Geral

Reservas hídricas estaduais somam 44,66% da sua capacidade total em meados de setembro; veja situação das barragens, açudes e lagoas pelo RN

Foto: Reprodução/@igarnrn

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta quarta-feira (15), demonstra que as reservas hídricas superficiais totais do RN somam 1.954.629.994 m³, percentualmente, 44,66% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No dia 15 de setembro de 2020, as reservas hídricas somavam 2.295.329.769 m³, equivalentes a 52,44% do seu volume total.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.258.136.519 m³, correspondentes a 53,02% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No mesmo período de setembro de 2020, o manancial estava com 1.455.429.403 m³, equivalentes a 61,33% do seu volume total.

Segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi acumula 234.733.420 m³, equivalentes a 39,14% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 197.177.500 m³, percentualmente, 32,88% do seu volume total.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 192.493.399 m³, correspondentes a 65,74% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de setembro de 2020, o reservatório estava com 249.070.420 m³, equivalentes a 85,06% do seu volume total.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn que ainda estão com mais de 80% da sua capacidade, são: o açude público de Encanto, com 86,55%; Rodeador, localizado em Umarizal, com 82,22%; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 83,53%; açude público de Marcelino Vieira, com 81,82% e Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 86,57%.

O açude Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, acumula 7.933.333 m³, correspondentes a 79,33% da sua capacidade total, que é de 10 milhões de metros cúbicos. No mesmo período de setembro de 2020, o manancial estava com 9.516.667 m³, equivalentes a 95,17% do seu volume total.

O açude Morcego, localizado em Campo Grande, acumula 2.853.082 m³, correspondentes a 42,53% da sua capacidade total, que é de 6.708.331 m³. No dia 15 de setembro do ano passado, o reservatório estava com 5.567.341 m³, equivalentes a 82,99% do seu volume total.

O açude Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 6.434.613 m³, percentualmente, 14,49% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava com 11.917.237 m³, correspondentes a 26,83% do seu volume total.

O açude Dourado, localizado em Currais Novos, acumula 2.317.776 m³, equivalentes a 22,46% da sua capacidade total, que é de 10.321.600 m³. No mesmo período de setembro do ano passado, o manancial estava com 8.337.043 m³, correspondentes a 80,77% do seu volume total.

Já os mananciais monitorados pelo Igarn que estão em nível de alerta, com volumes inferiores a 10% da sua capacidade atualmente são 5: o Caldeirão de Parelhas, localizado em Parelhas, com 9,45%; o açude público de Cruzeta, com 5,57%; o açude Itans, localizado em Caicó, com 2,51%; o Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 1,9% e o Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,3% da sua capacidade.

Os açudes monitorados pelo Igarn que estão secos são: Inharé, localizado em Santa Cruz e o Trairi, localizado em Tangará.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, acumula 10.218.654 m³, correspondentes a 92,73% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, acumula 40.819.947 m³, percentualmente, 48,44% do seu volume total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, que atende a usos diversos, acumula 9.527.963 m³, correspondentes a 86,03% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 55,62% da sua capacidade; veja outros reservatórios pelo RN

FOTO: ASCOM/IGARN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta terça-feira (10), indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.319.984.623 m³, percentualmente, 55,62% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No dia 10 de agosto de 2020, o manancial estava com 1.515.025.107 m³, equivalentes a 63,84% do seu volume total.

As reservas hídricas superficiais totais do RN somam 2.056.335.281 m³, percentualmente, 46,98% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No dia 10 de agosto de 2020, as reservas hídricas acumulavam 2.400.071.948 m³, correspondentes a 54,84% do volume total do RN.

Segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi acumula 242.905.310 m³, equivalentes a 40,5% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 205.001.650 m³, percentualmente, 34,18% do seu volume total.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 200.109.544 m³, correspondentes a 68,34% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de agosto de 2020, o reservatório estava com 259.025.776 m³, equivalentes a 88,46% do seu volume total.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 26.877.896 m³, correspondentes a 49,01% da capacidade total do reservatório, que é de 54.846.000 m³. No mesmo período do ano passado, o manancial estava com 19.081.286 m³, equivalentes a 34,79% do seu volume total.

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 2.263.650 m³, percentualmente, 20,83% da sua capacidade total, que é de 10.865.000 m³. No mesmo período de agosto de 2020, o reservatório estava com 2.820.500 m³, correspondentes a 25,96% do seu volume total.

O açude Sabugi, localizado em São João do Sabugi, acumula 15.929.282 m³, equivalentes a 25,76% da sua capacidade total, que é de 61.828.970 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava com 32.835.959 m³, correspondentes a 53,11% do seu volume total.

O reservatório Carnaúba, também situado em São João do Sabugi, acumula 9.304.135 m³, equivalentes a 36,19% da sua capacidade total, que é de 25.710.900 m³. No mesmo período do ano passado, o manancial estava com 15.919.820 m³, equivalentes a 61,92% do seu volume total.

O açude Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 6.570.499 m³, percentualmente, 14,79% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. No mesmo período do ano passado, o reservatório estava com 13.617.713 m³, correspondentes a 30,66% do seu volume total.

O reservatórios monitorados pelo Igarn, que estão com mais de 90% da sua capacidade são: Flechas, localizado em José da Penha, com 96,04%; Encanto, localizado no município de Encanto; Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 92,33% e Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 92,06%.

Outros reservatórios monitorados ainda estão com mais de 80% da sua capacidade, casos de: Rodeador, localizado em Umarizal, com 89,64%; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 89,11%; açude público de Marcelino Vieira, com 88,83% e Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, com 82,67% da sua capacidade.

Já os mananciais monitorados pelo Igarn que estão em nível de alerta, com volumes inferiores a 10% da sua capacidade atualmente são 4: o açude público de Cruzeta, com 6,82%; o açude Itans, localizado em Caicó, com 3,05%; o Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 2,7% e o Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,44% da sua capacidade.

Os açudes monitorados pelo Igarn que estão secos são: Inharé, localizado em Santa Cruz e o Trairi, localizado em Tangará.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, acumula 10.400.670 m³, correspondentes a 94,38% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, acumula 41.317.549 m³, percentualmente, 49,03% do seu volume total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, que atende a usos diversos, acumula 9.658.625 m³, correspondentes a 87,21% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 57,79% da sua capacidade; veja outros reservatórios pelo RN

FOTO: ASCOM/IGARN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta quarta-feira (07), indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.371.453.640 m³, correspondentes a 57,79% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No mesmo período de 2020, o maior reservatório do RN acumulava 1.555.658.541 m³, equivalentes a 65,55% da sua capacidade.

As reservas hídricas superficiais totais do RN atualmente somam 2.146.516.021 m³, percentualmente, 49,04% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No início de julho de 2020, as reservas estaduais eram de 2.485.327.772 m³, correspondentes a 56,78% do seu volume total.

A segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi, acumula 250.181.720 m³, equivalentes a 41,72% da capacidade total do reservatório que é de 599.712.000 m³. No mesmo período do ano passado, o manancial estava com 210.391.620 m³, percentualmente, 35,08% do seu volume total.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 207.091.010 m³, correspondentes a 70,72% da capacidade total do manancial, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 268.076.100 m³, equivalentes a 91,55% do seu volume total.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 29.036.702 m³, equivalentes a 52,94% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No mesmo período do ano passado, o reservatório estava com 20.278.226 m³, correspondentes a 36,97% do seu volume total.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 7.376.562 m³, equivalentes a 16,61% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. No mesmo período de julho do ano passado o manancial estava com 14.985.488 m³, correspondentes a 33,73% do seu volume total.

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 2.475.525 m³, percentualmente, 22,78% da sua capacidade total, que é de 10.865.000 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava com 2.974.719 m³, correspondentes a 27,38% do seu volume total.

O reservatório Campo Grande, localizado em São Paulo do Potengi, acumula 9.550.013 m³, equivalentes a 41,27% da capacidade total do manancial, que é de 23.139.587 m³. No mesmo período do ano passado, a barragem estava com 15.248.981 m³, percentualmente, 65,90% do seu volume total.

O açude Boqueirão de Parelhas acumula 13.431.595 m³, correspondentes a 15,84% da sua capacidade total, que é de 84.792.119 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 24.540.004 m³, equivalentes a 28,94% do seu volume total.

Os reservatórios que permanecem com volumes superiores a 90% da sua capacidade são: o açude público de Encanto, com 99,12%; Flechas, localizado em José da Penha, com 97,89%; Rodeador, localizado em Umarizal, com 96,82%; Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 96%; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 94,96% e o açude público de Marcelino Vieira, com 94,55% do seu volume total.

Os mananciais monitorados pelo Igarn que estão com volumes inferiores a 10% da sua capacidade são: Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 3,95%; Itans, localizado em Caicó, com 3,32% e Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,59%.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn que estão secos são: Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, acumula 10.582.686 m³, correspondentes a 96,04% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, acumula 41.914.670 m³, percentualmente, 49,74% do seu volume total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, que atende a usos diversos, acumula 10.050.651 m³, correspondentes a 90,75% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

Opinião dos leitores

  1. Ano que vem vai está com 100% de sua capacidade, graças ao Véio Bolsonaro, que vai concluir a transposição e a barragem das oiticicas.

    1. Vish… E o mintomaniaco também vai fazer chover? Esse mente!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Colômbia reabre estádios ao público com 25% da capacidade a partir desta terça-feira em municípios onde as UTIs estejam com ocupação abaixo de 85%

Estádio Metropolitano de Barranquilla — Foto: Reuters

O Ministério da Saúde da Colômbia anunciou que encerrará depois de quase 15 meses a proibição de público em eventos esportivos que não estejam em cidades muito afetadas pela pandemia. A medida autoriza o uso de 25% da capacidade em municípios onde as unidades de terapia intensiva (UTI) estejam com ocupação abaixo de 85%.

Uma das cidades que estarão habilitadas é Barranquilla, ao norte, onde a Colômbia disputará o jogo das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2022, contra a Argentina, na terça-feira que vem, em 8 de junho, quando a nova disposição começará a valer. Apesar de o país ter batido recordes de casos e mortes pelo vírus nos últimos dias, Fernando Ruiz, encarregado do ministério, afirma que “praticamente todas as cidades da costa norte da Colômbia já passaram deste terceiro pico” da pandemia.

Em relação às competições de clubes, nenhum time colombiano passou às oitavas da Libertadores. Mas dois disputam a próxima fase da Copa Sul-Americana. O América de Cáli recebe o Athletico-PR em 13 de julho, e o Junior Barranquilla joga em casa contra o Libertad, do Paraguai, no dia seguinte.

Em proporção a sua população, a Colômbia é o quarto país com mais mortes pelo novo coronavírus na América Latina e Caribe, atrás de Peru, Brasil e México. Quase 90 mil pessoas morreram pela pandemia e mais de 3,4 milhões se infectaram.

Protestos contra o governo atrapalharam recentemente a disputa de partidas pela Copa Libertadores na Colômbia. Além disso, manifestações contrárias à organização da Copa América no país forçaram a mudança da sede dupla somente para a Argentina, até que foi proibida também no outro país e acabou sendo confirmada no Brasil.

Globo Esporte

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Armando Ribeiro Gonçalves recebe aporte hídrico e chega a 53% da sua capacidade; veja situação de outros reservatórios pelo RN

Foto: ASCOM/IGARN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nessa segunda-feira (19), indica que as chuvas pelo interior do estado aumentaram as reservas hídricas superficiais totais, que acumulam 1.895.370.192 m³, correspondentes a 43,3% da sua capacidade total. Na última quarta-feira (14), as reservas hídricas do RN estavam com 1.866.000.752 m³, equivalentes a 42,63% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³.

A maior barragem do RN, Armando Ribeiro Gonçalves, recebeu bom aporte hídrico e acumula 1.258.136.519 m³, percentualmente, 53,02% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. Na última quarta-feira (14) o manancial estava com 1.233.307.878 m³, equivalentes a 51,97% da sua capacidade.

A Barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do RN, também continua recebendo água e acumula 167.271.860 m³, correspondentes a 27,89% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No dia 14 de abril, o manancial estava com 162.751.240 m³, percentualmente, 27,14% da sua capacidade.

O reservatório Umari, localizado em Upanema, acumula 198.840.187 m³, correspondentes a 67,91% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. Na semana passada a barragem estava com 198.628.627 m³, equivalentes a 67,83% do seu volume total.

O açude Flechas, localizado em José da Penha, novamente foi o manancial que teve maior aumento percentual de volume, acumula 3.552.738 m³, equivalentes a 39,7% da sua capacidade total, que é de 8.949.675 m³. Para efeito comparativo, na última quarta-feira o reservatório estava com 2.806.450 m³, correspondentes a 31,36% do seu volume total.

Outro açude que continua aumentando de volume é o de Marcelino Vieira, que acumula 8.145.862 m³, percentualmente, 72,73% da sua capacidade total, que é de 11.200.125 m³. No dia 14 de abril, o reservatório estava com 7.439.531 m³, correspondentes a 66,42% do seu volume total.

O açude Santana, localizado em Rafael Fernandes, acumula 5.390.000 m³, equivalentes a 77% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. Na última quarta-feira, o reservatório estava com 5.226.667 m³, correspondentes a 74,67% do seu volume total.

Localizado em Severiano Melo, o açude Malhada Vermelha acumula 1.321.142 m³, percentualmente, 17,53% da sua capacidade total, que é de 7.537.478 m³. Na semana passada o reservatório estava com 1.221.134 m³, correspondentes a 16,20% do seu volume total.

O açude Itans, localizado em Caicó, acumula 3.113.093 m³, equivalentes a 4,1% da sua capacidade total, que é de 75.839.349 m³. Na última quarta-feira, o reservatório estava com 3.028.373 m³, correspondentes a 3,99% do seu volume total.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 8.735.355 m³, percentualmente, 19,66% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. Na semana passada o açude estava com 8.689.294 m³, correspondentes a 19,56% do seu volume total.

O reservatório Boqueirão de Parelhas acumula 14.935.448 m³, equivalentes a 17,61% da sua capacidade total, que é de 84.792.119 m³. No dia 14 de abril o manancial estava com 14.862.089 m³, correspondentes a 17,53% da sua capacidade.

Outros reservatório que tiveram pequeno aumento de volume, foram: Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, que passou de 68,54% para 69,3%; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, que passou de 71,67% para 72,33%; Brejo, localizado em Olho-d’Água do Borges, que passou de 18,83% para 19,04%; Tourão, localizado em Patu, que passou de 20,04% para 20,51%; Rodeador, localizado em Umarizal, que passou de 56,42% para 56,74%Mendubim, localizado em Assu, que passou de 67,74% para 67,95%; Rio da Pedra, localizado em Santana do Matos, que passou de 25,63% para 26,26% e Zangalheiras, localizado em Jardim do Seridó, que passou de 6,34% para 6,44%.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn, que permanecem com menos de 10% da sua capacidade, sendo considerados em nível de alerta, são os já citados, Itans e Zangarelhas, e o açude Esguicho, localizado em Ouro Branco, que está com apenas 0,98% da sua capacidade.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn, que permanecem secos, são: Inharé, localizado em Santa Cruz, e o Trairi, localizado em Tangará.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz está completamente cheia com os 11.019.525 m³, que correspondem à sua capacidade total. Na semana passada a lagoa estava com 10.801.106 m³, que correspondiam a 98,02% do seu volume total.

Já a lagoa do Bonfim acumula 42.063.950 m³, percentualmente, 49,92% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³. No dia 14 de abril, o manancial estava com 42.014.190 m³, correspondentes a 49,86% do seu volume total.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.854.618 m³, equivalentes a 88,98% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³. Na semana passada o manancial estava com 9.723.956 m³, percentualmente, 87,80% do seu volume total.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Eurocopa: Itália aprova abertura de estádio com 25% da capacidade

Foto: © Reuters/Tony O’Brien/Direitos Reservados

O governo da Itália permitirá que torcedores assistam aos jogos do Campeonato Europeu deste ano no Estádio Olímpico de Roma com 25% da sua capacidade, disse a Federação Italiana de Futebol (FIGC) em comunicado nesta terça-feira (13).

A Eurocopa 2020 foi adiada por um ano devido à pandemia de covid-19, e a Uefa, órgão regulador do futebol europeu, pediu aos 12 países-sede que apresentassem seus planos para permitir que torcedores entrem nos estádios até o início de abril. A competição vai ocorrer de 11 de junho a 11 de julho.

Na semana passada, o Comitê Técnico-Científico (CTS) do governo italiano disse que não poderia dar sua opinião antes do prazo final e a Uefa deu até dia 19 de abril para uma decisão.

“Itália e Roma estão dentro. A aprovação do governo da presença do público nos jogos da Eurocopa 2020 em Roma é uma notícia maravilhosa que iremos imediatamente transmitir à Uefa”, disse o presidente da federação, Gabriele Gravina, em comunicado.

Roma deve receber três jogos da primeira fase – incluindo a partida de abertura do torneio entre Itália e Turquia, no dia 11 de junho – e uma das quartas de final.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

    1. O Presidente de lá comprou as vacinas imediatamente, quando foram oferecidas…e não nega a gravidade da doença…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Prefeitura de Natal dobra a capacidade de leitos de UTI do Hospital de Campanha

Foto: Alex Régis

A Prefeitura de Natal vai dobrar a capacidade de leitos críticos do Hospital de Campanha, passando a operar agora com 40 Unidades de Tratamento-Intensivo. O anuncio foi feito na manhã desta segunda-feira (22) pelo prefeito de Natal, Álvaro Dias, em coletiva de imprensa realizada no salão nobre do Palácio Felipe Camarão. O Comitê Científico do Município vai se reunir ainda nesta segunda-feira para discutir novas ações de combate e enfrentamento à Covid-19.

“Natal estava com a pandemia controlada, mas após as mobilizações eleitorais houve um recrudescimento da doença. Infelizmente, o decreto que publicamos proibindo essas manifestações foi derrubado e estamos sentindo o resultado disso até agora. Estamos trabalhando diuturnamente para reforçar a nossa rede de atendimento. Para tanto, estamos dobrando a nossa capacidade de leitos críticos. O Hospital de Campanha, que começou com 20 leitos, passará a ter 40”, destacou Álvaro Dias.

A gestão municipal vai estender ainda o horário de atendimento de 10 unidades básicas de saúde nas quatro regiões administrativas da capital potiguar. O foco é atender pessoas com sintomas leves da Covid-19, que apresentem tosse, coriza e dor de garganta. Para esses casos, não haverá necessidade de retirar ficha e uma equipe de profissionais da saúde estará trabalhando para atender a demanda.

Confira os horários de funcionamento das UBS: Distrito Sanitário Norte I UBS Pajuçara: Rua Maracaí, S/N – 7h às 19h; UBS Nova Natal: Rua do Pastoril, S/N, Conjunto Lagoa Azul – 7h às 19h; Distrito Sanitário Norte II; UBS Panatis: Rua Milton Servita Brito, nº 994, Potengi – 7h às 19h; UBS Vale Dourado: Rua irmã Vitória, 706, N. Srª. da Apresentação – 7h às 19h; Distrito Sanitário Leste; UBS São João: Av. Romualdo Galvão, nº 891, Tirol – 8h às 20h; UBS Brasília Teimosa: R. Miramar, nº 32, Praia do Meio – 7h às 19h; Distrito Sanitário Oeste; UBS Felipe Camarão II: R. Santa Cristina, s/nº – 8h às 20h; UBS Bom Pastor: R. Augusto Calheiros, nº 1 – 8h às 20h; Distrito Sanitário Sul; UBS Nova Descoberta: Av. Xavier da Silveira – 8h às 20h;UBS Rosângela Lima: Rua Santa Beatriz, 11, Planalto – 7h às 19h.

O secretário municipal de Saúde, George Antunes, reforça a necessidade da população seguir contribuindo com os protocolos sanitários, evitando aglomerações, usando máscara e saindo de casa só em situações de extrema necessidade. Além disso, ele comentou que a sobrecarga na rede pública municipal de saúde é fruto também da “invasão” de pacientes de outros municípios. Ele informou que entre janeiro e fevereiro mais de 2.000 pacientes de fora de Natal foram atendidos apenas na Unidade de Pronto-Atendimento da Cidade da Esperança. Ao todo, segundo a SMS, mais de 4.000 pessoas oriundas do interior foram atendidas na rede pública de Natal.

“Estamos em um momento que precisa de cuidado e colaboração. Não vamos retroceder e para isso é preciso que a sociedade contribua. A Prefeitura vem fazendo um trabalho hercúleo desde o início da pandemia e precisamos que todos façam a sua parte. Vamos agir de forma conjunta para que a gente saia de desse período crítico o mais breve possível”, pontuou.

Opinião dos leitores

  1. E a governadora vai abrir a onde??
    Vai abrir o hospital de Canguaretama??
    Ou vai ser no arena das dunas mesmo??

  2. Álvaro Dias é bem mais competente que a Fátima Bezerra.
    Essa senhora fica escondida, quando sai é para destilar ódio contra o Presidente da República.
    Mulherzinha ingrata. Parabéns Prefeito Álvaro Dias.
    Fora Fátima incompetente.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves inicia fevereiro com mais de 50% da sua capacidade; veja situação de outros reservatórios pelo RN

Foto: ASCOM/IGARN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta quinta-feira (11), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN acumulam 1.852.570.178 m³, correspondem a 42,33% da capacidade total de reservação dos mananciais potiguares monitorados. No dia 11 de fevereiro de 2020, as reservas hídricas do RN somavam 950.421.609 m³, percentualmente, 21,77% da sua capacidade total.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior manancial localizado no RN, acumula 1.210.736.386 m³, equivalentes a 51,02% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No início de fevereiro do ano passado o reservatório estava com 524.843.309 m³, correspondentes a 22,12% da sua capacidade.

Já Santa Cruz do Apodi, segunda maior barragem do Estado, reserva 163.794.460 m³, correspondentes a 27,31% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período do ano passado o manancial estava com 109.976.674 m³, equivalentes a 18,34% do seu volume máximo.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 205.186.974 m³, equivalentes a 70,07% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 82.769.791 m³, que correspondiam a 28,27% do seu volume total.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 11.209.226 m³, equivalentes a 20,44% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava seco.

O reservatório Marechal Dutra, localizado em Acari, reserva 8.781.416 m³, correspondentes a 19,77% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. No mesmo período de fevereiro o manancial estava com 3.016.254 m³, percentualmente, 6,79% da sua capacidade.

O açude de Lucrécia acumula 6.121.330 m³, equivalentes a 24,73% da sua capacidade total, que é de 24.754.574 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava com 1.376.245 m³, que correspondiam a 5,56% da sua capacidade.

Já o açude Mendubim, localizado em Assu, acumula 55.480.211 m³, o correspondente a 70,72%, dos 77.357.134 m³, que são a sua capacidade total. No mesmo período de fevereiro o manancial estava com 55.966.636 m³, percentualmente, 72,35% do seu volume total.

O reservatório Dourado, localizado em Currais Novos, reserva 4.939.317 m³, equivalentes a 47,85% da sua capacidade total, que é de 10.321.600 m³. No mesmo período do ano passado o açude estava com 305.736 m³, que correspondiam a 2,96% do seu volume máximo.

O açude Santana, localizado em Rafael Fernandes, acumula 5.040.000 m³, correspondentes a 72% dos 7.000.000 que compõem a sua capacidade total. No mesmo período do ano passado o reservatório estava seco.

O reservatório Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, represa 7.766.667 m³, equivalentes a 77,67% da sua capacidade total, que é de 10 milhões de metros cúbicos. No mesmo período de fevereiro do ano passado o açude estava com 6.533.333 m³, percentualmente, 65,33% da sua capacidade.

Os reservatórios, monitorados pelo Igarn, que estão com níveis acima dos 60% são: Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 73,01; Encanto, localizado em Encanto, com 62,52%; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 58,27%; Rodeador, localizado em Umarizal, com 57,31% e Morcego, localizado em Campo Grande, com 52,83%.

Os mananciais monitorados pelo Igarn, que estão com volumes inferiores a 10%, por tanto na situação de nível de alerta, são: Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 6,77%; Flechas, localizado em José da Penha, com 4,86%; Itans, localizado em Caicó, com 4,33% e Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,56%.

Nos açudes que estão completamente secos são apenas dois: Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará. O reservatório Passagem das Traíras, permanece em obras não sendo possível a acumulação de água no reservatório.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.182.251 m³, correspondentes a 92,4% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.063.950 m³, equivalentes a 49,92% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.375.524 m³, correspondentes a 84,66% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

Opinião dos leitores

  1. Só bastou os petralhas sair do poder que as coisas melhora, desviavam até a água dos reservatórios e não chovia mais são azarados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves opera em 51,5%; reservas hídricas do RN iniciam fevereiro com mais de 42% da sua capacidade

FOTO: ASCOM/IGARN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta quinta-feira (04), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN acumulam 1.875.075.520 m³, correspondentes a 42,84% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No dia 04 de fevereiro de 2020, o volume das reservas hídricas superficiais do RN era de 959.530.700 m³, equivalentes a 21,92% da capacidade total de acumulação das reservas Estaduais.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.222.022.132 m³, equivalentes a 51,5% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. Já no mesmo período do ano passado, o manancial acumulava 531.601.489 m³, que correspondiam a 22,40% do seu volume total.

Já a segunda maior barragem do Estado, Santa Cruz do Apodi, está represando 165.185.420 m³, correspondentes a 27,54% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No início de fevereiro de 2020 o reservatório acumulava 110.937.375 m³, equivalentes a 18,50% da sua capacidade.

O reservatório Umari, localizado em Upanema, acumula 207.091.010 m³, equivalentes a 70,72% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. Em 04 de fevereiro de 2020, a barragem acumulava 83.300.650 m³, correspondentes a 28,45% do seu volume total.

A barragem de Pau dos Ferros acumula atualmente 11.523.050 m³, correspondentes a 21,01% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No início de fevereiro do ano passado o reservatório estava seco de acordo com o monitoramento do Igarn.

O reservatório Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras, acumula 8.976.419 m³, equivalentes a 20,21% do seu volume total, que é de 44.421.480 m³. No mesmo perído do ano passado o manancial estava com 3.006.307 m³, correspondentes a 6,77% da sua capacidade.

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, está represando 1.623.500 m³, correspondentes a 14,94% do seu volume total, que é de 10.865.000 m³. No início de fevereiro do ano passado o manancial estava com 275.780 m³, correspondentes a 2,54% da sua capacidade.

O açude Rodeador, localizado em Umarizal, acumula 12.406.360 m³, correspondentes a 57,96% da sua capacidade total, que é de 21.403.850 m³. O reservatório estava com 12.614.978 m³, correspondentes a 58,94% da sua capacidade total, em fevereiro do ano passado.

O açude Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, está represando 4.918.970 m³, correspondentes a 59,45% da sua capacidade total, que é de 8.273.877 m³. O manancial estava com 2.723.583 m³, correspondentes a 32,92% da sua capacidade no mesmo período do ano passado.

O reservatório Morcego, localizado em Campo Grande, acumula 3.671.235 m³, equivalentes a 54,73% do seu volume total, que é de 6.708.331 m³. No início de fevereiro de 2020 o manancial estava com 1.984.267 m³, correspondentes a 29,58% da sua capacidade.

O açude de Encanto está represando 3.256.623 m³, correspondentes a 62,72% da sua capacidade total, que é de 5.192.538 m³. O reservatório estava com 3.842.240 m³, correspondentes a 74% da sua capacidade, no início de fevereiro de 2020.

O reservatório Pataxó, localizado em Ipanguaçu, acumula 7.641.236 m³, equivalentes a 50,88% da sua capacidade total, que é de 15.017.379 m³. O manancial estava com 9.825.286 m³, correspondentes a 65,43% do seu volume total, no início de fevereiro do ano passado.

Os reservatórios, monitorados pelo Igarn, que estão com volumes superiores a 70% das suas capacidades, além de Umari, são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 72,67%; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, com 78,5% e Mendubim, localizado em Assu, com 72,45% do seu volume total. Passagem das Traíras, em São José do Seridó, ainda permanece em obras não podendo acumular grande quantidade de água.

Já os reservatórios considerados em nível de alerta, que estão com menos de 10% das suas capacidades, monitorados pelo Igarn, são: Flechas, localizado em José da Penha, com 4,93%; Itans, localizado em Caicó, com 7,32%; Esguicho, em Ouro Branco, com 0,62% e Zangalheiras, em Jardim do Seridó, com 7,03% da sua capacidade total.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.327.864 m³, correspondentes a 93,72% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.262.991 m³, equivalentes a 50,15% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.484.409 m³, correspondentes a 85,64% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: Ampola da vacina de Oxford tem capacidade de 5ml e pode ser aplicada em até dez pessoas

ASSISTA COM DETALHES AQUI EM VÍDEO. Foto: Reprodução

Na edição desta quarta-feira (27) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou qual é a capacidade de imunização de uma única ampola da vacina contra a Covid-19.

Uma ampola da vacina de Oxford, fabricada em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, tem capacidade de 5ml. Segundo o médico, essa dosagem consegue imunizar até 10 pessoas.

“Lembrando que é importante entender que se tem um prazo de validade no momento em que tem acesso ao frasco [da vacina]”, disse Gomes.

“Não pode achar que vai chegar num dia, aplicar a vacina e guardá-la por 10 ou 15 dias, que isso vai estar funcionando de forma adequada, não é assim”, explicou.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Isso. Cada tubo conta-se dez vacinas.
    O q foi comprado não foi por número de ampolas, mas de vacinas. Vamos estudar.
    MUUUUH

  2. 2 milhoes de doses…. 200 mil ampolas, tem nada de novo…. para ser preciso, embalou-se 4 mil caixas com 50 ampolas em cada caixa, cada ampola 10 doses.

    1. Onde a vacina não está sendo aplicada por falta delas?
      Outra que não colou.

  3. Se isso tiver certo mesmo, as dois milhões de doses que chegaram já dão para vacinar
    uns 10% dos brasileiros.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Final da Libertadores: decreto do governo do RJ autoriza até 10% da capacidade do Maracanã

Foto: ALEXANDRE LOUREIRO / REUTERS

O Governo do Estado do Rio de Janeiro publicou decreto, nesta sexta-feira, autorizando a realização da final da Copa Libertadores, marcada para o dia 30, no Maracanã. Entre as regulamentações, o governador Claudio Castro estabeleceu um limite de até 10% da capacidade do estádio para a operação do jogo entre Palmeiras e Santos.

Na partida, que não terá público pagante, estará autorizada a presença de pessoal relacionado a organização, segurança e realização, bem como pessoas ligadas a patrocinadores do evento e aos clubes, no limite determinado. Santos e Palmeiras receberam 150 convites cada.

Hoje, o Maracanã, tem capacidade para 78.883 pessoas, ou seja, a capacidade autorizada de operação para a partida gira em torno de 7 mil pessoas. A Conmebol, porém, não trabalha com a ideia de um efetivo tão grande.

Uma reunião no fim da manhã desta sexta-feira definiu que o efetivo de policiais militares para a segurança da partida, nos arredores e na parte interna do estádio, ficará em 550, com mais 200 guardas municipais.

Em outras partes da cidade, haverá atenção especial nas proximidades dos hotéis onde ficarão as duas delegações.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves permanece com mais de 50% da sua capacidade; veja situação de outros reservatórios pelo RN

Foto: ASCOM/IGARN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (18), indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.243.465.049 m³, que correspondem a 52,4% da sua capacidade total que é de 2.373.066.510 m³. No dia 18 de janeiro de 2020, o manancial acumulava 550.374.210 m³, equivalentes a 23,19% da sua capacidade total.

As reservas hídricas superficiais totais do Estado acumulam 1.914.191.968 m³, que correspondem a 43,73% da capacidade total do RN, que é de 4.376.444.842 m³. No mesmo período do ano passado as reservas estaduais, dos reservatórios monitorados pelo Igarn, eram de 977.582.375 m³, equivalentes a 22,33% do volume máximo de águas do estado.

A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do RN, acumula 168.662.820 m³, percentualmente 28,12% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³. Em meados de janeiro de 2020 o reservatório estava com 113.133.263 m³, correspondentes a 18,86% da sua capacidade.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 211.745.321 m³, que equivalem a 72,31% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de janeiro do ano passado o manancial estava com 84.495.083 m³, percentualmente, 28,86% do seu volume total.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 9.542.403 m³, correspondentes a 21,48% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. Em janeiro de 2020 o manancial estava completamente seco.

O Açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 1.676.950 m³, equivalentes a 15,43% da sua capacidade total, que é de 10.865.000 m³. No dia 18 de janeiro de 2020 o reservatório estava com 275.780 m³, correspondentes a 2,54% da sua capacidade.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 11.478.218 m³, correspondentes a 20,93% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. Em janeiro do ano passado o reservatório estava seco.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, além da Armando Ribeiro Gonçalves e Umari, outros 12 ainda permanecem com mais de 50% da sua capacidade: Dourado, localizado em Currais Novos, com 51,68%; Beldroega, localizado em Paraú, com 51,76%; Santo Antônio de Caraúbas, localizado em Caraúbas, com 53,15%; Pataxó, localizado em Ipanguaçu, com 54,03%; Morcego, localizado em Campo Grande, com 55,91%; Rodeador, localizado em Umarizal, com 60,06%; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 61,23%; Encanto, localizado no município de Encanto, com 63,11%; Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 70,67%; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 73,01%, Mendubim, localizado em Assu, com 74,36% e Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, com 79,67% do seu volume total.

Entre os mananciais monitorados pelo Igarn, 4 estão em nível de alerta, acumulando menos de 10% da sua capacidade. São eles: Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,76% Flechas, localizado em José da Penha, com 5,53%; Itans, localizado em Caicó, com 8,13% e Zangalheiras, localizado em Jardim do Seridó, com 7,8%.

Os açudes que estão secos são: Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.546.283 m³, correspondentes a 95,71% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.698.071 m³, equivalentes a 50,67% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.702.179 m³, correspondentes a 87,61% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

Opinião dos leitores

  1. Engraçado a lagoa do Bonfim com toda essa capacidade mas a cidade de jaçanã RN faz 30 dias que não recebe água nas torneiras,e só Deus sabe quando chegará, até lá estaremos comprando água.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves registra 54,4% de sua capacidade; reservas hídricas estaduais somam 45%

FOTO: ASCOM/IGARN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta sexta-feira (18), indica que as reservas hídricas superficiais totais do Estado são de 1.998.022.933 milhões de metros cúbicos, equivalentes a 45,65% da sua capacidade total que é de 4.376.444.842 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.290.865.183 m³, que correspondem a 54,4% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³.

Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do Estado, está com 175.096.010 m³, correspondentes a 29,2% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³.

O reservatório Umari, localizado em Upanema, está represando 219.996.145 m³, equivalentes a 75,13% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³.

A barragem Pau dos Ferros acumula 12.823.178 m³, que equivalem a 23,38% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³.

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, armazena 1.864.025 m³, que correspondem a 17,16% da sua capacidade total, 10.865.000 m³.

O reservatório Marechal Dutra, localizado em Acari, acumula 10.346.695 m³, que correspondem a 23,29% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³.

O açude Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, está com 8.366.667 m³, equivalentes a 83,67% da sua capacidade total, que é de 10 milhões de metros cúbicos.

Atualmente, os reservatórios com volumes em torno dos 70% das suas capacidades são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 72,33%; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 74,58%; Encanto, localizado em Encanto, com 70,43%; e Mendubim, localizado em Assu, com 78,9%.

Dos reservatórios 47 monitorados pelo Igarn, 3 estão em situação considerada “nível de alerta”, com volumes inferiores a 10% das suas capacidades totais, são eles: Flechas, localizado em José da Penha, com 8,8%; Itans, localizado em Caicó, com 8,6% e Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 1,05%. Existe ainda o caso de Passagem das Traíras, que passa por obras e não pode acumular grande volume de água, que está com 0,15% da sua capacidade.

Já os açudes completamente secos, monitorados pelo Igarn, são: Inharé, localizado em Santa Cruz; e Trairi, localizado em Tangará.

Situação das lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.801.106 m³, que correspondem a 98,02% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 43.731.385 m³, equivalentes a 51,9% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.919.949 m³, correspondentes a 89,57% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTOS: Unimed Natal inaugura novo Pronto Socorro Infantil e duplica capacidade de atendimento

Fotos: Divulgação

A Unimed Natal inaugurou nessa segunda-feira (23) o seu novo Pronto Socorro Infantil, localizado dentro do Hospital Unimed oferecendo mais comodidade e praticidade aos clientes da cooperativa. O espaço proporciona diversos benefícios começando pela segurança do paciente, que agora não precisa realizar grandes deslocamentos já que o PSI fica próximo às salas de exames, do laboratório, da área de internação, do centro cirúrgico e também da UTI.

Além disso, o novo pronto socorro conta com dois ambientes distintos sendo um para pacientes com síndromes respiratórias e outro para os demais atendimentos. Ambos possuem consultório, sala de medicação e observação independentes. A sala vermelha, para pacientes mais graves, está montada com 1 leito para emergências.

O PSI, que antes funcionava num prédio anexo ao Hospital Unimed, foi inaugurado depois de uma longa trajetória de adaptações, que se iniciou quando a cooperativa precisou de um espaço com atendimento pediátrico 24h, em 2017. Com isso a capacidade do pronto socorro praticamente duplicou.

Sobre o Hospital Unimed

O Hospital Unimed hoje é referência para o atendimento materno infantil, com capacidade para absorver toda a demanda dos nossos clientes, e ainda oferece serviço de alto nível na urgência ortopédica – adulto e infantil. Para o pronto atendimento adulto em outras especialidades contamos com os hospitais da rede credenciada que podem ser consultados pelo site ou pelo APP Unimed Natal Beneficiário. O HU é o único hospital com selo de acreditação ONA no estado, o que significa que ele atende todos os critérios de segurança para o paciente. A partir de dezembro tem início o projeto de ampliação do hospital que vai elevar de 114 para 250 o número de leitos e torná-lo totalmente digitalizado.

Com sustentabilidade e inovação a Unimed Natal avança para oferecer o melhor serviço para os seu mais de 200 mil clientes e mercado de trabalho para o médico cooperado. Porque mais do que um Plano de saúde somos uma cooperativa de médicos que promove a saúde! E cuidar de cada um é o principal plano.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Setembro registra o maior uso da capacidade de produção da indústria dos últimos 5 anos, diz CNI

As horas trabalhadas na produção na indústria, indicador do nível de atividade, subiram pelo quinto mês seguido em setembro. Ao mesmo tempo, o nível de uso do parque fabril atingiu o patamar de 79,4% – o maior desde abril de 2015.

As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (6) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio dos indicadores industriais. A pesquisa é feita em parceria com 12 federações estaduais da indústria.

A CNI explica que o nível de uso do parque industrial mostra quanto os equipamentos e os trabalhadores das empresas estão ocupados na produção em relação ao máximo que pode ser produzido por um longo período sem dificuldades.

“A atividade industrial de setembro foi excepcionalmente forte. As horas trabalhadas na produção praticamente voltaram ao patamar pré-pandemia [de fevereiro deste ano]”, acrescentou a entidade.

De acordo com o gerente-executivo de Economia da CNI, Renato da Fonseca, a recuperação registrada em setembro foi mais forte do que o esperado.

Segundo Fonseca, a indústria conseguiu se recuperar, mas ainda enfrenta problemas como o alto custo de energia e um alto custo tributário pela “complexidade do sistema tributário nacional”.

“O grande desafio é voltar a agenda de competitividade, principalmente a da reforma tributária, para que o Brasil tenha realmente uma indústria competitiva e volte a crescer mais de 2% ao ano, para o bem de sua população”, declarou.

Faturamento e emprego

Segundo a CNI, o faturamento industrial cresceu 5,2% em setembro e ficou 6,1% acima do patamar registrado em fevereiro. Esse também é o maior resultado desde outubro de 2015.

“Apesar da grande variação na análise mensal, o faturamento ainda é negativo na comparação do acumulado de janeiro a setembro. E registra queda de 1,9% no acumulado do ano”, informou a CNI.

O emprego industrial registrou o segundo mês consecutivo de alta em setembro e avançou 0,5% no período.

Na comparação com setembro de 2019, acrescentou a CNI, o emprego recuou 1,7%, enquanto no acumulado dos nove primeiros meses deste ano caiu 2,6%.

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula mais de 58% de volume; reservas hídricas estaduais chegam ao final de outubro com 49% da sua capacidade

Foto: ASCOM/IGARN

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nessa quarta-feira (28), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN somam no final de outubro 2.160.214.923 m³, equivalentes a 49,36% da capacidade total do Estado que é de 4.376.444.842 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, acumula 1.379.580.327 m³, correspondentes a 58,13% da capacidade total do manancial que é de 2,37 bilhões de metros cúbicos.

Segundo maior manancial do Estado, a barragem Santa Cruz do Apodi represa 187.440.780 m³, equivalentes a 31,26% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³.

Localizada em Upanema, e terceira maior barragem do Estado, Umari acumula 234.891.580 m³, em termos percentuais 80,22% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³.

A Barragem de Pau dos Ferros acumula 15.206.576 m³, o equivalente a 27,73% do seu volume total que é de 54.846.000 m³.

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 2.246.700 m³, o que em termos percentuais corresponde a 20,68% da capacidade total do reservatório que é de 10.865.000 m³.

Já o açude Itans, localizado em Caicó, entrou no chamado nível de alerta, quando o volume do reservatório fica inferior a 10% da capacidade total. O Itans está com 7.525.955 m³, que correspondem a 9,92% da capacidade total do manancial que é de 75.839.349 m³.

Em contrapartida, Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, continua como o único reservatório com volume ainda em torno de 90%. O Apanha Peixe acumula 9.066.667 m³, que equivalem a 90,67% da sua capacidade total que é de 10 milhões de metros cúbicos.

O Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, represa 11.657.393 m³, correspondentes a 26,24% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³.

Os mananciais com volumes na faixa dos 80% das suas capacidades, além de Umari, são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 82% e Mendubim, localizado em Assu, com 86,78%.

Os açudes com volumes na faixa de 70% são: Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 76,92%; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 79,68%; Rodeador, localizado em Umarizal, com 72,57%; Morcego, localizado em Campo Grande, com 72,28%; Encanto, localizado em Encanto, com 79,72%; Beldroega, localizado em Paraú, com 71,06% e Pataxó, localizado em Ipanguaçu, com 71,07%.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn com volumes inferiores a 10% e, portanto, considerados em nível de alerta, com a adição do Itans agora são três: Flechas, localizado em José da Penha, com 7,73%; Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 1,42%, o Itans, localizado em Caicó, com os 9,92% e Passagem das Traíras, que continuam passando por obras em sua estrutura e acumula apenas 0,3% da sua capacidade.

Os secos continuam sendo apenas dois: Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará.

Situação das lagoas

A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, voltou ao seu volume total que é de 11.019.525 m³, após as recentes chuvas.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, também teve um pequeno aumento de volume e acumula 9.876.395 m³, passando de 88,2%, na última semana, para 89,18% do seu volume total que é de 11.074.800 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, também ganhou pequeno volume e está com 44.819.084 m³, correspondentes a 53,19% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³. Na última semana estava com 53,12%.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *