiros e o governo do estado tem que prestar contas destas cifras arrecadadas e publicar na imprensa para conhecimento de todos

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO E VÍDEO: Carro é perseguido, cai em lagoa, e PRF apreende mais de 160 kg de maconha na Grande Natal; casal é preso

Foto: Divulgação/PRF

 

Durante fiscalização de combate a criminalidade, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu, no final da noite dessa segunda-feira (19), na zona rural da cidade de Monte Alegre/RN, um grande quantidade de maconha. Uma equipe estava em patrulhamento no km 115 da BR 101, em São José do Mipibu, quando o condutor de um Corsa Sedan, ao visualizar os policiais, efetuou uma conversão repentina e pegou o acesso à cidade de Monte Alegre. A partir desse momento, iniciou-se um acompanhamento tático com intermitente ligado e sirene acionada. Após várias quilômetros percorridos, várias ordens de parada sem êxito e já na zona rural de Monte Alegre, o condutor perdeu o controle do veiculo, saiu da pista e caiu em uma lagoa, ficando o veículo submerso.

Após a retirada do veículo, foi encontrado dentro dele um casal, um homem de 32 anos e uma mulher de 30. No porta malas foram encontrados 232 tabletes de maconha, pesando 166,2 kg. Questionado sobre a origem da droga, o casal informou que pegou-a em um posto de combustível na cidade de Macaíba e que a entregaria na cidade de Campina Grande/PB. Pelo serviço receberia o valor de 5 mil reais.

Durante o acompanhamento tático, foi solicitado o apoio à Polícia Militar de Monte Alegre que de pronto atendeu e deu suporte à ação.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao casal pelo suposto crime de tráfico de drogas e associação ao tráfico. A ocorrência foi encaminhada à Central de Flagrantes em Natal para as medidas legais cabíveis.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

‘Teria dado um tiro na cabeça’, declara Witzel sobre esfaqueador da Lagoa; governador do RJ elogia ação da PM

Foto: Marcelo Regua / Agência O Globo

O governador Wilson Witzel disse nesta segunda-feira lamentar pela tragédia de domingo na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul, onde duas pessoas morreram e cinco ficaram feridas, após o surto de um morador de rua utilizando uma faca. Witzel elogiou a ação da Polícia Militar e disse que teria “dado um tiro na cabeça”, se fosse o agente de segurança. Ele também prestou solidariedade aos familiares das vítimas.

— Toda ação militar está sujeita a erros. Existe a teoria e na prática pode não funcionar. Se eu estivesse no lugar do policial teria dado um tiro na cabeça dele, para evitar imediatamente. O agente foi melhor do que eu imaginava, atirando para neutralizar. Parabéns a polícia militar, foi uma ação muito profissional, minimizando ao máximo o número de vítimas. Qualquer tipo de equívoco vamos corrigir – comenta o governador.

O governador comentou também sobre a arma de choque não ter surtido efeito. Witzel justificou que a carga elétrica é controlada para evitar a parada cardíaca.

— Tentaram imobilizar com o taser. Já vi policial americano ter a inefetividade de mais de um taser. Vamos avaliar o problema do equipamento. Evidentemente o uso de armas de fogo não é o recomendado em uma localidade com muitas pessoas ao redor — comentou.

Os policiais do BPTur foram os primeiros a chegar ao local, acionados por pedestres logo após o primeiro ataque. Os agentes tentaram imobilizar o criminoso com uma pistola “taser”, de choques elétricos. No entanto, o armamento não foi suficiente para parar o homem. Em seguida, agentes do 19º BPM (Copacabana) e do 23º BPM (Leblon) também chegaram. Ao todo, havia três viaturas paradas próximas ao local no momento em que João Feliz era socorrido e Marcelo Henrique, o personal trainer, foi atacado.

Câmeras de segurança flagraram o esfaqueador, Placido Corrêa de Moura, em ação. Witzel prometeu que o programa Segurança Presente retirará todos objetos cortantes que os moradores de rua possam ter. Atualmente, equipes de assistentes sociais já realizam assistência nos bairros com a operação.

— Não é necessário que tenham uma faca, para alimentação também há outras alternativas que não sejam com um objeto cortante. A atribuição de cuidar dos moradores de rua é municipal, mas iremos auxiliar. É necessário – afirma Witzel.

O Globo

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VAMOS TER CONSCIÊNCIA – (FOTOS E VÍDEO): Lagoa transborda na Zona Norte com chuvas em Natal e quantidade de lixo chama a atenção

Publicação compartilhada pelo Via Certa Natal nesta quinta-feira(30), de chuvas na capital potiguar, chama a atenção pela enorme quantidade de lixo transbordado da Lagoa do Jacaré, na Zona Norte de Natal.

Impressionante e vergonhoso o volume de lixo que se espalhou pelas vias ao redor. Infelizmente, o registro também irresponsabilidade de pessoas, ainda que possar ser uma minoria. O estrago sempre será volumoso. Veja abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Impressionante: Lagoa transborda na ZN e quantidade de lixo chama a atenção

Uma publicação compartilhada por Via Certa Natal (@viacertanatal) em

Opinião dos leitores

  1. E olhe que nem da cidade eu sou, com um simples vídeo consigo ver que muitos estão despreocupados em fazer sua parte e o governo municipal para alavancar isso é INEXISTENTE.

  2. O pior do Brasil é o brasileiro mal educado que sabe que lixo é no lixo mas mesmo assim jogam na rua e quando chove ficam reclamando .
    Devemos se conscientizar e fazer nossa parte pois infelizmente não temos mais governantes.
    A situação ta difícil.

  3. Existe algum órgão que faça limpeza nessa cidade e que pelo menos conscientize a população?
    #Vergonha

    1. A partir do momento em que alguém cobra que um órgão publico conscientize a população sobre o descarte correto do lixo, vejo que estamos realmente em maus lençóis.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Lagoa no RN é cenário de nova mortandade de peixes

 Peixes mortos em Lagoa Nova 3 - foto Roberto Paixão                        Foto: Roberto Paixão

Na manhã desta quarta-feira (22) mais peixes foram encontrados mortos às margens da Lagoa que deu origem ao município de Lagoa Nova. No início de fevereiro, em um desastre ambiental sem precedentes, milhares de peixes morreram. O acontecimento mobilizou imediatamente a Secretaria Estadual de Saúde, o Idema e até uma comissão de políticos liderada pelo senador Paulo Davim (PV) visitou o local.

Passados três meses, a única intervenção feita foi uma análise da água, prometida à época pelo secretário José Luiz Neto que serviria para investigar as causas da mortandade dos peixes e tomar as devidas providências.

Estudantes do curso técnico em Alimentos do IFRN de Currais Novos coletaram amostras da água e levaram ao Instituto para análise. O resultado e o parecer técnico sobre a situação da Lagoa foram entregues no dia 26 de abril à vice prefeita Vitória Mendes e ao secretário José Luiz Neto. Entretanto, os laudos não foram apresentados publicamente.

Tentamos entrar em contado com o secretário, mas não obtivemos nenhuma resposta. O Lagoa iNova teve acesso ao resultado, mas a prefeitura não divulgou o parecer técnico que explica os níveis de poluição encontrados.

Dessa vez, a mortandade foi em escala menor, mas antes, toneladas de peixes mortos apodreceram às margens da Lagoa. O cenário catastrófico impressionou pelas proporções e foi destaque nos principais veículos de comunicação do estado, com repercussão até na mídia nacional. Com o passar do tempo, o caso caiu no esquecimento e nenhuma providência efetiva foi tomada até hoje.

De acordo com os técnicos que visitaram a Lagoa, a Caern seria notificada e multada pelo desastre ambiental já que se atribuiu preliminarmente a mortandade aos dejetos lançados pela piscina de estabilização, construída praticamente dentro do reservatório nos anos 90. De acordo com o secretário municipal de Agricultura Paulo Vandi da Costa desde 2009 foi elaborado um projeto orçado em R$ 6 milhões para a retirada da piscina de dentro da Lagoa e o órgão não tomou nenhuma providência.

A seca também foi cogitada como responsável pelo desastre, mas ninguém se pronunciou sobre o fato da poluição da Lagoa ocorrer mesmo antes da construção da piscina de estabilização e nada nunca ter sido feito para solucionar o problema.

Além do mau cheiro, os peixes em decomposição podem ocasionar a transmissão de doenças e representam um risco eminente à saúde pública.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Juiz desapropria imóvel para construção de lagoas de captação

O juiz Airton Pinheiro, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal, julgou procedente o pedido de desapropriação por utilidade pública de um imóvel, consistentes em dois lotes localizados no Loteamento Nova Natal, Boa Esperança, em Natal, medindo 450 m² cada, formulado pelo Município do Natal, para fins de construção de duas lagoas de captação de águas pluviais. O magistrado condenou, no entanto, o Município a pagar a diferença entre o depósito inicial o valor final fixado, na quantia de R$ 13.259,00.

Quando julgou o caso, o magistrado ressaltou que o direito de propriedade, bem como o direito assegurado ao Estado de suprimir este do particular quando o mesmo tiver que subsumir-se ao interesse da coletividade, estão devidamente dispostos na Constituição da República. Como preconiza a Constituição Federal, a desapropriação direta, para fins de interesse social ou utilidade pública (que é o caso dos autos), garante ao expropriado justa e prévia indenização em dinheiro, em procedimentos administrativo ou judicial.

Ao considerar o elemento de correção monetária e juros compensatórios e moratórios que incidirão sobre o valor fixado, ele entendeu que deverá prevalecer o valor defendido pelo próprio desapropriado em sede de apelação – no caso, a quantia de R$ 19.200,00, havendo a diferença a receber de R$ 13.259,00.

Fonte: TJRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social

Comunidade reclama de mau cheiro vindo de lagoa da Caern em Cidade Verde

O  problema da fedentina exalada da lagoa de estabilização da Companhia de  Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), no conjunto Cidade  Verde, em Nova Parnamirim, continua atormentando os moradores. Eles  querem providências por parte das autoridades competentes.

Morador de Cidade Verde há mais de 10  anos, João Emanuel diz que a comunidade enfrenta um grave problema de  saúde pública e de agressão ao meio ambiente, uma vez que a lagoa de  estabilização, para onde são canalizados todos os esgotos do bairro de  Ponta Negra e adjacências, em Natal, construída pela Caern, exala um  enorme mau cheiro que está prejudicando a saúde das pessoas.

Segundo ele, a lagoa foi construída no  governo Garibaldi Filho, contra a vontade daqueles que já residiam no  bairro, que já previam sérios problemas. “A população reclama que a fedentina vem  se tornando insuportável dia e noite tornando a área, que é considerada  nobre, desvalorizada. Esperamos que esse tema seja encampado durante  esta campanha eleitoral na busca de uma solução”, destaca Emanuel.

Fonte: Blog Mais Parnamirim

Opinião dos leitores

  1. Gostaria de saber sobre as providências perante a justiça do mau cheiro que recebemos aqui na Cidade Verde. Porque acabei de comprar uma casa aqui sem saber desse imenso problema não tinha conhecimento desse discaso e estou com depressão porque durmo e acordo com cheiro muito forte de esgoto por favor se puderem me ajudar a esclarecer qualquer coisa.

    grata,
    Geraci

  2. O MAU CHEIRO emitido pelas Lagoas de Estabilização na Cidade Verde, mostra o nível de sub-desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Norte e do descaso das autoridades públicas em relação à VIDA HUMANA  e à saúde ambiental de uma forma geral, pois o SANEAMENTO BÁSICO e O ACESSO À ÁGUA POTÁVEL  foram reconhecidos como direito do ser humano pela
    Organização das Nações Unidas. A resolução declara que “o direito a uma
    água potável, limpa e de qualidade e a instalações sanitárias é um
    direito humano, indispensável para gozar plenamente do direito à vida”. Todo esse esgoto que está sendo jogado direto nas lagoas de estabilização da Ponta Negra irão evaporar e TODOS NÓS iremos respirar esse ar contaminado pelas substâncias
    químicas. Não há escolha, você pode estar na parte rica ou pobre da
    cidade, mas você será atingido por esse verdadeiro inimigo invisível.

    Mais grave é o mau que esse inimigo traz às
    crianças. Essas substâncias químicas e microbiológicas arrastadas pela evaporação deste esgoto sem tratamento ou mal tratado das Lagoas, afetarão a capacidade imunológica dos
    glóbulos brancos eliminarem as bactérias e de produzir anticorpos
    provocando alergias respiratórias, nasais, intestinais e de pele que vão
    permanecer com essa criança por muito tempo. Além disso, a criança terá
    também a sua função renal alterada podendo tornar-se hipertensa e seu
    rim pode vir a sofrer uma falência precoce.Além do mais, o esgoto evaporado nestas Lagoas arrasta consigo, não somente vírus e bactérias nocivas à saúde humana ma,s também, gases tóxicos, como amônia, metano e principalmente o sulfeto de hidrogênio, irritante dos olhos e vias respiratórias e, em maiores concentrações, pode matar.Fora o mau cheiro nocivo à saúde humana, os moradores da CIDADE VERDE e entorno recebem, ainda, como agravante do rastro do mau cheiro, uma infestação insuportável de moscas e ratos que invadem as residências dos moradores pagadores de impostos.Tecnologia para resolver o problema existe, mas até quando iremos suportar?Mauricio Rodrigues BorgesEngenheiro Químico e morador na Cidade Verde há 10 anos.FONTE:http://www.tratabrasil.org.br/detalhe.php?codigo=117

    1. Maurício, você sabe se já foi acionada o Ministério Público ou a Justiça? Precisamos nos mobilizar urgentemente.
      Att. Ubiraci.

    2. Ubiraci, estou prestes a iniciar a construcao de uma casa em um condominio proximo e esta semana descobri este enorme problema. Fui visitar o condominio e tive fortes dores de cabeca. Gostaria de obter mais informacoes para poder entrar na justica. Att,

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *