Manifestantes bloqueiam acessos da ALRN na manhã desta sexta contra homenagem ao secretário Especial da Previdência e do Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho

Foto: Divulgação/ALRN

Ninguém entra e ninguém sai na Assembleia Legislativa em Natal na manhã desta sexta-feira(08), com a presença de manifestantes contra uma sessão solene nesta data em homenagem ao ex-deputado federal e secretário Especial da Previdência e do Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho.

Programado para 10h30, o evento é uma proposição do deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB), informa o parlamentar, pelos serviços prestados ao Brasil.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silva disse:

    Lula livre, impunidade pra quem tem 💰 dinheiro, fechamento do hospital Ruy pereira, insegurança total , até pro turista que chegam no aeroporto, atraso salarial e polícia de greve dia sim dia não … Essa e nossa governANTA PT

    • M.D.R. disse:

      Cadê esse sindicato , que ñ esteve presente na votação do funcionalismo público , dois pesos e duas medidas. Atenção funcionários sindicalizados, a partir dessa falsidade temos o direito ñ apoiar o sindicato e desfilar .

  2. djalma disse:

    "Democratas"… obviamente também contam com o apoio "democrata" da governadora petista… fechar a assembleia… pura democracia…

  3. Cigano Lulu disse:

    Ser vaiado e espinafrado pela militância petralha, e por toda essa gente que desde ontem comemora a vitória da corrupção e da impunidade no STF, deve ser uma honra para qualquer cidadão que tem uma honra a zelar.

  4. Zanoni disse:

    Babaquice. Fosse homenagem a Lula ou outro esquerdista milionário, ou projeto de esquerdista milionário, não teria bloqueio nenhum. POR FALAR NISSO, TEM ALGUM POLÍTICO DE ESQUERDA QUE SEJA 'POBRE', NOS TERMOS DA LEI?

    • Jucielde disse:

      Tbm acho. Lula pode tudo inclusive ser solto ainda hoje.

      #STFvergonhaNacional

FOTO: Manifestantes realizam ato em Natal contra Reforma da Previdência

Foto: Pedro Vitorino/via site G1-RN

Sindicalistas, estudantes, professores e trabalhadores realizam no fim da tarde e início de noite desta sexta-feira(14) uma manifestação contra o corte no orçamento das instituições públicas de ensino superior e também a Reforma da Previdência.

Com faixas e cartazes, os manifestantes saíram em caminhada pela Avenida Senador Salgado Filho, em direção à região Sul da cidade.

Em decorrência, o trânsito no trecho se encontra interditado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Leandro disse:

    Parabéns aos professores, estudantes e demais trabalhadores que não se acovardaram e foram as ruas se manifestar contra os ataques a previdência e a educação pública.

  2. Arnaldo Franco disse:

    Rico tambem é trabalhador. Ninguem enriquece vagabundando como esses pseudo-grevistas. Empresário tambem é trabalhador e ainda dá emprego a muitos. Ninguem gosta de pobreza nem quer ser pobre a vida toda. Só quem gosta de pobre é o PT e partidos comunistas, para escravizá-los

    • Morais disse:

      Empresário não dá emprego, nada é de graça. Empresário necessita da mão de obra humana e deve pagar um salário mais justo, assim como defender garantias de uma qualidade de vida mais digna para todos, se isso está inviável, reforma fiscal e tributária antes de tudo! Ninguém vive em ilhas de riquezas rodeadas por oceano de misérias. Aposentadoria para trabalhador não alcançá-la, de nada adianta; é confisco de dinheiro alheio e é isso que a capitalização de Guedes tanto almeja.

  3. Adriane disse:

    Como tem rico em Natal… Tanto ódio de trabalhador assim, só pode ser tudo rico… sqn. ..

  4. José Oliveira disse:

    Chora bolsominios….

  5. Melo disse:

    Bando de vagabundos.

  6. Lampejao disse:

    Se jogar uma Carteira de Trabalho, não fica um manifestante………

  7. Zé-ninguém disse:

    Parabéns aos que tiveram coragem de ir às ruas.
    Os milicianos e empresários é claro, são contra que o povao proteste

  8. PABLO disse:

    FOTO: VAGABUNDOS realizam ato em Natal contra Reforma da Previdência

    • Marcos disse:

      Não foi contra a reforma. Foi pela impunidade, pela liberdade de um corrupto condenado.

  9. paulo disse:

    BG
    Só faltou a chuva e bem forte, seria bom demais.

  10. Antonio Turci disse:

    País rico é isso mesmo. E haja vadiagem.

FOTO: Manifestantes caminham na Avenida Salgado Filho sentido Zona Sul em direção a BR-101

Foto: Twiitter/STTU

Manifestantes realizam uma caminhada em protesto contra o Governo Federal por mais verbas na educação, durante o fim de tarde desta quinta-feira(30), em Natal. Pela Avenida Salgado Filho, seguem em direção a BR-101. Em decorrência, trânsito no local está interditado. Recomenda-se vias alternativas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. M.Vinícius disse:

    A maioria largou os seus carros ao longo das vias transversais e paralelas da Salgado Filho e BR 101 na altura do Natal Shopping foram até o Midway de ônibus ou a pé a depender da distância e a preguiça e no final encontraram o conforto nos carros, bigmac, pizzahut, coca cola, cerveja, adidas, nike. .é a elite vermelha madura caindo de podre!

  2. Jose Lucio de Azevedo disse:

    Depois dos comentários de (Eesquerda mi mi mi, Cigano Lulu e João), só preciso acrescentar esses "cumpanheros" não trabalham?

  3. Esquerda mi mi mi disse:

    "Estudantes" da CUT e do MST??? 🤔

  4. Cigano Lulu disse:

    A tara compulsiva por shoppings é o sintoma mais evidente de esquerdopatia crônica. Na taba de Poti, então, nem fala. O percurso entre o Midway Mall e o Natal Shopping já ganhou até nome: Mortadelândia Potiguar.

    • shatomson disse:

      o trecho entre midway e via direta/carrefour é a alameda GLSPT, o maior numero de bibas , drags, binários, não binérios e sapata do brasil, a maior concentração por metro quadrado

  5. joao disse:

    Será que estao se manifestando contra o absurdo dos gastos da FUNPEC??? os 50 milhoes gastos com "publicidade" ou 4 milhoes num site que fala sobre sifilis ou varios milhoes com passagens aereas em prol da educacao e pesquisa? Impressiona os "estudantes uteis" e alguns professores nas ruas em horario de aula e trabalho. O videozinho de menos de 1 min, de custo1 milhao de reais impressiona. kkkkk

    • Irany Gomes disse:

      Esses parasitas, são verdadeiros idiotas "inúteis" que só fazem atrapalhar a vida de quem realmente produz, deviam ir para a chibata e lacrimogêneo…

Bolsonaro diz que manifestantes que realizam atos contra o corte de verbas para a Educação são “massa de manobra” e “idiotas úteis”

Foto: Daniel Marenco

Em sua chegada a Dallas, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, que os estudantes que estão protestando contra o corte de verbas para a Educação são “massa de manobra” e “idiotas úteis”. Em sua opinião, eles são manipulados por uma minoria que comanda as universidades federais.

— É natural, é natural, mas a maioria ali é militante. Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada. São uns idiotas úteis que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil — disse o presidente na porta do hotel onde ficará hospedado, cercado de manifestantes a seu favor.

Bolsonaro ainda afirmou que não gostaria de fazer o corte, mas culpou a situação herdada dos governos anteriores:

— Na verdade não existe corte. O que houve é um problema que a gente pegou o Brasil destruído economicamente também, com baixa nas arrecadações, afetando a previsão de quem fez o orçamento, e se não tiver esse contingenciamento eu simplesmente entro contra a lei de responsabilidade fiscal. Então não tem jeito, tem que contingenciar. Mas eu gostaria (que não cortasse) nada, em especial na educação.

Bolsonaro reiterou que a educação está deixando muito a desejar no Brasil:

— Se você pega as provas, que acontecem de três em três anos, está cada vez mais ladeira abaixo — disse. — A garotada, com 15 anos de idade, na oitava série, 70% não sabe uma regra de três simples. Qual o futuro destas pessoas? Fala-se que tem muito desempregado, 14 milhões, mas parte deles não tem qualquer qualificação porque esse cuidado não teve pelo PT ao longo de 13 anos.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos disse:

    Vendo bandeiras de lula ivre numa manifestação de estudantes, sabemos quem são os lideres dessa massa.

  2. Ivan disse:

    A indústria e o comércio reduzindo margem, cortando gastos, fechando fábricas, enfim, se reinventando e adaptando à crise continuada…Já os gestores púbicos, não conseguem gerir um contigenciamento de 7% sobre o orçamento geral…O que dizem os catedráticos de Adminisração e Economia??? Esse pessoal conseguiria botar em prática as teorias que ensinam??? Ótima oportunidade pra isso…

    • ano disse:

      E porque não corta 7% do carta corporativo? Ou diminui 7% dos assessores de cada senador e deputados? E porque não diminui 7% dos comissionados do congresso?

  3. João Mendes disse:

    Hoje foi um protesto dos estudantes que não estudam, dos trabalhadores que não trabalham e dos pensadores que não pensam

  4. Nica disse:

    E quem só fala [email protected]? É o quê?

  5. Antonio Turci disse:

    Contingenciar por algum tempo suporta-se; faz parte num contexto de crise econômica; contingenciar por muitos meses, complica tudo. Cortar recursos, que já são parcos = caos. Neste aspecto o presidente é muito mal assessorado.

  6. Nica disse:

    O PT está fora do governo e Lula está preso! A discussão tem que ser lúcida e inteligente. Existe a chance de que as universidades parem de funcionar, por causa da demissão dos terceirizados e outros cortes? Isso é gravíssimo, não se está falando de quando Dilma( ou PT)fez ou se não fez, se tem que cortar, corte em outras áreas, por exemplo no congresso nacional.

    • Severino disse:

      Tá. Então dê números. Quanto se dá pra cortar do Congresso. Diga como se faz.

    • Severino disse:

      Considerando que esse orçamento foi feito no governo anterior, em cima de uma expectativa de receita, tem que haver responsabilidade diante dos números.
      Contingênciar é diferente de cortar.
      Será que realmente precisam de tantos recursos?
      Os estudantes estão sendo, mais uma vez, usados pela esquerda, que não apresenta proposta viável, apenas faz ameaças, críticas sem fundamento e tumultuam a vida do trabalhador.

    • Severino disse:

      E só fechar o congresso que não serve pra nada e tá resolvido o problema financeiro do Brasil

    • Severino disse:

      Quanto custa o Congresso? Quase nada em termo per capita. Incrível como se diz besteira. PS o site fica autopreenchendo o campo contendo o nome do opinante.

  7. Antonio Turci disse:

    Em parte está certo. O erro é concretizada a ameaça de corte (por enquanto usar contingenciamento é eufemismo). Como dispensar uma instituição como a UFRN dos trabalhos do terceirizado (vigilância e limpeza, principalmente)? E a conta de luz? Também tem os aspectos relacionados à possibilidade gravíssima de descontinuidade de pesquisas em andamento. Complicado e não menos delicado o momento para as IFES e para a estabilidade do Governo, também.

  8. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Concordo

  9. Waldemir disse:

    Ele está errado ????

Manifestantes contra impeachment querem participação social para enfrentar crise

A maioria dos entrevistados durante o protesto do dia 31 de março, na Praça da Sé, em São Paulo, é favorável à maior participação social como forma de solucionar a atual crise política brasileira. Pesquisa feita por especialistas ligados à Universidade de São Paulo (USP) e à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostra que 77% dos manifestantes concordam com o fortalecimento de organizações comunitárias, como ONGs e movimentos sociais, para enfrentar a crise.

Quase 89% dos entrevistados também disseram concordar total ou parcialmente com a hipótese de que as principais decisões políticas devem ser tomadas pelos próprios cidadãos, por meio de consultas populares, como os plebiscitos. Pouco menos de 10% dos que responderam à questão discordaram da proposta.

Em entrevista à Agência Brasil, o professor da USP Pablo Ortellado, um dos coordenadores da pesquisa, disse que o intuito das entrevistas era verificar se em momentos de crise os brasileiros se sentem mais atraídos pela ampliação da participação social, como forma de resgatar a legitimidade, ou por soluções extrapolíticas, como a entrega do poder a juízes ou militares. A pesquisa dá sequência a outras duas, feitas em abril e em agosto de 2015, com manifestantes favoráveis ao impeachment.

“Estamos medindo como os manifestantes dos dois campos reagem à conjuntura. Os que querem o impeachment tem uma resposta dúbia, concordando, em maior ou menor grau, com as duas soluções”, disse Ortellado, referindo-se aos resultados obtidos em 16 de agosto de 2015. Na ocasião, quase 28% dos entrevistados responderam ser favoráveis a entregar o poder para alguém que não fosse um político tradicional – mesmo percentual dos que defenderam o fortalecimento de organizações como ONGs e movimentos sociais.

Ainda entre os que defendem o impeachment, uma boa solução para a crise política seria entregar o poder para um político honesto (87% concordam total ou parcialmente). A proposição de que o poder fosse exercido por um juiz honesto (sem menção a nomes específicos) obteve 63,7% de concordância total ou parcial. Em agosto, 76% dos entrevistados concordavam que as decisões políticas importantes fossem tomadas com base na consulta popular.

“Já na manifestação do último dia 31, contrária ao impeachment, as soluções de aprofundamento democrático sobressaíram de maneira notável. Nossa hipótese é que isso se deve ao fato de as pessoas contrárias ao impeachment sentirem menos a crise de legitimidade política do atual governo e terem maior confiança nos políticos”, acrescentou Ortellado.

As respostas obtidas no dia 31 revelam que, embora contrários ao impeachment, metade dos presentes (50,8%) ao ato organizado pelo movimento Frente Brasil Popular está pouco satisfeita com o governo Dilma. Dez por cento dos entrevistados disse não estar nada satisfeito, enquanto 37,2% responderam estar muito satisfeitos.

Fonte: Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jeronimo disse:

    Por que a TV GLOBO, Guardião da Moral e dos bons costumes não divulga?

    A nova leva de documentos intitulada Panama Papers trouxe, por exemplo, a comprovação de que a TV Globo negociou aportes milionários com offshores para obter contratos de direitos de transmissão de jogos, entre 2004 e 2019.

    Todos os dados da Mossack Fonseca e suas offshores, reunidos na investigação Panama Papers, do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), estão nas mãos de jornalistas do Uol, do Estado de S. Paulo e da RedeTV!. Mas nenhuma informação sobre documentos da TV Globo foi publicada, até agora, pelos veículos brasileiros.

  2. Ricardo Leal disse:

    Até a Agência Brasil agora serve à ideologia de esquerda. O fim está proximo.

Manifestantes vão às ruas para novo protesto contra o aumento da passagem de ônibus

148551                          Foto: Valdir Julião/Celular

Estudantes e integrantes de movimentos sociais fazem mais um protesto contra o aumento na passagem de ônibus em Natal. O grupo se concentrou nas proximidades da parada do circular da UFRN, em Mirassol, e segue a pé até o Midway Mall, na noite desta quinta-feira (7).

Em conversa com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os manifestantes concordaram em ocupar apenas uma faixa da BR-101 durante o protesto. Três viaturas da PRF estão acompanhando a movimentação.

A passagem de ônibus em Natal subiu para R$ 2,35 no dia 27 de julho. O reajuste foi aprovado pelo Conselho Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana e publicado no Diário Oficial do Município do dia 24 de julho.

Para que o aumento fosse efetuado, a Semob condicionou a cobrança da nova tarifa ao retorno de 50 ônibus às ruas, ampliando os serviços das linhas existentes, além do retorno da linha 66 ao itinerário cruzando o Campus Universitário. Porém, ainda não há previsão para que o reforço das linhas seja concluído.

Fonte: Tribuna do Norte

Manifestantes acusam polícia de repressão em ato contra aumento da tarifa dos ônibus

Os manifestantes que aderiram ao protesto desta quinta-feira (17) contra o aumento da tarifa de ônibus acusam a polícia de repressão. Os ativistas foram surpreendidos com a ação da Polícia Rodoviária Federal que está revistando a todos. Para Jéssica Regis, uma das líderes do movimento, promovido pelo coletivo #RevoltaDoBusão e o Movimento Passe Livre (MPL), a repressão que está acontecendo é um legado da Copa.

“Isso é só o começo da mobilização e a partir do momento que aumentarem a passagem mais gente vai vir pra rua”, afirma Jéssica.

Os manifestantes destacam que esse é o segundo protesto que está sendo realizado e que estão percebendo que o aparato está muito forte. “Isso é um aviso do prefeito que não vai calar nossa voz. Fomos intimidados pela polícia, mas, estamos resistindo pra continuar lutando”.

João Pedro diz que foi revistado duas vezes e que os policiais quebraram a máscara dele. “Os policiais disseram que quem tiver com máscara vai ver”, diz João Pedro.

Sindicatos

Sintest, Sitoparn, Sindjorn, DCE da UFRN e associações estudantis marcam presença no protesto. O Sindicato Estadual dos Trabalhadores em Educação do Ensino Superior diz que está presente para apoiar a luta, com as outras entidades, para evitar o aumento da passagem de ônibus que está sendo negociado entre Seturn e prefeitura.

Os manifestantes gritam palavras de ordem como: “Vem pra rua, vem contra o aumento”; “Que contradição, protesto agora é crime, roubar o povo não”.

O presidente do DCE, Gabriel Medeiros, ressalta que o DCE está se articulando desde o início do ano para essas mobilizações. “O movimento visa, em essência, melhoria das condições nos transportes”, diz Medeiros.

PRF

Cerca de 20 agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) acompanham o protesto que acontece nesta quinta-feira (17). Quatro viaturas estão próximas à parada do circular do Via Direta, local de concentração dos manifestantes.

Desde o início da concentração os policiais estão revistando os participantes para “qualificar os manifestantes”, afirma PRF. Em relação a uma possível interdição do trânsito, a polícia afirma que “o direito individual não pode sobressair do direito coletivo”.

Fonte: Nominuto.com

"SEGURANÇA PRÓPRIA": Gaviões da Fiel convoca ‘nação’ para proteger Itaquerão de manifestantes

A maior torcida organizada do Corinthians, a Gavião da Fiel, convocou seus filiados para protegerem, na noite desta terça-feira, a Arena Corinthians. Isso porquê, pelas redes sociais, surgiu um boato de que manifestantes caminhariam da estação do metrô de Tatuapé até o palco da abertura da Copa do Mundo para protestarem contra a realização do evento.

Por meio de sua página oficial, a Gaviões da Fiel convocou a “nação corinthiana” para ir ao Itaquerão evitar possíveis depredações:

“Atenção Nação Corinthiana, hoje está marcada uma manifestação em Itaquera, a caminhada começará no Tatuapé e pode terminar em nosso Estádio. Estamos convocando a Nação Corinthiana para ir conosco aqui da sede juntos, para evitarmos qualquer tipo de depredação e vandalismo na casa da FIEL TORCIDA”, afirmou a nota publicada no site da entidade que até disponibilizou ônibus aos torcedores saindo da sede.

Este será o sexto ato contra a Copa do Mundo em São Paulo. É o primeiro não realizado na região central da capital paulista. Os manifestantes se concentram às 19h, na estação de metro de Tatuapé, na Zona Leste. A organização da manifestação negou a intenção de seguir em direção ao estádio. Até o final da tarde, cerca de 3,5 mil pessoas aderiram ao ato. No último dia 15, o protesto terminou com a depredação de dois bancos e 54 pessoas detidas.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Crystian Pontes disse:

    Ou seja, convocando a turma pra "trocar peia".

Prefeito confirma reunião nesta terça e manifestantes desocupam sede da prefeitura

Cercado de 20 manifestantes, entre eles servidores e sindicalistas da Saúde Municipal, desocuparam na tarde desta segunda-feira(18), o prédio do Palácio Felipe Camarão, sede da Prefeitura do Natal.A saída pacífica ocorreu após um acerto de um encontro com o prefeito Carlos Eduardo, na tarde desta terça-feira(19), a partir de 16h.

No início da manhã desta segunda-feira (18), servidores municipais e manifestantes ligados ao Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sindsaúde),em sua maioria, enfrentaram a Guarda Municipal, e pelo menos 20 ocuparam o prédio, com objetivo de pressionar o prefeito Carlos Eduardo por uma audiência.

Durante o confronto com a segurança local, a pancadaria “rolou solta”, com direito a spray de pimenta, enquanto os guardas tentavam conter um grupo maior, que se formou na área externa – cerca de 50 pessoas – que foram bloqueadas ao acesso com o fechamento das portas.

Os grevistas reivindicam desde o dia 15 de outubro, a implementação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), o reajuste salarial de 27%, um terço de férias, o pagamento dos quinquênios e os adicionais de salubridade e noturno. Vale destacar que os grevistas estão com a adesão parcial de 50% nas unidades básicas e de média complexidade, conforme determinação judicial. Segundo o Sindsaúde, os servidores só sairão do local após uma audiência com o chefe do executivo municipal.

Jovens protestam na CMN "contra" Passe Livre da Prefeitura; PM apreende marreta

 

marreta_1Divulgação: PM

Com a votação do Passe Livre com expectativa de ser votada na próxima semana, manifestantes voltaram a protestar em frente à Câmara Municipal de Natal na tarde desta terça-feira (5) e estão sob vigilância da Polícia Militar, a pedido da Casa.

Os jovens, por ironia, desta vez, protestam contra o projeto do Passe Livre apresentado pela Prefeitura do Natal, que beneficia apenas estudantes da rede pública durante, com restrições, por exemplo, da passagem de ida ao colégio, e volta para casa, durante a semana, enquanto no fim de semana, permaneceria o valor de 50% da tarifa (R$ 1,20).

Segundo a PM, 15 manifestantes entraram na Casa e ocuparam a galeria, enquanto um grupo maior, com cerca de 30 jovens, permanecem em frente com palavras de ordem. Durante o trabalho de revista, policiais perceberam uma marreta próxima a um aglomerado de manifestantes, e o material foi apreendido. Os jovens, por sinal, negaram a posse.

Enfim, manifestantes cumprem ordem judicial e deixam a Câmara Municipal de Natal

Os manifestantes que ocupavam a Câmara Municipal de Natal, enfim, deixaram a Casa após determinação judicial e habeas corpus negado pelo STJ. Segundo a Polícia Militar, o grupo deixou o local por volta de 3h. Os manifestantes protestaram contra o veto da Prefeitura do Natal contra o Passe Livre.

Contudo, como de conhecimento de todos, o projeto foi apenas excluído e um novo apresentado, baseado em João Pessoa – PB, porém, apenas para estudantes da rede pública.

Os manifestantes permaneceram dez dias acampados na CMN e uma parte deles acabou excedendo e depredando a Casa com pichações, entre outros danos. No fim das contas, sobrou até para a imprensa, em sua boa parte, hostilizada pelo grupo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. SERGIO DA SILVA SANTIAGO disse:

    NÃO ENFRENTARAM O BATALHÃO DE CHOQUE !!!!!!!!!!!!!! NA HORA DE QUEBRAR TUDO VCS SABEM

Justiça determina retirada dos manifestantes da CMN

A juíza em substituição da 2ª Vara da Fazenda Pública de Natal, Francimar Dias Araújo da Silva, determinou a reintegração de posse do imóvel da Câmara Municipal de Natal, ocupado há cerca de duas semanas por manifestantes do movimento Passe Livre. Na decisão, a magistrada autoriza, se necessário, o amparo de reforço policial, que deverá ser promovido com absoluta cautela, com a presença obrigatória do Comandante Geral da Polícia Militar a viabilizar o cumprimento da ordem e evitar excessos em sua execução.

No que diz respeito ao pedido para que fosse proibido aos manifestantes de se aproximarem do prédio da Câmara Municipal de Natal a uma distância mínima de 500 metros, a magistrada entendeu pela sua impossibilidade de atendê-lo. Isto porque, segundo ela, além de se tratar de um bem de uso especial, as deliberações da Casa são abertas aos munícipes interessados na fiscalização das atividades de seus representantes.

“Portanto, ao proibir a entrada de cidadãos no recinto da Câmara de Vereadores, deixa-se de ser observado um dos princípios norteadores do Processo Legislativo, tal seja, o Princípio da Publicidade das Sessões, que garante seu livre acesso ao recinto dos debates, logicamente na parte reservada ao público. Deste modo, não se mostrando razoável impedir judicialmente o acesso de manifestantes ao recinto da Câmara Municipal, no sentido de proceder o acompanhamento das atividades legislativas de seus membros, pelos munícipes interessados, em face da prevalência do princípio da publicidade insculpido no artigo 37, caput, da Constituição Federal, resta afastada a pretensão autoral nesta parte”, decidiu a juíza Francimar Dias Araújo da Silva.

Processo extinto

Ao analisar o processo em que foi pedida a anulação da sessão da Câmara Municipal de Natal em que os vereadores mantiveram o veto ao projeto do Passe Livre, a juíza Francimar Dias extinguiu o feito sem resolução de mérito, pois a conduta questionada é ato interno da CMN.

“Como se vê, restou evidenciado questões atinentes exclusivamente à aplicação e interpretação do Regimento Interno da Câmara Municipal de Natal, que constitui matéria interna corporis, da alçada exclusiva da respectiva casa, insuscetível de apreciação pelo Poder Judiciário, inexistindo, portanto, autorização legal para o prosseguimento da presente Ação Cautelar. Assim, por qualquer ângulo que se examine, não merece acolhida a pretensão ajuizada, pois não restaram satisfeitas as condições da ação por falta de interesse de agir”, justificou a juíza em sua decisão.

TJRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gostaria de ver esses vândalos serem posto pra fora da Câmara Municipal,se são estudantes,o quê estaõ fazendo,?não era para está em sala de aula?ontem presenciamos um deles tomando banho praticamente nu,esses vereadores ,Amanda,Marcos e Sandro Pimentel apoiam essa desordem,que a justiça se faça e puna com rigor,e a nossa população volte a normalidade.

Justiça nega salvo-conduto de manifestantes; CMN pede reintegração do local e identificação de vândalos

A desembargadora Zeneide Bezerra decidiu, na manhã desta terça-feira (22), indeferir o pedido de habeas corpus com liminar de grupo que solicitava salvo-conduto para permanecer em frente à Câmara Municipal do Natal.  Com isso, as atividades na Casa seguem suspensas.

O grupo segue no local desde que a CMN manteve o veto do prefeito Carlos Eduardo ao projeto que tratava sobre o Passe Livre. Enfurecidos, os manifestantes picharam as paredes da Casa e realizaram outras depredações.

Diante do impasse, a CMN entrou com ação para reintegração de posse e para identificação de quem praticou os atos de vandalismo.

Mesmo com o habeas corpus indeferido, os manifestantes seguem em frente ao Legislativo e ainda contam com a companhia de servidores públicos municipais da Saúde, em greve.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. primo das primas disse:

    Que sejam processados os incentivadores, apoiadores e financiadores do vandalismo, incluindo os próprios e os covardes que se escondem atras destes. O povo é que não deve pagar a conta disso, seja nobre ou podre as suas razoes.

Passe Livre: Manifestantes bloqueiam vias e acompanham movimentação na CMN

Jovens integrantes do Movimento Passe Livre (MPL) e da Assembleia Nacional dos Estudantes Livres (ANEL), acompanham, desde o início da tarde, a sessão plenária da Câmara Municipal de Natal que poderá votar o projeto que institui o passe livre em Natal.

Pelo menos 60 integrantes acompanham a sessão dentro do plenário e cerca de 80 se encontram presentes na área externa do prédio. É do lado de fora que a Polícia acompanha atentamente a movimentação dos jovens, em decorrência dos fatos registrados nessa terça-feira (1).

Os manifestantes bloquearam, como habitualmente, um trecho estratégico, no cruzamento das Avenidas Campos Sales e Jundiaí. No local ainda foram colocados entulhos faixas e palavras de ordem são ouvidas.

Nos estabelecimentos próximos, a maioria foi fechada e ainda conta com tapumes, por medo de depredações.

Câmara chega a acordo com manifestantes em Natal; pauta volta a discussão nesta quarta

_Reunião Em reunião realizada na noite de ontem, a mesa diretora da Câmara Municipal de Natal se comprometeu de colocar o Projeto de Lei que institui o Passe Livre Estudantil na ordem do dia da Sessão Ordinária desta quarta-feira (2) mediante a desocupação das galerias do plenário pelos manifestantes que pedem a aprovação do projeto.

Durante o encontro, o vereador Júlio Protásio (PSB) encaminhou a matéria à Câmara para ser debatida, já que o mesmo havia pedido vistas ao Projeto de Lei. Foi acertado que os militantes terão acesso normal à instituição para acompanhar as discussões, além da convocação dos parlamentares, por intermédio do presidente da CMN Albert Dickson (PP), para comparecerem à sessão.

Ao final da reunião, que contou com a participação de representantes do Movimento Passe Livre, os manifestantes começaram a deixar o local, visto que todas as reivindicações foram atendidas.

“O Legislativo Municipal tem o compromisso de discutir os temas que são importantes para a nossa cidade. Estamos sempre abertos ao diálogo com os diversos segmentos da sociedade civil para que possamos trabalhar juntos em um ambiente democrático e de cooperação”, afirmou o presidente Albert Dickson.

Também estiveram presentes na reunião os vereadores Hugo Manso (PT), Sandro Pimentel (PSOL), Rafael Motta (PP), Amanda Gurgel (PSTU), Marcos Antônio (PSOL) e Paulinho Freire (PP).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. lucian disse:

    parabéns aos Pm's q agiram ontem na confusão na câmara municipal de Natal. Garota idiota q se diz jornalista é p/ ser tratada cmo vagabunda

FOTOS: Manifestantes entram em conflito com a Polícia em frente da CMN; prisões e muita confusão

0cff0c7df2b00db390582e8debf27eb3Estava mais que anunciado. Marcada para ser realizada nesta terça-feira (1), na Câmara Municipal de Natal, a votação da Gratuidade para estudantes do município, gerou grande confusão na área externa da casa.

Do lado de fora, manifestantes que gritavam palavras de ordem, até então aceitáveis, perderam o controle da situação, e partiram para invasão do prédio da CMN. Resultado: a pancadaria rolou solta, resultando em duas apreensões de menores e até repórter atingido por pessoas descontroladas.

Durante o trabalho da Polícia, que precisou usar da força, como spray de pimenta, cacetete e balas de borracha, foi apreendida uma marreta, objeto perigoso e capaz de provocar uma tragédia. Toda a confusão se deu porque os jovens não queriam permitir a passagem de viatura com os acusados de desacato.

Informações dão conta que um grupo conseguiu entrar nas dependências da casa e afirma que só sairá do local com a votação do projeto do Passe Livre. A medida tem a assinatura dos autores, os vereadores Sandro Pimentel, Marcos do Psol e Amanda Gurgel, e para que seja aprovado, serão necessários 20 votos. Até o momento, 12 parlamentares deram SIM.

5e906e9a2acb11e3a62322000ab698eb_7Foto: Dinarte Assunção

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fala Sério disse:

    Reinvidicar é um direito democrático.
    BADERNA tem que ser tratada com RIGOR e PRISÃO, parabens aos que trabalham para manter a ordem e o respeito.
    O direito de protestar, reinvidicar, buscar conquistas está longe da destruição que um grupo de baderneiros promove a cada protesto popular. Então cadeia neles!!!