Esporte

Prefeitura do Rio cede à Conmebol e decide liberar 10% de público para a final da Copa América entre Brasil x Argentina neste sábado

Fotos: Divulgação

A Prefeitura do Rio de Janeiro cedeu à Conmebol e o Maracanã terá público de convidados na final da Copa América. A presença desses torcedores será limitada a 10% da capacidade do estádio. O jogo entre Brasil e Argentina será realizado no próximo sábado, às 21h (de Brasília).

A prefeitura do Rio de Janeiro informou que liberação acontece em caráter excepcional: a presença dos torcedores ficará limitada a 10% da capacidade de cada setor do estádio, que tem capacidade para 78 mil pessoas. Na última final da Copa América, a lotação máxima foi de 60 mil pessoas.

O público, sentado, deverá respeitar um espaçamento mínimo de dois metros entre cada pessoa ou família. A organizadora do evento, a Conmebol, ficará responsável pelo teste de Covid-19 em todos que entrarem no estádio dentro das 48 horas anteriores ao jogo: quem testar positivo, não pode entrar.

O prefeito Eduardo Paes tentou separar esta liberação em relação à final da Copa Libertadores, em fevereiro, quando o Rio multou a Conmebol por conta de aglomeração no Maracanã. Paes negou que recebeu pressão da entidade para abrir os portões do estádio desta vez.

– A gente teve a final da Copa Libertadores, liberamos para que tivesse 5 mil convidados. Eles concentraram todos em um só setor do Maracanã, o que foi um problema, a Prefeitura multou. A mudança é essa: 10% de cada setor do estádio, com um espaçamento grande entre as pessoas. São todos convidados da Conmebol e serão testados – disse o prefeito.

– Para ser honesto, não recebi pressão nenhuma. Não conheço ninguém da Conmebol e nem da CBF. Soube pela imprensa da solicitação, a secretaria de saúde tomou a decisão com toda a liberdade. Não houve qualquer tipo de pressão. As regras são bastante aceitáveis. A gente não vê problema – completou.

O secretário municipal de saúde, Daniel Soranz, revelou que a Conmebol queria, em uma primeira solicitação, liberar metade do estádio, o que não foi aceito pela prefeitura.

– O pedido inicial da Copa América para a Prefeitura era realizar com 50% de público, e a gente não acha adequado. Liberamos 10% de cada setor do estádio, para evitar aglomeração. Todas as pessoas terão o ambiente controlado por testagem e separada por dois metros para não ter aglomeração – explicou.

– Não deixa de ser um evento teste para nós, neste momento em que as notícias já são melhores. E a gente começa, se Deus quiser, a viver uma transição – completou o prefeito Paes.

Com Globo Esporte

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Deputado petista presidente da Alerj desiste de projeto que mudaria nome do Maracanã

Foto: Reprodução/Twitter @maracana (23.set.2020)

Presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e autor do projeto aprovado pela casa, que pretendia mudar o nome do Maracanã, de Estádio Jornalista Mário Filho, para Edson Arantes do Nascimento – Rei Pelé, o deputado André Ceciliano (PT) desistiu da iniciativa.

A informação foi comunicada nesta terça-feira (6) aos demais parlamentares, em reunião do Colégio de Líderes.

Com isso, Ceciliano enviará pedido de desistência ao governador interino Cláudio Castro (PSC), que ainda está no prazo de 15 dias úteis para manifestação. O projeto tinha sido aprovado em votação simbólica da casa no dia nove de março.

Na ocasião, apenas a bancada do PSOL registrou voto contrário. Pela proposta, Jornalista Mário Filho passaria a ser nome de todo o complexo esportivo, que engloba, além do estádio sede de duas finais de Copa do Mundo (1950 e 2014), o Parque Aquático Júlio Delamare, o Ginásio Gilberto Cardoso e o Estádio de Atletismo Célio de Barros.

A proposta foi criticada por familiares de Mário Filho, um dos principais nomes da história da imprensa esportiva do país e criador de diversos ícones do Rio de Janeiro, como o antigo “Jornal dos Sports” e o desfile das escolas de samba no carnaval carioca.

Mário Filho foi um dos maiores incentivadores para a construção do estádio e, nas páginas cor-de-rosa de seu jornal, inspirado na italiana “Gazzetta dello Sport”, defendeu que o Maracanã fosse erguido no local onde a obra ocorreu. Na ocasião, uma corrente defendia a construção de um equipamento esportivo menor, para 60 mil pessoas, em Jacarepaguá, na zona oeste da capital fluminense.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP/RJ) já tinha recomendado ao governador interino Cláudio Castro que vetasse o projeto. A justificativa era que ele violava a identidade cultural carioca.

De acordo com Ceciliano, na fundamentação do projeto, a ideia era associar dois símbolos: o maior jogador de todos o tempos, agraciado com uma homenagem em vida, e o estádio mais emblemático de seu país e, para muitos, do mundo.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Tinha que ser do PT partido das trevas, rapaz não tem um que se aproveite pior que tem gente que vota nesse povo, a país atrasado da gota.

  2. Homem da uma surra grande e solta, se prender vai fazer Universidade, outra, isso é discriminação, alguns meninos quase que entregam a Petrobras e estão todos em casa.

  3. Tanta coisa para se arrumar nesse Brasil velho e desajeitado, roubado, pobre e um imbecil desses sai com um projeto dessa envergadura e importância. Somos pobres por querer e pobre como cachimbo só merece fumo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Maracanã pode ter novo nome: Estádio Edson Arantes do Nascimento Pelé

Foto: Divulgação/Alerj

O deputado André Ceciliano, o poderoso presidente da Alerj, vai propor amanhã que o estádio do Maracanã passe a se chamar Pelé, em homenagem ao nosso maior atleta. O campo de futebol mais conhecido do mundo foi palco, por exemplo, do milésimo gol do maior jogador de todos os tempos, em 1969, em partida contra o Vasco da Gama.

O jornalista Mario Filho (1908-1966), nesse caso, continuaria dando nome a todo o complexo esportivo do Maracanã – que inclui, além do estádio de futebol, outros espaços como o ginásio do Maracanãzinho e o estádio de atletismo Célio de Barros.

Ancelmo Gois – O Globo

Opinião dos leitores

  1. NÃO CONCORDO.
    Um Homem público que deveria dar exemplo a tantas Pessoas, não teve a Humildade, respeito, Amor Humano, quando não aceitou assumir uma Filha de um caso extra-conjugal.
    E o pior, nem no seu LEITO DE MORTE, não abençoou uma Filha que estava morrendo de Câncer.
    Pra mim, é um ser desprezível.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Final da Libertadores: decreto do governo do RJ autoriza até 10% da capacidade do Maracanã

Foto: ALEXANDRE LOUREIRO / REUTERS

O Governo do Estado do Rio de Janeiro publicou decreto, nesta sexta-feira, autorizando a realização da final da Copa Libertadores, marcada para o dia 30, no Maracanã. Entre as regulamentações, o governador Claudio Castro estabeleceu um limite de até 10% da capacidade do estádio para a operação do jogo entre Palmeiras e Santos.

Na partida, que não terá público pagante, estará autorizada a presença de pessoal relacionado a organização, segurança e realização, bem como pessoas ligadas a patrocinadores do evento e aos clubes, no limite determinado. Santos e Palmeiras receberam 150 convites cada.

Hoje, o Maracanã, tem capacidade para 78.883 pessoas, ou seja, a capacidade autorizada de operação para a partida gira em torno de 7 mil pessoas. A Conmebol, porém, não trabalha com a ideia de um efetivo tão grande.

Uma reunião no fim da manhã desta sexta-feira definiu que o efetivo de policiais militares para a segurança da partida, nos arredores e na parte interna do estádio, ficará em 550, com mais 200 guardas municipais.

Em outras partes da cidade, haverá atenção especial nas proximidades dos hotéis onde ficarão as duas delegações.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Torcida do Vasco promete lotar o Maracanã contra o ABC em duelo na Copa do Brasil mirando fortalecimento do sócio-torcedor

Torcida do Vasco promete lotar o Maracanã contra o ABC, quarta-feira Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo

A realização da partida entre Vasco e ABC no Maracanã, dia 5, pela Copa do Brasil, será como um afago do clube carioca em sua torcida. Em especial, no seu sócio-torcedor. A nuvem de notícias não muito boas que paira sobre São Januário desde dezembro teve seu efeito no programa Gigante. Do dia 27 do mês doze até o último domingo, 3.818 torcedores deixaram o quadro de sócios.

Tratam-se de vascaínos que não entraram no movimento de associação em massa, implementado pelo desconto de 50% nas mensalidades na promoção de Black Friday e que contou com pagamento adiantado de seis meses. Vieram antes e, de alguma forma, foram afetados pela virada de ano conturbada do clube.

Há outros fatores que podem explicar a ligeira queda no número de sócios, longe de ameaçar o Vasco na posição de clube com maior quadro social do futebol brasileiro. O começo do ano, com jogos do Campeonato Estadual, teoricamente de menor apelo, pode desestimular o torcedor a seguir pagando mensalidades de olho nos descontos na compra de ingressos.

Além disso, ficou mais difícil para o sócio-torcedor garantir seu lugar em São Januário em jogo de muito apelo, uma vez que a capacidade do estádio (22 mil torcedores) é pequena para o tamanho da demanda por ingressos. Para se ter uma ideia, na estreia na temporada, contra o Bangu, sócios-torcedores ficaram com 73,6% de um total de 18.361 ingressos vendidos.

É aí que entra o Maracanã. Ao transferir o jogo para o estádio, o Vasco prestigia o sócio-torcedor, que terá mais facilidade para conseguir um lugar no estádio. Na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, contra a Chapecoense, no Maracanã, o time colocou nada menos que 67.395 presentes (61.021 pagantes). Desses, 33.861 eram sócios-torcedores. Se todos eles tentassem ingressos para um jogo em São Januário, boa parte não conseguiria.

Confira a evolução no número de sócios do Vasco:

27/11 (com a promoção em andamento) – 45.001 sócios

27/12 (com a promoção encerrada) – 185.099 sócios

19/1 – 183.711 sócios

24/2 – 181.281 sócios

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Seria ótimo ver o ABC atropelar o Vasco em pleno Maracanã. Querer fazer fotos contra time de menor expressividade é fácil!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Flamengo vai abrir o Maracanã para torcedores acompanharem final da Libertadores

Foto: Divulgação/Flamengo

O torcedor do Flamengo que não vai conseguir acompanhar a decisão da Libertadores em Lima, no Peru, no dia 23 de novembro, pode ter clima de estádio no Rio de Janeiro. O Rubro-Negro vai promover um evento com telões no Maracanã para a transmissão da final contra o River Plate. A informação foi publicada pelo jornal “O Dia” e confirmada pela reportagem do GloboEsporte.com.

O clube pediu a autorização da Conmebol, ganhou o aval e acertou todos os termos com a entidade. A diretoria trabalha em conjunto com uma empresa para definir os detalhes, fechar capacidade de público, preço dos ingressos e demais atrações.

A decisão da Libertadores, em jogo único, virou novela. Marcada num primeiro momento para Santiago, passou por alteração no local devido ao momento de instabilidade e protestos no Chile. Após a escolha por Lima, no Peru, o Flamengo definiu a programação e parte para a capital peruana no dia 20.

Globo Esporte

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Final da Libertadores de 2020 será no Maracanã

Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP

A Conmebol confirmou, na manhã desta quinta-feira, que a final da Libertadores de 2020 será no Maracanã, no Rio. A entidade anunciou ainda que a Sul-Americana, também em jogo único, será decidida no Estadio Mario Kempes, em Córdoba, na Argentina.

O estádio carioca foi escolhido para sediar a Libertadores entre outros sete, sendo cinco brasileiros (Mineirão, Beira-Rio, Arena do Grêmio, Arena Corinthians e Morumbi), um peruano (Estádio Nacional) e o próprio Mario Kempes.

Na atual temporada, a primeira com final em jogo único, a Libertadores será decidida em Santiago, no Chile. Já a Sul-Americana terá sua partida decisiva em Lima, no Peru.

A escolha do Rio, antecipada pelo GLOBO, se dá pelo fato de o Maracanã ser um estádio icônico e a cidade ser um atrativo turístico para torcedores, independentemente do país.

— As finais únicas da Libertadores e da Sul-Americana aumentaram a projeção e o alcance internacional do nosso futebol. Rio de Janeiro e Córdoba se converteram nos melhores anfitriões para acolher a grande família do futebol sul-americano — afirmou o presidente da CONMEBOL, Alejandro Domínguez.

A experiência da Conmebol durante a Copa América foi considerada boa: o Maracanã foi palco da final do torneio deste ano. Na reunião nesta quinta-feira, no Paraguai, até o governador Wilson Witzel esteve presente.

– O Maracanã estará completando 70 anos. Vamos fazer uma grande festa – disse o governador Witzel.

O CEO do Flamengo, Reinaldo Belotti, também participou de encontros para debater a escolha do palco nas últimas semanas.

O momento político atual da CBF na Conmebol indica força nos bastidores.

– A tranquilidade da América do Sul é ir para o Rio de Janeiro e saber que vai ter toda estrutura e todo aparato para uma grande final – disse o presidente da entidade, Rogério Caboclo

Em contrapartida, os argentinos perdem influência, sobretudo após a reclamação contra a Conmebol, tendo como motivo a atuação da arbitragem na semifinal da Copa América.

O Globo

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Vendas para Flamengo x Athletico Paranaense batem recorde no futebol brasileiro em 2019

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

A torcida do Flamengo será responsável por quebrar um recorde nesta noite. Isso porque, segundo o informado pela assessoria de imprensa do clube, a comercialização de ingressos para o jogo contra o Athletico-PR, no Maracanã, alcança o maior número de ingressos vendidos no país em 2019. O duelo ocorrerá às 21h30 (de Brasília) e valerá uma vaga às semi da Copa do Brasil.

O Rubro-Negro também afirmou que 64.516 bilhetes foram vendidos até o momento (por volta das 15h30 desta quarta). Agora, restam apenas 303 ingressos de Leste Superior e 149 de Oeste Inferior.

Os flamenguistas estão superando o próprio recorde na atual temporada brasileira. Antes do jogo desta noite, a partida que continha o maior número de ingressos vendidos era a diante do Peñarol, no dia 3 de abril, pela fase de grupos da Libertadores: 61.576 pagantes.

Lance

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

ABC inicia preparativos mirando duelo contra o Vasco no Maracanã; lateral fratura clavícula e está praticamente fora da Série B

O elenco abecedista retornou aos treinamentos no CT Alberi Ferreira de Matos, e deu início aos preparativos para o compromisso contra o Vasco/RJ, marcado para o próximo sábado (8), às 15h20 (Horário de Natal), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Na segunda(3), os jogadores que atuaram por mais de um tempo na vitória diante do América/MG seguiram para o CTFIS-ABC José Prudêncio Sobrinho, onde comandados pelo preparador físico Ranielle Ribeiro fizeram um regenerativo através de um alongamento e exercícios para prevenção de lesões musculares.

O restante dos atletas permaneceu no campo do CT e trabalhou com o treinador Roberto Fonseca. O comandante alvinegro fez um trabalho técnico-dinâmico de posse de bola em campo reduzido por meio de mini-jogos. A novidade foi a participação do lateral Patrick, que está recuperado e treinou normalmente.

O lateral Gleidson, o volante Michel e o atacante Lúcio Flávio não treinaram e ficaram em tratamento intensivo com os médicos e fisioterapeutas abecedistas.

O grupo foi liberado depois da movimentação e voltará aos treinamentos na tarde desta terça-feira (4), a partir das 15h30, novamente no CT.

Gleidson fratura clavícula e está praticamente fora da Série B

O treinador Roberto Fonseca ganhou um importante desfalque para a reta final da disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. Na tarde dessa segunda-feira (3), o chefe do Departamento Médico abecedista, Roberto Vital, confirmou ao técnico a fratura na clavícula esquerda do lateral-esquerdo Gleidson, lesão sofrida no jogo contra o América/MG, e com isso o atleta está fora de combate até o término da competição.

Segundo o médico alvinegro, o exame de imagem constatou a fratura e o tempo de recuperação do atleta é de aproximadamente três semanas. Depois de recuperado, o lateral necessitaria de um período para recuperar o condicionamento físico e, como a Série B tem seu término marcado para o dia 29, dificilmente volte a atuar.

“O exame constatou a fratura na clavícula esquerdo do atleta e ele está fora das atividades. Foi descartada a necessidade de cirurgia e ele já está em recuperação. É uma lesão que requer um tempo de recuperação de até três semanas e isso, infelizmente, praticamente o tira do restante do campeonato”, explicou Roberto Vital.

Com informações do site do ABC

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Vasco reduz preço de ingressos para duelo com o ABC neste sábado, e espera 50 mil no Maracanã

Untitled-1Se a fase não é boa dentro de campo, a esperança fica no grito da torcida. A diretoria do Vasco decidiu colocar preços promocionais para a partida do próximo sábado no Maracanã. O time volta a jogar no estádio, contra o ABC, com ingressos mínimos de R$ 15 (valor de meia-entrada) e máximos de R$ 60. A estimativa da direção do clube é receber um público de 50 mil pessoas para lotar o Maracanã e empurrar a equipe contra o time potiguar.

Os valores foram definidos em R$ 30 (atrás dos gols) e R$ 60 (no meio do campo), com meias-entradas a R$ 15 e R$ 30. Em São Januário, os preços praticados nas últimas partidas variavam entre R$ 30 (arquibancada), R$ 50 (social) e R$ 80 (poltrona especial).

Com acréscimo de informações do Globo Esporte

Opinião dos leitores

  1. Sinto muito informar mas o mais querido vai ganhar lá no maraca. E melhor nem sai de casa vascainos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

COPA DO BRASIL: Confira os relacionados do América para jogo contra o Flamengo, no Maracanã

Alvirrubro encara o rubro-negro carioca nesta quarta-feira(15), a partir das 22h, no estádio Maracanã, em jogo válido pelas quartas de finais da Copa do Brasil.

Na primeira partida, o time potiguar foi derrotado por 1 a 0. Para classificar, precisa de uma vitória por dois gols de diferença. Em caso de resultado igual para o time americano, o confronto será decidido nos pênaltis. O jogo será televisionado pela Rede Globo.

Goleiros: Andrey e Fernando Henrique;

Laterais: Walber, Thiago Cristian e Paulo Henrique;

Zagueiros: Cleber, Lázaro e Edson Rocha;

Volantes: Márcio Passos e Judson;

Meias: Arthur Maia, Jeferson e Andrezinho;

Atacantes: Rodrigo Pimpão, Paulinho, Isac, Rivaldo e Beleu Macaíba.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Flamengo divulga nota oficial sobre o Maracanã e faz duras críticas ao consórcio que administra o estádio

flaxflu_al390O Flamengo divulgou uma nota oficial, chamada de “Carta Aberta sobre o Maracanã”, na qual faz duras críticas ao consórcio que administra o estádio. O clube carioca questionou o alto valor de custo operacional da nova arena, que será palco da final da Copa do Mundo de 2014, e demontrou insatisfação com a baixa porcentagem da renda bruta da bilheteria que vai para os cofres do Flamengo.

Segundo a nota, o Flamengo, em comparação com outros clubes que também alugam estádios, arrecada muito menos que os rivais, graças a alta porcercentagem da renda que fica em posse do consórcio. Em documento anexo à nota, pode-se constar que o aluguel do Maracanã custa aos rubro-negros 50% da renda líquida da partida, contra 13% cobrado no Estádio Mané Garrincha, 15 a 20% no Castelão e 15% no Morumbi.

Na carta aberta, constam, ainda, críticas sobre o péssimo serviço realizado nas vendas de ingressos e na operação de acesso ao estádio.

Confira a nota na íntegra:

“O Flamengo, depois da espetacular participação da nação rubro-negra no jogo desta quarta-feira, contra o Cruzeiro, espera que a Odebrecht tenha se convencido da importância em ter a maior e melhor torcida do mundo no Maracanã.

A torcida do Flamengo valoriza o Maracanã. Ela é a alma do estádio e faz dele o mais lindo e vibrante do Brasil. Sem o Flamengo, o novo Maracanã se torna apenas uma arena importante, como outras que já existem.

Por esta razão, não se pode admitir que o modelo de administração do Maracanã seja tão prejudicial ao Flamengo. Abaixo, os fatos que aprendemos, fruto de nossa experiência recente:

– No jogo do dia 28/08 contra o Cruzeiro, a renda líquida do clube foi de R$734.000 para uma renda bruta de R$2.200.000. Com esta mesma renda bruta, o Corinthians no Pacaembu teria uma receita líquida de R$1.650.000.

– Esta mesma comparação feita para qualquer outra arena/estádio no Brasil comprovará que no Maracanã o Flamengo trará para seus cofres menos da metade do que seus adversários de outros estados estarão arrecadando.

– Os custos operacionais do Maracanã são de, no mínimo, o dobro de qualquer outro estádio do Brasil, podendo chegar a até 10 vezes o custo de outros estádios capazes de receber também grandes públicos.

– O Maracanã oferece um péssimo serviço tanto na venda de ingressos quanto na operação de acesso, onde as catracas não estão dimensionadas para o alto fluxo de ingresso de torcedores próximo a hora de início da partida.

– Consequência: longas filas, impossibilidade do controle eletrônico do acesso, riscos de evasão de renda, superlotação e descontrole da arrecadação, falta de contagem dos giros de catraca, impossibilidade de saber a relação entre os ingressos vendidos e o número de pessoas que entraram no estádio.

O Flamengo deseja construir uma relação justa e parceira com quem quer que esteja administrando o Maracanã. Uma relação que permita, além de bons resultados financeiros para ambas as partes, a enorme alegria dos 40 milhões de apaixonados torcedores rubro-negros.

É para isto que estamos trabalhando.

Conselho Diretor do Clube de Regatas do Flamengo”

Placar

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Copa das Confederações: PM e manifestantes entram em confronto no entorno do Maracanã

Os torcedores que deixaram para chegar ao Maracanã minutos antes do jogo entre Itália e México, pela Copa das Confederações, se depararam com a ação de policiais militares contra manifestantes que protestam contra a realização do evento.

Os manifestantes pedem a redução da tarifa da passagem de ônibus e gritam palavras de ordem contra as autoridades municipais.

A ação aconteceu na saída da estação São Cristóvão do metrô. Um grupo de manifestantes correu para a estação, ao lado da Quinta da Boa Vista, na rua Visconde de Niterói. Os policiais militares se dividiram. Parte deles passou por dentro da estação, enquanto outro grupo chegou de carros à rua.

Os policiais militares atiraram balas de borracha e jogaram bombas de gás lacrimogêneo e de pimenta contra cerca de 200 manifestantes.

Até o momento, há cinco detidos.

O trânsito na rua general Canabarro e em parte da Radial Oeste, sentido Maracanã, foi reaberto neste momento.

O local do confronto é a cerca de um quilômetro do Maracanã.

Homens da Força Nacional montaram um cerco para impedir que os manifestantes passassem pelo bloqueio em direção ao estádio. O helicóptero da Polícia Militar sobrevoa a área e dois carros do Batalhão de Choque que estavam ao lado do Maracanã foram deslocados para reforçar o cerco.

Da Folha

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Governo cassa liminar e amistoso Brasil e Inglaterra está mantido

O governo do Rio cassou na noite desta quinta-feira a liminar que suspendia o amistoso entre Brasil e Inglaterra por falta de segurança.

O governo do estado apresentou no recurso o laudo final da Polícia Militar que garante as condições de segurança no estádio para o jogo de domingo. O governo culpou uma falha na burocracia que fez com que o laudo não fosse enviado à Suderj.

Na tarde desta quinta, a juíza da 13.ª Vara de Fazenda da Capital, Adriana Costa dos Santos, concedeu liminar que suspendeu por x horas qualquer evento no Maracanã até que se comprovasse as condições de segurança e higiene para o público, atendendo a ação impetrada pelo Ministério Público do Rio. Apontou também que faltavam o laudo de vistoria de engenharia, de prevenção a combate de incêndio e condições sanitárias e de higiene, que não tinham sido apresentados ao MP-RJ até esta quarta-feira.

Na liminar, a juíza citou que o único laudo apresentado era o da Polícia Militar que indicava um estádio em construção. Problemas com entulhos no entorno, pisos soltos e fragilidade na prevenção a invasão no campo foram apontados pela PM e que todos os pontos deveriam ser sanados até sábado, véspera do jogo. O documento foi feito no dia 27 de maio e encaminhado ao MP-RJ no dia 29, quando a ação foi impetrada. O governo diz que este era um laudo preliminar.

Terra

Opinião dos leitores

  1. É o circo do povão garantido,mesmo com riscos.Se houver acidente com morte a justiça livra a cara do promotor do evento por um preço,é claro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Liminar suspende amistoso entre Brasil e Inglaterra no Maracanã

Adriana Costa dos Santos, juíza do plantão judiciário da 13ª Vara de Fazenda da Capital, liberou, na tarde desta quinta-feira, uma liminar suspendendo o amistoso entre Brasil e Inglaterra, que seria realizado neste domingo, no Estádio do Maracanã. O pedido foi feito pelo Ministério Público Estadual (MP). De acordo com o órgão, o estádio ainda não oferece segurança para receber tal evento. A informação é do Estado de S. Paulo.

O relatório do MP aponta para o fato de que nenhum laudo técnico garantindo a segurança dos torcedores no local foi entregue pelos responsáveis pelo estádio, a despeito de vários pedidos do próprio órgão.

Segundo a juíza, as pendências deveriam ser resolvidas até um dia antes da partida: “Ocorre que até o presente momento não se tem notícia de que as restrições foram sanadas ou ainda se teve acesso aos demais laudos, indispensáveis, para a verificação da viabilidade de inauguração com a segurança que se espera”.

A liminar poderá ser revogada desde que a organização consiga garantir e comprovar até a véspera da partida a segurança dos torcedores.

A reportagem da GE.Net tentou entrar em contato com o assessor de imprensa da Confederação Brasileira de Futebol, Rodrigo Paiva, mas não foi atendida.

Da Gazeta Esportiva

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Justiça autoriza licitação para a concessão do Maracanã à iniciativa privada

O governo do Rio de Janeiro informou na madrugada de hoje (11) que a Justiça autorizou a licitação para a concessão do Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, à iniciativa privada. De acordo com nota divulgada pelo governo estadual, a presidenta do Tribunal de Justiça do estado, desembargadora Leila Mariano, cassou a liminar que suspendia o processo.

A suspensão havia sido determinada, em caráter liminar, pela juíza Roseli Nalin, da 5ª Vara de Fazenda Pública do Rio, a pedido do Ministério Público Estadual (MP-RJ). Segundo o MP, as intervenções previstas no local, com a demolição do Estádio de Atletismo Célio de Barros e do Parque Aquático Julio de Lamare, não são necessárias para a Copa do Mundo e podem inclusive prejudicar os Jogos Olímpicos de 2016.

O MP também considerou que não há igualdade de condições entre os licitantes, já que o estudo de viabilidade da concessão foi feito por uma das concorrentes, a empresa IMX.

A abertura dos envelopes com as propostas das empresas interessadas em gerir o Maracanã será feita às 10h de hoje. O estádio será palco das finais da Copa das Confederações de futebol deste ano, da Copa do Mundo de 2014 e da abertura e do encerramento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *