Levantamento aponta as cores que mais desvalorizam seu carro no RN e demais estados brasileiros

Já comprou um carro preto ou prata imaginando que seria mais fácil revendê-lo no futuro? Deixou de comprar um carro amarelo porque achou que seria difícil passar ele para frente depois?

De olho nessas dúvidas comuns na hora de comprar um carro, a KBB, site de precificação de carros novos e usados, fez um levantamento para o Valor Investe com a desvalorização média de acordo com as cores da lataria.

Um automóvel compacto no maior estilo pretinho básico, por exemplo, tem desvalorização média de 1,24% atrelada à sua lataria, perda de valor cinco vezes maior que as versões prata (-0,24%) e – pasme – o dobro das amarelas.

Para realizar a pesquisa, foram identificados e considerados apenas nove grupos de cores: amarelo, azul, branco, cinza, marrom, prata, preto, verde e vermelho.

Nuances muito próximas dessas cores, ou seja, de pouca amostragem, como laranja, rosa, dourado, bege, roxo, vinho e bronze foram incluídas nos grupos citados.

As cores consideradas “exóticas” e mais incomuns entraram na categoria “outras cores”.

Confira o levantamento detalhado por cores, modelo e Estados:

Variação média de preço conforme a cor do veículo – por Estado

A porcentagem de impacto das cores sobre a desvalorização dos automóveis de passeio e utilitários varia de -1% a +1% na média nacional.

O ponto de partida da KBB para o cálculo do impacto das cores sobre a desvalorização/valorização dos carros foi o comportamento da cor branca, o segundo tom mais recorrente nas amostras de pesquisas e a que está presente em mais tipos de pintura (sólida, metálica e perolizada).

Isso significa que, ao comparar o modelo “x” na cor branca com o mesmo modelo “x” em outra cor, respeitando o referencial da região, o dado negativo ou positivo desta cor determinará o valor deste modelo em relação à cor branca. Isso explica porque algumas cores tem variação positiva.

Por exemplo: se o modelo “x” tiver preço de R$ 50 mil na cor branca e a cor vermelha deste mesmo modelo “x”, na região referida do dado, obtiver uma valorização de 1,5%, o preço dele será de R$ 50.750.

Cor sólida x metálica

Segundo o levantamento da KBB, a cor mais popular dos veículos é a prata.

Os tipos de pintura – sólido, metálico ou perolizado – parecem não influenciar no quanto um automóvel ou SUV/utilitário se desvaloriza.

Vale lembrar aqui que, geralmente, as pinturas metálicas e perolizadas são cobradas como opcionais pelas montadoras. Coloque isso na ponta do lápis para entender se vale a pena pagar um pouco mais por um acabamento diferente na lataria.

Carros grandes e marrons

Entre todos os segmentos – compactos, médios e grandes (automóveis e SUVs/utilitários) – apenas os automóveis grandes (excluindo os SUVs/utilitários) são observadas variações de impacto de cor sobre a desvalorização que fogem da média nacional.

São os casos das cores marrom (+1,7% em relação à cor branca), vermelho (+1,5%), verde (-3,5%) e amarelo (-4,4%).

Pretinho nem tão básico assim

Se o pretinho básico nunca sai de moda no guarda-roupa, isso não se aplica para o setor automobilístico. No levantamento separado pelas regiões do Brasil, a cor preta impacta negativamente o preço dos veículos em 1,4% no Nordeste, enquanto no restante do país o preto leva à desvalorização do carro em 1%.

Na região Norte (com exceção do Tocantins), a cor azul tem uma desvalorização bem acima da média, de 2,4%, enquanto no restante do país é de 0,9%.

Veja as cores que levam à maior perda de valor dos veículos por estado:

Rio de Janeiro: a cor amarela é a que mais desvaloriza (-2,4%). Vale lembrar que os táxis são amarelos por lá

Minas Gerais: a cor verde é a que mais desvaloriza os carros (-1,3%)

Paraná: os veículos verdes são os mais desvalorizados (-1,7%)

Santa Catarina: a cor azul tende a impactar mais o preço do carro (-2%)

Rio Grande do Sul: os carros amarelos são os que mais perdem valor (1,5%)

Bahia e Sergipe: a cor verde é a mais desvalorizada (-1,36%)

Ceará, Piauí e Maranhão: as cores verde, amarela e azul tendem a impactar mais o preço dos veículos (-4%, -2,1% e -1,4%, respectivamente).

Globo, via Valor Investe

 

Pesquisa do PROCON NATAL aponta redução no preço do gás de cozinha

O PROCON NATAL – Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Natal realizou, no dia 05 de agosto, uma pesquisa de preço do botijão de 13 quilos do gás de cozinha em 22 estabelecidos, das quatro regiões da cidade. O preço médio do produto na primeira semana de agosto foi R$ 65,77, contra R$ 66,32 do mês anterior, uma redução de R$0,55. O maior preço encontrado foi de R$ 70,00 e o menor preço de R$ 60,00 à vista.

De acordo com o PROCON NATAL, os estabelecimentos fazem diferenciação no valor pago a vista ou no cartão. Na média, o preço do botijão GLP de 13 kg no cartão foi de R$ 69,40 e na pesquisa anterior era de R$ 69,71. Isso equivale a uma redução de R$ 0,31(-0,45%). Já a diferença entre o maior e o menor preço nesta pesquisa de agosto foi de R$ 12,00, onde o menor preço no cartão foi R$ 63,00 e o maior R$ 75,00.

A pesquisa verificou ainda que 18,2% dos estabelecimentos aumentaram seus preços entre R$ 2,00 e R$ 5,00 e 27,3% reduziram seus preços entre R$ 2,00 e R$ 5,00. E 54,5% dos estabelecimentos mantiveram seus preços inalterados entre as pesquisas. Ou seja, a pesquisa encontrou estabelecimentos com preço de R$ 60,00 em maio e em agosto o mesmo estabelecimento estava com o preço a R$ 65,00. Também foi observado o inverso em maio alguns estabelecimentos o preço encontrado foi de R$ 70,00 e em agosto o mesmo estabelecimento estava com o preço de R$ 65,00. Esses dados são para preços praticados à vista, mas também foi observado a mesma prática na venda com cartão.

A pesquisa na íntegra está disponível em www.natal.rn.gov.br/procon.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Daniel soares disse:

    Acho que nao houve nenhuma reduçao amigo,o que se faz com 0,55$ ???
    Sera que há parcialidade nessa pesquisa?

  2. Arnaldo Franco disse:

    Vou já comprar o meu e dizer "Ele não".

Água Azul: Boletim aponta praia da Redinha como imprópria para banho

Foto: Canindé Soares

O Boletim da Balneabilidade das praias do Rio Grande do Norte Nº 31, emitido na última sexta-feira (02), informa que entre os trechos das praias analisados, um está impróprio para o banho.  A praia da Redinha, próximo ao Rio Potengi, está com índices coliformes termotolerantes elevados.

O estudo é uma parceria entre o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e a Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (FUNCERN), fazendo parte do Programa Água Azul.

Foram coletadas, analisadas e classificadas amostras de água em 33 pontos nas praias potiguares, distribuídas na faixa costeira situada entre os municípios de Nísia Floresta e Extremoz, a fim de classificar e informar ao banhista quais as condições das praias monitoradas para o banho.

A classificação leva em conta a quantidade de coliformes termotolerantes encontrados nas águas, como estabelecido na resolução nº 274/2000 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Para conferir boletins semanais anteriores clique AQUI.

Sesed aponta continuidade na redução no número de homicídios em 2019; Natal registra a maior diminuição desde 2015

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) divulgou, nesta sexta-feira (02), a continuidade na redução dos números de Condutas Violentas Letais e Intencionais (CVLIs) ao longo dos meses em 2019. Dessa vez, os dados apontam um início de segundo semestre com diminuição nas estatísticas, quando comparado aos números de 2018.

Os dados, divulgados pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (Coine), apontam uma redução significativa nas estatísticas de CVLIs até o mês de julho. Comparado ao ano anterior, as estatísticas da Sesed apontam um número de 383 vidas poupadas.

Entre os indicadores, a Secretaria destaca a redução em ocorrências diretas contra a juventude, faixa segmentada entre 16 e 29 anos. De janeiro a julho de 2019, em comparação ao mesmo período do ano anterior, houve uma diminuição total de 34,1%. O período etário que apresentou a maior subtração foi entre 16 e 17 anos, quando o estado saiu de 89 casos em 2019, para 49 registros em 2019, 44,9% de redução.

Outro importante quesito de redução ocorreu em municípios considerados polos no Rio Grande do Norte, são eles Natal, Mossoró e Parnamirim. Na capital potiguar, a maior diminuição desde 2015, com índice 45,7% casos a menos. Em 2018, foram 322 ocorrências, 147 a mais do que em 2019, quando foram registradas 175. De acordo com a Coine, Natal ficou, ainda, oito dias sem nenhuma ocorrência de CVLI durante o mês de julho. Além de Natal, Mossoró reduziu em 26,2% as suas ocorrências na comparação entre 2018 e 2019, dado semelhante ao registrado em Parnamirim, com uma redução de 27,9%.

Em relação aos tipos de ocorrências com melhores índices de redução, os dados de homicídio doloso obtiveram destaque, com 35,3%, assim como de lesão corporal seguida de morte, que apontou uma diminuição de 28,1% nos registros, e as estatísticas de latrocínio ficaram em 37,3% de redução.

De acordo com o Secretário da Sesed, Coronel Francisco Araújo, as significativas reduções em 2019 têm relação com alguns fatores. “Melhor planejamento e integração das forcas policiais, tanto as estaduais, municipais, quanto federais que atuam no RN (PF, PRF e ABIN), Guardas Municipais, além das Forças Armadas, maior apoio do Poder Judiciário e do Ministério Público Estadual, maior controle do sistema prisional e o apoio inconteste do Governo do Estado a todas as ações dos órgãos do sistema de segurança pública”, aponta Araújo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. WASHINGTON disse:

    PRECISA REDUZIR A QUANTIDADE DE ASSALTO , TA ENORME , NÃO COSTA NOS REGISTROS POR QUE AS PESSOAS NÃO FAZ MAIS O BO , POIS NÃO DA EM NADA. É ASSALTO A ONIBUS, E ASSALTOS NAS RUAS E PARADAS , PEQUENOS COMERCIOS E RESIDENCIA. PRECISA ACABAR COM ISSO.

  2. Ted disse:

    Se a bandidagem souber que o cara tem uma arma, cai ainda mais, vão com medo, pensa duas vezes antes de enfrentar.
    Quem tem C… tem medo. Né mesmo???

Tirar muita água de poços pode causar terremotos, aponta estudo

(vvvita/Getty Images)

Quando falta água na superfície, a solução mais prática é retirá-la do subsolo. Mas uma pesquisa publicada no Geophysical Research Letters demonstrou que pode não ser uma boa ideia — principalmente para cidades construídas em cima ou perto de falhas geológicas. Um estudo indica que bombear água do lençol freático em demasia pode causar terremotos.

Uma série de tremores foram registrados em setembro de 2013 e julho de 2018 nos arredores do Mar da Galileia, famoso por ter sido o local onde, segundo a narrativa bíblica, Jesus teria caminhado sobre as águas. É o maior lago de Israel, localizado no nordeste do país. Abaixo dele há um grande sistema de falhas que se estende por toda a região do Mar Morto e acomoda o movimento das placas tectônicas africana e arábica.

Há décadas o lago tem sido uma das principais fontes de água doce de Israel. Mas, de uns tempos para cá, a população aumentou e as chuvas diminuíram. Isso fez o nível das águas baixar consideravelmente. Então as autoridades locais passaram a sugerir, nos anos 90, que a população bombeasse água de poços subterrâneos em vez de usar a da superfície. Os geólogos se perguntaram se poderia haver alguma relação entre o fenômeno e os tremores.

A equipe reuniu uma série de informações sobre os terremotos (datas, locais, profundidade e magnitude) e comparou com medidas regulares do aquífero da região. Constatou que, nas duas ocasiões, os tremores foram precedidos por quedas acentuadas no nível da água no subsolo — entre 2007 e 2013, e de 2016 a 2018. Foram tremores fracos, entre 3 e 4 graus, mas serviram para deixar os especialistas em alerta.

Historicamente, as falhas do Mar Morto já provocaram sismos fortíssimos, tendo atingido magnitude de 7 a 8 e vitimado cerca de 230 mil pessoas no ano 1138. Em 1927, um tremor de magnitude 6,25 matou quase 300 pessoas. E o grande problema é que um terremoto costuma puxar o outro. Quando a rocha quebra, pode chacoalhar numa reação em cadeia.

Os pesquisadores descobriram que extrair muita água do lençol freático reduz a carga gravitacional que mantém os dois lados da falha no lugar — deixando-a mais “frouxa”. Antes deste estudo, os cientistas ainda não haviam prestado muita atenção no fenômeno. Já sabiam que fazer o contrário, injetar água nos aquíferos, pode criar terremotos. A água penetra nos poros das rochas, aumenta a pressão e lubrifica as falhas.

Assim elas escorregam e se chocam com maior facilidade. Esse processo é utilizado para quebrar as camadas de rocha e extrair petróleo ou gás natural. Outras regiões do planeta também devem ficar atentas com os resultados da pesquisa, e quem sabe até pegar mais leve na extração de água dos aquíferos. Nos últimos anos, tam crescido a dependência dos poços na Califórnia — e a tão temida falha de San Andreas fica ali do lado.

Super Interessante

 

Lucro das principais estatais federais sobe 57,5% no 1º trimestre para R$ 24,6 bilhões; houve redução de 2.408 pessoas no quadro de pessoal

(FOTO: TÂNIA RÊGO/AGÊNCIA BRASIL)

O lucro das principais empresas estatais federais cresceu 57,5% no primeiro trimestre de 2019, em relação ao mesmo período do ano passado, e atingiu R$ 24,6 bilhões. Os dados, divulgados nesta quinta-feira, 1º de agosto, pelo Ministério da Economia no 10º Boletim das Empresas Estatais Federais, levam em conta o desempenho dos cinco principais conglomerados estatais: Banco do Brasil, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Caixa, Eletrobras e Petrobras.

Essas empresas representam mais de 90% dos ativos e do patrimônio das estatais federais. Em função da venda da Transportadora Associada de Gás S.A (TAG), o número total de estatais federais caiu no primeiro trimestre de 134 para 133. Atualmente, porém, este número já está em 130 estatais.O boletim mostra ainda que as estatais estão reduzindo o número de trabalhadores e as despesas com pessoal.

No primeiro trimestre deste ano, em relação ao verificado no encerramento de 2018, houve redução de 2.408 pessoas no quadro de pessoal, considerando todas as estatais. Entre os destaques estão a diminuição de 1.721 funcionários dos Correios e a redução de 402 trabalhadores do Banco do Brasil. O Ministério da Economia pontuou que, na comparação com o verificado no fim de 2015, a queda no quadro de pessoal foi superior a 59 mil funcionários (redução de 10,82% do total).

“Grande parte da redução, de cerca de 47 mil vagas, resultou da implementação de programas de desligamento voluntário de empregados (PDVs), principal ferramenta de gestão utilizada para adequação do quadro das estatais, com estimativa de economia na folha de pagamentos de R$ 7,49 bilhões”, registrou o ministério no boletim.No primeiro trimestre de 2019, houve ainda redução de R$ 1,10 bilhão nas despesas com pessoal, na comparação com o primeiro trimestre de 2018.

Época Negócios

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Arthur disse:

    E o Bozo querendo vender a Eletrobras por 13bi, isso a empresa lucra em um ano.

  2. JOSE ARIMATEIA disse:

    Ainda te um monte de Petista safados querendo que o governo não ande, avante Brasil, o capitão esta no ruma certo.

  3. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Pense num caminho certo esse desse Bozo querendo privatizar essa estrutura. Sei não viu…
    Vê ai se a China, a Índia, a Rússia pretendem vender suas estatais. Sem falar na Espanha, Holanda, e muitos países europeus.

    • Curioso disse:

      Pois é, nestes paises as leis funciona de forma diferente da aplicada a daqui.

  4. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    O Brasil no rumo certo.

  5. João Barbosa disse:

    Inflação, desemprego e juros caindo, bolsa batendo recordes, até as estatais agora voltaram a dar lucro, mesmo demitindo a militância que só queria mamata.
    Bote quente, capitão!!!

Pesquisa do PROCON NATAL aponta redução no preço do combustível

O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Natal – PROCON NATAL realizou, no dia 22 de julho, pesquisa nos postos de combustíveis e identificou redução no valor de todos os combustíveis pesquisados. O objetivo da pesquisa foi verificar se houve a redução de 2,14% no preço anunciada pela Agência Nacional de Petróleo, no dia 18 de julho.

O preço médio da gasolina nas bombas foi de R$ 4,359, contra R$ 4,561 da pesquisa anterior, realizada no dia 08 de julho. Isso representa uma variação negativa de 4,43%, ou seja, redução de R$ 0,202 centavos. Já em comparação com a pesquisa de junho, a redução foi de R$ -0,164 centavos, o que equivale a uma variação negativa de 3,63%.

O Núcleo de pesquisa do PROCON NATAL acompanha mensalmente os preços dos combustíveis na cidade do Natal, devido a politica de preço aplicada pela estatal brasileira Petrobras, que adotou reajustes com maior periodicidade, desde 3 de julho de 2017. Nas pesquisas recentes realizadas pelo Núcleo, os preços dos combustíveis estão em declínio.

Para conferir a pesquisa completa – com o ranking dos dez posto mais baratos na cidade – acesse www.natal.rn.gov.br/procon.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alexandre Canadá disse:

    *Carolina do Norte

  2. Alexandre Canadá disse:

    O interessante é que esses Governantes, nunca tentam Diminuir os Encargos (65%), para o valor do Combustível cair, sou de São José do Mipibú/RN, mas moro aqui em Charlotte, Carolina do More (EUA), pagamos aqui por um Galão (3,6lt) o equivalente à $2,39, o imposto do Combustível aqui é 7%, agora vcs sabem pq os Políticos em Geral não tem interesse em diminuir, pq eles Não Pagam, a Verba de Gabinete cobre tudo isso, ou Brasil véi Desmantelado,

VÍDEO: Reportagem aponta os riscos de expor a vida nas redes sociais

O Câmera Record que foi ao ar nesse domingo (21) mostrou os riscos que os usuários das redes sociais correm ao compartilhar tudo da rotina na internet. Publicar fotos, marcar localização, consultar mapas e até mesmo conversar perto do aparelho celular pode deixar as pessoas mais vulneráveis.

O assunto da segurança na internet entrou novamente em discussão após um aplicativo de envelhecimento digital viralizar, e agitar as redes sociais de famosos e anônimos nas últimas semanas. Para Luciane Aquino, especialista em conteúdos digitais, “o que o FaceApp está fazendo é formar um banco de dados mundial sem gastar dinheiro”.

E esse banco de dados é bem valioso para as grandes empresas como Facebook e Google, que são donas do Facebook, Instagram, YouTube, entre outros. A média anual de faturamento com dados digitais está em torno de R$ 20 bilhões.

Os próprios usuários das redes sociais aceitam fornecer seus dados pessoais, mesmo sem saber. Ao criar uma conta em qualquer rede social, a pessoa precisa aceitar os termos e condições de uso.

A reportagem esteve no centro de São Paulo e viu que poucas pessoas passam da primeira página dos termos e condições para acessar as redes sociais.

De acordo com Jamila Venturini, da ONG Derechos Digitales, para se ler todo o termo de uso das redes sociais, o usuário levaria, em média, duas horas. Mas isso não costuma acontecer, e os usuários aceitam ceder dados que não gostariam que fossem compartilhados.

Mas não é apenas nas redes sociais que os usuários ficam mais vulneráveis. Os repórteres investigativos do Câmera Record simularam uma conversa sobre móveis de escritórios em frente a seus celulares. Depois de 15 minutos falando de possíveis produtos a serem comprados, ao acessarem as redes sociais, foram surpreendidos com propagandas dos itens que mais enfatizaram.

Embora não tenha nenhum valor científico, as propagandas com móveis e materiais de escritórios demonstrariam que os celulares escutam o que é falado, mesmo com todos os aplicativos fechados.

Para o professor de inovação e interações digitais Luli Radfahrer, o fato de as redes sociais serem de uso gratuito demonstra que “quando você não paga o produto, você é o produto”. Ou seja, os usuários das redes sociais são usados para terem os dados vendidos às empresas.

R7

Boletim da Balneabilidade aponta dois locais impróprios para o banho no litoral do RN

O Boletim da Balneabilidade(Programa Água Azul) das praias do RN (nº 23/2019), emitido nesta sexta-feira (07), informa que apenas duas praias analisadas estão impróprias para o banho.

O estudo é uma parceria entre o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e a Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (FUNCERN), fazendo parte do Programa Água Azul.

As praias apontadas como impróprias para o banho neste boletim são os seguintes: Pirangi do Sul / Igreja (Nísia Floresta) e Rio Pium / Ponte Nova (Parnamirim).

Foram coletadas, analisadas e classificadas amostras de água em 33 pontos nas praias potiguares, distribuídas na faixa costeira situada entre os municípios de Nísia Floresta e Extremoz, a fim de classificar e informar ao banhista quais as condições das praias monitoradas para o banho.

A classificação leva em conta, principalmente, a quantidade de coliformes fecais encontrados nas águas, como estabelecido na resolução nº 274/2000 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA).

Para conferir boletins semanais anteriores clique AQUI.

Revista Veja “aponta” suposto lobby do senador Styvenson Valentim em favor de universidades particulares

vStyvenson Valentim (PODE-RN): ajudinha (Jefferson Rudy/Ag. Senado)

Revista Veja destaca o possível lobby de universidades que estaria sendo representando pelo senador Styvenson Valentim(PODE-RN), que, coincidentemente, tem familiares no ramo. Segue abaixo matéria.

Lobby de universidades privadas dá as caras no Congresso

Foi apresentado no Senado Federal, nesta última semana, um projeto de lei que amplia as possibilidades de saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), permitindo a utilização do saldo para pagamento de curso de nível superior.

Por trás do PL está o forte lobby da Associação Nacional de Universidades Privadas (ANUP). Uma faculdade potiguar possui grande representatividade e influência na Associação.

Com informações do Radar On-line, da Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ismael sabino disse:

    Parece que a mídia ainda não entendeu o recado do povo .
    Mudamos nossos representantes em grande parte por não concordar com o que estava sendo feito, aproveitem e façam uma autocrítica.
    É melhor vocês pararem de tendência para lá ou para cá, quem suspeita é Polícia e ministério público, quem condena é justiça e quem informa são vocês porém todos com imparcialidade.

  2. Franco Sued disse:

    Esse nunca me enganou. Se dependesse do meu voto jamais seria eleito.

  3. jailson disse:

    Rapaz não vejo dessa forma que a revista suspeita! quer dizer quer pode usa o fgts pra moradia e pra estudo não… essa midia é muito manipuladora, me pergunto essa proposta é apenas pra o RN? Acredito que não!

  4. Ana leticia disse:

    O FGTS é seu e ninguém pode tentar usa-lo seja qual for o motivo. E se a pessoa não tem condições financeiras, o governo tem que bancar a educação.

  5. paulo martins disse:

    Novidade zero. Ou, dos males, o menor.
    Na terra de Macunaíma ninguém faz política exclusivamente por "amor à pátria".
    No Brasil todo político é, no mínimo, um suspeito.
    O eleitor-freguês, este sim é que deveria ser tirado circulação.

  6. Fagner de Orós disse:

    Ô povo invejoso e falador. Ninguém na família do capitão Valentim é dono de faculdade. Aquilo ali é uma "universidade", brada a propaganda dia e noite, no rádio e na televisão.

  7. José disse:

    Fui enganado por este cara. Durante a campanha pensei uma coisa e vejo que ele é outra. Esse daí é da velha política com força, daqui a pouco chega às propinas

  8. Josimario Ramos disse:

    Estão querendo Denigrir a imagem do Senador. Um homem íntegro honesto e que tem serviço prestado ao nosso estado.

  9. Carlos Bastos disse:

    O Senador está correto, esse dinheiro fica nos bancos eles fazem aplicação e repassa um pouco dos juros e ficam com quase todo o lucro.

  10. Victor Carvalho disse:

    Ao meu ver não vejo nenhum mau no projeto de Lei, uma vez que amplia as possibilidades dos trabalhadores investir o seu FGTS não apenas em função de aquisição de moradia própria e ou tratamento de doenças graves, mas também dar condições de investir na sua educação como de outros parentes. Parabéns senador pela iniciativa o fato de ter parentes no ramo da educação superior não te descredencia em nada uma vez que o projeto não é direcionado a instituição de ensino superior privada A ou B .

  11. realmadriddepiumgenerico disse:

    O fumo entrando e os caras dizendo que bom.

  12. #Lula Na Cadeia disse:

    Deixem de ser besta …esse cidadão é genro de DONO DE FACULDADE EN NATAL …agora está cobrando a dívida de campanha

  13. Luiz disse:

    A situação tem duas mãos. Primeira usar o FGTS para pagar uma capacitação é totalmente justa.
    A segunda, é lob sim o que este senador tá fazendo.
    Como ele tem grande interesse na área, se torna sim suspeito está sua atitude.

  14. José Ribeiro Costa Gomes disse:

    Se tiverem prova da acusação, a situação muda.
    Mas para quê serve o FGTS? É um direito do trabalhador e usar para fins educacional, criando oportunidade, propiciando inclusão profissional, é positivo, qual o problema? Acho uma iniciativa válida.
    Fica esse dinheiro parado numa conta e o governo fazendo uso dele. Quando a pessoa quer sacar, vem problemas e mais problemas, então que seja devidamente usado para fins de educação do titular da conta do FGTS.
    Poderia também ser usado para pagar o estudo dos filhos, porquê não?

  15. Thiago disse:

    Educação, o melhor investimento que uma pessoa pode fazer para crescer. Além da família, educação é a base de tudo. Parabéns aos políticos que facilitam o acesso à educação. O Estado deveria investir em educação de base com qualidade para todos. Facilitar o acesso ao nível superior privado é uma estratégia para que o Estado desloque recursos para a educação de base.
    Infelizmente existe pessoas que não concordam com isto. Criticar um projeto de abrangência nacional com argumentos que são restritos à Natal é pensar muito pequeno.

  16. Paulo disse:

    Fazendo uma coisa boa para o cidadão que fica com a divida e ele e a familia mais ricos? Mais um espertalhão, agora aposentado da policia e 8 anos senador. Pra quem?

  17. José Dantas disse:

    Tem que pagar a conta do público e privado, se beneficiaram é justo…só no FIES são 10 milhões de alunos que estão sem pagar… Quem vai pagar???

  18. Hiury Oliveira disse:

    O que tem de mau nisso? Pelo amor de Deus né, ele está fazendo algo bom para o cidadão que teria agora mais uma possibilidade de entrar na faculdade.

    • Manoel disse:

      Né isso! A correção monetária do FGTS é pífia… Melhor usar pra se capacitar!

    • João Gomes disse:

      Hiury concordo com vc mais por tabela e consequentemente está ajudando sua família coisas que todos os políticos adora fazer mas sem interesse nenhum ou eu estou errado.

    • Paulo disse:

      concordo, não há mal nenhum, mas se propõe algo pensando em beneficiar familiares, está errado sim. Vamos parar com essa coisa de achar que pq votou em alguém tem que defendê-lo até o fim…

    • Everton disse:

      É por aí, a proposta é boa, mas ele é diretamente ligado a pessoas interessadas com isso. Diretamente, mesmo.

      É a questão da "Mulher de César", não basta ser honesto, tem que parecer honesto.

Levantamento do TCE aponta excesso de contratos temporários em prefeituras do RN

Levantamento realizado pela Diretoria de Despesa com Pessoal do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) mostra um excesso de contratos temporários de trabalho em prefeituras do Rio Grande do Norte. Em 120 municípios, esse quantitativo passa de 10% do quadro funcional, chegando a 50% nas dez cidades com maior proporção. O relatório aponta 26.452 temporários, conforme dados consolidados de abril de 2018, o que representa um percentual médio de 22% do total de 121.179 servidores.

De acordo com a equipe de auditoria, em alguns casos a finalidade da contratação temporária de pessoal está sendo desvirtuada, deixando de ser instrumento excepcional para se tornar corriqueiro, como demonstrado pelas proporções elevadas que foram detectadas.

“Ora, a situação apresentada é nitidamente incompatível com a regra geral de preenchimento de cargos públicos, que é o provimento efetivo por meio de concurso público, garantindo desta forma os princípios constitucionais esculpidos no artigo 37 da Constituição Federal, em especial o da legalidade, impessoalidade, moralidade e eficiência”, justifica o relatório.

Considerando a média salarial dos servidores temporários de R$ 1.640,77 (com base nos dados brutos de abril de 2018 analisados pela equipe de auditoria), os 26.452 servidores contratados temporariamente pelas prefeituras representam, aproximadamente, uma despesa mensal de R$ 43 milhões.

Também foi possível aferir o tempo médio de permanência dos contratados temporariamente, sendo verificada a ocorrência de muitas situações que transpassam limites temporais razoáveis. Dessas prefeituras analisadas, 52 apresentam servidores contratados temporariamente que estão em atividade há mais de 12 meses; além disso, 26 prefeituras contavam com contratos que já estavam em vigor há mais de 24 meses.

O relatório explica que os contratos temporários devem ter datas de início e final já estabelecidas no momento da contratação, podendo ser prorrogados a depender da manutenção do estado de excepcionalidade. É comum que os contratos temporários sejam firmados com o prazo de 06 meses ou de 01 ano, renovável por igual período, sendo necessário, em todo caso, que norma específica regulamente a temática e balize os limites mínimos e máximos de tal situação.

Como aponta a equipe técnica, o levantamento realizado servirá de base para futuras atuações fiscalizatórias, para averiguar em processos específicos a legalidade da contratação temporária de pessoal de modo a ordenar o quadro funcional e corrigir tais inconsistências.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivanildo Solano disse:

    BG, o TCE/Rn faz bastante tempo que não fiscaliza in loco as Prefeituras e nem solicita a documentação por amostragem como antigamente, só fiscalizam pelo SIAI, hoje o TCE é uma mãe para naus gestores.

  2. hein? cuma? disse:

    Descobriram a ''PÓIVA''…

Levantamento aponta que 10% dos deputados federais são réus em processos criminais; RN fora da lista

Levantamento feito pelo G1 mostra que 50 deputados federais respondem hoje a processos criminais na Justiça. O dado representa 10% do total de parlamentares na Câmara (513). São, ao todo, 95 processos – apenas um dos deputados responde a 30 ações (quase 1/3 do total).

O leque de crimes pelos quais os deputados são réus na Justiça é variado: vai desde calúnia, injúria, difamação, corrupção e falsidade ideológica até furto, estelionato, lesão corporal e tortura.

É a quarta vez que o G1 realiza esse tipo de levantamento. Em 2015, 38 dos 513 deputados respondiam a algum tipo de ação penal. Em 2011, eram 59. Já em 2007, haviam sido contabilizados 74 processados. Como os critérios usados nos levantamentos foram diferentes, os números não são comparáveis.

Desta vez, o levantamento do G1 teve início no dia 25 de janeiro e foi finalizado no dia 27 de fevereiro. Ele envolveu jornalistas dos 26 estados do país e do Distrito Federal.

VEJA A LISTA DE DEPUTADOS COM PROCESSO CRIMINAL POR ESTADO (clique nos links em cima dos nomes para ver as ações e as respectivas defesas):

Acre: não há deputados com processos

Alagoas: Isnaldo Bulhões (MDB)

Amapá: Camilo Capiberibe (PSB) e Vinícius Gurgel (PR)

Amazonas: Capitão Alberto Neto (PRB), Marcelo Ramos (PR), Sidney Leite (PSD) e Silas Câmara (PRB)

Bahia: Charles Fernandes (PSD), Igor Kannário (PHS) e Tito (Avante)

Ceará: Capitão Wagner (PROS), Júnior Mano (PR), Luizianne (PT), Robério Monteiro (PDT) e Roberto Pessoa (PSDB)

Distrito Federal: Celina Leão (PP), Érika Kokay (PT) e Julio Cesar (PRB)

Espírito Santo: não há deputados com processos

Goiás: Professor Alcides (PP), Magda Mofatto (PR) e Rubens Otoni (PT)

Maranhão: Gil Cutrim (PDT), Josimar Maranhãozinho (PR) e Junior Lourenço (PR)

Mato Grosso: Juarez Costa (MDB)

Mato Grosso do Sul: Beto Pereira (PSDB) e Vander Loubet (PT)

Minas Gerais: Aécio Neves (PSDB), André Janones (Avante) e Marcelo Álvaro Antonio (PSL)

Pará: Delegado Éder Mauro (PSD) e Júnior Ferrari (PSD)

Paraíba: Julian Lemos (PSL)

Paraná: Boca Aberta (PROS), Filipe Barros (PSL), Schiavinato (PP) e Vermelho (PSD)

Pernambuco: Augusto Coutinho (SD), Eduardo da Fonte (PP) e Ricardo Teobaldo (PODE)

Piauí: não há deputados com processos

Rio de Janeiro: Christino Áureo (PP), Dr. Luiz Antônio Teixeira Jr (PP), Gutemberg Reis de Oliveira (MDB) e Pedro Paulo (DEM)

Rio Grande do Norte: não há deputados com processos

Rio Grande do Sul: não há deputados com processos

Rondônia: não há deputados com processos

Roraima: Edio Lopes (PR)

Santa Catarina: Fábio Schiochet (PSL)

São Paulo: Alexandre Frota (PSL) e Geninho Zuliani (DEM)

Sergipe: Valdevan (PSC)

Tocantins: Professora Dorinha (DEM)

Levantamento mostra deputados com processos criminais no país — Foto: Rodrigo Sanches/G1

Apenas seis estados não colocaram na Câmara dos Deputados um representante réu em uma ação criminal na Justiça: Acre, Espírito Santo, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia e Rio Grande do Sul.

Entre os partidos, o PR é o que tem o maior números de processados por crimes: 7. O PP tem 6. PSD e PSL têm 5 cada um.

Processos criminais podem impedir a candidatura de políticos condenados. A Lei da Ficha Limpa, em vigor desde 2010, determina a inelegibilidade por oito anos de candidatos condenados em segunda instância, mesmo com recursos pendentes.

Entre os crimes previstos estão os eleitorais, abuso de autoridade, praticados contra a administração pública, o sistema financeiro e o mercado de capitais, compra de votos, doações ilegais, organização criminosa, tráfico, crimes hediondos, tortura, terrorismo, lavagem de dinheiro, entre outros.

Uma condenação criminal sem nenhuma possibilidade de recurso também pode levar à perda do mandato em curso.

Metodologia

Para identificar os deputados federais réus em processos criminais, o G1 pesquisou os nomes dos 513 deputados federais eleitos que tomaram posse, de acordo com a lista oficial da Secretaria Geral da Mesa da Câmara dos Deputados.

Com isso, entre os eleitos, apenas não entraram no rol Jean Wyllys (PSOL-RJ), que decidiu abrir mão do mandato, e Wagner Montes (PRB-RJ), que morreu antes do início da legislatura. Os que tomaram posse e logo depois se licenciaram para assumir um cargo foram considerados.

A metodologia foi similar à utilizada nos últimos levantamentos, de 2015 (leia aqui) e 2011 (leia aqui), mas, desta vez, foram incluídos também os processos na 1ª instância da Justiça nas esferas estadual e federal. O critério foi adotado em razão do novo entendimento do Supremo Tribunal Federal que, em maio do ano passado, restringiu o foro privilegiado a casos ocorridos durante o mandato e com relação com o cargo. Isso fez com que várias ações penais fossem “baixadas” para a 1ª instância.

Cada nome foi verificado na consulta processual online das comarcas estaduais, no Tribunal de Justiça e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do estado pelo qual o parlamentar se candidatou; na Justiça Federal nos estados e nos cinco tribunais regionais federais (TRFs); no Superior Tribunal de Justiça (STJ), no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em alguns sites, não há consulta a processos criminais. Em outros, é possível consultar apenas com a certificação digital. Além disso, alguns órgãos não têm consulta por CPF, apenas por nome (o que possibilita a busca por homônimos dos deputados que respondem a processos). Cada site tem uma estrutura de busca diferente, sem padronização, e a exibição das informações é em linguagem jurídica, o que dificulta o acesso ao grande público.

Por isso, depois da identificação dos processos nos sites dos tribunais, eventuais dúvidas sobre a validade dos processos foram esclarecidas pela equipe de reportagem com as assessorias de cada Corte.

O G1 considerou somente os parlamentares na condição de réus, ou seja, que tenham sido denunciados e cuja denúncia tenha sido aceita pelo Judiciário.

O levantamento levou em conta apenas os processos criminais e os processos referentes a crimes eleitorais.

A reportagem não consultou ações na área cível. Na área cível, as condenações geralmente são estipuladas em forma de multa ou por meio da determinação de ressarcimento aos cofres públicos, como nos casos de improbidade administrativa.

Produção: G1 AC, G1 AL, G1 AP, G1 AM, G1 BA, G1 CE, G1 DF, G1 ES, G1 GO, G1 MA, G1 MT, G1 MS, G1 MG, G1 PA, G1 PB, G1 PR, G1 PE, G1 PI, G1 RJ, G1 RN, G1 RS, G1 RO, G1 RR, G1 SC, G1 SP, G1 SE, G1 TO, G1 Política e GData Analytics

Edição: Clara Velasco, Felipe Grandin, Gabriela Caesar, Gessyca Rocha, Rafaela Putini, Rosanne D’Agostino e Thiago Reis

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Greg disse:

    Quer dizer que o partido do presidente, PSL tem mais envolvidos que o PT?
    Vamos logo combinar que a galera tem bandido de estimação sim, o que sobrou foi ódio, aí é outra coisa.

    • Ricardo Carvalho disse:

      Entenda, o Brasil que presta não quis mais o partido que virou bando, demos um baita chute nos fundilhos da sua quadrilha amada! kkkkkkkkkkkk

    • Marcos disse:

      Ladrões existem em todos os partidos , não se iludam. Partidos da moda são alvos fáceis para adesão de políticos safados, pois o povo se ilude com música nova.
      A mídia implantou um chip na cabeças dos otários de que o PT é o único partido que tem ladrão, deixando o restante dos partidos com reputação limpa. Acordem e aprendam a ler os estatutos e diretrizes de cada partido.
      Fui. Vou estudar para ver se aprendo mais.

    • Ceará-Mundão disse:

      Existem ladrões em todas as profissões e com os partidos não seria diferente. Mas há algumas considerações a fazer, que os esquerdopatas, por cegueira, burrice ou má fé, não mencionam. Primeiro, esse levantamento não é oficial, foi realizado pelo G1, da Globo, segundo critérios próprios, sem fiscalização de ninguém e lembrando que há notório interesse dessa gente em prejudicar o governo Bolsonaro, que lhes infringiu enormes perdas financeiras. Depois, esse levantamento envolve apenas os deputados da atual legislatura, após o expurgo já realizado pelo eleitorado brasileiro nas últimas eleições. Dessa forma, não constam os incontáveis dirigentes partidários e políticos sem mandato já condenados ou em vias de sê-lo. Para exemplificar, lembro que o PT já teve todos os seus tesoureiros e presidentes condenados (menos a Gleisi, que responde a processos), além de inúmeros políticos que atualmente não detém mandato e que, portanto, não figuram nesse levantamento fajuto e tendencioso, mais uma tentativa da extrema imprensa de prejudicar o novo governo. A perseguição dessa corja é implacável.

Lava-Jato aponta que Aloysio Nunes recebeu cartão de conta suíça abastecida com propina por Paulo Preto

O ex-ministro Aloysio Nunes teria recebido um cartão de crédito de uma conta de Paulo Preto, abastecido com propina da Odebrecht .Foto: Adriana Lorete / Agência O Globo

A Polícia Federal ( PF ) deu início, na manhã desta terça-feira, à 60ª fase da Operação Lava-Jato , que investiga um esquema de pagamento de R$ 130 milhões de propina pela Odebrecht a políticos por meio de operadores financeiros e contas no exterior. O ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza , conhecido como Paulo Preto e apontado como operador do PSDB , foi preso em São Paulo. Além de cumprir o mandado de prisão, policiais federais fizeram buscas em 12 endereços no estado, ao menos um deles ligado ao ex-ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB).

Ex-chanceler no governo de Michel Temer, Aloysio é investigado por ter recebido, no Natal de 2007, um cartão de crédito vinculado a uma conta mantida por Vieira na Suíça e que era utilizada para movimentar propina, segundo o Ministério Público Federal (MPF). O cartão foi entregue ao político em um hotel de Barcelona, na Espanha. Ainda de acordo com os investigadores, o cartão foi emitido um mês após a Odebrecht ter enviado para essa conta cerca de 275 mil euros. A força-tarefa da Lava-Jato não informou que uso Aloysio fez do cartão.

Deputado estadual, deputado federal e senador pelo PSDB, Aloysio era secretário-chefe da Casa Civil da gestão de José Serra no governo de São Paulo em 2007, quando teria recebido o cartão de crédito ligado a Vieira. No fim do ano passado, ele aceitou indicação feita pelo governador João Doria para presidir a Investe SP, agência de promoção de investimentos do governo de São Paulo.

Iniciada a partir de delações de executivos da Odebrecht e de doleiros, a operação desta terça-feira aprofunda a investigação sobre o funcionamento do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, chamado pelos investigadores de “departamento de propina”. Segundo os procuradores, Vieira disponibilizaou R$ 100 milhões em espécie para o esquema de corrupção, que teve a participação de mais três operadores: Rodrigo Tacla Duran, Adir Assad e Álvaro Novis.

Triangulação entre operadores

Num primeiro momento, Vieira repassou os R$ 100 milhões a Assad a partir do segundo semestre de 2010. Assad, por sua vez, entregou os valores para Novis, que pagava a propina a mando da Odebrecht. De acordo com a Lava-Jato, neste período, a construtora pagou valores indevidos a gerentes e diretores da Petrobras, como Djalma Rodrigues, Maurício Guedes, Roberto Gonçalves, Paulo Roberto Costa, Pedro Barusco e Sérgio Machado.

Para pagar o “empréstimo” de Vieira, a Odebrecht transferiu milhões de dólares para as contas de Duran no exterior, também segundo a Lava-Jato. Cabia a ele chegar à Vieira o valor devido, descontadas suas comissões e as de Assad. O cálculo dos procuradores é que, até 2017, foram movimentados R$ 130 milhões ao todo só por meio desse esquema. Era esse o saldo de contas controladas por Vieira na Suíça no início daquele ano.

No primeiro trimestre de 2017, quando foi tornado público o acordo da Odebrecht com a Procuradoria Geral da República (PGR), Vieira encerrou as contas suíças e transferiu o dinheiro para Bahamas, impedindo assim o bloqueio dos valores.

A operação recebeu o nome de “Ad Infinitum”. Segundo a PF, o nome da operação remete ao fato de “o caso parecer tratar de mais uma repetição do modo de atuação de alguns integrantes da organização criminosa, remetendo a um ciclo criminoso que nunca termina”.

Ao contrário do que acontece em outras fases da Lava-Jato, Vieira não deve ser enviado imediatamente a Curitiba para ser ouvido pelos investigadores que pediram sua prisão. Como também responde a processos em São Paulo, ele deve comparecer a audiências do caso na capital paulista e viajar para o Paraná na sexta-feira.

Réu por cartel e desvios de R$ 7,7 milhões

Vieira já é réu em dois processos que correm na Justiça Federal de São Paulo. No caso mais avançado, ele é acusado de participar do desvio de R$ 7,7 milhões em verbas de indenização para famílias que viviam no traçado do Rodoanel, um anel viário construído pelo governo paulista na última década.

Na segunda ação, ele é investigado por fazer parte de um cartel formado pelas mesmas construtoras investigadas pela Lava-Jato para dividir oito obras viárias contratadas pelo governo paulista a partir de 2004. As investigações levaram Vieira à prisão em abril e maio de 2018, mas ele acabou solto por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo a força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, esses fatos não entram no objeto da investigação desta terça-feira, que apura apenas a suposta lavagem de dinheiro para a Odebrecht.

Procurada, a defesa de Vieira disse que ainda não teve acesso a qualquer documentação desta investigação e que, por isso não iria comentar a prisão do seu cliente.

Aloysio também já havia sido citado na Lava-Jato. Em outubro do ano passado, o STF arquivou um inquérito em que o então ministro era acusado de ter recebido R$ 500 mil da Odebrecht, via caixa dois, para sua campanha ao Senado em 2010.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    Não se aproveita um cabra desses. Todos comprometidos com a roubalheira, com a sacanagem, com a propina. Onde vamos PARAR ?> Todo dia surge uma noticia de safadeza.

  2. Ceará-Mundão disse:

    Esse sujeito foi motorista do Marighella, aquele vagabundo comunista sobre o qual foi feito um filme, estrelado pelo petista Wagner Moura e pago com o nosso dinheiro, via Lei Rouanet. Será que ele foi representado nesse filme? Ou "esqueceram" dele porque ele hoje está escondido no PSDB? Hipócritas e mentirosos.

  3. raimundo disse:

    esta ai o objetivo da Ação Libertadora Nacional tomar o poder para se servir dele este ex ministro era o braço direito de Marighella . Esquerda hipócrita

  4. LAMPIÃO disse:

    MOTORISTINHA DE MARIGUELA.
    "DIZE-ME COM QUEM ANDAS, QUE TE DIREI QUEM ÉS".

  5. Flávio Andrade disse:

    Até quando esses políticos vão nos roubar,quando nos falta tudo! Não temos saúde, educação, segurança e lazer ,não temos nada. Só temos a obrigação de pagar impostos para bancar a farra desses baluartes da moralidade.

    • Lorena Galvão disse:

      Quando o povo Brasileiro, aprender a votar sem pedir nada em troco, ou melhor não vender o voto a estes canalhas amigo.

    • Lorena Galvão disse:

      Comentário perfeito.

Novo laudo diz que vídeo íntimo de João Doria é verdadeiro

(Paulo Lopes/Futura Press)

Um novo laudo realizado pelo perito criminal Onias Tavares de Aguiar e divulgado nesta sexta-feira, 26, contraria outro laudo feito nesta semana e diz que João Doria é realmente o homem que aparece nas imagens do vídeo íntimo que ganhou as redes sociais nesta semana. O parecer técnico está disponível na íntegra aqui.

Metodologia

O perito aponta que como metodologia, extraiu todos os frames do vídeo, “ampliando e aplicando técnicas de software para ressaltar os pontos de interesse pericial”. “O vídeo pode ser dividido em 603 frames (quadros) e considerando tratar de vídeo na velocidade de 30 frames/s o que equivale ao tempo de 20,1 segundos de tempo de duração”, indica.

Câmera espiã

Sobre a câmera utilizada, ele revela que “se trata de aparelho com características amadoras fixado sobre algum móvel e direcionado para a cama no qual se desenrola a maiorias das cenas”. “As pessoas gravadas agem naturalmente sem preocupações com a câmera indicando não ter o conhecimento de estarem sendo gravados”, indica o perito.

João Doria

Após analisar imagens em que o candidato aparece, o responsável indica que “a pessoa gravada no vídeo questionado(…) tem suas características compatíveis com as características de imagens pessoais de João Dória, cujas fotos foram analisadas. As análises no campo científico da visão computacional revelam convergências nas proporções (olhos /boca)”.

Conclusão

“Conclui-se que o vídeo não foi adulterado e nem alvo de qualquer manipulação. Trate-se vídeo autêntico, onde ressaltamos tratar-se de um trecho de 20 segundos de um vídeo maior o qual não foi apresentado para análise”, indica o perito.

Confira os principais resultados da análise:

As imagens não sofreram quaisquer interpolações sequencias na linha de tempo

Ainda que se verifiquem algumas duplicações de imagens, estas não naturais dos algoritmos de compressão de dados e não configuram fraudes. Como demonstrado no corpo do laudo, tais duplicações aparecem tanto nas imagens em o rosto do personagem masculino está exposto quanto nas imagens que o personagem está encoberto pela presença de alguma mulher;

Foram constatadas mudanças de contraste e nitidez que também não configura fraude. Trata-se de vídeo baixa qualidade gravados na presença de diversas fontes de luzes (direta e indiretas).

Considerando que as mulheres estavam sempre em movimento, qualquer passagem delas entre alguma fonte de luz e objeto focado ocasiona mudança de contrast

Foram constatadas granulações de imagens sendo comum em qualquer vídeo amador e de baixa qualidade e sem qualquer outro tratamento.

Yahoo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose disse:

    Ainda bem se for ele não é boiola
    E comedor . é igual ao Cristiano Ronaldo
    É comedor .gostei

  2. V M disse:

    Falso moralista, hipócrita, sempre o achei com cara de sacana, falso com essa fuça plastificada. Tomara q perca a eleição e a mulher !!

    • Ricardo Sampaio disse:

      O laudo fala que: não pode descartar por completo!!!

      Ou seja não fala que é ele hora alguma!

  3. Jorge disse:

    Pelos comentários vemos que precisamos muito evoluir como sociedade.
    Se fosse uma mulher com seis homens, seria taxada de adjetivos pejorativos.
    Como é um homem, fez o seu papel de macho.

  4. realmadriddepiumgenerico disse:

    Quem viu a cara da mulher dele no vídeo que ele divulgou? visivelmente constrangida. Caso seja verdade o vídeo gravado e denunciado, o cara é um sádico por obrigar sua mulher a se expor como fez.

  5. Fábio disse:

    Não importa ao eleitor onde Dória enfia o p… dele.
    Importante é saber onde ele enfia o dinheiro público.
    Em tempo, Lula tá preso, babaca!

  6. INDIGNAÇÃO disse:

    Nota da esposa de Dória após esse novo parecer criado sob os vídeos:
    A artista plástica Bia Doria, mulher de João, o candidato do PSDB ao governo paulista, fez um desabafo no Instagram sobre a divulgação do vídeo em que o marido supostamente aparece em uma orgia –cuja autenticidade, como mostrou O Antagonista, foi desmentida por peritos.

    “Há situações na vida em que somos colocados à prova. (…) Neste momento em que a disputa eleitoral atinge o patamar mais vil, quando atacam a minha honra, a minha família e, principalmente, os meus filhos menores, tenho certeza de que o cenário político está moralmente deteriorado”, escreveu Bia na rede social.
    Sem citar nomes, a mulher de Doria atribuiu o fato a “pessoas que usam meios espúrios para conquistar um cargo político, que não merecem respeito, sem dignidade ou brio”. Vídeo atribuído a Márcio França, o rival de Doria na eleição, nega envolvimento.
    REALMENTE, CHEGAR A ESSE NÍVEL, ESSE MÁRCIO FRANÇA DEVERIA SER BANIDO DA VIDA PÚBLICA E POLÍTICA. NENHUM ESTADO PRECISA OU MERECE TER UM CANDIDATO TÃO DEGRADANTE E REPUGNANTE. VÁ DEBATER IDEIAS, PROJETOS, AÇÕES, PROGRESSO E NÃO USAR ESSE TIPO DE DESVIO TORPE PARA RECEBER VOTOS.

  7. NAVEGADOR RN disse:

    Ficaria decepcionado se fosse ele com 6 machos. Sendo verdadeiro, minha admiração por ele aumentou 6 vezes. Acelera!

  8. Rômulo disse:

    O vídeo que ele fez com a esposa para desmentir os fatos já dizia tudo. Bastava ver a expressão facial da esposa de Dória: um misto de nojo com decepção. Pelo menos uma coisa é certa: a máscara do falso moralista de Dória caiu, além de ficar taxado como mentiroso, querendo justificar o injustificável como sendo uma fakenew! Melhor seria se tivesse ficado calado! Espero que ele também caia nas eleições para que São Paulo se livre do tucanato que a governa há 24 anos! Será a pá de cal na sepultura do PSDB!

  9. Brasil é verde e amarelo disse:

    Tem meu voto …é macho

  10. Doriano disse:

    Se deu conta dessas jovens todas também dará conta de SP. Avança São Paulo. #somostodosdoria

  11. Anderson disse:

    E agora: qual é o lado FAKE?