Em depoimento, torcedora nega agressões após o término do Gre-Nal

Reprodução/TV

Na última segunda-feira (22), quatro pessoas envolvidas no triste caso onde uma torcedora do Grêmio aparece sendo hostilizada por um pequeno grupo de torcedores do Internacional logo após o término do clássico no último fim de semana que terminou em 1 a 1 foram ouvidas na 20ª Delegacia de Polícia Civil de Porto Alegre.

Segundo relatou o delegado responsável, Miguel Mendes Ribeiro Neto, a postura da principal acusada das agressões físicas e verbais que aparece nas imagens foi de negar qualquer ofensa proferida mesmo com o confronto do material cedido pelo Inter através do circuito interno de segurança.

A vítima das agressões, assim como um conselheiro do Internacional e um segurança do clube, o último na condição de testemunha, também já foram ouvidos no trabalho que tem a previsão de, por ora, coletar o depoimento de pelo menos mais dez pessoas.

Apesar do trabalho ainda estar em fase inicial, pelo que já foi absorvido de informações, o Estatuto do Torcedor (41-B, frisando “promoção da violência e ofensas de natureza pessoal”) já está sendo analisado como imputação cabível.

R7, via Lance

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ems disse:

    É interessante frisar que os agressores eram de um grupo de torcedores do Internacional que se denominam "antifascistas". Seria mero acaso ?

Lula se cala em depoimento de duas horas à PF

Foto: Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está preso pela Operação Lava Jato desde abril do ano passado em Curitiba, prestou depoimento na Polícia Federal (PF) na manhã desta sexta-feira (5).

Como Lula está detido em uma sala especial na PF, não precisou de deslocamento para a oitiva, que começou por volta das 9h e terminou pouco antes das 11h. O petista ficou em silêncio, conforme informou a PF.

“Ninguém é obrigado a depor sobre um processo sigiloso, sobre documentos ocultos. E é isso que a defesa está buscando, a defesa está buscando exercer um direito, o direito de ter acesso a uma investigação antes que o ex-presidente venha prestar depoimentos”, afirmou o Cristiano Zanin Martins, advogado de Lula, ao sair da PF.

O advogado deixou claro que a defesa não teve acesso aos autos do inquérito e, por isso, o ex-presidente ficou em silêncio.

O fato de a defesa não ter tido acesso aos documentos já foi motivo para que a oitiva fosse adiada. Contudo, de acordo com Zanin, a defesa ainda não teve esse acesso à íntegra das investigações.

“O ex-presidente é o maior interessado em esclarecer a verdade dos fatos, mas a defesa não pode abrir mão de uma garantia constitucional que é a de conhecer a íntegra do processo antes que ele vá prestar um depoimento”, disse Zanin.

Depoimento suspenso

Esse depoimento estava marcado para 22 de março, mas foi suspendido pelo ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que atendeu a um pedido da defesa do petista. Lula foi condenado em dois processos da Lava Jato.

O depoimento é referente a inquéritos que tramitam na Justiça Federal do Paraná. Em março, a defesa do ex-presidente argumentou que ele não havia tido acesso a uma série de relatórios e laudos, o que representava cerceamento de defesa.

Ao analisar o pedido, Fachin deu razão à defesa e determinou que os advogados tenham no mínimo cinco dias para analisar o material.

Inquéritos

Os inquéritos sobre os quais ele deve prestar depoimento envolvem os seguintes fatos:

Se houve lavagem e corrupção em razão do suposto pagamento de propina pela Odebrecht no caso de navios-sonda construídos pela Sete Brasil;

Se houve lavagem, corrupção e cartel em relação a atos de Lula na construção da Usina de Belo Monte.

Versão de Lula

Desde o início das investigações, a defesa de Lula afirma que o ex-presidente não cometeu crimes antes, durante ou depois do mandato, acrescentando que não há provas contra Lula.

O próprio Lula também já disse reiteradas vezes que é inocente e não cometeu irregularidades.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    A característica fundamental de todo bandido: não tem bens em seu nome, não viu nada, não sabe de nada.

  2. Luladrão disse:

    Todo bandido culpado usa essa tática suicida. Vai apodrecer na cadeia.

Temer fica em silêncio em depoimento na Superintendência da PF no Rio

Foto: MAURO PIMENTEL / AFP

O ex-presidente Michel Temer não prestou depoimento nesta sexta-feira. O emedebista nem chegou a ficar diante dos procuradores porque sua defesa informou antes que Temer ficaria em silêncio.

José Baptista Lima, conhecido como Coronel Lima e apontado como operador do ex-presidente, também ficou em silêncio.

Em prisão preventiva desde a manhã de ontem, Temer passou a noite em uma sala de 20 metros quadrados no terceiro andar da Superintendência da Polícia Federal (STF), com cama de solteiro, ar-condicionado e frigobar. Uma TV também deve ser instalada no local.

O ex-presidente foi detido no meio da rua, no Alto de Pinheiros, Zona Oeste, próximo à sua casa. Os policiais federais interceptaram o carro em que ele estava. Após anunciarem a prisão, um agente assumiu o volante e conduziu o veículo até o Aeroporto de Guarulhos.

A defesa de Temer entrou com o pedido de liberdade na tarde desta quinta-feira, após o emedebista ser preso por policiais federais nesta ma. O recurso foi protocolado às 16h11 e distribuído para Ivan Athié, que é o relator da Operação Prypiat, uma das que originou a operação desta quinta-feira.

Denominada Descontaminação, a ação é um desdobramento da Operação Radioatividade, que investiga desvios nas obras da Usina de Angra 3 e tem como base a delação do empresário José Antunes Sobrinho, dono da Engevix, que menciona pagamentos de R$ 1 milhão em 2014.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Logo tu, Lulia… Você, que depois de Jânio, foi nosso único presidente a dominar mesóclises?
    Que a Marcela ache cafona você ser mesoclítico, tudo bem. Mas nem uma palavrinha para a galera de Natal?

  2. Brasileira indignada disse:

    Quem cala…

  3. hein? cuma? disse:

    É um hotel???????? O povo vai pagar mais essas diárias para esse LADRÃO? Qual a valia de todo este processo se o priva apenas do direito de ir e vir. direito esse, destinado aos que não cometem crimes, diga-se de passagem. A justiça, ao mesmo tempo que impressiona pela ação, se desmoraliza pela conclusão. O lugar dele, e de seus comparsas é um PRESÍDIO! E tenho dito!

    • VTNC disse:

      Concordo com a prisão , lembrando somente que ele tem curso superior e ainda não foi julgado e condenado .

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro falta pela segunda vez a depoimento no MP do Rio

O policial militar Fabrício Queiroz , ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), senador eleito pelo Rio, faltou pela segunda vez ao depoimento que estava marcado na sede do Ministério Público do Rio de Janeiro. Queiroz era esperado nesta sexta-feira para prestar esclarecimentos a respeito da movimentação atípica apontada pelo relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017. Ele faltou ao depoimento marcado para a última quarta-feira e por isso a oitiva foi remarcada. Tratado como investigado, segundo nota emitida pelo MP, ele iria falar ao Grupo de Atribuição Originária Criminal (Gaocrim) da Procuradoria-Geral de Justiça.

Em nota, o MPRJ diz que o advogado de Queiroz comunicou que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro compareceu ao MP para informar que seu cliente “precisou ser internado na data de hoje, para realização de um procedimento invasivo com anestesia, o que será devidamente comprovado, posteriormente, através dos respectivos laudos médicos”.

O MP informou ainda que familiares de Fabrício Queiroz serão ouvidos no dia 8 de janeiro. Outros assessores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) também prestaram depoimento, em data a ser marcado.

A defesa se comprometeu a apresentar os referidos laudos até a próxima sexta-feira, dia 28.

Flávio Bolsoanro sera convidado a prestar depoimento

Flávio Bolsonaro (PSL) será convidado a prestar depoimento no dia 10 de janeiro .

“O MPRJ esclarece que dando prosseguimento às investigações será enviado oficio ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) sugerindo o comparecimento do deputado estadual Flávio Nantes Bolsonaro, no dia 10/01, para que preste esclarecimentos acerca dos fatos”, diz a nota.

Repasses de oito funcionários

O relatório do Coaf identificou repasses de oito funcionários e ex-funcionários de Flávio Bolsonaro para Queiroz no período analisado. O maior valor veio de Nathalia Melo de Queiroz, filha do PM e ex-funcionária dos gabinetes de Flávio e Jair Bolsonaro. Ela transferiu mais de R$ 84 mil. A mulher do ex-assessor, Marcia Oliveira de Aguiar, que também foi lotada na equipe de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), repassou R$ 18,8 mil.

O Coaf identificou ainda a ocorrência de depósitos fracionados em dinheiro vivo na conta do ex-assessor. Boa parte dos valores foram repassados a ele no mesmo dia ou em datas próximas ao pagamento dos servidores da Alerj. Também houve depósitos de valores idênticos em meses seguidos.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Henrique Chal disse:

    Será que vão suicidaram. Eu dou por visto a pressão e ameaças, que esse laranja está passando, com os Bolsolouco.

  2. Potiguar disse:

    Se fosse um petista?

    • Aldemir disse:

      mimimi

    • Rosa disse:

      Vc sabe que o assessor do petralha movimentou 40 vezes mais dinheiro (49 milhões de reais) que esse aí e nem foi convocado pra prestar depoimento?

  3. Olavo disse:

    Esse homem vai acabar morrendo.

    • Rômulo disse:

      Também acho! Imagina se as forças que se ocultam atrás da eleição de Bozonaro vão deixar o articulador do BOLSOLÃO abrir a boca!

    • Jair disse:

      Rapaz… Se acontecer ainda vão dizer que foi coisa da esquerda hehehehe

“As orientações são repassadas pelo espírito”, diz João de Deus, em depoimento

Em seu depoimento, obtido por O Globo, João de Deus disse que não tem responsabilidade pelo que faz nos atendimentos espirituais:

“As orientações são repassadas pelo espírito”.

Questionado se faz tratamento com cirurgias incisivas, ele respondeu:

“Deus que faz”.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Teixeira disse:

    Coisa totalmente diabólica, o sangue de Cristo tem poder, está repreendido

  2. Juliana disse:

    Venhamos e convenhamos a mídia fez o João de Deus várias reportagens assisti em nas emissoras exaltando os poderes espirituais do João de Deus ou João do Diabo, agora a própria mídia condena é mais uma vez a população é enganada,portanto nem tudo que reluz é ouro

  3. Bruno Lira disse:

    Se o SUS funcionasse como deveria, o povo não precisaria acreditar em crendices nem se submeter a curandeiros… No final das contas, a culpa é desses políticos safados daqui deste país safado.

  4. Samile disse:

    Esse santo todo precisava de 4 armas guardadas no quarto? pra mim so esse assunto ja feixa esse cadeado

  5. Paulo Elias disse:

    Espíritos malignos!!!

  6. José Dantas disse:

    Será que a tese de defesa é jogar a culpar o caboclo mamador?

‘Virei uma página’: Casagrande narra como ficou um mês sem beber e sem se drogar na Rússia

Por Walter Casagrande, para Época

Faço tratamento para dependência química há dez anos. Um tratamento muito complicado, porque ele não termina. A gente sempre acha que está bom, e de repente acontece alguma coisa que te mostra que você está longe. A minha rotina não é fácil. Segunda é o dia que eu vou para a terapia em grupo. Eu tenho que fazer a minha programação da semana e contar como foi meu fim de semana. Nos outros dias, eu só vou se quiser. E eu vou todos os dias em que não tenho trabalho para fazer. Vou às terças, quintas e sextas. Saio com minhas psicólogas para jantar, vou com elas ao cinema na quinta, mas deixo tudo programado por escrito para me controlar.

Na Copa de 2014, eu ainda bebia. Fiquei fazendo happy hour, bebendo. Não usava mais droga, mas o álcool estava presente, e com o álcool vinha aquele pensamento de usar a droga. Me internei por sete meses, de setembro de 2015 a março de 2016. Não de ficar totalmente preso. Eu saía para fazer as transmissões dos jogos, saía para ir ao cinema, mas sempre acompanhado da minha psicóloga. Saía para ir ao teatro, me divertir, mas ia e voltava com a psicóloga. Fiquei sete meses dormindo na clínica, participando de grupos terapêuticos.

Saí da internação na clínica em março daquele ano de 2016 e fui cobrir a Olimpíada aqui no Brasil. Fiz a Olimpíada legal, tranquilo, sem problema algum, até porque não saía do hotel a não ser para fazer os jogos. Só saía para o que precisava. Naquela época conheci a Baby [do Brasil], inclusive, e nós saímos para jantar todos os dias lá na última semana da Olimpíada. Todo dia. Ela ficou numa de me cuidar mesmo, de me ajudar. Nós não estávamos namorando. Eu tinha tido contato com ela por pouco tempo. Foi realmente coisa de amigos.

No último dia, de encerramento da Olimpíada, eu tinha dois ingressos para assistir à final entre Brasil e Alemanha. Avisei minha psicóloga, ela foi para o Rio, e nós fomos eu, minha psicóloga e a Baby. Me toquei ali que tinha sido o primeiro evento que eu tinha passado sóbrio. Foi na Olimpíada de 2016. Mas ela foi no Brasil, então eu tinha recursos de psicólogos, amigos, tinha toda ajuda. Eu precisava de um evento grande, uma Copa do Mundo fora do Brasil, para que eu mesmo tivesse de resolver as coisas. Aí, sim, eu ia me sentir num patamar mais evoluído.

Leia A ÍNTEGRA AQUI

Depoimentos da operação Manus, que investiga suposto esquema de propina na obra da Arena das Dunas, retomados nesta quarta-feira

Nesta quarta-feira(16), a Justiça Federal no Rio Grande do Norte retoma os depoimentos das testemunhas de defesa do processo da Operação Manus, como ficou conhecida a investigação que aponta, supostamente, para um esquema de propina na obra do estádio Arena das Dunas, em Natal.

No total serão 25 pessoas ouvidas nessa etapa. Na quarta-feira os depoimentos serão iniciados a partir das 9h. O primeiro a ser ouvido será Carlos Ivan Melo, que foi arrolado como testemunha da defesa de Henrirque Alves.

Os depoimentos acontecerão nos dias 16, 17 e 18 e nos dias 22, 23 e 24, sempre iniciando às 9h.

As defesas de alguns réus incluíram testemunhas que têm, por prerrogativa legal, o direito de responderem aos questionamentos por escrito. Nesses casos, as perguntas de todas as partes já foram encaminhadas e serão enviadas na próxima semana, por ofício, às testemunhas, para resposta no prazo de 30 dias.

‘Eu tenho mais medo do preconceito do que do HIV e por isso enfrentei a PEP’

por Dinarte Assunção

A arquiteta Talita, nome fictício, parou a três passos da mesa ao ver o telefone jogado perto de uma xícara antes de perguntar:
– Não vai ter foto, não é?

Sorvi o café quente, enquanto a olhava assustada, para responder em seguida: – Não. Não vai ter foto. Ninguém saberá de nossa conversa. Sente-se. – E indiquei-lhe a cadeira imediatamente à minha frente.

– Eu ainda não acredito como você me achou – disse jogando a bolsa na cadeira à sua direita. Mais inacreditável ainda é que eu topei. – Colocou as duas mãos sobre a mesa e começou a tamborilar com os dedos sobre a tolha impecavelmente branca. – O que você quer saber?

Jovem, morena, alta, bonita. Aos 29 anos, Talita é um rosto numa multidão invisível de jovens que têm buscado cada vez mais a profilaxia pós exposição (PEP) contra o HIV, um tratamento de fortes efeitos colaterais a que muitos jovens de minha geração estão se expondo após relações sem camisinha em que acreditam terem sido expostos ao vírus que provoca a síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS).

– A primeira é a pior de todas as noites. Eu me contorcia de dor no estômago sobre a cama. Eu suava muito, sentia arrepios. Tive falta de ar. Eu achei que ia morrer.

A PEP é um procedimento que deve ser feito durante 28 dias consecutivos e deve ser administrada até 72 horas após a relação de risco. Talita conta que procurou o tratamento no dia seguinte a uma relação de risco depois que soube que o homem com quem saíra na noite anterior tinha o hábito de sair com travestis.

– Quando ele me confirmou que não só saía com travestis mas que também eventualmente transava sem camisinha, eu surtei e fui para o Hospital Giselda Trigueiro – relata Talita. O hospital foi procurado para contribuir com estatísticas para essa reportagem, mas não obtivemos sucesso após uma semana de contato.

Depois de fazer um teste rápido no hospital, com resultado negativo, a arquiteta foi orientada sobre os procedimentos da PEP: por 28 dias consecutivos precisaria tomar um comprimido, o mesmo utilizado no tratamento de HIV, mas com outra finalidade: evitar a contaminação pelo vírus, caso o parceiro com quem teve relação de risco fosse portador da doença.

– Nos dias seguintes, os sintomas amenizam, mas ainda são muito desconfortáveis. Era muito angustiante. Foram os piores dias da minha vida até hoje. Eu não sei o que era pior: os efeitos físicos ou psicológicos.

Amedrontada pela perspectiva de ter se contaminado e com medo de se expor, Talita atravessou a via crucis da PEP calada.

– Perguntavam-me no trabalho o que eu tinha. Porque era muito perceptível, eu vivia calada, abatida, sempre paranoica sobre o que iria acontecer. Com constante falta de ar, com calafrios. Quando anoitecia, eu chorava ao lembrar que as dores iriam recomeçar logo mais, quando eu tomasse mais uma dose da medicação.

– Mas você não contraiu o HIV. Por que ainda tem vergonha de falar sobre esse assunto? – Perguntei a Talita, que continuava tamborilando os dedos sobre a mesa. Ela me fitou demoradamente e, cessando os movimentos dos dedos, respondeu assertiva.

– O pior do HIV, me parece, não é a doença. É o preconceito. Como eu vou explicar à minha mãe e meu filho de 10 anos que aquele junho de 2016 o que eu tinha não era uma indisposição, mas um tratamento para evitar o HIV? Eu tenho medo do preconceito mais do que da doença.

Desde então, Talita disse que jamais voltou a ter relações desprotegidas. Aprendeu a lição e conta que só topou dar a entrevista para expor como é torturante, embora necessário, fazer a profilaxia pós exposição.

– Se você teve relação de risco, não perca tempo. Procure ajuda. Conviver com a dúvida é um peso muito alto – aconselha a arquiteta.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. luna disse:

    E porque inventa de ir ter relações sexuais sem camisinha? Aposto que o uso do preservativo iria ser o bastante, ao invés desse mimimi de trauma pós PEP. Sorte sua que não contraiu o vírus, que consegui fazer o tratamento, que sirva de alerta para não dar bobeira outra vez.

Lula pede a Moro que suspenda interrogatório de setembro

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva requereu nesta quinta-feira, 17, ao juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, suspensão do novo interrogatório do ex-presidente, marcado para 13 de setembro, no processo em que o petista é acusado de corrupção passiva por propinas da empreiteira Odebrecht para compra de terreno supostamente destinado à construção de uma futura sede do Instituto Lula.

Na mesma petição, os advogados pediram ao magistrado que determine ao Ministério Público Federal a apresentação de todas as correspondências trocadas com o Ministério Público da Suíça sobre o sistema “My Web Day” – exibindo, inclusive, a via eletrônica dos documentos para que sejam submetidos à perícia.

Segundo os advogados de Lula, a força-tarefa do Ministério Público Federal na Lava Jato informou que não teve acesso à “cópia integral” do sistema, embora um delator da Odebrecht tivesse declarado “estar na posse da chave correspondente”. A defesa do ex-presidente alega que o colaborador se “retratou” dessa afirmação, cinco dias após ter requerido o acesso ao “My Web Day”.

Ao requerer a suspensão dos interrogatórios marcados para setembro, inclusive o de Lula, a defesa argumentou necessidade de submeter ao contraditório papéis que foram juntados no dia 3 de agosto pelo Ministério Público, “após a realização de 34 audiências e a oitiva de 97 testemunhas”.

“O Ministério Público Federal promoveu a juntada tardia de papéis ao processo, impedindo que a defesa pudesse indagar às testemunhas sobre esse material”, afirmam os advogados do ex-presidente. “Há necessidade de dar oportunidade para que as testemunhas indicadas pela defesa sejam reinquiridas. A juntada desses papéis também não foi acompanhada de qualquer indicação de origem e devem ser objeto de uma perícia.”

ESTADÃO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Waldemir disse:

    Há esqueci é um cifadaobque precisa de 97 testemunhas para provar o que???

  2. Waldemir disse:

    Isso é porque todo brasileiro ouviu o Luladrao falar que estava com pressa para poder provar sua inocência kkkk
    Com a palavrabos petistas

  3. paulo disse:

    BG
    Esses advogados só sabem faze r CHICANA, mais o Juiz Sérgio Mora não vai engolir esta manobra.

  4. Miguel Nascimento disse:

    Não sou jurista mas esse filme já passou no processo do triplex, a defesa entrando com pedidos atrás de pedidos para protelar uma sentença e jogar o processo para frente indefinidamente.
    É insano ver a postura desse advogado de Lula. Ele não faz defesa, só protela as situações, parece se perder diante das provas existentes.
    Lula vai peregrinar pelo nordeste levando a tira color os militantes do MST para fazer número em seus comícios. Mas não se configura crime eleitoral fazer campanha político antes do registro da candidatura e do período eleitoral?

ACARAJÉ QUENTE: Santana deve tentar usar ‘saída Duda’

duda e joaoEntre todos os paralelos possíveis entre o mensalão e o petrolão, os dois maiores escândalos da era petista, poucos são tão eloquentes quanto os capítulos destinados aos marqueteiros do PT.

Dez anos depois de Duda Mendonça chocar o país com o depoimento em que admitiu, em rede nacional diante da CPI dos Correios, ter recebido no exterior pela campanha de Lula, é a vez de João Santana que o substituiu no marketing petista, colocar a presidente Dilma Rousseff em xeque.

A ironia fica por conta de que, ex-sócios, Duda e Santana hoje são desafetos.

Ainda assim, defesa de Santana deverá seguir o roteiro adotado por Duda, que lhe rendeu uma rara absolvição no festival de condenações do mensalão em 2012.

Deve admitir ter recebido recursos no exterior, mas negar sua relação com as campanhas de Lula, Dilma e outros petistas. Vai se dispor a pagar o que eventualmente seja devido à Receita e tentará escapar da imputação de crimes mais graves, como lavagem, evasão de divisas e corrupção passiva.

O caroço no angu é que, agora, a Lava-Jato tem um raio-X muito mais detalhado da complexa rede de off-shores e pagamentos a Santana no exterior. Mais: a força-tarefa sustenta ter evidências de que dinheiro desviado da Petrobras irrigou essa rede.

Caso isso seja provado, o caso Duda terá sido o que foi o mensalão diante do petrolão: apenas um prelúdio pueril, quase modesto.

Fonte: Radar Online / Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo disse:

    BG
    Este mal caráter é mesmo um mister M (ilusionista e SAFADO), como disse ontem um senador no congresso.

  2. Verdade seja dita disse:

    O pai da mentira é o diabo. Depois das mentiras deslavadas para ajudar a eleger sua Cliente será que este capeta tem créditos para fazer sua defesa junto a PF.

CANDEEIRO: PGJ quer investigar possível participação de Ricardo Motta

ricardo-motta-assembleiaA Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ) solicitou ao Tribunal do Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) autorização para abertura de Procedimento Investigatório Criminal (PIC) em relação ao fato envolvendo o deputado estadual Ricardo Motta, que foi alegado no interrogatório de Gutson Johnson Giovany Reinaldo Bezerra na Ação Penal referente à Operação Candeeiro.

Durante depoimentos, Gutson afirmou que ficava com 20% dos recursos desviados do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), que operadores ficavam com outros 20% e que os outros 60% ficavam com políticos, porém Gutson só nominou o deputado estadual Ricardo Motta, a época presidente da Assembleia Legislativa, como beneficiário.

Nesse esquema de desvios, Gutson afirmou ter ficado com R$ 4,5 milhões. A ação, deflagrada pelo Ministério Público em setembro de 2015, apura desvios de mais de R$ 19 milhões no órgão.

Gutson disse que foi nomeado para o Idema no início de 2011. Segundo ele, ainda neste ano foi procurado por Ricardo Motta. “Ele me procurou e pediu dinheiro. Disse que estava com dívidas por causa das eleições de 2010, que precisava de mais dinheiro para as eleições de 2012 e que não tinha mais como tirar da Assembleia Legislativa. Diante disso, eu fiz a ponte entre esse agente político e as pessoas do Idema que sabiam como poderíamos desviar verba”, garantiu.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. escritor disse:

    Sem entrar no merito da Candeeiro, impressiona o poder que tem um presidente da Assembleia Legislativa. Robson quando presidente da AL, elegeu o filho Fabio para deputado federal. Ricardo Mota elegeu o filho deputado federal. Alvaro Dias, depois de exercer a presidencia da AL se elegeu deputado federal, hoje voltou a ser deputado estadual. Fica a pergunta, Ezequiel vai para deputado federal? Ja se comenta que quer ser Senador.

    • Elves Alves disse:

      Escritor, só uma historinha para descontrair.
      Lembra-se qual foi o grande feito do deputado Álvaro Dias quando ele presidiu a famigerada AL?
      Caso você pense que foi a reforma da sede do Palácio José Augusto, acertou em cheio.
      Na época, tive acesso a um dossiê técnico, elaborado por um engenheiro adversário de Dias, no qual ficava demonstrado por que a eleição do presidente da AL a deputado federal era tida como favas contadas.
      E sabe por que, Escritor? Porque a grana já ouvia a conversa.
      Anote aí: o preço do metro quadrado da reforma física AL custou mais caro que o mesmo metro quadrado da escandalosa construção do Fórum Trabalhista de São Paulo, que resultou na prisão por fraude do juiz Nicolau dos Santos Neto, o famoso Lalau.
      Só que na terra de Poti o desfecho foi o mais tranquilo possível. Como de costume, o silêncio se abateu sobre o caso e Álvaro foi 'reformado' à condição de deputado federal.
      Só não renovou o mandato federal porque não teve chances de chegar à cadeira hoje ocupada por Eduardo Cunha.

  2. Zilda da Silva disse:

    Pareceu muito fácil, pegar um filho desconhecido, sem nenhum tipo de projeção política,/social, e eleger como o Deputado Federal mais votado do RN. Agora pega o mesmo, retira um " ícone" da política do Estado da cabeça de um partido e ainda tem a intenção de colocá-lo para concorrer a Prefeito de Natal. Mesmo que chovesse dinheiro no quintal desse senhor, ele não investiria tanto com a possibilidade de perder. Só se " joga fora ", dinheiro que não é ganho com o próprio suor. Vamos ver se realmente investigarão o mesmo!!!

  3. Verdade seja dita disse:

    Se for verdadeira a informação mais uma decepção.

  4. Tatuverdadeiro disse:

    Blindagem…

  5. Tatuverdadeiro disse:

    Temos que extinguir imunidade parlamentar , pois estao utilizando para blidagem de verdadeiros parlamentares
    Deliquentes !

  6. Curioso disse:

    Parece que ele tinha ligação no Idema… O cunhado do deputado, salvo engano, era Diretor geral do órgão, confere BG?

NO VENTILADOR: Cerveró cita US$ 100 milhões de propina ao governo de FHC

16/04/2014. Credito: Bruno Peres/CB/D.A Press. Brasil. Brasília - DF. Ex-diretor financeiro da Petrobras Nestor Ceveró, durante audiência da Comisão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, no Congresso Nacional.
Foto: Bruno Peres/CB/D.A Press

O ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, disse à Procuradoria-Geral da República (PGR), antes de fechar o acordo de delação premiada, que a venda da petrolífera Pérez Companc envolveu pagamento de propina no valor de US$ 100 milhões ao governo de Fernando Henrique Cardoso (FHC).

O documento em que consta a informação foi obtido pela RPC. Cerveró está preso pela Lava Jato desde janeiro do ano passado.

A compra da empresa argentina pela Petrobras ocorreu em 2002. Ainda de acordo com o depoimento, Cerveró disse que quem repassou essa informação a ele foram os diretores da Pérez Companc e Oscar Vicente, ligado ao ex-presidente argentino Carlos Menem.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso declarou que afirmações vagas, sem especificar pessoas envolvidas, e servem apenas para confundir e não trazem elementos que permitam verificação.

“Não tenho a menor ideia da matéria. Na época o presidente da Petrobrás era Francisco Gros, pessoa de reputação ilibada e sem qualquer ligação politico partidária. Afirmações vagas como essa, que se referem genericamente a um período no qual eu era presidente e a um ex-presidente da Petrobras já falecido, sem especificar pessoas envolvidas, servem apenas para confundir e não trazem elementos que permitam verificação”.

Fonte: G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Alexandre Medeiros disse:

    Maracujina e Brasil meu país vocês são ótimos. Qualquer nova notícia serve para justificar a PaTifaria e corrupção dos que hoje estão no poder. Façamos um trato, nós da sociedade civil organizada, vamos acabar com essa corrupção desmantelada que nos assola.

  2. Junior pinheiro disse:

    Sim, não e da classe não né moço??? E acredita-se em bicho papão, papai noel e etc…..!!!

  3. Maracujina disse:

    Bilú, bilú , bilú .. Bilú tetéia … Agora está tudo dominado :
    FHC O INTELECTUAL TAMPA DE CRUSH , está na sacanagem .
    O DEPUTADO COPA DO MUNDO , OLIMPÍADAS E COISAS AFINS , TÁ QUE NÃO PASSA NEM UM ABACAXI .
    AECINHO , O NETINHO DE TANCREDO TÁ TODO ENROLADO
    JOSÉ AGRIPINO "o probo "" , caladinho , caladinho .
    O danado é :
    Não existe nada contra Dilma e essas autarquias querem derrubá-la .
    Derruba não menino .

  4. Brasil meu país! disse:

    Alguém se lembra do Brindeiro, engavetador geral da República? E a PF da era Tucana, existia?
    Quem bom q a podridão dessa época tb está aparecendo, pena q muito se perderá na história pois o judiciário era aparelhado e a PF era desmantelada.
    Com a palavra os hipócritas coxinhas.

  5. Maracujina disse:

    E agora ? Vai ser coxinha estragada por todo canto . Vamos logo marcar uma passeata lá no midway .

Delator confirma pagamento de R$ 10 milhões a ex-presidente do PSDB para abafar CPI

O novo delator da Operação Lava-Jato Carlos Alexandre de Souza Rocha, o Ceará, confirmou à Procuradoria-Geral da República o pagamento de R$ 10 milhões ao ex-presidente do PSDB senador Sérgio Guerra (PE) – morto em 2014 – para “abafar” a CPI da Petrobras de 2009, às vésperas do ano das eleições presidenciais em que Dilma Rousseff (PT) chegou ao Palácio do Planalto.

A revelação sobre o repasse milionário ao então número 1 do PSDB foi inicialmente revelada em agosto de 2014 pelo primeiro delator da Operação Lava Jato, engenheiro Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras. Segundo Costa, o dinheiro foi providenciado pela empreiteira Queiroz Galvão. O doleiro Alberto Youssef, que também fez delação, já havia confirmado o pagamento ao PSDB.

O partido nega ter recebido valores ilícitos. A empreiteira reiteradamente tem negado o repasse.

Ceará fez dezenove depoimentos à Procuradoria-Geral da República, entre 29 de junho e 2 de julho de 2015.

No trecho em que fala dos R$ 10 milhões para o PSDB, ele apontou o ex-deputado José Janene (PP/PR), morto em 2010 e apontado como mentor do esquema de propinas na Petrobras. “José Janene falou claramente o seguinte: ‘A CPI terminou em pizza’”.

Segundo Ceará, o ex-deputado do PP era um dos cabeças do esquema de corrupção instalado na Petrobras.

Foi Ceará quem apontou em sua delação a entrega de R$ 300 mil ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) por um executivo da empreiteira UTC – uma das líderes do cartel que atuou na Petrobras entre 2004 e 2014, corrompendo e superfaturando preços em contratos bilionários, em conluio com políticos e executivos da estatal petrolífera.

Fonte: Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Roberto Jácome disse:

    E o nosso Zé hemmmm???

  2. Junior pinheiro disse:

    Eu disse: nao tem um que preste !!!e se gritar pega ladrao, nao fica um meu irmao!!!!

  3. Lino disse:

    Três coisas fáceis pra qualquer covarde:
    1 – empurrar bêbado numa ladeira;
    2 – tomar pirulito de uma criança;
    3 – acusar um morto…

  4. Natanael disse:

    Olha a bagunça que o PT vem jogando o Brasil. É uma imoralidade ver a forma de ação do PT, que destruiu tudo que era legal, moral, ético e tinha futuro nessas terras. Faz uma campanha diária na difamação de pessoas e partidos da oposição quando é o próprio PT quem leva o Brasil a lama do socialismo, populismo e destruição da cadeia produtiva.

    • Fernando Segundo disse:

      Você não sabe ler? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. O texto fala sobre o PSDB e Aécio.

  5. João Ferreira disse:

    NINGUÉM VAI GRITAR, ESPERNEAR, BATER PANELAS, PEDIR A PRISÃO, CELERIDADE, JUSTIÇA, ETC, ETC, ETC?
    Carlos Alexandre de Souza Rocha, o Ceará, que denunciou a entrega de propina de R$ 300 mil ao senador Aécio Neves, confirmou em delação premiada à Procuradoria Geral da República que em 2009 os R$ 10 milhões foram entregues ao então presidente do PSDB, o senador Sérgio Guerra (PE), para "abafar" a CPI da Petrobras da ocasião; revelação já havia sido feita pelos primeiros colaboradores da Lava Jato; "José Janene falou claramente o seguinte: 'A CPI terminou em pizza'", disse Ceará, sobre o ex-deputado do PP morto em 2010, segundo ele, um dos cabeças do esquema de corrupção na Petrobras.

  6. Brasil meu país! disse:

    Onde anda a galera revoltada com a corrupção? Ahhh, só se for do PT!!!

    • SURPRESO disse:

      Se espernear e gritar, justifica a canalhice do PT? Será que vcs não acordam nunca? Será que vcs não entendem nunca? O PT é uma corja de marginais e LULA é o Capitão da corja…Entendam isso de uma vez, vai ficar mais fácil!

  7. Val Lima disse:

    Nesse inferno (politica) não tem santo!!!!

  8. Alldo disse:

    Se não tivessem abafado a denúncia da corrupção da Petrobrás, o resultado da eleição seria outro. A diferença seria grande e não teriam condições de fazerem "brejeiras" como aconteceu, alterando o resultado.

Filho de Lula diz à PF que recebeu ‘valores por serviços contratados’

O empresário Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, declarou nesta quarta-feira, 4, à Polícia Federal que por meio de sua empresa LFT prestou serviços à Marcondes e Mautoni nos anos de 2014 e 2015 e, por isso, recebeu ‘os valores que foram contratados’.

A Marcondes e Mautoni está sob suspeita de compra de Medidas Provisórias para favorecer o setor automotivo. Segundo a investigação, Luís Cláudio teria recebido R$ 2,4 milhões da Marcondes e Mautoni.

As informações sobre o depoimento do filho de Lula foram divulgadas por sua defesa.

Luís Cláudio é alvo da Operação Zelotes. A PF fez buscas na sede de suas empresas em São Paulo, por ordem da juíza Célia Regina Ody Bernardes, da 10.ª Vara Criminal Federal em Brasília.

O empresário Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, declarou nesta quarta-feira, 4, à Polícia Federal que por meio de sua empresa LFT prestou serviços à Marcondes e Mautoni nos anos de 2014 e 2015 e, por isso, recebeu ‘os valores que foram contratados’.

A Marcondes e Mautoni está sob suspeita de compra de Medidas Provisórias para favorecer o setor automotivo. Segundo a investigação, Luís Cláudio teria recebido R$ 2,4 milhões da Marcondes e Mautoni.

As informações sobre o depoimento do filho de Lula foram divulgadas por sua defesa.

Luís Cláudio é alvo da Operação Zelotes. A PF fez buscas na sede de suas empresas em São Paulo, por ordem da juíza Célia Regina Ody Bernardes, da 10.ª Vara Criminal Federal em Brasília.

Fachada do edifício onde está localizada a empresa de Luis Cláudio Lula da Silva. Foto: Felipe Rau/Estadão
Fachada do edifício onde está localizada a empresa de Luis Cláudio Lula da Silva. Foto: Felipe Rau/Estadão

Na semana passada, a PF intimou o filho de Lula para depor no inquérito. O depoimento ocorreria na PF em São Paulo, mas nesta quarta, Luís Cláudio foi a Brasília e prestou esclarecimentos diretamente ao delegado de Polícia Federal Marlon Cajado, que preside o Inquérito Policial nº 1424/15-4/DPF/DF.

Fonte: Estadão

OPERAÇÃO JUDAS: Justiça ouvirá desembargador Osvaldo Cruz amanhã

Foto: Emanuel Amaral / Tribuna do Norte
Foto: Emanuel Amaral / Tribuna do Norte

Está marcado para esta quinta-feira (29), na 8ª Vara Criminal, o depoimento do desembargador aposentado Osvaldo Cruz, acusado de ser um dos beneficiários do esquema que desviou cerca de R$ 14,195 milhões da Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), descoberto durante a Operação Judas.

Ex-presidente do Tribunal de Justiça, Osvaldo Cruz prestará o depoimento na Vara Criminal (dentro do Fórum Miguel Seabra Fagundes) porque perdeu o direito ao foro privilegiado por prerrogativa de função ao se aposentar compulsoriamente. Vale lembrar que o depoimento do outro ex-presidente, Rafael Godeiro, também aposentado compulsoriamente, está marcado para o dia 12 de novembro.

A aposentadoria compulsória de ambos foi por condenação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que entendeu que os dois não tomaram as medidas necessárias para combater o esquema de fraude nos precatórios enquanto ocuparam o cargo de presidente. Diante da condenação, o STJ entendeu que os dois desembargadores devem responder na Justiça comum.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junior pinheiro disse:

    Impressionante é que nao vai dar em nada!!!!quem aposta????

  2. Guto disse:

    Coitada? lugar de ladrão é na cadeia.

    Mulher esnobe, não baixou a crista nem quando estava dando entrevista no fantástico " De precatório entendo eu"

  3. Antonio disse:

    Coitada da servidora Carla, perdeu o emprego e os trocos que esnobava, enquanto os "hosnestos de toga" ganharam foi a aposentadoria e agora gastam a fortuna que acumularam.
    Esse é o Brasil, do auxílio-moradia e das regalias pra quem banca ser supremo!!!!

Comissão quer esclarecimentos do Município sobre emendas e projetos aprovados

A Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Câmara Municipal de Natal se reuniu nesta segunda-feira (17) para discutir sobre fontes de recursos a convênios, emendas parlamentares e projetos debatidos pelos membros da comissão, como a construção das bibliotecas previstas no Plano Plurianual 2014-2017. O Secretário de Cultura de Natal, Dácio Galvão, foi convidado a prestar esclarecimentos, mas destacou que a situação está além da sua pasta administrativa.

“Concordamos com todos os projetos aprovados para a área da cultura, mas a situação está além de nós. Defendemos arduamente os pleitos da Comissão, mas não há orçamento disponível. De forma bem objetiva, não há recursos”, destacou o secretário.

Um dos temas levantados na reunião é um convênio do Município com o Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, no valor de R$ 180 mil, para garantir o Habite-se de parte da estrutura do prédio que está interditada.

O Instituto recebeu uma emenda da vereadora Júlia Arruda (PSB), no valor de R$ 60 mil, mas ainda não foi executada. “Essa emenda foi aprovada no exercício de 2013, passou para 2014 e foi repassada para este ano. Estamos em agosto e mais uma vez estamos ouvindo uma resposta não satisfatória. Daí a gente faz uma reflexão: falta recurso ou prioridade?”, questionou.

De acordo com a vereadora Eleika Bezerra (PSDC), presidente da Comissão, será enviado um ofício à Secretaria do Governo e aos representantes das secretarias de Planejamento e Finanças para novos esclarecimentos na próxima reunião do grupo, que acontecerá no dia 24 deste mês.