Maioria aprova ação da polícia que matou autor de sequestro no RJ

Reprodução

A maioria dos internautas acredita que a Polícia Militar agiu de maneira correta ao matar Willian Augusto da Silva, de 20 anos, autor do sequestro de um ônibus na ponte Rio-Niterói, na manhã desta terça-feira (20), no Rio de Janeiro.

De acordo com a enquete, produzida pelo Portal R7, 34 mil pessoas votaram sim, enquanto que 2,6 disseram não à pergunta se a polícia agiu certo em matar o sequestrador. A publicação ocorreu às 11h40 e o resultado foi coletado às 15h50.

Dalva Santos acredita que a ação da polícia pode ser considerada como um ato heroico. “Imaginem se todos que estiverem com problemas saírem por aí sequestrando pessoas e pondo em risco a vida de inocentes? Tem que servir de exemplos para que outros não tomem o mesmo caminho”, disse. Elery Cavalcanti concorda: “claro que sim. Eram dezenas de vidas sob ameaça de morte. Parabéns aos policiais”.

Por volta de 5h30, Silva entrou no ônibus que faz a linha 2520, e anunciou o sequestro. O veículo, pertencente à empresa Galo Branco, faz o trajeto de Jardim de Alcântara para Estácio. Pelo menos 31 pessoas estavam no momento. Minutos depois, a polícia começou a negociação com apoio de agentes do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais). Silva liberou, em seguida, seis pessoas – reféns afirmaram que o jovem pedia R$ 30 mil pelo resgate.

Após quatro horas de sequestro, o suspeito foi atingido por um tiro de um sniper (atirador de elite), que estava posicionado sobre o caminhão do Corpo de Bombeiros. Silva foi encaminhado para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O porta-voz da Polícia Militar, coronel Mauro Fliess, informou que o sequestrador usava uma arma de brinquedo e que havia espalhado combustível por todo o ônibus, sob a ameaça de incendiá-lo. Durante a ação, nenhum refém foi ferido.

Edmundo Morais, por sua vez, discorda de toda a ação. “Parabéns porque? Tira-se uma vida vira espetáculo”, escreveu. Sueli Rodrigues Coutinho também se posicionou contra a atitude policial. “O rapaz falou que estava com problema em casa e não ia fazer mal a ninguém”, disse.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Bayer disse:

    34 mil a favor, 2 mil contra.
    O povo fez a escolha certa. Sem comentários!
    Esses 2 mil fazem parte do "Lula Livre". Certeza!!!

  2. Tarcísio Eimar disse:

    A causa é nobre, já q não foi um bandido que morreu, foram vários cidadãos de bens trabalhadores que não perderam a vida.

  3. Luciano disse:

    Uma coisa É apoiar a ação da polícia, outra bem diferente é comemorar a morte de um ser humano.
    As duas coisas não são a mesma coisa e isso precisa ficar muito claro para que nesse processo não estarmos nos desumanizando.

    • Matheus disse:

      Super concordo.

    • Carlos Bayer disse:

      Parabéns à Polícia e ao governador do Rio, que prometeu endurecer pro lado dos BANDIDOS, e está cumprindo!
      Bandido bom é bandido morto. Ponto final!
      Ah, e a comemoração não é pela morte do meliante, e sim pela salvação de todos os inocentes envolvidos.

  4. Audácia disse:

    Fico horrorizada com estas cabeças medíocres de defensores da bandidagem. O maluco com problemas saiu pra rua e botou em risco a vida de dezenas de inocentes. Ia atirar? Mas estava com combustível e faca. Se ia fazer? Não sei. Mas assumiu o risco de ameaçar todos…. aí não tem mais jeito. A polícia fez direito o serviço para a qual foi treinada. Não devemos bater palmas para tirar a vida de um bandido, mas devemos bater palmas por ter sido salva a vida de todos os inocentes. Não se deve alisar a cabeça de bandidos. Tá com pena? Adote um bandido.

  5. Breno Olimpo Silveira Filho disse:

    Parabéns a PM e ao governado do Rio
    Se esse tipo de ação fosse adotada desde sempre, hoje não existiriam 70 mil assassinatos por ano registrado. Isso em números oficiais, pois deve ser muito maior esse número, considerando que as armas estão nas mãos dos bandidos.
    Sequestrou o ônibus, ameaçou atear fogo, obstruiu via público com atentado, fez ameaças e logo virão os de sempre para defendê-lo, como se esses atos fossem coisa normal de uma pessoa desempregada. Chega, basta de conivência com a criminalidade, a violência tem que ser reprimida de forma objetiva e direta e não oferecendo flores e conversa mole.

  6. Olimpio disse:

    Esses que foram contrário à ação policial matando o sequestrador, queria saber se eles têm a mesma opinião se estivessem dentro do ónibus ou algum familiar.

  7. Sérgio Mata disse:

    Só fica contra quem é a favor da bandidagem. Todos os policiais que matarem bandidos deveriam ter isenção progressiva do IPTU, IPVA. Parabéns ao PM do Rio de Janeiro e ao Governador pela bem sucedida operação. Quanto a bandidagem, quem quiser ir sequestrar ônibus no Rio de Janeiro, só paga a passagem de ida.

Sobrinha do ex-governador Iberê foi vítima de sequestro relâmpago em Natal

A advogada Paula Ferreira de Souza Zaluski, sobrinha do ex-governador Iberê Ferreira de Souza, foi vítima de sequestro relâmpago na tarde desta quarta-feira(1), em frente à Companhia Docas do Rio Grande do Norte(CODERN), no bairro da Ribeira, em Natal. Na ocasião, a vítima foi rendida  e levada por bandidos seu veículo, uma caminhonete. Logo após a Polícia ser acionada e iniciado diligências pela cidade e região, a advogada entrou em contato avisando que foi libertada em Macaíba, na Grande Natal, e passa bem. O carro foi levado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Guilherme disse:

    Natal está em guerra. Cadê a segurança??

  2. SILVA disse:

    Governador Robinson ponha mais policia nas ruas! Natal está muito violenta! Chame os concursados da PM q ainda aguardam novos exames psicotestes! Coloque os policias cedidos p fiscalizar as ruas e os órgãos públicos q contratem seguranca privada!

  3. Geni disse:

    Deus proteja-a de todo mal. Forças e muita fé a família. Ponha Deus a frente e aguarde no Senhor.
    NOSSO ESTADO PEDE PAZ.
    Cadê a segurança do nosso estado.
    Estamos vivendo dia a dia de horror.
    Saimos de casa e não temos mais a certeza de voltar.

Após sequestro em SP, ganhador da loteria é libertado pela Polícia; um suspeito morre e outro é preso durante troca de tiros

O ganhador de um prêmio milionário de loteria foi libertado de um sequestro na madrugada desta terça-feira na Grande São Paulo. De acordo com a assessoria do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), o homem e seu irmão estavam presos em um cativeiro na Vila Galvão, em Guarulhos, desde a tarde de segunda-feira. A intenção da quadrilha era obter resgate de R$ 500 mil.

Quando os policiais chegaram ao local houve troca de tiros. Um suspeito foi morto e outro acabou preso. Segundo o delegado Antônio de Olim, titular da Divisão de Investigações sobre Crimes Contra o Patrimônio, o ganhador do prêmio milionário e o irmão foram sequestrados na tarde de ontem no Parque Continental II, em Guarulhos.

A polícia informou que os sequestradores fazem parte de uma facção criminosa e já vinham sendo investigados pela equipe da 6ª Patrimônio da Delegacia de Investigações sobre Facções Criminosas). O monitoramento revelou o sequestro em andamento e a localização do possível cativeiro.

Uma equipe formada por 20 policiais cercou o imóvel localizado na avenida Pedro de Souza Lopes. O local ficava a dois quilômetros de onde ocorreu o sequestro. Os investigadores cercaram a casa, mas dois integrantes do bando tentaram fugir atirando.

Na reação, o feirante Saulo Moraes de Araujo, 25 anos, foi atingido. Ele apresentava passagens por roubo e homicídio. O outro envolvido, o marceneiro Felipe Firmino Torres, 23 anos, acabou detido. Os policiais apreenderam uma pistola calibre 40 e um revólver calibre 32 em poder dos acusados.

Os reféns foram resgatados sem ferimentos. As investigações continuam para identificar outros envolvidos no crime.

Terra

Rodolfo, da dupla Rodolfo e ET, sofre sequestro relâmpago no litoral paulista

ET e RodolfoPor volta das 22h50 da última quinta-feira (22) Rodolfo Carlos de Almeida, humorista da dupla Rodolfo e ET, foi vítima de um sequestro relâmpago no litoral sul de São Paulo. O humorista voltava de Blumenal (SC) quando parou com seu carro em uma loja de conveniência em Pariquera-Açu e foi abordado.

De acordo com a Polícia Civil, três criminosos o renderam e o colocaram no banco de trás de seu carro. Ele foi ameaçado com um revólver e liberado pelos bandidos na rodovia de Itanhaém, cerca de 150 km de Pariquera-Açu.

Ainda segundo a polícia, Rodolfo caminhou pela rodovia Padre Manoel da Nóbrega até conseguir ajuda. Ele foi encaminhado a um distrito policial. Além do carro do humorista, os bandidos teriam levado uma quantia mínima de R$ 80,00 e uma mala de roupas.

R7

Manifestante diz ter sido sequestrado e ameaçado após participar de protestos

2507av71Um militante do Psol teria sofrido um sequestro-relâmpago na quinta-feira (25), além de ter ficado em cárcere privado vigiado por quatro homens encapuzados. Rodrigo Antônio d’Oliveira, de 19 anos, também relata que, por participar das manifestações que eclodiram na cidade, vem recebendo diversas ameaças, que chegam pelo celular.

Segundo Rodrigo, as ameaças são feitas desde domingo e, ao ser raptado por 40 minutos, os sequestradores falaram que era para ele ficar calado e parar de participar dos protestos.

O estudante registrou o incidente na Delegacia da Praça da Bandeira (18ª DP), zona norte do Rio, local próximo ao sequestro, onde ele foi ouvido pelo o delegado.

De acordo com a Polícia Civil, o caso está sendo investigado e o delegado responsável já solicitou as imagens da área à CET-Rio. Os agentes vão refazer o trajeto que os criminosos fizeram com a vítima.

O caso do estudante é semelhante à tentativa de sequestro que o sociólogo Paulo Baía sofreu na semana passada, quando estava caminhando pelo o aterro do Flamengo. Segundo Paulo, durante o tempo que ficou no poder dos sequestradores, ele teria sido avisado para parar de falar da postura da Polícia Militar nas manifestações.

R7

Polícia segue sem pistas sobre cativeiro de Fabinho Porcino

Dois dias após o sequestro, a polícia segue sem informações sobre o cativeiro do empresário Fabinho Porcino.

“Não temos nada (sobre a investigação). Nenhuma informação nova”, disse nessa terça-feira a delegada Sheila Freitas, que conduz o caso, em entrevista à Tribuna do Norte.

As únicas informações que a polícia tem até o momento são a descrição dos dois veículos utilizados no sequestro e que ele foi praticado por oito homens fortemente armados vestindo roupas semelhantes às que policiais federais usam.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergio Nogueira disse:

    Se a PC tivesse alguma informação iria repassar para a imprensa? Só sendo muito infantil ou possuidor de um QI de 04 pontos para achar que em um sequestro teríamos a divulgação em tempo real do que foi apurado. Bandido também acessa internet.

Pistas sobre o sequestro de Fabinho Porcino ainda não avançaram

12141aSegundo matéria publicada na Tribuna do Norte, a Polícia Civil segue na investigação sobre o rapto do empresário Fábio Porcino, que ocorreu nessa segunda-feira(10), em Mossoró. A delegada Sheila Freitas, da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), disse que ainda não há informações sobre os possíveis sequestradores.

Designada para comandar a investigação, a delegada disse que ainda não havia informações acerca do caso e manteve o silêncio sobre a linha de investigação seguida pela Polícia Civil. “Não temos nada (sobre a investigação). Nenhuma informação nova”, disse a delegada.

Fabinho Porcino, como é chamado, foi levado por um bando armado na tarde da segunda-feira (10), enquanto trabalhava em uma concessionária de veículos que pertence à família.

Polícia acredita que Fabinho Porcino ainda está em Mossoró

O empresário Fabinho Porcino, sequestrado ontem em uma concessionária de carros da família, ainda pode esta em Mossoró. É o que acredita a polícia. Por esse motivo, as saídas da cidade estão sendo bloqueadas para que o sequestro se acabe.

Essa possibilidade foi levantada porque os helicópteros que fizeram buscas logo após o crime não encontraram qualquer indício de fuga pelas estradas convencionais e até as carroçáveis. Na operação foram utilizados quatro aeronaves, sendo duas privadas e duas da polícia.

De acordo com o jornal De Fato, de Mossoró, após reunião no fim da tarde, início de noite dessa segunda-feira (10), a família Porcino pediu afastamento da polícia e da imprensa do caso.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raimundo Bar da Cueca disse:

    Aeronaves " Particulares "

  2. reginaldo disse:

    quando vitima tem muito dinheiro usam quatro aeronaves para tentar resgatalo, mas alguem me responda quantas aeronaves estão procurando os matadores dos 20 assassinatos ocorridos só no ultimo final de semana no (pacato) rn.

    • Jeremias disse:

      As aeronaves foram pagas pela família! Quantas famílias das vítimas desses 20 matadores teriam dinheiro para contratar 1 helicóptero sequer?

    • Marcelo disse:

      Vamos respeitar a privacidade, e a familia de Fabinho, pessoal !!! Entendam o momento, obrigado !!!

Sheyla Freitas é designada para investigar o caso Fabinho Porcino

De acordo com matéria publicada pelo repórter Cezar Alves, do portal de DEFATO.COM, a equipe da delegada Sheyla Freitas, da Divisão Especial de Investigação e de Combate ao Crime Organizado (Deicor), foi designada pelo secretário estadual Aldair Rocha para investigar o sequestro do empresário Fabinho Porcino, filho do empresário mossoroense Fábio Porcino.

Sheyla Freitas foi quem investigou e prendeu a quadrilha que sequestrou o primo de Fabinho Porcino, o Popó Porcino há cerca de 1 ano, perto de Natal. Na época, a delegada conseguiu estourar o cativeiro, libertar o refém e prender os sequestradores. O sequestrador que tentou reação terminou morto pelos policiais do Deicor.

O trabalho do Deicor terá apoio da Polícia Federal e também da Poíicia Militar. Sheyla e toda a equipe já embarcaram de Natal na direção de Mossoró, devendo assumir o comando do trabalho até meia noite.

Fabinho Porcino é sequestrado em Mossoró

O jovem Fábio Porcino, conhecido como Fabinho Porcino, foi sequestrado na tarde desta segunda-feira (10), por volta das 15h, na Avenida Lauro Monte Filho em Mossoró. De acordo com uma fonte do Blog do BG, a vítima teria sido surpreendida por homens que se identificaram como policiais federais, dentro da loja Mitsubishi, pertencente à família.

Segundo relatos, cerca de seis homens fortemente armados, provavelmente com fuzis, arrancaram o jovem do local e fugiram com destino ignorado em um veículo de apoio. A Polícia Militar confirmou o desaparecimento misterioso do jovem.

A vítima é filho do empresário Fabio Porcino e é primo de Popó, sequestrado ano passado, em vaquejada no município de Ceará-Mirim, quando foi feito de refém no período dia 16 de junho até 24 de julho de 2012, quando foi libertado por policiais civis da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor), na praia de Pitangui.

Diligências seguem sendo realizadas por Mossoró e cidades vizinhas em busca dos sequestradores.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Clarisse disse:

    Desde o ano passado, quando sequestraram Popo Porcino que o boato que corre e que o integrante da família Porcino que queriam era Fabinho. Agora eles não erraram…

Sequestrada em Georgino Avelino é achada na Grande Natal

Segundo o jornal Tribuna do Norte, a mulher que foi sequestrada juntamente com seu filho pelo seu ex-marido na tarde de ontem no município de Senador Georgino Avelino foi encontrada no final da manhã desta segunda-feira(6) em um sítio do tio do suspeito, no distrito de Taborda, em Parnamirim.

De acordo com o tenente Raimundo Sobrinho, da 3ª Companhia da Polícia Militar de Goianinha, a mulher foi encontrada sem marcas de violência. “Ela estava na casa do tio de seu ex-marido, mas não apresentava marcas no corpo de uma possível violência”, disse. Durante a tarde, a vítima de sequestro prestou depoimento na Delegacia de Polícia de Arêz, a 45 quilômetros de Natal.

O motivo para o sequestro possivelmente foi ciúme, uma vez que o rapaz queria reatar o relacionamento com Marcleide Lins mas ela não aceitou. O sequestrou aconteceu após o assassinato de Luiz Leonardo do Nascimento, até então namorado de Marcleide. A criança estava na casa da bisavó paterna, mas ao levar o caso ao Conselho de Tutelar pela PM, o menino está na casa da avó materna.

A polícia segue em diligências na tentativa de encontrar o suspeito. O major Tavares está à frente da buscas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vanilson disse:

    Foi Horrivel o crime. O Assassinato abalou a nossa comunidade de Carnaúba. O assassino matou o rapaz a queimar roupa – é ser sangue frio mesmo.
    Quem realmente não presta fica fazendo 'gatos e sapatos', quem é pessoa do bem, morre do nada. Injutiça e indignado com a situação.

Própria Mãe mandou sequestrar a garotinha Esther em Igapó

Por Thyago Macedo e Sérgio Costa
Foto: Cedida

O desaparecimento da menina Esther Leal, de apenas 3 anos, ganhou novos rumos, no fim da tarde desta terça-feira (14). Os policiais civis do 9º Distrito Policial, que investigam o sumiço da criança, descobriram que a própria mãe dela ordenou o sequestro. A mulher está sendo procurada junto com Esther, que foi raptada no início da manhã, por volta das 6h, quando ia pra escola.

A menina de 3 anos estava com a tia, Aline Bruce França, que teve uma arma apontada para a cabeça e foi obrigada a entregar a criança. A moça contou ao Portal BO, na tarde desta terça-feira, que a sobrinha foi sequestrada por um homem que estava em um veículo Pálio de cor cinza.

Após as primeiras investigações, a Polícia Civil conseguiu chegar até o veículo e descobriu que ele pertence ao atual namorado da mãe da menina Esther. A partir daí, descobriu-se que ela ordenou o rapto da filha, pois perdeu a guarda da criança para o pai e não aceitou a decisão da justiça.

Mesmo com o atual namorado da mãe da criança tendo contado sobre o rapto, ele não quis revelar aos policiais para onde a mulher fugiu e se escondeu com a pequena Esther. Com isso, a polícia continua realizando diligências para tentar descobrir o paradeiro de mãe e filha. Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro delas pode ligar para 8869-0573 e falar com Gerucia.

Cearense foragida abandonou quadrilha temendo morte de Popó, diz delegada

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigações e Combate ao Crime Organizado (Deicor) continuam no Ceará, procurando por Antônia Berenice Nascimento, apontada como partícipe do sequestro do jovem mossoroense Porcino Segundo, em junho passado, no município de Ceará Mirim.

Segundo os policiais, Berenice era a cozinheira dos cativeiros e por não concordar com a forma de tratamento do sequestrador Francisco Genério Bruno da Silva com Popó, afastou-se do grupo dias antes da descoberta do cativeiro na praia Pitangui, Litoral Norte e fugiu para o Estado vizinho.

Segundo a delegada titular da Deicor, Sheila Freitas, é provável que Berenice tenha sido contaminada pela síndrome de Estocolmo. “O Genério dizia que ia enviar partes do corpo de Popó para a família [Porcino] como prova de que o jovem estava vivo, e ela não concordava com aquilo, com pena de Popó”.

Sheila ainda revelou que, após a descoberta do cativeiro, recebeu uma ligação anônima de alguém se dizendo arrependida e contando detalhes da rotina nos cativeiros de Popó. “Quem ligou não se identificou, mas com certeza esteve naqueles cativeiros”.

Questionada se esta pessoa teria sido Berenice, a delegada preferiu silenciar, justificando ainda não poder revelar detalhes sobre a investigação.

Prisão de uma foragida só foi possível graças a delação da quadrilha

Orlandina Torres Carneiro, acusada pelo sequestro do jovem mossoroense Porcino Segundo, presa ontem (9) no final da tarde, durante um velório em Fortaleza/CE, foi localizada após ser delatada pelos demais integrantes da quadrilha já presos.

A revelação foi feita esta tarde (10), pela delegada titular da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), Sheila Freitas, durante entrevista coletiva concedida na Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol), em Natal.

Segundo a delegada, Orlandina Torres fugiu para o Ceará um dia antes da descoberta do cativeiro. “Ela é especialista em clonagem de cartões e era a companheira de crime do Paulo Victor, os dois já foram presos juntos, duas vezes aqui no RN e também no Distrito Federal”.

A sequestradora foi a responsável por alugar as duas residências usadas como cativeiro e também pela compra de alimentos para o grupo.

Sheila ainda contou que Orlandina pintou o cabelo e mudou seu estilo de se vestir para não ser reconhecida. “Já estávamos monitorando ela há alguns dias e esperávamos que ela fosse a este velório porque dias antes ela visitou a criança no hospital”.

Orlandina já foi transferida do Ceará e está presa no Centro de Detenção Provisório Feminino de Emaús, Parnamirim.

*Com informações da Tribuna do Norte e Nominuto.com

Polícia prende mais uma integrante da quadrilha que sequestrou Popó Porcino

O BG informou semana passada que a Polícia ainda tinha dois mandados de prisão para executar no caso do Sequestro de Popó Porcino. O twitter da Polícia Civil do RN acaba de confirmar que um mandado foi cumprido nesta quinta(08).

Orlandina é acusada de vários crimes e é suplente de Vereador no município de Independência no interior do Ceará. Segue os posts do TT da Civil do RN:

 

 

Amanhã às 16:00 a polícia concederá coletiva para detalhar como foi realizada a prisão.