Polícia

Bandidos encapuzados invadem estação de tratamento de esgotos em Cidade Verde e roubam arma e colete de vigilante

Foto: Reprodução/TV Tropical

Três bandidos armados invadiram a estação de tratamento de esgotos, em Cidade Verde, em Parnamirim, e assaltaram dois funcionários da Caern e um vigilante. Entre os objetos roubados estão um colete balístico, uma arma e um carro.

Após o crime, os suspeitos fugiram. Ao visualizarem uma viatura da PM, eles abandonaram o veículo e fugiram pela mata. No veículo, os policiais encontraram alguns objetos que haviam sido roubados, como o colete e a arma do vigilante.

Na delegacia, as vítimas informaram que o grupo criminoso entrou encapuzado no local, agiu com violência e ainda se alimentou no local durante a ação.

Portal da Tropical

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO: Bandidos arrombam igreja evangélica na Grande Natal e roubam instrumentos musicais

Foto: Reprodução

O portal G1-RN destaca nesta quinta-feira(21) que bandidos arrombaram na madrugada dessa terça-feira(19) uma igreja evangélica no município de Goianinha, distante cerca de 60 quilômetros de Natal, e roubaram instrumentos musicais e uma televisão. A ação criminosa foi registrada pelas câmeras de segurança. (ASSISTA VÍDEO AQUI).

O alvo da ação dos criminosos foi a Primeira Igreja Batista de Goianinha, que fica no bairro Rio da Ponte. Conforme reportagem, é possível ver no vídeo de segurança dois homens com rostos cobertos pelas camisas. Após arrombarem a igreja, eles seguem dentro do local escuro e com uma lanterna vão traçando o caminho.

Os criminosos pegam um contrabaixo, um teclado, uma guitarra, um violão e dois microfones. Além disso, uma televisão também foi roubada.

A Polícia Civil informou que quem tiver alguma informação sobre o crime ou os suspeito pode ligar de forma anônima para o número 181.

Opinião dos leitores

  1. Não investem em segurança privada dá nisso. A pública não pode nem contar, até porque não pagam imposto mesmo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Assaltantes roubam na Grande Natal carro usado por trabalhadores terceirizados da Caern

Foto: Divulgação

O portal G1-RN noticia que o dia de trabalho começou de forma tumultuada nesta quinta-feira (17) para uma equipe de trabalhadores que fazem serviço terceirizado para a Companhia de Águas do Rio Grande do Norte (Caern). O carro usado por eles, modelo Strada de cor cinza, foi roubado quando chegavam para o trabalho. De acordo com a matéria, a ação criminosa foi registrada no bairro Liberdade, em Parnamirim, na Grande Natal.

Segundo o portal, quatro criminosos, armados, chegaram em uma picape branca, anunciaram o assalto e levaram o carro, que tem identificação da empresa e da Caern. Ainda segundo o portal, mesmo após o crime, as vítimas continuaram trabalhando, enquanto o dono do veículo buscava ajuda da polícia.

Texto na íntegra aqui.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Macacos atacam laboratório, roubam sangue infectado com Covid-19 na Índia e criam temor de maior disseminação do vírus em áreas residenciais

Foto: PvanDijk/ Pixabay

Um grupo de macacos atacou um laboratório médico na Índia e levou amostras de sangue de pacientes que foram diagnosticados com novo coronavírus, disseram autoridades nesta sexta-feira (29).

O ataque ocorreu nesta semana, quando um técnico de laboratório andava no campus de uma faculdade de medicina estatal em Meerut, 460 quilômetros ao norte de Lucknow, capital do estado de Uttar Pradesh.

“Os macacos pegaram e fugiram com as amostras de sangue de quatro pacientes com Covid-19, que estão em tratamento… tivemos que colher as amostras de sangue novamente”, disse o médico S. K. Garg, um dos responsáveis pela faculdade.

As autoridades locais afirmaram não saber se os macacos haviam derramado as amostras, mas as pessoas que moram perto do campus disseram temer uma maior disseminação do vírus caso os macacos tenham levado o material orgânico para áreas residenciais.

Garg disse que não está claro se os macacos podem contrair o novo coronavírus caso entrem em contato com o sangue infectado. “Não foram encontradas evidências de que os macacos possam contrair a infecção”, disse o médico à agência Reuters.

Acredita-se que o novo coronavírus tenha passado para humanos a partir de animais infectados em um mercado de animais silvestres na cidade chinesa de Wuhan no final do ano passado.

Nos últimos tempos, cada vez mais os macacos estão se deslocando para ambientes humanos na Índia, causando distúrbios e até mesmo atacando pessoas. Ambientalistas dizem que a destruição do habitat natural é a principal razão pela qual os animais se mudam para as áreas urbanas em busca de comida.

De acordo com dados da Universidade Johns Hopkins, a Índia tem mais de 167 mil casos de Covid-19 e, ao menos, 4.797 mortes causadas pela doença.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Nossa, o mesmo problema que nós temos com animais! A diferença é que o nosso problema é com bovinos…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

No interior do RN, bandidos arrombam escola, roubam equipamentos, botijões de gás e carne da merenda dos estudantes

Foto: Ilustrativa

O portal G1-RN destaca nesta segunda-feira(16) que bandidos arrombaram no fim de semana uma escola pública na zona rural de Caicó, e roubaram equipamentos e até a carne que seria usada para o lanche dos estudantes. De acordo com a reportagem, o caso foi registrado por volta das 16h30 desse domingo (15), pela Polícia Civil, e aconteceu na Escola Estadual Francisco Pergentino de Araújo, no distrito de Laginhas.

Segundo a reportagem, os bandidos arrombaram as portas e invadiram a escola, levando duas caixas de som, dois botijões de gás de cozinha, um forno microondas, um notebook, um retroprojetor e a carne da merenda dos alunos.

Opinião dos leitores

  1. Insisto em dizer que a violência no RN atingiu níveis alarmantes , e o (des)governo nada faz. A população está refém da própria sorte…
    Fora Fátima!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PREJUÍZO DE R$ 100 MIL – (FOTO): Bandidos arrombam distribuidora na Zona Sul de Natal e roubam quase 400 baterias para carros

Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi

O portal G1-RN destaca nesta segunda-feira(17) que bandidos arrombaram uma distribuidora de baterias de carro e roubaram quase 400 equipamentos, avaliados em mais de R$ 100 mil. De acordo com a reportagem, o caso aconteceu na tarde desse domingo (16), no bairro Neópolis, Zona Sul de Natal, mas só foi descoberto nesta manhã, segundo informou a própria gerência do estabelecimento. Veja detalhes em matéria completa aqui.

Opinião dos leitores

  1. Sugiro ao empresário que entre na Justiça para o Estado ressarcir o prejuízo. Afinal hoje em dia a Tributação Estadual sabe do estoque da loja em tempo real.

  2. O governo Bolsonaro através de ministro Sérgio Moro mandou o projeto anti crime que foi abrandando pelo congresso. Bolsonaro fez a parte dele mas o congresso não fez.

    1. Caso não tenha notado a violência diminuiu sim, mas casos de rombos, assaltos, latrocinios e etc sempre continuaram a acontecer, independente de quem estiver no poder.

      Antes de usar frase pronta dos esquerdopatas, pesquise.
      Eu já fui assaltado algumas vezes, sei bem como é, então se o presidente disse que ia focar ele esta focado, mas ele pode mandar um caminhão de dinheiro para equipar o RN, mas a gonvernadora jamais vai querer usar ou "dar o ibope" apenas para ser do contra.

      Outra coisa, sou do tempo que a gente conversava na calçada da rua até tarde, mas nos tempos de outro governo começou a não poder ficar mais, a policia foi desaparelhada e despreparada.

      Agora de quem é a culpa?

  3. Cada dia tá pior, o que esperar de uma governadora que foi apoiada por uma facção na campanha em 2018, os veículos que o governo federal mandou para o RN estão parados no pátio lá no centro administrativo, devem estar esperando chegar o dia 07 de setembro para a policia desfilar na praça cívica e quando for entregue a metade fica dentro do quartel para servir aos bacanas e mando os velhos para rua

  4. O RN vive uma grave crise na segurança e só quem não vê é a nossa (des)Governadora e os pelegos mandas do PT.
    A população sofre e o governo nada faz…
    Salvem o RN! Fora Fátima!

    1. PELEGAS ñ tem vez neste desgoverno . Por exemplo: aumento que o GOVERNO DO PT, deu para as classes de altos SALÁRIOS e PREVIDÊNCIA, empobreceu os APOSENTADOS E PENSIONISTAS, já a classe abastada conseguiu o seu índice e a GOVERNADORA, radicalizou para os menos favorecidos pagando uma conta que ñ fez.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Bandidos encapuzados roubam mulheres que mexiam em celulares sentadas em calçada em Natal

Foto: Ilustrativa

O portal G1-RN destaca uma ocorrência policial “clássica” na noite dessa segunda-feira(16), na Zona Norte. De acordo com a reportagem, quatro mulheres foram vítimas de um arrastão no bairro Pajuçara, enquanto estavam sentadas em uma calçada mexendo nos celulares. Na ação criminosa, foram abordadas por homens encapuzados e armados, que acabaram levando seus aparelhos.

A reportagem conta que os bandidos chegaram em um carro branco, abaixaram um vidro e anunciaram o assalto. Na sequência, um deles desceu do carro e tomou os celulares. Na ocorrência, os marginais ainda ameaçaram entrar na casa, mas voltaram ao veículo e empreenderam fuga.

A reportagem ainda destaca que as vítimas confessaram que costumavam sentar na rua com frequência, pois consideravam o local tranquilo.

Opinião dos leitores

    1. Segurança pública é competência dos governos estaduais e corrupção envolve esforços dos três poderes, da imprensa e da população. O governo já cometeu muitos erros, mas esses não são de sua responsabilidade.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Ladrões em Mossoró invadem ótica pelo teto e roubam produtos avaliados em R$ 15 mil

Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

O portal G1-RN destaca nesta quinta-feira(05) que ladrões invadiram pelo teto e roubaram produtos de uma ótica nesta madrugada no Centro de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Segundo uma das sócias do estabelecimento, que preferiu não se identificar, o material levado está avaliado em cerca de R$ 15 mil. Veja detalhes da ação criminosa clicando aqui em matéria na íntegra.

Opinião dos leitores

  1. A ladrão.essa praga so tem um geito é matando metendo aço.bandido bom é bandido morto.

  2. Por causa disso, muita gente cai na falência e nunca mais se recupera. Cai em desgraça, desagregação familiar. Se não fosse a possibilidade de erro judicial, por mim era pra torar mãos e pés desses assaltantes e deixava numa pocilga-presídio nu e comendo lavagem.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Adolescentes roubam ambulância e fazem série de assaltos na Grande Natal

Foto: PMRN/Divulgação

O portal G1-RN destaca nesta quinta-feira(15) que ois adolescentes, armados com uma espingarda, foram apreendidos na madrugada após uma perseguição policial pelas ruas das Zona Oeste e Leste de Natal. A dupla, segundo a Polícia Militar, havia roubado uma ambulância e feito uma série de assaltos. Outros dois rapazes conseguiram fugir. Confira todos os detalhes da ação criminosa clicando aqui em texto na íntegra.

Opinião dos leitores

  1. Essa situação já era prevista, pela incompetência desse governo, quando quer ordenar que a polícia só deve prender ou fazer o que ela quiser!
    Já viu onde vamos parar.

  2. Olha com esta ficando a segurança dos Natalenses, igualzinho ao governo de robinho, ao início e ao fim, estamos ferrar os, essa governadora e seus asseclas são uns incompetentes, semana passada ela se advogou a ditadora, e enveredou pelo judiciário, com aquele decreto insano, depois teve que dar marcha ré. Agora os pelegos da polícia militar e civil, como ganham bem e em dia, estão dando as costas a população. Breve senhora governadora o destino das eleições vai te pegar, olhe para os lados e para trás, e veja o destino dos seus colegas do PT, cadeia ou ostracismo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Soldados de Maduro roubam do lado brasileiro da fronteira

Militares venezuelanos roubando transeuntes que estão do lado brasileiro da fronteira. Tiros ao alto. Um êxodo de centenas de indígenas da etnia pemón, a maioria crianças. E até um casal de ciclistas argentinos em viagem há um ano.

Com o fechamento da fronteira entre Brasil e Venezuela, na última sexta-feira (22), as diversas trilhas ao longo da fronteira entre os dois países se transformaram em palco de violência, dramas familiares e expectativa sobre os próximos dias.

Neste domingo (24), a Folha acompanhou a volta do deputado oposicionista venezuelano Luis Silva, 59, que na véspera havia cruzado a fronteira para acompanhar a chegada das duas camionetes com doações dos governos do Brasil e dos Estados Unidos.

O engenheiro agrônomo está em seu primeiro mandato e é filiado à Ação Democrática, tradicional partido de centro-direita. Passou dois dias com a roupa do corpo. Na volta à Venezuela, trazia duas caixas de bombom Garoto para os filhos e uma escova de dente comprada no Brasil.

Para fazer o percurso entre Santa Elena e Pacaraima, que, quando a fronteira está aberta, toma apenas 10 minutos de carro, se tornou um martírio de 5 horas, a maior parte a pé atravessando campos abertos e mato. A travessia foi feita graças a um guia pemón, etnia que habita os dois lados da fronteira.

A parte mais perigosa está no primeiro trecho, na região onde estão os postos aduaneiros, palco de dois conflitos entre manifestantes e militares venezuelanos nos últimas horas.

A trilha é do lado brasileiro e acompanha a linha divisória, marcada por bases de concreto pintadas de branco. No início da caminhada, venezuelanos que chegavam ao Brasil advertiram de que os militares do regime de Nicolás Maduro estavam atacando migrantes mesmo do lado brasileiro.

O aviso logo se confirmou. Dois militares venezuelanos começaram a correr para tentar alcançar o nosso grupo, que incluía um casal formado por uma venezuelana e um paulista. Eles estavam acompanhados por um carregador que, a duras penas, tentava puxar um carrinho com duas malas pelo lavrado (savana), a vegetação típica da região.

Moradores de São Paulo, Anderson e Aracelis de Moraes queriam chegar até Puerto Ordaz, a 620 km da fronteira, para entregar medicamentos e alimentos para a mãe da venezuelana, que tem câncer no cérebro. “São apenas para prolongar um pouco a sua vida.”

Por causa da bagagem, Anderson e o carregador ficaram para trás e foram alcançados pelos militares venezuelanos. Mesmo estando do lado brasileiro, ficaram sob a mira de fuzis e foram obrigados a entregar as duas malas no lado venezuelano.

“Os caras saíram do monte, engatilharam a arma e disseram: ‘Para, para, para, eu também sou malandro’. O cara do carrinho me pediu dinheiro e largou o carrinho e saiu correndo”, contou Anderson, esbaforido.

Depois de ser obrigado a deixar a mala na linha da fronteira, os militares correram na direção de outro transeunte. Aproveitando a distração, Anderson correu. “Saí correndo para a direção onde vocês estavam. Até que cheguei ao monte, e eles atiraram para cima de novo.”

Depois do susto e sem os medicamentos, o casal desistiu de viajar a Puerto Ordaz. Chorando muito, Aracelis não falava.

“A mãe dela não consegue um remédio que custa R$ 9 no Brasil. A minha esposa está em depressão todos esses meses, não consigo vê-la do jeito que está”, disse.

ÊXODO EM MASSA

Com a trilha mais curta sem condições de segurança, o guia pemón decidiu fazer uma volta maior, que incluía cruzar um morro com vegetação fechada. Para despistar os militares, o deputado decidiu trocar de camisa e tirar o boné.

Mais duas horas de caminhada e chegamos a uma comunidade pemón do lado brasileiro. Ali, cerca de 300 indígenas haviam chegado de uma vez neste domingo (24), fugindo da perseguição do regime chavista.

É um êxodo oculto, já eles são recebidos por parentes e não chegam a se registrar oficialmente no Brasil.

Os pemones se transformaram em uma das principais forças opositoras nesta região da Venezuela.

Na manhã de sexta-feira, um confronto com o Exército na comunidade San Francisco de Yuruani deixou um morto e um ferido em estado grave, trasladado a Boa Vista (RR).

Um dos que fugiram para o Brasil é o pemón Alexis Romero. “Estão torturando os pemones detidos. O governo quer acabar com a nossa guarda territorial”, disse. Ele afirma que o território pemón está sendo invadido por criminosos pró-Maduro para o controle de minas de ouro.

Em meio a comunidades indígenas, uma aparição inusitada: um casal de argentinos que viaja há um ano de bicicleta buscava uma forma de cruzar para o Brasil.

“Vimos que houve uma onda de violência, não sabemos bem o foco”, afirmou o ciclista, que se identificou como Ernesto. “As pessoas estão assustadas.”

A viagem continuou, agora de carro. Em poucos minutos, finalmente chegamos a território venezuelano. Em seguida, mais uma pequena trilha pela selva. No caminho, mais dois grupos de pemones fugindo a pé para o Brasil, formados principalmente por mulheres e crianças.

A última parte da viagem foi de carro. Próximo de Santa Elena, o deputado e este repórter se separaram. Em meio à despedida, uma última declaração.

“Os que guardam a fronteira são criminosos. Vimos como roubaram os pertences dos humildes venezuelanos que vieram ao Brasil comprar comida para a sua família”, disse Silva. ”A melhor ajuda humanitária de que nós venezuelanos necessitamos é a saída imediata do usurpador Nicolás Maduro.”

Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. Em toda a guerra a primeira vítima sacrificada é a VERDADE!
    Mente-se para obter a opinião pública favorável. Mas ninguém tem razão e todos perdem sempre.
    Essa guerra não é nossa.
    A ONU solicitou ajuda do Brasil para enviar tropa ao Haiti afim de ajudá-los no processo de recuperação depois dos terremotos que devastaram aquele país e teve uma respista negativa alegando questões orçamentárias e financeiras.
    Como é que para mandar ajuda pra Venezuela ou mesmo para guerrear com eles nos temos condições?

    1. O Brasil manteve tropas no haiti por mais de 10 anos. O envio foi após uma guerra civil provocada por um regime ditatorial. Qualquer semelhança é mera coincidência?

    2. Como bem você disse, a primeira sacrificada é a verdade. É público e notório que o Brasil enviou e manteve tropas no Haiti por vários anos.

    3. Desde quando petista tem compromisso com a verdade? Essa gente só tem compromisso com seus próprios interesses, com a tomada e manutenção do poder, que lhes abre as portas para a roubalheira.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *