MASSACRE DA ALCAÇUZ: Delegado diz que quantidade de mortos em janeiro de 2017 ainda pode aumentar

Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

O portal G1-RN destaca nesta quinta-feira(18) que o responsável pelas investigações a respeito do massacre de Alcaçuz, em janeiro de 2017, o delegado Marcus Vinícius, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), admitiu que o número de 26 mortos na ocasião ainda pode aumentar, dois anos e meio depois. Em mutirão realizado no Presídio Rogério Coutinho Madruga, a Polícia Civil ouviu mais de 200 presos ao longo dos últimos três dias. Em entrevista ao telejornal Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi, o investigador apontou que, mesmo passado tanto tempo, novas informações surgem a cada dia, o que torna a investigação tão demorada. Ele também ressaltou que ainda existem presos desaparecidos.

“Pode mudar (o número de mortos). Pode ser modificado. Tem ainda um grupo de desaparecidos, informado pelo próprio sistema (penitenciário). E não se sabe exatamente: eles estão como foragidos, ou foram mortos e enterrados? Até agora a nossa comissão de delegados, que investiga o caso, entende que ali eles não queriam enterrar ninguém, esconder nada. Naquele dia 14 e o dia 15 de janeiro (de 2017), quando nós tivemos acesso às instalações, ali foi feita a perícia de local de crime, foi feito o levantamento inicial de 26 corpos. Então ali eles não tiveram tempo de enterrar, esconder ninguém. A gente acredita que foi aquele número. Agora, no decorrer daquela semana pode ter alguma coisa. É isso que nós estamos tentando encontrar”, afirmou.

Veja matéria na íntegra, inclusive, com vídeo aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bola disse:

    Deixaram a poeira sentar.
    O que todo mundo sabe e viu na TV, foi que contrataram uma carreta frigorífica pra colocar os mortos, dai a quantidade de mortos, só Deus e as autoridades sabem.

Detran realiza curso de atualização para motofretistas de Natal

Motofretistas de Natal estão passando por um curso de atualização gratuito realizado pelo Governo do Estado por meio do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran). A aula inaugural do Curso de Motofretista aconteceu na segunda-feira (15). Nesse primeiro ciclo estão sendo capacitados 30 profissionais.

O curso ministrado pela Escola Pública de Trânsito do Detran (Eptran), que é composta por servidores do Órgão, conta com carga horária de 10h/aula divididas em dois módulos, sendo o primeiro teórico e o segundo prático. Na disciplina teórica são abordadas informações de Transporte de Cargas, debatendo o conteúdo da legislação específica de motofrete, procedimentos para o transporte de cargas, verificação e manutenção do veículo para a pilotagem segura e informações de logística.

Já no módulo prático, os motofretista aprendem sobre a Prática Veicular Individual para o Transporte de Cargas. Nesse sentido, são informados sobre a verificação regular do veículo, uso adequado dos equipamentos de segurança, acondicionamento de cargas e técnicas de postura corporal de prevenção de acidentes na condução do veículo.

A previsão de encerramento dessa primeira turma é o dia 31 de dezembro, devendo, em seguida, ser iniciado mais um ciclo com outros 30 profissionais. O plano do Detran é adequar os motofretistas de acordo com as exigências determinadas pela resolução 410/2012 do Contran, atendendo o que determina a Lei Federal 12.009/2009, que regulamentou o exercício dessa atividade.

Para o diretor-geral do Detran, Eduardo Machado, a medida contribui para a segurança no trânsito, já que os motociclistas são as maiores vítimas da violência no tráfego. “O motofretista trabalha em constante movimento no trânsito e esses profissionais devem ter uma capacitação ampla para que possa, entre outras precauções, utilizar os procedimentos de direção defensiva que traz mais segurança para o trânsito”, comentou.

Para participar da qualificação os interessados devem ter idade mínima de 21 anos, habilitação na categoria “A” há pelo menos dois anos, não estar cumprindo pena de suspensão do direito de dirigir, não ter tido sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cassada em virtude de crime de trânsito, bem como não se mostrar impedido judicialmente de exercer seus direitos.

Já em relação as motocicletas utilizadas nas instruções práticas, a Eptran informou que as mesmas somente poderão ser utilizadas com a documentação legal em dia, bem como dotada dos equipamentos de segurança obrigatórios estipulados por resolução do Contran que trata sobre o tema.

Para ser aprovado o participante deve ter 100% de frequência e alcançar nota mínima de 70% nas avaliações teórica e prática. Já em caso de reprovação, será dado um prazo de 30 dias para que o aluno realize uma nova avaliação.

Instagram traz novas ferramentas em atualização

Instagram-ferramentas-600540Agora é possível ajustar intensidade de cada filtro, e fazer ajustes típicos como Brilho e Contraste. FOTO: Reprodução/Instagram

Não é novidade para ninguém que o Instagram faz qualquer um se sentir um grande fotógrafo, mas às vezes algumas das fotos precisam de ajustes melhores, não é mesmo? Pois bem: nessa terça-feira, 28, o Instagram introduziu novas ferramentas em suas versões para iOS e Android, que podem melhorar ainda mais a maneira como voc~e vê o mundo.

A partir de agora, é possível ajustar a intensidade dos filtros pré-programados no aplicativo (você pode ter um Amaro 75% ou um X-Pro II com apenas 35% da capacidade agora), além de ajustes como Brilho, Contraste, Temperatura, Saturação, Vinheta, Sombras (para ajustar o foco nas áreas escuras da foto) e muito mais, disponíveis em qualquer Photoshop da vida.

Além disso, os ajustes de corte, rotação, bordas e borras foram melhorados, bem como o upload de vídeos na versão iOS do aplicativo. “Você tira uma foto para capturar um momento, mas frequentemente o que você vê na foto não é o que você se lembra. Esses novos ajustes ajudam você a recriar a beleza daquele momento do jeito que você se lembra dele”, diz o texto que divulga as novidades, no blog oficial do Instagram.

As novas versões dos aplicativos já estão disponíveis na App Store e na Google Play.

Blog Estadão

Natal atualiza Plano de Contingência para período favorável à dengue

18511Promover a intersetorialidade na elaboração e atualização do Plano de Contingência para epidemias de dengue foi uma das propostas de uma oficina realizada na manhã desta quinta-feira (6), no Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC), com os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de Natal.

Com o objetivo de aprimorar a resposta às epidemias de dengue para o período sazonal de 2014, o Ministério da Saúde solicitou a revisão e atualização dos planos de contingência municipais e estaduais.

Segundo a gerente técnica do Centro de Controle de Zoonoses, Isabelle Ribeiro, o Ministério da Saúde estabeleceu níveis de risco diferenciados para as prefeituras traçarem um Plano de Contingência para cada nível.

“Vamos tentar captar a ocorrência dessa epidemia antes que ela aconteça, organizando o Plano baseado nesses níveis de ocorrência para não desencadear uma situação mais grave, uma vez que não temos uma cidade construída de forma saudável. A dengue é um grave problema social de saúde pública, então temos que dar a cobertura necessária ao paciente para que ele não morra”, explicou Isabelle.

A elaboração do Plano de Contingência é fundamental para auxiliar a união de respostas às epidemias de dengue. Nele são definidas as responsabilidades de cada área e a organização necessária, de modo a atender as epidemias de dengue visando à integralidade das ações e a prevenção e controle dos processos epidêmicos.

Para tanto, foram divulgados dois documentos que norteiam a elaboração dos planos de contingência para dengue: as “Diretrizes Nacionais para a prevenção e controle de epidemias de dengue” e as “Diretrizes para a organização dos serviços de Atenção à Saúde em situação de aumento de casos ou epidemias de dengue”.

Os documentos orientam os estados e municípios na implantação das ações que promovam assistência ao paciente com dengue, organização das atividades do controle do vetor, vigilância epidemiológica e comunicação.

O Plano de Contingência Nacional para epidemia de dengue foi construído em quatro níveis de epidemias, com as ações e procedimentos a serem realizados dentro desses níveis. O Ministério da Saúde recomenda que os estados e municípios desenvolvam seus planos dentro dessa proposta.

Em cada nível de epidemia devem-se descrever as ações a serem realizadas nas seguintes áreas: Vigilância Epidemiológica; Controle Vetorial; Assistência; Comunicação, Mobilização e Publicidade; e Gestão. No período de 10 a 14 de fevereiro, representantes do Ministério da Saúde estarão em Natal para avaliar o Plano de Contingência elaborado na oficina, que se encerra amanhã pela manhã com a apresentação das propostas elaboradas por cada grupo.

Gerenciamento de Crise

Uma Portaria assinada pelo secretario municipal de Saúde, Cipriano Maia, e publicada no Diário Oficial do Município nesta quinta-feira (6) instituiu a criação do Gabinete de Gerenciamento de Crise em Saúde Pública. O objetivo é construir, avaliar e coordenar as ações do Plano de Contingência para o Enfretamento de Situações Emergenciais para Dengue.

A portaria institui ainda a criação de uma Comissão Permanente de Monitoramento e Análise dos Óbitos por Dengue, que irá subsidiar o Gabinete de Gerenciamento de Crise em Saúde Pública em Natal, no sentido do comportamento das taxas de mortalidade de letalidade.

O Gabinete de Gerenciamento de Crise em Saúde Pública se reunirá a cada dois meses no período de comportamento endêmico da dengue e quinzenalmente no período de comportamento epidêmico, tendo em vista os alertas definidos pelo diagrama de controle.

Fotos do Instagram agora podem ser macadas por localização em mapa

Por Murilo Roncolato – Link

O Instagram lançou uma nova funcionalidade chamada Photo Map, que gera marcações em um mapa o local onde cada foto foi tirada. O Photo Map pode ser ativado no menu tradicional do aplicativo e só funcionará caso o usuário opte por ativar o recurso de geolocalização das fotos tiradas.

Dessa maneira, o mapa de fotos dos usuários poderão ser acessados por seus respectivos contatos.

A versão 3.0 do app ganhou ainda uma caixa maior para legenda, melhorou seu desempenho e agora dispensa o botão “Load more” para carregar mais fotos no feed, que agora aparecerão automaticamente. Para mais informações, acesse o blog do Instagram.

Para baixar o app, clique aqui (iOS) ou aqui (Android).