Trânsito

Seturn requer imunização contra a COVID-19 para os trabalhadores do transporte coletivo

No início da tarde desta sexta-feira (4), a direção do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal – Seturn, requereu a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), em caráter de urgência, a inclusão no grupo prioritário de imunização contra a pandemia do Novo Coronavírus – COVID-19, os trabalhadores do sistema de transporte coletivo de passageiros, notadamente os motoristas, a exemplo de estados como São Paulo, Distrito Federal e outras cidades brasileiras.

“Como se sabe, a pandemia do Novo Coronavírus continua a atingir massivamente a nossa população com a chegada de novas cepas, muito mais contagiosas (Índia, África do Sul, Reino Unido) e é nesse patamar que solicitamos especial atenção e respeito a esses trabalhadores nesse momento tão crucial em que vivemos, como forma de preservar tão importante categoria de trabalhadores desse serviço de natureza essencial, conforme o Art. 30, inciso V, da Constituição Federal”, explica Nilson Queiroga, Consultor Técnico do SETURN.

Assim, tentando resguardar a saúde dos profissionais do transporte coletivo, e cerca de 150.000 passageiros diariamente que utilizam esse meio de transporte, é que a direção do Seturn, protocolou a inclusão dessa tão importante categoria no Cronograma do Plano Estadual de Imunização contra a COVID-19, ampliando o rol dos serviços essenciais imunizados no Estado do Rio Grande do Norte.

Nilson Queiroga destaca que desde a chegada da pandemia da COVID-19, no nosso país, em março/2020, que os profissionais do transporte atuam diretamente e diuturnamente, exercendo seu ofício, atendendo centenas de usuários diariamente corpo-a-corpo, num processo de cobrança de passagens que inclui recebimento de cartões e documentos pessoais, moedas e cédulas circulantes. “Onde em muitas ocasiões tem que repassar o troco com esse mesmo dinheiro que há pouco recebera de outros passageiros, além do mais, utilizar as mãos na condução da direção para passar marcha, ligar pisca e acender faróis”, disse.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Seturn diz que SINTRO pune a sociedade com greve, e também repudia ato da TRANSCOOP NATAL

Com a greve deflagrada na manhã desta sexta-feira(23) a direção do SINTRO pune a sociedade ao forçar a inobservância de protocolos sanitários, quando as notícias mais recentes dão conta de uma elevação do número de casos de coronavírus.

Em duas rodadas de negociação mediados pela Vice-Presidente do TRT/RN quarta e quinta-feira, foi assegurado o pagamento do benefício do plano de saúde e solicitada a suspensão da greve até o dia 29 para negociar o valor do vale-alimentação e outros benefícios.

A intransigência do SINTRO em não aceitar a continuidade das negociações revela o cunho político da manifestação, pois qualquer ajuste que fosse realizado somente seria objeto da folha de pagamento de outubro, em 09 de novembro.

De acordo com o Ministério da Economia o setor de transportes urbanos é o quinto mais afetado economicamente pela pandemia, perdendo apenas para atividades artísticas, criativas e de espetáculos; transporte aéreo; transporte ferroviário e metroferroviário de passageiros; e transporte interestadual e intermunicipal de passageiros. E isto tem dificultado a concessão de benefícios pelo SETURN que não se furta a negociar para encontrar em mesa de negociação, com mútuas concessões, a solução para o problema.

Por fim, repudia o ato de terrorismo praticado pela TRANSCOOP NATAL que bloqueia vias públicas com o objetivo de prejudicar ainda mais a população natalense nesse dia de greve. As questões quanto a forma de distribuição das vendas do vale transporte é objeto de aprovação regular de assembleia sindical, de onde teve assento a própria TRANSCOOP que não se opôs a metodologia de rateio. Além disso, o tema encontra-se sub judice por duas ações judiciais movidas pela TRANSCOOP sem que exista ordem vigente de modificação da forma de distribuição das receitas.

As declarações públicas da Presidente da TRANSCOOP NATAL divulgadas nas redes sociais também denunciam o caráter político eleitoreiro da manifestação.

Estamos certos que as autoridades constituídas saberão como agir para combater essas irregularidades

NATAL, 23 de outubro de 2020.

Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município de Natal* (SETURN)

Opinião dos leitores

  1. Olha, nessa pandemia, que foi punida foi a população. Até hj, pegar ônibus a noite ou em fins de semana tem sido uma roleta…

  2. E a redução das linhas prejudicando a população com ônibus superlotados? Isso também não está prejudicando a população? Greve acontece porque algo não está sendo cumprido. Não esqueçam que a justiça do trabalho pune trabalhor rapidinho. Já empresários, cheios de dinheiro, têm muitos advogados ao seu dispor pra virarem o jogo. Ninguém se arrisca hoje numa greve se não tiver certeza que está certo! Pensem nisso!

  3. As greves promovidas pelos sindicatos nas vésperas das eleições tem como objetivo principal apresentar os candidatos apoiados por eles. Só não ver quem não quer. Acorda Natal.

  4. Exatamente! A população não tem nada a ver com as questões trabalhistas entre os motoristas e as empresas privadas as quais eles trabalham.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Seturn solicita ao Detran implantação de faixa semi exclusiva compartilhada para ônibus e bicicletas na Roberto Freire

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbanos de Passageiros do Município de Natal (Seturn) protocolou nesta quarta-feira (30), no Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RN), uma solicitação de implantação de faixa semi exclusiva compartilhada para ônibus do transporte coletivo urbano metropolitano e bicicletas na Av. Engenheiro Roberto Freire. O pedido realizado diretamente ao diretor do órgão público, Jonielson Pereira de Oliveira, visa desafogar o trânsito na região.

Atualmente circulam pela Avenida Engenheiro Roberto Freire, cerca de 180 ônibus do serviço público de transporte coletivo urbano e metropolitano distribuídos em 20 linhas que sofrem perda considerável em virtude dos constantes congestionamentos, sobretudo na faixa da direita. Os engarrafamentos provocam, por exemplo, acesso irregular dos veículos a estabelecimentos comerciais da região acarretando atrasos nos horários de chegada nas paradas de ônibus.

“E comum presenciarmos filas de veículos parados na via, aguardando o atendimento Drive Tru, obstruindo até duas faixas de rolamento e congestionando completamente a via, prejudicando o desempenho da programação dos serviços públicos de transporte coletivo que tem que cumprir o tempo de viagem determinado. Além do mais, são constantes as reclamações dos usuários, motivados pelos descumprimentos dos horários previstos, afetando com isso a qualidade dos serviços”, detalha Nilson Queiroga, consultor técnico do Seturn.

Baseado na Lei Federal N 12.587 de 03 de Janeiro de 2012, que estabelece políticas de mobilidade urbana, em seu Art 6°, que assegura a prioridade do transporte coletivo na circulação das vias, a solicitação também é feita tomando como referência a intervenção realizada pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), na Avenida Prudente de Morais. A direção do Seturn aguarda um posicionamento para o debate e atendimento a solicitação.

Opinião dos leitores

  1. Ciclovia na Roberto Freire e em outras avenidas deveriam aproveitar o canteiro central, a exemplo do que existe no Rio de Janeiro, em Copacabana, da praia até a Urca. Faixas compartilhadas de ônibus e bicicletas simplesmente não funcionam e atrapalham o já bagunçado trânsito. É preciso planejamento, coisa que por aqui não ocorre.

  2. Kkkkkk imagine onde a fila de congestionamento da Roberto Freire vai parar. Antes já tava na Arena das Dunas, agora com certeza chega na ponte nova.

  3. Eu tenho juízo, não pedalarei nunca, divindindo o espaço com os motoristas loucos e irresponsáveis de ônibus. ?

  4. Esse povo pensa que Natal está na Holanda ou na Dinamarca, lugares de clima frio e de grandes planícies. Natal é quente e cheia de ladeiras. Quem danado vai sair de terno e gravata, escanchado numa bicicleta, subir a ladeira da Rio Branco, da Candelária? Nossas ruas mal dão para a frota motorizada. Como estreita-las ainda mais fazendo ciclovias?? Modismo besta….

    1. Meu amigo deixe de ser revoltado e para de ficar comendo pipoca com coca cola e coçando os eggs e procure pelo menos andar para não morrer de extress.

    2. Você pode pedalar com uma roupa adequada e, quando chegar no trabalho, tomar um banho, trocar de roupa e pronto. Quanto a subidas, as bicicletas atuais possuem marcha e Natal não possui tantas ladeiras como você acha.
      Vou lhe dar um exemplo: Curitiba tem ciclovias há mais de quarenta anos. Uma das primeiras foi construida na faixa de domínio de uma das ferrovias que cortam a cidade. Não prejudicou nenhum tráfego e cortou Curitiba, passando ao lado da Rodoferroviária ,(distante mais ou menos 1.5 Km do centro da cidade e indo até a Cidade Industrial de Curitiba (uns 30 km).
      Hoje em dia há inúmeras ciclovias interligadas na capital do Paraná e é possível alugar bicicletas através de aplicativos de celular. Se lá foi possível, com topografia muito mais acidentada que Natal, aqui também será possível. Basta planejamento, técnica e vontade.

    3. "Você pode pedalar com uma roupa adequada e, quando chegar no trabalho, tomar um banho, trocar de roupa e pronto"
      Queria que isso fosse a norma, muitas empresas não dispõem de um mero chuveiro. Fora que o trânsito louco e a falta de um acostamento para pedalar, atrapalha o ciclista de rua.
      Só vemos essa turma do pedal, que anda paramentada e só faz passear, o ciclista como alternativa a outros transportes, só nas periferias mesmo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Seturn solicita cálculo da tarifa de remuneração da prestação de serviço pela 5ª vez à STTU

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn), apresentou o quinto requerimento administrativo solicitando que o Poder Público Municipal, por intermédio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), realize o cálculo da tarifa de remuneração da prestação do Serviço de Transporte Público de Passageiros por Ônibus do Natal. O pedido é requisitado para apurar o déficit tarifário em cada um dos meses desde a decretação das medidas de restrição de circulação de pessoas por decorrência da pandemia da COVID-19 e, ao final, para a STTU apontar as medidas compensatórias (subsídio tarifário e/ou ajustes nos custos do serviço) a serem adotadas para financiamento da contabilidade negativa apurada.

Para o Seturn, o estudo tarifário deve considerar os novos parâmetros de custos, como as rescisões dos contratos de trabalho dos cobradores, concessão de desoneração do ICMS incidente sobre o combustível a partir de 01.07.2020, possível desoneração do ISS (anunciada, porém ainda não implementada). Além da correção dos equívocos metodológicos apontados anteriormente, de acordo com o Laudo Técnico Especializado de Análise do Equilíbrio Econômico-Financeiro das tarifas 2016, 2017, 2018 do Sistema de Transporte Público da Cidade do Natal.

Em carta ao Conselho Municipal de Mobilidade Urbana de Natal o Seturn expõe a necessidade do imediato do cálculo da tarifa de remuneração da prestação do Serviço de Transporte Público de Passageiros por Ônibus do Natal, em função do elevado déficit constatado e para o equilíbrio econômico. ”O Serviço de Ônibus do Sistema de Transporte Público de Passageiros do Município do Natal tem sofrido ao longo dos últimos anos uma progressiva perda de receita, decorrente da redução contínua na demanda pelo serviço, causada por diversos fatores, o que tem ocasionado uma crise financeira crescente nas empresas, impossibilitando a realização de investimentos”, ressalta o consultor técnico do Seturn, Nilson Queiroga.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Seturn diz que desoneração dos impostos “é uma vitória do usuário de ônibus” e pede cumprimento a lei do Sintro em greve para retorno das tratativas sobre a convenção dos rodoviários

NOTA

A desoneração dos impostos deveria ter ocorrido desde a revogação do reajuste da tarifa em 28 de fevereiro, deste ano, como compensação prometida pelo Prefeito de Natal, Álvaro Dias.

“O reajuste foi concedido com base em cálculos técnicos, mas reconheço que o transporte pesa no bolso do trabalhador e vamos buscar uma forma de atenuar isso”, afirmou Álvaro Dias, há 4 meses à imprensa.

É uma vitória do usuário de ônibus, que deixará de arcar com o reajuste neste ano.

Para o retorno das tratativas sobre a convenção dos rodoviários, cabe ao SINTRO cumprir a lei de greve e liberar a frota de emergência estabelecida pela STTU e, agora, cumprir a decisão judicial.

Natal/RN, 24 de junho de 2020.

Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal – SETURN

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

GREVE – ÔNIBUS: Seturn pede “consciência da responsabilidade” ao Sintro-RN em “período de caos social e fragilidade econômica” e se coloca à disposição para mesa de negociação

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (SETURN) fez um apelo público ao Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (SINTRO), para a perfeita compreensão do atual momento em que vivemos e suspendessem, enquanto perdurar o estado de emergência sanitária causada pelo SARS-CoV-2 (COVID-19), a greve agendada para esta segunda-feira (22).

Contudo, o convite para o bom senso foi completamente ignorado pelos integrantes do SINTRO-RN. Resultado: frota zero nas ruas de Natal nesta segunda-feira. Uma barreira de sindicalistas e movimentos políticos nas portas das garagens impedindo a saída dos ônibus.

O SETURN repudia com veemência a narrativa de que há descumprimento de direitos por parte dos empregadores, pois sabe-se que é plenamente possível a circulação de ônibus sem cobradores, como já decidido inúmeras vezes pela justiça.

É preciso ter consciência da responsabilidade social do setor para continuarmos, juntos, a promover com segurança o transporte de milhares de pessoas diariamente, em meio a essa pandemia. Depende de nós o deslocamento de pessoas na cidade e o perfeito funcionamento de hospitais, clínicas médicas, postos de combustível, supermercados, farmácias, entre outras atividades consideradas essenciais neste momento emergencial.

Soa despropositado aproveitar-se desse período de caos social e fragilidade econômica para pressionar com uma greve a manutenção das atuais conquistas e ampliação de direitos, como reajuste salarial com ganho real de 8%, auxílio aposentadoria, redução de jornada de trabalho sem redução salarial, plano odontológico e benefício social sindical. Sobretudo quando o SINTRO utilizou dos caminhos legais e apresentou ao Tribunal Regional do Trabalho um dissídio coletivo de natureza econômica.

O SETURN está disposto a sentar em mesa de negociação, com a mediação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RN) e a participação da Prefeitura do Natal, buscar entendimento para evitar o iminente colapso, preservar o emprego e repactuar as receitas e despesas da atividade.

Natal/RN, 22 de junho de 2020.

Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal – SETURN

Opinião dos leitores

  1. Enquanto a população sofre com esse ato covarde do Sintro-RN, o governo silencia. É uma vergonha o que acontece no RN. Pedir socorro para quem? O presidente do sindicato dos rodoviários é filiado ao PT, partido da governadora, ou seja, para ele tudo pode, inclusive sacrificar a sociedade. Se fosse apoiador do presidente, era arriscado que já estivesse preso e enquadrado na lei de segurança nacional.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Seturn repudia ato do Sintro que retardou o início das operações do serviço de transporte coletivo urbano em Natal no início da manhã desta sexta

NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (SETURN) repudia o ato realizado na madrugada desta sexta-feira (19) pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (SINTRO) que retardou o início das operações do serviço de transporte coletivo urbano na capital do Estado.

O ato se torna ainda mais agudo visto que, na noite de anterior, o SINTRO divulgou à sociedade que adiaria a greve anunciada para a data de hoje. Mas em contrapartida promoveu manifestações nas portas das garagens das empresas das 04:30h às 06:30h. Levando a justa expectativa de regularidade dos serviços pelos usuários para o campo da frustração.

Esse ato de militância do SINTRO gerou aglomerações nos pontos de embarque e desembarque no transporte público no início da manhã, configurando não apenas uma infração de ordem trabalhista, mas uma irregularidade sanitária.

Rogamos ao SINTRO a compreensão da quadra histórica em que vivemos para que retroceda na realização da greve ou, pelo menos, cumpra sua função social e na próxima segunda-feira (22) permita a circulação da quantidade de veículos indicada pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU).

O momento é de defender vidas e os empregos. O Sistema de Transportes de Natal encontra-se em colapso econômico, as empresas de ônibus deverão entrar em recuperação judicial. Após 3 meses da pandemia esgotaram suas reservas e realizam com atrasos o pagamento dos principais insumos, como salários e combustível, além estarem inadimplentes com todos os tributos e grande parte dos fornecedores.

Uma paralisação neste momento apenas acelerará a falência do setor, provocando a perda definitiva de todos os empregos e a convulsão do sistema de transporte público municipal. Caso o SINTRO não cumpra as diretrizes da Lei de Greve o setor provocará o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região para aplicar as medidas cabíveis, prevenir responsabilidades e reparar danos.

Natal/RN, 19 de junho de 2020.

SETURN

Opinião dos leitores

    1. E o tipo de atos que tiram o pão de cada dia de nossa messa tira o pão de cada dia de nossos filhos e corta nosso salário em mais de metade e o que seu hipócrita.

  1. Existe alguma lei em que presidentes de sindicatos podem receberem pedido de impeachment? Se existe me comuniquem através deste Blog, que pedirei a justiça que sejam expulsos a maioria dos que dirigem alguns dos piores sindicatos, principalmente pelos petistas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTOS: Busão Solidário do Seturn beneficia moradores do Bom Pastor e José Sarney com alimentos e kits de higienização

Fotos: Divulgação

Nesta sexta feira (29), o projeto Busão Solidário do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros por Ônibus de Natal (Seturn) realizou a entrega de 350 cestas básicas e kits de limpeza e higiene pessoal. As entregas foram destinadas às famílias assistidas pelos Conselhos Comunitários dos bairros de Bom Pastor (Zona Oeste) e José Sarney (Zona Norte). As famílias do José Sarney, além de toda situação de vulnerabilidade social já existente foram atingidas pelas fortes chuvas do início da semana e na sua grande maioria perdeu praticamente tudo.

Somando-se as entregas que foram realizadas nesta sexta-feira, o projeto Busão Solidário do Seturn alcançou o total de 2.150 cestas com kits de higiene, equivalente a mais de 37 toneladas de alimentos e material de higiene e limpeza.

“O sistema de ônibus de Natal está numa crise sem precedentes. A maioria dos ônibus parada, muitos funcionários em casa, outros sendo demitidos; mas os empresários do setor entendem que tem muito mais pessoas em situação difícil neste momento de pandemia”, salientou Nilson Queiroga, consultor-técnico do Seturn, que a cada entrega de donativos aproveita para agradecer a solidariedade da população de Natal que tem permitido o sucesso do Busão Solidário com suas doações.

Para participar da campanha as pessoas podem fazer as doações nos 10 postos de coleta do Supermercado Nordestão e postos fixos do SETURN e NatalCard: Na antiga rodoviária da Ribeira; Fundação Augusto Severo (Zona Norte) – Endereço: Av. Dr. João Medeiros Filho, 64, Igapó; no NatalCard Zona Sul, na Av. Sen. Salgado Filho, 2850, Loja 5, Chacom Center – Candelária, e; no galpão da antiga sede da entidade, na Av. Duque de Caxias – Ribeira.

Empresas e grupos que desejarem fazer doações em grande quantidade é só se dirigir ao armazém do SETURN, no bairro da Ribeira, ou manter contato pelo call center 3026-8450 para comunicar um ponto de coleta.

De acordo com Nilson Queiroga, consultor técnico do Seturn, a campanha Busão Solidário procura socorrer as famílias em situação de vulnerabilidade social, desamparados e completamente desassistidos de suas necessidades básicas como seres humanos.

SOBRE A CAMPANHA

A campanha Busão Solidário é realizada em parceria. Para isto entidades são estimuladas a participar da ação. A Prefeitura do Natal via Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas-NATAL) e Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU-NATAL) já está participando, assim como o NatalCard.

Também participam o Tribunal de Justiça do Estado (TJRN), Tribunal Regional do Trabalho (TRT/RN), Ministério Público do Estado (MPRN), Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN), Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN), entre outras instituições.

O plano de ação do Busão Solidário visa dispor seis (6) ônibus caracterizados como pontos de coleta em 10 lojas do Nordestão. Havendo necessidade a frota será acrescida. Nesta etapa serão recolhidos donativos para cestas básicas. Todos os dias, ao final do expediente, a frota do Busão Solidário leva os donativos da sociedade natalense para o galpão do SETURN, no bairro da Ribeira, para separar, embalar, organizar e distribuir os donativos. Seguindo as recomendações da vigilância sanitária.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

TRANSPORTE: Seturn considera paralisações arbitrárias e confirmam o colapso do sistema já anunciado pelo sindicato

O consultor técnico, Nilson Queiroga, do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros por Ônibus de Natal, Seturn, disse que as constantes paralisações de ônibus promovida pelo Sintro são arbitrárias. Elas estão acontecendo contrariando a lei de greve. A população não é avisada, nem as empresas. “Além disso existe decisão judicial proibindo o Sintro de promover paralisação das empresas de ônibus. Tem decisão neste sentido, mas infelizmente está havendo estas arbitrariedades, contrariando decreto estadual de não promover aglomerações, e é preciso que as autoridades de Natal tomem urgentemente providências para evitar estes abusos no transporte coletivo de Natal”, salientou.

Nilson Queiroga disse também que estas paralisações de ônibus promovidas pelo Sintro-RN vêm confirmar o alerta do Seturn, há bastante tempo, que o sistema de transporte por ônibus caminha para o colapso se nenhuma atitude for tomada pela Prefeitura Municipal de Natal, mas, segundo o consultor, infelizmente a Secretaria de Transporte de Natal vem fazendo ouvido de mercador. Sequer responde as notificações do Sindicato das Empresas.

“Logo no começo do ano o Seturn apresentou laudo técnico mostrando que a tarifa de Natal vinha sendo calculada errada desde 2016. E que os erros totalizaram um prejuízo acumulado dos exercícios de 2016, 2017, 2018 de R$ 92 milhões. Secretaria de Transporte de Natal reconheceu que o cálculo estava errado, reajustou a tarifa no final de fevereiro deste ano para R$ 4,35. Foi decretado este reajuste. E no dia seguinte o prefeito de Natal, Álvaro Dias, ouvindo os estudantes revogou o decreto prometendo compensações. O que se esperava que ele pelo menos retirasse o ISS na aplicação sobre a tarifa. E nada disto foi feito” relembrou Nilson Queiroga.

Veio a crise da pandemia. Nilson Queiroga salienta que a prefeitura decretou a limitação de 30% da frota em operação, o transporte de passageiros apenas sentado e isto aumentou o prejuízo das empresas. Logo no dia seguinte exigiu mais 46 reforços para garantir o transporte dos passageiros apenas sentados. Atualmente o sistema trabalha com uma frota de 45% dos ônibus para transportar apenas 30% do que se transportava em dias normais.

De acordo com Nilson Queiroga, diante desta crise e da omissão total da prefeitura de Natal, através da Secretaria de Transporte, as empresas de ônibus não têm como arcar com seus compromissos. “Estão com seus salários atrasados, foi negociado para terminar de pagar os salários de abril no dia 15 de maio e não tem como garantir a data-base dos trabalhadores em 1º de maio. Até abril as empresas pagaram os benefícios, mas já comunicou ao Sintro que a partir de maio não tem como garantir estes benefícios que eles estão cobrando e exigindo”, disse.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Busão Solidário do Seturn entrega cestas básicas a ex-moradores do Maruim

Foto: Divulgação

A campanha Busão Solidário do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros por Ônibus de Natal (Seturn) fez a quarta entrega de cestas básicas nesta quinta-feira (30), aos moradores das 200 unidades habitacionais do Residencial São Pedro que abriga as famílias remanescentes da comunidade do Maruim, no bairro das Rocas. Também foram beneficiadas 50 famílias de trabalhadores autônomos do bairro de Brasília Teimosa. A entrega ocorreu no Centro Municipal de Educação Infantil Cláudia de Oliveira Faria, em frente ao residencial.

Segundo Andrea de Lima Sirino, líder da Comunidade do Maruim, há quatro anos que as 200 famílias residem em locais dignos. São apartamentos de 43 metros quadrados. A população do Maruim deixou a favela e passou a morar em habitação digna no mesmo bairro das Rocas. “Mas as condições de tirar o sustento continuam difíceis. Somos autônomos, ambulantes, pescadores, diaristas que atuam na luta diária para sobreviver. E neste tempo da doença todos passam dificuldade”, explicou Andrea de Lima Sirino.

Para Nilson Queiroga, consultor técnico do Seturn, a campanha Busão Solidário procura socorrer as famílias em situação de vulnerabilidade social, desamparados e completamente desassistidos de suas necessidades básicas como seres humanos. “A primeira entrega se deu na União dos Artistas de Natal, (Uniart), no bairro do Alecrim, a segunda, na comunidade Olga Benário, no bairro do Planalto e terceira entrega para Colônia de Pescadores de Natal. E agora chegamos aos ex-moradores do Maruim e Brasília Teimosa”, relatou.

Para participar da campanha as pessoas podem fazer as doações nos 10 postos de coleta do Supermercado Nordestão e postos fixos do SETURN e NatalCard: Na antiga rodoviária da Ribeira; Fundação Augusto Severo (Zona Norte) – Endereço: Av. Dr. João Medeiros Filho, 64, Igapó; no NatalCard Zona Sul, na Av. Sen. Salgado Filho, 2850, Loja 5, Chacom Center – Candelária, e; no galpão da antiga sede da entidade, na Av. Duque de Caxias – Ribeira.

Empresas e grupos que desejarem fazer doações em grande quantidade é só se dirigir ao armazém do SETURN, no bairro da Ribeira, ou manter contato pelo call center 3026-8450 para comunicar um ponto de coleta.

SOBRE A CAMPANHA

A campanha Busão Solidário é realizada em parceria. Para isto entidades são estimuladas a participar da ação. A Prefeitura do Natal via Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas-NATAL) e Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU-NATAL) já está participando, assim como o NatalCard.

Também participam o Tribunal de Justiça do Estado (TJRN), Tribunal Regional do Trabalho (TRT/RN), Ministério Público do Estado (MPRN), Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN), Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN), entre outras instituições.

O plano de ação do Busão Solidário visa dispor seis (6) ônibus caracterizados como pontos de coleta em 10 lojas do Nordestão. Havendo necessidade a frota será acrescida. Nesta etapa serão recolhidos donativos para cestas básicas. Todos os dias, ao final do expediente, a frota do Busão Solidário leva os donativos da sociedade natalense para o galpão do SETURN, no bairro da Ribeira, para separar, embalar, organizar e distribuir os donativos. Seguindo as recomendações da vigilância sanitária.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

SETURN lança nesta quinta-feira o Busão Solidário para arrecadar cestas básicas em Natal

Foto: Divulgação

A direção do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (SETURN), depois de treinar a equipe técnica que irá conduzir o “Busão Solidário” apresentará aos gestores municipais toda a operação da a campanha de ação social, nesta quinta-feira (2), às 11h, no galpão da antiga sede da entidade, na Av. Esplanada Silva Jardim, 27 – Ribeira, Natal – RN, 59012-090.

A mobilização visa arrecadar cestas básicas e donativos que serão distribuídos para as famílias que estão em situação total de vulnerabilidade social e que neste momento de enfrentamento da pandemia do COVID-19 não dispõe de renda para o sustento. Postos fixos de coleta serão montados na antiga sede do SETURN (na Ribeira) e em três unidade do NatalCard: Terminal do Soledade – Endereço: Terminal de Ônibus do Conjunto Soledade II; Fundação Augusto Severo (Zona Norte) – Endereço: Av. Dr. João Medeiros Filho, 64, Igapó e no NatalCard Zona Sul, na Av. Sen. Salgado Filho, 2850, Loja 5, Chacom Center – Candelária.

“Com o isolamento social muitas famílias estão precisando do básico. A campanha Busão Solidário se destina a estas pessoas. Elas precisam se nutrir e se higienizar para enfrentarem a ameaça da pandemia do Coronavírus. Queremos garantir a todos os natalenses em situação de vulnerabilidade as condições para que possam superar este duro período da melhor forma possível”, explicou Nilson Queiroga, consultor técnico do SETURN.

A campanha Busão Solidário será realizada em parceria. Para isto entidades serão convidadas para participar da ação. A Prefeitura do Natal via Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas-NATAL) e Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU-NATAL) já está participando, assim como o NatalCard.

A coordenação da Busão Solidário já manteve contato com o Governo do RN através da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas-RN), e vai procurar também a cooperação do Tribunal de Justiça do Estado (TJRN), Tribunal Regional do Trabalho (TRT/RN), Ministério Público do Estado (MPRN), Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN), Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN), entre outras instituições.

O plano de ação do Busão Solidário é dispor seis (6) ônibus caracterizados que servirão de pontos de coleta em locais estratégicos nas diversas regiões da cidade. Havendo necessidade a frota será acrescida. Nesta etapa serão recolhidas Cestas Básicas. Todos os dias, ao final do expediente, a frota do Busão Solidário levará os donativos da sociedade natalense para o galpão do SETURN, no bairro da Ribeira, para separar, embalar, organizar e distribuir os donativos.

Empresas e grupos que desejarem fazer doações em grande quantidade é só se dirigir ao armazém do SETURN, no bairro da Ribeira, ou manter contato pelo call center 3026-8450 para comunicar um ponto de coleta.

“As secretarias de ação social ajudarão na distribuição, emitindo a relação e o local de entrega para os beneficiados”, explica a assistente social do SETURN, Joábia Queiroz, que coordena toda a operação e vem treinando as equipes de coleta, separação e distribuição da campanha Busão Solidário.

Para Nilson Queiroga, o SETURN cumpre importante papel social ao resolver a logística da coleta e distribuição dos donativos, ponto crucial estabelecido pelas secretarias de ação social. “As empresas de ônibus montaram a Busão Solidário para abastecer as dispensas de quem mais precisa num gesto de cooperação e compreensão do atual momento”, disse Nilson Queiroga.

O consultor técnico do SETURN ressalta que as empresas de ônibus estão com seus exércitos de profissionais na linha de frente no combate ao vírus, ininterruptamente, dando condições aos profissionais de serviços essenciais irem para seus postos de trabalho e retornarem para suas casas. Nossos colaboradores são verdadeiros heróis”, afirma Nilson Queiroga, ao se referir a frota de ônibus em circulação na cidade, mesmo as empresas tendo constante prejuízo neste período com a redução do fluxo de passageiros chegando a quase 80%.

Neste período, as empresas ainda adotaram excepcionalmente medidas adicionais de limpeza, dentre as quais a higienização dos veículos nos locais de contato dos passageiros com álcool 70º ou água sanitária.

Segundo Nilson Queiroga, a Campanha Busão Solidário será contínua nesse período de pandemia e se estenderá enquanto for necessário para garantir donativos aos mais carentes.

Opinião dos leitores

  1. Um Brasil cidadã teria que ter conselhos cidadãos, esses teriam objetivos de acompanhar todos os atos e projetos com objetivos de atenderem as nescessidades da sociedade. Isso daria uma transparência maior aos atos. Os membros desses conselhos em hipótese alguma seriam remunerados, e seriam composto de representante voluntários da sociedade civil, principalmente com nível técnico qualificado e alguns cidadão comuns, esses teriam poderes de opinar sobre decisões governamentais, que seriam levados em consideração. Só um devaneio.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Para o SETURN, recomendações do MPRN são inócuas e chovem no molhado

Aparentemente o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte não tem acompanhado as medidas adotadas pelas empresas permissionárias do serviço de transporte público, amplamente divulgadas na imprensa local e mídias sociais”, reagiu Augusto Costa Maranhão Valle, coordenador jurídico, do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal – SETURN – ao responder no final da manhã desta sexta-feira (27) a recomendação conjunta Nº 001/2020 – PGJ/PmJs Consumidor/PmJ Saúde, onde sugere ao chefe do executivo municipal e secretária de mobilidade urbana a adoção de medidas para prevenção a disseminação do Coronavírus.

O MPRN sugere: utilização de ônibus acessíveis, alteração do percentual dos veículos em circulação; Higienização total dos veículos, em especial nos locais de contato das mãos; Divulgação das medidas que foram tomadas e Requisição de informações sobre o cumprimento da recomendação ministerial, visando a instrução de futura ação judicial.

Para o coordenador jurídico do SETURN, a recomendação do Ministério Público é vazia em si própria, pois apenas recomenda o que já vinha sendo praticado e ignora a realidade dos fatos.

“É como “chover no molhado”, de nada tem serventia, salvo a tentativa de divulgar na mídia a realização de ações nesse período em que os servidores públicos estão em “teletrabalho” com salários garantidos, enquanto a iniciativa privada entra em colapso econômico sem ter condições de garantir o pagamento, sequer, das obrigações salariais”, disse Augusto Valle, sugerindo que caso o Ministério Público efetivamente deseje colaborar com a solução do problema, ao invés de se portar como engenheiro de obra pronta, deveria orientar a Prefeitura do Natal a restringir nesse período o pagamento da meia-entrada estudantil e da gratuidade do idoso.

Segundo Augusto Valle, a população idosa tem circulado em grande volume nos ônibus de acordo com dados do sistema de bilhetagem NatalCard (sistema de transporte urbano e urbanizado): dia 23: 6.278, dia 24: 5.971, dia 25: 5.995, e dia 26: 6.745.

Assim, os idosos que deveriam permanecer em isolamento social por se tratarem do maior grupo de risco do COVID-19 correspondem a 8% dos passageiros transportados no período, contribuindo inclusive com uma maior lotação dos ônibus.

Situação similar ocorre com os estudantes. Apesar de todas as aulas estarem suspensas, o volume de estudantes transportados surpreende. Foram 7.385 no dia 23, 6.668 no dia 24, 6.513 no dia 25 e 7.044 no dia 26. Isto corresponde a 9% dos passageiros transportados.

Em outras palavras, 17% dos passageiros transportados nesse período poderiam deixar de utilizar o serviço, contribuindo, sensivelmente, para um melhor desempenho da operação de emergência e atendendo as recomendações das autoridades de saúde. “Registra-se que essas medidas restritivas têm sido adotadas com êxito em diversas cidades e poderiam contribuir em muito com o sistema de transporte, como por exemplo, Teresina, Campo Grande e São José dos Campos, dentre outras”, explicou.

E, no que toca a higienização dos veículos, Augusto Valle informa ao MPRN que as empresas do setor, muito antes de qualquer orientação governamental, adotaram excepcionalmente medidas adicionais de limpeza, dentre as quais a higienização dos veículos nos locais de contato dos passageiros com álcool 70º ou água sanitária. “Pelo que, também neste ponto, a recomendação do ministério público é inócua”, pontua.

Augusto Costa Maranhão Valle registra que toda a frota do serviço de ônibus de Natal é acessível, nos termos das normas da ABNT, pelo que não compreende a orientação para utilização de “ônibus acessíveis”, pois isso é um fato superado no serviço de transporte de Natal.

Com relação ao percentual da frota, o Prefeito de Natal, Álvaro Dias, divulgou na sexta-feira passada (20) a suspensão total do serviço de transporte público da capital, a exemplo das medidas adotadas pela Cidade de João Pessoa e Fortaleza. Contudo, esta decisão foi revista após ampla reunião com setores representativos da sociedade, da qual o Ministério Público do Rio Grande do Norte não teve o menor interesse em participar. “Registre-se, em tempo, antes que se alegue não ter ocorrido convocação, que estamos em momento de calamidade pública e que a convocação da reunião foi realizada pelas redes sociais do prefeito (postagem no Twitter)”, salientou Valle.

Neste encontro, após exaustivo debate, foi deliberado o cancelamento da suspensão do serviço de transporte público, mas como não se sabia ao certo os impactos da redução de demanda optou-se, inicialmente, pelo estabelecimento de frota inicial de 30% (trinta por cento) dos veículos, mas com a possibilidade de reavaliação diária do percentual da frota, como disposto no parágrafo primeiro do art. 1º do Decreto 11.924, de 20 de março de 2020.

Com isso, a Secretaria de Mobilidade Urbana tem diariamente avaliado a execução do serviço e, já na segunda-feira, dia 23 de março de 2020, orientou o reforço da frota, indicando os pontos de deficiência da operação. Fato que tem se repetido diariamente. O fluxo de passageiros foi modificado drasticamente, o comércio e serviços estão funcionando em escala reduzida. Os reforços de horários foram realizados nos momentos de maior demanda, a frota circulante a partir de terça-feira, dia 24, corresponde à média corresponde 45% dos horários regulares, das linhas em operação, pois nos horários de maior fluxo tem uma operação reforçada, enquanto de menor fluxo reduzida.

“Nesse período de crise temos realizado aproximadamente 2.800 viagens por dia e apenas em algumas poucas viagens temos identificado o desrespeito da população a lotação máxima do período de crise. Nestes casos, temos reforçado a orientação aos motoristas para proibir o ingresso de pessoas, mas os relatos são de ameaça de agressões caso não se permita o acesso. Assim, sequer essa responsabilidade deve ser imputada as empresas, é a população que se recusa a aguardar o próximo veículo. Todos têm que contribuir com a solução do problema”, acrescentou.

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Seturn em parceria com o Grupo Reviver promove mutirão de mamografias para funcionários e comunidade

Os agendamentos poderão ser realizados até o preenchimento das vagas, via WhatsApp (84) 99421-7967. Unidade móvel Savana Galvão. Foto: Prefeitura do Natal

Mulheres a partir de 40 anos terão uma oportunidade de deixar seus exames de mamografia em dia. O “Mutirão da Saúde – prevenção é a cura”, que acontecerá de 18 a 20 de novembro, destinará mamografias gratuitas a funcionárias do SETURN e empresas associadas, assim como para mulheres da comunidade, com faixa etária a partir dos 40 anos. A ação é fruto de uma parceria com o Grupo Reviver Natal.

O mutirão acontecerá na garagem do terminal da Viação Cidade das Dunas e contará com um posto de atendimento com voluntários do Grupo Reviver e com o mamógrafo móvel Savana Galvão. O SETURN e as empresas do setor de transporte se mobilizam para incentivar a realização dos exames que podem ajudar a diagnosticar precocemente o câncer de mama. “O câncer de mama é um dos mais comuns entre as mulheres, e a prevenção é uma forma de cura. Por isso, devemos zelar por quem, de alguma forma, cuida de nós.”, afirma Juliana Costa, diretora de planejamento estratégico e administrativa da Viação Cidade do Natal e uma das organizadoras da ação: “Agradecemos ao Grupo Reviver, à Ana Tereza; que tornou possível cuidarmos das nossas mulheres, sejam elas funcionárias ou membros da comunidade.”, destacou.

Mutirão de mamografias por agendamento

Os exames serão por agendamento prévio até o preenchimento das vagas, que serão em números suficientes para atender a uma demanda diária. As interessadas devem entrar em contato via WhatsApp pelo telefone: (84)99421-7967 para se inscreverem.

Força, esperança e cura

O Grupo Reviver Natal foi fundado por mulheres natalenses que enfrentaram o câncer de mama ou que ainda estão em tratamento quimioterápico, aliadas a amigas que se solidarizaram com tal situação em suas famílias ou círculo de relacionamentos. Ao se inquietarem diante do sofrimento de mulheres com poucos recursos financeiros, sem planos de saúde e conhecimentos que lhes permitissem lutar contra a doença, formalizaram a criação do Grupo REVIVER Natal.

Veículo da prevenção

Além do Mutirão, o SETURN promove ações, como adesivação de ônibus em alusão ao Outubro Rosa e Novembro Azul para conscientizar sobre a prevenção dos cânceres de mama e de próstata. Ruas de Natal contam com um coletivo colorido circulando pela cidade para estimular a prevenção.

SERVIÇO:

Mutirão da Saúde – prevenção é a cura
Data: 18, 19 e 20 de novembro.
Horários: 7h às 12h e das 13h às 17h.
Local: garagem do terminal da empresa Transportes Cidade do Natal – Av. João Hélio Alves Rocha, 100; bairro Planalto.
Agendamentos: (84)99421-7967 (WhatsApp).
O que levar: RG e CPF.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Seturn aponta importância do reajuste de tarifa para equilíbrio econômico do sistema de transportes urbanos

Em carta, ao Conselho Municipal de Mobilidade Urbana de Natal, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município (Seturn) expõe a necessidade do imediato reajuste da tarifa de ônibus de Natal, em função do elevado déficit constatado e para o equilíbrio econômico.

A entidade marca para esta sexta-feira (26), às 08h30, uma reunião para discussão do reajuste tarifário, programação do Maio Amarelo e projeto da nova Salgado Filho. O encontro acontece no auditório da Secretaria Municipal de Administração – SEMAD (Rua Santo Antônio, 665 – Cidade Alta, 7º Andar).

Na reunião do CMTMU a assessoria técnica vai apresentar estudos que constam a elevação nos custos de manutenção, óleos lubrificantes, pneus, bem com custos relativos a fardamentos, alimentação e transporte. De acordo com o consultor técnico do Seturn, Nilson Queiroga, “a metodologia do cálculo tarifário que vem sendo utilizada com a média anual dos dados estatísticos não traduz o real valor da tarifa para a qual o cálculo está sendo realizado, tendo em vista que desde ano de 2014 há sucessiva e constante redução do número de passageiros’’.

O prejuízo operacional gera um déficit na receita do sistema de R$ 49,5 milhões referentes à soma dos anos de 2016, 2017 e 2018. E, ainda é mais agravado pelo acréscimo de custo de outros insumos, como elevação do índice de consumo de peças em função do envelhecimento da frota e despesas com pessoal.

“Em função da definição do valor de reajuste salarial dos rodoviários, as negociações com os empregados estão em estágio adiantado de negociações, mas somente com uma definição do Município de Natal quanto ao reajuste das tarifas será possível chegar a um termo final”, explica Nilson Queiroga, consultor técnico do Seturn, acrescentando que corrigindo a metodologia o esperado é que a nova tarifa chegue ao valor de R$ 4,37.

 

Opinião dos leitores

  1. Nilson Queiroga , só quem estudou administração no RN foi ele o resto do povo é todo imbecil. a cerca de 6 meses atrás ele disse em entrevista que o prejuízo das empresas de transporte de passageiros de Natal era de R$ 100.000.000,00 . O mundo todo riu, agora o prejuízo baixou para R$ 49 Mil em 03 anos. A pergunta é como pode se manter em uma atividade comercial por tanto tempo sem lucro??? É muita mentira junta.

    1. Algum caroço tem nesse angu.
      As empresas de fora não aparecem na licitação do serviço. As daqui dizem que tem prejuízo mas nenhuma vai a falência…
      Das duas uma: ou empresário de ônibus é um masoquista ou é um exemplo de pessoa desapegada e solidária com os mais necessitados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Se poder público isentasse as empresas dos impostos que incidem sobre o óleo diesel e fornecesse subsídio, tarifa de ônibus poderia ser de R$ 2,30, diz Seturn

O portal Grande Ponto destaca nesta quarta-feira(27). A tarifa do transporte público de passageiros de Natal, que atualmente custa R$ 3,65, poderia ser bem mais barata, caso o poder público isentasse as empresas dos impostos que incidem sobre o óleo diesel e fornecesse um subsídio que funcionasse como uma receita extra-tarifária.

Pelo menos é isso o defende o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn), que diz que, caso ações nesse sentido fossem tomadas, o preço da tarifa cairia para R$ 2,30.

Confira detalhes aqui em texto na íntegra

Opinião dos leitores

  1. Eu acho que isentando de impostos, comprando os ônibus e doando para as empresas, pagando os salários dos motoristas e cobradores, colocando combustível e mais uma ou outra besteirinha, o SETURN consegue uma passagem de R$1,50.
    Não é possível que não consigam isso em nome de tamanho benefício.

  2. BG
    Essa carga tributaria está AVASSALADORA no Brasil. Um absurdo o pequeno empresario tem um sócio nos lucros que é o governo. Por exemplo eu como pequeno empresario se pedir uma peça de veiculo em Recife quando chega em Natal vou pagar 30% de imposto (ICMS) fora os impostos federais, isto não pode continuar estão matando o empreendedor gerador de emprego e renda além de retorno zero para o Cidadão dos impostos pagos. Segurança zero,saúde zero,educação zero. Mais os bonitinhos dos deputados ganhando 13 salario como se fosse servidor público. Não dá mais.

  3. Da mesma forma que a passagem de avião baixaria ao cobrar as bagagens por fora, rsrs.

    Conversinha de empresário brasileiro sem vergonha que fica embargando as licitações abertas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Ônibus circulam em horário normal nesta quinta

Hoje os últimos ônibus saírão dos terminais para últimas viagens às 22h. Após esse horário, os Corujões irão circular com saída dos terminais às 23h e 01h, sendo escoltados pela guarda municipal.

Essa garantia foi dada pela STTU. A informação é do Seturn.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *