Suspeito de envolvimento em pelo menos 10 homicídios é preso pela Rocam em Natal

Um jovem de 19 anos, identificado como Felipe Santos Araújo, condenado por homicídio e até então foragido da justiça, foi preso nesse domingo (27), por policiais militares da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam), no bairro Bom Pastor, zona Oeste de Natal, suspeito de um outro assassinato, no sábado(26), que teve como vítima um outro jovem, de 26 anos, morto com dois tiros na cabeça.

O acusado foi detido após perseguição no bairro Bom Pastor, onde ele tentou escapar pulando muro de casas e ainda efetuando disparos contra os policiais militares. Cercado, acabou se entregando. Segundo a PM, o jovem é suspeito de envolvimento em outros dez homicídios.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergio Nogueira disse:

    Atenção OAB: vamos trabalhar e botar esse pobre rapaz na rua de novo!

PM prende suspeitos de botar fogo na viatura da PM de Jucurutu

ÍndiceA Polícia Militar prendeu na manhã desta sexta-feira, 25, dois suspeitos de terem ateado fogo na viatura da PM na madrugada de hoje na cidade de Jucurutu, região Seridó do RN.

Um suspeito identificado por Romário (foto) admitiu ter comprado gasolina e entregue para um menor jogar no Gol da PM e atear fogo. A gasolina foi conduzida em garrafas peti.

O frentista do posto da cidade, quando procurado pela PM, admitiu ter vendido gasolina em garrafas peti para Romário, que confessou ter repassado o combustível para o menor.

A Policia continua em diligência, segundo informa o comandante Alexandre Fagundes. Romário teria como motivação para atear fogo na viatura o fato do pai dele ter sido preso na Operação Leite de Pedra.

Já o menor tem um irmão que está com a moto apreendida.

O delegado Francisco Carvalho, que está apurando o caso, não conseguiu a confissão do menor no Inquérito Policial.  Ele nega participação no crime.

Jornal De Fato

Suspeito de roubo de moto troca tiros com a PM, faz mãe e criança e reféns e se entrega após negociação em Natal

Um jovem suspeito de roubar uma motocicleta e durante fuga efetuar disparos de arma de fogo contra a Ronda Escolar da Polícia Militar, foi preso na tarde desta quinta-feira (24), após ainda fazer uma mulher e uma criança de apenas 3 anos reféns, dentro de uma residência em Pajuçara, zona norte de Natal. As informações foram confirmadas pelo Batalhão de Choque da PM.

O suspeito de identidade a ser confirmada só se entregou depois do imóvel ser completamente cercado. O acusado chegou até as reféns após abandonar a motocicleta e pular muro de imóveis quando era perseguido pelos policiais militares. Após negociação, foi detido e as vítimas não sofreram violência.

Suspeito da morte de promotor em Pernambuco foi detido e liberado por falta de provas

Um homem suspeito de participar da emboscada que resultou na morte do promotor de Justiça Thiago Faria Soares foi detido na noite desta segunda-feira. A informação foi confirmada, no início da tarde desta terça-feira, pelo secretário de Defesa Social de Pernambuco, Wilson Damázio. Segundo ele, o suspeito foi liberado ainda ontem da Delegacia de Águas Belas, por falta de provas e do flagrante.

De acordo com o secretário, a força tarefa montada para prender os responsáveis pela execução também trabalham para cumprir um mandado de prisão expedido pela Justiça de Pernambuco contra um homem que seria o suspeito de ser o mandante do crime. O nome do procurado, no entanto, foi mantido em sigilo.

Uma grande operação está sendo realizada por policiais civis e militares, com ajuda de um helicóptero da Secretaria de Defesa Social (SDS) na área rural do município de Águas Belas, na Fazenda Nova. De acordo com a polícia, as terras seriam de propriedade do mandante do crime.
Uma equipe com 50 policiais civis e militares e seis promotores está trabalhando no caso. Integram ainda a cúpula de diligências a Procuradoria Geral da República, a Polícia Civil e Militar de Pernambuco, além do Ministério Público.

Estão envolvidos nas investigações a Polícia Civil, a Polícia Militar, o Ministério Público de Pernambuco e o Ministério Público Federal. “Todas as instituições vão dar resposta para esse bárbaro crime, com uma investigação rápida e segura”, destacou o governador Eduardo Campos na noite de ontem, após reunião com o procurador-geral do Ministério Público de Pernambuco, Aguinaldo Fenelon, e os secretários estaduais Wilson Damázio (Defesa Social), Tadeu Alencar (Casa Civil) e Mário Cavalcanti (Casa Militar).

Durante o encontro, o governador telefonou para o procurador-geral da República e conselheiro nacional do Ministério Público Federal, Rodrigo Janot, que designou três procuradores e dois conselheiros para atuarem em conjunto nas investigação.

Diário de Pernambuco

Preso um dos suspeitos de arrastão em restaurante de Petrópolis

A Polícia Militar prendeu um dos acusados de assalto ao restaurante Benditas Buteco, no bairro de Petrópolis, zona leste de Natal, por volta 0h do domingo (22).  O suspeito, de identidade a ser confirmada, foi preso dentro de uma residência no bairro de Mãe Luiza, na mesma região do estabelecimento. Na ocasião, ainda foram apreendidas joias e dinheiro, possivelmente extraídas durante a ação criminosa. No imóvel os policiais militares ainda encontraram drogas.

Após a prisão do suspeito, a Polícia Militar confirmou que segue em diligências em busca de outros envolvidos no assalto. Na ocorrência do último domingo (22), pelo menos 30 pessoas, entre clientes e funcionários foram vítimas do arrastão promovido por quatro homens com rostos cobertos por capacetes.

Agente do FBI mata suspeito durante investigação sobre atentado de Boston

Um agente do FBI matou nesta quarta-feira em Orlando (Flórida) um homem que estava sendo interrogado por sua suposta relação com Tarmelan Tsarnaev, suspeito do ataque terrorista de Boston no mês passado, e com grupos extremistas. “O sujeito estava sendo interrogado por um agente especial, acompanhado por dois membros da Polícia Estadual de Massachusetts e outros policiais, em relação às explosões da maratona de Boston, quando um confronto violento foi iniciado pelo indivíduo”, disse o FBI. Em comunicado, o órgão acrescentou que “durante o confronto, o indivíduo morreu”, mas o policial, que disparou para reagir a “uma ameaça iminente”, sofreu lesões leves e foi levado a um hospital. Antes, Khusn Taramiv identificou o morto como seu amigo Ibragim Todashev, de 27 anos e desempregado, e disse à imprensa local que, havia várias semanas, ambos estavam sendo vigiados por agentes do FBI, até que nesta madrugada foram interrogados durante cerca de três horas.

“Buscavam uma relação com os ataques a bombas em Boston, mas não há”, disse Taramiv aos repórteres que estavam em frente ao local do incidente, ocorrido de madrugada no complexo Windhover, situado nos arredores dos parques temáticos ao oeste de Orlando, e onde vivia o homem que morreu.

“O FBI nos interrogou a mim e meu amigo, o suspeito que foi morto. Eles (os agentes do FBI) estavam falando conosco e disseram que precisavam dele (Todashev) um pouco mais, duas horas, e eu fui embora”, declarou Taramiv. “Me disseram que o chamariam outra vez, mas não fizeram isso”, acrescentou.

Segundo o relato, Todashev conhecia Tsarnaev, que é considerado, com seu irmão Dzhokhar Tsarnaev, de 19 anos, suspeito de ter colocado duas bombas que explodiram em 15 de abril na reta final da maratona de Boston, causando a morte de três pessoas e deixando cerca de 280 feridas. Taramiv contou que Todashev e Tsarnaev se conheceram em competições de artes marciais e boxe misto, das quais ambos participavam.

“A última vez que nós dois nos falamos por telefone foi meses antes das bombas de Boston e lembro que quando meu amigo soube comentou que não conseguia acreditar que eles (os irmãos Tamerlan) haviam feito isso”, explicou. Acrescentou que seu amigo “pressentia que isso poderia acontecer” e que “até me deu ontem (terça-feira) os telefones de seus pais na Chechênia para contatá-los caso algo acontecesse a ele”. De fato, o jovem já tinha sua passagem de ida comprada para retornar à Chechênia. “Queria ir por tudo isso, mas o FBI o pressionava, dizendo que era melhor que não viajasse”, disse em frente ao local, que ainda está isolado.

Registros policiais obtidos pela Agência Efe mostram que Todashev foi detido no dia 4 de maio após participar de uma briga no estacionamento do popular centro comercial Premium Outlets em Orlando. Durante a briga, Lester García Báez e seu filho, Lester García López, foram agredidos por Todashev. O pai, que não sabe inglês, decidiu não apresentar queixa por agressão física contra ele, mas seu filho sim, porque perdeu vários dentes na briga e sofreu ferimentos na cabeça e nas mãos. Assim, Todashev foi detido e, mais tarde, liberado após pagar uma fiança de US$ 3.500. EFE wt/tr

Suspeito de explosões em Boston é morto em operação policial nos EUA

Um dos suspeitos do atentado com bombas durante a maratona de Boston está morto e um segundo suspeito continua foragido, mas cercado por uma grande operação policial na cidade de Watertown, nos arredores de Boston, em Massachusetts. O homem procurado foi identificado como Dzhokhar A. Tsarnaev, de 19 anos e o seu irmão, morto, como Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos. A dupla, de origem chechena, estaria há um ano nos Estados Unidos e em situação legal, segundo informações da agência AP.

O comissário da polícia de Boston, Edward F. Davis, confirmou que Tamerlan foi o apresentado pelo FBI como suspeito número 1, de 20 anos, que vestia um boné preto e óculos de sol na segunda-feira, dia do ataque à maratona. Já Dzhokhar estava usando um boné branco na imagem divulgada pelo FBI. Analistas, segundo a mídia americana, avaliam que os jovens poderiam ter recebido formação militar.

– Um dos suspeitos morreu, o outro está solto, armado e é perigoso – afirmou Davis. – Acreditamos que seja um (mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno Sávio disse:

    Se fosse por aqui os caras estavam tomando uma neste momento. Gostaria de convida-los a conhecer um bom site para ganhar dinheiro na Internet: http://www.neobux.com/?r=melobreno Abraço a todos.

  2. […] post Suspeito de explosões em Boston é morto em operação policial nos EUA apareceu primeiro em Blog do […]

  3. carlos antonio disse:

    Nos estados unidos escreveu não leu o pau comeu.Se fosse no brasil a ridicula ministra de direitos humanos já estava defendendo o coitadinho.

  4. Serapião disse:

    Se fosse no Brasil, iriam abrir um inquérito contra os policiais, a imprensa cairia de pau e os representantes dos DH estariam protestando contra as ações desproporcionais da polícia e execução?

PM prende suspeito e apreende metralhadora em Igapó

A polícia Militar, por meio da viatura tático móvel, aproximadamente por volta das 16hs, foi acionada para atender uma ocorrência na rua Santa Luzia, Igapó.

Ao chegar ao local, um indivíduo empreendeu fuga ao avistar a guarnição da Polícia Militar, todavia, o segundo indivíduo não conseguiu se evadir, pois a equipe do 4º BPM conseguiu evitar a fuga do mesmo.

Após uma longa revista do suspeito de iniciais N.L.S , de 43 anos. Em seguida, foi realizada uma busca a residência dele, e a Polícia Militar apreende uma metralhadora Ina calibre .45, com 9 munições intactas, 7 cartuchos de .40, cartucho de 32 e um canivete. Todo o material estava na residência do suspeito.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa PMRN

 

Polícia detém mais um suspeito de participar do sequestro de Popó Porcino

A Polícia Civil deteve, no início da tarde desta quarta-feira (25), mais um homem suspeito de participar do sequestro de Popó Porcino. A detenção, realizada pela Deicor, aconteceu por volta das 14h, em um condomínio de luxo na zona sul de Natal.

De acordo com a polícia, o homem é o que aparece nas imagens feitas pela InterTV Cabugi em um veículo vermelho que estava visitando a casa que serviu de cativeiro em Parnamirim.

Mais informações em instantes

Fonte: Tribuna do Norte

Major da PM é afastado por suspeita de homicídio na ZN

O major da Polícia Militar, André Luíz Fernandes da Fonseca, será investigado após o surgimento de denúncias que o apontaram como autor de um homicídio praticado na zona Norte de Natal, durante a madrugada da quinta-feira passada. O Comando-geral da PM o afastou da 1ª Companhia Independente, em Macau, enquanto ocorrem as investigações. Procedimentos já foram instaurados na Corregedoria e o comandante-geral da PM, coronel Francisco Araújo, solicitou que as denúncias fossem também apuradas pela Corregedoria-geral da Secretaria de Segurança e pelo MPE.

O ex-presidiário Leonardo de Souza, 25 anos, foi executado com disparos de espingarda calibre 12 dentro da sua residência, no bairro de Nossa Senhora da Apresentação. O homem, que já cumpriu cerca de dois anos de prisão em virtude de condenação por tráfico de drogas, vinha relatando ameaças e ataques sofridos. Leonardo havia sofrido dois atentados, oportunidade nas quais foram mortos o seu cunhado e uma amiga. Mostrando marcas de tiros pelo corpo, a vítima fatal havia concedido anteriormente entrevista ao programa Patrulha Policial, da TV Ponta Negra, e disse estar sendo perseguido por policiais.

Após o homicídio da quinta-feira passada, a mulher da vítima, testemunha do crime, voltou a reafirmar as denúncias contra policiais. Ao Patrulha Policial, a mulher relatou que homens encapuzados com fardas da Polícia Militar invadiram a casa onde o casal morava durante a madrugada dizendo que estavam apurando denúncias de que ali ocorria tráfico de drogas. “Entraram dizendo que estávamos traficando drogas ali. Pediram para eu trocar de roupa e quando voltei, pediram para eu me afastar. Depois, dispararam duas vezes contra o meu marido, acertando ele na barriga”, disse.

Leonardo morreu no local. A mulher denunciou os supostos autores do crime: “Foi o major Fernandes e o outros não deu para ver porque estavam encapuzados. Achava que isso não ia acontecer porque pensava que não sabiam onde a gente moravam, mas eles descobriram. Foi na minha frente. Quero Justiça. O meu marido não fazia nada de errado”, afirmou a mulher. O coronel Araújo concedeu entrevista à TN durante a manhã de ontem e esclareceu o posicionamento da Corporação. De acordo com o comandante, o major já foi ouvido em termos de declaração e apresentou documentos de testemunhas que confirmam que o oficial sequer estava em Natal no momento do crime. O coronel reforçou o pedido realizado ao MP, como fiscalizador da atividade policial, para que investigasse o caso. De acordo com informações do comandante, o major se apresentará à Corregedoria da Secretaria de Segurança.

Major pedirá habeas corpus preventivo

Há 19 anos na Polícia Militar, o major Fernandes rebateu as acusações da mulher da vítima, as quais considerou infundadas. “Quem fala por mim são quase três mil testemunhas. Estive em convenções e coordenando a segurança em festejos na região de Macau na hora do crime. Não poderia estar em Natal na hora do crime”, disse à TRIBUNA DO NORTE ontem à tarde. O seu advogado, Augusto Saraiva, disse que entrará com pedido de habeas corpus preventivo. “A mulher será ouvida pelo Ministério Público na próxima semana e estamos nos precavendo caso o MP queira pedir a prisão do major baseado no que ela disser”, informou Saraiva.

O advogado contestou as informações apresentadas pela imprensa e disse estar acontecendo um pré-julgamento dos fatos. “O que foi apresentado não é verdade. Não houve investigação para que as pessoas saiam falando que isso ocorreu ou não. Já há um prejuízo muito grande ao meu cliente pelas informações veiculadas”, afirmou.

O major Fernandes atribuiu as acusações ao trabalho realizado de combate ao tráfico de drogas. “Dois irmãos do Leonardo foram presos por mim em Ceará-Mirim. Nunca tive nenhum problema com ele e, inclusive, não o vejo desde 2008”. O oficial comandou o policiamento em Ceará-Mirim, antes de ser transferido para Macau. “Não tenho nada a esconder. A decisão de me afastar ocorreu para preservar a instituição da PM. Mas estou à disposição para qualquer esclarecimento necessário”, declarou o oficial.

Fonte: Tribuna do Norte

PM prende suspeito de roubar cinco empresas em sete dias

Policiais militares de Assu prenderam um elemento acusado de assaltar e furtar cinco estabelecimentos comerciais da cidade em uma semana.

Francisco Diego Souza e Silva, 19 anos vulgo “Dacaça”, foi capturado em um dos seus esconderijos, logo após assaltar um posto de combustíveis, na noite da última quinta-feira. Junto com ele foi preso Everton Everaldo Onofre da Silva, 18 anos, que também participou do assalto.

“Dacaça” vinha sendo investigado pelo serviço reservado da PM em Assu, por conta do número de crimes que havia cometido nos últimos dias. Na noite da quinta ele invadiu um posto de combustíveis com uma arma de brinquedo e fugiu levando o dinheiro. Como os policiais já sabia onde ele se escondia após os crimes, cercaram a casa e conseguiram prendê-lo na companhia do comparsa. Com ele foi apreendida parte do material roubado por Dacaça.

Fonte: Jacson Damasceno

PF prende homem ligado a morte de Anderson Miguel.

Passado seis meses da morte do empresário e advogado Anderson Miguel da Silva, investigado na Operação Hígia, a Polícia Federal conseguiu prender em Maceió um alagoano, identificado apenas como Alex, acusado de ter apoiado a fuga do assassino.

A prisão deste alagoano foi revelada na edição de hoje do Novo Jornal, após receber gravações de uma mulher, supostamente cunhada do acusado, relatando a prisão e a participação dele no crime. E se confirmada as suspeitas, é provável que a prisão do pistoleiro ocorra em breve.

Mas questionado sobre a prisão, o superintendente da PF, Marcelo Mosele, silenciou. Ele não negou nem confirmou, simplesmente se limitou a afirmar que não poderia comentar nada sobre as investigações.

Justiça decreta prisão preventiva do suspeito de ter matado a menina Milena em Jucurutu

O juiz, João Eduardo Ribeiro de Oliveira, da cidade de Jucurutu, homologou o flagrante realizado e decretou a prisão preventiva de Alexsandro Soares de Melo, vulgo “SANDRO”, que é apontado como autor da morte de Milena Soares, 10 anos, ocorrida no início da noite de domingo, 14 de agosto.

O ministério público opinou pela decretação de prisão preventiva do acusado, destacando que a custódia preventiva deve ser mantida como garantida a ordem pública, haja vista que o autuado cometeu o crime de grande repercussão social, contra criança de apenas 10 anos e totalmente indefesa.

(mais…)

Pai é suspeito de ter matado filho com as próprias mãos depois de uma discussão

NoMinuto.com

Um adolescente de 17 anos foi encontado morto na calçada de uma igreja, no município de Paraú, na noite desse sábado (30). Vítima de asfixia mecânica, o pai da vítima, o empresário Paulo Nunes, conhecido por “Solange”, é o principal suspeito de ter cometido o estrangulamento.

Segundo testemunhas o empresário e a vítima teriam discutido na boate “Bem me quer”, por volta das 23h, por “Solange” não reconhecer a paternidade dele, comprovada em exame de DNA realizado pela vítima, e o teria agredido.

(mais…)

Suspeito da morte de Anderson Miguel será submetido a exame

Nominuto.com

O suspeito de envolvimento no assassinato do advogado e empresário Anderson Miguel, ocorrido à tarde em Lagoa Nova, será submetido a um exame residuográfico na Superintendência da Polícia Federal.

O objetivo é encontrar algum vestígio de pólvora nas mãos, índicio que pode incriminá-lo quanto ao uso de arma de fogo.

Após ser submetido ao exame, o suspeito vai participar de uma acareação com três testemunhas que estavam no escritório de Anderson Miguel no momento do crime.

Ele foi detido por policiais militares perto do forno do lixo, no Planalto, e estava em um Siena branco, que bate com a discrição dada a polícia do veículo usado pelos assassinos