Polícia

Grande parte dos suspeitos de mortes de policiais em 2021 no RN já estão presos ou identificados, dizem forças de segurança

Grande parte dos suspeitos de envolvimento com as mortes de policiais ocorridas este ano no Rio Grande do Norte já foram presos ou identificados. A confirmação é da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), do Comando Geral da Polícia Militar e também da Delegacia Geral da Polícia Civil. De janeiro até o dia 13 de março, quatro policiais militares do RN e um policial civil da Paraíba foram mortos, além de outros dois PMs potiguares que ficaram feridos, todos vítimas de assaltantes.

O caso mais recente aconteceu na noite desta terça-feira (13) no bairro Capim Macio, na Zona Sul de Natal. O cabo da PM Gustavo Pinheiro de Andrade, de 39 anos, estava em uma loja de aparelhos celulares quando foi abordado por um assaltante. O bandido percebeu que Gustavo estava armado e o agarrou. Houve luta e o policial acabou baleado.

Gustavo ainda foi socorrido ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Ele trabalhava no 5º BPM. A Polícia Militar informou que o criminoso foi identificado graças às imagens do circuito interno de vigilância do estabelecimento e ele continua sendo procurado.

Dois dias antes, um policial militar foi baleado de raspão na cabeça após reagir a um assalto no bairro de Lagoa Nova, também na Zona Sul da capital potiguar. O PM, que é lotado na Companhia Independente de Prevenção às Drogas (Cipred), foi socorrido, atendido e logo liberado. O bandido fugiu, mas também já foi identificado.

No final de semana passado, no sábado (10), a vítima foi um policial civil da Paraíba, morto em um assalto no bairro Pitimbu, que também fica na Zona Sul de Natal. Cleverson Luiz Fontes, de 45 anos, trabalhava há seis anos na Delegacia de Mulher em Mamanguape, mas morava na capital potiguar. Ele saía da casa de familiares quando foi abordado por assaltantes e baleado.

Dentro do carro do agente, os ladrões viram que havia uma arma e um distintivo policial. Foi quando os bandidos tiraram Cleverson do veículo e atiraram nele. Na fuga, os criminosos bateram o automóvel no bairro Cidade Nova, na Zona Oeste da cidade. Dois foram presos e autuados em flagrante.

Na sexta, dia 9, um sargento do Batalhão de Choque da PM foi baleado durante um assalto que aconteceu no cruzamento das avenidas Romualdo Galvão e Antônio Basílio, em Lagoa Nova, onde ele foi abordado. Os criminosos se aproximaram em uma moto e o renderam, sem saber que ele era policial. Ao perceberem que estava armado, atiraram contra ele. Um dos tiros transfixou o tórax do sargento, e outro tiro ficou alojado na parte de trás da cabeça.

O PM foi socorrido, medicado e se recupera bem dos ferimentos. Já os bandidos, fugiram com a moto e a arma do sargento. No início desta semana, a motocicleta e a arma do PM foram encontradas enterradas em uma área de dunas no bairro de Mãe Luíza. “Os criminosos também já foram identificados e presos”, destacou o comandante-geral da PM, coronel Alarico.

No dia anterior, em Mossoró, na região Oeste potiguar, a vítima foi o cabo da PM Francisco Marcolino Sobrinho, de 44 anos. Ele estava de carro, próximo da casa de um parente, quando foi abordado por dois assaltantes. O policial reagiu ao assalto, mas acabou baleado na cabeça. O cabo Marcolino foi socorrido, mas teve a morte cerebral confirmada dois dias após ser internado.

A Polícia Militar informou que um dos suspeitos de ter participado do latrocínio (roubo seguido de morte) do cabo Marcolino morreu em confronto armado com a PM na tarde desta terça-feira (13). Foi durante uma diligência na cidade de Itaú, também no Oeste do estado. Um segundo assaltante também morreu no confronto, mas ainda não há informações se ele também teria participação no crime que vitimou o policial. No local onde os dois bandidos estavam, os policiais apreenderam armas, drogas e celulares. Três mulheres também foram apreendidas na mesma operação.

Na noite de 4 de março, o sargento da PM aposentado Neuton Alves, de 56 anos, foi morto durante uma troca de tiros com assaltantes em um parque eólico de São Miguel do Gostoso, no litoral Norte potiguar. O PM trabalhava como vigilante do parque eólico, junto com outro policial, quando um grupo de assaltantes armados invadiu o local. O sargento aposentado reagiu e entrou em confronto com os bandidos, mas foi atingido e morreu. A PM confirma que pelo menos dois dos criminosos já foram identificados e são procurados pela polícia.

O primeiro agente de segurança vítima de assaltantes este ano foi o cabo reformado da Polícia Militar Haroldo Cavalcanti Gomes, de 52 anos, atingido por disparos de arma de fogo no dia 8 de janeiro em Maxaranguape, município do litoral Norte. Segundo a Polícia Militar, Haroldo foi reformado por ter problemas de coração. A Polícia Civil investiga o caso.

Núcleo de Investigação Policial de Mortes de Agentes de Segurança Pública está em ação

Titular da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o delegado Márcio Lemos ressaltou que as investigações estão bastante avançadas, mas que prefere não entrar em detalhes para não prejudicar o andamento dos trabalhos.

Na noite passada, o secretário da Segurança Pública e da Defesa Social, coronel Francisco Araújo Silva, determinou ao Núcleo de Investigação Policial de Mortes de Agentes de Segurança Pública (NIMAS) — que é vinculado à DHPP – a adoção de todos os procedimentos necessários para uma resposta rápida e eficaz, com a identificação, localização e prisão dos criminosos.

“Em tempo, e ainda perante a sociedade e as famílias dos agentes públicos envolvidos, externamos profundo pesar pelas vidas ceifadas de maneira cruel e covarde”, acrescentou o coronel Araújo.

Opinião dos leitores

  1. Secretario de segurança pede pra sair!!! Ninguém aguenta mais sua omissão, as facções estão dominando todo o Estado fato que na época que o Sr era cmte geral da pmrn negou q tivesse facção no Estado. Tá na hora de mudar, secretário de segurança, cmte geral e delegado geral todos acomodados e despachando de casa pelo ZAP!!!! Cadê as operações??? Não estão servindo a população!!!! Fora ja

  2. É fake news da SESED, pois apenas uma caso foi resolvido, o que ocasionou a morte de um policial paraibano no Bairro Pitimbu, os outros continuam insolúveis

  3. Sra. Governadora aproveite, seus dias de chefe de estado está chegando ao fim. O povo já percebeu. 2022 vem aí.

    1. Ela só não vai se eleger com o meu voto nem com os da minha família. Nós não comemos capim.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do RN repudia o silêncio e a inércia do governo ante as mortes violentas de policiais

A Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do RN – ACS-PM/RN vem a público repudiar a forma como as autoridades do nosso Estado têm lidado com a série de ocorrências que têm vitimado agentes de segurança pública.

No período de seis dias, foram cinco policiais baleados, sendo que três deles, um APC e dois PMs, foram a óbito em consequência da ocorrência, e até o presente momento nada foi feito de forma concreta por parte dos gestores do Estado.

Quantos policiais militares mais terão que morrer para que o Estado adote uma postura mais objetiva direcionada a buscar evitar esse tipo de situação, bem como, dar uma resposta à altura nos casos já ocorridos, com a identificação e prisão dos envolvidos?

O silêncio e a inércia do Governo têm incomodado a categoria, pois mais parece que as mortes dos policiais militares são tratadas apenas como números em estatísticas, desconsiderando que por trás de cada vida policial ceifada existe uma família que foi destruída.

Em decorrência desta situação, a ACS-PM/RN iniciará neste mês de Abril uma campanha de valorização da vida dos Policiais Militares.

Opinião dos leitores

  1. Isso tudo é fruto da política desastrosa da esquerda durante esses 20 anos em defender bandido. Enquanto eu puder votar NUNCA votarei em qualquer partido de esquerda.

  2. Lamento pela perda de pessoas de todas as profissões. Médico, policial, comerciário, comerciante, enfim todos os cidadãos. Não sei porque esse mimimi extra quando se trata de policial.

  3. Esperando uma nota da Associação de Cabos e Soldados, Polícia Militar ou do Ministério Público acerca da legalidade da contratação por empresa privada de serviços policiais. Será que os nobres policiais estão sendo vítimas apenas dos bandidos ou também da omissão das entidades representativas, da própria instituição e dos órgãos de controle por fecharem os olhos para uma situação que além de ilegal só aumenta o risco de morte?

  4. A governadora já se pronunciou…”o cabo estava em atividade extra”, o famoso bico. Essa foi a nota de lamento da governadora.

    1. Realmente uma das genocidas do Brasil a Governadora, já que o STF deixou Governadores e Prefeitos se responsabilizarem.

  5. Não quero desmerecer as vidas perdidas pela violência abominável desses bandidos homicidas ou latrocidas que deveriam mofar na cadeia, mas pelo que vi nas matérias e até nas imagens dos homicídios dos policiais militares, os policiais foram mortos não por serem policiais (sequer estavam fardados) mas sim por estarem armados e tentarem reagir, ou seja, qualquer cidadão naquela situação que estivesse armado provavelmente teria o mesmo fim. Todos os dias morrem vítimas de assalto, INFELIZMENTE, sejam eles professores, comerciários, desempregados, serventes de pedreiro, dentre outros que, da mesma forma que os policiais mortos, são vítimas desses infames bandidos. Mas não vejo motivos para diferenciar os mortos pela profissão, mesmo porque, sequer esses policiais estavam fardados e pelo que vi não foram identificados como policiais para serem mortos… Percebo sim uma inércia dos governos, em especial no estadual, em lamentar as mortes pela violência ou tentar combater com mais afinco esse tipo de ocorrência. Infelizmente, tanto o policial como o cidadão civil estão a mercê desses bandidos !

    1. Vc pode não saber identificar um policial, mas esses vagabundos sabem, já vão sabendo que são policiais. Excetuando o caso de Mossoró, lá não sabiam que se tratava de policial, os demais sabiam sim e fizeram questão de matar por que eram policiais, inclusive uma chácara foi invadida na grande Natal e ao verem uma farda os marginais passaram a torturar o proprietário.
      Se um dia, que Deus o livre, você for assaltado, não reaja, diga apenas que é um policial pra vc ver se o tratamento é diferente.

    2. Você é parasita. Seu comentário é típico de um esquerdopata. Onde esses policiais reagiram? Eles foram sumariamente exercitados só pelo fato de serem policiais. Agora se você um dia receber a visita de um marginal, vá procurar o direito dos manos para lhe ajudar. Esqueça a polícia. Polícia essa que infelizmente hoje está apenas obedecendo ordem para perseguir e prender trabalhador e empresários. A conta está chegando…. E está vindo com juros e correções monetárias.

    3. Brasil acima de todos: vá se tratar! Eu não sou esquerdopata e muito menos defendi o bandido! Vc sabe ler? Se vc só consegue enxergar “esquerdista, comunista, petista,
      lulista ” nos outros tem que procurar tratamento urgentemente! Assim como não diferencio bandido ou corrupto de esquerda ou de direita, Tb não acho certo diferenciar vítimas da violência por ser policial, médico, juiz, desempregado! Todos são vítimas de bandidos ! Mas a lei traz previsões expressas e se algum desses bandidos matou sabendo que se tratava de um policial eles já terão sua pena agravada conforme previsto na lei 13.142/2015.

    4. Não amigo eles foram identificados como policiais, talvez só o caso de Mossoró que não mais os outros foi.

  6. Essa governadora trabalha apenas para atrapalhar e falar mau do governo federal.
    Seus subordinados estão morrendo, professora Fátima. Tenha um pouco de vergonha e trabalhe com afinco. Votei na senhora, mas estás me decepcionando muito. Nosso estado figura entre os piores do Brasil, sem empregos, falido e agora com seus trabalhadores sendo abatidos.

  7. A desvalorização da polícia não é de agora. Faz muito tempo. Esse secretário de segurança tem uma boa conversa, só isso, esse comandante geral está omisso, muito fraco.
    Casos como esses seriam resolvidos rapidamente se dependesse apenas da vontade dos colegas de farda, mas a própria população adora meter o pau na polícia, filmam ações, interferem no trabalho, criticam e por aí vai. Deixando os policiais com medo não de arriscar a vida e sim de perder o emprego e a própria liberdade.
    Vale lembrar que fazemos parte de uma nação apodrecida, que elegem e idolatram políticos curuptos e que não valoriza quem sai de casa para tentar garantir a segurança da sociedade.

    1. Polícia tem salário bom ganhavam igual a um vigilante e hoje ganham 6x mais. Agora a segurança é que só piora. Anda da Prudente de Morais em Candelária, até o Hospital Januário Cicco, se vc encontrar um PM para dar um bom dia tirou a sorte grande. Eu não sei onde esse povo anda. Em São Paulo, na região do centro expandido, em toda esquina a gente encontra duplas de PMs circulando. Aqui não existe isso. Estranhei muito quando cheguei aqui.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

STF nega inclusão de policiais da Força Nacional em grupo prioritário para recebimento de vacinas

Foto: Nelson Jr/STF

O STF (Supremo Tribunal Federal) negou o pedido da Advocacia-Geral da União pela paridade entre policiais e demais integrantes da Força Nacional e os profissionais de saúde para recebimento de vacinas. A decisão, assinada pelo ministro Ricardo Lewandowski, ressaltou a um cenário de escassez de vacinas que têm levado as autoridades públicas a “trágicas escolhas” de “quais pessoas viverão ou morrerão”.

Esta petição pela paridade havia sido remetida ao Supremo na última sexta-feira. No documento, o advogado-geral José Levi argumentava a “circunstância de vulnerabilidade dos profissionais de segurança pública e defesa social, bem como a essencialidade dos serviços por eles prestados”. Integram a Força Nacional policiais – militares e civis – bombeiros militares e peritos estaduais.

No entender do ministro, no entanto, esta alteração abriria brecha para “estabelecimento de novas prioridades, relativamente a outros grupos”, cabendo, portanto, ao Ministério da Saúde indicar mudança nas prioridades já estabelecidas dentro do Plano Nacional de Imunização.

“Não se pode excluir a hipótese de que a alteração da ordem de preferências em favor de um grupo prioritário, sem qualquer dúvida merecedor de particular proteção estatal, ensejará o descenso, total ou parcial, de outros grupos”, escreveu.

Lewandowski é o relator das ações ajuizadas sobre a vacinação da população contra a Covid-19.

UOL

Opinião dos leitores

  1. Tá correto, esses meninos segundo o PT são vítimas da sociedade, tem também a desigualdade segundo direito desumanos, por isso tem segurança e alimentação melhor que outros

  2. Manchete TENDENCIOSA…
    "cabendo, portanto, ao Ministério da Saúde indicar mudança nas prioridades"…ISSO FOI O QUE ELE DISSE…

  3. Ele falou bem .. escolhendo os que viverão ou morrerão. Dai escolheram vacinar os detentos (criminosos) e da a sentença de morte aos policiais ..

  4. Esse valorosos guerreiros querem passar na frente dos outros. Só esqueceram de avisar que existem milhares de outros briosos guerreiros que estão em situação de risco muito maior que a dos valorosos guerreiros da segurança pública.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

SP anuncia vacinação contra Covid-19 de professores e policiais a partir de abril

Foto: Reprodução

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (25) a vacinação contra Covid-19 de policiais e professores no estado.

A imunização de policiais começa no dia 5 de abril e a de educadores, no dia 12.

No caso dos educadores, serão vacinados profissionais a partir de 47 anos da rede pública e privada.

A expectativa é a de vacinar 180 mil pessoas da área de segurança e 350 mil da educação.

Educação

Quem pode se vacinar?

Profissionais da educação (professores, inspetores, diretores de escola, etc) com mais de 47 anos, que sejam atualmente funcionários de escolas municipais, estaduais ou particulares

Quando?

A partir de 12 de abril, com prioridade para os profissionais da educação básica

Quantas vacinas serão aplicadas?

A expectativa é vacinar 350 mil profissionais da educação

Segurança pública

Quem pode se vacinar?

Policiais militares, policiais bombeiros, policiais civis, policiais da policia científica, agentes de segurança e agentes de escolta penitenciária, guardas civis metropolitanos municipais.

Quando?

A partir de 5 de abril

Quantas vacinas serão aplicadas?

A expectativa é vacinar 180 mil profissionais da segurança

De acordo com o secretário estadual da Educação, a imunização vai priorizar a educação básica. No caso dos trabalhadores da rede privada, será necessário apresentar comprovante de vínculo empregatício.

Desde o início da pandemia, a vacinação de profissionais de educação e segurança é reivindicada pelos profissionais, escolas e sindicatos.

No final do ano passado, o governo paulista incluiu a educação como serviço essencial e permitiu que as escolas operassem em fases mais restritivas da quarentena no estado.

Entretanto, por conta da explosão de novos casos, as aulas presenciais foram suspensas no estado, que está desde o dia 15 na fase emergencial.

Vacinação de idosos

O governo de SP também vai antecipar para esta sexta (26) o início da vacinação de idosos de 69 a 71 anos nas unidades de saúde e nos postos drive-thru.

A previsão inicial era a de começar a vacinar o público de 70 e 71 anos no dia 29. Entretanto, na semana passada, o governo disse que conseguiu antecipar para o dia 27 e incluir a população de 69 anos.

Nesta sexta (19), o Instituto Butantan entregou mais 2 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. Com nova remessa, instituto totaliza 7,3 milhões enviados nesta semana.

Com G1

Opinião dos leitores

  1. Cuide calça apertada, ontem foram mais de 1.000 mortes em São Paulo.
    Pare de politicagem com a doença e vá trabalhar.
    Safado!!

  2. E aqui na ultima provincia de Dom Pedro 1??? Vai esperar morrer mais POLICIAIS pra economizar com o super Ipe e seguir a lingua podre de Guedes! O super ministro falastrao e enganador!!! Dois anos e nada funciona nessa porcaria…!!!!

    1. Estão não? É bem vc que tá a frente. Tenha respeito pelos profissionais de segurança pública. Vc não se atualiza não? Veja o número de políciais contaminados e mortos pelo vírus que talvez entenda e deixa de falar besteira.

    1. O ministério da saúde colocou as forças de segurança pra se vacinarem após os presos.

  3. O ministério da saúde já tinha divulgando q em abrir daria prioridades a os professores e militares. Antes desse sujeito

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Federação de Oficiais lança campanha para defender prioridade de vacinas para os policiais

A Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME) lançou campanha para defender a inclusão dos policiais como grupo prioritário da vacinação. A entidade chama atenção para o enfrentamento que os policiais fazem, diariamente, em defesa da população e mostra que é preciso vacinar quem está na linha de frente, nas ruas protegendo as pessoas.

“Estamos nas ruas protegendo, mas só tomando a vacina estaremos nas ruas protegidos”, diz um dos trechos do vídeo divulgado pela FENEME.

No Rio Grande do Norte, o presidente da Associação dos Oficiais Militares, major Robson Teixeira, é defensor intransigente da pauta. “Os profissionais da segurança pública estão na linha de frente de todo trabalho, diuturnamente. Absurdo que estejam sendo renegados a estarmos muito atrás nessa fila feita para vacinação”, comentou.

Opinião dos leitores

  1. Enquanto isso, segundo o Estadão:
    “Projeto de Orçamento dá a militares 1/5 dos investimentos e reajuste salarial

    Em vez de sofrer cortes, como outros ministérios, recursos para as Forças Armadas subiram e chegaram a R$ 8,32 bi; para a área de saúde, houve um aumento de apenas R$ 1,2 bi em relação ao projeto que foi enviado no ano passado.”

  2. Isso é uma vergonha, demonstra bem qual ficha desses governantes. Só vagabundos e canalhas. Quem votou nesses estrumes e gosta de merda, não esqueçam de votar novamente neles na próxima eleição também.

    1. A maior vergonha desse país é o nosso presidente : Jair Bolsonaro . 🤮 🤮

    2. Joãozinho, calma rapaz, assim você vai ter um piripaque. Não sei se você sabe mas quem define a lista de prioridades na vacinação é o Ministério da Saúde, atualmente comandado por Pazuello (?), ou seja pelo presidente da república. O próprio ministro (?) já disse que manda quem pode e obedece quem tem juízo, pau mandado que é. Mas concordo com você, temos que escolher melhor nossos governantes, para que nunca mais se repita esse caos. Tome um Rivotril e nunca mais vote nessa facção criminosa que ocupa o governo federal.

    1. Se enganou duplamente, quem paga a esses militares dos Estados, são os governadores.

    2. Santos, explicar a boiada fake News que as diretrizes de prioridade na vacinação é definida pelo ministério da Saúde.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Como “último ato” na Saúde, Pazuello deverá anunciar vacinação de professores e policiais em abril

Foto: Reprodução/CNN

No encontro com chefes de poderes marcada para esta quarta-feira (24), Eduardo Pazuello dirá que entregará o Ministério da Saúde com cerca de 500 milhões de doses de vacina compradas e que, a partir de abril, o Brasil poderá iniciar a vacinação de pessoas com comorbidades, além de categorias específicas, como professores, policiais, bombeiros e funcionários públicos que atuem no serviço funerário.

O ministério da Saúde informou à CNN que o início da vacinação de novos grupos será possível porque estima-se que, em abril, o governo alcance 90% de imunização daqueles que estão sendo vacinados atualmente, como idosos e profissionais da saúde.

O discurso está sendo preparado, neste que deve ser o balanço final da gestão de Pazuello antes de passar o bastão para o novo ministro, Marcelo Queiroga. Como a CNN divulgou, Pazuello afirmou que ficará até quarta na pasta. A demora para a posse do novo ministro ocorreu por causa de vínculos até então mantidos por Queiroga com empresas e a presidência da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Pazuello também pretende comparar como recebeu a pasta das gestões do ex-ministros Nelson Teich e Henrique Mandetta, e como irá entregá-la. Para ele, sob condições melhores.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Quero ver qual vai ser a próxima desculpa que esse bando de preguiçosos vai usar para não trabalhar. Vão fazer greve? E o sindicato dos professores não quer que a educação seja considerada atividade essencial. Para não trabalhar, fazem QUALQUER coisa. A governadora veio de lá. Tá explicado.

  2. Nada contra vacinar os professores. Sou a favor até. Mas e as merendeiras, serventes, porteiros e vigias? Técnicos das secretarias, dentre outros trabalhadores da educação? Esses não precisam?
    E antes que alguém fale alguma coisa, além de ter estudado minha vida toda em escola pública, sou funcionário da educação desde o ano 2000, conheço por dentro e por fora. Sou vigia de escola, e sim, estou dando meus plantões normalmente. Não estou em lockdown. Nem quero. Sou contra essa baboseira de "fique em casa".

  3. Quem não chora nao mama. Professores são especialistas em choro. Agora ganharam o direito de furar a fila.
    Depois que se vacinarem, devem fazer greve para poder ficar mais tempo em casa.
    Trabalhar é que não vão.
    Antes que algum professor venha falar, estudei a vida inteira em escola pública estadual e municipal, conheço as peças raras. E reconheço que tem uma minoria de guerreiros.
    Quanto aos policiais, td que derem para eles ainda é pouco, merecem muito mais.

  4. Só pelo nível gramatical dos comentários criticando professores, já sei em quem votaram kkkkkkk

  5. Nesse blog tem uns comentários sem noção! Dizer que professora anão querem trabalhar é fácil quando não se é um, onde tivemos que passar todo esse tempo planejando aulas, enviando o alunos,clgindo e tirando dúvidas a toda hora. Acho que todos tem um professor na família e sabe como realmente é.

  6. Pronto, vai ter professores dizendo não à vacina kķkkk
    E policiais? Eles fazem o quê além de fechar birosca, botecos, prender, algemar e humilhar trabalhadores e empresários? Salvo algumas exceções.

  7. Finalmente vão vacinar docentes e profissionais da segurança…finalmente…
    Antes tarde do que nunca….

  8. Se isso significar a volta às aulas: XÔ VACINA!

    Ô professorada do meu desagrado essa do ensino público…

    1. Kkk , pode escrever , assim que os professores da rede pública forem vacinados, eles entraram em greve por salário , PODEM ESCREVER, eles NÃO QUEREM TRABALHAR, tem a governadora como exemplo, a professora sem nunca ter um ALUNO

  9. Meu Deus… Esse lambe botas não sabe nem que dia é hoje…
    Deve passar o dia assistindo "National Geographic", para ficar nesse delírio.

    1. Já sei, bom foi o maior ladrao da história da humanidade Lula , aquele VERME quê preferiu construir estádios ao contrário de hospitais.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Após morte de 5 PMs por COVID-19 no RN, deputado subtenente Eliabe pede vacina para policiais

Foto: Assessoria de Comunicação

O Rio Grande do Norte perdeu apenas nesta semana cinco profissionais de segurança pública vítimas da COVID-19. Diante desta realidade, o deputado estadual Subtenente Eliabe (SDD) solicitou que policiais e bombeiros sejam incluídos pelo Governo do Estado no grupo prioritário para o recebimento de vacinas contra o coronavírus.

“É uma situação de abandono e omissão a que estão sendo submetidos os profissionais de segurança pública, principalmente os PMs, aqui no RN. Desde início da pandemia estão na linha de frente. A segurança pública enfrenta um caos, que já estava instalado, já havia dificuldades para combater o crime, e com a pandemia essa situação ficou pior. PMs estão tendo que combater o crime e atuar para evitar aglomerações. Isso tem exposto mais ainda os colegas ao perigo, sem estar tendo a devida atenção do Governo”, disse Subtenente Eliabe em pronunciamento na sessão plenária desta terça-feira (16), durante o horário das lideranças.

O parlamentar fez questão de lamentar e se solidarizar com as famílias e amigos dos policiais sargento Josenildo, sargento J. Souza, sargento Evaristo, subtenente Pessoa e cabo Emanuel, que perderam a batalha para a COVID-19 na última semana. Segundo Subtenente Eliabe, os PMs não estão recebendo a devida atenção do Estado. “O mínimo que deve oferecer são máscaras, álcool, limpeza de viaturas, e não está acontecendo de forma sistemática. É um absurdo. O Governo do RN já deveria ter empresa especializada em limpeza dos veículos, mas quem faz são os próprios policiais. Não é situação aceitável”, disse.

O deputado relatou ainda que os profissionais de saúde já foram vacinados, assim como parte da população idosa. Agora, há a possibilidade de que até mesmo os presos sejam vacinados de forma prioritária, acrescentou. “E os policias ficaram à margem. É uma situação de indignar. Faço apelo, uma cobrança a governadora. Que saia da omissão, são vidas que estamos perdendo. Os policiais estão se infectando nas ruas e adoecendo as famílias”, concluiu.

A crítica do parlamentar foi prontamente rebatida pelo líder do governo na Casa, deputado Francisco do PT, e pela líder do próprio PT na Assembleia, a deputada Isolda Dantas. “Acho injusto quando deputado usa expressões ‘abandono e omissões’ para se referir a PM e forças de segurança do Estado. Acredito que pode ser feito mais para melhorar condições de vida e trabalho dos profissionais, mas, nesses últimos anos, o governo valorizou muito a categoria da polícia”, disse Francisco.

O petista revelou que uma carta foi enviada pelo Conselho de Secretários de Segurança Pública aos Ministérios da Justiça e da Saúde. O documento teria como objetivo justamente solicitar a inclusão dos operadores de segurança nos grupos prioritários para receber a imunização. “Essa cobrança para incluir operadores de segurança pública tem que ser dirigida ao governo federal. Defendo e concordo que operadores de segurança tenham direito de estarem nesses grupos prioritários. Mas quem define é o governo federal”, completou.

Já Isolda enfatizou as ações já realizadas pelo Governo Fátima a favor da segurança, destacando o concurso da Polícia Militar e o pagamento salarial feito de forma antecipada desses profissionais. Além disso, convidou o Subtenente Eliabe a se unir para cobrar do governo federal a inclusão dos profissionais de segurança entre as prioridades da vacinação. “Faço apelo para pressionarmos o governo federal para que possamos ter mais vacinas. Única forma de vencer essa pandemia”, disse.

Ainda sobre as vacinas, o deputado Ubaldo Fernandes (PL) destacou a campanha “Vacina é Vida”, que lançou por meio da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos dos Idosos da Assembleia Legislativa. O parlamentar agradeceu os apoios que têm recebido de veículos de comunicação e de órgãos públicos.

Já o deputado Hermano Morais (PSB) aproveitou o pronunciamento para solicitar que os cidadãos potiguares possam doar parte dos seus pagamentos de imposto de renda para o Fundo dos Direitos das Crianças e Adolescentes e dos Idosos. O parlamentar lembrou que os contribuintes que tiverem valores a acertar com a Receita poderão optar por destinar de 3% a 6% do recurso para esta iniciativa, permitindo que instituições beneficiadas possam se estrutura e colocar em prática políticas públicas.

Hermano revelou que realizará, mesmo em formato virtual, uma audiência pública para incentivar os potiguares a participarem da ação. Para isso, acrescentou o deputado, basta que o próprio contribuinte inclua esta solicitação durante a declaração do imposto de renda.

Sandro Pimentel

A decisão judicial que determinou a perda do mandato do deputado Sandro Pimentel também esteve na pauta dos deputados no horário de lideranças. A deputada Eudiane Macedo (Progressistas), emocionada, relembrou algumas das ações de Sandro na Casa e criticou a medida tomada pela Justiça.

“Nós sabemos que erros piores já aconteceram e acontecem no RN e nunca se foi tirado mandato de parlamentar. Mas, infelizmente, nosso perfil popular, de quem defende bandeiras antes não defendidas incomoda. Quem perde com a saída do seu mandato, Sandro, são os potiguares”, disse.

Antes de Eudiane, opinião semelhante foi externada pelos deputados Francisco do PT, Isolda Dantas, Hermano Morais e Subtenente Eliabe. Ubaldo Fernandes disse que a “o movimento sindical fica menor com a saída de Sandro e a Assembleia perde um grande parlamentar, que tanto defendeu suas ideias”.

ALRN

Opinião dos leitores

  1. O erro maior do Bolsonaro foi na demora, na antecipação da compra das vacinas,na disputa sem futuro com Dória,esta doença é muito imprevisível,de uma hora para outra os quadros clinicos se agravam.
    O negocio é não sair,se sair tem que ser por um objetivo inadiável

  2. VCs colegas de SANDRO deviam ter se manifestado antes de ele ser expulso. Houve muito tempo. Agora é tarde! O pau só se quebra nas costas dos mais fracos. Não votei em Sandro mais ele demonstrou ser capaz tanto como vereador , quanto como Deputado. A assembleia ficou mais fraca. Tem gente que fez muito mais grave e nada aconteceu até hoje.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

RJ: Policiais são presos por tentar “vender” traficante detido para facção rival

Foto: Reprodução

Cinco policiais militares do Rio de Janeiro foram presos esta semana por sequestrar um traficante e tentar vendê-lo a criminosos de uma facção rival em 27 de novembro do ano passado. As informações são do jornal Extra.

De acordo com denúncia do Ministério Público, Jhonatan de Assis Barros da Silva, conhecido pelo apelido de “Mete Bala”, foi detido pelos agentes em uma pousada em Rio das Ostras (RJ). Em vez de levar o suspeito para a delegacia, os PMs desviaram a rota e foram a um lugar deserto.

No local, os agentes realizaram uma chamada de vídeo com traficantes de uma facção rival e pediram R$ 20 mil “pela cabeça da vítima”. A quantia não foi aceita pelos criminosos e a negociação não foi concluída.

Em seguida, os PMs agrediram o traficante e usaram um saco plástico para asfixiá-lo, de acordo com o depoimento de Jhonatan à Corregedoria. Ele passou por exame de corpo de delito que atestaram as agressões.

Conforme o relato do traficante, os agentes propuseram liberar ele em troca de pagamento de R$ 10 mil. Depois, os PMs concordaram em liberar Jhonatan com a exigência de que conseguisse entregar uma pistola aos agentes naquela mesma noite. Livre, o traficante procurou a Corregedoria da PM e denunciou os policiais.

Prisão dos PMs

A prisão dos agentes foi decretada no último dia 27 pela juíza Ana Paula Pena Barros, da Auditoria Militar do Tribunal de Justiça. O cabo Rudson Luiz Cabral Peixoto se entregou na segunda-feira (31). Já o sargento Leandro Silva de Abreu e os cabos Thiago Werheyn Ferreira de Azevedo, Eneas Jeferson Ribeiro Albuquerque e Juliano Carneiro de Souza foram presos nesta quarta-feira (2).

Ainda segundo o Extra, todos integravam o Grupamento de Ações Táticas (GAT) — unidade operacional, responsável pelas operações — do 32º BPM (Macaé) na época do crime.

Em 2018, Jhonatan foi condenado pelo crime de tráfico de drogas. No último dia 20, ele foi detido com 5,8g de cocaína.

Isto É

 

Opinião dos leitores

  1. Só que tem moral nessa porra de RJ é Queiroz porra! Queiroz é organizado e sabe controlar os depósitos da familícia completa. Se o Carequinha Legal faz o depósito na poupança. Kkkkkk. QUEIROZ É O CARA….KKKKK.

  2. NUM DEMOROU 1 DIA pra mostrar que o professor do Marista tava certo, Há policiais corretos…SIM, a grande maioria e tem que respeitar…em toda profissão tem fruta podre…será que ninguém compreendeu a questão?…o povo cheio de mimimi …

  3. Essa estória de fruta podre já está manjada. No RJ a PM é totalmente corrupta, tem que depurar a fruta boa, pois a maioria está podre. A realidade é aquela retratada no filme “Tropa de Elite “. Quando vc é parado por um policial no RJ dá medo, pois tudo pode acontecer. A maioria dos milicianos são ex- policiais e com contato dentro da polícia. É um caos, coronel tem medo de capitão bandido, que morre de medo de cabo matador e por aí vai…

  4. Isso não é regra , é exceção,em todos os meios brasileiros existem pessoas ruins e corruptas,ainda acredito na polícia, sim, e o professor do Marista está errado.

    1. O problema é que a exceção está virando regra. É muito policial envolvido em bandidagem. Todo dia a gente vê isso na mídia.

    1. Toda regra existe uma exceção, mas a imensa maioria dos policiais exercem o seu papel com dignidade, basta um dia você peça auxílio de um. Entretanto, infelizmente, o ser humano pouco tenta externar uma realidade que melhor convém ao seu interesse.

    2. Não vamos generalizar, mas no RJ a corrupção é generalizada. É uma cidade que tem cartão postal de "Cada um Por Si" "Ninguém por Todos"

    3. Mas ele está errado mesmo, porque milhares de profissionais espalhados polo Brasil não poder ser rotulados pelo mau caráter de alguns, garanto que na sua profissão, assim como na minha, tem profissionais com má índole, porem, não podemos aceitar ser comparados a eles.

    4. Na verdade é o chargista que NÃO ESTÁ ERRADO, pois retrata ABSURDOS COMETIDOS por aqueles que deveriam nos proteger.
      O professor bem como o chargista têm o papel pedagógico de colocar esse tabu em discussão do contrário os atos nujlnca serão cortigidos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

FOTOS: Policial é marginalizado em avaliação do Marista do Ensino Fundamental e colégio emite nota lamentando “situação constrangedora”

Fotos: Cedidas

Uma avaliação do oitavo ano, do ensino fundamental, do colégio Marista, em Natal, gerou grande repercussão nesta quarta-feira(02), e invadiu os grupos do Whatsapp. Conforme destaque, pelo menos três questões retratam o policial com gravuras que ilustram até a cabeça de um porco cumprindo ordens de governantes.

Ainda nas questões em destaque do colégio católico, as interpretações e opções disponíveis associam o policial no pior cenário possível, sugerindo abordagens violentas, e racismo.

Classificado pela classe policial como absurdo e generalizado, a avaliação virou algo de discussão que já começou  sair do controle nas redes sociais.

Marista – nota

O Colégio Marista de Natal esclarece o ocorrido em relação a avaliação diagnóstica realizada nesta segunda (1º) para uma turma do Ensino Fundamental. O objetivo da questão era abordar o tema: comportamento humano e convivência social nos dias atuais. Sendo os eixos temáticos: verdade, mentira, respeito, violência e intolerâncias. Não houve em momento algum, a intenção de desmerecer a profissão de policial, tão valorosa e importante para a nossa sociedade. Lamentamos ter causado qualquer situação constrangedora à categoria e outros.

Opinião dos leitores

  1. REPUDIO AO ATO DISCRIMINATÓRIO OCORRIDO NA ESCOLA MARISTA.
    ESCOLA MARISTA, não se combate preconceito com preconceito!
    Preconceito se combate com conscientização, sem ativismo ideológico. Tenho plena certeza que a intenção com tal prática, não é combater discriminação ou qualquer tipo de violência, mas, simplesmente promover a "demonização" das Forças Policiais, contribuindo para a inversão de valores, atendendo uma pauta meramente ideológica.
    Vergonhoso ver uma escola confessional da fé Católica chegar a um nível tão baixo, a serviço de uma ideologia maldita.
    Na condição de Cidadão, Professor e Policial Militar, repudio a atitude preconceituosa para com os honrosos Policiais. Quando falo, não falo apenas em defesa própria, mas, especialmente em defesa da honra e memória de todos os heróis que integram a Polícia Militar do RN e do Brasil ao longo de toda nossa honrosa história.
    Considero uma covardia sem medida o que essa escola tem praticado, através desses atos. E, aqui esclareço que a covardia mais grave não foi contra os policiais, mas, contra seus próprios alunos, sujeitando-os a uma verdadeira desonestidade intelectual.
    Senhores país e alunos Marista, me permitam dar-lhes um conselho: Não aceitem ser tratados feito "idiotas úteis", como esses miseráveis co-autores e partícipes se deixaram ser.
    Sejam críticos, não bebam pacificamente dessa fonte contaminada..
    Esclareço, que neste momento não basta apenas um simples pedido de desculpa, buscaremos diante dos meios legais, que os culpados pela prática discriminatória sejam responsabilizados, e assim, seja feito justiça.
    No mais, tenham certeza que os honrosos e heróicos Políciais do Rio Grande do Norte estão a servir e proteger os cidadãos de bem. Permanecemos cumprindo nosso juramento, "proteger a sociedade, se preciso for, mesmo com o risco da própria vida", livrando-os das mãos dos homens maus.
    #CaboGonçalves
    Cidadão, Professor e Policial Militar, com muito orgulho.

  2. O Marista passou de formador de riquinhos boçais a riquinhos esquerdistas boçais. Sinceramente não sei o que é pior…

  3. SOU POLICIAL PENAL,E NÃO ESTOU NEM UM POUCO SUPRESO DAS REAÇÕES CONTRÁRIAS ÀS CHARGE COLOCANDO O POLICIAL MILITAR, E NÃO A INSTIUTIÇÃO MILITAR, TODOS SABEM Q UMA PEQUENA PARTE (2%) DA PM,PC,PF,POLICIAL PENAL ,PODER JUDICIÁRIO, EXECUTIVO E LEGISLATIVO, EXISTEM SERVIDORES CORRUPTOS, MATADORES, ASSALTANTES DE BANCO,CARRO FORTE,TRÁFICO, ENVOLVIMENTOS COM ÁS FACÇÕES, AGORA QUERER DIZER Q NA ÁREA DE SEGURANCA SÓ TEM GENTE BOA, É PURA DEMAGOGIA.

  4. Não tem desculpa não, Marista. A doutrinação marxista, de jogar classes contra outras, já se infiltrou aí há muito tempo. O pior é que se trata de um colégio com imagem de cristão. Voces sabem que comunismo x cristianismo são totalmente incompativeis. Graças a Deus que essas ações agora vêm a publico.

  5. Todo funcionário público no exercício da função é passivo de crítica se agir fora dos protocolos estabelecidos. Na situação em foco estar a figura do policial,mas poderia ser qualquer outro profissional agindo com a mesma conotação. Não há razão para tanta celeuma. Enquanto funcionário público o policial não é iniputavel, intocável. Não há depreciação alguma na charge, somente a abordagem de uma realidade muito presente na sociedade brasileira.

    1. Tome vergonha na sua cara, que dizer que todo policial é bandido, corrupto acorda pra vida

    2. Seu comentário não tem nada a ver com a charge, quando se elabora uma charge desse tipo, ela não está criticando uma ação errada do agente público, nesse caso há uma generalização em relação à profissão policial. Quem elaborou essas charges com certeza foi mais um da turma da lacração, absurdo questões como essa serem aplicadas em uma escola, pregando a discórdia em relação aos serviços públicos.

  6. Blog do BG virou mais um panfleto bolsonarista e refúgio de proteção a estrutura tradicional truculenta da PM brasileira. As questões são atualíssimas e estão de acordo com os eixos temáticos de significação social para o alunado, uma das exigências da LDB e BNCC. Parabéns aos professores envolvidos e a escola por tamanha qualidade na avaliação.

  7. Isso se faz a toda hora em escolas públicas e a sociedade aceita calada…Denigrem a imagem dos nossos guerreiros…Os hérois dessa turma geralmente estão condenados por corrupção, desvios bilionários, enriquecimento ilícito…

  8. Boa tarde , ao senhores que não mas acreditam na polícia, como estamos em um país democrático surgiro que em casos de roubo ou outras coisas piores procure de imediato um "sistema" particular de segurança , assim os senhores terão um "serviço bem profissional,sem correr os riscos de serem mau tratados por policiais", esse profissionais que sai mas não sabe se volta, que ganham salário absurdamente baixo para o serviço exercido, reconhecer que tem policiais com desvio de conduta é uma coisa agora generalizar toda uma classe é absurdo.

  9. Minha filha estuda no Marista, e não me arrependo. Parabéns ao educador pelo trabalho;as pessoas que não conhecem a dinâmica da educação, não sabem as particularidades nem o contexto da temática abordada em sala de aula e vomitam o querem. Pessoas que só tem tic toc nada cabeça, com mesmo discurso: coisa de comunista, coisa de vermelhinho, coisa da esquerda.

  10. Um dia quando a Escola for alvo dos Bandidos não Liguem para os Porcos Fardados, Liguem para a Bandidagem,para o Maconheiro de Esquerda que se acha o Revolucionário sem Causa.
    Estão achando que uma Avaliação dessa vai deixar seu Filho Preparado para um Vestibular estão enganados como alguns Professores de História e Geografia enganam dentro de Sala de Aula.
    O Racismo contra um Instituição que dia a dia está aí para servir e Proteger o Cidadão foi Nítido.

  11. Há muito tempo o Marista vem perdendo seus alunos para o CEI, para o Ciências Aplicadas, e para outros colégios de qualidade em Natal. Eu jamais colocaria meus filhos numa escola que oferece esse tipo de "educação".

  12. Se é para tratar da verdade, como dito na retratação, e se na prova tivesse caricaturas dos últimos governantes de partidos de esquerda surrupiando a nação eu ficaria calado, mas como isso não foi mostrado, fica claro a forma tendenciosa que foram elaboradas as questões. Simplesmente deplorável e indesculpável.

    1. Concordo, se mostrasse o problema dos dois lados, estaria ensinando, qdo mostra só de um lado, está sendo tendenciosa.

  13. Escola que utiliza de charges que criam mais preconceitos é uma escola decadente….. fraca. Seria a mesma coisa de fazer uma charge com um padre pedofilo se escondendo pela batina..

  14. O Marista deveria fazer uma prova sobre os 120 milhões desviado pelo padre Robson na Tv do pai eterno. Bacana né?

  15. Viva a democracia!!! Quando precisarem da polícia "corrupta, torturadora, bandida e racista" liguem pro Marista. Vcs que defendem que a escola está certa, façam isso. Hipócritas. São os primeiros a ligar pro 190.

  16. Resposta: PM (Uma profissão honrosa) não incomoda Playboy, mas o comportamento é diferente qdo é na favela…Alphavile x Mãe Luiza… quem recebe grito do morador do condomínio de luxo e quem leva carreira da polícia? é com vcs….não precisa dizer a internet está pra da a resposta, claro, acredito na polícia, não precisamos colocar todos numa cesta só… mas a charge FALA ISSO, diferença de tratamento de CLASSES, a polícia trata cidadão menores de uma forma, mas alisa em outra…em nenhum momento estou desmerecendo o TODO…se você não percebeu isso, volta pra escola.

    MARISTA, dá meu 10

  17. Marista próximo ano matrículo meus filhos aí! Muito orgulhoso de vc6, não sei pq o escândalo pq é oq acontece mesmo. Claro que não é a regra mas se não tomarmos cuidado vai virar !

  18. Em toda instituição ou empresa existem bons e maus profissionais. Portanto, o Colégio Marista de Natal, ao generalizar avaliando o policial com um nítido viés ideológico de esquerda, ofende aos bons profissionais da corporação. É importante lembrar que, graças a décadas de governos de esquerda que foram lenientes com criminosos, é que o RJ vive hoje sob o comando do crime organizado. Se o Colégio Marista de Natal for alvo de criminosos, sua direção deveria chamar uma facção criminosa para resolver o problema, e não a polícia. É uma questão de coerência.

  19. Acredito que a instituição deveria ensinar o certo. E não a excessão mostrar como regra. Hoje a polícia vive acuada por todo tipo de bandidos, os togados, os políticos, os endinheirados, os ladrões, os traficantes, os corruptos, criminosos…..não é fácil ser um policial e se manter íntegro, sendo apenas uma pessoa comum vindo dessa mesma sociedade podre.

  20. Exceto o desenho com a cabeça do porco, todas as questões foram absolutamente verdadeiras e consentâneas com a realidade secular brasileira. Vamos deixar de ser hipócritas e querer esconder os sérios problemas que o Brasil sofre quanto a racismo e violência policial.

    1. Por quê não colocar uma outra profissão no lugar do policial ? Que tal um médico ? Um Juiz ? Ou um professor ? Que preconceito é esse ?

  21. MARISTA, estou terrivelmente arrependido por quê não matriculado meu filho este ano…mas CONTE COMIGO pro próximo ano…na minha escola atual estes temas não são abordados…PARABÉNS.

  22. Em tempos de polícia mais bandida que os marginais, é de se admirar que alguém em sã consciência fique indignado por uma escola usar essas charges. Quem ai não conhece um policial para 'ajudar' na hora do aperto? Hipócritas

    1. A sua ignorância e preconceito é de se admirar. Você demonstra total falta de conhecimento sobre um sistema de governo democrático e o trabalho policial.

    2. Cidadão, em toda profissão tem o bom e o mal profissional, na sua profissão só tem bons profissionais? Não coloque todos do mesmo lado ,existem excelentes profissionais na área de segurança pública.

  23. Uma falta de vergonha na cara de uma instituição que deveria ensinar para a vida, não para defender política partidária de esquerda,como de costume essas de esquerda odeiam polícia por que só a polícia para reprimir sua falta de caráter,mas a escola faz isso por que sabe que não vai dar em nada,neste país onde pessoas criminalizao a polícia justiça e inocenta bandido…

  24. A nota da escola corrobora com o material. Triste! Se meu filho estudasse lá eu cancelaria a matrícula hoje mesmo.

    1. Se continuar assim logo logo vai ficar igual UFRN e IFRN, esquerda/libertinagem, drogas e prostituição. Lamentável mesmo.

  25. Em 2016 fui a coordenação do Marista reclamar de assuntos de ideologia nitidamente de esquerda. Há uma geração assim formada. Uma tragédia! Claro que a direção é conivente.

  26. Se isso não é disseminação de ódio contra a classe policial, não sei mais o que dizer.

  27. Isso não é marginalizar! Isso aí é mostrar exatamente como ocorre na sociedade atualmente. Deixemos de hipocrisia barata.

    1. E religioso pedófilo existe? E todos os religiosos são pedófilos?
      Não podemos generalizar….

  28. Imaginem se o quadrinho mostrasse um religioso pedófilo abordando uma criança???
    Essa nota de esclarecimento foi fraquíssima.

  29. isso com certeza são os vermelinhos de plantao que distorcem os valores da família, tentando já implantar na cabeças dos jovens, que correto e ser errado ( ser mulher é errado, ser homem é errado, ser honesto é errado…. tudo que for certo é combatido, mas se for contra os valores da Familia estar certo para se ter uma ideia veja a qualidade que eles defendem. só………l

    1. Só não consegui enxergar nas tirinhas o que você falou do texto. O assunto é completamente diferente.

    2. Se for PM, vc é mais um entre vários que precisa de uma intervenção psicológica. Pois sua paranóia escrita aqui demonstra total desconexão com as questões da prova.

  30. Quem elaborou essa charme, está de parabéns!!!! Viva a livre expressão de pensamentos.
    Só a escola que errou em se desculpar… O educador desempenhou muito bem seu trabalho.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Caso Madeleine – (FOTO): policiais cavam buraco em quintal na Alemanha

Agentes da polícia alemã que investigam o caso Madeleine fazem buscas em um quintal na cidade de Seelze, em 28 de julho de 2020 — Foto: Peter Steffen/AP.  Foto 2: Reprodução/Jornal Nacional

Os policiais alemães responsáveis pela investigação do desaparecimento da garota Madeleine McCann fizeram buscas em um quintal na cidade de Seelze, na Alemanha, nesta terça-feira (28).

Madeleine, uma inglesa, desapareceu em Portugal em 2007.

Julia Meyer, uma porta-voz da promotoria, confirmou que investigadores da polícia estiveram no local, onde há uma retroescavadeira desde segunda-feira, e que a presença deles lá tem ligação com o caso.

“O procedimento acontece em conexão com nossa investigação a respeito de Madeleine McCann,” afirmou. Ela não deu mais detalhes sobre o procedimento, só afirmou que a polícia ainda precisa de tempo para terminar.

McCann tinha 3 anos quando sumiu em 2007. Ela estava em um apartamento que a família tinha alugado na cidade balneária de Praia da Luz, em Portugal.

As autoridades alemãs afirmaram no último mês que identificaram um cidadão de seu país de 43 anos como um suspeito no caso, e que ele é investigado por suspeita de homicídio.

O suspeito está em uma prisão na Alemanha. Ele morou muitos anos em Portugal, inclusive na Praia da Luz na época do desaparecimento de Madeleine. Ele tem duas condenações por contatos sexuais com menores, de acordo com as autoridades.

O nome dele ainda não foi revelado, mas na mídia alemã ele é conhecido como Christian Brückner. O último lugar onde ele morou na Alemanha foi na cidade de Braunschweig, a cerca de 70 quilômetros de Hanover.

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Baloeiros invadem o Galeão e trocam tiros com policiais atrás de artefato que poderia ter causado ‘acidente aéreo de proporções gigantescas’

Foto: Divulgação / Polícia Federal

Um grupo de baloeiros armados invadiu o Aeroporto Internacional do Galeão no fim da noite desta segunda-feira, por volta das 23h, com carros e motos atrás de um balão de cerca de 18 metros que caiu na pista e, de acordo com a Polícia Federal, poderia ter causado um acidente aéreo “de proporções gigantescas”. Além do risco de uma tragédia, os criminosos, que buscavam o artefato que entre as quadrilhas valia um prêmio de R$ 5 mil, ainda trocaram tiros com os policiais. Dois foram presos e o restante do grupo conseguiu fugir num barco.

A ação, conta a PF, foi notada quando policiais de plantão no Galeão receberam a informação da invasão e detectaram a movimentação dos bandidos nas câmeras de segurança do aeroporto. Os baloeiros chegaram a trocar tiros com os policiais, antes de dois deles serem presos. De acordo com a dupla, o bando estava em busca do artefato chamado entre eles de “balão painel”. Segundo os investigadores, tratava-se de um balão disputado entre grupos de baloeiros, sob a recompensa de R$ 5 mil e até um troféu para quem conseguisse resgatá-lo “a qualquer custo”. Fotos divulgadas pela PF mostram o artefato caído sob a pista do aeroporto.

“A ousadia destas pessoas foi tamanha que além dos vários veículos que invadiram o Aeroporto Internacional, os marginais utilizaram na fuga, inclusive uma embarcação marítima que conseguiu, após trocar tiros com os policiais civis e federais, escapar pela Baía de Guanabara”, conta trecho da nota divulgada pela Polícia Federal.

Em nota, a concessionária RIOGaleão afirmou que as atividades não foram afetadas, e que colabora com as autoridades sobre o incidente. O comunicado, ao contrário das versões das polícias Civil e Federal, diz que a invasão foi impedida:

“O RIOgaleão esclarece que, ontem à noite (20/07), uma ação coordenada entre a segurança da concessionária e os órgãos públicos de segurança impediu a invasão de um grupo de pessoas ao sítio aeroportuário. Duas pessoas foram presas ao tentar entrar em área restrita sem autorização. O RIOgaleão ressalta que colabora com as investigações da Polícia e que já forneceu imagens das câmeras de segurança para apuração do caso. A operação do Aeroporto Internacional Tom Jobim não foi afetada”.

‘Consequências imprevisíveis’

Para Moacyr Duarte, especialista em análise e gerenciamento de riscos, os riscos eram grandes e com consequências imprevisíveis, e houve atraso na resposta da polícia, que, a partir desta ação, deve passar atentar-se melhor para este tipo de situação, principalmente neste momento, temporada em que estas gangues mais atuam.

– O balão é proibido, entre outros motivos, porque ele afeta o tráfego aéreo. Isso todos nós já sabemos. O que não sabíamos é que os baloeiros conseguiriam invadir pistas de aeroporto. Todas as instalações ou indústrias localizadas em áreas grandes devem também pôr as barbas de molho agora: com esse cenário, se eles invadiram um aeroporto, qual área não invadirão atrás de um balão? – questionou.

O pesquisador surpreendeu-se com a ousadia dos criminosos, que entraram com carro e morto e conseguiram fugir ainda numa embarcação.

– Os baloeiros entraram de carro e moto, ostensivamente, então o sistema de identificação via câmera e o sincronismo de resposta efetivamente foi algo que tardou. Segundo a polícia, eles já tinham entrado quando foram notados, então eles arrombaram alguma entrada ou entraram por algum ponto descoberto, o que eu acho difícil num ambiente tão controlado. Eles tiveram tempo para efetivar a ação – disse. – Me chamou muita atenção também eles fugindo de barco. A área de proteção marítima ali do Galeão é enorme, e não ter uma resposta com meio prático… é tudo muito estranho.

Duarte falou também sobre os riscos da invasão: grandes e de consequência imprevisíveis.

– Quanto à intervenção deles naquele ambiente, poderia fazer, dependendo da posição deles ou do balão, com que um avião arremetesse, por exemplo, ou que até mesmo transformasse um pouso tranquilo num pouso de emergência com consequências imprevisíveis. Naquela troca de tiros, pilotos estrangeiros poderiam achar até que tratava-se de uma ação terrorista.

– A impressão que eu tenho é que o estado de alerta da defesa não era proporcional ao que de fato aconteceu: e proporcional ao que eles acham que pode acontecer. Como esse cenário dessa invasão é completamente estapafúrdio, isso não devia estar no radar deles. Espero que daqui para frente, principalmente nesta época do ano, temporada de baloeiros, eles façam agora um plano de emergência, contingência: monitorem de fato quando um balão tem potencial de chegar à área. Caso aconteça, que já cerquem-se as entradas, para evitar invasões – concluiu.

Após as formalidades na Delegacia do Aeroporto Internacional, os presos foram autuados no artigo 42, da Lei de Crimes Ambientais, Artigo 261 (expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea) e associação criminosa. Não há fiança. Eles foram encaminhados à Seap, onde ficarão à disposição da Justiça.

O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Ainda tem seguidor de um cara que acha que o Brasil vai ficar mais tranquilo quando cada cidadão tiver com uma pistola na mão. Os policiais vão correr risco de vida a cada abordagem ou atendimento de ocorrência.

    1. Quanta asneira! Entraram armados e segundo você, deveriam ser combatidos com flores? Surreal!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

RN lidera com TO taxa de mortes de policiais no país, aponta levantamento

Com 1,3 morte a cada mil policiais, o Rio Grande do Norte lidera, junto com Tocantins, a taxa de mortalidade entre policiais militares e civis no país, de acordo com dados de 2019 levantados pelo Monitor da Violência, do G1.

Segundo o levantamento,iIsso ocorreu mesmo com a redução, em mais da metade, dos crimes fatais contra os agentes de segurança do estado em relação ao ano anterior – passando de 25 para 12 – queda de 52%.

Opinião dos leitores

  1. Fátima do PT foi a responsável pela diminuição no número de mortos de PM. LEIAM direito

    !Segundo o levantamento,iIsso ocorreu mesmo com a redução, em mais da metade, dos crimes fatais contra os agentes de segurança do estado em relação ao ano anterior – passando de 25 para 12 – queda de 52%.!

    1. Em Tocantins eu não sei quem é o governador. Aqui no Rio Grande do Norte a governadora é Fatima, do PT. Fatima, do PT. Do PT.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Demora para devolução de armas recolhidas no RN após ações policiais deixa batalhões desarmados

Foto: Ilustrativa

Seguindo recomendação do Ministério Público, a Polícia Civil tem recolhido todas as armas das viaturas em confronto, e a demora na devolução chega até a quatro meses, prejudicando batalhões no Rio Grande do Norte.

De acordo com uma fonte ao Blog, em resumo, todo confronto que bandido vai a óbito, a guarnição passa a ter suas armas apreendidas, seja fuzil, metralhadora, pistola, etc. A partir de então, vem o processo entre delegacia, itep e fórum, com o material apreendido vários meses. Os policiais não questionam que se existe a dúvida na autoria de um eventual confronto, cabe a averiguação das armas. Por outro lado, entendem que bastaria catalogar a numeração das mesmas e a posteriores via ofício, em necessidade de fazer o exame balístico no ITEP.

A queixa, especificamente, acontece em casos de confronto em que a guarnição que trocou tiros com bandidos, seguido de óbito. Segundo a fonte ao Blog, mesmo com a comunicação do flagrante, declaração do autor dos disparos e as numerações das armas em questão, o protocolo segue a recomendação de apreensão. Em decorrência, informações dão conta que já teve guarnição de precisar de escolta de outras guarnições para voltar aos batalhões em virtude de serem desarmadas pela DHPP.

“Obedecem uma recomendação do MP, sem necessidade visto que tem a autor do fato e a numeração da arma”, resumiu a fonte.

Opinião dos leitores

  1. Brincadeira!!!! Em um confronto com bandidos, o policial é quem é punido? Desarma o cidadão, desarma o policial e dá asas aos bandidos.

  2. Todas as armar já deveriam ser entregues com balística feitas, sendo só necessário conferir quando ocorrer algo. Se não me engano já é assim na prf

  3. Medidas tomadas para inibir os confrontos, só faltar avisar os bandidos, além de ir de encontro a razoabilidade legal. Tem batalhões que já sofre pela ausência de armamamento.

  4. Um absurdo! O MP não quer a Polícia trabalhe. Quer que os manos sejam os protegidos e a sociedade fique indefesa, porque PM desarmada é cidadão desprotegido. Todo apoio aos componentes da Gloriosa, que defendem a sociedade mas são tolhidos por promotores engravatados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

“Sempre defendi os direitos dos policiais”, diz Flávio Bolsonaro

Foto: Reprodução/Twitter

Flávio Bolsonaro, no Twitter, reiterou que visitou mesmo Adriano da Nóbrega na prisão.

“Sempre defendi os direitos dos policiais. Visitei inúmeras vezes o Batalhão Prisional da PM (BEP) para ouvir PMs presos injustamente. Vários foram inocentados e voltaram para seus batalhões, trabalhando desmotivados porque foram abandonados pela corporação quando mais precisavam”, postou o senador.

“Há 15 ANOS (!!!), quando homenageei capitão Adriano e os PMs de sua guarnição, estavam presos injustamente acusados de matarem um flanelinha, tanto que, logo após, foram absolvidos pois tratava-se de um perigoso traficante que tentou matar policiais. Eu estava certo!”, prosseguiu o filho 01 de Jair Bolsonaro.

E ainda:

“Sempre dei apoio a policiais presos injustamente e seus familiares, como quando levei a Defensoria Pública para dentro do BEP, ou na comissão especial que presidi na Alerj para reintegrar PMs excluídos injustamente. Foram INÚMEROS reintegrados pelo meu trabalho à época.”

Foto: Reprodução/Twitter

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Um barril de pólvora chamado Brasil
    Para o jornalista Fernando Horta o cenário da crise que o Brasil está vivendo "é fruto da esculhambação institucional iniciada em 2014 por Aécio Neves e José Serra com auxílio de Marina Silva e Michel Temer"

  2. Como sempre, só trocamos uma quadrilha por outra. A anterior roubou tudo o que conseguiu, e essa agora é da raça mais perigosa: bandido com farda.

  3. Flávio você tem o respeito de todos os brasileiros.
    E aí já enquadraram aquele maluco por tentativa de homicidip de dezenas de policiais/, crianças e mulheres?

    1. Policiais não vc quis dizer bandidos, os verdadeiros PMs vestem fardas,coletes e coturnos os bandidos cobrem o rosto e ditam toque de recolher. Outra coisa mulheres e crianças não podem ser usados como escudo humano.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Flávio Bolsonaro homenageou policiais na cadeia, absolvidos logo depois, e nunca teve amizade com Adriano da Nóbrega, garante advogado

Foto: Sérgio Lima/Poder360 16.jul.2019

Frederick Wassef, advogado de Flávio Bolsonaro, reagiu à acusação do vereador Ítalo Ciba, segundo o qual o senador teria visitado Adriano da Nóbrega na cadeia “mais de uma vez”.

“O tom da informação é falso e leviano. Isso não existiu. O Flávio foi na cadeia homenagear, não só o Adriano, mas outros policiais que estavam sendo vítimas de uma injustiça. Tanto é que todos foram absolvidos depois.”

Wassef ressalta que “a família Bolsonaro sempre se solidarizou com policiais que sofrem injustiça”. “Eles tinham absoluta convicção de que (os policiais) eram inocentes, por isso a homenagem dentro do presídio.”

O advogado garante que Flávio nunca visitou Adriano com “status de amigo”, como sugere o vereador do Avante. “Não existe relação entre Flávio Bolsonaro e Adriano da Nóbrega. Não são amigos, nunca foram amigos, nunca saíram, nunca jogaram futebol.”

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. O senador está certo em defender o amigo e vizinho do seu pai, Já que Adriano era empresário do ramo das milícias fluminense. E assim como os petralhas se unem para defender os milicianos também se unem para se defender

  2. O senador está correto em defender o amigo e vizinho do seu pai, Já que Adriano era empresário do ramo das milícias fluminense. E assim como os petralhas se unem para defender os milicianos também se unem para se defender

    1. Onde você estava entre 2004 e 2016 que não viu isso? Não cobrou retidão por 20 anos?
      Por acaso sabe quantos processos existem e quantos já foram condenados por corrupção e formação de quadrilha que ocuparam cargos no governo entre 2003 a 2018? Sua memória é seletiva ou sua visão é ideológicamente torpe?

    2. Salvino, e onde é que um erro justifica outro?
      Vc não é como muitos de nós que fomos as ruas para mudar as coisas e fazer diferente?
      Onde está a diferença?
      Ontem atirávamos pedras no telhado dos outros. Hoje o telhado de vidro é o nosso.
      Como podemos dizer "Faça o que digo, mas não faça o que eu faço?"

    1. Cada qual defendendo sua gangue de políticos predileta, rsrsrsrsrs.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Militar do RN divulga a policiais orientações sobre Lei de Abuso de Autoridade; entre elas, evitar a produção de fotos e imagens para não “constranger” detido

Foto: SESED/ASSECOM

A Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, através do seu Subcomandante Geral, Coronel PM Zacarias Figueiredo de Mendonça Neto, divulgou em Boletim Geral da corporação algumas orientações aos policiais militares do RN sobre a nova Lei de Abuso de Autoridade (Lei n° 13.869/2019).

De acordo com o Subcomandante da Polícia Militar, o objetivo das orientações é subsidiar o desempenho das atividades policiais no serviço operacional, instruindo pelas condutas a serem adotadas pelos agentes policiais.

Conforme as orientações publicadas no Boletim Geral, sobre a divulgação de imagens de pessoa detida, a Polícia Militar orienta aos militares estaduais que durante a prisão, evitar a produção de fotos e imagens que possam levar o custodiado a constrangimento, conforme dispõe o art. 13 da nova Lei de Abuso de Autoridade.

Já quanto à identificação do agente público responsável pela prisão, a orientação da Polícia Militar é que todo policial militar utilize a tarjeta de identificação e que identifique-se ao custodiado no momento de sua prisão ou condução, obedecendo os ditames legais previstos no art. 16 da lei.

Outra orientação quanto aos procedimentos adotados durante a prisão de qualquer pessoa, é que, em caso de prisão de pessoas de sexo diferente, o transporte ou qualquer outro tipo de custódia seja feito em compartimentos distintos. Ademais, tratando-se de ocorrência envolvendo menores, além das disposições contidas no Estatuto da Criança e do Adolescente, orienta-se que estes jamais sejam conduzidos no mesmo local com pessoas maiores de idade.

Além das orientações, a Polícia Militar do RN disponibilizou para os militares estaduais a íntegra da nova Lei de Abuso de Autoridade (Lei n° 13.869/2019) para que todos os profissionais de segurança pública da corporação atualizem-se com a nova legislação que entrou em vigor desde o último dia 03 de janeiro.

Opinião dos leitores

  1. Desde os filmes com placas nos postte oferecendo recompensa a que prender, essa foi a do ano.

    Agente apanha de bandidos, e leva arma na cabeça. Tá louco….

  2. Os deputados e senadores na sua maioria são uma cambada de canalhas contra nossa Nação. Mas a culpa e do eleitor que vende o voto, ou vota por boniteza… Ou aquele. Que não sabe nem o q tá fazzendo…

  3. Mas o vagabundo pode constranger, estuprar, matar, roubar….. Eita BrasilSão bom pra quem não presta!!!!!

  4. Faltou orientar também que em vez de usar o bastão, o famoso cacetete , é para oferecer ao delinquente, bandido, estrupador , etc…. um buquê de rosas , brancas, vermelhas, amarelas !

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *