Saúde

Saúde negocia compra de mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer

Foto: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo

O Ministério da Saúde deu início a tratativas para adquirir mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer para serem entregues ainda este ano ao Brasil.

As tratativas começaram há 20 dias e, desde então, já ocorreram algumas reuniões entre representantes da farmacêutica e do Ministério da Saúde. A Pfizer já sinalizou à pasta que tem condições de fornecer os imunizantes.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Governo federal já distribuiu 54 milhões de vacinas com os Estados. Os Estados só usaram 33 milhões até agora.

    1. E a facada sem sangue rendeu. Após nove meses, o bolsonaro recebeu mais de 400 mil de reembolso para tratamento de saúde.

  2. As doses que esse governo das trevas não comprou ano passado…
    Mas a boiada imunda já já passa por aqui para “parabenizar” o genocida.

    1. Antes tarde do que Nunca! Parabéns presidente lula! Bastou algumas Entrevistas para o Bozo cair na Real e Dar o chamado “Recuo Tático” e perceber que a saida é a ” tal da vacina” Que Ele tanto Menosprezou.

    2. Desinformado, ano passado todos estavam desenvolvendo suas vacinas e a prioridade eram os país onde elas foram produzidas. Além do fato que TODOS os PAÍSES no MUNDO foram comprar vacina ao mesmo tempo.
      Mas se no lugar de estádios de futebol tivessem ampliado e construído hospitais no Brasil, essa pandemia teria sido devidamente combatida.
      Onde foram parar os BILHÕES que o governo federal mandou aos governadores?
      Em SP o hospital de campanha foi construído e desfeito, quantos pessoas foram atendidas nele? NENHUMA! Onde foi parar o dinheiro? Qual estado onde mais tem mortes pelo covid no Brasil?
      Quando ficou provado que foram consumidos nos recursos públicos pela corrupção implantada no Brasil de 2002 a 2013?
      Quando dinheiro público foi desviado do Brasil para manter as ditaduras de Cuba, Venezuela, África e outros países? Se todos esses bilhões tivesse sido destinado a saúde pública, de 2002 a 2013, hoje a situação seria diferente.
      Entendeu? Acho que não, seria exigir muito de quem só sabe repetir, sem ler e buscar a verdade

    3. Calma, menina! Quanto rancor! Imagina você ficar assim até 2026! Vai ter um infarto.

    4. A vaca imunda do Bozo fazendo textinho pra justificar o fracassado do palhaço do Planalto.
      Muuuuuuuuuuuuuuuuu

    5. Os canhotos estão alterados kkk. O que tá havendo? As narrativas estão caindo? Vão inventando mais! Que tal inventar que Bolsonaro deu uma barrigada na faca de adélio!?

    6. Esquerda é mentira e desinformação…
      Em julho de 2020, Bolsonaro comprou 100 milhões de doses da vacina de Oxford, já pagando, inclusive, pela transferência de tecnologia para produzir no Brasil .
      Naquela época, a vacina de Oxford era a mais promissora.
      Para que comprar vacina da Pfizer que nem aprovada estava, era muito mais cara e exigia ficar resfriada a – 80 ° c se teríamos vacina da Oxford?
      Não existe vacina sobrando.
      A esquerda bolivariana tenta iludir a população.
      Esquerda é fakenews.
      Em setembro de 2020 o Brasil entrou para o consórcio covax facility da OMS.
      Já foram 54 milhões de doses entregues.
      O que Lula do petrolao e do mensalão, amigo de Maduro e do presidente da Argentina tem a ver com covid ou vacina?
      Lula foi pegar covid em Cuba, é um desmoralizado. .

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Instituto Vital Brazil negocia com Bolsonaro a compra de 100 milhões de vacinas da Índia contra a Covid-19 e criação de fábrica de imunizantes

Foto de arquivo

O Instituto Vital Brazil aguarda o Ministério da Saúde assinar, nos próximos dias, o contrato que permitirá transformação do laboratório em um polo produtor de vacinas e que garantirá o fornecimento ao Brasil da ZYCOV-D, vacina que resiste em temperatura ambiente e pode ser atualizada contra novas cepas.

Laboratório oficial do estado do Rio de Janeiro, o centenário Vital Brazil firmou parceria com a multinacional indiana Zydus Cadila, uma das maiores farmacêuticas do mundo, para trazer ao Brasil a ZYCOV-D, vacina de DNA que resiste em temperatura ambiente, sem necessidade de refrigeradores para o transporte e o armazenamento.

Além do fornecimento ao Brasil de 100 milhões de doses nos próximos 12 meses, o acordo prevê transferência de tecnologia, formação de pessoal técnico e construção de uma fábrica de padrão internacional para a produção de imunizantes, incluindo a ZYCOV-D. Novas oportunidades de emprego serão criadas sem onerar os cofres públicos. Será uma planta moderna, com capacidade de produção de aproximadamente de 500 milhões de doses anuais. E financiada pela venda da ZYCOV-D no Brasil.

Desde a assinatura do acordo com a Zydus Cadila, o Vital Brazil vem negociando com o Ministro da Saúde Eduardo Pazuello, a compra da vacina de DNA, que tem entre suas vantagens a possibilidade de rápida atualização para combater as novas cepas do coronavírus que estão aparecendo em várias partes do mundo.

O contrato de encomenda tecnológica com o Ministério da Saúde, por meio do qual as primeiras cinco milhões de doses seriam entregues já em abril, está em fase final de negociação. O Instituto Vital Brazil espera que a assinatura ocorra nos próximos dias, o que garantiria a entrega das doses e construção da nova fábrica de imunizantes.

Ancelmo Gois – O Globo

Opinião dos leitores

  1. Ainda ontem o Presidente da Câmara dos Deputados foi rastejar pra o embaixador da China enviar vacina, dizendo que o Brasil não é só o executivo, etc, etc…
    Aliás, o Eduardo Bananinha tá tão calado ultimamente…nunca mais atacou a China…kkkkkkkk
    Se bem que ele tem mais com o que se preocupar….por exemplo com a casa de 6 milhões de reais do irmão rachadinho…mummmmmmmmmmmm

    1. Ei Queiroz!!
      Vc precisa lê mais o blog do BG viu??
      Nós somos um dos países que estamos bem a frente no ranque mundial no tocante a vacinação do covid.
      Vacinamos mais do que muitas potências mundiais.
      Tá tudo aqui no blog BG.
      Leia mais pra não está passando vergonha tá??

    2. Não, nego.
      Covid-19: Brasil ocupa 7ª posição no ranking de doses aplicadas
      País já imunizou 5.933.678 milhões de pessoas. No cálculo por 100 habitantes, o lugar está bem mais abaixo: 46º

    3. Queiroz é uma pronúncia em português,
      Não falo inglês nem escrevo, mas vc entendeu sabichão.
      Avisa ao teu personagem geremias pixuleco.
      Rsrsrsrs

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: Pfizer negocia 100 milhões de doses com o governo federal

CNN Brasil detalhe em reportagem a negociação do governo brasileiro com a Pfizer para vacina contra covid-19. Primeiro lote pode ser entregue até final de junho.

Opinião dos leitores

    1. Num é… Uma coisa tão fácil que é comprar vacinas. É a mesma coisa de comprar um pão na esquina.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN negocia compra de doses da vacina russa Sputinik V por meio do Consórcio Nordeste

Foto: Anton Vaganov/Reuters

O Governo do RN e o Consórcio Nordeste iniciaram contatos com o laboratório União Química para aquisição da vacina Sputnik V, de origem russa, como forma de ampliar a disponibilidade do imunizante à população. A informação foi confirmada pelo Estado nesta sexta-feira(15).

Os governadores do Nordeste estão negociando a compra de 50 milhões de doses emergenciais da vacina russa Sputnik V para os nove estados da região.

A Sputnik tem mais de 91,4% de eficácia comprovada, segundo o laboratório russo Gamaleya.

Opinião dos leitores

  1. Será que irão pagar antecipado o valor dessas vacinas como aconteceu com os respiradores que roubaram os 5 milhões.

  2. O descrédito com o consórcio nordeste é tão grande junto à população, que uma notícia dessa, que deveria ser aplaudida por trartar-se de uma vacina com uma eficácia de quase o dobro da coronavac, deixa todo mundo de orelha em pé. Perdeu a credibilidade.

    1. Cheiro de mutreta no ar…
      Devolvam primeiro os 5.000 milhões desviados. Jamais esqueceremos.
      #ForaFatãoGopi

    1. Né isso. Essa desgovernadora é muito cara de pau. Acha que esquecemos dos cinco milhões.
      Devolvam nosso dinheiro primeiro.
      #ForaFatãoGopi

  3. Parabéns pela iniciativa. Não esperem pelo presidente louco. Quem não quiser tomar a Sputnik V poderá tomar da febre aftosa.

    1. Inteligente , seu carteiraco , PC polícia civil , grandes coisas , já que sabe tudo , o senhor concorda com o sumiço de R$ 5.000.000,00 pra mim isso é ROUBO , já que é policial , explique ??

    2. Tá doido pra ser roubado de novo né? Nós não viu?
      Fatão, devolva nosso dinheiro!
      #ForaFatãoGopi

  4. Vai aproveitar pra compensar os R$ 5 milhões de reais que perdeu via Consórcio Nordeste??

    1. Dessa GOVERNADORA FÁTIMA DO PT , ñ duvido nada até hoje ñ explicou os R$ 5 MILHÕES. Digo; ñ vai ser diferente dos EX-GOVERNADORES ROSALBA E ROBINSON , já vai aproximadamente 3 anos de PT X FUNCIONALISMO 0 (ZERO) e doze anos sem reposição salarial.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Após fechamento da Ford, Audi negocia para reabrir fábrica no Brasil em 2022

Foto: Divulgação

A decisão de fechamento das fábricas da Ford no Brasil pode acelerar um processo de reabertura da fábrica de outra montadora concorrente no país, a alemã Audi.

Em entrevista à CNN, o diretor de relações institucionais e sustentabilidade da Audi do Brasil, Antonio Calcagnotto, afirmou que, se a negociação em curso com o governo Bolsonaro der certo, a empresa pode retomar operações no país.

A Audi foi uma das que desativou a produção em solo nacional depois da crise econômica das montadoras, que piorou em 2020, em plena pandemia do coronavírus.

A CNN apurou que a visão interna na Audi é de que a péssima notícia da Ford, com a potencial demissão de 5 mil pessoas, possa forçar o governo federal a rever as condições econômicas para montadoras no Brasil, o que abriria espaço para que a alemã reabrisse a fábrica no interior do Paraná, desativada no fim do ano passado.

“O governo poderia refletir como manter investimentos automotivos no Brasil, é uma indústria de cadeia extensa e importante”, disse Calcagnotto, sem mencionar a decisão da Ford.

Executivos do mercado automobilístico do país criticam o nível e a complexidade de impostos para o setor e pedem uma ‘política industrial automotiva’, com incentivos para que montadoras possam voltar a operar no país sob ajuda do governo.

No caso da Audi, a única fábrica no país era a de São José dos Pinhais, no interior do Paraná. Ela era responsável pela produção do antigo A3 Sedan.

Com cerca de 40 empregos diretos gerados, o número de postos de trabalho não chega perto do somado pelas três fábricas da Ford. No entanto, o nível de tecnologia trazida da Europa exige profissionais altamente capacitados.

Na mesa de negociações com o governo Bolsonaro estão créditos de IPI do extinto programa ‘Inovar-Auto’, que a empresa diz ter pago além do que era devido por condições da proposta que vigorou entre 2012 e 2017 – e quer de volta do governo.

“Se tudo der certo, a gente sinceramente acha que tem condições de retomar produção no Brasil”, diz Calcagnotto.

É que o Inovar-Auto impôs uma alíquota adicional de 30% sobre o IPI de carros importados, mas prometeu que devolveria o dinheiro para empresas que expandissem a produção nacional.

É esse dinheiro cobrado pela Audi como uma ‘sinalização à matriz’ para que a empresa decida novamente por produzir no país, uma vontade da filial brasileira da montadora alemã.

O diretor da filial brasileira da empresa alemã disse que, caso o dinheiro fosse devolvido, um novo modelo de veículo da Audi poderia ser produzido no Brasil.

Internamente, a empresa calcula que sejam necessários pelo menos seis meses para a concluir a negociação desse imbróglio com o governo federal e abrir o caminhar para voltar a operar.

Ainda está aberta uma negociação com o governo do Paraná, para facilitar os trâmites para uma eventual reabertura da unidade de Pinhais.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. O que a Ford quer é mais dinheiro do governo, porém, a fonte secou a concorrencia ganhou, não evoluiu perdeu, simples assim

  2. O véi macho da gota serena.
    Dinheiro pra ford, de jeito nenhum, ta certo.
    Esses caras não vende um carro com prejuízos, só no lucro, pra quê tanto incentivo do governo, vá buscar incentivo na sede da Ford nos EUA do povo brasileiro, fe maneira alguma.
    Tchau, é como o PR disse, lamento perdeu pra concorrência.
    Sai um, chega outro.
    Um presidente desse, macho, corajoso, é difícil.
    Me orgulho muito desse doido.
    Pau, madeira de dar em maluco!!!!!

    1. O mais velhos, ou os mais informados, sabem que até mais ou menos 1990 só havia aqui quatro grandes montadoras. Ford dente elas. Hoje, de carro pequeno, só tem o Ka. Tava tomando coro da 'novata' Hyundai, e perigando perder volume de mercado para Renault e Toyota. Alguém se lembra aí quando a Ford fez um lançamento? Fato é que a montadora já havia anunciado que iria, numa estratégia global, focar eu SUVs e pipcapes. De qualquer modo, já tem interessados na fábrica da Bahia. Não demora muito, deve aparecer também interesados na Troller.

    1. deixe de falar besteira esse informe melhor, na Argentina a população ficou em casa um tempão e a FORD decidiu investir lá e ai?, o problema é seu presidente fraco igual a Dilma.

    2. Eles fabricam por lá a Ranger. De cada três, duas vêm pro Brasil.
      Quem tá falando besteira mesmo?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

ABSURDO: Câmara Municipal negocia com Teatro Riachuelo e posse de Álvaro Dias pode superar público da festa de Neymar, diz reportagem

A Câmara Municipal de Natal está em processo de negociação com o Teatro Riachuelo para realização do evento de posse do prefeito reeleito de Natal, Álvaro Dias, e dos 29 vereadores para o dia 1º de janeiro de 2021. A informação foi confirmada pela assessoria do espaço, localizado nas dependências do shopping Midway Mall.

O Teatro Riachuelo pode receber um público que vai de 1.518 até 1.985 pessoas, dependendo do formato da festa. Levando em conta esses dados e a ocupação de apenas 30% do espaço por causa das medidas sanitárias de prevenção ao novo coronavírus, o número de convidados pode ir de 455 à 595 pessoas. Uma plateia que pode até superar a da criticada recepção de réveillon do jogador Neymar, que está dando uma festa que começou no último dia 25 e vai até a virada do ano. Durante o período de sete dias, o jogador deve receber 500 pessoas em sua mansão no litoral do Rio de Janeiro. A festa foi criticada, justamente, por ignorar a pandemia de covid-19.

A agência Saiba Mais apurou com mais de uma fonte que num cálculo preliminar estavam previstas aproximadamente 700 pessoas no evento. Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da prefeitura de Natal informou que a responsabilidade pela posse do chefe do Executivo é da Câmara Municipal.

Leia matéria completa AQUI no Saiba Mais – Agência de Reportagem

Opinião dos leitores

  1. Absurdo, torço para que os que tiveram os seus empregos perdidos e as suas empresas quebradas, bem como os que estão sem poder exercer as suas atividades no momento atual, em razão de decretos emanados do Prefeito Álvaro a Dias, façam manifestação no Teatro Riachuelo no momento em que estiver ocorrendo a posse. O Prefeito Álvaro Dias está fazendo pior do que Dória fez em São Paulo, a população tem que se irresignar e reagir. Por onde anda o MPRN que não interpõe ação judicial contra essa aglomeração assassina? O MPRN só tem ação contra o povo e em favor de Fátima.

  2. E adivinhe só quem vai pagar a conta da festa e das possíveis despesas com internações de covid decorrentes da aglomeração da posse: NÓS!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Fátima negocia compra de doses da Coronavac para imunização no RN

 Foto: JN

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), negocia com o governo do São Paulo a aquisição de doses da vacina Coronavac para imunização da população do Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pela assessoria da governadora ao G1. O número de doses que seriam compradas, no entanto, não foi divulgado.

Fátima participa de reunião do Fórum de Governadores com o Ministério da Saúde, nesta terça-feira (8), e conversou com o governador João Dória sobre o assunto. A governadora ainda deverá ir a São Paulo para ter uma reunião com o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas. De acordo com a assessoria do governo, pelo menos 9 estados já apresentaram interesse na aquisição da vacina. Veja todos os detalhes AQUI em reportagem na íntegra.

Opinião dos leitores

  1. Some aos 5.000 milhões dos respiradores.
    Prejuizo avista, não tem nem o que pensar.
    Cadê o grito fora FHC.
    Estão se juntando pra tentar derrubar o MITO.
    Kkkkkkk
    Cada vez mais convicto está o povão de que, essa turma não merece a menor confiança.
    Pode esperniarem, pode esperniarem.

  2. Ei pisiu, está vascina é só para Seres Humanos, Gado Minion se vascina contra Febre Aftosa, já existe vascina e campanhas anuais, podem me chamar que Eu aplico de graça. ???????????

  3. Parabéns minha governadora! Tendo eficácia, eu tomo vacina até de Marte! Que venha a CoronaVac o mais rápido possível! Se o gado não quiser, eles que esperem sentados pela vacina de Oxxxford do incompetente Bozo, com eficácia de 70%.

  4. Mais uma grana dos pobres recursos do falido RN sendo desviados para a China. Quero ver a "alta cúpula" desse governo sendo vacinada em público. Pedir para os outros é fácil, agora colocar o rabo na vacina é outra coisa.

    1. 0 Bolsonaro ser amiguinho do comunista Wladimir Putin pode né?

    2. De onde apareceu essa gado? Nunca tinha visto aqui no Blog.

  5. Sem problema. Quem quiser ser vacinado antes da chancela da Anvisa assina um termo assumindo os riscos. Também pega a assintatura do governante que quiser sair distribuindo essa ou qualquer outra vacina.

  6. O Véio Bolsonaro é bom demais, já liberou 2 milhões para compra de freezer , tomara que esse dinheiro, não vá parar no consórcio Nordeste, ai dão sumiço.
    Quanto a coronavac ela que tome, j7nto com a jumentada do PT.
    #Bolsonaro tem razão.
    Hô Véio arroxado, Hô véi macho, Hô véi cunhudo.

  7. Cadê os 5 milhões dos respiradores, quando esse desgoverno vai devolver aos cofres públicos com juros e correção.

  8. Essa Véia é Arrochada… Dá-lhe Fátima!!! Essa tem o "G" duro!!! Graças a você o RN está saindo do Buraco deixado por Robinho!!!!

    1. 5 milhões é fichinha comparado no que Bolsonaro gastou com Cloroquina, um remédio sem eficácia e tem estoque pra 100 anos e vai vencer.

    1. Pra reclamar tem um bocado. Mas pra ajudar não aparece um!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Cloroquina: país negocia compra de 10 toneladas

Foto: Agência O GLOBO

O governo Bolsonaro insistirá no uso da cloroquina para combater o coronavírus e já programa com a Índia a compra de dez toneladas da matéria-prima para fazer o medicamento.

A informação foi confirmada à coluna por Carlos Wizard Martins, que será o número três do Ministério da Saúde, no comando da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. O custo estimado na aquisição é de 6 milhões de dólares, o que hoje equivale a R$ 30,3 milhões.

– Vamos apostar 100%, seguir e defender a cloroquina. Esperamos que, nos próximos 30 dias, possamos receber essa carga no Brasil”, disse Wizard, empresário e ex-dono da rede de escolas de idiomas Wizard.

Com O Globo

Opinião dos leitores

  1. Se nao matar muitos agora, no futuro teremos "alguns" com sequelas cardíacas e com problemas de fígado. Mas tdos são livres para se envenenarem…(nao por acaso é necessário assinar um termo ao aceitar o tratamento com essa droga).
    Já foi mais que provado q essa substância não melhora em nada quem está contaminado por Covid.

    1. Discorra aí sobre a dosagem necessária para que esses efeitos apareçam.

  2. O Brasil deu de goleada no resto do mundo! Nosso presidente descobriu a cura, ja estavamos fabricando cloroquina pelo exercito, os EUA nos de 2mil comprimidos e agora ta vindo mais e em toneladas. Nosso presidente vai curar todo o Brasil, e depois vamos recuperar a economia vendendo cloroquina pra Europa, China, EUA e pro resto do mundo, e nessa hora como sempre digo, o mundo se curvará o nosso amadíssimo sr. Presidente Jair Messias Bolsonaro… É muita felicidade ver os comunistas lamentando. PT nunca foi estrela, a estrela é e sempre foi BOLSONARO!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

‘Doleiro dos doleiros’, Dario Messer começa a negociar delação premiada

Foto: Reprodução

Conhecido como o “doleiro dos doleiros” e preso desde julho do ano passado, Dario Messer buscou formalmente o Ministério Público Federal para iniciar negociações de um acordo de delação premiada. Um dos principais alvos da Lava-Jato do Rio, Messer passou mais de um ano foragido no exterior até ser finalmente preso em julho do ano passado, sob suspeita de liderar um esquema internacional de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que movimentou R$ 1,6 bilhão e abasteceu diversos doleiros no Brasil, de acordo com as investigações. Atualmente ele está em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica.

Quando ainda estava foragido no exterior, Messer tentou iniciar tratativas com a Lava-Jato do Rio, mas as conversas não foram adiante. Agora que se tornou alvo de prisão e de diversas denúncias, o doleiro decidiu buscar novamente uma possibilidade de acordo.

A defesa de Messer iniciou as tratativas de delação na Procuradoria-Geral da República (PGR), mas o caso foi encaminhado para a força-tarefa da Lava-Jato no Rio, responsável pelas investigações que resultaram na sua prisão.

Sua defesa apresentou relatos preliminares sobre políticos e empresários, mas a tentativa de delação é vista com ressalvas pelos investigadores porque avança pouco em relação ao atual estágio das investigações da Lava-Jato. Diversos outros doleiros que atuavam com Messer foram mais rápidos que ele e fizeram acordos de delação antes, o que permitiu aos investigadores desvendar o sistema de contabilidade paralela usado pelo grupo de doleiros para movimentar recursos ilícitos.

Pelas negociações até o momento, Messer teria que pagar aos cofres públicos valores entre R$ 1 bilhão e R$ 2 bilhões, a título de indenização pelos crimes cometidos e devolução de recursos provenientes dos crimes financeiros. Caso as negociações prosperem rapidamente, os valores ainda poderiam ser revertidos para o combate ao coronavírus.

Conselheiros e advogados próximos ao doleiro tentaram convencê-lo a buscar um acordo de delação quando ele ainda não estava preso e poderia trazer novidades aos investigadores, mas ele sempre resistiu a essa ideia. A situação inclusive provocou uma briga em sua família. Seu filho Dan Wolf Messer rompeu com o pai e fez uma delação com a Lava-Jato no ano passado, acertando a devolução imediata de R$ 270 milhões aos cofres públicos. Também sua namorada, Myra Athaide, conseguiu fechar um acordo de delação e foi solta em fevereiro pelo juiz Marcelo Bretas. A avaliação de pessoas próximas é que Messer perdeu o momento ideal para buscar a delação e agora terá dificuldades para obter êxito.

Há um interesse do MPF, porém, na possibilidade de Messer devolver valores bilionários aos cofres públicos com celeridade. A Lava-Jato já rastreou quase R$ 1 bilhão em bens imóveis e valores mantidos ainda no exterior pelo doleiro, que estão bloqueados mas os valores ainda não foram repatriados. Esses valores só podem ingressar os cofres públicos depois que condenações contra ele transitem em julgado (termo jurídico para o esgotamento de todos os recursos), o que pode levar diversos anos para ocorrer.

A investigação contra o grupo de Messer nasceu no âmbito das apurações do esquema do ex-governador Sergio Cabral, condenado a 267 anos de prisão. O MPF aponta que ele usou serviços da rede de Messer no Uruguai para ocultar cifras milionárias oriundas de corrupção.

O doleiro já responde a diversas ações penais na 7ª Vara Federal do Rio, com o juiz Marcelo Bretas, que foi o responsável por determinar sua prisão preventiva. Em uma das denúncias do MPF, até mesmo o ex-presidente do Paraguai Horácio Cartes foi alvo, acusado de fazer parte da organização criminosa de Messer.

Messer teve sua prisão preventiva decretada em maio de 2018 por Bretas, mas ficou foragido até julho do ano seguinte. Escondeu-se durante esse tempo no Paraguai, mas o doleiro foi preso em julho do ano passado em São Paulo, quando estava no local para visitar sua namorada Myra Athaide. Conseguiu ir para prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica no mês passado por estar no grupo de risco do coronavírus, mas a PGR tenta cassar essa decisão.

Procurado, o advogado de Messer, Átila Machado, afirmou que não iria comentar.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Tiraram Moro do caminho, mas ainda tenho esperança que ainda vão colocar muito corruptos criminosos na cadeia.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Dona da Amil, que possui a Promater em Natal, negocia a venda de hospitais no Nordeste

A UnitedHealth, grupo americano de saúde dono da Amil, está negociando a venda de seus hospitais localizados no Nordeste e a carteira de planos individuais. O objetivo é vender todos esses ativos num só pacote, segundo o Valor apurou.

Ainda segundo fontes, a Unimed Fortaleza tentou comprar o Hospital Monte Klinikum, no Ceará, mas as conversas não avançaram porque a cooperativa médica não tinha interesse na carteira individual da Amil. Na negociação, a Amil chegou a oferecer a carteira de planos corporativos da região.

O BTG Pactual foi contratado para buscar compradores para os ativos da UnitedHealth. A informação foi antecipada pelo colunista Lauro Jardim, de “O Globo”.

No Nordeste, o grupo possui também os hospitais Santa Joana, em Recife (PE), e a Promater, em Natal (RN). A Amil não conseguiu deslanchar nessa região do país e há alguns anos desacelerou os investimentos locais. Atualmente, a operadora tem cerca de 280 mil usuários nos nove Estados do Nordeste – esse volume representa menos de 10% da base. A operadora conta com um total de 3 milhões de usuários de convênios médicos em todo o país.

Deste volume total, quase 500 mil usuários são de planos individuais, modalidade que gera prejuízo para a Amil. A maior parte das operadoras não tem interesse nessa modalidade, com o argumento de que o reajuste é controlado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Já os hospitais são, atualmente, um ativo bastante valorizado no setor de saúde devido à expansão das operadoras verticalizadas – que contam com rede própria de clínicas e hospitais – e ao interesse de investidores e fundos em montar holdings de serviços hospitalares.

Procurada pelo Valor, a UnitedHealth informou que não comenta rumores do mercado.

A venda de ativos é uma tentativa do grupo recuperar seus negócios no país. No ano passado, a Amil perdeu 480 mil usuários.

Desde que desembarcou no Brasil em 2012 para adquirir a Amil, a UnitedHealth não viu a operadora ter grandes resultados. Entre 2013 e 2016, acumulou perdas de mais R$ 720 milhões. Os ganhos obtidos em 2017 e 2018, de R$ 62 milhões, não compensaram os prejuízos. No ano passado, a matriz trocou a presidência e principais diretores da companhia, que fatura cerca de R$ 20 bilhões por ano.

Valor

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Ex-técnico da Inglaterra, Sven-Göran Eriksson negocia para assumir base do Botafogo-PB

Foto: AFP

A quinta-feira começou movimentada nas redes sociais do Botafogo-PB. É que o clube divulgou uma negociação com uma figura mundialmente conhecida no futebol. O sueco Sven-Göran Eriksson, que foi técnico da Inglaterra em duas Copas do Mundo e da Costa do Marfim em outro Mundial, deve se tornar o novo manager do clube paraibano. A ideia é que ele passe a comandar as categorias de base botafoguenses.

Na manhã desta quinta-feira, o próprio Botafogo-PB divulgou um vídeo no qual Sven-Göran Eriksson confirma o contato com o presidente do clube, Sérgio Meira. Inclusive, emissários do ex-treinador, hoje dirigente, já estão na capital paraibana.

De acordo com o Botafogo-PB, o intermediário nessa negociação é o ex-jogador norueguês Lars Bakkerud, que já está em João Pessoa. Ele está acompanhado do ex-jogador brasileiro Anderson Sousa, que jogou muitos anos na Noruega e hoje é agente de futebol. Ambos devem visitar as dependências do Centro de Treinamento da Maravilha do Contorno nesta sexta-feira.

Inicialmente, a chegada dos agentes à capital paraibana faz parte de um estudo da equipe de Sven-Göran Eriksson, que visa parcerias e até a terceirização das categorias de base. Anderson Sousa conversou com o presidente do Botafogo-PB, Sérgio Meira, informando que um nome renomado no futebol gostaria de conhecer o clube e oferecer um plano para melhorias nas categorias de base. O mandatário detalha como foi o encontro.

– Eu recebi um link do Anderson (Sousa) com informações de um ex-treinador de futebol, que hoje é investidor, que gostaria de conhecer clubes brasileiros, preferencialmente das séries B ou C. Dois dias depois do recebimento do link, abri e vi que se tratava de um dos maiores treinadores da Europa, Sven Eriksson. Em seguida, me certifiquei que era realmente o Sven e conversei com ele por telefone – contou Sérgio Meira.

Maravilha do Contorno é a casa do Botafogo-PB e, recentemente teve um projeto de reforma apresentado pela diretoria do clube — Foto: Lucas Barros / TV Cabo Branco

O desejo de Meira é fazer uma parceria com a Eriksson Management, com investimentos profissionais e patrimoniais, e a implantação de um núcleo de preparação e formação de jogadores brasileiros e estrangeiros, com técnicas e táticas no estilo europeu.

Uma entrevista com os emissários do dirigente sueco e integrantes da diretoria do Botafogo-PB está programada para a tarde desta sexta-feira, para explicar como está a negociação e também como deve funcionar a parceria. Segundo a assessoria do clube, restam apenas a confirmação do local e do horário da coletiva.

Currículo de peso

Aos 72 anos, Sven-Göran Eriksson atuou como treinador por 41 anos e dirigiu clubes como Benfica, Roma, Fiorentina, Sampdoria, Lazio e Manchester City. Ele também comandou as seleções de México, Inglaterra (nas Copas do Mundo de 2002 e 2006) e Costa do Marfim (no Mundial de 2010).

Os seus trabalhos mais recentes como treinador foram no futebol chinês, em que comandou o Guangzhou R&F, o Shanghai SIPG e o Shenzen, o seu último clube, em 2017. Desde então, o sueco passou a atuar no ramo de investimento no futebol, por meio da Eriksson Management.

Globo Esporte

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *