Ator Christopher Plummer morre aos 91 anos

Foto: Gary Hershorn / Reuters

O premiado ator Christopher Plummer morreu aos 91 anos nesta sexta-feira (5). Segundo o site Deadline, o ator morreu em sua casa, em Connecticut, nos EUA, ao lado da mulher Elaine Taylor, com quem foi casado por 53 anos. A causa da morte não foi revelada.

Celebrado por sua longa carreira, Plummer marcou a história do cinema com sua atuação no clássico “A noviça rebelde” (1965).

Foto: Divulgação

O canadense também tem as marcas de ser o ator mais velho a ganhar um Oscar (em 2012, aos 82 anos, por “Toda forma de amor”) e o mais velho a ser indicado (em 2018, aos 88 anos, por “Todo o dinheiro do mundo”).

Apesar da longa carreira, sua primeira indicação aconteceu apenas em 2010, por sua atuação em “A última estação”. Nas três vezes, concorreu como melhor ator coadjuvante.

Ele também foi reconhecido por seu trabalho nos palcos, e ganhou duas vezes o prêmio Tony, considerado o mais importante do teatro americano, além de outras sete indicações.

O empresário e amigo do ator, Lou Pitt, lamentou a morte. “Cris era um homem extraordinário que amava e respeitava sua profissão. Por meio de sua arte e humanidade, ele tocou todos os nossos corações e sua vida lendária vai durar por todas as gerações que virão. Ele viverá eternamente entre nós.”

Nascido em Toronto, no Canadá, Plummer tem diversas obras importante em seu currículo ao longo de 75 anos de carreira.

Além do musical de 1965, no qual interpretou o Capitão Georg von Trapp, o ator também é lembrado por filmes como “Jornada nas Estrelas VI: A Terra Desconhecida” (1991), “Os 12 macacos” (1995), “O informante” (1999) e “Uma mente brilhante” (2001).

Indicado pela primeira vez a um prêmio da Academia em 2010, ganhou seu primeiro e único Oscar, como ator coadjuvante, dois anos depois. Em “Toda forma de amor”, ele interpretou Hal, um homem idoso com câncer terminal que revela ao filho que está namorando um homem.

Entre os últimos filmes que lançou, estão o drama de guerra “Verdade e honra” (2019) e a comédia de detetive “Entre facas e segredos” (2019). Ele também estava no elenco de dubladores da animação “Heroes of the golden masks”, que tinha lançamento previsto para 2021.

G1

ALÉM DA MAGIA E DO PODER (FOTOS): Ator que fez ‘Gandalf’, de ‘O Senhor dos Anéis’ e ‘Magneto’, de ‘X-Men’, é vacinado contra Covid-19

Fotos: Twitter @NHSEngland; Twitter @NHSEngland

O ator Ian McKellen, de 81 anos, foi fotografado recebendo a vacina contra a Covid-19 no Queens Mary’s University Hospital, em Londres, na Inglaterra.

O ator comentou em seu Twitter que se sentia sortudo por receber a vacina e que “não hesitaria em recomendar para ninguém”.

Mc Kellen é conhecido principalmente por seus trabalhos como ‘Gandalf’, nas trilogias de ‘O Senhor dos Anéis’ e ‘O Hobbit’, e como ‘Magneto’ no universo de ‘X-Men’.

Segundo a BBC, o ator disse estar “eufórico” após a vacinação. Ainda de acordo com o noticiário inglês, ele comentou que “qualquer um que viveu tanto quanto eu, está vivo porque recebeu outras vacinas”. Ele completou dizendo que era “um dia muito especial” e que a vacina era “indolor”.

Na Inglaterra, a vacina da Pfizer está sendo aplicada primeiro em profissionais da saúde, idosos e pessoas que vivem em lares para idosos. Os vacinados terão que tomar um reforço em 21 dias após a primeira dose.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tom França disse:

    "Defensores" do quanto pior, melhor, Júnior! Não estão preocupados com o bem estar da população! Pra esse tipo de pessoa, a ideologia prepondera! E quando cito isso, não estou me referindo só a esquerda rejeitada e derrotada! Me refiro também aos extremistas de direita, que como os recalcados da esquerda, insistem em chamar o ser humano de gado! Existem pessoas inteligentes de ambos os lados. O problema, é o extremismo de não aceitar derrotas e não querer ver coisas, certas e erradas, a um palmo diante do nariz!

  2. Erasmo disse:

    Chora não Maria, 2022 vc vai ter que aguentar o Mito de novo.

  3. Victorino disse:

    Maria, fico feliz com seu comentário, o presidente Bolsonaro pode até mudar de opinião, o que é normal e democrático, você só não pode chamar de corrupto e ladrão, igual ao seu líder de nove dedos.

  4. sapiens disse:

    esse vei não tem outra alternativa na vida, com um pé na cova só resta apelar par o que vier me surpreende ele não ter tomada ozônio no fio fó

  5. Calígula disse:

    Que país sério está aplicando a coronavac?
    Pq o desespero do Dóriana?
    #Bolsonaro tem razão

    • Felipe disse:

      Só pra te atualizar, seu presidente vai comprar 46 milhões de doses de coronavac… deve ser terrível defender um presidente que fala uma coisa e faz outra kkk

    • Maria disse:

      Graças a Dória seu presidente tomou alguma decisão pq ele é mutação geral, nunca pensei em gostar do Dória, 2022, esse é estratégico, inteligente e será o próximo presidente.muuuuuuu

    • junior disse:

      O Felipe, se o presidente não compra a vacina, vocês reclamam! ai ele autoriza libera verba e vocês ainda reclamam ?

LUTO NA TV: Famosos lamentam a morte do ator Eduardo Galvão

Foto: Reprodução/Instagram

Algumas personalidades famosas lamentaram nas redes sociais a morte do ator Eduardo Galvão, que aconteceu na noite desta segunda-feira (7), no Rio de Janeiro.

Eduardo foi internado no fim de novembro em um hospital no Rio de Janeiro, onde seguiu para a UTI após ser diagnosticado com 50% dos pulmões comprometidos. O artista participou de dezenas de novelas ao longo da carreira, entre elas Apocalipse (2017), da Record TV, na qual deu vida a Alan Gudman. O último trabalho dele na televisão foi em Bom Sucesso, da TV Globo.

O ator deixou uma filha, Mariana Galvão, e uma neta, Lara.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por @angelicaksy

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Triste, muito triste os bons indo embora por causa dessa "gripezinha" dos infernos!

  2. Vaqueiro Fazendeiro disse:

    Um ator de 1ª linha. Discreto e com um talento enorme.
    Minha filha o assistia no seriado infantil “Caça Talentos”.
    Que o coloque em um bom lugar.

Informação de prisão de assassino do ator Rafael Miguel, Paulo Cupertino no Paraná foi engano, corrige polícia

Foto: Divulgação/Reprodução

A informação que a polícia do Paraná prendeu, nesta quarta-feira (28), Paulo Cupertino, que assassinou com 13 tiros o ator Rafael Miguel e os pais do rapaz no dia 9 de junho de 2019, foi engano.

VALE ESSA: Delegado-geral de SP diz que PM do Paraná se confundiu e que Paulo Cupertino não foi preso

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. César Augusto de Oliveira Paiva disse:

    Tomara que esse assasino frio e calculista aprodeça na cadeia e pague os bárbaros crimes que cometeu conta a vida de 3 pessoas que foram abatidas sem nenhuma chance de defesa.

  2. Jk disse:

    Agora vai tomar no Cupertino!

  3. Tom França disse:

    Que pague por todos os crimes e pelos dias em que ficou foragido!

Ator e diretor Cecil Thiré morre no Rio, aos 77 anos

Cecil Thiré e Xuxa Lopes — Foto: TV Globo/Christiana CarvalhoCecil Thiré na novela ‘A próxima vítima’ — Foto: Reprodução/TV Globo

Cecil Thiré com Malu Mader na novela ‘Top model’ — Foto: Reprodução/TV Globo

O ator e diretor Cecil Thiré morreu nesta sexta-feira (9) no Rio de Janeiro aos 77 anos. Ele sofria do Mal de Parkinson e morreu de causas naturais, segundo familiares.

Cecil Aldary Portocarrero Thiré nasceu em 28 de maio de 1943 no Rio de Janeiro. Ele foi o filho único do casamento entre a atriz Tônia Carrero e o artista plástico Carlos Arthur Thiré. A mãe de Cecil Thiré, Tônia Carrero, morreu em março de 2018, após uma parada cardíaca.

Ele dirigiu o primeiro filme aos 19 anos. Ao longo da carreira participou das novelas “Roda de Fogo”, “O Espigão”, “Sol de Verão”, “Top Model” e “A Próxima Vítima”.

O começo da carreira artística foi bastante dedicada ao teatro na década de 60. Thiré estreou no cinema com uma pequena aparição de “Tico-tico no fubá”, estrelado pela mãe Tônia, aos 9 anos.

“Os Mendigos”, “O Diabo mora no sangue”, “O Ibrahim do subúrbio” são alguns dos filmes dirigidos pelo ator.

‘Lutou pela arte’, diz filha

Ele foi pai de quatro filhos: Miguel Thiré, Carlos Thiré e Luísa Thiré, frutos do seu primeiro casamento com Norma Pesce, e de João Cavalcanti Thiré, nascido de sua união com sua segunda esposa, Carolina Cavalcanti.

“Ele merecia ter o velório mais lindo do mundo, cercado de gente que ele ama. Papai foi um guerreiro. Lutou pela democracia, pela arte, lutou pelo teatro. Teve quatro filhos, sete netos e foi um guerreiro até o último minuto”, disse a filha de Cecil.

G1

Ator Reynaldo Gianecchini se declara pansexual; entenda a definição

 Foto: Juliana Maselli / G1

Em entrevista à agência de notícias EFE, o ator Reynaldo Gianecchini falou sobre orientação sexual e usou o termo “pan”, de pansexual, para contextualizar o posicionamento de liberdade em relação a sua própria sexualidade.

Dizem que sou gay, mas não me considero assim. Eu me considero tudo ao mesmo tempo. Se existir uma palavra para mim, então é ‘pan’ [pansexual], porque ‘pan’ é tudo’.

A pansexualidade está no “+” da sigla LGBTQIA+, que se designa a pontuar as orientações sexuais, identidades e expressões de gênero que podem existir no mundo. Para quem se lê como pansexual, estar sob esse guarda-chuva tem tudo a ver com representatividade. O conceito, aliás, é diferente de bissexualidade. Entenda.

Gianecchini e a definição de pansexual

Por ter declarado que já se relacionou com homens, em 2019, o ator Reynaldo Gianecchini foi chamado de gay — termo que ele diz não considerar para defini-lo. Depois, a bissexualidade foi a orientação sexual atrelada a ele já que, como uma figura pública, teve exposto o fato de que se relacionou com homens e mulheres ao longo da vida.

Agora, o ator tomou para si a contextualização de sua sexualidade — o que é mais do que natural — e disse que “se existir uma palavra para ele” seria o “pan [sexual]”. Ele fez questão de comentar que não se coloca em caixas limitadoras, já que “todo mundo tem muitos lados dentro de si mesmo e que a sexualidade reflete muito isso”. Entretanto, vê que o papel do artista é de falar com a sociedade de forma que possa ajudá-la.

Pansexualidade significa que a pessoa pode ter desejo e se envolver amorosamente com qualquer pessoa independentemente da identidade de gênero ou do sexo biológico que ela tem. Neste sentido, é uma orientação sexual que não se baseia na noção de dois gêneros ou de orientações sexuais categorizadas. A definição, por isso, abarca relacionamentos com pessoas não-binárias, transexuais, de maneira mais posicionada dentro do movimento.

O coordenador do ambulatório transdisciplinar de identidade de gênero e orientação sexual do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo Alexandre Saadeh explicou para Universa que “a pansexualidade tem a ver com essa noção de que o ser humano é livre para transar com quem quiser, não precisa ser homem ou mulher, pode ser trans, não-binário, quem quer que seja.”

Considerada uma orientação “fluida”, a pansexualidade é diferente da bissexualidade, pelo fato de essa última, historicamente, ser vista como “atração pelos dois gêneros”, enquanto a primeira se torna uma forma de quebrar o preconceito e definir pessoas que se atraem por pessoas “independentemente do gênero”. Atualmente, pessoas bissexuais também se posicionam como atraídas por todos os gêneros.

Universa – UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cuca Beludo disse:

    Quanta falta de assunto.. Além do bumbum e da piroca esse deve fazer amor até com os buracos do nariz

  2. Marcell disse:

    Famosa putaria um caba desse vendo um jegue ele se deita em baixo do animal.

  3. Pedro disse:

    Pelas terras de cá, pansexual tem uma tradução bem simples.

  4. Théo disse:

    Eu tb sou pansexual.

  5. Erlando Martins disse:

    Na minha terra e safadeza passivo de uma corsa

  6. CURITIBA JA disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, da dó

Ator e apresentador do ‘Caçadores de Mitos’, Grant Imahara morre aos 49 anos

Foto: Getty Images/Foto 2: Divulgação/IMDB

Morreu, aos 49 anos de idade, o ator, apresentador e engenheiro norte-americano Grant Imahara. A notícia foi divulgada pela revista Variety, na noite de segunda-feira (13). A causa da morte de Imahara, segundo o site TMZ, foi aneurisma.

Imahara, que era engenheiro formado, se destacou por apresentar o programa Os Caçadores de Mitos (Mythbusters), do Discovery Channel, com mais de 200 episódios comandado por ele de 2003 a 2014, e também em Projeto Coelho Branco (White Rabbit Project).

Ator, Imahara também atuou em diversas séries de TV, como Star Trek Continues, Muzzled the Musical e Star Trek: Renegades. Outro destaque no currículo dele foi como profissional de efeitos especiais e visuais antes de se dedicar às carreiras de ator e apresentador.

Ele trabalhou por anos nas produtoras THX e Industrial Light and Magic, ambas divisões da toda-poderosa Lucasfilms, de George Lucas. Entre seus trabalhos em efeitos visuais e especiais estão as prequels da franquia Star Wars, Jurassic Park, Matrix Reloaded, Matrix Revolutions e O Exterminador do Futuro 3: A Rebelião das Máquinas.

Revista Quem

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jefferson disse:

    Esse cara era muito bom.!Nos caçadores de mito suas engenharias eram muito eficientes e bem calculadas. uma pena morrer tão cedo, que descanse em paz!

Ator Flávio Migliaccio morre aos 85 anos no Rio de Janeiro

Foto: Divulgação

O ator Flávio Migliaccio, de 85 anos, foi encontrado morto na casa onde ele morava, em Rio Bonito – interior do Rio de Janeiro.

A morte foi registrada pelo 35º Batalhão de Polícia Militar do estado nesta segunda-feira, após atender a um chamado feito pelo caseiro do sítio do artista.

Na Rede Globo, Migliaccio participou das novelas Rainha da Sucata, Perigosas Peruas, A Próxima Vítima, Vila Madalena, Senhora do Destino e Passione, além da série Entre Tapas e Beijos.

Radar – Veja

Ator de ‘Star Wars’ morre aos 76 anos com Covid-19 em Londres

O ator Andrew Jack, que esteve em filmes como Star Wars: Os Últimos Jedi, ao lado de Harrison Ford e Carrie Fischer, morreu de Covid-19 aos 76 anos, na manhã desta terça-feira (31). Ele estava internado em um hospital em Londres, enquanto sua mulher cumpre a quarentena imposta pela pandemia de coronavírus na Austrália, segundo a agente do ator, Jill McCullough.

Andrew, que era inglês, viveu o general Caluan Ematt no filme da franquia de George Lucas e também esteve em longas como Vingadores: Ultimato e Sherlock. Ele ficou conhecido no meio do cinema e televisão por ser um requisitado coach de sotaque, preparando estrelas para encontrar o tom certo para seus personagens – um de seus trabalhos foi a franquia Senhor dos Anéis. Até há poucas semanas, Andrew estava na equuipe de The Batman, novo longa da DC que tem Robert Pattinson como o Homem-Morcego – as filmagens foram suspensas por conta do coronavírus.

O ator deixa dois filhos de uma união anterior e, de acordo com sua representante, seu funeral deverá seguir as novas regras para enterros no Reino Unido. Assim como em outros países da Europa, os velórios foram suspensos e apenas a família imediata pode estar presente à cerimônia.

Época

Ator de ‘Lost’ diz que hidroxicloroquina, remédio usado contra a malária, foi “arma secreta” para sua recuperação de COVID-19

Fotos: Reprodução

O ator de ‘Lost’, Daniel Dae Kim, acredita que a droga antimalárica apontada pelo presidente Donald Trump como um possível meio de tratamento para a pandemia de coronavírus, foi a “arma secreta” em sua recuperação após o diagnóstico positivo para COVID-19. O ator de 51 anos elogiou a hidroxicloroquina como sendo “crucial” no tratamento que o deixou agora “praticamente de volta ao normal” apenas alguns dias depois da confirmação de que havia sido infectado.

“Estou feliz em informar que meu progresso continua e me sinto praticamente de volta ao normal”, disse Kim em um vídeo gravado da sua casa no Havaí, onde ele se isolou. “Tenho a sorte de estar nos 80% dos casos diagnosticados que não exigiram hospitalização. Essa é uma estatística importante”. Kim disse que quase não apresenta sintomas após ser tratado com um “coquetel” de remédios que incluíram Tamiflu; o antibiótico azitromicina – ou Z-Pak – e sua “arma secreta”, hidroxicloroquina.

Ele disse que foi diagnosticado no dia 18 de março com COVID-19 depois de sentir a garganta arranhando, aperto no peito, dores no corpo e febre logo após retornar ao Havaí da cidade de Nova York. Quatro dias após o diagnóstico, ele disse que “não apresenta outros sintomas além de um pouco de congestão residual, que deve desaparecer em breve”.

“Sim, essa é a droga que o presidente mencionou no outro dia”, disse Kim em um vídeo no Instagram no sábado, observando que o Dr. Anthony Fauci havia alertado que supostas histórias de sucesso sobre o uso da hidroxicloroquina eram “apenas baseadas em experiências pessoais” e não em estudos científicos. “Bem, adicione meu nome a essas experiências pessoais, porque estou me sentindo melhor”, Kim insistiu sobre o medicamento que ele disse ter sido “usado com muito sucesso” contra o vírus na Coréia.

“Não direi que isso é uma cura e não direi definitivamente que você deve usá-lo, mas o que vou dizer é que acredito que foi crucial para a minha recuperação”, disse o ator, também conhecido pela série ‘Hawaii Five-0’. “Obviamente, eu não sou médico, nem advogado – apesar de já ter interpretado [esses papéis] na TV”, disse ele, abrindo um sorriso. Kim disse que sua quarentena poderia terminar na segunda-feira, mas admitiu que “para ter paz de espírito” ele “adoraria ser” testado novamente, mas “não há testes suficientes”.

“Este continua sendo um problema sério em nosso país”, disse ele, também observando a alarmante escassez de suprimentos médicos durante a pandemia. “Isso me confunde, considerando que tivemos vários meses de vantagem na preparação para esse surto”, disse ele. Ele disse que sua família continuava “livre de sintomas”, e brincou: “Apenas entediada, como todos nós”.

Em nota oficial, a ANVISA declarou que a hidroxicloroquina e a cloroquina são medicamentos de controle especial e não há nenhuma comprovação de que seja eficaz contra o COVID-19. “A medida é para evitar que pessoas que não precisam desses medicamentos provoquem um desabastecimento no mercado. A falta dos produtos pode deixar os pacientes com malária, lúpus e artrite reumatoide sem os tratamentos adequados. A Agência recebeu relatos de que a procura pela hidroxicloroquina aumentou depois que algumas pesquisas indicaram que este produto pode ajudar no tratamento da Covid-19. Apesar de alguns resultados promissores, não há nenhuma conclusão sobre o benefício do medicamento no tratamento do novo coronavirus. Ou seja, não há recomendação da Anvisa, no momento, para a sua utilização em pacientes infectados ou mesmo como forma de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus”.

Globo, via Revista Monet

FOTOS – Ator Iran Malfitano celebra reconhecimento após virar motorista de aplicativo: “Voltei para a mídia”

Iran Malfitano voltou à mídia recentemente após descobrirem que o ator estava trabalhando também como motorista de aplicativo. Sem receios em falar sobre o seu ‘bico’, ele conversou com Quem sobre a nova fase de sua vida profissional.

“Eu estava há três anos desempregado e aí comecei a dirigir porque tenho um grande amigo meu que dirige e ele fala o seguinte ‘onde pinga não seca'”, contou Iran. “O custo de vida é muito alto. Estou fazendo teste, fiz teste na Globo, na Record, só que enquanto não pinta nada, falei para a minha mulher: ‘vou meter a cara'”, completou ele, casado há quase dez anos com Elaine Albano, com quem tem Laura, de 8 anos.

Além do aplicativo, o ator também dá aulas de teatro uma vez por semana em uma escola de um de seus amigos, vivendo em uma “jornada dupla”.

Depois que notícias sobre sua nova rotina surgiram na mídia, Iran conta que passou a ter mais oportunidades como ator.

“Bem no começo, a mãe de uma menina que tinha ido me assistir na última peça que eu fiz me reconheceu e a gente conversou de como as coisas estão mudando, como a forma de consumir cultura mudou. E ela conhece alguma repórter e ligou pra mulher e falou: ‘você não tem ideia, peguei um carro com o Iran’. Depois disso, todo mundo ligou para fazer entrevista, voltei para a mídia. E aí as coisas começaram a andar, teste, teste, daqui a pouquinho estou na TV de novo”, contou ele, que revelou já ter alguns projetos engatilhados.

Iran também falou sobre alguns perrengues que passou enquanto estava nos palcos com sua última peça, 5 Homens e Um Segredo, em que trabalhou ao lado de Edwin Luisi, Jayme Periard, Carlos Bonow e Claudio Andrade.

“A gente se produzia, afinava vara de luz, varria palco, levava figurino para casa para lavar e o Edwin falava: ‘Iran, isso é teatro de resistência’. Com 40 pessoas na plateia, a gente não paga nem um iluminador porque eles são tabelados. A gente viajava para dividir 400, 500 reais. Hoje em dia ninguém mais apoia a não ser que você esteja em alguma emissora, porque aí você está com o rostinho na televisão e as pessoas vão. E a gente está numa crise danada, a galera não vai pagar 40 reais. A galera ligava para a gente para falar: ‘eu pago com divulgação’. Você paga com divulgação seu dentista, seu advogado? A gente precisa do mínimo de dinheiro e a gente não estava cobrando muito caro”, desabafou ele.

Laura, filha de Iran Malfitano, ganha quarto com tema de princesas (Foto: Reprodução/Instagram)

Globo, via Quem

 

VÍDEO: Neymar vira ator e participa da série espanhola “La Casa de Papel”

Neymar estará em dois capítulos do seriado espanhol. Foto: Reprodução Netflix

Em meio a toda novela envolvendo a trasferência de Neymar do PSG para o Barcelona, o jogador parece estar ligado em assuntos muito mais leves. Na manhã desta terça-feira (27), a Netflix anunciou o relançamento de dois dos oito capítulos da terceira temporada da série espanhola “La Casa de Papel” e o brasileiro teve participação especial.

Rapidinho Neymar publicou em sua conta do Instagram o vídeo com um pouco da sua participação. Ele disse que estava realizando o sonho de participar de sua série favorita. “Eu pude realizar meu sonho e fazer parte da minha série favorita. E agora eu posso compartilhar o João com todos vocês ! Obrigada”, postou o camisa 10 do Brasil.

O brasileiro faz o papel de um monge chamado João. Com participações no sexto e no oitavo episódios, ele encana com o Professor (Alvaro Morte) e com Berlim (Pedro Alonso).

Não é a primeira vez que o atacante vira ator. Ele já fez participação especial em novelos e programas de TV.

Lance

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. N.A.M.M disse:

    O qie diabos esse fanfarrão vai fazer ai? Cai fora…..

  2. Cidadão disse:

    O seriado perdeu um fã.

João Carlos Barroso morre aos 69 anos; relembre a carreira do ator

Foto: TV Globo

João Carlos Barroso, de 69 anos, morreu nesta segunda-feira, 12/8. O ator sofria com um câncer e sua morte foi confirmada por amigos nas redes sociais. O carioca nascido em fevereiro de 1950 interpretou mais de vinte personagens na TV, entre eles estão o marcante Toninho Jiló, de Roque Santeiro, o Tavico, de Estúpido Cupido, e o Delegado Mesquita, de Sol Nascente, seu último trabalho na dramaturgia.

João Carlos estreou na série Rua da Matriz, a primeira produção dramatúrgica da TV Globo, em 1965. Alguns anos depois, emendou diversas tramas, como: O Bem Amado, Os Ossos do Barão, Pecado Capital, Estúpido Cupido, Locomotivas, O Pulo do Gato, Pecado Rasgado, Marron Glacê, Chega Mais, Pão Pão, Beijo Beijo, Roque Santeiro, Direito de Amar, O Salvador da Pátria, Pedra sobre Pedra, Mulheres de Areia, Tropicaliente, Uga Uga, O Clone, até a sua mais recente Sol Nascente.

Relembre a carreira do ator na TV Globo aqui.

GSHOW

Morre o ator Rutger Hauer, vilão de ‘Blade Runner’, aos 75 anos

Rutger Hauer, em foto de 2011 Foto: Jim Urquhart / REUTERS

O ator holandês Rutger Hauer, conhecido por interpretar o antagonista Roy Batt em “Blade Runner” (1982), morreu no último dia 19, aos 75 anos, em sua casa na Holanda. Ele não resistiu a uma “curta doença”, segundo seu agente.

Hauer consolidou uma carreira de seis décadas na televisão e no cinema, trabalhando em mais de 170 produções. Entre elas, “O feitiço de Áquila” (1985), em que fez o par romântico de Michelle Pfeiffer; “Batman begins” (2005), como o dono da empresa Wayne Corp.; e “Sin City: A cidade do pecado” (2005), no papel de Cardinal Roark, personagem que detinha o poder em Basin City.

Ele venceu um Globo de Ouro pelo telefilme “Fuga de Sobibor” (1987), de Jack Gold, e foi indicado por “A nação do medo” (1994), de Christopher Menaul.

Apesar de versátil, Rutger Hauer se destacou no gênero terror, interpretando Van Helsing em “Dracula 3D” (2012), de Dario Argento; e o vampiro Barlow na minissérie “A mansão Marsten” (2004), baseado na obra de Stephen King.

‘Blade runner’

Em Rutger Hauer em ‘Blade Runner’ Foto: Divulgação

Mas seu papel mais icônico foi na clássica ficção científica de Ridley Scott, no qual viveu Roy Batty, líder dos androides (chamados replicantes no filme) que luta contra o personagem de Harrison Ford.

Na última cena de “Blade Runner”, Hauer proferiu aquele que se tornaria um dos monólogos mais famosos da história do cinema:

“’Eu vi coisas que vocês não imaginariam. Naves de ataque em chamas ao largo de Órion. Eu vi raios-c brilharem na escuridão próximos ao Portal de Tannhäuser. Todos esses momentos se perderão no tempo, como lágrimas na chuva. Hora de morrer.’”

ROY (RUTGER HAUER)
Em ‘Blade Runner’

O longa ganhou a sequência “Blade Runner 2049” (2017), de Denis Villeneuve. O resultado agradou à crítica, mas não impressionou Hauer. “Não é um filme orientado por personagens, não tem humor, não tem amor, não tem alma. Dá pra ver que houve uma homenagem ao original, mas isso não foi o suficiente para mim”, ele disparou.

Filho de atores, Rutger Hauer nasceu em 23 de janeiro de 1944, na cidade de Breukelen, na província de Utrecht, na Holanda. Filho de atores, Rutger Hauer nasceu em 23 de janeiro de 1944, na cidade de Breukelen, na província de Utrecht, na Holanda. Seu avô era capitão de um barco, o que o levou a trabalhar como cargueiro aos 15 anos. Mas sua condição de daltônico o impediu de seguir a carreira. No lugar, estudou artes cênicas.

Sua primeira aparição nas telas foi já como protagonista, na série medieval “Floris” (1969), de Paul Verhoeven. Tornou-se uma celebridade no país de origem graças ao papel no romance “Louca paixão” (do mesmo diretor), indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

Nos anos 1980, enveredou pelo cinema de gênero, em especial o de ação, em obras como “Feitiço de Áquila”, de Richard Donner; “Conquista sangrenta” (1985), de Verhoeven; e “A morte pede Carona” (1986), de Robert Harmon, no qual viveu o psicopata John Ryder.

Seu último trabalho foi na série de comédia “Porters”, mas Hauer está previsto para aparecer em outros quatros filmes em fase de pós-produção.

Como ativista, o artista fundou a Rutger Hauer Starfish Association, uma organização de combate à Aids.

Ele deixa uma filha, a atriz Aysha Hauer.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fabio Dantas disse:

    Grande Ator e grandes filmes participou. A cena final conforme está descrito acima, do filme "Blade Runner" é memorável. os filmes também descritos acima, são ótimos, recomendo a todos: "O Feitiço de Áquila", "Conquista Sangrenta" e "A Morte Pede Carona", este último melhor interpretação.

Ator que vivia corrupto em ‘A Praça É Nossa’ terá de devolver R$ 340 mil; intérprete do personagem João Plenário está em dívida com os cofres públicos

Foto: Reprodução do YouTube / Estadão Conteúdo

Conhecido por interpretar o político corrupto João Plenário no humorístico A Praça É Nossa, do SBT, o ator Saulo Pinto Muniz (Saulo Laranjeira), de 62 anos, foi condenado a devolver R$ 341.619,69 aos cofres do governo mineiro. A decisão é do Tribunal de Contas do Estado de Minas (TCE/MG) e se deve a recursos recebidos da lei estadual de incentivo à cultura. A prestação de contas ocorreu só 15 anos depois e com recibos que não teriam ligação com o caso.

O ator, que também é humorista, apresentador de TV e rádio, cantor, narrador e compositor, recebeu em 2001 através do poder público R$ 100 mil, mas o valor a ser ressarcido foi corrigido e acrescido de juros de mora. O valor era para a realização do projeto Arrumação 2000. E a decisão do TCE, unânime, foi proferida pela 1.ª Câmara na sessão de terça, 26, envolvendo o processo instaurado inicialmente pela Secretaria de Estado da Cultura, em dezembro de 2016, quando o artista prestou contas.

Segundo o tribunal, Laranjeira só apresentou os recibos “quando da declaração de indisponibilidade de bens” e eles “não correspondiam à execução do objetivo proposto”. O relator do TCE, José Alves Viana, diz que o órgão entendeu que houve “omissão deliberada do dever de prestar contas” e, por isso, o humorista deveria ser “responsabilizado por dano ao erário”.

O Projeto Cultural Arrumação 2000 foi um programa da TV aberta no qual Saulo Laranjeira recebia artistas e apresentava quadros de humor. Sem dinheiro para a produção (R$ 756,9 mil), ele requereu R$ 300 mil, mas foi aprovado o valor de R$ 100 mil, que saiu da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais).

Carreira. Saulo Laranjeira ficou conhecido na TV por seu personagem João Plenário, um deputado sem escrúpulos que odeia pobres e que só quer se dar bem. Outro papel que ele vive é o governador Celso Bonitinho, um corrupto que mesmo na cadeia vive cheio de regalias.

Em setembro de 1990, ele abriu uma produtora em Belo Horizonte que, nos últimos dias, permaneceu a maior parte do tempo fechada. Na quinta, 28, uma funcionária esteve no local e falou que o artista estava em São Paulo e não falaria sobre o problema com o TCE.

O Estado procurou ainda o escritório que faz a contabilidade da produtora, mas foi informado que somente o próprio Laranjeira poderia dar alguma declaração. Recados também foram deixados por e-mail e telefone para o artista, sem que houvesse resposta até a publicação da reportagem.

Terra

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jão disse:

    Levou a sério o personagem.

  2. Dr. Veneno disse:

    Mais um pilantra. Não só o personagem, como o próprio atuante.

  3. Cigano Lulu disse:

    Na terra de Macunaíma a promiscuidade não tem limites: a vida imita a arte, e vice-versa.

  4. marcus disse:

    Grande nome da cultura brasileira.

    • Raimundo disse:

      Dou maior valor a ele.
      Provavelmente não atentou para o fato de que teria de prestar contas.
      Provavelmente, não tem esse valor para ressarcir.

Vítimas decidem processar ator que vazou ‘nudes’ após chantagem em SP

Segundo a polícia, Diego Silva se passava por Michele Dias para aplicar golpes na internet (Foto: Arquivo Pessoal)

Duas das vítimas do ator Diego Saraiva Soares da Silva, de 27 anos, que se passava por uma mulher para firmar vídeos íntimos na internet e depois extorquir pessoas sob ameaça de compartilhar as imagens, afirmam que vão processá-lo. O suspeito foi preso pela Polícia Civil em Cubatão, no litoral de São Paulo.

Diego foi preso em flagrante por policiais civis, na última semana, no momento em que recolheria um envelope de dinheiro que seria pago por um advogado de 26 anos como condição da não divulgação das imagens. A vítima, que seria lesada em R$ 11 mil ao todo, já havia entregue R$ 5 mil anteriormente ao ator.

O suspeito criou um perfil falso em uma rede social com o nome de Michele Dias. Ele escolhia alvos da própria cidade para atrair, ligar a webcam e simular conversas íntimas. Na verdade, ele gravava as imagens transmitidas pelos homens para, depois, praticar os atos de chantagem e ameaça.

Ao advogado, que auxiliou a polícia na localização do suspeito, ele pediu dinheiro. A vítima topou pagar com receio do que a divulgação das imagens poderia ocasionar à vida profissional dele, que afirmou “ter perdido a paz” enquanto era chantageado. “O que está decidido é que vou processá-lo, sim”.

Mensagens mostra como vítima era orientada a entregar dinheiro (Foto: Reprodução)

Outro alvo, um microempreendedor, de 24 anos, que se negou a obedecer o ator, teve fotos compartilhadas em uma rede social. Diego, que se passava por Michele, queria que a vítima manchasse a imagem de um grupo de pessoas na cidade e o mandou drogá-los durante uma festa. “Quero justiça e vou processar”.

O caso

O perfil de Michele Dias, criado por Diego, foi montado para parecer real. Havia conversa com supostos amigos e várias pessoas que interagiam com ela, supostamente por acreditar que se tratava de uma mulher. Ele foi desmascarado depois que o advogado acionou a polícia, após ele ter pedido mais R$ 6 mil.

Investigadores o acompanharam no dia em que ele deveria deixar um envelope com o dinheiro em um banheiro de um supermercado. Como a ação era controlada, a vítima deixou somente R$ 600 no local combinado – as notas foram fotografadas anteriormente. Diego foi preso ao ser flagrado fugindo do local com o valor.

“Na delegacia, ele me viu e se ofereceu para devolver os R$ 5 mil. Eu não estava mais ligando para o dinheiro, pois dei como perdido. Queria mesmo era a minha paz de volta. Não queria viver mais em um inferno”, disse o advogado. Os policiais foram até a casa do ator, que admitiu o crime, e apreenderam o notebook dele.

G1