Caso Madeleine – (FOTO): policiais cavam buraco em quintal na Alemanha

Agentes da polícia alemã que investigam o caso Madeleine fazem buscas em um quintal na cidade de Seelze, em 28 de julho de 2020 — Foto: Peter Steffen/AP.  Foto 2: Reprodução/Jornal Nacional

Os policiais alemães responsáveis pela investigação do desaparecimento da garota Madeleine McCann fizeram buscas em um quintal na cidade de Seelze, na Alemanha, nesta terça-feira (28).

Madeleine, uma inglesa, desapareceu em Portugal em 2007.

Julia Meyer, uma porta-voz da promotoria, confirmou que investigadores da polícia estiveram no local, onde há uma retroescavadeira desde segunda-feira, e que a presença deles lá tem ligação com o caso.

“O procedimento acontece em conexão com nossa investigação a respeito de Madeleine McCann,” afirmou. Ela não deu mais detalhes sobre o procedimento, só afirmou que a polícia ainda precisa de tempo para terminar.

McCann tinha 3 anos quando sumiu em 2007. Ela estava em um apartamento que a família tinha alugado na cidade balneária de Praia da Luz, em Portugal.

As autoridades alemãs afirmaram no último mês que identificaram um cidadão de seu país de 43 anos como um suspeito no caso, e que ele é investigado por suspeita de homicídio.

O suspeito está em uma prisão na Alemanha. Ele morou muitos anos em Portugal, inclusive na Praia da Luz na época do desaparecimento de Madeleine. Ele tem duas condenações por contatos sexuais com menores, de acordo com as autoridades.

O nome dele ainda não foi revelado, mas na mídia alemã ele é conhecido como Christian Brückner. O último lugar onde ele morou na Alemanha foi na cidade de Braunschweig, a cerca de 70 quilômetros de Hanover.

G1

FOTO: Baloeiros invadem o Galeão e trocam tiros com policiais atrás de artefato que poderia ter causado ‘acidente aéreo de proporções gigantescas’

Foto: Divulgação / Polícia Federal

Um grupo de baloeiros armados invadiu o Aeroporto Internacional do Galeão no fim da noite desta segunda-feira, por volta das 23h, com carros e motos atrás de um balão de cerca de 18 metros que caiu na pista e, de acordo com a Polícia Federal, poderia ter causado um acidente aéreo “de proporções gigantescas”. Além do risco de uma tragédia, os criminosos, que buscavam o artefato que entre as quadrilhas valia um prêmio de R$ 5 mil, ainda trocaram tiros com os policiais. Dois foram presos e o restante do grupo conseguiu fugir num barco.

A ação, conta a PF, foi notada quando policiais de plantão no Galeão receberam a informação da invasão e detectaram a movimentação dos bandidos nas câmeras de segurança do aeroporto. Os baloeiros chegaram a trocar tiros com os policiais, antes de dois deles serem presos. De acordo com a dupla, o bando estava em busca do artefato chamado entre eles de “balão painel”. Segundo os investigadores, tratava-se de um balão disputado entre grupos de baloeiros, sob a recompensa de R$ 5 mil e até um troféu para quem conseguisse resgatá-lo “a qualquer custo”. Fotos divulgadas pela PF mostram o artefato caído sob a pista do aeroporto.

“A ousadia destas pessoas foi tamanha que além dos vários veículos que invadiram o Aeroporto Internacional, os marginais utilizaram na fuga, inclusive uma embarcação marítima que conseguiu, após trocar tiros com os policiais civis e federais, escapar pela Baía de Guanabara”, conta trecho da nota divulgada pela Polícia Federal.

Em nota, a concessionária RIOGaleão afirmou que as atividades não foram afetadas, e que colabora com as autoridades sobre o incidente. O comunicado, ao contrário das versões das polícias Civil e Federal, diz que a invasão foi impedida:

“O RIOgaleão esclarece que, ontem à noite (20/07), uma ação coordenada entre a segurança da concessionária e os órgãos públicos de segurança impediu a invasão de um grupo de pessoas ao sítio aeroportuário. Duas pessoas foram presas ao tentar entrar em área restrita sem autorização. O RIOgaleão ressalta que colabora com as investigações da Polícia e que já forneceu imagens das câmeras de segurança para apuração do caso. A operação do Aeroporto Internacional Tom Jobim não foi afetada”.

‘Consequências imprevisíveis’

Para Moacyr Duarte, especialista em análise e gerenciamento de riscos, os riscos eram grandes e com consequências imprevisíveis, e houve atraso na resposta da polícia, que, a partir desta ação, deve passar atentar-se melhor para este tipo de situação, principalmente neste momento, temporada em que estas gangues mais atuam.

– O balão é proibido, entre outros motivos, porque ele afeta o tráfego aéreo. Isso todos nós já sabemos. O que não sabíamos é que os baloeiros conseguiriam invadir pistas de aeroporto. Todas as instalações ou indústrias localizadas em áreas grandes devem também pôr as barbas de molho agora: com esse cenário, se eles invadiram um aeroporto, qual área não invadirão atrás de um balão? – questionou.

O pesquisador surpreendeu-se com a ousadia dos criminosos, que entraram com carro e morto e conseguiram fugir ainda numa embarcação.

– Os baloeiros entraram de carro e moto, ostensivamente, então o sistema de identificação via câmera e o sincronismo de resposta efetivamente foi algo que tardou. Segundo a polícia, eles já tinham entrado quando foram notados, então eles arrombaram alguma entrada ou entraram por algum ponto descoberto, o que eu acho difícil num ambiente tão controlado. Eles tiveram tempo para efetivar a ação – disse. – Me chamou muita atenção também eles fugindo de barco. A área de proteção marítima ali do Galeão é enorme, e não ter uma resposta com meio prático… é tudo muito estranho.

Duarte falou também sobre os riscos da invasão: grandes e de consequência imprevisíveis.

– Quanto à intervenção deles naquele ambiente, poderia fazer, dependendo da posição deles ou do balão, com que um avião arremetesse, por exemplo, ou que até mesmo transformasse um pouso tranquilo num pouso de emergência com consequências imprevisíveis. Naquela troca de tiros, pilotos estrangeiros poderiam achar até que tratava-se de uma ação terrorista.

– A impressão que eu tenho é que o estado de alerta da defesa não era proporcional ao que de fato aconteceu: e proporcional ao que eles acham que pode acontecer. Como esse cenário dessa invasão é completamente estapafúrdio, isso não devia estar no radar deles. Espero que daqui para frente, principalmente nesta época do ano, temporada de baloeiros, eles façam agora um plano de emergência, contingência: monitorem de fato quando um balão tem potencial de chegar à área. Caso aconteça, que já cerquem-se as entradas, para evitar invasões – concluiu.

Após as formalidades na Delegacia do Aeroporto Internacional, os presos foram autuados no artigo 42, da Lei de Crimes Ambientais, Artigo 261 (expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea) e associação criminosa. Não há fiança. Eles foram encaminhados à Seap, onde ficarão à disposição da Justiça.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ARMA SALVA??? OU MATA??? disse:

    Ainda tem seguidor de um cara que acha que o Brasil vai ficar mais tranquilo quando cada cidadão tiver com uma pistola na mão. Os policiais vão correr risco de vida a cada abordagem ou atendimento de ocorrência.

    • Sgt. Pedrada disse:

      Quanta asneira! Entraram armados e segundo você, deveriam ser combatidos com flores? Surreal!

  2. Gustavo disse:

    Inacreditável. O brasileiro precisa ser estudado por ufólogos!

RN lidera com TO taxa de mortes de policiais no país, aponta levantamento

Com 1,3 morte a cada mil policiais, o Rio Grande do Norte lidera, junto com Tocantins, a taxa de mortalidade entre policiais militares e civis no país, de acordo com dados de 2019 levantados pelo Monitor da Violência, do G1.

Segundo o levantamento,iIsso ocorreu mesmo com a redução, em mais da metade, dos crimes fatais contra os agentes de segurança do estado em relação ao ano anterior – passando de 25 para 12 – queda de 52%.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro Henrique disse:

    Fátima do PT foi a responsável pela diminuição no número de mortos de PM. LEIAM direito

    !Segundo o levantamento,iIsso ocorreu mesmo com a redução, em mais da metade, dos crimes fatais contra os agentes de segurança do estado em relação ao ano anterior – passando de 25 para 12 – queda de 52%.!

  2. Ivan disse:

    Não sabia que o governador de Tocantins era do PT.

    • Braulio Pinto disse:

      Em Tocantins eu não sei quem é o governador. Aqui no Rio Grande do Norte a governadora é Fatima, do PT. Fatima, do PT. Do PT.

  3. guga disse:

    Governo do P´T é isso mesmo. Odeiam policiais e amam bandidos.

Demora para devolução de armas recolhidas no RN após ações policiais deixa batalhões desarmados

Foto: Ilustrativa

Seguindo recomendação do Ministério Público, a Polícia Civil tem recolhido todas as armas das viaturas em confronto, e a demora na devolução chega até a quatro meses, prejudicando batalhões no Rio Grande do Norte.

De acordo com uma fonte ao Blog, em resumo, todo confronto que bandido vai a óbito, a guarnição passa a ter suas armas apreendidas, seja fuzil, metralhadora, pistola, etc. A partir de então, vem o processo entre delegacia, itep e fórum, com o material apreendido vários meses. Os policiais não questionam que se existe a dúvida na autoria de um eventual confronto, cabe a averiguação das armas. Por outro lado, entendem que bastaria catalogar a numeração das mesmas e a posteriores via ofício, em necessidade de fazer o exame balístico no ITEP.

A queixa, especificamente, acontece em casos de confronto em que a guarnição que trocou tiros com bandidos, seguido de óbito. Segundo a fonte ao Blog, mesmo com a comunicação do flagrante, declaração do autor dos disparos e as numerações das armas em questão, o protocolo segue a recomendação de apreensão. Em decorrência, informações dão conta que já teve guarnição de precisar de escolta de outras guarnições para voltar aos batalhões em virtude de serem desarmadas pela DHPP.

“Obedecem uma recomendação do MP, sem necessidade visto que tem a autor do fato e a numeração da arma”, resumiu a fonte.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maysa disse:

    Brincadeira!!!! Em um confronto com bandidos, o policial é quem é punido? Desarma o cidadão, desarma o policial e dá asas aos bandidos.

  2. Eu disse:

    Todas as armar já deveriam ser entregues com balística feitas, sendo só necessário conferir quando ocorrer algo. Se não me engano já é assim na prf

  3. Francisco Galvão disse:

    Medidas tomadas para inibir os confrontos, só faltar avisar os bandidos, além de ir de encontro a razoabilidade legal. Tem batalhões que já sofre pela ausência de armamamento.

  4. Tarcísio M. P. Oliveira disse:

    Um absurdo! O MP não quer a Polícia trabalhe. Quer que os manos sejam os protegidos e a sociedade fique indefesa, porque PM desarmada é cidadão desprotegido. Todo apoio aos componentes da Gloriosa, que defendem a sociedade mas são tolhidos por promotores engravatados.

“Sempre defendi os direitos dos policiais”, diz Flávio Bolsonaro

Foto: Reprodução/Twitter

Flávio Bolsonaro, no Twitter, reiterou que visitou mesmo Adriano da Nóbrega na prisão.

“Sempre defendi os direitos dos policiais. Visitei inúmeras vezes o Batalhão Prisional da PM (BEP) para ouvir PMs presos injustamente. Vários foram inocentados e voltaram para seus batalhões, trabalhando desmotivados porque foram abandonados pela corporação quando mais precisavam”, postou o senador.

“Há 15 ANOS (!!!), quando homenageei capitão Adriano e os PMs de sua guarnição, estavam presos injustamente acusados de matarem um flanelinha, tanto que, logo após, foram absolvidos pois tratava-se de um perigoso traficante que tentou matar policiais. Eu estava certo!”, prosseguiu o filho 01 de Jair Bolsonaro.

E ainda:

“Sempre dei apoio a policiais presos injustamente e seus familiares, como quando levei a Defensoria Pública para dentro do BEP, ou na comissão especial que presidi na Alerj para reintegrar PMs excluídos injustamente. Foram INÚMEROS reintegrados pelo meu trabalho à época.”

Foto: Reprodução/Twitter

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Humberto disse:

    Um barril de pólvora chamado Brasil
    Para o jornalista Fernando Horta o cenário da crise que o Brasil está vivendo "é fruto da esculhambação institucional iniciada em 2014 por Aécio Neves e José Serra com auxílio de Marina Silva e Michel Temer"

  2. Lúcia disse:

    Como sempre, só trocamos uma quadrilha por outra. A anterior roubou tudo o que conseguiu, e essa agora é da raça mais perigosa: bandido com farda.

  3. Bento disse:

    Flávio você tem o respeito de todos os brasileiros.
    E aí já enquadraram aquele maluco por tentativa de homicidip de dezenas de policiais/, crianças e mulheres?

    • JBBatista. disse:

      Policiais não vc quis dizer bandidos, os verdadeiros PMs vestem fardas,coletes e coturnos os bandidos cobrem o rosto e ditam toque de recolher. Outra coisa mulheres e crianças não podem ser usados como escudo humano.

  4. José Araújo disse:

    #fora família milíciana

  5. Tulii disse:

    Fora MILICIANOS ASSASSINOS….

Flávio Bolsonaro homenageou policiais na cadeia, absolvidos logo depois, e nunca teve amizade com Adriano da Nóbrega, garante advogado

Foto: Sérgio Lima/Poder360 16.jul.2019

Frederick Wassef, advogado de Flávio Bolsonaro, reagiu à acusação do vereador Ítalo Ciba, segundo o qual o senador teria visitado Adriano da Nóbrega na cadeia “mais de uma vez”.

“O tom da informação é falso e leviano. Isso não existiu. O Flávio foi na cadeia homenagear, não só o Adriano, mas outros policiais que estavam sendo vítimas de uma injustiça. Tanto é que todos foram absolvidos depois.”

Wassef ressalta que “a família Bolsonaro sempre se solidarizou com policiais que sofrem injustiça”. “Eles tinham absoluta convicção de que (os policiais) eram inocentes, por isso a homenagem dentro do presídio.”

O advogado garante que Flávio nunca visitou Adriano com “status de amigo”, como sugere o vereador do Avante. “Não existe relação entre Flávio Bolsonaro e Adriano da Nóbrega. Não são amigos, nunca foram amigos, nunca saíram, nunca jogaram futebol.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bozoloide disse:

    O senador está certo em defender o amigo e vizinho do seu pai, Já que Adriano era empresário do ramo das milícias fluminense. E assim como os petralhas se unem para defender os milicianos também se unem para se defender

  2. Bozoloide disse:

    O senador está correto em defender o amigo e vizinho do seu pai, Já que Adriano era empresário do ramo das milícias fluminense. E assim como os petralhas se unem para defender os milicianos também se unem para se defender

  3. Ferreira disse:

    Brasil está sendo convertido em nação de patifes pelo clã Bolsonaro, diz Veríssimo.

  4. Luiz Antônio disse:

    O Brasil está entregue à criminalidade

    • Salvino disse:

      Onde você estava entre 2004 e 2016 que não viu isso? Não cobrou retidão por 20 anos?
      Por acaso sabe quantos processos existem e quantos já foram condenados por corrupção e formação de quadrilha que ocuparam cargos no governo entre 2003 a 2018? Sua memória é seletiva ou sua visão é ideológicamente torpe?

    • Donavan disse:

      Salvino, e onde é que um erro justifica outro?
      Vc não é como muitos de nós que fomos as ruas para mudar as coisas e fazer diferente?
      Onde está a diferença?
      Ontem atirávamos pedras no telhado dos outros. Hoje o telhado de vidro é o nosso.
      Como podemos dizer "Faça o que digo, mas não faça o que eu faço?"

  5. emerson silva disse:

    – E A GANG PETISTA QUE MATOU CELSON DANIEL ?

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Cada qual defendendo sua gangue de políticos predileta, rsrsrsrsrs.

  6. Bolsominion disse:

    Tá bom então.

Polícia Militar do RN divulga a policiais orientações sobre Lei de Abuso de Autoridade; entre elas, evitar a produção de fotos e imagens para não “constranger” detido

Foto: SESED/ASSECOM

A Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, através do seu Subcomandante Geral, Coronel PM Zacarias Figueiredo de Mendonça Neto, divulgou em Boletim Geral da corporação algumas orientações aos policiais militares do RN sobre a nova Lei de Abuso de Autoridade (Lei n° 13.869/2019).

De acordo com o Subcomandante da Polícia Militar, o objetivo das orientações é subsidiar o desempenho das atividades policiais no serviço operacional, instruindo pelas condutas a serem adotadas pelos agentes policiais.

Conforme as orientações publicadas no Boletim Geral, sobre a divulgação de imagens de pessoa detida, a Polícia Militar orienta aos militares estaduais que durante a prisão, evitar a produção de fotos e imagens que possam levar o custodiado a constrangimento, conforme dispõe o art. 13 da nova Lei de Abuso de Autoridade.

Já quanto à identificação do agente público responsável pela prisão, a orientação da Polícia Militar é que todo policial militar utilize a tarjeta de identificação e que identifique-se ao custodiado no momento de sua prisão ou condução, obedecendo os ditames legais previstos no art. 16 da lei.

Outra orientação quanto aos procedimentos adotados durante a prisão de qualquer pessoa, é que, em caso de prisão de pessoas de sexo diferente, o transporte ou qualquer outro tipo de custódia seja feito em compartimentos distintos. Ademais, tratando-se de ocorrência envolvendo menores, além das disposições contidas no Estatuto da Criança e do Adolescente, orienta-se que estes jamais sejam conduzidos no mesmo local com pessoas maiores de idade.

Além das orientações, a Polícia Militar do RN disponibilizou para os militares estaduais a íntegra da nova Lei de Abuso de Autoridade (Lei n° 13.869/2019) para que todos os profissionais de segurança pública da corporação atualizem-se com a nova legislação que entrou em vigor desde o último dia 03 de janeiro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Paiseco de merda, onde direitos humanos funcionam só para bandidos.

  2. Fiscalização disse:

    Desde os filmes com placas nos postte oferecendo recompensa a que prender, essa foi a do ano.

    Agente apanha de bandidos, e leva arma na cabeça. Tá louco….

  3. Douglas disse:

    Os deputados e senadores na sua maioria são uma cambada de canalhas contra nossa Nação. Mas a culpa e do eleitor que vende o voto, ou vota por boniteza… Ou aquele. Que não sabe nem o q tá fazzendo…

  4. Bento disse:

    Obra do senador DPVAT do AMAPÁ.
    Ah fi de uma égua.

  5. Silvia disse:

    Eita Brasil,cadê o Bozo esse sem noção

  6. Chega de CANALHAS disse:

    Mas o vagabundo pode constranger, estuprar, matar, roubar….. Eita BrasilSão bom pra quem não presta!!!!!

  7. Brasil e RN acima de tudo disse:

    Uma palhaçada mesmo.

  8. Ara disse:

    Faltou orientar também que em vez de usar o bastão, o famoso cacetete , é para oferecer ao delinquente, bandido, estrupador , etc…. um buquê de rosas , brancas, vermelhas, amarelas !

  9. Olimpio disse:

    Agora ficou beleza pra bandidagem, não pode mais nem divulgar o nome.
    Que beleza.

  10. Az disse:

    Ou seja o que estava ruim cidadão vai fica muito pior

Deputados aprovam por unanimidade projeto que reestrutura carreira dos policiais no RN

Foto: João Gilberto

Na sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (24) os deputados aprovaram, por unanimidade, o Projeto de Lei Complementar Substitutivo (PLC) 19/2019, que promove a Reestruturação na Carreira dos Militares Estaduais, Estabelece Medidas de Redução das Distorções Salariais dos Agentes de Segurança Pública e Dispõe sobre o Regime de Promoções dos Oficiais da Polícia Militar (PMRN) e de Praças da PM e do Corpo de Bombeiros Militar (CBM).

Na justificativa da matéria encaminhada pelo Executivo, a governadora Fátima Bezerra (PT) registra que o projeto almeja promover uma reestruturação da carreira dos militares, alterando regras de promoção das carreiras militares da Polícia e do Corpo de Bombeiros, dentre outras disposições.

De acordo com a mensagem, os novos padrões de subsídios buscam cumprir a determinação constitucional federal de que os padrões de vencimento e dos demais componentes do sistema remuneratório deverão observar a natureza, o grau de responsabilidade e a complexidade dos cargos componentes de cada carreira, os requisitos para a investidura e as peculiaridades dos cargos.

Pela matéria aprovada, o reajuste dos vencimentos dos Policiais e dos Bombeiros do Estado atinge 23% em novembro de 2022. Será pago conforme as tabelas anexadas ao Projeto, com 2,50% a partir de março de 2020; 2.50% a partir de novembro do mesmo ano; 3,50% a partir de março de 2021 e mais 3,50% a partir de novembro de 2021. Em março de 2022 será pago o percentual e 4,50% e em novembro do mesmo ano a consolidação do reajuste com o pagamento de 4,58%.

Após a votação do substitutivo, os deputados também aprovaram, por unanimidade, uma emenda apresentada pelo deputado Sandro Pimentel (Psol) que beneficia os tenentes, no tocante ao prazo de promoção. O deputado Getúlio Rêgo apresentou um destaque retirando a palavra “não” do parágrafo 4º , do artigo 4º do inciso VI, que tem a seguinte redação: “o critério de que trata o inciso VI deste artigo não contempla os Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado que se encontram no último posto do respectivo quadro”. O destaque foi negado na votação.

ALRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jaildo disse:

    É o governo torrando dinheiro do sofrido povo com salário de funcionário público. Mas vamos em frente para ver até onde isso vai chegar. Pessoalmente acho q o Estado vai entrar em colapso financeiro e, como saída vai reduzir pela metade o salário de todos os funcionários. Podem escrever.

Pacote anticrime: relatório do texto de Moro mantém excludente de ilicitude para policiais

Líder da bancada da bala, Capitão Augusto (PR-SP) Foto: Divulgação/ Câmara

O relatório que o deputado Capitão Augusto (PR-SP), líder da bancada da bala , apresentará sobre o pacote anticrime mantém as principais propostas do seu autor, o ministro Sergio Moro , inclusive o excludente de ilicitude que isenta de pena agentes de segurança pública que matarem “em conflito armado ou em risco iminente de conflito armado” quando estiver diante de “escusável medo, surpresa ou violenta emoção”. O relator tinha cogitado deixar esse tema para ser votado em separado no grupo de trabalho que faz a primeira análise do projeto.

Além de manter o teor do texto, Capitão Augusto propôs um endurecimento: o aumento da pena máxima de prisão de 30 para 40 anos, sugestão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O relator também acatou a proposta de determinar em lei que o réu seja preso depois de ser condenado em segunda instância, de Sergio Moro.

O texto, a que o GLOBO teve acesso, será apresentado na próxima semana aos deputados que compõem um grupo de trabalho na Câmara dos Deputados. O colegiado avalia, além do pacote de Moro, as sugestões feitas por Moraes.

Alguns deputados queriam que o excludente de ilicitude fosse votado em separado do relatório, já que há forte oposição contra ele, mas Capitão Augusto decidiu não contemplar a demanda em seu relatório.

– Essa é a minha sugestão ao grupo. Como eles vão reagir, eu não sei. Vamos ver.

Câmara deve analisar no 2º semestre

Deputados da oposição que compõem o grupo avaliam que a chance de o relatório do Capitão Augusto ser mantido como está é muito baixa. Há uma articulação para retirar o trecho do excludente de ilicitude, considerado amplo demais, e a prisão em segunda instância.

– Prisão em segunda instância é matéria constitucional. Não faz sentido tratar no pacote, que é um projeto de lei ordinária – diz Orlando Silva (PCdoB-SP).

A expectativa inicial era encerrar o grupo em meados de junho. Sem acordo, porém, a análise do pacote no plenário da Câmara dos Deputados deve ficar para o segundo semestre.

O documento incorpora na íntegra diversas sugestões do ministro da Justiça, como o incremento da coleta de DNA de criminosos, para a formação de um banco de dados com perfis genéticos; a manutenção dos processos nos tribunais de origem, caso haja menção a autoridades com foro privilegiado, na parte relativa aos réus que não têm foro; e a facilitação da venda do patrimônio apreendido de réus em ações criminais.

Também estão previstas no relatório outras propostas de Moro, como a ampliação do uso da videoconferência em audiências na Justiça, e o acréscimo dos tipos de crimes cujo início do cumprimento da pena será em regime fechado.

Nos casos em que o prazo de prescrição da pena será suspenso para evitar que o prazo expire para punir os crimes, o parlamentar uniu pontos dos pacotes de Moro e de Moraes. A junção também foi feita no “confisco alargado”, que pretende apreender os bens que os réus não conseguirem provar que têm origem lícita. No processo penal, cabe à acusação provar que algo tem origem ilícita. Por isso, a alteração proposta por Moro inverteria a lógica do direito penal.

No trecho referente às punições para o comércio ilegal de armas, Capitão Augusto vai propor um aumento de pena (hoje vai de quatro a oito anos de prisão e passaria a ser de seis a doze). A proposta é mais dura que a de Moro, que não trata de mudanças nas penas, mas é inferior à de Moraes, que sugere reclusão de oito a dezesseis anos. O parlamentar vai incorporar também a proposta de Moro, que estende a punição a quem vender, de maneira irregular, o armamento para um “agente policial disfarçado”.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nalva disse:

    É o Zé das medalhas é?? quer aparecer bota uma melancia na cabeça. Coloca um terno bem cortado que vc dá muito mais ibope delícia kkk

Suspeito morre em confronto com policiais na Zona Oeste da capital; pistola de policial civil assassinado na Grande Natal é recuperada

 Foto 1: Polícia Civil do RN/Divulgação. Foto 2: APC André Severiano trabalhava na 2ª DP de Parnamirim(Arquivo pessoal)

A pistola que pertencia ao policial civil André Severiano da Silva, morto no dia 30 de abril em Emaús, na cidade de Parnamirim, na Grande Natal foi recuperada no início da manhã desta quinta-feira (23), durante uma operação conjunta envolvendo a Divisão Especializada de Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo a Polícia, o homem que estava com a arma, suspeito de participar do assassinato do agente, foi baleado durante um confronto com as equipes e morreu. O confronto aconteceu na Rua Rio Potengi, no bairro das Quintas, na Zona Oeste da capital.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Toni disse:

    MENOS UM FILHO DE UMA EGUA A NOS ATORMENTAR E ISSO AI METE BALAAAAAAA!!!!!!! REAGIU A PRISÃO METE BALA!!!

  2. Ana leticia disse:

    -1
    .PM

  3. Paulo disse:

    Parabéns aos envolvidos ( Deicor e DHPP). Pistola recuperada e vagabundo pro inferno. Tenta a sorte malandro, o próximo pode ser vc.

  4. C C Moura. disse:

    Parabéns a Polícia. Esse assassino tirou a vida de policial, marido, pai, filho, amigo, parente, de qualidades singulares reconhecidos por todos que conviviam com ele. Uma perda irreparável para toda a família.
    Espero que os outros que estavam com ele é participaram desse assassinato brutal, sejam encontrados é recebam a devida condenação.

  5. Anti-Político de Estimação disse:

    Menos uma alma sebosa a nos atormentar.

  6. LULADRÃO disse:

    Que noticia boa, bandido que mata policial tem mais é que ir para o inferno. Parabéns a todos que participaram dessa maravilhosa operação.

  7. João Rodrigues disse:

    Essa DEICOR não costuma alisar não.

  8. JEFF disse:

    CPF CANCELADO COM SUCESSO,PARABÉNS A POLICIA……

VÍDEO: Governadora “puxa orelha” de policiais para tratamento em blitz de trânsito

Nessa quinta-feira(28), durante uma reunião realizada na Governadoria para tratar do grande volume de apreensão de motos com documentação atrasada no interior do Estado, a governadora Fátima Bezerra (PT), na frente de deputados e de outros auxiliares de governo, determinou ao comandante da Policia Militar, Coronel Alarico, que ordene aos seus subordinados para um tratamento com maior educação nas abordagens policiais. Confira “puxão de orelha” em em trecho abaixo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. marleide siilva disse:

    O RN. MERECE, É A TAL BOLSA,FICARAM C/MEDO DE PERDER.

  2. marleide siilva disse:

    a que ponto chegamos, mas, o povo escolheu a ESQUERDA NÉ, 16 anos deve ter sido muito bom p/essas pessoas, SEGURANÇA PÚBLICA,SAÚDE, ESTÃO MUITOS BONS NO RN. É MUITA BOLSA P/CALAR OS POBRES,INFELIZMENTE.

  3. Dilmanta disse:

    Gozado, Dona Governadora… os póbi do interior num tem dinheiro pra pagar os impostos, mas nunca lhes falta dinheiro pros churrascos e bebidas de cada festa… e quem paga essa sonegação fiscal???

  4. Eduardo lopes disse:

    E agora comte.? O senhor ‘peitou’ Robinson no governo passado. E agora?

  5. Eduardo lopes disse:

    Este coronel recusou atender um pedido despudorado do governador anterior,Robinson,no que concordei e aplaudí. E agora vai ter atitude semelhante ou aceitar a intromissão na conduta da tropa?

  6. Brasil meu país disse:

    Caos na gestão pública do RN. Calamidade financeira do RN.

  7. Brasil meu país disse:

    Pague os salários atrasados dos sofridos funcionários públicos do Estado.

  8. Manoel disse:

    E quem vai puxar a orelha de Fátima pra ela pagar os salários atrasados dos funcionários estaduais ?

  9. joao disse:

    Bem.. a governadora nao pode reclamar da quantidade de moto roubada e irregulares circulando no interior. Acho que o RN realmente é a cara do PT. Vai pedir com flores na hora que uma dupla estiver circulando com moto sem placa ou clonada ou sem documentacao.. ou seja, irregular. O resto da populacao que ta em dia e regularizada tem o mesmo direito????? Melhor fechar o detran. Pra que pagar IPVA?

  10. André Medeiros disse:

    A governadora está correta, os servidores públicos são pagos pelo contribuinte para que seja prestado um bom serviço, com respeito, eficiência, seriedade, etc.. O contribuinte com muitas frequência sobre abusos ou descasos dos servidores de todas as esferas. Sra. Governadora, aproveite a e coloque os salários em dia.

  11. Ricardo disse:

    É gopi, é gopi, é gopi e é gopi.

  12. Filgueira disse:

    A governadora está pagando em dia. Por isso pode cobrar. Deixa a mulher trabalhar companheiro. Cuba livre!

  13. Flávio A disse:

    Sinceramente. Era para o Coronel na hora ter dito que quem comanda a tropa é quem tem treinamento para tal. E se ela não gostasse,ele pediria para ser exonerado na hora em apoio a tropa. Fora isso uma verdadeira vergonha o Coronel não ter se manifestado de bate e pronto!!

  14. Ceará-Mundão disse:

    "Vamu apruveitar" o governo dos "cumpanhero" para deixar de pagar imposto e de cumprir com nossas obrigações. Nos governos da petralhada, a bandidagem tem proteção oficial. kkkkkkkkk

  15. Anti-Comunista disse:

    FOLHA DEMITE 20 JORNALISTAS. A FOLHA DE SÃO PAULO DEMITIU 20 JORNALISTAS NESTA QUINTA-FEIRA. EM 2 MESES DE TORNEIRINHA DO DINHEIRO PÚBLICO FECHADA JÁ DEMITIRAM 20. IMAGINEM AO FINAL DE 4 ANOS…

  16. Paulor disse:

    Como dizia o nobre jornalista " Jurandir Nobrega " Tá entendeno KKKKKKKKK temos o governante que merecemos kkkkk

  17. Elvis disse:

    Libera logo essa pow geral, a Polícia com essa deveria era não fazer nada mesmo, ficar dormindo nos quartéis, isso é coisa que uma Governadora diga? Estamos fudidos.

  18. Antonio Turci disse:

    Caso isto realmente esteja acontecendo, o que é provável, a Governadora está coberta de razão. Não é a maioria, mas tem alguns que realmente exalam prepotência por tudo quanto é poro.

  19. Sem noção disse:

    Algum assessor pode avisar essa doida para VISITAR O WALFREDO GURGEL???? Que 80% dos acamados são provenientes de acidentes de moto , e na maioria de CACHAÇA

  20. Rcmelo disse:

    Justo nessa hora estavam filmando, assim como estavam a filmando no hospital Giselda Trigueiro.

Bandidos morrem em troca de tiros com policiais na Grande Natal na noite dessa quinta e na manhã desta sexta; seis suspeitos são presos

A Região Metropolitana de Natal registrou a morte de dois bandidos durante troca de tiros com policiais militares na noite dessa quinta-feira(13), em Maxaranguape, e na manhã desta sexta-feira(14), em São Gonçalo do Amarante.

Em Maxaranguape o confronto ocorreu por volta das 21h, quando policiais militares realizavam um patrulhamento nas imediações do trevo que dá acesso aos distritos de Caraúbas e Dom Marcolino. Na ocasião, dois homens em uma motocicleta reagiram contra uma abordagem e realizaram disparos contra a guarnição. O desfecho resultou na morte de um dos bandidos, de 23 anos, enquanto outro conseguiu empreender fuga.

No município de São Gonçalo do Amarante, a troca de tiros que resultou na morte de mais um bandido aconteceu durante uma operação conjunta realizada pelas polícias Civil e Militar, em combate a crimes de tráfico de entorpecentes, homicídios e assaltos na região.

Ainda na operação, seis suspeitos foram detidos em cumprimento a mandados de prisão, busca e apreensão.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. euzim disse:

    Com Bolsonaro, morte de bandido vai ser rotina. O país vai virar um lugar de livre circulação das pessoas de bem!

  2. Jorge disse:

    Se Bolsonaro ganhar, o nó vai arrocha.
    Não vai ter boquinha não, atirou na Polícia, pode preparar o caixão. Kkkkkkkk
    Quero vê se essa país não toma jeito, se não vai por bem vai por mal. O problema agora é tofolli na presidência do supremo, tudo que é corruPTo de colarinho Branco, esse safadddo vai soltar.

  3. KKKKKKKKKKKKK disse:

    Parabéns para a nossa honrosa polícia. Não devemos esquecer de votar em quem apoia a família.

  4. raimundo disse:

    esse não rouba mais !!

PGE apresenta provas mostrando greve dos policiais, mas TJ não analisa por causa do recesso

O Rio Grande do Norte deverá ficar com as forças policiais paralisadas até pelo menos o dia 8 de janeiro em razão de decisão do Tribunal de Justiça considerar mais relevante detalhes processuais do que o direito da coletividade.

A Procuradoria Geral do Estado juntou ao processo em que pede ao Tribunal de Justiça que obrigue as forças policiais a voltar a seu trabalho novas provas indicando que o movimento de PMs, bombeiros e policiais civis se trata de greve disfarçada.

A juntada de provas se deu por ocasião do desembargador Dilermando Mota determinar que o Estado precisava provar a tese que estava sustentando. A PGE juntou, então, eventos de insegurança, indicando que a falta de PMs nas ruas tem por consequência o aumento da violência e que isso se caracteriza uma greve.

Por operar em regime de plantão, o Tribunal de Justiça recebeu as provas com um novo plantonista atendendo, o desembargador Amílca Maia, que decidiu ignorar as provas juntadas sob o seguinte argumento: quem deveria analisar o assunto deveria ser o colega do dia anterior, Dilermando Mota, que só volta agora às atividades quando o recesso for encerrado, a partir de 8 de janeiro.

Provas

Além de ter juntado notícias da imprensa indicando aumento da violência, a PGE juntou ofício da secretária de Segurança Pública, Sheila Freitas, em que é mapeado o movimento dos oficiais. O ofício reforça que a paralisação está ligada a questões salariais, o que reforça, evidentemente, a tese de que se trata de greve.

Agora a Procuradoria Geral do Estado estuda qual medida deverá ser tomada para que não seja preciso esperar até o dia 8 para que o conjunto de provas seja analisado. Uma das alternativas é impetrar um mandado de segurança, remédio a que se recorrer para garantia de algum direito violado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Frasqueirino disse:

    E não há plantão? Ou fica só no papel???

  2. Guilherme disse:

    Quem ainda não recebeu salário na PM foram os marajás , porque os soldados já receberam, não tem viaturas para trabalhar mais para apanhar os superiores em casa e lavar para o quartel para ficar lá sem fazer nada tem viatutras

  3. Cabral disse:

    O interessante é que você a super inteligentes só olham para a polícia, esqueceram dos funcionários da saúde do Walfredo e do Tarcísio Maia, esqueceram dos professores da UERN muitos deles são mestres com dois meses de salários atrasados, sociedade hipócrita

  4. Francisco disse:

    Qdo lembro que desloquei-me 80 km para votar no Sr Robinson!!!

  5. Neto disse:

    Kelps e Bolsonaro 2018, eis a solução para esse canjerê!!!

  6. vilanir gurgel disse:

    muito interessante esse Poder Judiciário.
    mordomias, super salários, férias sem fim, feriados prolongados, recessos.
    sei não …
    mas os ciclos passam!!!!

  7. Antônio disse:

    Todo mundo sabe que é greve.
    Inclusive as falas.
    Se o problema for colete vencido o governador poderia pegar esses 650 milhões que pode ser usado para a segurança e saúde, mas não para pagar salários, e comprar 20 mil coletes…
    Porque se o problema for só esse deve ser problema antigo.
    A verdade é que a população está refém.
    Sem polícia não tem segurança.
    Sem segurança o cidadão e o comércio é assaltado.
    Sem comércio cai o ICMS e os salários vão se atrasar ainda mais.
    Esse negócio de não trabalhar porque está atrasado só faria sentido se não trabalhasse e não recebesse.
    Nem em dia nem depois.
    O judiciário tem plantão judiciário.
    Vai esperar a cidade virar um caos para tomarem providência?
    O estado está quebrado.
    Sem dinheiro não tem como pagar em dia.
    Quando vão entender isso?
    É melhor receber atrasado do que não receber nada.
    Quem recebe até 3 mil reais está em dia.
    Não é tanto atraso…
    É ruim mas greve não vai fazer aparecer dinheiro, pelo contrário vai reduzir comércio e turismo e vai cair a arrecadação e talvez atrase muito mais.
    Pelo jeito o dinheiro federal não vem mais.
    O ministério público deu parecer contrário.
    Estado que está com gastos de folha acima do limite não pode receber financiamento.

  8. Ronaldo Sergio disse:

    Interessante que a PM coíbe duramente e com violencia manifestaçoes de servidores outros por atrasos de salários. E agora? e o que enfraquece o movimento é que o Bope,policia de transito,Rocam nao aderiram ao movimento deixando clara a falta de uniao e desorganização total da classe o que fortalece o Governo na sua omissao. Na verdade o maior prejudicado é quem paga altos impostos

  9. Danubio disse:

    Nós comerciantes está lucrando mais pois não mais pedintes querendo quentinha de graça. Agora eu vou mandar eles pedirem lá no quartel onde tão de greve.

  10. Kadipex disse:

    Fico imaginando como alguém pode trabalhar sem receber salário e ainda ser obrigado a fazer esse mesmo trabalho sem condições de segurança, isso deve ser muito razoável não acham intelectuais de plantão? Algumas pessoas estão passando necessidades básicas como alimentação, será que os senhores defensores dessa forma de trabalho, sem salário e sem estrutura, não enxergariam algo de errado se fossem os senhores? Quando o policial se forma ele faz um compromisso de defender a sociedade com o RISCO da própria vida, não com a CERTEZA da morte. Lembremos que antes de termos qualquer profissão somos seres humanos com necessidades básicas, o homem vem antes da profissão, ninguém tem condições de realizar um trabalho complexo como o de polícia sabendo que em casa seu filho não vai ter um Natal digno ou mesmo o que comer.

  11. ALERTA disse:

    Não tem plantão??????

  12. Janilson disse:

    Por que o estado não dá condições de trabalho aos policiais?
    É só colocar em dia as viaturas, comprar os materiais necessários que o movimento acaba.
    O estado além de não pagar os salários ainda quer que os policiais comprem material para usar durante o serviço, pagar para trabalhar não dá!

  13. Revoltado com tapados disse:

    Greve é quando os servidores se recusam a trabalhar, reinvindicando algo, o que nao é o caso. Os policiais estão tão somente reivindicando condições de trabalho dignas; viaturas em condições de uso, equipamentos também em condições de uso; e o principal, o seu sustento e o da sua família, no entanto os policiais estão indo trabalhar, contudo o problema sao as condições precárias em que se encontra a segurança pública. Mas daí vem uma cambada de gente hipócrita, que muito provavelmente mama nas tetas do governo, dizer que os policiais devem trabalhar mesmo com as piores condições possíveis e sem previsão de receber seus salários, querem pagar de bom samaritano perante a sociedade. Deveriam era criar vergonha na cara e cobrar do governador que pague os salários dos servidores em dia. Isso sim seria uma atitude louvável.

  14. Sergio Nogueira disse:

    Porque não juntaram comprovante de pagamento dos salários?
    Ahhhhh, é mesmo.
    O Estado não paga aos policiais e estes como são escravos devem continuar trabalhando de qualquer jeito.

  15. Roberto rocha disse:

    Questões salariais parece exigência de aumento. Nao é. É apenas exigência de salario em dia.

    • Guilherme disse:

      as pessoas não fazem ideia do do que é entrar janeiro tendo recebido em outubro

  16. Pedro disse:

    As provas são:
    Servidores sem salários
    Sem décimo
    Batalhoes sem viaturas, sem munições,sem fardamento,sem coturnos,sem cinto n/a.
    Se o governo tivesse feito a parte dele certamente o judiciário teria acatado o retorno dos PMs as ruas!!! Que incompetência governador

  17. Carlos disse:

    Sendo ou não greve disfarçada, quero ver qual Desembargador vai obrigar os policiais a saírem dos batalhões sem condições de segurança para a atividade. Imagina um PM morrendo em um tiroteio e descobrem que o colete tava vencido e este havia sido obrigado a trabalhar deste jeito.

  18. OPINIOSO disse:

    a PGE deveria também mostrar o verdadeiro crime que o governo estadual e políticos de plantão vêm praticando contra os servidores do executivo estadual. Não há greve alguma, apenas um movimento em busca do que é de pleno direito dos trabalhadores.

  19. Francisco Lima disse:

    PGE cambada de sem futuro !! Só babão.

  20. yuri disse:

    Isso só ocorre porque o Estado disponibiliza policiais para garantir a segurança dessa classe não fosse isso e eles tivessem correndo os mesmos riscos que nós pobres mortais ele jamais trataria um caso de tamanha relevania com o desdem com que está tratando no momento.

  21. Risos disse:

    A PGR deveria mostrar alguma viatura que tenha condições de rodar, se tivessem provado isso o próprio efetivo tomaria essa decisão de retornar ao serviço!

  22. yuri disse:

    Isso só ocorre por que o Estado disponibiliza policiais para garantir a segurança dessa classe, garanto a todos que se o que ocorreu com Osvaldo Cruz que já esta aposentado fosse ele na ativa e eles tivessem correndo os mesmos riscos que nós pobres mortais ele jamais trataria um caso de tamanha relevania com o desdem com que está tratando no momento.

  23. Jorge disse:

    Enquanto no judiciário sobra pra pagar o imoral auxílio moradia de 5mil aos marajas que ja ganham 33mil, falta nos outros poderes…

  24. Kildere disse:

    A Procuradoria Geral do Estado devia era se preocupar em fazer com que o governo pagasse a todo mundo,eles já estão com seus salários no bolso então não estão nem aí para população

    • Fátima disse:

      Não, os Procuradores do Estado estão sem receber tb. O senhor está totalmente enganado.

    • Izabel Romano disse:

      Os Procuradores do estado também não receberam salário de novembro nem o décimo. Como os demais. Procure se informar.

  25. antonio oliveira disse:

    vamos ser sinceros, que provas sem futuro…

Para investigadores, PMs vítimas de ataque no Rio Potengi foram confundidos com facção rival

Os policiais vítimas de ataque de criminosos na tarde da quinta-feira (10) podem ter sido confundidos com integrantes de facção rival daquela que domina a área do Paço da Pátria. Essa é uma das suspeitas dos investigadores que estão acompanhando o caso. As informações foram publicadas em reportagem do Portal No Ar.

De acordo com a matéria, O tenente coronel Zacarias Mendonça, chefe do Policiamento Metropolitano informou: “Trabalhamos com essa probabilidade, que é muito forte, de que os três foram confundidos com membros de facção rival”.

Ainda segundo o Portal No Ar, as buscas pelo subtenente Amaurí Soares Firmo, desaparecido no atentado, seguem com equipes da Marinha, Corpo de Bombeiros. A megaoperação para localizar os suspeitos envolvem ainda homens do 1º Batalhão de Polícia Militar, do BPChoque e do Bope.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Faz de conta q foi proposital. Aproveitem pra exterminar esses bandidos

Justiça aceita denúncia contra PMs acusados de matar menina dentro de escola

A 3ª Vara Criminal do Rio de Janeiro aceitou denúncia contra os policiais militares Fábio Barros Dias e David Gomes Centeno, acusados de fazer os disparos que mataram a adolescente Maria Eduarda Alves da Conceição, 13 anos, em março deste ano. Maria Eduarda estava dentro da escola, quando foi atingida pelos tiros.

Segundo o Ministério Público, durante uma operação policial no Morro da Pedreira, por volta das 16h, os dois acusados se posicionaram em frente à Escola Municipal Jornalista Daniel Piza para abordar criminosos que pudessem fugir por aquela rua. A escola funcionava normalmente já que era uma quinta-feira em horário escolar.

Quando criminosos armados chegaram ao muro da escola, fugindo da operação, os policiais, armados com fuzis, atiraram contra eles, na direção da unidade de ensino. Segundo o MP, quatro desses tiros atingiram Maria Eduarda.

De acordo com a denúncia apresentada, os policiais tinham consciência do risco de atingir as pessoas que estavam dentro da escola.

AGÊNCIA BRASIL

CIASP promove atendimento psicossocial para policiais, bombeiros e servidores do ITEP

Por interino

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) mantém, desde 2012, um setor exclusivo para atendimento psicossocial de policiais militares e civis, bombeiros e servidores do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP). É o Centro Integrado de Apoio Social ao Policial (CIASP), que atualmente funciona no Edifício Brunei, no bairro de Candelária, em Natal.

A função principal do CIASP é buscar o equilíbrio emocional dos pacientes para o melhor desempenho das suas atividades profissionais. Para isso, além dos servidores, os familiares também são assistidos. “A situação familiar pode atingir diretamente a saúde do profissional. Por isso fazemos uma investigação completa para saber o tipo de problema e a melhor solução para ele”, Rosana Kellry Xavier, subcoordenadora do CIASP.

O Centro Integrado de Apoio possui dois setores. O primeiro é o de apoio sócio-pedagógico, que tem a função de identificar a situação apresentada pelo assistido, adotando as primeiras providências necessárias para a resolução do problema, além de proporcionar orientação sócio-pedagógica aos policiais e familiares.

Após passar por uma ‘triagem’, o CIASP analisa a necessidade de encaminhar o servidor para o setor de apoio psicológico-psiquiátrico, que é responsável pelo acompanhamento psicológico, individual ou em grupo, para problemas com alcoolismo e outros tipos de dependência química, estresse profissional e familiar, além de realizar visitas a locais de trabalho, residências e hospitais, com a finalidade terapêutica ocupacional a fim de assegurar o equilíbrio emocional.

O CIASP atende servidores tanto encaminhados por seus superiores, como de forma espontânea. “Ano passado realizamos mais de 800 atendimentos, a maioria de forma espontânea. Entretanto, esse número de atendimentos espontâneo deveria ser ainda maior, mas acreditamos que muitos policiais ainda não conhecem os serviços prestados pelo CIASP”, afirmou Rosana.